Vous êtes sur la page 1sur 64

Editorial

Status da
Mulher
nas Nações Unidas
Q
uando fazia os acertos finais
da nova edição (52ª), revista
e ampliada, de As Profecias
sem Mistério, que foi lançada
com sucesso na XII Bienal Internacional
do Livro, no Rio de Janeiro, encerrada
no dia 22 deste mês, recebi a publicação
da Mensagem da Legião da Boa Vontade
(LBV) para a 49ª Sessão da Comissão
do Status da Mulher, nas Nações Unidas,
Nova York, EUA. Pela relevância do
documento — divulgado pela ONU, em
José de Paiva Netto, seus seis idiomas oficiais (Inglês, Espa-
jornalista, radialista e nhol, Francês, Árabe, Russo e Chinês)
escritor, é Presidente a delegações de Estado e a organizações
das Instituições da Boa
não-governamentais
Vontade.
—, resolvi homena-
gear, essas que são o
sustentáculo das na-
ções, transcrevendo
o material em meu
livro e trazendo-o
também na revista
BOA VONTADE.
Passemos, então,
ao conteúdo desta me-
morável página:

Documento da Legião da Boa


Vontade para a 49a Sessão da
Comissão do Status da Mulher

“Com relação à 49a Sessão da Co-


Sede das
Photos.com

Nações
missão do Status da Mulher, sobre o
Unidas, em tema ‘Desafios atuais e previsões de
Nova York, estratégias para o avanço e empode-
EUA. ramento*¹ das mulheres e meninas’, a
Legião da Boa Vontade (LBV), ONG

Amado Vieira
brasileira com status consultivo geral no Plenário das Nações Unidas (ONU),
Nova York, EUA.
Ecosoc, tem recolhido e compartilhado
com o sistema das Nações Unidas me-
lhores práticas no tocante a estratégias
do empoderamento e do avanço das
mulheres e meninas para disseminá-las
em caráter nacional e internacional, por
intermédio de Centros Comunitários,
creches e pré-escolas espalhadas na
América Latina, na Europa e nos Es-
tados Unidos, especialmente no Brasil,
no Paraguai, no Uruguai, na Bolívia, na
Argentina, em Portugal e nos Estados
Unidos, pois, segundo afirma o jorna-
lista, radialista e escritor José de Paiva
Netto, Diretor-Presidente da LBV:
“‘Toda organização vitoriosa des-
fruta a presença marcante de mulheres
espiritualmente esclarecidas. A intuição,
competência do Criador manifesta na
criatura, é um dos poderosos instru-
mentais femininos. Talvez por isso
tenha Voltaire (1694-1778), um dia,
exclamado: ‘Tous les raisonnements que, em pleno século XXI, elas ainda sustentar antigas barreiras e levantar
des hommes ne valent pas un senti- sofram com as penas de uma cultura novas, firmadas em tabus, preconceitos
ment d’une femme’, isto é, todos os milenar e sejam subjugadas. e interesses espúrios para impedir maior
raciocínios dos homens não valem o “Por isso a LBV traz aos debates influência da Mulher sobre o destino do
sentimento de uma mulher’ (Reflexões da 49ª Sessão da Comissão do Status mundo. Homem e mulher dependem um
da Alma, 38a ed., p. 17). da Mulher a sua cooperação para uma do outro. Completam-se’ (Paiva Netto,
“A Legião da Boa Vontade defende adoção absoluta de ação da plataforma extraído do livro Reflexões e Pensa-
uma estratégia justa, política, cultural, de Beijing, trabalhando para promover mentos — Dialética da Boa Vontade,
científica, filosófica na igualdade de gê- parcerias entre homens e mulheres em publicado em 1987).
neros. Conforme se encontra na Decla- todos os segmentos: político, cultural, “Como resultado de inúmeros pro-
ração Universal dos Direitos Humanos, científico, educacional e assim por blemas psicológicos e financeiros
‘todos têm o direito de fazer parte do diante. Como diz o Diretor-Presidente vividos pelas mulheres para que elas
governo do seu país. O empoderamento da LBV com relação à igualdade de possam encarar uma gravidez saudável
e autonomia da mulher e a melhoria do gêneros: ‘Valorizar a Mulher dignifica e decentemente criar seus filhos, a LBV
seu status social, econômico e político o Homem’. criou diversos programas para minimi-
são essenciais para alcançarem transpa- “‘Pelo nosso prisma, a mulher tem zar essa situação emergente em seus
rência e um governo respeitável e uma direito a ser Presidente da República, Centros Comunitários e Educacionais,
administração e desenvolvimento auto- condutora de religiões, capitã de indús- entre eles o SER Mulher. Essa ação
sustentável em todas as áreas da vida’ tria, de aviões e navios transatlânticos; desenvolve uma variedade de outras
(texto extraído da Plataforma de Ação tem direito de ser médica, engenheira, integradas para toda a família e seus
da Declaração de Beijing — Mulher no professora... No trabalho, há um justo membros, independentemente de idade.
Poder e Tomada de Decisões). conceito de valor entre homens e mulhe- O objetivo principal é resgatar a auto-
“Mesmo que as mulheres em nossos res: o da competência. Então, os sexos estima humana, profissional, intelectual
dias possam liderar grandes corpora- nisto estarão harmonizados. Que brilhe e emocional. Uma equipe de profissio-
ções, dirigir aeronaves, conduzir ope- o Homem, que brilhe a Mulher, confor- nais voluntários concretiza ações para
rações nos centros de cirurgia hospita- me a competência de cada um. Isto não melhorar a qualidade de vida daquelas
lares, inserir-se no mercado de trabalho, quer dizer que homens e mulheres são pessoas como um todo, acrescentando
aproximando-se dos mesmos direitos totalmente iguais. Aí está pelo menos, valores éticos e espirituais aos valores
que os homens, ainda existe um enorme de início, a anatomia para desmentir. materiais, objetivando o verdadeiro
caminho a ser trilhado. É inadmissível O que quero dizer é que não se devem exercício da cidadania.

Revista Boa Vontade 5


Editorial

“Uma das atividades da LBV a criança, desde seu primeiro

Mário Bosso
em parceria com setores privados ano de vida (no berçário) até a
e departamentos governamentais é juventude (quando freqüenta o
o suporte voluntário para efetiva- ensino fundamental e médio),
mente gerar resultados e melhorar está envolvida pela LBV no
a vida das mulheres menos favo- processo de aprendizagem com
recidas na sociedade, por meio de bases sólidas. Todo esse trabalho
conferências educacionais, aulas de está embasado na Pedagogia do
cabeleireiro e estética, workshops, Cidadão Ecumênico, criada pelo
cursos ocupacionais, melhorando educador Paiva Netto e aplicada
a renda financeira familiar e ofere- com sucesso nas unidades edu-
cendo ajuda jurídica e psicológica. cacionais que a Obra mantém no
‘Cidadão-Bebê’ tem como finalida- Brasil e no mundo, levando ao
de estreitar os laços afetivos entre aluno valores universais de Espi-
mãe e filho, encorajar a realização ritualidade Ecumênica e o gosto
Conceição Malaman, representante da LBV na ONU,
do pré-natal, resgatar o significa- durante a Conferência de Cúpula da Paz Mundial para o pela prática da Solidariedade.
do da gravidez e combater a má Milênio, em agosto de 2000, ocasião em que entregou Faz surgir no indivíduo valores
nutrição de mamães e bebês. As ao Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, a que contribuem para o contínuo
mulheres começam a participar mensagem “O Dinamismo da Paz”, de Paiva Netto. melhoramento das relações e
desse projeto desde o terceiro mês do ambiente sociais. Esses cen-
de gestação. Durante todos os estágios, filhos para atingir o potencial pleno e a tros educacionais da Instituição
elas são auxiliadas a preparar o enxoval cidadania. Milhares deles são tirados funcionam sob o lema Aqui se estuda.
e a fazer exames clínicos. Recebem ali- anualmente da situação de risco social Formam-se Cérebro e Coração.
mentação complementar, terapia da fala, e capacitados para a competição no “Para dar apoio e amparo às meninas
cuidados de enfermaria, assistência com mercado de trabalho. As escolas são e mulheres em situação de risco social,
terapia musical para elas e sua família. compostas de moderno centro de pes- desde a década de 1980 a LBV oferece
Ainda freqüentam palestras sobre a quisas: física, química, biologia; e de à sociedade escolas e Centros Comuni-
criança recém-nascida, amamentação, laboratórios de computadores, ginásios tários e Educacionais, no Brasil e Exte-
planejamento familiar, doenças sexu- de esportes e grandes áreas recreativas. rior. Nesses locais, são proporcionados
almente transmissíveis, câncer cervical “Nesse contexto, as creches e es- gratuitamente a milhares de crianças e
e de mama, etc. A mesma motivação é colas têm preponderante papel, porque jovens menos favorecidos pré-educação
dada para que elas orem em família.
“Essa prática continua até que o A mensagem da Legião da Boa Vontade (LBV) para a 49ª Sessão
neném atinja um ano de idade. Durante da Comissão do Status da Mulher, das Nações Unidas, Nova York
esse tempo, mães vão em grupos às pa- — EUA, foi divulgada pela ONU, em seus seis idiomas oficiais (Inglês,
lestras, pelas quais são orientadas sobre Espanhol, Francês, Árabe, Russo e Chinês) a delegações de Estado e a
má nutrição, nutrição, creches, higiene organizações não-governamentais. Aliás, a LBV foi a primeira ONG
e saúde bucal dela e de sua prole. Outra brasileira a possuir o relevante status consultivo geral no Conselho
atividade para garantir os direitos das Econômico e Social (Ecosoc). É o Brasil cumprindo seu valoroso papel
mulheres e a assistência são as creches de Solidariedade Ecumênica, no cenário internacional.
e as escolas da LBV, que preparam seus
Francês
Chinês
Inglês
Espanhol Russo
Árabe
infantil, elementar e ensino médio, cur- seu emérito e saudoso criador, Alziro que se julgam bons, honestos, capazes,
sos profissionalizantes, alfabetização, Zarur (1914-1979), sob inspiração di- mas que se acomodam, satisfazendo-se
entre outros. Como exemplo, temos o vina, lançou na Terra, a partir da alma apenas em reivindicar os direitos huma-
Centro Educacional, Cultural e Comu- brasileira, as raízes desta Instituição. A nos que lhes assistem, esquecendo-se de
nitário, na cidade do Rio de Janeiro/RJ; o LBV quer uma sociedade em que todos cumprir com maior arrojo e prontidão
Instituto de Educação, em São Paulo/SP; os homens sejam realmente iguais em os deveres sociais, morais e espirituais
o Lar e Parque Alziro Zarur (da LBV), direito, e cujos méritos sociais, por mais que lhes cabem. Quando o território não
em Glorinha/RS; além de muitos outros louvados e reconhecidos, não se tornem é defendido pelos bons, os maus fazem
centros profissionalizantes no País. A causa de prejuízo dos direitos e liberda- ‘justa’ a vitória da injustiça (...)’.
Pedagogia do Cidadão Ecumênico é des dos demais cidadãos. “Para assegurar estratégias de previ-
aplicada nos centros educacionais da “‘Uma sociedade em que Deus e sões da Plataforma de Ação de Beijing
LBV e visa conciliar o intelecto com Suas Leis de Amor e Justiça inspirem no avanço e no empoderamento das
o sentimento à luz da Espiritualidade responsabilidade à liberdade individual, meninas e mulheres na 49ª Sessão
Ecumênica. Colabora na solução dos a fim de assegurar liberdade a todos. da Comissão do Status da Mulher, os
maiores conflitos humanos e garante

Photos.com
participação igual às mulheres, con-
forme os assuntos tratados na temática
‘igualdade de gêneros’. “A Legião da Boa
Como afirma o jornalista Paiva Netto Vontade defende
em seu Manifesto da Boa Vontade*2:
‘“(...) Cizânia, radicalismos, hos- uma estratégia
tilidades de todos os matizes devem justa, política,
permanecer afastados dos debates e das
proposições religiosas, filosóficas, polí-
cultural, científica,
ticas, científicas, econômicas, artísticas, filosófica na
esportivas e o que mais o seja, pois o Ser
Humano nasce na Terra para viver em
igualdade de
sociedade, Sociedade Solidária. gêneros.”
“‘A proposição do Parlamento
Mundial da Fraternidade Ecumênica (o (Documento da LBV à ONU)

Photos.com
ParlaMundi da LBV) visa também con-
ciliar o conhecimento vigente no mundo
físico com o saber infinitamente amplo,
Falo do Criador Supremo, não dos governos e a sociedade civil devem am-
situado na dimensão do Espírito eterno;
que procuram fazer Dele, que é Amor, pliar estratégias de resgate da qualidade
unir o Ser Humano às civilizações que
instrumento execrável do fanatismo, da educação pública e familiar, todas
existem no Mundo Espiritual, ainda in-
preconceito e ódio. Então, as virtudes elas com base na adoção de valores da
visível aos nossos pobres e restritíssimos
reais serão as construídas pela própria Espiritualidade Ecumênica, portanto
cinco sentidos materiais.
Criatura na ocupação honesta dos seus universais.”
“‘Conciliação pelo Espírito
“‘Conciliar é, portanto, a nossa dias, na administração dos seus bens e no
grande convocação, firmados que esta- respeito aos alheios, na bela e instigante Retrato de Mãe
mos na extensa experiência ecumênica aventura da vida. Uma nação que se faça
da LBV: o Brasil e o mundo precisam de homens assim será sempre grande e Não poderia finalizar este artigo
da vivência imediata do ecumenismo inviolável. deixando de prestar nossa homenagem
religioso, étnico, partidário, empresarial, “‘A culpa é dos chamados bons a todas as mães, por meio desta jóia
social, enfim, o Ecumenismo Irrestrito, “‘É a hora da união de todos quantos literária do bispo chileno Dom Ramón
com base nos valores mais profundos acreditam na regeneração do tecido so- Ángel Jara (1852-1917)*³:
do Espírito. Grande é a nação e sábio o cial, tendo o Espírito do Homem como “Existe uma simples mulher que
governante que congraçam os valores princípio. E o que vemos em todas as possui um pouco de Deus pela imensi-
de seus componentes de todas as etnias, regiões do Planeta, senão a institucio- dade de seu Amor, e muito de anjo pela
crenças, convicções políticas... São os nalização da injustiça? Culpa de quem? constância de sua dedicação. Mulher
construtores do verdadeiro progresso. Dos arruaceiros? Dos gananciosos? que, sendo jovem, pensa como anciã; e
“‘A Legião da Boa Vontade assumiu Dos corruptos? Dos exploradores? Dos na velhice, trabalha como se tivesse o vi-
graves compromissos sociais, desde que revoltados? Não! Responsabilidade dos gor da juventude; se é ignorante, decifra

Revista Boa Vontade 7


Editorial

o extraordinário apoio de tantas he- E para terminar, este significativo


roínas como Madalena, Joana de provérbio judaico:
Cusa, Maria, Marta, sua irmã,
além de tantas outras que o — Deus não pode estar em todos
Evangelho não registra, mas os lugares e por isso fez as mães.
o Espírito de Deus imortaliza.
PhotoDisc

No momento da crucificação, _________________


elas se encontravam corajo- *¹ Empoderamento (empowerment)
samente ao lado da Mãe de — Termo cunhado na língua inglesa para
Jesus, enquanto os homens, designar um processo contínuo que fortalece
exceto João Evangelista, as- a autoconfiança dos grupos populacionais
desfavorecidos e os capacita para a articu-
sustados, se escondiam. Depois,
lação de seus interesses e para a participação
vieram a redimir-se. Aliás, na na comunidade, facilitando-lhes o acesso aos
hora trágica do Mestre, elas é que recursos disponíveis e o controle sobre estes,
permaneceram ao Seu lado. Por isso a fim de que possam levar uma vida autode-
que, na volta do Taumaturgo Celes- terminada e auto-responsável e compartilhar
te ao Planeta Terra, conforme está do processo político. Dessa forma, a abor-
anunciado no Seu Evangelho e no dagem de empoderamento das atividades
os problemas da vida com mais acerto Seu Apocalipse, já que Ele vem dar a ligadas ao fomento das mulheres aponta para
do que um sábio; sendo culta, amolda- cada um de acordo com as suas obras a autodeterminação, o aumento do nível de
se à simplicidade das crianças; quando (Boa Nova do Cristo, segundo Ma- auto-organização, assim como para um pa-
pobre, considera-se bastante rica com pel mais ativo do sexo feminino em todos os
a felicidade daqueles que ama; e sendo processos sociais. Fonte: site Compêndio do
rica, daria com prazer sua riqueza para Toda organização Vocabulário da GTZ (www2.gtz.de/glossar).
vitoriosa desfruta a *2
Manifesto da Boa Vontade — Impor-
não sofrer a injúria da ingratidão. Forte
presença marcante de tante pronunciamento feito por Paiva Netto
ou intrépida, entretanto estremece ante durante o lançamento, em 21 de outubro de
o choro de uma criancinha; franzina, mulheres espiritualmente
esclarecidas. A intuição, 1991, da Pedra Fundamental do Parlamen-
se reveste, às vezes, da bravura de um to Mundial da Fraternidade Ecumênica,
leão. Mulher que, enquanto viva, não competência do Criador
o ParlaMundi da LBV, em Brasília/DF.
sabemos dar-lhe o devido valor, porque manifesta na criatura, O prédio foi inaugurado pelo dirigente
a seu lado todas as nossas dores se apa- é um dos poderosos da Legião da Boa Vontade poucos anos
gam... Mas, depois de morta, daríamos instrumentais femininos. depois, à zero hora de 25 de dezembro de
tudo o que somos e tudo o que temos Talvez por isso tenha 1994. O manifesto reúne muitos conceitos
Voltaire (1694-1778), um lançados por ele décadas anteriores, mas
para vê-la de novo um só instante e dela
dia, exclamado: “(...) todos que são extremamente atuais e necessários
receber a carícia de seus abraços, uma
os raciocínios dos homens nos dias de hoje, neste mundo globalizado,
palavra de seus lábios... que cada vez mais precisa, como ele diz,
não valem o sentimento de
“Não exijais de mim que diga o de Educação e Cultura, Alimentação,
uma mulher”.
nome dessa mulher se não quiserdes Saúde e Trabalho com Espiritualidade
que eu inunde de lágrimas este álbum, Ecumênica.
porque já a vi passar em meu cami- teus, 16:27), creio que elas tenham a
*3
Ramón Ángel Jara — Nasceu em
nho. Porém, quando os vossos filhos glória de estar à frente da equipe de Santiago, no Chile, em 2 de agosto de
crescerem, lede-lhes esta página. E 1852. Iniciou seus estudos com os padres
recepção. Elas e todos aqueles que
eles, cobrindo-vos de beijos, dirão que franceses no Colégio dos Sagrados Cora-
são capazes, pela força do Amor, de ções de Valdivia e em 1862 se incorporou
um pobre viandante, em retribuição da afrontar os perigos e não desonrar o ao seminário conciliar de Santiago, onde
magnífica hospedagem recebida, dei- seu Senhor. Pois disse Jesus: alcançou o grau de bacharel em Humani-
xou gravado neste álbum, para todos, dades. Posteriormente ingressou na Uni-
o retrato de sua própria Mãe”. — Aquele que me testemunhar entre versidade do Chile para seguir a carreira de
os homens, Eu o testemunharei diante Direito, mas em 1874 abandonou-a porque
Exemplos históricos do Pai que está nos céus; mas aquele decidiu ser sacerdote. Recebeu a ordenação
que me negar perante os homens, Eu sacerdotal em 16 de setembro de 1876.
Mulher! Sinônimo de fortaleza, também o negarei diante do Pai que Chegou a ser o quinto bispo de San Carlos
coragem e compaixão... Certamente de Ancud e também o quinto bispo de La
está no Céu (Evangelho do Cristo,
Serena. Faleceu na cidade de Serena em 9
por isso o Divino Mestre contou com segundo Mateus, 10:32 e 33). de março de 1917.

8 Revista Boa Vontade


Fotos: Eliana Gonçalves 1

Ciência e Fé
na ONU
Aproveito o ensejo para anun-
ciar outras vitórias de nosso País
em seu papel de disseminar a
Solidariedade: a participação da
LBV em mais dois importantes
acontecimentos que se realizam na
Sede da ONU.
No dia 26 de maio, representantes 2

de nossa querida Obra — que integra o


3 4 55
Comitê de Espiritualidade, Valores e Interesses
Globais de ONGs nas Nações Unidas — discorreram
sobre antigo tema que escrevi “Transformação pela
Consciência Espiritual e o Ecumenismo Irrestrito”
durante evento promovido pelo referido comitê: Se-
minário — Como as Dimensões Espirituais da Ciência
e da Consciência podem ajudar as Nações Unidas e a
Humanidade a alcançar melhores padrões de vida, num
contexto de maior liberdade — que, por sinal, tem a
LBV como co-organizadora.
O encontro contou ainda com as palestras do con-
sagrado cientista e escritor Dr. Masaru Emoto, autor do 6
The Hidden Messages in Water (Mensagens Secretas
da Água), e do Embaixador Anwarul K. Chowdhury,
Subsecretário-Geral da ONU e Alto Comissário para
os Países Menos Desenvolvidos, Ilhados e Pequenas
Ilhas em Desenvolvimento.
Outro acontecimento importante, para a minha
felicidade, exatamente quando completarei 49 anos
nas lides da LBV, será a entrega, pela Legião da Boa
Vontade, durante a Reunião do Alto Segmento do
Conselho Econômico e Social (Ecosoc), do relatório
com sugestões das organizações não-governamentais
da América do Sul, que tem por meta contribuir para o
cumprimento dos Oito Objetivos de Desenvolvimento
do Milênio da ONU. Esse parecer é o primeiro resultado
dos trabalhos fomentados pela Rede Sociedade Solidá-
ria, lançada pela LBV (Leia matéria na p. 38).

Sala de Conferência no 1 da ONU — Flagrantes fotográficos durante o Seminário “Como as Dimensões Espirituais da Ciência e da
Consciência podem ajudar a ONU e a Humanidade a atingirem melhores padrões de vida num contexto de maior Liberdade”, evento este que
superlotou a Sala de Conferência nº 1, na Sede das Nações Unidas, em Nova York (EUA). Na foto 1, aspecto geral da mesa. Na imagem 2, apare-
cem a representante da Legião da Boa Vontade, Conceição Malaman, ladeada por Ida Urso (E) e Iris Spellings, ambas da Aquarian Age Communi-
ty. As duas organizações lideram o subcomitê de ONGs “Dimensões Espirituais da Ciência e da Consciência nas Nações Unidas”. Na oportunidade,
Conceição Malaman abriu o evento com a mensagem do escritor Paiva Netto, “Questão de Morte ou de Vida?”, dedicada aos participantes do
Seminário. O público acompanhou atentamente a leitura do texto por meio de uma publicação especial do Fórum Mundial Permanente Espírito
e Ciência, disponível em três idiomas (inglês, português e espanhol). O acontecimento também foi transmitido, ao vivo, pela Super Rede Boa
Vontade de Rádio, no Brasil, e pela internet (www.boavontade.com). Nas imagens 3 e 4, Danilo Parmegiani, da LBV, aparece ao lado dos confe-
rencistas convidados para o encontro: o Subsecretário-Geral das Nações Unidas e alto representante, o embaixador Anwarul Chowdhury (3), e o
cientista e escritor japonês, Masaru Emoto (4). Na foto 5, a jovem Mariana Malaman (da Juventude Ecumênica da LBV) também tem registrada
sua opinião nos debates da conferência, conforme pode ser visto na sexta imagem. Acompanhe a cobertura completa na próxima edição.

