Vous êtes sur la page 1sur 191

FLORAIS

DE BACH

DE MINAS

DE SAINT
GERMAIN

1
TERAPIA FLORAL.
SISTEMA FLORAL DE MINAS.

“CONHEÇA A TI MESMO”

“O conhecimento é o primeiro passo da liberdade. A arte de conhecer é a arte de


concretizar a liberdade. Todo sofrimento provém da ignorância: ignorância do que sou
ignorância de quem sou, do que somos. A arte de conhecer é a chave do segredo da vida, e
um caminho para a saúde, a felicidade e a vida eterna” (Michio Kushi).
“Quando cada ser humano entende todos os outros, o amor e a compaixão
prevalecem. Quando cada ser humano entende a arte da natureza, a saúde e a paz
prevalecem. Palavras que não foram escritas estão vivas por toda parte, e são pronunciadas
pelo universo. Quando entendemos todas elas, sem que falte nem uma única, teremos
aberto o livro do segredo da vida eterna”. (Michio Kushi).
“Do oceano ao continente, do deserto à montanha, da flor ao animal, do espaço ao
tempo, tudo é governado pela Lei Universa, Yin e Yang estão em toda parte; sem eles, nada
existe e nada se transforma”. (Michio Kushi).
“Uma parte manifesta o todo; o todo reflete uma parte. O pequeno representa o
grande. O grande equivale ao pequeno. Às vezes parecem ser a mesma coisa, às vezes
parecem ser opostos. Mas todos eles parecem com coro para louvar a glória do universo
infinito”. (Michio Kushi). “Conhecer as coisas é conhecer a si mesmo. Conhecer mais é uma
forma de nos tornarmos mais humildes e modestos. Aquele que torna a si mesmo o mais
modesto conhece tudo e atinge a consciência universal da vida eterna”. (Michio Kushi).
O homem viajou ao espaço, está viajando através do corpo humano, com o novo
projeto Genoma, mas desconhece a sua essência. Conhecer a si mesmo é o novo
paradigma.

2
A seguir vou reproduzir literalmente trechos de palestras, entrevistas, artigos e livros
do Dr. Bach, de 1930 a 1936.
“É essencial compreender que o homem tem dois aspectos: um espiritual e um físico,
e que dos dois, o físico é infinitamente menos importante”. Sob a orientação de nosso EU
Espiritual, nossa Vida Imortal, o Homem veio ao mundo para adquirir conhecimento e
experiência e para se aperfeiçoar como ser físico. O corpo físico sozinho, sem comunhão
com o Espiritual, é uma concha vazia, uma rolha sobre as ondas, mas, quando há união, a
vida é uma alegria, uma aventura de interesse absorvente, uma jornada cheia de felicidade,
saúde e conhecimento. Nossa evolução começa como um bebê recém-nascido, sem
conhecimento e com todo interesse autocentrado... conforme avançamos vem o desejo de
poder... continuamos voltados para nós mesmos... então vem o ponto de viragem: o
nascimento do desejo de estar a serviço dos outros e aí começa a batalha... precisamos
transformar o ego em abnegação, a separação em unidade.
“Não estamos todos aprendendo a mesma lição ao mesmo tempo”. Uma está
dominando o orgulho; outro, o medo; outro, o ódio e assim por diante, mas o fator essencial
para a saúde é que aprendamos a lição que nos foi destinada. O que importa é que vivamos
em harmonia com os ditames de nossa alma, a saúde depende da obediência aos
mandamentos interiores e do estar de acordo com nosso próprio EU Espiritual. Nossa alma
nos coloca um determinado estágio de vida melhor que se ajusta à nossa evolução e onde
melhor podemos aprender a lição necessária, e ajusta a nossa evolução onde melhor
podemos aprender a lição necessária, e qualquer que seja nossa posição, é necessário
unicamente cumprir aquele trabalho estabelecido para nós e tudo fluirá bem. A doença é o
resultado de um conflito que surge quando a personalidade se recusa a obedecer aos
ditames da alma e há desarmonia entre o Eu Espiritual ou Superior e a personalidade
inferior, que é como nos conhecemos.
“A vida se resolve na transmutação das qualidades inferiores do Eu nas virtudes
superiores da unidade abnegada, através de um esforço lento e gradual e deve ser uma
evolução feliz”. Para transmutar o ego em ausência do ego, o desejo em ausência de desejo
e a separação em unidade é preciso uma evolução constante e gradual em que precisamos
dominar cada estágio à medida que progredimos. A doença ocorre quando fracassamos em
seguir o nosso Eu Espiritual, surgindo o conflito que produz a doença. De acordo com o
estágio particular em que estamos falhando, desenvolve-se no plano físico uma mentalidade
definida e é esta mentalidade que mostra ao médico a causa fundamental real do problema
do paciente e lhe dá a chave para o tratamento bem sucedido. A partir daí pode se
determinar qual o esforço que se espera que o doente faça, onde ele está fracassando, e
assim pode-se deduzir qual o tratamento correto para que alcance o bem-estar.
“A doença serve para nos fazer parar de praticar ações erradas e na verdade
deveríamos aprender nossas lições no plano mental, salvando-nos do sofrimento físico, mas
muitos de nós não conseguimos”. E assim a doença nos é enviada para acelerar nossa
evolução. Ela é na realidade benéfica, é o método adotado por nossa própria Alma para nos
trazer ao caminho da compreensão. A doença pode ser evitada. Pudéssemos ouvir a voz do
nosso Eu Espiritual, vivêssemos n´s em harmonia como nossa alma, nenhuma lição severa
seria necessária e estaríamos livres de doenças. Assim, é trabalho do médico ajudar o
paciente a atingir esse objetivo, através da assistência espiritual, mental e física.
“Primeiro é preciso curar a mente e depois o corpo”. Curar o corpo e não a mente
pode ser grave para o paciente, pois o corpo vive a expensas da alma, e a cura é no
máximo uma aula cabulada. Seria melhor perder o corpo do que perder a lição.
“A doença é o resultado do mau pensamento e da má ação e cessa quando a ação e
o pensamento são corrigidos”. Quando a lição da dor e do sofrimento é aprendida, não há
mais propósito para a presença da doença e ela automaticamente desaparece; a verdadeira
cura pode ser obtida pelo certo substituindo o errado, pelo bem substituindo o mal, pela luz
substituindo a escuridão. É preciso provocar a virtude oposta, que eliminará a falha. E a
farmacopéia do futuro deverá conter aqueles remédios que tem o poder de trazer à tona o
bem, eliminando todos aqueles cuja única qualidade é resistir ao mal. O ódio pode ser
curado apenas pelo amor, a crueldade só será eliminada quando a simpatia e a piedade
forem desenvolvidas, a cura real de todos os medos é a coragem perfeita.

3
“A ciência dos últimos duzentos anos tem encarado a doença como um fator
material, que pode ser eliminado por meios materiais, o que, naturalmente, está
completamente errado”. A doença do corpo, como a conhecemos, é um resultado, um
produto final, um estágio final de algo muito mais profundo. A doença origina-se acima do
plano físico, mais próximo do mental. É totalmente o resultado do conflito entre nosso Eu
Espiritual e nosso Eu Mortal. Enquanto esses dois Eus estiveram em harmonia, temos
saúde perfeita. Mas, quando há discórdia, ocorre o que conhecemos como doença.
“Sempre que cometemos um erro, ele reage sobre nós, trazendo-nos infelicidade,
desconforto ou sofrimento, de acordo com o erro cometido”. O seu objetivo é ensinar-nos,
mostrar-nos o efeito prejudicial de nossa ação ou pensamento errado ao produzir em nós
mesmos resultados semelhantes e nos mostra como tal pensamento ou ação pode
prejudicar os outros, sendo contrários à Grande e Divina Lei do Amor e da Unidade. Para o
médico que compreende isso, a própria doença indica a natureza do conflito, o indivíduo
está cometendo alguma falta, algum erro, e o seu Eu Superior está tentando corrigir. A dor, o
enrijecimento, até a parte do corpo afetada pela doença indica a natureza da falha. Na mão:
falha ou erro na ação; no pé: falha em assistir os outros; no cérebro: falta de controle; no
coração; deficiência ou excesso ou ação errônea no que diz respeito ao amor; no olho: falha
em ver corretamente e compreender a verdade, quando colocada diante dos olhos, etc.
“Olhemos agora por um instante para o hospital do futuro”. Ele será um santuário de
paz, esperança e alegria, sem correrias, sem ruídos, destituído de tudo que possa sugerir
doença e sofrimento... o objetivo será ter uma atmosfera de paz, de esperança, de alegria e
de fé. Tudo será feito para encorajar o paciente a esquecer de sua doença, a lutar pela
saúde e, ao mesmo tempo, a corrigir qualquer falha existente em sua natureza,
compreendendo a lição que tinha de aprender. Tudo, no hospital do futuro, será belo e
exaltador, de modo que o paciente que buscar esse refúgio não apenas seja aliviado de sua
doença, mas também desenvolva o desejo de viver uma vida mais em harmonia com os
ditames de sua Alma, do que a que vivia anteriormente. O hospital do futuro será a mãe do
doente; irá tomá-lo em seus braços, e irá acalmá-lo e confortá-lo, dando-lhe esperança, fé e
coragem para sobrepujar suas dificuldades.
“A formação” do médico do amanhã será um profundo estudo da natureza humana,
uma grande percepção do puro e do perfeito, uma compreensão do estado Divino do
homem e o conhecimento de como assistir aqueles que sofrem, de modo que possam
harmonizar sua conduta com seu Eu Espiritual e possam trazer a concórdia à sua
personalidade. O médico terá que ser capaz, a partir da vida e da história do paciente, de
compreender o conflito que está causando a doença e desarmonia entre o corpo e a Alma,
permitindo-lhe dar o conselho e o tratamento necessário para o alívio do sofrimento. Terá
também de estudar a Natureza e as suas leis e estar familiarizado com seus Poderes de
Cura, que assim utilizará para o bem e melhora daqueles que sofrem. O tratamento do
futuro trará essencialmente quatro qualidades ao paciente. Primeiro paz; segundo,
esperança; terceiro, alegria, e em quarto lugar, fé. Os erros do paciente diagnosticados,
serão a ele indicados e fornecida ajuda e encorajamento para que ele possa corrigi-los.
“O paciente do futuro precisa compreender que ele, e somente ele, pode trazer alívio
para o seu sofrimento, embora possa ser aconselhado e auxiliado por um irmão mais
experiente que o ajudará em seu esforço”. Não haverá mais orgulho em se ficar doente; ao
contrário, as pessoas terão tanta vergonha da doença como se tivessem cometido um
crime.
“A ação das essências florais é elevar nossas vibrações e abrir canais para a
recepção do nosso Eu Espiritual, inundando nossas naturezas com aquela virtude que
necessitamos para eliminar a falha que está causando a desarmonia”. Tais remédios, como
a mais bela música, ou qualquer coisa gloriosamente exaltadora, podem elevar nossas
verdadeiras naturezas, aproximando-nos de nossas Almas e através disso, trazerem-nos
paz e alívio para o nosso sofrimento. Eles alteram a atitude do paciente tanto em relação à
doença quanto em relação à saúde.
“Agora quero falar-lhes de duas condições que provavelmente dão origem a mais
doenças neste país do que qualquer outra causa e que constituem as grandes falhas de
nossa civilização: a ambição e a idolatria”. Em nossa civilização, a ambição ofusca tudo. Há
ambição por riqueza, por posição, situação social, honras materiais, conforto, popularidade.
Contudo, não tratarei de nenhuma delas, pois comparativamente não são prejudiciais. A pior

4
de todas as ambições é a de possuir outro indivíduo. Na verdade isso é tão comum entre
nós que passou a ser encarado como algo correto e adequado. Quantas pessoas, entre
amigos e parentes, você pode dizer que são livres? Quantas estão ligadas ou são
influenciadas ou controladas por outro humano? Quantas são as que podem dizer que dia a
dia, mês a mês, ano a ano: obedeço aos ditames da minha alma, não sendo influenciado
por outras pessoas?
“Possivelmente a maior” lição da vida a ser aprendida é a liberdade: liberdade em
relação às circunstâncias, ao ambiente, a outras personalidades e, para muitos de nós
liberdade em relação a nós mesmos, pois, até que sejamos livres, somos incapazes de dar
e servir aos nossos irmãos de maneira completa. Lembrem-se de que se temos alguma
doença ou dificuldade, se somos envolvidos por parentes e amigos que nos preocupam, se
temos de viver entre pessoas que regulam nossa vida, interferem nos nossos planos e
impedem nosso progresso, isso tudo se deve a nós mesmos. Há ainda, dentro de nós,
alguma coisa que trava a nossa liberdade ou falta-nos coragem para reivindicar nossa
individualidade, nosso direito inato. No momento em que tivermos dado completa liberdade
a todos os que nos rodeiam, quando pensarmos, apenas em dar e dar e nunca tomar, então
nesse momento veremos que estamos livres de todas as coisas desse mundo: nossas
cadeias se romperão e, pela primeira vez na vida, conheceremos a extraordinária alegria da
perfeita liberdade. Estaremos libertos de toda restrição humana e seremos unicamente
servos dispostos e alegres de nosso Eu Superior. A liberdade absoluta é nosso direito inato
e isso pode ser obtido apenas quando dermos a mesma liberdade a toda Alma viva que
possa fazer parte de nossa vida.
“Pode-se começar praticando a extrema gentileza: que nunca nenhum pensamento,
palavra ou ato sirva para ferir alguém”. Lembre-se que todas as pessoas estão trabalhando
para sua própria salvação, estão vivendo para aprender as lições que aperfeiçoarão as
próprias Almas e que precisam fazer isso sozinhas, ter suas próprias experiências, descobrir
armadilhas do mundo e, através de seu próprio esforço, encontrar o caminho que as levará
ao topo da montanha. Devemos procurar ser muito gentis, muito tranqüilos, tão
pacientemente úteis que, ao nos movermos entre nossos irmãos, pareçamos uma lufada de
ar ou um raio de sol, sempre prontos a ajuda-los quando pedirem, nunca os forçando aos
nossos pontos de vista.
“E agora quero falar-lhes de outro grande obstáculo à saúde, que é muito comum,
atualmente, e que é um dos maiores empecilhos que o médico encontra em seu esforço
para curar”. É um obstáculo que tem a forma da idolatria. Cristo disse: “Não podeis servir a
Deus e à riqueza e, contudo o serviço à riqueza é um de nossos maiores impedimentos”.
Milhares de nós adoram a outro ser humano. Quão comum é a expressão: preciso perguntar
ao meu pai, minha irmã, meu marido. Que tragédia pensar que uma Alma, em sua evolução,
precisa parar para pedir permissão a outro companheiro de viagem. Ser influenciado,
obedecer aos desejos ou considerar os desejos de outro mortal é idolatria. É falta grave,
ata-nos com cadeias, nos aprisiona, confina nossa vida. Estejam certos de que o indivíduo
que considera sua mulher, seus filhos, seus pais ou seus amigos acima de seu dever é um
idólatra, que serve a um ídolo e não a Deus.
“Lembre-se das palavras de Cristo: “Quem é minha mãe e quem são meus
irmãos”?”, o que implica que todos nós, mesmos pequenos e insignificantes, como podemos
ser, estamos aqui para servir a nossos irmãos, à humanidade, ao mundo em geral e nunca,
nem mesmo por um breve instante, ficar sob os ditames e comando de outro ser humano,
que sejam contrários àqueles motivos que sabemos serem os comandos de nossa Alma.
Sejam capitães de suas almas, sejam mestres de seus destinos.
“A principal razão para o fracasso da moderna ciência médica é que ela está lidando
com os resultado e não com as causa”. Durante séculos a real natureza da doença foi
mascarada pelo materialismo e assim deu-se à própria doença a oportunidade de estender
seus tentáculos, uma vez que não está sendo atacada em sua origem. A doença nunca será
curada ou erradicada pelos atuais métodos materialistas, pela simples razão de, em sua
origem, a doença não ser material. Aquilo que conhecemos como doença é o resultado final
produzido no corpo, o produto final de forças profundas e de longa atuação. E mesmo que o
tratamento material seja aparentemente bem sucedido, isso não é nada mais do que alívio
temporário, a menos que a verdadeira causa seja eliminada. A tendência atual da ciência
médica, pela má interpretação da verdadeira natureza da doença, concentrando-a

5
materialmente no corpo físico, tem aumentado enormemente o seu poder, primeiro por
desviar o pensamento das pessoas de sua verdadeira origem e, conseqüentemente, do
método de ataque eficaz, segundo, por localizá-la no corpo, ocultando assim a verdadeira
esperança de recuperação e originando uma poderosa e complexa doença de medo, que
nunca deveria existir.
“Uma das grandes exceções” aos métodos materialistas da moderna ciência médica
é a do grande Hahnemann, o fundador da homeopatia, que com sua compreensão do amor
caritativo residente dentro do homem, ao estudar a atitude mental de seus pacientes em
relação à vida, ao ambiente às respectivas doenças, buscou encontrar nas plantas silvestres
e nos domínios da natureza o medicamento que não apenas curasse seus corpos, mas ao
mesmo tempo elevasse a sua perspectiva mental. Quinhentos anos antes de Cristo, alguns
médicos da antiga Índia, sob a influência do senhor Buda, avançaram na arte da cura, e
homens como Hipócrates, com seus imensos ideais de cura. Paracelso, com sua certeza da
divindade do homem e Hahnemann, que compreendeu que a doença se origina num plano
superior ao físico, conheciam a verdadeira natureza e o remédio para o sofrimento. Quanta
miséria seria poupada se, nos últimos vinte anos ou vinte séculos, os ensinamentos dos
grandes mestres dessa arte tivessem sido seguidos. Mas, como aconteceu de uma maneira
geral, o materialismo atraiu fortemente o mundo ocidental e durante muito tempo as vozes
de opositores empíricos elevaram-se acima das recomendações daqueles que conheciam a
verdade.
“Para compreender a natureza da doença é preciso que certas verdades sejam
conhecidas”. A primeira delas é que o homem tem uma Alma, que é o seu verdadeiro Eu, e o
corpo, o seu templo terreno. O segundo princípio é que nós, como nos conhecemos neste
mundo, somos personalidades aqui colocadas com propósito de obter todo o conhecimento
e experiência que podem ser conseguidos através da existência terrestre, de desenvolver
virtudes de que carecemos e de eliminar tudo que está errado dentro de nós, avançando
assim em direção à perfeição de nossas naturezas. A Alma sabe qual o ambiente e quais as
circunstâncias que melhor nos capacitarão a realizar isso e, desse modo, coloca-nos na
condição de vida mais adequada a esse objetivo. A terceira verdade a ser compreendida é
que a curta passagem por esta Terra, que conhecemos como vida, é apenas um momento
no curso de nossa evolução, assim como um dia na escola está para uma vida, embora no
presente possamos apenas enxergar e compreender esse único dia, nossa intuição nos diz
que nosso nascimento encontra-se infinitamente longe de nosso fim. Nossas Almas, que
realmente somos nós, são imortais, e os corpos, de que temos consciência, são
temporários, simplesmente cavalos que dirigimos durante a jornada ou instrumentos que
utilizamos para realizar um trabalho. Segue-se, então, um quarto grande princípio que diz
que enquanto nossas almas estiverem em harmonia com nossas personalidades, tudo será
paz, alegria, felicidade e saúde. O conflito quando nossas personalidades são desviadas do
caminho estabelecido por nossas Almas e essa é a causa base da doença e da infelicidade.
Outro grande princípio é a compreensão de todas as coisas, de que o Criador de tudo é o
Amor. É possível ter um vislumbre desta concepção ao se pensar em nosso Criador como
um grande e fulgurante sol de bondade e amor, de cujo centro irradiam-se em todas as
direções e do qual nós e todas as coisas de que temos consciência somos partículas das
extremidades enviadas para adquirir experiência e conhecimento, para finalmente retornar
ao grande centro. Embora par nós cada raio possa parecer isolado e distinto, ele é na
realidade parte do Sol Central. A separação é impossível, pois logo que um raio de luz é
isolado de sua fonte, ele deixa de existir. Deste modo qualquer ação contra nós mesmos ou
contra alguma outra pessoa afeta o todo, porque uma imperfeição de uma parte reflete-se
nele, do qual toda partícula deve atingir a perfeição. Há dois grandes erros: primeiro, falhar
em honrar e obedecer aos ditames de nossa Alma e segundo agir contra a Unidade. As
verdadeiras doenças fundamentais do homem são defeitos tais como o orgulho, a
crueldade, o ódio, o amor-próprio, a ignorância, a instabilidade e a ambição. E se
considerarmos cada um deles, veremos que são contrários a Unidade.
“O orgulho se deve a falta de reconhecimento da insignificância da personalidade e
sua dependência completa da alma e a perda do senso de proporção, da compreensão do
quanto se é pequeno dentro do esquema geral da criação”.

6
“A crueldade é a negação da unidade de todas as coisas, e o fracasso na
compreensão de que qualquer ação adversa a alguém se opõe ao todo, sendo, portanto,
contra a Unidade”.
“O ódio é o oposto do amor, o reverso da lei da Criação”. Leva apenas a ações e
pensamentos contrários a Unidade.
“O amor-próprio também é uma negação da Unidade e do dever que temos para com
nossos irmãos, pois nos faz colocar nossos próprios interesses antes do bem da
humanidade e do cuidado e proteção daqueles que estão mais perto de nós”.
“A ignorância é uma falha” no aprendizado e recusa em enxergar a Verdade quanto
se tem a oportunidade, e conduz a muitos atos errôneos, como os que só podem acontecer
na escuridão, e que não são possíveis quando a Luz da Verdade e do Conhecimento está
ao nosso redor.
“A instabilidade”, a indecisão e a fraqueza de propósito ocorrem quando a
personalidade se recusa a ser guiada pelo EU Superior e tal condição não seria possível se
tivéssemos dentro de nós o conhecimento da Divindade Inconquistável, Invencível que, na
realidade, somos nós mesmos.
“A ambição conduz ao desejo de poder”. É uma negação da liberdade e
individualidade de toda a alma.
“Estes são exemplos da verdadeira doença, a origem e a base de todo o nosso
sofrimento é a aflição”. Cada um produzirá um conflito que necessariamente irá se refletir no
corpo físico, produzindo seu tipo próprio e específico de doença. O orgulho dará origem a
doenças que produz rigidez no corpo. A dor é resultado da crueldade e o paciente aprende,
através do sofrimento pessoal, a não infligi-la aos outros, seja do ponto de vista físico, seja
do mental. As penalidades para o ódio são a solidão, o temperamento violento incontrolável,
as perturbações mentais e situações de histeria. As doenças de introspecção – neurose,
neurastenia e condições semelhantes – que roubam a alegria da vida de tantas pessoas,
são causadas pelo excesso de Amor-próprio. A ignorância e a falta de sabedoria trazem
suas próprias dificuldades na vida diária e, se houver persistência na recusa de enxergar a
Verdade quando há oportunidade, a miopia, a redução da visão e audição são
conseqüências naturais. A instabilidade da mente conduz ao mesmo problema no corpo,
com várias desordens que afetam o movimento e a coordenação motora. O resultado da
ambição e da dominação dos outros leva a doenças que tornarão o seu portador um
escrava do próprio corpo, com desejos e ambições refreados pela doença. Além disso, cada
parte do corpo afetada não é por acidente, mas está de acordo com a lei de causa de efeito
e é um guia para nos ajudar.
“Como há uma grande causa-base de todas as doenças – o egoísmo – há um
método bastante seguro para o alívio de todo o sofrimento: a transformação do egoísmo em
altruísmo”. Se desenvolvermos suficientemente a qualidade de nos fundirmos no amor e no
cuidado para com aqueles que estão ao nosso redor, alegrando-nos com a glória venturosa
de alcançar conhecimento e ajudar os outros, nossas tristezas e sofrimentos rapidamente
chegarão ao fim. Este é o grande objetivo final: a perda de nossos próprios interesses no
serviço da humanidade. A cura do egoísmo acontece quando direcionamos aos outros o
cuidado e a atenção que estamos devotando a nós mesmos. Isso nos torna tão absorvidos
em proporcionar bem estar que nos esquecemos de nós. Segundo uma grande norma da
fraternidade, “alcançamos o consolo de nossa própria aflição” e não há nenhum caminho
mais seguro para a cura do egoísmo e das desordens que o seguem do que este método.
“Muitos de nós”, no começo da vida ou durante a infância, estão muito mais próximos
da própria Alma do que nos anos posteriores e têm, então, idéias mais claras a respeito de
sua tarefa na vida, dos esforços que se espera que façam e do caráter que precisam
desenvolver. A razão disso é que o materialismo, as circunstâncias do nosso tempo e as
personalidades com as quais nos associamos nos afastam da voz do nosso Eu Superior e
nos prendem firmemente no lugar-comum, com sua ausência de ideais, tão evidente nesta
civilização. Na maior parte dos últimos dois mil anos, a civilização ocidental atravessou uma
fase de intenso materialismo, e a compreensão do lado espiritual de nossas naturezas e
existências perdeu-se enormemente na atitude mental de colocar acima das verdadeiras
coisas da vida, as posses, as ambições, os desejos e os prazeres. A verdadeira razão da
existência do homem na Terra foi encoberta por sua ansiedade em obter na sua encarnação
apenas benefícios materiais. A real natureza de nosso Eu Superior a atual tem pouco

7
significado para nós, ao invés de serem o guia e o estímulo de cada uma de nossas ações.
Temos nos desviado muito das grandes coisas e tentado tornar a vida mais confortável
possível, retirando o supra físico de nossas mentes e dependendo de prazeres materiais
para nos compensarmos de nossas aflições. Assim, ter posição, riqueza e posses materiais
tornou-se o objetivo destes séculos e, como todas essas coisas são transitórias e só podem
ser obtidas e mantidas com muita ansiedade e concentração em coisas materiais, a
verdadeira paz interior e felicidade das gerações passadas têm permanecido infinitamente
abaixo daquilo que é direito da humanidade.
“A verdadeira paz da Alma e da mente está conosco quando estamos progredindo
espiritualmente e não pode ser obtida unicamente pelo acúmulo de riqueza”. Mas os tempos
estão mudando, e são muitas as indicações de que esta civilização está começando a
passar da era do puro materialismo para o da verdade de obter as realidades e verdades do
universo. O interesse geral que vem aumentando rapidamente hoje pelo conhecimento das
verdades metafísicas, o número crescente daqueles que estão buscando informações sobre
existências anteriores e posteriores a esta, a descoberta de métodos de cura pela fé e
através de meios espirituais, a busca dos antigos ensinamentos e da sabedoria oriental,
todos são sinais de que as pessoas deste tempo já vislumbraram a realidade das coisas. A
cura também terá de manter o passo com estes tempos e mudar seus métodos, passando
daqueles de um materialismo grosseiro para aqueles de uma ciência baseada na Verdade e
governada pelas mesmas leis que regem as nossas verdadeiras naturezas.
“A menos que a profissão médica compreenda estes fatos e progrida com o
crescimento espiritual das pessoas, parece bastante possível que a arte de curar passe para
as mãos das ordens religiosas ou das pessoas que verdadeiramente nasceram capacitadas
para curar e que existem em todas as gerações.”

O QUE É TERAPIA FLORAL?


Bach a definiu como: “Portas capazes de mobilizar as energias da cura”: para abri-
las é necessário à chave exata. Ele selecionou 39 chaves que são arquétipos humanos.
Mas cada pessoa deve decidir se o momento certo é aquele, se quer ou não, se agüenta ou
não transformar o sofrimento em qualidades inerente a experiência. Cada porta que se abre
pode trazer novas perspectivas na forma de sintomas físicos e/ou emocionais, de acordo
com a sensibilidade de cada um.
Elas podem nos ajudar em situações comuns do dia-a-dia e nos casos de sofrimento
físicos e emocionais mais profundos.
Todos estamos imersos numa força vital: Deus, Universo, Natureza Superior, Força criadora.
Princípio Universal da vida que nos rodeia, que pertence a nós e que nos constitui.
Segundo Bach, somos constituídos de 2 elementos: a Alma que é a nossa essência, o
nosso núcleo, que é imortal, por fazer parte dessa energia universal e a nossa
personalidade, que é temporal e material. Ambos têm de estar em harmonia.
A Alma “sabe” para que viemos a este mundo, e sabe que “não é apenas para comer,
beber, dormir, fazer sexo e possuir bens”. Se a personalidade não estiver ligada a esse
“conhecimento”, ela atuará de forma errônea quanto a essa unicidade ou harmonia.
Se a personalidade não aceitar a existência da Alma, a pessoa apresentará certo
desequilíbrio, certa dissociação, podendo chegar a se destruir.
Se a personalidade se sintoniza com a Alma, vai aproximar-se das qualidades arquetípicas
de ser humano, vinculando-se ao ser Superior. As virtudes do nosso ser Superior são a
sabedoria, o bem-estar, a felicidade, a bondade, o equilíbrio, a firmeza, a coragem, a
constância... a saúde.
“Paracelso e Hahnemann nos ensinaram a não prestar demasiada atenção aos
detalhes da doença, mas a tratar da personalidade, do interior do homem, tomando
conhecimento de que, se a nossa natureza espiritual e a psíquica estão em harmonia, à
doença desaparece”. (Edward Bach).
Dentro do que chamamos holismo, a saúde vem através da aceitação da vida com
todas as suas imperfeições e contradições e sermos saudável é sermos completamente nós
mesmos.
Mauro Kwiko define terapia floral como a: “Medicina dos Pensamentos e dos
sentimentos auxiliando a evolução do ser”.
Breno Marques como: “Terapia Floral, Síntese para uma Medicina de Almas”.

8
De um modo geral os florais sempre se dirigirão para o perfeito equilíbrio da alma: eles
buscam a força e significados interiores, mas também trabalham na construção de uma
sensibilidade compassiva pelos outros; ampliam a consciência, mas também a foca na
atividade prática e enraizadas (estar consciente dos mundos mais elevados e sutis, mas
também estar presente no mundo físico e no corpo físico). Prove um relacionamento
dinâmico entre o interior e o exterior, o pessoal e o social, o mundo humano e o mundo
natural, a percepção consciente e a consciência transcendente.

A TERAPIA FLORAL SE BASEIA EM QUE? POR QUE CURAM?


As essências escolhidas como remédios curativos se fundamentam, no processo
alquímico, na compreensão de que as estruturas e processos físicos das plantas expressam
os mesmos princípios universais que se manifestam nas formas e princípios humanos. O
objetivo é fazer com que realizemos uma comunhão com o reino da natureza e que através
deste recebamos não só nutrição física das substâncias da terra, mas também que
possamos absorver conscientemente as qualidades anímicas do ser vivo Terra.
As plantas sempre estão conectadas à energia do cosmos, e podem promover no ser
humano à sua real religação.
Os florais ao contrário dos remédios químicos deixam a alma em liberdade. Apenas
encorajam a mudança, ao invés de forçá-la, agindo através da ressonância vibracional e não
da intervenção bioquímica.
Essas mudanças desencadeiam mudanças profundas de nossa alma a nível
emocional e mental que poderão produzir alterações fisiológicas, nos deixando livre para
desenvolver as nossas capacidades inatas.
Essas mudanças se tornam duradouras na consciência e continuarão a fazer parte
de nossa vida mesmo depois que pararmos de tomar as essências.
O reino vegetal é o mais evoluído dos reinos (mineral e animal). e as flores são a parte mais
desenvolvida da planta.
Paracelso na sua Doutrina das Assinaturas já compreendia que há uma
correspondência entre as formas físicas externas e as qualidades interiores que elas
expressam.
Goethe insinua 100 anos após Paracelso, que a trajetória de crescimento de um
vegetal reproduz simbolicamente o processo que a humanidade teve de atravessar em sua
evolução, desde que saiu do paraíso, e as cores florais atestam que os vegetais já
atravessaram a sua extrema condensação da seiva, sua idade de ferro, e já estão
caminhando e sugerindo a volta a antiga casa celestial.
Alguns métodos científicos modernos, como a Kirliangrafia, comprovam a atividade
energética dos medicamentos florais. E os resultados clínicos comprovam de maneira
definitiva realmente medicamentos dessas “aguinhas”, que embora atualmente não
possíveis de comprovação científica (devido principalmente ao atual estágio ainda
materialista da ciência) apontam par o futuro de terapêutica, e certamente através dos
conhecimentos da Física Quântica em breve terão seu mecanismo de ação perfeitamente
comprovado e aceito.

FLORAIS, FITOTERAPIA, HOMEOPATIA E ÓLEOS ESSÊNCIAS.


Muita confusão se tem feito a respeito dessas terapias, o leigo não faz diferença
entre elas, os que fazem não sabem classificá-las, é comum encontrarmos pessoas que
estão tratando pela fitoterapia e dizem que estão tomando homeopatia, e vice versa.
Quando questionados, dizem que é tudo igual. Daremos aqui algumas diferenças entre
essas terapias.

FLORAIS E HOMEOPATIA.
Os florais, não contêm princípio ativo, age nos corpos sutis, são escolhidos,
(indicados) visando os corpos sutis. São preparados com as flores, considerada a parte
mais desenvolvida da planta. Diferem dos remédios homeopáticos, embora ambos tenham
natureza vibracional e ambos ajam no doente, não na doença.
Bach não usou grupos de experimentadores sadios, fez experimento em si, descobriu que a
essência floral Holly produzia um sentimento de união e amor na alma perturbada pela

9
inveja e ciúme e o ódio. Clematis intensificava a qualidade de presença em pessoas
sonhadoras e desincorporadas.
Ele acreditava que as essências florais agiam através da lei dos contrários no interior
da alma humana, mas após muitas pesquisas, ao longo de 16 anos, chegou-se à conclusão
que ao invés de agirem por semelhança ou contrários, a ação é transformadora, é uma
expressão da integração das polaridades no interior da nossa psique, tal como entendido
pela alquimia e pela psicologia Junguiana.
Ex.: O floral Mimosa dirige-se ao medo da vida cotidiana; ela não cria o medo quando dada
em grandes doses a um indivíduo saudável que não tem esses medos, como seria de se
esperar se ela seguisse a lei dos semelhantes, e tão pouco eliminam o medo, como faria
uma droga tranqüilizante que operasse pela lei dos contrários da alopatia. Quem toma
Mimosa torna-se mais agudamente consciente da existência de um estado de medo, talvez
antes oculto da sua percepção consciente. Ao mesmo tempo Mimos encoraja tal pessoa a
trabalhar esses medos, despertando seus potenciais internos necessários ao entendimento
desse medo.
Podemos dizer que Mimosa a trabalha com a polaridade medo/coragem, ao invés de
eliminar o medo, vai ajudar a ter coragem para trabalhar o medo.
O preparo de ambos é diferente, floral usa flores e são usadas somente em primeira
ou segunda diluições que é solução de estoque e solução de uso. Atingindo diretamente a
mente e as emoções. Atinge a psique de maneira suave deixando, em geral a consciência
escolher livremente como responder a sua influência.
Os remédios homeopáticos são muitas vezes diluídos e dinamizados. Às vezes
necessitam ser usadas potências muito elevadas para afetarem os estados mentais e
emocionais. Muitos terapeutas acreditam que ela atua sobre a psique de maneira mais
persuasiva do que os florais. Foram experimentados em homens sadios. Seu uso de forma
incorreta poderá causar patogenesia (doença artificial).
Os remédios de baixa potência trabalham mais diretamente com os aspectos físico e
os corpos mais densos.
A homeopatia é feita dos três reinos: mineral, animal e vegetal usa-se toda a planta.
As essências florais combinam a segurança dos remédios homeopáticos de baixa
potência com a capacidade de estimular a consciência dos remédios de potência alta. Criam
um diálogo com a alma, em vez de lhe ditar ordens.
A homeopatia procura catalogar sintomas de alta hierarquia, os sintomas mentais,
emocionais e físicos para encontrar a melhor combinação do remédio para o doente, retrata
corpo e alma.
Os florais correlacionam a mensagem ou arquétipo de uma planta com uma
qualidade específica da alma ou psique humana, retrato da alma.
Os fitoterápicos agem no corpo físico. Tem princípio ativo, utiliza toda a planta.
Os óleos essenciais são produtos altamente concentrados, da destilação natural dos
óleos aromáticos de substâncias vegetais e constituem um tipo especial do remédio
fitoterápico.
Pode ter forte efeito sobre o corpo e a alma, mas seu caminho é através dos sentidos
e do corpo físico, em vez dos campos vibracionais usados pelas essências florais.
Funcionam bem em parceria, terapia floral e aromoterapia. São complementares – do corpo
para a alma e da alma para o corpo.
Todas essas terapias compartilham de usar ingredientes puros e naturais.
Essas são as diferenças básicas, mas não são todas.

A SELEÇÃO DOS FLORAIS


A Homeopatia nos guia através dos sintomas raros e peculiares. É indicado um
remédio de cada vez.
Nos florais temos de identificar as questões chaves da alma.
Devemos considerar as experiências passadas que refletem no presente e irão
influenciar o futuro. Experiências na infância de abandono, abuso sexual, negligências.
Respostas às expectativas dos pais e da sociedade. Sentimentos profundos de raiva, pesar,
tristeza, desespero experimentados desde a infância. Devemos também rever o momento

10
presente, particularmente área do trabalho e relacionamento pessoal e considerarmos o
objetivo futuro.
Perguntas como: o que quero da vida e como isso irá influenciar no meu trabalho
diário? Qual seria a próxima etapa, qual o próximo passo para conseguir os meus desejos?
Como é meu relacionamento com o outro, como me sinto, esse relacionamento me
enriquece ou me empobrece? Estou conseguindo perceber o momento que estou vivendo,
estou tirando proveito do que está acontecendo ou estou deixando passar essa
oportunidade?
Muitas essências irão nos ajudar no relacionamento físico, outras vão auxiliar a alma a se
desprender da sua conexão terrena.
Vamos resumir 10 pontos básicos para seleção das essências:
1 – Não sobrecarregar o paciente com um composto que possa criar mais confusão.
2 – Indicar 3 a 6 essências para situações mais comuns.
3 – quando percebemos que há uma situação onde é rotineira. Essência única central para
falar com a personalidade do paciente.
Ex. pessoas resistentes a mudanças.
4 – Afinidade entre essências para um foco único podendo ser 12 no máximo.
5 – trabalhar com a polaridade, essências para aspectos conflitantes da alma
(confiança/medo).
6 – Acrescentar essências numa combinação para regular a velocidade e o ritmo de atuação
(aumentar ou diminuir).
7 – Tomar as essências em intervalos curtos (4 gotas de 1 em 1 hora) podendo ser 10 em
10 minutos ou espaçar o intervalo para minimizar.
8 – Quando existem muitas questões a serem trabalhadas, trabalhar a mais urgente
primeiro.
9 – Combinações diferentes para durante o dia e a noite.
10 – Tempo de terapia, precisa sempre ser avaliado e mudado, composto se necessário.
Essa avaliação deverá ser feita uma vez por mês, mas o composto poderá ser tomado de 3
a 6 meses, para fixarmos bem o que desejarmos.
Combinações já prontas para iniciar um tratamento é recomendável em certas
situações. Tem o objetivo de abranger os miasmas emocionais que necessitam serem
clarificados.
Para iniciar: Buquê da Transformação.
Para muita confusão mental: Buquê de 5 Flores, não dar por muito tempo, 1 mês
é o bastante.
Os florais podem ser utilizados por pessoas de qualquer idade, desde bebês recém-
nascidos até pessoas bem idosas. Pode-se utilizar também nas plantas, animais e em
ambientes.
Pode-se colocar nos banhos dos bebês e nos vaporizadores.
Para alcoólatras e bebês, pedir para fazer com o mínimo possível de conhaque.
A quantidade a ser ministrada é 4 gotas de 4 a 6 vezes ao dia nos tratamentos
normais, administrar sub-lingual, longe das refeições.
Nas emergências podemos usar 4 gotas de 10 em 10 minutos, até que haja equilíbrio
da situação.
Por que 4 gotas? Em decorrência do ciclo respiratório completo (4 pulsações).

COMO FOI CRIADA A MATÉRIA MÉDICA DOS FLORAIS.


Bach viajava extensamente por toda a zona rural procurando e observando as
energias das plantas, o método exato usado por ele para pesquisar as plantas permanece
envolto em mistério, já que deliberadamente destruiu suas notas de pesquisa e muito de
seus escritos. Através da observação das plantas, seu formato, sua cor, onde e como se
desenvolve na natureza. Seu padrão de crescimento, seu habitat.
As essências Florais de Minas são usados os relatos alquímicos de cada planta,
procurando relatar a história de cada vegetal e sua múltiplas interações com os deuses, os
homens e os animais. Através dos relatos nos compêndios de fitoterapia, do conhecimento
Bioquímico de Dr. Breno e a parte extra-física é de responsabilidade de Ednamara. O efeito
das flores é captado através de sua para-normalidade.

11
Observação da própria planta e sua relação com o meio ambiente: cor, forma,
habitat, padrões de crescimento e ciclos sazonais.
Relação desta com as outras plantas ao redor e com o mundo animal que a visita.
Seu desenvolvimento desde a semente até a floração, amadurecimento, frutos, etc.
Tradição fitoterápica e uso medicinal, tradição popular, uso na alimentação humana e
animal.
Relações botânicas (classificação da espécie e sua relação com outras plantas).
Sintonia com a planta, compreensão sensorial, mental, meditativa, imaginação e
intuição (que deve vir alicerçada pela observação física); muitas vezes observação para
desenvolver a sensibilidade e a clareza.
Estudos de casos clínicos, fornecidos por terapeutas e usuários.

OS VÁRIOS SISTEMAS FLORAIS EXISTENTES.


Os florais se tornaram conhecidos no mundo inteiro, muitos são os pesquisadores
que trabalham para conhecer as virtudes curativas das plantas. Porém os mais conhecidos
são: Alasca, Amazonas, Deserto, Australianos, Gaia, Saint Germain, Mata Atlântica,
Marinhos, Mantiqueiras, Brasileiros, Nona Essência, Californianos. Minas Nordeste...

FLORAIS DE MINAS.
Desenvolvido na década de 80 pelo mineiro doutor em Ciências pela USP, Breno
Marques da Silva e Ednamara Batista Vasconcelos e Marques.
Após experimentar grandes transformações com as essências florais do Dr. Bach,
Breno modificou sua visão do mundo, buscando o aprimoramento moral e espiritual.
Iniciando seu trabalho com as flores do nosso cerrado, procurando identificar quais teriam
relação com os florais de Bach.
Suas essências foram descritas a partir de um vasto conhecimento alquímico que
ambos puderam reunir a respeito de cada planta.
Os florais de minas possui uma maior sintonia com a alma do brasileiro, pois
crescem à nossa volta e nessa convivência mútua aprendem a perceber e a compreender a
nossa gente.
Suas essências são obtidas através do método solar.
É um dos mais completos, vai trabalhar não só aspectos de ânimo em geral incluindo
questões relacionadas à sexualidade, sensitividade e desenvolvimento psíquico e espiritual.
Atualmente estão distribuídas em 3 Kits; Profissional, Doméstico e Criatividade e
Espiritualidade.

ESSÊNCIAS PARA O MEDO

. MIMOSA. PSIDIUM. SAMBUCUS. PASSIFLORA. BIPINATUS. TRIMERA. PLANTAGO.


AMBROSIA.

MIMOSA
(Mimosa puddica)

Nome popular: Mimosa, sensitiva, vergonhosa, dormideira, dorme-dorme. Bach =


Mimulus.
Característica: Medo de ser, de descobrir a sua própria capacidade.

MEDOS: Teme exageradamente o mundo material, os animais, as intempéries, as


ventanias, chuvas fortes, trovões, relâmpagos, água (rio, lago, piscina), mato, alturas,
elevadores. Injeções e hospital (infecções), são obcecados por doenças (hipocondríacos),
temem o próprio sofrimento.
Qualquer mal físico ficam deprimidos na expectativa de alguma doença, mais grave.
Medo obsessivo de ladrões, de acidentes, fracasso pessoal, repressão e agressão alheia,
da morte e do parto, medo de doenças contagiosas, câncer, AIDS, lepra, paralisia. Tem
medo da dependência e da dor.

12
São indivíduos supercuidadosos na convalescença, refletindo o temor de não
recuperarem.
Podem organizar para si uma delicada constituição corporal. Quando em desarmonia
enxergam a vida material terrena como um enorme e perigoso fardo a ser carregado.
São hipersensíveis a luz excessiva, aos sons e barulhos, aos movimentos rápidos. A
planta se fecha, por qualquer toque, vento, etc.

INDICAÇÃO: É a essência básica para a timidez, o acanhamento, a gagueira e o


nervosismo com as tarefas cotidianas. Pessoas propensas a corar, suar muito, ter enurese e
transtornos intestinais quando sobre pressão externa.
Usar nos períodos de transição da vida: adolescência, menopausa, andropausa,
velhice. Medo de iniciar qualquer empreendimento, medo de se expor, primeiro emprego.
No físico pode surgir: hemorróidas, prisão de ventre, afecções renais, policistites,
taquicardia, dores de cabeça, insônia, pressão alta.
Aspectos positivos: a calma, a coragem, a determinação e a persistência com que
caminha na vida e realiza seus empreendimentos.
Objetivo: o objetivo da essência é despertar essas virtudes opostas ao medo,
despertando a fé.
Habitat da planta: nascem geralmente onde o homem pode sentir medo. Como:
travessias de estrada de ferro, nas encostas muito acentuadas e nas curvas perigosas das
rodovias. Suas antenas captam tudo do astral. Tudo que esta em volta. Tanto o caule quanto
os frutos são cheios de espinhos, realçando a perspectiva defensiva da planta.
FITOTERAPIA: Usa as folhas e raízes para combater as afecções do fígado, prisão de
ventre (forma de chá) e externamente na cura de tumores e reumatismos articular, usando o
emplasto. Sendo indicada para erisipelas e abscessos. A infusão das folhas (chá) tem que
ser bem diluída, pois é tóxica em alta concentração.
Usada na forma de gargarejo nas inflamações da boca e garganta.
Homeopatia antiga era indicada nas cefalalgias, vertigens, erupções cutâneas,
flatulências e elefantíase.

PSIDIUM
(Psidium virescens)

Nome popular: Gabiroba. Bach = Cherry plum


(cerejeira).
Característica: indivíduos impulsivos, violentos e que têm medo de perder o controle sobre
a razão.
Conflito interno: como se um elo foi quebrado.
Objetivo: É despertar na alma formas criativas de abertura e suavidade, convidando assim
o indivíduo a se conectar com suas poderosas reservas espirituais, fontes puríssimas de
serenidade.

Indivíduos psidium só enxergam saídas violentas e se reconhecem como de “estopim


curto”. Nos quadros extremos a pessoa sente que suas forças estão exaurindo, os nervos
esticando e o ponto de ruptura pode se dar a qualquer momento (surtar). Bloqueio
energético, descontrole na área dos sentimentos.
A personalidade típica pode apresentar um desenvolvimento craniano com excessiva
dilatação na região acima das orelhas e também exagerada separação entre os olhos, que
tendem a ser esbugalhados ou arregalados, quase não pisca.
Tais dilatações são reflexos no físico da enorme pressão interna que a alma exerce
sobre a personalidade, ansiando progredir. E o esforço tremendo da personalidade para
manter as forças da escuridão abaixo da superfície ou consciência.
São barreiras criadas no desenvolvimento espiritual, principalmente antes de se dar
grandes e decisivos passos evolutivos. Personalidade altamente adoecida e dominadora,
impedindo a evolução da pessoa, a evolução do ser.
A criança tem ímpetos de quebrar objetos, agredir os outros ou mesmo se auto mutilar
quando tensas.

13
Marcas fisionômicas na face, em especial na conformação labial. O infantilismo da alma
é retratado na conformação labial também infantil: boca excessivamente pequena em
relação à dimensão do rosto e da idade. Os lábios grossos demais, principalmente o inferior;
nos casos extremos tendem a se dobrar, imitando criança fazendo beicinho.
O sistema glandular é preferencialmente afetado, trazendo uma gama de distúrbios
paralelos. Tais como: enxaquecas severas, labirintite, prisão de ventre, sono agitado,
pesadelos envolvendo guerras e destruições, enurese, bruxismo e sonambulismo. Afeta rins
e bexiga.
A pessoa Psidium, passa uma segurança que não tem.
A virtude oposta ao medo do auto-descontrole é a serenidade e a sabedoria frente às
provações.
Indicado para os estados obsessivos, histeria e as explosões incontroláveis de ira; para
o medo da loucura e do suicídio. Nas separações (marido/mulher, pais/filhos, perdas de
pessoas amadas), perdas materiais. Nas situações que exija controle a nível celular (AIDS,
epilepsia, câncer, etc.).
A planta cresce nas bordas das estradas de terra, por onde as enxurradas passam rente
às raízes semidescobertas. As flores são alvas e suavemente perfumadas e se abrem dos
brotos arredondados como uma pequena explosão.
Fitoterapia: sua raiz e antidiarréica e diurética e a infusão das folhas e brotos são
adstringentes. Os frutos são ricos em sacarina, mucilagens e nutrientes, indicado na prisão
de ventre.

SAMBUCUS
(Sambucus australis)

Nome popular: sabugueiro. Bach = não tem correspondência


(NTC).
Característica: medo do descontrole do corpo físico.
Objetivo: regular o ritmo do ser (eu), procurando estabelecer um sincronismo entre o
interno e o externo.

Teme o descontrole e a falha do corpo físico, principalmente nas situações em que


concentração, coordenação e controle são requeridos. Medo do descontrole do sistema
neuro-sensorial (sustos). Respiração nervosa.
A personalidade sambucus pode apresentar dificuldades na coordenação motora, tiques
nervosos e repuxões nos membros, principalmente nas “voltas de lua”. Nestas ocasiões o
desconforto mental e emocional pode se acentuar ou aparecer. Pessoas que captam muito
imagens e sons do ambiente que são assimilados de forma descompensada, devido ao
grande número de informações, uma esponja.
Indicado para quando houver agressividade verbal e física. Para o comportamento
desordenado e fortemente obsessivo. Para clarividentes com mediunidade desequilibrada.
Para tremores, tíquetes, certos tipos de esclerose e muitos distúrbios noturnos com
pesadelos, enurese e bruxismo. Serve como coadjuvante nas situações de descontrole
motor infantil, nas disritmias, nos tremores nervosos dos alcoólatras e dos idosos. Na
gagueira, hábito de roer unha e nas disfunções urinárias.
Aplica-se aos casos de descontrole, semelhante ao Psidium, porém aqui o foco de
atuação é o corpo físico. A grande lição é: embora o corpo físico seja limitado e imperfeito, o
que importa é a estabilidade e a coragem moral a ser conquistada definitivamente pela
alma.
A planta originária da Austrália, mas se encontra hoje em quase todo mundo. As flores
são brancas e miúdas, muito aromáticas, em forma de cachos, grande e arredondado
lembra a lua cheia.
Fitoterapia: as flores frescas são eméticas e laxativas, secas são empregadas nos
resfriados, anginas e gripes. Na febre do sarampo, provoca rapidamente a transpiração,
desaparecendo a febre. A casca, a raiz e as folhas são indicadas na retenção de urina, na

14
hidropisia, reumatismo, enfermidades eruptivas como o sarampo, rubéola, escarlatina e a
varíola.
Externamente toda a planta é usada no tratamento das inflamações superficiais da pele,
furúnculos, erisipela, nas queimaduras e também nas hemorroidas.
As flores contêm hormônios sexuais e são úteis na menopausa e andropausa.
Paracelso recomendava na cura da epilepsia, doença de São Vito. Seu poder medicinal é
conhecido a milhares de anos antes de Cristo.
Atualmente a medula desse arbusto é aproveitada em experiências de eletrostática pelo
poder que tem de acumular e armazenar energia elétrica.
As suas flores em infusão eram utilizadas antigamente para lavar os olhos e o rosto das
gestantes.
Usavam-se os ramos, espalhando em lugares que queria afugentar cobras, sapos e
animais peçonhentos. Os arbustos plantados ao lado das casas a protegia dos malefícios,
livrando também de moscas, pulgas e insetos.
A infusão concentrada das folhas era empregada pelos antigos jardineiros e lavradores
para regar pequenas plantas atacadas por lagarta.
Usada na cura de doenças epidêmicas, (varíola, lepra e outras).
Usado na homeopatia da década de quarenta, nos casos de coriza, asma e laringite.

PASSIFLORA
(Passiflora edulis)

Nome popular: maracujá mirim. Bach = Aspen (Álamo, madeira com a qual foi
construída a cruz do Cristo).
Característica: medo de situações presentes é um medo mais brando, vago de origem
desconhecida. O medo não é fixo, mas é construído conforme a situação e o local em que
se encontra.
Conflito interno: a alma passiflora necessita se fixar, se agarrar, como as gavinhas do
maracujá. Quando fizer o floral, colocar as gavinhas também.
Objetivo: é despertar os planos internos de fé, coragem superação e ressurreição.

Pressentimentos, presságios de algo negativo, sensação de perseguição, de punição e


de morte. São sensações que aparecem de repente (medos vagos, ansiedade, mudanças
de humor sem motivo, ideias obsessivas).
Indivíduos supersticiosos que às vezes sentem calafrios, tremores, suores e arrepios.
Medo da escuridão, fantasmas, velórios e cemitérios. Podem ter pesadelos, sonambulismo,
fala e chutes noturnos, enurese, bruxismo, além de insônia, associada ao medo de morrer
ou a percepção de espectros.
Para dormir mantém a luz acessa, cobre a cabeça, dormem virados para a parede para
não terem de olhar de frente a escuridão.
Por ter um padrão mental negativo, pode atrair eventos negativos, para si mesmo, como
catástrofes, acidentes, visões e sustos.
Personalidade Passiflora tende a ter um corpo físico magro e alto, pele clara, fina, às
vezes escamosa e hipersensível à luz solar. Refletindo assim sua desproteção e a facilidade
de penetrar os planos sutis e imateriais.
Em desarmonia pode ser atraído, sem que perceba, para regiões densas do plano
astral terrestre, trazendo consigo as mudanças repentinas e aparentemente inexplicáveis de
humor.
Quando harmonizado, tende a associar em si mesma uma índole contemplativa, com
uma poderosa fé mística, com enorme capacidade de transmutação, de recomeçar, tendo a
sensação de estar vivendo várias encarnações numa única vida. Trazendo para a terra
revelações das leis cósmicas, que irão fortalecer os seus irmãos. Em desarmonia, a alma
vive o mais básico de todos os medos, medo da morte.
Além da pele, em especial pode comprometer a glândula suprarrenal, responsável pela
produção da adrenalina. O chakra básico é afetado pelos medos crônicos, resultando em
distúrbios intestinais e hemorroidas.

15
Especialmente recomendado para crianças com medos vagos, principalmente do
escuro. Pressagio pressentimentos, escuridão, fantasmas. Não é um medo que está sempre
presente, vai e vem. São crianças hipersensíveis. Medo de morrer em pacientes terminais,
calmante das situações de medo.
Mimosa é parecida com Passiflora, só que mimosa é mais indicado para adolescente e
passiflora para criança.
A planta, as flores são solitárias e se abrem lentamente ao longo do dia, formando
grande taça e fecham-se ao escurecer. Tem um perfume penetrante e delicioso. As
personalidades passiflora são também solitárias e não florescem cedo na vida. Porém,
quando o fazem em plenitude de harmonia, trazem das profundezas cósmicas os mais
ousados sonhos e tratam de realiza-los escrupulosamente para o bem da humanidade. A
vida e obra de Jesus é um exemplo.
Fitoterapia é indicada no alcoolismo crônico, asma, coqueluche, convulsão infantil,
diarreia, partos difíceis, dores de cabeça, insônia e no nervosismo dos celibatários.
A alopatia utiliza o alcaloide passiflora, extraído de suas raízes como tônico cardíaco. É
semelhante à morfina, mais em doses homeopáticas não deprime o sistema nervoso,
atuando com segurança e rapidez, como sedativo de primeira ordem. Os frutos são
apreciados em forma de suco, musses, etc.
É considerado um vegetal de extraordinárias virtudes místicas.

BIPINATUS
(Cosmos bipinatus)

Nome popular: Estrela, Cosmos, Voadeira. Bach = Rock


Rose.
Característica: terror, nunca dar só, dar junto com outro floral do medo. Está presente no
Buquê de cinco Flores e no Buquê de nove Flores.
Objetivo: despertar na alma as energias de firmeza, coragem heróica e de simplicidade,
necessários em momentos aparentemente caóticos.

A personalidade Bipinatus em desarmonia apresenta face aterrorizada, pálida, olhos


esbugalhados, observando vagamente o ambiente que a rodeia. A visão, audição e fala
mantém-se abaixo do normal, o metabolismo é alterado, a interação com o mundo é
superficial, como se estivesse experimentando uma sucessão contínua de susto ou
desistências. Podendo ser identificados com severas neuroses.
Em harmonia, a pessoa dá mostras de grande coragem e empatia, arriscando a vida na
salvação do próximo. Bombeiros, soldados, médicos, enfermeiros, que transcendem seus
próprios limites para salvar a vida de alguém ou algum animal.
O terror pode exaurir o sistema glandular, em especial as glândulas tiróides e supra-
renais. Doenças bronco pulmonares, dificuldades digestivas, câimbras, hipertensão,
taquicardias, distúrbios noturnos como pesadelos.
Para as situações emergenciais em que o indivíduo é acometido de pânico, terror ou
medo agudo. Para as doenças graves, acidentes, riscos de vida, paralisias repentinas,
enfermidades agudas e outros estados. Remédio do pânico (síndrome do pânico).
Experiência fora do corpo, onde existe muito medo. É remédio útil nos primeiros socorros,
nas emergências físicas e psíquicas. Quando estivermos em situações emergenciais,
submetidos às tarefas hercúleas que exigem força especial, podemos pedir ajuda a essa
planta.
Na síndrome do pânico, acrescentar: Sambucus, Bipinatus, Psidium. Quando é tímido e
retraído acrescentar Mimosa, quando é supersticioso Passiflora e Plantago.
A planta cresce em terrenos baldios, aterros, margens de estradas e depósitos de lixo.
Mesmo nos locais mais desfavoráveis, excessivamente manipulados pela mão humana, lá
está ela com tremenda força e coragem.
As flores são muito simples e abundantes, de cor amarelo-alaranjando, podendo ser
rosa e branca. Os pintassilgos de canto tão sereno se alimentam de suas sementes, sendo
seus principais disseminadores.

16
Fitoterapia era usada em épocas passadas, em forma de chá, contra a icterícia e as
afecções biliosas. Hoje não é mais usada.

TRIMERA
(Baccharis trimera)

Nome popular: Carqueja Bach = não tem


correspondência.
Característica: Medo que aconteça algo com os nossos entes queridos.
Conflito interno: a alma insiste em viver e controlar o ego alheio, estabelecendo uma
espécie de “vampirismo”.
Objetivo: trabalha o ritmo e o sincronismo das funções do eu. Resgatam na alma os
conceitos de solicitude e amor altruísta, ajudando a vencer essas nossas fraquezas, sem
tolhermos a liberdade de quem nos ama.

Sentem ansiedade e aflição pelo bem estar dos outros, sempre imaginando que as
pessoas de seu âmbito afetivo estão sendo acometidos por catástrofes, doenças graves e
toda sorte de infortúnios. Têm forte capacidade de projetar-nos outros suas próprias
limitações, fraquezas e inseguranças. Penetram com facilidade os planos psíquicos de seus
entes, estabelecendo vínculos “parasitários” podendo esgota-los ou envolve-los em
acidentes ou eventos negativos.
A personalidade trimera em desarmonia esquece-se de si mesmo e vive exclusivamente
a vida e outrem, tornando-se dona dos sentimentos e pensamentos alheios. Possuem
excessivo controle sobre seus semelhantes, pode levar ao bloqueio de energias curativas e
trazer distúrbios como insônia, esgotamento físico e psíquico, parasitoses, dificuldade de
coagulação sanguínea, hemorragias, anemias e descontrole no funcionamento do pâncreas,
fígado e bexiga. Vesícula biliar, descontrole no sistema endócrino e renal.
Tornam-se amargas, amarguradas e impotentes, debilitando o próprio ego e o sangue.
A uma insistente projeção da própria fraqueza psíquica sobre terceiros, a perda do
próprio ritmo natural, por influências externas, obscurecem os limites da própria
individualidade (perde a individualidade).
Pode-se dizer que o indivíduo trimera tem um comportamento semelhante a um animal
parido, ou seja, desvia toda a sua atenção e preocupações para o rebento.
Indicado para congestão mental devido à apreensão excessiva com terceiros. Em
relações simbióticas entre pessoas com laços afetivos doentios. Para aqueles que
exageram nas recomendações de cuidado e, quando alguém se atrasa, não relaxam,
pensam sempre o pior.
A planta é abundante nos pastos, nas encostas inclinadas e nos barrancos úmidos, tem
sabor fortemente amargo. Suas folhas estão presas às hastes, a planta não permite que
tenham vida própria. Ela suga os alimentos sintetizados nas folhas por toda a sua extensão,
lembrando a postura da personalidade trimera. Ela gasta tanta energia que sobra pouco
para florir, as inflorescências são minúsculas.
Na fitoterapia o chá das folhas é empregado nas anemias, cálculos biliares, diarreias,
enfermidades da bexiga e dos rins, problemas digestivos, fraqueza interna, vermes
intestinais e na diabetes. Diurético e depurativo nos casos de gota, reumatismo, doenças
venéreas, feridas e lepra.
Foi usada no passado para curar todos os males relacionados ao baço. Em algumas
regiões acredita-se que combate a impotência masculina e a esterilidade feminina.
Na veterinária é usado para que as cabras concebam mais prontamente. Indicado para
Schistosoma mansoni, Biomphalaria glabrata e Tripanosoma cruzi.

PLANTAGO
(Plantago major)

Nome popular: tansagem, tranchagem. Bach = NTC.


Característica: medo de estar fantasiando.

17
Conflito interno: a alma não consegue encontrar em si mesma os registros maravilhosos e
necessários das fantasias infantis. Ela trancafia sua criança interna, que para esse mundo
mecanicista, representa fragilidade.
Objetivo: trazer dos níveis internos as energias de harmonização, de confiança e de
compreensão nos desígnios de amor subjacentes aos eventos externos.

Medo das fantasias, dos sonhos, do entusiasmo, das surpresas, do inesperado, do


perigo, dos riscos, de cantar aberta e livremente a vida. De ser alegre, de ter desejos, de
amar e ser amado. A personalidade Plantago é especialmente estéril, árida, fria, prosaica,
destituída de calor humano, sem senhor e fantasias. Vive acorrentada num mundo
mecanicista, vazio, duro, sem compaixão, de preceitos morais e éticos ditados por regras de
pura competitividade. São personalidades rígidas. Podendo advir de certos tipos de
educação ou situações traumáticas na infância. As crianças que entre os 7 e 14 anos, ou
mesmo antes, não puderam viver o mundo das imagens, dos contos de fadas e de outras
fantasias. Intelectualização excessiva.
A personalidade fica exposta a uma esfera psíquica desumanizada, com fortes traços
de rigidez comportamental, estando assim internamente despreparada para atuar bem nos
fantásticos e profundamente humanos jogos da vida.
Indicado para pessoas perceptivas que captam dos níveis sutis as inseguranças e
tensões ocultas nos mínimos atos, nos relacionamentos familiares e de grupos. Para
aqueles que ficam quase sempre assustados, embora não demonstrem na aparência e nem
nos diálogos suas verdadeiras situações. Para o temor vago, mas profundamente real da
vida. Medo de perder o equilíbrio cósmico. De cair na ilusão e no caos material. Para
quadros de ansiedades, com sentimentos de inadequação e sensação de “estar fora de
lugar”, à falta de iniciativa pode estar presente. Indicado para crianças obrigadas a crescer
rápido, exigidas muito física e intelectualmente. Crianças e adultos que não viveu o lúdico.
Para os empresários e executivos de hoje. Pessoas pouco sensíveis, áridas, que tem medo
de viver intensamente.
São quase sempre vítimas de doenças respiratórias, alergias, anorexias, raquitismos,
nervosismos, problemas sexuais, hemorroidas, distúrbios intestinais, enurese noturna infantil
e vícios em álcool, drogas e cigarros. Tendências asmáticas e suas variações alérgicas e
infecciosas, bem como as escleroses, podendo atingir a circulação sanguínea.
São plantas perenes, raízes curtas, folhas grandes, ovaladas em ramalhetes agrupados
na base. As flores são pequenas, esverdeadas e acastanhadas, reunidas em espigas
alongadas verticalmente. Pode-se dizer que é uma eterna criancinha dentro do reino
vegetal, não apresenta caule e dá sempre a impressão de estar no início do crescimento.
Esta sempre nas imediações das casas, em construções abandonadas, nas rachaduras dos
passeios, e das escadas, por onde crescem em completa inocência fé e coragem. Não
importando que a pisem, o que acontece com frequência, pois da mostras de trazer em si
uma harmonia transcendente.
Quando envelhece, forma sob a terra uma vasta cabeleira de raízes brancas lembrando
o seu aspecto ancião em contraposição com a jovialidade que sobre o chão irradia.
Na fitoterapia é indicada no ardor do estômago, afecções respiratórias e diarreias.
Gargarejos frequentes são úteis para combater as inflamações, as hemorragias bucais e as
amigdalites. É usada também no combate às hemorroidas. A raiz é utilizada nas
enxaquecas, catarros brônquicos e anticépticos na cura de feridas ulcerativas. Suas
sementes são ricas em mucilagem, sendo úteis na elaboração de colírios gelatinosos e
emolientes. Paracelso a considerava uma planta de grandes poderes medicinais e grande
antibiótico natural.
Os homeopatas do começo do século a indicavam nos casos de cólica infantil,
incontinência urinária, nevralgia da mama, otites, piorreia e no vício de fumar.

18
AMBROSIA
(Chenpodium ambrosioides)

Nome popular: Erva de Santa Maria. Bach = NTC.


Característica: medo de faltar o essencial o material, falta de fé na abundância divina.
Esta presente da Fórmula da Opulência.
Conflito interno: desconhece que comer, beber e falar são fluxos opostos de entrada e
saída no organismo, e só podem ser moderados através da tranquilidade interior e da
confiança na Providencia Divina.
Objetivo: ajudar na compreensão desses conceitos.

Muitas dessas personalidades podem abusar do alimento físico, não se contentando só


como o necessário. Armazenam então os alimentos dentro do próprio corpo, como uma
forma inconsciente e ilusória de proteção. Tem, pois, excessos de apetite são loquazes e
tendem a se tornar obesos. Durante os instantes de alimentação, já estão a pensar na
possibilidade de escassez ou no que vão comer dali a pouco.
Indicada para aquelas pessoas que temem a escassez de recursos vitais,
principalmente de alimentos; para os indivíduos que têm medo do fracasso financeiro, do
desemprego, da falta de dinheiro e de não serem capazes de suprir as necessidades
básicas da família; para o medo de mudanças drásticas na organização social e no
equilíbrio ecológico que possam vir a ameaçar as condições atuais de subsistência, daí o
temor por catástrofes, cataclismos, intempéries, secas prolongadas e inundações, e também
pelas guerras, revoluções e revoltas sociais; para os ansiosos e inseguros com os recursos
de que dispõem, com a própria situação financeira e com as perspectivas futuras de
sobrevivência; para aqueles que não se arriscam por temerem o fracasso e a consequente a
possível escassez.
Tem sido empregada com eficácia, sob a forma de spray, em ambientes comerciais.
A planta é amplamente usada no Brasil. Tem odor forte, sabor acre. Seu principio ativo
Ascaridol é um dos componentes dos vermífugos alopáticos e veterinários e rica em sal.
Na fitoterapia é usada no combate as verminoses. É digestiva, carminativa, tônica,
diurética e em doses maiores é abortiva. No passado foi usada para combater a doença de
São Vito e a tuberculose. Afugenta as pulgas e percevejo.

ESSÊNCIAS PARA A PREOCUPAÇÃO EXCESSIVA COM O BEM-ESTAR DOS OUTROS.

. CHICORIUM. FORTIFICATA. VERBENACEA. TARAXACUM. THUMBERGIA.


CAULIFLORA. MIRABILIS. PHYLLANTHUS. MATRICARIA. VERVANO.

CHICORIUM
(Chicorium intybus)

Nome popular: chicória – almeirão. Bach =


Chicory
Característica: ama algumas pessoas específicas, sufocando-as através de um excessivo
controle, tirando-lhes a liberdade individual, impedindo seu pleno desabrochar,
envenenando-as lentamente. Para consegui-lo, usa de chantagens, atraí doenças para si
como forma de receber atenção, às vezes se automutila e acaba também por se auto-
envenenar.
Conflito interno: é o sentimento de inferioridade, acredita que para ser amada precisa dar
mais do que pode, dá em excesso.

19
Objetivo: trabalhar a carência relacionada com o afeto, o conceito divino de maternidade
sem posses, e o aprendizado do amor altruísta, incondicional com total ausência de
possessão. Trabalha o desapego.

Indivíduos possessivos e egoístas, que gostam de atenção constante e se sentem


magoados facilmente, que não apreciam estar sós e choram com facilidade; para aqueles
com forte carência afetiva e que sufocam os outros ao invés de amarem; cobram retorno de
afeto e interferem-nos que lhes são mais próximos; gostam de manter seus entes queridos
sempre nas proximidades, ao próprio alcance, para assim melhor controla-los e corrigi-los,
principalmente no que se refere aos sentimentos. Como acha que não recebe na mesma
proporção começa a cobrar, e acaba por se centrar em seus próprios interesses, no afã de
ser saciada, tornando-se pessoas egoístas. Quer ser o centro de todas as atenções, ter o
poder total sobre tudo e todos.
As personalidades equilibradas têm enorme capacidade de amor a todos,
indistintamente, sem o temor de que o afeto um dia lhes falte, pois sabem que o verdadeiro
amor é uma fonte inesgotável que flui do centro da alma, do próprio coração. Esse belo
altruísmo, aliado ao enorme poder de discernimento e à vontade implacável, torna-os
incansáveis nos esforço de beneficiar as ações corretas e caridosas. Agem na vida com
lucidez, força e benignidade, buscando colocar dentro do próprio coração mais e mais
gente, quiçá toda a humanidade sofredora.
Indicadas para pessoas que pensam muito nas necessidades dos outros e tendem a
cuidar excessivamente das crianças, dos familiares e dos amigos. Às vezes são
terrivelmente inconvenientes. Estão a todo tempo corrigindo o que lhes parece errado e se
comprazem com isso, são intrigueiras, sente prazer em dizer que fazem melhor. Tem medo
que o afeto um dia lhes falte. São irritáveis, nervosas, gostam muito de tocar o outro, ficar
beijando sufocando. Gosta de fazer favores para o outro, cuidar do outro, mais cobra depois.
Crianças carentes e dominadoras, ciumentas. Mulheres e mães dominadoras. Homens
possessivos e ciumentos, controladores, dominadores. TPM. Mulheres que não acreditam
na sua capacidade feminina, como ser boa mãe, boa esposa. (incluir no composto Larch do
Bach ou Lavandula de Minas). Quando há uma possessão exagerada carregada de
insatisfação (incluir no composto Heather de Bach ou Helianthus de Minas).
Os órgãos mais atingidos: trato genital, com tumores, cistos, e miomas, problemas
renais e digestivos.
A planta é uma hortaliça rústica do tipo almeirão, da família das Compostas, possui
belas flores de cor azul. É empregada como alimento, tem gosto amargo. Suas folhas cruas
usadas em salada são benéficas para o estômago e ao fígado.
Na fitoterapia é depurativa e antidiarréicas é usado também nas cólicas biliares, gota e
reumatismo. Em alguns países suas raízes são torradas e substituem o café.
Na antiguidade tinha a reputação de bom sonífero.

FORTIFICATA
(Bauhinia fortificata)

Nome popular: Pata de Vaca – Unha de Vaca – Mororó. Bach = NTC.


Característica: possui as mesmas características do Chicorium; apenas em Fortificata
estão em excesso, acumulando ainda grande tensão e cansaço devido essa busca e o
desejo de serem saciados. Está numa densidade maior e mais profunda que o Chicorium.
Ciúme, controle, dominação e egoísmo.
Conflito interno: a questão central é que o ego quer ter posse e almeja se satisfazer de
qualquer forma.
Objetivo: é útil para conectar as forças curativas em seus aspectos mais elevados, ou seja,
os pensamentos de compreensão e amor, tão necessários em qualquer processo de cura.
Vai ajudar a pessoa a assimilar a lição de amor incondicional. Sair da limitação de amor
posse.

Não consegue enxergar mais nada a não ser suas necessidades de satisfação pessoal.

20
É indicado para aqueles cujo amor possessivo e a extrema carência afetiva provoca um
bloqueio de energia de tal ordem que sobrevém um colapso psíquico-físico; para aqueles
cuja vitalidade está se esvaindo como consequências da avidez com que esgotam os
outros.
Como sintomas do bloqueio energético, pode haver comprometimentos dos órgãos nas
imediações do plexo solar e do chakra cardíaco. Aqui já se instalou uma tendência a abusar
do próprio corpo físico, na forma de bulimia ou anorexia nervosa. Para aquele cuja vitalidade
está se esvaindo como consequência da avidez com que esgotam os outros. De acordo com
a intensidade desses desejos e a não possibilidade de realização, cria-se um conflito oposto
de energia e leva a exaustão o corpo físico.
Fortificata é a pessoa que começou Chicorium é o excesso de Chicorium. Quando a
pessoa nesse afã de conquistar ao outro, esse afeto já apresenta quadros de desgaste
psíquico.
Essa avidez e determinação irão comprometer os órgãos nas imediações do plexo solar
e do chakra cardíaco. Estomago coração, fígado, baço, pâncreas, base do pulmão. Em
casos de bulimia ou anorexia nervosa (autopunição).
A planta possui flores brancas e rosas, as folhas são partidas em forma de coração.
Na fitoterapia as flores são purgativas, cascas e caule são expectorantes. Folhas são
diuréticas e hipoglicemiantes, usadas como insulina vegetal no controle do diabetes.
Antigamente era usada interna e externamente nas picadas de cobra e elefantíase. É
utilizada também como repositor hormonal.

VERBENACEA
(Cordia berbenacea)

Nome popular: Erva-baleeira, Maria-preta, Catinga-de-barão, Milagrosa. Bach = NTC.


Característica: a característica mais central, profunda dessa personalidade é o entusiasmo.
Conflito interno: o excesso de entusiasmo ou a forte vontade dirigida em direção errônea,
o esforço exagerado numa causa ou atividade pode torná-los hiperansiosos e até esgotá-los
psíquica e fisicamente.
Objetivo: busca desobstruir os canais de comunicação com aquelas regiões interiores da
alma, onde estão guardados os registros da extrema sabedoria, da vontade sábia e os
conceitos de justiça divina. Vai trabalhar a verdadeira força de vontade.

As personalidades típicas Verbenácea tendem a serem magras, propensas ao


hipertireoidismo, hiperquinéticas, agitadas e têm uma distribuição muito unilateral de energia
(são rígidas), de forma que a tensão interna gerada impede o relaxamento. Muitas vezes,
realizam suas tarefas com tanta insistência que acabam desrespeitando as próprias
necessidades fisiológicas básicas, podendo surgir com isso patologias digestivas e
intestinais, especialmente gastrite e prisão de ventre. São muito rígidos em suas tarefas,
donas da verdade, lutam para defender a justiça, toma as dores dos outros, acaba por criar
inimizades.
Tudo isso irá leva-los a ter insônia, tensões na nuca, principalmente ao entardecer,
hipertensão arterial, dores de cabeça e de coluna, artroses, artrites e processos
inflamatórios em geral. São pessoas inflamadas, fanáticas.
Faz parte do grupo dos tensos. Vervano: quer justiça, quer punir, não suporta injustiça,
fanático, extremista. Verbenácea: fanatismo, excesso de entusiasmo, quer convencer os
outros. Psidium: perda de controle, impulsividade, violência, pavio curto. Matricaria: irritação,
perfeccionismo, entusiasmo, intolerância. Mormodica: pensamentos repetitivos, obsessivos,
preocupação excessiva, persistente. Taraxacum: digestão grosseira da vida.
Equilibrados são calmos, sábios, bons oradores, lideres natos, corajosos, elevado
senso de justiça.
Para os indivíduos tensos, superansiosos, exasperados por justiça, muito
entusiasmados com as próprias ideias e opiniões, propensos aos fanatismos de toda
espécie, assumem muitas atividades ao mesmo tempo, e termina-as custe o que custar
(grande força de vontade superando seus limites). Tem dificuldade de conviver com pessoas

21
de ideias antagônicas (dono da verdade). É perfeccionista, orgulhoso, poderoso plano
mental (planos mirabolantes, quixotescos). Entusiasmam com suas verdades e desafios e
lutam com ardor para realizar seus sonhos e fantasias. Gostam de convencer os outros e
buscam adeptos e auxiliares para suas ideias. São indivíduos “inflamados”, propensos a
discussões e lutadores por causa justa.
Ajuntam-se socialmente em organizações filantrópicas, sindicatos, partidos e demais
agrupamentos de cunho político ou ecológico.
Pode ser indicada ainda para líderes muito brilhantes mais donos da verdade, ou
sonhadores demais, que poderão levar a empresa para o buraco. Para subordinados que
não suportam cumprir ordens, por achar que não estão de acordo com que pensam.
Pastores, Dirigentes Espíritas, etc.
É o anti-inflamatório do Sistema Flora de Minas.
A planta é encontrada em todo interior de Minas. Tem um cheiro muito forte e insistente.
É usada pelos citricultores para atrair os insetos prejudiciais à lavoura.
As flores aparecem nas extremidades dos ramos em foram de espigas curvadas para
baixo, são flores brancas e miúdas, a floração não ocorre de uma só vez, mas por um tempo
bem longo.
Seu uso fitoterápico é indicado nas artrites, reumatismo, artroses, infecções de coluna,
contusões e nas inflamações em geral. Tumores e úlceras e mau caráter. Bochechos, nas
dores de dentes, apressa a desinflamação dos tecidos bucais. Nos banhos, acelera a
cicatrização de feridas.
Os índios, especialmente os caiçaras, empregavam esta erva há séculos como um
poderosíssimo anti-inflamatório. É depurativa do sangue.
Os cientistas brasileiros já isolaram seu principio ativo, a artemetina, que tem baixa
toxicidade sobre o aparelho gastrointestinal.

TARAXACUM
(Taraxacum officinale)

Nome popular: Dente-de-leão. Bach = NTC.


Característica: tem dificuldade de digerir os fatos na sua totalidade, não vê os detalhes só o
todo. Por falta de ímpeto ou vontade fraca.
Conflito interno: dissociação entre os pensamentos, sentimentos e atitudes concretas.
Objetivo: desperta na personalidade os conceitos mais amplos de vontade e de
aprendizado espirituais, sugerindo um reenfoque de nossa lente mental, no sentido de
vermos mais minuciosamente nosso próprio ser interior e também seus símbolos externos.
Ela nos ampara ao mergulharmos na profundidade da vida, realçando os contrates e as
transições, mostrando a continuidade das sequencias e, enfim, resgatando a dignidade do
detalhe como participante da vida do todo.

Pessoas que tem uma forma muito particular de digerir as experiências do dia-a-dia, pois
o fazem de maneira muito grosseira, sem analisar detalhadamente os fatos, mas apenas
seus contornos. Não têm uma nítida visão da vida e são propensas ao fanatismo. Acabam
internando ideias e sentimentos grosseiros e em blocos, endurecidos e impuros. A pessoa
costuma ter maus hábitos alimentares, principalmente mastigando pouco à comida. Têm
também dificuldade de expressão oral, de encadeamento de raciocínios longos (não
conseguem se expressar, perde o fio da meada). Podem ser propensos a certo vocabulário
grosseiro e poluído, reflexo de um modo impuro de pensar.
Pessoas que têm uma visão grosseira e desfocada da realidade. Sem dúvida, trata-se
de uma personalidade que “tropeça” muito, que leva muitos “tombos”. Às vezes só aprende
com a dor. Podem ter fraqueza de vontade espiritual e dificuldade de digerir as experiências
cotidianas. Embora se possa encontrar com bastante a personalidade extrema, o mais
comum é a presença de nuanças desse comportamento desarmônico, com véu mais ou
menos denso, comum a todos os seres humanos. Agora cada vez mais, nesse mundo que
não se tem tempo para consultar, escutar o nosso interno, o nosso ser. Aonde as

22
informações e os acontecimentos vão chegando de maneira abrupta, acelerada sem tempo
de ser digerida.
São idealistas, criativas e cheias de fé, mas não conseguem exprimir o que se passa
com elas, por falta de ímpeto ou vontade fraca.
As glândulas preferencialmente afetadas são o fígado, o pâncreas e as paratireoides.
Transtornos nas articulações, bem como deformidades ósseas podem se manifestar.
Problemas dentários em sua vasta gama de manifestação podem se tornar presentes.
Endurecimento das artérias e veias, a arteriosclerose, e consequentemente aumentos na
pressão arterial, riscos de acidentes vasculares hemorrágicos isquêmico, além de
comprometimentos cardíacos. Anomalias visuais como a opacidade do cristalino e
hipermetropia. Ainda poderá ocorrer distúrbio nos pés, na boca, nos pulmões, nos rins, nos
ouvidos, na pele, nos cabelos e nos olhos. Transtornos hepatobiliares e problemas
digestivos. Rigidez muscular.
Indicado para quase todos os seres humanos, todos temos algumas nuances da
personalidade Taraxacum. É útil nos casos em que há resistência ao uso da terapia floral,
quando a falta de efeitos aparentes, (a pessoa diz que não esta sentindo nenhum efeito) ou
quando há intromissão excessiva do corpo etérico no corpo físico (agravamento). Depurativo
sanguíneo, nos casos de “engrossamento do sangue”, com alta taxas de gorduras e ácido
úrico.
Atuando na alma, esta flor potencializa a força física e renova a coragem de lutar.
Excelente para aqueles que sentam no meio do caminho e precisam de força física e
espiritual para continuar lutando. São pessoas que sentem muita raiva.
A planta da família das compostas, comuns em nossos campos, beiras de estradas,
jardins públicos, quintais e hortas. Possui uma raiz um pouco lenhosa que quando cortada,
sai leite muito branco e amargo. É dotado de um vigor tão grande que rebrota tantas vezes
quantas for decapitado, os pedaços brotam e enraízam com a maior facilidade (é desse
vigor que necessita o ser taraxacum para caminhar).
As folhas variam de tamanho, tem a característica dos bordos profundamente
denteados. As flores são solitárias e fortemente amarelas. Adapta-se a qualquer tipo de solo,
seja fértil ou pobre, fofo ou duro, de granulações fina ou pedregosas. Se adaptando também
a qualquer temperatura, sendo por isso encontrado em quase todo mundo. Pode ser
encontrado nos campos e nas cidades, desde os limites glaciais até o equador.
Fitoterapia trata-se de uma excelente planta medicinal, usada como diurética, depurativa
do sangue, ativadora da secreção biliar, tônica, aperitiva, estomáquica, anti-ictérica,
antidiarréica e sudorífera.
Estimula as funções glandulares em geral, purifica o sistema vascular e é tida como
cardiotônica. É rica em vitaminas A, B e C e em proteínas, possui uma substância chamada
colina, que é conhecido vasodilatador. Tem elevadas taxas de sódio e potássio, usado na
cura de doenças da pele desde a antiguidade.
Na zona rural suas raízes são torradas e moídas, para preparar uma bebida semelhante
ao café e suas folhas são utilizadas em saladas.
É forrageira apreciada por coelhos, carneiros e vacas aumentando assim o leite.
Paracelso a utilizou para esse fim e também para acalmar a tosse e as irritações
bronquiais. Facilitar a menstruação e combate as febres intermitentes devido ao efeito
sudorífero. Possui um poder depurativo e imunológico útil para ativar a produção da bílis.
Bom para oradores.

