Vous êtes sur la page 1sur 16

Furadora

Trabalho Realizado por: Miguel Moutinho Rocha Nº15

Curso: Curso Profissional de Mecatrônica

Turma: 10ºT

Professor da Disciplina: Vitor Silva


ÍNDICE

- Introdução..................................................................................................................1

- Objetivos....................................................................................................................2

- Fundamentos Teóricos................................................................................................3

- Material......................................................................................................................4,5,6

- Procedimento.............................................................................................................7,8

- Observações...............................................................................................................9

- Resultados..................................................................................................................10

- Cálculos......................................................................................................................11

- Análise de Resultados.................................................................................................12

- Discussão.....................................................................................................................13

- Conclusão.....................................................................................................................14
Introdução

O termo pneumática refere-se ao estudo e aplicação do ar comprimido.

A pneumática tem ganhando espaço nas indústrias e atualmente é crucial


em várias empresas tanto empresas de menor poder comencial mas
sobretudo em empresas mundialmente conhecidas e poderosas.

A pneumática está emplantada práticamente em todo o tipo de indústria


hoje em dia e muitas delas, sem a evolução e implantação da pneumática
muitas delas não teriam certamente o poder que lhes é reconhecido.

Figura 1- Indústria Pneumática

1
Objetivos

Pneumática é o ramo da engenharia que estuda a aplicação do ar


comprimido para a tecnologia de acionamento e comando e está presente
em muitas máquinas hoje em dia.

O objetivo deste trabalho é falar um pouco sobre o projeto de uma


furadora.

O objetivo é esclarecer de tudo um pouco sobre esta máquina desde o


material , modo de funcionamento até a importância e resultados da
mesma.

Figura 2- Homem a trabalhar com Furadora

2
Fundamentos Teóricos

As furadoras manuais podem ser úteis aos mais diversos usos na


indústria e em casa.

Sâo máquinas extremamente versáteis, servem como


furadoras,marteletes parafusadoras além de outros usos que dependem
da criatividade de quem a usa.

Basicamente este tipo de furadoras é a evolução do anigo “arco de pau”,


este tipo de máquinas estas disponiveis com alimentação elétrica, a
bateria ou alimentação pneúmatica.

Figura 3- Antigo “Arco de Pau”


3
Material

Figura 4- Númeração do Material Utilizado

1- Cabeçote - efetua a furação.

2- Protetor de correia - protege das partes girantes (correia(s) e polias).

3- Adesivo Informativo - indica o modelo da furadeira.

4- Coluna- permite a montagem do cabeçote e demais componentes.

5- Suporte da mesa- monta a mesa e permite elevar a mesma através da manivela.

6- Manivela/Alavanca - permite a regulagem da altura e o giro da mesa móvel.

7- Mesa móvel - permite o apoio e fixação de peça pequena a ser furada.

4
8- Base fixa - permite o apoio e fixação de peça grande a ser furada.

9- Motor elétrico - transmite o movimento de rotação ao eixo árvore com auxilio das polias e
correia(s).

10- Chave de partida (liga/desliga) - aciona o motor elétrico e possui dispositivo de segurança
para bloquear a partida.

11- Dispositivo de regulagem - permite regular a profundidade de furação.

12- Trava de tensão da correia - permite esticar a(s) correia(s) e ajustar a velocidade do eixo
árvore.

13- Alavanca de aproximação - promove o avanço do eixo árvore.

14. Eixo árvore - transmite o movimento de rotação e permite a montagem do mandril.

15- Anel de segurança - permite o apoio do suporte da mesa.

16. Base motor - permite a montagem do motor e o seu alinhamento.

17- Mandril com chave - permite a montagem da broca.

18- Cremalheira - auxilia na elevação da mesa móvel.

20- Eixo do pinhão - permite o movimento do eixo.

21- Protetor de Mandril - Garante maior segurança ao operador durante o funcionamento do


equipamento.

5
Figura 5- Peças soltas

A- Mandril

B- Chave para Mandril

C- Punho de Alanvaca ( 3 peças )

D- Cabo manivela e anel da coluna

E- Parafusos ( ¾ peças)

F- Chave Allen ( 2 peças )

G- Protetor de Mandril

6
Procedimento

Deve-se utilizar de modo correto e seguro quanto mais recursos tiver a


furadeira, maior deverá ser a atenção na sua utilização. Vale ressaltar, no
entanto, que o equipamento deve ser escolhido de acordo com o tipo de
trabalho a ser realizado.

