Vous êtes sur la page 1sur 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO

COLEGIADO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Disciplina: Física Experimental 3

Professor responsável:
Helinando P. de Oliveira
Aluno: Fabiano Pinheiro de Amorim

CIRCUITO RC – PROCESSO DE CARGA E DESCARGA DE CAPACITORES.

1 – Objetivos:
Averiguar o tempo necessário para que a tensão sobre o capacitor seja de 0,63V.
Averiguar o valor da capacitância desconhecida.

2 – Introdução
O Osciloscópio é um dos mais aperfeiçoados e versáteis instrumentos de medição.
Consiste basicamente em um tubo de raios catódicos que possibilita entre outras coisas
medidas de corrente de tensão elétrica através das deflexões de um estreito feixe eletrônico.
Na posição em que o feixe incide sobre uma tela fluorescente, ele produz um ponto
luminoso. Através dos deslocamentos deste ponto, podem ser feitas medidas bastante
precisas de tempo e de tensão, como também ser produzidos gráficos estabilizados de
tensões periódicas.
O osciloscópio torna visível o sinal e possibilita a análise da sua forma, podendo ser
considerado um aperfeiçoamento do multímetro, pois fornece indicações do
comportamento de uma tensão ou corrente ao longo tempo.
Medidas do Osciloscópio:
Frequência – não é possível determinar a
frequência diretamente através do
osciloscópio, primeiro encontra-se o
período, a partir dele, calcula-se a sua
inversa para obter o valor do período.
DDP – em corrente contínua (DC), um
Figura 1 - Osciloscópio. traço horizontal estará cortando a divisão
vertical; em corrente alternada (AC), uma
onda senoidal estará cortando a divisão vertical.
Defasagem – diferença de fase entre dois sinais de mesma frequência.
Um circuito é chamado de circuito RC quando ele consiste em um capacitor, um resistor e
uma bateria, ligados em série. Um capacitor pode armazenar energia e um resistor em série
modifica o tempo que o capacitor carrega ou descarrega.
Segundo Halliday (2008), um capacitor que está sendo carregado se comporta inicialmente
como um fio comum. Após um longo período de tempo o capacitor se comporta como um
fio interrompido. Com isso, surge uma diferença de potencial entre as placas do capacitor e
quando ela é igual à diferença de potencial entre os terminais da
fonte, a corrente para de circular.
Essa relação entre resistência e capacitância é a constante de
tempo capacitiva do circuito e é representada pelo símbolo τ, que
definida pelo produto dos seus respectivos valores, visto que:
𝑣𝑜𝑙𝑡 𝑥 𝑠𝑒𝑔𝑢𝑛𝑑𝑜 𝐶𝑜𝑢𝑙𝑜𝑚𝑏
𝜏 = 𝑂ℎ𝑚 𝑥 𝐹𝑎𝑟𝑎𝑑 = [ 𝐶𝑜𝑢𝑙𝑜𝑚𝑏 ] 𝑥 ( 𝑉𝑜𝑙𝑡 ) = 𝑠𝑒𝑔𝑢𝑛𝑑𝑜
Figura 2 - Circuito
Percorrendo pelo sentido horário a partir da bateria aplicando as
RC em série.
regras das malhas, temos que:
𝑉(𝑡) = 𝑉𝑟 + 𝑉 𝐶 = 𝑅. 𝑖 + 𝑄/𝐶
Sabendo-se que 𝑡 = 𝜏 = 𝑅. 𝐶 temos 𝑉 𝐶 = 𝑉. (1 − 𝑒 −1 ) → 𝑉 𝐶 = 0,63. 𝑉
Essa constante representa o tempo necessário para que a carga ou tensão atinja um valor
igual a 63% do seu valor máximo.
3 – Procedimentos Experimentais:
Materiais: Capacitor de valor desconhecido; Osciloscópio; Protoboard; Resistor de
6,2 ηΩ.; fonte de tensão liberando 2 V a uma frequência de 1000 Hz.
Montando o circuito RC:
A montagem do circuito se deu conforme demostrado na figura 1 citada na introdução.

Figura 3 - Imagem do circuito RC na placa Protoboard.

4 – Resultados e Discussão:
Após a montagem do circuito, e sintonização do comportamento dos valores na
forma gráfica, para melhor visualizar o fenômeno ocorrido, mostra-se na imagem abaixo o
comportamento da tensão no circuito RC.
Utilizando o capacitor 01.
Dados encontrados:
Para a tensão total correspondente de
2V os 63% correspondente ao
carregamento é de 1,26V.
No ponto correspondente aos 1,26V,
temos um tempo estimado de 66x10-6s.

Figura 4 - Circuito RC com capacitor 01 de carga


não definida.
Utilizando o capacitor 02.
Dados encontrados:
Para a tensão total correspondente de
2V os 63% correspondente ao
carregamento é de 1,26V.
No ponto correspondente aos 1,26V,
temos um tempo estimado de 76x10-6s.
Sabendo que 𝑡 = 𝑅. 𝐶 então
calculando a capacidade, (𝐶 = 𝑡/𝑅),
temos a tabela 01 abaixo com os
Figura 5 - Circuito RC com capacitor 02 de respectivos valores.
carga não definida. Tabela 1- Dados dos Capacitores.
Tensão 63% da Resistência Tempo Capacidade
Total (V) Tensão (V) (Ω) (s) Calculada (F)
Capacitor
2 1,26 6,2 x 10³ 66x10-6 10,64x10-9
01
Capacitor
2 1,26 6,2 x 10³ 76x10-6 12,26x10-9
02
Lembrando que, os dados podem haver erros, que podem ser ocasionados devido à
medição do aparelho, ao manuseio do aluno, aos cabos não serem correspondentes à mesma
marca do osciloscópio que está sendo medido, dentre outros.

5 – Conclusões
Pode-se concluir que, com a realização do experimento, o osciloscópio é um
instrumento que pode ser utilizado para medição da ddp em função da corrente continua,
gerando gráfico representado por uma linha reta, como também para corrente alternada,
gerando ondas que podem ser quadráticas, triangulares e senoidais.
Pode-se observar através dos dados coletados, nas figuras 04 e 05 que a ddp em um
capacitor aumenta exponencialmente com o tempo, em um circuito RC, tornando possível
observar a constante de tempo capacitiva (τ) através da equação demonstrada, obtendo os
valores para os capacitores, 66x10-6s e 76x10-6s como mostrados nos resultados, e os
seguintes erros não poderiam ser calculados, já que não se obteve os valores dados pelo
fabricante para comparar com os encontrados.
6 – Referências Bibliográficas
HALLIDAY, David. RESNICK, Robert. WALKER, Jearl. Fundamentos de Física. 8ed.
Editora: LTC, Rio de Janeiro, 2008, v3.
Helinando P. de Oliveira. Notas de aula. Disponível em: <https://leimo-
univasf.webnode.com/fisica-experimental/>. Acessado em: 18 Junho de18.
SEARS, Francis Weston; ZEMANSKY, Mark Waldo; YOUNG, Hugh D.; FREEDMAN,
Roger A. Física. 12. ed. São Paulo, 2008. 329 p.
TIPLER, Paul A. Física moderna. 3. ed. Rio de Janeiro, 2006. 515 p.