THUMBERGIA
(Thumbergia alata)

Nome popular: trepadeira carólia – amarelinha. Bach = Vine.


Característica: São autoritárias e inflexíveis. Podem ser manipuladoras das energias
alheias. Usar os outros para subir na vida.
Conflito interno: o bloqueio de energias está associado a níveis de gradação que vai da
ansiedade a ambição, a vontade férrea e por fim, à compulsão para alcançar o poder e o
sucesso. Essa disposição mental torna-se necessidade vital, engendrando consigo o
conflito, a perda da liberdade da alma. A humanidade se contorce para gerar sábios líderes,

23
tanto quanto muitos indivíduos se esforçam por se colocarem sob as rédeas de um
governante interno divino. Muitos personagens da história, malfeitores, tiranos, algozes,
ditadores, torturadores e vilões ilustram esse aspectos negativos. Nenhum dos novos
dirigentes haverá de se sustentar pelo poder negativo das armas de destruição como até
então.
Objetivo: relacionar-se com as energias positivas de verdadeira autoridade e de capacidade
em assumir convicções.

A personalidade padrão em desarmonia é cruel, sem escrúpulos, onipotente, arrogante,


ditatória, impiedosa, maquiavélica e ambiciosa por poderes. Em situações mais extremas
pode ocorrer desvirtuamento na conduta, gerando formas de sadismos e masoquismos. A
preocupação excessiva com o bem-estar dos outros é justificável pela segurança e
convicção que tal personalidade tem de que está com a razão e que o melhor para os outros
é segui-la, silenciosamente, sem questionamentos.
Fisionomicamente, a pessoa tende a apresentar a face quadrada, com sulcos bem
marcados e retilíneos; o queixo, a mandíbula e o osso do alto posterior da cabeça, bem
desenvolvido; o olhar penetrante e frio; os lábios, bem finos e cerrados; a cabeça e o tronco
eretos; e o dedo indicador, representante do ego, superdesenvolvido.
A permanência nestes padrões vibratórios, internamente rígidos e tensos, traz como
consequências a rigidez e a tensão corpóreas, problemas na coluna, rigidez mandibular,
hipertensão, impotência sexual, disfunções na bexiga, fraturas ósseas e várias classes de
acidentes físicos. Porém, quando bem equilibrada, é uma personalidade que alia coragem,
firmeza, segurança e autoconfiança, com a incomparável capacidade de liderança
construtiva, principalmente em situações caóticas e conflituosas. A qualidade positiva e
suprema desta personalidade está retratada na vida e obra de Jesus.
Indicado para as pessoas de índole marcadamente autoritária e inflexível; dotada de
enorme força de vontade, tende a menosprezar a opinião alheia, a exigir obediência
incondicional e a adotar métodos cruéis para atingir seus objetivos pessoais; para aquele
que domina os outros com mão de ferro; há sempre um sentimento de superioridade
acompanhando suas ações; para a criança agressiva e tirânica e para os pais
excessivamente severos. Para aqueles que dominam os outros com mão de ferro. Para
chefes ditadores, rudes e que não sabem ouvir, trazendo grandes conflitos para as
empresas ou uma situação de desconforto, insegurança, mal estar e medo no setor onde
trabalha. Manda e tem que ser obedecido. Pessoas extremamente egoístas.
Para a coletividade em geral, há uma grande crise de autoridade nesta atual civilização;
é a crise da ausência de valores divinos, é um drama coletivo e também pessoal.
A planta é uma trepadeira da família das Acantáceas, originária da África, mas já
aclimatada no Brasil. Tem folhas pontudas, de forma oval e flores vistosas de cinco pétalas
de amarelo intenso, tendendo ao alaranjado-amarelo intenso e no centro de um roxo quase
negro. Floresce o ano todo nas regiões quentes, mais profusamente no verão e outono,
época que deverá ser colhida.
A planta cresce com extremo vigor, usando como apoio qualquer coisa que existe à sua
volta, o que lembra os métodos de ascensão usados pela personalidade Thumbergia (Lyc).
Do alto, passa a “observar” tudo, assumindo assim o comando da situação.
O nome latino Corola referia-se na Idade Média a um líder religioso ou ao chefe da
inquisição, cujo papel exigia um tipo de liderança caracterizada por autoritarismo e
crueldade.
A coloração alaranjada das flores lembra o fogo, um convite à transformação, e a
garganta roxo-escura fala com a voz da autoridade espiritual.
Não tem indicação na fitoterapia.

CAULIFLORA
(Myrciaria cauliflora)

Nome popular: jabuticabeira. Bach = NTC.


Característica: a ganância material.

24
Conflito interno: pode ocultar sentimentos de culpa em decorrência de sua atitude
unilateral, além de sentimentos de hostilidade por enxergar-nos outros as projeções de sua
visão de vida repletos de concorrências e disputas; há sempre um aspecto de sua vida em
que a improdutividade ou a carência de resultados satisfatórios lhe mostra constantemente a
lição a ser aprendida.
Objetivo: ajudar a alma a encontrar as vias sublimes da generosidade e da solidariedade.

Indivíduos fortemente identificados com os aspectos materiais da vida, que ambiciona


poder e possessões, tem tendência a ser avarento e pouco generoso, embora possa ser
delicado e gentil em seus relacionamentos.
Sustenta em seus pensamentos a ideia equivocada de que o acúmulo e a posse de bens
materiais são requisitos indispensáveis para o próprio bem estar pessoal e principalmente
daqueles a sua volta.
A alma muitas vezes atrai a experiência dolorosa de grandes perdas materiais,
acompanhadas de exemplos claros da generosidade alheia.
Podem-se encontrar muitos exemplos de homens grandiosos, solidários com seus
irmãos e que representam aspectos positivos desta personalidade.
Curiosamente, muitas das personalidades que necessitam de Cauliflora só se tornam
solidárias no dia de Natal.
Uma grande variedade de fisiopatologias são passíveis de serem geradas por tal bloqueio
energético, contudo, os órgãos nas imediações do chakra cardíaco ficam bem sacrificados.
Aumenta a predisposição para uma gama de problemas e acidentes nas mãos.
Indicado para aqueles que estão sempre colhendo frutos negativos, carência de
resultados satisfatórios. Fracasso nas atividades filantrópicas, uma vez que realiza este
trabalho pensando em ganhar prestígio, e não o faz de maneira desinteressada. Para
aqueles que têm dificuldades em viver comunitariamente, que não sabem compartilhar
recursos e tendem a trapacear ao dividir o pão. Para os não solidários com os carentes e
pobres, com as plantas e animais necessitados, para aqueles obsediados pela roda
dilacerante da acumulação financeira. É útil nos diferentes quadros psicológicos, de
qualquer idade, em que há tendência aos furtos. Inabilidade de aceitação de derrota,
deslealdade nas competições.
Quando na mente se instalam ideias impregnadas de desejos por grandiosas aquisições,
por bens matérias fúteis e por extravagantes conquistas terrenas. O mundo da cobiça, dos
instintos e impulsos aquisitivos, muitas vezes encontra vazão inconsciente na ânsia por
alimentos, compulsão de guardar tudo dentro do corpo.
Árvore da família das Mirtáceas. Sua entrega maternal e sua generosidade são tão
surpreendentes que não ficam espaços em seus caules e ramos que não estejam repletos
de frutos. Muitas vezes, até nas raízes que ficam de fora da terra, encontramos as
saborosas frutinhas.
Esta estrema capacidade de florir e frutificar em qualquer ponto da árvore sugere a
maturidade latente em qualquer aspecto do nosso ser. Ela nos diz com isso que existe uma
solidariedade primordial entre todos os seres, que se frutificaram simultaneamente de uma
origem divida comum (tão necessária para a alma Cauliflora).
A essência das perfumadas flores inunda nosso ser de vibrações superiores de
generosidade e empatia.
Na fitoterapia quase não é utilizada.

MIRABILIS
(Mirabilis jalapa)

Nome popular: Bonina – Maravilha – Boas noites – Jalapa. Bach =


Beech.
Característica: Intolerância e crítica, atentos aos pormenores.
Conflito interno: os conceitos de individualidade e separatividade são vividos a tal extremo
pela alma, que se tornam então incapazes de perdoarem os erros alheios, por não
compreenderem seus princípios geradores. Desse modo, a alma foge de se auto avaliar

25
pelos critérios internos e se entrega ao vício de julgar o desvalor alheio. A realidade, porém,
nos diz que tudo o que pensamos e falamos de outrem, na verdade, pensamos e falamos de
nós mesmos, daquilo que somos no íntimo; tudo o que falamos e pensamos de nós
mesmos, por certo, falamos e pensamos sobre o outro, um ego virtual, cujos defeitos
rejeitamos e cujas virtudes desejaríamos incorporar.
Objetivo: transformar a mente descontrolada, eivada de preconceitos, críticas, crueldade e
tagarelice numa rica fonte de ideias nobres, de suaves palavras de união e de atos
caridosos. A essência desperta os conceitos latentes na alma, de simpatia e tolerância para
com o próximo.

Personalidade intolerante e crítica tem sempre imensa facilidade em apontar as falhas


alheias. São implacáveis em seus julgamentos com relação às dificuldades alheias e exigem
que tudo aconteça de acordo com suas rígidas perspectivas mentais.
São reputadas como sistemáticas, irritáveis, irônicas, egoístas, antipáticas, arrogantes e
autoritárias.
São péssimos atores, pois não conseguem penetrar devidamente na psique dos outros,
não entendo suas razões mais íntimas; são intolerantes com detalhes.
São propensos a formar laços de afinidade comportamental baseados em similaridades
genéticas ou hereditárias, o que se revela na enorme importância que dão aos valores
familiares, grupais e raciais (dão muita importância aos brasões).
Tendem, pois, a ser orgulhosos com a estirpe familiar, com a origem e as tradições
raciais, e até mesmo inclinam-se para o sectarismo e o racismo.
A separatividade também se mostra na fisionomia irônica, na assimetria entre os lábios
esquerdo e direito da face, nos significativos movimentos dos cantos labiais, de bocas
alongadas, nos sorrisos assimétricos, que irradiam, de um lado, elogio e concordância, e do
outro, crítica e intolerância.
A irritabilidade sistemática impõe uma conformação bucal em forma de “U” invertido, que
reflete o choro da alma, separada e não integrada ao todo.
Quando em harmonia, poderá apreender o significado simbólico, mas profundamente
real, que subjaz ao fato de que o ouvido mais próximo de nossa boca é o nosso próprio
ouvido, e a boca mais próxima de nosso ouvido é a nossa própria boca. Compreenderá
também que todo homem carrega consigo um espelho, a realidade à sua volta, que
constantemente lhe espelha, de maneira fiel e simbólica, o estado de sua alma.
A excessiva auto-identificação como o ambiente físico e psicológico, circunvizinho
favorece o desenvolvimento de problemas no sistema imunológico, atraindo para si uma
gama de sintomas alérgicos, viróticos, herpéticos e bacterianos.
Anomalias oculares e auditivas. A maioria dos quadros alérgicos respiratórios.
Personalidade Mirabilis típica, em desarmonia, apresenta rigidez nas partes superiores
do corpo físico, especialmente no peito, nos braços e mandíbulas.
Indicado para aqueles que estão sempre criticando, julgam cada palavra, sentimentos ou
ato. Irritam-se com detalhes e tendem a culpar sempre os outros por qualquer falta: a
vestimenta de alguém, o gosto musical, a forma de falar, andar, as maneiras, os gestos, o
procedimento moral. Tem forte identificação com o ambiente circundante e que estão
sempre criticamente atentos aos pormenores, podendo expressar ou não a condenação que
fazem dos mesmos. São racistas e preconceituosos. Que não admitem casamento fora dos
laços familiares ou condições social inferior. Maledicentes. Não se aplica tão somente a
personalidade típica, mas também em épocas ou situações temporárias da vida, quando
lidamos com um conflito e demonstramos intolerância e desamor com as pessoas
envolvidas.
Para quando surge frieza e indiferença como sentimento alheio, ou quando ansiamos
desaparecer para um lugar isolado, bem longe, onde acreditamos encontrar a paz.
Faz parte também do grupo de essenciais que tem ação antibiótica.
A planta pertence à família das Nictagináceas. Tem porte herbáceo, atingindo, no
máximo 1 metro de altura. Cresce abundantemente, em densas formações, nos lugares de
culturas abandonadas, nos terrenos baldios, no pé de cercas e muros, ou nas terras pretas,
ensombreadas e úmidas, sempre abrigadas dos ventos fortes, que quebrariam logo as suas
hastes, tão suculentas quão quebradiças.

26
Suas flores são pedunculadas, têm cores bonitas, rósea, amarela e branca e exalam um
perfume delicioso, que se manifesta particularmente ao entardecer atraindo mariposas e
borboletas. A meia luz se abre ao máximo, parecem não gostar do sol como as outras,
porque não podem suportar-lhe o calor e o brilho. Tal qual a personalidade afim, a que o
brilho externo ofusca a própria vida, prefere a escuridão externa, jogar sombra sobre os
outros, para então brilhar opacamente.
Porém as suas sementes que se encontram nuas e solitárias, no centro da flor, caem no
chão, onde possui enorme fertilidade, destacando assim a forte identificação com seu
habitat. O mesmo ocorre com a personalidade Mirabilis, que muito se auto-identifica com o
ambiente físico psíquico que a rodeia.
Quando aberta, cada flor em forma de pequena trombeta se coloca em determinada
direção, como seu “observando atentamente” o ambiente e pronta a dar uma opinião.
Gregório Mendel usou e abusou dessa planta para demonstrar as leis genéticas. A
planta demonstrou ser um raro exemplo de pureza na transmissão dos caracteres
hereditários, como tal, as figuras humanas análogas buscam formar seus agrupamentos
sectários, pelo alto valor que dão aos conceitos hereditários e raciais.
Na fitoterapia a raiz é empregada como diurético laxante e nas afecções herpéticas.
Indicada em casos de cólicas abdominais, diarreias, disenterias e enfermidades sifilíticas.
As flores ou o suco aplicadas diretamente sobre a pele curam herpes, sardas e
manchas. Tem um efeito tonificante sobre o sistema imunológico. O suco fresco das flores
são usados também nas dores de ouvidos provocadas por ventos e mudanças climáticas
bruscas. O suco é gotejado no ouvido afetado, e mantido por 15 a 30 minutos, deixando
escorrer logo em seguida. Novamente, pinga-se algumas gotas no ouvido e tapa-se com
algodão. Não bastando para acalmar a dor, pode-se repetir as aplicações.

PHYLLANTHUS
(Phyllanthus niruri)

Nome popular: Quebra-pedra – Erva-pombinha – Saxifraga Bach = Rock


Water
Característica: constroem toda uma filosofia de vida, cheia de preconceitos morais, éticos e
religiosos, que lhes é inquestionável e que servirá de modelo de felicidade para todas as
pessoas.
Conflito interno: o grande desafio é quebrar a grossa muralha que construíram e que as
separam da fonte interna de calor, afeto e solicitude.
Objetivo: evoca em nossas profundezas as maravilhosas vibrações de adaptabilidade e de
liberdade interior.

A alma está egoisticamente centrada em seus próprios propósitos e a empatia fica


mascarada num calado, mas pretensioso exemplo.
Costumam ter orgulho de permanecer por tempos infindáveis com certo padrão de
comportamento ou professando determinada crença religiosa, moral ou científica.
São dotados de enorme força de vontade, que empregam sobre si mesmos no sentido
de obterem a perfeição e o autodomínio.
Ficam um tanto deprimidos quando fracassam e decidem empregar mais e mais força
para conseguirem a auto realização. Tem uma ardente chama interior, que se esconde por
traz de preconceitos e de um frio e rígido distanciamento.
A certeza ilusória de que possuem a verdade impede que novas e promissoras
experiências de crescimento se acerquem, fazendo com que as mesmas tenham que
ocorrer de forma mais impetuosa e acidental.
A personalidade Phyllanthus, quando desarmonizadas, estão excessivamente
cristalizadas ou salinizadas, e ainda assim insatisfeitas e ansiosas por mais se revelarem,
ficando compelidas à ingestão de sais e alimentos com alto teor de ácido úrico.
A natureza tem limites fixos para o verão e o inverno, para o dia e a noite, e são esses
limites que dão sentido ao ano.

27
Da mesma forma, a vida humana só adquire um significado quando o homem exerce um
discernimento seletivo e estabelece limites. Todavia, o homem não deve impor restrições
muito amargar à sua própria natureza, pois isso lhe seria prejudicial.
Anomalias visuais, baixa acuidade auditiva e insensibilidade gustativa e tátil.
Dificuldades circulatórias nas extremidades dos membros. Rigidez da estrutura óssea,
tensões nas juntas e músculos, as artrites, artroses e reumatismos. Dores generalizadas
pelo corpo. Formação de cálculos internos principalmente renal. Hipertensão, problemas
renais e digestivos, gota e câimbras. Aparência física de frio e congelamento (cancerinismo).
Indicado para pessoas sistemáticas, metódicas, perfeccionistas, teimosas, exigentes,
preconceituosas, excessivamente sóbrias e severas consigo mesmas. Querem servir de
exemplo para o outro.
Para aqueles com dificuldades de adaptação e prisioneiros de formas cristalizadas de
sentimentos e pensamentos. Rigidez mental e emocional, fanatismo e idealismo
exacerbados.
Para pessoas muito disciplinadas em seus hábitos e exasperadas por inúmeras e
questionáveis necessidades. Para auto-repressão e negação de si mesmo.
Para quem tem o vestuário, a alimentação, os horários, o círculo de amizade, a leitura,
os gostos artísticos, as distrações enfim, tudo fixado dentro de limites estreitos e pouco
mutáveis.
Indivíduos que se apegam rigidamente aos preconceitos da vida ascética, ou
monásticas, obstinada e orgulhosamente aos princípios de seitas religiosas.
Para aqueles que não encontram o sabor de viver, vivem uma vida sem sal.
Para aqueles que mesmo não sendo do tipo Phyllanthus, mas conforme a época e a
situação apresentam em maior ou menor grau nuanças de inflexibilidade.
É muito útil para os idosos, idade que muitas vezes nós tornamos rígidos.
Usada para quebrar resistências às terapias floral, homeopatia ou qualquer outra.
É relaxante muscular.
A planta é pequena e frágil, erva rasteira, da família das Euforbiáceas. Proliferam nas
rachaduras e frestas dos muros e calçadas, dando a aparência que foram elas que
provocaram as minúsculas fendas. As folhas são ovais e muito verde, enquanto as flores
são minúsculas, verde-amareladas, quase translúcidas, e ficam penduradas, como que
observando no chão à própria experiência de vencer a esterilidade e rigidez do ambiente.
Tem extrema capacidade de adaptação, pois é capaz de suportar os mais diversos e
estéreis habitat na maioria das vezes desprovidos de umidade e nutrientes.
Na fitoterapia é considerado um poderoso dissolvente de cálculos renais e biliares.
Diurética, analgésica e relaxante muscular. Empregada nas cólicas renais, cistites,
enfermidades crônicas da bexiga, hidropisias e distúrbios da próstata. Em alguns lugares
usam-se as folhas e sementes para o tratamento do diabetes. Era usada no inicio do século,
para combater as doenças venéreas. Ajuda na eliminação do ácido úrico.
Princípios ativos: ácido ricinoleico, lignanas, flavonóides e alcaloides.

MATRICARIA
(Matricaria chamomilla)

Nome popular: chamomilla ou camomila. Bach = NTC.


Característica: a essência se liga com um tipo de maternidade que alia superproteção e
nervosismo interno, todavia não havendo as características de carência afetiva e de
dominação.
Conflito interno: são propensas a superestimar as próprias falhas e também as alheias, no
que tange à capacidade de nutrir, favorecendo a sobrecarga do sistema nervoso.
Objetivo: despertar no indivíduo um conceito mais luminoso de solicitude e amor ao
próximo, equilibrando sua capacidade de nutrição cósmica. Ajuda a harmonizar essa
entrega e traz maior compreensão sobre as limitações de todos.

A pessoa Matricaria não é apreensiva e nem mesmo apegada a seus entes queridos, e
não ser quando adoecem, e assim ficam excessivamente transtornadas, querendo fazer de

28
tudo por eles. É mais frequente em mulheres e crianças, embora possam ocorrer também
em homens. Sacrifica uma parte de si para tanto melhor servir aos outros, e só interessa
aquilo que é feito de coração, com a sinceridade de propósitos.
É indicado aquelas personalidade entusiasmada que se entrega totalmente ao serviço
que lhe apraz, - que, entretanto, sofre muito internamente, quando não observa a mesma
solidariedade à sua volta.
Para aqueles que se envolvem de coração i incondicionalmente com tudo o que fazem.
Quando solicitados, dão-nos a atenção total e exclusiva, sacrificando o que estavam
fazendo. Não gostam de ser o centro das atenções e não exigem elogio para si, mas
desejam tão somente que os outros tenham um mesmo comportamento.
Não são subservientes, todavia se esforçam ao máximo para atenderem as
necessidades alheias, quando as julgam procedentes.
Não conseguem compreender a razão pela qual os outros não se envolvem de corpo e
alma para ajudar os semelhantes.
São pessoas nutridoras que têm consciência de que sacrificam parte de si, mas não
aceitam que os outros também não o façam. Tornam-se facilmente sobrecarregados de
trabalho, irritam-se internamente com argumentos e atitudes egoístas no ambiente e
invariavelmente estão tensos.
A planta da família das compostas, comum nos quintais das casas do interior. Tem folhas
irregulares, muito recortado em colmilhos, e os capítulos florais apresentam uma coroa
simples de línguas brancas, voltadas para trás, tendo no centro um conjunto de pequeninas
flores amarelas, tubulares. Embora de origem europeia, já é conhecida por suas virtudes em
todo mundo.
Na fitoterapia, os chás das flores são tônicos e estimulantes, sendo empregado nas
cólicas de estômago, de intestino e do útero, nas menstruações difíceis e dolorosas, nas
indigestões, flatulências, inapetências, verminoses, transtornos da dentição, dores
nervosismos e histeria.
Indicados nas febres e enxaquecas de pessoas com índole nervosa e excitável.
O óleo das sementes é sedativo nas gastralgias ou dores agudas de estômago. Na
forma de compressas quentes é indicado no tratamento da gota e dos reumatismos. Devido
às suas propriedades sudoríferas, é empregado nas enfermidades infecciosas, como
resfriados e gripes. Há também notável quantidade de vitamina C.
Principio ativo: apigenina um antiespasmódico e o azuleno que a alopatia usa para
combater a asma bronquial infantil.

VERVANO
(Stachytarpheta dichotoma)

Nome popular: Gervão – Rinchão – Erva Santa – Verbena – Gerbão – Vassourinha-de-


botão.
Bach = Vervain.
Característica: encaram os seus semelhantes como entraves, criadores de dificuldades e
responsáveis pelos seus fracassos.
Conflito interno: aqui não apenas a energia mental é usada ao extremo, mas o corpo
emotivo está comprometido e carregado. A alma se ilude ao achar que a própria paz e
felicidade dependem dos procedimentos alheios.
Objetivo: trazem dos planos internos as vibrações positivas de harmonia, de paz e de
sabedoria para a mente e os sentimentos.

Indivíduos de índole biliosa que, ao detectarem algo injusto à volta, se tornam inundados
por irá e rancor, tendem a censurar e a corrigir de forma muito enérgica, exigindo
demasiadamente das outras pessoas.
Têm em geral grandes projetos e também demonstram enorme capacidade de
realização.

29
Desgastam-se excessivamente através do envolvimento psíquico com aquilo que os
cercam, como consequências da forte auto-identificação com a própria personalidade. A
alma se ilude ao achar que a própria paz e felicidade dependem dos procedimentos alheios.
Praticamente qualquer mau humor provoca uma ligeira parada hepática. A mania de
sempre querer ter razão, a teimosia, o enrijecimento da vontade e os ataques coléricos
entorpecem e danificam a seu modo e grau o fígado e o processo biliar.
Consequentemente a prisão de ventre será um reflexo imediato da disposição raivosa.
“Enfezado”, como a própria etimologia da palavra revela.
Evita descer na escuridão de não realização para vascular a razão pela qual sua figueira
pouco frutifica. Prefere condenar a atitude alheia, reafirmar o próprio ego, roer tal qual um
selvagem leão o próprio fígado, deixando vazar as suas potentes forças espirituais em ira e
cólera.
Harmonizada, a personalidade se identifica com seu eu superior, vitorioso, sábio, livre de
envolvimentos pessoais, que se mantêm tranquilo e em paz, quaisquer que sejam as
circunstâncias exteriores, com o autodespertar dos tesouros luminosos de sabedoria,
equilíbrio e serenidade.
Insônia, dores de cabeça, hipertensão arterial, indigestão, dores lombares e de coluna,
artrites, otites, inflamações em geral, além de hipertireoidismo, prisão de ventre, afecções
hepáticas e biliares.
Indicado para pessoas exacerbadas por justiça e punições. Propensas a castigar, surrar,
bater ou agredir, psíquica ou fisicamente.
Lideres voluntariosos, altivos, justiceiros, sinceros, fanáticos, perfeccionistas,
entusiasmados, com enorme força de vontade, mas via de regra tensos, ansiosos,
hiperquinéticos e histéricos.
Empregada nos quadros de ansiedades severa, na agitação psicomotora infantil e
também como anti-inflamatório emergencial.
Planta herbácea típica do Brasil, da família das Verbenáceas, de folhas ovais, denteadas
em forma de serra, ciliadas e ásperas por cima. Ás flores se dispõem dispersamente em
espigas terminais bem compridas.
Verbena vem do latim verbenare que significa “bater, marcar, surrar, reprovar ou
censurar energicamente”.
Na fitoterapia, a raiz é um cicatrizante enérgico, empregada para curar as feridas
ulcerativas. As folhas e raízes são utilizadas nos casos de contusões violentas, através de
banhos e compressas. Internamente, toda a planta é utilizada para combater a hepatite,
debelando as cólicas e as inflamações agudas e crônicas. É estimulante, diurética e laxante.
A presença do ácido salicílico, o mesmo da aspirina, dá à planta a propriedade de febrífuga
e sudorífera.
A infusão das folhas é largamente empregada para substituir o chá preto, com enormes
vantagens de ser calmante e desinflama o fígado.

FÓRMULAS COMPOSTAS

. BUQUÊ DE 5 FLORES. BUQUÊ DE 9 FLORES. BUQUÊ DE LACTENTES. FÓRMULA


DE EXAME. FÓRMULA DE APRENZADO. GUTTAGNELLO.

BUQUÊ DE 5 FLORES
Bach = Rescue
Fórmula floral composta pelas essências de Bipinatus, Rosmarinus, Tagetes, Psidium
e Impatiens. Constitui um remédio emergencial que serve como um primeiro socorro
psíquico, enquanto se procura uma orientação especializada. Deve ser ministrado em
situações graves, onde, todavia não haja comprometimentos do corpo físico. Por exemplo,
nos desmaios, desfalecimentos, choques emocionais, sustos, pesadelos, desespero,

30
descontroles, paralisias temporárias, tensões nervosas, pânico, histeria, etc. O uso direto da
solução-estoque nos momentos agudos é muito aconselhável. Numa formulação floral este
buquê por ser considerado e contado com remédio único, sendo que muitas outras
essências podem ser acrescentadas a ele, caso seja necessário.

BUQUÊ DE 9 FLORES

Fórmula floral composta pelas essências de Bipinatus, Rosmarinus, Tagetes,


Sambucus, Impatiens, Aleluia, Origanum, Artemísia e Arnica Campestre. Constitui uma
fórmula floral emergencial, que inclui as potencialidades do Buquê de 5 Flores, mas que
também atua na restauração do corpo físico. Serve como um primeiro socorro psíquico-
físico, enquanto se procura a orientação especializada.
Deve ser ministrado em situações onde haja perdas do sentido, paralisias, choques,
descontroles, colapsos, histeria, pânico, desesperança, bem como ferimentos, cortes,
torções, pancadas, fraturas, hemorragias, intoxicações, envenenamentos, dores, etc.. Esse
remédio é muito útil para ser tomado tanto antes quando depois das intervenções cirúrgicas,
dos tratamentos dentários, dos partos e nas convalescenças em geral, sendo um excelente
auxiliar na recuperação de tecidos celulares traumatizados, interna e externamente. A
gravidade da situação pode requerer o uso direto da solução-estoque, que pode ser bebida
ou gotejada nos lábios, esfregada nas têmpora, no coração, na nuca, no pescoço, no plexo
solar e nas axilas. O uso tópico é de grande benefício nas cicatrizações externas e em
muitas dermatoses; todavia. Nestes casos, é sempre recomendável usar a solução-estoque
um pouco diluída em água. O Buquê de 9 Flores deverá também ser tratado como se fosse
uma essência única pura, podendo, pois receber acréscimos de outras essências.

BUQUÊ DE LACTENTES

Fórmula composta pelas essências de Myosotis, Millefolium, Plantago, Foeniculum,


Malus, Salvia e Lavandula. Esta fórmula foi preparada em vista da dificuldade sempre
presente de se detectar com precisão os traços da personalidade dos recém-nascidos. Pode
e de ser empregado como preventivo de boa saúde, pois ajuda na harmonização e
adaptação da alma ao seu novo ambiente. Facilita o desprendimento da consciência de seu
mundo de origem, principalmente quando isto se mostra doloroso ou quando a criança
rejeita ou reluta contra a encarnação.
Dá muita flexibilidade e capacidade adaptativa, facilitando passagens seguras pelas
frequentes transições biológicas e psíquicas dessa época. Favorece o reconhecimento
subjetivo dos vínculos familiares, auxilia na digestão das várias experiências novas,
desperta autoconfiança e a máxima capacidade de aprendizado. Os distúrbios respiratórios,
digestivos, fisiológicos em geral e emocionais, muito frequentes no início da vida, são
eliminados ou pelo menos atenuados.
Pode ser usado, pela mãe, mesmo antes do nascimento do bebê.

FÓRMULA DE EXAME

Fórmula composta pelas essências de Rosmarinus, Basilicum, Lavandula,


Momordica, Sonchus, Foeniculum e Tabebuia. Constitui uma fórmula de utilidade para
aqueles que estão na expectativa de um exame, um teste, uma prova, uma situação
qualquer que exija maior coragem, confiança, segurança, autocontrole, concentração e
tranquilidade.
É também indicada naquelas situações de impasse e “provações” na vida, em que
um problema difícil precisa ser resolvido, uma decisão precisa ser tomada. Recomenda-se

31
iniciar o tratamento tão mais cedo quanto seja possível faze-lo, assim que se tenha notícia
da situação a ser enfrentada.

FÓRMULA DE APRENDIZADO

Fórmula composta pelas essências de Salvia, Margarites, Lavandula, Rosmarinus,


Taraxacum, Piperita, Tabebuia, Lantana e Sonchus. Deve ser empregada como auxiliar em
todas as situações em que haja dificuldades gerais de compreensão, aprendizado,
memorização, concentração, síntese, globalização, amadurecimento, integração e
convivência mútua. Tem um especial valor no tratamento de excepcionais, crianças ou
adultos, pois acelera muito o desabrochar destes conceitos.
Pode ser empregada beneficamente em casos de crianças desatentas na escola ou
com quaisquer das dificuldades acima mencionadas. Para os adultos que sentem
necessidade, em algum momento da vida, de extrair o máximo de lições de suas
experiências, pois sentem que estão sempre repetindo os erros.
Esta fórmula favorece a verdadeira cura em seu nível mais profundo de significação,
pois alia e desperta o cultivo da sabedoria e da humildade. Como diz Lao-Tsé, “aquele que
sabe adoecer... não adoece”.

GUTTAGNELLO

Fórmula flora composta pelas essências de Psidium, Passiflora, Plantago, Bipinatus,


Malus, Salvia e Eucalyptus.
Constitui uma fórmula adequada para as crianças inseguras, tensas e temerosas,
principalmente quando tais estados implicam em distúrbios respiratórios, sono agitado,
pesadelos, enurese noturna, bruxismo, nervosismos, dificuldades de convivência e
automutilação.
Trata-se de uma fórmula maravilhosa para os casos de bronquites alérgicas ou
asmáticas, faringites, laringites, amigdalites, gripes em geral, tosse, rouquidão, dificuldades
de expectoração e alergias respiratórias, quando as crianças estão constantemente
“prendendo a respiração”, na expectativa do fim de alguma contingência contrária, oculta.
Para as crianças muito sensitivas e desconfiadas, que percebem sutilmente a
adversidade e os conflitos do ambiente familiar. Quando há medos vagos, principalmente
durante a noite e a criança tende a procurar o leito dos pais. Guttagnello não deve ser
considerado como um remédio único, mas pode ser ministrado juntamente com algumas
outras essências que sejam correlatas à personalidade da criança, como Chicorium,
Thumbergia, Mimosa, etc..

ESSENCIAS PARA A FALTA DE INTERESSE PELAS CIRCUSNTÂNCIAS

. SINAPSIS. MOMORDICA. ROSMARINUS. SEMPERVIVUM. SALVIA. MARGARITES.


ROSA CANINA. MADRESSILVA. MYOSÓTIS. ANIL.

SINAPSIS
(Sinapis arvensis)

Nome popular: Mostarda. Bach =


Mustard.

32
Característica: falta de interesse pelas circunstâncias, introversão, isolamento, redução nas
percepções sensoriais, diminuição dos movimentos, letargia ou até paralisia geral, não
havendo, entretanto, vestígios, psico-manias.
Conflito interno: a alma, embora de natureza sensível, rica e aberta ao sofrimento, não
consegue expressar o que lhe acontece e muito menos encobrir sua negra situação.
Objetivo: ajudam a resgatar a serenidade, a fé e a alegria do indivíduo, ensinando a
personalidade a galgar os planos mais elevados da consciência. Vai dar impulso para
continuar. Vai devolver o gosto pela vida.

Personalidade depressiva, este estado pode aparecer repentinamente, em alguma


época do ano, sem nenhuma razão aparente, sem qualquer conexão com pessoas e fatos
externos.
A depressão é do tipo endógena e pode persistir dias, até alguns meses,
desaparecendo de forma inexplicável, na maioria das vezes apenas temporariamente. Em
casos extremos, a depressão acompanha ininterruptamente o indivíduo por toda vida.
Destes, muitos chega a dize: “Tenho certeza absoluta de que já estou morto. só não entendo
ainda porque não fui enterrado!”. Às vezes ideias suicidas podem fazer presentes, com
maior grau de intensidade e gravidade nos homens que nas mulheres.
Somente os compromissos cármicos podem explicar o momentâneo luto dessa
personalidade. A alma talvez tenha se despencado de grandes e luminosas altitudes
espirituais em vidas passadas, no abusar egoisticamente de forças paranormais e criativas
que lhe eram disponíveis como instrumento de evolução. Daí a sensação nítida de estar
num profundo e escuro poço, onde deve permanecer por certo tempo, para reequilibrar seus
equívocos.
A alma parece estar paralisada, olhando se identificando com a própria sombra, com
a sombra de todos os seus erros passados, com o fantasma do umbral. Só é possível ver a
própria sombra quando se está de costas para o sol, quando se caminha afastando-se da
luz.
A alma precisa dar uma guinada completa, de cento e oitenta graus, no seu caminhar
pela vida, reorientando seus passos na direção do luminoso e confortante sol interno.
Indicado para pessoas acometidas por tristeza, desesperança ou melancolia,
estados estes sem causa definida.
Para depressão momentânea, que não tem conexão com os fatos, mais é real.
Para aqueles que sentem falta de interesse pelas circunstâncias. Olhar opaco,
desprovido de brilho, que retrata a escuridão interna.
Essência tem efeito anti-letárgico e estimulante. É bom para idosos e pessoas que se
sentem excluídas do meio social.
A planta anual da família das Crucíferas, ereta, atinge pouco mais e um metro de
altura. É originária do mediterrâneo, encontrando-se hoje em grande parte do mundo e
disseminada por todo o Brasil, especialmente nas regiões Sul e Sudeste. As flores, de cor
amarelo limão forte, se organizam em espigas longas imitando ramalhetes. Os frutos são
vagens verdes, claras, lisas, finas, foliáceas, contendo sementes castanhas ou vermelhas,
redondas, que se tornam, depois de secas roxeadas. As folhas são de longa data
consumidas como verdura, e as sementes, usadas para fazer molho. A sua capacidade de
germinar é tão grande que suas sementes se conservam férteis por até 50 anos.
Pode crescer em locais lamacentos e putrefatos, beira de esgotos, etc. Isso mostra-
nos o caminho pelo qual uma alma aprisionada a um lodaçal e envolta na escuridão pode
ascender à luz divina.
Principio ativo: vitamina A, indol e isotiocianato de alilo, com virtudes
reconhecidamente anticancerígenas. Contém elevado teor de enxofre, que pode
comprometer o trato digestivo dos dispépticos. Apresenta alto teor de ferro.
A maior parte da mostarda é destinada ao uso culinário, na forma de condimento,
que é estimulante e aperitivo, excitando prontamente a produção de saliva, que reflete a
intenção anímica de querer sentir plenamente o gosta da vida, mostrando simbolicamente
que já está preparado para receber as experiências e digeri-las prontamente.

33
MORMODICA
(Momordica charantia)

Nome popular: Melão de São Caetano – Erva de lavadeira – Melãozinho – Fruta-de-Negro


– Erva de São Vicente – Fruta-de-Cobra. Bach = White
Chestnut.
Característica: perfeccionistas, persistentes, detalhistas, se apegam demasiadamente aos
mínimos obstáculos, que são enfrentados com certo pessimismo, porém com muita
obstinação mental.
Conflito interno: tem dificuldades de se plasmarem nos ritmos cósmicos, solar e lunar, do
dia e da noite, da ação e do repouso, em seus íntimos gestos.
Objetivo: é uma essência sincronizadora, é capaz de interromper os ritmos mentais
anômalos, impondo outros padrões sequencias construtivos para as ideias e os
pensamentos e sobre suas concretizações mais densas. Traz maior clareza de raciocínio e
ajuda no desapego, ela colhe nas fontes internas as vibrações de calma, tranquilidade e paz
para a mente. Sintoniza e equilibra.

Tendem a reciclar na mente a mesma experiência, com o intuito de nada deixaram


perder, querendo extrair o máximo de conclusões possível, e assim são levadas a
congestionar os órgãos labirínticos do corpo.
De todas as qualidades da alma, o indivíduo precisa desenvolver especialmente o
desapego. Deve ele tornar-se expectador ativo do diálogo entre a consciência do eu
profundo e da personalidade, permanecendo calmo e sereno.
Indicado para pessoas sujeitas a pensamentos ruminantes e indesejáveis, que
induzem a pensamentos ruins. Para a mente que se apega obsessivamente a certa ideia ou
preocupação e os pensamentos tornam-se persistentemente repetitivos.
Para aqueles que se preocupam demais com os problemas corriqueiros, passando
de preocupação em preocupação com o fluir da vida.
Várias vezes ao longo do dia ou da noite se lembram daquela ideia torturante, e, ao
acordarem, o primeiro pensamento que lhes chegam é exatamente aquela mesma
preocupação. A tortura mental retira-lhe a paz, a possibilidade de descanso e a capacidade
de concentração.
Não conseguem dormir, devido aos pensamentos.
Para aquelas pessoas repetitivas, contando sempre a mesma história. Para aqueles
que não admitem falhar.
Para esgotamento psíquico, incapacidade de concentração, insônia, gagueira,
tremores, tiques nervosos, dores de cabeça, prisão de ventre, infecções e febres.
É indicada previamente à tomada de decisões importantes na vida, nas preparações
para testes e provas, antes dos partos, e antes daquelas situações que exigem maior
autocontrole e concentração.
Usar no composto (Salvia + Dianthus para ajudar a libertar + Formula do
Aprendizado, ajuda a fazer síntese.).
Deve ser dado com certo tempo de antecedência, mais ou menos 1 mês.
Usar nos casos de queimaduras, furúnculos, eczemas, manchas e sardas. Em
combinação com: Dianthus + Malus + Foeniculum + Limpidus. Pode ser usado também
como uso local em forma de gel ou pomada.
A planta é um cipó herbáceo da família das Cucurbitáceas, muito comum em cercas
vivas de terrenos abandonados. Dá frutos cor de ouro com espinhos moles na superfície
que, quando maduros, se abrem espontaneamente em três partes, mostrando as semente
avermelhadas, comestíveis, muito apreciadas pelos passarinhos e crianças do interior, que
as chamam de Boizinho.
Originária da Ásia foi trazida da África para o Brasil pelos escravos.
Na fitoterapia, o chá dos frutos maduros é usado para curar as hemorroidas. As
folhas são empregadas nas leucorréias, nas cólicas de verminoses, nas dores reumáticas e
nas menstruações difíceis. Usado nas febres, inclusive febre amarela.

34
O suco das folhas é empregado contra a sarna, misturado com azeite de amêndoas
doces, é calmante e cicatrizante de queimaduras. As folhas e os frutos, além de vermífugos,
são úteis na cura do gogo das aves domésticas.
As flores são solitárias, possuem cinco pétalas amarelo-pálidas ou quase brancas, de
textura fina e delicada. Na preparação da essência floral devem ser empregadas as flores e
as gavinhas.

ROSMARINUS
(Rosmarinus officinalis)

Nome popular: Alecrim da Horta – Alecrim Cheiroso. Bach = Clematis.


Característica: passivo, desatento, distraído, imaginativo, sonolento, esquecido e insensível
aos estímulos externos.
Conflito interno: reluta em reconhecer que há um compromisso interno de crescimento
aqui e agora. Quer galgar os planos sutis, mas antes terá que passar pelos planos inferiores
da terra.
Objetivo: fortalece a ligação entre o corpo físico e os planos mais sutis, sendo assim certo
tipo de “fertilizante psicológico”. Faz a ligação entre os corpos sutis e o físico.

Vive quase que constantemente afastado da realidade perceptiva, envolta em seu


mundo próprio de fantasia e sonhos. Apresenta-se com um olhar perdido, um ar de
indiferença e parece estar ausente psiquicamente, apesar da presença física. Tem a
memória fraca, e os detalhes são lembrados com dificuldade.
Prefere a solidão a ter que suportar ruídos e distrações alheias, que poderiam
interromper suas fantasias mentais. Personalidade aérea, avoada, leve, fluida, fugidia, que
vaga caoticamente pelo mundo astral dos sonhos.
É desprovido de senso prático e com frequência apresenta soluções mirabolantes
para problemas concretos. A alma parece não se encarnar integralmente no corpo físico na
terra.
Tende a ser corporalmente frágil, alto, magro, pálido e sonolento, refletindo com isto a
sua estrutura anímica. A pessoa gostaria de passar pela vida quase sem ser notada, como
um pingo de chuva que bate num piso quente e logo se evapora.
Olha, mas não vê, ouve, mas não escuta, em decorrência da mente não estar
presente para decodificar as impressões. Tais ausências podem torna-lo propenso aos
acidentes físicos, como cortes, tombos, esbarrões e outros mais.
As deficiências circulatórias nas partes baixas do corpo ou nas extremidades
resultam da falta de encaixe perfeito entre o corpo e a sua aura, que paira bem acima do
nível corpóreo. O estado mental do indivíduo também paira nas alturas, pois está
unilateralmente voltado aos sonhos de um futuro diferente e fantástico.
Disto também decorre a sensação de “não estar pisando em terra firme”, o que
ocasiona a falta do senso prático das coisas.
Quando harmonizada, é uma pessoa dedicada, imaginativa, perceptiva, interessadas
pelas necessidades alheias, vivamente presente no mundo que a rodeia, criativa, fértil,
versátil. Podendo ser grandes cientistas.
O bloqueio de energias pode trazer deficiências na circulação sanguínea dos
membros inferiores, enfraquecimento cardíaco, hipotensão arterial, anemias, hipoglicemias,
varizes, resfriamento das extremidades do corpo, formigamentos, dormências, desmaios,
problemas auditivos e visuais.
A planta é um pequeno arbusto, perene, da família das labiadas, com flores de cor
azul-pálido. Toda a planta exala um perfume muito agradável, semelhante ao do incenso. É
originaria do Mediterrâneo e foi trazida para cá pelos portugueses, no século XVII; estando
bem aclimatada, onde é popular.
O óleo essencial é composto de pineno e de cineol, é fortemente hidrogenado, sendo
as mais ricas substâncias em hidrogênio que se conhece no reino vegetal.
Na fitoterapia é usado para tonificar o útero e dar fertilidade as mulheres, porém em
altas doses funciona como abortivo.

35
Os índios da América Central bem como os hindus o utilizam como anticoncepcional
abortivo.
As flores e folhas são empregadas como estimulantes, tônicas, emenagogas,
carminativas, colagogas, antirreumáticas, ligeiramente diuréticas e sudoríferas. Usado na
hiper e na hipotensão e nos casos de sincopes e desfalecimento. Inapetência, indigestões,
mau-hálito, banhos contra chagas gangrenosas, reumatismo articular. A água do alecrim é
usada par conservar o frescor e a juventude da pele.

SEMPERVIVUM
(Helichrysum bracteatum)

Nome popular: Sempre-viva. Bach =


Olive.
Característica: esgota-se na tentativa de fazer tudo de uma só vez.
Conflito interno: a alma parece perdida em algum lugar, de onde não encontra forças para
retomar o caminho da vida.
Objetivo: aprender a absorver, nos momentos de maior exigência, as energias puras e
inesgotáveis, disponíveis no cosmos. Recarregar os níveis energéticos, regenerar e superar.
Funciona como tônico físico e mental.

A personalidade se esqueceu de que às forças do mundo tridimensional, físicas e


psíquicas, são limitadas, e então exauriru essas energias mediante um esforço sobre-
humano. Um dos primeiros avisos de que as forças vitais estão em decadência se revela
numa turvação, que se estende em forma de arco sobre a orla superior e inferior da córnea.
A personalidade esgotada necessita dos dilúvios purificadores, durante os quais tal
essência floral pode ajudar a sobreviver às duras provas das emoções que afogam,
acumulando forças para o redespertar para uma nova vida, um luminoso recomeço.
O cansaço e a fraqueza são muito aparentes, tornando a pessoa inapta ao mínimo
trabalho ou esforço. Os pulmões podem experimentar perdas na elasticidade, anemias em
decorrência da perda do apetite. O rim enfraquece provocando congestão metabólicas, além
de alterações no equilíbrio iônico e salino.
Modificação na flora intestinal, trazendo complicações digestivas, principalmente
flatulência, diarreias e possíveis desidratação. O tônus muscular fica diminuído e a pessoa
tende ao sedentarismo, potencializando mais ainda todo o quadro de sofrimento.
Indicado nos casos de esgotamento físico e psíquico. Estados depressivos, de
fraqueza e prostração, que reaparecem após longos períodos de adversidade física ou
psicológica, gerando baixa-estima. Em grandes exigências sobre a pessoa que exauriram
sua vitalidade. Para o estresse, a debilidade crônica e os estado de convalescença. Pessoa
esgota por cuidar do outro, perde o sono. Não consegue realizar nenhum trabalho. Usar em
baixa de energia física e psíquica. A essência é regenerativa, sendo um tônico físico,
psíquico e espiritual.
A planta é uma erva perene, da família das Compostas, muito comum nos jardins. O
nome popular vem da qualidade durável das flores, que não perde a cor e nem murcham
durante meses. É oriunda da Austrália, aclimatada no Brasil, floresce em novembro. Há
Sempre-vivas de diversas cores: brancas, amarelas, douradas, roxas, róseas e
multicoloridas. São usadas em coroas mortuárias e em ramalhetes devido a peculiar
resistência.
Na fitoterapia, as flores, em infusão no vinho são úteis nas dificuldades urinárias, nas
dores ciáticas e nas rupturas dos nervos e também contra o veneno das serpentes. O chá
mata os vermes, é febrífuga e tônico estomacal, é refrescante, adstringente e anti-
inflamatório, curando a erisipela, as chagas, as inflamações dos olhos, as queimaduras e a
gota.
O suco da planta combate as dores de cabeça e neutraliza o veneno da aranha
caranguejeira.

36
SALVIA
(Salvia officinalis)

Nome popular: Salvia. Bach = Chestnut Bud.


Característica: é um tipo humano grosseiro, de emotividade escassa e instintivamente
centrada no próprio corpo físico.
Conflito interno: é dominar e conduzir suas energias instintivas, sublimando-as em
objetivos cada vez mais criativos, nobres e altruístas.
Objetivo: ajuda no amadurecimento da alma, trazendo o aprendizado, a sabedoria e a
compreensão.

Os sentimentos e a afetividade lhes são ainda embrionários e se revelam na falta de


sensibilidade, na incapacidade de compreender os afetos mais elevados e profundos, as
nuanças de sentimentos e idéias, principalmente quando se referem aos valores imateriais e
sobre-humanos.
Quando tem fome, enchem o organismo com qualquer alimento que encontram.
Quando são acometidos por uma enxaqueca, tomam alguma coisa química para se livrar
prontamente dela, pois o que importa é continuarem no fluxo veloz e cego do cotidiano.
Podem apresentar problemas periódicos de saúde e ainda assim não captam os
avisos que tais manifestações densas lhe trazem.
Fisionomicamente tendem a apresentar uma conformação craniana particular, com a
testa excessivamente estreita e recuada para trás. Na face, o destaque ocorre no terço
inferior mandibular, que é comparativamente preponderante, pois o grosso de suas forças
arquitetais se metamorfosearam em estruturas instintivas de auto-preservação.
Os problemas digestivos, as aftas, gastrites, úlceras, indigestões, flatulências, prisão
de ventre e diarreias, com ritmos periódicos de manifestação, se fazem presentes, pois
frequentemente estão ligados às dificuldades de “absorver, digerir e eliminar os fatos do
cotidiano”.
Muitas vezes, a pessoa consegue identificar os alimentos que lhe fazem mal,
incompatíveis com o seu sistema metabólico, entretanto insiste em comê-los. Arrepende-se
tardiamente dos erros, após cometê-los, e enquanto enfrentam as agruras do sofrimento
físico ou psíquico prometem não mais errar; mas tão logo estejam aliviados, se esquecem
de tudo, ficando aptos a cair novamente nas situações lamentáveis de outrora. E assim vão,
num círculo vicioso de repetição de erros e fracassos.
Tem via de regra, um regime alimentar inadequado, que resulta em alterações
patológicas da flora bacteriana intestinal. Ocorre então acidez, fermentações, putrefações e
mesmo obstruções no intestino, especialmente no cólon.
Estão sujeitas a ciclos de diarreias, amigdalites, estomatites, ataques de aftas,
erupções cutâneas, sinusites, enxaquecas e gripes alérgicas.
As afecções, cronologicamente manifestas, são também sintomas de reincidências
nos equívocos, os quais podem ceder, como uso desta maravilhosa essência floral, pura ou
em associações. O composto pode constar das seguintes essências: Salvia (dificuldade de
digerir) + Tropaeolum (solidão) + Momordica (dificuldade de aprender) + Piperita (solidão).
Indicado para aqueles que não aprendem com os erros do passado. Dificuldade de
mudar o padrão. Repetem em função do orgulho, eu sei o que faço. Não houve o outro, só a
si mesmo. São obstinados, orgulhosos. Não aceitam opinião alheia. São superficiais, não
conseguem aprofundar nas situações. Têm uma interpretação muito material da vida.
Autoconfiantes e imediatistas desgasta rapidamente. Pessoas que necessitam sofrer muito
até conseguir se descobrir. Isso pode acontecer quando está completamente só e
abandonado pelos outros. Fuga e rejeição à necessidade de fazer avaliações. Sentem-se
perdidos no presente, pois não têm base de amparo nas experiências passadas.
É apropriada aqueles indivíduos compelidos à ação mecânica, imprensada e
massificada. Não podem parar para pensar, meditar, refletir, e assim erram
sistematicamente nas mesma coisa. As doenças são repetitivas e periódicas.
É muito útil quando ministrado continuamente aos excepcionais, àqueles com
retardamento mental ou com dificuldades gerais de aprendizado. Para altistas.

37
Para aqueles que se sentem com bloqueios mentais e dificuldades de entendimento
na escola.
Enfim, não há quem não necessite dessa maravilhosa essência, pois desabrocha no
ser toda a sua capacidade de aprendizado. É um floral tonificante do físico e da mente.
A planta da família das Labiadas, de agradável aroma. As flores são azuis com
matizes violáceos. Nela o elemento fósforo é encontrado em quantidade considerável.
Possui óleos etéreos mais oxigenados que os encontrados no Alecrim.
Na fitoterapia, o chá provoca a urina, a menstruação e o parto. Enegrece os cabelos,
cicatriza as feridas, estanca as hemorragias, e sara as chagas malignas. Torna fecunda as
mulheres, estanca as hemoptises dos tuberculosos.
É estimulante, tônica, digestiva, diurética, antiespasmódica, febrífuga, antisséptica,
antissudoral hipoglicemiante, emenagoga, resolutiva e vulneraria.
Como estimulante, ativa as funções circulatórias e cutâneas, exercendo ação notável
sobre o encéfalo e o sistema nervoso.
É indicada contra a debilidade geral de origem nervosa, o tremor dos membros e a
paralisia. Como tônica e estomáquica, facilita a digestão, realça as forças do estômago e do
intestino, acalma os vômitos espasmódicos, as diarreias persistentes, principalmente nos
lactentes. Pode tratar bem as hemorragias, as perdas uterinas, os catarros e a tosse
crônica, as enxaquecas, as dores de cabeça de origem nervosa e digestiva, as hidropisias,
os edemas.
Nas febres intermitentes e nos estados de languidez decorrentes. Regula as
menstruações. Não podem ser tomadas em grandes quantidades pelas grávidas que pode
ser abortiva.
É usada com grande sucesso na lavagem das feridas e das úlceras. As folhas frescas
são boas para esfregar os dentes para branqueá-los e fortifica as gengivas frouxas e
inflamadas.

MARGARITES
(Chrysanthemum maximum)

Nome popular: Margarida. Bach = NTC.


Característica: é um verdadeiro dicionário ambulante, de conhecimentos isolados,
separados entre si, estéreis, de pouco valor para a solução de seus próprios dilemas
existenciais.
Conflito interno: tem a visão fragmentada, não consegue fazer conexão entre os fatos.
Objetivo: compreender que todo o aprendizado não irá vir da sua concretude mais do
espiritual e do entendimento. Sincronizar as funções recíprocas dos chackras energéticos do
organismo, e harmonizar as funções glandulares, impondo ritmos regulares e integrados de
funcionamento dos mesmos. Sincroniza as energias Yin e Yang. Racionalidade e intuição.

O ego está inflamado e então incorre em vários erros de julgamento, acabando por
se tornar vítima de seus próprios equívocos. Nos momentos mais agudos da vida, nas
provações que a alma atrai, de nada vale todo o saber enciclopédico. Somente a fé e a
intuição podem ser a salvação em tais situações drásticas e de transição. O indivíduo é
levado a encarar à fragilidade de sua mente concreta, sendo compelido a buscar aquele
conhecimento não analítico, que chega pronto, completo e perfeito, fruto da intuição.
Para se ver a si mesmo e o mundo em suas concatenações reais e divinas,
separando-as da multiplicidade aparente e efêmera, é mister buscar a humildade e a fé,
reconhecendo Deus dentro de si em suas devidas proporções.
Indicado para aqueles indivíduos, com uma visão fragmentária da vida e que não
conseguem correlacionar os eventos, devido à ilusão que as aparências externas lhes
causam. Tendem a apresentar um intelectualismo árido e falta-lhe maior integração com o
corpo intuitivo; interpretação muito material da realidade.
Para nossa humanidade industrializada e capitalista.
Para os deficientes mentais e excepcionais em geral.

38
Aos terapeutas, que têm que lidar e integrar um conjunto grande de informações,
aparentemente desconexas e disponíveis na entrevista.
Para situações especiais em que nos deparamos com inúmeros dados, a partir dos
quais temos de tomar decisões, escolher um caminho. Para aqueles que têm dificuldade de
viver em comunidade. Para aqueles que supervalorizam a especialização, o cientificismo
racional e se envolve em atividades onde os valores espirituais estão ausentes.
A planta é uma herbácea da família das Compostas. Tem origem remota no Cáucaso
e na Sibéria. No oriente, depois da Flor de Lótus, a margarida se faz presente nas
iconografias dos santos e yogues, representando o conhecimento mandélico, globalizado e
intuitivo.
Na fitoterapia é utilizada como repositor hormonal.

ROSA CANINA
(Rosa canina)

Nome popular: Rosa Silvestre – Silva Macha – Roseira de Cão. Bach = Wild
Rose.
Característica: são pessoas passivas, frustradas, infelizes, sem iniciativa, fatalistas,
desvitalizadas e capituladas frente à vida.
Conflito interno: há carência de energia vital e ausência do eu, o que origina um estado de
“anemia psíquica e espiritual”. A vida sensorial tende a se atrofiar, pois alma não consegue
encontrar um relacionamento adequado com as forças cósmicas e nem mesmo com as
energias terrenas.
Objetivo: a essência traz das profundezas do ser a energia de motivação e de propósito na
vida.

Sentem a vida escoar por entre suas mãos e se limitam apenas a observa-la, não se
esforçando para melhorar e conquistar a felicidade. Apresentam insensibilidade emocional,
monotonia na expressão facial, rigidez nas expectativas sempre pessimistas e fadiga
constante.
Muitas vezes, os reveses, os traumas e as decepções compelem tais pessoas a
“endurecerem” o próprio coração, que então se torna cheio de “pedras”, “frio” e destituído do
tão necessário “fogo a ação”. A “dureza e os espinhos” da vida paralisam estas almas
cansadas, que se colocam então a meio caminho da Terra e da desencarnação. Os seus
olhos são destituídos de expressividade, sorriem pouco, são solitários, calados e
sedentários.
A alma se distancia das funções corpóreas, atraindo toda sorte de patologias, como
os problemas cardiológicos.
Indicado para aqueles indivíduos resignados e apáticos, conformados com a própria
condição adversa e que se sentem incapazes de dar um novo passo na tentativa de alterá-
la. A resignação pode ser como uma doença, com a monotonia da vida, com o trabalho
inadequado ou com as condições familiares insatisfatórias.
É útil àquelas pessoas que tiveram uma forte decepção de amor e então decidiram
“congelar” o coração para a vida, tornando-se desconfiadas e retraídas.
É também um floral tonificante, vai trabalhar o 1* centro de força.
A planta pertence à família das Compotas, sendo um arbusto de uns três metros de
altura, com talos armados de espinhos muito agudos e curvos. Tão vigorosa é a planta que
a utilizam em jardinagem como “cavalo” para enxertos de diferentes tipos de rosas
cultivadas. As flores são compostas de 5 pétalas, de cor rosa de variadas intensidades,
sustentadas na base por um cálice em forma de urna. O cálice guarda dentro de si os
frutinhos da roseira, que são extremamente duros.
Pesquisas recentes demonstram que os espinhos e as bagas da roseira possuem
cerca de cinco vezes mais vitamina C que o limão e a laranja. Os frutos possuem faculdades
diuréticas, sendo seguro o seu uso mesmo quando prolongado, tem sido utilizado também
no combate do cálculo renal e vesicular. A ingestão de doses excessivas das sementes
poderá intoxicar o organismo. A infusão das rosas se toma nos casos de inapetência,
hemorragias uterinas e leucorréias.

39
MADRESSILVA
(Lonicera caprifolium)

Nome popular: Madressilva. Bach = Honeysuckle.


Característica: são indivíduos conservadores, nostálgicos e saudosistas, e não perdem a
oportunidade para fazerem recordações.
Conflito interno: a alma reluta em estar plenamente presente, aqui e agora. Ao invés de
procurar quitar plenamente seus débitos e cumprir seus deveres, anseia por outra situação
de vida onde acha que seria mais feliz.
Objetivo: ajuda a resgatar na alma a capacidade de mudanças e de estabelecimento de
novas ligações com eventos, locais e pessoas do presente.

Eles pensam que jamais poderão ter a vida de felicidade que tiveram como outrora.
Podem sofrer também pela distância da terra natal ou mesmo por um amor perdido.
Deleitam-se em folhear álbuns de fotografias antigas e com frequência choram ao fazê-lo.
Sentem arrependimento por oportunidades perdidas, principalmente no aspecto afetivo. São
sentimentais, românticos e se apegam fortemente aos entes queridos, aos namorados, aos
cônjuges e amigos. Supervalorizam os sentimentos e então podem se deprimir com os
percalços naturais da convivência afetiva. Andam pelas ruas da terra natal observando
atentamente qualquer relance que possa lhes revelar alegres lembranças e saudades. Nos
diálogos cotidianos estão sempre conduzindo o assunto para os episódios de outrora, que
guardam vivamente na memória.
O bloqueio energético traz, além das depressões físicas e psíquicas, toda a sorte de
retenções líquidas e de salinização no corpo. O indivíduo fica sujeito a hidropisias, inchaços
dos membros inferiores, patologias renais, hipertensão, obesidade, enfisemas, bronquites,
asmas, gripes, resfriados e desvitalizações. Por outro lado, o enrijecimento corporal, em
suas várias vias de expressão, reflete a cristalização da alma apegada ao passado. A índole
melancólica abala mais frequentemente o sistema neuro-sensorial, os sistemas circulatório e
respiratório.
Para indivíduos presos aos acontecimentos passados; para aqueles cuja passagem
do tempo e as distâncias sempre lhe trazem dor. Para aqueles que relutam em envelhecer,
mais podem apresentar um envelhecimento facial precoce, que procuram ocultar. Não
aceitam o envelhecimento e a morte, e relutam com as separações, mesmo temporárias. É
útil nos estados temporários de menopausa e andropausa. Para aqueles que sofrem com as
separações, as viúvas, os idosos em asilos, órfãos, presos, hospitalizados e solitários
pessoas idosas em geral. Para aqueles conservadores, nostálgicos, tristes, ruminando o
passado, lembrando sempre coisas ruins. São românticos e choram com a música.
Magoam-se facilmente. São capazes de ferir quem ama, se souber que assim a mantêm
presa a si. Madressilva faz reviver os traumas do passado em outro nível de compreensão.
Fazer regressão.
Associar Tagetes (traumas de abusos) + Ígnea.
A planta é um arbusto trepador que abraça fortemente sua árvore, como um amante,
parecendo querer estabelecer vínculos eternos de amor.
As folhas, em cozimento, são tônicas e usadas em gargarejos contra as anginas. A
casca é depurativa, diurética, sudorífera e anticatarral. As flores, em infusão, são
empregadas para preparar xaropes peitorais usados na cura das vias respiratórias.

MYOSOTIS
(Myosotis sp)

Nome popular: Miosótis – Flor da Saudade – Não-me-esqueças – Não-te-esqueças.


Bach = NTC.

40
Característica: retrata a personalidade isolada que anseia contactar alguém, um elo
perdido noutro plano, ou que rejeita assumir uma ligação que lhe é devida.
Objetivo: a essência traz-nos a energia de reconhecimento dos compromissos cármicos, de
aceitação das limitações ou obrigações temporárias que temos com outras almas.

Para aqueles que viveram uma experiência traumatizante de perda de um ente


afetivo e não conseguem se recuperar de sua ausência. Para aqueles que sustentem uma
forte ligação com os entes queridos que já desencarnaram, que após a sua partida insiste
em conservar seus objetos pessoais intactos, mantêm-se em comunicação verbal com ele e
continua a viver no ambiente como se nada houvesse acontecido. É útil também, quando há
rejeição de recém-nascidos por parte dos pais e nas depressões pós-parto. Para casais que
fizeram uso prolongado de anticoncepcionais ou cometeram abortos. Para aqueles que
perderam o gosto pela vida, principalmente em razão de perdas irreversíveis.
Para casos de infertilidade psicológica, que resulta em dificuldade de procriação.
Para mães que necessitam retornar ao trabalho, essa essência vai suavizar essa separação
temporária entre mãe e o lactente. Ajuda nos processos de desencarne, principalmente com
as resistências afetivas, é indicada tanto para o enfermo, quanto para os familiares. Quadros
agudos de separação. Estações da vida, como menopausa, andropausa, puberdade.
Myosotis tem uma correspondência parcial com Madressilva, porém aplica-se em
situações mais graves, agudas e irreversíveis. Trata-se de uma essência consoladora.
É uma florzinha muito delicada, da família das Borragináceas. Tem flores azuis com
uma pequena manchinha amarela ao centro.
Na medicina popular, empregam a planta contra a bronquite crônica, a tuberculose
pulmonar, as hemorragias intestinais e o suor noturno.

ANIL
(Indigofera anil)

Nome popular: Anil – Quebra-dentes em Minas – Caá-Chica no Amazonas – Timbó-mirim


no Mato Grosso. Bach = não tem
correspondência.
Característica: trata-se de uma essência floral geriátrica que age como um tônico mental
nos quadros em que tais debilidades são circunstancialmente adquiridas.
Objetivo: mesmo nos casos em que o efeito externo seja apenas sutilmente percebido, a
essência trabalha internamente uma espécie de percepção pura, imaterial e confortadora,
relacionada com misteriosos sentimentos evolutivos de síntese e finalização. A alma recebe
impulsos e fortalecimentos para prosseguir o cumprimento de sua jornada de luz. Traz uma
grande força de regeneração psíquica ou pelo menos uma estagnação quando há uma
rápida deterioração nos padrões usuais de comportamento e percepção do indivíduo.

A noção de continuidade e eternidade da vida se faz presente facilitando a transição


da alma.
Indicado para as pessoas com enfraquecimento em suas capacidades sensoriais e
intelectuais; para toda e qualquer forma de envelhecimento mental precoce, senilidade,
esclerose, atrofia e degeneração cerebral; para quando houver perdas no encadeamento de
raciocínio, esquecimentos, dificuldade de expressão verbal, comportamentos irregulares,
falta de cuidados com a própria higiene pessoal e demais sintomas popularmente
relacionados com a “caduquice”; indicado como coadjuvante nas estereotipias senis, em que
há a repetição de gestos amaneirados e tiques, e mesmo a permanência em posições
corporais estranhas.
Útil nos estados de convalescença que se seguem aos acidentes cerebrais
vasculares ou “derrames” e nas amnésias. Trata-se de um ativante da circulação cerebral é
um regenerador de neurônios danificados, sendo, pois indicado nos casos de lesões do
cérebro, que sejam acompanhadas de perdas de memória, condutas inadequadas e falta de
concentração.

41
Idosos, para compreender que esta na finalização de uma etapa, não que estejam
inúteis. Nos casos irreversíveis há uma sensível melhora na qualidade de desencarne.
Trata-se de uma planta silvestre, da família das leguminosas. As flores são róseas,
miúdas, em pequenos cachos, ocorrendo à florada em janeiro e fevereiro.
A fitoterapia emprega o chá das folhas e raízes como antiespasmódico, diurético,
estomáquico, febrífugo, purgativo e sedativo. É eficaz contra a epilepsia, a dança de São
Vito e a icterícia. As folhas murchas empregam-se topicamente contra a sarna.
Na homeopatia é indicada nos casos de envenenamento por mercúrio e arsênico,
nas dores articulares, nas hemorragias nasais, nas inflamações das vias urinárias, nas
dores faciais de origem nervosa, nas perturbações da circulação com torpor nos membros,
nas inflamações agudas da pele que se caracterizam pela erupção de vesículas e nas
afecções visuais.
Na preparação da essência floral é imprescindível que a Anileira tenha em suas
vizinhanças a planta conhecida como Congonha-de-bugre ou Vilaresia, caso contrário
algumas folhas desta erva, mesmo colhida distante, devem ser incluídas na obtenção da
tintura-mãe.

ESSÊNCIAS PARA A SUPERSENBILIDADE AS INFLUÊNCIAS E OPINIÕES.

. MILLEFOLIUM. LINUM. FUCHSIA. DIANTHUS. RUTA. SILENE. CAMELLI. ORELLANA.


PASTORIS. CALENDULA SILVESTRE. LANATANA. IPOMEA. VERNONIA. ÍCARO

MILLEFOLIUM
(Achillea millefolium)

Nome popular: Mil folhas, Mil em Ramas Bach =


Walnut.
Característica: Os indivíduos típicos são espiritualmente inquietos, pioneiros em suas
realizações, revolucionários e estão sempre querendo a transformação das coisas ao seu
redor, têm dificuldades de se adaptarem à estrutura social, familiar e escolar e estão sempre
propondo novos valores e modos de conduta.
Conflito: a alma faz uma opção superior e a personalidade insiste noutra, contrária.
Objetivo: A essência ajuda a alma a garantir o destino que lhe foi traçado, a cumprir seus
desígnios mais profundos, sem permitir a interferência indevida de elementos estranhos à
individualidade. Trabalham no ser as qualidades de aceitação e adaptabilidade,
imprescindíveis à verdadeira libertação interior.

São exemplos das personalidades positivamente polarizadas no arquétipo de


Millefolium, aquelas almas que descem a Terra, trazendo novas respostas para os dilemas
humanos e alternativas superiores para a vida. Ex.: Dr. Bach, os grandes mestres e
revolucionários da música, Haendel, Mozart, Bach, Beethoven. Na ciência, Albert Einstein, e
o maior de todos os exemplos é Jesus.
Para aqueles que estão atravessando mudanças que lhes podem ser dolorosas; para
a personalidade supersensível a ideias de terceiros, aos ambientes circundantes e às
influências dos outros; com frequência; a pessoas se sente desvitalizada, bocejante e fraco
num certo ambiente ou após uma conversa, sendo o seu estado de espírito muito
dependente do psiquismo alheio; às vezes, um simples, mas significativo olhar já é
suficiente para lhe roubar a paz.
Ajuda a romper hábitos arraigados e ligações outrora valiosas, dando também
proteção àquele que se sente vítima de encantamento, “vampirismos” e toda sorte de
irradiações negativas. Captam tudo, estão sempre cansados, desvitalizados.

Deve ser ministrada nos estágios de transição espiritual, psíquica ou biológica, como
dentição, puberdade, menopausa, andropausa, gravidez, amputações de membros,
separações, divórcios, mudanças de trabalho, de casas, perdas de emprego, etc. A essência

42
é útil àqueles que estão tentando se livrarem de vícios como o alcoolismo, o tabagismo, as
drogas e os psicotrópicos, principalmente quando estes são catalisados por influências
externas.
É útil àqueles submetidos acidental ou profissionalmente a excessos radiativos ou a
ambientes insalubres. Os digitadores, operadores de aparelhos de raios X e de tomógrafos,
os funcionários de usinas nucleares, os químicos, os operários das indústrias pesadas, os
mineiros de minas subterrâneas e tantos outros podem ser beneficiados pela essência,
principalmente em associação com outras de cunho purificador.
Essências de Cunho Purificador: Dianthus, Malus, Foeniculum, Linum, Límpidus,
Pastores (nível de pele).
As pessoas propensas a vertigens em veículos e que com frequência se acidentam,
com ferimentos, hemorragias, torções e fraturas ósseas, são amparadas, gradativamente,
com o poder maleabilizante de Millefolium.
Deve ser empregado como uma espécie de “âncora” nas formulações florais
compostas, quando se percebe a necessidade de harmonizar as profundas mudanças que o
indivíduo poderá experimentar com o tratamento, principalmente quando as essências
catárticas são ministradas. Vai dar impulsão às pessoas, para atingir os seus objetivos.
Lavandula é também considerado “âncora”.
Pode ser de muito valor nos casos de supersensibilidade física das
crianças com aptidões alérgicas, principalmente quando acompanhada por delicadeza
sensorial, psíquica e espiritual.
Os terapeutas e curadores, que precisam se abrir internamente para captarem as
necessidades alheias, podem tirar muito proveito das qualidades protetoras de Millefolium.
Esta essência fortalece os contornos da aura humana, tornando-a mais impenetrável
às vibrações incompatíveis com os padrões da individualidade. Facilita o autocontrole na
abertura e fechamento dos canais de percepção, dependendo das circunstâncias e
necessidades. Desenvolve a aceitação, a adaptabilidade, a constância e a capacidade de
recomeçar.
As flores brancas ou rosadas são dispostas em corimbos na parte superior da planta,
lembrando a forma de pequenos guarda-chuvas. A capacidade de sobrevivência da planta
em condições adversas reflete sua vitoriosa experiência de adaptabilidade. Suas folhas
profundamente fendidas têm um cheiro balsâmico e um gosto amargo e adstringente, devido
a um principio ativo chamado aquileína.
É vulnerário, hemostático, cicatrizante, normalizador das funções menstruais, tônico,
anti-hemorroidal, antiespasmódico, febrífugo, carminativo e estimulante das vias digestivas.
Atua favoravelmente contra as gastrites agudas e crônicas, diminuindo também as
fermentações intestinais. A raiz, além de febrífuga, é também empregada como
antiodontálgica. Antigamente, toda a planta era utilizada na fabricação de cervejas.
Considera-se que é um remédio benéfico nas hemorragias de qualquer espécie, nas
hemorroidas, nos distúrbios menstruais, nas debilidades digestivas, febres, enfermidades
dos rins, ulcerações internas, nos pós-operatórios, nas debilidades do sistema nervoso,
como preventivo do aborto e das hemorragias pós-parto, sendo externamente útil nos
tumores, feridas novas e crônicas, nas contusões, golpes e queimaduras, nas sarnas,
psoríases, eczemas, celulite e demais afecções da pele.

LINUM
(Linum usitatissimum)

Nome popular: linho. Bach = NTC.


Características: Esta essência trabalha a pele humana no seu sentido mais amplo.
Conflito: Todas as grandes funções vitais internas do homem encontram-se, a seu modo,
presentes na pele.
Objetivo: refazer as energias dos corpos.

Linum repele pensamentos e emoções alheias que não pertencem ao arcabouço


psíquico da pessoa. A essência da contornos mais nítidos à personalidade do indivíduo,

43
restaurando as peles sutis traumatizadas que recobrem os corpos mental e emocional e
protege o fio de prata nas passagens multidimensionais durante o sono.
Indicados para aqueles indivíduos que experimentaram fortes expansões de
consciência, através de experiências muito duras, tendo como consequência sequelas em
seus planos interdimencionais.
Para quando não há uma nítida definição sobre quais pensamentos e emoções
pertencem à pessoa e quais pertencem a terceiros.
Para aqueles cujo sistema nervoso se encontra abalado pelo abuso de drogas, sexo,
alimentos, contatos mediúnicos e magias pessoais.
Para aqueles cujas auras estão por qualquer motivo manchadas ou rompidas,
facilitando a entrada de material estranho ao ser.
Deve ser empregado, em associações com outras essências, nos caos de obsessão,
manias, psicoses, neuroses e nos estados severos de descontrole psicológico.
É um coadjuvante quando o ferimento moral é tão profundo que a personalidade
perdeu a capacidade de autocrítica, de julgamento e de autocontrole. Todos os casos em
que existam alterações patológicas nas mucosas e tecidos epiteliais, internos e externos,
podem ser beneficiados com as virtudes emolientes e vulnerarias de Linum.
Tem grande utilidade na hipersensibilidade epidérmica, em sua variada gama de
sintomatologia.
Linum faz o pano floral de proteção.
O Linho ou Linhaça é uma planta anual, de flores azuis muito delicadas, cujas
pétalas apresentam finas listas lilases, lembrando o papel de seda. É cultivada nas regiões
de clima mais ameno do Brasil. Suas hastes são utilizadas na fabricação de tecidos e sua
semente na fabricação de óleo.
Os cataplasmas quentes, feitos com a farinha das sementes de Linho, são usados no
tratamento de bronquites e pleurites e nas inflamações das vias urinárias e digestivas. São
usadas também em forma de chás como laxativos para os que sofrem de prisão de ventre
crônica e em lavagens intestinais, sendo úteis nas estomatites e diarreias. É uma das
plantas mais ricas em fósforo.

FUCHSIA
(Fuchsia SP)

Nome popular: Brinco de Princesa. Bach = Agrimony.


Característica: São indivíduos que têm dificuldades de encarar os problemas e se refugiam
então na busca de excitações externas. Podem tornar-se viciados em drogas, álcool,
cigarro, café e estimulantes. Gostam de esportes em geral e programas de humor, como
válvulas de escape para suas preocupações. Não apreciam a solidão, para não terem que
enfrentar a si mesmo.
Conflito interno: a alma parece estar preparada para dar um grande salto evolutivo, mas
reluta fazê-lo, pois sabe em seu intimo que uma prévia luta interna lhe está reservada, cuja
vitória exigirá grande demonstração de desapego. Há algo dentro da alma que é fortemente
rejeitado, que lhes provoca uma tortura interna e um autodesgosto dissimulado.
Objetivo: Essa essência funciona como ansiolítico e catártico, buscando no nosso interior
as energias relacionadas à verdadeira alegria e à coragem de enfrentar a vida. Traz a
verdade à tona.

As personalidades Fuchsia preferem estar sempre na companhia de pessoas, pois


são muito extrovertidos e loquazes. Não gostam do entardecer, da noite, dos dias
ensombrados, do inverno e de todas as condições que propiciam a introversão pessoal. Em
casa, quando sozinhos, ligam a televisão, o rádio ou o aparelho de som, de forma a terem
algo ocupando e distraindo a mente. O silencio lhes é perturbador, podendo parecer um
vazio terrível, um abismo assustador. O vazio interno provoca ansiedade, tristeza, angústia,
choro, sensação de falta de significado para a vida, inquietude e compulsão a se alimentar
mesmo sem apetite. (Transtorno afetivo bipolar)
Não gostam de repreender ninguém, mesmo tendo suficiente razão, pois evitam as
discussões e perseguem a paz por todos os meios externos de que dispõem.

44
Esforçam-se para ter a aceitação geral e estão sempre a brincar com tudo e com
todos. Mesmo seriamente adoentados ainda encontram disposição para zombar da própria
situação. As pessoas desse tipo são geralmente muito apegadas a convenções sociais e às
aparências. Prefere não se expor diretamente aos embates e conflitos da vida, optando
pelas amenidades e pelas distrações. Esta sempre representando, são piadistas,
esportistas. Não consegue falar de si próprio. Acha que se agir de maneira verdadeira, os
outros vão acha-lo superficial e irão afastar-se dele. São muito trancadas, se recusam a
entrar em si mesma, e reconhecer as suas dificuldades, está sempre certa.
A alma vive períodos alternados de euforia e depressão. Em qualquer destes casos,
Fuchsia tem um efeito catártico (mostra para pessoa quem ela é, tira as mascaras),
facilitando a liberação das obstruções psíquicas inconscientes. Todavia, é importante a sua
associação com essências “ancoradouras”.
Quando harmonizados, são otimistas, joviais, serenos, bons companheiros,
pacificadores, diplomatas, curadores e grandes servidores da humanidade.
O bloqueio de energias pode trazer problemas psicossomáticos, insônia, nervosismo,
dores de cabeça, dificuldades digestivas, obesidade, problemas respiratórios, como asma e
bronquite.
É uma planta ornamental, da família das Onagráceas, sua flores são elegantes,
sempre voltadas para a terra, são vermelha, róseas, roxas ou brancas. A variedade usada
na preparação da essência floral é aquela de cor avermelhada.

DIANTHUS
(Dianthus caryophyllus)

Nome popular: Cravo-de-jardim. Bach = não tem


correspondência.
Característica: suportam caladas as humilhações, os enganos, a ignorância e a ira alheias,
mas internamente ficam remoendo os acontecimentos que lhes são inaceitáveis e
incompreensíveis.
Conflito interno: São indivíduos “fechados”, “frios”, solitários, silenciosos e ensimesmados,
nunca demonstrando na face o que lhes ocorre na alma.
Objetivo: ajuda na liberação das emoções, dando um impulso de coragem para que a alma
enfrente a vida com todas as suas forças, permitindo a ressurreição de um novo ser,
transfigurado e radiante de luz.

A personalidade Dianthus passa um ar de frieza, não deixando transparecer nem a


tristeza nem a alegria. Nos momentos em que deveriam explodir de emoção não o fazem,
pois são muito recatadas e orgulhosas. Todavia, por dentro, estão torturadas, com a alma
encharcada de novas e antigas emoções que as ferem internamente, sem que ninguém
perceba. Não choraram em eventos dolorosos de outrora e nem mesmo o fazem nos fatos
duros do presente. Embora tensas e ansiosas, não ocultam a dor interna com um falso bom-
humor externo.
Podem com freqüência recorrer ao sono como subterfúgio para as aflições e as
perturbações interiores. Através da polidez e da distância que mantém dos outros,
constroem barreiras psíquicas quase intransponíveis para quem ousa querer escutar-lhes o
coração. Não confidenciam seus dilemas existenciais, mesmo porque são raras as suas
amizades. A qualidade das emoções que lhes afogam a alma é muito variada, mas
representa um daqueles desafios que antecedem um grandioso salto evolutivo.
Indicado para pessoas sensíveis a tudo que ocorre ao redor e que vão acumulando,
gradativamente e em silencio, as escórias das contradições e equívocos dos fatos
cotidianos.
A permanência nestes padrões de comportamento implica quase sempre em
gradações, cada vez mais intensificadas, de ansiedade, melancolia e depressão. No nível
físico, o bloqueio de energias pode trazer cardiopatias, taquicardias, cefaléias, insônia,
retenções liquidas, deficiências renais, hipertensão arterial e enrijecimento do sistema
neuro-sensorial, em formas letárgicas e paralisantes. Não consegue chorar.

45
Dianthus é uma essência catártica, que pode provocar o choro. Entra em quase
todos os compostos florais.
A planta e da família das Cariofiláceas, oriunda da Itália, e muito disseminada pelas
serras altas do Brasil.
Na fitoterapia tem as virtudes de combater as sincopes e palpitações do coração, as
cardialgias e, sobretudo, as enfermidades malignas e pestilentas, como as febres malignas.
São também adotados contra as dores de cabeça e vertigens.

RUTA
(Ruta graveolens)

Nome popular: Arruda. Bach = Centaury.


