Vous êtes sur la page 1sur 64

Congratulações à revista

BOA VONTADE
Tenho lido, com
Cartas
muito carinho, a re- “Obrigado

Marina Figueiredo
vista BOAVONTA- Excelente canal de
pelo texto a

Cida Linares
DE. Na oportunida- comunicação
de, agradeço toda Parabéns à Legião da Boa respeito do
a atenção recebida, Vontade por mais esse trabalho meu livro
enviando um forte realizado em prol da socie- (Quando
abraço a todos os que- dade brasileira, pois com um alegre
ridos amigos da LBV. (Mi- jornalismo dinâmico e brilhante, a
revista BOA VONTADE, da Es-
partiste). É
riam Puccio — Presidente da Associação uma honra
das Senhoras Evangélicas de São Paulo) piritualidade Ecumênica, agrega
informações e merecer
Paiva Netto completa 50 conhecimento, registro na
anos de serviços na Le- abordando te- revista BOA
gião da Boa Vontade mas de grande VONTADE, tão
exatamente no dia 29 relevância, seja bem-feita, tão
Elisa Rodrigues

de junho, que é dia de no campo po-


lítico, social,
bonita, e, ainda
São Pedro e São Paulo,
dois apóstolos do Cristo econômico ou por cima, com a
de Deus. A base do Cris- científico, tra- Juliana Paes na
tianismo (São Pedro) e a tando os assun- capa! É algo pra
expansão dele (São Paulo). tos de maneira consciente, escla- matar o velho....”
Então, que Paiva Netto seja, de recedora e objetiva. Desta forma, (Moacir Japiassu, escritor e jorna-
fato, em um momento Pedro e, em outro, destaca-se como excelente canal lista da coluna Jornal da ImprenÇa,
Paulo, enquanto lança fundamentos de de comunicação, sobretudo como do portal Comunique-se)
uma nova sociedade de Paz, Harmonia, um instrumento importantíssimo
Fraternidade e Amor. (Frei Rovílio Cos- de divulgação das campanhas, tariado”, publicada na revista
ta*, pesquisador, historiador e escritor) projetos e eventos que a LBV Boa Vontade, nº 208, de-
desenvolve para o bem comum zembro/2005. Gostaria de colocar
Com muita satis- e, principalmente, para os menos meu gabinete à inteira disposição
fação, tenho lido favorecidos, possibilitando uma para incentivar, cada vez mais, a
as belas e interes- formação moral e sólida de Solidariedade e o voluntariado,
santes matérias
Cida Linares

cidadãos conscientes dos seus imprescindíveis para a construção


da revista BOA direitos e deveres na busca de de uma sociedade mais democrá-
V O N TA D E . uma sociedade mais justa. tica e justa. (Vereadora Teresinha
Aliás, agora mes- Gostaríamos de destacar o tra- Carvalho, Câmara Municipal de
mo estava com a balho de excelência desenvolvido Campinas/SP)
revista em minhas nos Centros Educacionais, Culturais
mãos. Desejamos um Feliz e Comunitários da LBV, em especial Veículo de confiabilidade
2006 ao Irmão Paiva e a todos os amigos o localizado na zona norte do Rio de Gostaria de manifestar meus
da LBV. (Yvonette Gonçalves — Monja Janeiro. Parabéns à LBV por tudo sinceros agradecimentos a toda
do Templo Budista Higashi Honganji) que tem realizado pelo nosso Rio de a família de BOA VONTADE.
Quero parabenizar a todos Janeiro e pelo nosso Brasil. (Carlos Aproveito para registrar a minha
pela altíssima qualidade da Alberto de Carvalho, Coronel BM imensa admiração pela revista
revista BOA VONTADE. e Secretário de Estado da Defesa e parabenizar toda a equipe que
Tenho acompanhado as Civil e Comandante Geral do CB- faz dela um veículo de qualidade
edições mensais e estou MERJ) e confiabilidade. Aplaudo os 56
Cida Linares

anos da LBV e o sr. Presidente


muito satisfeito com as
Venho por meio desta para- Paiva Netto com sua constante
suas matérias.
benizar pela reportagem “Cam- luta em prol da Solidariedade.
(Altamirando
pinas: Câmara da cidade premia Uma referência de amor ao pró-
Carneiro — jornalista ximo e estímulo para todos os
e editor do Jornal Espírita) LBV pelo incentivo ao volun-
Daniel Trevisan
Heródoto Barbeiro
e a Fé no Budismo