Revista Boa Vontade 9


Cartas

Parabéns, BOA VONTADE! pessoas comuns, etc. abram os olhos percebermos que as ações humanas,
para a correção de rumos a serem como a poluição do ar, sufocam não
Venho parabenizar a revista BOA tomados. A propósito, estive na XII só o nosso corpo, mas principalmente
VONTADE, edição Bienal Internacional do Livro no Rio de nosso Espírito. Outro ponto que gostaria
comemorativa de Janeiro e comprei o livro As Profecias de destacar é a ligação que o autor fez
nº 200. A capa, as sem Mistério, também do jornalista entre meio ambiente e falência moral,
matérias abordadas Paiva Netto. Quero confessar a jóia mostrando a todos que o Planeta e
e o conteúdo estão rara que tenho, neste momento, em os Seres Humanos são um só corpo
excelentes. Não há minhas mãos. A obra em si já é um e que é necessária a Fraternidade no
preço que pague grande sucesso, pois responde de mundo, inclusive para a preservação da
tanta qualidade maneira simples, indagações íntimas das Natureza. (Leticya Elizabeth, estudante
numa só revista. criaturas humanas e espirituais, sobre — via e-mail)
Faço destaque as profecias contidas, em particular, no
especialmente Apocalipse. (João Carlos de Carvalho Muito interessante a análise
para a matéria de — Rio de Janeiro/RJ) do Desembargador do Tribunal de
capa: “Estamos respirando Justiça do Estado do Rio Grande do
a morte”. Li, com muito entusiasmo, Li e gostei do editorial “Estamos Sul, José Carlos Teixeira Giorgis,
por se tratar de Orientações Divinas. respirando a morte”, do Irmão Paiva, sobre o Protocolo de Kyoto, publicada
O editorial do escritor Paiva Netto faz publicado na edição nº 200 da revista na edição passada da revista BOA
com que governos, entidades diversas, BOA VONTADE. É importante VONTADE. Destaco o último trecho
do artigo, no qual o Desembargador
in memoriam ressalta que o sucesso desse acordo
Homenagem ao renomado Professor só será verificado se houver esforços
por parte dos países e indústrias que

Ademar Eugênio de Mello devem colocar em primeiro plano a


preservação da Vida e não as cifras
lheiro e Conferencista do Fórum Mun- do dinheiro. (Paulo Jorge dos Santos
Daniel Trevisan

dial Permanente Espírito e Ciência, da — Manaus/AM)


LBV, tendo palestrado no ParlaMundi
da LBV, em Brasília/DF, em 2002 e A revista BOA VONTADE, edição
2004. Em sua conferência no ano pas- de nº 200, está espetacular! (...) O
sado, o Professor trabalhou o tema “O novo formato, o conteúdo, então,
delineamento de um modelo hipotético nem se fala. Continua com uma
da Alma humana”, traçando a visão da abordagem inteligente, atualizada, de
essência espiritual do Homem pelas agradável leitura e sempre com o toque
várias correntes de estudo. Na edição n° indispensável da Espiritualidade
199 da revista BOA VONTADE, foram Ecumênica. Agradeço e parabenizo 
O saudoso Professor Ademar Eugênio publicados trechos de sua palestra, em ao escritor Paiva Netto. (Paulo Azor,
de Mello durante palestra no ParlaMundi economista — via e-mail)
que ele afirma: “quando se acende uma
da LBV
vela para alguém, a luz, que é formada
Faleceu, no dia 8 de maio, o Profes- por fótons, está atuando nos dois uni- Comprei a edição comemorativa da
sor Ademar Eugênio de Mello, Bacharel versos. Neste que nós estamos vendo, revista BOA VONTADE de número
em Matemática Aplicada, membro da a chamada vela; e a luminosidade dela, 200, com novo formato, juntamente
Antiga e Mística Ordem Rosa-cruz o fóton, aparece no Mundo Espiritual. com o informativo JESUS ESTÁ
(AMORC) por muitos anos e pesquisa- Vejam que essa crença das pessoas de CHEGANDO! Na minha opinião
dor da Psicofilosofia dos Kahunas (sa- acenderem uma vela para um morto, ou ficaram com mais originalidade além
cerdotes) do Havaí, sendo um dos mais no Dia de Finados, tem um certo funda- de serem ambos mais práticos para
importantes pesquisadores brasileiros mento dentro da Física Quântica”. leitura. Nota dez, parabéns! (Antonio
a desenvolver trabalhos de Integração A LBV solidariza-se com os parentes Azevedo Tonin – São Paulo/SP)
entre Ciência e Espiritualidade por meio do professor Ademar Eugênio de Mello
da Física Quântica. e envia as mais sinceras vibrações de Paz Tenho em mãos a nova revista
Participou, também, como Conse- e gratidão ao seu Espírito eterno. BOA VONTADE (nº 200). Está
sensacional! Gostei muito do novo 

10 Revista Boa Vontade


formato. O conteúdo  nos traz
assuntos da mais alta importância e
é um verdadeiro ensinamento de
Vida, de Trabalho, de Conhecimento,
A importância da LBV na ONU
de Ação e Espiritualidade. Parabéns!

Cida Linares
(Ronei  Ribeiro, via e-mail) “A mi- não era dela, e os jovens
nha ex- saíram de lá contentes. Por-
Educar no sentido lato periência tanto, essa participação da
com a LBV Legião da Boa Vontade no
(...) A programação da LBV foi muito Conselho Econômico e Social
(Super Rede Boa Vontade de Rádio próxima: da ONU, o Ecosoc, represen-
— RBV) realiza, plenamente, a tivemos ta que uma instituição do
função ideal de uma emissora. Ensina parcerias porte da LBV é reconhecida
a falar corretamente a língua, já que Dr. Walter Barelli durante internacionalmente e isso é
ela é o instrumento transmissor das três anos importantíssimo. A ONU é a
idéias. E o Paiva Netto capricha, em cursos de qualificação maior organização que temos
com seu linguajar correto, claro, bem para muitos jovens. Parti- no Planeta, seria o governo do
articulado. Tem o poder de formar, cipei de várias formaturas mundo. E o governo do mun-
reformar, reforçar expressões novas, lá na LBV do Bom Retiro, do chama a LBV para ajudar
ricas, significativas — ele é inspirador. em São Paulo/SP (Av. Rud- na questão econômica e social
Isto é “educar” no sentido lato. ge, 700). Eram mais de mil do mundo. Por isso, está mais
Tudo é motivo para a “informação”, adolescentes em cada umas uma vez de parabéns por suas
seja histórica, geográfica, filosófica,
das formaturas; uma festa vitórias, e esta é uma das suas
científica! Dá gosto ver o nosso Paiva
bonita e muito bem-feita. Os grandes conquistas. Só tenho
Netto embrenhar-se na história grega,
jovens ficavam agradecidos de agradecer por mais essa
romana, medieval, destrinchando a
porque estavam aprendendo oportunidade que a LBV está
semântica das palavras. Ele não perde
informática e, depois, outras me dando e vamos continuar
ferramentas profissionalizan- trabalhando juntos”.
uma oportunidade para enriquecer
tes. A LBV fez isso e prestou
seus ouvintes, fornecer meios para
conta de todo tostão que Dr. Walter Barelli
que eles o acompanhem, minuciados
gastou. Não se apoderou Deputado Federal e
e capacitados para perceber tudo!
de nenhum centavo que ex-Ministro do Trabalho
A sua maneira de expor a doutrina
é leve, solta, alegre (...). (Diomira
Riccioppo Angerosa — Rio de
Janeiro/RJ)
Araújo, o Garotinho. Também na Eis Deus!
BOA VONTADE nas escolas BOA VONTADE, de nº 199, senti-
me lisonjeada com o artigo do Venho por meio desta agradecer ao
Sou leitora da revista BOA jornalista Paiva Netto: “A Mulher no Irmão Paiva por tudo que fez e faz pelos
VONTADE e no exercício do meu conSerto das Nações”. O exemplo jovens. Quero destacar a oportunidade
trabalho — professora de jovens da vida de Helen Adams Keller, que que tem nos dado de debater e aprender
e adultos do programa Brasil apesar de cega e surda, conseguiu sobre um assunto especialíssimo Ecce
Alfabetizado, do Estado do Rio romper tremendas barreiras, Deus! (Eis Deus!), que acompanhei na
de Janeiro, que funciona no CIEP tornando-se uma das mulheres íntegra, na revista BOA VONTADE.
Jacy Pacheco, em Niterói — afirmo mais respeitadas da História e, Fantástico! Estamos muito felizes
que, sem sombra de dúvidas, essa por fim, a vida emblemática de e gratos pela confiança. (Wilson da
publicação é imprescindível para humildade e renúncia de Maria Conceição Basílio, estudante — Rio
todos os educadores. Por exemplo, Santíssima. Enfim, expus em debate de Janeiro/RJ)
lendo a revista de nº 198, trabalhei com os pais dos alunos esse artigo
com meus alunos a questão do que foi de grande esclarecimento a Escreva para a revista BOA VONTADE
racismo, principalmente com todos. (Edimara Portugal Nazareth Av. Rudge, 938 • Bom Retiro• São
relação a times de futebol da Europa, Patané — professora, Rio de Paulo/SP — CEP 01134-000 — e-mail:
coluna escrita por José Carlos Janeiro/RJ). info@boavontade.com

Revista Boa Vontade 11


Ao Leitor

Estávamos em fase de fecha- se fortaleça, capacitando-a para


mento desta edição da BOA VON- obter os recursos sociais e morais
TADE quando a socióloga Sandra para que tenha e crie seus filhos, ou BOA VONTADE
Fernandez, colaboradora da revista seja, a outra fatia feminina que em ANO XXIII • Nº 201 • MAIO de 2005

em Nova York/EUA, nos enviou conseqüência da pobreza pode ser BOA VONTADE é uma publicação mensal das
uma matéria intitulada “Aborto: levada a interromper a gravidez. O IBVs, editada pela Editora Elevação.
Suicídio da alma feminina”, reve- trabalho foi divulgado pela ONU
lando o número alarmante desta — nos seus seis idiomas oficiais
prática em todo o mundo: 46 mi- (Inglês, Espanhol, Francês, Árabe, Diretor e Editor responsável
lhões por ano. O mais espantoso, Russo e Chinês) — a delegações Francisco de Assis Periotto
nesse trabalho de reportagem que de Estado e a organizações não- MTE/DRTE/RJ 19.916 JP
consumiu dois meses de pesquisa governamentais.
da socióloga, é que, para a maior Por fim, vale aqui ressaltar o Redação
parte dos abortos, não há um mo- sucesso da XII Bienal Internacio- Editor Executivo: Gerdeilson Botelho
tivo “justificado”. As que o fazem nal do Livro do Rio de Janeiro, Subeditora: Débora Verdan
apresentam apenas o próprio “não que encerrou suas atividades, em
querer” como desculpa. Claro que 22 de maio, recebendo mais de
o assunto logo mereceu destaque. 600 mil pessoas; e com um dado Revisão
Adriane Schirmer
E o mais contundente: a base de animador: boa parte deste público
Neuza Alves
argumentação da página tinha era de jovens e crianças, num país
Walter Periotto
uma correlação com o Editorial que ainda possui pouca tradição
do jornalista Paiva Netto, que traz de ler. Entre os títulos que mais Colaboradores
o importante documento formu- venderam nessa megafeira está a
Alvino Barros, Antonio
lado pela Legião da Boa Vontade obra As Profecias sem Mistério, do
Paulo Espeleta, Daniel
em colaboração à 49ª Sessão da escritor Paiva Netto, o que mostra
Rocha, Elias Paulo, Maria
Comissão do Status da Mulher, também outra faceta deste mercado
Aparecida da Silva, Paulo
das Nações Unidas, Nova York, livreiro em ascendência: a procura
Azor, Profa Nádia Lauriti,
EUA. Neste relatório, a LBV pelos temas espirituais.
Rita Silvestre, Silvia Bovino,
expõe sua ampla experiência em Boa leitura!
Wanderly Albieri Baptista e
dar subsídios para que a Mulher Os editores
William Luz

Arte

Sumário Projeto Gráfico: João Periotto


Capa: João Periotto e Alziro Braga

Produção
Edição nº 201 Endereço para correspondência:
Av. Rudge, 938 — Bom Retiro
4 Editorial 38 Terceiro Setor CEP 01134-000 — São Paulo/SP
10 Cartas 40 Bem-estar
Tel.: (11) 3358-6868 — Caixa Postal
15 Coluna do Garotinho 42 Melhor Idade
13.833-9 — CEP 01216-970
16 Especial 44 Memória
22 Atualidades 46 Literatura Internet: www.boavontade.com
24 Biosfera 54 Ação Jovem LBV E-mail: info@boavontade.com
28 História 56 Acontece Impressão: PROL Editora Gráfica
34 Perfil 62 Pedagogia do Cidadão
37 Notícias de Brasília Ecumênico
A revista BOA VONTADE não se responsabiliza
por conceitos emitidos em seus artigos assinados.

12 Revista Boa Vontade


Sumário Editorial
4 4 Editorial
Paiva Netto apresenta importante
documento, divulgado pela ONU em
seis idiomas, que traz valiosa con-
tribuição da LBV para a 49ª Sessão
da Comissão do Status da Mulher,
ocorrida em Nova York.

15 Coluna do Garotinho
História
28

A despedida de Romário dos campos


de futebol é o tema abordado por
José Carlos Araújo na Coluna do
Garotinho deste mês.

Coluna de José Carlos Araújo


15 16 Especial Perfil
34
No mundo, 46 milhões de abortos
são praticados anualmente. Entenda
por que esta prática desumana e
ilegal virou fonte de renda para al-
gumas clínicas especializadas e pauta
para discussões políticas.

24 Biosfera
A Mata Atlântica, um dos mais
importantes ecossistemas para o
Homem pede socorro.

28 História
Especial
16 Após 60 anos do conflito, o mundo
Literatura
46
silencia em memória às vítimas da Se-
gunda Guerra Mundial, um dos mais
violentos episódios da nossa História.

34 Perfil
O respeitado jornalista Heródoto
Barbeiro expõe seu ponto de vista
sobre temas polêmicos, tais como: a
informação vista como mercadoria, a
obrigatoriedade do diploma acadêmi-
co na profissão e a imparcialidade no
conteúdo exibido pelas mídias.

Biosfera
24
46 Literatura
Paiva Netto lança na XII Bienal Inter-
Acontece
56
nacional do Livro, no Rio de Janeiro,
nova edição de As Profecias sem
Mistério, obra que integra coleção
que já ultrapassou um milhão de
exemplares vendidos.

56 Acontece
LBV recebe homenagem da
Assembléia Legislativa do Estado
do Rio Grande do Sul pelos serviços
prestados ao povo gaúcho.

Revista Boa Vontade 13


Coluna do Garotinho

A história do futebol brasileiro


vira uma página
Reprodução BV197

Reprodução BV
E, quando mais se esperava de Ro- rio não pôde
mário, lá estava ele, transformando ver a recípro-
em realidade nossos sonhos. Aquele ca, que foi
troféu que o Brasil esperou 24 anos verdadeira:
para erguer em triunfo é de todos os muitas lágri-
jogadores, mas pertence mais a um mas também
José Carlos Araújo é locutor atleta em especial: Romário, por tudo rolaram por Romário foi um
dos craques
esportivo da Rádio Globo do o que fez. milhares de que assinaram
a camiseta da
Rio de Janeiro/RJ Era o Romário eleito o melhor faces que LBV, na campa
nha
“Brasil — bom
jogador do mundo. Era o Romário ele jamais de coraçã de bola, bom
o”, na Copa de
campeão mundial.

F
viu. Gente quando o Bras 1994,
elizes somos nós, amantes il foi Tetra-
A festa que lhe foi oferecida que, duran- campeão Mun
dial nos EUA.
do futebol-arte, que pude- como despedida da Seleção foi até te mais de
mos acompanhar a carreira modesta. Deveria ter sido contra 20 anos, se habituou a ir aos
de Romário. Nem falo nos uma Argentina, uma Alemanha, uma estádios, a ligar a televisão, a ouvir o
jogos pelo clube em que ainda atua, seleção do mundo, num palco como rádio e a ler nos jornais as façanhas de
o Vasco da Gama, ou em que atuou, o Maracanã, que foi seu reino durante um craque chamado Romário.
como Flamengo, Fluminense, PSV e décadas. Mas foi contra a Guatemala, Quem o viu com a camisa da Se-
Barcelona. no Pacaembu. leção Brasileira agradeça aos deuses
Falo do Romário da Seleção No entanto, ele soube transformar do futebol. Com certeza, não verá
Brasileira. Do Romário campeão do essa festa que tinha tudo para ser mais outro com o jeito moleque e o
mundo em 1994. Do Romário polê- morna numa noite de gala, como se futebol encantador desse artilheiro
mico, cortado da Seleção em 1998, já estivesse comparecendo para receber que se aposenta. A nós, só resta dizer
na França, quando os médicos o dis- o Oscar de mais um ídolo que o Brasil uma coisa:
pensaram por contusão, sem ouvir sua aposenta. — Obrigado, Romário!
palavra de que poderia se recuperar a Foi uma noite em que o polêmico
tempo de disputar aquela Copa. jogador fez de tudo. Uma noite
Romário teve sua despedida. Aos pra lá de emocionante. O gol,
39 anos, foi convocado para o amis- é claro, não poderia faltar.
toso contra a Guatemala. Um jogo Romário fez o dele, o últi-
festivo. A despedida do Baixinho, mo pela Seleção Brasileira
dando adeus à camisa amarelinha que e ele, o homenageado, apro-
foi dele por quase duas décadas. veitou para saudar alguém
Uma camisa que Romário soube especial: sua filha, que
honrar. Quem não se lembra dos seus nasceu com a Síndrome
gols salvadores contra o Uruguai, no de Down.
Maracanã, garantindo o Brasil na O jovem arrogante de
Copa de 94? outros tempos deu lugar
Quem não se lembra do Romá- ao homem maduro, capaz
rio, artilheiro do Brasil na Copa dos de chorar ao ouvir o Hino
Estados Unidos? Seus gols foram Nacional e a torcida gritan-
bálsamos para o brasileiro, que não do seu nome.
comemorava a conquista de um cam- O País inteiro viu as lágrimas
peonato mundial desde 1970. rolando pela sua face. Mas Romá-

Revista Boa Vontade 15


Especial
Photos.com

16 Revista Boa Vontade


Suicídio
aborto:

da alma feminina defesa da democracia pela liberdade de intelectual do país — conduzir a massa
Arquivo pessoal

escolha da mulher. Enfim, poderia ficar a pensar em termos tais como pobreza,
enumerando diversos fatores que mas- violência e idade materna na hora de
caram a demagogia em torno do assunto, discutir a interrupção de uma gravidez.
mas o importante é destacar: 46 milhões Por que nunca se fala abertamente em
de abortos são praticados anualmente egoísmo, eliminação de provas (de um
em todo o mundo. São 46 milhões de adultério ou do que seja), projeção de
crianças que não chegam a existir. figuras anônimas no cenário nacional
A Ciência, todavia, discute quantas pela defesa do direito de escolha da
semanas são necessárias para que um mulher, comércio, campanha eleitoral
feto seja considerado um bebê. É interes- (pró ou até mesmo contra)? Por que
sante deixar claro que não é o fator exis- nunca se discute o “benefício” que o
tência que está sendo discutido e, sim, o aborto proporciona a muitos envolvidos
Sandra Fernandez
tempo. O que na realidade transforma o nessa prática?
Socióloga (Nova York, EUA) feto em um indivíduo pronto para nascer

O Ser Humano deve orgulhar-se


é o tempo de relação entre mãe e filho. O
tempo que a mulher possui carregando
Tirania do
de existir e lutar infatigavelmente pela a criança em seu ventre. Nessa disputa individualismo
Vida. Vencer a si próprio de modo a pelo tempo entram diversas convenções Richard Sennett, em O Declínio do
conquistar, para todo o sempre, a sua sociais que irão determinar, por parte da Homem Público – As Tiranias da Intimi-
dignidade espiritual, o tesouro que o mulher, a decisão de continuar ou não dade diz que o Capitalismo aconteceu no
ladrão não rouba, a traça não rói nem a sua gravidez. O fato de interromper a século XIX por conta da sociabilidade
ferrugem consome (Evangelho de Jesus, gestação em seu início, antes que os gerada pela burguesia. A expansão da
segundo Mateus, 6:19). Como revela outros possam saber da sua existência, sociedade burguesa proporcionou uma
a Sabedoria, “vencedor é aquele que coopera para o não-julgamento do seu origem de estrutura de personalidade,
vence a si mesmo. Deus, que é Vida, ato por parte da sociedade. Isto é, o ato de em que há uma distinção entre públi-
para a Vida o criou.” abortar tem fatores externos poderosos co e privado. A política pertencia ao
Paiva Netto, Diretrizes Espirituais da como a visão de mundo individualista mundo público e masculino, afastado
Religião de Deus, volume I. e até mesmo utilitarista em possuir tudo do universo privado. Esse modelo vai
se esgotando no início do século XX.

O
o que proporciona prazer e abrir mão
aborto é um dos temas mais po- daquilo que não se encaixa ou dificulta As pessoas começam a sair às ruas
lêmicos existentes no cenário os objetivos últimos. Apesar de a mídia com suas famílias e ganham as calça-
mundial. Enganam-se aqueles criar a idéia de uma sociedade cada vez das. Entretanto, segundo o autor, esse
que o associam apenas à es- mais liberta de suas antigas tradições e estreitamento entre público e privado
fera feminina. Esta prática é um objeto preconceitos é comum não ser discutida gera uma ideologia narcisista. Inventa-
manipulado por grupos com interesses a questão da responsabilidade por parte se o termo “amigo íntimo”. As pessoas
variados. Pode ser um fato político quan- dos pais nos casos de gravidez na ado- se relacionam-se cada vez mais com
do decide quem irá vencer a eleição para lescência. O primeiro pensamento é: ela as que se parecem com elas. Surge um
presidência de um país (como no caso é muito jovem para a maternidade, que tipo perverso de comunidade na qual se
norte-americano); também como uma nas entrelinhas quer dizer que essa gra- exclui o que não é igual. Gera, conforme
mercadoria comercial quando disputa os videz irá dificultar um bom casamento Sennett, uma incivilidade, uma legião
futuros clientes de uma clínica bem mo- para a filha ou marcá-la com o termo de anônimos que não se conhecem
derna com equipamentos e confortos de preconceituoso de “mãe solteira”. mutuamente. As pessoas sentem cada
última geração. O aborto é um fenômeno É intenção de grupos — principal- vez mais a solidão. Esse individualismo
social quando origina movimentos em mente presentes na mídia e na elite cria o culto narcisista e niilista (cético)

Revista Boa Vontade 17


Especial

que, para o autor, é o perfil conformista relacionado ao item “sem motivo”, ou e à prostituição para manterem-se a si
da sociedade contemporânea. A partir seja, sem uma razão se não o próprio mesmas. A polícia os consideram ver-
da teoria de Sennett, podemos analisar “não querer”. “Que modelo de socieda- mes, algumas vezes atiram nelas como
que o individualismo em seu excesso de é essa?”, perguntamos então. Como se fossem ratos”.
pode querer também excluir aquilo que defender a prática do aborto utilizando Ora, é compreensível a intenção da
é capaz de modificar uma vida já ideali- a Democracia (que é uma teoria de autora em defender aquilo que acredita
zada sob um modelo perfeito, isto é, uma governo brilhante) para legitimar o ser certo, porém, sendo brasileira, não
criança não esperada pode ser o diferente direito da mulher de excluir o não de- posso concordar com essa afirmação
não desejado nesse modelo perfeito. A sejado? É a tirania do individualismo. que demonstra o não-conhecimento a
solução: o aborto, a exclusão do que não Daqui a pouco o aborto será sinônimo respeito das nossas crianças pobres. Se
é querido, do que não é igual a mim. de exclusão. Excluir possíveis crianças aplicarmos a teoria de que o aborto é a
Outro autor, David Riesmann, em A de rua, deficientes físicos, possíveis solução para a problemática “menino
Multidão Solitária diz que o fenômeno portadores de doenças, raças inteiras. de rua” estaremos concordando que
da classe média cria a socie- Se não nos preocuparmos com a política quem nasce pobre não pode ter futuro.
dade da abundância, uma de exclusão, estaremos pactuando com Isto é, se o aborto fosse uma prática
estrutura de personalidade a sociedade do conformismo. legal não haveria crianças na rua.
geradora de insolidarismo. Nesse caso, o aborto seria uma política
Uma multidão de pessoas Sociedade de eleição. Um dos mais importantes
que andam nas ruas, mas
anônimas, sem nenhum Civilizada?
Joyce Arthur fez um estudo inti-
sociólogos brasileiros, considerado
mestre por intelectuais famosos, veio
laço de solidariedade em de um lar extremamente pobre e esse
que os sistemas valorati- tulado “Aborto Legal: o sinal de uma mesmo sociólogo (alguns poderão se
vos entram em declínio. sociedade civilizada”, comparando os chocar) andou pelas ruas, não tinha
“Qual a personalidade des- benefícios sociais que os países com onde morar. Há muitos exemplos
sa sociedade?”, pergunta práticas legais do aborto possuem em na História e contemporâneos a nós
o autor. A base é uma relação às demais nações onde a prática que inverteram a situação de pobreza
personalidade reativa, é condenada. Ela declara que o aborto e mudaram seu destino. Sabemos
conformista, ajusta- legal está relacionado aos países com da falta de recursos financeiros em
da ao seu mundo, maior índice de desenvolvimento in- muitos lares, mas não significa dizer
adequada aos telectual, social e cultural. Alega que a que somente por ser pobre o indivíduo
modismos de maternidade obrigada é o único tipo de será ladrão ou optará pela prostituição.
sua era. escravidão que vitimiza somente mu- No Japão, por exemplo, é notório que
Citei esses lheres e crianças. O aborto, conforme a adolescentes japonesas de classe média
dois autores autora, é provavelmente o procedimento se prostituem para adquirir um último
porque nas pes- cirúrgico mais comum no mundo. Apro- modelo de celular ou para ter uma
quisas das or- ximadamente 46 milhões de abortos são bolsa de marca famosa. Nesse ponto
ganizações que feitos a cada ano, sendo que 20 milhões não podemos relacionar pobreza à
fazem estudos deles são ilegais. A cada mil mulheres prostituição.
sobre o aborto, grávidas, 35 decidem abortar. O risco É sério e grave o problema da infân-
encontramos de morte nesses processos cirúrgicos cia pobre no Brasil, mas a discussão é
que pobreza, também foi analisado pela pesquisa, outra: política, educação, cidadania,
estupro e má que, constatou que, em 100 mil abortos, Solidariedade, mas, não ao aborto,
formação dos 330 mulheres morrem provenientes de como alerta o jornalista Paiva Netto
órgãos são mo- práticas clandestinas. no artigo “Aborto e Vida Eterna”:
tivos comuns Em certo momento, Joyce Arthur “Quanto à argumentação de alguns
alegados para a questiona a posição do Brasil na lideran- de que é preferível abortar a permitir
prática do abor- ça dos países em fase de pleno desen- às futuras gerações viverem em países
to. Entretanto, volvimento econômico e que não possui incorrigíveis na falta de cuidados com
Photos.com

o maior índice a prática do aborto amparada pela Lei. A a sua população humilde, trata-se de
de abortos está pesquisadora menciona que 1,5 milhão conversa muito mal explicada, porque
Photos.com

de abortos são feitos anualmente no o crescimento demográfico no Brasil,


Brasil. Em conseqüência dessa prática, por exemplo, tem diminuído. E mais:
250 mil mulheres são hospitalizadas e ninguém ignora que está ocorrendo a
milhares morrem. Ela finaliza a citação esterilização de incontáveis mulheres
ao Brasil com as seguintes palavras: brasileiras, desde as idades menores.
“Apesar de todos esses motivos, você Se não houver verdadeiro sentido de
já deve ter ouvido falar sobre a séria preocupação social com a nossa gente,
epidemia das crianças de rua do Rio de as populações deste País poderiam cair
Janeiro, em que são forçadas ao crime à metade do que atualmente existe,