Característica: são perfeccionistas, detalhistas, virtuosos, práticos, bondosos, dotados de
extremo senso de empatia e ainda muito loquazes, revelando nos diálogos a compulsão de
serem úteis necessários e eficientes. Podem assumir silenciosamente a condição de “bodes
expiatórios”, quando crianças, se curvam frente a um colega mais forte da escola,
satisfazendo-lhe os desejos.
Conflito interno: “vir a ser o que realmente é”. O grande desafio é conquistar a própria
liberdade de ação, a autonomia, como bem ilustra um grande mestre zen: “Um homem que
seja dono de si, seja onde for, mantém-se fiel a si mesmo”.
Objetivo: traz ao nível consciente do ser as vibrações positivas de autodeterminação a
auto-realização, dando assim vitalidade para que se possa cumprir a vontade mais profunda
da alma.

Embora psiquicamente ativos, sofrem de uma tremenda escassez de individualidade,


que é minada pelos compromissos e responsabilidades de um servir desmesurado.
Para personalidades subservientes, tímidas, cuja fraqueza de vontade as torna
facilmente dominadas por terceiros; não sabem dizer não, são facilmente influenciáveis e
reagem de forma exagerada aos desejos e necessidades dos outros. O psiquismo muito
ativo, em contraposição à vontade fraca, impele inconscientemente tais personalidades em
busca de pessoas autoritárias e dirigentes, sob cujas sombras pensam encontrar o
reequilíbrio. São almas que deixam que seus sagrados destinos sejam adulterados por
interferências alheias.
Quando harmonizado, o tipo Ruta é eficiente em servir, sabendo reconhecer os
limites precisos da doação. Participa do coletivo, mas não se deixa sucumbir, pois sabe
discriminar bem quais dos seus esforços beneficiam a sua própria missão e quais são
indispensáveis como ajuda aos companheiros de jornada.
Para as pessoas que são às vezes obrigadas a agir socialmente, mas
espiritualmente não estão em condições de fazê-lo, ou não querem; abrem mão das
aspirações pessoais para cuidar das necessidades alheias, tendendo assim à auto-renúncia
e, por agravamento, ao automartírio.
É útil quando a fraqueza de vontade é temporária, como nos partos, nas convulsões
infantis, nas incontinências urinárias, nas hemorragias e nos esgotamentos físico-qsíquicos.
Vai fortalecer o ser e seu domínio sobre a personalidade.
O bloqueio de energias pode trazer problemas físicos, como palpitações,
esgotamentos, convulsões, vertigens, distúrbios do fígado, do pâncreas e da bile, anemia,
hipoglicemia, hemorragias de qualquer origem, hemorroidas, distúrbios menstruais,
reumatismos, ansiedade, melancolia, depressão, hipocondria e histeria.
Muitas anomalias de funcionamento do pâncreas estão associadas aos padrões
negativos de Ruta. As hemorragias e as debilidades sanguíneas são outra contraparte
presente na vida física de almas enfraquecidas e omissas de suas funções superiores.
A Ruta é a conhecida arruda, arbusto da família das Rutáceas, cultivado nos jardins
e quintais de todo mundo. Apresenta flores amarelas. Esbanja vitalidade, pois tem um ciclo
de vida longo. Exala um odor grave e penetrante, difícil de ser confundido com o de outras
plantas.
Na fitoterapia é usada contra os venenos de animais peçonhentos, inclusive cobras.
Os chás e os banhos servem também para as torções, nas dores das costas e do peito, à

46
tosse, à inflamação do pulmão, à ciática, às dores das juntas e aos tremores. Cozida em
azeite é útil contra os gases intestinais. Restitui o fluxo menstrual, quando esmagada e
aplicada, com mel, no espaço entre a vagina e o ânus. Serve para banhar as vistas,
aliviando as dores e as inflamações. Amassada e metida dentro das narinas, retém a
hemorragia nasal. Aplicada, sara as verrugas e os calos. Em doses tóxicas é abortiva.
A arruda possui um princípio ativo chamado rutina, responsável pelas virtudes de
aumentar a resistência dos vasos sanguíneos, evitando suas rupturas e as consequentes
hemorragias. É ainda rica em vitamina C.

SILENE
(Silene armeria)

Nome popular: Alfinetes, Fel-Da-Terra, Centaurea-menor, Silena e Juliana-falsa. Bach


= NTC.
Característica: São indivíduos do tipo “cameleão”, ou seja, para cada ambiente assumem
uma dada postura ou “cor”, para cada plateia adotam certo discurso. Envolvem-se em
complicações devido aos contraditórios compromissos que acabam assumindo com as
várias pessoas.
Conflito interno: o grande desafio da alma Silene, e de toda humanidade, é a busca do
equilíbrio entre a vida interior e a vida exterior, é a procura da coerência perfeita entre as
dimensões terrenas e cósmicas.
Objetivo: trabalha a coerência entre os vários corpos da personalidade, entre o pensar, o
sentir e o agir. Ajuda a alma a se tornar mais límpida e transparente aos olhos alheios,
despertando a fé e a certeza de que a inocência e a autenticidade são atributos
indispensáveis para o pleno autodesabrochar. Traz à tona as luminosas vibrações de
sinceridade interior, com seus múltiplos reflexos na convivência mútua.

Para aquelas personalidades que estão sempre falseando em suas atitudes perante
terceiros. Tem muitas dificuldades em contrapor suas próprias ideias as dos outros e assim
num diálogo estão sempre a concordar com o interlocutor. Não chegam a ser subservientes,
mas não são francos. Não são dominados, porém assumem diferentes posturas frente a
diferentes pessoas.
Há uma forte tendência para a imitação dos outros, pois hes falta um sentido interior
de individualidade. São propensos a toda sorte de mentiras e falsidades, não agindo assim
por maldade, mas devido a uma espécie de cisão psicológica. A ânsia de concordar podem
levá-los a repetir as frases de seus interlocutores, às vezes mal ouvidas ou pouco
compreendidas, que assim retornam com erros de expressão ou de significação, deixando
transparecer, de maneira grotesca, a ingenuidade e a fragilidade psíquica. Em seus círculos
de convivência, passam por passivos, amistosos, joviais, simplórios e burlescos, não sendo
levados a sério.
Nos casos de maior agravamento, a pessoa tende a absolutizar e viver unicamente
da supra-realidade artificialmente criada, concretizando assim a sua vocação neurótica e a
sua “embriaguez psicológica crônica”.
Embora a personalidade típica, com os padrões caricaturais completos seja um tanto
rara de ser encontrada, todos, em maior ou menor grau, experimentamos nuanças do
estado negativo de Silene. Isto ocorre especialmente nas ocasiões em que devemos ser o
mais sincero possível em nossos relacionamentos e, no entanto, por vários motivos, não
conseguimos sê-lo.
Para aqueles que não conseguem ser sincero nos relacionamentos. Trabalha
autenticidade, identidade, sinceridade interna. Assim a planta contribui no alinhamento
superior daquelas personalidades que “mancam” em suas atitudes mais simples por lhes
faltar sinceridade na convivência mútua.
Para aqueles que assumem a personalidade do grupo. Não tem vontade nem ideias
próprias. (Silene, Linum, Millefolium. Sambucus, Fuchsia).
A planta é uma herbácea anual, de pouco mais de um palmo de altura, pertencente à
família das Cariofiláceas. As suas flores são róseas. Não tem emprego na fitoterapia.

47
CAMELLI
(Camélia japônica)

Nome popular: Camélia. Bach = Holly.


Característica: ausência de amor.
Conflito interno: sentimento de separatividade (ele tem, eu não tenho).
Objetivo: ajuda a despertar a vontade de amar cada indivíduo, independente de sua
condição, pois traz a compreensão de que cada um tem dentro de si um coração, que bate e
que sente um reservatório latente e infinito de amor. Busca no âmago do coração, em sua
máxima profundidade, aquele amor que resplandece no sorriso das criancinhas, alegres e
gratificadas pela vida e pelo privilégio de terem Deus dentro do próprio peito.

Para aqueles momentos onde o sentimento dominante é o ódio, a inveja, o ciúme, a


ganância, a desconfiança, os sentimentos de vingança, malícias, amarguras, raivas e
agressividade.
Para o indivíduo sufocado pelo desamor, cuja permanência nas atitudes e
pensamentos do ser pode se tornar a base de toda e qualquer espécie de doença,
principalmente bloqueios energéticos no chakra cardíaco.
Para todas as formas de racismos, separatividade, mágoas profundas, dificuldades
de aceitação e inquietações da alma; para aqueles propensos às barbaridades, crueldades,
agressões, violências e impulsionados ao crime e à negatividade.
A essência permite a conexão com níveis mais internos, habitados por hierarquias
angélicas muito potentes. Camelli é a essência de mais amplo aspecto do sistema, sendo,
pois recomendável que todas as pessoas devem em algum momento fazer uso dela. Trata-
se de uma essência para despertar a oração, a busca dos valores divinos, qualquer que seja
a situação com que se depara a alma.
Pertence a família das Teáceas e florescem abundantemente de março a abril, com a
curiosa característica de não deixarem cair às flores, mesmo murchas. As flores são
grandes e alvas como a neve, às vezes vermelhas ou rajadas.
Não é usada na fitoterapia.

ORELLANA
(Bixa Orellana)

Nome popular: Urucum. Bach = NTC.


Característica: o individuo pode apresentar uma compleição sanguínea ou colérica, via de
regra liberando suas emoções através de agressividade.
Conflito interno: o enrijecimento anímico nos padrões egoístas “endurece” o coração,
dificultando o livre fluir do eu no organismo.
Objetivo: auxilia na desobstrução daqueles centros energéticos, dando ao ser uma nova
chance de compreender a lição do verdadeiro amor divino e incondicional. Corresponde em
certo sentido à Camelli, porém seu foco de atuação é centrado nos planos mais densos.

Para as personalidades cuja permanência em atitudes de desamor já trouxe certo


comprometimento no corpo físico-etérico, principalmente nos órgãos situados nas
imediações do plexo solar e do chakra cardíaco.
Para aqueles que têm o coração endurecido, pessoas rígidas e egoístas. Exige ser
amada. Para situações que estamos achando que não estamos sendo amados. Calmante
das emoções. Para momentos de separações, para aquele que não quer se separar (+
Vilaresia).
Fisionomicamente, a pessoa mostra matizes roxeados na pele e nos lábios,
revelando estagnações no sistema sanguíneo venoso, muitas vezes devido ao
enfraquecimento cardíaco.
Os sintomas físicos correlatos incluem as crises de angina do peito, hipertensão
arterial indireta, taquicardias, estomatites, dispepsias, afecções pulmonares, pleurites,
cardiopatias, enxaquecas, cefaleias pulsantes, hemorroidas, flebites e varizes.

48
A planta pertence à família das Bixáceas e chega a alcançar quatro a cinco metros de
altura. As flores são grandes, lindíssimas, róseas, com o centro amarelado e ficam dispostos
em panículas terminais, sendo abundante a floração na época do Natal.
Possui dos materiais corantes, cristalizáveis: um vermelho, denominado bixina, e o
outro amarelo, a olerina, ambos ricos em vitaminas C. É largamente usado na indústria
alimentícia como corante natural e também na culinária.
Na fitoterapia é empregado no combate as doenças do coração, nas hemorragias,
dispepsias e prisão de ventre.

PASTORIS
(Zeyheria Montana)

Nome popular: Bolsa de Pastor, Bolsa de Carneiro, Bucho de Boi, Mandioquinha do-
campo.
Bach = NTC.
Característica: embora possam ser dóceis no convívio social, eles constroem uma barreira
de defesa psíquica, principalmente contra os desconhecidos.
Conflito interno: Vê sempre uma 2a. intenção na atuação do outro. Fugir ou desconfiar
gratuitamente de alguém nada mais é que renegar simbolicamente algum aspecto incômodo
de nossa própria alma que já estamos maduros para encarar, mas relutamos infantilmente
em fazê-lo.
Objetivo: ajuda a despertar internamente a consciência da origem comum de todos,
permitindo um relacionamento social mais leve, confiante e criativo. Contribui para eliminar
os julgamentos alienados e as barreiras da separatividade, desenvolvendo maior
moderação, benevolência e fraternidade na convivência mútua. Para que o ser se entregue
e tenha o dia a dia mais confiante.

Para o retraimento, a falta de sociabilidade, o isolamento pessoal, familiar ou grupal;


para as pessoas muito desconfiadas com relação às intenções e às atitudes dos outros;
para aqueles que têm o corpo mental frequentado por ideias de hostilidade e que projetam
tais expectativas sempre que algum estranho se aproxima.
Podem ser levados a ocultar informações ou qualquer elemento de ajuda aos seus
semelhantes, devido à insegurança com relação aos objetivos e predisposições alheias. A
natureza desses pensamentos de desconfiança e hostilidade é bastante variada, porém há
uma tendência de se agruparem em imagens de perdas materiais e agressividade. A
essência pode também abrandar, purificar e sublimar os corações e seus julgamentos.
A permanência nos padrões desarmônicos de Pastoris pode se revelar prontamente
na adulteração da qualidade sanguínea, nas hemorragias, autointoxicações, urticárias,
dificuldades imunológicas e especialmente nas dermatoses.
A essência é, portanto um coadjuvante floral de valor nos tratamentos
dermatológicos.
Trata-se de um arbusto da família das Bignoniáceas, que vegeta nos cerrados aberto
do Brasil. As flores são amarelas, vistosas, tubulares, dispostas horizontalmente em densas
panículas terminais.
Na fitoterapia, emprega-se o cozimento da casca e da raiz no combate às doenças
de pele, sífilis, eczemas, coceiras e psoríase. A infusão diluída é um poderoso adstringente,
indicado nos casos de vômitos, hemorragia nasal, regras abundantes, enquanto as doses
mais concentradas são usadas no tratamento da blenorragia. As folhas devem ser evitadas,
pois são energéticas e mesmo tóxicas.

CALENDULA SILVESTRE
(Calendula arvensis)

Nome popular: Calêndula. Bach = NTC.

49
Característica: indivíduo do tipo “oito ou oitenta”, “tudo ou nada”, “morte ou vida”, que está
sempre nos limites extremos da razão e do sentimento.
Conflito interno: a alma Calêndula parece estar em constante curto-circuito interno, talvez
como consequência da proximidade excessiva de suas polaridades opostas e conflitantes.
Oscila entre o ódio e o amor.
Objetivo: a essência traz o conforto possível através de vibrações superiores de
estabilidade, serenidade e criatividade divina.

Para as atitudes, posturas e situações em que há formas destrutivas de criatividade


interiorizadas; para a agressividade verbal, emocional e física e a destrutibilidade em todas
as suas formas de manifestação no indivíduo.
No âmbito do corpo mental concreto, a pessoa pode apresentar bloqueios extremos
da criatividade, dando margem a pensamentos negativos e persistentes de separação e
desamor. No corpo emocional, a personalidade pode experimentar sentimentos extremos de
ódio e amor e oscilações fulminantes de humor e cólera. No corpo etérico-físico, o bloqueio
de criatividade pode fazer aflorar formações celulares estranhas em seu conjunto, como os
cânceres, tumores benignos, verrugas, putrefações e deformações ósseas.
É útil quando a autodestruição se insinua no comportamento da pessoa, por exemplo,
através de manias de arrancar cabelos, roer unhas, mastigar películas dos lábios, e na
obesidade, em que há corrupção da própria forma física.
Pode ajudar aqueles que internaram mágoas profundas, dissimulando-as e
contrabalançando-as com falsas afetividades pessoais.
Para crianças que destroem os brinquedos, batem em todo mundo.
A personalidade calêndula quando harmonizada é viva e alegre.
Traz energia de cura, recuperação e regeneração.
A Calêndula é uma planta anual, da família das Compostas, a variedade tratada aqui
é totalmente silvestre, encontrada nas cercanias das cidades do interior e, quando muito,
nos depósitos de lixo e nos terrenos baldios. Observa-se o florescimento dessa planta
também nas matas destruídas por incêndios. No meio do ambiente recoberto por cinzas
aparecem milhares de vigorosas flores amarelas, espalhando as energias de cura e
recuperação.
Elas são as “enfermeiras” do reino vegetal e têm um efeito curativo sobre a saúde
das plantas debilitadas. Devem ser plantadas junto às plantas debilitadas.
As flores são de um amarelo carregado, solitárias, de aroma brando e sabor a
princípio adocicado e depois amargo.
Na fitoterapia, as folhas são resolutivas e úteis em fumigações, contra a amenorreia e
a escrófula, destroem calos e verrugas. As flores gozam de muita reputação como
excitantes, emenagogas e antiespasmódicas. São também antiectéricas, antiescorbúticas,
antioftálmicas, vasodilatadoras, tonificantes da pele e anti-inflamatórias.
Externamente, seu emprego já se encontra bastante industrializado, sob a forma de
tinturas, pomadas, sabonetes e outras aplicações.
A pomada tem uso comum em feridas sujas, com inflamação e supuração, em
ulcerações e chagas cancerosas.
O chá das pétalas é empregado como antisséptico para lavar os machucados,
ajudando a remover o pus e os resíduos inflamatórios, deixando os tecidos celulares imunes
à putrefação. É indicada nas hemorragias decorrentes de cirurgias dentárias.
Os óvulos vaginais de calêndula, disponíveis nas farmácias homeopáticas, são
recomendados em distúrbios ginecológicos, especialmente nas úlceras supurantes do colo
uterino. Tem efeito tônico sobre o coração, o fígado e os rins. Combate ainda o enjoo, a
constipação, a debilidade e os abalos do sistema nervoso.

LANTANA
(Lantana camara)

Nome popular: Cambará, Cambará de espinho, Câmara-chumbo e Lantana. Bach =


NTC.

50
Característica: espaçoso, invasivo. O Cambará parece não saber conviver bem com
espécies que poderiam embaraçar-lhe o desenvolvimento, pois ele atrofia e mata todas elas.
Conflito interno: a cisão entre as pessoas nada mais é que um reflexo simbólico de uma
fratura interna entre os vários corpos da própria personalidade, uma separação que a
impede de funcionar coordenada e harmonicamente, criando penosas dificuldades e
distúrbios nos relacionamentos coletivos.
Objetivo: a essência trabalha a sincronização interna dos vários corpos da personalidade e,
em especial, dinamiza o relacionamento dos chackras energéticos.

Trata-se de uma essência floral apropriada para a harmonização de grupos humanos


reunidos em assembleias, congressos, locais de trabalho, escolas, hospitais, casas de
detenção, creches, asilos, retiros, meditações, viagens, festas, simpósios e quadras de
diversão em geral.
Para as situações que exigem a necessidade de equilíbrio entre as manifestações
individual e coletiva, entre o saber ouvir e o saber falar, ou quando o propósito grupal
necessita de elevação em seu padrão vibratório.
Ajuda a pessoa a captar em maior profundidade a psique do outro, criando assim um
plano de maior entendimento mútuo.
Lantana pode ser usada como tradicionalmente, por vias oral; porém, também é
eficientemente empregada por aspersão.
Arbusto da família das Verbenáceas, muito abundante e conhecido por todo o interior
do Brasil. As flores, dispostas em capítulos, são amareladas a princípio, tornando-se
gradativamente vermelhas, dos bordos para o centro da inflorescência. Porém, há
variedades multicores, róseas, brancas e amarelas.
Hoje em dia, as folhas são muito usadas nas afecções catarrais com tendência à
asma, nas bronquites, resfriados, gripes, tosses e na coqueluche. É um constituinte clássico
dos xaropes caseiros contra a tosse e a rouquidão. É indicado ainda nos reumatismos.
Possui um óleo essencial aromático, do qual se extrai o alcaloide lantanina, de
valioso efeito febrífugo, mesmo quando a febre é rebelde. Este alcaloide é bem aceito pelo
estômago mais fraco, tendo por efeito imediato o abaixamento da temperatura corporal.

IPOMEA
(Ipomea cairica)

Nome popular: Campainha, Corriola, Corda-de-Viola, Jetirana. Bach = NTC.


Característica: necessita sempre de um estímulo, coisas novas.
Conflito interno: o grande equivoco está em procurar fora o verdadeiro ouro que na
verdade está dentro de si mesmas. Todos os místicos, os santos e os homens de coração
puro compreenderam esta realidade. Esta procurando fora, esquecendo-se de sua essência.
Objetivo: clarear as ideias, ordenando os pensamentos e atitudes dessas pessoas.

Aqueles do tipo Ipomea podem experimentar guinadas profundas em seus estilos de


vida, transcendendo suas próprias limitações pessoais. Tem em geral um plano mental
fecundo e complexo, com a intuição bastante aflorada, tornando difícil avaliá-los pelos
padrões usuais.
Possuem as virtudes morais para galgar elevados planos místicos e isso fica evidente
na forma explicita com que repudiam os valores materiais. Tendem a se agrupar em círculos
de amizade com pessoas que lhes são semelhantes, onde procuram estabilidade e apoio
para os seus procedimentos exóticos.
No passado, os grupos hippies formavam um reduto onde se podia encontrar com
facilidade tais indivíduos. Hoje, estão eles empunhando bandeiras pacifistas e ecológicas,
ou buscando a consolidação de comunidades alternativas.
Para aqueles que sentem necessidade constante de êxtase, que precisam de
estímulo contínuo do novo, do inusitado e do desconhecido.
São pessoas que buscam sempre padrões alternativos de conduta e têm como meta
única a transcendência da realidade vulgar. São amantes da liberdade individual,

51
aborrecem-se com as responsabilidades e têm estilos de vida desregrados ou abusivos.
Dão muito mais valor à liberdade que à segurança, e ao tentarem se livrar dos padrões
tradicionais de conduta e pensamento, acabam inconscientemente construindo novos
vínculos e dependências. Na ânsia de transcender, podem frequentemente se tornar
viciados em álcool ou drogas em geral, ou mesmo se entregar ao lema do prazer total e
irrestrito, ignorando todas as suas possíveis consequências.
Embora a Ipomea não apresente nenhum efeito entorpecente, tanto as folhas frescas
amassadas quanto a tintura mãe floral, apresentam um aroma muito semelhante ao da
Canabis sativa. Tais produtos são justamente aqueles que podem servir de falsas muletas
para as almas ansiosas por vislumbrarem a luz divina aqui na terra.
No combate aos vícios de: drogas, bebidas, café, chocolate, álcool, obesidade, etc.
Tem função purificadora nos níveis mentais humanos.
É uma planta trepadeira da família das Convolvuláceas. É nativa da América do Sul e
da África tropical e tem ampla distribuição no Brasil, onde ocorre deste a Amazônia até o Rio
Grande do Sul.
As flores são grandes, campanuladas e muito vistosas, graças à delicadeza do azul-
claro, ao passo que o tubo coralíneo que forma o funil é roxeado. Trata-se de um azul tão
suave, claro, puro e homogêneo, que tem um aspecto verdadeiramente irreal, parecendo ser
um reflexo da abóbada celeste transpassada pelos raios solares.

VERNONIA
(Vernonia polyanthes)

Nome popular: Assa-peixe, Cambara-assu. Bach = NTC.


Característica: inadequados na hierarquia profissional.
Conflito interno: o que na verdade importa não é exatamente a posição social individual,
pois o fundamental é estar caminhando, já que é impossível comparar caminhos
absolutamente pessoais e intransferíveis, que só se formam à medida que o caminhante
caminha.
Objetivo: ajuda a harmonizar a convivência recíproca na medida em que as pessoas se
sentem mais adaptadas às suas posições e funções. Ajuda na compreensão de que a
desigualdade de posições externas é apenas ilusória e passageira, porém instrutivas e
necessárias. Favorece o entendimento mais profundo da situação recíproca de cada um, do
ponto de vista interno, facilitando a compreensão dos deveres e direitos.

Vernonia contribui para desenvolver as qualidades da abelha e da formiga, ou seja, o


privilégio de poder enquadrar-se modestamente numa ordem superior, ser aplicado, ter
devoção para trabalhar igualmente por qualquer um que lhe esteja acima ou abaixo.
Indicado para pessoas inconformadas com suas posições na sociedade, em grupos
ou na família; para aqueles que se sentem inadequados na hierarquia profissional e são
acometidos por conflitos de autoridade e de insubordinação, não compreendendo as
diferenças de nível e as hierarquias na sociedade humana e com frequência se revoltam
com a aparente desordem de posições; para as crianças desobedientes, que criam conflitos
no relacionamento familiar.
Pertence à família das Compostas e pode atingir até uns três ou quatro metros de
altura. É nativa do Brasil, e cresce nas pastagens e capoeiras, beiradas de estradas e
terrenos baldios. As pequeninas e brancacentas ou violáceo-brancas, aromáticas, reunidas
em densos capítulos muito numerosos, floresce abundantemente em agosto, tornando as
matas rasas e os cerrados intensamente perfumados pelos seu doce e penetrante aroma.
Possui propriedades terapêuticas muito apreciadas no interior, sendo que as folhas,
em cozimento, são expectorantes, balsâmicas e hemostáticas, de largo emprego nas gripes
pulmonares, bronquites e tosses rebeldes. A infusão da raiz estanca o sangue pela boca e
desfaz os abcessos internos. Tem também a faculdade diurética, sendo eficaz na eliminação
de cálculos renais. Os banhos quentes, com o cozimento das raízes, são reputados como
eficazes contra os golpes e contusões no ventre.
É de nossas matas a planta mais frequentada pelas abelhas, que produzem dele um
mel muito saboroso e aromático, carregado do perfume da flor.

52
A Vernonia é uma planta muito ligada às abelhas e pode por isso nos ensinar as
lições de harmonia e aceitação vindas destes animais tão nobres e tão entregues ao serviço
de doação à humanidade.

ÍCARO
(Tagetes minuta)

Nome popular: Coari-bravo, Coari, Alfinete do mato. Bach = NTC.


Característica: não se trata de uma personalidade autoritária, cruel ou dominadora; pelo
contrário, pode ser silenciosa e delicada, porém vive o ímpeto de se destacar do mundo
vulgar.
Conflito interno: Ícaro representa a humanidade que tanto anseia se libertar desta ilha
terrena material, toda cercada por um mar de emoções. A lição contida na aventura de Ícaro,
filho de Dédalo, nos instrui para que cultivemos a vontade de ascender à morada celestial
com harmonia e equilíbrio, sem impetuosidade ou falsas ilusões. Para evitarmos as
pretensões malogradas, devemos ser audaciosos apenas no limite que permite o nosso
coração, a nossa profunda intuição espiritual.
Objetivo: Ícaro trabalha o equilíbrio entre o impulso anímico natural de retorno ao mundo
cósmico e os compromissos de uma estada perfeita aqui na Terra. A essência tanto ajuda
aqueles que querem se elevar impetuosamente como também os outros a quem falta um
mínimo impulso ascensional.

Para aqueles desmesuradamente audaciosos, com elevadas ambições ou


pretensões, que correm riscos sem avaliar suas consequências (ânsia por progredir, elevada
ambição, querem estar sempre progredindo, vive constantemente na busca dessa
ascensão, querem estar sempre no primeiro plano, não querem perder nunca).
Para as personalidades que vivem constantemente em busca de ascensão e
reconhecimento e, para isso, correm todos os riscos; julgam cada evento do dia-a-dia,
contabilizando e verificando seus créditos no rumo desejado, atraindo com isso um estado
de tensão gerado pela ânsia constante em sempre querer progredir (anota tudo, contabiliza
tudo, de forma rotineira).
Para quando a escalada da pessoa é muito impetuosa, repleta de falsos apoios e
apenas ilusoriamente de valor (dão valor as aparências).
Para quando se busca por todos os meios possíveis a gloria, o reconhecimento, um
lugar de destaque, mesmo que no profundo do intimo algo fale sobre a fugacidade das
aventuras externas (ansiosas, impetuosas, querem ser reconhecidas, querem a gloria.
Querem se destacar de alguma forma, não importa como. Quer sempre chamar atenção).
É de muito valor para os indivíduos que levam ao extremo o caminho ascético ou
espiritual (até mesmo a nível espiritual, querem sempre estar por cima).
Atua também em situações onde há hipersensibilidade, exaltação sensorial ou
quando a pessoa se sente muito afetada por sons, luzes, cheiros, pelo tato e paladar; para
quando o individuo não consegue se desvencilhar do excesso de impressões sensórias,
principalmente nos ambientes congestionados das grandes cidades; para a desorientação e
a opressão que surgem nesses locais caóticos; para a pessoa que se sente muito presa a
terra, escravizada por sua multidão de fenômenos, e que necessita de um impulso de
ascensão (sentem-se muito presas na terra, nenhuma vontade de se elevar, é outra
polaridade de Ícaro).
Ministrada nas situações em que há dores físicas, locais ou generalizadas, porque
funciona como uma espécie de anestésico ou analgésico floral, anti-inflamatório.
Trata-se de uma planta anual, ereta, ramosa, que atinge em terras boas a altura de
até três metros. Pertence à família das Compostas e vegeta nas taperas, lugares incultos,
terrenos baldios próximos a habitações, capoeiras, roças e margens de estradas, surgindo
logo após as queimadas. Suas flores são aromáticas, de cor amarelo-pálido ou amarelo-
enxofre.
Seu crescimento é tão vertiginoso que ele ultrapassa rapidamente em altura todas as
plantas circunvizinhas. Todavia, tão logo atinge o auge de seu crescimento, eca
inevitavelmente, como uma espécie de funesta recompensa, adquirindo um aspecto

53
estorricado. A essência floral armazena os frutos benéficos da lição que esta tradição
ensina.
A planta contém tanino, saponina, quercitagina, resina e um óleo essencial, sendo
este o responsável pelas suas virtudes anti-helmínticas e pelo característico cheiro forte. A
sua essência tem virtudes inseticidas, fungicidas e antissépticas. Na Espanha, tem sido
recomendada para curar as mordidas de animais, como cicatrizante de feridas e chagas em
geral, através de banhos com a infusão.
O chá das folhas é aromático, excitante, difusivo, diurético, anti-helmíntico,
emenagogo e comprovadamente útil contra o reumatismo articular, as cólicas intestinais e a
dispepsia.
As folhas quando tem um sabor picante e são muito aromáticas, quando secas, o
aroma se torna idêntico ao da maçã. No Chile e no Peru, utilizam o Coari como tempero.

ESSÊNCIAS PARA A SOLIDÃO

. NICOCIANA. TROPAEOLUM. PIPERITA. IMPATIENS. HELIANTHUS. TABEBUIA.

NICOCIANA
(Nicotiana tabacum)

Nome popular: Tabaco ou Fumo. Bach = NTC.


Característica: querem estar sempre livres para realizarem suas proezas e assim fogem de
todos os compromissos.
Conflito interno: pessoas que vivem muito o externo por não ter coragem de viver o
interno, entrar em contato consigo mesmo. Tais pessoas arriscam todos os riscos físicos
externos, para não terem de assumir o risco supremo de enfrentar os seus próprios âmagos.
Objetivo: ajuda na percepção da fugacidade da aventura externa, dando ao indivíduo um
impulso de coragem verdadeira. A alma já está evolutivamente madura o suficiente para
galgar a senda interior, porém, ainda insiste numa última batalha exterior e ilusória. Dizer
que a força vem de dentro para fora, outra postura é ilusão.

São pessoas competitivas, geralmente musculosas e se interessam por armamentos


e formas de defesa e ataque. São tipos guerreiros, atletas, soldados, bombeiros, dublês e
praticantes de artes marciais. São egocêntricos, solitários e emocionalmente grosseiros.
Abandonam a escola por acharem-na muito passiva e preferem envolver-se ativamente com
o ambiente físico.
Quando crianças sobem nos móveis, janelas, muros e escadas e logo se esquecem
das dores, arranhões e machucados decorrentes de suas escaladas e explorações. O
êxtase e a excitação de uma nova aventura lhes fazem esquecer qualquer fracasso anterior.
Todavia, com o passar do tempo, há uma forte tendência ao acúmulo de frustrações.
São personalidades muito propensas aos acidentes físicos.
As almas desses indivíduos apresentam-lhes, em inúmeras oportunidades, as lições
de que há limites e fronteiras físicas para a capacidade humana. A coragem física necessita
ser sublimada em coragem moral.
Para aquelas personalidades destemidas, valentes, fortes, aventureiras, porém
desordenadas e descuidadas e que estão sempre procurando um desafio que exija coragem
física. Estão sempre colocando o corpo em perigo.
Na agitação psicomotora infantil, crianças e adultos agitados. Trabalha vícios:
drogas, bebidas, comidas em excesso, sexualidade em excesso, confiança em excesso,
divertir em excesso. Todos os vícios. Trabalha os excessos, ajuda a retirar as muletas. Traz
ao ser uma energia de coragem para adentrar rumo ao seu núcleo imaterial, sem
necessidade de falsos apoios de matéria física.

54
Sintonia com a planta: nada melhor para representar a fugacidade da aventura
externa que a própria fuma, que se esvaece, mostrando a transitoriedade material. O fumo
sempre esteve ligado à coragem e às aventuras, tal qual nos sugerem as diversas
propagandas de cigarro. Há uma curiosa correlação da propagação do vício de fumar, em
várias regiões do planeta, com o desencadeamento de guerras e revoluções. Todavia, os
índios americanos tinham o hábito de fumar “o cachimbo da paz”, imediatamente após a
aventura da guerra, como forma de confraternização.
Esta planta estava destinada a experimentar toda espécie de vicissitude, como
ocorre com todos os aventureiros. Ora era sua qualidade altamente preconizadas e não
duvidavam chamá-la de Erva sagrada e Panacéia-aromática, prestando-se às milagrosas
propriedades que lhes atribuíam; um jesuíta chegou a escrever um poema elogiando o
Tabaco. Noutras vezes, o ridículo, o descrédito e as perseguições procuravam restringir ou
abolir o seu uso.
A planta é o Tabaco ou Fumo, pertence à família das Solanáceas. Sua verdadeira
origem é provavelmente o leste da América do Sul, tendo como confins o México, a
Venezuela e a Bolívia. Todavia, o botânico Baminhoá acredita que a planta é nativa do
Brasil. As flores são brancas ou róseas.
Seu principio ativo é a nicotina, altamente tóxica, sendo sua ação comparável e
semelhante á do ácido cianídrico. Tanto as flores e as sementes estão livres da nicotina.

TROPAEOLUM
(Tropaeolum majus)

Nome popular: Capuchina – Chaga de Cristo. Bach = Water


Violet.
Característica: dão grande valor à individualidade e à independência e assim não
interferem explicitamente na vida alheia e também não são influenciados por opiniões de
terceiros. São muito seguros de si mesmo, reservados, solitários, talentosos e, quando
equilibrados, transmitem paz e serenidade àqueles à sua volta. O desequilíbrio pode surgir
quando notam a insinuação de alguma relação de dependência, pois em geral não suportam
qualquer coisa que ponha em risco a liberdade individual. Dependência dele em relação ao
outro e do outro em relação a ele.
Conflito interno: o grande desafio é buscar a humildade, que não consiste em ocultar o
próprio engenho, nem mesmo esconder as sagradas virtudes ou em acreditar-se inferior aos
outros, mas em reconhecer aquilo que falta não se assoberbando em hipótese alguma pelo
que se tem.
Objetivo: a essência vai trazer calor interno. Auxilia o indivíduo a perceber a superioridade
dos sentimentos de humildade modéstia e o valor da verdadeira sabedoria. Vai ensinar a
aceitar o outro como ele é.

Gostam da solidão e do isolamento e passam a sensação de pouca emotividade e


muita frieza emocional. São muitas vezes indivíduos silenciosos, honestos, simples e com
dotes artísticos, que optaram por uma vida espontânea e independente.
O tipo humano Tropaeolum, polarizado nos padrões arquitetais negativos, apresenta,
os traços fisionômicos bem realçados pelo ar de desdém; tem o lábio inferior dobrado para
baixo, o queixo tende a se alongar e a ser oferecido pela face, graça à cabeça que sempre
se inclina para trás, e á porção craniana onde nasce o redemoinho dos cabelos ser bem
dilatada, o que pode ser facilmente percebido de perfil. Soma-se a isso o andar ereto e
superaltivo, além de olhar de olhos quase fechados. Embora a figura padrão seja um tanto
difícil de ser encontrada, as diversas gradações deste arquétipo floral estão sempre
presentes em quase todos os homens.
Quando bem equilibradas, tais personalidades são grandes servidores da
humanidade, na forma de curadores, terapeutas, professores, conselheiros, mestres e
inovadores, pois a calma, a autoconfiança, a empatia, a serenidade, a modéstia e a
sabedoria de que dispõem são os requisitos indispensáveis para o serviço de doação
amorosa.

55
Indicada para aqueles acometidos com certo grau de vaidade, orgulho, arrogância,
excessiva autoestima, muita frieza emocional e que não admitem ser repreendidos. Pode
atribuir ao outro certa inferioridade. É útil para todos os que optaram por vidas monásticas
ou de pura criatividade artística. Para aqueles que experimentaram os sabores de grandes
conversões religiosas, e no momento em que começam a sentir a tremenda potência
interior, podem ser invadidas por sentimentos de orgulho, em razão de falsos méritos, além
da sensação ilusória de superioridade e separação frente aos outros.
A permanência em estados de desarmonia pode trazer retenção de líquidos no
corpo, a hidropisia, refletindo o inchaço da alma.
Podem surgir dificuldades circulatórias dos membros inferiores, as varizes precoces,
mostrando a excessiva identificação do ego com os aspectos aparentemente superiores da
vida e do corpo; por sua vez, os problemas dermatológicos apontam para as “manchas” de
separatividade da alma; os distúrbios na coluna, suas deformidades e os seus acidentes,
além do enrijecimento corporal, principalmente na forma de reumatismos, artroses e artrites,
podem querer simbolizar densamente a necessidade de quebrar os padrões rígidos de
conduta. Em especial, o orgulho profundamente cultivado pode fazer germinar situações
traumáticas e inusitadas que impliquem em humilhação pessoal. Na maioria das vezes, o
separativismo e autossuficiência exagerada pode levar a pessoa a viver a condição de
dependência alheia para a manutenção da própria sobrevivência, sendo este o meio
encontrado pela alma para abrandar-lhe o coração. Noutras vezes, a altivez desmesurada
pode implicar em deformações ou acidentes da coluna vertebral, que acaba por curvar todo
o corpo físico do indivíduo, obrigando-o a abaixar definitivamente a própria cabeça frente a
seus irmãos.
A planta é da família das Tropeoláceas e parece ser originária dos campos altos e
pedregosos dos Andes peruanos. As flores têm cores vibrantes. Os tons são vermelho-
escuro e vermelho-claro, amarelo forte, laranja, salmão, sempre com a presença
contrastante da cor de mel.
As folhas e flores são ricas em vitamina C, e por isso são prescritos contra o
escorbuto. Tem virtude de abrir o apetite, além de ajudar àqueles com debilidade estomacais
e flatulências. São apreciadas em forma de saladas, são excelentes para úlceras
escorbúticas da boca. O suco da planta aplicado sobre as feridas recentes cicatriza. Toda a
planta é aperitiva e sonífera, desde que a insônia não seja demasiadamente rebelde. Tem
ainda a virtude acalmar a tosse catarral além de promover a expectoração. É usada para
combater os enfisema pulmonar.
Além do óleo essencial, possui bastante nitrogênio, enxofre, iodo, ferro, potássio e
fosfatos.

PIPERITA
(Mentha piperita)

Nome popular: Hortelã-pimenta ou Menta. Bach = NTC.


Característica: a pessoa esta sempre chegando atrasada aos compromissos demora em
terminar toda as suas atividades e acaba sofrendo isolamento dos outros, que geralmente
perdem a paciência com ela. Tem um raciocínio lento; a mente e os sentimentos estão
sempre desfocados da situação.
Conflito interno: ela pode estar levando inconscientemente a limites extremos, e se
perdendo em seus meandros, os preceitos pitagóricos: “Antes de agir pense bem. Você
pode não conseguir voltar atrás. Entenda tudo o que faz. E de remorsos viverá sem.”.
Objetivo: trabalha na alma a rapidez e a justeza dos mínimos julgamentos que somos
constantemente obrigados a elaborar. A essência desperta no ser maior capacidade de
digerir as impressões sensoriais, contribuindo para que a pessoa possa estar vivamente
presente nas circunstancias do seu dia-a-dia. Ajuda a “digerir” ou “elaborar”, rapidamente, as
impressões externas agradáveis ou desagradáveis.

É uma essência aglutinadora da personalidade, trabalhando sua consistência, sua


integridade e regulação, favorecendo seu sincronismo com as exigências de crescimento.

56
Contribui muito para trazer a alma para a realidade, aqui e agora, auxiliando-a a viver
plenamente todas as riquezas da sua experiência cotidiana, cujos frutos nos permitirão
acumular galardões nos céus.
A personalidade pode inconscientemente estar afetada por um anacronismo sem seu
próprio senso de dever, talvez em decorrência da minuciosidade com que tenta se
desvencilhar de possíveis erros.
É indicado para indivíduos física e mentalmente lentos. A pessoa pensa, fala e move-
se devagar e também reage muito vagarosamente frente às excitações externas. Não se
trata de resignação e apatia, mas de um estado natural de lentidão, onde não há
desinteresse frente às situações. Muito útil às crianças com dificuldades escolares ou
vitimas de algum acidente neurológico que lhes possa ter deixado alguma sequela. A criança
que passou por estados de coma prolongados podem cair posteriormente no estado
negativo de Piperita.
A planta é uma erva rasteira, da família das Labiadas. As flores são violáceas,
numerosas, reunidas em glomérulos pouco separados formando espigas compridas. Trata-
se de um planta de crescimento lento e que prefere os lugares pouco ensolarados.
Seu principal componente é o mentol.
A planta é tônica, estimulante, estomacal e carminativa, sendo prescrita na atonia
das vias digestivas, flatulências, cálculos biliares, icterícia, palpitações, tremedeiras e cólicas
uterinas. Tem certo efeito anestesiante. Ativa a produção e a secreção da bílis. O chá é bom
para expulsar os vermes intestinais, e para aumentar o leite.

IMPATIENS
(Impatiens balsamina)

Nome popular: Beijo / Beijinho / Beijo de Frade / Maria-sem-vergonha. Bach = Impatiens.


Característica: são pessoas de muita ação e iniciativa, entretanto, não aceitam ser
dirigidas. São rápidos na ação e no pensamento, perdendo sempre a paciência com as
pessoas lentas. Preferem a solidão, para não terem que suportar a lentidão que sempre
descobrem nos outros.
Conflito interno: as almas atrofiadas e esquecidas de sua própria eternidade se contorcem
na ilusão e ânsia de vencerem o tempo, numa única vida, a despeito de todos os sinais
contrários externos.
Objetivo: A essência traz ao nível consciente as energias internas de paciência e gentileza
para com o próximo. Reaprender a lidar novamente com o conceito de tempo. A alma
Impatiens precisa compreender que tudo está ocorrendo a seu tempo e em seu devido
lugar, por mais que as aparências externas a leve a achar o contrário. Ela necessita colocar
seu próprio coração freando os impulsos velozes de sua mente, no sentido de terem maior
compreensão das naturais limitações alheias.

São em geral francos, tensos, irritadiços, nervosos com detalhes, impetuosos,


impulsivos, impetuosos e fisicamente irrequietos. Fazem tudo as pressas e não suportam
esperar filas, ônibus, horário marcado e nem mesmo toleram ver alguém lhes prestar algum
serviço num ritmo mais lento; são muitas vezes reputados como críticos, orgulhosos,
deseducados e antipáticos, mas por outro lado, independentes, versáteis, fortes, corajosos,
decisivos, audaciosos, lutadores e pioneiros.
Às vezes, apresentam sinais externos que refletem a tensão interna, como gestos
nervosos com as mãos e pés, tosses secas, suores profusos, rubor facial, compulsão a roer
unhas, seborreia e caspa. Embora muitos ligeiros em suas respostas e reações, têm eles
propensão aos acidentes físicos e, quando crianças, são daquele tipo que não conseguem
ficar parados num dado lugar. São às vezes acometidos por tensão generalizada por todo o
corpo, insônia, contrações, hipertireoidismo, pressão arterial elevada e dores de cabeça.
Podem somatizar problemas visuais devido ao ritmo acelerado com que captam as
impressões sensoriais.
Toda a civilização humana hoje padece dos aspectos negativos de Impatiens, sendo
voz comum às expressões “o tempo é ouro” ou “o tempo é dinheiro”.

57
É utilizado nos compostos, como coadjuvante nos casos de agressividade, irritação e
agitação psicomotora na infância. É também emergencial e energético, sendo recomendável
naquelas situações mais graves onde a tensão interna ou extrema e a impulsividade podem
assumir limites perigosos. Ajuda nos tratamentos florais prolongados, quando surge certa
impaciência com a necessidade de resultados mais externos e aparentes.
A planta é oriunda da Índia, mais está muita bem aclimatada no Brasil.
Não tem uso na fitoterapia.

HELIANTHUS
(Helianthus annuus)

Nome popular: Girassol. Bach = Heather.


Característica: As energias estão excessivamente absorvidas em si mesmos. Tendem à
hipocondria, aos vícios, ao descontrole alimentar a obesidade, aos problemas mentais e às
cardiopatias.
Conflito interno: às forças psíquicas do indivíduo estão exclusivamente centradas em seus
próprios problemas; essa concentração unilateral de esforços da alma pode se manifestar
em duas formas extremas de comportamento: através de uma forte introversão, ou por meio
de uma exagerada extroversão e loquacidade.
Objetivo: Traz a tona vibrações de equilíbrio e controle sobre a própria atitude criativa.
Favorecer o esquecimento de si mesmo, e desperta no ser a verdadeira empatia.

A forte carência afetiva e o autocentramento da personalidade não são


acompanhados por sentimentos de auto-piedade e nem mesmo há preferências pessoas,
pois essas pessoas se “agarram” ao primeiro que lhes aparece. São consideradas
grudentas, chatas, cansativas, enfadonhas e prolixas. Com o passar do tempo, tornar-se
obcecado por problemas de doenças e detalhes. Via de regra, é ele acometido por
excessivo desgaste físico e psíquico, pois sabe-se que o silencio exterior e, principalmente,
o interno, são imprescindíveis para a conservação das energias vitais.
Indicado para o egocentrismo ou distorções na manifestação do ser, com baixa ou
elevada auto-estima, possessividade, egoísmo ou servilismo; para aquelas pessoas que
detestam ficar só e estão sempre ocupando a atenção dos outros com seus assuntos, que
se sucedem numa seqüência enfadonha e interminável; acabam ficando sozinhas, pois
desvitalizam com muita facilidade as pessoas à sua volta, sendo por isso mesmo evitadas;
falam muito perto do ouvido das pessoas, tocam-nas, fazem cenas e gestos de modo a
atraírem a atenção e a audiência; não prestam a devida atenção à opinião alheia, pois muito
poucas palavras que lhes chegam já são suficientes para desencadear historias e mais
historias, as quais ficam ansiosos em poder narrar.
É uma essência floral para a cabeça e o coração do homem. Abre a mente para o
entendimento e o coração para o amor.
A planta é de origem no Novo Mundo, não sendo conhecida pelos médicos da
antiguidade. É uma planta da família das compostas. Trata-se de herbácea originária do
Peru, que pode atingir até 3 ou 4 metros. As flores são vistosíssimas sobre um largo disco
de cor amarela, que pode alcançar até meio metro de diâmetro.
As sementes são riquíssimas fontes de vitaminas do complexo B. Produzem óleo
comestível de excelente qualidade.
Fitoterapicamente, externamente são usados nos casos de contusões, esfoladuras,
golpes e úlceras. Internamente, tem sido usada para combater a cardialgias, a epilepsia, as
oftalmias, a febre intermitente, a retenção urinaria, nas dentições e na supressão da
menstruação.
Recentemente, tem-se insistido sobre o valor farmacológico das flores e do talo do
Girassol que, empregados na forma e tintura alcoólica, têm sido recomendados para
combater as febres palúdicas, inclusive nos casos em que as elevadas doses de Quinino
têm falhado.

58
TABEBUIA
(Tabebuia chrysotricha)

Nome popular: Ipê-amarelo. Bach = NTC.


Característica: Tabebuia é uma essência vitalizadora e concentradora de energias
curativas, sendo recomendável em inúmeras e diferentes situações práticas da vida.
Objetivo: Favorece o despertar das forças primaveris da alma, acordando-a para
desabrochá-lo da vida e suas lições. Desperta na alma os conceitos de força e sincronismo,
indispensáveis para as grandes e milagrosas reviravoltas de cura.

Para toda e qualquer situação especial da vida em que as forças espirituais,


psíquicas ou físicas precisam ser convenientemente concentradas no objetivo de auto-cura;
para todas as condições em que há dispersão energética que impede a transição de etapas
ou um novo recomeço; para quando todas as forças estão aparentemente exauridas,
existindo apenas a esperança como a única chama acessa; para aquela alma que precisa
concentrar e potencializar todos os seus recursos internos para obter a recuperação; para a
personalidade energeticamente solitária, sem a possibilidade de obter ajudas externas, e
que, no entanto, anseia por um último esforço interno de salvação; para aquelas situações
de conflito psíquico ou físico que exigem muito esforço e concentração, em que parece não
haver saídas ou opções.
Pode ser ministrada em fórmulas florais de aprendizado. É extremamente útil nos
momentos que exigem grande força física, autocontrole e concentração, como por exemplo,
no trabalho de parto.
Deve ser ministrada como coadjuvante floral nos casos de doenças crônicas e nas
convalescenças, quando a alma esta tomada pelas forças invernais, precisando aglutinar
todos os recursos internos para a auto-recuperação.
A Tabebuia, que tem forte analogia sonora com Aleluia ou com “Ta-bua-boa”, é uma
“tábua de salvação” que pode ajudar àquele solitário que, mesmo estando imerso nas águas
bravias da dor e do sofrimento, pode resistir infinitamente, por honra e glória do Criador.
A planta é uma árvore nativa, pertencente à família das Bignoniáceas. Nas florestas,
esta arvore alcança até 30 metros, mas fora dela apresenta em geral um porte mediano,
com 8 a 12 metros. As flores são belíssimas e tem um magnetismo inigualável, porém
duram muito poucos. Florescem no auge do inverno. (Precisam socializar-se.).
A casca e entrecasca são empregadas, na forma de gargarejos, com a infusão, como
adstringente, nos casos de estomatite e de úlceras da garganta, principalmente de origem
sifilítica. A variedade rósea é usada empiricamente, com resultados parcialmente
satisfatórios, no combate aos tumores cancerígenos em geral. São empregados também
contra a flacidez dos tecidos.

ESSÊNCIAS PARA O DESALENTO, O DESCONFORTO E O DESESPERO.

. PINUS. ARISTOLOQUIA. CASSIA. LAVANDULA. JASMINUM. MALUS. ARTEMISIA.


AGERATUM. LACRIMA. ZANTE. LUCERIS. VIOLA. AGAVE. ZINNIA. BASILICUM.
HELIOTROPIUM. HIBISCUS. LILIUM. TAGETES. ARNICA CAMPESTRE.

PINUS
(Pinus elliottii)

Nome popular: Pinheiro ou Pinho. Bach =


Pine
Característica: a personalidade típica desarmonizada é introvertida, pouco sociável, séria,
perfeccionista, conscienciosa, triste e negativista. Física e mentalmente lento, que tem uma

59
constituição corpórea pesada, anda cabisbaixo e tende a engordar, principalmente nas
imediações da cintura. Nos limites extremos, pode-se dizer que à alma sucumbiu à
gravidade, está estirada ao chão, auto-identificada com a própria sombra e sem ação. Almas
delicadas, sensíveis, bondosas e cristalinas, que conhecem profundamente que a maior
riqueza do homem consiste em manter-se livre de culpas, podem cair nos estados negativos
e anômalos de Pinus.
Conflito interno: a alma do maior santo, e a alma do maior pecador possuem virtudes e
faculdades idênticas entre si, diferenciando-se apenas na plena posse e domínio destas
faculdades.
Objetivo: a essência traz a alma os conceitos superiores de arrependimento e perdão. É
preciso compreender que nada há dentro do homem que seja eternamente perverso ou
condenável, mas que as atitudes erradas de outrora ocorreram por força única de nossa
identificação com o lado ilusório e irreal da vida. Saber distinguir o que é dele e o que não é,
e se auto-perdoar e perdoar o outro.

O ser humano, à medida que progride, percebe que deve lidar com distinções cada
vez mais sutis entre o justo e o mais justo, entre o elevado e o mais elevado, entre o puro e
o mais puro. Trata-se do caminho “sutil como o fio da navalha” a que se referia Buda e que
vai se estreitando cada vez mais á medida que se caminha por ele. As personalidades Pinus
estão sujeitas a grandes transformações místicas quando percebem que carregam dentro
de si aquele “justo senso de proporção”, o cerne da sabedoria.
O Pinheiro, em sua posição perfeitamente ereta, em seu caráter formal íntegro é uma
imagem da individualidade do homem em paz com sua consciência. Como uma seta ou
foguete projetado na direção do céu, ao ser vivenciada, ajuda o eu de pessoas
acabrunhadas a recuperar a liberdade de soerguer o olhar do chão e a encontrar as regiões
culminantes da consciência, onde estão armazenadas as metas nobres e superiores da
vida.
Para aqueles que experimentam sentimentos de culpa e de auto-condenação,
remorsos e arrependimentos por alguma atitude concreta de seu passado; para aquela
pessoas que sente desgosto e depressão quando é obrigada a fazer a mais leve
repreensão, pois não suporta nunca sentir-se como uma fonte de sofrimento para os outros;
muitas vezes a pessoa reconhece mentalmente que não tem culpa a ainda assim este
denso sentimento persiste, querendo contradizer a intuição, tem a consciência intranqüila,
achando que outrora poderia ter agido melhor, talvez sem prejudicar alguém; às vezes,
sente frustração e culpa, não por algo que tenha feito, mas pelo que deixou de fazer.
Vive pedindo desculpas desnecessariamente, quase que por compulsão. Sente que
é inoportuna, que está sempre incomodando os outros e assume para si os erros alheios.
Tem dificuldade de perdoar a si mesma e também dificilmente perdoar o próximo, embora
relute em demonstrá-lo, já que precisa sempre da aceitação geral de todos.
Sob o efeito de álcool ou droga, deixa transparecer a forte propensão que tem às
várias gradações de estados paranóicos.
Pode atraí acidentes físicos dolorosos, o que significa uma autopunição inconsciente
ou uma desculpa simplesmente por existir. O bloqueio de energias criativas pode acarretar
distúrbios sexuais, impotência, frigidez, problemas articulares, artrites, artroses,
reumatismos, obesidade, anorexia, enxaquecas e patologias pulmonares.
Resumindo: Sentimentos de culpa e a dificuldade de perdoar, a si próprio e ao outro.
Não aceitam ser repreendidas. Culpa por aquilo que não foi realizado. Acha que sempre
ficou devendo algo. Sente moralmente devedora. Mesmo que não seja ela. Perfeccionista,
triste, melancólica, negativista. Atrai para si acidentes físicos, auto-punição. Culpa, coloca
um padrão acima do humano, busca perfeição que não existe. Uma das essências para
trabalhar perdas. Breno diz que devemos tomar sempre Pinus.
O Pinheiro é uma árvore conífera muito alta e faz parte da família das Pináceas.
Habita preferencialmente os locais montanhosos e mais frios. Da mesma árvore existem
flores dos dois sexos. Trata-se de uma das árvores mais antigas do planeta, estava presente
na flora pré-diluviana.
No passado próximo, recomendava-se o ar dos pinheirais nas doenças pulmonares,
como excitantes das funções nutritivas e possuidor de ação sobre as lesões crônicas das
vias respiratórias. Todavia seu aroma balsâmico é benéfico a todos.

60
Dele se extrai o breu resinoso usado como vedação de embarcações e a essência
terebintina de reconhecidas faculdades bactericidas. Essa essência tem um efeito excitante
sobre o sistema nervoso e em particular sobre as mucosas, sendo muito eficaz nos catarros
crônicos do pulmão e da bexiga, e na diarréia atônica. Essa essência se aplica com êxito
nas neuralgias ciáticas rebeldes. Com os cumes dos rebentos novos faz-se xarope contra a
tosse, bronquite e faringite. Externamente, sua resina é recomendada na forma de fricções
sobre as partes doloridas nos casos de nevralgias e reumatismo, a ainda na bronquite
crônica. O pinheiro já era usado pelos egípcios, por Hipócrates e por médicos árabes, como
Avicena.

ARISTOLÓQUIA
(Aristolochia brasiliensis)

Nome popular: Cipó-mil-homens. Bach = NTC.


Característica: essas pessoas se vêem constantemente ameaçadas pelos pecados
capitais, pela danação da própria alma e pela idéia fixa de inferno.
Conflito interno: realçam a dicotomia entre o bem e o mal, conceito deturpado com relação
ao pecado, sentimento de culpa de origem religiosa, principalmente com relação à
sexualidade. Estão entre a cruz e a espada.
Objetivo: a essência ajuda a construir uma visão mais harmônica dos conceitos de bem e
mal e facilita a compreensão do sentido mais profundo do perdão divino.

Para aqueles assoberbados por um conceito deturpado de pecado; para pessoas


que carregam sentimentos de culpa de origem religiosa, principalmente no que concerne ao
tema sexual; via de regra, enxergam seus órgãos sexuais como partes impuras do corpo,
instrumentos de tentação e pecado.
Tais pessoas sofrem pela visão anacrônica de uma divindade punitiva, impiedosa e
vingativa; podem ser acometidas por pensamentos sombrios de punições e sofrimentos,
com visões demoníacas envolvendo ambientes que julgam ser o inferno; são ainda
freqüentes os pesadelos com abusos sexuais dos quais são elas vítimas, como também
sonhos punitivos, de morte, e com a participação de tenebrosas entidades.
Os estados psíquicos acima mencionados podem ter origem em vagas lembranças
de vidas passadas em que o indivíduo pode ter-se envolvido em situações punitivas
religiosas graves.
Todavia, na vida atual, atitudes e fanatismos de certas crenças podem levar muitas
crianças a ser educadas sob preceitos extremamente severos quanto aos significados mais
profundos de culpa e perdão.
Tais situações podem também ser encontradas em mulheres com alma delicada,
que, por vários motivos, praticaram abortos ou se envolveram com eles.
Ao contrário de Pinus, o sentimento de culpa é quase sempre vago, podendo por
agravação atingir limites psicóticos.
No caso de homens, o bloqueio de energias pode trazer problemas sexuais como
impotência, inflamações ou supersensibilidade dos testículos e também doenças na região
do chacra da garganta e alcoolismo.
Nas mulheres, o mais comum é ocorrer transtornos e irregularidades menstruais,
como tensão, irritabilidade, cólicas e clorose.
É útil sempre que há inconscientemente autopunição do ego, rejeição e revoltas com
a vida, como nas anorexias, amenorréias, anemias, dispepsias, diarréias rebeldes,
hidropisias, envenenamentos químicos ou por peçonhas, febres em geral e
depauperamentos físicos devidos a carcinomas.
A alma precisa perceber que pecado nada mais é que um mau uso dos dons e
faculdades divinas com os quais somos agraciados para realizarmos exclusivamente o bem.
Deve ainda compreender que o corpo físico não é demoníaco e nem mesmo abjeto; pelo
contrario, é o “templo do espírito santo”, é a projeção do corpo de Deus, é uma copia em
miniatura de toda a estrutura cósmica da vida.

61
É uma planta exótica, silvestre, da família das Aristoloquiáceas. É uma trepadeira
completamente desprovida de pelos cerdas, ganchos ou raízes adventícias.
A flor é solitária, o seu aspecto é muito estranho, lembrando a forma de um “galinho”
ou de um “papo”. Tem um cheiro nauseabundo, que lembra excrementos humanos frescos,
as cores roxo-purpúreas sobre o amarelo sujo, ou inteiramente purpúreo-castanho, simula o
aspecto de carne em plena putrefação.
É empregada com êxito na anorexia, na amenorréia, na clorose, prisão de ventre,
dispepsias, gastralgias, no impaludismo, nas orquites e na impotência sexual. Facilita a
digestão e a assimilação dos alimentos, estimulando os rins, o fígado e mesmo o coração.
As mulheres grávidas não devem utilizar esta planta, em doses concentradas poderá
provocar o aborto. Socorre as mulheres nos partos.
Tomada ou aplicada na pele, é poderosa contra os danos provocados pelas
serpentes e por qualquer veneno mortífero.

CASSIA
(Cassia alata)

Nome popular: Fedegoso-de-folhas-largas. Bach = NTC.


Característica: acreditam que assumem um papel socialmente impuro ou condenável
perante os demais cidadãos. Embora possam apresentar um repertório de argumentos
favoráveis à sua situação profissional ou social, no mais profundo de seu íntimo elas sentem
o peso da auto-reprovação. Sabem que não pode justificar perante si mesmas muita de
suas atuações e comportamento.
Conflito interno: vergonha, auto-condenação.
Objetivo: ajuda na purificação das atitudes sociais, dando maior compreensão dos enlaces
cármicos que precisam ser desvencilhados. Ela desenvolve a vontade de adquirir
qualidades morais cada vez mais elevadas e, como reflexo disto, favorece a busca de novas
posições sociais. Procura levar ao ser o equilíbrio, dando-lhe a certeza que se fizeram, não
tem culpa pelo seu mau uso.

Para aquelas personalidades com sentimentos de auto-condenação e remorsos


pelas suas atitudes públicas ou sociais. Tais pessoas podem ser agrupadas em minorias,
tais como prostitutas, homossexuais, traficantes, torturadores e viciados.
Para aqueles que podem aproveitar da liberdade e do poder que algumas profissões
a elas concedem para, às vezes abusar. Assim, os padrões negativos de Cássia podem se
tornar mais freqüentes, entre políticos, inventores, pioneiros, pesquisadores, religiosos,
dirigentes, burocratas, fiscais, juizes, advogados, detetives, fabricantes de armas, algozes,
encarregados do sacrifício de animais comestíveis, soldados, médicos, cirurgiões,
curandeiros, profetas e pastores.
Aquelas profissões em que o livre-arbítrio sobre o destino alheio, principalmente de
multidões, em que se pode influenciar simultaneamente a vida de muitas pessoas.
Os inventores de armas de destruição em massa, como as bombas atômicas,
viveram alguns deles estados extremos de culpa e remorso. Nos casos extremos de
polarização negativa, a personalidade pode ilusoriamente buscar refúgio na autopunição,
auto-mutilação ou no suicídio.
A essência de Cássia exalta a procura pela pureza existencial, sem manchas,
máculas e nódoas, lembrando à personalidade que devemos ser como um poço puro e
cristalino, de boa água, onde todos aqueles que têm sede possam vir dela tomar.
É uma planta silvestre, nativa do Brasil, da família das Leguminosas. Prefere os
ambientes úmidos e arenosos das beiradas dos rios e riachos. As flores são de um amarelo
muito vivo e ficam reunidas em cachos eretos.
Na fitoterapia é indicado para combater as febres palustres, enfermidades do fígado,
hidropisias, prisão de ventre, as doenças venéreas, sendo um poderoso depurativo. Não
deve ser usada pelas grávidas, podendo ser abortivo. O cozimento das folhas é usado para
lavar feridas ulcerosas ou rebeldes e em compressas frias sobre rachaduras da pele.

62
LAVANDULA
(Lavandula officinalis)

Nome popular: Alfazema. Bach = Larch


Característica: indivíduos talentosos, capazes e com suficiente força de vontade, que está
sempre perseguindo seus objetivos, porém nunca consegue finalizar seus projetos. Trata-se
de uma pessoa que mentalmente oculta para si mesma seu próprio potencial criativo,
procurando através de comparações se colocarem negativamente abaixo dos outros. Teme
a inovação, o risco, o fracasso pessoal e por isto perde inúmeras oportunidades.
Conflito interno: um sentimento constante de fracasso e também certo complexo de
inferioridade está presente. A personalidade constrói para si um espaço muito estreito de
atuação, excessivamente limitado, deixando transparecer um tipo errôneo de modéstia, que
oculta frustrações e fracassos.
Objetivo: essa flor traz as energias de autoconfiança e de auto-realização, auxiliando a
personalidade a construir um conceito mais amplo de “vontade e poder”.

Para casos de regressão e imaturidade infantis, nas tensões de mulheres nos


prelúdios matrimoniais e em toda e qualquer situação onde há atrasos no pleno
florescimento biológico ou psíquico.
Deve ser ministrada, quando há falta de iniciativa, hesitação, perdas de
autoconfiança e sentimentos e impotência física ou psíquica. Sentimento de incapacidade.
De grande valor para as chamadas “neuroses de meia-idade”, que atingem certos
indivíduos maduros que julgam ter chegado a um ponto morto ou de estagnação em suas
vidas.
Para adolescentes, vitimas preferenciais dos complexos de inferioridade, bem como
para crianças educadas severamente por pais tiranos e que podem desenvolver graves e
persistentes psicopatologias. Imaturidade infantil, físico e intelectual.
Crianças deficientes e aquelas com dificuldades de aprendizado, sendo também
recomendada previamente em épocas de exames, testes e outras situações que exigem
coragem, fé, segurança e concentração.
Indicada na impotência sexual, na frigidez e durante o pré-natal. Para aquelas
mulheres que não conseguem engravidar, ou para abortos espontâneo.
Para todos aqueles que têm dificuldade em desabrochar.
Para todos aqueles que necessitam de um empurrão. É uma essência energizante.
Para fazer o floral usar também as flores em botão e um pouco de folhas, além das flores já
desabrochadas. A flor alfazema tem dificuldade em desabrochar.
O bloqueio de energias pode acarretar insônia, dores de cabeça, indigestões
nervosas, alcoolismo, desmaios, paralisias, epilepsia, asma, gripes, resfriados, problemas
imunológicos em geral, viroses e herpes.
Lavandula é a famosa Alfazema, cuja fragrância de suas delicadas floreszinhas
azuis-violeta é muito apreciada. Planta da família das Labiadas, que prefere crescer em
regiões quentes, altas e ensolaradas.
A planta, quando destilada, desprende uma essência de fragrância suave, que na
medicina antiga era usada como Tonico do sistema nervoso e antiespasmódico. Em doses
elevadas, esse óleo tem efeitos narcóticos, pois diminui a sensibilidade e o potencial de
excitação motora. Tem grande aplicação na indústria de perfumes.
Os chás dos brotos e flores é calmante, digestivo, estimulante, tônico, regulador
menstrual e diurético, enquanto na forma de vaporizações é expectorante e antisséptico. Em
gargarejos, combate a halitose. É recomendada em todos os casos de doenças
acompanhadas de torpor, nas apoplexias, paralisia, asfixia e epilepsia.

JASMINUM
(Jasminum officinale)

Nome popular: Jasmim. Bach = NTC.


Objetivo: que haja um novo nascimento. Personalidade mais real e concreta.

63
Ajuda a vencer a resistência em romper certos hábitos, com a criação de uma nova
imagem de nós mesmos, ajuda no renascer de um novo homem. Para a libertação das
fantasias e devaneios relativos a uma auto-imagem falsa; auxilia o emergir dos aspectos
obscuros e subconscientes do ser, contribuindo para a liberação do ser perante a
personalidade. Evita que a atividade imaginativa encubra ou ofusque o âmago do individuo,
favorecendo a atitude de maior vigilância com os próprios sentimentos e pensamentos.
Ideal para os adolescentes quando se inicia a primeira ressonância com os próprios
segredos internos, quando ele sente o contato com suas futuras estruturas internas de
adulto e inicia o desvencilhar das muletas familiares.
É proveitosa em qualquer etapa e gradação de conflitos, onde o cerne seja a auto-
ilusão. Deve ser indicada para tratar o narcisismo e o seu inverso, a baixa auto-estima, bem
como todas as situações em que há recusas em encarar o próprio lado obscuro da psique.
Ajuda a transpor os limites errôneos da soberba e do orgulho neurótico.
A essência trabalha um “novo nascimento” ou um “rebatismo” no individuo, uma
interação viva e saudável da personalidade com o seu próprio nome interno.
Ajuda a libertar, no desapego de idéias, coisas materiais, sentimentos envelhecidos e
que não mais são necessários. Tirar as ilusões, criar sinapse mais reais, libertar de fantasias
e devaneios. Brotar aquilo que esta escondido, questões obscuras que necessitam ser
trabalhadas e que são camufladas pela personalidade. Trabalhar ilusões clamufadas.
Trabalhar virtudes, qualidades e aceitação de si próprio. Trabalhar ilusões e exaltação da
imagem que faz do outro, ver o outro e a si mesmo, tal como são.
Indicado nos tratamentos de neuroses e psicose há nesse momento alguma ilusão.
Jasminum é um regenerador psíquico.
Para os idosos caducos (Piperita, Anis, Lavandula, Jasminum).
Pode ajudar a humanidade atual, que cada vez mais se submerge num dilúvio de
ignorância e tenta inutilmente se agarrar nos frágeis galhos de um conhecimento técnico,
estéril e materialista. Pode curar toda essa humanidade adolescente, iludida, ferida e em
queda. Para reerguer-se, ela precisa trocar a dolorosa gestação externa pela maternidade
interna de valores divinos.
A planta é nativa da antiga Pérsia, atual Irã e de Cachemira. Faz parte da família das
Oleáceas. Suas flores são alvíssimas, exalam um perfume intenso, com forte capacidade
sugestiva, mas ao mesmo tempo efêmero e ilusório.
Popularmente, usa-se a infusão das flores para combater as inflamações dos olhos,
as conjuntivites.

MALUS
(Malus pumila)

Nome popular: Flor da maçã. Bach = Crab Apple


Característica: as personalidade típicas são detalhistas e exacerbadas com limpeza, às
vezes até atingindo limites obsessivos com as aparência externas. Podem ter a compulsão
de tomar vários banhos ao dia ou de lavar excessivamente as mãos. Às vezes, temem
contaminação através de utensílios domésticos ou pelo ar que respiram, evitando, a todo
custo, os indivíduos que julgam impuros ou portadores dos focos de doenças.
Invariavelmente atraem para junto de si objetos, animais e pessoas que lhes trazem alguma
repugnância.
Conflito interno: esta muito ligado na perfeição externa, não conseguindo organizar o seu
mundo interno. Se sente suja internamente, por isso quer limpar o que está ao seu redor,
seu mundo externo.
Objetivo: a grande lição a ser absorvida é a de que a “sujeira” externa nada mais é que um
reflexo de nossa incapacidade de discernir o justo do injusto, o real do irreal, o verdadeiro do
falso e o puro do impuro. Saber discernir a sujeira interna da externa, que a sujeira interna é
o reflexo do interno é faz parte da imperfeição da humanidade terrena.

64
Para aqueles que necessitam de limpeza física e psíquica; para aqueles que sentem
vergonha de alguma parte do corpo ou de sua aparência em geral; para os sentimentos de
autodesgosto ou auto-aversão; para aqueles que sentem que seus pensamentos e
sentimentos são impuros.
É de grande valor quando a pessoa fez uso prolongado de drogas, cigarros e
alopatia, principalmente de antibióticos, e se sente com isso contaminados.
Pode ser indicado como coadjuvante em todos os tipos de complexos psicológicos,
principalmente aqueles que aparecem na adolescência. Para todos aqueles que têm
dificuldade de aceitação da própria aparência física, sejam eles genéticos ou adquiridos,
desde simples acnes ou calvície até defeitos físicos mais graves.
É imprescindível no tratamento da hipocondria, da obesidade e dos transtornos
obsessivos, neuróticos e psicóticos.
Deve ser ministrado, interna e externamente, em todas e quaisquer situações que
exijam purificação e eliminação, como, por exemplo, nos processos infecciosos e
inflamatórios em geral. É considerado um antibiótico do sistema floral. Nos abusos sexuais
(estupros). Pode promover catarse, exacerbação da doença.
A planta faz parte da família das Rosáceas. Originaria da Ásia Central e das regiões
temperadas do Cáucaso. Suas flores são brancas, matizadas de carmim.
A polpa contém em geral notáveis quantidades de açúcares e também ácido málico,
ácido salicílico, matérias tanínicas, vitamina C, além de potássio, cálcio, magnésio, ferro,
sódio, alumínio e fosfatos.
Alimento digestivo de grande mérito nas dispepsias infantis, além de excelente
depurativo para aqueles que abusaram da alimentação rica em carnes e gorduras.
E abusaram dos antibióticos.
Para afecções das vias respiratórias, os catarros pulmonares, a tuberculose, a
bronquite e a asma, a maçã crua ou assada parece dar resultados especiais, graças ao seu
alto teor de ferro. As afecções da garganta podem ser tratadas com uma dieta de maçãs
acompanhadas com gargarejos do suco, enquanto os frutos quentes curam a rouquidão. O
purê de maçã combate as palpitações do peito.
É um excelente alimento para o cérebro porque contém muito fosfato numa forma
facilmente digerível; excita a ação do fígado, provoca o sono tranqüilo, desinfeta a boca,
ajuda as secreções renais, impede à formação dos cálculos, evita as indigestões e são um
dos melhores preventivo contras as afecções da garganta. É antidiarréica.

ARTEMISIA
(Artemísia vulgaris)

Nome popular: Artemisa. Bach = NTC.

Para aquelas pessoas que necessitam emergencialmente de uma limpeza profunda


em seus corpos mais densos; para a purificação do corpo e da mente em situações
traumáticas; quando há necessidade de eliminação rápida de toxinas psíquicas e físicas,
principalmente em situações anormais em que há grandes exigências sobre a pessoa; para
os estados fortemente obsessivos, para os parasitismos, as debilidades no sistema
imunológico.
Constitui uma espécie de antibiótico floral de largo espectro, podendo se
especular bastante sobre as inúmeras situações em que poderá ser de grande valor.
Faz parte da fórmula emergencial Buquê de 9 Flores e é energeticamente próximo
ao Malus, porém atinge com maior rapidez os corpos mais densos. É muito usada dentro
dos compostos florais, principalmente quando há necessidade de uma limpeza mais densa.
A planta é perene, faz parte da família das Compostas e é originária da Europa,
estando aclimatada em todo o Brasil, menos na Amazônia. As flores são miúdas de um
amarelo-claro.
Os princípios ativos dessa planta são óleos essenciais, o ácido málico, tanino e
outras substâncias amargas.

65
As folhas da artemísia postas sob a forma de emplastos quentes, debaixo do umbigo
provoca a menstruação e ajuda a acelerar o parto. Trata-se de um medicamento clássico no
tratamento das moléstias do útero e daquelas provenientes de resfriamento. As flores são
reputadas como emenagogas, febrífugas, vermífugas, antiespasmódicas, estimulantes e
tônicas. A raiz é empregada na Alemanha contra a histeria, a dança de São Guido e a
epilepsia. É boa contra as convulsões da dentição. Não deve ser usada pelas grávidas e
lactentes. Não deve ser utilizada em altas doses devido a sua toxidade.

AGERATUM
(Ageratum conyzoides)

Nome popular: Mentrasto, Catinga de Bode. Bach = NTC.


Característica: trata-se de uma essência floral que ajuda na purificação ou sublimação
gradativa e constante das emoções e sentimentos mais dolorosos do ser, principalmente
durante os sonhos. Permite uma conexão criativa com a alma, levando-nos a percorrer os
nossos terrenos interiores úmidos e densos, transformando-os em ambientes aptos ao pleno
desabrochar dos propósitos mais sublimes.
Objetivo: desperta na alma a necessidade de fazermos o trabalho hercúleo de “limpar
estábulos”, de “desviar rios ou emoções” de seus atuais cursos, enfim, de purificar nossa
alma, nosso reino, através de dilúvios internos. A conexão com o mundo onírico é então
gradualmente fortalecida, tornando-se mais consciente o processo de limpeza,
principalmente através de projeções astrais e sonhos simbólicos.

O foco de atuação está na purificação de todo o corpo emotivo, principalmente para


aqueles que já despertaram a consciência para o progresso moral.
Ageratum age como um camponês que prepara laboriosamente o seu campo para a
semeadura e cultivo das qualidades e requisitos necessários ao pleno desabrochar de sua
consciência cósmica e de sua obra de amor.
Contribui para o reequilíbrio da vida psíquica, compensando e estabilizando as
polaridades conscientes e inconscientes, a vida de vigília e o sono.
Busca estabelecer uma ligação definitiva entre a personalidade e as camadas
superiores de nossa psique, onde estão ausentes as limitações do espaço-tempo e onde
residem as premissas reais e as necessidades autênticas do nosso ser.
O uso prolongado contribui para que nos aprofundemos gradativamente pelas
diferentes camadas inconscientes do nosso ser, buscando com isso o amadurecimento
espiritual, e conquistando sonhos de qualidades impessoais, simbólicos, alquímicos e
carregados se significados cósmicos.
Ageratum fortalece a consciência do mundo onírico através das impressões
sensoriais que colhemos das formas e cores com sentimentos éticos e morais.
Favorece a impregnação ativa das impressões sensoriais, principalmente pelos
elementos coloridos e sonoros, que formam a base da imaginação criativa que, devidamente
intensificada, desperta durante o sono as forças curativas latentes na alma.
Ageratum ajuda no desenvolvimento da nossa capacidade de interpretar os símbolos
oníricos provenientes de nossas profundezas, tal como ecos sonoros ou gritos de
comunicação da alma, por meio dos quais podemos retificar nosso caminho e então utilizar
as formidáveis reservas de energias concentradas em nosso interior.
Nos níveis mais densos, o individuo pode experimentar leves sensações de
esfriamento na região do fígado, o que representa metaforicamente a purificação das
emoções, a podagem da figueira interior, e também alterações na atividade intestinal, que
reflete a eliminação de aspectos envelhecidos e impuros do ser.
Resumindo, Ageratum ajuda na liberação e purificação dos sonhos (mesma ação de
Dianthus). Sublimar todos os sentimentos e angústias. Regula e equilibra o sono. Indicado
para aqueles que trocam o dia pela noite. Compreender os seus processos através dos
sonhos que terá. Purificar o corpo emotivo. Compreender melhor as sensações do dia-a-dia.
Fazer conexão com o mundo dos sonhos. Para pessoas muito sensíveis e necessitadas de
limpeza. Ajuda na compreensão e interpretação dos sonhos. Uso mais prolongado ajuda na

66
compreensão de questões espirituais mais profundas. Para pessoas que tem pesadelos e
sonhos impuros. Trabalha o psiquismo. Promove o intercambio entre o consciente e o
inconsciente. Para pessoas que nunca se lembram dos sonhos. Insônia. Para meditação.
É uma erva da família das Compostas. De origem brasileira, hoje esta dispersa
amplamente por regiões tropicais e subtropicais do mundo. No Brasil, pode ser encontrada
em quase todo território, mas é pouco freqüente no extremo Sul. As flores são miudíssimas,
brancas ou rosadas e se reúnem em número de trinta a cinqüenta, em estreitos capítulos. A
planta quando macerada, exala um cheiro desagradável.
A fitoterapia adota a planta como anti-reumático, febrífugo, antidiarréico, carminativo,
tônico e nos resfriados, cólicas flatulentas e uterinas, amenorréias, gonorréias, beribéri e
pneumatose do tubo digestivo.
A planta possui alcalóides com ação vasoconstritora, tendo por isso um efeito
antiinflamatório, analgésico e cicatrizante.

LACRIMA
(Hedychium flavescens)

Nome popular: Lírio do Brejo, Lágrima de Vênus, Lágrima de Moça. Bach = NTC.
Característica: Para a purificação dos corpos mais sutis do individuo, favorecendo a
capacidade de mantê-lo em contato com idéias benevolentes e sentimentos nobre. Lacrima
é apropriada nos estágios de decaída espiritual, em que o discípulo se sente conturbado e
frágil diante de sua própria natureza, que se lhe revela obscura e torpe, ocultando ainda
muita negatividade.

A essência é útil àqueles que já deram alguns passos importantes na senda


evolutiva, mas, vez por outra, são acometidos por forças emotivas que trazem algum
desequilíbrio temporário; pode então, surgir certo desconforto com relação aos
pensamentos e sentimentos não expressos. Ajuda a sublimar qualquer excesso de úmidas
emoções que porventura se acumulem na alma.
Resumo: Lacrima faz a purificação dos corpos sutis faz que entremos em contato
com sentimentos mais nobres, benevolentes para nós e para o outro. É bom para aquele
que já deu o primeiro passo no caminho espiritual e começa a desistir. Pessoas que ainda
não estão preparadas para viverem certas situações, certas experiências e ao insistir pode
trazer desequilíbrio na área emotiva. Decaída espiritual. Trabalha excessos de emoções que
esteja acumuladas. Trabalha um estado mais meditativo. Pessoas que vigiam as atitudes
espirituais dos outros. Dar para as pessoas que tem como meta de vida a espiritualidade.
Tem essa função: desenvolver a espiritualidade. Entrar em compostos que necessitam
trabalhar o excesso ou a falta de compreensão a nível espiritual.
A planta pertence à família das Zingiberáceas, da qual faz parte o Gengibre. É
originária do Himalaia e de Madagascar, está hoje presente em várias parte do mundo,
principalmente no Brasil. Suas flores belíssimas são alvas, um pouco amareladas no centro
e lembram pequenas fadinhas em constante comunicação conosco, através de seu intenso
e delicioso perfume, que pode ser sentido a enorme distâncias.
As flores têm grande emprego na indústria de perfumaria. Em todas as tradições
antigas os lírios simbolizavam pureza, benevolência, nobreza e santidade.

ZANTE
(Zantedeschia aethiopica)

Nome popular: Copo-de-leite. Bach = NTC.

67
Característica: personalidades acometidas por auto-desgosto com relação à sua identidade
sexual.
Conflito interno: o conflito é apenas um reflexo da fratura, do antagonismo e a rejeição
mútua entre os pólos masculinos e femininos da conduta psíquica do individuo. A alma tem
uma tremenda dificuldade de lidar com as suas forças sexuadas, instrumentos
indispensáveis para o estabelecimento dos ritmos, do tempo e do progresso evolutivo.
Objetivo: trabalhar positivamente o desalento ou a depressão que podem surgir em tais
condições. Ela ajuda a clarear a mente e proporcionar maior auto-aceitação, sem interferir
nos elementos profundos e intocáveis do livre-arbítrio.

Para aquelas situações onde há rejeição ou aversão às partes do corpo que as


identifiquem sexualmente, para aqueles psiquicamente femininos em corpos físicos
masculinos e outros psiquicamente masculinos em corpos físicos femininos.
É recomendável na puberdade, quando alguma ambivalência nas polaridades
sexuais se faz notar.
Será de grande proveito nos conflitos emocionais relacionados ao lesbianismo e ao
homossexualismo masculino.
Zante relaciona-se ligeiramente com Malus, mas aqui o auto-desgosto se refere
exclusivamente aos aspectos masculino e feminino do ser.
Resumo: Zante é o melhor floral para trabalhar o homossexualismo. Trabalha a cisão
entre a identidade sexual. Adolescente que entram em conflito em relação à sexualidade.
Dificuldade de lidar com as partes sexuadas do corpo.
Composto para trabalhar essa desarmonia: Zante, Lilium, Tagetes, Aristoloquia,
Nigrum, às vezes Madressilva, Basilicum, Lavandula, Fícus, Calendula Silvestre. Traumas
da infância, relacionados a esta questão.
A planta faz parte da família das Aráceas e tem como pátria a África do Sul, onde
ocupa extensos pantanais. As flores são fragrantes e reúnem-se num espádice amarelo
central, vertical, circundadas por uma espata alvíssima e imaculada, em forma de funil,
sustentadas por longos pecíolos.