Simone Barreto
_________
“Gostei muito
Sarah Jane da revista BOA
O conceituado jornalista, histo- VONTADE. O
riador e apresentador de Rádio e TV trabalho de vocês
Heródoto Barbeiro lançou para o é sempre muito
público paulista, no dia 28 de janeiro, e da mente e um bom comunicador
o livro Buda — o Mito e a Realidade, deve ter corpo e mente estáveis”. competente.
no qual apresenta ao leitor a visão Na sessão de autógrafos, re- Grande abraço.”
dele, como adepto do Budismo. presentantes da LBV levaram os (Joseti Marques, Dire-
Em entrevista à Super Rede Boa cumprimentos e o abraço fraterno tora de Jornalismo da
Vontade de Comunicação, o apresen- do dirigente da Obra. O colega de Associação Brasileira
tador do Jornal da Cultura ressalta a profissão retribuiu o gesto dedicando- de Imprensa — ABI)
ligação deste tema com o papel do lhe um exemplar com a mensagem:
jornalismo. Para ele, a obra contribui “Paiva Netto, um pouco do Budis-
de forma positiva, “porque o Budis- mo original. Abraços do Heródoto
mo fala sobre a estabilidade do corpo Barbeiro”.
“O mais recente
povos. (Rachel Machado, jorna- Dia da Consciência Negra. (Rose
número da
lista, via e-mail) Garcia, via e-mail, Buenos Ai- revista BOA
res/Argentina) VONTADE
Consciência Negra (edição 208) é
A edição nº 207 da revista A revista BOA VONTADE
BOA VONTADE está maravi- mais uma vez está de parabéns uma publicação
de excepcional

Simone Barreto
lhosa. Como em todas as edições, pelos brilhantes assuntos publica-
chama-nos a atenção a qualidade dos na edição no 207, em seu es- qualidade
gráfica e o conteúdo das reporta- pecial sobre o Dia da Consciência
gens. O especial sobre o Dia da Negra. Nele destaca-se a palavra
em todos os
Consciência Negra da Ministra Matilde Ribeiro campos, sobretudo no da
Reprodução rBV

está realmente fan- que defende a aplicação de leis Educação. Parabéns!.”


tástico. Parabéns! específicas para vencer o racismo (Desembargador Cármine
(Daniela Aspis, no Brasil. A publicação também Antônio Savino Filho, da 6ª
jornalista e asses- abriu espaço para o Presidente Câmara Criminal do Tribunal de
sora de imprensa da Sociedade Afro-Brasileira de Justiça do Rio de Janeiro/RJ)
do Vereador pro- Desenvolvimento Sócio-Cultural,
fessor Garcia, de sr. José Vicente, para falar sobre
Porto Alegre/RS) esse dilema nacional. Antecipou- *Frei Rovílio Costa — Referência na cultura
ítalo-brasileira. Descendente de imigrantes italianos
se na divulgação do Estatuto da de Cremona, o Padre Capuchinho escreveu mais de
Leio, com fre- Igualdade Racial, recentemente 100 mil folhas de pesquisa sobre esta cultura, sendo
A saudosa Rosa qüência, a revista aprovado pelo Senado Federal, homenageado pelo Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro
Parks, ícone dos Giuseppe Garibaldi, de Carazinho/RS, com uma biblio-
Direitos Humanos,
BOA VONTADE e de autoria do Senador Paulo
teca que leva o nome dele. Foi também Patrono da 51ª
foi uma das home- quero parabenizar Paim e, por fim, homenageou, Feira do Livro de Porto Alegre/RS.
nageadas pela rBV,pelas excelentes merecidamente, Rosa Parks,
edição nº 207, no
reportagens sobre
Especial Consciência
uma das grandes personalidades Escreva para a revista
Negra. educação ecumêni- destacadas no movimento de BOA VONTADE
ca e saúde. Destaco igualdade civil nos Estados Uni- Rua Doraci, 90 • Bom Retiro •
o importante espaço na revista nº dos. Parabéns! (Celso de Oliveira, CEP 01134-050 • São Paulo/SP
207 para tratar do tema da desi- administrador de empresas, São E-mail: info@boavontade.com
gualdade e do racismo no especial Paulo/SP)

