Vous êtes sur la page 1sur 2

TRÊS FATORES DA EXPANSÃO DE CONSCIÊNCIA

O trabalho de expansão da consciência, eliminação do ego e liberação da essência, ele


deve ser executado dentro da Grande Obra Gnóstica.

As bases fundamentais do trabalho são três, que são os 3 Fatores da revolução da


consciência.

Todo o trabalho Gnóstico tem a vantagem de não ser apenas um dogma de fé, mas uma
ciência esotérica comprovável cujos resultados são sentidos.

Qualquer trabalho espiritual, que você não sente, não vê ou não percebe resultados, não
são verdadeiros. Qualquer obra tem que possuir resultados.

Uma pintura em branco não é uma pintura, um buraco cheio de areia não é um buraco,
caminhar sem sair do lugar não é caminhar.

Assim disse o Grande Mestre Jesus, o Hierofante Avatar da Era de Peixes:

“Uma arvore sem frutos não serve para mais nada a não ser para ser arrancada e
arremessada ao fogo”

Por isso a Obra deve ter resultados e estes resultados não vira de nenhum mestre,
instrutor ou líder espiritual. Os resultados são internos, pessoais e individuais. Cada um
perceberá seus resultados, isso se praticar a auto observação e os Três Fatores.

Os Três fatores são: Morte, Nascimento e Sacrifício pela Humanidade.

Os três fatores devem ser trabalhados sempre juntos, são parte de um processo e não
podem ser separados.

O Venerável mestre Jesus também disse, numa passagem com Nicodemos no evangelho
de João:

“Somente entrareis ao Reino dos Céus se nasceres novamente”

Nesta frase, o Mestre resumiu os três fatores de forma bem direta e prática. Somente se
nasce novamente se morrer, porque com a morte advém o novo. E o Sacrifício está no
próprio propósito do ensinamento.

Morrer se trata inevitavelmente da morte do ego, não há outro caminho para liberar
essência e expandir a consciência.

Nascer é a própria essência livre, que passa a realmente viver, através do trabalho
nascemos com nossos corpos solares, os lunares morrem.

Sacrificar-se em nome da humanidade é entregar o ensinamento da mesma forma como


recebemos, gratuitamente e sem distinção de raça, cor, credo religioso e status financeiro
e intelectual.

Não se cobra pelo ensinamento, se for cobrado perde-se o valor e você está recebendo
por algo que lhe foi dado. Quando se cobra, deixa de ser um sacrifício e passa a ser um
trabalho e portanto, não há mérito. Ao cobrar, já recebeu pagamento pelo seu trabalho e
nada mais lhe é entregue.
Sacrificar-se é tão importante para a Obra, porque a mantém viva. Mantem vivo um
ensinamento que perdura deste as criações das bases da existência.

A Morte é feita sempre com auxílio de ferramentas, técnicas do trabalho, com auxílio da
Mãe Divina, do Cristo íntimo e do Pai que vê em secreto. Ferramentas como a auto
observação e a morte em marcha.

Nascer de fato tem origem sexual, tudo e todos nascem de forma sexual e através do
sexo. O sexo divino, sexo entre marido e mulher, sem trevas somente Luz.

O sexo profano, luxurioso, adultero, este tipo mata a alma e fortalece o ego. É a perdição
de Adão e Eva, a queda dos seres inefáveis e dos anjos.

O processo de nascer é sagrado, é um Matrimônio Perfeito, não há trevas, dor ou


sofrimento. Somente Luz e Amor.

Não se chega a nenhum lugar se não trabalhar com os três fatores. Se trabalharmos com
a morte e o nascimento, mas deixarmos o sacrifício de lado, não logramos a graça, porque
seremos egoístas a ponto de não dividir o conhecimento.

E ser egoísta é sinal de ego e se tem ego, não se trabalhou na morte e portanto, não
nasceu.

Aqui está portanto a razão pela qual se deve trabalhar com os três fatores, muitos
adeptos creem-se trabalhando, evoluindo e despertando, mas na verdade estão tão
somente vivenciando uma fantasia egoica. Quando caem, caem miseravelmente porque
percebem que além de não sair do lugar, desceu mais ainda rumo a inconsciência.

Ou trabalha com os três fatores, ou não terá nada!