18 Revista Boa Vontade


e o problema da pobreza não estaria seguro. Perguntei sobre a relação do desenvolver esta enfermidade.
resolvido”. aborto com o câncer de mama o qual O risco se torna maior quando há
comentou não saber nada sobre isso. histórico de casos da doença na
Um negócio bilionário Então, pedi-lhe que se informasse a
respeito.
família.
É inegável o caráter comercial do
Ao escrever sobre este tema, comecei aborto, quando falamos de cifras como
a prestar mais atenção em minha volta e
descobri a grande quantidade de anún-
cios de clínicas de aborto em outdoors e
Riscos para a saúde bilhões de dólares. Mas o que pensar
quando utilizam o aborto como uma fer-
Há perigos na prática do aborto que ramenta política? Quando o governo de
nas listas de páginas amarelas nos Esta- também não são muito divulgados. um país coloca sua máquina burocrática
dos Unidos. Existe um número 0800 que O Hospital Bicêtre em Paris elaborou para assegurar o direito à interrupção da
direciona o cliente para a clínica mais um estudo em que o risco é 1,5% mais gravidez?
perto de sua residência. O slogan dessa alto de crianças nascerem prematuras, Na França, a intenção de cometer um
central de serviços clínicos é: Pregnant com apenas 33 semanas de gestação aborto é acompanhada por psicólogos
and scared. We have the solution. (Grá- quando a mãe já praticou um aborto que irão atestar se a gestação irá alterar
vida e com medo. Nós temos a solução.) anteriormente. A interrupção da gra- a saúde mental da mulher. A partir da
Resolvi ligar para essa central argumen- videz é indicada como principal fator conclusão, eles aprovam ou não o pro-
tando que estava grávida e queria ouvir de problemas emocionais, familiares, e cedimento pelo Estado.
a experiência desses profissionais. Fui até mesmo de separação de casais que Na Irlanda, a luta contra o aborto
indicada para uma clínica de Montclair, conseguiu um avanço nas leis: foi criada
cidade de alto poder aquisitivo em Nova uma emenda constitucional delegando
Jersey. A recepcionista atendeu-me, com Se aplicarmos a teoria ao feto o direito constitucional de nascer.
muita delicadeza, perguntando detalhes Em vez de feto foi utilizado o termo
como idade, seguro médico e profissão de que o aborto é “criança por nascer”.
(estudante tem desconto). Ao perceber a solução para a Este feliz exemplo dos parlamen-
meu sotaque, perguntou se estava em tares irlandeses vem ao encontro do
visita aos Estados Unidos. Perguntei o problemática “menino que registrou o jornalista Paiva Netto
porquê dessa questão e a atendente me de rua” estaremos na década de 1980 quanto à defesa
respondeu que a clínica possuía total legal que o feto deveria possuir em
descrição e que, se eu fosse turista, eles concordando que, detrimento à arbitrariedade feminina:
aceitavam cheque-viagem e cartões de quem nasce pobre não “Quem não conhece os Deveres Espi-
crédito (observei que turistas vêm ao rituais não saberá respeitar os Direitos
EUA para efetuar abortos e essa classe pode ter futuro. Humanos em sua inteireza, incluídos
de pessoas, certamente, não pode ser os direitos das vítimas, que vão além
considerada pobre). Respondi-lhe que dos patamares atingidos pelos seus
era turista e que não entendia nada so- escolheram por essa prática. Há riscos de mais atilados defensores, na maioria das
bre aborto. Explicou-me que a prática morte, hemorragia, infecção, perfuração vezes adstritos à análise dos fatos pelo
poderia ser de terminação médica ou do útero, histerectomia (complicações critério unicamente material, o que não
cirúrgica. Quando questionei qual seria o com o útero o que necessitará a remoção é suficiente. Cidadania, no seu sentido
preço para realizar um aborto, a resposta total desse órgão), estenose (endureci- lato, não se restringe ao corpo físico do
que obtive foi a seguinte: “Depende da mento de tecidos provocando cólicas cidadão, pois se prolonga ao seu Espí-
semana em que se encontra a gestação. sem menstruação), aborto incompleto rito eterno. A compreensão disso será
Até 7 semanas $330; de 7 a 14 semanas (quando o aborto falha na remoção do uma das maiores vitórias da sociedade
$360; de 14 a 16 semanas $580; de 16 tecido da gravidez e o bebê continua no próximo milênio. A personalidade
a 19 $860; e de 19 a 20 semanas $960. dentro da barriga da mãe, o que causará física de cidadão deveria ser estendida
Mais que 20 semanas de gestação é muita injúria ao bebê e à mãe, necessi- ao feto, para que pudesse, por meio de
considerado procedimento especial. tando remoção cirúrgica) e o sintoma a procuração, sob forma que o Direito
Qualquer exame ou procedimento mé- longo prazo, que é o desenvolvimento determinaria, obter capacidade de
dico são considerados adicionais (o que do câncer de mama. defesa de sua vida, já que a Ciência
aumenta o gasto do paciente)”. Dos últimos 34 estudos mundiais está demonstrando que a existência
No mesmo instante, peguei a calcu- sobre este tipo de câncer, 27 relacionam humana tem início no instante em que
ladora e multipliquei o número mundial que o aborto expõe a mulher ao câncer o espermatozóide adentra o óvulo. (...)
de abortos legais por $360, para se tirar a de mama por interromper de forma não- Quanto ao fato da possibilidade de o
média de dólares que envolvem a prática natural o desenvolvimento das células Direito admitir procuração do feto na
do aborto. O resultado deu a expressiva que produzem o leite materno. Os hor- sua luta inconsciente pela sobrevivên-
cifra de 9,36 bilhões de dólares, esse mônios que produzem esta substância já cia a um causídico, não tem nada de
número para mais. estão presentes nos primeiros instantes ridículo. Ridícula e, muito mais que
Quis saber dos riscos, o que res- da gravidez. Quando interrompido esse isto, trágica é a morte de quem não
pondeu ser um procedimento médico processo, a mulher corre o risco de pode a si mesmo defender”.

Revista Boa Vontade 19


Especial

mais que ativistas pró-aborto tentem


mostrar — por intermédio de estatísticas
defendendo a bandeira da pobreza e da
saúde da mulher — não conseguem
mascarar o sentimento individualista e
egoísta desse ato.

Aborto e as Leis
No mundo, Espirituais
46 milhões
José de Paiva Netto, em seu artigo
“Aborto e Vida Eterna”, argumenta que
aqueles que defendem a prática do abor-
de abortos to o fazem firmados na visão distorcida
dos Direitos Humanos, fazem-no por
desconhecer os Direitos Espirituais.
são praticados Prossegue o autor: “Entre eles, há pes-
soas dignas do maior respeito. Contudo,
anualmente.
PhotoDisc

seriamente equivocam-se ao pensar


que a morte termina com tudo e/ou por
ignorar a Lei da Reencarnação, que se
Leis contra a Vida
É o que vemos acontecer na China,
contratos de trabalho a exigência de
apenas um filho por empregado. Há di-
versos tipos de punição para as famílias
trata de misericordiosa oportunidade
concedida por Deus para o desenvolvi-
mento de nossas Almas com a correção
em que o aborto é exigido por lei nos que não respeitam e tentam burlar essas de nossas faltas. Assim, muitos ainda
casos de casais que já possuem um leis. Os oficiais chegam de repente nas ignoram que, para o Espírito, por mais
filho. É impressionante o estudo “Con- casas em busca de brinquedos, mama- absurdo e incrível que lhes possa pare-
trole de Natalidade na China de 1949 a deiras, chupetas, roupas que indiquem cer, muitas vezes é necessário retornar
2000: Política de População e Desen- a existência de crianças não-declaradas, com problemas físicos e/ou mentais,
volvimento Demográfico”, feito pelo ou examinam os dentes da criança porque precisam livrar-se de desvios
pesquisador Thomas Scharping. Ele para certificar se a idade corresponde do passado (e surgirem luminosos
começa perguntando como é possível com a declaração de nascimento. Em como Espíritos libertos). Erros não
uma elite, pequena o suficiente, conse- decorrência do controle excessivo, o apenas referentes ao Ser reencarnante,
guir a partir de uma oficina de trabalho interrompimento brusco da gestação é mas também aos pais que, por isso, no
controlar a reprodução de centenas de bastante usada entre os chineses. É um Mundo Espiritual prometeram dar ao
milhares de famílias? Nesse estudo, aborto diferente dos demais países cujas necessitado de vencer as provações a
Scharping explica como e por que os mulheres recorrem a essa prática moti- oportunidade de voltar à carne. Abortar
líderes chineses decidiram subjugar é, pois, transferir a prova para mais tarde,
o nascimento de crianças ao controle com acréscimos dolorosos para todos
burocrático. O Estado vive o desafio “Quem não conhece os infratores da Lei da Vida. Aos que
de não poder planejar a fertilidade tão os Deveres Espirituais apelam para o livre-arbítrio concedido
facilmente como controla os negócios pelo Criador, fraternalmente advertimos
econômicos. Entretanto, futuros pais não saberá respeitar os que Deus nos deixa moralmente livres,
em potencial são mais numerosos que Direitos Humanos em sua mas não irresponsavelmente livres. De
as empresas estatais e mais motivados Deus não se zomba, alertava Paulo em
para a reprodução. inteireza, incluídos os sua Epístola aos Gálatas, 6:7, comple-
O Estado colocou em prática regras, direitos das vítimas (...).” tando: Aquilo que o Homem semear,
serviços de contracepção, propagandas isso mesmo terá de colher.”
Paiva Netto
massivas e um sistema de oficiais treina- O que Paiva Netto está sugerindo
dos para detectar fraudes na declaração é que há tempo para a criação de uma
de número de filhos. Os casais que vadas por critérios pessoais. O aborto sociedade realmente solidária, pensando
possuem apenas um filho conseguem na China é coercitivo, motivado pela em seus valores e respeitando a Vida
benefícios como tratamento preferen- burocracia do Estado. para não cair na figura do herói insano
cial para a criança na escola, recebem Abortar não é um processo natural de Jean-Jacques Rousseau no Discurso
melhores casas para viver, assistência e necessário ao Ser Humano, por isso da Desigualdade: “O homem selvagem,
médica e isenções de encargos. não consegue uma aceitação unânime depois de ter comido, fica em paz com
Os contratos de trabalhos são as por toda a sociedade, como acontece, toda a natureza e é amigo de todos os
melhores armas no controle da natali- por exemplo, nos casos de mobilização seus semelhantes. Caso, por vezes, tenha
dade. Em algumas cidades consta nos pela luta de se preservar a Natureza. Por de disputar a alimentação, jamais avança

20 Revista Boa Vontade


desferindo golpes, sem antes ter compa- e Sua Justiça, e todas as coisas materiais capítulo 1, versículos 46 a 55), provando
rado a dificuldade de vencer com a de vos serão acrescentadas.” que ser Mãe supera qualquer sofrimento.
encontrar em outro lugar sua subsistên- O Cristo Jesus pode ser considerado Ao contrário do que se divulga como
cia, e, como o orgulho não interfere no o fruto da primeira ativista contra o abor- uma solução, abortar pode retirar do Eu
combate, este acaba com alguns murros; to mencionada pela História — Maria. feminino aquilo que lhe é mais bonito,
o vencedor come, o vencido vai tentar Quando o Anjo anunciou à Virgem que o seu direito de criação, sua Alma de
a sorte e tudo fica em paz. Mas, com o ela traria aos olhos do mundo o Espírito Mulher.
homem em sociedade, as coisas se pas- E, para concluir, esse trecho do artigo
sam muito diferentemente: trata-se, em O Cristo Jesus pode ser “A maior das reformas: a do Homem”
primeiro lugar, de atender ao necessário do escritor Paiva Netto: “O Planeta é
e, depois, ao supérfluo; depois, vêm as
considerado o fruto da belíssimo! Convida à vitória. Mas o
delícias e, depois, as imensas riquezas; primeira ativista contra o Homem... tem sido o que se vê… Por
depois, os súditos e os escravos. Não aborto mencionada pela isso, a maior das reformas é a do próprio
há um momento de descanso. O que há História — Maria. Quando Homem. Urge neste término de ciclo
de mais singular é que, quanto mais na- que esta preceda as demais. A Vida é
turais e prementes são as necessidades, o Anjo anunciou à Virgem uma conquista diária. Uma lição de Fé
tanto mais aumentam as paixões e, o que que ela traria aos olhos do Realizante a todo momento exigida,
é pior, o poder de satisfazê-las, de forma mundo o Espírito de Jesus, para que a criatura de Deus não caia na
que, depois de longas prosperidades, ociosidade, mãe e pai dos piores males
depois de terem se devorado muitos ela aceitou mesmo correndo que assolam o Espírito e enfermam o
tesouros e arruinado muitos homens, o risco de ser massacrada corpo, conseqüentemente. Na verdade,
meu herói acabará por tudo sufocar até pela sociedade de época. não basta ter agido bem ontem. Necessá-
que seja ele o único senhor do universo. rio se faz melhor caminhar hoje e ainda
Esse, abreviadamente, o quadro moral, mais gloriosamente amanhã.”
senão da vida humana, pelo menos das de Jesus, ela aceitou mesmo correndo o
pretensões secretas do coração de todo risco de ser massacrada pela sociedade
homem civilizado.” (Os Pensadores, da época. Passados dois mil e cinco
p. 298). anos, todos concordam que a sociedade
E continua o escritor Paiva Netto, era bem diferente da atual. Maria não
em contrapartida à interpretação liberal era casada. Era noiva. Se ainda nos
dos Direitos Humanos: “O Direito tem recentes anos 1970 (recente em relação
por dever abrir os caminhos para a inte- ao ano 1 da Era Cristã) uma mulher
gração do humano ao Divino, no campo grávida e não-casada era discriminada,
das relações humanas e principalmente não temos fatores para mensurar a dis-
nas de Estado, tendo em vista a situação criminação sofrida pela Virgem Maria.
atual do mundo. Tristemente escreveu Entretanto, ela aceitou a missão de ser a
Jacques Austruy, em O Escândalo do Mãe de Jesus. Isto é, não abortou a sua
Desenvolvimento: ‘Fundamentalmente, missão o que poderia ter feito usando
neste domínio, o papel do poder consiste seu livre-arbítrio. E o mais importante
em tornar a ilusão um bem de consumo é que por todo o Evangelho não vemos
e fazer da esperança um lucro’. E não nenhuma menção ao disse-me-disse
há maior ilusão do que pensarmos que certamente a gravidez simbólica de
que a morte determina o fim da Vida. Maria causou na época. Pelo contrário,
Este é um equívoco de conseqüências ela deixa um cântico de agradecimento
trágicas para a Humanidade. Quousque a Deus afirmando quão bem-aventurada
tandem? (Até quando?) A respeito de era por ter a oportunidade de ser Mãe
ilusão, ponderou o Dr. Paul Gibier que a (Evangelho de Jesus, segundo Lucas,
chamada realidade (restrita aos sentidos
físicos) é a grande quimera dos homens.
E qual tem sido a pior fraude consumida
pelo mundo? Ser levado a considerar Ser mãe
que o material está acima do espiritual.
Daí todas as distorções, porque, como
afirmava o saudoso fundador da LBV,
supera
Alziro Zarur (1914-1979): ‘O que errado
se inicia, errado vai até o fim’. Ora, o
qualquer
sofrimento
roteiro adequado estabeleceu-o Jesus no
Seu Evangelho, segundo Mateus, 6:33:
Buscai primeiramente o Reino de Deus
Photos.com

Revista Boa Vontade 21


Atualidades

Grupo Band

Cida Linares
lança Rede de Rádio jornalística
Elias Paulo

N
o dia 20 de maio entrou no ar 24 horas, jornais de 20 minutos, são 72
a mais nova rede de rádio de noticiários por dia, tudo ao vivo, on-
notícias do País, a Band- news. Nem técnico de mesa de áudio ela
news FM. Ligada ao Grupo terá, pois vai ser operada por jornalistas,
Bandeirantes de Comunicação, a emis- exatamente para dar o ritmo e a bossa da
sora pode ser sintonizada, a princípio, FM com a informação”.
nas cidades de São Paulo/SP (96,9 Amigo do Diretor-Presidente da
MHz), Rio de Janeiro/RJ (94,9 MHz), Legião da Boa Vontade de longa data,
Belo Horizonte/MG (89,5 MHz) e Porto o Sr. Johnny agradeceu a Instituição
Alegre/RS (99,3 MHz). Para comemo- pela presença. “Nós, da Bandeirantes,
rar, o Grupo Bandeirantes promoveu somos muito orgulhosos de sermos
uma festa de pré-lançamento com a aliados de vocês. Acompanhamos a
presença de jornalistas, personalidades luta do Paiva, acompanhamos desde
e funcionários da Band. A solenidade o tempo de Zarur e sabemos deste
ocorreu na sede da Rede, no bairro do trabalho sério, bonito, honrado, que
Morumbi, na capital paulista. cuida de criança, de gente idosa,
O Presidente do Grupo Bandeiran- envolve todo mundo. Então, nós so-
tes, Sr. Johnny Saad, entrevistado pela mos, em 1º lugar, fãs, admiradores e
Rede Boa Vontade de Comunicação, colaboradores do trabalho de vocês.
disse que a nova emissora será uma Queria agradecer por estarem hoje
“rede que veio para inovar, mudar, aqui, nos prestigiando, divulgando O Sr. Johnny Saad, Presidente do
levar uma opção ao público jovem e o lançamento dessa rede nova. (...) Grupo Band (D) e Alziro Paiva, repre-
também ao feminino, por isso ela está Muito obrigado e fiquem com Deus”, sentando seu pai, Paiva Netto, no
toda em Freqüência Modulada. Com agradeceu. prestigiado evento.
Wilson Dias
Blumenau
solidária

Wilson Dias
Derli Francisco

Vi l a r i n o

Arquivo BV
Wo l f f é o
mais antigo
cerimonia-
lista em ati-
vidade em
O Vice-Presidente José de Alencar e o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na
cerimônia de relançamento do Projeto Rondon. Blumenau/
SC, atuando,
desde a dé-

Integrando o Brasil
cada de 1970, Vilarino Wolff
nos mais importantes eventos da ci-
dade. Há treze anos, trabalha no meio
radiofônico e atualmente apresenta
um programa dominical na Rádio
Com Projeto Rondon, o Presidente Lula une o Nereu Ramos.
País desenvolvido ao não-desenvolvido. Colaborador da Legião da Boa
Vontade, Wolff divulga as ações da
Fonte: Radiobrás Obra no programa que comanda.

O
Também toma parte, como mestre-
Presidente Luiz Inácio pessoas que nunca foram à cidade de-cerimônias, das aberturas oficiais
Lula da Silva, recente- grande, pessoas que não têm muitas de encontros, principalmente nos
mente, anunciou durante informações sobre como cuidar da cursos de qualificação e educação
seu programa Café com o saúde. Vão aprender muito mais do profissional que a LBV desenvolve.
Presidente, na Radiobrás, retrans- que ensinar, na minha opinião. Em um dos recentes acontecimen-
mitido pela Super Rede Boa Von- “De forma que estou muito sa- tos, Wolff, ao término da solenidade,
tade de Rádio, o relançamento do tisfeito. Era um sonho que eu tinha destacou: “É uma satisfação muito
benemérito Projeto Rondon. No ar, que é uma forma de fazer com que grande poder reverenciar os 49 anos
Lula destacou seu contentamento a palavra Solidariedade volte a de atividades do radialista José de
em ver 200 estudantes que partiram ser utilizada pelo povo brasileiro. Paiva Netto, o qual tem dedicado a
para implementar o retorno dessa Porque é um grande gesto de Soli- sua vida aos ministérios desta ONG,
atividade, que visa à integração do dariedade, um grande gesto de Boa que é toda voltada para ajudar na
chamado “Brasil desenvolvido” Vontade um grupo de jovens sair de construção da felicidade do Ser Hu-
com o “Brasil não-desenvolvido”. sua comodidade e se dirigir a uma mano. Ao José de Paiva Netto, me
Ou seja, jovens de centros urbanos cidade do interior para conviver permita dirigir uma palavra direta,
indo ao interior do país para alfabe- com a temperatura adversa, com um dizendo que Deus lhe dê muitos mais
tizar, pesquisar sobre saúde, além de calor imenso como o que estava em anos de vida, porque aqueles que
contribuir para mantê-la nas comu- Tabatinga. fazem o Bem não deveriam ter a sua
nidades locais. “E esses estudantes todos felizes, existência limitada ao tempo”.
Ao ser indagado sobre quem ou seja, como se estivessem também Quem quiser saber mais a respeito
aprenderia mais, Lula respondeu: realizando um sonho. A alegria era das iniciativas da LBV em Blumenau
“No fundo, no fundo vai ser a gran- tanta que eu podia imaginar o que ou ainda se tornar voluntário pode
de aula que os estudantes vão ter. cada um deles estava pensando: entrar em contato com o Centro
Porque normalmente os estudantes — ‘Finalmente vou ser Solidário a Comunitário e Educacional da Insti-
são gente de classe média, que vive alguém. Vou poder estender os meus tuição na cidade, localizado na Rua
em centros urbanos. E de repente conhecimentos a alguém que não Vidal Ramos, 100, Centro, tel. (47)
vão conviver com índios ou com teve a mesma chance que eu’.” 322-1480.
[R.O.]