BOA VONTADE 
Índice

Ao Leitor
A revista BOAVONTADE, como futuro!, promovida pela Instituição
sempre, está repleta de interessantes e que visa distribuir material escolar
matérias. Na Reportagem Especial, o para milhares de crianças em situa-
BOA VONTADE
jornalista Sidney Rezende — âncora ção de risco social em todo o Brasil.
ANO XXIV • Nº 209 • janeiro de 2006
da Rádio CBN, apresentador de tele- A seção Biosfera trata de um
BOA VONTADE é uma publicação mensal das Fr
jornais da Rede Globo e do programa elemento vital do meio ambiente e, IBVs, editada pela Editora Elevação.
de Economia Conta Corrente, da portanto, para a sobrevivência da
Globo News — revela fatos de sua raça humana: a administração da
carreira, fala de temas universais água, cuja quantidade disponível
como Meio Ambiente, Solidarie- para consumo é de apenas 0,3%. E Diretor e Editor responsável
dade e Globalização. Sidney deixa, ainda alerta para o fato de que esse Francisco de Assis Periotto
acima de tudo, uma mensagem de pequeno recurso vem sofrendo com MTE/DRTE/RJ 19.916 JP
otimismo e perseverança a todos que dejetos sanitários e despejos de resí- Coordenação
querem ser bem-sucedidos na vida. duos industriais e agrotóxicos. Gerdeilson Botelho
Há também um espaço desta- Os editores Revisão
cado para a Educação. Nele, re- Adriane Schirmer
produzimos trechos da mensagem Neuza Alves
do jornalista Paiva Netto e que foi Reflexão do mês Silvia Bovino
publicada em seu artigo “É urgente Walter Periotto
“A nossa ferramenta
reeducar!”, no qual o dirigente da Wanderly Albieri Baptista
LBV explica as bases da Pedagogia
para erigir o Cidadão Colaboradores
do Cidadão Ecumênico, preco- Ecumênico (religioso Alvino Barros, Cida Linares, Daniel
nizada por ele e posta em prática ou não) é algo de que Trevisan, Danielly Arruda, Débora
com sucesso nas escolas, centros não podemos prescindir: Verdan, Leilla Tonin, Maria Aparecida
comunitários e educacionais e nas o espírito universalista da Silva, Mário Augusto Brandão,
iniciativas em favor dos brasileiros. cujo instrumental Natalia Lombardi, Paulo Azor, Pedro
Neste contexto, destacamos a de Paiva, Rita Silvestre e William Luz.
grande mobilização nacional que
seja a Solidariedade,
Arte
teve início em 2 de janeiro: a edição iluminando mentes e
Projeto Gráfico: Alziro Braga
2006 da Campanha LBV — Criança sentimentos.”
(Paiva Netto) Especial — Foto de capa
Nota 10 — Sem Educação não há
Fotógrafo: João Miguel Jr.
Divulgação TV Globo
Edição nº 209
Produção
Endereço para correspondência:
Av. Rudge, 938 — Bom Retiro
4 Cartas 36 Fórum Mundial CEP 01134-000 — São Paulo/SP
6 Ao Leitor Permanente Espírito e Tel.: (11) 3358-6868 — Caixa Postal 13.833-9
9 Coluna de Esporte Ciência, da LBV. CEP 01216-970
10 Esporte e Cidadania 40 Saúde Internet: www.boavontade.com
11 Sociedade 44 Melhor Idade E-mail: info@boavontade.com
12 Educação 46 Ação Jovem LBV
20 Biosfera 50 Soldadinhos de Deus
Impressão: PROL Editora Gráfica
24 Samba e História 52 Notícias de Brasília
28 Reportagem 55 Arte na Tela A revista BOA VONTADE não se responsa-
Especial 56 Acontece no mundo biliza por conceitos emitidos em seus artigos
58 Acontece na Bahia assinados.
28 Reportagem especial:
O jornalista Sidney Rezende, ladeado
pela equipe da revista BOA VONTADE.

Francisco de Assis Periotto


MTE/DRTE/RJ 19.916 JP

9 Coluna de
Esporte

12 Educação

40 Saúde: os
riscos do
24 Samba e História

HPV.

20
Biosfera

36 Novos rumos
da Ciência
60 Acontece no
interior paulista

Portal BOA VONTADE: www.boavontade.com


Coluna do Garotinho

Felipe Freitas
Ainda fabricamos

craques
capazes de substituir os
José Carlos Araújo é locutor
esportivo da Rádio Globo do
Rio de Janeiro/RJ
que exportamos?

