Vous êtes sur la page 1sur 6

Steel Frame e Wood Frame: vantagens dos

sistemas construtivos a seco


 12:00 - 14 Março, 2018
 por Matheus Pereira

Ao conceber um projeto de arquitetura e iniciar uma obra, muitos são os pontos considerados
para garantir qualidade e custo-benefício. Entre os pontos chave ponderados, a técnica
construtiva a ser adotada é na maioria dos casos o primeiro item a ser avaliado, tanto por
questões de execução ao materializar o desenho proposto, quanto ao processo decorrente deste
– tempo, custo integral, mão de obra, acabamentos e qualidade final.

Guardar no Meu ArchDaily

Núcleo Senai de Sustentabilidade / Arqbox (Construção


em Wood Frame). Image Cortesia de Arqbox
O setor da construção civil é responsável por uma enorme produção de resíduos. De acordo
com o economista e mestre em tecnologia ambiental Elcio Carelli, 60% do total de resíduos
produzidos nas cidades brasileiras têm origem na construção civil [1], e completando,
segundo Diana Scillag, diretora do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS),
somente 20% a 50% dos bens naturais são realmente consumidos pelo setor, enquanto que os
valores em resíduos gerados dobram se comparado aos resíduos sólidos urbanos [2].

Além do desperdício de recursos, os sistemas construtivos tradicionais, como o uso da


alvenaria ou concreto, demandam um período de tempo excedente se comparado a sistemas
industrializados – pré-fabricado e pré-moldado. Pensar alternativas capazes de adaptar-se aos
diferentes territórios junto a um custo-benefício equivalente e rapidez no processo construtivo
tem se tornado cada vez mais um mote na busca de arquitetos e construtores.

Guardar no Meu ArchDaily

Refúgio São Chico / Studio Paralelo (Construção em


Steel Frame). Image © Eduardo Aigner

Conformado pela combinação de materiais pré-fabricados em um sistema de montagem,


dispensando o uso de cimento, permite solidificar a construção em um curto período de
tempo. Dentro desse conjunto, há dois modelos principais – Steel Frame e Wood Frame,
diferenciando-se apenas pelo emprego da matéria-prima utilizada na produção dos perfis
(frames). O primeiro diz respeito à utilização de perfis de aço enquanto que o segundo
apropria-se de componentes estruturais em madeira.

Neste sistema, armações constituídas por perfis em aço ou madeira conformam quadros
de peso leve com a função estrutural a conformar os elementos constituintes espaciais, como
as paredes, por exemplo. Na substituição dos blocos cerâmicos e/ou concreto, placas
cimentícias realizam os fechamentos externos, enquanto placas de gesso acartonado garantem
os fechamentos internos, que posteriormente permitem receber outros revestimentos (pintura,
revestimento, papel de parede, etc.). Internamente, em benefício ao tratamento térmico-
acústico, mantas especiais são estrategicamente presas junto às camadas do “sanduíche”.

Acerca do Steel Frame, difundido nos países europeus, é previamente projetado e calculado
estruturalmente de modo a encontrar as corretas dimensões, espaçamentos e quantidade de
perfis, que são produzidos industrialmente junto às conexões, e que posteriormente são
encaixados e parafusados. Vale ressaltar que de acordo com a região a ser implantada, o aço
adotado sofre variações em espessura e tipo, decorrente das áreas (litorânea, rural, urbana).
Normalmente montantes tem espaçamentos máximo em eixo de cerca de 600mm e no caso de
paredes hidráulicas, em torno de 400mm [3]. À cobertura, tesouras ou treliças metálicas
recebem telhas onduladas ou de fibrocimento. Devido espaçamento modular regrado entre os
montantes, aberturas (portas e janelas) devem ser estrategicamente dispostas e pensadas junto
ao desenvolvimento técnico do projeto.

