Vous êtes sur la page 1sur 13

1

TEXTO DE APOIO DE ESTATÍSTICA I

TEMA III. DISTRIBUIÇÕES DE FREQUÊNCIAS

3.1 Introdução

Quando os dados disponíveis ainda não estão organizados, a sua leitura torna-
se inviável. É como se estivéssemos perante o mapa de Moçambique na escala
de um para um.

Estes dados aparecem com valores que algumas vezes se repetem, sugerindo a
sua apresentação em quadros onde apareçam somente valores distintos uns
dos outros, o que favorece uma análise e interpretação mais rápida da natureza
e comportamento do fenómeno estudado.

Vamos agora, com recurso a distribuições de frequências, mostrar passo a


passo como organizar e condensar os dados, partindo de dados brutos,
passando pela definição do Rol até à construção das tabelas (quadros) de
frequências.

Uma distribuição de frequências é uma representação estruturada, em quadro


(tabela) de frequência, na qual os valores se apresentam em correspondência
com as suas repetições, evitando-se que apareçam mais de uma vez.

Distinguem-se quadros de frequências de variável discreta e de variável


classificada (em intervalos de classe). Os quadros de variável discreta servem
para representar apenas variáveis discretas e os quadros de frequência de
variável classificada representam tanto variáveis discretas, como variáveis
contínuas.

3.2 Quadro de frequências de variável discreta

Dispõe-se de dados sobre o número de etudantes de uma turma, sem nenhuma


organização prévia.

1 0 1 2 1 1 1 3 0 4 0 1 1
4 2 3 2 1 3 1 2 1 2 1 2 3

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
2

Os dados aquí apresentados são individualizadas, daí que a sua leitura não
permita retirar conclusões generalizadas. Um quadro de frequência é um passo
importante nesse sentido.

A nossa variável é discreta e o seu domínio é de 0 a 4 anos, e poruqe é


discreta, sugere-se a sua condensação num quadro de frequências de variável
discreta. Para o efeito começamos por colocar os dados em Rol, ou seja,
ordenando-os do menor ao maior valor (ordem ascendente).

0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
1 2 2 2 2 2 2 3 3 3 3 4 4

A colocação dos dados em rol já permite reconhecr facilmentes o mínimo e o


máximo dos valores observados, mas ainda está longe de oferecer uma visão
geral da variável em estudo.

A construção de um quadro de frequências para este caso, corresponde ao


agrupamento dos estudantes em função do número de irmãos que têm.

Quadro de frequências (número de estudantes segundo nº de irnãos


que possui)

Número de
irmãos, Xi 0 1 2 3 4
Número de
estudantes 3 11 6 4 2

3.3 Quadro de frequência de variável classificada

O quadro de frequências de variável classificada ou em intervalos de classe


serve para representar:

1. Variáveis contínuas, na medida em que podem assumir um número


infinito não numerável de valores;
2. Variáveis discretas com um número de observações muito grande, de
modo a se evitar inconvenientes tais como:
 Grande extensão do quadro, dificultando a leitura e interpretação dos
resultados apurados;

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
3

 Aparecimento de diversos valores da variável com frequência nula ou


insignificante;
 Impossibilidade ou dificuldade de visualização do comportamento do
fenómeno como um todo, bem como da sua variação.

Dividir uma variável em intervalos de classe, ou seja, classificá-la, significa


segmentar o domínio desta em intervalos, através de valores previamente
definidos.
O número de intervalos de classe depende da natureza dos dados e da unidade
de medida em que estes forem expressos, ou seja é da decisão do investigador.
Porém, algumas regras básicas para a construção de intervalos podem ser
definidas:

 O número de intervalos deverá situar-se entre quatro e catorze;


 Nenhuma classe deverá ter uma frequência nula;
 Cada observação se enquadra em um, e apenas um intervalo.