LUCERIS
(Euphorbia brasiliensis)

Nome popular: Erva-de-Santa-Luzia, Erva-Andorinha. Bach = NTC.


Característica: essa essência deve ser indicada para todos os que, embora preparados
para uma visão puramente espiritual da vida, insistem em escamotear a realidade mais
profunda, assumindo uma postura de extrema ignorância moral. Para os paranormais.
Objetivo: ajuda-nos a vasculhar as sombras residuais dos porões iluminados da
consciência, refinando paulatinamente os tentáculos da percepção mais sutil. Ela aumenta a
capacidade de vigília com relação à natureza dos afluxos energéticos provenientes dos
níveis extrafísicos de manifestação.

Para os indivíduos cujo desenvolvimento extra-sensorial, paranormal ou espiritual


encontra-se descontrolado, trazendo-lhe conflitos emocionais ou desconforto mental; para
as degradações energéticas que podem surgir durante os processos meditativos
insistentemente mal conduzidos, que podem resultar em estimulações, desvios e ilusões;
para as personalidade insuficientemente purificadas e despreparadas para os contatos
superiores, que podem adulterar o afluxo das energias espirituais, tornando-se vitimas de
congestão cerebral, cansaço, confusão mental, incapacidade de concentração, perdas do
poder de autocrítica, emotividade exacerbada, irritabilidade, agressividade, insônia e
sensação de ofuscamento das faculdades visuais e auditivas; para aqueles que tentam
despertar artificialmente os seus poderes psíquicos, por exemplo, através da estimulação
forçada do plexo solar e do Kundalini, atraindo como conseqüência as formas-pensamentos
inferiores, a percepção de vozes ameaçadoras e a visão de larvas astrais que num todo
caracterizam a doença espiritual conhecida como astralismo; para as ilusões sutis e

68
enganosas do trabalho meditativo mais avançado, em que o ego pode sub-repticiamente
assumir as rédeas das comunicações, alterando a verdade em vantagem própria.
Para aqueles que já estão maduros para galgar certos saltos qualitativos em seus
poderes psíquico-espirituais, a essência representará um chave e um símbolo da nova
conquista e da implacável responsabilidade.
A essência desenvolve gradualmente a lucidez, a intuição, a visão amplificada e
intensificada de realidade e seus propósitos. Acende na alma máxima iluminação interna e
externa, cooperando para o discernimento e a expansão da consciência.
Para aqueles que insistem na busca de fenômenos, a essência proporciona a
compreensão de que o aprimoramento moral é infinitamente melhor e mais vantajoso para a
alma, por se tratar de uma conquista definitiva.
Luceris coopera constante e gradativamente para o despertar dos chacras
superiores, favorecendo a clarividência e a clariaudiência.
Trata-se de uma essência tonificante da imaginação visionaria e suprafísica, sem a
qual não é possível “olhar” a corrente de imagens interiores.
O bloqueio de energias acarreta possíveis psicopatologias, em especial, o
alcoolismo, além de sérios distúrbios nos órgãos sensoriais, na visão e na audição.
Pode ser útil nas várias afecções visuais, crônicas e agudas, inclusive sob a forma de
colírio, naturalmente destituído do conhaque.
Resumo: desenvolvimento extrassensorial ou paranormal. Para os paranormais ou
terapeutas. A personalidade torna-se mais integrada. Recolar as energias da Kundalini.
Aumenta a capacidade de vigília com relação à energia que está recebendo. Tonificar o 6º
chacra. Fazer a compreensão do mundo mais sutil.
A planta faz parte da família das Euforbiáceas, é nativa e está presente
principalmente nos estados de Minas, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia. As flores são
miúdas e avermelhadas e se reúnem em cachos.
Na medicina popular é consagrada como um grande remédio contra o vicio de beber,
através de doses criteriosamente preparadas com o suco leitoso. Todavia, o emprego
clássico e mais afamado da planta ocorre, sob a forma de infusão diluída das folhas, nos
tratamentos das manchas e embasamentos da córnea, nas oftalmias purulentas, nas
inflamações das pálpebras e conjuntivites em geral.

VIOLA
(Viola odorata)

Nome popular: Violeta. Bach = NTC.


Característica: são pessoas de índole devocional, curativa, e querem agir no mundo;
todavia, sentem-se desconfortáveis ao terem que se auto-revelarem.
Conflito interno: vive o conflito entre um forte impulso interno de empatia e solidariedade e
uma tenaz resistência externa para se abrir para os relacionamentos.
Objetivo: ajuda a encontrar padrões mais livres de comportamento em grupo,
principalmente quando isso é imprescindível para a realização de sua meta espiritual.
Facilitar o entrosamento, o relacionamento.

Para aqueles acometidos por falta de confiança nos relacionamentos de grupo e que
se sentem oprimidos quando na presença de diferentes personalidades; pressentem uma
ameaça toda vez que um agrupamento humano os cercam e então se retraem; são em geral
delicados, tímidos, solitários, humildes, silenciosos, modestos, recatados, sérios, moralistas
e calmos, porém anseiam por um compartilhamento livre e confiante; são pessoas muito
perceptivas e então captam toda a sorte de vibrações à sua volta, muitas delas grosseiras o
suficiente para assustá-las.
Viola favorece a aproximação das pessoas, sendo, portanto um bom coadjuvante nos
tratamento da timidez e do retraimento.
Composto: timidez (Viola + Mimosa + Calendula Silvestre). A Calendula vai ajudar a
fixar os objetivos.

69
Violeta é conhecida planta ornamental e medicinal da família das Violáceas. Símbolo
eterno da modéstia e da candura. floresce em qualquer época do ano, mas com maior
abundancia nos fins do inverno e no começo da primavera.
Os conceitos de precaução, silêncio e respeito são bem explícitos no
desenvolvimento desta planta. As folhas em forma de pequenos corações e recobertas por
suave penugem sugerem relacionamentos amorosos e serenos com todos os seres.
As flores, curvadas para baixo e muitas vezes ocultas sob a folhagem, elas passam a
idéia de delicadeza, silêncio e convivência espiritual.
Na Idade Média, a Violeta simbolizava as virtudes assumidas em silêncio, recato,
com modéstia e humildade, tornando-se então símbolo da Virgem Maria. Num sentido moral,
a coloração violeta das flores representa a meditação, o equilíbrio, a justa medida e a
temperança.
O chá das flores é utilizado para abrandar a tosse, a coqueluche e para fluidificar as
secreções das vias respiratórias, portanto, é expectorante, em função da sua faculdade
sudorífera, sempre foi um grande agente no sarampo, nas afecções bronquiais, gripes e
resfriados fortes. Nos casos de inflamações das mucosas nasais, quando há torpor da ponta
do nariz como se houvesse recebido alguma pancada, nas conjuntivites e irritações
lacrimejantes dos olhos, nas alterações respiratórias, dores de garganta, opressão no peito,
tensão nos músculos do pescoço e nas dores trativas da articulação do cotovelo e das
costas.
A violeta é intensamente cultivada pela produção de cosméticos, em especial pela
indústria de perfumaria.

AGAVE
(Agave Americana)

Nome popular: Piteira Pita e Gravatá-açu. Bach = Oak.


Característica: são indivíduos que enxergam a vida como uma luta constante, cuja vitória
buscam corajosamente conquistar. Podem apresentar como reflexo dessa cristalização
tensão e rigidez nos ombros e pescoço, os quais simbolizam a disposição anímica de querer
“carregar o mundo nas costas”. Com o passar do tempo, o esforço unilateral desgasta as
forças vitais e pode então advir um colapso nervoso ou físico.
Conflito interno: a falsa identificação da pessoa com a personalidade aliada à enorme força
interna e a um anacrônico senso de dever faz com que o ser se entregue a uma luta
desesperada contra a natureza e o tempo. Seu grande desafio é alcançar um estado de
confiança e passividade interna, substituindo as desgastantes lutas e os esforços mal
dosados por um simples “deixar acontecer”.
Objetivo: aprender a sincronizar o uso que faz das energias criativas, evitando exauri-las
nos momentos inadequados. Saber canalizar suas energias para os verdadeiros propósitos
do ser. Admitir que todos têm limites e ver que não necessita fazer tudo e deixar que os
outros também façam.

Para pessoas corajosas, fortes e lutadoras, que trabalham com muita obstinação e
escondem o cansaço; relutam em admitir qualquer sobrecarga de trabalho; mesmo à
adversidade ou na doença continuam lutando como se nada estivesse acontecendo, não
descansam nas horas habituais de lazer, mudando apenas a natureza da atividade;
trabalham compulsiva e exaustivamente, porém o coração e os sentimentos parecem estar
ausentes; desconhecem os limites energéticos do próprio corpo e os sinais que antecedem
sua exaustão.
Agave é um tônico floral a ser utilizado em todas as situações de esgotamento físico
e psíquico decorrente de um excesso de esforço. A essência relaciona-se com os conceitos
internos de força e resistência; num nível mais profundo, com a noção de imortalidade da
alma. Indicado nas convalescenças.
Resumo: Agave tem personalidade forte que nunca cansam, são obstinados,
assumem uma carga de trabalho e responsabilidade muito grande. Não consegue delinear o
limite. Nunca descansa às vezes muda de atividade, nunca tira férias. Parece que os
sentimentos estão ausentes. Não o percebe mesmo, os sinais que vem para ele dando-lhe

70
limites (gripes, cansaço). Luta constantemente, sempre tem algo a conquistar. Rigidez moral
(meu nome e trabalho). Rigidez corporal dos ombros e pescoço. Não consegue entrar em
contato com suas emoções. Grande desgaste advindo o cansaço e o colapso, só assim são
freadas. Estão sempre alertas, controladoras. Sempre se cobrando (tenho que fazer isso,
tenho que fazer aquilo). Inesgotável, perfeccionista, detalhista, podendo ser crítico
(Mirabilis). Tem uma dose grande de energia. Sufoca a si mesma, toma nas mãos
responsabilidade que não são suas.
A planta faz parte da família das Amarilidáceas e medra por todo o País. Ela cresce
durante muitos anos. Suas flores são pequenas e amareladas.
O pendão central, após a floração, começa a tombar lentamente, porém pode resistir
à queda durante meses a fio ou mesmo anos. A planta mostra uma grande analogia de
comportamento com a personalidade, pois reluta em deixar transparecer o natural
enfraquecimento físico.
O seu uso na medicina popular ocorre nas situações em que se requer um auxiliar
tônico e depurativo, como na concepção, anemia, icterícia, inchaços, traumatismos internos,
sífilis e lepra. O pó da planta é indicado para combater a anemia, as enfermidades renais e
do fígado. O suco é usado externamente para inchaços e feridas, sendo também um
antídoto do veneno da mandioca. O chá das folhas serve para curar as pernas inchadas e
endurecidas, para tratar as sacudidelas dos testículos e nos cordões espermáticos e
também para lavar os olhos irritados ou afetados pelas conjuntivites.
É usada na alopatia na fabricação da cortisona.
No México, extrai-se do pendão central um líquido refrigerante e tônico que serve de
alimento o ano inteiro. O conceito de força permeia toda a interação desse vegetal com o
reino humano.

ZINNIA
(Zinnia elegans)

Nome popular: Moças-e-velhas, Zabumba e Zinnia. Bach = Willow.


Característica: a pessoa desenvolve padrões destrutivos de comportamento, transferindo
as responsabilidades dos fracassos para terceiros e pondo em destaque o lado sombrio e
negativo de todas as coisas.
Objetivo: ver o lado belo da vida, despertar a criança interior e a gratidão de estar vivo.
Ensinar a ver o encanto e a beleza da vida mesmo que passageira, aproveitar esse encanto.
Trazer pensamentos mais leves, construtivos. Ver que se a vida não é boa, tudo é
conseqüência de nossos próprios atos.

Para pessoa mal humorada, ingrata, ressentida, amargurada e negativista, que culpa
a todos pela sua própria adversidade, tem índole agressiva, queixosa, provocadora, irritáveis
e sente-se vítima do destino, não suporta as afrontas, as repreensões alheias e os
obstáculos, magoando-se facilmente por mínimas coisas.
Para aqueles exageradamente sérios, tristes e às vezes tétricos, que tendem a se
identificar com o lado negro da vida, com a escuridão, com a noite, com as cores cinza ou
enegrecidas, que costumam invejar a sorte alheia, resmunga para si mesma e inunda a
atmosfera circundante com suas projeções repletas de desapontamentos.
O estado desarmônico de Zinnia pode crescer gradativamente com a idade, na
medida em que a pessoa se aprisiona a uma vida banal, utilitária e sóbria, desprovida de
leveza e da alegria infantil. Por isso pode ser indicada para idosos rabugentos e ressentidos.
Os traços fisionômicos tendem a refletir o estado de desapontamento da alma: a
testa pode se apresentar excessivamente enrugada, resultado da forte introversão, das
preocupações e da necessidade de diminuir a intensidade da luz que alcança os olhos; a
face tende a se revelar prematuramente envelhecida; os cantos labiais se mostram caídos,
encurvados como num choro, representando a lamentação interior.
A planta é uma herbácea de grande beleza ornamental. As flores verdadeiras são
amarelas, miúdas e formam o miolo. Os capítulos podem ser simples ou dobrados, de cores
branca, rosa, lilás, amarela, vermelha, laranja e violeta.

71
O nome Zinnia vem do árabe Zina e significa “ornamento, beleza e graça”.

BASILICUM
(Ocymum basillicum)

Nome popular: Manjericão. Bach = NTC.


Característica: personalidades fortes que eventualmente podem ser acometidas por crises
de inadequação e duvidas sobre a própria capacidade.
Conflito interno: podem relacionar-se com as tarefas profissionais, os deveres domésticos
ou com as relações conjugais.
Objetivo: despertar na mente pensamentos positivos de adequação e de harmonia.

Indicado para as crises temporárias de responsabilidade ou sentimentos de “estar


fora do lugar”; para as flutuações temporárias e negativas de auto-estima e de
autoconfiança; para quando há depressão motivada por excesso de trabalho ou exigências
mentais.
Em todas as situações em que se têm dificuldades de expressar as próprias idéias,
em que há confusão mental, Basilicum será um clareador e um ordenador dos
pensamentos.
É indicado na insônia, dores, nervosismo e fadiga da mente. É indicado como
coadjuvante nos casos de impotência sexual de origem psicológica, bem como na frigidez
feminina, situações claras de fundo nervoso. Aplica-se ainda como auxiliar nos quadros de
histeria e nas psicopatologias neuróticas e psicóticas.
Resumo: sentimento de incapacidade, inadequação, dúvida sobre sua capacidade.
Indicado para inícios de qualquer situação, sentimento de inadequação a situações e
ambientes (casamento, emprego, mudanças de ambientes, cidades, casa, etc.). Crises
temporárias de responsabilidade. Sentimento de baixa estima. Muita exigência de trabalho,
crise de responsabilidade. Deveres domésticos, relações conjugais, mãe de primeira
viagem. Questões que necessita estímulos. Impotência sexual, frigidez inadequação entre
os casais. Dores físicas de fundo nervoso, estresse.
A planta e da família das Labiadas, tem uma essência perfumada, as flores brancas e
pequenas.
Na fitoterapia é considerado estimulante, digestivo, antiespasmódico e calmante,
sendo recomendado nas dispepsias nervosas, nas disfunções renais, na hipertensão arterial
e para favorecer a secreção láctea das lactentes. Cura, através de aplicações tópicas, as
feridas.

HELIOTROPIUM
(Heliotropium peruvianum)

Nome popular: Heliotrópio. Bach = Sweet


Chestnut.
Característica: a personalidade típica que cai nestes profundos buracos existenciais
normalmente é calada, angustiada, introvertida e cristalizada em certos padrões psíquicos
de comportamento, os quais só podem ser quebrados dolorosamente.
Conflito interno: a melancolia surge como uma perda da capacidade de sonhar, de
imaginar um futuro radioso, que não poderá acontecer sob as rédeas da personalidade
atual. Uma grande conquista moral e espiritual é então requerida, entremeio a uma
consciência que vivencia uma gravidade terrestre intensificada e um tempo que transcorre
lentamente, arremessando o ego para os porões tenebrosos de um passado de erros e
equívocos. Não há, todavia sentimentos de culpa e nem racionalizações, por que a
personalidade não consegue encontrar explicações para o seu estado de sofrimento.
Objetivo: a liberação, a fé e a esperança para recomeçar estão no foco desse remédio
floral. Vai buscar sua luz interior.

72
Para os estados temporários de angustia extrema e melancolia; para aquele individuo
que se acha em completa escuridão interna, no limite Maximo de suas forcas; para quando
há um desespero insuportável e a pessoa não enxerga nenhuma luz no fim do túnel,
estando o futuro completamente ofuscado; para aqueles estados existenciais mais
negativos, em que há uma tremenda pressão interna para o desabrochar de uma grande
expansão de consciência; para as situações excepcionais, em que o individuo construiu uma
grossa muralha entre a sua personalidade e o seu sol interno, perdendo então a capacidade
de sonhar e pensar no futuro; para o desabrochar mais doloroso da alma, onde um novo ser,
bem mais luminoso, pressiona para nascer, mas está sendo inconscientemente impedido.
Deve ser ministrada para atenuar os casos de angustia que eventualmente aparecem
previamente às desencarnações. Ela auxilia também aqueles que não têm consciência de
sua própria vida onírica, facilitando a lembrança dos sonhos e despertando a maior
capacidade interpretativa deles.
Resumo: angústia extrema, estado temporário de melancolia, escuridão da alma,
limite máximo de suas forças, desespero total, não consegue encontrar saída, sem futuro,
sente-se numa prisão, pressão interna muito grande, muito pressionado, pressão em função
de um passo que tem que ser dado, processo de renascimento, situações novas que pode
gerar grande angustia. Não consegue enxergar o sol interior, perdeu a capacidade de
sonhar. Toda situação de crescimento interno, toda vez que a alma esta aprisionada e
estamos passando por uma transformação interna. Personalidades cristalizadas, solitárias,
que irão crescer só pela dor. Não consegue explicar seu estado de sofrimento. Por não
saber que esta passando por um processo de mudanças. Desencarnações, liberar esse
estado. Fortalecer a fé, esperança, vai buscar sua luz interior.
Trata-se de um arbusto da família das Borragináceas, de flores diminutas, brancas,
lilases e, mais raramente, roxas.

HIBISCUS
(hibiscus rosa-sinensis)

Nome popular: Hibisco, Rosa-Da-China, Lampeão, Mimo-De-Vênus, Graxa. Bach =


NTC.
Característica: para aquelas personalidades que não consegue uma fusão psíquica com
seu parceiro. Trata-se de uma pessoa que apresenta certa cisão em sua própria natureza,
nas suas polaridades internas. Há um mal-humor recíproco e a criatividade do
relacionamento é dissociativa. A incapacidade de síntese e fusão psíquica reflete-se de
imediato na vida sexual do casal, na criatividade ativa do homem e na receptividade de
mulher.
Conflito interno: insatisfação no papel sexual.
Objetivo: ajuda a pessoa a suplantar o conflito e a usufruir do enorme potencial criativo
latente nas polaridades em harmonia.

É de utilidade na impotência sexual psicológica e na frigidez feminina,


quando são decorrentes de uma falha temporária de sincronização vibracional entre os
parceiros.
Deve ser indicado quando há insatisfação com o próprio papel sexual e a
correspondente sensação de dividas conjugais. (O casal tem que tomar.).
Resumo: trabalha a o relacionamento entre parceiros sexuais. Trabalha o
masculino e o feminino. Fusão psíquica com o seu parceiro sexual. Cisão nas polaridades
masculino/feminino. Parceiros com dificuldades entre si devem ser indicado para os dois.
Essa cisão ira causar dificuldade na área sexual. Impotência sexual e frigidez. Insatisfação
no papel sexual. Cobrança sexual entre os dois.
Hibisco é uma árvore pequena, faz parte da família das Malváceas e
originária da China. As flores são grandes, pétalas vermelhas.

LILIUM

73
(Lilium longiflorum)

Nome popular: Lírio Branco. Bach = NTC.


Característica: ajuda a harmonizar as manifestações dos aspectos psíquicos femininos e
masculinos tanto no homem quanto na mulher.
Conflito interno: flutuações extremas entre alegria e decepção.
Objetivo: ajuda a despertar uma sensibilidade interior especial, que não implica em
passividade ou fatalismo, mas em aceitação como fruto de uma compreensão mais profunda
da realidade última. A essência vai favorecer maior constância emocional.

Para as situações de conflito geradas pela necessidade de conciliar maternidade ou


paternidade e carreira profissional; para quando há conflitos num casal devido às
dificuldades de se estabelecer os papeis masculinos e femininos da relação; para os pais
agressivos com os próprios filhos devido à sobrecarga nas responsabilidades e afazeres
matriarcais ou patriarcais, ou devido a aprisionamentos ou bloqueios da sexualidade; para
quando há revolta com a necessidade de submissão, dependência e proteção,
principalmente entre casais; para quando há sentimentos de abandono, perdas de auto-
estima e ferimentos morais num relacionamento, trazendo como conseqüências abusos do
próprio corpo físico, distúrbios alimentares e obesidade; para as personalidades que
experimentam sentimentos de abandono afetivo, transtornos emotivos e mesmo
depressões, durante a menopausa, a andropausa e na gravidez, na puberdade, no
transcorrer da menstruação e nas doenças infecciosas que trazem isolamento pessoal; para
aquelas pessoas que, antes de enxergar o ser humano que existe em alguém, somente vê a
sexualidade que este alguém representa, tratando o individuo diferentemente conforme o
sexo ou de acordo com o interesse sexual que desperta; para o narcisismo, o sensualismo
exarcebado, a exibição corporal mórbida, a incontinência sexual, a compulsão para orgias e
masturbação, o uso e abuso de recursos físicos e psíquicos em magias e encantamentos
lascivos, sedutores e eróticos; para distúrbios como pesadelos eróticos e também poluções
noturnas.
Por outro lado a essência é útil na frigidez sexual e na infertilidade psíquica. Lilium
também ajuda a personalidade a se situar mais distante emocionalmente dos problemas,
dando assim condições para um juízo mais equilibrado.
Lilium é uma devoradora de homens e fica culpada.
Em casos de aborto do primeiro filho e não mais conseguir engravidar: Pinus + Lilium
+ Lavanda + Calendula + Foeniculum + Tagetes + a essência de fundo.
O Lírio é originário do Oriente, pertence à família das Liliáceas. Suas belíssimas e
grandes flores são alvíssimas e exalam um delicioso perfume.
Na medicina popular, os bulbos, cozidos no leite, amassados e misturados com
banha de porco, constituem cataplasmas emolientes e resolutivos. As pétalas maceradas
em aguardente e aplicadas sobre feridas superficiais favorecem a cicatrização. Embebidas
em azeite de oliva, as pétalas gozam de grande eficácia contra as queimaduras ligeiras.

TAGETES
(Tagetes patula)

Nome popular: Cravo-de-defunto. Bach = Star of Bethlehem.


Característica: Tagetes deve ser ministrado quando há um excessivo tensionamento do
plexo solar, comprometendo o funcionamento do sistema digestivo.
Conflito interno: a não aceitação dos acontecimentos.
Objetivo: Tagetes lida com as vibrações luminosas de um redespertar, buscando na alma
uma energia especial de aceitação e superação. Distencionar a região para que não haja
uma internalização do trauma causando danos futuros.

Para as situações emergenciais de choque emocional decorrente de qualquer


acontecimento inesperado; para aqueles que passam por um susto muito forte, em virtude
de uma noticia ruim, de uma perda irreparável de que não conseguem se recuperar; para as

74
situações especiais da vida em o individuo rejeita, com todas as forcas, a realidade à sua
volta, em que os episódios se mostram duros e irreversíveis e a pessoa se recusa a
enxergá-los; para os estados de muita expansão de consciência, como nas
desencarnações, perdas afetivas repentinas, separações dolorosas, isolamentos, doenças
graves e acidentes; para os momentos em que a pessoa diz que se sente “atravessada por
uma faca”; para aqueles com o coração inundado por mágoas afetivas, que se sentem
feridos moralmente; para as situações da vida em que as mudanças estão “machucando”
muito a pessoa.
É útil às crianças que nasceram de partos prematuros, principalmente se houver
algum resíduo de seqüela psíquica ou física.
A essência age como catalisadora nos casos em que parece haver certa sonolência
interna na pessoa, que tende à paralisia ou estagnação.
A interiorização desses traumas, desde a primeira infância, pode acarretar muitos
problemas comportamentais e físicos. O ferimento psíquico permanece às vezes
adormecido por longos anos, e então, repentinamente, é despertado, originando quadro de
surdez, mudez, tosses rebeldes, amigdalites, faringites, paralisias agudas, esquecimentos,
perdas de memória, debilidades visuais e olfativas.
A essência ajuda quando se têm a vida onírica turbulenta, com pesadelos e
experiências fora do corpo.
A planta pertence à família das Compostas, por demais conhecida em todos os
jardins. É Originaria do México. As folhas é muito aromática. A planta após os dias quentes,
à noite, têm a curiosa propriedade de emitir faíscas elétricas. As flores apresentam em
varias cores, como amarela, marrom e ferrugem. A coloração das flores é muito “quente”,
lembrando a terra que tudo sustenta, digere e transforma, trazendo apoio e firmeza nas
provações e nas mudanças.
A infusão das flores tem sido utilizada na medicina popular nos casos de dores
reumáticas, dores de cabeça, bronquites, resfriados, tosses, histeria, afecções uterinas,
vermes intestinais e na paralisia das pernas.

ARNICA CAMPESTRE
(Chionolaena latifólia)

Nome popular: Arnica do campo. Bach = NTC.


Característica: para situações em que há traumatismos no corpo físico-etérico do indivíduo,
em acidentes de qualquer natureza em que haja ferimentos, torções e pancadas; para
situações emergenciais em geral, em que a integridade do corpo precisa ser mantida.
Objetivo:

Arnica Campestre é de grande valor curativo, ministrado antes e após as


intervenções cirúrgicas, partos e operações odontológicas. Em todos esses casos, pode-se
usar a essência tanto por via oral como local.
Indicada também para aqueles que abusaram prolongadamente de seus corpos,
através do consumo exagerado de drogas, álcool ou exigências unilaterais, deixando o
sistema nervoso danificado.

Deve ser prescrito após os acidentes neurológicos, como regeneradora dos


neurônios. No nível psíquico, o remédio é apropriado àquele que se sente social ou
moralmente “ferido”.
A essência é útil para catalisar o efeito de outras essências florais, principalmente
quando é necessário que a cura atinja o nível físico.
Arnica Campestre abre canais para que o corpo etérico-fisico receba também os
reflexos da cura anímica.
Deve ser usada como auxiliar nas dores internas, musculares, articulares e
reumáticas. É um excelente cicatrizante floral, agindo prontamente na recuperação de
tecidos celulares danificados, interna e externamente. Deve ser empregada quando tiver

75
cortes lesões, escoriações, contusões, traumatismos, hematomas, hemorragias internas e
externas, feridas novas ou ulcerativas, dificuldades circulatórias e em todas as situações
que exigem recomposição de tecidos.
É uma planta arbustiva da família das Compostas, encontrada nas partes mais altas
das serras de Minas Gerais. As folhas são fortemente aromáticas e tem uso tradicional no
tratamento de contusões, traumatismos, cortes, lesões e picadas de inseto. As flores são
lilases, tubulares e numerosas, ficam dispostas em capítulos, densamente agrupados.
A planta prefere os locais altos, abertos, ventilados e frios. Pode ser encontrada nos
terrenos ricos em minérios de ferro e fortemente traumatizados, pela extração mineral.
Quando alguma parte da planta é, por qualquer motivo, danificada, a regeneração se passa
de forma surpreendentemente rápida.

ESSÊNCIAS PARA A INCERTEZA OU INDECISÃO.

. FOENICULUM. ATHAEA. EMILIA. FICUS. ALELUIA. ORIGANUM. SONCHUS.


BORRAGINE. IGNEA. EUCALYPTUS.

FOENICULUM
(Foeniculum vulgare)

Nome popular: Funcho, Erva-doce, Finóquio. Bach = Hornbeam


Característica: trata-se de uma essência aquecedora e vitalizadora, que traz o eu para os
processos do corpo. Trata-se de um digestivo sutil, que ajuda na assimilação.
do excesso de experiências novas, podendo ser ministrado como um tônico para a mente e
para o corpo.
Objetivo: coopera no aprendizado geral, na medida em que conclama a mente para a
importância dos detalhes. Traz para os planos da personalidade as vibrações de vitalidade
interna, da mente e do corpo. Ela incita a alma a vivenciar com clareza e plenitude a sua
realidade espiritual.

A essência é indicada nas épocas de readaptação a novas circunstâncias ou após


períodos de muita exigência energética ou mental. Funciona como um tônico geral, físico e
psíquico. Facilita a digestão das novas idéias, impressões e sentimentos que a pessoa
passa a experimentar. Ativa também a fisiologia dos sistemas labirínticos, como o intestino,
os pulmões, o cérebro, os sistemas nervoso e circulatório.
Para aqueles temporariamente com duvidas a respeito da própria capacidade; para
os períodos subseqüentes as mudanças na vida, como após nascimentos, após
casamentos, mudanças no trabalho e transições biológicas.
É um excelente coadjuvante nas dificuldades de circulação sanguínea, nas varizes,
hemorróidas, escleroses, gangrenas, em certos tipos de impotência sexual, hipotermia,
perdas da faculdade de memorização, etc.
Auxilia nos problemas intestinais, principalmente as cólicas flatulentas, normalizando
o processo de fermentação. Deve ser indicado nos casos de deficiência na atividade
respiratória, nas bronquites, asmas e tosses catarrais.
Em especial, é indicada para as diversas afecções dos olhos, sendo aconselhável o
uso interno e ainda na forma de colírio, destituído do conhaque.
A planta pertence à família das Umbelíferas, as flores são amarelas. Toda a planta
exala um agradável aroma. Possui um azeite rico num principio ativo chamado anetol,
responsável por boa parte das virtudes farmacológicas, pelo aroma e pelo sabor adocicado
característico.
Os bulbos e ramos são usados na medicina caseira como digestivos, tônicos,
estomáquicos, diuréticos e contra as cólicas dos recém-nascidos. O chá também é

76
empregado no histerismo, na hipocondria e para aumentar a secreção de leite das mães
lactantes.
As sementes são usadas como aperientes, carminativas, estomáquicas e
emenagogas. Emprega-se nas dispepsias, flatulências, cólicas, diarréias e vômitos,
principalmente de lactentes. Em cataplasma, aplicam-se sobre os tumores indolentes e
sobre ingurgitamentos atônitos, funcionando como resolutivos. As raízes são reputadas
como diuréticas.

ALTHAEA
(Althaea rosea)

Nome popular: Malva-rosa ou Malva-real. Bach = NTC.


Objetivo: traz ao individuo as vibrações superiores de integração e convivência.

Para aquelas personalidades com forte sentimento de rejeição social ou de exclusão


familiar e grupal, que geralmente duvidam da própria condição de cidadãos e assim fogem
dos compromissos sociais.
Para o negativismo social ou aqueles prematuramente abandonados à própria sorte;
para as pessoas que se sentem humilhadas e discriminadas racialmente ou devido às suas
precárias condições de sobrevivência; para quando há fuga de responsabilidades ou
compromissos com a coletividade.
É útil aos mendigos, pedintes, andarilhos, órfãos, idosos em asilos, vítimas de
doenças contagiosas e demais pessoas com sintomas de rejeição.
A natureza humilde dessa planta se retrata bem nas expressões populares: “ser filho
das malvas”, ou seja, provir de humilde nascimento, ser rejeitado; “estar nas malvas”, que
significa fazer-se de desentendido ou estar em situação precária; “atirar algo às malvas”,
que quer dizer despojar-se de alguma coisa.
As folhas rugosas e pubescentes passam a idéia de um rosto sofrido, com a barba
por fazer, sem sintonia com um dos tipos humanos que a essência pode ajudar. A presença
dos pêlos recobrindo as folhas, pequenos cristaizinhos, mostra o conceito de mudança de
rumos com determinação. Por outro lado, a exuberância, o esplendor e a beleza da florada
exalta o pólo oposto, ou seja, a realeza e a nobreza do espírito humano, daí o outro nome
da planta, Malva-real.
A planta faz parte da família das Malváceas. Floresce exuberantemente no final do
inverno com flores de corola rósea ou púrpura providas de curtos pedicelos, solitárias ou em
grupos de duas ou três em cada axila.
Contém muita mucilagem, como todas as Malváceas, o que explica as propriedades
emolientes e resolutivas da planta. A alopatia aproveita-se de suas virtudes anti-sépticas na
forma de um produto comercializado com o nome de malvona, um desinfetante bucal.
Na fitoterapia é empregada como emolientes nos abscessos da gengiva de da boca,
nas feridas inflamadas da garganta, sob a forma de bochechos e gargarejos, e também nas
inflamações intestinais.
As folhas cozidas e desmanchadas no azeite se aplicam contra as queimaduras e as
picadas de insetos. As flores roxas ou púrpuras contêm uma matéria tintorial com a qual se
prepara um extrato inócuo chamado vegetalina, empregado na indústria alimentícia e
também para colorir vinhos demasiadamente pálidos. Algumas variedades são
industrialmente empregadas no fabrico do conhecido e apreciado marshmallow.

EMÍLIA
(Plumbago capensis)

Nome popular: Dentelária-do-cabo, Isabel-segunda, Beleza e Erva-chumbo. Jasmim-azul.


Bach = Cerato.

77
Característica: há uma muralha entre a personalidade, o nível consciente do ser e seu Eu
Superior, o que torna o indivíduo muito pouco confiável. Uma educação infantil
excessivamente severa e disciplinada, em que a criatividade foi cerceada e os elementos
lúdicos e fantasiosos estiveram ausentes, criam as condições propícias para a fraca
autoindentificação. Os contornos da personalidade são indefinidos e a pessoa não consegue
diferenciar o próprio psiquismo do alheio. O indivíduo pode ter um comportamento mental
completamente distinto e dissociado de suas respostas emocionais, em função da
desarmonia e da falta de coordenação central entre seus vários níveis de manifestação.
Conflito interno: a cisão entre os vários corpos pode se acentuar, favorecendo o
florescimento de duas ou mais personalidades, não apenas diversas, mas conflitantes entre
si.
Objetivo: a essência rompe a muralha de chumbo que esconde o verdadeiro eu e fortalece
a conexão com os níveis intuitivos. Auxilia a focalização das energias relacionadas com o
propósito de vida, conclamando a Vontade Superior a assumir as rédeas e o comando da
alma. A essência trabalha a coordenação e a integração da personalidade, mediante o
despertar da voz interna e da convicção pessoal.

Para aquelas personalidades de fraca convicção, que vivem constantemente pedindo


conselhos e opiniões aos outros; têm dúvidas nas escolhas e decisões mais banais e
mudam freqüentemente de idéia, quando influenciadas; possuem fraco sentimento de
identidade e com isto tendem a imitar outras pessoas. São indivíduos mutáveis,
dependentes e ávidos por informações, têm dúvidas nas escolhas insignificantes, ficando
perdidos entre mil possibilidades.
A planta pertence à família das Plumbagináceas. As flores são de um azul-pálido ou
violáceas.
Existe uma curiosa correlação da planta com o chumbo, justo o metal que aceita e se
adapta facilmente aos condicionamentos térmicos e mecânicos do meio ambiente, sem lhes
oferecer resistência. A semelhança da Emília com a planta Cerato do Dr. Bach é tão grande
que recebe ainda o nome de Falso-cerato.

FICUS
(Fícus carica)

Nome popular: Figueira, Figo. Bach = Scleranthus


Característica: para aquelas pessoas indecisas em suas escolhas e que ficam oscilando
entre as possibilidades por um tempo muito longo e que, quando decidem, podem ainda
assim se arrepender por falta de convicção. Não costumam pedir conselhos e guardam para
si mesmos suas dúvidas.
Conflito interno: apresentam uma simetria na sua ação externa, devido a um desequilíbrio
entre as suas consciências racional e intuitiva. Estão sempre oscilando entre os estados de
bem-estar e mal-estar, não alcançando um equilíbrio psicológico e nem físico.
Objetivo: a essência ajuda no desanuviamento da personalidade, acendendo uma luz
interna, que emite raios de equilíbrio e serenidade, e amparando a pessoa em sua
fragilidade.

São pessoas afetadas pelas condições climáticas, não tolerando as mudanças


repentinas no tempo, não gostam do tempo nublado, pois se sentem abafadas e
angustiadas. Seus estados de espírito mudam ao longo do dia, havendo para elas uma
sensível diferença entre as partes da manhã, da tarde, da noite e da madrugada. Às vezes
acordam mal humoradas, com o “pé esquerdo”, melhorando o ânimo gradativamente ao
longo do dia. Pode acontecer o contrário: levantam-se bem dispostas, até que um obstáculo
insignificante lhes corrompa o humor.
Instabilidade faz com que se agarre a tabus, norma de conduta e obrigações, como
formas compensatórias. Muitas vezes, enxergam o casamento como sinônimo de
estabilidade.
O descontrole do fluxo e refluxo de energias emotivas pode ocorrer de maneira
cíclica, no decorrer de um dia ou de até poucos minutos, fazendo-as vítimas passivas de um

78
humor versátil, com oscilações entre alegria e tristeza, entusiasmo e depressão, otimismo e
pessimismo, vitalidade e cansaço.
O desequilíbrio pode agravar, provocando náuseas, tonteiras, hipersensibilidade
auditiva e visual, falta de coordenação motora, enxaquecas, hipertensão arterial, afecções
hepáticas, distúrbios de equilíbrio, cinetoses e labirintites.
A figueira simboliza toda a humanidade, em queda e desequilibrada, todavia sua
essência já desabrocha no interior do homem, trazendo os lampejos da estabilidade do
paraíso que se aproxima. As fotos Kirlians dessa essência confirmam sua inigualável
energia de cura.
A árvore pertence à família das Moráceas, cultivado no mundo todo em função de
seus deliciosos frutos. Originária dos paises Mediterrâneos e da Ásia Menor.
Em muitas tradições, a Figueira é o símbolo do casamento e da estabilidade. É uma
plana sensível ao ambiente, não suportando mudanças bruscas no clima, preferindo um
habitat ameno, com muito espaço a sua volta.
O figo é um falso fruto que, quando verde, fica repleto no seu interior de pequeninas
flores branco-amareladas de ambos os sexos.
Devido ao seu elevado teor em glicose, um açúcar muito assimilável, o figo é um
alimento por excelência, sendo usado quando se quer uma reserva rápida de energias.
Na fitoterapia o figo cozido, em gargarejos, é utilizado para curar as irritações da
garganta, as inflamações da boca e os abscessos das gengivas. A água da maceração do
Figo, em lavagens faciais, faz desaparecerem as manchas do rosto. O látex das folhas e
ramos tem aplicação tópica contra calos e verrugas. As ramas, em decocção, é uma bebida
que traz bons resultados contra a hidropisia. Para combater as hemorragias uterinas,
diarréias e disenterias, prepara-se um infuso com folha de figueira e folha de tanchagem.

ALELUIA
(Oxalis corniculata)

Nome popular: Azedinha-do-campo, Aleluia-amarela, Trevo-azedo ou Três corações.


Bach = Gorse.
Característica: a personalidade apresenta no rosto e nos olhos o desânimo e a apatia da
alma. O individuo é desvitalizado, anêmico, de face amarelada, pálida, com olheiras e um
olhar opaco, desfocado e sem brilho. A voz é monótona e fatídica, retratando claramente a
desistência interna.
Conflito interno: resignaram frente às condições adversas e perderam a fé e a esperança
na própria recuperação.
Objetivo: Aleluia resgata nas profundezas da alma as vibrações de fé e esperança.

Para pessoas que padecem de doenças crônicas e que já tentaram de tudo e se


encontram em desespero e sem mais vontade de recomeçar. É apropriado em situações
graves, quando prevalece um estado geral de desesperança, quando há extremo
desconforto físico ou psíquico, situações de indefinição, colapsos, paralisias, em que a cura
só pode expressar-se mediante um jubiloso louvor a Deus. Devem ser ministrados também
aqueles que prestam socorro, pois eles podem impregnar o ambiente com seu desalento.
Resumo: pessoas que tem sentimentos de resignação muito grande perante a vida.
Doenças crônicas estão desesperançados, muito desânimo e apatia, desvitalizado,
anêmico, pálido, desistência externa perante as situações. Pacientes terminais. Situações
sem definição: doentes terminais, câncer, UTI ou CTI. Para pessoas que trabalham com
pacientes terminais: médicos, enfermeiros, familiares que sentem a sensação de
incapacidade e desesperança. Presta socorro em situações difíceis. É a primeira planta que
nasce no campo, após as queimadas.
Trata-se de uma humilde erva do campo, rasteira, de no máximo uns vinte
centímetros de altura, pertence à família das Oxalidáceas. Suas flores são delicadas e
amarelas.
São ricas em oxalatos e vitamina C, sendo portando amargas e empregadas como
estimulantes, refrescantes e no tratamento do escorbuto. No interior, as folhas e raízes são

79
utilizadas na cura das colites e diarréias rebeldes, nas hepatites e inflamações da vesícula
biliar. O chá das folhas debela as febres e combate a intumescência do abdômen, causada
pelo acúmulo de gases. Há também uma tradição de se esfregar a planta pelo corpo de
pessoas acometidas de desfalecimento e síncope.

ORIGANUM
(Origanum majorana)

Nome popular: Manjerona. Bach = Wild Oat.


Característica: para aquelas personalidades que se encontram “perdidas” quanto ao
caminho a ser tomado na vida, não sabem o que fazer, tentam muitas coisas, mas nenhuma
lhes trazem satisfação. Para a falta de vocação, a falta de idealismo, as frustrações
profissionais e as inquietações na criatividade. É útil na adolescência, quando se está
prestes a escolher uma carreira.
Objetivo: ajuda na sublimação das forças inferiores em energias criativas, retira o véu que
encobre a nossa senda e nos liberta do mar de ilusão material. Origanum é uma resposta
espiritual contra os perigos dessa civilização em colapso. Trata-se de uma verdadeira vacina
contra as doenças causadas pelo domínio coletivo que as forças primitivas e inferiores
exercem sobre a maior parte da humanidade. É o fio integrador, de um ideal que traga
sentido profundo à vida; ela trabalha no ser os conceitos da alma de motivação interna e
propósito.

É indicado para aqueles tediosos, frustrados e aborrecidos com o dia-a-dia; para


almas fracas que, tornam-se escravas das forças materiais instintivas e se entregam aos
vícios, à devassidão sexual, à gula, às disputas inúteis, a toda sorte de egoísmo e
separatividade.
A essência deveria ser utilizada em todas as instituições públicas, onde há acúmulo e
proximidade de almas regidas por forças evolutivas. É uma essência integradora da
personalidade.
Resumo: pessoas perdidas dentro de situações, pessoas que não descobriram o que
quer. Falta de vocação e idealismo. Frustrações profissionais. Definir melhor seus objetivos.
Adolescente para definir suas carreiras. Para aqueles que são escravos do material. Tem
ilusões, principalmente com o lado material. Trabalha o ideal de alma. Sempre estaremos
precisando de Origanum. Usar em instituições públicas. É integradora da personalidade.
Trabalha propósitos da alma. Integrar personalidade e propósito de alma. Despertar
objetivos nobres. Trabalhar excesso de instinto sexual.
A planta pertence à família das Labiadas. É aromática. As florzinhas são alvas ou
ligeiramente avermelhadas.
Na fitoterapia é indicada como estimulante das secreções gástricas, estomáquicas,
antiespasmódica e vulneraria. É utilizada quer em banho, quer em tintura como tônico e
estimulante. As folhas maceradas em gordura são empregadas para combater os catarros
nasais de crianças, untando o nariz várias vezes ao dia. Esse mesmo ungüento, aplicado
sobre o ventre de crianças, acalma as cólicas intestinais flatulentas, afugentando os gases e
abrandando o inchaço característico.
Os banhos quentes com as folhas ajudam os músculos e nervos debilitados. Como
condimento estimula o apetite, ajuda a digestão e combate as cólicas. Os cataplasmas das
folhas frescas podem ser aplicados beneficamente sobre feridas, contusões, queimaduras,
tumores e nos reumatismos dolorosos.

SONCHUS
(Sonchus oleraceus)

Nome popular: Serralha. Bach = Gentiam.

80
Característica: indivíduos pessimistas, que se desanimam com muita facilidade frente ao
menor obstáculo. Quando harmonizados, é um exemplo de resistência, fé, obstinação,
principalmente na ajuda a seus irmãos necessitados. Para estados depressivos agudos.
Objetivo: traz a luz do sol interno para disseminar as densas sombras que os pequenos
obstáculos lançam sobre essa personalidade. Os conceitos de fé, esperança e crença são
então evocados na alma.

Para aqueles que tendem a sofrer depressão quando aparecem os fracassos, estão
sempre lançando dúvidas sobre as boas perspectivas e falta-lhes sempre um mínimo de fé;
costumam ser materialistas, conservadores, teimosos, moralistas, cabisbaixos, metódicos,
excessivamente sóbrios e inseguros, buscando apoio em normas rígidas de conduta moral.
A busca de segurança pode se extravasar numa forte índole aquisitiva, em razão das
dificuldades que têm em relacionar os diversos fatos da vida. Desistem facilmente de
qualquer tratamento, pois mesmo em situações incômodas são avessos às mudanças. Não
percebem a forte programação negativa que atraem ou constroem para si mesmos.
Deve ser usado sempre que houver depressão ou melancolia, cujas causas possam
ser identificadas. Estados de pessimismos (Sonchus + Borragine). É útil quando houver
recaídas durante o tratamento. Talvez seja uma das essências que mais exija persistência e
continuação prolongada de seu uso. Deve ser indicada em todas as situações em que possa
haver vacilações, dúvidas, incertezas, desencorajamento, pessimismo, negativismo e falta
de confiança. Desânimo diante dos obstáculos (Sonchus + Fícus) ou (Sonchus + Lavandula
+ Foeniculum). Vai alavancar dar segurança e energia. A essência permeia-nos de fé
quando temos de enfrentar os obstáculos da vida.
A planta é uma erva humilde, de hábito rudes, faz parte da família das Compostas e
pode atingir até um metro e meio de altura. As folhas possuem alto teor de vitamina C e sais
minerais. As flores são solitárias e com uma forte coloração amerelo-limão brilhante.
O cozimento da planta tem sido indicado para tratar as debilidades estomacais, a
disenteria, a fraqueza dos nervos e das vistas, e também como depurativo sanguíneo.
São refrescantes e estimulam o funcionamento da vesícula biliar, o que ocultamente tonifica
a força de vontade. É um estimulante das funções hepáticas, digestiva e laxante suave e
diurético.

BORRAGINE
(Borago officinalis)

Nome popular: Borragem. Bach = NTC.


Característica: para estados depressivos crônicos.
Objetivo: traz tenacidade e firmeza de propósitos.

Para os indivíduos pessimistas que, mediante o passar do tempo, interiorizaram


muita falta de fé e desesperança; a densificação de seus negativismos já traz
comprometimentos ao corpo etérico-físico; para a depressão crônica, tensões no plexo solar
e sensação de aperto ou abafamento no peito; para os estados depressivos decorrentes da
perda gradativa de saúde e os desalentos que surgem devido ao enrijecimento e às
dificuldades corporais inerentes à velhice. É indicado nas convalescenças e nos estados de
debilitação orgânica geral. Trata-se de um anti-depressivo floral, principalmente quando o
bloqueio energético, a desistência, se instala no nível do coração. Essa essência é útil aos
velhos em asilos, órfãos, viúvos e pessoas solitárias.
A planta faz parte da família das Borragináceas, as flores são ordinariamente azuis,
em forma de estrelas e estão sempre cabisbaixas, vasculhando as próprias raízes,
buscando apoio, sustentação e transmutação na terra. O proliferação da Borragem em
asilos é muito indicativa do estado psíquico que ela ajuda a equilibrar. Alguns dizem que é
originária da Síria e que o seu nome significa, em árabe, “pai do suor”, em alusão às suas
propriedades sudoríferas e diuréticas, hoje perfeitamente reconhecidas.
A planta é usado no tratamento da tosse, da bronquite, das gripes e resfriados, nos
casos de erupções febris, varicela, varíola, rubéola, escarlatina e catapora. Devido ao seu

81
conteúdo de nitrato de potássio, combate de um modo geral as inflamações, estimulando
particularmente a área cortical das glândulas supra-renais. Ajuda a eliminar os depósitos de
ácido úrico que produzem o reumatismo e cura a inflamação dos rins e da bexiga. O
cataplasma bem quente das folhas cozidas produz um grande alivio nos acessos de gota. É
tônico cardíaco e antidepressivo. Pode ser usadas em forma de saladas.

IGNEA
(Pyrostegia ígnea)

Nome popular: Cipó-se-São-João, Flor-de-São-João. Bach = NTC.


Característica: para as personalidades apegadas ao luxo, à ostentação, à ilusão das
formas, às convenções, aos ornamentos e adornos materiais externos.
Objetivo: Ígnea expande a consciência na proporção em que apaga o “fogo fátuo” das
ilusões passageiras. Vai dar percepção e equilíbrio que temos ter com tudo.

Para aqueles com forte auto-identificação física e portando desconectados dos


próprios valores espirituais; para a presunção, a vaidade, a indiscrição e a ignorância
daqueles que se apegam ao fugaz e ao transitório; para o indivíduo com conflitos ou dúvidas
na escolha entre a comodidade externa e a simplicidade interna; para aquelas que se
envergonham de sua precária situação material particular ou familiar; também para os
indivíduos que rejeitam as formas presentes na matéria física, inclusive seus corpos.
Deve ser indicada em toda situação em que um equilíbrio entre valores morais e
aparências se faz necessário no nível consciente do ser. É proveitosa principalmente em
ocasiões de impasses temporários, quando algo diz que se está prestes a cometer um
grande erro de escolha, fruto de tais ilusões.
Trabalha as ilusões passageiras (Jasminum).
Trata-se de uma planta trepadeira, lenhosa, nativa do Brasil, faz parte da família das
Bignoniáceas. As flores são abundantes, vemelho-laranja ou cor de fogo, muito vistosas e
atrativas. Floresce do início outono ao fim do inverno, tendo o auge da florada exatamente
no dia de São João.

EUCALYPTUS
(Eucalyptus globulus)

Nome popular: Eucalipto. Bach = NTC.


Característica: pessoas contraditórias.
Objetivo: a essência trabalha na alma um sincronismo refinado entre as atitudes mais
simples do cotidiano e os propósitos superiores, dando força para enfrentar a vida com
todos os seus rítmicos desafios.

Para as pessoas psiquicamente instáveis, que experimentam uma aguda contradição


entre o querer mais profundo e a prática cotidiana, entre a idealização e a realização
concreta; para aqueles que fazem as coisas exatamente ao oposto da forma como no fundo
desejariam realizar; para as personalidades complexas e contraditórias, que sentem grande
necessidade de interação social, e que, no entanto, têm dificuldades de elaborar ou
absorver as conseqüências inevitáveis, e às vezes inesperadas, da convivência mutua. Num
relacionamento pessoal, desejável e importante em sua vidas, procedem de maneira
incompreensível, às vezes rejeitando cinicamente o próximo, em contradição com a vontade
autêntica; constroem na mente um plano de vida ou de ação, mas passam, de forma
inconsciente, a executá-lo ao avesso, o que acarreta muitas frustrações; como

82
compensação, supervalorizam as aparências, as formas exteriores das coisas, tornando-se
prisioneiras de estruturas superficiais e artificiais.
Há uma muralha de separação entre o ego e a Voz interior. Experimentam antipatia e
simpatia, sinceridade e cinismo, medo e coragem, otimismo e depressão, interesse e
indiferença, alerta e apatia, franqueza e submissão, liberdade e constrição, e outras
bipolarizações. Nos casos extremos, os pensamentos oscilam “em alta tensão”, entre o
querer viver e o querer morrer. (Transtorno afetivo bipolar.).
Em termos gerais, a individualidade não consegue assumir as conseqüências de
estar aqui na terra com todas as suas inevitáveis implicações espirituais, psíquicas e físicas.
A ruptura entre os idéias e as realizações, entre o propósito superior e a vida prática
desequilibra a função respiratória, num grau de intensidade proporcional à consciência que
se tem do equivoco. O ritmo respiratório fica patologicamente alterado. O bloqueio de
energias criativas acarreta um constante estado de tensão nervosa e de ansiedade, além da
predisposição para uma gama de distúrbios pulmonares, como a bronquite asmática e
alérgica, a asma nervosa, as gripes catarrais e alérgicas, as pneumonias e o enfisema.
É recomendado como coadjuvante floral em todos os distúrbios respiratórios, que
refletem em suas gradações e freqüências, as nuanças da dificuldade espiritual.
A árvore pode atingir até cem metros de altura, pertence à família das Mirtáceas. É
originária de Austrália e ilhas adjacentes, onde alcança alturas extraordinárias, pois são de
um crescimento surpreendente.
O cheiro extremamente forte e característico provém da sua riqueza em óleos
essenciais e voláteis, que se desprendem com tanto maior intensidade quanto mais altas
são a temperatura e a insolação. As flores são tão nectaríferas que se contam entre as
melhores plantas melíferas, sendo freqüentada intensamente, às vezes por todo um
enxame. Além das abelhas, os beija-flores são visitantes assíduos.
Do ponto de vista fitoterápico, tanto as cascas como as folhas são utilizadas, pois
possuem um óleo essencial, o eucaliptol, e uma espécie de cânfora, ambos de uso
comprovadamente medicinal. Essa essência é adstringente, anti-séptica, antiperiódica,
expectorante, béquica, sudorífera, tônica e febrífuga.
É empregada nos casos de moléstias crônicas da bexiga, principalmente nos
catarros vesicais, nefrite e cistite. O seu emprego clássico é para combater as inflamações
das vias respiratórias, especialmente as bronquites, sinusites e gripes catarrais, e também
contra os catarros gastrointestinais. Pesquisas recentes demonstram que o Eucalipto inibe a
concepção.

BIBLIOGRAFIA

1. Silva, Breno Marques da e Ednamara Vasconcelos e Marques. As Essências Florais


de Minas Síntese para uma Medicina de Almas. Editora Luz Azul – Belo Horizonte –
1994.

83
2. Boog, Gustavo G. e Magdalena Turák Boog. O Poder dos Florais no Trabalho.
Makron Books do Brasil Editora Ltda. Editora McGraw-Hill Ltda. São Paulo – SP.
1995.
3. Kwitko, Mauro. Terapia com Florais A medicina dos Pensamentos e dos Sentimentos.
Editora Robe. 5a. Edição. São Paulo – SP. 2001.
4. Silva, Breno Marques e Ednamara Batista Vasconcelos e Marques. – Guia de
Consulta – Informações Básicas.

TERAPIA FLORAL.

SISTEMA FLORAL DE MINAS.

RESULTADO DE PESQUISAS PUBLICADAS.

SEGUNDA PARTE.

MARIA AUGUSTA DA SILVEIRA.


Terapeuta Natural e Corporal.

84
CRIATIVIDADE E ESPIRITUALIDADE

PRIMEIRA VISÃO: MASSA CRÍTICA (O DESPERTAR)

De acordo com o manuscrito de A Profecia Celestina, a primeira visão começa a


surgir quando passamos a flagrar um elo sutil que interliga as estranhas coincidências que
surgem em nossas vidas.
A existência de correlações significativas entre episódios e fatos aparentemente
desconexos desmancha a cultura do acaso, a idéia tão estranha na humanidade atual de
que a lei evolutiva está à mercê de um jogo cego de dados! É quando a personalidade
começa a tecer em sua mente um elo entre os eventos especiais do cotidiano, sente que
sua vida parece estar guiada por uma força inexplicável, não sendo, pois jamais um produto
incontrolável do embate entre a sorte e o azar.
A primeira visão significa um encontro, um despertar, com o propósito inerente às
nossas vidas, o qual se manifesta através das misteriosas e inusitadas ocorrências do
cotidiano.
Antes, tais experiências de iluminação ou expansão de consciência estavam restritas
a pouquíssimas pessoas de alto nível de evolução moral e espiritual, estando, pois agora
cada vez mais disponíveis a um maior número de pessoas, que vem experimentando essa
nova consciência, parecendo revelar um fenômeno de nucleação para formação de uma
massa crítica.
Segundo a Profecia Celestina o número dessas pessoas iria aumentar
consideravelmente a partir da década de sessenta do século vinte e iria continuar
aumentando até um determinado momento do século atual, quando atingiria um nível
específico e suficiente de consciências humanas transformadas, a massa crítica, capaz de
espontaneamente e sem esforços adicionais a grande transformação cultural emergente.
Assim que tal massa crítica fosse atingida, toda a civilização começaria a levar tais
sincronismos a sério, tornando-os parte ativa da cultura, da ética, da moral, da religião, da
ciência, da filosofia, da educação, da ecologia e dos demais valores sociais.
Quando um conjunto grande de seres humanos, maior que aquele representado pela
massa crítica, começar a indagar sobre os sincronismos planetários e coletivos, inter-
relacionado-os com as coincidências pessoais, surgirão indubitavelmente outras visões e
novíssimos estágios de consciência, hoje inimagináveis, que trarão soluções para os
dilemas ainda pendentes para a humanidade.
Do ponto de vista da evolução setenial antroposófica ou da psicologia evolutiva, essa
visão correlaciona-se metaforicamente ao primeiro setênio de vida. (0 a 7 anos).
No primeiro setênio é o do desenvolvimento do corpo físico e das percepções.
Somente após o nascimento é que estruturas e órgãos essenciais são formados ou
desenvolvidos. Os últimos órgãos do corpo físico estão criados, estando encerrada a
atividade criadora no próprio corpo, a qual nunca mais ocorrerá desta forma. Todo
processos posterior de construção nos órgãos, pelo qual terá de ser compensada sua
constante destruição, será um reconstruir, e não mais um ato de criação nova. No fim do
primeiro setênio, há o rompimento com a hereditariedade. A criança formou um próprio
corpo, a partir do modelo corpóreo que recebeu de herança e que usou até então. Ao redor
dos sete anos, surgem os dentes próprios e definitivos, substituindo aqueles de leite ou
herdados. Inicia-se a fase de mastigar a vida com as forças próprias do eu.
As doenças infantis típicas do primeiro setênio ajudam a criança a permear o corpo
herdado com sua próprias forças anímicas. Este setênio do corpo físico é de crucial
importância para a alma que se tornou independente, pois, dependendo da forma e da
estrutura orgânica, será mais fácil ou difícil para ela configurar a própria vida. As influências

85
ambientais, dos pais e do mundo sobre a formação da criança são também significativas e
máximas nesta etapa. Todos os sete principais centros de força estarão se formando, tudo
sobre a coordenação do primeiro centro de força o objetivo é a manutenção da
sobrevivência.
O primeiro centro de força é o responsável pela saúde física do ser, e também pela
capacidade de conseguir ou não bens materiais, sendo também responsável pela nossa
saúde financeiro-econômica.
No primeiro setênio, a criança é um ser inconscientemente perceptivo e imitativo. A
alma da criança vibra em consonância com tudo que ocorre em seu ambiente, e esta
vibração, pouco controlada pela consciência, desemboca no corpo.
Ao fazermos um paralelo entre o que ocorre com a humanidade ao despertar-se para
a primeira visão e o primeiro setênio evolutivo de uma criança, notamos semelhanças
significativas. Nesta etapa, a humanidade se desperta para a consciência do eu, aprende a
lidar com a materialidade, aprende a andar ereta e encerra os processos imitativos.
As essências florais que ajudam a trabalhar a primeira visão são: Melindre, Leonurus,
Pervinca, Salvia e Origanum. Todas elas colaboram para o despertar da consciência para os
sincronismos em nossas vidas, para a revelação de um propósito espiritual profundo que
justifica e promove as coincidências entre eventos do cotidiano.

MELINDRE
(Verbena chamaedryfolia)

Nome popular: Melindro. Bach: NTC.


Característica: Insatisfação e inquietude profunda com a vida comum.
Conflito interno: Fuga e recusa em vivenciar-se o presente, pois, sabe-se que o instante é
o que existe de mais difícil para se viver.
Objetivo: Ajuda no despertar do ser para as coincidências do dia-a-dia, trazendo a
convicção de que existe um sentido inequívoco para os acontecimentos, principalmente
aqueles inesperados, inusitados, os quais compõem uma orquestração finalista e evolutiva
na marcha do destino individual. Visa a aprimorar os níveis de sensibilidade ao detalhe e ao
pormenor, refinando a interação da pessoa com o meio ambiente e com os eventos, abrindo
os canais sutis de percepção. A essência relaciona-se com os conceitos de paz,
simplicidade e atenção, ajudando o ser a vivenciar, de maneira única, a plenitude do
momento presente. Catalisa a expansão da consciência, abrindo as portas à revelação de
significações, para a vida pessoal, proporcionando com isto experiências místicas. Coopera
com o reconquistar da preciosa simplicidade à nossa volta e dentro de nós, colaborando
com a percepção da unicidade do momento. Cada instante é único e, portanto,
irreparavelmente rico e simples. O momento atual jamais se reproduz, e viver o presente, na
perspectiva da eternidade, consiste em apreciar em plenitude toda a significação dos atos e
fatos do aqui e agora.

É recomendada para as almas imersas e aprisionadas na rede de complexidades da


civilização moderna, o que as torna depauperadas de espírito, privadas de simplicidade,
tensas e ansiosas pelo esforço frustrado em ouvir a própria voz interna.
É indicada quando há um nervosismo de fundo, uma insatisfação e uma inquietude
profunda com a vida comum, quando a alma busca intensamente um significado maior para
tudo, pois sente um lampejo da sincronicidade subjacente aos eventos cotidianos.
Colabora para aplacar a tensão e o nervosismo residuais, os quais aparecem,
quando a personalidade se encontra perdida e afastada da corrente evolutiva. A falta de paz
surge, em conseqüência da percepção de que algo de crucial importância espiritual está
faltando ou escapando à compreensão ou ao controle do ser. O nível de sensibilidade é
ainda insuficiente para captar claramente os sinais evolutivos presentes no dia-a-dia,
ocasionando a frustração interna.
O conteúdo arquetipal relativo ao Melindre associa-se mitologicamente ao deus
Janus, venerado em tempos arcaicos, antes de Cristo, sendo representado sob a forma de
uma única cabeça com dois rostos. Essa entidade bifronte simbolizava o tempo: o passado,
pelo seu rosto velho e o futuro, pela face de jovem. O único rosto que não era e nem podia

86
ser representado era o do presente, pelo seu caráter inapreensível, imaterial, intemporal e
conseqüentemente eterno. É justamente no nível do presente que o homem encontra a sua
verdadeira e real face, vivendo aí na medida correta da eternidade. Na dimensão crística, o
homem liberta-se do tempo mesmo estando no tempo. Indubitavelmente, o instante é o
ponto crucial do homem, sua maravilhosa epopéia!
O Melindro é uma planta de porte herbáceo, da família das Verbenáceas. As flores
são pequeninas campânulas penduradas, assemelhando-se a minúsculos sininhos que
saem das axilas dos ramos, de coloração esverdeada, quase translúcidas.
Na medicina caseira, toda a planta é empregada na forma de infusão, para combater
o nervosismo, a ansiedade, a melancolia e a depressão associados com a angustia e a
opressão no peito.

LEONURUS
(Leonurus sibiricus)

Nome popular: Macaé – Erva Macaé. Bach: NTC.


Objetivo: A essência colabora para o pleno enquadramento do ser no espaço e no tempo
dilatando a percepção clara de que existe uma força intransponível direcionando a vida em
seus detalhes. Mostra como é ilusória a cultura do acaso, base conceitual da civilização
moderna. Estabelece na mente a ideia de que há uma direção inequívoca na vida, a qual
está ligada a uma finalidade evolutiva superior, subjetiva, cujo cumprimento obedece a
etapas e ciclos que, julgados pela mente lógica e materialista, não passam de
acontecimentos aleatórios ou coincidências inexplicáveis, mas que, de fato, compõem uma
grande trama da Obra Universal, plena de significações. Leonuris convida a personalidade a
envolver-se conscientemente na corrente evolutiva, sugerindo a necessidade de
participação ativa na vida e realçando a responsabilidade, individual e intransferível, sobre o
próprio destino.

A essência floral Leonurus ajuda a estabelecer um fluxo ordenado e contínuo de


impulsos vitais e criativos, permitindo que os mesmos expandam, atingindo toda a periferia
do indivíduo e, ao mesmo tempo, colaborando com a sua verticalização e elevação. Na
medida em que todo o ser interno se integra nos ritmos e etapas do grande fluxo criativo
universal, a consciência se torna alerta às lições de aprendizado, presentes nos fatos
ordinários do cotidiano.
Desperta na personalidade a atenção para os inúmeros momentos e situações
especiais da vida, que ciclicamente retornam na trajetória evolutiva, dos quais se tem a
oportunidade de extrair lições de crescimento e a chance de cumprir parte dos propósitos
sublimes da alma. Traz plena integração do ser com os acontecimentos sutis e terrenos, em
suas dinâmicas no tempo e no espaço, sincronizando assim os movimentos secretos da
materialidade e da espiritualidade, cujo objetivo máximo é a concretização dos propósitos
evolutivos, individual e coletivo.
Traz a percepção de que as misteriosas ocorrências da vida não são fortuitas,
ocasionais, mas estão intimamente relacionadas com a verdade individual e com a
finalidade última da criação Divina.
O ser torna-se participante ativo dos processos terrenos, ao mesmo tempo em que
nos encontra mesmos a oportunidade de desabrochar a grande vocação interna de sua
alma, ascendendo verticalmente na senda gloriosa do Amor Cósmico.
A planta pertence à família das Labiadas, é nasce espontaneamente pelos estados
de Minas, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás. As flores aglomeram-se em inflorescência
axilar, densamente congesta, de coloração purpúrea, ocorre no verão e no outono.
Na fitoterapia as folhas e as sumidades floridas são recomendadas no tratamento das
afecções estomacais, gastrites, azia, vômitos e indigestões. Empregam-na também com
febrífuga, principalmente nas febres palustres, razão pela qual é denominada, em algumas
localidades quinino dos pobres.

87
PERVINCA
(Vinca pervinca)

Nome popular: Maria-sem-vergonha – Pervinca – Vinca. Bach: NTC.


Característica: Algumas almas, diante da complexidade da vida, não conseguem
estabelecer uma verdadeira e profunda conexão com a realidade, em razão da ausência da
inspiração essencial e impulsionadora. A falta de sensibilidade, a incapacidade de
enraizamento e a ausência de atenção remetem tais indivíduos a uma interação superficial e
pouco proveitosa com a vida.
Conflito interno: Os conflitos surgem com os padrões de resistência ao crescimento,
oferecidos pela personalidade apegada a uma condição estática, dentro de um mundo em
perpétua mudança.
Objetivo: Traz a lição da profunda inspiração, da criatividade e da alegria da vida terrena.
Abre uma sintonia entre o ser e o pulsar da vida, ajudando a personalidade a reconhecer e
assimilar o conteúdo existencial das diversas expressões da criação divina.

Faz-se necessária àquelas personalidades que perderam ou jamais conseguiram


conectarem-se com a motivação primordial, com a inspiração básica, com o poder
germinativo e criativo presentes na alma, de tal forma que os prejuízos advindos desta
ruptura anímica ameaçam os seus corpos etérico-fisico e conseqüentemente os seus
processos vitais.
É de grande utilidade quando a falta de motivação profunda e do propósito básico de
vida, e a dificuldade de encontrar o ancoramento terreno, familiar, social e espiritual deixam
a alma completamente perdida no caos do manifesto. Em tal situação, a mente oscila
subjetivamente no questionamento máximo da validade da vida e da criação, e o será que
vale a pena assume proporções alarmante na inconsciência do ser. A falta de sentido ulterior
para tudo ronda os porões obscuros da psique e a dicotomia morte-vida torna-se um
desencanto, uma expiração localizada e incontrolável nos registros energéticos,
engendrando anomalias na manifestação plena do ser. (Depressão profunda, vontade de
suicidar). Vai funcionar como um tônico, nos momentos mais desafiadores.
É indispensável naquelas situações existenciais, onde a alma se encontra isolada,
desconectada, simultaneamente da matéria e da espiritualidade, presa solitariamente nos
planos intermediários da realidade. (Nos quadros agudos de perda da razão, tristezas
profundas, doenças graves, onde há um desgaste muito grande e perda de fé e esperança
no restabelecimento da saúde). Quadros de anemia profunda, câncer, principalmente
leucemia. É uma essência que produz uma fortíssima ligação entre os vários corpos, sem a
qual, se torna impossível uma existência inspirada e finalista. Estreita os laços existentes
entre o ser e a mãe terra, trazendo assim uma ajuda valiosa nos processos de revitalização
e cura.
Em qualquer condições, nas quais os conflitos subjetivos entre morte e vida se façam
presentes, a essência poderá revelar-se útil, ao buscar no âmago do ser a revelação da
misteriosa meta subjacente à união do céu com a terra.
Vai trabalhar diretamente o chacra da base.
Pervinca é uma planta perene, faz parte da família das Apocináceas. As flores são de
cor rósea, com matizes violáceos e o florescimento ocorre na primavera, mas pode florir ao
longo de todo o ano.
Contém alcalóides, diversos glicosídeos e um principio amargo, amorfo, hoje
conhecido como vincablastina, empregado alopaticamente no tratamento da leucemia.
Na medicina caseira é anti-hemorrágica, sendo empregada nas hemorragias do
intestino, do nariz, na menstruação abundante, nas inflamações da boca e garganta, pelo
gargarejo e nos problemas de pele, através dos banhos.

SEGUNDA VISÃO: O AGORA MAIS LONGO


(A EXPANSAO DO CONTEXTO HISTÓRICO)

88
A segunda revelação solidifica a nossa percepção da coincidência misteriosa como
sendo um eixo principal de toda uma nova cosmo visão, de uma forma nova de enfocar a
vida.
Esta visão atesta categoricamente que a doença do homem é a doença do planeta e
a doença da Terra é a doença do homem. Portanto, curar o homem é antes de tudo curar
nossa própria mãe-terra e sarar a terra implica necessária e reciprocamente em sarar o
homem.
No segundo setênio (8 aos 14 anos), na escalada evolutiva da vida anímica também
se caracteriza por uma espécie de agora mais longo. Ao redor dos sete anos, nasce o corpo
etérico, cuja atividade é mediadora entre o corpo e alma. As forças de configuração e de
crescimento transformam-se em forças de pensamento. A criança agora mais madura e
desperta tornou-se capaz de aprender, livre do processo imitativo, podendo então freqüentar
a escola. A existência de ritmos, ciclos do tempo e do espaço tornam-se perceptíveis à
consciência!
No segundo setênio, ou na segunda visão, o desenvolvimento, a reformulação de
tendências adquiridas, hábitos e temperamentos! A criança se entrega agora totalmente à
sua vivência anímica, oscilando entre antipatia e simpatia, sofrimento e alegria, medo e
coragem, tornando-se algumas hipersensíveis e outras ficam insensíveis, eventualmente
apáticas e até embotadas.
A criança vive intensamente em seus processos rítmicos, buscando a maturidade
respiratória. Na respiração a alma sensível oscila entre o corpo e o mundo, entre o pulmão e
o mundo, sendo que suas vivencias sentimentais do mundo se lhe tornam conscientes
através do corpo. Em todo processo de formação de um sentimento ocorre uma modificação
do ritmo respiratório, através da qual nasce o sentimento na alma.
Doravante, a imitação não mais será o princípio do desenvolvimento e da educação.
Surge, com a maior interiorização da alma, o sentimento novo do almejar, do desejo, do
objetivo e do propósito. Conforme Rudolf Steiner é o almejar da autoridade amorosa. É
através deste almejar que reage no interior da criança (e da humanidade) o recém-desperto
sentimento do amor, apontando do pulmão para o coração, o órgão da força amorosa. O
desejar e o almejar são sentimentos claramente expressos nesta etapa, refletindo os
movimentos novos do coração.
Do ponto de vista anímico, observa-se nesta fase uma maior separação do mundo,
ou seja, a individualidade se contrapõe mais a ele do que antes, no que podem surgir as
manifestações primárias de crítica e de oposição de vontade. Por outro lado, em alguns
casos pode ocorrer um afastamento, com sinais claros de apatia e desinteresse.
Trata-se de uma fase de isolamento e confrontação inicial da história pessoal com a
historia herdada, tornando-se crucialmente importante a presença da energia amorosa dos
instrutores e pais. Essa energia amorosa aglutinante, dirigida ao coração, mostra novamente
uma possível reunião com o mundo. Observa-se que entre os nove e dez anos de idade, o
coração, órgão físico experimenta literalmente uma ampliação súbita e rápida de seu
desempenho e de seu tamanho. A segunda visão e o segundo setênio trazem a reavaliação
da vida do ponto de vista do coração! É a fase da descoberta do coração. Dos 7 aos 8 anos,
voltamos a trabalhar o primeiro chacra, 8 a 9 o segundo, 9 a 10 o terceiro, 10 a 11 o quarto,
11 a 12 o quinto, 12 a 13 o sexto e 13 a 14 o sétimo, tudo sobre a coordenação do segundo
centro de força, o objetivo é a relação saúde e prazer.
As essências florais que ajudam a trabalhar a segunda visão são: Nigrum,
Heliofoliuis, Eucalyptus e Phyllanthus. Todas essas essências colaboram para ampliar a
nossa consciência para a eternidade do aqui e agora, através da integração das dimensões
históricas do espaço e do tempo na perspectiva unitária da alma.

NIGRUM
(Solanum nigrum)

Nome popular: Erva-moura – Maria-preta – Pimenta-de-galinha. Bach: NTC.


Objetivo: Traz à tona as energias internas de ancoramento, suporte, segurança,
adequação, superação e nutrição, dando ainda uma perspectiva aceitável de que os
obstáculos podem servir para a finalidade de crescimento na senda do Amor.

89
A essência Nigrum colabora para uma síntese interna acerca do longo percurso
evolutivo da alma, integrando passado, presente e futuro, numa visão unificada e coesa da
realidade existencial. Ela ajuda a clarificar a razão do isolamento, do sofrimento e da dor
cujas causas se assentam nos traumas e equívocos de outrora.
Nigrum é uma essência floral poderosíssima por seus efeitos simultaneamente
catárticos, colaborando na remoção de traumas e sofrimentos, e ainda cicatrizante das
feridas psíquicas e espirituais.
A essência deve ser empregada por aqueles que carregam marcas dolorosas da
encarnação, sejam elas no corpo, na mente ou no espírito.
É útil as pessoas que sofrem durante o parto, àqueles com deficiências físicas
congênitas ou adquiridas e que, ocultamente se revoltam com a atual condição.
Recomendável também aos deficientes mentais, às pessoas de índole histérica, às vítimas
periódicas de estados obsessivos, nas neuroses e psicoses em geral.
É indicada àqueles que se sentem estranhos em qualquer lugar do mundo e em
qualquer época, em razão de terem sido contingencialmente forçados a esquecer da
verdade última e a razão de suas vidas.
Tem um grande valor nos períodos prévios às desencarnações, quando surgem
medos ou revoltas com o aproximar da grande transição, trazendo compreensão do
grandioso propósito imanente a esta estupenda e maravilhosa peregrinação da alma.
É indicada àqueles cujas trajetórias, principalmente o nascimento e a infância, estão
marcadas pelo trauma, pela dor e pela perda prematura da pureza e inocência originais.
É útil àqueles que permanecem paralisados ou estagnados, em quaisquer nuances e
níveis de seu ser, e que necessitam de um impulso adicional para retomarem o próprio
caminho histórico.
Muito recomendada para se fazer um balanço, propiciando uma avaliação ampliada
dos ciclos e etapas vencidas, em contraposição com o estado atual e com o percurso a ser
seguido. Ajuda a resgatar informações preciosas, armazenadas ou esquecidas nas
profundezas da inconsciência, dando elementos de germinação de inestimáveis analogias
metafóricas, entre a vida atual e a longa rota do espírito individual através do leito cósmico
da evolução.
A Erva-moura é uma planta anual pertencente à família das Solanáceas. As flores
apresentam-se como pequenas estrelinhas em formações umbeliformes, brancas,
curtamente pedunculadas.
Toda a planta é utilizada na medicina popular, excluindo-se as raízes, como
antiespasmódica e sedativa. Aplicam-se as folhas frescas, amassadas, sobre feridas e
úlceras. O decocto das folhas é empregado para lavar as partes inflamadas, intumescidas,
irritadas e dolorosas. Em cataplasmas, e empregada nas úlceras, tumores inflamados,
furúnculos, panarícios, queimaduras e nas retenções espasmódicas da urina. Em doses
elevadas, a planta produz, em certos animais, efeitos muito drásticos, com agitação,
gemidos e prostração das forças.

HELIOFOLIUS
(Heliotropium indicum)

Nome popular: Verrucária, Crista-de-galo. Bach: não tem


correspondência.
Objetivo: A essência aumenta a percepção do indivíduo quanto à sabedoria presente em
sua própria evolução individual e permite também a apreensão de informações arquitipais,
disponíveis na consciência coletiva da humanidade. Ilumina a mente para o discernimento
da parcela do ser comprometida involuntariamente com a corrente da civilização, permitindo
o aparecimento de uma atitude critica e a apreensão das lições decorrentes das
experiências pessoais e coletivas.

Ajuda a superar o negativismo e o pessimismo social, daqueles que julgam que nada
mais pode ser feito pelo mundo, e que, entretanto, não percebem o quanto estão a dizer de
si mesmos. Estão sempre condenando a situação social, política e econômica, realçando a

90
degradação moral, ética e religiosa, e, no entanto, nada fazem de concreto e de positivo
para reacender a chama da esperança a sua volta.··.
Desperta a individualidade para a grande lição de que somente através da sabedoria,
da expansão da consciência, da interligação de nossa historia pessoa com toda a epopéia
da humanidade, poderá superar o sofrimento e preparar um grandioso futuro. As sanidades
individual e coletiva estão intimamente relacionadas e tem a ver com a conquista da
sabedoria, eis o que nos quer ensinar a maravilhosa essência Heliofolius.
A personalidade típica, a ser tratada com esta essência, experimenta sofrimentos
morais e espirituais, decorrentes do isolamento, da ignorância e da incapacidade de extrair
as proveitosas lições de crescimento oferecidas pela historia pessoal, familiar, social e
mesmo planetária.
Para aqueles que são vitimas de pesadelos nos quais ocorrem acontecimentos
apocalípticos, catastróficos, prognosticando um fim próximo para a humanidade, podem ser
beneficiadas com as vibrações desta flor. A integração metafórica do coletivo com o pessoal
na esfera onírica, e a acuidade interpretativa dos sonhos são também potencializados.
Ajuda a recolher informações perdidas ao longa da caminhada as quais são
imprescindíveis para se vencer a atual condição de dor, sofrimento e ignorância. Ela traz
uma ajuda para resgatar a verdade pessoal dentro do contexto familiar, social, planetário,
revelando ainda as analogias metafóricas entre a jornada individual e a historia decorrentes
de pressão cármica coletiva sobre a individualidade.
Os conceitos medievais de culpa e perdão, pecado e salvação, bem e mal, céu e
inferno, Deus e diabo, sofrimento e entusiasmo, tristeza e alegria, dentre outros, estão ainda
impregnados em nossa civilização, principalmente na cultura e educação ocidentais. Muitas
almas têm seu viço, sua espontaneidade e alegria genuínas ofuscadas por esta cosmo
visão, imposta pela sociedade e pelos pais durante a infância. Não apenas nestes casos,
mas em todos aqueles em que o sofrimento pessoal resulta muito mais da pressão mundial,
as luminosas vibrações de Heliofolius serão proveitosas.
A planta pertence à família das Borragináceas, com ocorrências na Ásia, África e
Américas. O período de florescimento é muito longo.
Na medicina caseira e empregada contra as diversas afecções da pele. Suas
sementes em forma de emplastos dessecam as verrugas. As folhas são aplicadas sobre as
regiões das gotas para aplacar a dor.

TERCEIRA VISAO: UMA QUESTÃO DE ENERGIA

A terceira visão mostra que haverá uma busca no universo para a sustentação
energética do ser.
A disponibilidade de reservas incomensuráveis de energia cósmica, que forma a base
de toda a manifestação, só estará acessível mediante o despertar das polaridades femininas
dos indivíduos, através do aumento da percepção e da sensibilidade à beleza da Criação. A
Profecia Celestina diz que a beleza é um barômetro apuradíssimo que diz a cada um de nós
a que ponto estamos perto de perceber realmente esta energia primordial. Adicionalmente,
assim que percebemos esses campus sutis de energia, a nossa consciência acerca do
universo físico se transformara rapidamente. Os seres humanos passam então a perceber
que o universo é constituído desta energia dinâmica, uma energia capaz de nos sustentar e
responder às nossas expectativas.
O manuscrito nos ensina que, quando estamos desconectados dessa fonte maior de
energia, isolamo-nos e por isso nos sentimos fracos, desvitalizados, inseguros e carentes.
Desligados da fonte primária de sustentação, tentamos então intensificar a nossa energia
pessoal da única maneira que vulgarmente conhecemos: roubando psicologicamente a
energia alheia. Damos então partida numa competição inconsciente por energias humanas e
limitadas, engendrando a base de todo o conflito humano no mundo!
O universo é, pois um imenso reservatório de energias, como demonstra a grande
descoberta de Einstein, a Relatividade, implica que qualquer partícula material na verdade
nada mais é que energia luminosa aprisionada em minúsculas partes do espaço-tempo.

