Vous êtes sur la page 1sur 12

8 SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA

MINERAL EM BOVINOS
E OS MINERAIS ESSENCIAIS A SAÚDE DO REBANHO

Instituto Estudos Pecuários


O portal do agroconhecimento
www.iepec.com
INTRODUÇÃO Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

Uma das mais importantes limitações nutricionais nas regiões tropicais é a


deficiência de minerais, uma vez que as forrageiras, geralmente, não atendem as
exigências dos animais. O conteúdo de mineral da forragem depende de vários
fatores, como solo, clima, espécie forrageira e sua maturidade.

Talvez nem precisássemos dizer o quão importante é trabalhar com


suplementação mineral de bovinos, mas desenvolvemos este ebook para te dar
mais alguns motivos, continue lendo.
IMPORTÂNCIA DOS Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

NUTRIENTES MINERAIS
Embora compondo apenas cerca de 5% do corpo de um animal, os nutrientes
minerais contribuem com grande parte do esqueleto (80% a 85%) e compõem a
estrutura dos músculos, sendo indispensáveis ao bom funcionamento do
organismo. Os desequilíbrios dos minerais na dieta animal podem ocorrer tanto
pela deficiência como pelo excesso.
SINTOMAS DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

DEFICIÊNCIA MINERAL
Como se trata de um grande número de elementos que desempenham as mais
variadas e complexas funções no organismo, os sintomas causados pelos
desequilíbrios minerais da dieta não são específicos. Esses sintomas podem ser
confundidos com aqueles causados por deficiência de energia e proteína ou por
problemas de saúde.

Os principais sintomas gerais que indicam a ocorrência de deficiências minerais


no rebanho são:

1 APETITE DEPRAVADO
• Os animais comem terra, pano e plástico;
• Roem e ingerem ossos, madeira e casca de árvores;
• Lambem uns aos outros;
• Apresentam avidez por sal comum.
SINTOMAS DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

DEFICIÊNCIA MINERAL

2 REDUÇÃO DO APETITE
Mesmo em pastagens com plena disponibilidade
de forragem e de boa qualidade, os animais
apresentam baixo consumo, vazio profundo e
baixo escore de condição corporal.

3 ANOMALIA DOS OSSOS


Os ossos longos se tornam curvos e as
extremidades dilatadas, e podem se tornar
porosos e quebradiços.
SINTOMAS DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

DEFICIÊNCIA MINERAL

4 FRATURAS ESPONTÂNEAS
Frequentemente, ocorrem quebraduras ósseas,
sobretudo quando os animais são manejados,
evidenciando fraqueza do esqueleto.

5 ANOMALIAS DA PELE
Despigmentação e perda de pêlo, e desordem da
pele, como ressecamento e descamação.
SINTOMAS DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

DEFICIÊNCIA MINERAL

6 BAIXO CRESCIMENTO E PRODUTIVIDADE


O crescimento dos animais jovens é retardado, o
ganho de peso é baixo ou negativo (perda de peso)
e a produção leiteira é prejudicada.

7 BAIXA FERTILIDADE
Rebanhos com carência mineral apresentam uma
reduzida fertilidade das vacas, em face da
ocorrência de cios irregulares ou ausentes,
abortamento e retenção placentária, resultando
em baixa produção de bezerros.
SINTOMAS DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

DEFICIÊNCIA MINERAL

8 BAIXA RESISTÊNCIA A DOENÇAS


Animais deficientes em minerais são menos
resistentes (mais susceptíveis) a doenças e se
ressentem mais dos ataques de parasitas
internos (vermes).
FORMULAÇÃO DA Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

MISTURA MINERAL
É possível se elaborar fórmulas especiais que atendam determinadas condições
da pastagem ou do rebanho. Por exemplo, pastagens de solos arenosos ou de
cerrado (ou seja, em solos fracos) exigem misturas mais concentradas que
aquelas de solos mais férteis. De mesma forma, o gado de leite é mais exigente
em termos de minerais que o gado de engorda.
MINERAIS ESSENCIAIS E Instituto Estudos Pecuários
www.iepec.com

SUAS PRINCIPAIS FUNÇÕES


Macro função
Cálcio Formação de ossos e dentes, atividade muscular e nervosa
Enxofre Funções metabólicas e formação de aminoácidos no rúmen
Fósforo Reprodução e formação de ossos e dentes
Magnésio Crescimento, reprodução e funções metabólicas
Potássio Funções metabólicas

Micro função
Cobalto Componente da vitamina B12
Cobre Formação da hemoglobina e metabolismo nos tecidos
Cromo Resposta imune e fator de tolerância a glicose
Iodo Produção de hormônios da tireóide e metabolismo energético
Manganês Formação de enzimas envolvidas no processo reprodutivo
Selênio Antioxidante, presente na enzima glutationa peroxidase
Zinco Atividade enzimática
REFERÊNCIAS
AGRICULTURAL RESEARCH COUNCIL (London, England). The nutrient requirement
of ruminant livestock. Farnham Royal: CAB, 1980. p. 228-229.

BRUM, P. A. R.; SOUSA, J. C.; COMASTRI FILHO, J. A.; ALMEIDA, I. L. Deficiências


minerais de bovinos na sub-região dos Paiaguás, no Pantanal Matogrossense. 1.
Cálcio, fósforo e magnésio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 22, n.
9/10, p. 1039-1048, set./out. 1987a.

GEORGIEVSKII, V. I.; ANNEKOV, B. N.; SAMOKHIN, V. T. Mineral nutrition of


animals. London: Butterworth, 1982. p. 11-56.

LITTLE, D. A. Utilization of minerals. In: HACKES, J.B. Nutritional limits to animal


production from pastures. Proceedings of an International Symposium Sta. Luci,
1981, Queensland, Farnham Royal: CSIRO, 1981. p. 259-83.
Para saber mais sobre Nutrição Mineral de Ruminantes

CLIQUE AQUI

Outros conteúdos como este você encontra em: