Vous êtes sur la page 1sur 4

c 


    
 
 
Os hospitais psiquiátricos, em conformidade com a portaria 224/92 da Secretária
Nacional de Assistência a Saúde, desenvolvem uma política de saúde mental essencialmente
dinâmica e com vistas a uma rápida recuperação, contribuindo para que o paciente retorne o
mais breve possível ao meio social e às suas atividades habituais.
As técnicas terapêuticas desenvolvidas no atendimento aos conflitos psicopatológicos,
privilegiam a relação do profissional de saúde mental com o paciente através das equipes
multiprofissionais e interdisciplinares, e que se constituem em uma conduta complexa. Sem
dúvida, isso é um dos fatores que onera os custos dos tratamentos na área de saúde mental
em qualquer modalidade de assistência.
O presente estudo, solicitado pelo Sindicato dos Hospitais e Estabelecimento de
Serviços de Saúde do Estado do Rio de Janeiro-SINDHERJ e desenvolvido pelo Centro de
Estudos de Preços no Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas, visa auferir
em clínicas de tratamento psiquiátrico o custo médio paciente/dia, considerando lotação de
240 (duzentos e quarenta) pacientes, e com base em informações do 2° semestre de 1999.
Este estudo está baseado em coleta direta de dados de custos em hospitais
psiquiátricos previamente definidos: Casa de Saúde Dr. Eiras (Botafogo), Casa de Saúde Santa
Cecília, Instituto Doutor Francisco Spinoza , Clínica da Gávea S/A e Sanatório do Rio de Janeiro.
Foram, então, coletados dados relacionados com: custo da mão-de-obra (incluindo
encargos sociais), custo de benefícios (vale-transporte), custo dos medicamentos clínicos e
psicotrôpicos, custo de material de terapia ocupacional e de expediente, custo de alimentação,
custo de lavanderia, custo de limpeza e conservação, custo de uniformes, EPI e rouparia, e
custos de manutenção e depreciação do equipamentos, de veículos e predial.

Também foram somados ao total geral: os custos com despesas administrativas


e o B.D.I., além da carga tributária.
Os resultados obtidos são apresentados como uma média do custo de mercado do
paciente/dia em hospitais psiquiátricos do Rio de Janeiro. Esses resultados foram alcançados
através de metodologia de cálculo utilizada pela Fundação Getúlio Vargas e que será detalhada
a seguir.
Segue abaixo a discriminação dos itens apurados no custo paciente/dia. A
análise será feita em quatro grupos de acordo com a planilha.

MONTANTE A
Referente aos custos associados à mão-de-obra nos hospitais: salários, folguista,
adicional de insalubridade, adicional noturno, feriado remunerado, reflexo sobre repouso
semanal remunerado e encargos sociais.

   ʹ Foi considerada a média dos salários, para as diversas categorias, 
entre os hospitais consultados. Ainda dentro deste item está somando o custo relativo
ao folguista.
Obs: A carga horária de cada trabalhador e seu respectivo salário é apresentada na
tabela correspondente à mão-de-obra. O número 243,33 é resultado da multiplicação do
número médio de dias no mês (30,415) pelo numero de horas da Jornada considerada; 208,56
é resultado da multiplicação do número de dias trabalhados no mês (26,07) pelo número de
horas da Jornada considerada.

  
 
  
 - A legislação assegura ao empregado que trabalha
em hospitais, um adicional de insalubridade de 20% (vinte porcento), calculado sobre o
salário mínimo vigente.

  
   - Considera-se a escala 12x36hs (noturno). 
custo hora adic. not. = custo hora normal x 20%

 = (8h/d x 15,2075 d/mês) x custo hora do adio. not. 


Logo o custo do adicional noturno e:

c = (121,66 h/mês) x custo hora do adic. not. 



Obs: 8h/d refere-se às horas efetivamente trabalhadas na parte da noite; 15,2075
corresponde ao número médio de dias trabalhados no mês nesta escala.


 
 - Considera-se a escala 6x1 (diurno) Ͷ 8hs/dia.
Como em média temos 12 (doze) feriados por ano, tem-se em média 1 (um) feriado por
mês, ou seja, 8hs/mês.

 = 8hs/mês x custo hora normal 


Obs: Na escala l2x36hs não existe este custo.

  



 
 - Assegurado pela Lei nº
605/49.
=1/6=16,67%
Custo RSR = [h.e. 50% ou 100% x (1+ folgador) + adic.not.] x 0,1667

!
"
 - Totalizando o percentual de 103,64% (cento e três vírgula 
sessenta e quatro porcento) sobre o total da remuneração apurada, conforme trabalhoY 

  
  




Y


Y  Y  Y   Y  
Y   
 
 Y          Y Y  
 Y 
    
Y  ! 
Y  Y " #  Y $ Y    Y 
Y %&
 
%
    
  ! 
' (

)* +# +,