Vous êtes sur la page 1sur 15

Desconstruindo os 15 PONTOS

ANALISE DOS 15 PONTOS


Os 15 PONTOS fazem parte de um documento elaborado por sete empregados que, por suas palavras, procura “refletir o sentimento e
anseios dos empregados da Comlurb, em relação a sua organização e funcionamento”.

Ao contrario dos seus autores, não pretendo estar na mesma ilegítima posição de representante dos anseios dos empregados. As
ponderações aqui apresentadas são destiladas de minha visão de futuro desta grande empresa.

São 15 PONTOS são impregnados de rancor e agressividade. Um desejo obsessivo compulsivo de negar toda história das ultimas décadas
e retomar tudo exatamente de um ponto longínquo onde os seus autores eram os condutores.

Penso que devemos sempre seguir em frente aceitando as experiências positivas e negativas como insumo de melhorias futuras.

Os autores dos 15 PONTOS supostamente abordaram os dois candidatos a Prefeito em uma espécie de leilão.

Eu, por outro lado, acredito que o Senador Crivella é a melhor escolha

Pela Cidade do Rio de Janeiro...

Pela Comlurb Viva...

Gustavo Puppi
Ponderando...

Faz algum tempo que a Comlurb deixou de ser uma empresa somente com limpeza pública, coleta, manejo e destinação final
de resíduos. Foram agregados em seu portfólio múltiplos serviços, que praticamente a transformaram em uma Companhia
Municipal de Serviços Públicos, atuando onde é necessário intenso emprego de mão de obra e capilaridade na cidade.

É interessante que seu negócio original, a limpeza pública, seja preservado como empresa pública, a Comlurb como Comlurb.
No entanto, todos os outros serviços agregados ao longo dos anos podem ser analisados pensando na Cidade do Rio de
Janeiro. O que é melhor para a as pessoas que vivem no Rio? Terceirização, concessão, administração direta ou utilizar a
eficiência da Comlurb?

O serviço de controle de vetores, por exemplo, podemos discutir se é melhor permanecer na Comlurb ou seguir para o
portfólio da Secretaria de Saúde?
Ponderando...

A Comlurb, assim como qualquer outro órgão público, deve zelar pelo
bom desempenho das políticas públicas de Estado, em especial as da
Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Assim como qualquer
organização, pública ou privada, deve ter uma Governança que
garanta sua atuação transparente e socialmente responsável

Ponderando...

Um General com um bom Estado Maior não precisa ficar usando um


“telefone vermelho” para ligar para todo comandante de batalhão. O
Prefeito é o Comandante de toda administração da Prefeitura da
Cidade do Rio de Janeiro, dos órgãos que estão vinculados ao seu
gabinete, e também aos que estão em suas Secretarias.

A Comlurb pode ser ágil e eficiente com ou sem “telefone vermelho”


Ponderando...

Propor a redução do número de diretorias, assim como o número de Secretarias na administração direta, é estar alinhado com
a necessidade de enxugar a máquina. Todavia, a sinergia entre as diretorias da Comlurb se obtém organizando-as em macro
funções e especialidades.

Uma única Diretoria de Operações estruturada em unidades de negócio regionais, por áreas de planejamento da prefeitura
equaciona a questão da “Cidade Partida”. A Cidade Partida ocorre quando existem vários Diretores de Serviços encastelados
em suas posições. Trabalhando ombro a ombro com a operação, uma Diretoria de Serviços garante a especialização
necessária para o tratamento e destino final dos resíduos, e também para os diversos contratos existentes na empresa.

Ainda seguindo na linha de macro funções e especialização, uma empresa com o headcount e orçamento como a Comlurb
precisa de uma Diretoria de Gestão de Pessoas e outra de Gestão Financeira.
Ponderando...

Assegurar uma gestão técnica e profissional livre de interesses partidários ou de qualquer influência ou discriminação por
gênero, raça, idade, credo ou opção sexual.

A indicação de diretores na Comlurb normalmente contempla para áreas operacionais “funcionários de carreira” com
experiência técnica e de gestão, liderança e espírito empreendedor, imbuídos em garantir o melhor para a Cidade do Rio
de Janeiro.

Para as áreas administrativas, convém que os diretores sejam “funcionários de carreira” na Comlurb, na Prefeitura ou
alhures. Que tenham, em suas áreas, da mesma forma que as áreas operacionais, experiência técnica e de gestão,
liderança e espírito empreendedor, imbuídos em garantir o melhor para a Cidade do Rio de Janeiro.
Ponderando...

É importante que o Conselho de Administração seja composto de pessoas


escolhidas a critério único e exclusivo do Prefeito que, coerentemente de forma
responsável, certamente indicará pessoas de notório saber na administração
pública e privada, dos quadros da empresa ou não.