Guardar no Meu ArchDaily

Steel Frame. Image © Matheus Pereira

Guardar no Meu ArchDaily

Sistema Metalcon. Image Cortesia de Cintac

Com obra rápida e limpa, apresenta vantagens notórias. Destaca-se ainda sua versatilidade,
podendo ser aplicado no fechamento de edifícios de até quatro pavimentos e projetos
comerciais. Outro ponto importante é a possibilidade de reciclagem do aço.

Guardar no Meu ArchDaily

Refúgio São Chico / Studio Paralelo (Construção em


Steel Frame). Image © Studio Paralelo

Guardar no Meu ArchDaily


Light Steel Frame © Steelman via Flickr Licença CC BY-SA
2.5

Já o Wood Frame é um sistema muito difundido no território americano. Com baixo consumo
de energia no processamento, proveniente de fontes renováveis e alta resistência a cargas, são
realizados cálculos estruturais a fim de encontrar as corretas dimensões dos perfis em madeira
e posicioná-los de modo a formar um esquadro, assim como o Steel Frame. Posteriormente,
placas de madeira OSB em conjunto a outras duas camadas – uma placa cimentícia e outra de
revestimento conformam a parede. Internamente, ao isolamento térmico acústico, mantas são
aplicadas.

Nos perfis, semelhante ao caso anterior, perfurações estratégicas são dispostas permitindo a
passagem de conduítes contendo cabos elétricos. Vale destacar que este sistema é tão
resistente quanto paredes de alvenaria e tem durabilidade de cerca de 100 anos.

Guardar no Meu ArchDaily

Wood Frame. Image © Matheus Pereira

Guardar no Meu ArchDaily

Núcleo Senai de Sustentabilidade / Arqbox (Construção


em Wood Frame). Image Cortesia de Arqbox

Guardar no Meu ArchDaily


Wood Frame © Cccefalon via Wikimedia Licença CC
BY-SA 3.0

Por fim, devemos ter em mente que cada vez mais as cidades terão de suprir necessidades
construtivas desenvolvendo técnicas capazes de unir a qualidade junto à garantia de sistemas
mais sustentáveis, eficientemente econômicos e passíveis de serem produzidas em massa. Os
sistemas construtivos a seco (Steel frame e Wood Frame) são exemplos de modelos capazes
de atuar na consolidação dos pontos colocados e por permitir benefícios em comparação aos
sistemas tradicionais.

Guardar no Meu ArchDaily

Wood Frame © Jaksmata via Wikimedia Licença CC


BY-SA 3.0

Notas

[1] CARELLI in Aecweb.


[2] SCILLAG in Aecweb.
[3] DA SILVA, 2013.

Esquadrias para grandes vãos


Unibox
As esquadrias Unibox® com grandes vãos são feitas sob medida com o padrão de qualidade
Unibox. Por possuírem uma grande gama de perfis especiais é possível projetar portas com
até 7 metros de altura. Ver mais

Referências Bibliográficas

DA SILVA, Fernanda Benigno. Sistema construtivo a seco - Light Steel Frame. Disponível
em: < http://techne17.pini.com.br/engenharia-civil/195/sistema-construtivo-a-seco-light-steel-
frame-294078-1.aspx>. Acesso em 03 Mar 2018.
Os verdadeiros impactos da construção civil. Disponível em:
https://www.aecweb.com.br/cont/n/os-verdadeiros-impactos-da-construcao-civil_2206.
Acesso em 03 Mar 2018.

Veja mais:
Notícias Artigos ObraSistemas construtivosSteel FrameConstruçãoMaterialsWood Frame
Cita: Matheus Pereira. "Steel Frame e Wood Frame: vantagens dos sistemas construtivos a
seco" 14 Mar 2018. ArchDaily Brasil. Acessado 27 Ago 2018.
<https://www.archdaily.com.br/br/890724/steel-frame-e-wood-frame-vantagens-dos-
sistemas-construtivos-a-seco> ISSN 0719-8906