Vous êtes sur la page 1sur 4

SEGUNDA

EDIÇÃO

Uma política para a pesquisa


educacional no Brasil*
Jayme Abreu

Palavras-chave: pesquisa
educacional; práxis Ao tentar formular diretrizes para uma ou especulativos, não classificáveis como
pedagógica; Brasil.
política de pesquisa educacional no Brasil, processos científicos.
é preciso partirmos de certas formulações
preliminares, indispensáveis à colocacão do
tema.
2. Variações de conceituação
de pesquisa educacional
1. A débil incorporação Na conceituação do que se deva en-
do método científico tender como pesquisa educacional, podem
à praxis escolar ser assinaladas posições metodológicas não
coincidentes.
Como premissa de caráter básico é ne- Na primeira Conferência Internacional
cessário convir-se que no campo da edu- de Pesquisa Educacional, realizada em
cação escolar não se tem assinalado o mes- Atlantic City, em fevereiro de 1956, o pro-
mo grau de incorporação do comportamen- fessor Erich Hylla, diretor emérito do Insti-
to científico assinalado, por exemplo, nos tuto Internacional de Pesquisa Educacional
domínios da Física, da Química, da Biolo- (Frankfurt, Alemanha), apresentou estudo
sobre "A natureza e as funções da pesquisa
gia ou nas ciências aplicadas, como a Me-
educacional", no qual identifica dois gran-
dicina ou Engenharia.
des tipos de pesquisa educacional:
Em verdade, costume e tradição, auto-
ridade, experiência pessoal e raciocínio
a) pesquisas estritamente experimentais
silogístico continuam ainda prevalecendo
ou científicas, com o uso de experi-
no campo educacional, com lenta e ências, de raciocínios indutivos, de
parcimoniosa introdução do inquérito ou verificação por meio de novas expe-
pesquisa científica em suas práticas. riências, de resultados obtidos em
Há mesmo quem questione sobre a vi- cada fase de trabalho, de medidas,
abilidade da aplicação sistemática de méto- de métodos estatísticos e de observa-
dos científicos no campo da educação, en- ções tão objetivas quanto possível;
tendida esta como o conhecimento sistema- b) pesquisas filosóficas, como seriam
tizado da acão ou processo de educar. A aquelas no campo da educação compa-
inviabilidade ou, pelo menos, a dificuldade rada, da história da educação, da ad-
estaria na instabilidade das variáveis do sis- ministração escolar, etc., jogando basi-
tema encarado, não comparável com o que camente com raciocínios especulativos
ocorre no campo das ciências físico-naturais; e dedutivos sobre valores.
por isso que, nesse campo da educação, seus
processos são fixados em função de valores Na mesma Conferência, o ponto de vis-
* Publicado originalmente na Re- finais estabelecidos pela sociedade, não pela ta que se poderia chamar de norte-americano
vista Brasileira de Estudos Pe- a respeito do conceito de pesquisa educacio-
dagógicos, v. 52, n. 115, p. 6-12,
ciência e sim por princípios morais ou reli-
jul./.set., 1969, seção: Editorial. giosos, elaborados por processos filosóficos nal é definido no relatório apresentado pelo

R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 87, n. 215, p. 77-80, jan./abr. 2006. 77


professor Francis Cornell, presidente da A nosso entendimento, essa posição
American Educational Research Association. metodológica de Ben Morris expressa con-
Segundo esse ponto de vista, a pes- cepção de inteira pertinência quanto à ne-
quisa seria – lato sensu – a atividade de cessidade de vinculação orgânica entre o
coletar informações (ou observar a realida- "ângulo factual e experiencial" e o "corpo
de) de modo ordenado e sistemático, de ma- geral da teoria educativa", o que realmente
neira a chegar a normas sistemáticas de ação representa uma premência a ser alcançada
racional. Uma amplitude de concepção bem pelos sistemas educativos do mundo, nas
mais elástica quanto ao campo e menos rí- relações entre a pesquisa, a teoria educacio-
gida metodologicamente do que a germânica nal e a praxis escolar.
(de Erich Hylla).
A posição inglesa na conceituação de
pesquisa educacional e de pesquisa cientí-
fica em educação, tal como a define Ben 3. Situação da pesquisa
Morris,1 é intermediária entre a alemã (se- educacional na América
gundo Hylla) e a norte-americana (segundo Latina
Cornell).
Assim se manifesta Morris:
Em estudo recente (novembro, 1967) de
autoria de Pablo Cetapi e Hernán Vera, ela-
No sentido mais alto, a pesquisa é apenas
uma forma de reflexão crítica sobre a ex-
borado para a OEA sob o título A prestação
periência, incluindo a busca (e respectiva de serviços de assistência técnica em maté-
interpretação) do que é novel na experi- ria de pesquisa, experimentação e inovação
ência; a pesquisa educacional é mais con- educacional e para o aperfeiçoamento de
siderada como a aplicação desse ângulo pessoal especializado", se define como pes-
crítico ao estudo profissional da educação. quisa educacional