Revista Boa Vontade 23


Biosfera

A Mata Atlântica, um dos mais importantes

“E
stamos respirando A Mata Atlântica, considerada nossa casa está ligada a esta floresta,
a morte”. Este in- um dos mais relevantes biomas do grande responsável pelo abasteci-
cisivo alerta feito Planeta, é um exemplo claro desta mento nacional, à medida que regula
pelo jornalista Paiva situação que não pode perdurar, ela já a maior parte de fluxo dos mananciais
Netto em seu Editorial, publicado na cobriu 1,3 milhão de km² de território hídricos brasileiros. Foi ela, também,
edição de nº 200. E não é para menos, brasileiro, mas a ação do Homem em que ao longo da História, ajudou a
pois o assunto é vital para a nossa séculos de agressão fez com que sua nossa economia ao preservar e me-
sobrevivência. A poluição do ar que lhorar a qualidade dos solos, propi-
invade os corpos tem reduzido a pers- “A gente perde ciando os grandes ciclos do café e do
pectiva de vida de milhões e milhões açúcar, entre outras culturas.
de pessoas, basta ver os estudos que aproximadamente O Diretor de Mobilização e um
estão sendo realizados pelo Planeta, um campo de futebol dos fundadores da SOS Mata Atlân-
apresentados pelo articulista em sua tica, Mário Mantovani, ONG que tem
matéria. da floresta a cada se notabilizado na defesa dessa rique-
Pisar no freio da destruição que, quatro minutos.” za verde, em entrevista à revista BOA
sucessivamente, se opera no meio VONTADE, fala da situação atual da
Mário Mantovani
ambiente é uma das grandes bandeiras floresta e o que vem sendo realizado
das Instituições da Boa Vontade, nesta para assegurar o seu futuro.
luta para salvar os últimos depositórios área fosse reduzida a 7% da extensão
dos ecossistemas responsáveis por primária. Localizada principalmente BOA VONTADE — Este mês
uma melhor qualidade de vida. às margens do Oceano Atlântico, a Fundação SOS Mata Atlântica
Os poluentes atingem o solo, a percorre praticamente toda a costa completa 18 anos de trabalho. Re-
água e o ar, e, comemorando o Dia da brasileira e regiões interioranas. ceba a homenagem da LBV e de seu
Mata Atlântica em 27 de maio, tomar Apenas para se ter idéia do que per- Diretor-Presidente, José de Paiva
conhecimento de sua situação atual e demos em termos de extensão, basta Netto, que tem criado espaços dentro
o que tem sido feito para preservá-la imaginar que seu espaço original po- da Instituição para a defesa deste
é de máxima importância. deria ser comparado ao tamanho da patrimônio.
Afinal, as matas são os grandes França e mais três vezes o território Mantovani — Realmente tem
pulmões da Humanidade, melhoran- da Alemanha. sido um grande apoio e tem nos ins-

Alerta
do o que respiramos. Até a água que utilizamos em pirado muito na nossa luta, renovan-

24 Revista Boa Vontade


ecossistemas para o Homem, pede socorro.
do-a, porque lutar pela vida é sempre não havia parado no passado, nos tempo para procurar informações,
muito difícil. Uma das formas boas ciclos econômicos, mas ela acontecia mas o nosso papel é produzi-las, tra-
de se fazer cidadania no Brasil é estar agora, quando a gente perde apro- duzindo para a sociedade. Outro dado
organizado em grupos de atuação. A ximadamente um campo de futebol que notamos nesta pesquisa é que
SOS surgiu da necessidade de prote- dessa floresta a cada quatro minutos. 80% desse pouco que resta de Mata
ger uma floresta que a gente percebia, Estamos trazendo para toda a socie- Atlântica está na mão de particulares.
há 18 anos, vinha sofrendo grandes dade o que é a Mata Atlântica, porque Temos de criar incentivos para que
agressões, só que não tínhamos idéia quem não conhece não protege. essas pessoas a preservem, inclusive
do tamanho delas. Achávamos que colocando isso na lei desta floresta,
era apenas o litoral, mas trabalhando BV — Como anda a conscienti- que está parada no Congresso.
a consciência com tecnologia, com zação do Povo brasileiro?
mobilização, fomos percebendo o
tamanho da Mata. Quando criamos Mantovani — Fizemos uma
a SOS, usamos a bandeira do Brasil pesquisa e não foi muito bom o re-
com aquela logomarca: “Estão tiran- sultado. Lógico que hoje há uma po-
do o verde de nossa bandeira”. Isso pulação que vive da mão para a boca,

Arquivo SOS Mata Atlântica


chamou muito a atenção das pessoas. correndo todos os dias, e isso faz com
Dezessete Estados do Brasil, 3.400 que as pessoas não tenham muito
municípios, dos 5.500 (do País),
quase 60% da população mora onde
já tivemos a Mata Atlântica, e isso, “Estamos falando de uma
para se ter uma idéia nesses 505 floresta que garante a água
anos, havia sido reduzido da mancha que bebemos. (...) Sem esse
original para apenas 7%. E, o mais verde, teremos problemas
grave, percebemos que a devastação muito sérios, e não é que
estamos tratando de um tema
de fim do mundo, e sim de
alguma coisa muito presente.” Mário Mantovani

verde Arquivo BV

Revista Boa Vontade 25


Biosfera

Arquivo BV
A Mata Atlântica já cobriu
1,3 milhão de km² de
território brasileiro, mas a
ação do homem, em séculos
de agressão, fez com que
sua área fosse reduzida a
7% da extensão primária.

BV — Em falar nesta lei, a quanto


anda a aprovação no Congresso Na-
cional do Projeto de Lei nº 3.285/92,
cuja tramitação se arrasta por 13 anos
e seu texto proíbe o corte e a explo-
ração vegetal nativa da mata?

Mantovani — Esse decreto surgiu


logo depois da Eco 92, quando houve
uma análise da Mata Atlântica e se
viu que a situação era desesperadora.
Então, ele veio com um impacto muito
duro e até negativo para a proteção,
porque as pessoas achavam-se proi-
bidas de fazer qualquer coisa. Nesses
12 anos, se há um fato negativo de
não ter uma lei que proteja a floresta,
há um positivo: ela foi discutida todos
esses anos e atualizada. A lei dos cri-
mes ambientais, que surgiu em 1996,
ajudou para que a melhorasse; a lei dos
recursos híbridos também. Enfim, tudo
o que aconteceu no Brasil foi incorpo-
rado. A Câmara dos Deputados obteve
473 votos. Foi uma unanimidade, uma
das aprovações mais bonitas que a
gente já viu, falta apenas o Senado.
Nesse tempo todo, cada Estado fez a
regulamentação do que é a Mata e a
aprovou nos Conselhos Estaduais, no
Conselho Nacional, dando à legislação
não apenas aquela coisa de um depu-
tado que vota, de um senador, e todo
mundo é obrigado a fazer, mas é uma
lei discutida com todos os segmentos
da sociedade (...). Hoje temos uma
legislação extremamente positiva, que
mostra o Brasil como um dos países
mais atuais nesses termos.

BV — Vocês tiveram nesse decre-


to 3.285 o apoio do Povo?

Mantovani — É verdade, conta-


mos com milhares de assinaturas

26 Revista Boa Vontade


que vieram da nossa Legião da

Arquivo BV
Boa Vontade. Foi fantástico! Nós
conseguimos milhões de assinatu-
ras (no documento) que levamos
a Brasília. Só de desenhos de
crianças, levamos 360 mil para a
Comissão de Meio Ambiente para
continuar o processo de aprovação
desse projeto. (...) É lógico que
temos de continuar chamando a
atenção, porque a sociedade precisa
desses estímulos. Estamos falando
de uma floresta que garante a água
que bebemos. (...) Sem esse verde,
teremos problemas muito sérios, e
não é que estamos tratando de um
tema de fim do mundo, e, sim, de
alguma coisa muito presente. Toda
essa devastação está acontecendo
nos últimos 100 anos. (...) É im-
pressionante, dos 93% do que foram
destruídos só 40% são usados para a
agricultura e pecuária extensiva. Os
50% que não foram desmatados es-
tão passando pelo processo de ero-

Photos.com
são. Dessa maneira para cada quilo longo desse nosso percurso am-
de alimento que São Paulo produz biental. Sabíamos que o fato de
atualmente, temos 10 quilos de solo, a Mata Atlântica estar isolada em
e, quando você fala de perder solo pequenas manchas era muito grave,
por falta de cobertura vegetal, não porque temos um fenômeno chama-
quer dizer que é somente isso, perde do efeito de bordo, ou seja, aquele
fertilidade, adubo que foi colocado, pequeno fragmento de Mata sofre
etc. Por isso, nossa agricultura, com vento, veneno, fogo, sementes
nossos alimentos são caros. Se que invadem de outras pastagens,
falarmos de São Paulo onde temos e tudo isso agride aquele pequeno
máquinas tirando terra o tempo remanescente florestal. O que não
todo de dentro do (Rio) Tietê, só o sabíamos é uma questão que cha-
aprofundamento da calha do Tietê mamos hoje de erosão genética, ou
custou 700 milhões de dólares, que seja, as espécies só se reproduzem
Arquivo BV

os brasileiros que aqui vivem vão entre elas. Na realidade, não temos
ter de pagar. Tudo em conseqüência 7%, mas, sim, 7% menos a erosão
do mau uso da terra. Além de pagar genética, menos o efeito de bordo,
para tirá-la, também pagamos com a pressão que vem sofrendo tudo
as enchentes. Cuidar da Natureza é isso. O ideal para que essa floresta
zelar pela criação de Deus, pela nos- se recupere é que ela tenha co-
sa qualidade de vida e pela garantia nectividade, para que haja fluxos
para as futuras gerações. gênicos, troca de sementes, de
espécies, de tudo ao longo desses
BV — Por que foi criado o cor- corredores. A Serra do Mar é uma
redor de Biodiversidade da Serra do área natural que serve para este
Mar? E como ele funciona? fim, e precisamos ter esses espaços
para garantir que não acabe toda
Mantovani — Talvez seja uma essa grande biodiversidade.
das descobertas mais graves ao
[L.S.M]

Revista Boa Vontade 27


História

“Num futuro que nós, civis,


religiosos e militares de bom senso,
desejamos próximo, não mais se
firmará a Paz sob as esteiras rolantes
de tanques ou ao troar de canhões;
sobre pilhas de cadáveres ou
multidões de viúvas e órfãos (....).”

Paiva Netto

28 Revista Boa Vontade


Daniel Rocha

N
este mês, quando o mundo
revive os 60 anos do fim da
Segunda Guerra Mundial na
Europa, podemos observar
que a violência perdura ainda hoje, e a

Photos.com
celebração de uma verdadeira Paz parece
distante.
Com certeza se faz necessária a lem-
brança dessas tristes páginas da história
humana, escritas na primeira metade
do último século. Na observação de
nossos erros como civilização, podemos
encontrar formas de impedir que tudo
venha a se repetir.
No segundo conflito mundial ex-
tinguiram-se mais vidas do que o
número total de vítimas de grandes
embates históricos como as Guerras
Napoleônicas, a Guerra Franco-Prus-
siana, a Guerra da Coréia, a Guerra do
Vietnã e a Primeira Guerra Mundial
somadas. Um monumento ao ódio e à
intolerância, em forma de hecatombe,
que ressoa tristemente ainda hoje. Mas
esse período também foi palco para
exemplos de altruísmo, perseverança e
fé. Histórias dignas de serem lembradas

Revista Boa Vontade 29


História

e lições amargas que não devem ser desvalorizou-se de tal modo que bilhões endividado, sem emprego e faminto
esquecidas. de marcos mal conseguiam comprar — constituía uma massa de sedentos
Para o melhor entendimento da ex- um pedaço de pão. A república estava por dignidade. Estavam prontos para o
tensão desta guerra e sua influência na desacreditada e o cenário estava monta- discurso nazista e, de fato, alinhavam-
constituição do mundo atual, apresento do para a entrada em cena de um certo se nas fileiras do partido em número
resumo simples de alguns dos principais personagem: Hitler. crescente. Soma-se a isto a expressiva
fatos relacionados ao conflito. Nascido em 20 de abril de 1889, na adesão da burguesia — seduzida pelo
cidade austríaca de Braunnau, Adolf discurso anticomunista do partido —,
A origem do mal Hitler, embora não como protagonis- que financiava as ações de Hitler.
ta, já atuava nas arenas políticas da Após as eleições em setembro de
É evidente que motivações políticas Alemanha. Havia, em 1923, tentado 1930, o partido nazista elegeu 107
e econômicas não explicam a natureza um golpe de estado com seu ainda deputados para o Parlamento. Foi pre-
irracional desta Guerra. Além das am- incipiente partido, o Partido Nacional- ciso pouco tempo para que, finalmente,
bições territoriais do Império do Japão Socialista dos Trabalhadores Alemães Adolf Hitler fosse, em janeiro de 1933,
e Itália, um dos principais vetores do (NSDAP) e apelidado de “nazi”, numa nomeado chanceler. Com a morte de
conflito nasceu da miséria alemã. ação que acabou batizada de putsch da Hindenburg, em 1934, Hitler, que já
A capitulação da tríplice Aliança cervejaria de Munique. Após o fracas- dispunha de plenos poderes delegados
(Áustria, Hungria e Alemanha), na so do intento, Hitler acabou julgado e pelo Parlamento, tornou-se também
Primeira Grande Guerra, culminou na preso. Durante seu período de detenção, Presidente. Era o fim da República de
aceitação do Tratado de Versalhes, um compilou o cerne de sua doutrina nacio- Weimar e início de um período quase
documento com 200 páginas e 440 nalista, fanática e racista em uma obra surreal na história alemã.
artigos, acentuadamente severo com os intitulada Mein Kampf (Minha Luta), Com domínio total sobre a nação,
derrotados, especialmente com a Alema- na qual apregoava o nacionalismo, o Hitler coloca seu plano em marcha. Os
nha, apontada como principal respon- anticomunismo, o anti-semitismo e a comunistas e os judeus foram persegui-
sável pelo acontecido, impondo-lhe a crença na superioridade da raça ariana. dos e presos, os direitos constitucionais
responsabilidade de indenizar as nações Proclamava o desejo de constituir um foram suspensos e dissolveram-se os
vencedoras envolvidas no conflito. novo estado alemão, o III Reich, capaz partidos políticos. A conversão popular
A Alemanha mergulhou no caos de promover a autonomia econômica se deu pela competente propaganda
econômico. O desemprego disparou. do país, libertando-o do Tratado de nazista, a cargo do ministro Joseph
Embora, após 1924, a produção indus- Versalhes. Goebbels. Em suas campanhas, a
trial retornasse aos níveis do período Em 1923, o golpe nazista malogrou hipnótica prédica afirmava que Hitler,
Fotos: Arquivo histórico BV

pré-guerra, a quebra da bolsa de Nova diante da falta de adesão popular, mas, o führer, iria conduzir a raça ariana
York, em 1929, fez cessar o fluxo de seis anos mais tarde, a conjuntura em sua conquista do espaço territorial
investimentos americanos vitais à re- econômica e social germânica havia se vital, o Lebensraum, na constituição
cuperação alemã. Este foi o golpe de degradado ao extremo. O povo alemão do III Reich.
misericórdia na combalida economia — humilhado em seu orgulho, empo- Após os primeiros ajustes internos
local. A inflação explodiu. A moeda brecido sob o peso dos custos do país para melhorar a economia, novas provi-

30 Revista Boa Vontade


O trágico resultado
da loucura:
6 milhões
de judeus assassinados.
dências visavam à reestruturação bélica. invadiram a Polônia. É o ato inicial do do os franceses, contorna a sofisticada
Abandonou a Liga das Nações, reativou que viria a ser a Segunda Guerra Mun- linha de defesa atacando pelo bosque
o serviço militar e direcionou os esforços dial. Um milhão de soldados, em 75 das Ardenas, considerada por todos
científicos do país para o desenvolvimen- divisões, iniciaram a blitzkrieg* contra uma área intransponível. Disfarçando
to de tecnologia militar. 600 mil poloneses fracamente armados. seus movimentos, a Wehrmacht invade
Com o subterfúgio de reunir no mes- Com a ajuda da Luftwaffe (Força Aérea o país rapidamente, impedindo qualquer
mo território os alemães que viviam fora Alemã), a Polônia foi subjugada. A Fran- reação. Caíra a França.
do país, Hitler iniciou a expansão de suas ça e a Grã-Bretanha, relutantes no início, Derrotados, os franceses tiveram de
fronteiras, retalhadas pelo Tratado de não tiveram outra opção que honrar suas aceitar a ocupação germânica, a divisão
Versalhes. As regiões do Sarre e da Renâ- obrigações com aquele país e declarar de seu território e o colaboracionismo de
nia foram reintegradas. Os preparativos guerra à Alemanha. um novo governo. Concomitantemente
não deixavam dúvida: Hitler aprontava- Com a conflagração, as tropas alemãs às ações da guerra, em Berlim e em
se, avidamente, para a guerra. avançam sobre vários países europeus. outras cidades dos territórios alemães,
Ostentando o seu novo poderio béli- crescia a perseguição aos judeus. A po-
co, o führer pressionou o governo aus- No segundo conflito mundial pulação semita fora isolada em infectos
tríaco, impondo-lhe o anchluss (união), guetos, espoliada de suas posses, privada
ação expressamente proibida pelo Trata- extinguiram-se mais vidas do de alimentação regular, água e recursos
do de Versalhes. Após uma crise política, que o número total de vítimas de saúde. Na aplicação da insana doutri-
a Áustria cedeu. O artifício da ameaça de grandes embates históricos na nazista, milhões de judeus seguiam
foi novamente utilizado, em 1938, na como as Guerras Napoleô- desses lugares para campos de concen-
tomada da Tchecoslováquia. Desta vez, nicas, a Guerra Franco-Prus- tração. Eram submetidos a trabalhos
Hitler contava com o apoio político de siana, a Guerra da Coréia, a forçados e, sistematicamente e de forma
um importante aliado: Benito Mussolini, covarde, o regime de Hitler promovia o
Guerra do Vietnã, e a Primeira
o Duce (chefe), que conduzia na Itália o extermínio étnico.
regime fascista, ideologicamente afinado Guerra Mundial somados. Com a vitória no oeste, Hitler vol-
com o nazismo. tou sua cobiça para a imensidão dos
As peças estavam postas no tabulei- Em setembro, era assinado o Pacto Tri- territórios do leste, em especial a União
ro, o próximo movimento, um acordo partite com Itália e Japão, constituindo Soviética. Em 22 de junho de 1941, a
secreto com a União Soviética, garantia a as forças do Eixo. A França aguardava Wehrmatch — que já dominava a Ro-
não-agressão mútua e combinava a futura “segura” atrás da Linha Maginot, um mênia, Bulgária e Hungria e conquistara
partilha do território da Polônia, próximo conjunto de fortificações construído no a Iugoslávia e a Grécia — invadiu o
alvo nos planos de conquista de Hitler. nordeste do país e nos Alpes, fronteiras território soviético, abrindo uma nova e
com a Alemanha, Bélgica e a Itália. Os temerária frente de batalha para forças
A guerra franceses imaginavam-se imunes aos alemãs. Imediatamente, os soviéticos
avanços nazistas, supondo que a impres- receberam o apoio dos aliados e inicia-
Em 1º de setembro de 1939, as sionante fortificação asseguraria as suas ram as manobras de combate em defesa
Forças Armadas alemãs (Wehrmacht) fronteiras. Em 1940, Hitler, surpreenden- do país. Utilizaram estratégias de terra

Revista Boa Vontade 31


História

arrasada — que não deixavam nada para e, impondo tantas perdas à força aérea com o abnegado esforço dos soldados da
trás que os alemães pudessem aproveitar inimiga, fizeram o führer recuar em sua Força Expedicionária Brasileira (FEB),
— enquanto promoviam o desmonte e estratégia. Um milagre operado pela co- que lutou bravamente, como em outras
transporte de suas indústrias para áreas ragem dos combatentes britânicos. Não partes do mundo, em solo italiano, em
distantes, além dos montes Urais, longe foi sem propósito que o célebre primeiro- especial na memorável tomada de Monte
do alcance imediato dos nazistas. Alheios ministro Winston Churchill proferiu em Castelo, em 21 de fevereiro de 1945.
a esse esforço, os alemães avançaram até seu discurso, referindo-se aos bravos Os alemães pagavam caro pelos delí-
os arredores de Moscou, organizando aviadores da RAF que detiveram os rios de poder do führer.
suas linhas para a tomada da cidade. ataques maciços da Luftwaffe: “Nunca, Divididas em
Do outro lado do mundo, um fato na história dos conflitos humanos, tantos
mudaria totalmente o panorama da guer- deveram tanto a tão poucos”.
ra. Os EUA, até então se esforçando em A indústria soviética, já reconstituída,
manter a neutralidade no conflito, são permite o reaparelhamento do Exército
atacados de surpresa em 7 de dezembro, Vermelho. Em Moscou, o “General
na base naval de Pearl Harbor. Os ame- Inverno”, antigo aliado dos russos, fez
ricanos finalmente declaram guerra ao sua parte castigando as divisões ale-
Eixo e o conflito se alastra para o resto mãs encarregadas do cerco à cidade.
do globo. A iniciativa americana de se Com a melhora das condições de
envolver no conflito assemelhava-se ao combate dos soviéticos, os alemãs,
“despertar de um gigante”. Antes da con- sem provisões regulares e equipa-
flagração, os americanos desenvolveram mentos adequados ao frio intenso,
sua indústria de guerra e reuniram uma vêem frustradas suas aspirações de
produção bélica 50% mais poderosa do tomar a cidade e acabam esmaga-
que as da Alemanha e Japão somadas. dos pelo avanço do novo Exército
No período de 1943 a 1944, os Estados Vermelho. Foi o fim das ilusões de
Unidos fabricavam um navio por dia e invencibilidade do exército alemão e
um avião a cada cinco minutos. um marco do início da vitória aliada.
Mas, enquanto os EUA estavam fora Em vantagem numérica e com
de combate, japoneses ocuparam vários equipamentos melhores, os soviéticos
países na região do Pacífico. Apesar do alcançam o triunfo contra a Wehrmatch
na batalha por Stalingrado. O quarto
A batalha dos
sucesso inicial das forças do Eixo, os
ventos estavam prestes a mudar e, dessa exército alemão, sob o comando do aliados contra o
vez, sopravam contra Berlim, Roma e general Von Paulus, rende-se em 31
Tóquio. de janeiro de 1943. O combate durou
Japão prossegue até
cinco meses. Dos trezentos mil soldados agosto quando, no
A virada alemães, noventa mil morrem de frio e
fome e mais de cem mil são mortos nas dia 6, a pequena
No verão de 1940, a Inglaterra três semanas anteriores à rendição. O bomba atômica “Little
enfrentava o poderoso assédio da Luf- povo soviético também paga caro por seu
twaffe. Nesse período, enquanto os triunfo contra a barbárie de Hitler. Vinte Boy” foi lançada
milhões de vidas são perdidas, quase
americanos mantinham sua neutralidade
no conflito, encontrava-se praticamente metade do número global de mortes de
sobre Hiroshima do
sozinha no ofício da resistência à domi- toda a guerra. B-29 “Enola Gay”.
nação nazista. Londres era bombardeada Na África, em maio de 1943, as for-
dia e noite. Durante os intensos ataques, ças do general alemão Erwin Rommel
os londrinos refugiavam-se nas estações (o Afrikakorps) capitulam. Em julho de
e túneis subterrâneos do metrô aguardan- 1943, os Aliados desembarcam na Sicília Para saber mais:
do o pior. A estratégia de resistência e e, em setembro, avançam até Nápoles.
Mussolini é destituído (e morto), e a BEEVOR, Antony. Berlim 1945: a queda.
defesa britânica dependia visceralmente
Rio de Janeiro: Record, 2005.
da aviação inglesa. A RAF — Royal Air Itália muda de lado. Tropas alemãs ainda
Force —, em desvantagem numérica, ocupavam Roma, o centro e o norte do Segunda Guerra Mundial : 60 anos: a
travou célebres combates nos ares sobre país, mas a ofensiva aliada toma a capital ofensiva do nazismo, Volume 1.
o Canal da Mancha, engajando-se contra em junho de 1944, chegando ao norte de São Paulo: Abril, 2005.
os numerosos alemães com um ímpeto Florença em setembro. Em abril de 1945,
heróico. Com efeito, os esforços dos as forças alemãs na Itália, cercadas, tam- Segunda Guerra Mundial : 60 anos: o
pilotos ingleses impediram o avanço dos bém se rendem. É fundamental lembrar mundo sob Hitler, Volume 2.
planos de invasão das ilhas britânicas que esta importante conquista contou São Paulo: Abril, 2005.