R
omário, que aca- peças perdidas. Sempre foi assim: do passe, não eliminou também a
ba de completar 40 sai um talento e logo a posição capacidade de buscar talentos em
anos de idade, foi o dele é ocupada por outro ainda nossos clubes? Afinal, para que
artilheiro do Cam- melhor. Não fosse essa tradição preparar um atleta e, depois de tan-
peonato Brasileiro o País não seria cinco vezes cam- to investimento, vê-lo ir para outro
de 2005 e continua aprontando no peão do mundo, não teria o São clube, sem a devida compensação
Campeonato Estadual do Rio de Paulo campeão das Américas e financeira?
Janeiro, como principal jogador também mundial de clubes. O momento de analisar a
do Vasco. Mas por que será que os ve- situação é agora, antes que seja
Vale lembrar que Romário, teranos estão ganhando tanto tarde demais.
o quarentão, foi sondado pelo espaço nos clubes? Será que já
Corinthians, campeão brasileiro, não produzimos talentos como
e outros clubes. O vice-artilheiro antigamente?
nacional foi Róbson, do Paysan- É certo que nossos jogadores Romário
com a taça do
du, o Robgol, de 35 anos. estão se transferindo para o Ex- tetracampeonato
Enquanto isso, os clubes do terior cada vez mais cedo. Ainda mundial,
Exterior continuam levando nos- com idade para a categoria de conquistado pela
Seleção Brasileira
sos principais jogadores. Bastou juniores, dão adeus a seus clubes e em 1994 nos EUA.
um brilhareco qualquer e lá se vai vão tentar a sorte e a independên-
a esperança de craque jogar em cia financeira em outros países de
outros rincões. Não é por acaso economia mais forte.
que o Brasil exporta uma média Não quero ser pessimista, mas
de 800 jogadores por ano. é bom observar que a reposição
Há atletas brasileiros em pratica- dos craques negociados já
mente todos os centros praticantes não é tão veloz quanto há
do futebol, em todos os continentes. alguns anos. Pior ainda:
Malásia, Rússia, Polônia, Finlândia, há casos em que não
Islândia, Japão e outras nações há reposição, quando
inimagináveis para o torcedor o atleta que parte não
juntaram-se a tradicionais mer- deixa um substituto à
cados importadores de jogadores altura, mas, sim, uma
brasileiros, como Itália, Espanha, grande saudade de seu
Inglaterra, Alemanha, França e futebol.
www.sporting-heroes.net

Portugal. Está na hora de re-


Isso acontece há décadas e o pensar uma questão: a Lei
Brasil sempre foi capaz de repor as Pelé, ao eliminar o instituto

BOA VONTADE 
Esporte e Cidadania

De olho no
Pan 2007 que prestigiará os jogos. “O Governo o Brasil no Mun-
_____________
Isabela Ribeiro

Antônio Cruz (ABr)


Federal vai cuidar da segurança em dial por equipes e
parceria com o Governo Estadual. no Pan-Americano

Lícia Curvello
Não será apenas para distribuir tropas Sênior.
no período do Pan. Vai ficar um le-
gado, porque será um investimento Sincronia
que envolve trabalhos sociais nas e muito
comunidades.” treinamento
Se no Judô as
Novos talentos para o Judô equipes não abrem
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Não é somente a cidade que se mão de um bom
Ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, e o prepara para os Jogos Pan-America- condicionamento
Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro,
nos de 2007. Uma equipe de atletas físico, o mesmo Fernandão,