Escolhido bem seus integrantes, o Conselho de Administração certamente será


capaz de decidir quaisquer questões que sejam bem encaminhadas pelos
profissionais da Comlurb.

Ponderando...

A efetivação de pessoal através de “concurso interno” é ilegal.

Para os cargos de chefia e assessoramento ocupados por pessoas “estranhas ao


quadro”, algumas com mais de dez anos de trabalho contratado, o que deve
prevalecer é seu desempenho, e a capacidade de entrega e resultado. Promover
uma caça às bruxas não é cuidar das pessoas!

Para a ocupação futura de cargos de chefia e assessoramento é sensato buscar


talentos nos empregados da empresa, afinal de contas são menos custosos para
treinar e já conhecem o modelo de gestão. No entanto, captar pessoas
competentes no mercado de trabalho é uma opção que não deve ser
corporativamente descartada.
Ponderando...

“Decisões equivocadas e autoritárias, tipicamente medievais”; “condenaram à guilhotina”? São palavras de muito rancorosas e
agressivas para começar uma proposta de educação ambiental!

Porque a obrigatoriedade de existir na Comlurb uma gerência de educação ambiental se é difícil encontrar uma escola que não
inclua em seu projeto político pedagógico questões de educação ambiental?

Vamos deixar a Gerencia de Educação Ambiental para a Secretaria de Educação. Na Comlurb, vamos desenvolver ou resgatar
experiências “sócio-cultural-educativas” que capacitem, valorizem, motivem os empregados a buscar suas aspirações na
empresa.
Ponderando...

É percebível rancor e agressividade, incompatíveis para quem deseja olhar a frente.

Percebe-se também uma confusão entre o Plano Estratégico da PCRJ e o Plano de Metas da Comlurb. O primeiro desenvolvido pelo “Conselho da Cidade” que
definiu a meta de coletar 20% da parcela reciclável do resíduo, e o segundo que criou uma coleção de indicadores essencial para que a Comlurb participasse do
Acordo de Resultados da PCRJ.

Compondo um triunvirato técnico com as já citadas Diretorias de Operações e de Serviços, como forma de institucionalizar a meritocracia e a gestão de
resultados, é saudável propor a existência de uma Diretoria de Gestão Empresarial organizada em duas frentes de trabalho: Relações Institucionais e Gestão
de Resultados.

Gestão de Resultados com as atividades inerentes a planejamento estratégico com desdobramento de objetivos e metas, gestão de projetos e processos,
tecnologia de informação e planejamento operacional para grandes eventos públicos como réveillon e carnaval. Relações Institucionais com as atividades
inerentes a ouvidoria, controladoria, fiscalização, conectividade e corregedoria.
Ponderando...

Vamos ser mais realistas que o rei?

É inegável a importância da Agenda Ambiental de Sustentabilidade.


Todavia, a Comlurb, assim como qualquer outro órgão público, deve
zelar pelo bom desempenho das políticas públicas da Prefeitura da
Cidade do Rio de Janeiro.

Deixemos a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro definir sua Agenda


Ambiental de Sustentabilidade. A partir daí, a Comlurb, através de suas
Diretorias de Gestão Empresarial, de Operações e de Serviços, será
capaz de elaborar um plano de ação alinhado e eficiente.
Ponderando...

Todas as boas organizações tem uma política de cargos, salários e


promoções que englobam eventualmente planos de aposentadoria
complementar e de demissão voluntária. A Comlurb não pode ser
diferente.

A Comlurb é uma empresa de aplicação intensa de mão de obra, de um


lado os jovens querendo progredir em sua carreira, do outro, os
experientes ansiosos por condições dignas para sua aposentadoria.

A Comlurb é uma empresa de PESSOAS!!!! Daí surge a importância de


haver uma Diretoria de Gestão de Pessoas, não uma “diretoria de
pessoal e finanças” como citado em um dos itens anteriores.
Ponderando...
A imagem da Comlurb não precisa ser resgatada!
A imagem da Comlurb é uma referência para o CARIOCA!
Basta ser modelo de empresa pública para a Prefeitura do Rio
de Janeiro!
Ponderando...

Tiro no pé!

Existe o “Compromisso e manifestação de vontade” dos funcionários


ligados aos partidos de esquerda que levaram a Comlurb a agredir a
Cidade do Rio de Janeiro nas greves de 2014 e 2015.

A Associação dos Funcionários da Comlurb é um convite ao


aparelhamento extremista dentro da empresa.

É sim uma declaração de “guerra” ao Sindicato de Asseio e Conservação


do Município e uma negação aos demais sindicatos.
Ponderação Final...

Não é com ódio, rancor, saudosismo e revanchismo que se constrói uma


Comlurb Viva, Forte e Pronta!

Pela Cidade do Rio de Janeiro...

Pela Comlurb Viva...

Gustavo Puppi
COMLURB VIVA, FORTE E PRONTA!