Pesquisa educacional, portanto, apare- [...] a busca sistemática e metodológica dos


ce aqui como um termo amplo que abri- problemas intrínsecos aos processos
ga não só experiências destinadas a des- educativos e às iniciativas, estruturas e or-
cobrir novos fatos ou as relações entre ganizações que têm por fim a educação
os fatos, mas incluindo também as ati- [...] O objetivo do método científico tem
vidades escolásticas, históricas ou filo- sido sempre organizar o conhecimento
sóficas que, embora possam conduzir à humano em forma sistemática, estabele-
descoberta de novos fatos ou à redes- cendo sua validade em princípios e fór-
coberta de fatos velhos, se aplicam mulas de caráter geral.
freqüentemente à reinterpretação de fa-
tos já bem conhecidos. Como áreas para a pesquisa educacio-
nal, o estudo em questão assim as resume:
Os fascínios exercidos pelas técnicas
quantitativas resultaram, nos últimos 1. Desenvolver uma teoria mais adequada
tempos, em estreitamento de visão na e válida sobre os processos educativos
pesquisa e no crescimento de rigidez, em si mesmos e suas relações sobre o
dentro do próprio movimento científi- funcionamento dos organismos que têm
co. Criou-se, assim, uma atmosfera ini- por fim a educação. É efetivamente a te-
miga tanto da especulação quanto da re- oria que faz mais compreensível a reali-
flexão crítica. dade, a meta básica de toda pesquisa.
2. Elaborar um corpo de informações acer-
Conseqüentemente, a pesquisa padece da ca da educação, útil para tomar decisões
falta de um tipo de orientação que só o e modelar políticas. O conhecimento de
pensamento crítico pode oferecer, tenden- dados e suas relações permite prever o
do a identificar-se com uma parte comportamento futuro dos acontecimen-
instumental de si mesma e correndo, com tos e, dentro de certa medida, alterá-los.
isso, o perigo de degenerar numa 3. Elaborar sistemas e procedimentos de
tecnologia. avaliação dos resultados educativos con-
seguidos mediante uso de determina-
É verdade que o trabalho especulativo dos meios e circunstâncias.
prossegue, mas há quase completa ausên- 4. Proporcionar estímulo e orientação para 1
MORRIS, Ben J. A pesquisa edu-
cia de esforços no sentido de vincular o as inovações educacionais. Como de- cacional na Inglaterra e no País
ângulo experimental ao corpo geral da monstra a história da educação e a ana- de Gales. Internacional Review
teoria educativa e vice-versa. logia com a agricultura, a medicina e a of Education, v. 1, n. 1, 1955.

78 R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 87, n. 215, p. 77-80, jan./abr. 2006.


indústria, as inovações provêm sempre inteiramente válidas e abrangem os seguin-
de novos conhecimentos que são fruto tes aspectos para a escolha desses problemas
da pesquisa. a pesquisar:

No documento em questão, seus auto- a) sua relevância direta e prática dentro


res dão um balanço bastante fiel da situa- do sistema educacional estudado;
ção da pesquisa educacional na América b) que se prestem a pesquisas imedia-
Latina, o qual transcrevemos a seguir: tas, ou através de amostragem ou do
"estudo de caso";
Nos países latino-americanos não há uma c) que sejam limitados em seus objeti-
tradição própria e sólida de pesquisa edu- vos e na extensão, com referência aos
cacional. Os atuais esforços são heterogê- recursos humanos e materiais;
neos em seus temas, unilaterais em seu
d) que sejam imperiosas, seja por suas
enfoque e, de modo geral, de muito diver-
so valor em sua metodologia. A predomi- conseqüências imediatas ou de mais
nância dos temas psicopedagógicos, de- longo alcance.
vido sobretudo à influência francesa e
norte-americana, deixou de ser tão abso- Como situações que se podem lembrar,
luta em conseqüência do recente interes- entre nós, enquadradas nessa problemática
se pelo planejamento educacional. A aten- educacional, podem ser lembradas, ao lado
ção ao planejamento educacional trouxe de outras, aquelas relativas à administração
como conseqüência um enriquecimento das escolas e dos sistemas de ensino, aos
da pesquisa educacional com novos mé- métodos e às técnicas de ensino, à elaboração
todos e novos enfoques de disciplinas.
curricular e sua adequação ao ambiente, à aná-
lise dos manuais escolares e dos conteúdos
Todavia não se pode dizer que a pesquisa
educacional na América Latina seja uma
de programas de ensino, aos critérios de pro-
realidade consistente em si mesma, inte- moção, ao estudo da evasão escolar, à forma-
grada e adaptada à problemática que deve ção profissional e ao treinamento em serviço
resolver. dos profissionais da educação, ao nível eco-
nômico, social e cultural de docentes e dis-
centes, ao balanço crítico da adequação e da
extensão das oportunidades educacionais
4. Sugestões para uma ensejadas e que devam ser ensejadas, etc.
Na realização dessas pesquisas, de acor-
política de pesquisa do ainda com recomendação emanada da
educacional no Brasil Conferência de Atlantic City, é preciso ter
sempre em vista "evitar escolher projetos de
Feita esta parte introdutória, pela qual pesquisa triviais ou inexeqüíveis" e alcan-
se resume o que é escassez de incorporação çar "a elevação do nível de pesquisa educa-
do método científico ao trato corrente dos cional e revisão de sua estrutura teórica para
problemas educacionais, as diferenças aumento de sua eficácia, seja na seleção dos
conceituais no entendimento do que é pes- problemas, no rigor metodológico e na apre-
quisa educacional, e uma apreciação a lar- sentação das observações e conclusões que
gos traços da situação da pesquisa educaci- não devem nunca levar à desorientação dos
onal na América Latina, passamos a tentar que as consomem".
esboçar algumas sugestões sobre o que se- Como tipos de organização própria à
ria uma política de pesquisa educacional realização da pesquisa educacional, podem
para o Brasil, isto é, recomendações sobre citar-se:
os critérios e objetivos a adotar para a im-
plantação dessa política no País. a) universidades;
b) órgãos governamentais;
c) entidades públicas autônomas;
Escolha de problemas a pesquisar d) associações voluntárias da classe;
e) empresas privadas.
Acreditamos que as recomendações
emergentes dos três grupos de trabalho em No que concerne ao problema fundamen-
que se dividiu a Conferência de Pesquisa tal da seleção, preparação e treinamento de
Educacional de Atlantic City, sobre esco- pesquisadores educacionais, o assunto recla-
lha de problemas a pesquisar, continuam ma um desenvolvimento que não pode caber