M
Carlos Arthur Nuzman. apresentador
já foi convocada pela Confederação ocorre com os salta- do programa
esmo faltando Brasileira de Judô para a seletiva des- dores Juliana Velo- Vôlei Brasil, no
cerca de um ano te ano. A seleção foi realizada no dia so, Cassius Duran, estúdio da Super
e meio para o 25 de janeiro, em Recife/PE. Na clas- César Castro e Rádio Brasil (AM
940 kHz, Rio de
início de um dos se masculina foram indicados dois Hugo Parisi, todos Janeiro/RJ).
mais bonitos es- atletas por categoria, com exceção da atletas olímpicos
petáculos esportivos das Américas categoria meio leve masculino, a qual brasileiros de saltos ornamentais,
— os Jogos Pan-Americanos —, o teve apenas uma vaga em disputa, que foram a Pequim (China) para
Rio de Janeiro, cidade-sede do cam- tendo em vista que, pelo resultado al- 20 dias de intenso treinamento no
peonato, já está em ritmo acelerado. cançado em 2005, a comissão técnica maior centro desta modalidade no
Em decorrência das obras para as da CBJ assegurou a João Derly uma mundo. A equipe voltou ao País no
competições do ano que vem, o das vagas dessa categoria. dia 29 de janeiro acompanhada dos
autódromo Nelson Piquet, em Ja- Os atletas classificados partici- técnicos Francisco Ferrer, Ricardo
carepaguá, não receberá provas de parão de duas etapas da Copa ou Moreira, Roberto Gonçalves e da
automobilismo durante a temporada Super Copa do Mundo 2006 e de supervisora técnica da CBDA, Alice
2006. No complexo do circuito será treinamentos de campo nacionais e Kohler. A equipe realiza exercícios
construída uma arena esportiva mul- internacionais. Pelo desempenho de todos os dias da semana para iniciar
tiuso para a realização de provas. cada competidor nesses eventos será a preparação visando aos Jogos Pan-
O Ministro dos Esportes, Agnelo definida a delegação que representará Americanos no ano que vem.
Queiroz, durante entrevista ao pro-
Pedro Stabile

grama Vôlei Brasil, apresentado pelo


jogador Fernandão, nas noites de
segunda-feira, às 20 horas, na Super
Rádio Brasil (AM 940 kHz, Rio de
Janeiro/RJ, Emissora da Boa Vonta-
de), assegurou que as iniciativas para Edinanci Silva
a preparação do Pan vão além das (meio-pesado)
competições. Para isso, um trabalho retorna à Seleção
Brasileira de Judô,
intenso será iniciado ainda este ano definida na seleti-
para garantir a segurança do público va em Recife/PE.

10 BOA VONTADE
Sociedade

Parceria de sucesso
______________
Rodrigo Oliveira
Em recente visita à sede da TV seca no sertão. A Campanha SOS
Band, em São Paulo/SP, o Dire- Nordeste, como ficou conhecida,
tor-Presidente da Legião da Boa distribuiu mais de 4,1 milhões de
Vontade, José de Paiva Netto, foi quilos de alimentos. O sr. Johnny, a

Pedro de Paiva
recebido pelo Presidente do Grupo respeito dessa aliança, revelou: “Nós,
Bandeirantes de Rádio e Televisão, da Bandeirantes, estamos muito
Sr. Johnny Saad (E) tendo ao fundo o retra-
sr. Johnny Saad. No cordial encon- orgulhosos de ser aliados de vocês to de seu avô Adhemar de Barros (1901-
tro, ocorrido na zona sul da capital da LBV. Acompanhamos a luta do 1969) e Paiva Netto (D) à frente da imagem
paulista, ratificaram as parcerias de Paiva desde o tempo de Zarur, e sabe- de seu saudoso amigo Dr. João Jorge Saad
(1919-1999), Fundador do Grupo Band.
sucesso e laços de antiga amizade mos deste trabalho sério, bonito, hon-
entre a Band e a LBV, em favor do rado, que cuida de criança, cuida de deirantes há quase 23 anos. Atual-
Povo, que vem desde a época do gente idosa, envolve todo o mundo. mente, o Programa Boa Vontade,
saudoso Fundador do Grupo Band, Então, somos, em primeiro lugar, fãs com Paiva Netto, é veiculado para
Dr. João Jorge Saad, um pioneiro do trabalho de vocês, admiradores e todo o território nacional no início
das comunicações. colaboradores. (...) Muito obrigado da madrugada, de segunda a sexta-
Entre as vitoriosas parcerias, e fiquem com Deus”. feira, após o A Noite é uma Criança
realce para a grande mobilização que A Legião da Boa Vontade tem do apresentador e amigo da LBV
beneficiou milhares de flagelados da a satisfação de estar na TV Ban- Otávio Mesquita.