32 Revista Boa Vontade


várias frentes de batalha, a Wehrmatch combates são sangrentos, milhares de no dia 9 uma outra bomba semelhante,
era comprimida pelas forças aliadas. soldados morreram ainda na praia, ten- “Fat Man” é lançada pelo B-29 “Bock’s
Havia ainda um grave problema na tando transpor as fortificações do litoral Car” sobre Nagasaki. Foi demais para
cadeia de comando alemã: Hitler. Suas da Normandia. Apesar das baixas, a as forças do Império do Japão. Os dois
intervenções alucinadas em decisões operação teve êxito graças ao fato de as engenhos nucleares causaram cerca de
estratégicas para a condução das forças demais tropas alemãs permanecerem, 300 mil mortos instantaneamente, e
alemãs haviam se mostrado, por fim, por ordem pessoal de Hitler, no interior um número indeterminado de vítimas
mortais. Era evidente do país, em vez de serem estacionadas posteriormente, em decorrência da
a deteriora- na costa, como havia pedido inutilmente contaminação pela radiação. Em 14 de
ção de o marechal-de-campo Erwin Rommel. agosto de 1945, o general Tojo, do Japão,
Graças a esses erros estratégicos, foi apresentou a rendição incondicional,
impossível uma contra-ofensiva alemã. dando fim ao mais terrível conflito da
Os aliados estavam de volta à França. História.
O ataque combinado de ingleses Infelizmente, o mundo, após o cessar-
e americanos libertou a França, os fogo, continuou a empunhar as armas.
Países Baixos e a Bélgica, fechando Durante o restante do século XX e, ainda
o cerco a Hitler pela frente ociden- hoje, o que se viu (e se vê) é o desfilar
tal. A fronteira alemã anterior de guerras sucessivas, numa seqüência
ao início da guerra foi cruzada infame de morticínios injustificáveis.
pelos aliados em Aachen a De fato, o silêncio no front nunca foi
12 de setembro, ao mesmo “ouvido”. O caminho pacífico é da re-
tempo em que eram realizados novação profunda dos ideais humanos,
bombardeios aéreos contra como podemos ver neste trecho do livro
cidades industriais alemãs. Em Reflexões da Alma, da Editora Elevação,
Dresden, o volume de bombas de autoria do jornalista Paiva Netto:
foi tamanho, cerca de 3.500
toneladas, que 35 mil moradores, — “Num futuro que nós, civis, reli-
incluindo crianças, morreram. O giosos e militares de bom senso, deseja-
fósforo das bombas transformou os mos próximo, não mais se firmará a Paz
corpos numa massa liquefeita, que se sob as esteiras rolantes de tanques ou ao
fundia no asfalto. troar de canhões; sobre pilhas de cadáve-
No início de 1945, os soviéticos, do res ou multidões de viúvas e órfãos; nem
lado leste, e os norte-americanos, do lado mesmo sobre grandiosas realizações de
oeste, iniciaram uma verdadeira corrida progresso material sem Deus. Isto é, sem
para Berlim, no intuito de dar cabo ao o correspondente avanço ético, moral e
conflito. A Wehrmatch, espalhada em espiritual. O Homem descobrirá que não
seu quadro psicológico. duas frentes, apenas recuava, somando é somente sexo e estômago. Há nele o
Sua obsessão anti-semita chegara a inúmeras baixas a cada quilômetro. Espírito eterno, que lhe fala de outras
tal ponto que ele próprio ordenara o que Por fim, após diversas batalhas, o que vidas e outros mundos, que procura
convencionou chamar “solução final” os alemães mais temiam aconteceu: os pela Intuição ou pela Razão. A paz dos
para os judeus presos nos numerosos soviéticos chegaram primeiro. Era o fim. homens é, ainda hoje, a dos lobos e de
campos de concentração alemães espa- Quando Hitler ouviu o soar das armas alguns loucos imprevidentes que dirigem
lhados pela Europa. O trágico resultado soviéticas a dois quarteirões do bunker da povos da Terra.
da loucura: 6 milhões de judeus assas- Chancelaria do Reich, num ato derradei- A Paz, a verdadeira Paz, nasce pri-
sinados. ro de loucura, suicidou-se com um tiro na meiro do coração limpo do Homem.
Em 6 de junho de 1944, chamado de cabeça. Sua esposa, Eva Hitler, o segue E só Jesus pode purificar o coração da
“Dia D” pelos Aliados, sob o comando no ato insano e envenena-se. Seus corpos Humanidade de todo o ódio, porque
do general Einsenhower, realizou-se o foram arrastados para fora e queimados. Jesus é o Senhor da Paz.”
ataque estratégico, pelo Canal da Man- A 7 de maio, o seu sucessor, o almirante ____________________
cha, que daria o golpe mortal nas forças Dönitz, assinou a capitulação alemã. * Blitzkrieg — A guerra-relâmpago foi a tática
A batalha dos aliados contra o Japão empregada pela Alemanha na Segunda Guerra
nazistas que ainda resistiam na Europa. Mundial para surpreender e esmagar o inimigo.
Cinqüenta e cinco mil soldados norte- prossegue até agosto quando, no dia 6, a
Desenvolvida pelo general Heinz Guderian, con-
americanos, britânicos e canadenses de- pequena bomba atômica “Little Boy” foi sistia no avanço rápido de blindados, apoiados
sembarcaram nas praias da Normandia, lançada sobre Hiroshima do B-29 “Enola por aviões e pela infantaria motorizada. Um dos
noroeste da França, na maior operação Gay”. O morticínio não tinha preceden- objetivos dessa estratégia era causar pânico na
aeronaval da História, envolvendo tes, e o mundo nunca vira arma de tama- população civil, obrigando-a a fugir, o que dificul-
mais de 5 mil navios e mil aviões. Os nho poder. Como o Japão ainda resistia, tava o avanço das tropas inimigas.

Revista Boa Vontade 33


Perfil

A
pós 25 anos ministrando His- que este mês é comemorado o Dia contextualizá-lo em exemplos na
tória, metade deste tempo na Mundial dos Meios de Comunica- história, as pessoas têm mais faci-
Universidade de São Paulo ção (27). Também nesta entrevista, lidade para entender.
(USP) — onde se tornou o apresentador do Jornal da CBN
mestre na disciplina —, o conceituado expõe seu ponto de vista sobre BV — Há pouco tempo o mundo
professor Heródoto Barbeiro, 59 anos, temas polêmicos, tais como a in- passou por grandes transforma-
resolveu abraçar a profissão de jorna- formação vista como mercadoria, a ções, a exemplo do fim da Guerra
lista, como uma outra forma fascinante importância do diploma acadêmico Fria e, a mais recente, a Globali-
de viver a História. na profissão e a imparcialidade no zação. Que desafios essas mudan-
A reviravolta foi tamanha que conteúdo exibido pelas mídias. ças trouxeram para os meios de
o próprio Heródoto relata que se Heródoto explica, também, que comunicação?
surpreendeu com essa mudança. exerce no dia-a-dia a sua Espiri- Heródoto — O desafio é imen-
“Achei que iria continuar como tualidade. so. Porque assim que a economia se
professor universitário. Mas aí, globalizou, o jornalismo também
circunstancialmente, passou pela BOA VONTADE — Como o se globalizou. E um dos respon-
minha frente uma coisa chamada conhecimento histórico colabora sáveis pela globalização do jor-
jornalismo, que eu não conhecia na análise dos fatos jornalísticos? nalismo foi, indiscutivelmente, a
em profundidade. Acho que me Heródoto — Sinceramente, foi internet. (...) Com essa ferramenta
apaixonei pela profissão e assim, um impacto deixar de escrever os foi globalizada a informação. Com

História e
“Sinceramente, foi
um impacto deixar
de escrever os ver-
bos no passado e
passar a escrevê-los
no presente.”
aos poucos, fui deixando de ser pro- verbos no passado e passar a es- isso a gente pode dizer o seguinte:
fessor e acabei virando jornalista”. crevê-los no presente (o verbo no no mundo atual não é mais possível
A entrevista foi concedida na presente você escreve no jornalis- esconder a notícia, você coloca a
redação da TV Cultura ao apresen- mo). Via e me perguntava: Por que notícia escrita ou falada na internet
tador do programa Ecumenismo, da a manchete de jornal tem de ser no e tem certeza de que ela será ouvi-
Rede Mundial de Televisão, Paulo tempo presente? Aí eu fui apren- da em todos os lugares do mundo,
Alziro Schnor, onde o entrevis- dendo a diferença: é que a história coisa que não acontecia antes.
tado ancora um telejornal diário. está sempre ligada ao passado e o
Heródoto, que acumula, ainda, a jornalismo ao presente. Mas quero BV — No mundo da globali-
função de gerente de jornalismo dizer o seguinte: ajuda muito saber zação capitalista, a informação é
do Sistema Globo de Rádio, fala história para fazer jornalismo, pois considerada uma mercadoria de
sobre o papel da mídia na formação qualquer fato contemporâneo que alto valor, porque ela é responsável
de uma sociedade mais crítica já acontece, quando você consegue por mobilizar opiniões. Como é

34 Revista Boa Vontade


“O jornalismo quer formar espírito crítico para que as pessoas sejam sujeitos
da história e não objetos, como tem acontecido há algum tempo.”


No fim do dia, na redação do
Jornal da Cultura, ele se abas-
tece de informações para, na
manhã seguinte, apresentar

Jornalismo
o radiojornal na CBN.

Rodrigo Oliveira (Fotos: Daniel Trevisan)

que nós podemos encarar o desafio mergulhado no mundo publicitá- meio de um único veículo de
ético neste novo enquadramento? rio?”. É simples. Existem muitos comunicação. (...) Por que eu
Heródoto — Se ela é merca- veículos, ninguém se informa por tenho de me informar por vários
doria, ela pode ser vendida, pode veículos? Porque como eles têm
ser comprada. Tanto assim que “Credibilidade é vieses diferentes a respeito da so-
os telejornais, de uma maneira ciedade, conhecendo-os, eu posso
geral, são bancados por anúncio uma coisa que você tirar minha própria conclusão,
publicitário. Então você vai dizer: leva muito tempo desenvolver meu próprio espírito
“Se tiver anúncio publicitário, crítico. Então, ainda que o jor-
tem interesse econômico nisso?”.
para conseguir e leva nalismo tenha limites, de ordem
Claro que tem, porque o mundo é pouquinho tempo para econômica e de ordem ética, ele
capitalista. (...) A notícia não é uma perder.” é fundamental para formar massa
mercadoria como outra qualquer, crítica. Aliás, o jornalismo não
não é um pente que você compra na quer fazer a cabeça de ninguém,
rua ou um gravador comprado na mas, sim, formar espírito crítico
loja. Informação é um produto que para que as pessoas sejam sujeitos
tem ética. O jornalista tem limites da história e não objetos, como
éticos, não pode mentir, não pode tem acontecido há algum tempo.
manipular, não pode inventar, ele
não pode omitir de maneira dolosa BV — Quando falamos de
as informações. imparcialidade no jornalismo,
Agora, se você me disser: nós estamos falando em algo que
“Como é que eu vou confiar num existe?
veículo de comunicação se ele está Heródoto com a revista BOA VONTADE Heródoto — Não, não esta-

Revista Boa Vontade 35


Perfil

mos. (...) Para mim, imparcialidade esta conexão que me permite parti-
não existe. O que existe é isenção. cipar de um rádio-jornal de manhã
Meu Deus, como pode? O jornalis- e de um telejornal à noite com
ta não é imparcial? Não! Você não equipes de grandes jornalistas.
é um jornalista imparcial? Não, eu
sou um jornalista parcial. Olha, no BV — E quanto à questão do
momento em que externo a minha diploma para o exercício da pro-
opinião, eu perco logicamente a fissão. Qual o seu posicionamento
minha imparcialidade. Por quê? sobre o assunto polêmico?
Porque eu tenho a minha religião, Heródoto — Eu sou favorável
a minha família, meu clube de fute- a uma desregulamentação geral de
bol. (...) Eu sou obrigado, por dever todas as profissões, com exceção
ético, a ser um jornalista isento e é daquelas que coloquem em risco
isso que eu e meus companheiros a vida das pessoas. Acho que tem
fazemos todos os dias, corremos de desregular tudo, e as pessoas
atrás da isenção, porque isso não precisam ser avaliadas de acordo
é coisa estática, é dinâmica, você com a sua competência, com a
tem de correr atrás dela todos os
“Se você pensa em sua vontade, com a sua luta e não
dias, e, ainda assim, a gente pisa ficar rico, não seja conforme os seus papéis. Então
na bola. jornalista, porque não se pudesse, eu desregulamentaria
todas as profissões, inclusive a
BV — Recente pesquisa feita dará certo. (...) Mas profissão de jornalista. E olha, eu
na cidade de São Paulo aponta essa profissão nos fiz jornalismo porque tem de ter
você como o radialista de maior papel, não é? Aprendi na faculdade
credibilidade da capital paulista.
enche de orgulho.” e não estou dizendo que faculda-
Como recebeu essa notícia? de não tem de existir, pois com o
Heródoto — É uma grande é fundamentalmente baseado na curso é possível formar melhor o
responsabilidade, obviamente. razão, no raciocínio, na racionali- jornalista.
Credibilidade é uma coisa que leva dade, e não naquela emoção vio-
muito tempo para ser conseguida e lenta. O Budismo dá exatamente BV — O que você diz aos jo-
pouquinho tempo para perder. En- essa estabilidade, essa paz, essa vens que pensam em trabalhar com
tão, quando você começa a adquirir serenidade para você tratar os fatos jornalismo?
credibilidade tem de ficar mais com mais cuidado. A sua base fun- Heródoto — Se você pensa
atento, para não pisar no tomate, damental é a meditação, que pode em ficar rico, não seja jornalista,
como se diz aqui na linguagem ser feita em qualquer momento do porque não dará certo. Pouquíssi-
popular. Tem de lutar pra manter dia. Esses momentos darão estabi- mos jornalistas, não é meu caso,
credibilidade. (...) Indiscutivel- lidade psicológica para enfrentar a ganham bons salários; o resto é me-
mente, qualquer jornalista gostaria correria e a tribulação de trabalhar diano como eu. Mas essa profissão
de ter ou saber que a pesquisa fez com jornalismo. nos enche de orgulho. A gente se
essa indicação. apaixona por ela, é uma profissão
BV — Como é sua rotina de que está fundamentalmente pendu-
BV — Fale um pouco sobre trabalho? rada na questão ética, uma profis-
outro aspecto da sua vida, a Espi- Heródoto — Na verdade, o são que a gente faz porque gosta,
ritualidade. único trabalho que eu faço é jor- ama, acha que está engajado nas
Heródoto — Estou ligado ao nalismo. Quando termina o Jornal grandes causas do mundo, como
Budismo há exatamente 39 anos. da Cultura já tomei conhecimento a defesa dos Direitos Humanos,
(...) O Budismo que eu pratico é de de uma porção de coisas (...), aí eu da dignidade, da natureza. Quem
uma escola japonesa, ou chinesa, pego todas as laudas e levo para a é que não gosta de mexer com
chamado Zen-Budismo. Acho que CBN, onde chego às 5h30. Lá tem isso? Quem que não gosta de estar
é uma experiência extraordinária toda a equipe que trabalhou de ma- do lado dessas grandes causas? O
você poder praticar uma religião drugada — jornalismo não é feito jornalismo dá essa possibilidade.
como o Budismo que, por incrível sozinho, tem de ter equipe. E faço Então se você tem esse espírito,
que pareça, está muito relacionada a mesma coisa quando venho para pode vir, que, certamente, você se
ao jornalismo. Porque o jornalismo a TV Cultura. Então, na verdade, é encontrará no jornalismo.

36 Revista Boa Vontade


Notícias de Brasília

Congresso
de Radiodifusão
ABERT reúne profissionais do setor de todo o País em Brasília
Enaildo Viana Fotos: Celso de Oliveira

P
or iniciativa da Associação A Rede Boa Vontade de Co- sua gratidão ao jornalista. “Meu
Brasileira de Emissoras de municação participou do encontro queridíssimo Paiva Netto, eu quero
Rádio e Televisão (ABERT), e, na ocasião, registrou o apoio fazer-lhe uma homenagem especial
autoridades e empresários dos parlamentares à iniciativa do por essa grande figura nacional
do setor reuniram-se entre 17 e 19 Presidente da Fundação José de e internacional que você é. É re-
de maio na capital federal para pro- Paiva Netto de levar, por meio de almente uma figura templária de
mover o “23º Congresso Brasileiro Rádio, TV, Internet, Editora e Gra- coração. Que Deus o proteja demais;
de Radiodifusão”. Nos três dias de vadora, um conteúdo de Educação você que sempre serve a Ele. Então,
debates, cujo foco estava voltado para a distância, Cultura e Cidadania que Ele dê a você muitos anos de vida,
a temática “Brasil: nossa principal Solidária aliadas à Espiritualidade porque é realmente uma pessoa muito
atração”, o evento apresentou novas Ecumênica. especial, Paiva, muito mesmo! Você
tecnologias na área, além de discutir O escritor, poeta e Ministro é um homem do bem, para o bem e,
os desafios do crescimento no mer- do Tribunal de Contas da União, acima de tudo, da Verdade. Muito
cado publicitário. Olavo Drummond, manifestou obrigado e parabéns, amigo!”.
1 2 3

Durante os três dias de Congresso da ABERT, foi marcante a presença de empresários e autoridades. Receberam a edição comemorativa de
número 200 da revista BOA VONTADE, a exemplo do Ministro Luiz Gushiken (1); do Presidente do STF, Dr. Nelson Jobim (2); do Diretor-Geral da
TV Globo de Brasília/DF, Toninho Drummond (3), nas fotos com o jornalista Enaildo Viana, da Rede Mundial de Televisão.
4 5 6

Também prestigiando o evento, o jornalista Paulo Cabral de Araújo (4); o escritor e Dr. ex-Ministro do TCU, Olavo Drummond (5)
e a Deputada Federal Zulaiê Cobra (6), ao lado da repórter Sonia Sabatine, da Rede Mundial de Televisão.

Revista Boa Vontade 37


Terceiro setor

Durante o encontro da Rede Sociedade Solidária, promovido no ParlaMundi da LBV, o debate sobre os Oito Objetivos de Desenvolvi-
mento do Milênio da ONU. Na mesa, da esquerda para a direita, Ilda Peliz, Presidente da Via Social Consultoria e da Associação Bra-
sileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Hemopatias (Abrace); Juan Carlos Natcheff, representante da Vice-Gover-
nadoria do Governo do Distrito Federal; Ao centro, Paulo Medeiros, representante do Diretor-Presidente da LBV, José de Paiva Netto;
Pedro Alves de Souza Filho, Presidente da Casa da Cidadania de Brasília, e Zorilda Gomes, Diretora de Articulação e Mobilização Social
do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

LBVlança Rede
Sociedade Solidária
Sociedade civil apresenta-se como a grande aliada para o
cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, da ONU.
Marta Trigueiro

O
fenômeno da globalização e tendo como foco inicial o cumprimento A Rede Sociedade Solidária inspira-
da internet, interconectando dos Objetivos de Desenvolvimento do se também numa pioneira tese do Líder
todo o Planeta, alcança com Milênio, propostos pela ONU. Criada e da LBV, José de Paiva Netto, a qual traz
força o Terceiro Setor. Num comandada pela LBV, a Rede Sociedade avançados conceitos, capazes de estru-
paradoxo, essas ferramentas que talvez Solidária objetiva mobilizar de forma turar um amplo trabalho cooperativo e
acirraram ainda mais as diferenças ecumênica a sociedade civil, reunir as coordenado entre todos os setores da
socioeconômicas servem agora para boas práticas em andamento, trocar Humanidade.
aumentar a justiça social e garantir o experiências, discutir os desafios co- Assim como nos dois primeiros
desenvolvimento sustentável da Terra. letivos e, em conseqüência, incentivar eventos (leia reportagem da BOA
As redes sociais, que reúnem organiza- ações em parcerias intersetoriais. Basta VONTADE, edição nº 199), na capital
ções da sociedade civil com objetivos ver que o Parlamento Mundial da Fra- paulista e no Rio de Janeiro/RJ, o en-
afins, têm um papel fundamental nessa ternidade Ecumênica (ParlaMundi), contro em Brasília congregou dezenas
transformação. da LBV, localizado em Brasília/DF, já de ONGs e versou sobre o tema “Alcan-
A convite da Legião da Boa Vontade, agregou contribuições de 234 organi- çando os Objetivos de Desenvolvimento
um expressivo conjunto de organizações zações, representando geograficamente do Milênio: progresso feito, desafios e
no Brasil e no Exterior se formou em dois países (Brasil e Argentina) e 33 oportunidades”. Participaram da reunião
torno de um ideal de Solidariedade, cidades. no ParlaMundi da LBV representan-

38 Revista Boa Vontade


A Presidente da Abrace,
tes de entidades da Ilda Peliz, que colaborou seriedade na dispo- Rede Sociedade Solidária
sociedade civil, de com o evento desde sua fase sição para discutir chega à Argentina
lideranças comu- uma grande temá-
nitárias e de en-
preparatória, parabenizou tica internacional, Em Buenos Aires, Argentina, no dia
tidades religiosas a LBV, afirmando que o que são os oito Ob- 1º de abril, abriu-se a rodada de discus-
com ação social de acontecimento é “pioneiro no jetivos do Milênio”, sões que envolve os países da América
Brasília e cidades- analisa. Latina, principalmente as nações que
satélites.
Distrito Federal”. A Presidente da integram o Mercosul. A Sede da LBV
O Assessor Abrace, Ilda Peliz, (Calle José Mármol, 964, Caballito,
Internacional da que colaborou com tel. (5411) 4925-5000) recebeu diver-
LBV, Danilo Parmegiani, conduziu a o evento desde sua fase preparatória, sas entidades da capital portenha para
solenidade de abertura, apresentando parabenizou a LBV, afirmando que o apresentar suas visões sobre os ODMs,
os seguintes palestrantes convidados: acontecimento é “pioneiro no Distrito verificando sua aplicabilidade, por
Zorilda Gomes de Araújo, Diretora Federal”. regiões e em âmbito mundial.
de Articulação e Mobilização Social Neste sentido, também Pedro Alves
do Ministério do Desenvolvimento enfatiza que é primordial esta troca de Os primeiros reflexos
Social e Combate à Fome; Juan Carlos experiências, para que o caminho ven-
O resultado de questionários vir-

PhotoDisc
tuais de várias partes do Brasil e dos
encontros presenciais realizados, em
março e abril deste ano, nas três ci-
dades brasileiras (São Paulo, Rio de
Janeiro e Brasília) e em Buenos Aires
pode ser visto no documento elabora-
do com a participação dos integrantes
da rede, que será elevado ao Conselho
Econômico e Social das Nações Unidas
(Ecosoc). Por possuir status consultivo
geral no Ecosoc, a LBV endereçou o
relatório das ONGs como subsídio à
Reunião do Alto Segmento desse con-
selho em sua Sessão Substantiva, a ser
realizada em julho deste ano, em Nova
York, EUA.
Cabe ainda destacar que, além das
propostas principais, este material
traz a necessidade de se elaborar um
programa coletivo de capacitação de
agentes sociais, que poderão fortalecer
Del Carpio Natcheff, representante da cido por instituições mais antigas nas o desempenho direto na implementação
Vice-Governadoria do Governo do dificuldades do dia-a-dia sirva como dos ODMs como parceiros no cumpri-
Distrito Federal; Ilda Ribeiro Peliz, trilha para outras: “A LBV está fazendo mento de projetos eficientes. Outro pilar
Presidente da Via Social Consultoria e uma ação que há muito tempo outras defendido, tendo em vista a base das
da Associação Brasileira de Assistência ONGs têm procurado, têm buscado, ações, foi o de promover a inclusão espi-
às Famílias de Crianças Portadoras de orientando organizações para igualmen- ritual e resgatar valores irrestritamente
Hemopatias (Abrace); e Pedro Alves te realizarem o trabalho social de que ecumênicos, agregando aos projetos
de Souza Filho, Presidente da Casa da tanto o nosso País necessita”. sociais, educacionais, ambientais e
Cidadania de Brasília. Durante o acon- E concluiu Vandic Antônio Souza econômicos a formação integral do
tecimento, as ONGs dividiram-se em Costa, membro da Ordem Rosa-cruz: indivíduo, ou seja, como ser espírito
grupos temáticos de trabalho de acordo “(...) A LBV tem uma estrutura que biopsicossocial, proposta educacional
com o campo de atuação e em oficinas permite organizar este tipo de acon- da Pedagogia do Cidadão Ecumênico,
acerca dos oito ODMs. tecimento. E ele é muito importante aplicada nas escolas da LBV.
Para Zorilda Gomes, esta “é uma hoje para que a gente possa se integrar Leia o documento entregue às Na-
iniciativa fantástica”, pois disponibiliza e conhecer outros serviços que são ções Unidas e o nome das organizações
informações e mantém uma relação feitos, para alcançar, cada vez mais não-governamentais que integram a
mais estreita com a comunidade. “É um rápido, os nossos objetivos de bem Rede Sociedade Solidária no site da
gesto que demonstra responsabilidade, comum”. LBV (www.lbv.org.br).

Revista Boa Vontade 39


Bem-estar

Saúde
começa na mesa
Alimentação balanceada pode prevenir até
25 doenças, inclusive o câncer de mama.
Fotos: PhotoDisc

A
o serem indagadas sobre as São Paulo/SP, Dr. Sidney Ferdeman, funcionamento dos
razões que as levam a não é quem comprova isso. “Com essas órgãos. (...) Então
terem uma alimentação sau- mudanças alimentares não só se pre- deveríamos comer 30
dável, muitas mulheres ale- vinem doenças como também se têm gramas de fibras, mas
gam vários motivos, tais como falta de oportunidade de viver com uma saúde estamos comendo apenas
tempo (o que impossibilita o preparo melhor”, comenta. cinco”.
de um cardápio variado) ou até mesmo Além disso, estudos recentes indi- Outra enfermidade re-
problemas financeiros — para comprar cam que um cardápio rico em gorduras lacionada ao mau hábito
itens melhores para o organismo huma- e pobre em fibras e vitaminas pode ser alimentar é a displasia
no, a exemplo dos produtos integrais considerado um fator de aumento da mamária, que começa
e à base de soja. Já as adolescentes incidência de câncer de mama, uma a aparecer a par-
simplesmente justificam o gosto ruim das causas que mais matam mulheres tir dos 18, 19
dessas substâncias, por isso preferem no País. Já nas crianças a incidência anos. A doença
ingerir refeições apetitosas, mas nem de apendicite pode estar ligada ao mau é igualmente

Photos.com
sempre benéficas. hábito alimentar. “É causada por falta gerada por gor-
O curioso é que grande parte de fibras. Nós, adultos e crianças, as duras saturadas,
delas sabe que um dos segredos para comemos muito pouco, porque os ce- que são queijos e
manter o corpo em forma e sadio reais são refinados. O arroz integral tem carnes e que pro-
depende do que se come. O Diretor fibra; o pão teria fibras se fosse feito com vocam os tumores, estimulam o apare-
Clínico e Presidente do Centro de farinha de trigo integral. E ela dentro cimento da displasia mamária e, como
Estudos do Hospital São Camilo de do estômago, do intestino estimula o conseqüência, o câncer de mama.