R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 87, n. 215, p. 77-80, jan./abr. 2006. 79


nos limites deste artigo, exigindo abordagem Se alguma coisa pudéssemos sugerir em
específica. aditamento às pesquisas educacionais im-
Como exemplo típico da formulação de plícitas ao desenvolvimento do plano de
um plano de pesquisas para órgãos de âm- ação dos Centros, seria ela a da realização
bito nacional, como é o caso do Inep, a nós de pesquisas sistemáticas, periódicas, regu-
se afigura que nenhum documento é mais lares, dos custos e de produtividade dos
expressivo, em termos brasileiros, do que sistemas de ensino do País. Igualmente uma
aquele que foi elaborado quando da criação sugestão que não podemos deixar de fazer é
do Centro Brasileiro e dos Centros Regio- a da realização, preliminar e necessária às
nais de Pesquisa Educacional do Inep, os pesquisas propriamente ditas, dos grandes
quais teriam, sem dúvida, atingido seus fins levantamentos macroscópicos no País, de
na medida em que tivessem realizado a pes- estatística demográfica e educacional, de fi-
quisa educacional necessária à consecução nanças em geral e da educação, de legisla-
destes objetivos: ção e administração escolar, etc.
Sem eles, sem a realização dessa tão
a) pesquisa das condições culturais e modesta quão indispensável tarefa, será
escolares e das tendências de desen- quase estulto pensar na realização de pes-
volvimento de cada região e da soci-
quisas educacionais mais sofisticadas ou
edade brasileira como um todo, para
requintadas. A falta deles constitui o de-
o efeito de elaboração gradual de uma
sespero de quantos se lançam a essa área
política educacional para o País;
de estudos, ensejando inclusive aprecia-
b) elaboração de planos, recomenda-
ções desprimorosas, mas verdadeiras, de
ções e sugestões para a revisão e a
peritos estrangeiros, ao se surpreenderem
reconstrução educacional do País –
com a falta de disponibilidade desses da-
em cada região – nos níveis primá-
dos básicos, fidedignos, em muito maior
rio, médio e superior e no setor de
educação de adultos; escala no Brasil do que ocorre, por exem-
c) elaboração de livros-fonte e livros- plo, com países africanos.
texto, de material de ensino e estu- Na medida em que os órgãos responsá-
dos especiais sobre administração veis pela pesquisa educacional no Brasil
escolar, construção de currículos, tomassem como ponto de referência, para
psicologia educacional, filosofia da orientação de sua política quanto à pesqui-
educação, medidas escolares, prepa- sa educacional a realizarem, aquelas
ro de mestres, etc., a fim de propici- condensadas e expressivas recomendações
ar o aperfeiçoamento do magistério da 1ª Conferência Internacional de Pesqui-
nacional; sa Educacional, teríamos, sem dúvida, os
d) treinamento e aperfeiçoamento de ad- fundamentos para uma racional e operativa
ministradores escolares, orientadores política de pesquisa educacional no Brasil,
educacionais, especialistas em educa- com as opções de temas que emanassem dos
ção, professores de escolas normais e aspectos nacional e regional da educação
professores primários. nesse país-continente que é o Brasil.

Jayme Abreu (16/2/1909-23/2/1973) foi diretor da Divisão de Estudos e Pesquisas


Educacionais do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais (CBPE) do Inep de 1957 a
1973.

80 R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 87, n. 215, p. 77-80, jan./abr. 2006.