Vous êtes sur la page 1sur 32

U5 – CRESCIMENTO E RENOVAÇÃO CELULAR

ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO


O ser humano é formado por milhões de células todas elas resultantes de
uma única célula inicial – o ovo ou zigoto. Esta célula possui toda a
informação necessária para o nosso crescimento e desenvolvimento.
O suporte físico da informação necessária para o desenvolvimento de um
ser vivo permaneceu desconhecido, até meados do séc. XX.

Durante as primeiras décadas do século passado, considerava-se que a


informação necessária para formar um ser vivo estaria contida nas
proteínas, uma vez que eram consideradas estruturas muito complexas e
que determinadas doenças hereditárias estavam associadas à falta de
determinadas enzimas.

Contudo, as investigações que se realizaram vieram demonstrar a


importância dos ácidos nucleicos como responsáveis pelo armazenamento
da informação genética.
As bactérias Pneumococos do tipo S (virulentas) mortas pelo
calor transmitiam uma substância – princípio transformante
– às bactérias do tipo R (não patogénicas), transformando-as
em pneumococos do tipo S (patogénicas)

Mas então, que substância constitui o “ princípio transformador”


das bactérias R em bactérias virulentas ?
O DNA constitui o princípio transformante, passando das
bactérias do tipo S mortas para as bactérias do tipo R,
transmitindo a informação que necessitam para produzir
a cápsula que lhes confere virulência.
Comprovam que o DNA constitui o suporte
universal de informação genética.
Nos organismos procariontes o DNA encontra-se disperso no citoplasma,
constituindo o nucleóide.

Nos seres eucariontes, o DNA encontra-se sobretudo no núcleo (também ocorre


nas mitocôndrias e cloroplastos)
Existem dois tipos de ácidos nucleicos nas células:
► DNA ou ADN = Ácido Desoxirribonucleico;
► RNA ou ARN = Ácido Ribonucleico

Monómeros = Nucleótidos
Grupo
fosfato
- 1 Pentose ( açucar com Base
5 átomos de carbono ) azotada
5’
- 1Grupo Fosfato
( ácido fosfórico )
4’ 1’
Pentose
- 1Base Azotada

3’ 2’

nucleósido

nucleótido
Ribose – C5H10O5
( RNA )
Desoxirribose – C5H10O4
( DNA )
Anel duplo 

Anel simples

Adenina ( A ), Timina ( T ), Citosina ( C ) e Guanina( G )  DNA


Adenina ( A ), Uracilo ( U ), Citosina ( C ) e Guanina ( G )
 RNA
Os nucleótidos unem-se entre si por
ligações entre o radical fosfato de um
nucleótido e o carbono 3´da pentose do
nucleótido seguinte.

O processo repete-se no sentido 5´


 3´.

O número e a ordem dos nucleótidos, a


sequência nucleotídica, define as
características de cada indivíduo.
 Todas as espécies possuem DNA.

 Em cada espécie há uma grande


semelhança entre as quantidades de timina
e de adenina, por uma lado, e de citosina e
guanina, por outro.

 O número de nucleótidos e a sua ordem


variam nas diferentes moléculas de DNA.

 Todas as células somáticas de um


REGRA DE CHARGAFF
A+G organismo possuem, normalmente, DNA de
=1
T+C igual composição.
Estudaram a difracção de raios X na molécula
cristalizada de DNA e concluíram que a sua
estrutura é helicoidal
Observação ao Microscópio Electrónico  espessura de uma molécula
de DNA ( 2 nm ) é dupla da de uma cadeia polinucleotídica ( 1 nm )
Em 1953, James Watson e
Francis Crick propuseram
um modelo tridimensional
para a estrutura da
molécula de DNA
A molécula de DNA é composta
por duas cadeias polinucleótidicas
dispostas em sentidos inversos –
cadeias antiparalelas – enroladas
em torno de um eixo imaginário.
As cadeias polinucleotídicas estão
unidas por pontes de hidrogénio
entre pares de bases azotadas –
complementaridade de bases (a
adenina liga-se à timina e a
citosina liga-se à guanina).
Cadeias antiparalelas

Complementaridade das bases


Gene
Segmento de DNA com uma certa
sequência nucleotídica, podendo atingir
milhares de pares de bases, correspondente
a determinada informação.

Genoma
Conjunto de genes correspondente à
informação genética de um indivíduo. O
genoma humano possui de 30 a 50 mil
genes englobando 2825 milhões de pares
de bases.
A molécula de RNA é composta por uma cadeia
polinucleotídica que, em certas formas e zonas,
pode dobrar-se sobre si devido à formação de
pontes de hidrogénio entre bases complementares
As dimensões do RNA são inferiores às do DNA;

A pentose presente na constituição de cada nucleótido é a ribose;

O Uracilo entra na sequência de bases, no lugar da timina ( A = U; C = G );

Sob o ponto de vista estrutural e funcional existem 3 tipos de RNA


distintos:

● RNA mensageiro ( mRNA )

● RNA de transferência ( tRNA )

● RNA ribossómico ( rRNA )


TIPO DE PENTOSE BASES LOCALIZAÇÃO QUANTIDADE
CADEIA AZOTADAS
Adenina ( A ) Principalmente Em regra
Timina ( T ) no núcleo constante
DNA Dupla Dexosiribose
Guanina ( G ) mesma
Citosina ( C ) espécie
Citosina ( C ) Principalmente Variável de
Simples,
Guanina ( G ) no hialoplasma célula para
RNA por vezes Ribose
Adenina ( A ) célula
dobrada
Uracilo ( U )
FIM
ADAPTADO DE:

Profª: Ana Madeira