91
Neste grande caldeirão vivo de luz em movimento, todos os eventos são interconectados
holograficamente. A realidade que apreendemos e comungamos entre nós, abstraída e
materializada a partir deste reservatório divino, surge apenas como um grandioso fenômeno
coletivo, de cunho essencialmente espiritual, através da redução do pacote de ondas
(potenciais, possibilidades físicas) levada a cabo por nossas consciências (a ação da nossa
varinha de condão). Podemos, pois, como princípio criativo, projetar nossos pensamentos e
intenções, influindo dinamicamente sobre esta realidade, sendo também afetados por ela.
Aqui, neste degrau da escalada evolucionária, a alma é convidada a vencer as
dicotomias primitivas entre o feio e o belo, entre o pobre e o rico, o bem e o mal, a sorte e o
azar, de modo a estar apta a extrair o propósito superior de qualquer evento, por mais
negativo que as aparências possam apresentá-lo.
Nesta etapa, a personalidade precisa aplacar a crítica, a maledicência, a intolerância,
a soberba, a separatividade e o egoísmo, deixando fluir em si os sentimentos de gratidão,
fraternidade, igualdade, união e tolerância. Sem tais virtudes desenvolvidas na alma, não há
como enxergar a beleza em nada, restando apenas à luta cega e selvagem por energias
limitadas de sustentação.
Fará parte da educação e dos novos padrões de conduta que se aproximam o hábito
de ensinarmos nossas crianças a verem o belo nos atos mais aparentemente insignificantes
da vida, presentes na natureza, nos reinos animal, vegetal e mineral, cultivando assim,
desde cedo, a capacidade da alma de se deslumbrar com o estupendo milagre da Criação
Divina. A maravilhosa Arte Divina será uma disciplina concorrida e alegremente estudada em
nossas escolas!
No primeiro setênio, o eu ocupou a cabeça, gerenciando, a partir dali, a forças
plasmáticas constituidoras do organismo físico. No segundo, o pólo cerebral continua ainda
ativo, mas o eu preenche também a atividade respiratória, direcionando as forças para o
coração. Na terceira visão ou fase, a cabeça perde bastante de sua vitalidade, colocando-se
em oposição ao pólo inferior do organismo, onde ao mesmo tempo surge nova vida, com o
despertar da púbere. Esta tende a opor-se criticamente ao mundo e à mente, de modo
fantasioso ou até intempestivo. A relação com o mundo, antes sentimental e oscilante,
porém contínua, oscila agora entre o emocional e o racional, criando uma espécie de
desavença interna, porém gradativamente maior com relação ao papel dos pais.
As meninas tendem mais as fantasias e os devaneios que o menino, buscando ainda
a beleza platônica na vida.
As forças criativas, ou as energias disponíveis, que no primeiro setênio estavam
ocupadas com a formação corpórea, que no segundo foram desviadas na organização da
vida de sensações, estão agora propiciando a maturidade sexual, permitindo ao adolescente
produzir seres terrenos semelhantes a eles próprios, através da procriação. (terceiro setenio
de 14 aos 21 anos). Este florescimento inaugura a possibilidade de frutificação, a
capacidade de realização concreta no mundo.
Neste processo atuam não só o corpo etérico, já plenamente desenvolvido e atuante,
mas também o corpo astral preenchido de desejos, que acompanhou o eu à região
metabólica.
No organismo masculino, o corpo astral mergulha completamente no sistema
metabólico, atravessando-o, perdendo a influência gerenciadora do sistema rítmico. O
amadurecimento das glândulas sexuais masculinas é por demais evidente nesta época e as
células germinativas, produzidas continuamente, abandonam o corpo com a puberdade.
Animicamente isto implica no despertar do desejo, direcionado ao parceiro.
No organismo feminino, o corpo astral densifica-se, mas mantém um elo mais estreito
com o sistema rítmico. A vida anímica feminina, apoiada nesses sistema rítmico, mais
receptiva, une-se aos processos de reprodução, através da ovulação e menstruação.
Husemann aponta, como sinal da encarnação mais profunda no menino, a mudança
da voz para uma oitava mais grave, enquanto na menina abaixa apenas de um tom.
As forças de fantasia ou imaginativas, já presentes anteriormente, mas conduzidas
pelo corpo etérico, na direção da natureza, assumem sua conotação astral e se
amadurecem junto com o desabrochar sexual. Na alma, a força de reprodução torna-se
fantasia criadora, que num primeiro estágio produz representações sexuais e, pela sua
transformação posterior, pode tornar-se fantasia artística. O amor sexual, que agora se

92
instala, representa apenas um componente da nova força amorosa dirigida ao mundo todo,
já presente de forma latente, nas fases anteriores.
A alma que se torna autônoma busca concretizar, através do desejo, e pela vontade,
uma nova ligação com o mundo. O desejo é sempre associado ao juízo, ao ato de julgar
que, por sua vez, também se une aos sentimentos.
As dificuldades só podem ser evitadas quando se deixa nascer à força do amor.
Quando concebida dentro da própria essência, a força do amor se transforma em ideal, pelo
qual o coração do jovem se entusiasma pleno de energias primordiais.
As essências florais Bougainvillea, Splendens, Palicores e Mirabilis são de enorme
proveito, por ajudarem a fermentar na consciência a percepção das energias sutis, através
da ampliação da sensibilidade à beleza inerente às coisas e da mobilização dessas energias
primordiais para o crescimento em amor.

BOUGAINVILLEA
(Bougainvillea spectabilis)

Nome popular: Primavera – Buganvília – Sempre-lustrosa. Bach: NTC.

A essência amadurece a alma para a descoberta, a revelação e o encantamento com


a própria beleza interior, auxiliando a personalidade a cultivar uma harmoniosa auto-
identificação com suas contrapartes luminosas, belas e silenciosamente sábias. Representa
um precioso apoio para a pessoa despertar-se para a beleza imanente às minúcias da vida
terrena, por mais simples, humildes e insignificantes que possam parecer. Sem o
desenvolvimento desta capacidade de olhar amorosamente a vida, realçando seus encantos
naturais, a alma se torna incapaz de buscar suas forças de sustentação em fontes internas,
profundas e genuinamente limpas.
Descobrir e contemplar a beleza presente nas coisas aparentemente insignificantes
do cotidiano é um dom, um carisma ou uma virtude ímpar, a ser conquistada, representando
um elevado degrau escalado pelo ser na trilha da liberdade e do crescimento evolutivo.
Bougainvillea colabora incisivamente com esta inestimável elevação do espírito.
A beleza e o brilho exuberantes da Bougainvillea não passam despercebidos, mas
pelo contrário, atraem e magnetizam o olhar e o coração dos homens, convidando-os a
refletir sobre o esplendor da criação. Encorajando-nos a observar a beleza em nós mesmos
e no ambiente circundante. A manifestação desta planta mostra um flagrante, um relance
aberto e exteriorizado da maravilhosa obra divina, e traz num lapso instantâneo um reflexo
do espanto da alma dos homens frente ao verdadeiro bom, belo, perfeito e eterno. São
esses os conceitos da alma passiveis de serem desenvolvidos com a colaboração da
essência floral.
Ajuda também a romper bloqueios e limitações na atividade inventiva, na criatividade
artística e na capacidade de auto-identificação com a formosura e graça interiores, dando
um impulso para a alma desabrochar-se naqueles aspectos inesperadamente maduros e
ocultamente belos de si mesma.
Ela é capaz de: ajudar-nos a vencer a obviedade dos fatos cotidianos; alterar a
predisposição natural que temos para encarar de maneira negativa e viciosa os infortúnios,
explicitando os valores benéficos e positivos dos mesmos para as nossas vidas; dar um
impulso de ascensão espiritual, mostrando-nos a multifuncionalidade da natureza, a beleza
presente na mais simples, humilde e talvez até repugnante criatura existente; despertar em
nós mesmos os carismas adormecidos, ativando a criatividade artística ou a capacidade de
improvisação.
Desperta a criatividade artística e a necessidade de auto-transformação.
Trata-se de uma planta muito ornamental, da família das Nictagináceas. O nome
científico é uma homenagem a Louiz Antonine de Bougainvillea, navegador francês que
esteve no Rio de Janeiro em 1763 e trouxe a planta.

93
SPLENDES
(Salvia splendens)

Nome popular: Sangue-de-adão. Bach: NTC.

Splendens nos diz sutilmente: sou capaz de me transformar, cada detalhe do meu ser
pode ser alterado, pois sou livre em todos os níveis... posso servir na medida em que me
deixo transformar, atendendo as necessidades da criação, de outro ser ou irmão... sou uma
flor desabrochada, um verdadeiro regozijo de realização!
Splendens é uma essência floral para trazer engenhosidade e sabedoria durante o
trajeto espiritual, favorecendo o discernimento e a inteligência amorosa ao longo das
experiências mais fecundas para a alma.
Splendens traz um refinamento especial para a alma, aguçando a interação com a
realidade, permitindo que os detalhes sejam valorizados e direcionados para o cumprimento
do propósito superior.
Splendens é a essência floral para despertar a alegria na busca da liberdade interior,
sendo recomendada àqueles que querem voar livremente, pelas regiões elevadas da
consciência, porém encontram-se temerosos com a solidão e com as provações que
invariavelmente se apresentam pelo caminho.
Splendens significa um passo de coragem para se abrir a porta da sabedoria interior,
para o silêncio que acolhe e adverte, para a vasta paisagem de abundância, amor e
harmonia que se esconde atrás dos véus materiais e corporais.
Quando polarizada positivamente com a energia dessa essência floral, a
personalidade reaviva a maestria do silenciar e do falar, potencializando sua capacidade
inata de servir-se de instrumento de cura e harmonização. Ela funciona como um espelho
mágico, que permite à individualidade apreciar todos os aspectos livres, autênticos e
profundamente verdadeiros de si mesma, em confrontação com suas contrapartes ainda
aprisionadas pelas amarras da ilusão e do engano.
A essência aguça a percepção das alianças especiais que se fazem presentes à
nossa volta, cujo objetivo é de ajudar-nos a alçar vôos de libertação do nosso espírito. Ao
frutificarmos o bom fruto da união e do amor, somos assistidos por entidades angelicais, que
são, de fato, nossas próprias identidades divinas.
A essência desperta a criatividade artística e a necessidade de agir harmoniosamente
no mundo.
A planta pertence à numerosa família das Labiadas, suas flores são vistosas de cor
escarlate. É uma planta ornamental.

PALICORES
(Palicourea rígida)

Nome popular: Douradinha-do-campo. Dourada – Douradão – Douradinha. Bach:


NTC.

A essência ajuda a alma a vencer a tendência errônea da personalidade de esquivar-


se dos aspectos sombrios da vida, dando um impulso de coragem para enfrentarmos aquilo
que é aparentemente funesto e ameaçador. Ela clareia a mente revelando que o nosso
maior adversário não são as trevas da provação, mas sim a rejeição inconsciente que
fazemos da escuridão. Palicores é a essência floral que traz um potente facho de luz para
iluminarmos nossas trevas interiores, nosso inconsciente, repleto de medos e dúvidas
espirituais. Trata-se, pois de uma essência para ajudar a vislumbrar a luz eterna, em meio à
escuridão representada pela provação e adversidade.
Quando diante dos aspectos sombrios da vida surgir à tendência a resistir ou a
ignorar, Palicores colabora no rompimento das resistências periféricas contrárias à
expansão compassiva do coração. Tal disposição anímica alimenta de forma muito especial

94
à mente, pois se assenta na aliança sábia com a intuição, favorecendo o juízo equilibrado
dos conflitos e o despertar da serenidade e de energias puríssimas vindas de fontes
inimagináveis.
O grande aprendizado a ser assimilado é o de que, em verdade, a paz e a
serenidade não são estados opostos que extinguem os obstáculos e agruras durante o
trilhar da vida. Pelo contrário, a existência da luz não implica a ausência das trevas, pois é
justamente através destas que surgem os desafios evolutivos de crescimento e perpetuação
da luz.
Palicores nos ensina que somos todos fachos radiantes de luz, cuja chama
flamejante se situa no âmago imaculado de cada ser. Devemos também aprender que cada
alma humana possui a sua bondade primordial, cuja maior obscuridade do mundo jamais
poderá vencer. Assim, a diferença da luz para com as trevas é que a primeira, a bondade, é
constante e nunca se esgota, enquanto a segunda, o mal, ao atingir o seu apogeu, tende a
consumir-se em si mesmo, dando lugar ao resplandecer total do Amor, cada vez mais pleno
de sabedoria.
A essência Palicores potencializa nossa captação energética das fontes internas,
principalmente durante as adversidades e provações, sugerindo o abandono dos padrões
mentais ilusórios que levam aos procedimentos corriqueiros de competição inconsciente
pela energia alheia ou a fuga para os domínios da solidão ou do isolamento.
“Os fogos imanentes da Douradinha promovem a queima e a dissolução do material
psíquico que, ao se aglutinar, faz emergir na pele os processos degenerativos... rompe
trevas, obstáculos e cristalizações, irradiando luz” (Dr. José Maria Campos).
Planta da família das Rubiáceas, tanto as folhas como as flores apresentam-se
profundamente douradas, em panículas ou cachos globosos, corimbiformes e terminais.
As folhas e hastes, depois de secas, são reputadas como diuréticas, sendo
empregadas nas dificuldades urinárias e cistites, gozando ainda do crédito de serem
fortemente depurativas, tendo valor nos processos de auto-intoxicação, na eliminação do
ácido úrico e de gorduras do sangue. São ainda consideradas febrífugas, anti-reumáticas,
moderadoras dos movimentos cardíacos e tonificante do fluxo arterial. Exerce ação curativa
sobre as dores dos ossos e sobre a debilidade conseqüente à sífilis inveterada.

QUARTA VISÃO: A LUTA PELO PODER

Quando estamos desligados da fonte básica de energia, somos inconscientemente


envolvidos numa luta cega pelo poder. Na quarta visão, o manuscrito nos revela o quanto
queremos manipular, roubando a energia alheia, e o quando somos manipulados, ao deixar
que nos roubem.
A percepção da luta pelo poder que se instaura e a reavaliação de nossas posturas
são pré-requisitos indispensáveis para a inauguração dos novos padrões de conduta. Assim,
primeiramente é preciso compreender o conflito padrão: desconectados da fonte maior,
iniciamos a luta pelo poder e conseqüentemente roubamos energia alheia ou deixamos que
nos roubem. O mundo atual caracteriza-se pela disputa acirrada por energia e, portanto pelo
poder.
Na quarta visão surge a compreensão de que o universo é um vasto reservatório de
energia e que não é necessário manipulação dos recursos alheios para obtê-la! O universo
é infinitamente rico, havendo condições de subsistência e criação para todos os seres.
No quarto setênio (21 aos 28 anos) da psicologia evolutiva, o jovem é considerado
como uma personalidade madura aproximadamente por volta dos 21 anos de idade. Até
então, nas primeiras visões, o mundo agiu sobre ele de maneira pedagógica através da
família, da escola e do aprendizado profissional e nas relações sociais. Agora, nesta fase, a
alma se coloca livre diante do mundo, como entidade autônoma, independente! A época da
educação chega ao fim, dando lugar à fase da auto-educação, que teve início anteriormente,
mas que agora se caracteriza pelo fato do eu querer elaborar-se no livre intercâmbio com o
mundo. O meio ambiente troca sutilmente de papel, pois não educa mais diretamente, mas
estimula a auto-educação, o auto-aprimoramento. A capacidade de atuar voluntariamente,

95
em atitude de conhecimento do mundo, é uma virtude exclusiva do eu, que nasce aos 21
anos. Aqui a liberdade de experimentar o mundo se torna a questão básica para o
desenvolvimento posterior do eu.
Nesta quarta fase, o soerguimento físico ou a elevação da estatura e porte do corpo,
promovida e gerenciada pelo eu, chega ao fim, dando lugar ao rosto, com o semblante
definitivo, uma das expressões morfológicas mais visíveis deste eu acabado.
Aqui, a personalidade se abre cada vez mais à irradiação do Eu Superior, deixando
também o mesmo penetrar na irradiação do eu terreno. O órgão físico, ponto de união dos
dois eus, é o coração, que se apresenta maduro e equilibrado em seus ritmos. Busca-se
com esta maturidade a verdadeira essência da outra pessoa, com a qual o Eu Superior quer
unir-se no amor.
Chega o momento onde se almeja o tornar-se idêntico a si mesmo. Enquanto antes
predominava a identificação com outras personalidades, a imitação, agora, o sentimento de
identidade do eu acorda tateante. A delimitação do eu cria contornos energéticos e
comportamentais bem definidos, induzindo a personalidade a rejeitar a indevida ingerência
externa.
O duelo do eu primitivo com as polaridades, com o caos anímico da puberdade,
produz frutos na quarta etapa: a alma de sensação, reunindo o desejo, o juízo e a
percepção. Só que agora o eu precisa estar centrado e no comando da situação. Na visão
anterior, na adolescência, o comando era deixado a cargo de outras personalidades, pelas
quais a alma se sentia atraída ou junto às quais o seu próprio julgamento acordava. Nesta
etapa, o eu reúne sua rota com a rota de outros de índole semelhante, porém a
independência torna-se absolutamente necessária à manutenção energética da saúde da
alma.
Todas as condições são agora apropriadas para que o sentimento esbarre no destino
e as idéias se concretizem em ideais, levados ao mundo pela vontade do eu. Todavia, na
alma de sensações tudo ainda é vivenciado em prazer e sofrimento, sob o estímulo direto
das percepções. Vê-se que o eu ainda não está plenamente acordado para sua existência
plena. Neste contexto, a simpatia e antipatia continuam sendo as forças anímicas
preponderantes.
Steiner diz que nesta fase o eu da alma está no comando do barco, porém não tendo
ainda o leme firmemente nas mãos... o eu está no centro, porém a chama queima ainda de
maneira frágil e intermitente... a pergunta vital que incomoda a alma é a seguinte: Como eu
vivencio o mundo, e com isto a mim mesmo?
As essências florais correlatas à quarta visão são: Vitis, Coffea, Nicocciana, Ingá,
Helianthus, Millefolium, Lantana e Ruta. Cada uma delas a seu próprio modo ajuda a
personalidade a livrar-se da luta cega pelo poder, pela energia e pelo domínio alheio.

VITIS
(Vitis vinifera)

Nome popular: Videira – Uva. Bach: NTC.

Aplica-se àquelas personalidades autoritárias, inflexíveis, controladoras, duras,


tirânicas e até cruéis, que tendem a manipular e roubar a energia alheia com o objetivo de
obter poder. Ao buscar as reservas de forças dos outros, a alma revela sua desconexão com
a fonte maior, sua perspectiva irreal e ilusória do próprio Eu e do mundo.
Ajuda a alma a se desvencilhar do grande turbilhão machista, dominador e
separativista da civilização moderna, com seus padrões alcoolizados de supressão do
feminino, do igualitário e cooperativo. A alma parece estar afogada na corrente insana que
impulsiona o domínio do homem moderno sobre tudo e sobre todos.
É recomendado para as pessoas determinadas, eficientes, seguras, líderes,
dirigentes, de raciocínio rápido, porém ambiciosas e que tendem a impor as suas idéia e a
utilizar métodos ditatoriais para alcançar os seus objetivos.

96
É recomendada para aliviar a grande tensão interna resultante da frustração sexual
global, em razão da falta de fusão plena com as energias femininas primordiais ou devido ao
afastamento orgulhoso da matriz materna, magna mater.
Ajuda aqueles com uma força de vontade implacável, que exigem obediência
absoluta e que se comprazem com o poder que exercem sobre os outros. É útil para
aqueles que inescrupulosamente utilizam os seus irmãos como trampolins para atingirem
seus objetivos de vida. Nos limites extremos a personalidade pode manifestar um
comportamento cruel, brutal, sádico ou masoquista.
Ajuda a aplacar a masculinidade desenfreada, com seus impulsos neuróticos e
agressivos; colabora também para sublimar a obsessão do ego e sua incapacidade de
resistir ao impulso em busca da gratificação a qualquer custo.
Vitis traz a alegria de contemplar e integrar-se em si mesmo o feminino e sua
exuberância e beleza. Resgata a essência da alma, colaborando para que haja harmonia
com a quinta-essência da mãe-terra, de modo que os egos individuais se dissolvam no
interesse maior de uma sociedade cooperativa, igualitária e cujo feminino compareça em
divinas proporções.
Colabora na percepção de que o universo é um sistema infinito de energias não
sendo necessário, em absoluto, manipular ou controlar o ego alheio para se obtiver qualquer
coisa que se queira. Ele traz à mente subsídios internos para uma auto-avaliação subjetiva
do papel desempenhado pelo livre-arbítrio individual e coletivo.
Vitis significa a promoção de um possível Holismo de Gaia, que implica na retificação
dos padrões dominadores, elitistas e paternalistas, entranhados na civilização moderna,
transmutando-os em sentimentos de unidade e de equilíbrio dinâmico e evolutivo com a
natureza total.
A videira pertence à família das Vitáceas. A cultura da videira se perde na mais
remota antiguidade. As flores individuais não tem nada de vistosas; são pequeninas, verde-
amareladas e corolíneas, mas exalam um perfume muito penetrante e realmente delicioso. A
essência floral é feita com as flores e as gravinhas.

COFFEA
(Coffea arábica var, national).

Nome popular: café. Bach: NTC.

É recomendada para aquelas personalidades obstinadas, racionais, materialistas,


financistas, competitivas, individualistas, aparentemente fortes e corajosas, que estão via de
regra, inconscientemente insertas na grade roda produtiva da civilização moderna,
estimulados por ela, colaborando pessoalmente para a busca desenfreada de resultados
imediatos. Para homens subjugados pela dinâmica tensionadora da sociedade atual que
exige cada vez mais produção, soluções, deslealdade, dominação e robotização, hoje
universalmente presentes no cotidiano da civilização.
Ajuda aquelas pessoas desconectadas da fonte maior de energia, que se deixam
levar pela correnteza turbulenta do mundo, com seus projetos de conquistas ilusórias, que
permitem que suas almas sejam arrastadas para um destino incerto, exaurindo suas
preciosas forças evolutivas e desviando-as de suas sagradas sendas. Aqui, o drama de
controle que se instala é oriundo da ansiedade e tensão de fundo, resultante da sangria
energética coletiva sobre a alma individual, que se vê seguindo uma rota que contradiz o
propósito mais sublime de seu ser, ferindo sua verdade interior.
As personalidades afogadas no ritmo alucinante e pasteurizado das engrenagens
sociais podem ser beneficiadas pelas vibrações dessa essência. Ela colabora, trazendo a
recusa da alma em participar de uma cultura elitista, racionalista, massificante e patriarcal. O
indivíduo é convidado a se despertar para si mesmo, para um diferenciação e
individualização dos hábitos mentais, culturais, alimentares e até indumentários, voltando-os
para os padrões integrativos e colaborativos com a natureza.
A essência traz a lição de que é possível uma vida cooperativa, onde se busca, em
primeiro lugar, a realização plena do ser, e não o cumprimento impetuoso de metas
estranhas à índole e aos propósitos últimos da alma, e cujo impacto e conseqüências sobre

97
a vida planetária soa profundamente questionáveis. A essência desenvolve o conceito de
que a realização profissional deve estar intimamente ligada aos interesses supremos do Eu
Superior.
Auxilia no alívio dos estados de obstinação mental, no afluxo incontrolável de idéias
desconexas, na irritabilidade por frustração profissional, na ansiedade para cumprir metas
alheias à própria vontade e na insônia; pode ser empregada também no esgotamento por
entregar-se demasiadamente ao trabalho rotineiro e degradante, que exige muito esforço e
concentração intelectual, extinguindo a criatividade espontânea, destruindo a sutileza
espiritual. É coadjuvante na libertação do vicio em cafeína ou café.
O cafeeiro é uma planta pertencente à família das Rubiáceas, originária do sul da
Abissínia, atual Etiópia. Começou sua migração no Brasil a partir do Suriname, onde os
holandeses tinham imensas plantações. O estado do Pará foi o primeiro a receber as
primeiras sementes em 1723. É uma bebida muito apreciada no mundo inteiro.
As flores, em número de três a sete por axila, são reunidas em glomérulas e formam
cimeiras triflorais de alvíssima pureza, exalam um perfume realmente delicioso, capaz de
atrair insetos de longe, a quem oferecem néctar em bastante quantidade.

INGA
(Ingá Vera)

Nome popular: Ingazeiro. Bach: NTC.

A essência Ingá desperta na alma os conceitos superiores de amor altruísta e


independência, sendo, pois indicada para as pessoas com relacionamentos doentios,
mutuamente dependentes e escravizadores, e para as maternidades exageradas pela
assoberbação do aspecto de supermãe. Permite a sintonia sutil com a energia luminosa da
Mãe Divina, potencializando os conceitos de nutrição interna, cooperação e maternidade
superiormente exercida.
É indicada para as personalidades desconectadas da fonte suprema de energia e
amor, e que através de atitudes egoístas e possessivas tentam dominar, controlar e dirigir os
sentimentos e os afetos alheios, de seus entes queridos. Para aqueles que tendem a
esgotar as energias dos outros, por estarem fora de contato com a própria vida e dinâmica
interior.
Indicada para flagrar na consciência os resquícios do ímpeto de escravização e
possessividade sobre os sentimentos alheios. A alma, em suas incursões e explorações pelo
cenário terrestre, pode erroneamente querer fixar laços enganosos sobre os outros, de
forma a evitar perdas e garantir a sua subsistência energética, atitude ilusória de
compensação, para distância e isolamento do Eu Superior. Ajuda a romper o vício na doçura
equivocada, conseqüentemente afrouxando os laços de dependência física e psíquica da
sacarose-sacarina, as quais são agentes reforçadores do grande engano do ego, com sua
visão neurótica e dominadora da afetividade.
As personalidades típicas, em desarmonia, revelam a existência de um drama de
controle interno, um mascaramento da alma, combalida na busca desesperada pelas.
energias terrenas. Tais pessoas vivenciam uma luta atroz pelo controle total dos sentimentos
de seus entes queridos, de forma a garantirem que a energia dos mesmos será desviada
para suprir o imenso vazio existencial interno. Essas personalidades tendem a optar por
dietas adocicadas, parecendo querer ocultar a dificuldade da alma de enfrentar as
amarguras ou tropeços da vida. Para contrabalançar as dores, traumas e frustrações por
não conseguirem roubar suficientemente a energia alheia, a pessoa busca na sacarina, a
sensação especialíssima da doçura perdida, uma espécie de ilusória e funesta
compensação.
O emocionalismo oscilante, o humor versátil, o nervosismo aparente, a manipulação
da realidade, a chantagem, a falsificação e o mascaramento do ego são peculiaridades
vivenciais dessa pessoa, que pode experimentar ainda depressão intercalada com euforia. A
ingestão obsessiva, de açúcares pela humanidade realça a negação dos valores morais e
espirituais, colocando em perspectiva o paradigma corrente da dominação e escravização

98
mútua e da própria terra, dentro de uma natureza orgânica em eterno e cego conflito pela
sobrevivência.
O ingazeiro é uma arvore grande, robusta e frondosa, pertencente à família das
Leguminosas-Mimosáceas. As flores são alvas e dispõe-se em grande número pelos ramos.
O fruto mostra-se com o aspecto de uma vagem, comprida e chata, lisa, esverdinhada,
coriácea, tomentosa, contendo uma polpa comestível, saborosa e dulcíssima.

QUINTA VISÃO: A MENSAGEM DOS MÍSTICOS.

Segundo o manuscrito, a quinta visão relaciona-se com a capacidade de deixar que o


amor nos penetre por meio da ligação com a fonte superior, abrindo assim os canais para
vivenciarmos experiências místicas de unidade e completude cósmicas.
Tais experiências nos prova que podemos receber energia de outras fontes,
habilitando-nos a extrair energia do céu, do ambiente, da comida, da água, das plantas, dos
remédios e da beleza inerente a todas as coisas. Nesta fase é preciso saber aumentar
deliberadamente o próprio nível vibratório interno, vencendo o medo que nos rouba energia
e impedindo assim que ele nos paralise.
Plenamente centrados, internamente equilibrados, podemos coordenar as reservas
infinitas de forças presentes ao nosso redor, potencializando-as para a concretização do
nosso propósito maior. Uma sensação de leveza, de entusiasmo equilibrado e de amor
penetrante são medidas desta conexão real.
Na quinta visão já superamos a fase anterior, onde roubávamos energia alheia ou
éramos minados pelo parasitismo de egos desequilibrados. Aqui, nesta etapa, somos
convidados a agir no mundo como mestres e magos, que combinam alquímica e
magistralmente os quatro elementos, concretizando na terra as idéias sublimes dos
místicos, dos santos e sábios.
As experiências místicas, mais que o possível efeito de êxtase, completude, graça e
bem-aventurança que podem proporcionar, permitem dar um grande passo de
compreensão, ajudando a transformar controle em criatividade!
O quinto setênio (28 aos 35 anos). Há nessa fase uma mudança nítida na situação
anímica: a violência dos desejos e impulsos amainou-se; surge uma introversão reflexiva; as
vivências, as situações e as sensações decorrentes já não são aceitas de imediato, mas
passam pelo processo de amadurecimento para que se transformem em sentimentos; surge
a liberdade de pensamento.
No começo desta face, a nova situação anímica traz uma mudança de postura em
relação ao mundo, com trocas de profissão, rompimentos e início de relacionamentos
afetivos, etc.
Lievegoed chama este período de fase organizacional, quando se encerrou a
juventude e começa a seriedade da vida. Há uma busca de ação objetiva, organizada e
eficiente no mundo e na família. O eu se solta de seu acentuado direcionamento para o
mundo e começa a caminhar de volta ao intimo. O equilíbrio interior objetivado acaba
enlaçando também o mundo. Ora ele interfere no mundo, atitude organizadora e eficiente, a
partir de sua razão; ora ele se recolhe dele em atitude meditativa, elaborando o mundo em
seu íntimo.
A liberdade de pensamento caracteriza o novo pensar vivificado pelo fogo do
coração, conduzindo o homem mais claramente rumo à liberdade e suficiência.
No ponto de vista orgânico, a curva ascendente da vitalidade se horizontaliza, e o
corpo se consolida, deixando de ser uma fonte e transformando-se em fundamento para a
alma intelectual-afetiva. A alma se baseia no sistema hepatobiliar, sede da atividade volitiva
mais forte do eu, porém estende seus laços de modo a abarcar fortemente o coração.
Nesta visão, a busca de conhecimento do homem sublima-se, pois ele almeja o
saber do coração, o saber cordial. A questão primordial levantada pela alma neste período é:
Como se ordena o mundo para mim, e minha própria vida no mundo?

99
Para colaborar com a compreensão da quinta visão podemos contar com a ajuda de
quatro maravilhosos vegetais das florestas brasileiras, através de suas essência florais:
Lippia, Solanis, Villaresia e Tabebuia.

LIPPIA
(Lippia geminata)

Nome popular: Falsa-melissa, Melissa-campestre. Bach: NTC.

A essência floral atua sobre o corpo psíquico e etérico-físico, corrigindo suas


deformações e tendências negativas em perder energias, que via de regra podem
expressar-se na forma de processos inflamatórios e degenerativos. Lippia tem uma ação
harmonizadora, penetrando fundo nos núcleos de energias densas e estagnadas,
produzindo uma intensa movimentação e expansão etérica.
A personalidade típica, polarizada negativamente nos padrões desta planta,
apresentam-se tensa, ansiosa, temerosa, desvitalizada, com tendência a adquirir doenças
periódicas. A essência floral se relaciona com a alma que perdeu a noção básica de como
retirar energia do ar, da água, dos alimentos, do sol e do ambiente. Lippia coopera para
mudar tal situação, na medida em que representa um grande vórtice de puríssima energia
primordial, capaz de reacender na individualidade a chama da participação consciente nos
processos vitais e evolutivos.
A essência é dedante, desfazendo a tensão e sossegando a mente, trazendo ainda
uma sensação de elevação interna que resulta em quietude.
A depressão energética, característica dessa personalidade em desarmonia, cria um
grande sorvedouro desequilibrado de energias à sua volta, implicando no afastamento das
outras pessoas e no isolamento pessoal.
Lippia recompõe a estrutura de absorção de energia sutil, trazendo o ensinamento de
como posicionar-se frente aos meios básicos de subsistência e ao ambiente, alterando
então os padrões vibratórios áuricos. A conseqüência disto traduz-se no brilho natural
emanado, no despertar dos carismas, implicando na mudança dos padrões de atenção e
admiração dispensados pelas outras pessoas.
Recompõe o brilho natural emanado pela individualidade, em razão de expandir os
níveis de consciência e de percepção da beleza e do brilho de todo o reino existencial.
Plana medicinal com as virtudes de ser antiespasmódica, estomáquica e
emenagoga, sendo assim uma concorrente nacional da Salvia-dos-jardins e da Erva-cidreira
ou Melissa. As flores são lilases, vermelhas ou esbranquiçadas, com fundo amarelo. O
florescimento ocorre especialmente nos meses de fevereiro e março, mais persiste todo o
ano.

SOLANIS
(Solanum grandiflorum)

Nome popular: Lobeira ou Fruta-do-lobo. Bach: NTC.

A essencial floral é útil para as personalidades traumatizadas, que não sabem lidar
com as energias criativas disponíveis e transforma-las em realização, ocasionando rupturas
dramáticas entre seus vários corpos. A dificuldade básica da alma de coordenar e conduzir
os processos vitais aos seus propósitos conclusivos pode ter sido gerada durante as crises
mais severas, nos traumas afetivos da infância, nas decepções amorosas, na perda precoce
da inocência, através de educações rígidas geradoras de processos interno de culpa e
pecado, e em quaisquer situações que levam a um questionamento profundo do valor
intrínseco da vida e da criação. A alma perde seu prumo na terra e esquece os
procedimentos naturais de busca e compartilhamento de jornada. Muito freqüentemente, a

100
personalidade em questão vivenciou uma provação que foi frontalmente ofensiva e
aparentemente contrária ao seu propósito supremo, levando à mobilização extrema e total
as forcas de seu ser.
Ajuda a consciência humana a se encarnar apropriadamente, favorecendo também o
ajustamento dos vários corpos internos entre si. Ela age de maneira reconstituinte e
estruturante sobre os corpos físico-etéricos, preparando-os, fortalecendo-os e consolidando-
os para receberem a consciência externa, atraindo-os, para si.
Solanis trabalha a restauração da graciosidade, do fulgor, da radiância e da
espiritualidade naturais do corpo e da alma, através da superação de conflitos ou rupturas
existentes entre o pensamento e o sentimento, entre a contenção e a espontaneidade, entre
o suportável e o não-suportável, enfim, entre a necessidade e desejo.
Deve ser indicadas para aqueles que perderam a graciosidade e a harmonia dos
movimentos corporais, esqueceram-se da espontaneidade do ritmo de seus membros,
deixaram ofuscar a coloração natural da pele, adulteraram o calor natural do corpo,
permitiram obscurecer o viçoso brilho do olhar, e quiçá, estão deixando escoar a vitalidade
básica do corpo, refletindo isto a perda da saúde mental genuína.
A essência é proveitosa para aqueles que se sentem enrijecidos, pesados,
psiquicamente imobilizados, embora sintam uma grande necessidade de transformação,
para buscar a saúde, a vitalidade, a liberdade, a graciosidade e a espiritualidade, porém se
acham impotentes e sem força para as mudanças.
Tais personalidades sofrem incomodadas com o próprio corpo, que não responde
harmoniosamente nem mesmo aos seus impulsos involuntários. Eles se consideram
estranhos dentro de seus próprios corpos físicos, mostrando assim a falta de adaptação da
alma à grande corrente da vida e ao ambiente terrestre natural. O conflito entre o
pensamento e o sentimento, o arbítrio e o desejo, entre a contenção e a espontaneidade
levam a alma a encarar as experiências cotidianas numa perspectiva radical e extremada,
subvalorizando-as num extremo ou afogando em seus novelos emocionais, pelo outro.
São indivíduos com dificuldade de estabelecer ritmos, desrespeitando o próprio
corpo através da bulimia ou da compulsão alimentar.
Solanis traz de forma complementar um grande aprendizado com relação aos
hábitos alimentares, realçando os conceitos de moderação, satisfação e gratidão para com
os alimentos e demais recursos de sobrevivência.
A planta pertence à família das Solanáceas. Floresce e frutifica no final das chuvas
(março/abril). As pétalas florais apresentam-se com uma coloração tipicamente azul,
enquanto o miolo central mostra-se amarelo. O lobo guará tem grande predileção pela fruta.
O fruto é uma baga globosa, verde-amarelada, atingindo até 15 cm de diâmetro. Pelo
seu grato aroma da maçã, pelo eu tamanho e pela abundante polpa adocicada que contem,
são considerados comestíveis quando bem maduros, embora alguns sertanejos os acham
nocivos e até mesmo venenoso. Em 1916 na Exposição Mundial no Rio de Janeiro, os frutos
da Lobeira foram apresentados como perfeitamente comestíveis. Em Minas fazem-se com
eles compotas, doces e, principalmente, uma espécie de marmelada saborosa. O
Laboratório Químico do Estado de Minas Gerais forneceu a seguinte análise: 35,85% de
celulose, 25,38% de substancias extrativas não azotadas, 19,47% de proteínas, 11,31% de
água, 4,83% de cinzas e 3,16% de matéria graxa. Os bovinos apreciam muito as folhas e os
frutos maduros.
O uso medicinal mais importante e atual da lobeira é o polvilho preparado com os
frutos verdes, que se tem mostrado eficaz no tratamento do diabete.
VILLARESIA
(Villaresia congonha)

Nome popular: Congonha-de-bugre. Bach: NTC.

A essência Villaresia ajuda a liberar as tensões, angustias, magoas e sofrimentos que


oprimem o coração, favorecendo a participação amorosa do ser no processo de cura. A
eliminação dos males humanos exige uma mudança direcional dos pensamentos e
sentimentos, desviando-os dos padrões negativistas arraigados no ser, e o cultivo de uma
visão de vida correta, elevada, onde se substituiu a indiferença ou a paralisia materialista

101
pelo entusiasmo espiritual. A limpeza do coração é o primeiro passo nessa jornada, sendo a
Villaresia uma essência chave para se alcançar esse objetivo.
A essência purifica o coração, convidando o ser a uma postura amorosa e empática,
em sintonia com os dizeres do Grande Mestre: “Bem aventurados os puros de coração,
porque eles verão a Deus.”.
Essa essência floral, operando a partir do chacra cardíaco, ajuda o ser a manter-se
envolto numa aura de elevação, firmeza e devoção espirituais, inundando e permeando as
células do seu corpo na atmosfera da gratidão e compaixão, refletindo isto no brilho terno do
semblante e na serenidade do olhar.
A alma que percorre o mundo e a vida brilhando de amor deu passos importantes na
conquista da eternidade; permeada de energias superiores, inunda o ambiente de ondas de
cura e equilíbrio, sem cansar-se, pois o ser está em contato íntimo com a fonte maior de
energias. Tudo corre tudo se movimenta e tudo flui.
O grande potencial mobilizador desse vegetal manifesta-se onde as forças inerciais
ocasionaram alguma estagnação do fluxo vital, bloqueando o coração e as contrapartes
circulatórias, provocando o acúmulo de emoções e somaticamente obstruindo o fluir dos
líquidos no organismo. A conseqüência disto é a deteriorização rítmica do coração, a perda
da mobilidade sanguínea e o sacrifício funcional dos rins.
Villaresia corrige e intensifica o fluxo da alma no mundo, sua inserção na corrente da
vida, renovando e impulsionando as contrapartes energéticas no interior do ser. A alma
religada às energias puras e sutis, quanto mais se eleva na chama do amor, mais se
alimenta nas fontes da onipotência e da onisciência.
Os atributos realçados pela essência Villaresia são: amor, compaixão, coragem, fé,
lucidez, sensibilidade, liberdade, simplicidade, purificação, isenção, equilíbrio, sabedoria,
saúde, triunfo, vitória.
A essência ajuda a alma a refletir sobre seu próprio comportamento durante as
provações e os desafios da vida. Ela colabora trazendo discernimento para a pessoa, que
passa a perceber quando esta empregando os seus instintos de defesa e hostilidade,
realçando os bloqueios do coração, ajudando ainda no despertar da honestidade, da
coragem, do perdão, da confiança e equilíbrio.
Trabalha a certeza de que a busca por um coração puro, isentos de culpas, medos,
traumas, inseguranças e toda sorte de máculas, a busca pela plenitude da consciência
lúcida da nossa existência, são objetivos supremos que descobrimos quando tocamos no
cerne da vida. Compreendendo isto, estamos preparados internamente para enfrentar as
dificuldades, extraindo delas as lições de crescimento, com toda a grandeza do coração.
A planta pertence à família das Icacináceas, as flores são branco-amareladas e
pequeninas, dispostas em cachos densíssimos. O florescimento ocorre da primavera ao
verão.
Na fitoterapia, goza de grande reputação, sendo valiosa como cardiotônica, diurética
e ativante da circulação sanguínea.

SEXTA VISÃO: ESCLARECENDO O PASSADO.

Na sexta visão, já capazes de agir no mundo com maestria, somos, pois convidados
a encarar as verdadeiras origens de nosso atuais equívocos, de forma a ganharmos em
compreensão e consciência. Precisamos esclarecer com quem e onde aprendemos a
manipular ou a deixarmos ser manipulados.
No passado, em especial na infância, aprendemos a montar estratégias secretas
para conseguir energia alheia ou de luta pelo poder. Tais estratégias psíquicas formam
verdadeiras mascaras que obscurecem a plena e livre manifestação do ser, e constituem os
chamados dramas de controle. Todo drama de controle de uma pessoa se forma na infância,
sendo ali germinado em conseqüência das lutas acarretadas por outros dramas de controle
então vivenciados. Portanto, segundo A Profecia Celestina, todo drama desta natureza
necessita de outro drama semelhante para ser plenamente encenado.

102
Na sexta visão, enfrentamos um grande desafio, pois necessitamos trazer o nosso
drama de controle pessoal à plena consciência. Nade pode caminhar bem enquanto não
olharmos para nós mesmos e descobrirmos o que estamos fazendo para manipular em
busca de energia. Trata-se de um convite para meditarmos na essência de nossa formação
familiar, sendo portando uma oportunidade impar para desvendarmos a natureza dos
diversos relacionamentos entre os vários membros de nossa família. É preciso neste
momento esclarecer a relação existente entre o nosso comportamento atual, com seus
dramas de controle, e as estratégias desenvolvidas durante a infância, quando já
ensaiávamos no restrito ambiente familiar as mesmas provações agora vividas noutra
escala. Somente voltando à infância e entrando fundo nas raízes ocultas dos nossos dramas
de controle é que podemos ir além do conflito e perceber o tesouro escondido na nossa
família.
Quantas vezes procuramos avidamente dar continuidade simbólica nos projetos não
concluídos de nossos pais! Outras tantas cometemos os mesmos erros de ambos, ou de
apenas um deles, e não nos damos conta disto. Somos elos metafóricos de continuidade na
corrente que impulsiona os propósitos de nosso genitores. Ao compreendermos isto
sentimos uma enorme energização na alma, pois o nosso sobrenome oculto e divino se
torna revelado, mostrando-nos o caminho evolutivo em que estamos em associação com
outras almas afins.
Não apenas a nossa vida pessoal passa a ser a ter um sentido maior, mas também
as várias vidas de nossos entes queridos participam da grande orquestração. Quando
nossas interligações pessoais são amorosamente revistas e colocadas com clareza na
consciência, então podemos descobrir nosso próprio caminho de crescimento na vida,
nossa missão espiritual, e a forma como podemos agir e colaborar com o mundo.
Os dramas de controle podem ser classificados de acordo com a postura assumida
pela pessoa frente a seu ambiente e às outras pessoas. Há o tipo intimidador, o
interrogador, o distante e o vítima. São quatro modos básicos de auto proteção e de controle
sobre as situações do dia-a-dia, mas que, contudo, estão amparados em mascaras que
adulteram o pleno desabrochar do eu espiritual. São heranças trazidas da tenra idade,
quando tivemos que lidar indefesamente com os dramas familiares. O clareamento das
origens dos nossos dramas de controle não podem, todavia implicar em críticas,
julgamentos, culpas e comparações, devendo a nossa procura estar sempre dirigida pela luz
amorosa do coração. Caso isto não ocorra, novos dramas de controle poderão surgir.
À sexta visão devemos dedicar o tempo que for necessário para que nada obscuro
permaneça com relação ao nosso passado. Retirarmos os véus ofuscantes que mascaram a
nossa verdadeira realidade, na medida em que formos capazes de vasculhar as
profundezas dos dramas de controle. Talvez bem mais importante que à origem genética,
herdada por nossos pais e antepassados, as quais nos afetam principalmente na esfera
física e orgânica, seja a herança psíquica e espiritual. Então, a questão básica a ser
respondida é: o que os parentes nos deram?
O sexto setênio da vida evolutiva, (35 a 42 anos), constitui-se em termos gerais o
meio da vida! Há um ápice de realizações entre os anos 30 e 40. Nesta fase, se tudo
ocorreu normalmente, o homem dos trinta tornou-se eficaz no manejo de suas energias
criativas. Ele conquistou o lugar no mundo e agora se torna lúcido disto. Figurativamente,
quando se atingiu o cume da montanha, em muitos se instalam inicialmente sentimentos
eufóricos de conquista e vitória. A meta foi alcançada. Depois, no entanto, olha-se ao redor,
e preferencialmente par trás. Procura-se avaliar a caminhada feita até o cume, desde o
início da trajetória, com todos os seus percalços e sucessos intermediários. Pergunta-se
internamente: Teria sido possível escolher um melhor caminho, outro destino? E por que
afinal se fez esta caminhada? Será que valeu a pena todo o esforço? Na sexta visão o
adulto pergunta: Que valor teve minha vida até agora? Somente após uma profunda
avaliação do passado, desde o berço até ao cume alcançado, o eu se sente tranqüilo o
suficiente para retornar o olhar para o horizonte-futuro, onde repousam as novas metas e
onde todos os caminhos terminam.
Surgem inúmeras novas questões, tanto para o passado quanto para o futuro: Qual a
distância existente do ponto onde estou até a meta final? Quantos anos ainda terei para
viver? Que valor minha vida ainda tem para o mundo?

103
Neste ponto, surge algo mais elevado na vida, que é um raio do próprio Eu Superior,
através do qual algo do mundo espiritual desce para tornar-se realidade na vida individual.
Inicia-se a indagação e a busca na direção de valores genuínos.
Na presente visão surgem outras questões: “Por que é que escolhi este ou aquele
valor”? Qual o papel da minha família em meu destino, nas minhas escolhas? Terá sido à
busca de prestígio o impulso de minha vida? Qual o valor real da beleza, que antes parecia
tornar a vida tão valiosa? Afinal de contas, como surge o meu padrão de beleza? O que é a
beleza?
A grande questão anímica que permeia a sexta visão é a seguinte: “Como é que eu
encontro o caminho para a essência do mundo e para a minha própria essência, e como
posso realizar minha essência no mundo?”.
Os florais que nos ajudam a vivenciar os múltiplos aspectos desta etapa são:
Amaranthus, Lactuca, Thumbergia, Chicorium, Verbenácea e Aristoloquia, juntamente com a
fórmula composta Mater-paternarum.

AMARANTHUS
(Amaranthus tristis)

Nome popular: Caruru. Bach: NTC.

A essência floral ajuda na recomposição da unidade e integridade familiar, atenuando


as tensões e restaurando os traumas e conflitos nos relacionamentos. A planta traz a lição
de que embora cresça formando densas moitas, cujos ramos de indivíduos diferentes se
cruzam, espinhando-se uns aos outros, há também uma nítida solidariedade entre as várias
ocorrências, que se fortalecem mutuamente, permitindo à rápida e vigorosa proliferação de
toda a família vegetal.
Revela-se útil nos ambientes familiares onde prevalece a discórdia, os
desentendimentos, as rusgas, os conflitos de convivência, a desarmonia entre os papeis
individuais, a desconfiança mútua, o ciúme doentio, as rivalidades e quaisquer formas de
separatividade.
A essência apresenta-se de valor inestimável quando se nota um carma muito difícil
entre dois membros quaisquer da família, manifesto na forma de uma inimizade
aparentemente irreconciliável ou com padrões de dominação, engano, deslealdade e toda
sorte de disputas de poder.
Contribui para o resgate e sublimação dos desequilíbrios acumulados na fase de
convivência familiar. Sabemos que há uma tendência natural dos filhos completarem ou
aperfeiçoarem o desenvolvimento moral e espiritual dos pais. Nesta busca latente de se
concluir o que os pais não conseguiram acabar, há também uma nítida reprodução de
sintomas e disputas neuróticas, inconscientemente deles herdados. Como ilustração, pode-
se dizer que filho tende a exigir ou admirar na esposa a perfeição observada na própria
mãe, enquanto, ao contrário, inclina-s a recriminar e realçar na companheira os dilemas
enfrentados pelo pai, em seu relacionamento conjugal.
O filho vai lidar com o seu feminino interno e conseqüentemente vai moldar seu
relacionamento com a esposa, usando padrões adquiridos ao atritar-se, pessoalmente ou
através do pai, com o feminino materno. Em geral, não é possível estabelecer regras rígidas
para a natureza dos dramas de controle herdados no seio familiar. A essência Amaranthus
pode ser de grande valia na busca das raízes desses conflitos.
Amaranthus mostra-se proveitosa nas rupturas e conflitos familiares causadores de
traumas psicológicos sobre as crianças. Ela ajuda a trazer à consciência os maus hábitos
adquiridos no ambiente de criação, quando muitas vezes o individuo condena a atitude
errônea de um familiar, mas, entretanto inconscientemente comporta-se de forma
semelhante. Os dramas de controle decorrentes dos vícios familiares muitas vezes se
refletem num ímpeto de manipulação ativa de terceiros ou na permissão para a ingerência
de egos alheios.
Amaranthus traz as percepções subjacentes às raízes dos conflitos, desvendando a
intricada trama familiar que cooperou para o engendramento do sofrimento pessoal. Ajuda a
recompor a harmonia familiar e, em decorrência disto, colabora para restaurar o próprio

104
papel do individuo na sociedade. Conforme se sabe da milenar doutrina chinesa, a família é
um microuniverso, onde todas as relações sociais estão figurativamente representadas, e
onde o afeto natural permite um sadio desenvolvimento dos vínculos do individuo com a
sociedade.
Assim, se o filho aprende a respeitar o pai no seio da família, ele também saberá
respeitar o governante, o patrão, o professor, etc. Por outro lado, se a criança aprender ser
solidária com o irmão, dentro da família, e o carinho dos laços sanguíneos colaboram muito
neste sentido, então ele será também fraterno com o colega de escola, com o companheiro
de trabalho, etc.
Desta forma, se a família entra em colapso moral, o estado também atrairá a ruína,
na medida em que um é o reflexo do outro. Isto ilustra que as relações entre todos os níveis
da vida são intrincadamente interdependentes e a realidade da cura individual envolve e é
envolvida pela natureza da cura coletiva e planetária.
Amaranthus coopera para a personalidade conectar-se com a energia primária e
vital, oriunda das puras e inesgotáveis fontes internas e impessoais, na medida em que
flagra a alma aprisionada na espinhenta busca de energias secundárias, terrestres,
restolhos do embaralhado embate de egos inconscientes.
É uma planta anual, pertence à família das Amarantáceas. As flores são amarelo-
esverdeadas ou verde-pálidas.
Na culinária, foi usada no Brasil colônia, tendo sido apreciados da casa-grande à
senzala.
Do ponto de vista medicinal, o Caruru apresenta propriedades desobstruentes, sendo
recomendado nas afecções do fígado, tanto na forma de saladas e através do suco puro das
folhas e talos.

LACTUCA
(Lactuca sativa)

Nome popular: Alface. Bach: NTC.

Para as pessoas que fogem da realidade perceptiva sempre que a situação se lhes
apresenta nova. Os estados de consciência que surgem são rejeitados e o indivíduo escapa
através do apego a detalhes sem importância.
O bloqueio pode manifestar-se em múltiplos sintomas, como perdas de consciência,
histerismos, neurastenia, hipocondria, desvios sexuais, etc. A alma tem enorme dificuldade
em enfrentar as provações e desafios do cotidiano, e se refugia como se uma espécie de
drama dá controle.
A essência traz ancoramento maternal e faz florescer a adaptabilidade e a
compreensão dos propósitos superiores. Ajuda a encarnação e a materialização de coisas
novas, recém-criadas. Funciona como mãos confortadoras de uma mãe, embalando a
criança que eventualmente somos forçados a ser.
A alface é uma hortaliça que tem alimentado o homem desde tempos remotos. Suas
delicadas flores amarelas abrem-se algumas poucas horas das manhãs.

MATER-PATERNARUM

Fórmula compotas pelas essências florais: Amaranthus, Artemísia, Coffea,


Helianthus, Hibiscus, Ingá, Lilium, Matricaria, Ruta, Trimera e Vitis.
Aspectos femininos:
A idéia do feminino, que foi há muito tempo suprimida pelas sociedades patriarcais e
dominadoras, parece estar retornando com uma força insuperável nos últimos tempos. A
supremacia patriarcal, com seus passos traços dominadores e masculinos, vem
manifestando sintomas de falência em todos os campos, desde o espiritual ao produtivo e
econômico.

105
A arte, a literatura, a política, a educação, a medicina, a religião, a família e as
pessoas refletem cada vez mais o crescimento da polaridade feminina, que exige uma nova
dinâmica no indivíduo, na civilização e nos modos de encarar a realidade.
O redespertar atual desta polaridade, uma verdadeira revolução que se tem
desencadeado no âmago da mulher, começa a afetar todos os aspectos da vida moderna,
trazendo inúmeros conflitos jamais imaginados. Esta nova corrente transformativa incendeia
não somente as consciências das mulheres engajadas em lutas políticas, pacifistas e
feministas, mas atinge também silenciosamente milhares de pessoas anônimas, inclusive
homens, que se conectam com novos valores espirituais, morais e éticos.
Tais segmentos tem optado por novas condições de vida, novas profissões,
abraçando livre e alegremente a poesia, a música, as letras, a arte em geral, as causas
filantrópicas, a cura mística ou natural, a ecologia interna e externa, estabelecendo ainda
novos e superiores padrões familiares de convivência. O nosso planeta passa a ser visto
como um grande ser vivo, a grande Mãe-Terra (Gaia), a magna matter, com a qual a nova
humanidade emergente procura estabelecer um relacionamento sadio, cooperativo e
construtivo.
Nem todas as mudanças tem ocorrido, contudo, sem causar perplexidade e
contendas. Ilustram-se neste aspecto a explosão da sexualidade, ou melhor, dizendo, da
pornografia, o descontrole e a irresponsabilidade no controle da natalidade e o aborto, os
conflitos com relação aos papeis paterno e materno dentro da família, as resistências
discriminatórias com relação ao profissionalismo da mulher, e tantos outros de caráter
pessoal.
Os conflitos básicos do feminino podem ser laboriosamente trabalhados com a ajuda
maravilhosa das essências florais. A fórmula colabora na harmonização dos seguintes
temas: a) busca da realização profissional através de uma carreira; b) relacionamento
afetivo e sexualidade; c) emprego da espiritualidade, sensibilidade e intuição em propósitos
de cura, educação e harmonização; d) instinto maternal relativo aos conceitos de gestação,
nascimento, criação, proteção, nutrição e educação; e) ciclos produtivos psíquicos e
biológicos; f) papel social e público da mulher, o casamento, o companheirismo, o serviço à
comunidade, a proteção aos valores patriarcais e masculinos equilibrados.
Quando quaisquer destes aspectos se desequilibram, a fórmula pode ser
empregada. Ela ajuda a abrir o coração para a energia nutridora e amorosa da grande Mãe-
Terra ou traz ponderação para as energias femininas instintivas presentes no ser.
Colabora para restaurar os vínculos com a mãe, com o nosso feminino interno,
quando a gestação ocorreu em condições traumáticas ou o papel desempenhado pela mãe
na família deixou mágoas profundas na psique.

Aspectos masculinos:
A civilização contemporânea caracteriza-se pela prevalência exclusivista dos valores
masculinos, patriarcais, dominadores e competitivos, havendo, pois a necessidade urgente
de reequilíbrio das polaridades tanto dentro do homem quando na sociedade. Os rearranjos
que se têm observado ultimamente na dinâmica social mostram claramente a derrocada do
império patriarcal, levando conseqüentemente a uma busca irrefreada por um ponto de
equilíbrio sustentável. As transformações rápidas em todos os níveis da civilização têm
ocasionado os mais diversos conflitos familiares, matrimoniais, sexuais, profissionais, éticos,
morais e espirituais, os quais têm afetado todos os seres, porém, em alguns aspectos, de
modo especial ao homem.
A fórmula ajuda a personalidade a lidar com os distúrbios ocasionados por estas
estupendas transformações. Em especial, a fórmula é apropriada para lidar-se com a
exacerbação do masculino, com a prepotência, a tirania, o gigantismo do ego, a dificuldade
de enquadrar-se em hierarquias, a competitividade selvagem, o instinto possessivo e
dominador, a agressividade e a insensibilidade, sendo também útil para tratar as
perturbações oriundas na gestação ou no relacionamento doentio com o pai, na infância e
no seio familiar.
A fórmula floral equilibra as manifestações masculinas e femininas no ser.

106
SÉTIMA VISÃO: ENTRANDO NA CORRENTE (O FLUIR)

A sétima visão diz que devemos permanecer alertas para qualquer coincidência do
universo. O nosso processo evolucionário precisa da participação ativa do eu e da
consciência. Cada sincronicidade, que a esta altura já aprendemos a observar no cotidiano,
traz uma lição, mensagem ou um questionamento importante para nossas almas. E as
coincidências misteriosas podem aparecer de formas criativamente variadas.
Em especial, torna-se muito importante observarmos os sonhos, os pesadelos e os
devaneios, os quais representam vias importantíssimas de comunicação do Eu Superior
com a personalidade. Jung dizia que um sonho não interpretado era como uma carta
recebida e não lida.
Nesta fase surge o momento de vencer os medos e falsas expectativas,
ressignificando-os em outras formas superiores de energia. Todo acontecimento possui um
significado e uma mensagem que de algum modo diz respeito às nossas perguntas. Trata-
se aqui do despertar da alma da inspiração.
O grande desafio é encontrar o lado bom de cada acontecimento, por mais negativo
que o mesmo possa parecer. Não apenas os sonhos nos ajudam a compreender os enlaces
misteriosos do cotidiano, mas também os devaneios, os pensamentos soltos e criativos, os
quais surgem numa freqüência muito grande em nossas mentes. Para tirarmos proveito
destes pensamentos é necessário assumirmos uma posição de observador, indagando
sempre a natureza e a razão daqueles afluxos inusitados de idéias. A adoção dessa posição
privilegiada de observador de nós mesmos nos ajuda enormemente a livrar da necessidade
de controlar tudo. Trata-se de um apreciar expandido dos afluxos de coincidências
misteriosas aumenta gradativamente, na medida em que nos conectamos com o nosso
propósito pessoal.
Esta visão corresponde a uma síntese de todas as outras visões anteriores. Este
processo de balanço da trajetória evolutiva já percorrido ocorre geralmente em estado de
passividade amorosa, de receptividade e recolhimento meditativo. Aqui nesta etapa o
caminhante adquire a visão da unidade, entrando definitiva e conscientemente no fluxo da
corrente evolutiva. Equilíbrio e discernimento serão virtudes avidamente procuradas pela
alma.
Surge nesta etapa evolutiva, no sétimo setênio, (49 a 56 anos), e nos outros
subseqüentes, o nascimento da espiritualidade, que pode caracterizar-se pela capacidade
imaginativa, pela inspiração mística e pela intuição.
A predisposição para a clarividência inspirativa sempre esteve latente no homem,
sendo, conforme relata Rudolf Steiner, “apenas a vivência, elevada à plena consciência, do
que de inspirações existe em toda pessoa na profundidade inconsciente de sua vida de
sentimentos.”.
A sétima visão consiste no despertar de uma atenção especial, uma espécie de faro
auditivo, para tudo o que é necessário para que a alma heróica do homem possa realizar-se
como ser espiritualmente consciente.
As essências florais associadas a esta etapa são: Leonotis, Persicaria e Ageratum.
Elas ajudam a personalidade a desenvolver uma intenção mais refinada com o universo,
através de seus sinais e símbolos, trazendo a atitude de alerta para com as coincidências e
de envolvimento com os sonhos e devaneios. Enfim, elas colaboram para o despertar da
inspiração essencial.

LEONOTIS
(Leonotis nepetaepholia)

Nome popular: Cordão-de-frade. Bach: NTC.

Leonotis ajuda a personalidade a encontrar os aspectos positivos e bons de cada


provação, por mais difícil e complexa a situação em que esteja. Nos momentos de grande
necessidade, a essência ajuda a fazer a conexão com as reservas internas de forca,

107
coragem e autoconfiança, trazendo a compreensão de que as faculdades e lutas fazem
parte da estupenda corrente de vida, e têm o propósito de aprimoramento total do ser
humano.
Durante os momentos de dor, crise e sofrimento, Leonotis resgata a confiança e a fé
incondicional nos propósitos divinos, abrindo a personalidade ao reconhecimento e
aceitação das ajudas e orientações internas e externas, tão necessárias a se alcançar à
vitória.
Ajuda na sublimação das energias negativas do medo, pânico, inseguranças e
dúvidas, que surgem invariavelmente nestes períodos, transformando-as em vibrações de
equilíbrio, clareza, coragem e fé. A integração dos episódios aparentemente negativos,
numa perspectiva transcendente, positiva e finalista, corresponde a um grande salto de
consciência, inserindo a alma nas partes mais centrais do fluxo de evolução, permitindo a
sincronização de sua vontade e seu poder.
Leonotis aprofunda a compreensão das leis do livre-arbítrio e da causa-e-efeito,
permitindo à personalidade intervir de forma magistral sobre o próprio destino.
A planta pertence à família das Labiadas. As flores são vermelha, roxa ou laranja-
amarela, e manchadas.
É reputada na medicinal oficial, sendo estimulante, tônica, antiespasmódica, anti-
asmática, anti-reumática, febrífuga e diurética. É empregada também contra as úlceras
malignas, a elefantíase incipiente, as hemorragias uterinas, os acessos de asma, tosses,
afecções do estômago e nevralgias, bem como no combate ao acido úrico.

PERSICARIA
(Polygonum persicaria)

Nome popular: Erva-de-bicho. Bach: NTC.

Persicaria é indicada para aquelas personalidades que se sentem às margens ou


excluídas do processo evolutivo. Para as pessoas que notam a vida escoando por entre
suas mãos, incapazes de participar consciente e amorosamente dos processos inesgotáveis
de criação e renovação. Para aqueles aprisionados em padrões mentais viciados, vitimas do
automatismo moderno e coletivo, escravizados por paradigmas materialistas, egoístas,
competitivos e cegos, que os levam a seguir rumos aleatórios, caóticos, distantes dos
propósitos sublimes e superiores da alma.
Persicaria atua no centro laríngeo, representado pela glândula tireóide, facilitando a
sublimação de energias emotivas do chacra cardíaco para os vórtices cerebrais, deixando
fluir a comunicação entre o coração e a mente, dinamizando os processos que impulsionam
as exuberantes correntes de vida nesse centro, onde conteúdo e forma, pensamento e
emoção se fundem num elo espiralado que jorra vitalidade como numa fonte inesgotável.
Persicaria rompe os bloqueios na comunicação entre o corpo mental e emocional,
permitindo que haja, por somatização, a intensificação de todos os fluxos das vias de
comunicação básicas, energéticas e físicas do organismo.
Persicaria colabora para que a mente fique flexível e aberta às influências superiores
do coração, através de sentimentos nobres e elevados de participação na corrente cósmica
da vida. Assim, a essência permite a conexão da personalidade com as fontes e correntes
vitais mais profundas do ser, trazendo um sentido de maior integração e participação do
propósito individual na grande trama evolutiva, planetária e cósmica.
A alma passa a fluir com maior vigor, com novos planos, pensamentos e soluções,
bem mais atenta e vigilante para com os detalhes dos acontecimentos. Ela começa a
perceber que os fatos inesperados e inusitados, as coincidências e mesmo a marcha do
cotidiano, fazem parte de uma grande orquestração espiritual. Sua mente não se encontra
mais só e perdida na multiplicidade da manifestação, amparada como antes no processo
puramente lógico de julgar, mas tem agora uma sábia aliança com o coração, é assistida
pela intuição. A sabedoria a ser conquistada não colide com a razão, mas a transcende,
incorporando dentro de si e unindo as polaridades da existência.

108
Persicaria ajuda a galgar o grande degrau que separa a inteligência da sabedoria, na
medida em que a personalidade sente que os detalhes da vida lhe são agora proveitosos,
como preciosas lições de participação e crescimento.
A pessoa desperta para a grande alegria de viver, ao deixar-se banhar pelo grande
jorro universal da criação divina. Surge a possibilidade de se alcançar um estado de
consciência caracterizado pela harmonia e pela paz. Os sombrios porões inóspitos de sua
inconsciência passam a ser iluminados e purificados pelo fluir de águas limpíssimas,
oriundas de profundas fontes interiores e impulsionadas pelo sopro primordial. Se a alma ou
o EU circula pela vida, plenamente integrados e envolvidos conscientemente na corrente
evolutiva, segurando as rédeas do próprio destino, o ego físico, o sangue circulante flui
também com igual vigor, sem encontrar obstáculos, penetrando por todas as partes, por
menores que sejam do corpo biológico.
Assim, as contrapartes energéticas, principalmente do sistema circulatório, são por
sua vez profundamente ativadas com a essência Persicaria.
A essência floral tonifica a ligação primordial entre a mente e o coração.
A planta pertence à família das Poligonáceas, as flores são pequeninas, e se
mostram com uma coloração rósea, purpúreo-clara, porém são freqüentemente alvíssimas.
Apresenta propriedades medicinais adstringentes, anti-reumáticas, anti-helmínticas,
hemostáticas e febrífugas. Na fitoterapia é empregada para combater febres resistentes,
artrites, blenorragia, diarréias sanguinolentas, disenterias, sífilis e para expulsar vermes
intestinais. Na forma de banhos, é um poderoso remédio contra a erisipela. Usam-na
também como estimulante, diurética e aperiente. Tem sido recomendada nas gonorréias e
nas retenções urinárias. Tem efeito fortemente emenagogo, sendo utilizada para provocar a
menstruação. O uso fitoterápico por parte de gestantes não é indicado em razão da
possibilidade de ocorrer ação abortiva.

OITAVA VISÃO: A ÉTICA INTERPESSOAL.

Já conectados com as importantes coincidências, devemos permitir que as


informações alcançadas sejam transmitidas aos nosso semelhantes. Novos padrões de
relacionamento pessoal precisam ser desenvolvidos, os quais devem refletir a nossa
evolução espiritual. Nas comunicações com as outras pessoas (pais, filhos, irmãos,
parentes, companheiros, colegas, vizinhos, amigos, etc) devemos buscar a essência de
cada uma delas, primeiramente exaltando internamente sua beleza e graça divina.
Aumentamos com isso o padrão vibratório de nossos irmãos de caminhada,
permitindo que também eles nos vejam com clareza, captando simultaneamente nossa
essência interior. Devemos continuamente saudar todas as pessoas, com a pureza do
coração.
O manuscrito adverte através da oitava visão a possibilidade de ocorrer à interrupção
de nosso crescimento evolutivo, principalmente quando isto acontece em razão de nos
viciarmos em outra pessoa. Surge nesta etapa o desafio de estabelecermos
relacionamentos harmoniosos com nossos entes queridos e com as demais pessoas,
adultos e crianças.
Ele também nos fala sobre o nosso relacionamento com as crianças, alertando que o
pior que podemos fazer a elas é drenar a energia delas quando as educamos. Justamente
aí surgem os dramas de controle, os quais podem ser evitados se prestarmos a devida
atenção às crianças, dando-lhes a energia suficiente de que elas precisam. É preciso que
haja sempre pelos menos um adulto empenhado em dar atenção total, em tempo integral, a
cada criança.
Se há crianças demais para o número de adultos, como ocorre tão freqüentemente
hoje em dia, estes ficam sobrecarregados e impossibilitados de dar a energia necessária às
crianças. Estas, por sua vez, desencadeiam as disputas pela energia. Além do mais, as
crianças precisam ser educadas com base exclusiva na verdade e na justiça, sem o
menosprezo, a prepotência e a intolerância que se observam vulgarmente.

109
Quando uma criança recebe atenção adequada, através de respostas satisfatórias e
sinceras, ela não precisa representar encenar dramas de controle para chamar a atenção e
conquistar a energia de que precisa.
Por outro lado, o conflito nos relacionamentos afetivos surge, como vimos, em razão
da disputa por energias. Quando um casal está apaixonado, os dois indivíduos estão
doando energia um ao outro inconscientemente, e se sentem flutuantes e eufóricos.
Contando sempre com a energia alheia, eles se desligam da própria fonte interna de energia
universal, passando cada vez mais a depender do outro. Com o passar do tempo, parece já
não haver tanta energia quanto havia outrora, e assim eles deixam de dar as suas
respectivas parcelas um ao outro; e então recaem em seus dramas, oriundos da tentativa de
controle de um sobre o outro e na luta cega pela energia alheia então esgotada. A união,
que se iniciara co-dependente transforma-se, via de regra, em relação controladora e
viciante, e o vício faz com que a pessoa se desligue da fonte maior e a energia se esgote.
O verdadeiro compartilhar de energias amorosas e criativas não tem nada a ver com
ligações e projeções pessoais. Justamente a pessoalidade e exclusividade do amor terreno
é que trazem a limitação e o esgotamento das energias afetivas. Os seres humanos estão
envelhecendo precocemente uns aos outros como conseqüência dessas competições
violentas.
A oitava visão adverte que a maneira como abordamos outras pessoas determina a
qualidade e a velocidade de nossa evolução e a rapidez com que somos atendidos com
soluções e respostas para as nossas questões mais cruciais sobre a vida. Por não haver
causalidade, os encontros com outras pessoas representam sempre oportunidades de
crescimento, através de mensagens sobre nossas questões atuais. A habilidade de
apreender a significação de tais lições depende do nosso estado de abertura, sensibilidade
e isenção, virtudes que surgem apenas quando nos livramos de estar viciados nos outros.
No oitavo setênio, (56 aos 62 anos), a postura antes mais receptiva se torna mais e
mais uma atitude puramente doadora, uma frutificação. Contrapondo-se a isto, a busca da
lucidez requer, via de regra, algum isolamento social. A pessoa quer isolar-se, e isto pode
conduzir a padrões errôneos de conduta interpessoal. Nesta fase surge a necessidade de
desenvolver-se a positividade nos relacionamentos.
Na positividade, a imagem formada da outra pessoa surge da intensificação
consciente do interesse por ela, de modo que se possam afastar os julgamentos
separativistas e genéricos. Trata-se, pois de uma possibilidade de trabalhar a imaginação
essencial sobre o mundo e sobre os outros, cujas imagens devem agora apresentar o
caráter da verdade, através das quais se buscará apreender o núcleo positivo do outro do
objeto. A energia amorosa deve impregnar a consciência, possibilitando o desabrochar da
clarividência imaginativa, por meio da qual se poderá instaurar a ética interpessoal
espiritualizada.
As essências florais que podem colaborar para conquistarmos a liberdade em nossos
relacionamentos e a instauração de uma ética interpessoal elevada são: Guinea, Hibiscus e
Luceris.

GUINEA
(Petiveria alliacea)

Nome popular: Guiné. Bach: NTC.

Guinea ajuda na identificação da personalidade com o seu verdadeiro eu interno,


fortalecendo poderosamente a individualidade, interrompendo assim muitas perdas
energéticas decorrentes de influências externas danosas.
Permite uma limpeza profunda na aura, eliminando os elementos energéticos
negativos e obsessores, que via de regra ofuscam a verdadeira identidade pessoal e tolhem
a liberdade de expressão autêntica da alma.
Ajuda a trazer à tona os elementos dolorosos e traumáticos do passado, que levam o
indivíduo a estabelecer ligações pessoais negativas e prejudiciais.

110
Guinea ajuda na identificação, compreensão e liberação dos conflitos de
relacionamento, trazendo um impulso para a compreensão das lições de aprendizado
presentes.
Guinea ajuda a romper o vício noutras pessoas, flagrando e revelando as falsas
dependências, formas ilusórias de sugar a energia alheia. A ascensão vertiginosa e solitária
das espigas florais da Guiné alerta para as responsabilidades pessoais no crescimento
evolutivo, o qual pode ser ameaçado por perdas energéticas oriundas de relacionamentos.
Ajuda a romper a falsa crença de que certas pessoas especiais, que nos trazem
carinho e felicidade, os companheiros de jornada, são nossos sustentáculos energéticos. De
fato, quando estamos harmoniosamente ligados à outra pessoa, a razão de nosso brilho e
alegria reside na conexão real e correta com a fonte universal de energia.
Guinea elimina as toxinas psíquicas da co-dependência, com dramas, lutas pelo
poder e o vício mútuo, sinais nítidos de nosso desligamento da fonte interna de energia,
ocasionando o esgotamento energético. Esta situação envelhece rápida e prematuramente
as pessoas, podendo gerar somaticamente toda a sorte de doenças.
Guinea restaura e protege a aura, prevenindo contra inúmeras enfermidades
oriundas de debilitação energética.
A planta pertence à família das Fitolacáceas, as flores brancas aparecem em espigas
compridas e terminais, dispostas em cruzeta. O florescimento ocorre durante o ano todo.
A planta é considerada antiespasmódica, diurética, emenagoga, estimulante,
febrífuga e sudorífera. Para tais fins são empregadas cautelosamente doses pequeníssimas.
Embora esse seja o emprego comum, a maioria dos herboristas não recomendam o uso
interno da Guiné, por tratar-se de planta bastante drástica. Especialmente a raiz, a parte
mais ativa, goza de reputação de ser fortemente abortiva.

NONA VISÃO: A CULTURA EMERGENTE.

A Profecia Celestina nos diz, e a nossa intuição confirma que a cultura humana vai
mudar no próximo milênio, de modo muito previsível, em conseqüência da evolução
consciente. Estamos no processo inicial de nucleação de novos modos de conduta, nos
quais o homem privilegiará como fundamento básico de sua sobrevivência a natureza
mantida em harmonia com os avanços tecnológicos.
Adicionalmente, orientados por suas intuições, cada individuo saberá precisamente o
que fazer e quando fazer, em equilíbrio com as ações dos outros. O consumismo, a
possessividade e as noções equivocadas de segurança hoje vigentes serão suplantados,
dando lugar aos conceitos femininos de colaboração, solidariedade e respeito. O homem irá
satisfazer-se novamente com valores espirituais, com as conquistas sutis e com a
oportunidade inigualável de participar consciente e ativamente do processo evolutivo.
Nesta nova fase, o ritmo do mundo não será mais alucinante e caótico como hoje,
pois haverá lugar para a meditação acerca dos acontecimentos, os quais serão sempre
considerados repletos de significação sincrônica. A busca natural da verdade nos conduzirá
gradativamente a ajustarmos nossas tarefas cotidianas aos objetivos básicos de nossa
senda espiritual, trazendo assim alegria pelo envolvimento mais dinâmico com o fluxo
evolutivo.
Quando a raça humana evoluir espiritualmente, compreenderá a necessidade de
reduzir espontaneamente a população a um posto sustentável na superfície da terra.
Quanto mais rápido o ritmo inconsciente e alucinante da sociedade moderna for
sendo substituído por outro ligado à velocidade de nosso progresso moral e ético, mais o
Universo responde, multiplicando os sincronismos e trazendo as soluções criativas
esperadas. Portanto, isto propiciará novas saídas para os impasses que hoje colocam em
risco a manutenção da vida sobre o planeta.
O ponto crucial na nona visão é o reconhecimento de que os seres humanos, nós
mesmos, somos o ponto culminante de toda a evolução.
A Nona Visão, fala da conexão contínua e consciente com o nosso glorioso destino
divino. Deveremos o tempo todo estar sintonizados com o significado profundo que rege

111
nossa existência. Neste último degrau, somos chamados a alcançar o céu aqui na terra.
Naturalmente, isto terá de trazer uma repercussão inigualável sobre a vida planetária, com
mudanças paradigmáticas na direção do Holismo; transformações estas: ecológicas,
econômicas, produtivas, comerciais, educacionais, éticas, morais, políticas, religiosas,
científicas, artísticas,... refletindo assim, a profunda mudança amorosa no coração e na
mente do homem. Cristo terá voltado a terra! Só que agora, a manjedoura estará repousada
na misteriosa e sagrada gruta do coração humano. Terá início o verdadeiro e eterno Natal.
No nono setênio da evolução (56 a 71 anos), a alma sente a força do amor em
plenitude, que se transforma em força de conhecimento. Alcança-se a intuição, pois se
aprende a vivenciar o outro com plena individualidade e com total altruísmo. A riqueza da
alma se expressa no despertar amoroso de intuição, da imaginação e da inspiração,
elementos espirituais, divinos e imortais do ser, manifestos e atuantes na Terra. A epopéia
da vida atingiu o seu apogeu, o seu júbilo, o êxtase prometido.
Do ponto de vista planetário, quanto mais homens galgam individualmente novas
portas para a grande mudança paradigmática global, representada pelas nove visões.
As essências florais que nos auxiliam a estabelecer esta conexão final com a
divindade e com seus propósitos são: Incensus, Typha, Camelli e Lacrima.

INCENSUS
(Pittosporum tenuifolium)

Nome popular: Incenso. Bach: não tem


correspondência.

A essência floral Incensus ajuda no despertar da consciência para a realidade


espiritual dentro da existência cotidiana, dando chance à personalidade de aprofundar-se na
totalidade da experiência religiosa e mística. A essência é recomendada para a atenuação
dos medos e ansiedades com respeito ao futuro, para a elevação da espiritualidade pessoal,
para ajudar ao aspirante a formar uma conexão vibrante e verdadeira entre a mente e a
alma.
Essa essência floral cria um veículo quase imaterial dentro do ser, uma espécie de
nuvem aromática invisível, porem espessa e contagiante, necessária à atuação livre e
desimpedida da atividade imaginativa; esta contará então com esse material maleável e
sugestivo, criando assim as bases para a manifestação plena e genuína do espírito e da
espiritualidade.
Incensus facilita entrar nos estados contemplativos, de calma interna, respeito,
devoção e admiração místicas; abre a personalidade para a purificação profunda, através
desse estado catártico de conexão com os planos angélicos; permite, enfim, o fluir de
bênçãos, transformações e curas.
Incensus relaciona-se simbolicamente com as experiências místicas da alma pura,
finalmente liberta de seu emaranhado mental. As virtudes realçadas no ser incluem
realização, ascensão, despertar, compreensão religiosa, ressurreição, equilíbrio e
estabilidade moral, fé mística, decisão, percepção metafísica da vida, revelação, direção,
fertilidade, êxtase e exaltação. Aqui a posição almejada pela individualidade é exatamente o
maravilhoso nó mágico que entrelaça e une o mundo material e a manifestação sutil, a partir
do qual a alma, finalmente desnuda, compreende e assimila os alicerces da intenção
cósmica. Deste modo, a essência floral colabora na iluminação interior e exterior, no
aumento da consciência espiritual e terrena, na revelação da gloria de se estar vivo,
buscando gratificadamente alcançar-se a vitória.
A essência floral traz para a vida cotidiana e envolve o indivíduo numa atmosfera
criativa, mística e espiritual.
A planta pertence à família das Pitosporáceas, as flores são aromáticas e
balsâmicas, deixando desprender um intenso aroma semelhante ao do incenso oriental. A
planta é muito ornamental servindo para formar belíssimas cercas vivas.

112
TYPHA
(Typha angustifólia)

Nome popular: Taboa. Bach: NTC.

A essência floral ajuda a estabelecer uma conexão nítida e transparente com a


vocação interior, com o propósito último da alma, com a essência interna e divina do ser.
Deve ser empregada por aquelas personalidades que se sentem aprisionadas no
emocionalismo terreno e que não conseguem desvencilhar-se dos perigosos lodaçais da
provação. Para aqueles que percorrem a vida experimentando traumas, dores e
sofrimentos, permanecendo paralisados, impotentes e sem rumo a seguir.
Typha traz um grande impulso de ascensão, na medida em que aponta uma direção
elevada para a mente, sugerindo a sublimação das forças evolutivas e destruidoras em
energias construtivas ligadas à verdade inquebrantável do destino individual. A
personalidade se conecta com os objetivos sagrados do seu ser, vencendo todas as
barreiras da dor e do medo, porventura enraizadas no inconsciente, permitindo a libertação
da alma que se revigora e se realiza no cumprimento do seu destino insuperável, o qual se
assenta nos alicerces da verdade suprema da criação.
Desperta a personalidade para a vivência cotidiana e real da divindade.
Typha nos afirma categoricamente que o Éden não foi e o Éden não será o Éden é!
Metaforicamente, o reino do Pai está disseminado pela Terra, bastando aos homens à
transformação visionária para vê-lo em sua radiância.
A essência faz a conexão de todo o nosso ser com a verdade inquestionável de
nosso destino interno e sagrado.

APÊNDICE 1

Remédios Naturais: É a Fitoterapia industrializada.


Ex.: Cápsula de Alho, Lecetina de Soja, Ginseng, etc.

Fitoterapia: A mais antiga forma de tratamento usada na Terra, pois nossos ancestrais a
usavam em seus tratamentos. Com a revolução industrial e o imediatismo do mundo
ocidental tentaram industrializá-la para que funcionasse mais rápido, no entanto, o que
aconteceu foi à criação de um enormidade de doenças iatrogênicas, e uma sociedade sem
referência espiritual e...
Ex.: Chás, infusões, decocções, macerações, e outras.

Óleos Essenciais: São remédios feitos a partir de semente, folhas e outros vegetais.
Normalmente usados em massagens.

Estes três sistemas de tratamento produzem catarse retrospectiva, ou seja, faz com
que a pessoa veja ou vá ao ponto de partida do erro, em qualquer vida.

Florais: São remédios feitos a partir das flores (Ciência trazida por Eduard Bach) que
tratarão a pessoa a partir de sintomas Emocionais.
Hoje existe mais de 20 sistemas de florais.

Homeopatia: Na Homeopatia (Ciência trazida por Samuel Hahnemann) os remédios são


feitos de materiais dos diversos reinos da Natureza, e são, também dinamizados e
succionados. Isto é, o material usado é subdivido em 10, 100 ou 50.000 partes.

113
Ex.: Para cada 9 gotas de álcool usa-se uma gota da tintura mãe do remédio a ser
feito; para cada 99 gotas do remédio a ser feito usa-se uma gota da tintura e um para
50.000 para o LM.
Podemos usar Plantas, Venenos de Animais, Animais, Pus e Minerais.
Como só vamos usar a partir do ch5 (100^-5 % da Tintura Mãe), só existe a energia
do veneno, então se tiver dentro dos sintomas a pessoa pode tomar que não fará mal.

Outros tratamentos naturais e energéticos:


Acupuntura: feito com agulhas em pontos específicos do corpo de acordo com a doença.
Acupuntura: feito com agulhas em pontos específicos do corpo de acordo com a doença.
Geoterapia: uso de argila ou terra para o tratamento.
Cromoterapia: Técnica que usa as cores para tratar os adoecimentos.
Cristais: usa a imposição de Cristais para dispersar a energia ou concentrá-la.
Elixir de Pedras Preciosas: Técnica de obter remédios energéticos a partir de Pedras
Preciosas e energia solar, como os Florais.
ETC...

*Como se faz o Floral:


Colhê-la no seu habitat entre 6 e 10 horas colocar em um recipiente proporcional ao
tamanho da flor com cerca de 250 ml de água (Minalba). Guardar em vidro âmbar com
nome e data. Temos então a Tintura Mãe.
Solução estoque: colocar 6 gotas da TM e colocar em 30 ml de conhaque. Está é a
que vai vender.
Solução de Consumo: Colocar 20% de conhaque e completar com água mineral ou
destilada e 2 a 4 gotas da essência (sol. estoque), Está é que é usada, 4 gotas, 4 vezes ao
dia.
Esta é que é usada

APÊNDICE 2

SINDROME DHS
Dirk Haner Síndrome.