A partir destas regras por vezes podem ser adoptadas as seguintes soluções:
 Número de intervalos, i = 5 para n < 25 e i igual raiz de n para n>=25;
 Fórmula de Sturges: k = 1+3,22logn.
Ao dividir a amplitude total em vários intervalos de classe, devemos sempre ter
a certeza de que cada observação se enquadra em um, e apenas um intervalo
de classe.
Muitas vezes, os quadros de frequências de variáveis classificadas, apresentam
o limite superior de uma classe igual ao limite superior da classe seguinte, o
que pode conduzir à duplicação das suas frequências no momento da
contagem.
Para evitar que a duplicação aconteça, recomenda-se que antes de iniciar a
contagem das frequências se assuma um compromisso para a amplitude total
do domínio da variável no sentido de incluir nos respectivos intervalos ou o
valor máximo, ou o valor mínimo do intervalo.

Tomemos o exemplo referente às idades de 20 pensionistas:

Idade: 45, 41, 42, 41, 42 43, 44, 41,50, 46, 50, 46, 60, 54, 52, 58, 57, 58, 60,
51

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
4

A colocação dos dados em ordem ascendente é a que se segue:

Idade: 41, 41, 41, 42, 42, 43, 44, 45, 46, 46, 50, 50, 51, 52, 54, 57, 58, 58, 60,
60

Sendo n < 25, sugere-se a construção de um qwuadro de frequências com 5


intervalos de classe. Assim a amplitude de cada intervalo de classe será 4 anos
anos de idade e o respectivo quadro de frequências é o que se apresenta a
seguir:

Distribuição de 20 pensionistas segundo idade:

Xi Freq.
Freq. Freq. absoluta.
absoluta relativa acumulada, Freq. relativa
Idades, X simples, fi simples, fri fiac acumulada, friac

41 |--- 45 43 7 35.00 7.00 35.00

45 |--- 49 47 3 15.00 10.00 50.00

49 |--- 53 51 4 20.00 14.00 70.00

53 |--- 57 55 1 5.00 15.00 75.00

57 |--- 61 59 5 25.00 20.00 100.00

Total 20 100.00

3.4 Elementos de uma distribuição de frequências

Amplitude total: é a diferença entre o maior e menor valor observados da


variável em estudo.
A  xmax  xmin
Amplitude do intervalo de classe - é cada um dos grupos de valores em
que se subdivide a amplitude total do conjunto de valores observados da
variável.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
5

x  xmin
h max

i
onde: i, corresponde ao número de intervalos de classe
Ponto médio do intervalo de classe: é o valor médio do intervalo de classe,
que para o efeito de cálculo de medidas (estatísticas), representa o intervalo.

 l l
i s
x i
2
Não raras vezes o primeiro e últimos intervalos de classe aparecem com os
intervalos abertos, ou seja, sem uma indicação clara do limite inferior para o
primeiro intervalo e do limite superior para o último intervalo. De forma a
fechar os dois intervalos, para o primeiro assume-se a amplitude do segundo e
para o último, a do penúltimo.
Frequência absoluta acumulada (fiac) - A frequência absoluta acumulada de
um valor individual ou de intervalo de classe, é a soma da frequência absoluta
simples desse valor ou desse intervalo de classe com as frequências absolutas
simples dos valores ou dos intervalos de classe anteriores.
A frequência absoluta acumulada da última modalidade ou do último intervalo
de classe é igual ao número de observações.
Frequência relativa acumulada (friac) - A frequência relativa acumulada de
um valor individual ou de intervalo de classe, é a soma da frequência relativa
simples desse valor ou desse intervalo de classe com as frequências relativas
simples dos valores ou dos intervalos de classe anteriores.

3.5 Representação gráfica de quadros de frequências

A apresentação gráfica é um complemento importante da apresentação dos


dados em quadros, na medida em que fornece uma visualização imediata da
distribuição dos valores observados.
Face a esta utilidade, é comum efectuarem-se representações de distribuições
de frequências através de gráficos, dos quais se destacam o Histograma, o
Polígono de frequência e a Ogiva (curva acumulada).
Com base na distribuição de frequências de 25 estudantes segunda a nota
obtida no exame de matemática na escala de 1 a 5 pede-se para contruir o
Histograma, o Polígono e a curva acumulada.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
6