O tamanho e o tipo de broca - peça que, acoplada à furadeira, penetra no


objeto ou superfície a ser perfurada - também devem ser escolhidos com
cuidado. A broca deve ter tamanho um pouco maior do que o do parafuso
ou da bucha que irá ser usada e deve ser escolhida de acordo com o
material a ser perfurado.

Figura 6- Homem com atenção com processo de furação

7
No momento do uso, a dica mais importante é nunca utilizar força
desnecessária contra a superfície, o que forçará o rotor da máquina,
podendo empená-lo, o ideal é sempre usar uma broca afiada.

A saída de ar no corpo da máquina também não deve ser obstruída, sob


pena de gerar aquecimento interno e diminuir a vida útil da furadeira.

Outro ponto que merece atenção é a empunhadura do equipamento.


Segurar com firmeza e manter o equipamento no eixo desejado é
fundamental para que o furo não fique maior do que o desejado.

Figura 7- “Todo o cuidado é pouco”

8
Observações

As Furadoras foram desenvolvidas para operações de furação e


podemos observar que nelas podemos ter várias velocidades a qual é
controlada no gatilho, partindo do repouso e indo até sua velocidade
máxima, que é o ideal para se furar peças metálicas.

Há também a inversão do sentido de rotação, que pode ser utilizada, por


exemplo, quando a broca travar no furo que está sendo executado.

A furadora com sistema de giro reversível permite a inversã o da rotaç ão


do sentido horá rio para o anti-horá rio, també m torna a ferramenta ainda
mais versá til .

Existe um tipo de broca específico para cada tipo de material a ser furado
e a potê ncia está diretamente ligada à velocidade, que pode ser variá vel e
controlada por um gatilho.

Figura 8- Homem observando os vários tipos de velocidades


9
Resultados

Capacidade de Furação em Aço (mm) Ø 13

Capacidade de Furação em Aço (pol) 1/2

Cone do Fuso JT 33

Dimensões do Produto LxAxP (cm) 23 x 59 x 44

Peso Bruto (kg) 16Kg

Peso Líquido (kg) 15Kg

Potência do motor (hp) 1/3

Potência do motor (W) 250

Profundidade de Furação (mm) 50

Rotação (rpm) 620 - 3.100

10
Cálculos
Estes são alguns dos resultados obtidos:

Figura 9- Ilustra as soluções e o modo de proceder

Figura 10- Tabela orientada da precisão nos furos

11
Análise dos Resultados

Em termos de resultados podemos observar que este tipo de furadora é


em termos de resultados e finalização do produto muito melhor e mais
avançada no que toca á concorrência da mesma.

Em termos de resultado final do produto é bem mais perfeito que as


outras e a diferença está na precisão do furo/corte visto que é bem mais
preciso,seguro, e perfeito que o resto das furadoras.

Este produto é muito indicado também visto que no que toca a proteção
é adequado para qualquer tipo de adulto, claro que toca a atenção é pouca
mas é bem mais protetora e muito segura para todo o tipo de trabalhos.

Figuras 11,12,13 – Ilustram as boas qualidades do produto

12
Discussão
Este tipo de furadoras tem tanto as suas vantagens como desvantagens
em relação á concorrência.

Em termos de discussão de vantagens tem o menor esforço que é


necessário para aplicar aplicar o furo, o ângulo do eixo é fixo em relação
ao quadro, permitindo furos com precisão e consistência, a mesa permite
um torno ou uma braçadeira para ser usado para posicionar e melhorar o
trabalho, tornando a operação muito mais segura, permite que brocas
maiores possam ser utilizados podendo assim, aumentar a perfuração
com pedaços menores.

Já no que toca a desvantagens, também as há como em todos os materias,


e no caso de a transportar é muito dificíl por causa do peso enquanto as
outras são mais portáteis, se quisermos fazer um furo numa parede é
impossível, não podemos literalmente pegar nele e fazer um furo na
parede enquanto que as outras sim.

Figura 14- Operação de furação


13
Conclusão

Com a crescente produção mundial, a pneumática tem a tendência de se


desenvolver tecnologicamente todos os dias, e com ela as máquinas
também evoluem.

Como podemos observar pelo conteúdo exibido, a furadora é uma


máquina indispensável atualmente e com esta ferramenta podemos
realizar diversos tipos de furos e ainda algumas operações especiais, o
que a torna mais viável para este tipo de operação em relação a outras
máquinas, e com custo relativamente baixo por ser uma máquina de
funcionamento simples que não requer um operador atamente
especializado.

Figura 15- Ilustra a evolução da pneumática

14