Todo câncer tem origem em um grande trauma psíquico. Há uma decodificação


errada a partir do trauma.
1º atinge o SNC (Sistema Nervoso Central).
2º a forma como vivenciamos a emoção, o foco será no órgão correspondente ao
sentimento despertado.
Irá despertar numa área específica no cérebro e vai mandar uma mensagem errada
às áreas específicas do corpo. A localização no corpo físico será relacionada à área cerebral
atingida no trauma.
A metástase está em relação aos novos traumas. É como um espelho que quebrou e
as cirurgias e quimioterapias é como se fossem novos traumas.
Tratamento: Tratar o ponto central, o trauma gerador. (1) Focar no como eu me sinto,
necessitamos chorar, o cérebro tende a ocasionar edema no corpo, vem dores físicas,
chorar para purificar as emoções 2 a 3 meses. (Tagetes, Psidium e Aleluia). (2) Depois
descobrir como reagir ao choque. Se raiva: Camelli, se mágoa: Zinnia. (3) Após pode ficar
energeticamente desvitalizado levando a depressão (Foeniculum, Lavandula, Capsicum,
todos os florais que são tônicos e estimulantes). (4) encontrar os florais da personalidade
para fixar e fortalecer o ser.

114
APÊNDICE 3

TRATAMENTO
COMO AS MELHORAS SE PROCESSAM.

Princípios Básicos da Lei de Hering.


A Lei de Hering possui quatro princípios:
* A diminuição da dor ocorre de cima para baixo;
* a melhoria das enfermidades ocorre de dentro para fora;
*os sintomas desaparecem na mesma ordem em que apareceram, aliviando-se primeiro os
órgãos mais importantes ou mais vitais, em seguida, os mesmos importantes e as mucosas
e, por fim, a pele;
* à medida que vão desaparecendo os sintomas mais recentes, vão aparecendo os
sintomas mais antigos.
1- "A cura procede de cima para baixo, em certos processos patológicos que abarcam a
totalidade do indivíduo."
2- "A cura procede de dentro para fora espontaneamente em todos os pacientes."
3- "Os sintomas desaparecem na mesma ordem em que surgiram, aliviando-se primeiro os
órgãos mais importantes ou mais vitais, após os menos importantes e, finalmente, as
mucosas e a pele".
4- "À medida que vão desaparecendo os últimos sintomas, vão reaparecendo os sintomas
mais antigos".

A hierarquia dos sistemas é a seguinte, segundo Vithoulkas:


*Sistema Nervoso- que inclui cérebro, medula espinhal, gânglios, plexo e fibras
nervosas periféricas.
*Sistema Circulatório- coração, vasos sanguíneos, sangue, vasos linfáticos e linfa.
*Sistema Endócrino- glândula pituitária, tireóide, paratireóide, supra-renais, ilhotas de
Langherans, ovários, testículos e glândula pineal.
*Sistema Digestivo- fígado, pâncreas, tubo digestivo e glândulas acessórias.
*Sistema Respiratório- pulmões, brônquios, traquéias, faringe e nariz.
*Sistema Excretor- rins, ureteres, bexiga e uretra.
*Sistema Reprodutor- testículos, vesículas seminais, pênis, uretra, próstata e bulbo-
uretrais no homem; ovários, trompas de Falópio, útero, vagina e vulva na mulher.
*Sistema Ósseo- ossos, tecidos conjuntivos e juntas.
*Sistema Muscular- músculos.

A hierarquia dos órgãos é a seguinte:


1- cérebro 4- fígado 7- testículos/ovários
2- coração 5- pulmões 8- vértebras
3- glândula pineal 6- rins 9- músculos
10- pele / unha

(Medicina Energética, José Alberto Moreno).

As melhoras se processam de cima para baixo.


MENTAL EMOCIONAL
Completa confusão mental Depressão suicida
Delírio destrutivo Apatia
Idéias paranóicas Tristeza
Delírios Angústia
Letargia Fobias
Embotamento Ansiedade
Falta de concentração Irritabilidade
Esquecimento Insatisfação
Distração
Segundo George Vithoulkas.

115
Esta é a seqüência da cura, com o tratamento correto, natural, mas se pessoa fizer um
tratamento antinatural, a seqüência é o inverso desta e a pessoa termina ficando mais
doente e dependente de remédios e com os órgãos mais nobres danificados como o cérebro
e o coração.·.

Se ouvirdes atento a voz do Senhor teu Deus, e fizerdes o que é reto diante dos seus
olhos, e derdes ouvido aos seus mandamentos, e guardardes todos os seus estatutos,
nenhuma enfermidade virá sobre ti. ... (Êxodo 22; 26).

ÍNDICE
AS TRANSFORMAÇÕES E AS MUDANÇAS GLOBAIS. 2
ESSÊNCIAS PARA O MEDO. 12
12 MIMOSA 14 PASSIFLORA 17 PLANTAGO
13 PSIDIUM 15 BIPINATUS 18 AMBROSIA
13 SAMBUCUS 16 TRIMERA

ESSÊNCIAS PARA A PREOCUPAÇÃO EXCESSIVA COM O BEM-ESTAR


DOS OUTROS. 18
18 CHICORIUM 21 TARAXACUM 24 MIRABILIS
19 FORTIFICATA 22 THUMBERGIA 25 PHYLLANTHUS
20 VERBENACEA 23 CAULIFLORA 26 MATRICARIA
27 VERVANO

FÓRMULAS COMPOSTAS. 28
28 BUQUÊ DE 5 29 BUQUÊ DE 29 FÓRMULA DE
29 FLORES 29 LACTENTES 30 APREN
BUQUÊ DE 9 FÓRMULA DE ZADO
FLORES EXAME GUTTANGNELLO

ESSENCIAS PARA A FALTA DE INTERESSE PELAS CIRCUSNTÂNCIAS.


30
30 SINAPSIS 34 SALVIA 37 MADRESSILVA
31 MOMORDICA 35 MARGARITES 38 MYOSÓTIS
32 ROSMARINUS 36 ROSA CANINA 38 ANIL
33 SEMPERVIVUM

ESSÊNCIAS PARA A SUPERSENBILIDADE AS INFLUÊNCIAS E


OPINIÕES. 39
39 MILLEFOLIUM 43 SILENE 47 LANATANA
40 LINUM 44 CAMELLI 48 IPOMEA
41 FUCHSIA 45 ORELLANA 48 VERNONIA
42 DIANTHUS 45 PASTORIS 49 ÍCARO
42 RUTA 46 CALENDULA
SILVESTRE

ESSÊNCIAS PARA A SOLIDÃO. 50


50 NICOCIANA 52 PIPERITA 53 HELIANTHUS
51 TROPAEOLUM 53 IMPATIENS 54 TABEBUIA

ESSÊNCIAS PARA O DESALENTO, O DESCONFORTO E O DESESPERO.


55

116
55 PINUS 60 MALUS 63 LUCERIS 67 HELIOTROPIU
56 ARISTOLOQ 60 ARTEMISI 64 VIOLA 68 M
57 UIA 61 A 65 AGAVE 68 HIBISCUS
58 CASSIA 62 AGERATU 66 ZINNIA 69 LILIUM
59 LAVANDULA 63 M 66 BASILICUM 70 TAGETES
JASMINUM LACRIMA ARNICA
ZANTE CAMPESTRE

ESSÊNCIAS PARA A INCERTEZA OU INDECISÃO. 70


70 FOENICULUM 73 ALELUIA 75 BORRAGINE
71 ATHAEA 74 ORIGANUM 76 IGNEA
72 EMILIA 74 SONCHUS 76 EUCALYPTUS
72 FICUS

PRIMEIRA VISAO: MASSA CRÍTICA (O DESPERTAR). 79


80 MELINDRE 80 LEONURUS 81 PERVINCA

SEGUNDA VISÃO: O AGORA MAIS LONGO (A EXPANSAO DO


CONTEXTO HISTORICO). 82
83 NIGRUM 84 HELIOFOLIUS

TERCEIRA VISAO: UMA QUESTÃO DE ENERGIA. 84


86 BOUGAINVILLE 86 SPLENDES 87 PALICORES
A

QUARTA VISAO: A LUTA PELO PODER. 88


89 VITIS 90 COFFEA 90 INGA

QUINTA VISÃO: A MENSAGEM DOS MÍSTICOS. 91


92 LIPPIA 93 SOLANIS 94 VILLARESIA

SEXTA VISÃO: ESCLARECENDO O PASSADO. 94


96 AMARANTHUS 97 LACTUCA 98 MATER-
PATERNARUM

SÉTIMA VISÃO: ENTRANDO NA CORRENTE (O FLUIR) 98


99 LEONOTIS 99 PERSICARIA

OITAVA VISÃO: A ÉTICA INTERPESSOAL. 100


102 GUINEA

NONA VISÃO: A CULTURA EMERGENTE. 102


103 INCENSUS 104 TYPHA

105 APENDICE 106 APENDICE 10 APENDICE 108 APENDIC


1 2 3 E4

Anexo 1

FLORAL DE MINAS.

No tocante ao conservante utilizado para a fórmula floral de uso, deve-se observar


questões de hipersensibilidade do usuário. Geralmente emprega-se o conhaque destilado
de uvas (brandy); porém se o indivíduo necessita abster-se de álcool, é recém-nascido, faz
uso de muitos medicamentos alopáticos, principalmente anticonvulsivantes (antiepilépticos)
e antidepressivos, sofre de severos males gástricos ou hepáticos, é conveniente que este
117
conservante seja substituído por algum outro mais aceitável, ou por nenhum, utilizando
somente a água como veículo e tomando cuidados especiais com a conservação.
Até então, nossas observações, pesquisas e experimentos não confirmam que os
florais são sensíveis ou que perdem o efeito – como afirmam sobre os produtos
homeopáticos – se expostos às ondas eletromagnéticas, no entanto, por ainda não
existirem aparelhos que consigam medir estas “sutilezas energéticas”, recomendamos que
se previna de tais contatos, quando possível.
Podemos nos beneficiar da terapia floral nos mais variados momentos e em diversas
circunstâncias; desde o primeiro instante da vida até o último suspiro. Não há restrições
quanto ao tempo de uso dos florais. Os mesmos são indicados para os mais variados
distúrbios mentais, emocionais e comportamentais. Existem essências florais para conferir
equilíbrio ao indivíduo em diversas situações, quando acometidos por carência afetiva,
ciúmes, mágoas, baixa auto-estima, sentimento de inferioridade, narcisismo, dificuldades de
relacionamentos, autoritarismo, dificuldade de aprendizagem, pessimismo, ruminação
mental, indecisões, pesadelos, medos diversos, descontrole emocional, impulsividade,
letargia, impaciência, etc.
Os florais agem equilibrando os pensamentos e as emoções e em conseqüência
disso, seus efeitos se tornam visíveis a nível comportamental. Trata-se de um efeito que se
mostra gradativamente, vem do imanifesto ao manifesto. Em relação a sua atuação nos
corpos mais sutis (mental/emocional), os florais funcionam como excelente preventivo de
males que poderiam se instalar a nível orgânico/físico.
Os florais agem em nossas potencialidades latentes. De certa forma poderíamos
dizer que não são eles que curam, mas sim que acionam o nosso poder de cura, fazendo
manifestar em nós as virtudes que estavam adormecidas.
Os benefícios da terapia floral acontecem independente da credibilidade ou
sugestionabilidade de quem os utiliza. Prova disto está em sua larga ação na veterinária, em
recém-nascidos, em deficientes mentais, em pessoas em estado de coma.
A entrevista que se destina à indicação dos florais é bem semelhante à do
homeopata. A fim de selecionar as diversas essências florais indicadas para cada
circunstância e personalidade, é necessário entender as particularidades individuais, os
anseios e dilemas internos. Deve-se inteirar das questões emocionais pelas quais passa o
indivíduo, da sua maneira de pensar, de conviver consigo e com os demais. É prudente
verificar a sua ligação a episódios do passado, sua adesão ao momento atual, bem como
suas perspectivas futuras.
Diante das tantas possibilidades de tratamento apresentadas pelas diversas
essências florais, a lei é priorizar. Deve-se observar qual o fundamento da questão para
fazer a indicação, resumindo assim – pelo grau de importância – o número de essências na
fórmula floral de uso a serem indicadas.
Em verdade não há um número determinado de essências florais para compor uma
dada fórmula, no entanto, aconselhamos um limite máximo de doze (12) essências.
Na contagem, as fórmulas compostas (Buquês, Fórmulas dos Chakras) são
consideradas como uma unidade.

"Indicações dos produtos Florais de Minas"

Seguem indicações resumidas acerca das cento e oito essências florais que
compõem o sistema Florais de Minas. Explicações mais detalhadas encontram-se nas obras
básicas dos Florais de Minas, conforme referências no final do livro.
Em seguida, descrevo as indicações das diversas fórmulas compostas – dentre elas
as Fórmulas dos Chakras – elaboradas a partir de um conjunto específico de essências
florais e que visam atingir um foco mais direcionado.
Tanto as essências florais, quanto as fórmulas compostas são produtos que
necessitam ser manipulados, compreendem na terapia floral o que chamamos de solução-
estoque (SE).
As fito essências, descritas mais adiante, já estão prontas para o uso, não devendo,
portanto serem manipuladas.

118
Essências Florais Avulsas.

Capsicum: Palavras-chave: Resignação, Apatia, Conformismo, Incapacidade,


Insensibilidade emocional, Carência de energia, Anemia psíquica.
Útil para os indivíduos resignados e apáticos. Para aqueles conformados com a
própria condição adversa e que se sentem incapazes de dar um novo passo na tentativa de
alterá-la. Apresentam insensibilidade emocional, fadiga constante, monotonia na expressão
fácil e rigidez nas expectativas. Há carência de energia vital e um estado de “anemia
psíquica”. A essência traz das profundezas do ser a energia da motivação interna.

Coleus: Palavras-chave: Inteligência emocional, Impacto nervoso, Ponderação,


Impetuosidade, Impulsividade, Ira, Cólera, Raiva, Mágoa, Vingança, Digestivo emocional.
Empregada no aprimoramento da “inteligência emocional” trabalha na harmonia da
resposta aos impactos nervosos. Pondera a impetuosidade, a impulsividade, a ira, a cólera e
a falta de aceitação da atitude alheia. É uma espécie de “digestivo emocional” das
experiências anímicas do cotidiano. Ajuda na limpeza energética e atenua a sobrecarga
nervosa relacionada com acúmulo de raiva, mágoa, ira e espírito de vingança. Refina as
atitudes perante os semelhantes, com os quais há algum laço de sentimento.

Duranta: Palavras-chave: Passado, Dor, Inflexibilidade, Trauma, Internação de emoções,


Lágrimas contidas, Endurecimento.
Indicada para a personalidade inconscientemente afetada por acontecimentos
dolorosos do passado. O indivíduo assumiu uma atitude muito inflexível frente aos episódios
mais traumáticos, de forma que há muita internação de emoções. Os fatos graves de outrora
são freqüentemente rememorados, porém, sem o envolvimento emocional correspondente.
O indivíduo não chorou e não chora e as lágrimas permanecem endurecidas dentro dele. A
essência ajuda a estabelecer um canal de abertura por onde a liberação dos vínculos
anteriores possa ocorrer suavemente.

Ficus Krakatoa: Palavras-chave: Consciência, Pureza, Integração, Completude,


Reintegração.
Facilita a recordação da consciência adâmica, conferindo pureza, graça, integração,
completude, plenitude, nudez da alma, espontaneidade, serenidade, alegria de viver.
Combate o instinto predador. Trabalha em questões demais sublimadas. Promove a
reintegração do indivíduo com ele mesmo, através de uma consciência bem abrangente.

Fragaria: Palavras-chave: Isolamento, Desconfiança, Fantasias, Criatividade, Potencial


oculto, Convivência fraterna.
Indicada para aquele tipo humano obscuro, isolado, desconfiado das intenções
alheias e que, via de regra, se fecha num mundo muito particular com suas fantasias e seus
objetivos pessoais. Tem padrões de comportamento desordenado com relação aos hábitos
pessoais e nos relacionamentos. É, em geral, um tipo muito criativo, porém não compartilha
suas criações com terceiros. Sente prazer em se manter oculto junto às suas fantasias. A
essência ajuda o indivíduo a despertar para o mundo mais amplo e ensolarado da
convivência fraterna.

Hymenaea: Palavras-chave: Rejeição, Medo da maternidade, Medo da paternidade,


Distúrbios afetivos e/ou sexuais, Disputa, Incompreensão, Frigidez, Impotência, Polaridades,
Equilíbrio masculino/feminino.
Hymenaea se faz útil quando a situação apresenta a necessidade de se trabalhar na
rejeição ou medo da maternidade ou paternidade. Tal desequilíbrio pode trazer uma série de
distúrbios no relacionamento afetivo e/ou sexual do indivíduo, gerando invariavelmente
disputa, inveja, repúdio, afastamento, incompreensão, irresponsabilidade na criação dos
filhos, pavor da submissão ao marido, frieza ou frigidez sexual na mulher, impotência sexual
no homem. Esta essência floral ajuda na restauração dos padrões arquetípicos associados
às polaridades sexuadas da alma, promovendo secundariamente, através da exteriorização,
um novo equilíbrio em nossos relacionamentos afetivo-sexuais.

119
Ornithogalum: Palavras-chave: Emergências emocionais, Sustos, Perdas irreparáveis,
Mágoas afetivas, Partos prematuros, Catalisadora, Traumas, Redespertar.
Indicada para as situações emergenciais de choque emocional. Para aqueles que
passaram por um susto muito forte, uma perda irreparável e não conseguem se recuperar.
Para aqueles com o coração inundado por mágoas afetivas. Também útil nos partos
prematuros. Ornithogalum age como catalisadora naqueles casos onde parece haver
sonolência interna na pessoa. A internação de traumas pode acarretar muitos problemas
comportamentais e físicos, como surdez, mudez, tosses rebeldes, paralisias momentâneas,
esquecimentos, perdas de memória, debilidades visuais e olfativas. A essência lida com as
vibrações luminosas do redespertar.

Prunus: Palavras-chave: Descontrole mental, Perda de razão, Atividade mental intensa,


Serenidade, Laxante mental.
Indicada para aqueles atacados pelo descontrole mental e que têm medo de perder a
razão. São pessoas muito sensíveis às sugestões mentais do ambiente e têm uma atividade
mental muito intensa. Ajuda a desabrochar no indivíduo os conceitos de abertura e
serenidade Esta essência age como um laxante mental.

Xamanis: Palavras-chave: Ligação interna, Intuição, Terapêutica, Sincronicidade, Relação


paciente-terapeuta, Cura.
Favorece a ligação com a voz interior, através do despertar da própria intuição.
Revigora a autenticidade terapêutica, facilita a percepção das sincronicidades e amplia a
consciência mútua paciente-terapeuta através do estreitamento dos vínculos da
transferência e contra-transferência. Estabelece a corrente de imagens e sons interiores,
aumentando a sensibilidade e favorecendo o cultivo da introversão espiritual. Xamanis é
indispensável no trabalho terapêutico.

FÓRMULAS COMPOSTAS.

Buquê da Transformação: Útil para aqueles aprisionados em padrões cristalizados de


comportamento e que tentam de variadas maneiras uma transformação sem, todavia
lograrem resultados positivos.
Indicada para a restauração profunda da psique, para novas posturas internas,
externas e comportamentais. Deve ser usada quando há estagnação nos tratamentos florais
e psicológicos. Confere rejuvenescimento espiritual, mental e emocional. Composição:
Ageratum, Artemisia, Ignea, Jasminum, Millefolium, Origanum, Phyllanthus, Salvia e Silene.

Buquê de 5 Flores: Serve como um primeiro socorro psíquico, enquanto se procura a


orientação especializada. Deve ser ministrada em situações graves, onde não haja
comprometimentos do corpo etérico-físico. Por exemplo, nos desmaios, desfalecimentos,
choques emocionais, sustos, pesadelos, desespero, descontroles, paralisias temporárias,
tensões nervosas, pânico, histeria, etc. O uso direto da solução-estoque nos momentos
agudos é bastante aconselhável. Composição: Bipinatus, Rosmarinus, Tagetes, Psidium e
Impatiens.

Buquê de Lactentes: Ajuda na harmonização e adaptação do recém-nascido ao seu novo


ambiente vivencial. Facilita o desprendimento da consciência do seu mundo de origem,
principalmente, quando a alma rejeita ou reluta contra a encarnação. Ajuda nas transições
psíquicas e biológicas dessa época, através da maior flexibilidade e capacidade adaptativa.
Favorece o reconhecimento subjetivo dos vínculos familiares, auxilia na digestão das várias
experiências novas, desperta a autoconfiança e a máxima capacidade de aprendizado. Os
distúrbios respiratórios, digestivos, fisiológicos em geral e emocionais, muito freqüentes no
início da vida, são eliminados, ou pelo menos atenuados. A fórmula resgata as energias de
proteção, harmonia, adaptabilidade, aceitação, trazendo a “âncora” maternal. Composição:
Myosotis, Millefolium, Plantago, Foeniculum, Malus, Salvia e Lavandula.

Buquê de 9 Flores: Indicado nos primeiros socorros psíquico-físicos, enquanto se procura a


orientação especializada. Deve ser ministrada em situações onde haja perdas do sentido,

120
paralisias, choques, descontroles, colapsos, histeria, pânico, desesperança, bem como
ferimentos, cortes, torções, pancadas, fraturas, hemorragias, intoxicações,
envenenamentos, dor, etc. É útil tanto antes quanto depois das intervenções cirúrgicas,
tratamentos odontológico, partos e nas convalescenças em geral, sendo um excelente
auxiliar na recuperação de tecidos celulares traumatizados, interna ou externamente. Deve
ser indicada em situações de doenças graves ou quando há faltas de melhora nos
tratamentos. Composição: Bipinatus, Rosmarinus, Tagetes, Sambucus, Impatiens, Aleluia,
Origanum, Artemisia e Arnica Campestre.

Calmim: Com o foco de atuação em questões ligadas ao sistema nervoso, esta fórmula é
indicada na tensão, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, ruminação mental, preocupações,
impulsividade, impaciência, confusão mental e agressividade. Útil nos distúrbios
psicossomáticos como insônia, dores de cabeça, indigestão, gastrites, hipertensão, dores
musculares e prisão de ventre. Composição: Momordica, Mimosa, Lavandula, Fuchsia,
Psidium, Impatiens, Ficus, Basilicum e Vervano.

Feminalis: Fórmula de muito valor nas transições biológicas da mulher, em especial no


climatério (menopausa) e na menstruação. Ajuda na superação dos sintomas da tensão pré-
menstrual como irritabilidade, nervosismo, supersensibilidade, depressão, dores de cabeça
e no corpo, sentimentos de angústia e de abandono. Composição: Rosa Canina, Cassia,
Lavandula, Aristoloquia, Millefolium, Ficus, Lilium, Matricaria e Madressilva.

Fórmula da Opulência: Favorece o entendimento acerca da manipulação da energia


monetária e de recursos gerais para a sobrevivência. Útil aos gananciosos, avarentos,
perdulários, para aqueles que enxergam o dinheiro como algo sujo e pecaminoso. Esta
fórmula ajuda na percepção da riqueza infinita do universo e facilita o entendimento de que
podemos lidar sabiamente com a abundância. Para todos aqueles que temem uma possível
escassez de recursos e precisam desenvolver a fé na Providência Divina. Composição:
Cauliflora, Ambrosia, Millefolium, Aristoloquia, Basilicum, Margarites, Vernonia e Jasminum.

Fórmula de Aprendizado: Útil nas dificuldades gerais de compreensão, aprendizado,


memorização, concentração, síntese, globalização, amadurecimento psíquico, integração e
convivência mútua.
Pode ser usada beneficamente nos casos de crianças desatentas na escola ou com
quaisquer das dificuldades acima. Para aqueles que sentem necessidade, em algum
momento da vida, de extrair o máximo de lições de suas experiências, pois sentem que
estão sempre repetindo erros. Amplamente indicada no caso em deficientes mentais. Esta
fórmula favorece a verdadeira cura em seu nível mais profundo de significação, pois alia e
desperta o cultivo da sabedoria e da humildade. Composição: Salvia, Margarites,
Lavandula, Rosmarinus, Taraxacum, Piperita, Tabebuia, Lantana e Sonchus.

Fórmula de Exame: Faz-se útil quanto se está na expectativa de um exame, de um teste,


de uma prova, ou em qualquer situação que exija maior coragem, confiança, segurança,
autocontrole, concentração e tranqüilidade.
A fórmula é também indicada naquelas ocasiões especiais da vida, durante as
provações, quando um problema difícil precisa ser resolvido, uma decisão necessita ser
tomada. Recomenda-se iniciar o tratamento tão logo seja possível fazê-lo, assim que se
tenha notícia da situação a ser enfrentada. Composição: Rosmarinus, Basilicum,
Lavandula, Momordica, Sonchus, Foeniculum e Tabebuia.

Fórmula do Adolescente: Indicada para trabalhar nos distúrbios gerais que freqüentemente
se manifestam no período da adolescência: desobediência, ilusão com auto-imagem falsa,
tendência ao vício e ao desregramento nos hábitos cotidianos. Favorece ainda a
autodeterminação, a conexão com o propósito interno e com a verdadeira vocação,
amadurecimento psíquico e biológico, a auto-estima, a criatividade e engenhosidade, a
ternura na sexualidade e o equilíbrio entre a vontade individual e o propósito do grupo.
Composição: (1) Vernonia: conflitos de autoridade; insubordinação; desobediência. (2)
Jasminum: ilusão com auto-imagens falsas; fetichismos; ressonância com o eu verdadeiro;

121
renascimento. (3) Millefolium: autodeterminação; auto-realização; adaptabilidade; aceitação;
proteção psíquica e espiritual; vontade própria; harmonia durante transições biológicas e
psíquicas; sensação de liberdade e independência. (4) Origanum: conexão com o propósito
supremo da alma; “farejando” o próprio destino; descobrindo a senda pessoal; motivação
interna; afinando-se com a vocação. (5) Lavandula: amadurecimento psíquico e biológico;
auto-estima; “florescimento e frutificação” da alma; vencendo os complexos; auto-imagem
positiva. (6) Bougainvillea: criatividade artística; engenhosidade; improvisação;
transmutação; sublimação; conquistando o lugar ao sol, em harmonia com a vida. (7)
Hibiscus: ternura na sexualidade; interesse pelo bem-estar do parceiro; equilíbrio no
afloramento sexual. (8) Ipomea: coragem para encarar a vida; apoio contra a tendência ao
vício e ao desregramento nos hábitos cotidianos; desintoxicação mental. (9) Lantana:
equilíbrio entre a vontade individual e o propósito do grupo; harmonia e camaradagem em
ambientes potencialmente tensos.

Fórmula Ecológica: Útil nas situações que exigem o equilíbrio entre as manifestações
coletiva e individual, onde o padrão vibratório grupal precisa ser elevado. Para quando se
faz necessário captar em maior profundidade a psique do outro, criando assim um clima de
maior entendimento mútuo.
Esta fórmula é especial para ser ministrada em grupos, equipes, assembléias, escolas,
empresas, reuniões, festejos, todo e qualquer lugar onde ocorre reunião de pessoas. Pode
ser utilizada de forma oral ou através de aspersão. Em caso de aspersão deve ser borrifada
com antecedência de alguns minutos, no local escolhido, ou aplicá-la periodicamente, 1 a 2
vezes ao dia. Recomenda-se – ao manipular para aspersão – a proporção de 4 gotas da
solução-estoque para 100 ml de veículo. Composição: Lantana, Camelli, Millefolium,
Artemisia, Silene, Impatiens e Vernonia.

Guttagnello: Fórmula adequada para crianças – e também adultos – sensíveis, inseguras e


tensas. Útil nos distúrbios respiratórios, sono agitado, terror noturno, pesadelos, enurese
noturna, bruxismo, nervosismos, dificuldades de convivência e auto mutilação.
Coadjuvante nos casos de bronquites alérgicas ou asmáticas, faringites, laringites,
amigdalites, gripes em geral, tosse, rouquidão, dificuldades de expectoração e alergias
respiratórias. Indicada para os medos vagos, principalmente durante a noite, quando a
criança tende a procurar o leito dos pais. Composição: Psidium, Passiflora, Plantago,
Bipinatus, Malus, Salvia e Eucalyptus.

Levitate: Para o descontrole alimentar provocado pela ansiedade, pensamentos


obsessivos, medos, carências afetivas, bloqueios na criatividade, possessibilidade, falsa
auto-identificação, vontade fraca. Ajuda na mudança de postura mental da personalidade
frente a si mesma, aos outros e com relação aos alimentos.
Coadjuvante nos casos de obesidade e nas necessidades de perdas de peso.
Composição: Ambrosia, Artemisia, Calendula Silvestre, Chicorium, Fuchsia, Malus,
Jasminum, Ruta e Cauliflora.

Limpidus: Fórmula indicada para aumentar os mecanismos de defesa do organismo, ou


seja, age como tônico do sistema imunológico. Indicada para alergias em geral, tanto as
dermatológicas quanto as respiratórias. Excelente preventivo para as pessoas sujeitas aos
surtos de herpes e dermatoses de caráter alérgico. Cuida das defesas exauridas por atitude
mental crítica, intolerante, desconfiada e separatista. Composição: Pastoris, Linum,
Mirabilis, Matricaria, Malus, Millefolium, Aristoloquia, Foeniculum e Salvia.

Mater-patermarum: Fórmula floral para equilibrar as manifestações masculinas e femininas


no ser. Trabalha no equilíbrio da exacerbação do masculino, como a prepotência, a tirania,
a dificuldade de enquadrar-se em hierarquias e o instinto possessivo e dominador. É
também útil para tratar as perturbações oriundas na gestação ou no relacionamento doentio
com o pai, na infância e no seio familiar. Ajuda a abrir o coração para a energia nutridora e
amorosa da grande Mãe-Terra ou traz ponderação para as energias femininas instintivas
presentes no ser. Colabora para restaurar os vínculos com a mãe, com o nosso feminino

122
interno, quando a gestação ocorreu em condições traumáticas ou o papel desempenhado
pela mãe na família deixou mágoas profundas na psique. Composição: Amaranthus,
Artemisia, Coffea, Helianthus, Hibiscus, Inga, Lilium, Matricaria, Ruta, Trimera e Vitis.

Sempiternu: Auxilia nos distúrbios geriátricos em geral; nas perdas das faculdades
intelectuais e sensoriais. Funciona como tônico mental e físico, sendo indicada no
esgotamento ou apatia que seguem após períodos de muita adversidade. Auxiliar na
elevação do estado de espírito dos idosos que se sentem abandonados, principalmente
aqueles que vivem em asilos. Composição: Anil, Artemisia, Borragine, Phyllanthus,
Foeniculum, Rosmarinus, Sambucus, Basilicum e Madressilva.

Supplerium: Fórmula indicada para as pessoas deprimidas, negativistas, pessimistas,


tristes, melancólicas, culposas e queixosas que precisam despertar a alegria interior.
Indicada para depressão causada por infortúnios externos ou para a depressão endógena,
sem causa externa identificável. Nesta fórmula reúnem várias das essências Florais de
Minas que, de uma ou de outra maneira, cuidam das diversas manifestações de depressão.
Composição: Sonchus, Sinapsis, Tagetes, Borragine, Momordica, Pinus, Jasminum, Ficus e
Heliotropium.

Tonarion: Indicada para o cansaço, o esgotamento mental e físico, a prostração, o


desinteresse pelas circunstâncias, principalmente quando tais sintomas são decorrentes de
trauma psicológico passado, carências afetivas prolongadas, posições comportamentais de
muita submissão e sobrecargas profissionais ou familiares.
Útil no tratamento do estresse. Em sua composição, reúnem-se várias essências
florais consideradas tônicas. Composição: Fortificata, Rosa Canina, Tabebuia,
Foeniculum, Aristoloquia, Ruta, Tagetes, Rosmarinus e Sempervivum.

FÓRMULAS DOS CHAKRAS.

Baseando-se nos estudos relacionados aos centros de energia existentes em nosso corpo –
os Chakras – os Florais de Minas, seguindo as indicações terapêuticas de cada uma de
suas essências traz à mostra as Fórmulas dos Chakras. Na visão contígua do organismo
humano como onda/partícula, torna-se cada vez mais necessária e funcional uma ação que
alcance os aspectos energéticos do indivíduo para que então no mais denso, no corpo
físico, tal ação desencadeie suas reações de equilíbrio e bem-estar. Acessar e trabalhar
terapeuticamente nos Chakras equivale a trabalhar no ponto onde se processa, no homem,
a transição físico/energética.

Fórmula do Primeiro Chakra: Favorece o enraizar, a ligação e atuação do indivíduo no


tempo e no espaço promovendo a adaptabilidade com relação à vida em termos gerais.
Controla e confere energia aos órgãos sexuais, bexiga e pernas. Confere capacidade de
enfrentamento, segurança, coragem no tocante às situações cotidianas e corriqueiras. Dá-
nos noção de verticalidade, ficar de pé. Útil no tratamento das disfunções ligadas ao
aparelho excretor (hemorróidas, fissuras retais). Composição: Mimosa, Plantago, Pervinca,
Aristoloquia, Ambrosia, Rosmarinus, Fragaria e Leonotis.

Fórmula do Segundo Chakra: Comanda as atitudes criativas nos relacionamentos, sexo e


reprodução. Facilita a assimilação de novas idéias. Estimula os impulsos de continuidade
em todos os níveis e a noção de perpetuação, de realizar algo que marque a história.
Confere capacidade de se perceber movimentando com o externo. Útil no tratamento das
disfunções da próstata, nas colites, síndromes de irritabilidade nos intestinos, tumores na
bexiga, má absorção de nutrientes pelo intestino delgado, distúrbios sexuais e dores
lombares. Composição: Lilium, Aristoloquia, Origanum, Hibiscus, Lactuca e Hymenaea.

Fórmula do Terceiro Chakra: Fornece energia sutil nutritiva para a maioria dos principais
órgãos envolvidos nos processos de digestão dos alimentos e purificação do organismo.
Confere poder pessoal ao indivíduo, vontade, determinação, autoridade, humor. Revigora e
controla o nervo vago. Útil no tratamento das disfunções: úlceras no revestimento do

123
estômago ou do duodeno, degeneração das glândulas supra-renais e, conseqüentemente,
fadiga e fraqueza. Composição: Salvia, Vitis, Ruta, Millefolium, Ficus, Lippia, Solanis e
Chicorium.

Fórmula do Quarto Chakra: Fundamental para a capacidade de o indivíduo expressar


amor e fornecer energia seja para si ou para os outros. Proporciona energia sutil aos tubos
bronquiais, pulmões e seios e todo o sistema circulatório, facilitando o intermédio das
energias terrenas e espirituais. Transmuta a energia dos chakras inferiores. Confere saúde e
vitalidade. Relaciona-se com a troca emocional: coração (amor), circulação (comunicação).
Útil no tratamento das disfunções imunológicas, dos problemas de pele, cardíacos e
circulatórios, seja circulação sangüínea ou respiração. Composição: Rosa Canina,
Orellana, Eucalyptus, Dianthus, Typha, Mirabilis, Persicaria, Splendens e Villaresia.

Fórmula do Quinto Chakra: Importante para a comunicação (verbalização). Dinamiza a


criatividade superior e a vontade. Fornece energia para as glândulas tireóide e paratireóide.
Útil no tratamento das disfunções dos pulmões, garganta, ouvido e expressão verbal.
Fórmula indicada para os tratamentos que pedem os cuidados do fonoaudiólogo.
Composição: Calêndula Silvestre, Taraxacum, Verbenacea, Helianthus, Bougainvillea e
Margarites.

Fórmula do Sexto Chakra: Confere a capacidade de visualizar e compreender conceitos


mentais (inteligência) e por em prática as idéias. Trabalha, favorecendo a concretização do
que se idealiza e do que se imagina. Traz consciência de nossas ações, pensamentos e
sentimentos. Útil no tratamento das disfunções: visuais, endócrinas (em virtude da ligação
entre esse centro e a hipófise). Composição: Luceris, Phyllanthus, Ficus, Leonurus e
Rosmarinus.

Fórmula do Sétimo Chakra: Favorece os estados elevados de consciência, a percepção


além do espaço e do tempo, abrindo consciência para o infinito. Integra todos os demais
chakras. Útil no tratamento das disfunções cerebrais, inclusive psicoses. Composição:
Ficus Krakatoa, Origanum, Basilicum, Incensus, Lacrima e Melindre.

FITOFLORAIS LÍQUIDOS.

Os Fito florais representam uma grandiosa conjunção histórica de dois métodos


milenares e profundamente holísticos de cura: por um lado, através da fitoterapia, de uso
arcaico na recuperação da saúde humana, e por outro, pelos florais, que possuem um
alcance inigualável no reequilíbrio psíquico e espiritual e, portanto, na preservação da saúde
integral.
Os Fito florais trazem um amplo leque de possibilidades de movimentos curativos,
indo desde a esfera comportamental (espiritual, psíquica, emocional) até os sistemas
orgânicos, no nível físico do corpo. Naturalmente, as mudanças experimentadas, em cada
caso particular, irão depender do grau de consciência do paciente e conseqüentemente do
nível de mobilidade de seus vários corpos internos.
No caso dos Fito florais líquidos, ao contrário de usarmos o conhaque (brandy) puro
como veículo inerte para as essências florais, optamos por adicionar um complexo de
tinturas vegetais, consagradas, há centenas de anos, como poderosíssimos remédios da
medicina natural. Com isto, ampliamos o espectro de atuação das essências florais que
passam a agir, também, com igual força, não somente nos níveis espirituais e psíquicos,
mas nos planos energéticos, etéricos e físicos.
Os Fito florais não correspondem a uma soma arbitrária de tinturas vegetais, mas
são, na verdade, uma composição sinérgica de plantas cuidadosamente selecionadas. O
sinergismo implica que o efeito global do complexo fito floral não é a soma linear dos efeitos
parciais de cada um de seus elementos! Há uma mútua interferência energética entre todos
os constituintes, criando assim as bases para que cada fito floral possa ser considerado
como uma unidade inseparável.
Os complexos fito florais devem ser encarados como complementos nutricionais,
preventivos para a obtenção de um bem-estar integral, da mente e do corpo.

124
A estruturação desses complexos tem como base os grandes sistemas do organismo,
todavia, o foco de atuação dos mesmos permanece sendo a ampliação dos estados de
consciência e a busca de elevação dos pensamentos em formas sublimes e superiores.
A quantidade de tinturas fitoterápicas adicionadas na preparação de cada fito floral
líquido é bastante pequena. A soma volumétrica de tinturas não ultrapassa um por cento
(0,1% v/v) do volume total. Deste modo, os fito florais, quando analisados do ponto de vista
da concentração de extratos vegetais (ou tinturas fitoterápicas), apresentam-se em uma
faixa máxima equivalente à potência C1 (primeira centesimal ou 1/100) da homeopatia. Faz-
se aqui esta comparação com o intuito apenas didático, pois os fito florais não são
necessariamente submetidos ao processo clássico de sucção homeopática.
Do ponto de vista da concentração das essências florais, os fito florais líquidos
situam-se numa concentração equivalente ao dobro daquela correspondente à da solução
de uso oral (SU) tradicional, ou seja, 2*SU.
A baixíssima diluição química dos fito florais traz o grande benefício de se contornar
o problema dos efeitos colaterais, que podem eventualmente estar presentes nos
preparados fitoterápicos.
Em termos físico-químicos, as análises laboratoriais dos Fito florais líquidos mostram que
suas composições são equivalentes àquelas típicas de um conhaque de vinho tradicional,
com ligeira bonificação (0,001-0,1% v/v) pelos extratos vegetais.
apresentados brevemente os fito florais relativos a cada sistema orgânico.

(1) Sistema Urinário


EFLUVIUM: Fórmula fito floral que harmoniza e revigora as contrapartes energéticas do
sistema urinário. Produz limpeza das mucosidades e arenosidades dos rins, intensificando a
formação e eliminação da urina e protegendo contra a formação de cálculos. Útil nas
afecções gerais dos rins e da bexiga, principalmente nos processos infecciosos crônicos.
Intensifica a eliminação do excesso de líquido do corpo, sendo útil nos inchaços, edemas e
demais acúmulos de líquidos. As pessoas com tendência a sofrerem infecções urinárias
(cistites, nefrites, etc) freqüentes devem utilizar esta preparação. - Tinturas: Abacateiro,
Abutua, Caroba, Cavalinha, Chapéu-de-couro, Cipó-cabeludo, Congonha-de-bugre,
Douradinha-do-campo, Estigma de milho, Japecanga, Quebra-pedra, Sabugueiro,
Salsaparrilha. - Essências Florais: Phyllanthus, Malus, Psidium, Ageratum, Madressilva,
Artemisia.

(2) Sistema Circulatório


MOVIUS: Complexo fito floral balanceado para harmonizar e proteger as vias de circulação
energética e física do organismo. Dinamiza o sistema circulatório em sua totalidade,
evitando a formação de varizes e hemorróidas e favorecendo as propriedades fluídicas do
sangue. Previne uma perfeita alimentação e oxigenação dos tecidos. Útil nos distúrbios
circulatórios em geral, na labirintite e no enfraquecimento da memória. - Tinturas: Alecrim,
Caapeba, Cactus, Castanha-da-índia, Cavalinha, Congonha-de-bugre, Funcho, Ginkgo
biloba, Ipê-roxo, Limão-bravo, Persicária, Sete-sangrias. - Essências Florais: Rosmarinus,
Foeniculum, Anil, Taraxacum, Lavandula.

(3) Sistema Imunológico


IMUNIS: Combinação de ervas e florais com propriedades antioxidantes e imunoprotetoras,
ativando o sistema imunológico do organismo. Ajuda na proteção energética, psíquica,
espiritual e física do indivíduo, sendo um preventivo para as diversas manifestações
viróticas e bacteriais, favorecendo a eliminação de toxinas. Os constituintes vegetais desta
fórmula estão empiricamente consagrados, na medicina popular, por seus efeitos
depurativos e antibióticos. É uma fórmula útil para pessoas com fraca resistência a doenças
viróticas, bacterianas e alérgicas: gripes, rinites, bronquites, laringites, amigdalites,
bronquites, herpes, AIDS, reumatismos, artrites, artroses, etc. - Tinturas: Amor do campo,
Angico, Alho, Bardana, Caroba, Chapéu-de-couro, Cipó-cabeludo, Cipó-cravo, Cipó-sumo,
Ipê-roxo, Japecanga, Própolis, Romãzeira, Salsaparrilha, Sassafrás, Sucupira, Tayuyá, Uva
do mato, Velame do campo. - Essências Florais: Artemisia, Malus, Millefolium, Linum, Salvia,
Ageratum, Verbenacea.

125
(4) Sistema Gastrintestinal
METABILIS: Complexo fito floral indicado para facilitar a absorção, a compreensão e a
liberação das experiências cotidianas, as quais, quando mal elaboradas, trazem, como
conseqüência somática, os vários distúrbios gastrintestinais (prisão de ventre, colites,
flatulências, azia, gastrite, indigestão, mau hálito, etc). Aumenta a ação peristáltica dos
intestinos, protegendo ainda a floral local e regularizando o processo de eliminação de
fezes. Ativa o funcionamento do fígado, vesícula e estômago, proporcionando uma digestão
natural e agradável aos alimentos. Facilita a eliminação de gorduras e toxinas. - Tinturas:
Alcachofra, Alecrim, Bardana, Boldo, Caapeba, Cardo-santo, Carqueja, Casca de anta,
Cáscara-sagrada, Erva-picão, Espinheira-santa, Ipê-roxo, Jatobá, Jurubeba, Pacova, Uva do
mato, Zedoária. - Essências Florais: Psidium, Foeniculum, Aristoloquia, Taraxacum, Salvia,
Malus, Impatiens, Ageratum, Verbenacea.

(5) Sistema Glandular


HORMINA: Para a integração completa dos chakras e dos sistemas energético e glandular
feminino, ajudando nas funções metabólicas e na produção equilibrada dos hormônios.
Contribui para a harmonização das glândulas femininas, prevenido contra os distúrbios pré-
menstruais (TPM, cólicas, corrimentos, etc) e da menopausa (fogachos, irritabilidade, etc). -
Tinturas: Abutua, Alcaçus, Alecrim, Algodoeiro, Alho, Amor do campo, Agoniada, Camomila,
Cardo-santo, Damiana, João-da-costa, Limão-bravo, Margarida, Salsaparrilha. - Essências
Florais: Margarites, Matricaria, Millefolium, Hibiscus, Lantana, Ficus.

(6) Sistema Nervoso


SERENIUM: Para a harmonização do sistema nervoso, auxiliando na estabilidade
emocional, no relaxamento muscular e no equilíbrio neuropsíquico. Útil para a agitação,
nervosismo, tensão, ansiedade, irritabilidade, insônia, histeria, perturbações gástricas, crises
nervosas e nas dores em geral. Serenium pode ser de grande valia na hipertensão de
origem nervosa. - Tinturas: Alfavaca, Angélica, Camomila, Catuaba, Erva-cidreira, Maracujá,
Mulungu, Sálvia, Sete-sangrias, Valeriana. - Essências Florais: Impatiens, Psidium,
Lavandula, Fuchsia, Verbenacea, Momordica, Ficus, Vervano, Sambucus.

(7) Sistema Respiratório


VENTILIAN: Fórmula indicada para equilibrar as funções e ritmos do sistema respiratório,
prevenido contra afecções catarrais, bronquites, tosses, faringites, resfriados, rinites,
sinusites e outros processos de natureza alérgica. Ajuda na desintoxicação pulmonar, na
expectoração, no descongestionamento e na tonificação do aparelho respiratório. Tem
emprego clássico nas gripes alérgicas, rinites, faringites, laringites, bronquites e asmas. -
Tinturas: Angico Cambará Cordão-de-frade, Eucalipto, Funcho, Guaco, Imbaúba, Jatobá,
Limão-bravo, Mastruço. - Essências Florais: Guttagnello, Mirabilis, Eucalyptus.

(8) Sistema Estrutural


SUSTENTAV: Para a manutenção da saúde e equilíbrio do sistema estrutural e ósseo,
fortalecendo também os dentes e músculos. Ajuda na recuperação de fraturas, nos
desgastes das articulações, nas perdas minerais, na prevenção da osteoporose e na boa
elasticidade e resistência muscular. Associado ao fito floral IMUNIS fornece bons resultados
nas artrites, artroses e reumatismos. - Tinturas: Alcachofra, Alcaçuz, Alfafa, Aroeira, Arnica-
lanceta, Camomila, Cana do brejo, Cipó-sumo, Ipê-roxo, Jatobá, Mastruço, Quebra-pedra,
Sassafrás. - Essências Florais: Taraxacum, Phyllanthus, Millefolium, Agave, Matricaria,
Arnica Campestre, Verbenacea.

(9) Sistema Dermatológico

126
EXSULTAT LIQUOR: Para a proteção e tonificação das unhas, cabelos e pele. Apoio
nutricional aos tratamentos de queda de cabelo, unhas fracas, acnes e no fortalecimento de
tendões e ligamentos. Ajuda nas dermatoses em geral, manchas de pele e vitiligo. Deve ser
tomado e também aplicado topicamente. No caso de aplicações locais, deve-se passar, com
algodão, uma pequena quantidade do líquido, duas a três vezes ao dia. O uso interno segue
a posologia geral dos fito florais líquidos. - Tinturas: Alcachofra, Alecrim, Caapeba, Chapéu-
de-couro, Douradinha-do-campo, Funcho, Jatobá, Jurubeba, Mamacadela, Própolis,
Sabugueiro, Salsaparrilha, Velame do campo. - Essências Florais: Linum, Foeniculum,
Millefolium, Silene, Malus.

(10) Sistema Energético


VICTRIS-H: Para trazer vitalidade, energia, disposição e vigor, sendo útil nos estados de
fraqueza, cansaço mental e físico, prostração, falta de apetite e impotência sexual. Traz
energia e força de vontade, impelindo para a ação, favorecendo assim os impulsos
masculinos. Este fito floral é bastante eficaz nos casos de crianças raquíticas e inapetentes,
favorecendo o aumento do apetite. - Tinturas: Alfafa, Casca de anta, Catuaba, Cipó-cravo,
Funcho, Genciana, Guaraná, Imburana, Jatobá, Limão-bravo, Marapuama. - Essências
Florais: Sempervivum, Foeniculum, Ruta, Basilicum, Agave, Sonchus, Lavandula, Tabebuia,
Aristoloquia, Hibiscus.

VICTRIS-M: Para trazer vitalidade, energia, disposição e vigor, nos estados de fraqueza,
cansaço mental e físico, prostração, falta de apetite e frigidez sexual. Traz energia e força de
vontade, favorecendo os impulsos femininos. - Tinturas: Alfafa, Angélica, Casca de anta,
Castanha-da-índia, Cipó-cravo, Funcho, Genciana, Guaraná, Hibisco, Imburana, Jatobá,
Limão-bravo. - Essências Florais: Sempervivum, Foeniculum, Ruta, Basilicum, Agave,
Sonchus, Lavandula, Tabebuia, Lilium, Hibiscus.

HOMINE-H: Impotência sexual masculina, falta de desejo sexual do homem; rejuvenescedor


do sistema glandular masculino; aumento da rigidez peniana; transtornos emocionais da
andropausa.
Composição: Agnocasto (Agnus castus): planta da família das Verbenáceas, cuja essência
floral, preparada com uma diluição especialmente elevada, produz intensificação da libido
(desejo sexual). Golfão-Amarelo (Nuphar luteum): planta aquática da família das Ninfeáceas
fornece uma essência floral, que, em altas diluições, além de potencializar o apetite sexual,
ajuda a retardar a ejaculação, sendo, pois, bastante útil na impotência sexual secundária.
Cicuta (Conium maculatum): planta bastante vulgar pertencente à família das Umbelíferas,
sua essência floral, quando cuidadosamente preparada e em altíssimas diluições, intensifica
a libido sexual e aumenta a rigidez peniana, sendo indicada na impotência sexual primária.
Virginiana (Onosmodium virginianum): planta de origem européia, na forma de essência
floral e em altas diluições, produz um prolongamento da ereção e combate a ejaculação
precoce, sendo eficaz no combate da disfunção erétil. Base: Victris-H. A combinação destas
essências florais proporcionam um significativo aumento da libido ou dos desejos sexuais
masculinos, e ainda combatem de forma extremamente eficaz as formas básicas de
impotência sexual (disfunção erétil): flacidez peniana (falta de rigidez); ereções curtas e
fracas; ejaculação precoce. A posologia padrão é de 20 gotas, 4 vezes ao dia. O uso se
mantém restrito exclusivamente para homens adultos. A despeito da segurança e da
ausência de efeitos tóxicos desta combinação floral, no caso de pessoas hipertensas,
cardíacas e diabéticas, a prudência é mais do que aconselhável, em razão da delicadeza do
equilíbrio fisiológico das mesmas, as quais ficam dependentes, via de regra, do uso contínuo
de medicamentos alopáticos. Assim, nestes casos, é importante o acompanhamento
médico. A posologia recomendada nestes casos deve ser menor: 5 a 10 gotas, 3 a 4 vezes
ao dia.

(11) Sistema de Regulação Alimentar


MAGNIFICAT LIQUOR: Fórmula apropriada ao controle da hiperglicemia, excesso de
apetite, dificuldades de perda de peso e de eliminação de líquidos, principalmente quando
tais sintomas estão associados a problemas de ordem psíquica e comportamental
(ansiedade, angústia, nervosismo, trauma, sentimentos de culpa, fragilidade psíquica, etc).

127
Para a obesidade ou retenção líquida (inchaços), principalmente quando associada à
diabetes (hiperglicemia). Tem efeito interessante na depuração sangüínea, contribuindo para
a eliminação de toxinas, ácido úrico, colesterol, triglicerídeos, etc. - Tinturas: Cajueiro,
Carqueja, Cavalinha, Chapéu-de-couro, Fucus, Jambolão, Pata-de-vaca, Pedra-ume-caá,
Sucupira. - Essências Florais: Levitate, Calmim, Fórmula Ecológica.

FITOESSÊNCIAS.

As fito essências são elaboradas através da junção de essências florais


(concentração de solução-estoque) com tinturas fitoterápicas dotadas de psicoatividade
(concentração na primeira centesimal homeopática). Deste modo, as fito essências agem
com a profundidade das essências florais, com o foco de atuação voltado para os padrões
comportamentais.
Compreendem produtos prontos para o uso, não devem ser manipulados. A
posologia padrão é de 4 a 20 gotas, diluídas em 100 ml de água, 4 vezes ao dia. De modo
geral, recomenda-se um tratamento mínimo de dois meses.
APRESENTAÇÃO: Frasco de vidro com tampa rosqueada e conta-gotas – 60 ml.
FORMAS DE UTILIZAÇÃO: 4 a 20 gotas, diluídas em meio copo de água, 4 vezes ao dia.
RECOMENDAÇÕES E ADVERTÊNCIAS: Idênticas aos dos fito florais

INDICAÇÕES.
Almin (Ânimo & Sincronicidade): Indicada para as fases de convalescença ou de
recuperação de qualquer situação orgânica ou psicológica adversa. Útil como auxiliar no
tratamento do estresse mental, emocional ou do corpo. Ao mesmo tempo em que revigora, a
fórmula compele o indivíduo à ação, a uma atitude, ao autodomínio e ao sincronismo com
suas próprias forças internas de autocura. Formulação apropriada para outorgar ação
integrada e direcionada no sentido de instaurar qualidade e ritmo de vida. Composição:
Essências florais - Capsicum, Ruta, Sempervivum, Foeniculum, Tabebuia, Fortificata, Rosa
Canina, Aristoloquia. Tinturas - Ipê-roxo, Alfafa, Dente-de-leão, Tomilho, Alecrim.

Bonus Somnus (Boa noite & Bom sono): Favorece o relaxamento físico, a serenidade
emocional e mental, condições indispensáveis para um bom período de repouso e um sono
tranqüilo. Útil para ajudar a atenuar as manifestações de insegurança, medo, preocupação,
ansiedade, ruminação mental e aflição que podem se exacerbar à noite, prejudicando a
chegada do sono e seu suave transcorrer. Ajuda a controlar os distúrbios corriqueiros do
sono, como fobias, medos, pesadelos, agitação, enurese, bruxismo e sonambulismo.
Composição: Essências florais - Passiflora, Bipinatus, Psidium, Ageratum, Fuchsia,
Momordica, Impatiens. Tinturas - Melissa, Valeriana, Mulungu, Passiflora.

Coerentia (Coesão & Harmonia): Fórmula indicada para elevação do padrão vibratório
grupal. Age no equilíbrio entre a manifestação coletiva e individual, favorecendo uma
compreensão mais profunda da psique do outro e criando um clima de maior entendimento
mútuo. Uso indicado para os integrantes de grupos, empresas, equipes, escolas, famílias,
participantes de festejos, reuniões, jogos, enfim, toda e qualquer situação onde as pessoas
estão reunidas e tensões mútuas podem se manifestar. Dinamiza a energia de cada um,
potencializando as forças integrativas do coletivo. Promove o espírito coeso do grupo
favorecendo resultados satisfatórios e harmoniosos. Fórmula indicada tanto para uso
individual quanto coletivo, via oral ou em aspersão no ambiente. Composição: Essências
florais - Lantana, Splendens, Heliofolius, Mirabilis, Amaranthus, Camelli, Silene, Impatiens,
Vernonia. Tinturas - Cambará Eucalipto, Sálvia, Melissa.

Cogitat (Cognição & Maturidade): Aumenta o limiar dos níveis de concentração,


assimilação, globalização, síntese, memorização, sendo útil nas dificuldades escolares. Age
facilitando a integração de conceitos e idéias. Auxilia no “amadurecimento psíquico”, na
compreensão e aceitação das leis da vida, as quais são inerentes às provações e demandas
de aprendizado. Sugere a necessidade de convivência mútua harmoniosa. Formulação
apropriada para modulação cognitiva e potencialização do aprendizado maior na “escola da
vida”. Indicada também para as dificuldades sensoriais, cognitivas e de aprendizado em

128
crianças especiais. Composição: Essências florais - Margarites, Taraxacum, Salvia,
Rosmarinus, Lavandula, Piperita, Tabebuia, Sonchus. Tinturas - Alfazema, Sálvia, Alecrim,
Melissa, Hortelã (Menta), Alfavaca.

Conjuntio (Feminina & Masculino): Age na harmonização das forças sexuadas da alma,
em suas contrapartes masculinas e femininas, favorecendo o casamento interno e
conseqüentemente melhor convivência com o cônjuge. Bálsamo de ação cicatrizante sobre
os complexos viscerais, via de regra gerados como marcas dolorosas do desamor e dos
maus tratos vividos na infância familiar, e que tendem a brotar como novos dramas na
relação entre os parceiros. A fórmula floral favorece o desenvolvimento gradativo da
sensibilidade, delicadeza, receptividade, doação, amabilidade, cuidado, carinho, atenção e
amizade, atributos indispensáveis para a consagração do matrimônio interno e externo. Traz
qualidade emocional para o relacionamento cotidiano e íntimo. Para aqueles que vivem
sozinhos, sem parceiros, a fórmula canaliza as energias sexuadas para fins criativos e
construtivos. Composição: Essências florais - Hymenaea, Hibiscus, Vitis, Lilium, Zante,
Origanum. Tinturas - Hibisco, Jatobá, Alecrim, Sálvia, Cambará.

Estimilis (Auto-estima & Expressão): Favorece a percepção de nossa real identidade


interna, mostrando saídas criativas de transmutação e sublimação dos sentimentos de
inferioridade, insegurança, pessimismo, submissão e desinteresse. Tende a restabelecer o
senso de adequação, conferindo múltiplas e benéficas possibilidades resultantes da auto-
integração. Colabora com a auto-expressão, favorecendo o desabrochar de potenciais
latentes. Formulação coadjuvante no tratamento psicológico dos complexos de inferioridade
e de baixa auto-estima. Composição: Essências florais - Jasminum, Lavandula, Sonchus,
Fragaria, Ruta, Althaea, Rosa Canina. Tinturas - Alfazema, Alfavaca, Hortelã (Menta),
Alecrim, Tomilho.

Examim (Testes & Decisões): Indicada para aqueles que estão na expectativa de realizar
um exame, um teste, uma prova, concursos, entrevistas, cirurgias, enfim, que estão prestes
a enfrentar qualquer situação especial que exija maior autocontrole, concentração,
confiança, segurança e otimismo. Por estimular a clareza interna, confere discernimento nos
momentos de decisão e escolhas. Composição: Essências florais - Ficus, Emilia,
Origanum, Tabebuia, Rosmarinus, Lavandula, Basilicum, Sonchus, Momordica. Tinturas -
Alfazema, Alfavaca, Melissa, Hortelã (Menta), Funcho, Dente-de-leão, Quebra-pedra.

Harmonium (Amor & Harmonia): Potencializa a capacidade de integração e


harmonização do indivíduo consigo mesmo e com os outros, favorecendo o equilíbrio na
convivência mútua. Dinamiza as energias emocionais e espirituais ligadas ao coração e ao
pulmão. Favorece a transmutação e sublimação do sentimento egoísta de apego, em uma
ascensão altruísta na direção do amor universal. Ajuda a atrair o indivíduo para o contexto
saudável do saber amar, em liberdade. Fórmula indicada para atenuar os padrões
exacerbados do desamor, nas formas de egoísmo, ciúme, possessibilidade, apego,
carência, desconfiança, mágoa, rancor e ódio. Composição: Essências florais - Rosa
Canina, Eucalyptus, Orellana, Dianthus, Splendens, Typha, Chicorim, Inga, Guinea, Zinnia,
Villaresia. Tinturas - Mulungu, Camomila, Chapéu-de-couro, Eucalipto.

Meditatio (Meditação & Inspiração): Favorece os estados elevados de consciência, a


percepção extra-sensorial, além do espaço e do tempo, abrindo a consciência para o infinito,
principalmente naquelas individualidades cujos propósitos de vida incluem tais
potencialidades curativas. A formulação favorece as situações e posições onde o tempo
linear sede lugar ao não-linear e a localidade dá espaço à ilocalidade, conferindo, portanto
uma percepção quântica da realidade. Colabora na dissolução das fronteiras espaço-
temporais e a penetração nas dimensões angelicais da realidade. Deve ser empregada
previamente nos rituais individuais ou coletivos de meditação, interseção, cura, louvor e
oração. Composição: Essências florais - Incensus, Origanum, Lacrima, Melindre, Ficus
Krakatoa, Basilicum. Tinturas - Mulungu, Valeriana, Passiflora, Sálvia, Alecrim, Melissa.

129
Securitat (Coragem & Segurança): Induz coragem, autoconfiança e sensação de
capacidade. Facilita a conexão com os sentimentos de segurança e proteção inatos no
indivíduo. Útil para situações alarmantes que fazem imperar a fragilidade interna e a
insegurança pessoal. Auxilia trazendo algo da segurança indispensável para transpor os
momentos de dificuldades na vida. Trabalha nas diversas modalidades de medo e fobias.
Fórmula recomendada como auxiliar no tratamento da síndrome do pânico e demais
complexos cujo foco é a insegurança e os medos. Composição: Essências florais -
Mimosa, Passiflora, Ambrosia, Plantago, Lavandula, Bipinatus, Basilicum, Palicores. Tinturas
- Passiflora, Alfavaca, Mulungu, Melissa, Eucalipto.

Therapis Inspiratum (Percepção & Cura): Favorece a intuição terapêutica, facilitando a


associação das diversas informações vindas do consulente em um todo globalizado e
significativo. Induz a necessária empatia entre o consulente, o terapeuta e a essência floral,
tão necessária para que a tríade, objeto, símbolo e significado, entre em ressonância
quântica curativa. Confere ao terapeuta a proteção energética necessária, dando-lhe o
entendimento de que uma fronteira crítica precisa ser estabelecida entre ele próprio e o
indivíduo a ser tratado, de modo que o processo terapêutico resulte em acréscimo de
experiências para ambas as partes.
Composição: Essências florais - Xamanis, Margarites, Tabebuia, Taraxacum, Millefolium,
Artemisia, Basilicum. Tinturas - Sálvia, Melissa, Alfavaca, Dente-de-leão, Margarida.

Tranquillus (Serenidade & Autodomínio): Útil para aqueles aprisionados em padrões


cristalizados de comportamento e que tentam de variadas maneiras uma transformação,
sem, todavia, lograrem resultados positivos.
Indicada para ajudar no alívio da tensão nervosa, ansiedade, irritabilidade,
preocupação excessiva, ruminação e confusão mental, impulsividade, impaciência e
agressividade. Favorece o autodomínio, a tranqüilidade e a ponderação em situações que
tendem a ascender às forças conflitantes, dentro ou fora do indivíduo. Estimula a inteligência
emocional, ou seja, o advento da razão crítica e superior capaz de modular favoravelmente
as emoções exacerbadas. Composição: Essências florais - Verbenacea, Impatiens,
Psidium, Fuchsia, Momordica, Mimosa, Bipinatus, Coleus. Tinturas - Alfavaca, Passiflora,
Melissa, Sálvia, Alecrim, Boldo do chile.

Transfor (Transformação & Adaptabilidade): Indicada para as situações de sofrimento


que sugerem necessidade de autotransformação. Induz a aceitação de uma nova situação e
favorece o abandono de um velho hábito ou padrão. Ajuda no aflorar das forças
indispensáveis para que o indivíduo se equilibre, adapte e assimile, na linearidade da vida, o
surgimento das transitoriedades ou rupturas. Sugere o usufruir das potencialidades
implícitas nas mudanças. Favorece a compreensão de que “entre a poda do velho e o
nascimento do novo” múltiplas oportunidades estão à mercê, à disposição. Útil nos períodos
de transição biológica e psíquica: dentição, puberdade, adolescência, menopausa,
andropausa, mudanças de cidade, empregos, estado civil, enfim, todo processo que mostre
a passagem de um estado para o outro. Fórmula adequada para desenvolver os conceitos
de adaptabilidade e aceitação, o “jogo de cintura”. Composição: Essências florais -
Jasminum, Phyllanthus, Guinea, Origanum, Ageratum, Ignea, Millefolium, Salvia, Silene.
Tinturas - Quebra-pedra, Aquílea (Milefólio), Funcho, Alfavaca, Dente-de-leão, Camomila.

Florais de Bach
EDWARD BACH
Edward Bach nasceu no ano de 1886 em, Moseley, Birminghan, Inglaterra. Licenciou-se em
medicina no ano de 1912, pelo Univesity College Hospital. Em 1913 foi nomeado diretor do
serviço de urgências, tornando-se cirurgião das mesmas no National Temperance Hospital.
No exercício da mesma, e na sequência de observações realizadas durante o período em
que foi universitário, apercebeu-se que no tratamento das doenças, o estado afetivo dos
doentes era bem mais importante que o seu corpo físico, ou seja, que as patologias físicas

130
derivavam em muitos ou na maior parte dos casos de desequilíbrios e condições
psicológicas adversas. Bach entendia os pacientes como seres humanos e não como meros
casos susceptíveis de catalogação.
Considerou que o tratamento dos inúmeros padecimentos a que os seres humanos estão
expostos, deveria tomar em consideração a causa das doenças, o que o determinou ao
estudo da imunologia, tornando-se bacteriologista, no ano de 1915.
É hoje dado como assente, que uma mente estável interfere positivamente no sistema
imunitário, proporcionando um acréscimo de defesas a todos os que gozam de saúde
espiritual. Neste particular, podemos constatar que a Psicopatologia determina, entre outras,
como doenças em que pode predominar uma patogenia psicossomática, a artrite, doenças
da coluna, o espasmo do esôfago, dispepsia, úlcera gastroduodenal, síndrome do cólon
irritável, obstipação, diarreia, colites, psoríase, eczema, urticária, eritema, asma, rinite,
coriza alérgica, tuberculose, psicalgias diversas, enxaqueca, hipertensão, cardialgias,
acidentes vasculares cerebrais, hipertiroidismo, anorexia, perturbações sexuais, e até o
cancro.
Os Remédios Florais intentam curar os distúrbios psicológicos dos indivíduos – que são
entidades bio-psico-sociais globais –, imediata ou mediatamente causadores das doenças
físicas, sem olvidar, que gerando o equilíbrio psicológico do paciente, melhoram
substancialmente a sua qualidade de vida, proporcionando-lhe autoestima, gosto pela vida
em todas as suas manifestações e um bem estar geral, que são apanágio de uma
personalidade normal. A recuperação da doença é muito mais rápida e eficaz quando os
aspectos dinâmicos da personalidade se enquadram em padrões considerados normais e a
atitude do paciente perante a vida e os inúmeros fatores psicossociais envolventes se
assume de modo positivo.

No ano de 1917 foi diagnosticada a Bach uma doença incurável, tendo-lhe sido vaticinados
três meses de vida. No entanto, só veio a falecer muito tempo depois, em 1936, talvez
motivado por uma enorme determinação em realizar o projeto de trabalho que intuitivamente
o assoberbava.
Entre os anos de 1919 a 1922, trabalhou como bacteriologista e patologista no Hospital
Homeopático de Londres, tendo sido profundamente influenciado pela doutrina
hahnemanniana, que havia sido elaborada há cerca de um século e meio.
Em 1928 descobriu Bach, três florais: Mimulus, Impatiens e Clematis, depois de ter
observado que os diferentes tipos de personalidade reagem à doença de forma diversa.
Entre 1930 e 1934, após ter desistido da sua clínica em Harley Street, fixou-se em Cromer,
na costa de Norfolk e por experimentação própria, já que era um homem
extraordinariamente sensível, descobriu os restantes 35 remédios florais e o Rescue
Remedy, teorizando os fundamentos da nova terapia, que pretendia simples e eficiente, ao
ponto de considerar perfeitamente possível e até recomendável o autotratamento. Em 1931
publicou o livro “Cura-te a ti mesmo”, que tem tido ao longo dos anos inúmeras reedições,
cuja mensagem se pode resumir ao fato de que a doença física deriva de um conflito com a
nossa essência e desígnios espirituais.
Em 1934 transferiu a sua residência para uma vivenda denominada Mount Vernon, em
Oxforshire, atual Edward Bach Centre, onde ainda hoje se preparam as tinturas mãe dos
florais utilizando-se sempre que possível os mesmos locais do fundador para a colheita das
flores.
Nora Weeks e Victor Bullen, colaboraram com Bach e deram continuidade à sua obra.
Também F.J. Wheeler, autor de um Repertório dos Remédios Florais, que conheceu e
trabalhou com ele, de 1929 até à sua morte, alcançou extraordinários resultados com a
aplicação das 38 essências. O mesmo tem acontecido com inúmeros terapeutas do mundo
inteiro.
Para Bach, a doença é o resultado do conflito entre a Alma e a mente e jamais será
erradicada exceto por intermédio do esforço espiritual. Uma personalidade isenta de
conflitos é imune à enfermidade, sendo o “ego” a causa de todos os nossos problemas e
ainda a ideia de dualidade, que não nos permite ver o Todo.
Na cuidada observação dos pacientes, concluiu que as enfermidades resultavam de estados
emocionais negativos, como o medo, a indecisão, ansiedade, desespero, angústia.
131
Não é a doença física que urge tratar, mas o psiquismo que se encontra em desarmonia. Há
que tratar o doente e não a doença, concepção desenvolvida por Hahnemann, criador da
homeopatia. Os florais encaram o indivíduo na sua globalidade mental, que é valorizada em
detrimento dos sinais e sintomas meramente físicos. Por tal motivo, dois doentes com a
mesma patologia, podem ser tratados com diferentes remédios, face às suas estruturas
caracterológicas e de personalidade, hierarquizando-se sintomas de componente emocional,
tais como, ansiedade, depressão e fobias. Este tipo de procedimento pode ser encontrado
na Medicina Homeopática, onde os sintomas mentais e gerais do paciente assumem uma
importância decisiva, em detrimento dos locais.
Para além de médico e bacteriologista, Bach tinha formação em homeopatia, o que o
introduziu no conceito de cura vibratória. Como é sabido, os medicamentos homeopáticos a
partir de determinada diluição não contêm quaisquer moléculas da substância originária e os
de diluição mais baixa apresentam uma concentração bastante reduzida.
Influenciado pelos métodos da farmácia homeopática, no contacto com a natureza, testou
em si mesmo o efeito de diversas flores, colocando uma ou mais pétalas recolhidas de
manhã e ainda orvalhadas na língua e até na palma da mão, por ter percepcionado que as
gotas de orvalho aquecidas pelo Sol, adquiriam as propriedades curativas das flores em que
se tinham formado.
A comunidade científica considera-os placebos por não estar demonstrada a sua eficácia ao
nível bioquímico. No entanto, muitos pacientes têm obtido resultados inesperados,
interessando-lhes não a demonstração científica, mas o alívio dos seus males.
“Como ensinou Bach”, A saúde depende de estarmos em harmonia com as nossas almas.

OS SETE ESTADOS EMOCIONAIS E OS 38 REMÉDIOS


Os 38 remédios derivam essencialmente de flores de árvores e arbustos silvestres, de que
receberam o nome e donde é extraída a energia curativa, por um método simples, à
exceção de Rock Water, preparado a partir de uma fonte de água natural.
Cada uma das flores escolhidas por Bach, incorpora uma energia positiva e harmonizadora
dos mais diversos estados emocionais negativos.
Os Florais não devem apenas ser tomados quando estamos doentes. Podem e devem ser
utilizados para reequilibrar os nossos estados de espírito, as emoções e sentimentos
negativos ou geradores de padecimento psicológico, de molde a inviabilizar o aparecimento
das enfermidades.

São de todo inofensivos, até para bebês – devendo neste caso ser preparados sem álcool –,
mesmo quando tomados em quantidade e frequência superior ao recomendado. Inexistem
quaisquer contraindicações e mesmo que se ingira um frasco completo não haverá qualquer
mal-estar físico ou psicológico. Se por erro for prescrito o remédio errado ou menos correto,
não ocorrerá nada de grave, para além do problema psicológico se manter inalterado e a
doença física persistir. Podem ser ministrados a plantas e a animais.
Como em todas as medicinas alternativas ou complementares, os florais não substituem as
terapêuticas da medicina alopática, devendo sempre o doente, por si ou aconselhado pelo
terapeuta, consultar o médico de família, dada a possível existência de patologias
mascaradas, de urgência, e patologias de difícil reconhecimento por quem não tem
formação acadêmica adequada. De qualquer modo, não se conhecem interações perversas,
quando tomados conjuntamente com outros medicamentos, incluindo os homeopáticos.
Há dois tipos de remédios: os que se relacionam com um tipo determinado de personalidade
e os que são de aplicação a estados negativos transitórios, como infra melhor se entenderá.
Neles é a energia que cura e não a substância que só muito dificilmente pode ser detectada
no remédio.
Bach classificou os problemas emocionais em sete grandes grupos, cada um com seu
conjunto de remédios:

 Medo;
132
 Indecisão ou incerteza;

 Falta de interesse pelas circunstâncias presentes ou atuais;

 Solidão;

 Sensibilidade excessiva a influências ou opiniões;

 Desalento ou desespero;

 Excessiva preocupação com o bem-estar dos outros.


Damos a seguir, como primeira aproximação, os nomes e indicações terapêuticas sumárias
de cada um dos medicamentos, o que não dispensa de modo algum, o estudo da Matéria
Médica.
.
ESTADOS DE MEDO
ROCK ROSE – Heliântemo, Helianto, Cisto.
Para um paciente aterrorizado, desesperado, que experimentou um ataque de pânico ou um
medo muito intenso. Deve ser usado nos casos de emergência, doença súbita, acidente.
MIMULUS – Mimosa.
Para o medo de coisas conhecidas ou de causas conhecidas, tal como medo da morte.
CHERRY PLUM – Cerejeira.
Para o medo de perder o controlo, de fazer coisas indesejáveis.
ASPEN – Choupo.
Para medos de origem desconhecida, vagos e inexplicados, sem razão de ser, o que torna a
pessoa ansiosa. Maus pressentimentos.
RED CHESTNUT – Castanheiro vermelho.
Para o medo que algo aconteça aos outros. Ansiedade por antecipação relativamente aos
outros, muito especialmente dos que ama.
ESTADOS DE INDECISÃO OU INCERTEZA
CERATO – Plumbago, Dentilária.
Para indivíduos que não têm confiança em si próprios e nas suas capacidades e estão
constantemente a pedir opiniões e ajuda aos outros.
SCLERANTHUS – Craveiro, Erva dura.
Para estados de incerteza e indecisão, principalmente quando confrontados com duas
opções.
GENTIAN – Genciana.
Para quem tem falta de fé e desanima facilmente ao menor obstáculo.
GORSE – Tojo.
Para pessoas pessimistas, que não têm esperança, sentindo-se desesperadas, sem
esperança de cura.
HORNBEAM – Bétula, Carpa.
Para estados temporários de fadiga, mais mental do que física, nomeadamente, sensação
de “segunda-feira de manhã”, quando tem de se retomar o trabalho e se sente incapaz de o
realizar.
WILD OAT – Aveia silvestre, Aveia selvagem.
Para todos aqueles que face à sua insegurança, não conseguem dar um rumo certo à vida,
não obstante pretendam vivenciar experiências múltiplas.
ESTADOS DE FALTA DE INTERESSE PELAS CIRCUNSTÂNCIAS ACTUAIS

CLEMATIS – Clematite, Clematide, Cipó Cruz.


Para pessoas sonhadoras, sonham acordadas, que não vivem e não se interessam pelo
presente.
HONEYSUCKLE – Madressilva.
Para os que vivem dependentes das suas experiências passadas e as encaram com
nostalgia.
WILD ROSE – Roseira Brava.
133
Para a resignação e apatia no que toca ao presente, não se esforçando por melhorar a sua
vida.
OLIVE – Oliveira.
Para a exaustão, quer física quer mental.
WHITE CHESTNUT – Castanheiro da Índia ou Castanheiro Branco.
Para os que têm pensamentos persistentes, indesejados, que dilaceram a mente.
MUSTARD – Mostarda.
Para as depressões que não têm causa conhecida.
CHESTNUT BUD – Rebento do Castanheiro da Índia.
Para os que não aprendem com os erros cometidos no passado, passando a vida a repeti-
los.
ESTADOS DE SOLIDÃO
WATER VIOLET – Violeta de água.
Para pessoas reservadas, independentes, capazes, que preferem a solidão, seguindo o seu
caminho sem interferirem no dos outros.
IMPATIENS – Impaciência, Beijo, Maria Sem Vergonha.
Para a impaciência.
HEATHER – Urze.
Para pessoas egocêntricas, que estão sempre a falar de si e que não gostam de estar sós.
ESTADOS DE SENSIBILIDADE EXCESSIVA A INFLUÊNCIAS E OPINIÕES
AGRIMONY – Agrimónia.
Para todos aqueles que escondem o seu sofrimento atrás de uma máscara de alegria e
jovialidade.
CENTAURY – Centáurea Menor, Fel da Terra.
Para indivíduos servis, sempre dispostos a agradar, que têm dificuldade de afirmação, em
dizer que não.
WALNUT – Nogueira.
Para os que não se conseguem adaptar às mudanças que ocorrem nas suas vidas, como o
divórcio.
HOLLY – Azevinho.
Para estados negativos, tais como, ciúme, ódio, inveja, agressividade, rancor.
ESTADOS DE DESALENTO OU DESESPERO
LARCH – Larício.
Para todos os que não têm confiança em si mesmos. Complexos de inferioridade.
PINE – Pinheiro Silvestre.
Para os sentimentos de culpa de pessoas que chegam a culpar-se dos erros cometidos
pelos outros.
ELM – Olmo.
Para os que têm excesso de responsabilidade e obrigações múltiplas e que por isso têm em
certos momentos quebras do tipo depressivo.
SWEET CHESTNUT – Castanheiro Doce.
Para a angústia mental de indivíduos que estão no limiar das suas resistências e a quem só
parece restar o aniquilamento.
STAR OF BETHLEHEM – Estrela de Belém.
Para os que sofreram um trauma, atual ou passado.
WILLOW - Salgueiro.
Para pessoas ressentidas, amarguradas, que têm pena de si próprias.
OAK – Carvalho.
Para os que mesmo cansados, com um enorme sentido de dever, continuam a lutar até à
exaustão.
CRAB APPLE – Macieira.
Para os que não têm autoestima, que se sentem de algum modo impuros.
ESTADOS DE EXCESSIVA PREOCUPAÇÃO COM O BEM ESTAR DOS OUTROS

134
CHICORY – Chicória.
Para pessoas possessivas, que têm tendência em cuidar em excesso dos outros.
VERVAIN – Verbena.
Para pessoas autoritárias, intolerantes, que querem converter os outros aos seus princípios.
VINE – Videira.
Para os que querem sempre dominar e são inflexíveis.
BEECH – Faia.
Para os que são demasiadamente críticos e intolerantes em relação aos outros, sentindo
necessidade de ver mais beleza e bondade no meio envolvente.
ROCK WATER – Água de nascente.
Para os que são intransigentes consigo mesmos.

PRESCRIÇÃO E POSOLOGIA

1. PRESCRIÇÃO E POSOLOGIA
No artigo relativo ao interrogatório referimos quase que exaustivamente o procedimento que
o terapeuta deve seguir para poder prescrever em segurança.
Em síntese, sem pretensões, podemos afirmar que o terapeuta para prescrever – adapte-se
com as necessárias precauções aos casos de autoprescrição – deve:

 buscar a causa primordial dos sintomas, espontânea ou provocadamente relatados


pelo paciente. É possível que existam traumas não resolvidos e que o primeiro
medicamento a ser receitado seja Star of Bethlehem, enquanto se aguarda por uma
segunda consulta e consequentemente por uma maior confiança e
autoconhecimento daquele;

 provocar o doente à introspecção, instigando-o ao autoconhecimento, que agirá


como uma psicoterapia de libertação, o que o irá envolver definitivamente no
processo de cura;

 proceder à hierarquização dos sinais e sintomas patológicos e ainda dos


característicos da personalidade do paciente, selecionando e graduando o conjunto
da sintomatologia, o que conduzirá à escolha do remédio ou remédios adequados,
em consonância com a Matéria Médica;

 limitar o número de remédios no mesmo frasco não ultrapassando seis ou sete. De


preferência, deverá receitar-se o menor número possível de medicamentos, para
acompanhar a evolução da cura, substituindo-os sempre que se alterem os
desequilíbrios afetivos. Esta é uma questão que nunca deve ser olvidada; os casos
devem ser reavaliados com alguma frequência, já que alguns dos sintomas podem
desaparecer, surgindo novos, que impõem inelutavelmente nova prescrição.
PREPARAÇÃO DO REMÉDIO E POSOLOGIA
Do frasco matriz disponível no mercado, são retiradas duas gotas, adicionadas a 30ml de
água pura e a uma colher de chá de brandy de boa qualidade, cuja função é a de conservar
o remédio. Se este for ministrado a crianças de tenra idade, é aconselhável que não se
proceda à adição de qualquer componente alcoólico. Um frasco de tratamento obtido pelo
método mencionado tem uma duração de cerca de três semanas.
Se estivermos perante uma prescrição complexa – mais de um remédio –, utilizam-se duas
gotas de cada frasco matriz nesse preparado.
Tratando-se do Rescue Remedy, da essência retirará quatro e não duas gotas – ver artigo
relativo ao Rescue.
O efeito dos Remédios Florais varia em consonância com a estrutura bio-psicológica do
paciente e das circunstâncias ambientais que o envolvem e que com ele interagem.
Em regra, tomam-se quatro gotas, quatro ou mais vezes ao dia, aplicadas sublingualmente
135
ou dissolvidas num copo de água, no período que for considerado adequado, que pode ir de
uma semana a alguns meses. Nalguns casos agudos, uma única toma aliviará
imediatamente os sintomas.

Os remédios podem ser tomados durante anos ou toda a vida, sem quaisquer contra
indicações. No entanto, pode verificar-se um agravamento dos sintomas ou o aparecimento
de sintomas antigos – o que é um indício seguro de que o floral está a produzir efeitos
benéficos – quando se começam a tomar os remédios ou decorrido que seja algum tempo.
Normalmente são estados transitórios, mas tratando-se de sintomas suprimidos que
retornam ao nível consciente do sujeito, pode ser útil e até necessária a reavaliação do
caso, elaborando-se uma nova prescrição.
Em casos de manifesta urgência, as doses de quatro gotas podem ser ministradas com
intervalos de alguns minutos até que ocorram melhoras visíveis. Em casos graves, de meia
em meia hora e em todos aqueles em que os sintomas persistem durante muito tempo, de
três em três horas ou segundo as necessidades do doente.
Nos pacientes em estado de inconsciência, podemos umedecer-lhes os lábios
frequentemente, até que o medicamento faça efeito.
Para crianças, a dosagem é a mesma que para os adultos, mas as gotas devem ser
adicionadas ao leite, água, sopa ou sumo de frutas. Tratando-se de bebê de tenra idade, em
amamentação, o medicamento escolhido deve ser ministrado à mãe.