Notas de 25 estudantes na escala de 0 a 5

Notas Xi Frequência Frequência


simples, fi acumulada, fiac

0–1 0.5 3 3

1–2 1.5 5 8

2–3 2.5 10 18

3–4 3.5 6 24

4–5 4.5 1 25

Total 25

Histograma
O histograma é um gráfico que representa, em termos de área, a frequência
total do fenómeno, em toda a amplitude de variável. Cada classe de distribuição
de frequência é representada por uma coluna cuja altura é limitada pela
respectiva frequência. Como se trata de um gráfico de áreas, e sendo a variável
contínua, também o gráfico resultante é contínuo, logo, as colunas que
representam as classes são justapostas.
O histograma é construído no plano geométrico das coordenadas cartesianas. O
eixo das abcissas (linha de base) serve para registar a variável e o eixo das
ordenadas (linha vertical), as frequências.
O histograma, serve para representar apenas quadros de frequências de
variáveis classificadas.

Histograma
12

10

s
e 8
t
n
a6
d
u
ts4
E
e2
d
º
N0
0 –- 1 1 –- 2 2 –- 3 3 –- 4 4 –- 5
Notas

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
7

Polígono de frequência
O polígono é um gráfico de linha em cuja construção unimos os pontos de
coordenadas de abcissas correspondentes aos valores de Xi e as ordenadas das
frequências absolutas ou relativas desses valores. Nele podemos representar
quadros de frequência de variável discreta e de variável classificada.
Na construção do polígono seguimos as mesmas etapas do histograma, excepto
em dois itens:
Depois de dividido o eixo de X, nas divisões são registados os valores de Xi,
sendo que em caso de dados agrupados em intervalos de classe, Xi são os
pontos médios de cada classe;
Para traçar o polígono não vamos levantar colunas, mas registar pontos de
intersecção de cada valor da variável ponto médio do intervalo e a respectiva
frequência. Após o registo de todas as frequências ligam-se os pontos,
resultando uma linha quebrada, poligonal, que limita a área do polígono.

Polígono
12
10
s
e
t8
n
a
d6
u
ts
E4
e
d2
º
N
0
0,5 1,5 2,5 3,5 4,5
Notas

Ogiva ou Curva acumulada


A ogiva é um gráfico de distribuição de frequência acumulada. Assim sendo, a
curva correspondente, parte da base e eleva-se sempre, jamais retornando à
base como ocorreu com o histograma ou com o polígono de frequência.
A sua construção obedece às etapas seguidas na construção dos gráficos
anteriores.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
8

Ogiva

27

22

s 17
e
t
n
a
d 12
u
t
s
E
e 7
d
º
N 2

-3 0.5 1.5 2.5 3.5 4.5


Notas

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
9

3.6 Exercícios:

1. Considere os seguintes dados sobre o sexo, a idade, a altura, o peso, o


estado civil e o nº de irmãos de 22 estudantes.

Nº de
Ordem Sexo Idade Altura Peso E. Civil irmãos

1F 20 1.60 58 Solteiro 1
2F 26 1.65 59 Solteiro 2
3F 18 1.64 55 Solteiro 2
4F 25 1.73 60 Solteiro 2
5M 35 1.76 83 Casado 6
6F 20 1.62 58 Solteiro 2
7F 29 1.72 70 Solteiro 3
8M 23 1.71 62 Separado 2
9F 20 1.63 63 Solteiro 2
10 M 20 1.79 75 Solteiro 2
11 M 20 1.82 66 Solteiro 1
12 F 30 1.68 46 Solteiro 3
13 F 18 1.69 64 Solteiro 1
14 M 37 1.82 80 Casado 2
15 M 25 1.83 62 Solteiro 1
16 F 20 1.63 68 Solteiro 2
17 M 21 1.71 80 Solteiro 2
18 M 25 1.80 82 Casado 1
19 F 24 1.62 55 Solteiro 2
20 M 19 1.74 58 Solteiro 2
21 F 21 1.55 65 Solteiro 1
22 M 22 1.73 62 Solteiro 0
Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018
Por: Firmino Alberto Guiliche
10

a) Classifique as variáveis;
b) Construa quadros de frequências apropriados para as diferentes
variáveis;
c) Calcule todos os tipos de frequências estudados;
d) Construa gráficos apropriados;
e) Faça uma interpretação dos dados.