40 Revista Boa Vontade


De olho no cardápio
“As proteínas de
O mais indicado a fazer, segundo
o Dr. Sidney, é substituir o pão, ma- um arroz integral,
carrão, biscoito, bolo pelos mesmos
produtos feitos com farinha de trigo de um pão integral
integral. “Outra mudança muito im-
portante é trocar um mantimento que e de um queijo
é promotor do câncer. O tempo de
promoção geralmente é de 20 a 40 de soja ou tofu
anos, até aparecer o câncer. Você troca
o alimento promotor por um inibidor nos protegem do
do câncer. Então comece a usar de
manhã, para passar no pão, o queijo câncer (...).”
de soja, que os orientais chamam de
tofu”, sugere. Em conseqüência do corre-corre
As alterações no hábito alimentar da vida moderna, a mulher acaba
são tão significativas que, em lugares adquirindo doenças por causa des-
do interior do Japão, onde se come se novo modelo de nutrição. Por
o tofu e o arroz integral é pequena a isso, o médico aconselha incluir
incidência do câncer de mama. En- no dia-a-dia os cereais integrais,
tretanto, quando a mulher japonesa já que estes são uma grande fonte
vai morar na capital, ela já manifesta de fibras, proteínas e ácido fólico.
a doença porque vai introduzindo “As proteínas de um arroz integral,
em seu cardápio a carne e o queijo. de um pão integral e de um queijo
“Quando a mulher japonesa vai para de soja ou tofu nos protegem do
o Havaí, ela tem o dobro do câncer de câncer; as fibras aderem nas gor-
mama do que em Tóquio. Quando ela duras, impedindo a sua absorção
vai para a Califórnia, temos o dobro pelo organismo; e o ácido fólico
do câncer de mama do que tem no contido no arroz integral e no pão
Havaí”, explica Sidney, justificando integral, sistematicamente, destrói
que não são fatores genéticos os res- células cancerosas”.
ponsáveis pela grande incidência do O médico ainda diz que é ne-
câncer de mama ou de ovário e sim cessário comer verduras, legumes
fatores ambientais ligados aos hábitos e frutas, além de praticar exercícios
daquela região. físicos e cortar o cigarro e as be-
O médico acredita que, com um bidas alcoólicas. “Um copo desse
cardápio equilibrado, é possível tipo de bebida por dia aumenta em
prevenir doenças como o câncer, o 10% o risco de câncer de mama e no
infarto, a diabete, a prisão de ventre, intestino grosso. O mesmo ocorre
a obesidade e a apendicite. “São, ao com o uso do cigarro, com a falta
todo, 25 males que se pode diminuir de exercícios físicos e por causa da
o risco com a reeducação alimentar”, poluição atmosférica nas grandes
explica. cidades”. [R.O.]
Melhor idade

Lazer, cultura
e bem viver.
Lar de Idosos da LBV em Volta Redonda
investe em convívio social
Selma Corrêa

O
(Fotos: Ivan Sousa)

Lar da LBV para a Melhor pela Instituição almoçaram no res-


Idade no município de Vol- taurante Paulo do Peixe, a convite do
ta Redonda/RJ (Av. Nossa proprietário do estabelecimento Paulo
Senhora do Amparo, 5.079, Pires. Ao receber dos representantes
Santa Rita do Zarur, tel. (24) 3346- da Legião da Boa Vontade o livro
7150), além de todo o atendimento Como Vencer o Sofrimento, do escritor
que proporciona aos internos de Longa Paiva Netto, Paulo ficou muito emo-
Permanência e aos Vovôs do Centro cionado, e afirmou: “Quem merece
Dia (passam o dia no Lar e voltam à presentes são os Vovôs da LBV e
noite para a casa dos familiares), ofe- essa equipe que realiza um trabalho
rece atividades externas culturais e de maravilhoso”. Um dos residentes do
lazer, que visam enriquecer o convívio Lar, o sr. Aurino Cardoso (84 anos),
social e levá-los a interagir com outras homenageou o anfitrião com um belo
pessoas. poema enaltecendo o carinho que ele
Em Volta Redonda, os idosos
Muitas dessas iniciativas são rea- tem com os mais velhos. que passam o dia na LBV
lizadas graças ao apoio de empresas Completando o tour pela cidade, fazem atividades de fisiote-
privadas e órgãos municipais, como esses Irmãos da Melhor Idade visi- rapia e lazer.
a série de eventos que se deram no taram a tradicional fábrica de Café
fim de abril. Primeiro, um passeio Faraó. Um passeio muito interessante
oferecido pela Prefeitura Municipal para eles, pois tiveram no local uma
de Volta Redonda, quando o grupo verdadeira aula de agronomia. As pro-
pôde ir ao zoológico e, na seqüência, prietárias da fábrica, Adriana e Jussara
ao “Pesque e não pague”, recebendo Guedes, explicaram atenciosamente
varas, anzóis e iscas para a pesca, que todo o processo de plantação, a melhor
durou a tarde inteira.Todos puderam região para o cultivo, além de mostrar
participar de uma caminhada no par- as etapas de seleção dos grãos, degus-
que da cidade. tação e empacotamento. Os idosos
Dentro dessa programação, os mostraram-se bastante interessados e
atendidos pela LBV participaram de perguntavam sobre os benefícios do
um baile estilo anos 1960, no Asilo produto. Após a visita, foram convi-
Dom Bosco. O evento em parceria dados a tomar o café durante o lanche
com a Secretaria Municipal de Esporte da tarde, experimentando as variações
e Lazer (SMEL) reuniu os três lares da bebida e, ao final, todos ganharam
para a Terceira Idade da região a fim de brindes. A empresa Faraó também doa
confraternizarem. O resultado foi além mensalmente café para a Instituição.
do esperado, pois todos os Vovôs re-
lembraram antigos sucessos, dançando, Visite e ajude
brincando e vestindo-se a caráter. Av. Nossa Senhora do Amparo, 5.079, Santa
Dias depois, os idosos atendidos Rita do Zarur, tel. (24) 3346-7150

42 Revista Boa Vontade


Photos.com
Estatuto
do Idoso
que dele necessitar e esteja impossi- assegurado o direito de optar pelo tra-
Cida Linares

bilitada de se locomover, inclusive tamento de saúde que lhe for reputado


para idosos abrigados e acolhidos por mais favorável.
instituições públicas, filantrópicas ou Parágrafo único. Não estando o
sem fins lucrativos e eventualmente idoso em condições de proceder à opção,
conveniadas com o Poder Público, nos esta será feita:
meios urbano e rural; I — pelo curador, quando o idoso
V — reabilitação orientada pela for interditado;
geriatria e gerontologia, para redução II — pelos familiares, quando o ido-
das seqüelas decorrentes do agravo da so não tiver curador ou este não puder
saúde. ser contactado em tempo hábil;
Jornalista Walter Periotto § 2º Incumbe ao Poder Público III — pelo médico, quando ocorrer
fornecer aos idosos, iminente risco de vida

C
onforme prometi em coluna gratuitamente, medica- e não houver tempo
anterior, apresento mais alguns mentos, especialmente “§ 3º É vedada a hábil para consulta a
trechos da Lei nº 10.741, de 1º os de uso continuado, discriminação do curador ou familiar;
de outubro de 2003, particu- assim como próteses, IV — pelo pró-
larmente o capítulo quarto do Direto órteses e outros recur- idoso nos planos de prio médico, quando
à Saúde, que traz avanços relevantes sos relativos ao trata- saúde pela cobrança não houver curador
para os indivíduos com idade igual ou mento, habilitação ou de valores diferen- ou familiar conhe-
superior a 60 anos. Vamos ao texto: reabilitação. cido, caso em que
§ 3º É vedada a ciados em razão da deverá comunicar o
“Art. 15. É assegurada a atenção discriminação do idoso idade.” fato ao Ministério
integral à saúde do idoso, por intermédio nos planos de saúde Público.
do Sistema Único de Saúde — SUS, ga- pela cobrança de valo- Art. 18. As insti-
rantindo-lhe o acesso universal e iguali- res diferenciados em razão da idade. tuições de saúde devem atender aos
tário, em conjunto articulado e contínuo § 4º Os idosos portadores de defi- critérios mínimos para o atendimento
das ações e serviços, para a prevenção, ciência ou com limitação incapacitante às necessidades do idoso, promoven-
promoção, proteção e recuperação da terão atendimento especializado, nos do o treinamento e a capacitação dos
saúde, incluindo a atenção especial às termos da lei. profissionais, assim como orientação
doenças que afetam preferencialmente Art. 16. Ao idoso internado ou em a cuidadores familiares e grupos de
os idosos. observação é assegurado o direito a auto-ajuda.
§ 1° A prevenção e a manutenção acompanhante, devendo o órgão de saú- Art. 19. Os casos de suspeita ou
da saúde do idoso serão efetivadas por de proporcionar as condições adequadas confirmação de maus-tratos contra idoso
meio de: para a sua permanência em tempo inte- serão obrigatoriamente comunicados
I — cadastramento da população gral, segundo critério médico. pelos profissionais de saúde a quaisquer
idosa em base territorial; Parágrafo único. Caberá ao pro- dos seguintes órgãos:
II — atendimento geriátrico e geron- fissional de saúde responsável pelo I — autoridade policial;
tológico em ambulatórios; tratamento conceder autorização para II — Ministério Público;
III — unidades geriátricas de refe- o acompanhamento do idoso ou, no III — Conselho Municipal do
rência, com pessoal especializado nas caso de impossibilidade, justificá-la Idoso;
áreas de geriatria e gerontologia social; por escrito. IV — Conselho Estadual do Idoso;
IV — atendimento domiciliar, in- Art. 17. Ao idoso que esteja no V — Conselho Nacional do
cluindo a internação, para a população domínio de suas faculdades mentais é Idoso.”

Revista Boa Vontade 43


Memória

Por uma nova


Natália Lombardi
abolição Reprodução do
Decreto assina
pela Princesa
Isabel , em 18
do
88 .

N
o início do século XIX aparece çaram a perceber que, com o processo do
um modelo mais democrá- aumento da produtividade, precisariam “É urgente
tico para o poder: a idéia da de mais pessoas para consumir. Essa vi-
soberania popular, ou seja, a são tem sua raiz na Revolução Industrial
expulsar do
sociedade civil passa a ser conside- na Inglaterra, a partir da segunda Brasil o espírito
rada também um corpo político, metade do século XVIII.
que tem vontades expressas Ainda assim, até o começo de senzala que
por um representante. Na do século XIX, poucos envergonha
Europa, esse período é se preocupavam em
marcado pelas crescen- solucionar o problema nossa terra.”
tes exigências democrá- da escravidão ou se Paiva Netto
Reprodução BV

ticas que começaram a questionavam sobre


despontar nas reinvi- as más condições de

Reprodução BV
dicações de sindicatos vida nas senzalas, até
e do próprio cidadão porque, para eles, era
comum, a exemplo das natural o negro não ter
escolas gratuitas e obri- liberdade (e até mesmo
gatórias para crianças. Essa ser submetido a maus-
iniciativa foi tomada para tratos).
dar um basta à exploração do Princesa Isabel Na tentativa de rapidamen-
trabalho infantil (crianças de apenas te inserir o Brasil nesse contexto, o
5 anos chegavam a ter uma jornada de governo britânico decretou o Bill Alber-
16 horas diárias), assim como muitas deen (a marinha inglesa teria poderes de
outras ações que mudaram a estrutura apreender qualquer navio negreiro que
da organização social da época. atravessasse o Atlântico rumo às terras
Dessa forma também ocorreu no brasileiras). Graças às empresas inglesas
Brasil, ainda que tardiamente. Aqueles em território nacional, controlando mais
que abraçaram esses mesmos ideais da metade das exportações, e as ameaças
Nas senzalas, os negros viviam em condi-
liberais queriam a tão sonhada liberdade militares e políticas, o governo brasileiro
ções subumanas.
econômica, não tendo mais obrigações cedeu aos interesses britânicos e assinou
com Portugal. Entretanto, não foram a Lei Eusébio de Queirós (1850), tornan- 1888 a Princesa Isabel, filha do então
capazes de compreender o latu sensu do ilegal o tráfico de escravos. Nem por imperador do Brasil, D. Pedro II, en-
do que vem a ser a democracia, pois, isso, os senhores de engenho desistiram quanto este viajava, assinou a conhecida
debaixo de suas próprias barbas, nas de tal ato: entre os anos 1841 e 1850, Lei Áurea, que, finalmente, decretava a
fazendas, não admitiam a libertação mais de 378 mil africanos desembarca- libertação de todos os escravos no País.
dos escravos, mantendo a prática desse ram no País. Após a assinatura dessa lei, Infelizmente, o que já é de conhecimento
desumano regime. foram contabilizados cerca de 6 mil. de muitos, essa lei não garantiu que
Desde então, os empresários, que Foram quase 400 anos da prática certos vícios do regime desapareces-
buscavam a liberdade econômica, come- escravista. Somente em 13 de maio de sem do cotidiano — mesmo nos dias

44 Revista Boa Vontade


A ilustração faz parte da capa do LP Negrada
— Jesus, o Grande Libertador, do compositor
Paiva Netto, lançado em 1983, em Salvador,

Reprodução BV
homenageando o estado baiano.

atuais: preconceito étnico,


“Paiva Netto é uma

Reprodução JEC 63
desvalorização do trabalho
manual e desrespeito aos tra- jóia preciosa. Ele é
balhadores. uma liderança, uma
Esses fatos são apenas
alguns dos agravantes que
personalidade, uma
contribuem de forma negativa autoridade nesse tema
para as já desarmônicas relações (...) tem inspirado muitos
interpessoais. O respeitado
geógrafo Milton Santos (1926- José Vicente trabalhos, pois foi pioneiro.
2001) certa vez afirmou que especial de maio/junho sobre os 117 Talvez hoje seja mais fácil
“quem é negro sabe muito bem que é, anos da Abolição da Escravatura, publi- falar do negro, por uma
porque é lembrado desta condição dia- cou o artigo “O Abolicionista Divino”,
riamente”. A escravidão deixou muitas do escritor Paiva Netto, que afirma há
série de conjunturas. Mas
marcas na sociedade brasileira, como a décadas: “Libertar-se é ter, acima de antes, quando era muito
concentração de índios, negros e mesti-
ços nas camadas mais pobres da popu-
tudo, discernimento espiritual. A Prince- difícil ser a favor do negro,
sa Isabel assinou a discutida Lei Áurea,
lação, ficando, conseqüentemente, sem mas a cultura escravista permanece. É ele já o fazia. Então, é
acesso ao que lhes é de direito: saúde, urgente expulsar do Brasil o espírito de um baluarte na condução
segurança, alimentação, educação, etc. senzala que envergonha nossa terra. A
Prova disso é uma pesquisa divulgada
desse tema em todos os
verdadeira alforria será fortalecida pelo
pela Associação Nacional dos Dirigen- respeito à diversidade, marca registrada veículos de comunicação e
tes das Instituições Federais de Ensino de nossa cultura, cuja riqueza se encon- nas posições doutrinárias.”
Superior a qual revela que 55,9% dos tra na diferença. Igualmente virá pela José Vicente,
alunos nas universidades são brancos, Instrução e pela Educação, iluminadas Presidente da Afrobras e
28,3 % são pardos, 5,9% negros e 6,4% pelo sentido da Espiritualidade Ecumê- Reitor da Universidade
de outras etnias. nica, que é Amor e Justiça, Ciência e Zumbi dos Palmares de São Paulo/SP
Amor para todas as etnias. Libertar-se
Liberdade é ter, acima de tudo, discernimento
espiritual, de preferência em conso- Para saber mais:
Para marcar as comemorações do nância com essa instigante sugestão do WEFFORT, Francisco C. Os Clássicos da
dia 13 de maio, a revista Afirmativa Sublime Reformador: Procurai primei- política II. São Paulo/SP: Ática, 2000.
Plural (uma publicação da Afrobras ramente o Reino de Deus e Sua Justiça,
— Sociedade Afro-Brasileira de De- e todas as coisas materiais vos serão VICENTINO, Cláudio e DORIGO, Gianpaolo.
História Geral e do Brasil. São Paulo/SP:
senvolvimento Sociocultural), edição acrescentadas (Mateus, 6:33)”. Scipione, 2005.

Revista Boa Vontade 45


Literatura

N A L
BIE
As Profecias
sem Mistério Obra de Paiva Netto é sucesso de vendas na
maior feira de livros da América Latina
Fotos: Alexandre Avelino, Alziro Braga, Gilso Furtado, Jorge Alexandre,
Lícia Curvello, Simone Barreto e Waldomiro Manoel.
Leila Marco

Q
uem entra numa grande feira também com invejável sucesso, além,
de livro tem a sensação ímpar é claro, de seu notório trabalho à frente
de estar em uma verdadeira da LBV.
vitrine de talentos, que traz Esta antiga busca pelo intelecto uni-
para o mundo literário os mais diversos do ao sentimento, e uma alma das mais
e empolgantes assuntos. Na XII Bienal religiosas, o fez debruçar, por quase
Internacional do Livro do Rio de Janei- meio século, a decifrar o último livro
ro, que se realizou de 12 a 22 de maio, da Bíblia Sagrada. Cabedal responsável
na capital fluminense, o maior evento por diversos títulos seus sobre o tema.
do gênero na América Latina, isso é Por isso, quando trouxe novamente o
multiplicado por mil. assunto à tona nesta Bienal, confirmou,
Autores novos, antigos, reno- mais uma vez, porque é um dos autores
mados, seja quem for, sempre há mais lidos no Brasil e Exterior.
surpresas quando se pesquisa este Como de seu primeiro lançamen-
mundo fantástico. Uma das obras que to, em 1998, quando repercutiu nos
chamaram a atenção do público foi a mais concorridos eventos nacionais
nova edição, revista e ampliada, de As e internacionais da área literária — a
Profecias sem Mistério, de Paiva Netto exemplo da 50ª Feira do Livro de
(Editora Elevação, 496 páginas.). Para Frankfourt (Alemanha) e da 16ª Feira
entender um pouco do fascínio que Internacional do Livro da Espanha
este autor exerce, é interessante talvez (Liber’98), em Barcelona — a obra
visitar o seu passado e ver que já na ju- foi outra vez uma das mais procura-
ventude despontava nele um equilíbrio das da Bienal do Rio. Vale destacar
e perspicácia bem além da idade física. que o título integra, com Somos todos
Textos impressionantes, escritos por Profetas e Apocalipse sem medo, a
ele aos 18 anos, como os pensamentos coleção O Apocalipse de Jesus para
a seguir, são um exemplo disso: “(...) os Simples de Coração, que já alcan-
Tudo o que estudei até hoje, pensando çou a marca de mais de um milhão de
encontrar e compreender Deus, pelo exemplares vendidos.
intelecto, desfaz-se ante a pureza de O interesse dos leitores durante a
um coração humilde, mas transbor- Feira aponta também para outro dado
dante de amor. Que grande adúltero relevante: o Apocalipse, com seus
é o cérebro sem o coração. Ó Jesus, “mistérios”, continua a provocar a
enchei meu coração de amor! (...)” e mesma curiosidade e inquietude de
também: “Fora do meu dicionário a sempre, pois, apesar de dois mil anos
vil palavra desânimo”. de existência, ainda é praticamente
Ainda jovem inicia sua incursão desconhecido pela maioria das pessoas,
pelo jornalismo e, na década de 1980, que não o lêem ou simplesmente não o
lança suas primeiras obras literárias, compreendem.
alcançando logo a consagração como Daí ser bem-sucedido Paiva Netto,
escritor, profissão que passou a abraçar que proporciona a quem o lê uma série

46 Revista Boa Vontade


Público superlota o estande
da Editora Elevação

de conclusões pioneiras a respeito do


tema, que aborda com clareza, ori-
ginalidade e de modo ecumênico. E,
dessa forma, torna-o acessível a todos
os estudiosos das Escrituras Sagradas e
até mesmo para os leigos.

Livreiros destacam a obra


Renato Scolamieri, Diretor de
Marketing da Laselva Bookstore, cuja
rede tem foco principal nos aeropor-
tos, vê com entusiasmo o lançamento:
“O livro Reflexões da Alma foi um
sucesso, vendeu uma quantidade
muito grande. O público do aeroporto
é comprador, sem dúvida, dos livros
do Paiva Netto! Agora, ele está vindo
com As Profecias sem Mistério, que
tem capítulos novos, numa edição
atualizada e revista. Não tenho dúvida
que o nome do escritor é referência
para este tipo de projeto. Com certeza
a Laselva será uma das grandes ven-
dedoras do produto”.
Para José Carlos de Carvalho,
representante da DPL Distribuidora,
“na maior festa da cultura e da lite-
ratura brasileira não poderia faltar o
lançamento do Paiva Netto, que, sem
sombra de dúvidas, é um grande agre-
gador e conciliador da família. Ele só
vem a engrandecer este evento!”
Sobre o teor do trabalho também
afirmou o representante da DPL: “A
obra do Paiva Netto é rica na produ-
ção e no conteúdo, dispensa qualquer
argumento de venda. A obra por si
já vende muito! Nós estamos felizes
com o sucesso dela aqui em nosso
estande. As Profecias sem Mistério
“O público do aeroporto é
está entre os mais vendidos”. comprador, sem dúvida, dos
Décio Braga, profissional da área
de publicidade e muito respeitado livros do Paiva Netto!”
no setor editorial, no qual atuou Renato Scolamieri, Diretor de Marketing
por vários anos, é outro que faz da Laselva Bookstore.
um retrospecto das qualidades do
escritor: “É um prazer estar aqui
conversando sobre a comemoração
de um milhão de exemplares ven- “A obra do Paiva Netto é rica na
didos da coleção. Vocês não podem
deixar de ler, mesmo quem já tenha produção e no conteúdo, dispensa
(as edições antigas), garanto que qualquer argumento de venda. A
é novo. Tem muita novidade neste
trabalho. Eu não poderia deixar de obra por si já vende muito!”
mandar um abraço com carinho para José Carlos de Carvalho, representante da
toda a equipe e, principalmente, a
você, Paiva!”. DPL Distribuidora.

Revista Boa Vontade 47


Literatura

Das livrarias para as salas de que ele escreve uma vírgula faltando,
aula um senão. Asua obra é irrepreensível.
Eu procuro usar os textos dele em
Fora do meio livreiro, mas no sala, em minhas aulas aqui no Rio
campo literário, Valmi Figueiredo de Janeiro, no colégio onde leciono.
da Silva — professor de Literatura (...) Ele é um revolucionário. (...)
Portuguesa, Brasileira e Inglesa —, Realmente ele é um educador na
não esconde sua admiração: “Estou essência”.
impressionado com a capacidade, o O autor escreveu outros best sel-
discernimento, com a profundidade lers como Crônicas & Entrevistas,
O especialista em Marketing Décio Braga
de conhecimento do Irmão Paiva Sabedoria de Vida, Cidadania do
e Gilso Furtado, da Editora Elevação. Netto. Ele é realmente o supra-sumo Espírito, Como Vencer o Sofrimento
da lingüística atual, não existe no e Reflexões da Alma.

Profecias,
fim dos tempos e Boas Obras.
Francisco Periotto — Jornalista
O livro As Profecias sem Mistério famoso líder marxista Luiz Carlos
foi revisto e ampliado, alcançando Prestes (1898-1990), bem como do
a expressiva marca de 496 páginas, renomado médico e político, atual-
o que corresponde a quase o dobro mente na Pátria Espiritual, Dr. Adolfo
de sua formatação original. A obra, Bezerra de Menezes (1831-1900),
belamente ilustrada, apresenta in- que alertam acerca das constantes “Estou impressionado
clusões preciosas na primeira parte ameaças de guerra nuclear, químicas com a capacidade,
e capítulos inéditos na segunda. e de outros tipos, sofridas por nosso
Chamamos a atenção à Mensagem da Planeta, além dos cada vez mais fla-
o discernimento, com
Legião da Boa Vontade (LBV) para grantes prejuízos provocados pelas a profundidade do
a 49a Sessão da Comissão do Status mutações climáticas causadas pela conhecimento de Paiva
da Mulher, das Nações Unidas, Nova desatenção humana para com a sua Netto. Ele realmente é o
York — EUA, divulgada pela ONU, única morada, a Terra.
em seus seis idiomas oficiais (Inglês, As idéias e os conceitos emitidos supra-sumo da lingüística
Espanhol, Francês, Árabe, Russo e pelo escritor, preocupado em debater atual, não existe no que
Chinês) a delegações de Estado e a os sérios temas que aguçam o inte- ele escreve uma vírgula
organizações não-governamentais. resse dos povos, revelam respostas
Aliás, a LBV foi a primeira ONG confortadoras aos Seres Humanos.
faltando, um senão. A sua
brasileira a possuir o relevante status Jamais percam a esperança, aconse- obra é irrepreensível.Eu
consultivo geral no Conselho Econô- lhava o sempre lembrado Papa João procuro usar os textos dele
mico e Social (Ecosoc). É o Brasil Paulo II (1920-2005).
cumprindo seu valoroso papel de
em sala, em minhas aulas
O autor do best seller As Profe-
Solidariedade Ecumênica, no cenário cias sem Mistério, Paiva Netto, por aqui no Rio de Janeiro, no
internacional. sua vez, recomenda: “Sejam, pois, os colégio onde leciono. (...)
Paiva Netto aprofunda sua análise nossos olhos Luz para que possamos Ele é um revolucionário.
sobre os dramas mundiais, ocorridos descobrir as belezas espirituais do
nos últimos anos e décadas, unin- Apocalipse (...) que contém frater-
(...) Realmente ele é um
do harmoniosamente acadêmicos, nas convocações à Perseverança, educador na essência.”
cientistas, religiosos, ateus e as mais à Fé, às Boas Obras, à Oração, à
diversas personalidades históricas, Vigilância e à Obediência à mais
Valmi Figueiredo da Silva, professor de
de épocas distintas, a exemplo do elevada Ética”. Literatura Portuguesa, Brasileira e Inglesa.