38 FLORAIS DE BACH MATÉRIA MÉDICA

1 HEATHER
Palavras-chaves: EGOCÊNTRICO, PREOCUPADO CONSIGO MESMO, FALADOR.

Heather é indicado para os que estão preocupados com a sua própria situação ou doença.
Afastam os outros devido à extrema exigência que lhes colocam. Exageram os seus
sintomas. Falam compulsivamente, necessitam de audiência, detêm as pessoas a fim de
falar sobre elas mesmas. Tendem a falar rapidamente, junto ao rosto do ouvinte.
Não gostam de estar só, mas não compreendem que são muitas vezes evitadas porque
tiram a vitalidade das outras pessoas e não mostram qualquer interesse pelos problemas
alheios.
O potencial do Heather é ser um bom ouvinte, generoso na ajuda aos semelhantes, sem
egoísmo e compreensivo em relação aos problemas dos outros. As pessoas Heather
positivas usam o seu sofrimento pessoal para se identificarem com o dos outros.

2 IMPATIENS

Palavras-chaves: IMPACIÊNCIA

O Impatiens é indicado para as pessoas que se irritam facilmente. São impacientes e


querem tudo feito na hora. Agem, pensam e falam rapidamente. Estas pessoas são capazes
e eficientes, mas deixam-se irritar e frustrar por colegas lentos e por isso preferem trabalhar
sozinhas. São independentes, detestam perder tempo e terminam muitas vezes as frases
das outras pessoas.
Poderão ter explosões de cólera, mas estas passam depressa. Quando estão doentes,
mostram agitação e irritabilidade. Mostram em muitos casos nervosismo e a sua
precipitação pode levar a uma propensão para acidentes.
O potencial positivo do Impatiens reflete-se numa pessoa decidida e espontânea, mas
menos apressada no pensamento e na ação. São descontraídas e bem-humoradas com os
outros e compreendem os que são mais lentos. Enfrentam problemas irritantes com calma e
diplomacia.
É um dos componentes do Floral de emergência Rescue®.

136
3 WATER VIOLET

Palavras-chaves: RESERVADO, FECHADO, SÉRIO, GOSTA DA SOLIDÃO, DE FICAR


SOZINHO COM ANIMAIS.

O tipo Water Violet tem conhecimento, é calmo e competente. Estas pessoas gostam de um
estilo de vida privado, são calmas e muitas vezes pedem-lhes conselhos, mas não impõem
as suas opiniões ou desejos aos outros. Gentis e autoconfiantes têm um sentido de
superioridade. Os tipos extremos podem ser distantes, parecendo orgulhosos, desdenhosos
e condescendentes. Quando estão cansados ou quando há demasiadas distrações
externas, têm a tendência para se retrair, parecendo antissociais e frios.
Quando sofrem, guardam os seus problemas para si. Não contam com os outros para o
apoio e podem ser consideradas emocionalmente frias. Sentem dificuldade em se abrir com
os outros, achando mais fácil esconder-se por trás da sua calma fachada.
Não gostam de sair, ir para festas, baladas. Se fecham tanto que se tornam antissociais.
O potencial positivo do Water Violet tem um relacionamento mais caloroso com os outros,
mantendo ao mesmo tempo a sua sabedoria e dignidade. As pessoas Water Violet gostam
de ajudar com o beneficio do seu conhecimento e sabedoria. Calmas, serenas, dignas,
sabem compreender e identificar-se com os demais. Põem muitas vezes os seus talentos a
serviço dos outros como conselheiros ou professores, por exemplo.
• Leveza abre as emoções
• Alegria perante a vida
• Participar e conviver com as pessoas de um modo livre.

4 GENTIAN

Palavras-chaves: DESÂNIMO POR UMA CAUSA CONHECIDA PERDEU A FÉ

O Gentian destina-se a casos de dúvida e desânimo. Os que sofrem destes sintomas


sentem-se facilmente desanimados e até deprimidos, quando as coisas correm mal ou
quando se vêm confrontados com dificuldades. Ao contrário dos casos Mustard, seu
desânimo tem sempre uma causa identificável. Eles podem na verdade fazer bons
progressos, tanto na doença como na vida, mas ficam facilmente desanimados por
pequenas contrariedades.
Gentian pode ser útil para pessoas desencorajadas com uma doença prolongada ou
recorrente. É também útil para crianças que se sentem desanimadas com os seus
resultados escolares.
O potencial positivo do Gentian é possibilitar o entendimento de que o fracasso não existe
quando se está a fazer o nosso melhor, sejam quais forem os resultados. Nenhum obstáculo
parece demasiado grande e nenhuma tarefa demasiado intimidante de empreender. Existe a
convicção de que eventuais dificuldades serão por fim ultrapassadas.

• Confiar na Providência Divina que nos protege e abre as portas para nossa vida.
• Fé no Divino.
• Ânimo para vencer os obstáculos.

5 GORSE

Palavras-chaves: DESESPERANÇA, DESÂNIMO PROFUNDO, DESISTIU DE LUTAR.

Gorse é para a desesperança e desânimo extremos, para pessoas que desistiram de lutar.
Sentem que não há qualquer luz no fundo do túnel e perderam toda a esperança. Podem
acreditar que a doença é hereditária e, portanto, incurável. Sentem-se condenadas à dor e
ao sofrimento e não tentam melhorar. Para agradar aos seus entes queridos, podem tentar
diversos tratamentos, mas não têm qualquer esperança de que deem certo.
O Dr. Bach escreveu o seguinte sobre as pessoas Gorse: “Parecem necessitar de um raio
de sol que afaste as nuvens na sua vida.”
O potencial positivo do Gorse é um sentimento de fé e esperança, apesar dos problemas
físicos ou mentais do presente. A pessoa se sente mais animada e feliz e capaz de usar a
137
doença como uma experiência positiva. Em casos mais tranquilos, sente-se a caminho da
recuperação.

6 HORNBEAM

Palavras-chaves: SENSAÇÃO DE “SEGUNDA-FEIRA DE MANHÔ. PREGUIÇA,


SEDENTÁRIO.

Hornbeam é indicado para a fadiga mental, mais do que física. Para os que acordam e
duvidam da sua capacidade para enfrentar o dia de trabalho. Acham difícil enfrentar os
problemas ou encarar o programa do dia a dia, embora geralmente consigam terminar todas
as tarefas. Sentem insegurança na sua energia de realização do trabalho, mas tem energia
para o prazer.
As pessoas que necessitam de Hornbeam poderão estar sofrendo de excesso de trabalho
ou de uma sensação de falta de prazer pela rotina do dia a dia. Por exemplo, quando
estudam arduamente para os exames (veja também Olive). Falta-lhes entusiasmo e poderão
adiar tarefas. O sono não é recuperador e, se estiverem se restabelecendo de uma doença,
duvidam das suas forças para melhorar.
O potencial positivo de Hornebeam é a certeza da nossa força e capacidade para enfrentar
o dia de trabalho. Recupera a vivacidade mental, vitalidade e espontaneidade e a vida volta
a ser desfrutada. O dia de trabalho pode ser enfrentado com energia e clareza e é
devidamente equilibrado com algum divertimento.
• Ânimo e confiança para realizarmos as atividades do cotidiano.
• Prazer nas atividades do dia a dia.
• Organizar o mundo material.
• Prazer nas atividades físicas e dietas.

Palavras-chaves: INDECISÃO ENTRE DUAS SITUAÇÕES

O Scleranthus destina-se a pessoas que sofrem de indecisão: as pessoas que necessitam


de Scleranthus têm dificuldade em tomar decisões, especialmente quando são confrontadas
com duas possibilidades.
Estas pessoas mostram falta de equilíbrio e personalidade. As suas mentes, tipo
“gafanhoto”, as fazem saltar de assuntos no meio da conversa. O seu humor oscila
frequentemente, experimentando extremos de alegria/tristeza, energia/apatia,
otimismo/pessimismo ou riso/choro. Esta postura flutuante pode fazer com que não inspirem
confiança e podem perder tempo e oportunidades devido à indecisão.
O potencial positivo do Scleranthus é a certeza e o poder de decisão, com firmeza e
equilíbrio, em todas as circunstâncias. As pessoas Scleranthus positivas são capazes de
tomar decisões rápidas e agir prontamente quando necessário.
• Clareia a mente para decidir com o coração.
• Decisão acompanhada de ação.
• Posicionar-se perante a vida.

7 WILD OAT

Palavras-chaves: INCERTEZA SOBRE O RUMO CERTO NA VIDA. PERDIDA NÃO SABE O


QUE QUER. FALTA DE PROPÓSITO.

O Wild Oat destina-se a pessoas que chegaram a uma encruzilhada na sua vida e estão
completamente inseguras sobre o caminho a seguir. Podem ser ambiciosas e talentosas em
vários setores, mas desperdiçam seus dotes por falta de um rumo claro. Poderão tentar
diversas carreiras, mas ficam facilmente fartas e insatisfeitas, tendendo a ser levadas pela
corrente. Ao mesmo tempo sabem que a vida está a deixá-las para trás e sentem-se
frustradas e insatisfeitas (veja também Cerato e Scleranthus).
Wild Oat ajuda a tomar decisões importantes, tais como indecisão para a escolha de uma
carreira e para quem viaja muito e não para em nenhum emprego
O potencial positivo do Wild Oat é a visão clara do que se vai fazer na vida, com ideias e
ambições positivas e capacidade de decidir o rumo verdadeiro. Os talentos são aproveitados
138
construtivamente. Estas pessoas de talentos múltiplos poderão encontrar formas de
prosseguir com mais de uma carreira ao mesmo tempo, já que não desistem quando se
aborrecem. Ajuda definir a profissão.
É o caminho, a direção na luz da vida. A firmeza de propósito – clarear e definir as metas de
vida. Também ajuda a criar raiz.

8 ASPEN

Palavras-chaves: MEDOS E PREOCUPAÇÕES DE ORIGEM DESCONHECIDA. MAUS


PRESSENTIMENTOS.

O Aspen é indicado para pessoas subitamente afetadas por medos ou preocupações sem
razão especifica e que podem estar de uma forma geral, agitadas e ansiosas. Uma
necessidade típica para a utilização de Aspen é o caso da pessoa que acorda com medo
devido a um sonho ruim, mesmo que o sonho tenha sido esquecido. O Aspen ajuda crianças
pequenas que têm pesadelos e temores noturnos (veja também Rock Rose).
Os medos Aspen podem ocorrer de dia ou de noite. Ansiedade ou maus pressentimentos
inexplicáveis podem subitamente apoderar-se da pessoa quando está sozinha, ou quando
na companhia de amigos. Podem os medos ser acompanhados tremores.
O potencial do Aspen é um estado de paz interior, segurança, ânimo e coragem. A
apreensão dá lugar a um desejo de aventura e novas experiências, sem preocupação
relativa às dificuldades e aos perigos.
Como o Dr. Bach escreveu: “Quando chegamos a este ponto, estamos acima da dor e do
sofrimento, acima das preocupações e dos medos, acima de tudo exceto da alegria de viver,
da alegria da morte e da alegria da nossa imortalidade… podemos percorrer esse trilho sem
qualquer perigo, ultrapassando qualquer dificuldade, sem medo.”.

9 CHERRY PLUM

Palavras-chaves: MEDO DE PERDER O CONTROLE MENTAL, EMOCIONAL OU FÍSICO.


COMPULSÃO DESCONTROLADA. VÍCIOS DESCONTROLADOS.

O Cherry Plum é indicado para pessoas que receiam perder o controle do seu
comportamento. Que podem estar à beira de um colapso. Para pessoas profundamente
descontroladas e que receiam perder a sanidade mental.
A pessoa que necessita do Cherry Plum, pode estar à beira de explodir e ceder a impulsos
violentos. Podem, também, se tornar histéricas com amigos e família, manifestando ataques
de ira.
Medo de doenças mentais, medo de ficar doente. Para pessoas que tomam muitos
medicamentos, é indicado para limpeza. Para quem pensa ou já tentou suicídio pode tomar
a vida inteira.
O potencial positivo do Cherry Plum revela-se na pessoa de mente calma e capaz de pensar
e agir racionalmente.
Se o problema for muito grave, recomenda-se a ajuda de um bom terapeuta.
É um dos componentes do Floral de emergência Rescue®.

10 MIMULUS

Palavras-chaves: MEDO DE COISAS CONHECIDAS E TIMIDEZ

O Mimulus é indicado para medo de causas conhecidas, tais como: doença, morte,
acidentes, dor, escuro, frio, pobreza, outras pessoas, animais, aranhas, falar em público,
perda de amigos ou do emprego, ida ao dentista etc. Destina-se a pessoas que sofrem de
medos facilmente definidos. Os que sofrem destes sintomas poderão ser talentosos e
artísticos, mas tímidos e retraídos, e podem ficar “calados” quando estão acompanhados.
Os tipos Mimulus poderão sofrer de rubor, gagueira, riso nervoso etc.
O Mimulus é recomendado para crianças tímidas e sensíveis, receosas de animais, do
escuro etc. (veja também Larch).
O potencial positivo do Mimulus é a personalidade calma e corajosa que permite enfrentar
139
as adversidades e dificuldades com humor e confiança. Sabem defender-se e controlar
inteiramente as suas emoções, desfrutando da vida sem medo.

11 RED CHESTNUT

Palavras-chaves: MEDO OU PREOCUPAÇÃO EXCESSIVA EM RELAÇÃO AOS OUTROS.


PENSAMENTO RUIM.

O Red Chestnut trata os que têm medo e se preocupam e têm receio excessivo em relação
ao bem-estar dos outros, em particular da família e amigos íntimos. Receiam que o pior
aconteça aos seus entes queridos, que uma pequena queixa se torne algo grave, que uma
criança quando brinca se machuque ou que um avião numa viagem de férias caia.
Inquietam-se e se preocupam também com os problemas alheios. Este é muitas vezes um
estado temporário verificado em pessoas que tomam conta de outros, enfermeiros,
conselheiros etc.
O potencial positivo do Red Chestnut é a capacidade para cuidar dos outros com
compaixão, mas sem ansiedade. As pessoas Red Chestnut positivas irradiam pensamentos
de saúde e coragem para os que deles necessitam e permanecem física e mentalmente
calmas durante emergências. Gostam de ajudar quando lhes pedem, mas não tentam impor
o seu auxilio aos outros.
É um dos componentes do Pomander® Concentração.

12 ROCK ROSE

Palavras-chaves: TERROR, PÂNICO e MEDO CONCRETO.

O Rock Rose é para o terror, como o que a pessoa pode sentir depois de sofrer um
acidente, escapar por pouco de um desastre ou assistir a um acidente. Quando diante de
uma ameaça aguda – tal como um desastre natural, doença súbita, assalto etc. – há uma
sensação de medo paralisante e de impotência.
Este estado de terror pode igualmente ocorrer em consequência de pesadelos (veja também
Aspen e Rescue®).
O estado Rock Rose é normalmente breve e relacionado com uma crise específica.
O potencial positivo do Rock Rose é a coragem e a presença de espírito. A pessoa que se
mantém calma e se esquece de si mesma em caso de emergência.
É um dos componentes do Floral de Emergência Rescue®.

13 CRAB APPLE

Palavras-chaves: IMAGEM NEGATIVA DE SI MESMO. SENSAÇÃO DE IMPUREZA. MANIA


DE LIMPEZA.

Crab Apple é a essência para a limpeza da mente e do espírito, recomendado para os que
se sentem impuros e têm uma imagem negativa de si. As pessoas Crab Apple podem ser
obsessivas em relação à limpeza da casa ou ter compulsão mental por coisas banais.
Crab Apple é indicado para pessoas que se envergonham e se sentem embaraçadas em
relação a sintomas físicos desagradáveis, tais como problemas de pele. Ficam desanimadas
se o tratamento falhar (veja também Gentian). As pessoas com problemas de pele podem
usar este floral, externamente, na forma de loção (algumas gotas em água), numa
compressa ou adicionada à água do banho (10 gotas).
O potencial positivo do Crab Apple é a aceitação de nós e das nossas imperfeições. As
pessoas Crab Apple têm uma imagem positiva de si e são descontraídas em relação a sua
aparência e ao seu ambiente.
• É o Floral da purificação do corpo e da mente.
• Clareza para vermos as coisas na proporção exata.
• Melhora a autoestima e nos ajuda a transformar o que não gostamos em nossa aparência.
É um dos componentes do Pomander® Proteção.

14 ELM
140
Palavras-chaves: SOBRECARREGADO POR OBRIGAÇÕES QUE LHE SÃO IMPOSTAS.

Elm destina-se aos que se sentem sobrecarregados pelas obrigações da vida. Normalmente
competentes e capazes, em determinados momentos estas pessoas entram em desespero.
Os tipos Elm são bons administradores, gestores e ocupam muitas vezes cargos de
responsabilidade, relacionados com o bem-estar dos outros. São, por exemplo, médicos,
professores, terapeutas e diretores de indústrias.
O Elm é indicado para pessoas que se sentem subitamente “esmagadas” pelas suas
responsabilidades e incapazes de lidar com elas ou de cumprir com os seus compromissos,
o que é, muitas vezes, causado quando aceitam muito trabalho, e não cuidam de si.
Consequentemente, sentem-se deprimidas e exaustas, com perda temporária de
autoestima. Mesmo uma dúvida momentânea sobre as suas capacidades pessoais pode
fazer com que se sintam fracas e debilitadas.
O potencial positivo do Elm é a recuperação da capacidade normal da personalidade e um
retorno a sua plena eficiência e autoconfiança. Os problemas são vistos sobre outro aspecto
e a pessoa só aceita aquilo que consegue fazer, reservando tempo para satisfazer as suas
próprias necessidades e cumprir sua missão.

15 LARCH

Palavras-chaves: FALTA DE CONFIANÇA NAS SUAS CAPACIDADES. SENTIMENTO DE


INFERIORIDADE. FRACASSO. CRIA BLOQUEIO.

O Larch é adequado para pessoas sem autoconfiança, pessoas que nem tentam porque
estão certas de que irão falhar. Sofrem de sentimentos de inferioridade. Têm consciência de
sua capacidade e potencial, mas recusam-se a reconhecê-los, evitando assim o risco de
fracasso.
Este é também um floral útil para qualquer pessoa que sofra de falta de confiança antes de
exames, entrevistas, exames de condução etc. (veja também Rescue®).
Indicado para pessoa que se aposenta que envelhece e acha que não pode fazer mais
nada.
O potencial positivo de Larch é expresso nas pessoas que são determinadas, capazes e têm
um sentido realista de autoestima, sem se preocuparem com a falha ou o sucesso. Estão
conscientes do seu próprio potencial e recusam-se a aceitar as palavras “não consigo”.
Utilizam bem o seu sentido crítico, mas com sensibilidade.
• Valorização da nossa capacidade.
• Acreditar que seremos capazes de vencer qualquer dificuldade.
• Despertar potenciais ou capacidades que temos latentes e não aproveitamos.
• Sucesso!

16 OAK

Palavras-chaves: EXAUSTO, MAS CONTINUA A LUTAR.

As pessoas Oak são normalmente corajosas, fortes e de confiança; necessitam de Oak


quando estão perdendo sua força interior e o cansaço se apodera delas. Continuam a lutar,
aconteça o que acontecer, ignorando o seu cansaço. Impelidas por um forte sentido do
dever, são úteis aos outros, muito responsáveis e de confiança. São pacientes por vezes
sujeitando-se a grandes esforços e não se permitem descansar se houver trabalho a fazer,
pelo contrario, continuam a lutar obstinadamente quando estão excessivamente cansadas
(veja também Rock Water e Vervain).
A perda de energia natural resultante pode conduzir à depressão, frustração e outros
sintomas de estresse. Estas pessoas têm sensação de fracasso quando estão doentes, mas
são incansáveis nos seus esforços de recuperação.
O potencial positivo das pessoas Oak revela-se na sua força habitual, que é o amparo da
sua família ou do grupo de trabalho. Possuem uma enorme resistência, persistência,
paciência e reservas de energia conseguindo suportar imenso estresse. O Oak restabelece
a sua energia e ajuda a reconhecer a necessidade de tempo para repousar e para cuidar
não só dos seus deveres como de si.
141
17 PINE

Palavras-chaves: CULPA. AUTORREPROVAÇÃO PELOS SEUS ATOS E DOS OUTROS.

Pine é aconselhado para pessoas que se sentem cheias de culpa e de autorreprovação.


Que se culpam pelos erros das outras pessoas e por qualquer coisa que ocorra mal. Sentem
que não têm mérito ou valor. O seu complexo de culpa e sentimento de vergonha não se
baseiam, necessariamente, em algo errado que tenham realmente feito, mas destrói a
possibilidade de uma vida feliz.
Estas pessoas parecem humildes e estão sempre pedindo desculpas, pedem desculpa por
estarem doentes e podem até achar que merecem a doença ou dor.
Acham que têm muito e os outros pouco. Acham que não merecem o que possuem.
O potencial positivo do Pine permite às pessoas aceitarem a responsabilidade com realismo
e a fazer juízos de valores sólidos. As pessoas Pine positivas aceitam-se e respeitam-se a si
mesmas tais como fariam com os outros, sem juízos de valor excessivamente negativos. O
Dr. Bach escreveu o seguinte sobre as pessoas Pine: “Qualquer sinal de condenação contra
nós, ou os outros, é um sinal de condenação contra a Criação Universal do Amor e
restringe-nos, limita os nossos poderes para permitir que o Amor Universal flua em nós e
chegue até aos outros.”.
• Perdão pelas nossas atitudes erradas.
• Merecimento de sermos felizes.
• Merecimento de aproveitarmos o que o Divino nos deu.

18 STAR OF BETHLEHEM

Palavras-chaves: EFEITOS POSTERIORES AO CHOQUE E TRAUMA DO PASSADO E DO


PRESENTE. INCONSOLÁVEL

O Star of Bethlehem trata as sequelas do choque mental ou físico, em virtude de acidentes,


más notícias, luto, desapontamentos súbitos, sustos etc.
Embora o ideal seja tomar o Star of Bethlehem imediatamente após o evento, é também
excelente para efeitos retardados que podem manifestar-se anos depois da ocorrência,
traduzidos por sintomas físicos.
O Star of Bethlehem é um importante ingrediente do Rescue®. É útil para a mãe e a criança
imediatamente após o parto.
O potencial positivo do Star of Bethlehem é a neutralização dos efeitos do choque, sejam do
presente ou do passado, ajudando assim o paciente a se recuperar.
O Dr. Bach descreveu este floral como “o consolador e o aliviador de dores e tristezas”. “O
Consolador de Almas.”
Cicatrizante dos corpos físicos, emocional o mental, por traumas ou intervenções cirúrgicas.
É a luz da estrela no meio da escuridão. Luz da estrela guia.

19 SWEET CHESTNUT

Palavras-chaves: DESESPERO MENTAL EXTREMO

O Sweet Chestnut ajuda no desespero mental doloroso, descrito pelo Dr. Bach “o desespero
sem esperança dos que sentem que alcançaram o limite da sua resistência” Poderá assumir
a forma de tristeza intensa. Os que padecem deste estado podem sentir-se quase
destruídos por ele. A depressão é acompanhada por uma sensação de solidão e de que o
futuro é sombrio e sem quaisquer perspectivas.
As pessoas que necessitam de Sweet Chestnut podem sentir-se à beira de um colapso
nervoso, embora não suicidas. Podem também ter a sensação de que Deus as abandonou.
Este estado pode seguir-se a um luto ou a anos de dificuldades sofrendo sem reclamar.
O potencial positivo do Sweet Chestnut é a libertação do desespero e desânimo. Embora as
circunstâncias externas possam não ter mudado, elas passam a ser enfrentadas com
otimismo e paz de espírito. Isto pode ser ajudado pela descoberta ou recuperação da fé num
poder mais alto e por uma sensação de ajuda interior.

142
• Entendemos o porquê do sofrimento
• Ter uma luz de saída para nos libertar do nosso sofrimento.

20 WILLOW

Palavras-chaves: MÁGOA. RESSENTIMENTO. NEGATIVISMO. SE MÁGOA FACILMENTE.


PODE SE SENTIR A VÍTIMA

O Willow é indicado para ressentimento, pena de sim e amargura. A maior parte das
pessoas sente que está a “abusar da sua boa vontade”. Este floral ajuda a neutralizar o
ressentimento e a restabelecer um sentido de humor e de proporções.
O Willow alivia a sensação de ser injustiçado pela vida – Eu não mereço isto. Por que isto
está acontecendo comigo?
As pessoa no estado Willow negativo são ressentidas com a sorte, a saúde, a felicidade ou
ao sucesso dos outros. Podem ficar resmungonas, amuadas e irritadas. São pessoas são
difíceis de tratar quando doentes, pois nunca estão satisfeitas, preferindo considerar-se
vitimas porque têm relutância em admitir quaisquer melhoras. O ressentimento contínuo
pode afetar a vitalidade geral da pessoa e provocar um mau estado geral de saúde.
O potencial positivo do Willow permite às pessoas perdoar e esquecer injustiças passadas e
gozar a vida, atraindo assim condições e amizades positivas. Deixam de ser vitimas e
passam a estar no leme do seu próprio destino, com alegria e positivismo. Passam a
perceber que são responsáveis por sua felicidade.
É um dos componentes do Pomander® Proteção.

21 AGRIMONY

Palavras-chaves: PROBLEMAS ESCONDIDOS POR TRÁS DE UMA CARA ALEGRE.


TORMENTO INTERIOR

As pessoas que necessitam de Agrimony aparentam muitas vezes despreocupação e bom


humor, mas a sua “alegria de viver” esconde ansiedades, preocupações e até um tormento
interior real, que tentam esconder delas e dos outros. Se sentirem dores ou mal-estar, irão
provavelmente brincar com o assunto por não estarem dispostas a expressar os seus
sentimentos verdadeiros. São muito sociáveis e tentam ignorar o lado mais sombrio da vida.
Preferem fugir das situações a entrar em confrontos. Poderão também sofrer de noites
agitadas com pensamentos inquietantes (veja também White Chestnut).
As pessoas Agrimony podem suprimir o seu desconforto recorrendo a bebidas alcoólicas,
drogas ou excessos alimentares.
O potencial positivo do Agrimony ajuda a moldar personalidades de pessoas que são
realmente alegres e boas companhias, que comunicam abertamente os seus sentimentos e
opiniões, aceitando que a vida tem o seu lado menos agradável. A sua alegria brota de um
verdadeiro sentido de aceitação e contentamento interior.

22 CENTAURY

Palavras-chaves: VONTADE FRACA E SUBMISSÃO

O Centaury é para pessoas com dificuldade em dizer não. Deixam que os outros abusem ou
até as maltratem. São normalmente tímidas, sossegadas e muito passivas, com pouca força
de vontade. Ansiosas por agradar, cedem à vontade alheias, mais por bajulação do que por
vontade própria. Embora insatisfeitas com o estado das coisas, preferem negar os seus
próprios desejos ou vocação a arriscar-se a um confronto. Ansiosas por “fazer o que está
certo”, são facilmente influenciadas pelo que os outros ditam. Esgotadas pelos outros e
distantes da sua autoafirmação, tendem a ter pouca energia e a cansar-se facilmente.
O lado positivo do Centaury é ilustrado por pessoas dispostas a servir de boa vontade e
discretamente, mas sem negar as suas próprias necessidades. Sabem exprimir e defender
as suas opiniões pessoais convivendo facilmente. Acima de tudo, têm noção do que
desejam e passam a seguir o seu próprio caminho com determinação e energia, sem que a
opinião dos outros as impeça.
143
23 HOLLY

Palavras-chaves: INVEJA, CIÚMES, VINGANÇA, ÓDIO, REVOLTA, NÃO ACEITAÇÃO.

O Holly é indicado para pessoas que podem ser mal-humoradas, duras, cruéis e até mesmo
violentas. No seu íntimo estão sofrendo, muitas vezes sem causa. Têm dificuldade em abrir
o coração ao amor.
O estado de espírito Holly negativo é cheio de ódio, inveja e ciúmes. Talvez sofrendo
inconscientemente de insegurança, as pessoas Holly são desconfiadas e agressivas. Falta-
lhes a capacidade para amar e sentem uma raiva generalizada por seus semelhantes.
Holly é uma ótima essência para crianças que sentem ciúmes vingativos de seus irmãos.
O potencial positivo do Holly revela uma pessoa bondosa, capaz de dar sem exigir nada em
troca. Estas pessoas são amorosas e adoráveis, não possessivas, têm compaixão e estão
dispostas a compartilhar, mesmo que tenham seus próprios problemas. Apoiadas por um
sentido de harmonia interior sentem prazer genuíno com o sucesso das outras pessoas. O
Dr. Bach escreveu: “O Holly protege-nos de tudo que não seja o Amor Universal. O Holly
abre o coração e nos une ao Amor Divino.”
É um dos componentes do Pomander® Proteção.

24 WALNUT

Palavras-chaves: HIPERSENSÍVEIS A MUDANÇAS E INFLUÊNCIAS EXTERNAS

O Walnut é para as pessoas que têm dificuldade em se adaptar à mudança ou que são
hipersensíveis a certas ideias, atmosferas e influências. É o floral para grandes mudanças
na vida – dentição, puberdade, gravidez, divórcio, menopausa. Mudança de religião, de
emprego ou de casa. Rompimento com um vício ou quebra de ligações e restrições do
passado. Também é indicado para transtornos causados por mudanças – perda de amigos e
circunstâncias familiares, envelhecimento, luto, aproximação da morte etc.
Os que necessitam de Walnut têm ideias e ambições definidas e desejam progredir na vida,
mas são detidos ou desviados pela influência de personalidades mais fortes, por
circunstâncias restritas, por laços familiares ou elos com o passado. É útil para terapeutas,
pessoas da área da saúde e conselheiros que lidam com clientes emocionalmente
perturbados ou que possam esgotá-los emocionalmente.
O potencial positivo do Walnut é a capacidade para progredir e permanecer firme no
caminho da vida, liberto do passado e para fazer as mudanças necessárias na vida, levando
em frente apesar de desencorajamento, objeções ou ridicularizarão por outros.
É o floral que oferece a constância e proteção da influência dos outros.
É componente de toda linha Pomander®.

25 BEECH

Palavras-chaves: INTOLERÂNCIA EM RELAÇÃO AOS OUTROS, CRÍTICO.

O Beech é para pessoas que estão constantemente criticando, são intolerantes com as
falhas dos outros e incapazes de fazerem concessões. Têm dificuldade em ver os pontos
positivos das outras pessoas. Têm uma grande noção da sua superioridade, por isso
tendem a criticar e a ser arrogante, e se irritam facilmente pelos hábitos alheios. Estão
convencidos de que sempre tem razão e que o resto do mundo está errado (veja também
Impatiens).
O potencial positivo do Beech é a tolerância e um sentido de compaixão e harmonia com os
outros. A pessoa Beech positiva sabe ver o lado bom dos outros, apesar das imperfeições
que possam ter.

26 CHICORY

Palavras-chave: POSSESSIVO, SUPERPROTETOR, APEGADO, CIUMENTO, CARENTE.

144
O Chicory é para pessoas possessivas demais e cujos cuidados com aos outros são
egocêntricos e manipulativos. Estas pessoas de vontade forte esperam que os outros se
adaptem aos seus valores. São críticos e acham difícil dar sem receber nada em troca.
Fazem muito pelo outro, mas cobram retorno.
Não gostam de estar sós e exigem atenção e serviço constantes, como se fosse um dever
do outro. Típico desta situação são os pais possessivos e dominadores que têm os filhos já
adultos sob o seu domínio. Embora fortes, têm pena de si e se ofendem com facilidade.
Algumas pessoas Chicory fingem que estão doentes para atrair a atenção – por exemplo, a
mãe possessiva manifesta “dores de coração” sempre que a filha tenta sair de casa.
Em muitos casos, são muito faladoras, teimosas e conflituosas.
O Chicory é também bom para crianças que exigem constante atenção sem razão. Quando
não querem desmamar (crianças e animais), quando precisam de colo e carinho.
Para preencher o vazio de um órgão ou um membro retirado.
O potencial positivo do Chicory manifesta-se em pessoas capazes de cuidar de outras de
forma desinteressada, oferecendo um amor maternal genuíno. Dão sem esperar nada em
troca e deixam que as pessoas que amam sejam elas próprias e vivam as suas vidas.
Sentem-se realizadas e confiantes e deixam de necessitar da confirmação de que merecem
ser amadas. São calorosas, bondosas, preocupadas com os outros e sensíveis às
necessidades alheias.
• Amor incondicional.
• Desapego físico e emocional.
• Aprende a cuidar do outro sem cobrança e sem controle.
• Amor que preenche vazios.

27 ROCH WATER

Palavras-chaves: AUTO EXIGÊNCIA EXAGERADA, PERFECCIONISTA.

O Rock Water é para a inflexibilidade: destina-se a pessoas que impõem a si padrões


altíssimos e poderão estar a renunciar a sua própria vontade. Possuem autodomínio até ao
ponto do automartírio. Seguem, por exemplo, rigidamente programas de dieta e exercícios,
rotinas de trabalho e disciplina espiritual. O seu pensamento é regido por ideias fixas e
dogmas relativos à religião, dieta, moralidade, política etc. Gostam de ser um exemplo para
os outros porque buscam a perfeição pessoal e não interferem ativamente na vida das
outras pessoas.
Estas pessoas são excessivamente conscientes e exageram muitas vezes no trabalhar, mas
nunca estão satisfeitas com suas realizações. Sacrificam-se ficam desapontadas consigo,
quando não correspondem aos seus elevados ideais pessoais.
O potencial positivo do Rock Water é expresso na capacidade de sustentar ideais fortes com
uma mente flexível. As pessoas Rock Water positivas estão dispostas a mudar e a desistir
das suas teorias fixas se forem persuadidas de que existe uma verdade superior.
Compreendem que a harmonia interior é mais poderosa que os comportamentos forçados
do exterior e se permitem maior liberdade na vida.

28 VERVAIN

Palavras-chaves: ENTUSIASMO EXCESSIVO QUER CONVENCER OS OUTROS DO QUE


ACREDITA EUFÓRICO, FANÁTICO.

O Vervain trata as pessoas com ideias e princípios fixos, que elas acreditam que estão
certos e que raramente irão mudar. Os que necessitam de Vervain são determinados, mas
altamente tensos e nervosos e têm um desempenho acima da media. Aplicam esforço
desnecessário em tudo aquilo que empreendem, forçando-se para além dos seus limites
físicos. Suas mentes antecipam-se rapidamente aos eventos. Aceitam trabalhos excessivos
e tentam realizar demasiadas tarefas ao mesmo tempo.
Essas pessoas têm uma vontade forte e mantêm pontos de vista firmes. Sensíveis à
injustiça e dedicadas a causas, muitas vezes com sacrifício próprio. Seu entusiasmo
145
excessivo pode levar ao fanatismo, o que as faz ter adeptos que tentam convencer.
Podem sofrer de falta de sono devido as suas mentes ativas e à incapacidade ou falta de
vontade de descontrair. Expressivos nos seus movimentos e na sua forma de falar podem
ficar irritados, frustrados e aborrecidos devido a questões de princípio.
O potencial positivo do Vervaim revela-se na pessoa calma, sensata, compreensiva e capaz
de descontrair. Embora tenham pontos de vista fortes, as pessoas Vervaim positivas sabem
mudá-los quando tal se justifica e não sentem a necessidade de convencer os outros. Têm
uma visão ampla da vida e dos eventos.
Estas pessoas compreendem que como o Dr. Bach escreveu: “É sendo e não fazendo, que
as grandes coisas são alcançadas.”
• Entusiasmo perante o que acredita.
• Toca o outro pela transformação aplicada e vivenciada em sua própria vida.

29 VINE

Palavras-chaves: INFLEXÍVEL, AUTORITÁRIO, IMPÕE SUA VONTADE, CRUEL.

O Vine é para pessoas que impõem sua vontade. São em muitos casos bastante
competentes, altamente talentosas e ambiciosas, mas usam os seus atributos para dominar
e oprimir. Acham que sabem mais que qualquer outra pessoa e rebaixam os outros. Embora
não tentem converter as outras pessoas, ignoram os desejos e opiniões alheias e impõem e
esperam obediência absoluta.
São agressivas e orgulhosas e podem ser implacavelmente ávidas pelo poder. As pessoas
representativas extremas deste tipo podem ser duras, cruéis e desprovidas de compaixão.
Exemplos extremos são os pais ou patrões que governam com mão de ferro ou o político
ditador que se serve de quaisquer meios para atingir os seus fins ou a diretora ou professora
da escola que agressivamente controla outras crianças.
O potencial positivo do Vine revela-se numa determinação sem dominação. As pessoas Vine
positivas veem o que há de bom nos outros e estimulam e orientam sem os dominar.
Fazem-se líderes, professores, patrões ou pais sensatos. Utilizam os seus dotes para ajudar
os outros a se conhecerem e a encontrar o seu caminho na vida. Inspiram os outros com a
sua confiança e certeza inabaláveis.

30 CHESTNUT BUD

Palavras-chaves: DIFICULDADE EM APRENDER COM OS ERROS DO PASSADO.

O Chestnut Bud é para pessoas que tem dificuldade em aprender com experiências
anteriores, levando a uma incapacidade de progredir na vida. A pessoa continua repetindo
os mesmos erros, como apaixonar-se repetidamente pelo parceiro errado ou permanecer
num emprego inadequado. As pessoas Chestnut Bud tentam esquecer os erros cometidos e
por isso não tem qualquer base para decisões futuras.
Podem sofrer de doenças recorrentes, mas nunca se interrogam sobre a razão para essa
repetição e assim não lidam com a raiz do problema.
Potencial positivo: O Dr. Bach escreveu: “Este Floral nos ajuda a tirar pleno partido das
experiências do dia a dia e a enxergar a nós mesmos e aos nossos erros, como as outras
pessoas o fazem.” A personalidade Chestnut Bud positiva observa os seus próprios erros
com objetividade e aprende com cada experiência, ganhando conhecimentos e sabedoria
para poder progredir na vida. Mentalmente ativo, observa também os outros e aprende com
eles.
Bom para crianças com problemas de aprendizados ou doentes.
É um dos componentes do Pomander® Concentração.

31 CLEMATIS

Palavras-chaves: SONHADOR IDEALIZA MUITO, MAS NÃO CONCRETIZA SEUS IDEAIS,


FALTA DE INTERESSE NO PRESENTE.

146
O Clematis é para as pessoas que vivem em um mundo só delas, sem se interessarem pelo
mundo real. Acham difícil viver no presente.
Não são realmente felizes e anseiam por tempos melhores. Contudo, não tomam medidas
ativas para fazê-los acontecer. Têm fraca memória e a sua mente não fixa os detalhes.
Tendem a não ter energia e parecem distraídas.
Gostam de estar sós e evitam confrontos resguardando-se. Quando doentes, não fazem
qualquer esforço para melhorarem. Podem ser altamente românticos.
O Clematis é apropriado para as pessoas que perderam um ente querido e anseiam se
juntar a ele. Devido a sua falta de concentração, podem ser propensas a sofrer acidentes.
As crianças Clematis têm dificuldade em concentrar-se devido à tendência de sonhar
acordadas mais do que por falta de capacidade.
O potencial positivo do Clematis tem um vivo interesse no mundo a sua volta e para
desfrutar a vida. As pessoas Clematis positivas estão abertas a inspiração e realizam o seu
potencial criativo. Por exemplo, na arte, na escrita, na moda ou na arte de curar. Realistas e
com os pés nos chão, são decididas e reconhecem que o futuro é determinado pelo
presente. Estão em sintonia com a realidade e sabem controlar os seus pensamentos.
É um dos Componentes do Rescue®, Pomander® Concentração e do Pomander®
Meditação.

32 HONEYSUCKLE

Palavras-chaves: VIVE NO PASSADO, SAUDADE.

O Honeysuckle destina-se aos que estão demasiado presos às memórias passadas. As


pessoas que necessitam de Honeysuckle tendem a viver no passado, num estado de
nostalgia ou saudade. Têm desgostos, mas não conseguem mudar as circunstâncias
presentes por estarem constantemente focadas no que já se foi. São apegadas a entes
queridos, a dias felizes ou infelizes que já perderam. Acham difícil superar o luto e referem-
se constantemente ao passado.
O Honeysuckle pode ser muito útil a pessoas que estão de luto, perderam o emprego, que
falharam nos negócios e especialmente para pessoas mais velhas que vivem sozinhas.
O potencial positivo do Honeysuckle é a capacidade para viver no presente, de ver no
passado uma experiência valiosa, que oferece lições para o dia de hoje. A pessoa passa a
viver a sua vida sem mágoa. O envelhecimento é aceito como um processo natural.

33 MUSTARD

Palavras-chaves: TRISTEZA PROFUNDA, SEM CAUSA CONHECIDA, MELANCOLIA,


ANGÚSTIA EXISTENCIAL.

Mustard serve para tratar a tristeza repentina que aparece do nada e termina também
subitamente, sem qualquer razão aparente. Essa melancolia pode ser como uma nuvem
cinzenta escura que envolve tudo e destrói a alegria natural. A pessoa é completamente
invadida pela tristeza e é incapaz de se libertar desse sentimento negativo quando deseja.
O potencial positivo do Mustard é o regresso da alegria, apoiado por uma estabilidade e paz
interiores inabaláveis e intocáveis, em quaisquer circunstâncias.
Clarear o motivo, a causa da tristeza que está no inconsciente.
Trazer alegria para viver a vida plenamente.

34 OLIVE

Palavras-chaves: FALTA DE ENERGIA VITAL NO FÍSICO E MENTAL

O Olive destina-se às pessoas exaustas de corpo e alma após um longo período de esforço
devido a dificuldades pessoais, um período intenso de estudo ou trabalho, uma doença
prolongada ou por ter se dedicado a outra pessoa por muito tempo. É uma boa essência
para a recuperação da saúde e das forças, após uma doença aguda.
147
A pessoa Olive caracteriza-se pela exaustão a ponto de chegar às lagrimas, quando todas
as reservas de força e energia se esgotam. Sentem que necessitam de muito sono. Tudo
representa esforço, a pessoa se cansa facilmente e a vida parece ter perdido a graça. Os
que sofrem destes sintomas deixam de apreciar o seu trabalho ou as atividades de lazer que
antes lhe davam prazer.
O potencial positivo do Olive é a recuperação da força. Vitalidade e interesse pela vida. As
pessoas Olive positivas deixam de esgotar suas reservas de energia, deixam-se guiar pela
voz interior e reconhecem as necessidades do seu corpo. São capazes de manter a paz de
espírito, mesmo quando forçadas a permanecer inativas.
É a própria energia vital para recarregar e resgatar a força quando enfrentamos momentos
de luta por nós e pelos outros.
“Recarregar a bateria”. Estar sempre pronto para lutar.

35 WHITE CHESTNUT

Palavras-chaves: PENSAMENTOS INDESEJÁVEIS, PREOCUPANTES, OBSESSÕES


MENTAIS, FIXAÇÃO, PREOCUPAÇÃO COM SEUS PROBLEMAS.

O White Chestnut é indicado para pensamentos obsessivos e preocupantes que parecem


impossíveis de controlar. Para os que deles sofrem e não conseguem se libertar de eventos
desagradáveis ou discussões e estão constantemente a revivê-los em sua mente.
Pensamentos persistentes, indesejáveis e conflituosos, debates mentais que continuam a
girar na cabeça como um disco riscado, levando a um tormento mental. É difícil concentrar-
se durante o dia ou dormir à noite. Estas pessoas podem parecer desatentas e não
responder quando a palavra lhes é dirigida (veja também Clematis).
O potencial positivo do White Chestnut é a paz de espírito. A mente está tranquila, os
pensamentos estão controlados e podem ser utilizados positivamente para a resolução de
problemas. As preocupações são substituídas pela confiança com resultados positivos.
É um dos componentes do Pomander® Concentração e Pomander® Meditação.

36 WILD ROSE

Palavras-chaves: RESIGNAÇÃO, APATIA.

O Wild Rose é indicado para os que se resignam a uma situação desagradável, seja ela
doença, uma vida monótona ou emprego incompatível com a sua natureza. Não se queixam
e encontram-se apáticas para recuperar, mudar de ocupação ou apreciar os prazeres
simples. Embora as situações sejam insatisfatórias, não estão realmente infelizes e não
fazem qualquer esforço por mudar as suas circunstâncias. Isto os tornam companheiros
aborrecidos e incapazes de realizar o seu potencial.
Quando doentes, aceitam excessivamente prognósticos médicos como “tem que aprender a
viver com isto”. Faltam-lhes energia e ambição.
O potencial positivo do Wild Rose é um interesse vivo na vida, no trabalho e no mundo em
geral. A resignação dá lugar a ambição e objetivos firmes, bom estado de saúde e amizades
agradáveis. As pessoas Wild Rose são positivas, aceitam a responsabilidade por suas vidas
e circunstâncias e tomam a iniciativa de fazer mudanças.

37 RESCUE

O Dr. Bach criou uma combinação de florais para emergências a que chamou de RESCUE®.
Este contém cinco essências florais. Impatiens, Star of Bethlehem, Cherry Plum, Rock
Rose e Clematis. Vale a pena ter um frasquinho deste floral consigo no caso de uma
emergência.

O RESCUE® é especialmente destinado a emergências. Se recebeu más noticias, teve


problemas na família ou luto; se está receoso, confuso ou mesmo aterrorizado, o
RESCUE® lhe ajudará a enfrentar a situação com uma atitude mental mais tranquila.

148
Pode também ser tomado antes de um evento “estressante”, por exemplo, enquanto espera
por notícias importantes; antes de fazer um exame escolar ou de condução; antes de uma
reunião ou um entrevista difícil; antes de subir ao palco ou fazer um discurso; antes de ir ao
dentista ou ao hospital. O RESCUE® ajudará a reduzir o seu medo e nervosismo.

É Após um acidente, uma dose imediata de RESCUE® pode contribuir bem para
contrabalançar os efeitos negativos e ajudar a que o processo natural de cura se inicie. Se
estiver ocorrido um acidente em casa, na rua, os envolvidos poderão estar um pouco
confusos. Enquanto aguardam ajuda medica, o RESCUE® pode ser utilizado para aliviar o
medo tanto da vitima como dos que testemunharam o acidente e para oferecer conforto e
tranquilidade. um excelente floral, sempre que se sentir tenso ou excessivamente
perturbado ele normalmente restabelece o equilíbrio.

FLORAIS SAINT GERMAIN

A linha completa dos Florais de Saint Germain possui 89 essências individuais que podem
ser mescladas entre si com o intuito de criar fórmulas pessoais para serem manipuladas em
frascos de 30ml. Em uma mesma fórmula chegamos a mesclar até 12 essências
florais levando em consideração UM TEMA especifico. Importante ressaltar que na
seleção das essências não focamos o sintoma. A seleção das essências deve ser
baseada na CAUSA EMOCIONAL que acabou desencadeando o problema em si.

Abies de Lourdes (Abies lasiocarpa arizonica)

 Sobreponha-se ás limitações impostas. Traz força e coragem quando se tem um


grande fardo na vida para se carregar.

 Sintonizado nos arredores de Lourdes / França e preparado com água do manancial


da basílica de Nossa Senhora de Lourdes.

“O Amor Divino nos eleva acima de qualquer limitação. Sobreponha-se ás limitações


impostas, uma a uma. ”

Abies de Lourdes traz força e coragem quando tenho um grande fardo na vida para
carregar.

Fardo é sinônimo de carga e peso. A imagem mental que se forma ao pensamos em


alguém que carrega um grande fardo nos remete a uma pessoa resignada a uma
situação, submetendo-se a um grande sacrifício e esforço em carregar um
sobrepeso, suportando a situação.

Se a resignação faz parte de um momento da vida onde não há intenção em mudar a


situação, pois não existe a possibilidade de mudar a situação, neste caso é
importante o reforço de sua força interna para enfrentar esse momento, auxiliando o
exercício do domínio interno para se sobrepor a situação.
Abricó (Mimusops elengi)

Indicado aos que idealizam e não concretizam;

Traz organização mental;

Indicado aos que não retém informações e possuem dificuldade de


compreensão;
Trabalha pessoas lentas;

Útil como auxiliar no tratamento de doenças degenerativas.


 Trabalha a deficiência mental, faz a reconexão dos canais energéticos no nível
mental. Floral indicado para os que têm dificuldade de concretizar e realizar. Pessoas
149
lentas na ação apresentam dificuldade de efetuar trabalhos de comando nas salas
de aula, no trabalho, etc. Possuem dificuldade auditiva, o som chega confuso (sujo)
aos seus ouvidos. Indicado para crianças ou adultos que não conseguem
acompanhar o ritmo da classe escolar, do grupo social ou do grupo familiar. Estas
pessoas têm consciência de suas dificuldades e limitações, sentem-se a parte nos
seus grupos de convívio. Essência floral indicada aos que se sentem desconectados
em algum aspecto de suas vidas, não conseguem coordenar seus afazeres e
obrigações. Este floral vem refazer novamente esta conexão com a alma, para, a
partir daí, poder continuar a desenvolver os seus mais profundos propósitos. Ativa as
atividades cerebrais. É um tônico floral. Na medicina caseira esta planta é usada
para combater a febre; é tônica; lactífera, odontálgica, tanífera, e é usada para
combater “sapinho” na boca das crianças.”.

Abundância (Plectranthus nummularius)


Fé e prosperidade;

Conecta-nos com a energia da abundância Divina.


 Conecta-nos com a energia da abundância e da confiança na providência Divina.
Neutraliza emoções negativas e conforta.
Curiosidade: A denominação nummularius, do nome científico em latim desta planta,
quer dizer o banqueiro.

Alcachofra (Cynara scolymus)

Indicado a quem perdeu o rumo e está sentindo desolação.


 Nível da personalidade: Alcachofra é uma essência floral que efetua grandes
transformações na consciência. Um dos aspectos que trabalha, diz respeito ao
sentimento de vergonha de um modo geral. Floral útil aos que desenvolvem ou têm
que desenvolver um trabalho espiritual elevado e tem vergonha de expor sua própria
luz e conhecimento a grupos ou às pessoas em geral. Outro aspecto que este floral
vem trabalhar está ligado a certo tipo de medo que surge nas situações em que a
pessoa só pode contar consigo própria, sente-se insegura, apreensiva e medrosa. A
energia deste floral pela expansão da consciência resulta no distensionamento do
corpo físico, traz leveza aos chackras superiores, atua em partes desenergizadas na
região do cérebro e do terceiro olho. Floral que nos doa força para percebemos as
posturas arraigadas que nos prendem ao passado. Nos abre para o novo e para o
novo tempo que surge. Alcachofra é um floral muito últil às pessoas que querem se
atualizar ou precisam se atualizar, traz abertura e receptividade. Este floral vem
remover toxinas e resíduos muito antigos em todos os chackras, é regenerador dos
corpos sutis. No físico se apresenta como muco. Refaz ligações energéticas em
nossos corpos. É um grande regenerador de todos os corpos, trabalha o
envelhecimento precoce devido vampirismo.

Nível da Alma: “Na infinitude do Amor, Eu vim para sutilizar o equilíbrio energético
dos chackras, transformando todos os sentimentos inadequados, imperfeição,
sincronizada com o Eu Interno. Superiorizando a vibração em níveis cada vez mais
elevados, capazes de nos conectar com a Realidade Divina do Conselho Cármico, e
nos mantém alinhados com o nosso Propósito Divino aqui na Terra, experenciando
para transformar, como clama nossa Essência pura.”

Pesquisa das propriedades medicinais da planta Cynara scolymus: Energiza e


ativa as atividades do cérebro; trabalha distúrbios do metabolismo; remove toxinas
do fígado; trabalha a ligação energética nas articulações que sofreram acidentes ou
batidas; afecções dos rins; combate a pressão alta, a diabetes; trabalha na
150
arteriosclerose, nos reumatismos, nas hemorroidas, nas inflamações rebeldes, na
hidropisia, icterícia. Combate à febre, a toxemia (intoxicação do sangue); combate
cálculos dos rins e da bexiga; é eficaz contra a malária; é um purificador dos
pulmões (pneumonia com tosse ou inflamação); ajuda nos tratamentos de: nefrite,
asma, sífilis, escrofulose e gota. Combate o raquitismo e a anemia; problemas na
próstata: dificuldade de urinar, irritação na uretra, irritação na bexiga. Problemas
cardíacos; hemofilia, poliscleróticos, aórticos. Trabalha nas funções do fígado,
insuficiência hepático-renal, elimina o ácido úrico, distúrbios digestivos. Remove
energicamente o muco das vias respiratórias superiores. É usada como um grande
tônico.

Algodão (Gossypium religiosum)


Floral de profunda limpeza;

Auxilia a perceber a realidade ao redor.

 O floral Algodão trabalha a visão e a audição no nível da alma. Faz a limpeza,


remove obstáculos (bloqueios) em nossa audição suprafísica. Refaz a conexão de
nossa personalidade com nosso Eu Superior. Essência floral benéfica para pessoas
que ocupam cargos em posição de comando: governantes, líderes revolucionários,
líderes políticos, dirigentes sindicais, etc. Atua também em nossos corpos físico e
sutis, costurando rombos em nossa aura causados por traumas físicos e psíquicos,
ou produzidos pela mediunidade forçada e não natural no indivíduo. Na fitoterapia o
Algodão é usado nas afecções do ouvido, combate algumas doenças de pele:
espinhas, cravos, herpes, bouba (doença infecciosa causada pelo Treponema
pertenue), cura feridas (também uso tópico), alivia dores de queimaduras. Combate
enfermidades próprias da mulher: ausência de menstruação, menstruação dolorosa,
hemorragia do pós-parto, inflamação do útero e do ovário. Provoca contrações
uterinas nas retenções de placenta, devolvendo às paredes do útero suas funções
naturais. É eficiente na expectoração com sangue, combate as hemorragias,
favorece a digestão, é auxiliar nas afecções e no funcionamento das vias urinárias.
Tem propriedades diuréticas, atua contra os catarros, disenteria, diarreia e enterite.

Allium (Allium)
Floral de proteção contra vampirismo energético;

Trabalha a fé e determinação;

Proteção contra taques de forças psíquicas;

Desfaz encantamentos;

Excelente para combater a gripe e resfriados.

 Desfaz encantamentos. Traz potente proteção aos ataques de forças psíquicas


astrais e consequentes vampirismos. É um poderoso desobsessor. O floral Allium
devolve à calma, o discernimento, atua como floral coadjuvante nos estados de:
esgotamento físico e psíquico, insônia, hipocondria, atua contra hóspedes
indesejáveis, hipotensão, anorexia, distúrbios metabólicos, obesidade, menstruação
atrasada. Próprio para anular o “mau olhado” e consequentes bocejos. Nas gripes
fortes usar 4 gotas de 15 em 15 minutos até desaparecer os sintomas. A composição
química do alho encerra ação terapêutica porque é rico em vitamina C, potássio,
ácido salicílico, nitrato de sódio e magnésio. Atua beneficamente no centro de
formação do sangue. Traz benefícios para o aparelho digestivo, vias respiratórias e
vias urinárias. É diurético, depurativo e estimulante. Indicado no tratamento da
anorexia. Expulsa vermes, mesmo a solitária. Regulariza o peristaltismo. Combate
151
toxinas intestinais. É usado contra loucura provocada por mordida de cachorro louco.
Seu uso é eficiente nas gripes, resfriados, febres, tosses, bronquites, dor de ouvido,
catarros bronquiais agudos e crônicos, deficiência de vitamina C, é antisséptico.
Coadjuvante nos tratamentos: afecções dos rins, da vesícula, do pâncreas, do
fígado, distúrbios metabólicos, obesidade, degeneração dos vasos sanguíneos,
abscessos, picadas de abelhas, areias e pedras na bexiga, diabetes, é depurativo do
sangue, combate o ácido úrico, cálculos, cólera, difteria, malária, tifo, úlceras, úlceras
purulentas, picadas de animais venenosos, combate a prisão de ventre, flatulência
estomacal, varizes, é vermífugo e anti-inflamatório. É útil uso externo e interno contra
calos, verrugas, sarna, impigens, tinha e manchas da pele.

Aloe (Aloe vera)


Trabalha baixa autoestima e angústia;

Indicado aos que estão sendo traídos e não percebem;

A pessoa se estrutura emocionalmente para enfrentar o problema;

Aloe vera em LATIM = Verdade amarga.

 Trabalha a baixa autoestima. Para os que foram traídos e carregam o sentimento de


desvalorização por se sentirem hostilizados, carregam um sentimento de
inadequação, sentimento de negação de si mesmos, sentimento de solidão. A
energia desta essência floral vem mostrar a importância de se sentir viva e da
disposição de seguir em frente com alegria e com o coração aberto, sem medo. A
cristalização desta energia Aloe pode se manifestar no físico como: colite,
taquicardia, flatulência, hemorroidas, irritação no cólon. Na Fitoterapia é usado
topicamente nas inflamações, nas queimaduras, nos eczemas e nas quedas de
cabelo. Esta planta é cicatrizante, atua como resolutivo sobre tumores é laxante,
anti- séptica auxiliar nas inflamações: dos olhos, do fígado e do estômago. É
utilizada na prisão de ventre; como elixir do fígado, facilita a secreção biliar, combate
oftalmias, auxiliar no tratamento dos órgãos genitais, como regulador menstrual.

Ameixa (Eriobothria japônica)


Auxilia a limpeza de excesso de química o corpo.

 Quinto Raio Verde, Quarto Raio Branco e Décimo Raio Dourado Solar.
Nível da Personalidade
A essência floral Ameixa vem trabalhar as pessoas que não conseguem coordenar
os pensamentos, sentem muita perturbação interior. Perderam o controle do seu
próprio mental, por manipulação trevosa. Este tipo de manipulação contamina a
vítima com resíduos de alta toxidade mental. É uma manipulação mental perniciosa
sobre a pessoa ou sobre um grande grupo, desta forma, atrapalhando suas vidas.
Este tipo de dificuldade surge também, na maioria das vezes, após absorção de
resíduos químicos através da pele ou por ingestão ( no trabalho, no manuseio ou por
ingestão de agrotóxicos, bombas químicas, veneno de animais, etc.). Esta absorção
pelo nosso organismo provoca a deformação do corpo etérico. Pessoas que nascem
com deformações severas no corpo físico (corpos retorcidos), demonstra que seu
corpo etérico está sofrendo má formação. Pessoas que contém altas taxas de
produtos tóxicos no organismo físico estão fadadas na próxima vida, a nascer com o
corpo físico deformado, devido à deformação do corpo etérico. Corpo este, que será
o molde do físico, na a próxima encarnação. O floral Ameixa vem curar (Quinto
Raio), removendo os resíduos suprafísicos das toxinas nos corpos sutis (Quarto
Raio), trazendo novamente as pessoas para o viver saudável, alinhadas na perfeita
sintonia com a Luz Divina (Décimo Raio Dourado Solar).
152
Nível da Alma
No floral Ameixa percebe-se a cura mental para atingir o equilíbrio da mente,
permitindo o aparecimento do verdadeiro conhecimento interior através dos Raio
Verde, Branco e Dourado Solar. Numa desordem mental, pode-se, através dos
Raios, reprogramar antigas atitudes ou padrões de pensamento, conscientemente,
anulando manipulações e abrangendo uma realidade Maior. Nessa percepção, o Eu
Superior libera antigos conceitos já superados, para o reconhecimento de novos,
com uma Maior Força Divina. A Ameixa vem estimular as frequências mais elevadas
da força do pensamento a serem projetadas em esforços criativos, não permissíveis
a qualquer manipulação. Mantendo também o físico saudável, para o plano de
trabalho espiritual Maior em perfeita sintonia com a Luz.
Pesquisa: propriedades medicinais da planta Eriobothria japônica
Esta árvore da família das rosáceas tem virtudes laxativas, é muito usada na prisão
de ventre. É usada também em certas afecções estomacais e afecções pulmonares.
É adstringentes (vaso constritoras) e emolientes (anti-inflamatórias).
Amygdalus (Amygdalus pérsica)
Controle dos desejos, paixão e cobiça;

Eleva o nível da consciência;

Traz anseios mais elevados;

Trabalha no Chackra laríngeo.

 Trabalha os aspectos negativos da personalidade que correspondem ao nono e ao


décimo mandamentos: não desejar a mulher ou o homem do próximo e não cobiçar
as coisas alheias. Não colocar empecilhos para se conviver. Trabalha as fantasias
conscientes e inconscientes. Quando a pessoa insiste nesta atitude negativa, a culpa
surge velada com suas consequências, o bloqueio do chakra da criatividade, o
chakra laríngeo que se cristaliza no físico como afecções: da garganta, renais,
intestinais, do fígado, da vesícula e genitais; o descontrole da pressão arterial (alta
ou baixa), erupções cutâneas, má digestão, prisão de ventre, anemia, diabetes e
reumatismo. Na Fitoterapia o pessegueiro é utilizado como calmante, nas dores dos
olhos, nas menstruações dolorosas, nas hemorragias por ferimentos, gota,
inflamações, atua beneficamente nas contusões e nas gangrenas, úlceras
(principalmente intestinais), nevralgias, auxiliar no tratamento da coqueluche, auxiliar
no tratamento da tuberculose pulmonar, herpes, dores reumáticas. Combate o vômito
na gravidez, desperta o apetite (aneroxia) erupções cutâneas em geral, ativa a
secreção biliar, combate à tosse, é regulador menstrual, auxiliar no tratamento dos
órgãos genitais. É cicratizante, vermífugo, combate as hemorroidas, laxativo e
diurético.

Anis (Ocimum sp)


Traz arrojo e audácia;

Indicado aos que têm medo de se soltar na vida por imaturidade;

Auxilia o usuário a acessar o seu potencial único;

Ativa as atividades cerebrais.

 Este floral vem trabalhar o medo da entrega aos ditames mais profundos, por
imaturidade. Este medo causa o bloqueio do pleno desenvolvimento potencial
realizador. Pessoas que não se entregam não se soltam para viver a sua vida em

153
sua plenitude. É um floral tranquilizante, calmante na excitação nervosa, combate a
insônia, é um excelente tônico para os nossos corpos: emocional, mental, etérico e
físico. Fortalece os nervos, revigora a mente e a memória, facilita o trabalho
intelectual. Na medicina caseira este arbusto é usado para combater gazes
intestinais, combate catarros crônicos: do estômago, do intestino e das glândulas
mamárias; útil na asma e na bronquite. Combate às dores do ventre acalma as
cólicas nos adultos e nas crianças, cólicas menstruais, certas dores de cabeça. É
usado na falta do leite nas lactantes. Combate à febre e o escorbuto. Atua
beneficamente na digestão fraca e na falta de apetite, nas contrações nervosas do
estômago e dos intestinos. Evita desmaios. Facilita o parto. Fortalece os nervos,
revigora a mente e facilita o trabalho intelectual. Falta de memória. Esta planta é
usada como um elixir dentifrício: refresca e desinfeta a boca, purifica o hálito, clareia
os dentes e tonifica as gengivas. É usado também para combater cãibra e piolho.

Arnica Silvestre (Solidago microglossa)


Trabalha a auto cura;

Atua na reconstrução e fortalecimento do Eu;

Refaz nosso campo bioenergético.

 É uma essência floral emergencial; indicada para as situações em que há o


comprometimento dos corpos físico e suprafísicos, nos traumatismos, nas fortes
contusões, nas torções e ferimentos. Indicada para o pré e pós-operatório. A
essência floral Arnica Silvestre trabalha os ferimentos morais. É indicada para os que
sofreram abusos, e aos que abusam na alimentação, nas bebidas e nas drogas.
Indicada também nos casos de rompimento de aura devido à mediunidade forçada.
Arnica Silvestre traz para a consciência o mais profundo do auto conhecimento para
se curar e perceber o desequilíbrio e transmutar. Floral indicado para os que não têm
pleno controle do se que é capaz.

Aveia Selvagem (Asper mamosus)


Indecisos;

Primeiro passo na escalada da Luz;

Remove metais pesados (autismo): Aveia Selvagem + Canela + Ameixa.


 Sétimo Raio Violeta, Segundo Raio Dourado, Décimo Segundo Raio Opalino

Nível da personalidade

Essência floral que vem trabalhar nas pessoas o poder sobre as próprias decisões.
Estado constante de indecisão. Esta essência floral trabalha as pessoas que já
fizeram contato com o Eu Superior, mas que ainda, não conseguiram receber as
informações que lhes são enviadas do alto. Aveia Selvagem promove o contato
interno com as energias superiores, e remove a interferência, obstáculo/prisão, de
cunho espiritual que impede o acesso ás orientações do alto. Floral que vem libertar
para que possam ter a visão interna. Floral útil para as pessoas com falta de
discernimento, para os que precisam ver o que têm que fazer, como também, onde
exatamente colocar sua atenção. Esta essência floral Aveia Selvagem deve ser
usada somente após ter sido feito um trabalho de pré limpeza de traumas e de
purificação, pois promove o início da ascensão na jornada espiritual. Floral útil
também, nos casos de pedofilia; aos que abusam sexualmente; aos que cometem
atos de aberração sexual com pessoas ou animais; etc.; aos que participaram de
rituais de magia negra com ou sem sexo.
154
Aveia Selvagem vem trabalhar o início da saída da consciência das sombras, em
direção à Luz. Nesta essência floral foi usada a mesma planta do floral Wild Oat de
Dr. Edward Bach. Essência floral extraída em Portugal em 2003.

Nível da Alma

Floral de grande poder de manifestação da ascensão. Com a presença dos Raios


Violeta, Dourado e Opalino, transforma o ser para que a Divindade interior possa se
libertar e reconhecer em todas as coisas criadas, a beleza do Eu Superior (a
Presença Eu Sou em nós), e ver com a Visão do Eu Superior, para que cada um
trilhe o seu caminho da Luz.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Asper mamosus

Na medicina caseira é utilizada na Europa como adstringente (vasoconstritor) e


como expectorante. Trabalha a rouquidão.

Bambusa (Bambusa vulgaris)


Pessoa “cabeça oca”;

Direciona os distraídos;

Indicado aos que perdem tempo com o supérfluo.

 Para os que a meio caminho da jornada desviaram-se do propósito do serviço a


concretizar, influenciados pela vontade e opiniões alheias. Floral indicado para o tipo
cabeça “oca”, para os distraídos com o supérfluo, perderam o contato com sua
essência, com seu Eu Superior. Estão sendo vampirizados e não percebem. Esta
situação provoca muita ansiedade e angústia, sentimentos que surgem do
inconsciente. A energia deste floral faz um trabalho de elevação da consciência para
perceber sua real situação e se libertar. É um floral recondutor energético para o reto
seguir da alma.

Begônia (Begonia semperflorens)


Desobstrução dos canais internos;

Faz contacto com o Eu Superior;

Trabalha auto conhecimento.

 Essa essência floral é própria aos que estão na senda da espiritualidade. Precisam
resgatar a pureza da criança interna para acessar o Oráculo interno e se descobrir.
Trabalha o desbloqueio do canal dessa comunicação que é feita por nossa alma. É
um floral desobstruente e de limpeza. A Begônia é empregada na fitoterapia para
combater o catarro da bexiga, as disenterias, o escorbuto, as cólicas, as dores e as
aftas; é refrigerante, desinflama as gengivas. É usada popularmente para tirar as
manchas de roupas.

Boa Deusa (Erigeron bonariensis)


Indicado aos que levaram ‘rasteira na vida’ e nunca mais conseguiram se erguer;

Pessoa que se desestruturou emocionalmente devido a problema;

155
Floral auxiliar no tratamento da Osteoporose.

 Aos que levaram “rasteira” na vida. Aos que sofreram forte abalo por calúnia causada
pela inveja. Aos que foram abalados em sua estrutura, estado provocado por outros.
Essência floral útil aos que sofreram revezes como, por exemplo, perda do emprego
devido perseguição e inveja, perdas irreparáveis por traição, aos que foram traídos.
Erigeron bonariensis significa “erguida por influência da boa deusa”. Esta planta
contém algumas propriedades medicinais: atua beneficamente nas afecções dos
rins, é diurética e anti-hemorroidal. Combate os vermes e a diarreia. Trabalha nas
deficiências da estrutura óssea, osteoporose.

Boa Sorte (Cordia verbenácea)


Remove obstáculos e abre os caminhos;

Indicado ás pessoas azaradas;

Remove pragas mentais ou faladas;

Floral de profunda limpeza.

 Remove obstáculos para prosperar diante das dificuldades. Este floral contém
energias de potente proteção. Essência floral que traz o despertar da prosperidade
cósmica. Energia que faz o trabalho de atrair as riquezas da terra em sintonia com a
Unidade do Cosmos. Vem concretizar a vitória divina da realização do Cristo em
nosso plano físico, através da opulência Divina em nossos trabalhos. Prosperar em
todos os momentos. Energia-expressão Divina que remove obstáculos traz a paz e o
conforto solar, discernimento divino, calma interna, integridade, equilíbrio, a certeza
do bem feito, pureza e coragem Divina, qualidades- suporte para o restabelecimento
da sincronicidade com o Universo. Combate energias destrutivas enviadas por
outros, energias que promovem desgraças, doenças e até a morte. Estas perversas
energias enviadas (por trabalho feito ou formas-pensamento) são elementares
criados em rituais, não é a energia preta. Estas energias inicialmente fazem surgir
nas vítimas estados de negatividade, de desânimo, de tristeza, e têm levado muitos
a cometer atos insanos contra si próprios, por perceberem os seus caminhos
totalmente fechados. É um floral restaurador e harmonizador dos chackras que foram
obstruídos por estas más energias. Na Fitoterapia esta planta é usada para combater
a artrite reumatoide, gota, dores musculares, dores na coluna, prostatites, nevralgias,
inflamações em geral. Na medicina popular é usada para acelerar o processo de
cicatrização.

Bom dia (Tibouchina holoseriacea)


Dificuldade de sair da cama pela manhã;

Trabalha a depressão camuflada.

 Para os que têm dificuldade de acordar pela manhã. Quando obrigados a acordar
cedo ficam mal humorados e irados o dia todo. É uma depressão camuflada. São
pessoas sensíveis que têm dificuldade de enfrentar o peso normal da vida no dia-a-
dia. Bom Dia traz a energia da disposição e da alegria de enfrentar a vida e seus
desafios de maneira natural.

156
Canela (Ocotea odorifera)
Amplia a visão do todo;

Auxilia a enfrentar a situação com nova ótica;

Indicado aos detalhistas e preocupados.

 Primeiro Raio Azul, Quinto Raio Verde e Décimo Raio Dourado Solar.
Nível da Personalidade
Trabalha ampla visão nas questões da vida. Síntese, unidade.
Pessoa detalhista, vê a vida somente pelo detalhe.
Floral muito útil quando surgem situações incômodas em que não conseguimos ver a
causa. Canela trabalha a pessoa presa somente nos detalhes, não consegue ter a
visão do todo. Devido a sua mente estar voltada somente sobre um determinado
ponto, surgem os sentimentos de aflição e temor. Seus pensamentos estão presos
em um único foco. Esta essência floral amplia a visão dos que estão no padrão de
ver os acontecimentos e os obstáculos somente através de um foco muito reduzido.
Esta essência floral traz a visão ampla do que ocorre. Esta grande expansão de
consciência, que nos chega através dos Raio Divinos, nos traz os sentimentos de
coragem, proteção, tranquilidade, autoconfiança e do controle sobre nosso futuro
pessoal. Traz a consciência da Unidade.
Nível da Alma
Pela atuação dos Raios Primeiro, Quinto e Décimo, é uma essência que mostra
absolutamente imperioso que se aprenda a dominar as emoções, os temores e as
aflições que se imagina, e receber a proteção do poder interior a fim de que esteja o
ser sã e salvo, a despeito do que possa vir a acontecer, sabendo que o Anjo da Paz
se manifesta quando se acredita no poder da União e da Luz. Essência floral que
facilita, para que o ser positivo, corajoso, com fé e acreditando, prepare sua mente
para o que possa em grau maior, controlar o seu futuro pessoal. O poder interior só
poderá agir se for movido pela fé nele depositada. Com autoconfiança pode fazer
desaparecer os obstáculos e permitir que uma forma pensamento do Deus Ouro se
manifeste, porque Ele traz o ouro como um incentivo à prosperidade, unificando
todos os seres. A Fraternidade necessita para a realização dos problemas da Terra
de seres prósperos onde podem receber e doar, é seu próprio ouro em ação. No tom
da criação, vem se manifestando a Luz Dourada Verde para lembrar que as Leis
Cósmicas são baseadas na infinita prosperidade e do ser pródigo que resulta na
Unidade do Todo.
Pesquisa: propriedades medicinais da árvore Octea odorifera
Esta árvore de nome Sassafrás, da família das Canelas, possui propriedades
antirreumáticas, antissifilíticas, é diurética. Trabalha nas doenças da pele, na artrite,
na gota, na falta de transpiração, nas intoxicações metálicas (tipógrafos, dentistas,
para os que tingem os cabelos – produtos com chumbo, etc.). É usada como
repelente de mosquitos. Na medicina caseira é usada como depurativa do sangue.

Capim Luz (Panicum flavum)


Floral trabalha as emoções difíceis de serem acessadas no inconsciente;

Desbloqueia o chakra laríngeo;

Refaz a conexão do cardíaco com o laríngeo;

Auxilia o tratamento da bronquite asmática.

157
 Trabalha a limpeza de traumas violentos causados por asfixia. São fortes traumas
gravados no inconsciente, estados de desespero e pânico ocorridos em vidas
passadas, registrados no corpo de memória (corpo etérico). Trabalha a emoção difícil
de acessar e regastar, atinge a complexidade. Esse processo traumático
inconsciente se manifesta no corpo físico através das bronquites asmáticas.

Capim Seda (Panicum melinis)


Indicado aos que se encontram em uma situação mental e emocional
claustrofóbica;
Auxilia no tratamento da bronquite.

 No nível da alma vem desfazer o bloqueio do fluxo natural energético que está
impedindo a realização dos reais propósitos da alma. É para quando a alma se
desviou do seu caminho por interferência de outros, e não encontra mais a saída,
está aprisionada em uma situação mental ou emocional claustrofóbica. Este bloqueio
energético se cristaliza no corpo físico como bronquite alérgica. Na farmacopeia
caseira é usado para combater a febre do feno e atua também como um profundo
purificador das vias respiratórias inferiores.
Carrapichão (Desmondium sp)
Floral de proteção contra vampirismo por sonda astral.

 Combate o vampirismo por sondas astrais. Esta essência floral vem libertar as
pessoas que são vampirizadas por seres encarnados ou desencarnados, através de
sondas astrais. Este tipo de vampirismo não permite que as vítimas expressem o seu
verdadeiro Eu. Estas sondas são lançadas também à distância, por telefone, ou
quando entram em sintonia com o mental dos que vampirizam. Um dos primeiros
sintomas deste tipo de vampirismo é o rápido enfraquecimento da visão, a seguir,
surgem olheiras. O uso desta essência floral faz a sonda astral se desprender do
corpo sutil ao qual estava acoplada. O emissor da sonda não suporta a alta vibração
energética deste floral. Este tipo de vampirismo provoca nas pessoas dificuldade de
desenvolver seus trabalhos, como também, o envelhecimento precoce, cansaço
além do enfraquecimento da visão e profundas e escuras olheiras. Na medicina
caseira esta planta é usada para combater o corrimento vaginal e do útero. É
utilizada também para combater a gonorreia.

Chapéu de Sol (Terminalia cappata)


Remove a energia da inveja;

Proteção de energia negativa enviada.

 Para pessoas que são invejadas. Essência floral que vem nos proteger da energia da
inveja emitida por pessoas que se sentem ameaçadas de ficar à sombra. Esta
essência floral é muito útil aos que começam a se destacar. A energia do sentimento
de inveja, que muitas vezes é emitida inconscientemente, é muito prejudicial à
vítima.

Cidreira (Cymbopogum citratus)


Trabalha preocupação excessiva e ansiedade;
Indicado a quem possui o mental disparado e não consegue desligar de um
assunto;

158
Floral auxiliar no tratamento da Insônia.

 Ter controle sobre seus próprios pensamentos. Sentem dificuldade de se deixar fluir
naturalmente no viver diário e ante qualquer imprevisto. Situações que provocam
estados severos de ansiedade, histerismo, nervosismo, apreensão e insônia, não
conseguem se desligar das preocupações diárias ao dormir. O floral Cidreira é
indicado também para os que têm uma vida muito sobrecarregada, sentem uma
constante sensação de que não vão conseguir dar conta dos seus afazeres e das
suas obrigações; para os que estão vivendo situações de estresse. O bloqueio dessa
energia pode causar a elevação da pressão sanguínea, por causa da retenção de
líquido no organismo. O floral Cidreira vem curar a mente. Na Fitoterapia é usado
como analgésico, combate dores em geral e o reumatismo. É usado também como
antiespasmódico, útil nos espasmos musculares, na excitação nervosa, é sedativo e
sudorífero. Combate às afecções do estômago.

Cocos (Cocos nucifera)


Indicado aos que possuem personalidade capacho;

Pessoas resignadas;

Traz fibra para enfrentar a situação em que se encontram;

Indicado para as pessoas que entram em uma situação e não conseguem sair;

Trabalha nossas fibras musculares.

 Para a personalidade “capacho”. Essência floral indicada para a pessoa que se deixa
“pisar” nos níveis mentais ou emocionais, não reage, não consegue sair desta
situação “capacho”, vive em constante estado de prostração e resignação. Esta
essência traz a energia da força e da fibra. Energia da libertação que traz o
discernimento e percepção. Energia que liberta ao revelar a situação humilhante e
escravisante a que se submete. Este floral traz o entendimento e o aprendizado
deste processo de submissão destrutiva. Para crianças e adultos que se sentem
fracos e sem fibra frente a certas situações ou frente à própria vida. Na medicina
caseira a água do côco é muito utilizada nos casos de desidratação, sua polpa é
usada como fortificante nos casos de anemia. O chá da casca e do tronco deste
coqueiro é diurético. É vermífugo, combate a teníase, a icterícia, as irritações
gastrointestinais, doenças do peito: afecções respiratórias, bronquite, bronquite
asmática, traqueíte. Combate às inflamações dos olhos, vômito na gravidez e a
febre. É fortificante dos músculos e das gengivas. Elimina as disenterias, diarreias e
a blenorragia. Combate à desnutrição, dores, nefrite, cistite, artrite, úlceras gástricas,
tosse, tosses brônquicas rebeldes, inflamação do canal da uretra, abcessos,
furúnculos, angina, cefaleias, cólicas abdominais, inchaço nas pernas, combate o
colesterol. É hidratante, desperta o apetite, é indicado como excelente repositor de
sais minerais, é nutriente e calmante. É usado como amaciante da pele.

Coronarium (Cupania vernalis)


Trabalha mania, paranoia e demência;

Indicado aos que possuem confusão mental e agitação interna;

Trabalha o desbloqueio do chakra coronário.

 Trabalha os estados de mania, paranoia, insanidade, demência e loucura. Floral


muito útil nos estados de agitação interna. Desbloqueia e harmoniza o chakra do alto
da cabeça, o chakra coronário. A essência floral Coronarium nos doa uma potente
159
energia de luz. Nos abre para o discernimento e para a lucidez. Floral útil para os
que se encontram enredados em situações confusas e de grande pressão, excelente
também, aos que apresentam dificuldade no aprendizado. Expande e acelera as
atividades intelectuais, ativa a memória.

Curculigum (Curculigum recurvata)


Aprender dar limite, dificuldade em dizer não;

Expande a consciência;

Fortalece o Eu;

Útil nas separações e rupturas amorosas.

 Trabalha o limite. Essência floral indicada para os que têm dificuldade de estabelecer
o seu limite aos outros. Traz a energia da força e da determinação em demarcar sua
área de atuação individual mental, emocional e física, permitindo à alma retornar ao
caminho do qual nunca deveria ter saído. Floral indicado para as pessoas que têm
dificuldade de dizer não quando necessário. Essência floral muito útil para os que
têm a aura rompida.

Dulcis (Hovenia dulcis)


É um tônico espiritual;

Traz serenidade e elevação;


Útil como auxiliar nas dietas, pois traz saciedade. (Curiosidade: Os monges no
Tibet se alimentam da Dulcis por 9 dias quando saem para fazer períodos de
meditação no isolamento.).
 Traz a energia que sintoniza nossa alma com os níveis superiores, por exemplo, com
os elementares do plano etérico, auxiliares do reino vegetal. Essa essência floral cria
o vórtice energético necessário para esse acesso. É um tônico espiritual e físico. Tem
o poder de limpar certos sentimentos de angustia e de medos indefinidos que
carregamos em nosso peito. Traz serenidade e elevação para ver as coisas com
clareza, sem dúvidas.

Embaúba (Cecropia pachystachia)


Remoção de mágoas profundas;

Ressentimentos;

Cardiotônico floral;

Fortalece o músculo cardíaco;

Regula as batidas cardíacas;

Também indicado a pessoas preguiçosas;

Feridas crônicas.

 Trabalha as mágoas. Faz a limpeza dos sentimentos de angústia, ressentimento e


injustiça devido profundas mágoas. Para as crianças, adolescentes e adultos que
tiverem dificuldade de lidar com a situação de perda ou de rejeição. Para os que

160
foram afastados de um dos pais na separação do casal, ou perda dos pais ou
pessoas queridas por morte. Para os que se encontram em estado de estagnação
em todos os aspectos de suas vidas: estudo, trabalho e afazeres. Para os que são
vistos aparentemente como pessoas preguiçosas e passivas. São indivíduos que
tiveram muita dificuldade de administrar estes sentimentos doloridos ( profundas
feridas na alma), e por isso, em muitos casos, derivaram para as drogas ou outros
vícios. Pessoas que se sentem estagnadas, sem ânimo e indefinidas. Embaúba
remove o bloqueio desta energia no chakra cardíaco, aciona a energia do estímulo
da ação criativa natural. Traz elevação, ânimo, disposição, leveza e contentamento.
Na farmacopeia a embaubeira é utilizada como cardiotônico, fortalece o músculo
cardíaco, trabalha as afecções cardíacas, pressão alta, feridas, hemorragias. É
diurético; atua nas afecções das vias respiratórias (bronquite, tosse, coqueluche);
nas afecções dos rins, nas diabetes, hidropisia, cólicas do fígado, blenorragia e
leucorréia.

Erbum (Rhynchelytrum repens)


Equilibra o ritmo interno dos que passaram por choques emocionais;

Indicação aos que perderam a “doçura” da vida;

Indicado aos que desenvolveram a diabetes por fundo emocional.