2. Com base na seguinte distribuição de frequência correspondente aos


diferentes preços de um determinado produto em vinte estabelecimentos
comerciais

Preços Nº de
Lojas

50 2

51 5

52 6

53 6

54 1

20
Total
a) Quantas lojas apresentaram um preço de 52,00 MT;
b) Quantas lojas praticam preço até 52,00 MT;
c) Qual é a percentagem de lojas com preço até 53,00 MT;
d) Qual é a percentagem de lojas com preço maior que 51,00 MT e menor
que 54,00 MT;
e) Represente os dados em gráfico.

3. Dispõe-se de dados sobre salários de 30 funcionários da empresa “Alfa”,


em milhares de Meticais.

30,7 28,8 29,1 31,1 30,1

29,7 33,2 30,0 30,6 30,5

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
11

31,2 32,1 30,2 31,6 32,9

32,2 29,9 28,9 31,5 31,8

32,2 30,3 30,4 32,3 33,3

32,7 29,3 30,3 30,9 31,4

a) Construir um quadro de frequências absolutas e relativas (simples e


acumuladas) com intervalos de classe iguais no valor de 0,8 mil
dólares americanos;
b) Interpretar correctamente os dados;
c) Construir o polígono, o histograma e a curva acumulada.

4. Temos dados não agrupados sobre as idades de 26 trabalhadores de


uma empresa:

24 20 21 20 23 35

38 40 41 23 24 28

32 40 42 23 29 42

26 29 28 35 39 33

26 45

a) Dividir por cinco (5) intervalos iguais, calcular todas as frequências


estudadas;
b) Interpertar correctamente os dados;
c) Contruir gráficos de frequências apropriados.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
12

5. Altura dos alunos de uma turma

Aluno Altura Aluno Altura Aluno Altura

Aluno 1 1,25 Aluno 11 1,23 Aluno 21 1,21

Aluno 2 1,28 Aluno 12 1,26 Aluno 22 1,29

Aluno 3 1,27 Aluno 13 1,30 Aluno 23 1,26

Aluno 4 1,21 Aluno 14 1,21 Aluno 24 1,22

Aluno 5 1,22 Aluno 15 1,28 Aluno 25 1,28

Aluno 6 1,29 Aluno 16 1,30 Aluno 26 1,27

Aluno 7 1,30 Aluno 17 1,22 Aluno 27 1,26

Aluno 8 1,24 Aluno 18 1,25 Aluno 28 1,23

Aluno 9 1,27 Aluno 19 1,20 Aluno 29 1,22

Aluno 10 1,29 Aluno 20 1,28 Aluno 30 1,21

a) Construa os dois tipos de quadros de frequência estudados


b) Encontre todos os tipos e elementos de frequências estudados;
c) Discuta os resultados nos dois quadros e sugere o mais apropriado
destes;
d) Contruir gráficos de frequências apropriados.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche
13

6. Altura dos Habitantes duma região

Habitante Altura Habitante Altura Habitante Altura

Habitante 1 1,15 Habitante 11 1,53 Habitante 21 1,21

Habitante 2 1,48 Habitante 12 1,16 Habitante 22 1,59

Habitante 3 1,57 Habitante 13 1,60 Habitante 23 1,86

Habitante 4 1,71 Habitante 14 1,81 Habitante 24 1,52

Habitante 5 1,92 Habitante 15 1,98 Habitante 25 1,48

Habitante 6 1,39 Habitante 16 1,20 Habitante 26 1,37

Habitante 7 1,40 Habitante 17 1,42 Habitante 27 1,16

Habitante 8 1,64 Habitante 18 1,45 Habitante 28 1,73

Habitante 9 1,77 Habitante 19 1,20 Habitante 29 1,62

Habitante 10 1,49 Habitante 20 1,98 Habitante 30 1,01

a) Construa os dois tipos de quadros de frequência estudados


b) Encontre todos os tipos e elementos de frequências estudados;
c) Discuta os resultados nos dois quadros e sugere o mais apropriado drlrs;
d) Contruir gráficos de frequências apropriados;
e) Compare os resultados do exercício 5 com os do 6.

Texto de apoio de Estatística I: Ano 2018


Por: Firmino Alberto Guiliche