48 Revista Boa Vontade


Leitores
se manifestam
Muitos dos que compraram As
Profecias sem Mistério, não perde-
A Bienal do Rio bateu o ram tempo e já “devoraram” o livro.
recorde de visitação. Mais Parte desses leitores manifestou sua
de 600 mil pessoas, segundo opinião a respeito da obra pela Rede
os organizadores, passaram Boa Vontade de Comunicação. Leia,
pelos 11 dias da Feira . abaixo, algumas delas:

“É uma alegria muito grande ter


na Bienal do Livro tido a oportunidade de adquirir essa
nova edição do livro As Profecias sem
O Bolo com Pudim Editorial se- nho Vermelho, A Abelhinha Corajosa Mistério, do escritor Paiva Netto, que
parou várias opções para as crianças e O Coelho e o Castor), estiveram à eu conheço de longa data as obras dele.
que estiveram visitando o estande da disposição da garotada. Mas não se Esse livro é muito interessante pelo
Editora Elevação durante a XII Bienal preocupe. Se você não pôde compare- fato de ele nos fazer diversos alertas a
Internacional do Livro, que ocorreu no cer à Bienal, pode comprar essas obras fim de que tenhamos atenção ao meio
Rio de Janeiro/RJ. As obras da coleção e completar sua coleção ligando para ambiente, que o conservemos para que
Fábulas da Natureza (O João de Barro, o Clube Cultura de Paz, pelo telefone os nossos filhos e netos vivam num
A Formiguinha Preguiçosa, O Peixi- (11) 3358-6840. mundo saudável. Recomendo a todos
meus amigos, advogados, familiares”.
(Robson Duarte — advogado)

“As Profecias sem Mistério são


496 páginas e mais as capas de pura
jóia espiritual. Minha esposa, Maria
Magdalena, e eu estamos lendo com
muito carinho e prazer. É até importan-
te dizer que as ilustrações são ímpares,
porque abrangem obras dos museus
mais visitados do mundo. Do Plano
Espiritual ou já reencarnados, esses
autores grandiosos da Humanidade
estão recebendo essa manifestação de
respeito e compreendem muito bem o
que significa o seu trabalho que será
visto por milhões de pessoas em todo
o mundo. A primeira edição dessa
obra  já é grandiosa. E este, então,
revisto e ampliado, não temos palavras
Crianças do Centro Comunitário, Cultural e Educacional da LBV, no Rio de Janeiro/RJ,
fazem a festa com a coleção Fábulas da Natureza, do Bolo com Pudim Editorial. para qualificá-lo, a não ser dizer que é
grandiosíssimo. Os temas do livro são
A Editora Elevação apresen- fantásticos, acrescidos do tamanho da
tou muitas novidades aos letra, facilitando a leitura pelas pessoas
leitores que compareceram
ao evento. Destaque para os de mais idade. O Brasil deve se orgu-
livros: Diabetes: Como preve- lhar ao ler As Profecias sem Mistério.
nir, tratar e conviver e 100 Su- Ele se traduz na vivência do Novo
cos com Poderes Medicinais, Mandamento de Jesus, Amai-vos
do professor Lelington Lobo
como Eu vos amei, bem como pela
Franco; Acredite: Você tem o
Poder, do renomado confe- visão bem adiantada e qualificada  do
rencista Ômar Souki; Salmos Irmão Paiva. Que Jesus permita que
para Cura, da escritora Nivea ele nos traga, sempre, mais obras ma-
Mallia Cittadino; e O João de jestosas como essa”. (Walter Periotto
Barro, do autor Legionário
— São Paulo/SP)
William Luz.

Revista Boa Vontade 49


Literatura

Ler é preciso!
Bienal do Rio aproxima público de
todas as idades das obras literárias
Rodrigo Oliveira, Danielly Arruda e Isabela Ribeiro

P
arafraseando o renomado poeta 4 de Outubro encantaram-se com a
Fernando Pessoa, que, ao con- literatura de Paiva Netto e escolheram
vidar os portugueses a jogarem o autor como tema de trabalho escolar
suas naus ao mar para con- a ser apresentado na semana posterior
quistar outros continentes, registrou à Bienal.
o famoso dístico “Navegar Também passaram por lá
é preciso” —, o título desta as crianças atendidas pelo
matéria sugere ao leitor que Centro Educacional da LBV,
se faça o mesmo que na épo- localizado em Del Castilho,
ca das expansões marítimas que viram de perto os lan-
européias: navegar. Só que çamentos do escritor Paiva
o lugar a ser explorado é a Netto, além de conhecerem
imaginação, um exercício as obras lançadas pelo Bolo
possível de ser feito por com Pudim Editorial, o selo
intermédio da boa leitura, infantil da Editora Elevação.
por exemplo. Siro Darlan “Eu gostei muito daqui por-
Um dos grandes incentivadores por que tem muitos livros e brincadeiras”,
despertar esse hábito são os eventos disse Gabriele Oliveira, de 7 anos.
literários que ocorrem pelo mundo Além da grande participação de
tais como a XII Bienal Internacional jovens e crianças, o evento teve uma
do Livro, realizada em maio na cidade gama de opções do setor livreiro para o
do Rio de Janeiro. Este ano, o aconte- público. Afinal, foram mais de 100 mil
cimento homenageou a França e para títulos com temas diversificados espa-
isso contou com uma programação lhados pelos três pavilhões, que, juntos,
cultural diferenciada e um investimen- somaram 55 mil metros quadrados.
to de 18 milhões de reais (somando
os gastos de expositores e da própria Personalidades dedicam
organização). obras a Paiva Netto
A feira mobilizou adultos, jovens
e, até mesmo, as crianças. Durante os 11 dias de
Aliás, a garotada totalizou Bienal, a Rede Boa Vontade
um terço do público pre- de Comunicação esteve no
sente. Foram mais de duas local registrando os principais
mil escolas cadastradas e momentos do acontecimento.
cerca de 200 mil estudantes As personalidades, ao serem
buscando nos estandes do entrevistadas pela equipe de
acontecimento uma opção reportagem, fizeram questão
divertida, cultural e, acima de deixar sua mensagem ao
de tudo, educativa. dirigente da LBV, que, na
Cristovam Buarque
Ao passar pelo espaço da ocasião, lançou a 52ª edição
Editora Elevação, alunos da 6ª série de seu livro As Profecias sem Mistério.
do Ensino Fundamental da Escola O Desembargador Dr. Siro Darlan

50 Revista Boa Vontade


Beth Mendes, Aracy Balabanian e Ney Carla Camurati Zeca Camargo Maurício de Souza Myrian Rios
Latorraca

expressou sua gratidão pelas inicia- “Ao Presidente Paiva Netto com a programa Paiva Netto, na Rede Ban-
tivas realizadas pelo escritor. “Mais melhor admiração minha”. deirantes. Disse que adora as palavras
uma vez agradeço a Paiva Netto, Quem também fez questão de do Diretor-Presidente da LBV, pois o
esse grande brasileiro, pelos rele- deixar sua mensagem foi o Dr. Sérgio renovam para a luta diária e que é um
vantes serviços prestados à causa da Puppin, cardiologista e nutrólogo, freqüentador assíduo do Templo da
infância através da LBV e através da membro da Academia de Ciências Boa Vontade, em Brasília/DF.
sua própria vida”. O Desembargador de Nova York e professor do curso da Na ocasião, enviou um exemplar de
também dedicou seu livro Siro Dar- Associação Brasileira de Medicina Bio- seu livro com a seguinte dedicatória:
lan, integrante da Coleção Gente, que molecular, que lançou o título Doenças “Ao Mestre Paiva Netto. Um pouco da
destaca personalidades e nesta edição Cardiovasculares — Verdades e mitos. minha história e andanças. Obrigado!
traz sua biografia: “Ao Presidente das Ele também participa da programação Suas palavras e ensinamentos são
Instituições da Boa Vontade, José de da Super Rádio Brasil, emissora da bem-vindos e oportunos. Abraços,
Paiva Netto. Para o grande brasileiro Rede Boa Vontade, no Rio de Janei- Carlinhos de Jesus. 5/2005”.
Paiva Netto com a gratidão pelos seus ro. “Fico muito contente em poder O criador da Turma da Mônica,
relevantes serviços à causa da criança compartilhar esses conhecimentos, Mauricio de Souza, também enviou
brasileira”. sobretudo com uma rádio tão maravi- sua mensagem ao dirigente da LBV
A Juíza e Deputada Federal, Drª lhosa como a de vocês que, além de por meio do autógrafo em seu tra-
Denise Frossard, assim se expressou: compartilhar saúde mental e espiritual, balho literário Crescer com os pais
“Eu mando minha mensagem ao Pre- também se preocupa com a nutrição da Turma. O cartunista registrou:
sidente Paiva Netto. Aquele lugar ma- e a saúde do nosso povo”, destacou. “Ao amigo Paiva Netto e ao filho
ravilhoso, o Templo da Boa Vontade, O Dr. Puppin autografou um de seus Emmanuel Adolfo com carinho”. Na
que eu fui lá em Brasília e estive com livros para o dirigente da LBV. “Ao entrevista, ele afirmou: “Eu mando
vocês! Lugar que nos remete a muita grande Paiva Netto, carinho, amizade um abraço para vocês da Legião da
meditação. E um abraço a todos os e respeito. As verdades de um coração! Boa Vontade, para o meu amigo Paiva
Legionários da Boa Vontade”. Sérgio Puppin”. Netto também. Estamos às ordens
Em seu livro Os direitos dos Pais, Classe artística — O artista e para qualquer coisa”.
a mestre em Educação Tania Zagury dançarino Carlinhos de Jesus também Um grupo de artistas dedicou
escreveu: “Ao Caro Paiva Netto, com aproveitou a realização da Bienal para livros da Coleção Aplauso Perfil ao
amizade e carinho, Tania”. lançar a obra Vem dançar comigo, de dirigente da LBV. Nas dedicatórias,
O Senador Cristovam Buarque fez sua autoria. Durante a gravação da constam: “Caro Paiva Netto: um
questão de mandar um forte abraço a reportagem, ele relatou que viaja mui- grande abraço, Carla Camurati”;
Paiva Netto e também lhe dedicou a to em virtude de seus compromissos “Obrigado, Paiva Netto, Renato
obra de sua autoria Os Deuses sub- profissionais, mas sempre que retorna Consorte. Rio, 19/5/2005”; “Ao
terrâneos, com a seguinte mensagem. para casa, liga a TV para assistir ao Dr. Paiva Netto, com consideração

Abel Silva Renato Consorte Denise Frossard Tania Zagury Sérgio Puppin Carlinhos de Jesus

Revista Boa Vontade 51


Literatura

Sérgio Cabral Marina Colasanti Fernando Brant Marcos Szpilman

e apreço. Beth Mendes”; “Paiva dedicatória encaminhada ao dirigen-


Netto, parabéns! Obrigada por tudo! te da LBV, escreveu: “Caro amigo
Aracy Balabanian”; e “Ao amigo Paiva Netto continue à frente deste
Paiva Netto, com carinho do Ney trabalho maravilhoso que é a Super
Latorraca”. Rádio Brasil. Com carinho, Rosa
Myrian Rios, atriz, aproveitou Célia”.
a ocasião do evento literário para O poeta e compositor Fernando
lançar sua obra Eu, Myrian Rios e Brant, o poeta Abel Silva e o cirur-
autografar um exemplar de seu livro gião-plástico e músico Marcos Sz-
para o dirigente da LBV, desejando- pilman também autografaram exem-
lhe harmonia. “Querido Paiva Net- plares de obras de suas carreiras .
to, Paz! Myrian Rios”, registrou. “Para Paiva Netto com o abraço do
Feliz por dedicar uma mensagem Abel Silva”; “Para o Paiva Netto, um
a Paiva Netto, o jornalista Zeca grande abraço do Fernando Brant”;
Camargo disse não acreditar que e “Ao Paiva Netto: Com admiração
estava autografando um exemplar do Marcos Szpilman”.
de seu livro A fantástica volta ao Também dedicaram suas obras,
mundo para o Diretor-Presidente a Drª Marília Berrades Marques
da Legião da Boa Vontade e que (Saúde Pública, Ética e Mercado
acompanha, com estima, o trabalho no entreato de dois séculos), que
da Instituição há muitos anos. Na registrou: “Ao Paiva Netto com um
missiva, escreveu: “Paiva Netto, grande abraço! Marília”; a escritora
um grande abraço desse admirador... Marina Colasanti (A Morada do ser),
E boa viagem! É um mundo lindo, escreveu: “Para Paiva Netto, com
aproveite, Zeca”. simpatia. Marina Colasanti”; e o
O jornalista Sérgio Cabral deixou educador e autor de livros didáticos
grafada a mensagem: “Ao amigo e paradidáticos Celso Antunes, que
Paiva Netto, para sua tolerância, com afirmou ser um grande admirador da
abraço do Sérgio Cabral”, em seu li- LBV e de seu dirigente. Na ocasião,
vro Sérgio Cabral (Livro da Coleção dedicou-lhe o novo livro A lingua-
Gente), lançado na Bienal. gem do afeto, manifestando sua ale-
Outras homenagens — A mé- gria por meio dessas palavras: “Para
dica e cardiologista Rosa Célia Paiva Netto o sincero sentimento
também divulgou, na Bienal, o seu de uma imensa admiração. Celso
mais recente trabalho literário. Na Antunes”.

Marília B. Marques Rosa Célia Celso Antunes


Lucimara Parisi “Lenta luta”
por Tom Zé
Uma mulher que faz

Divulgação
Viviane Lago

A
mais nova casa de nos anos oitentas, o Perdidos
eventos e espetácu- na Noite e é diretora do Do-
los de São Paulo/ mingão do Faustão desde
SP, CantAmerica, seu início, em 1988.

Reprodução RMTV
foi palco, no dia 9 de maio, Em entrevista à Rede
do lançamento do livro Uma Boa Vontade de Comuni-
mulher que faz, da diretora e cação no dia do lançamento
jornalista Lucimara Parisi, na do título, Lucimara falou de
qual ela descreve sua trajetó- sua grande admiração pelo

D
ria pessoal e profissional, em Lucimara Parisi trabalho da Legião da Boa Cantor e ator Tom Zé
uma autobiografia. Vontade e de seu Diretor-Presidente. o sertão ressequido, agres-
Do curso de datilografia ao trabalho Freqüentadora assídua do Templo da Boa te, frutos culturais o Brasil
como figurante na TV Paulista, de dubla- Vontade (em Brasília/DF), em especial da já viu brotar. Talvez pela
dora na TV Tupi à produtora de esportes Sala Egípcia, contou que já passou horas dificuldade climática, geo-
na Rádio Nacional, Lucimara construiu lá e nem sentiu o tempo passar. “Obrigada gráfica e econômica, esses rebentos são
uma carreira fundamentada na garra e pelo carinho! Um abraço grande para mais fortes e teimosos, têm uma insana
no respeito aos colegas de profissão, todos. Um abraço e beijo, com muito e ardente vontade de viver. Assim é a
conquistando um lugar de destaque na respeito, para José de Paiva Netto, do autobiografia do cantor e compositor
história da televisão brasileira, além de qual eu sou muito fã.” Tom Zé: Tropicalista Lenta Luta. Um
muitos amigos. A autora nasceu na “Terra Ela ainda dedicou um exemplar da livro com a cara e a alma do cantor,
da Garoa” e foi criada no bairro de San- obra para o dirigente da Instituição, com que relembra a infância em Irará,
tana, Zona Norte da cidade. Aos 16 anos, as seguintes palavras: “José de Paiva cidade distante 200 quilômetros de
trocou o nome de batismo, Maria Teresa Netto. Sou sua fã. Abraços, Lucimara Salvador/BA. Destaca também sua
Romano, pelo qual é conhecida. Dirigiu, Parisi”. trajetória nos festivais, quando pelos
idos de 1970 protagonizou, ao lado
de Gilberto Gil e Caetano Veloso,

Médiuns Notáveis uma verdadeira revolução na música


brasileira com o Tropicalismo. Na
Simone Barreto obra pode-se ver ainda como ocorre
Encontros com Médiuns Durante a noite de autó- o processo de criação de suas can-
Alexandre Avelino

Notáveis, obra lançada em grafos, os representantes da ções, há a transcrição de textos dele


maio pelo conceituado as- Legião da Boa Vontade pres- que foram publicados na imprensa,
trólogo Waldemar Falcão, tigiaram o evento, levando sua discografia, biografia musical
narra diálogos do escritor um fraterno abraço do diri- e ainda uma interessante entrevista
com paranormais de grande gente da LBV. O astrólogo feita com o compositor pelo crítico
envergadura. retribuiu de forma efusiva, de música Arthur Nestrovski e pelo
O teólogo e escritor dizendo que “Paiva Netto é compositor e professor de Lingüística
Leonardo Boff, que pre- muito mais que um amigo, Luiz Tatit.
facia o livro, destaca: “Wal-
Waldemar Falcão
é meu irmão”, e mandou um Tom tem também pessoas que
demar Falcão músico, editor, tradutor, es- forte abraço e um beijo no coração admira, entre eles, como registrou em
critor, astrólogo, espiritualista e médium, dele. Waldemar Falcão enviou ainda dedicatória num dos exemplares do
seu percurso pela Espiritualidade e pela um exemplar do seu trabalho, com título, o apreço pelo trabalho e pela
mediunidade o levou a ter contato com a seguinte dedicatória: “Para meu causa da Legião da Boa Vontade e de
médiuns notáveis, seis dos quais são aqui Irmão Paiva, com carinho, amizade seu dirigente: “Para meu caro José de
biografados por ele”. e apreço do irmão Waldemar”. Paiva Netto, um abraço do fã”.
[L.S.M.]

Revista Boa Vontade 53


Ação Jovem LBV

Curtas
O jovem na Mobilização Mineira

Arquivo BV
Política de Deus

Itapecerica/MG — A Praça da Matriz


no centro da cidade parou no dia 15/5 para o
encontro da Juventude Ecumênica da LBV.
Além de uma panfletagem na região com a
mensagem da Dialética da Boa Vontade, os
jovens promoveram um estudo no local. O
evento foi divulgado pela Rádio Liberdade,
que veiculou chamadas na programação e
Paula Schnor cedeu espaço ao vivo no programa Kiki
Ribeiro.
A Juventude Ecumênica da Boa melhores, porque mais corretas e
Vontade de Deus entende que o competentes. Políticas Públicas na Bahia
mundo em que vivemos deixa muito Todo esse trabalho passa por
a desejar quando se pretende uma atividades que acontecem desde Salvador/BA — A militância jovem da
sociedade humana, justa e feliz. Mas julho do ano passado — por uma LBV participou do I Seminário Municipal
identificar isso não é o suficiente. oficina preparatória (de texto, poesia para Políticas Públicas de Juventude, um
Além de procurar compreender os e imagem); por oficinas de vivência, evento que discutiu a criação de atividades
problemas que impedem a concreti- debate, diálogo e planejamento (que para uma melhor condução dos jovens
zação de uma realidade melhor para ocorrerão no dia 25/6, data do even- na capital baiana. Deste encontro surge
todos, buscamos identificar o que to) — e se organiza a partir de cinco uma série de ações que ocorrem em todo
queremos e o que podemos fazer eixos temáticos, na investigação do o Brasil.
para que sejam correspondidas nossas tema central, escolhido pelos jovens O Deputado Estadual Javier Alfaya, um
expectativas de mudança. (leia na tabela abaixo). dos palestrantes, reconheceu, na atuação
Porque a transformação acon- Para saber mais do que tem sido dos militantes da Legião da Boa Vontade,
tece de muitas formas e a melhoria pensado pelos jovens e acrescentar uma mobilização ecumênica. “Parabenizo
dos mundos pode seguir diversos questionamentos e idéias, compareça desde já a Juventude da LBV, porque essa
modelos, mas o que buscamos nos ao “30° Congresso Internacional do organização é a forma mais abrangente
questionar é: “que sociedade pode Jovem da Boa Vontade de Deus”, no que há na juventude ao lado do movimento
atender nossas expectativas de vida dia 25 de junho, em Uberlândia/MG. estudantil no Brasil. Que a Juventude da
em sociedade?” (parafraseando Ma- Informações: (11) 3358-6805. LBV aproveite bem a condição de mem-
nuel Bandeira, em “A morte absolu- bro integrante. É na juventude que a gente
ta”: “Mas que céu pode satisfazer teu Eixos temáticos debatidos no aprende boa parte do patrimônio que vai
sonho de céu?”). 30º Congresso Jovem da LBV: se utilizar depois como adulto responsável
Nosso Congresso Internacional (já perante a sociedade. Parabenizo a LBV e
em sua 30ª edição) visa trocar idéias, — Ética do Espírito no cotidiano;
me coloco à disposição”, disse.
informações e questionamentos, — Economia da Solidariedade Humana
além das experiências de sucesso de e o Capital de Deus;
— Cidadania Ecumênica: formação para Ajudando a salvar vidas
pessoas das mais diferentes partes do
nosso país e de outras nações, com o diálogo entre as culturas;
Rio de Janeiro/RJ — Conscientes de
o objetivo de ampliar a construção — O jovem diante da miséria espiritual,
que muitos hospitais precisam diariamente
de um saber ecumênico e profundo, moral e social;
de doadores de sangue, os militantes da
que nos impulsione a ações cada vez — O Governo da Terra começa no Céu.
Juventude Ecumênica da LBV, do Ria-
chuelo, se mobilizaram para doar sangue
para o Hemocentro do Hospital da Ordem
Terceira do Carmo.

54 Revista Boa Vontade


A Emoção,
a Razão e a Ciência.
Alexandre Herculano Rueda — Militante da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus.

A
ciência humana vem mostran-

Arquivo pessoal
do notabilíssimos avanços no
campo tecnológico, modifican-
do-se mais e mais a cada dia,
aprendendo a desaprender o que outrora
era tido como certo, todavia não é mais, e
nessa trilha segue caminhando para uma
evolução jamais vista. A exemplo da
concepção geocêntrica do Universo que
deu lugar à heliocêntrica, dos modelos
atômicos que sempre se aprimoram de
acordo com as necessidades dos estudos
e nem por isso representam uma verdade
absoluta, e também a física quântica e os
estudos de Einstein que romperam com

PhotoDisc
muitos conceitos considerados “impos-
síveis” para a física tradicional.
A existência do mundo e de seus
componentes naturais é anterior a qual- mem veio descobrindo, redescobrindo, era compreender e se aproximar da
quer ciência ou epistemologia humana, criando e recriando com o objetivo de Ciência das ciências, a qual não tem
é fruto de um trabalho incessante e aproximar-se da perfeição observada e um desvio sobremaneira para a razão,
contínuo que opera a vida nos mundos criadora de tudo. E, para tanto, escolheu tampouco para a emoção desvairada,
mesmo não sendo vista, ainda, por toda como verificador e constatador científico pois é uma Ciência perfeita e, por ser as-
forma de energia, que é vida em poten- da realidade, a razão. sim, vive o equilíbrio
cial, estando essa condensada ou não. Contudo, com o A ciência humana vem da emoção com a ra-
Antes mesmo de o Homem pro- passar dos séculos, mostrando notabilíssimos zão, do Espírito com
curar entender e estudar as Leis que o Homem, que de- avanços no campo tecnológico, a Ciência, sem pender
regem magistralmente o Universo e, senvolvia sua ciência modificando-se mais e mais mais para um lado do
por conseqüência, sua vida, a qual não elementar, enclausu- a cada dia, aprendendo a que para outro, numa
está à parte da realidade universal, essas rou-se num casulo de desaprender o que outrora harmonia sublime que
Leis já existiam. Como dizia o saudoso uma razão extremada era tido como certo, todavia desconhece impossi-
fundador da LBV, Alziro Zarur: “Reli- que, quase sempre, não é mais, e nessa trilha bilidades.
gião, Política, Filosofia e Ciência são limita os horizontes segue caminhando para uma Portanto, a ciência
quatro aspectos da mesma Verdade, deslumbráveis pelos evolução jamais vista. humana se desviou
que é Deus”. Portanto, trata-se de Leis seres. Isso aconte- nesse ponto do funda-
Divinas desenvolvidas por uma Ciência ce como reflexos e mento da existência,
também Divina, ou seja, o próprio Deus, reações às questões políticas, sociais, porque, mesmo não sendo uma tarefa
e, por isso se faz infinitamente superior econômicas e religiosas deflagradas no fácil alcançar esse equilíbrio e essa
à ciência humana, não querendo isso passado, numa época posterior ao tempo perfeição, a tentativa, a experimentação
dizer que a ciência humana não poderá, em que falar de Deus não representava e o empenho nesse processo gradual e
um dia, alcançar essa perfeição. constrangimento científico algum nos progressivo são obrigatórios. Assim,
Como meio para sua evolução, os laboratórios que, em muitos casos, eram quando a ciência redirecionar seus
homens desenvolveram métodos, ciên- a própria Natureza. paradigmas para a essência humano-
cias, pesquisas e estudos, a fim de procu- Dessa maneira a evolução científica espiritual, aproximando-se do centro
rar entender esses mecanismos perfeitos humana prosseguiu até os dias atuais, de equilíbrio Divino, os avanços e os
que fazem a vida se propagar em todas porém cabe aqui relembrar que o foco progressos serão muito maiores que o
as direções e sentidos. A partir daí, o Ho- principal da ciência em seus primórdios significativo crescimento atual.