 Trabalha o ritmo. Trabalha a harmonia do ritmo entre a personalidade e a alma dos


que perderam a cadência rítmica interna. Pessoas que sofreram algum grande revés
na vida. Geralmente são muito sensíveis, foram muito feridas em seus sentimentos.
Este floral estabelece novamente o sincronismo entre a alma e a personalidade.
Ajuda estabelecer o ritmo e a musicalidade harmoniza na alma. No nível consciente
abre-nos novamente para o cultivo e o desenvolvimento dos aspectos da delicadeza
e da beleza, chaves para entrar na sutil cadência rítmica dos propósitos mais
profundos e sublimes da nossa divindade interna. O bloqueio desta energia se
cristaliza no corpo físico como diabetes, desequilibro esse, causado pela sobrecarga
do corpo emocional. Na medicina caseira esta gramínea é utilizada em forma de chá
para limpar o açúcar no sangue (diabetes).

Erianthum (Solanum erianthum)


Egoísmo e teimosia;

Pessoas mal humoradas;

Estagnadas;

Autocentramento;

Superficialidade;

Maus hábitos alimentares.

 Trabalha o egoísmo e a superficialidade. Pessoas presas nestes aspectos


encontram-se num estado de estagnação, parados, porque estão voltadas somente
para si mesmos. Vivem em constante estado de mau humor, costumam ser teimosos
e irados. Erianthum é útil para os que têm maus hábitos alimentares, para os que
desejam livrar-se de velhos hábitos arraigados da personalidade. Na medicina
caseira é muito utilizada como desobstruente do fígado, estimula a função biliar,
estimula a digestão, atua na falta de apetite (anorexia), nas afecções e no
ingurgitamento do baço, combate catarros da bexiga, hidropsia, anemias, úlceras e
nos abscessos internos, tumores do útero e do abdome, febres intermitentes,
161
erisipela, hepatites, icterícia, atonia gástrica, cistite, obstrução do conduto urinal. É
febrífugo e diurético.

Flor Branca (Solanum sp)


Remove velhos hábitos inúteis;

Remove hábitos de vidas passadas;

Limpeza do lixo interno e externo;

A pessoa passa a remover o inútil na casa;

O que não é essencial é extirpado.

 Trabalha a pureza. Perceber que tudo que não é essencial tem que ser extirpado. É
um floral de limpeza, indicado para os que querem remover velhas e inúteis cargas
(posturas mentais e emocionais).

Indicada também para os que desejam se desfazer de velhos hábitos. Desfaz o


bloqueio da energia e promove uma profunda limpeza abrindo-nos a padrões mais
elevados de consciência, reconduz nossa alma para sua primeva vocação, à pureza.
Essência floral muito útil para os que se sentem sujos internamente. O bloqueio
desta energia pode causar doenças de pele, espinhas (principalmente nos
adolescentes). Esse floral apressa o processo de cicatrização. Na Fitoterapia é
usado nas fissuras dos seios das lactantes. Na homeopatia esta planta é usada nos
casos de angina e de lepra

Focum (Festuca elatior)


Remoção de traumas violentos.

 Trabalha a limpeza de traumas de mortes violentas de vidas passadas. Para traumas


também sofridos na atual vida. Para bebês agitados e angustiados sem motivo
aparente. Muito útil aos que não conseguem dirigir automóvel por medo, neste caso
acrescentar os florais Goiaba + Panicum. Focum limpa resíduos físicos e
suprafísicos putrefatos é indicado para os que têm mal hálito.

Gerânio (Pelargonium hortorum)


Trabalha a depressão e a ansiedade;

Traz a pessoa para o aqui e agora;

Potente floral antibiótico;

Regulador das funções hormonais.

 Trabalha a depressão, ansiedade e medos que certas pessoas apresentam por


causa das dificuldades frente aos desafios normais da vida. Essas dificuldades são
geradas pela imaturidade. Para os que têm dificuldade de ir para frente. Encontram-
se paralisadas num estado constante de medo e ansiedade. Estão desligadas da
realidade e das atividades que executam, vivem trombando com os objetos, com
pessoas na rua e com tudo que as cercam, quando cozinham, geralmente costumam
esquecer panelas no fogo ligado. Gerânio ancora as pessoas no aqui-e-agora para
executarem suas tarefas naturalmente. Na medicina doméstica é utilizada como
analgésico, é regenerativo, adstringente e antidiarréico; combate as anemias, úlceras
162
da boca e diabetes. Na farmacopeia médica partes desta planta são utilizadas como
antibiótico que é eficaz contra o estafilococos e o estreptococos. Combate às
afecções pulmonares, a coqueluche, as hemorragias, fortalece o sistema
imunológico, regulariza as funções hormonais e as secreções glandulares.

Gloxinia (Gloxinia sylvatia)


Trabalha baixa autoestima;

Auxilia a priorizar as metas;

Organiza o mental.

 Trabalha a baixa autoestima. Para os que carregam sentimentos de angustia e de


baixa autoestima gerados pelo acúmulo de afazeres. Para muitos, essas situações
se tornam caóticas gerando um estado de confusão e desordem interna. A sensação
é de que não conseguirão desempenhar suas obrigações. A energia Gloxinia
desenvolve a qualidade da organização das prioridades, ajuda na organização
mental natural do que deve ser feito. Esse estado mental confuso leva as pessoas à
falta de concentração e a dispersão. Útil nas fases de transição e de mudança. Para
as futuras mamães. Para os novos começos. Essência floral nos ajuda transpor
obstáculos sem medo de errar. Traz uma drástica elevação de consciência.

Goiaba (Psidium guayava)


Trabalha medos concretos e medos indefinidos;

Estabiliza o plexo solar.

 Trabalha os medos concretos em geral. Traz coragem para enfrentarmos situações


de grande perigo, as grandes provas da alma, ou em situações de muita pressão, e
para quando surge o medo da perda do controle. O uso dessa essência floral nos
traz grande força interna acompanhada de um sentimento de paz, tranquilidade e
equilíbrio. Goiaba harmoniza todos os chackras e corpos, principalmente o chakra do
plexo solar, que em situações de emergência é o primeiro a ser desestabilizado e
assim, dando entrada à atuação de forças astrais negativas em nosso campo
energético. Floral útil para os bebês que se assustam com facilidade e com os
movimentos bruscos dos adultos. Na medicina doméstica partes desta planta são
utilizadas para combater: ácido úrico, diarreias, gastroenterite, tosse, hemorragias
uterinas, bronquite, tuberculose pulmonar, catarros gastrointestinais e da bexiga,
afecções dos rins e da bexiga, artrite, reumatismo, acidez gástrica, dispepsia,
inchaço das pernas; é vitaminizante (vitamina C); atua contra as varizes, útil nas
convalescenças, nas lavagens das úlceras e dos ferimentos, nos gargarejos para as
afecções bucais, nas lavagens vaginais e na incontinência urinária.

Gracilis (Hipoxis decumbens)


Reintegra, desbloqueia e revitaliza a força de energia individual;

Limpa e fortalece as artérias. Útil no tratamento das varizes;

Importante nos estados degenerativos.


 “Reintegração de energias – repondo e centrando o Ser.”
Divinos Raios Verde e Violeta

163
Assunto
Reintegração de energias.
Este floral reintegra, desbloqueia e revitaliza toda a força de energia individual
pessoal, estabelecendo o equilíbrio, e desalinhamento energético ocasionado em
vidas passadas.

Restitui a energia primeira fragmentada por choques desarmoniosos e desvios


emocionais ocorridos nas passadas circunstâncias de sobrevivência. Com este floral
os campos físicos, emocionais e mentais se reorganizam e se transformam para
cumprimento da missão espiritual e os Raios Verde e Violeta fortalecem e curam
com a Luz e poder Crístico de cada um em sua Ascensão Divina. Em latim Hipoxis
decumbens significa “o que morre lutando em pé”.

Na noite anterior desta sintonização, em meu sonho vejo sangue pisado escuro
como bolhas pretas em minha perna esquerda (sangue escuro e duro).

O floral Gracilis, no físico vem trabalhar o fortalecimento e o desbloqueio energético


em todos os corpos. É um reorganizador energético. Prepara-nos para o
cumprimento de nossa missão espiritual no planeta.

Floral que traz fluidez nas pernas doloridas. Energiza todos os órgãos do corpo
físico, oxigena as células e consequentemente os órgãos vitais e o cérebro. Limpa e
fortalece as artérias e as veias. Combate às varizes.

Importante nos estados degenerativos.

Pesquisa – uso na medicina alopata – é anticancerígena

Atua na hipertrofia da próstata.

É da família das Aliáceas.

Grandiflora (Thumbergia grandiflora)


Indicado aos sádicos (bullying);

Também indicado aos que sofreram a humilhação.

 Para os sádicos. Trabalha o sadismo escondendo a verdade de sua essência. Cai a


máscara e vai se purificando para ser realmente o que é. São pessoas que sentem
prazer em submeter o outro a requintes extremos de tortura física, mental e
emocional. São personalidades extremamente perversas e egoístas. Essa essência
floral como todas as outras, trabalha também as personalidades presas na
polaridade energética oposta, aos que são obrigados a se submeter a esses
torturadores. São situações em que a vítima vive o profundo sentimento do medo, da
impotência, da humilhação moral, e do horror, pela frieza e pelo extremo requinte da
maldade a que é submetida. Essência floral muito útil: para casais que estão vivendo
o padrão sado-masoquista, para crianças filhos de pais que espancam, para crianças
que judiam de animais e batem em outras crianças. Muito importante seu uso em
crianças que são espancadas e humilhadas, porque, pegam os traumas, vão se
defendendo, vão usando máscaras.

Grevilia (Grevillea banksii)


Remove a energia: da raiva, do nervosismo e da irritação.

164
 Transmuta os sentimentos: da raiva, da irritação e do nervosismo, quando invadidos
em seus limites por outros. Essência floral indicada também para os que estão
vivendo na polaridade oposta deste estado de alma, para os que avançam sobre os
limites físicos e psicológicos alheios. Por exemplo, aos que se intromentem nos
assuntos e vidas dos outros, para os que colocam o seu aparelho de som no último
volume, para pessoas que falam alto em locais públicos que necessitam de silêncio:
bibliotecas, cinemas, restaurantes, salas de aula, etc. Este procedimento egoísta
desarmoniza os outros. Floral muito útil também, para as pessoas que são invadidas
em seus limites e não percebem.

Helicônia (Heliconia latispatha)


Trabalha a vaidade – exibicionismo;

Floral que vem trabalhar a beleza interior.

 Para a personalidade narcisista. Essência floral vem trabalhar a vaidade e o


exibicionismo. Para os que têm medo de perder o que não tem. Usam artifícios
externos e internos. São pessoas que estão aprisionadas na malha da ilusão das
glórias da ascensão social. Seu padrão de valores estão voltados somente ao
externo. Valorizam as pessoas somente pela aparência. Este aspecto da
personalidade causa o bloqueio da comunicação do indivíduo com seus reais
propósitos e valores, que são internos e espirituais.

Incensum (Tetradenia riparia)


Elava o padrão vibratório ás oitavas de Luz;

Excelente nos momentos de meditação para trazer elevação.

 Promove a elevação do nível vibratório. É uma essência floral de limpeza da aura e


dos ambientes. Remove manchas e resíduos (miasmas), energias negativas
emitidas por pessoas, por baixas entidades astrais ou por forças psíquicas. Essas
baixas energias circulam e impregnam os ambientes e a aura dos que circulam por
esses locais. Desde os tempos mais remotos, o incenso é usado para limpar e elevar
o padrão vibratório dos locais onde se realizam rituais religiosos, para invocar e
sintonizar os Seres do Reino Superior, por exemplo: os Seres da linhagem angélica,
nas missas e nos cultos religiosos. O floral Incensum quando usado internamente
nos conecta com as Forças da Luz. Usado como spray purifica os ambientes.

Indica (Canna indica)


Desenvolve a intuição;

Mostra com clareza o que está por traz de uma situação.

 Revela o oculto, o que está por traz das aparências. Esta essência floral ativa a
intuição, a visão interna. Trabalha a ativação e o equilíbrio do chakra frontal (terceiro
olho). Floral muito útil de ser utilizado quando vivemos certas situações em que
pressentimos existir algo oculto e ameaçador por traz das aparências. Esta energia
nos dá a resposta através da intuição ou através dos sonhos. Este floral nos revela o
que já sabíamos inconscientemente. A energia deste floral nos prepara, quando a
informação que emerge para o nível consciente é nada agradável. A essência floral
Indica aclara a visão dos fatos e acalma os ímpetos.

165
Ipê Roxo (Tabebuia impetiginosa)
Trabalha o estresse e o cansaço;

É um tônico floral;

Trabalha o fortalecimento do Eu;

Indicado a pessoas que sentem-se perdidas e se entregam ao sofrimento;

Promove o renascimento da energia da esperança;

Excelente auxiliar complementar a o tratamento de tumores.

 Para os que não veem saída nas situações de grandes traumas e estresse. Alinha e
repõe nossas energias após situações de grande desgaste físico, mental e
emocional. Afasta hóspedes indesejáveis. Traz elevação, poder e visão. Ver além do
que é. Traz a esperança dos sonhos realizados. O floral Ipê Roxo trabalha o Eu, o
fortalecimento do Eu. Na farmacopeia popular é utilizado como um eficiente
depurativo do sangue. Em pesquisas feitas descobriu-se que esta planta contém
poder antimicrobiano, antiinflamatorio, analgésico e anti-neoplásico (combate
tumores malignos e benignos). Atua contra as impigens, as coceiras, a sarna, a
diabetes, úlcera gástrica, úlcera duodenal, arteriosclerose, gastrite, eczema,
estomatite, sífilis, leucorréia, nevralgia, bronquite, combate infecção. Combate o
câncer, a asma, as doenças do útero e do ovário. Esta essência floral Ipê Roxo +
Aloe traz muita paz, conforto e esperança aos que têm câncer, e também às pessoas
com neoplasias submetidos à radioterapia.

Jasmim Madagascar (Stephanotis floribunda)


Trabalha as pessoas que engoliram ou “engolem muito sapo”;
Trabalha a abertura e a energização do laríngeo, melhorando a capacidade de
comunicação.
 Oitavo Raio Água Marinha com vários matizes do Raio Pêssego
Nível da personalidade
Trabalha a situação “engole sapo”.
Bloqueio do chakra laríngeo.
Este floral vem trabalhar a pessoa que viveu situação de muito sofrimento, quando
foi brutalmente ameaçada, acuada e teve que se calar para não sofrer agressões
físicas ou morte. Para pessoas que estiveram sob o jugo de pessoas perversas e
não puderam receber qualquer tipo de ajuda ou proteção. Para os que viveram esta
situação de total solidão e impotência. Floral muito útil para os que precisam se calar
por medo de perder emprego ou para os que se calam para não sofrer violência ou
maus tratos. Para os que sofreram sequestro, crianças roubadas, crianças ou
adultos injustiçados sem possibilidade de se defender, filhos de pais violentos, etc.
Floral útil para pessoas que têm dificuldade de se comunicar com os outros por
medo de falar. Floral útil também para pessoas, que em vidas passadas morreram
por afogamento ou porque engoliram ar na hora da morte. Floral útil para as pessoas
que se engasgam muito. Este floral remove o bloqueio energético no chakra laríngeo
ao transmutar a energia do sentimento de sofrimento aos que passaram por esta
situação de tortura, maus tratos no nível mental e emocional. A energia do Oitavo
Raio Água Marinha com matizes do Pêssego traz para as pessoas as divinas
energias do equilíbrio, da harmonia e da alegria da criança interna.

Nível da Alma

166
Com o Jasmim Madagascar, o Raio Água Marinha e vários matizes do Pêssego,
trabalha a clareza da abertura e energização do laríngeo, abrindo e soltando a voz e
sua capacidade de comunicação, fazendo sentir sua verdade interior comunicada e
verbalizada para o seu Eu Superior, que remete a energia da alegria, inocência, do
bem estar e pureza de uma criança.

Laurus Nobilis (Laurus nobilis)


Atua nos medos mais profundos do passado;
Liberta-nos de condicionamentos impingidos por religiões, sociedade e pela
própria história;
Romper ligações com o passado;

Desapego das tradições;

Liberta de posturas condicionadas e ultrapassadas.

 Romper ligações com o passado. Vai nos medos mais profundos. Liberta-nos dos
condicionamentos impingidos por religiões, pela sociedade e pela própria história.
Essência floral transmutadora e libertadora. Atua purificando e removendo os medos
profundos e as posturas condicionadas, agora ultrapassadas e escravizantes que
trazemos do passado. Energia que nos aponta o caminho para o futuro, para o novo,
guiados pelo nosso Eu Interno. Floral que nos envolve na energia da esperança, da
inspiração, da felicidade e do contentamento. É um tônico floral, combate o cansaço,
proporciona bom sono e combate o histerismo. Na medicina caseira, o loureiro é
usado como estimulante do apetite. É utilizado para aliviar as cólicas menstruais.
Atua como coadjuvante na cura das afecções da pele e das afecções dos ouvidos.
Combate às hemorroidas, o reumatismo, as contusões e a diarreia. A indústria
farmacêutica utiliza partes do loureiro: como diurético, para combater a debilidade
(fraqueza orgânica), febre, infecções, dor, nevralgias, úlceras e ausência de
menstruação.

Lavanda de Saint Germain (Lavandula vera)


Harmoniza o campo mental fortalecendo a força interior;

Excelente para bebês com mudanças de rotina.


 Lavandula vera

Sétimo Raio Violeta – Terceiro Raio Rosa – Segundo Raio Dourado


Atuação dos Raios na essência floral Alfazema de Saint Germain
Sétimo Raio Violeta – transmutação e Libertação
Terceiro Raio Rosa – Amor Divino e Força Magnética
Segundo Raio Dourado – Sabedoria

Nível da Alma

“O floral lavanda de Saint Germain neste momento atual seus Raios Violeta, Rosa e
Dourado vem fortalecer o Amor, a Verdade interna, a Força interior, já presentes nas
auras infantis transmutando e mantendo essa natureza para não serem afetadas as
vibrações negativas da humanidade, não deixando que se fixem em suas mentes
sensíveis. Para os adultos, se conscientizarem, e trabalhar com atitudes e atenção

167
corretas em níveis energéticos ajudados com a energia do Senhor da Luz Dourada,
Maitreya e de outros Mestres da Grande Fraternidade Branca.

Nível da personalidade

É um floral especial para os bebês, e também para as crianças, jovens e adultos.


Esta essência floral harmoniza o campo mental fortalecendo principalmente a força
interior. Faz profunda limpeza, traz a suavidade e a fluidez através da transmutação
violeta arrebatando e harmonizando todos os chackras, desta forma elevando a
energia a níveis bem sutis. Floral que traz muita Luz. Floral imprescindível para
bebês que no início da amamentação sentem muita cólica intestinal. Floral muito
importante também aos que não digerem bem certas situações da própria vida.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Lavandula vera

Propriedades medicinais cientificamente comprovadas, a alfazema é utilizada nas


nevralgias hemicranianas, excitação nervosa, vertigens, inapetência, asma,
coqueluche, faringite, laringite. É tônica, antimicrobiana e anti-pruriginoso, também
atua como digestiva, principalmente para os bebês, é estimulante e anti-
espasmódico: evita ou alivia os espasmos, combate cólicas e gazes. Trabalha a má
digestão. Trabalha também nas contusões, no cansaço. É diurético, atua também na
excitação nervosa, laringite, coqueluche, na tosse e nas nevralgias.

Dados técnicos

Lavandula officinalis é uma herbácea das família Labiadas, perene, possui densa
ramagem cuja origem é mediterrânea. Suas delicadas flores exalam um suave
aroma. Esta planta foi trazida para a América por colonizadores. As flores são
dispostas em círculos, nas cores amarelo e violáceas. As folhas branco-tomentosas
não possuem pecíolo. Suas hastes são eretas branco-acinzentadas em densa
ramagem. Conhecida pelos nomes lavanda-inglesa, lavanda e alfazema.

Leucantha (Bidens leucantha)


Refaz o cordão energético entre filho/mãe;

Indicado aos inseguros devido à rejeição.

 Para os que não perdoam. Aciona a energia que nos conecta com a nossa grande
mãe interna. Ativa o processo de maturação do instinto maternal. O bloqueio dessa
energia causa dificuldade na relação filho-mãe. Esse bloqueio energético faz surgir
tanto na mãe quanto na criança estados de oscilação na personalidade, são
indecisos, confusos e dependentes um do outro. Leucantha ativa as qualidades da
vontade e da ação, impulsiona a pessoa à ação criativa e ao movimento. Útil para
dificuldade de engravidar, a maternidade imatura, para situações onde há o bloqueio
da comunicação entre a mãe e a criança, para as crianças rebeldes e inseguras pela
falta do elo de ligação com a mãe. Essa essência floral é útil para as futuras
mamães, aciona e fortalece o vínculo maternal e filial. Para os que foram rejeitados
pela mãe de alguma forma. Floral muito útil de ser usado nos estados de gravidez
psicológica tanto pessoas quanto animais. Na medicina doméstica esta planta é
utilizada como tônico para as gestantes, atua beneficamente nos ingurgitamentos
das glândulas mamarias e nos corrimentos vaginais; é um desobstruente do fígado,
dos rins e da bexiga; amacia a pele; é antisséptico; atua beneficamente nas
diabetes, úlceras de varizes e nas feridas rebeldes, nas inflamações e nos tumores
de pele; icterícia; é diurético, é vermífugo, eficaz nas coceiras em geral e dos
animais; ativa a salivação; útil nos males do estômago, nas disenterias, nos
reumatismos e dores nas juntas, nas inflamações da garganta, nas infecções
168
pulmonares e na pneumonia. A essência floral Leucantha juntamente com outras,
têm sido de muita utilidade na área veterinária, vem trazendo grandes benefícios aos
animais em geral, que são retirados de suas mães muito cedo, principalmente os
pássaros, gatos e cães.

Limão (Citrus limonum)


Pessoas amargas e destrutivas que carregam muitas enfermidades na velhice;

Padrão da maledicência.

 Indicado para a personalidade amarga, de índole mentirosa, destrutiva e invejosa.


Esse floral trabalha o despertar da consciência com relação ao sofrimento que estes
indivíduos provocam no outro por causa dessas atitudes negativas. Útil também para
a personalidade que se encontra na polaridade oposta, quando carrega o sentimento
da amargura gerado pelo outro. Esta essência floral trabalha sondando todos os
corpos para encontrar a verdadeira cura, os ranços que traz de outras vidas, mas
continua no padrão. O poder terapêutico do limoeiro é enorme, é um poderoso
depurativo do sangue, possui ação rápida na cura das gripes e dos resfriados;
dissolve depósitos reumáticos e o ácido úrico, dissolve a formação de cálculos, mata
bactérias, clareia a pele. O limão atua beneficamente em mais de cento e cinquenta
doenças, para se ter uma ideia, basta observar a relação de algumas enfermidades:
acne, sardas, espinhas no rosto, hemorragias, acidez em geral, envenenamentos,
distúrbios nervosos, insônia, epilepsia, esterilidade, astenia, bócio, caspa, herpes
(alguns tipos), zumbidos, vermes intestinais, varíola, úlceras gástricas, psoríase, mau
hálito, adenite, afonia, afta, amenorreia, amigdalite, analgesia, anemia, angina do
peito, apoplexia, arteriosclerose, artritismo, cãibra, ciática, congestão geral, diabete,
difteria, estomatite, faringite, febre, flebite, frieiras, furunculose, gengivite, gota, etc.

Lisiandra (Lisiandra fontanesiana)


Específico aos que chegam sempre atrasados;

Trabalha o controle sobre as emoções;

Não se deixa levar por fatores externos.


 Lisiandra fontanesiana

Terceiro Raio – Quarto Raio – Nono Raio Magenta


Atuação destes Raios na essência floral Lisiandra
Terceiro Raio – Amor Divino e Força Magnética
Quarto Raio Branco – Pureza, Beleza e Perfeição.
Nono Raio Magenta – Harmonia Divina e Equilíbrio

Nível da Alma

“Em tudo parece imperar a urgência de necessidade não havendo calma nem tempo,
onde aparece inevitável superficialidade no fazer e no ser. Destroçam o jardim
interno e depois não há coragem para cultivá-lo e contemplar a paisagem interior
nesta urgência em parar de conseguir sentar-se consigo mesmo/a e conversar com o
seu próprio coração. Na confusão do seu tempo aparece amorosamente o floral
Lisiandra com seus Raios Rosa, Branco e Magenta trazendo Paz, Amor, harmonia
para se manter o controle das ações e emoções sem interferência de fatores
externos em seu desempenho na realização pessoal em perfeita sintonia com a
ordem natural das coisas; Vivenciando Deus existente em seu próprio coração;

169
Nesta frequência a mente obterá valores enriquecedores a sua vida dando uma força
Maior e Plena.”

Nível da Personalidade

Neste tempo de grandes transformações, o floral Lisiandra vem nos libertar dos
padrões do “estar sempre atrasado” e do “apressado”. Estas pessoas estão sempre
atrasadas e desorganizadas em tudo o que fazem. A pressa e a urgência resulta no,
no “mal feito”. Este padrão gera ansiedade, baixa autoestima e medo. Vivem na
confusão do dia a dia, como se este padrão negativo fosse o modo natural de se
viver. Floral que traz a calma e harmonia no viver diário. A essência floral Lisiandra
tem a capacidade de expandir a consciência das pessoas presas a este padrão
através da energia amorosa do Terceiro Raio. O Quarto Raio faz profunda limpeza
para perceber o padrão da pressa. O Nono Raio Magenta nos doa a Harmonia
interna e o Equilíbrio necessários neste atual período planetário. Neste tempo de
oportunidades, estes três Raios nos direcionam para um novo patamar energético,
através das energias dos florais de Saint Germain. Poderosas energias estas que
nos concedem dar saltos quânticos de consciência em perfeita harmonia divina, com
pleno controle em tudo o que faz.

Dados Técnicos

Esta árvore é chamada de quaresmeira, flor de quaresma, quaresmeira-roxa e


quaresma. Geralmente floresce duas vezes ao ano, em Julho e Agosto. Estas
árvores são encontradas na Mata Atlântica, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e
Minas Gerais. A quaresmeira é ornamental, principalmente quando em floração, sua
altura entre 8 -12m, com tronco de 30 – 40 cm de diâmetro; os ramos são
quadrangulares e alados nas arestas. As folhas são rijas, pubescentes nas duas
faces. De 15-20 cm de comprimento por 5 -7 de largura.

Lírio da Paz (Spathiphylum walisii)


Traz Paz;

Trabalha conflitos internos.

 A energia da essência floral Lírio da Paz nos protege de envolvimentos que nos
prejudicam. Essência floral que vem fazer o trabalho de remoção dos obstáculos de
forma amorosa, para que possamos realizar a plena realização do serviço - o
propósito de nossa Alma Divina - tanto no nível planetário, quanto no nível cósmico.
Sua energia trabalha equilibrando todos os chackras, principalmente, purificando a
luz do chakra coordenador. Este floral nos traz a paz interna, afasta a negatividade, a
ansiedade, a depressão e a tristeza. Vem nos proteger e nos conectar com os
nossos corpos Superiores.

Lírio Real (Lilium reggale)


Ser livre em qualquer situação, circunstância e lugar;

Energia da liberdade.

 Ser livre. Energia da liberdade. Essência floral que traz a consciência de ser livre em
qualquer situação, circunstância e lugar. Vem trabalhar a remoção e a libertação de
vivências sombrias e traumáticas desta vida ou de vidas passadas. O floral Lírio Real
trabalha a nossa libertação reorganizando e fortalecendo os chackras. Sua energia

170
traz a potente força para a libertação de chackras aprisionados, principalmente o
chakra básico.

Lótus Azul (Nynphaea stellata)


Traz intensa conscientização;

Intensa transformação interna;

Abre caminho para a iluminação;

Desobstruente de todos os chackras.


 Nymphacea stellata

Primeiro Raio – Décimo Raio Dourado Solar – Décimo Segundo Raio Opalino
Atuação destes Raios na atuação do Lótus Azul
Primeiro Raio Azul com graduação do Verde e do Rosa
Décimo Raio Dourado Solar – Paz Solar e Conforto
Décimo Segundo Raio Opalino – Esperança e Inspiração

Nível da Alma

“Neste momento de profunda mudança, reencontro e intensa conscientização, vem o


floral Lótus Azul, com a irradiação poderosa do Raio Azul, do Dourado Solar e
Opalino liberando o poder de perfeição que está dentro de cada Ser onde a
obstrução a Luz simplesmente dissolvem e desaparecem. Traz uma limpeza
profunda de experiências desarmônicas e limitadoras.”

Nível da Personalidade

“Conquistar é acreditar”.

De um modo geral, nós estamos expandindo a consciência através dos florais do


Sistema Saint Germain, porém nesta momento cósmico o floral Lótus Azul vem nos
brindar de forma a uma intensa conscientização. Um presente a nós auferido por
nosso Deus Pai-Mãe com profundo Amor. Este presente floral Lótus Azul, através
das atuais grandes mudanças neste momento cósmico, nos aponta o caminho
suporte/consciência para as grandes transformações internas, as quais estão
surgindo, o preâmbulo para o nosso retorno ao nosso Lar Celestial. Floral de
profunda limpeza, aonde a energia chega desobstruindo todos os pontos de todos os
corpos, abrindo o caminho para a iluminação. É um desobstruente energético de
profundo alcance abrangendo todos os chackras. Floral importante para as pessoas
que não tem Fé e aos que não acreditam. O nome científico da Nynfaea stellat em
latim significa seres muito sutis que habitam os bosques, o mar, e as fontes. Stellata
significa estrelado – semeado de estrelas brilhantes, cintilantes, que tem cem olhos.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Nynfhaea stellata

Esta planta é usada como adstringente. Combate à diarreia é antiblenorrágica e


auxiliar no tratamento das enfermidades das vias urinárias. Possui propriedade
sedativa sobre os órgãos genitais e na compulsão sexual obsessiva. Trabalha a
ninfomania. Possui a propriedade de curar feridas.

171
Dados técnicos

Lótus azul pertence á Família das Nynfeáceas. Sua origem é africana. É uma planta
aquática perene de rara beleza, cultivada em lagos artificiais e tanques. A planta
golfão-azul ou lótus do Egito possuem flores solitárias azul-pálidas, algumas vezes
azul-claras. Floresce geralmente quase todo ano e tanto o seu rizoma como as suas
sementes são comestíveis. Através de um historiador da expedição de Napoleão
Bonaparte ao Egito, nos traz a informação sobre a Lótus Azul, que é uma das três
ninfeáceas do antigo Egito também que as chamavam de lótus.

Lótus do Egito (Nynphaea Alba)

Floral de profunda limpeza de todo os chackras;

Leva-nos para frequências mais elevadas.

 Nível da personalidade: A essência floral Lótus do Egito traz harmonia, enlevo e a


visão da vida de forma mais elevada, sem envolvimento do ego. Promove a
expansão da consciência, traz a compreensão dos acontecimentos, mais
consciência de si integrado ao Eu Maior. É um floral transmutador de energias. Faz
um profundo trabalho de limpeza no chakra básico, como também, faz limpeza em
todos os outros chackras. Purifica toxinas psíquicas emitidas por outros, toxinas que
desestabilizam nossos chackras, podendo causar até, a nossa desconexão com o
alto. Toxinas que nos causam muito sofrimento, congestionando o Plexo Solar.

Nível da Alma: “Floral que leva a devoção inspiracional à Verdade cósmica e à


Sabedoria. Manifesta o aspecto mais alto da mente. A mente em sintonia com o
Espírito integrado com a Vontade Divina para encontrar Paz e Iluminação,
harmonizando para a utilização da informação visionária interna, na compreensão de
que sabedoria vem de harmonia, que vem da contemplação, que vem da paz interior
que leva à luz interior e alegria interna.”

Pesquisa das propriedades medicinais da planta Nymphaea Alba: É


adstringente, mucilaginoso, antidiarréico, antiblenorrágico, auxiliar no tratamento das
doenças das vias urinárias. Possui propriedades sedativas sobre os órgãos genitais
na compulsão sexual obsessiva e ninfomania. Possui a propriedade de curar feridas.
Um dos historiadores da expedição de Napoleão Bonaparte ao Egito relata que esta
planta é uma das três ninfeáceas que no antigo Egito eram chamadas de lótus.

Lótus Magnolia (Nynphaea Alba / Magnolia grandiflora)

Delimita os campos energéticos;

Floral de proteção.
 Nível da personalidade: Lótus/Magnólia é um floral de proteção, transmuta energias
desclassificadas emitidas por outros e acopladas aos corpos sutis da personalidade.
Vem remover drasticamente o sentimento de desespero muito antigo, calcado no
mais profundo da alma, devido ter passado por tanto sofrimento e dor em vidas
passadas, e devido a isto, este aspecto da personalidade ficou paralisado e preso
em um dos sub-planos baixos do Plano Astral. Esta essência floral vem transformar
sombras em Luz. Aciona a energia criativa dedicada aos aspectos mais elevados do
Eu, elevando o espírito da paixão à pureza. Floral importante aos que vivem em
constante estado de paixão. Lótus/Magnólia traz inspiração e sensação de bem estar
de pertencer a Terra, como também, traz o sentimento da real grandeza de nossa
Alma. Este floral define a interação dos campos energéticos, passamos a perceber o
que realmente é nosso, e o que é do outro (sentimentos, energias, etc.). Floral para
172
os que em vidas passadas tiveram seus corpos, ou partes deles, usados em rituais
de magia negra. Útil também aos que tiveram seus corpos mumificados. O Terceiro
Raio e o Raio Violeta trabalham conjuntamente o desenvolvimento do potencial do
amor, juntamente com a transformação das energias desclassificadas, tornando-nos
assim, um canal mais receptivo às influências do Alto. Trabalha de forma intensa o
chakra do Plexo Solar, o chakra Cardíaco, o chakra Laríngeo e o chakra da Coroa,
equilibrando e harmonizando os quatro chackras inferiores. Traz a compreensão do
desequilíbrio sofrido e remove a dor dos desníveis sofridos. Traz o fortalecimento do
chakra cardíaco, trazendo a união do Céu com a Terra.

Nível da Alma: “O floral Lótus/Magnólia é uma espada de Luz e Verdade que corta
os sofrimentos antigos, remove dores do coração, alinhando. Essência floral que traz
leveza, Luz e Verdade ao coração. Une as emoções do coração com os reinos mais
elevados, para que o indivíduo seja capaz de experimentar o infinito amor do
Espírito. Une as pessoas à sua própria fonte infinita do amor. Tem o objetivo de
preparar o amor próprio internalizado para que se expresse externamente. Estado
mental equilibrado pelo Raio Violeta que dá a visão da perfeição Divina em todas as
coisas, compreendendo o desígnio Divino.”

Pesquisa das propriedades medicinais da planta Nynphaea Alba (Ver Lótus do


Egito) Pesquisa: propriedades medicinais da planta Magnolia grandiflora Esta planta
é usada para tratar paralisias; tonificar o baço, o estômago, o pulmão e intestino
grosso. Facilita a digestão, é um tônico digestivo. Combate à febre debela a
leucorréia, combate cólicas e a diarreia aguda, combate vírus e micróbios. É
diurética. Na fitoterapia é usada para feitura de óleos essenciais que são
antimicrobianos de largo espectro.

Madressilva SG (Lonicera caprifolium)


Presos no passado por: Egrégoras, Obsessor e Conceitos ultrapassados.
 Quarto Raio Branco, Sexto Raio Rubi Dourado, Décimo Primeiro Raio Pêssego

Nível da Personalidade

Se libertar do passado. Para os que estão aprisionados no passado (Astral). A


essência floral Madressilva SG, através de seus potentes Raios, tem o poder de
libertar e de integrar certos aspectos de nossa personalidade aprisionados no
passado. Há um tipo de aprisionamento feito por manipulação de matéria astral, pelo
mental de forças psíquicas astrais, inclusive muito antigos. A prisão pode ocorrer
também através de egrégoras, pela manipulação mental de grupos encarnados, na
maioria das vezes de modo inconsciente. Conceitos ultrapassados, também nos
aprisionam no passado, não nos permitem acessar o novo que surge. Na maioria
das vezes, estas situações são vividas somente pela alma, não conseguimos
acessar no nível consciente, causando deste modo, enorme prejuízo em nosso
desenvolvimento emocional, mental e espiritual. Madressilva SG nos liberta também,
da autoprisão devido o apego a lembranças do passado. Estas prisões nos prendem
no passado (Astral), não nos permitindo acessar o futuro glorioso. Nesta essência
floral, os Divinos Raios, Quarto, Sexto e Décimo Primeiro, trabalham o poder da
individualidade com misericórdia, liberdade e alegria, em sintonia com nosso Eu
Superior. Esta flor Madressilva é a mesma utilizada por Dr. Edward Bach na essência
floral Honeysucle.

Nível da Alma

Madressilva SG, faz o trabalho de sincronicidade e perfeição. Se permitir trabalhar a


individualidade com misericórdia, liberdade e alegria amorosa, onde a percepção
individual irá potencializar um trabalho espiritual mais coerente, expansivo e
173
equilibrado no aprimoramento do seu Plano Divino do momento, em sintonia com
seu Eu Superior.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Lonicera caprifolium

É diurética, sudorífera e refrescante. É utilizada também nas inflamações da boca,


nas gripes, resfriados, outras afecções respiratórias e anginas. É expectorante e
purgativa. Faz cessar as contrações musculares e os vômitos.

Margarida de Saint Germain (Chrysanthemum leucanthemum)


Cura misericordiosa;

Excelente auxiliar nos transtornos da aprendizagem;


Dislexia= Margarida de Saint Germain+ Abricó+ Gerânio+ Sapientum+ Arnica
Silvestre;
Trabalha a síntese, o insight e a organização para “enxergar” o todo.
 “É um floral de cura misericordiosa com energias vibrantes de um campo
magnético, seus Raios Azul, Dourado Verde, Rubi, Dourado Solar. Na nova
idade de Ouro que se manifesta na Terra, a Chama Viva da Luz recria uma nova
realidade. Esses Raios de Luz são como asas trazendo equilíbrio e uma
sensação perfeita de Liberdade, Discernimento e Sabedoria. Floral que nos
conecta com a unidade, com nossa família Estelar, alinhando, com a Luz
Dourada do Cosmo.”

Divinos Raios
Primeiro Raio Azul Quinto Raio Verde, Sexto Raio Rubi Dourado e Décimo Raio
Dourado Solar

Assunto
Cura Misericordiosa

Seguir o mesmo procedimento da Leucantha: Margarida de Saint Germain sozinho


e após 10 minutos os seguintes florais com Margarida de Saint Germain: Margarida
de Saint Germain + Abricó + Gerânio + Sapientum + Arnica Silvestre.

Floral que vem trabalhar a organização e passa enxergar o todo. Trabalhar o


insight e síntese.

Vem trabalhar nos transtornos da aprendizagem.


Dislexia: vem trabalhar também a dislexia. Fórmula = Margarida de Saint
Germain + Abricó + Gerânio + Sapientum + Arnica Silvestre
Dislexia = este transtorno leva a criança a baixa autoestima (Aloe + Gloxinia) + o
procedimento acima.

Também indicado para Vândalos.

Maçã (Feroz mal us)


Indicado aos que estão estagnados, parados;

Traz profunda limpeza e grande transformação;

174
Floral que libera e leva a pessoa da inércia para a ação.
 Feroz mal us

Quarto Raio Branco – Terceiro Raio Rosa – Raio Verde – Verdade e Cura
Atuação destes Raios na essência flora Maçã
Quarto Raio Branco - Pureza, Beleza e Perfeição.
Terceiro Raio Rosa – Amor Divino e Força Magnética
Quinto Raio Verde – Verdade e Cura

Nível da Alma

“A essência floral Maçã vem com o Raio Branco nos lembrar neste tempo que o
verdadeiro poder é um estado de ser (como uma energia Divina da Fórmula da
Reconexão dos Raios Rosa e Verde) que é sim possível na força e Luz equilibradora
destas três energias amorosas, uma melhor atuação neste tempo de graças
acionando a pessoa a uma grande limpeza e um grande despertar, relembrando de
que somos seres divinos.”

Nível da Personalidade

Floral que traz grande transformação através da profunda limpeza do padrão da


estagnação, devido o acúmulo do inútil em suas vidas. Esta essência floral libera e
leva a pessoa da inércia para a ação, removendo o “lixo” energético estagnado.
Através deste floral, com vigor, as pessoas conseguem ter o controle sobre suas
vidas com disposição e alegria tomando o rumo certo a seguir ao acessar o seu Eu
Superior. Após o uso do floral Maçã, automaticamente as pessoas passam além de
remover o lixo interno, as pessoas passam a retirar de suas casas objetos e
quinquilharias acumuladas, retirando o inútil dos espaços externos também. O nome
científico Pirus malus, significa fogo do mal, os que foram contaminados pelo fogo do
mal, sexualidade exacerbada: Pirus malus + Lótus do Egito.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Pyrus malus

A macieira é uma planta rica em fibras dietéticas, flavonóides, frutose e calorias. É


antioxidante, combate o colesterol, protege contra radicais livres, combate o
endurecimento das artérias, ataques cardíacos e doenças coronárias. Remove
substâncias tóxicas e metais pesados através das fezes, ajuda na prisão de ventre e
na diarreia. Ajuda no fortalecimento dos ossos durante o período da menopausa.
Protege contra os raios UV e os raios infravermelhos.

Dados técnicos

A macieira pertence à família das Rosáceas, é originária da Ásia Menor. Esta planta
chegou ao sul do Brasil em 1926. É uma árvore caudicifolia. As folhas são cactáceas,
esparsamente pubescentes, entre 6-12 m de comprimento. As flores são
andrógenas, porém auto-incompatíveis, (necessita de polinização) cruzada para a
frutificação, dispostas, dispostas em umbelas, formadas de Agosto a Outubro. É um
poderoso nutriente para os bebês, crianças jovens e adultos.

As maçãs são ricas em proteínas e minerais, vitaminas, Aminoácidos e outros.


Vitaminas: Cálcio, Ferro, Magnésio, Fósforo, Potássio, Sódio, Zinco, Cobre Fluoreto.
Proximatos: proteínas, lipídios, carboidratos, fibra dietética, açucares, sacarose,
glicose, frutose e amidos. Vitaminas: niacina, ácido pantatênico, vitamina B, folatos,
colina, betaína, vitamina A, vitamina E, vitamina K. Outros: betacaroteno, beta-
criptoxantina, luteína, zeachantina. USA – National Nutrient Database for Standard
Reference, release 2007.

175
Melissa (Lippia Alba)

Trabalha a energia da alegria e da felicidade;

Desperta a vontade de ser melhor;

Trabalha a ansiedade e distúrbios nervosos;

É um calmante relaxante natural.

 Trabalha a energia da alegria, da felicidade e da vontade de ser melhor, vencer


obstáculos serenamente, com o pleno controle das emoções e sobre os sentimentos
negativos. Essa essência floral nos conecta com a nossa criança interna. É indicada
para os que perderam a capacidade de sorrir e de almejar a felicidade. Atua contra
os sentimentos de desesperança, ansiedade e de tristeza. Na medicina caseira é
utilizado como calmante relaxante, excelente nos distúrbios de origem nervosa,
histerismo, hipocondria, nas afecções do aparelho digestivo, debilidade geral,
dispepsia, desmaios, vertigens, epilepsia, flatulência e palpitação do coração.

Mimosinha (Polygala paniculata)


Indicado para pessoas tímidas;

Indicado aos que possuem dificuldade de articular as questões da vida;


Floral auxiliar no tratamento de problemas nas articulações como: Tendinite,
artrite, artrose.
 Essência floral que vem trabalhar a timidez. Traz força e conforto para enfrentar
qualquer situação. Trabalha a timidez dos que têm receio de se expor em qualquer
situação, por exemplo: falar perante muitas pessoas. Para pessoas que têm um
trabalho a cumprir e tarefas a desenvolver, mas não têm coragem de expor seus
pontos de vista, que seriam de muito proveito para o grupo. Floral útil para os que
em certas situações “dá branco” em suas mentes, se sentem paralisados
mentalmente. De um modo geral, estas situações podem provocar o trismo, devido
muita tensão na região do maxilar. A tendinite ou dores nas articulações podem
surgir como cristalizações desta situação mental e emocional bloqueada, dificuldade
de articular seu mental naturalmente. A energia desta essência floral traz a paz, que
é perene. Esta planta é muito utilizada na medicina caseira nas afecções do joelho:
água no joelho, tendinite, etc. Afecções nas articulações: fortes dores, inflamações,
artrite, artrose, trismo. É usada como amaciante da pele, para fortalecer os cabelos,
combater a caspa e a tênia. É usada como laxante.

Monterey (Cupressus monterey)


Trabalha a culpa consciente;

Trabalha a criatividade.

 Essência floral que trabalha a culpa consciente, ou a culpa calcada no mais fundo do
inconsciente. Estão sempre preocupados e não se amam. Devido à culpa, carregam
um sentimento de inferioridade, não se dão valor. Floral que programa a pessoa para
se amar. Na medicina popular este cipreste é utilizado como um poderoso
descongestionante das vias respiratórias superiores e inferiores. Tem propriedades
diuréticas.

Myrtus (Myrtus communi)

176
Liberta do mental poderoso do outro, proteção.

 Liberta o nosso mental que está preso no mental poderoso do outro. Esta essência
floral vem libertar também, os que não percebem que estão aprisionados, pela
sintonia, em egrégoras de grupos espirituais com propósitos escusos (iniciáticos, de
orientação espiritual, etc.), cujo líder possui um mental poderoso e com propósitos
não afins com a Alma Divina. Esta prisão permite que nossas energias sejam
manipuladas e vampirizadas, principalmente através do chackra do plexo solar e do
chackra básico. Esta essência floral nos traz a energia do poder pessoal.

Oliva de Fátima (Olea europea l.)

 Desperta a capacidade de Conseguir e Ser. Conecta-nos com a virtude da


perseverança e ativa forças vitais nos momentos de pressão.

 Sintonizado nos arredores de Fátima / Portugal e preparado com água do manancial


da basílica de Nossa Senhora de Fátima.

“Despertai para a poderosa glória de vosso Verdadeiro Ser e recordai vossa


capacidade de conseguir e ser”.

Me revitaliza e me energiza para poder viver a vida com entusiasmo.

A Oliveira é uma árvore que tem várias citações na Bíblia e sempre está associada à
força e à vida.

Essa “vida eterna” está associada a grande capacidade de regeneração da árvore,


propriedade latente presente no floral Oliva de Fátima.

Fazendo uma analogia à extração do azeite no qual o fruto sob pressão nos brinda
com um bálsamo, Oliva de Fátima faz frutificar a perseverança e ativa nossas forças
vitais, principalmente nos momentos de pressão.

Panicum (Panicum maximum)


Auxilio no tratamento da Síndrome do Pânico;

Indicado aos que perderam o controle sobre o mental.

 Trabalha a síndrome do pânico. São crises constantes de terror e desespero sem


causa consciente. Indicada para os que perderam o total controle sobre suas mentes
e vidas estão sob constante estado de agitação. Junto ao desespero surgem os
batimentos cardíacos acelerados, transpiração excessiva e uma forte sensação de
morte iminente (pensa estar sofrendo um enfarte). A pessoa sente estar mergulhada
na total escuridão, distante dos seus reais propósitos e longe do caminho que
deveria estar percorrendo. A essência floral Panicum devolve às pessoas o total
controle sobre suas vidas, ao mesmo tempo em que aponta a direção a seguir.
Surgiram casos em que houve a necessidade de acrescentar junto à essência floral
Panicum, as essências florais Capim Luz (Panicum flavum) e Capim Seda (Panicum
melinis) por ter sido acionado (por pressão do inconsciente) de um trauma de morte
violenta acompanhada do sentimento de claustrofobia, em alguma vida passada.
Nesse caso específico à bronquite asmática ou alérgica surge em algum momento
na atual vida, cristalização no físico deste bloqueio energético.

Patiens (Rumex patientia)


177
Floral que trabalha a paciência, flexibilidade e tolerância;

Promove a disciplina interna;


Auxilia a suportar situações de pressão (seja para uma criança, estudante ou na
profissão).
 Esta floral traz o entendimento e o desenvolvimento das qualidades da paciência, da
flexibilidade e da tolerância. Virtudes que consistem em aceitar e a suportar
situações de grande pressão, de dor e certos infortúnios com firmeza e dedicação. É
o exercício da alma no desenvolvimento da perseverança tranquila. O floral Patiens
trabalha a disciplina interna como também a organização mental. Ajuda desenvolver
na personalidade os aspectos positivos da iniciativa, da dedicação, da vontade para
seguir adiante, por mais pressão a que esteja sendo submetido. Útil para quando
surge à dificuldade de aliar profissão, vida do lar, tarefas e obrigações a serem
cumpridas. Para os que estão sempre iniciando novas atividades e nunca
conseguem terminar.

Pau Brasil (Caesalpinia echinata)


Vem despertar vocação, habilidades e talentos;

Indicado aos que estão insatisfeitos no que trabalham.

 A essência floral Pau Brasil traz a energia para despertar os nossos talentos latentes,
nossa real vocação. Para as pessoas que vivem em estado de extrema pressão e
preocupação, stress, sensação de carregar pesados problemas. Para os que vivem
em um constante estado de insatisfação. Útil aos adolescentes que não sabem que
carreira seguir. Para os adultos que não gostam e não sentem prazer quando
desempenham os seus fazeres ou seus trabalhos. Para as pessoas que não
conseguem descobrir quais as suas verdadeiras habilidades, seus talentos, enfim.
Esta essência floral Pau Brasil vem revelar os nossos pendores, nossos talentos,
nossa vocação. Trabalha a criança interior que passou por muitos estados
emocionais não resolvidos e esclarecidos, que geraram um vazio incompreensível e
que vai aflorar quando houver um entendimento do que se sentiu e do que
ocasionou, através do uso desta essência floral. Havendo esta abertura e
entendimento, acriança se sente livre e espontânea. Como se tivesse algo nas mãos
e não sabe o que fazer com ele. A energia Pau Brasil traz a compreensão do que
fazer com os seus talentos junto ao sentimento de prazer e alegria de torná-los úteis.

Pectus (Salvia leucantha)


Floral que traz força para enfrentar qualquer situação da vida;

Pessoas que entram em um relacionamento e não conseguem sair;

Resignação;

Palavra chave – Sinto um aperto no peito;

Submissão;

Claustrofobia.

 Traz a energia para enfrentar. Pectus aciona a energia que ajuda interromper
padrões de comportamento repetitivos de submissão e de resignação. Padrões
esses, que trazemos também de outras vidas. Limpa mágoas e ressentimentos
gerados por situações vexatórias e de injustiça. Para os que vivenciam

178
relacionamentos humilhantes e inaceitáveis, e não conseguem se desvencilhar.
Vivem num constante estado mental e emocional claustrofóbico. Têm a sensação de
que estão aprisionados, suas almas não conseguem achar uma saída. A pessoa tem
a constante sensação de aperto no peito e claustrofobia. No nível físico o bloqueio
dessa energia provoca o aparecimento da displasia e de nódulos nos seios. Pectus
traz a energia que ajuda as pessoas se libertar de velhas amarras, que bloqueiam o
seu real caminho a seguir.

Pepo (Cucurbita pepo)


Trabalha a insegurança excessiva frente à sobrevivência do dia-a-dia;

Dificuldade de perceber o próximo;

Trabalha estagnação energética na próstata.

 Este floral trabalha o balanceamento do chakra básico, que está relacionado com o
elemento terra, para segui-la, elevar a energia para o chakra cardíaco. A estagnação
energética no chakra básico dificulta a percepção e o despertar. Pepo é indicado
para as personalidades avaras, materialistas e muito apegadas aos bens materiais.
Geralmente são medrosos e inseguros com relação a sua sobrevivência no dia-a-dia.
O bloqueio dessa energia pode causar: inflamação na próstata, uretra, bexiga, rins e
no tubo digestivo; afecções no fígado, afecções renais crônicas, hemorroidas, colite
e obstipação intestinal. Em pesquisas realizadas, descobriu-se que a abóbora
contém altas fontes de ferro, fósforo, cálcio e vitamina A, ajuda na formação de
glóbulos vermelhos, é muito útil nas anemias. Excelente para oxigenar as células; é
auxiliar na formação dos ossos, na formação dos músculos e na formação do
cérebro. Na medicina caseira é muito usada nas queimaduras de primeiro grau, nas
inflamações externas, nos furúnculos, nos tumores gangrenosos, também faz
desaparecer verrugas e cicatrizes, dissipa os inchaços. Atua contra: os vômitos e os
enjoos das gestantes, as dores de ouvido e a bronquite. É laxante e diurético.

Perpétua (Ghomphrena globosa)


Perdas afetivas irreparáveis;

Sentimento de saudade profundo.

 Floral indicado para os que vivenciaram situações de perdas afetivas e de perdas


queridas irreparáveis. Para os que carregam sentimento de saudade dos que
partiram por viagem ou por morte. Perpétua traz a energia da compreensão de que
não existe a separação e a morte, nos traz o entendimento de que estamos todos
unidos eternamente pelo laço fraterno universal, traz a compreensão de que somos
todos parte da mesma energia Una frutos da mesma Fonte Celestial, almas
itinerantes nesse cosmos, passando por provas, em busca da perfeição. Perpétua
trabalha a lição do desapego. É indicada também para os estados nervosos do
coração. Na medicina caseira esta planta é utilizada para combater: tosse, bronquite
e outras doenças respiratórias. Atua contra a febre.

Pinheiro Libertação (Araucária heterophylla)


Liberta do sentimento de perturbação.
 Nível da personalidade
Esta essência floral atua nos campos profundos da alma. Liberta aspectos nossos
aprisionados em algum dos sub níveis no plano emocional ou no plano mental. A
179
essência floral Pinheiro Libertação transmuta e liberta as pessoas de prisões/energia
e energias/perturbação. Energias estas, registros/sofrimento de vidas passadas
devido situações de muito sofrimento. Energias estas ainda ativas na presente vida,
e interferindo no viver diário. São energias sensações/desconforto e medo sem razão
aparente de existir, difíceis de identificar, mas ativas e atuantes desde há muitas
vidas. São energias/interferência calcadas no mais profundo do inconsciente
consequência de fracassos e quedas da alma que paralisaram aspectos da
personalidade e que provocaram medos aterradores. Estes desconfortos surgem no
nível consciente para que se processe a limpeza e harmonização destas energias
mal baratadas.
Como detectar estas energias: tensão sem motivo, sensação de perturbação,
sensação de manipulação na aura, perda de apetite, angustia, dor ou desconforto na
região de algum chakra (principalmente no chakra básico e no chakra do plexo
solar), insônia, perda de energia, fraqueza, sensação que algo aterrador vai
acontecer, pressão alta, palpitação, sensação de estar doente, sensação de doenças
não identificadas em exames médicos, sensação de queimação em alguma parte do
corpo (mãos, pés, cabeça, sensação de desconforto nas pernas, pés ou em outras
partes do corpo, etc.) em crianças ou em adultos, sensação de terror. Tremores não
controláveis e bater dos dentes que surgem de forma abrupta em crianças ou
adultos. Esta essência floral traz relaxamento, libertação, iluminação e elevação. Em
latim a palavra heterophylacea significa prisão.

Nível da alma
Oitavo Raio Água Marinha, Décimo Raio Dourado Solar

O medo e o temor são energias de uma fraqueza interior através da qual nos
agarramos firmemente em limitações e fracassos durante muitas vidas. Buscar no
interior as energias repletas de forças e usa-las dependendo da motivação e uso de
novos pensamentos. A essência floral Pinheiro Libertação traz o relaxamento próprio
para modificar, fortalecer e disciplinar, rompendo com influências do passado em
outras vidas, reformulando o poder de liberar vibrações sutis onde o Ser Superior
eleva a grandes alturas o poder realizador com os Raios: Oitavo - Água Marinha,
Décimo – Dourado Solar e Décimo Segundo - Opalino, libertando a nossa alma para
a ascensão.

Piper (Piper gaudichaudianum)


Indicado a pessoas metódicas e rígidas;

Traz flexibilidade;

Indicado aos que se sentem travados na vida;

Também auxilia a quebrar padrões familiares que desestabilizam.

 Palavras chave - me sinto travado. Para os que se sentem travados. Para os que são
rígidos e metódicos no seu viver diário, têm hábitos obsessivos, são muito
preocupados com detalhes e têm mania de arrumação. No ponto máximo dessa
rigidez e inflexibilidade pode surgir no corpo físico a hérnia de disco, que é a
cristalização desta rígida postura mental. Este bloqueio energético surge no físico em
forma de hérnia, que paralisa os movimentos devido as fortes dores que causam. No
nível da alma essa rigidez provoca o bloqueio da criatividade, levando o indivíduo a
um estado de estagnação. Piper traz a energia da flexibilidade, da ação e da
criatividade. Traz a soltura da couraça muscular. Esse comportamento mental rígido
e inflexível faz surgir no nível físico: hérnia de disco, tiques, dores musculares, dor na
coluna, dor no corpo. O floral Piper é muito útil também para ser usado nas situações
paralisantes provocadas por grandes impasses e revezes na vida. A energia de Piper

180
aponta a saída para a alma. Piper deve ser usado por um longo período quando
existe a cristalização da hérnia de disco no físico.

Poaia rosa (Esperma coce verticullata)


Poaia Rosa trabalha em nós o sincronismo junto às energias mais elevadas do
Cosmo.
 Sétimo Raio Violeta, Oitavo Raio água Marinha e Nono Raio Magenta.

Nível da Alma – “Conforme a mudança da vibração cósmica que se acelera para um


novo estímulo, este floral em perfeita Harmonia Divina, com seus Raios Violeta, Água
Marinha e Magenta, vem favorecer um aumento crescente do desejo pela Paz, onde
concretizar-se à meta definitiva de ordem e harmonia plena na Terra, com a paz
dentro de si mesmo, através do discernimento das coisas prioritárias revestidas de
Luz. Perceber os Raios, concretizar a priorizar o habito de irradiar amor
constantemente.”.

Nível da personalidade – A essência floral Poaia Rosa trabalha em nós a


sincronicidade da nova ordem planetária. Poaia Rosa trabalha o alinhamento rítmico
de nossas atividades no cotidiano com as energias mais aceleradas que nos chegam
do Alto para entrarmos no ritmo sincrônico da vibração energética do Amor e da Paz
Cósmica Divina. Através deste sincronismo cósmico, a essência floral Poaia Rosa
vem despertar em nós o amor incondicional para entrarmos em sincronismo em
todos os níveis, do cósmico Divino às pequenas tarefas no viver diário. Mais uma
dádiva que recebemos de Nosso Pai Criador. Para crianças, famílias, trabalho,
meditação, visualização, etc. Com o amor e a Paz conquistados através da ajuda
deste floral, tudo estará sempre bem, porque tudo está certo. Entregar-se à grande
aventura nesta nova ordem planetária. O nome científico em Latim, Esperma coce –
significa semente (sementes da Sexta Raça Raiz) e verticullata – (verti) significa
vórtice, girar. A energia deste floral trabalha nos níveis sutis promovendo o correto
posicionamento das vértebras, como também o fortalecimentos dos feixes
energéticos que correm no interior da coluna vertebral, acelerando desta forma o
poder de fluxo energético giratório dos chackras, para podermos acessar este Divino
sincronismo cósmico vibratório das Oitavas de Luz.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Esperma coce verticullata


Partes desta planta são usadas para combater o vomito, além de serem diuréticas. É
usada para combater a diarreia infantil, na erisipela, nas hemorroidas, nas
queimaduras e para combater varizes. Estudos farmacológicos desta planta revelam
a ocorrência de propriedade antimicrobiana, como também inibem o crescimento de
bactérias gram-positivas e gram-negativas.

Dados técnicos: É uma herbácea perene que cresce espontaneamente nas


pastagens na beira das estradas e nos terrenos baldios. É uma planta ereta,
ramificada de base lenhosa, de hastes subangulosas, esparsamente pubescentes,
de 30 a 60 cm de altura, nativa do continente Americano, incluindo todo o território
brasileiro, em solos arenosos. Surge de forma mais intensa na orla marítima. As
folhas são simples, subcoriáceas, quase sésseis, de 1 a 3 cm de comprimento,
dispostas em verticilos nos nós. Suas flores são pequenas, de cor branca, dispostas
em glomérulos globosos terminais e auxiliares semelhantes a capítulos. Os frutos
são aquênicos oblongos de cor marrom-esverdeada. Multiplica-se por sementes.
(planta estudada por Harri Lorenzi)

Populus panicum (Coreopsis lanceolata)


181
Protege do contágio do pânico coletivo.

 Para: Situações de catástrofes ameaça e pânico coletivo.

O floral Populus Panicum trabalha os que foram ou estão sendo contaminados pela
nefasta energia do pânico coletivo, proveniente de situações de catástrofes ou
ameaças constantes. Essas energias desequilibram, desestruturam e fazem surgir
em nós sentimentos de insegurança e incerteza com relação ao futuro e à própria
vida. Populus Panicum nos traz a compreensão dos acontecimentos e nos aponta o
caminho certo a seguir. A Misericórdia Divina nos chega nesta essência floral através
da atuação do 6° Raio Rubi Dourado, e a energia da Paz Solar e conforto através do
10° Raio Dourado Solar, que nestas situações tumultuadas vêm transmutar os
nossos estados de prisão/terror, medos, incertezas e ameaças, em Fé, segurança,
certeza e Paz interior ao aquecer nossos corações. Facilita todo o trabalho
consciente, seguro e lúcido de tolerância e graça, visando uma compreensão maior e
mais abrangente da Misericórdia Divina. Traz união fraternal e estabelece uma
conexão Superior do Cristo pessoal com o Cristo Planetário, selando no amor Solar
da Unidade Cósmica.

Purpureum (Pennisetum purpureum)


Pessoas que tomam atitudes extremadas para conseguir seus intentos;

Roubam,mentem, corrompem etc.

 É um profundo e poderoso floral de limpeza de todos os corpos inferiores. Floral


indicado aos que costumam ter atitudes extremadas para conseguir seus intentos.
Por exemplo, roubar para conseguir o que almejam. Trabalha a tensão pré-
menstrual, a dor de cabeça e o mau humor que surgem no período pré-menstrual,
sintomas causados pela retenção de líquido no organismo, devido à desorganização
do emocional neste período do mês. Na medicina caseira esta planta é utilizada
como diurético, ativa o intestino, é usada também nas dores em geral.

Rosa (Rosa grandiflora)


Desperta o amor incondicional;

Libertar-se do ego;

Trabalha o ódio.

 Essência floral que vem despertar em nós o amor incondicional. Remove o ódio.
Quando o coração é bem cuidado no nível da alma, no plano físico supera bem
todos os problemas. O bloqueio desta energia vem se manifestar em estado
desarmônico de total desânimo e sentimento de desamparo. Não acreditam porque
perderam a fé. Seu uso é útil em situações de perdas e nas depressões. Floral que
vem trabalhar a fotofobia (pessoas que não suportam a presença da luz) são
pessoas que não querem enxergar a verdade. Na medicina doméstica, esta roseira é
usada para debelar a leucorréia e a blenorragia. É utilizada também nas inflamações
dos olhos, da boca e da garganta. Combate à tuberculose, as diarreias e as
disenterias.

Saint Germain (Merremia macrocalyx)


Indicado para depressão profunda;

182
Aos que estão na escuridão da alma;

Para pessoas que não tem fé;

Reforça o sistema imunológico.

 Trabalha a depressão profunda. É a essência floral para os que estão pedindo a


misericórdia Divina. Indicada para as pessoas que têm seus corpos suprafísicos na
sintonia do umbral, suas almas não veem saída. Para os que estão com seu fio
prateado (Antahkarana) desligado da Divindade. Estão vivendo o processo da
segunda morte. Útil para os estados de insanidade, para os que fazem uso das
drogas ou do álcool e querem largar o vício. Útil também aos que vivem no conflito
da identidade sexual, e que estão conscientes da doença que suas almas carregam
e estão pedindo a misericórdia. O floral Saint Germain contém a energia Divina que
resgata a fé aos que estão pedindo a salvação. Tem o poder de ascender à
consciência para patamares mais elevados, em direção à Luz. Essência floral útil
para os casos de inquietação e desespero da alma, terror noturno, medo de dormir,
medo do escuro, acorda em pânico, para os que usam corpos degenerados. A
essência floral Saint Germain traz a energia da luz, da lucidez e da paz. A
sintonização e a feitura dessa essência floral se deu no dia em que se comemora a
ascensão do diretor do Sétimo Raio e Regente da Era de Aquário, Saint Germain,
primeiro de maio (feitura da sintonização do floral no ano de1996). Atua contra a
depressão severa, fortalece o sistema imunológico e aumenta a capacidade
intelectual nas pessoas. Essência floral muito útil aos portadores de HIV + Ipê Roxo
+ Arnica Silvestre.

Sapientum (Musa sapientum)


Floral maturativo;

Indicado para crianças ou adultos imaturos;

Também indicado quando há rejeição paterna;

Equilibra a energia do homem, auxilia o tratamento da impotência sexual.

 Conecta-nos com a energia que aciona as qualidades da sabedoria e da experiência


que acumulamos em vidas passadas. É um floral de limpeza de camadas profundas
da alma e do corpo físico. Floral que traz o conhecimento e o entendimento até a
forma de ascensão. É um floral maturativo, útil às pessoas imaturas, crianças
imaturas ou com atraso em algum aspecto do seu desenvolvimento. Este floral atua
em camadas profundas do corpo emocional. Trabalha a impotência sexual e o
sensualismo exacerbado. Útil também aos que se sentem medrosos e covardes
frente a certas situações, para os de índole frágil e débil, para pessoas indolentes e
abatidas, para os que sentem falta de vigor. Qualidades medicinais desta planta:
atua contra as diarreias astêmicas. É anti-inflamatório, cura feridas (também uso
tópico), erisipela e afecções semelhantes, e queimaduras profundas. Atua
beneficamente na consolidação das fraturas ósseas. É um reconstituinte de alto valor
nutritivo, é mineralizante e rico em vitamina A. É diurético e um contra veneno,
extirpa verrugas, olho de peixe quando no início do processo, cura a icterícia,
erisipela, trabalha a reconstrução das camadas profundas da pele, anomalias da
pele, queimaduras profundas, edemas traumáticos, é cicatrizante, é tônico capilar e
muscular. Útil nas bronquites, asma, tuberculose pulmonar, pneumonia e dispepsia.
Combate o catarro da bexiga, gonorreia, leucorréia, hemorragia uterina e
hemorragias em geral, aftas, laringite, nefrite, gota, afecções hepáticas, gastrite,
colite, hemorroidas, nevralgia, inflamação do reto e prisão de ventre.

183
Scorpius (Duranta repens)
Combate o nervosismo;

Indicado aos que destilam palavras cruéis (Bullying).

 Para a personalidade de índole escorpião, que, através de palavras cruéis destila a


energia de um veneno que atuam como verdadeiras ferroadas, deixando o seu
interlocutor atordoado e envenenado psicologicamente. Estão sempre criticando a
tudo e a todos, é provocadora. Pessoas de difícil convívio. É um floral antídoto do
veneno do escorpião no nível da alma. É indicado também aos que no nível físico
foram picadas pelo escorpião, e devido a isso, têm suas personalidades alteradas no
decorrer dos anos. O veneno da picada do escorpião não é eliminado nos corpos
suprafísicos, continua atuando, mesmo que a vítima tenha recebido a vacina contra a
picada. Trabalha a agitação.

Sergipe (Turnera angustifolia)


Vem trabalhar disciplina, determinação, força de vontade e persistência.

Nível da personalidade
Vem trabalhar abertura, amplitude da mente e transformação através do
aprofundamento, da disciplina, da vontade e da persistência. Trabalha sintonia e
sincronismo energético, gerando mudanças positivas para o indivíduo através da
conexão com o Eu interno. Promove a sintonia fina entre as pessoas, surgindo daí
uma maior compreensão e entendimento. Floral que nos abre para o ouvir externo e
interno. Floral útil em situações aflitivas geradas por este bloqueio energético. Traz
clareza do sofrimento e de situações angustiantes como também aponta o caminho
certo a seguir. Floral muito útil para as pessoas que estão passando por situações de
desespero, por exemplo, desemprego. A essência floral Sergipe trabalha os que
necessitam desenvolver ou aprofundar as qualidades da persistência, da disciplina e
da vontade. A sintonização deste floral aconteceu de forma muito especial e
gratificante na cidade de Aracajú capital do Estado de Sergipe.

Nível da alma
Nono Raio Magenta, Décimo Raio Dourado Solar

Só devemos prestar atenção e confiar na voz tênue que vem do nosso interior. Para
que isso aconteça eficazmente é necessário nos ligarmos numa harmoniosa sintonia
e com todos para a verdadeira compreensão do caminho a seguir, retirando todos os
bloqueios para uma evolução consciente e feliz nesta grande transformação por que
passa o planeta. Os Raios Magenta e Dourado Solar nos faz perceber a Pureza
Crística e a sincronicidade, nos preparando para as mudanças necessárias, e de
cocriar evoluindo com o Poder Criador.

Sorgo (Sorghum sorghum)


Palavras chaves: Sinto um vazio interno - Sinto carência afetiva;

Sofreram choque violento;

Trabalha o sentimento de solidão, de estar só.

 Palavras chave - sinto um vazio interno e profunda carência afetiva. Trabalha o


perdão. Para os que carregam um profundo sentimento de carência afetiva e vazio
184
interno. Sentem muita dificuldade de conviver com seu par e de conviver em grupo,
por carregarem o sentimento da separatividade, que é uma sensação de não
pertencer a nenhum grupo, quer familiar, de trabalho ou social. Sorgo fornece à alma
as energias: da integração, da associação, da entrega e da confiança. Floral indicado
para as crianças que estão iniciando suas atividades grupais (escola, clube, esporte,
etc.). Sorgo pode ser usado na forma de spray em reuniões para harmonizar e
direcionar a energia do grupo para o seu propósito essencial.
São Miguel (Petrea subserrata)
Desfaz trabalhos de magia negra;

Desfaz o cordão energético no chackra básico (desfaz amarração).

 É um floral que contém o poder de desmanchar trabalhos de magia negra, neutraliza


a irradiação da energia preta, cuja fonte são os trabalhos feitos, despachos em
macumba, quimbanda, etc. O floral São Miguel tem o poder de libertar corpos
suprafísicos presos (acorrentados) em subníveis do plano Astral das pessoas que
foram vítimas destes trabalhos feitos. A energia São Miguel vem reforçar a
determinação em cumprir o seu propósito, não permitindo nada atrapalhar o caminho
de sua perfeição. Nós somos o nosso próprio escudo em contato com a Presença Eu
Sou. Que é o seu próprio protetor.

Thea (Thea sinensis)


Trabalha a concentração e memória;

Floral do estudante;

Traz ao silêncio interior;

Ativa as atividades cerebrais.

 É o floral do estudante, trabalha a concentração e estimula as atividades cerebrais.


Combate à depressão, o desânimo e a dispersão. Traz a pessoa para o aqui e agora.
Através do conhecimento atingir a consciência expandida. Floral útil de ser usado
nas meditações e em situações de mudança. Na medicina popular é utilizado para
ativar a circulação sanguínea, atua contra os vômitos da gravidez, é um tônico do
aparelho digestivo, é diurético, evita a febre, atua nas afecções renais e da bexiga e
favorece o funcionamento do fígado.

Triunfo (Triunfetta bartramia)


Combate o negativismo;

Para pessoas que só percebem a vida pelo lado negativo.

 Pessoas que estão no negativo. Floral que vem trabalhar o negativismo. Geralmente
costumam ser pessoas que só dão valor às aparências. Essência floral indicada para
os que dão valor somente aos que têm muito materialmente, só veem a vida pelo
lado material. Não se dão valor porque não possuem muito. Por serem negativistas,
atraem pensamentos terrificantes e passam a não ter controle sobre eles. São
pessoas que estão polarizadas somente no lado esquerdo do cérebro. A energia da
essência floral Triunfo vem promover a conexão com o lado direito do cérebro, o lado
que ativa e desenvolve a intuição e faz a conexão com o Eu Superior. Promove a
ativação do chackra coronário e do chackra frontal. Energia que estimula as pessoas
a se elevarem espiritualmente. Passam a enxergar a verdade de sua essência e dos
seus propósitos, que vão muito além do plano material. É o despertar de um novo

185
enfoque sobre a vida, tornam-se mais confiantes, tranquilos, harmonizados e felizes.
É o desabrochar do espírito triunfando sobre a matéria, do espírito sublimando a
matéria. O bloqueio desta energia se cristaliza no físico como AVC, isquemia
cerebral, labirintite, paralisia facial, enxaqueca hemicraniana. O desbloqueio
energético deste floral vem trazer benefícios no Mal de Alzheimer e na esclerose,
nas sequelas da AVC, e na isquemia cerebral.

Tuia (Thuya occidentalis)


Indicado aos que estão estagnados na vida;

Alinha-nos aos propósitos mais elevados;

Controle do impulso sexual exarcebado.

 Para a personalidade promíscua, sem pudor e recato. Para os que não têm controle
sobre os seus impulsos sexuais. O floral Tuia traz a energia da consciência da
pureza. Para as pessoas sem determinação e pureza, as coisas desandam na vida.
O floral Tuia traz o propósito da melhora em se aperfeiçoar cada vez mais.
Geralmente são pessoas grosseiras também nas falas. Carregam uma culpa
inconsciente do pecado. Na farmacopeia é usado para ativar a circulação sanguínea,
é um tônico das fraquezas em geral, fortalece a próstata dos idosos, combate à
hipertrofia da próstata, combate a rouquidão, a seborreia, gota (ácido úrico),
reumatismo blenorrágico, úlceras, feridas e fístulas anais e genitais, verrugas,
condilomas, excrescências das mucosas, excrescências da pele, conserva a cor dos
cabelos, combate as varizes e combate a psoríase.
Umbellata (Pothomorphose umbellata)
Útil nas situações desesperadoras onde a pessoa não vê saída;

Indicado aos que veem vultos.


 Pothomorphe umbellata

Segundo Raio Dourado – Décimo Raio Dourado Solar – Décimo Primeiro Raio
Pêssego
Atuação destes Raios na essência flora Umbellata
Segundo Raio Dourado – Sabedoria
Décimo Raio Dourado Solar – Paz Solar e Conforto
Décimo Primeiro Raio – Alegria, Entusiasmo e Propósito Divino.

Nível da Alma

“O floral Umbellata traz com o Amarelo do Segundo Raio, o Dourado Solar do


Décimo Raio, o Pêssego do Décimo Primeiro Raio, a manifestação eficaz que se
pode assumir o seu poder pessoal em conjunto com o entusiasmo de que somos co-
criadores com Deus, com grande atuação com a Deusa nos dando refugio.
Expressamos nossa evolução entendendo que Deus por meio de nosso Eu Superior,
nos atende prontamente se acatarmos as Leis Universais de manifestação sempre
com a sensação de capacidade entregue as Mãos Divinas”.

Nível da Personalidade

Trabalha profunda limpeza e proteção. Esta essência floral vem resgatar aspectos
nossos presos na escuridão da alma em neveis inferiores. Para pessoas que vem
vultos e espectros, significa que estão vibrando em frequências energéticas muito
baixas. O floral Umbellata eleva a vibração energética ao mesmo tempo em que nos
186
desperta, nos abriga, dá refúgio, nos socorre, nos acalma e nos protege. Este floral é
útil nas situações desesperadoras, as quais não vê saída. Floral importante aos que
estão presos energeticamente ao jugo de outro através do mental ou de seres deste
ou de outros planos, de onde emergem medos infundados, porém sem causa
aparente. Umbellata transmuta estas densas energias que nos aprisionam na
frequência de níveis internos abissais, nos iluminando através da profunda limpeza,
ao desobstruir e ativar principalmente o chackra básico, como também os chackras
sacro e o plexo solar. Útil para as pessoas que vem espectros e vultos, acrescentar
junto ao floral Umbellata + Emergencial para fechar o rombo na aura. Os corpos
físico e sutis entram em uma corrente energética de alta potência nos elevando para
a Luz. Segundo a crença, é considerada uma “planta milagrosa”, Umbellata em latim
significa guarda chuva, o que protege. Potho significa impregnar-se, morphe significa
Morfeu, o filho do sono. Eficaz aos que estão sempre sonolentos.

Pesquisa: propriedades medicinais da planta Pothomorphe umbellata

Na medicina caseira esta planta atua nos inchaços, das pernas, como também na
elefantíase. Esta planta elimina os embriões que vivem no sangue, os causadores da
elefantíase. Atua nos inchaços, é anti-epilética, antisséptica, trabalha contra erisipela.
É diurética, trabalha as doenças do fígado e da vesícula. Estimula as funções
estomacais, hepáticas, pancreáticas e do baço. Matura tumores e furúnculos;
trabalha na dor de cabeça e do reumatismo. É comprovado o uso desta planta contra
a malária. É um poderoso antioxidante. Trabalha problemas do útero, dos ovários e
na suspensão da menstruação. Na homeopatia e na alopatia é indicada no
tratamento da sífilis, leucorréia, amenorreia, úlceras e dispepsias.

Dados técnicos Chamada popularmente de Chapéu de Couro, esta planta é utilizada


da raiz às flores. Esta planta pertence à família das Piperáceas. É um subarbusto
ereto, perene, muito ramificado, suas hastes articuladas e providas de nós bem
visíveis entre 1.00 - 2.00 m de altura. É nativa do Brasil e se prolifera principalmente
do sul da Bahia até São Paulo. As folhas são amolas, com as bases pregueadas,
entre 15 - 23 cm de comprimento, o pecíolo entre 18 -24 cm. As flores são pequenas
e discretas, de cor muito branca, reunidas em inflorescências auxiliares espigadas
entre 4 - 8 cm de comprimento.

Unitatum (Rhafhadophara decursiva)


Sentimento de rejeição e desamparo;

Aos que não se aceitam, se rejeitam.

 Trabalha o sentimento de rejeição. Para os que foram rejeitados e abandonados na


infância. Trabalha a criança interior, que foi muito ferida, que em decorrência, surge à
cisão entre o aspecto masculino e o aspecto feminino na personalidade. Carregam
um sentimento constante de que estão sendo traídas. Estão presas no pesadelo do
estado da rejeição, é uma dor profunda que não permite perceber a realidade que as
cercam no momento presente. Unitatum traz a energia da integração e do
sentimento de segurança da entrega tranquila. Essa energia é o próprio abraço da
grande mãe integradora interna. Útil para os que têm medo de altura. Este floral faz a
limpeza do mental, do emocional e do físico. Para pessoas desamparadas,
desconectadas com o grupo. Traz claridade e clareza. Na medicina caseira é
utilizada nas pancadas e nos ferimentos físicos, também para os problemas
estomacais, nas azias e na má digestão. Para os que se submeteram a cirurgia
plástica, se mutilaram para serem aceitos.

187
Varus (Vernonia escorpioides)
Alinhamento energético da coluna e dos corpos sutis;

Indicado aos que sempre possuem tensão nos ombros e parte frontal da cabeça.

 Para o alinhamento da coluna e dos corpos físico e suprafísicos, consequência de


traumas físicos e psíquicos. Este floral trabalha a culpa. O bloqueio dessa energia
nos distancia do nosso Eu Superior. Esse bloqueio energético no nível físico causa:
dor na coluna, tensão muscular, circulação sanguínea deficiente, sensação de peso
na região frontal da cabeça, confusão mental, esquecimento, falta de concentração
(dispersão), cabeça quente, enformigamento, perda da alegria. É indicada para os
que sofreram fratura no cóccix. Essência floral indicada para os que vivem no conflito
da vida idealizada e da vida diária das obrigações. Varus leva as pessoas a
desempenhar suas tarefas e deveres diários de forma natural sem destruir os seus
sonhos. Traz o discernimento do que é um sonho a ser alcançado e o que é a
realidade.

Verbena (Verbena officinalis)


Indicado a personalidades mandonas, rígidas e inflexíveis;

Útil nos estados de ansiedade crônica, nervosismo e insônia.

 Essência floral sintonizada por Dr.Edward Bach, a conhecida Vevain. Para os que
têm rigidez mental. Possuem ideias fixas, é raro mudarem de ideia, e a todo custo
querem convencer os outros de que o seu modo de vida é o melhor. São entusiastas
de suas convicções. São mandões, dotados de forte autoconfiança nos próprios
esforços. São obstinados, possuem grande força de vontade. São feitores
implacáveis com os outros, são presunçosos, idealistas, intolerantes e arrogantes.
Possuem enorme capacidade de concentração quando almejam alcançar um
objetivo. Geralmente são mártires por uma causa ou possuem obsessão religiosa.
Preocupam-se com o bem estar dos outros, mas são extremamente rigorosos.
Possuem temperamento violento, são tensos e sugam energia dos outros. Este floral
faz o trabalho de cura para chegar ao puro amor. Na medicinal caseira este pequeno
arbusto é usado como sedativo, tônico e depurativo. É benéfico no tratamento da
excitação nervosa, da pressão alta, ativa a secreção da bílis, nas tosses asmáticas,
nas inflamações em geral, nas nevralgias, reumatismos, artrite, gota, febre, nos
cálculos hepáticos, cálculos renais, nas feridas e chagas.

Vitória (Malviscus arboreus)


Indicado aos que carregam sentimento de inferioridade;

Trabalha a autenticidade.

 Floral que vem trabalhar a autenticidade. Aos que carregam os sentimentos: de


inferioridade, de inadequação e de auto-anulação. O Floral Vitória vem transmutar e
integrar aspectos obscuros da personalidade, que geram sentimentos de
inferioridade, de inadequação e de não auto-aceitação. Estes aspectos obscuros não
são percebidos no nível consciente, porém, causam muito mal aos seus portadores.
São aspectos destrutivos e desintegradores, que surgem velados em certas
situações de suas vidas. Aspectos, que pelo sofrimento, foram calcados às
profundezas do inconsciente, levando muitos a se entregar ao vício. O floral Vitória,
pela força de sua energia-Luz, ilumina este lado obscuro na alma, trazendo-o à
consciência para ser confrontado, trabalhado e integrado suave e amorosamente à
188
totalidade do ser. Geralmente estas pessoas são muito ansiosas. Este floral trabalha
a ejaculação precoce.

Wedélia (Wedelia paludosa)


Pessoas corruptas.

 Trabalha os aspectos da corrupção e da ganância na personalidade. Floral indicado


para pessoas materialistas que se desviaram do caminho da retidão, iludidas pelos
falsos brilhos da riqueza e do poder. Pessoas egoístas e sem escrúpulos cujas
consciências adormecidas, ou desligadas do Eu Maior, não conseguem perceber o
grande mal que causam tanto às pessoas com quem convive, a pequenos grupos,
quanto a grandes grupos sociais (nações inteiras). Para os que almejam o poder
material e a ascensão social a qualquer custo. Pessoas que não acreditam em nada,
de que tudo é festa e não têm nada a perder.

189
190
191