Revista Boa Vontade 55


Acontece

Médico do Ratinho na LBV


O
Deputado Estadual José quem passa na avenida não imagina

Arquivo pessoal
Dilson visitou recentemen- o quanto de trabalho social é feito
te o conjunto educativo da aqui’, disse o parlamentar, referin-
Legião da Boa Vontade, do-se às cerca de 1.200 crianças que
composto da Supercreche Jesus e do todos os dias têm aulas e podem levar
Instituto de Educação José de Paiva alimentação para casa.
Netto, localizados em São Paulo (Av. “Muitas das crianças o reconhe-
Rudge, 630/700, Bom Retiro, tel. (11) ceram como o ‘médico do Ratinho’,
3225-4500). Na ocasião, participou graças ao trabalho que presta, de for-
ainda das gravações do programa ma voluntária, no programa de Carlos
Política Nacional, da Rede Mundial Massa. Nas entrevistas que concedeu,
— A TV da Educação, da Cultura e o deputado também prestou contas do
O Deputado Estadual José Dilson, ao lado
da Cidadania Solidária com Espiri- do apresentador de TV Carlos Massa, o trabalho que desempenha na Assem-
tualidade! “Eu estou encantado com popular Ratinho. bléia”. [L.S.M.]
o que acabei de conhecer e sentir de
perto. Este calor humano que a LBV “Eu estou encantado com o que
desenvolve junto às crianças. E são acabei de conhecer e sentir de
crianças de 4 meses a 17 anos. Pes- perto. Este calor humano que a LBV
soas que, desde a infância, tiveram o desenvolve junto às crianças. E são
seu desenvolvimento todo formado crianças de 4 meses a 17 anos. Pes-
dentro da Instituição. O que me soas que, desde a infância, tiveram
fez verificar que responsabilida- o seu desenvolvimento todo formado
de social é praticada pela LBV”, dentro da Instituição. O que me
destacou. fez verificar que responsa-
O Deputado revelou sua boa bilidade social é praticada
impressão sobre o trabalho desen- pela LBV.”
volvido pela Obra. “Fiquei realmente Deputado Estadual José Dilson
impressionado. Como podem existir
Seres Humanos capazes de ter a
sensibilidade humana para cuidar do Retiro, na capital paulista. Atendendo
seu semelhante! Tenho de agradecer ao convite feito pelo apresentador do
a oportunidade que vocês estão me Programa Política Nacional, Fábio
dando de conhecer a Fundação Paiva Moreira, o deputado chegou à sede
Netto e a LBV. Espero voltar aqui e mundial da LBV, do Instituto José de
falar novamente para essa emissora Paiva Netto e dos Centros Educacio-
de tamanha audiência. Muito obri- nais que compõem a instituição por
gado”, concluiu. volta das 9 horas da manhã e ficou
O Diário Oficial, da Assembléia muito impressionado com o que viu.
Legislativa de São Paulo, edição de “Recepcionado pelo coral for-
6 de maio (fac-símile a seguir), fez mado pelas crianças que estudam no
o registro do acontecimento, o qual ensino fundamental da instituição, o
reproduzimos, na íntegra: líder pôde conhecer todas as salas de
aula, laboratórios e demais dependên-
“Parlamentar visita a Legião da cias. Foi lá, também, que o deputado
Boa Vontade José Dilson conheceu como são feitas
as dublagens de filmes e deu entre-
“O Líder do PDT na Assembléia vista à Rádio Boa Vontade e à Rede
Legislativa, deputado José Dilson, es- Mundial de Televisão.
teve na quarta-feira, 4/5, na Legião da “‘Esse complexo educacional
Boa Vontade (LBV) no bairro do Bom (da LBV) é grande, muito bonito e

56 Revista Boa Vontade


Acontece

Festa no Palácio Farroupilha


Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul
homenageia a LBV

R
econhecimento e gratidão lizados, porque criança mexe com vida mais digna, é um serviço de
são alguns dos sinônimos qualquer um. Esse trabalho merece o dimensão grandiosa, que completa a
para descrever a cerimônia nosso reconhecimento, pois ele trata ação do setor público. O Rio Grande
promovida pela Assem- o cidadão com dignidade, com Amor, do Sul avança, e muito, com o apoio
bléia Legislativa do Estado do Rio Solidariedade e Espiritualidade. Por da LBV”.
Grande do Sul para saudar os serviços isso, é importante que Paiva Netto Com igual júbilo, o Deputado
prestados pela Legião da Boa Vontade ao saiba que o queremos aqui no Rio Edson Portilho agradeceu aos co-
povo gaúcho. A sessão especial ocorreu Grande do Sul, agora e no ano que legas e em especial a Marco Alba,
no Plenário do Palácio Farroupilha, na vem, quando ele completará 50 anos pela iniciativa de realizar aquela
capital do Estado, neste 12 de maio, por de trabalho pela LBV, porque tenho solenidade. “Parabéns a esta Casa
proposta do Deputado Marco Alba. certeza que isso vai motivar ainda por ter aberto as portas para uma
Na imagem à
Elisa Rodrigues

Lucian Fagundes
Lucian Fagundes
esquerda (1), o
plenário do Palácio
Farroupilha ficou
lotado durante a
homenagem à LBV.
Na outra foto (2),
o Deputado Marco
Alba, propositor
da Sessão especial
ladeado por Wilson
Bigas, Ana Paula
Campos (represen-
tantes da LBV no
evento) e os Guris
1 2 do Lar e Parque da
LBV, em Glorinha/RS.
A placa entregue à Instituição por mais os gaúchos a colaborarem com
ele e pelo Deputado Estadual Elmar essa forma tão bonita, inteligente e
Schneider, que presidiu a sessão, séria de conduzir e construir os desti-
registra os motivos que levaram os nos dos cidadãos que mais precisam:

Fotos: Elisa Rodrigues


legisladores da Casa a fazer esse as nossas crianças e os que estão no
preito: “Em nome dos gaúchos, a campo da exclusão social”.
nossa homenagem à Legião da Boa Várias autoridades prestigia-
Vontade (LBV) pelos seus 55 anos de ram o acontecimento, a exemplo
existência, pelos 50 anos do núcleo do Deputado Berfran Rosado, que
nº 7 de Porto Alegre e pelos 45 anos comentou os programas socieduca-
do Lar e Parque Alziro Zarur, em cionais desenvolvidos pela Obra:
Glorinha”. “Tive oportunidade de conhecer o
Berfran Rosado Elmar Schneider
Ao falar à Rede Boa Vontade Complexo da LBV em Glorinha e
de Comunicação, o propositor da a qualidade do serviço que presta
láurea comentou: “Foi um momento para a comunidade. Parabéns por
emocionante! Nós, que tínhamos esse trabalho bonito, solidário,
essa homenagem planejada em re- humanitário, grandioso, que é pres-
conhecimento ao trabalho da Legião tado em defesa daqueles que mais
da Boa Vontade, não esperávamos precisam. Cuidar das crianças, dos
que o clima se contagiasse com as adolescentes, das mulheres (que
crianças. Todos os Deputados ficaram têm dificuldades), dos idosos, en-
extremamente motivados e sensibi- caminhá-los para uma condição de Fernando Zacher Edson Portilho

58 Revista Boa Vontade


TEMPLO DA NATUREZA
Lar e Parque da LBV,
em Glorinha/RS
Rodovia RS 030, km 19,
tel.: (51) 487-1033.

entidade tão importante, que traba-

Arquivo BV
lha com os excluídos, com aqueles
que estão com fome de emprego, de
segurança, de saúde, de Educação e
que querem ver esse País crescer e Educação, amparo e
se desenvolver. (...) Por isso, a nossa
contribuição, respeito e homenagem Amor: sinônimos de um
Lar muito especial.
em nome da bancada do Partido dos
Trabalhadores. (...) Nós temos de
reconhecer, e mais do que isso, fazer
com que esta Casa possa também Marta Trigueiro e Liliane Cardoso

C
ajudar a construir essa Rede de So-
lidariedade, que hoje é internacional. onhecido como Templo da um milhão de metros quadrados. A
E que tem sim a cara da LBV”. Natureza e da Criança, o Natureza é predominante no local,
Edson finalizou suas palavras Lar e Parque Alziro Zarur decorado com flores e centenas de
ressaltando o firme comando do da LBV, no município de árvores, muitas delas frutíferas.
Diretor-Presidente da Instituição: Glorinha, a 40 km de Porto Alegre/RS, Visando à sua integração e sociali-
“Parabéns, Paiva Netto, que é a completou, em 23 de maio, 45 anos de zação, os guris freqüentam escolas na
liderança nacional, e àqueles que atividades dedicadas ao bem-estar de cidade. Na LBV, recebem reforço escolar
diuturnamente militam, fazem cam- milhares de meninos em situação de risco diário de professores, alimentação balan-
panhas, e que estão no anonimato, social e pessoal. ceada e atendimento médico completo.
mas que são importantes para que Desde a década de 1960, quando foi A Instituição firma-se na Pedagogia do
esse programa, para que essa enti- inaugurado, o Lar tem mudado a vida Cidadão Ecumênico, inovadora propos-
dade cresça e possa estar atendendo de muitos guris. Atualmente, atende, em ta criada pelo dirigente da Instituição,
aqueles que estão excluídos (...). E regime residencial, cerca de cem garotos o educador Paiva Netto, que cuida não
nos raros momentos em que estou entre 6 e 18 anos que estão afastados de apenas do cérebro, mas também do
em casa, diante da televisão, já seus pais, por serem órfãos, ou porque coração.
assisti a programas importantes e seus responsáveis perderam momenta- O Lar também é aberto à visita da
mensagens da LBV”. neamente a guarda deles na Justiça, ou população. Possui jardins internos, gi-
Da mesma forma, o Deputado ainda em conseqüência das dificuldades násio poliesportivo, quadras de futebol e
Fernando Záchia asseverou sobre financeiras de seus familiares. um quiosque com produtos naturais. Há
a abrangência das atividades da A obra — que atua sob o lema Edu- ainda um CTG — Centro de Tradições
organização, que para ele “realiza cação e Cultura, Alimentação, Saúde e Gaúchas onde os meninos participam
um trabalho de absoluta qualida- Trabalho com Espiritualidade Ecumê- de atividades culturais (como música e
de, reconhecido mundialmente”, nica — ocupa uma área com mais de dança) e torneios esportivos.
afirmando que nas mãos do Líder
da Obra está o segredo de seu Na rota do turismo do Sul do País
sucesso: “Há o reconhecimento Por tudo que representa e pela e freqüentar a região.
do Brasil todo pelo Paiva Netto. beleza do lugar, em 22 de abril des- Para o Prefeito, “o Lar da LBV
Nós que militamos na política há te ano, o Lar e Parque da LBV foi será o melhor ponto turístico do mu-
algum tempo, acompanhamos e escolhido pelo Prefeito João Carlos nicípio!”.
vivenciamos as dificuldades na- Fialho Gomes para fazer parte da O Lar e Parque Alziro Zarur, da
turais que a sociedade brasileira rota turística de Gravataí/RS, da qual Legião da Boa Vontade, está localiza-
passa. E sempre se tem a refe- fazem parte as cidades de Glorinha, do na Rodovia RS 030, Km 19, parada
rência positiva nas ações, muito Caraã e Santo Antônio da Patrulha. 119, em Glorinha/RS, tel. (51) 487-
bem capitaneadas, muito bem Os turistas, vindos de diversas partes 1033. Em Porto Alegre, o endereço é
comandadas pelo Paiva Netto”. do Rio Grande do Sul e do Brasil, Av. São Paulo, 722, São Geraldo, tel.
[L.S.M.] terão mais um atrativo para conhecer (51) 3325-7000.

Revista Boa Vontade 59


Espaço Ecumênico:
Ambiente de Paz.
Vanusa Ribeiro Fotos: Diego Basso

M
omentos de grande emoção mentes e Almas, por todos os cantos de
marcaram a solenidade que nossas terras. (...) Lembrem-se de que
inaugurou as novas instala- os Anjos da Guarda estão dispostos e
ções do Espaço Ecumênico predispostos, próximos de cada um,
da Religião de Deus em Uberlândia/ a embalar sua vida e sua destinação
MG, no dia 7 de maio, da qual parti- terrena e espiritual. (...)”.
ciparam centenas de pessoas de várias A repercussão positiva do aconte-
cidades do Triângulo Mineiro. O local, cimento pode ser comprovada em um
agora remodelado, proporcionará maior trecho da mensagem de Silvana Ferrei-
conforto aos que buscam diariamente a ra de Paiva que, em carta encaminhada
Espiritualidade e a Paz interior. ao Presidente-Pregador, José de Paiva
Durante a programação do evento, Netto, destaca: “Tenho a convicção que
revezavam-se no palco o grupo Crível este Espaço Ecumênico é um ponto
e o Coral Ecumênico Religião de Deus, de Luz a iluminar toda a cidade de
entoando canções de exaltação à Paz e Uberlândia, todo o Triângulo Mineiro,
ao Astral Superior. Isso contribuiu para enfim, todo o Estado de Minas Gerais.
elevar ainda mais a ambiência espiri- Obrigada, Irmão Paiva, por este gran-
tual, preparando o público para receber dioso presente, que nos traz a Unção
a presença do Espírito do Irmão Bezer- diretamente do Cristo”.
ra de Menezes e da Equipe Espiritual Todos os que acompanharam a
Ecumênica, no Encontro Céu e Terra Rede Boa Vontade de Rádio (www.re-
— Terra e Céu, dentro da Revolução deboavontade.com.br), que transmitiu
Mundial dos Espíritos* de Luz. o evento ao vivo para todo o Brasil,
Um dos instantes mais aguardados também puderam receber os benefícios
foram as cerimônias de Fluidificação e as energias revitalizadoras.
das Águas e de Imposição das Mãos, O Espaço Ecumênico da Religião de
oportunidade em que o Irmão Bezerra Deus — A Religião do Amor Universal
se manifestou por intermédio do le- —, situa-se em um lugar de fácil acesso
gionário sensitivo Francisco Periotto, e de boa visualização — tanto que quem
transmitindo palavras confortadoras: passa por ali logo vê a bela estampa de
“(...) Saudamos a todos com a sensiti- Jesus no alto do prédio. O endereço é
vidade de seu coração, riqueza maior Avenida Marcos de Freitas Costa, 1.840
que a criatura humana pode conceber (esquina com a Rua Ângelo Testa), Re-
enquanto encarnada. A riqueza espi- zende, tel. (34) 3239-0900.
ritual chamada Jesus, o Mestre dos _____________________
Mestres, o Senhor da vida, envia a *Revolução Mundial dos Espíritos — Título de
todos os que desejam a entronização Alziro Zarur ao qual Paiva Netto acrescentou “de Luz”,
do Amai-vos uns aos outros como Eu pois esta Revolução surgiu para iluminar o Ser Humano
vos amei nas Almas, o Amor Paternal, e seu Espírito eterno, esclarecendo a todos que o Mundo
que liberta das algemas que aprisionam Espiritual não é uma abstração.
Acontece

Pela Paz nos estádios


Correio Braziliense: em Fortaleza

Arquivo BV
“Canteiros que educam”
João Areis Preda

C
om este título o jornal Correio exemplo, cresce rápido. Depois desse
Braziliense, um dos mais im- período, a primeira colheita já pode ser
portantes veículos de comuni- feita’, afirma a nutricionista.
cação do País, abriu a reporta- “Lúcia Watanabe diz que, além de
gem sobre a horta cuidada pelos alunos aprender noções de ecossistema e eco-
da Escola de Educação Infantil Alziro logia, as crianças melhoram a qualidade
Zarur, da Legião da Boa Vontade (QSD da alimentação depois da atividade.
08, Área Especial 11), em Taguatinga, ‘Algumas dizem que não gostam de
cidade-satélite do Distrito Federal. A in- verduras e frutas, mas acabam queren- O jogador Bosco recebe das crianças da
teressante matéria, publicada na edição LBV o CD Canções pela Paz, gravado pelo
do provar aquilo que plantaram.’
Coral Infantil da Instituição.
de 6 de maio, é assinada pela jornalista “Animada com a horta, a aluna do
Carolina Caraballo e as fotos são do Jardim II, Geovana Oliveira Santos, 5
repórter-fotográfico Kleber Lima. O anos, não contém a ansiedade — quer Leontina Maciel
texto do jornal, reproduzido a seguir, colher logo as cenouras plantadas. ‘Eu No Dia do Goleiro (26/4), repre-
mostra que iniciativas, aparentemente aprendi que a cenoura ajuda o cabelo sentando a categoria, o jogador João
simples, podem acrescentar noções de a crescer mais rápido. E quero deixar Bosco, titular da posição no Fortaleza
meio ambiente e bons hábitos alimen- o meu bem comprido’, justifica. ‘Tam- Sporting Club, recebeu em comemo-
tares aos pequenos: bém sei que a cenoura faz bem para a
“Sentadas ao redor da horta, crian- ração à data um singelo tributo dos
pele e para os olhos.’ Já Paulo Vítor
ças de 3 a 6 anos assumem postura de da Silva Severo, 5, não decorou os meninos e meninas atendidos pelo
profissionais de jardinagem. Organi- benefícios da cenoura, cultivada pela programa LBV: Criança — Futuro no
zadas, cavam buracos com as mãos, amiga. Em compensação, o menino Presente!, desenvolvido pelo Centro
colocam sementes na terra, regam. sabe de cor as qualidades da salsa que Comunitário e Educacional da Legião
Uma rotina seguida diariamente por 74 plantou. ‘Ela é boa para evitar anemia da Boa Vontade na capital cearense
alunos da Escola de Educação Infantil e tem muita vitamina C’, diz. (Rua Alziro Zarur, 275, na Vila Ma-
Alziro Zarur, em Taguatinga. Na última “A Escola de Educação Infantil noel Sátiro, tel. (85) 484-3533).
segunda-feira, eles plantaram tomate, Alziro Zarur é mantida pela Legião da Na ocasião, Bosco, por intermédio
alface roxa, pimentão verde, salsa e Boa Vontade (LBV). Atende 97 crian- da Rede Boa Vontade de Comuni-
cenoura nos canteiros do colégio. A ta- ças de famílias em risco social — com cação, ressaltou a receptividade e o
refa faz parte do projeto Estudando com renda mensal até um salário mínimo e carinho da garotada: “Quero agra-
Saúde, criado no começo do ano. meio — que passam o dia no colégio, decer em nome de toda a equipe do
“Pela primeira vez desde a fundação das 7h30 às 17h45. De acordo com a Fortaleza. Eu vim representar, prin-
da escolinha, há 26 anos, as crianças diretora Hélia Maria Ramos, todos os cipalmente, os goleiros, e agradecer
serão as responsáveis pela horta. Vão alimentos consumidos pelas crianças
cuidar para que as plantas cresçam com a vocês pela linda homenagem. Que
são doados. ‘Sempre contamos com a
saúde. E, daqui a quatro meses, farão a ajuda da comunidade. Só assim conse- continuem desta forma”.
colheita e degustarão os alimentos. Cer- guimos dar melhores condições de vida O goleiro ratificou seu apoio à
ca de 120 mudas foram plantadas sob a a essas crianças’, afirmou. pioneira Campanha Esporte é Vida,
supervisão da nutricionista do colégio, “Doações: os interessados podem não violência!, realizada também
Lúcia Yuri Watanabe. ‘A alface, por ligar para o telefone 561-3788”. pela Instituição: “Nós estamos com
a LBV, no sentido de trazer Paz aos
Sentados ao redor da horta, crianças, de 3 a 6 anos, colocam sementes na terra. estádios. Cada um tem de fazer a sua
parte e, com essa atitude louvável da
João Preda

LBV, esperamos que possa acontecer


um dia de a gente levar nossos filhos,
nossos netos a qualquer partida de
futebol, principalmente Ceará x
Fortaleza. Obrigado, em nome do
Fortaleza, por esta homenagem ma-
ravilhosa”.

Revista Boa Vontade 61


Pedagogia do Cidadão Ecumênico

Educação para o
Espírito eterno Parte II

Equipe de Estudos Ecumênicos

Arquivo BV
sociedade mundial vive
uma complexidade jamais
registrada na história hu-
mana. Como construir uma
Educação a partir de valores neste
cenário?
Esta é uma difícil pergunta que o
segundo Princípio da Pedagogia do
Cidadão Ecumênico, proposta pelo
escritor Paiva Netto e implementada
na Rede Educacional das Institui-
ções da Boa Vontade, nos auxilia
responder:

Superar os limites da razão

Para a Pedagogia do Cidadão


Ecumênico, educando e educador não além do corpo físico e mente, de essas ações com os valores recebidos
são somente seres materiais, que um uma parte sutil, ainda não totalmente e professados e noutras ocasiões,
dia, não muito longínquo, irão extin- compreendida, mas que preexiste e confrontando-os diretamente. Sem
guir-se para sempre. Pelo contrário, subsiste à vida humana, como uma constrangimento algum.
considera-os como energias que irão concepção intrínseca à natureza da Quando se reconhece como Es-
perpetuar-se, e como inteligências Humanidade. pírito eterno na condição humana,
que entre si continuarão a interagir. Ao dissertarmos sobre valores, o Ser passa a vivenciar os valores
Assumindo como válida a defini- devemos compreender que, adqui- reais, que não estão sujeitos aos
ção acima, devemos discorrer, agora, rindo o conceito da biodiversidade, condicionamentos e interesses tran-
sobre as características do processo a consciência moderna alcançou uma sitórios da sociedade, tendo origem
educativo para o Espírito eterno, em noção inédita de complexidade da nas próprias leis eternas que regem
sua experiência na vida material. A existência. O entendimento do Espíri- a vida no cosmo.
fim de cumprir esta finalidade, ele se to como centro de causa e efeito desse Compreendendo a biodiversidade
fundamenta em valores perenes e uni- sistema deve mover o Homem para que inclui o Espírito, os caracteres
versais que transcendem as restrições além dos limites da razão, na busca humanos expressam esta condição,
culturais, étnicas, religiosas, ideoló- do sentido cósmico, transcendente, sublimando atitudes e posturas. Ao
gicas e todas as formas limitadoras da integral de sua natureza, para, então, reconhecer-se um Espírito eterno
nossa condição ecumênica. reencontrar o equilíbrio vital, a paz harmonizado com seu Criador, o Ser
Fazemos aqui uma advertência: pessoal, social e mundial, desafio estabelece um mecanismo natural
a Pedagogia do Cidadão Ecumêni- surgido na era da tecnologia. que promove o bem comum. Essa
co, ao abordar temas tão elevados, De fato, dentro dos limites ma- dinâmica possibilita a descoberta
não realiza uma ação proselitista teriais, os valores não possuem sus- de inúmeras e inovadoras vias de
em favor de uma ou outra tradição tentabilidade. Atualmente, é comum realização. Em síntese, possibilita
religiosa, embora reconheça que a uma pessoa, mesmo tendo recebido o exercício do Amor, cuja expres-
finalidade de todas seja a de promover formação familiar e acadêmica, aten- são máxima é Jesus, o Cristo, que
o esclarecimento sobre o princípio tar contra a vida do semelhante, con- disse: Amai-vos como Eu vos amei
espiritual. Contudo considera a idéia tra a própria existência, contra a vida (Evangelho de Jesus, segundo João,
de que o Ser Humano seja formado, coletiva, e tantas vezes justificando 13:34).

62 Revista Boa Vontade