Literatura
Reprodução RMTV
Pelos direitos humanos
____________
Lícia Curvello “Não se case
A Secretaria dos Direitos Humanos do
antes dos 30”
Lícia Curvello

Estado do Rio de Janeiro lançou recente-


mente a publicação Cadernos de Direitos
_________
Humanos, que, no volume I, aborda o
Sarah Jane
tema Direitos Negados — Questões para
uma Política de Direitos Humanos. Re- Este é o título da mais Vontade com a mensagem:
presentantes da Legião da Boa Vontade, recente obra e o conselho do “Amigo Paiva Netto, todo
em visita ao Órgão, conversaram com escritor e pesquisador He- este trabalho é , sempre, para
Jorge da Silva o Subsecretário de Direitos Humanos, verton Anunciação. Lan- que um dia vire uma ponte
Paulo Rogério dos Santos Baía, conhe- çado no dia 19 de janeiro, para o trabalho da LBV. Amo
cido como Professor Baía, que revelou ser na capital paulista, o livro vocês”.
um admirador da LBV. Na oportunidade, foi compilado, firmando-se
apresentou a publicação editada pela em pesquisas matrimoniais “Meus livros são
Secretaria. colhidas desde o século XIX. complementares, todos
Segundo o Secretário de Direitos Hu- “A minha preocupação é tratam do Ser Humano.
manos, Coronel BM Jorge da Silva, a que os casais alcancem a
A chave para a família
Lícia Curvello

obra “tem como objetivo contribuir para a maturidade, evitando, assim,


difusão e aplicação do conceito de Direitos a separação, o que prejudica e para a sociedade é a
Paulo Rogério dos Humanos em múltiplas perspectivas”. os filhos”, assevera o autor de Espiritualidade, e nisso
Santos Baía O Subsecretário Paulo Rogério presen- eu aprendi muito com
Não se case antes dos 30.
teou o Diretor-Presidente da Legião da Boa Vontade Na ocasião, ele dedicou Paiva Netto durante a
com um exemplar do livro que traz a seguinte dedica- um exemplar de seu livro minha trajetória.”
tória: “Para a LBV e ao Dr. Paiva Netto, com respeito ao Líder da Legião da Boa Heverton Anunciação
e admiração. Paulo Baía”.

BOA VONTADE 11
Educação

Sem
Educação
futuro!
não há

________________
Material escolar para milhares de crianças pobres Juliane Nascimento
Arlindo Filho

progresso das nações.” É e Pensamentos — Dialética da Boa


o que propõe o jornalista Vontade (1987), e anteriormente no
Paiva Netto, dirigente da Jornal da LBV (janeiro de 1984): (...)
LBV — que completará, quando falamos na união de todos
em 29/6/2006, cinqüenta pelo bem de todos, alguns podem
anos de serviços prestados à atemorizar-se, pensando em capi-
Obra —, em suas palestras tulação de seus pontos de vista na
e em seu artigo “É urgente enfadonha planura de uma aliança
reeducar!”*1, quando ex- despersonalizada, o automatismo
plana a respeito das bases humano deplorável. Não é nada
da Pedagogia do Cidadão disso. Na Democracia, todos têm o
Ecumênico, preconizada dever (muito mais que o direito) de
Mais de 110 mil pessoas acompanham o pronunciamento por ele e posta em prática – honesta (quesito básico) e com
de Paiva Netto, durante a inauguração do Centro
Comunitário e Educacional da LBV no Rio de Janeiro/RJ, com sucesso nas escolas, espírito de tolerância – enunciar suas
ocorrida em 2/3/1996. (Vista parcial do evento). centros comunitários e edu- idéias, sua maneira de ver as coisas.

E
cacionais, além de outras Entretanto, ninguém tem o direito de

“ ducação e Cultura com iniciativas da Legião da Boa Vontade odiar a pretexto de pensar diferente.
Espiritualidade Ecumêni- em favor da população brasileira e Dizia Gandhi (1869-1948) que ‘di-
ca para o Povo destacam- mundial. vergência de opinião não é motivo
se entre as preocupações Um exemplo disso é a significa- para hostilidade’.
anti-sectárias maiores tiva mobilização nacional que teve “E foi por acreditar nisso que o
da Legião da Boa Vontade (LBV), início em 2 de janeiro: a edição 2006 Mahatma tornou-se, com certeza, o
ao lado de sua aplaudida Promo- da Campanha LBV — Criança Nota personagem principal da indepen-
ção Humana e Social. (...) Aliás, na 10 — Sem Educação não há futuro!, dência do seu Povo. (...)”.
verdadeira Democracia — que deve com a finalidade de distribuir material
ser entendida e vivenciada como o escolar para milhares de crianças que
regime da responsabilidade — todos vivem em situação de risco pessoal e
têm direito à liberdade de expressão, social no Brasil inteiro. “Enquanto não
manifestada com o necessário senti- Para o dirigente da LBV, “No prevalecer o ensino
do de dever e bom senso, alcançado ensino reside a grande meta a ser
com o amadurecimento espiritual, atingida, já!”. E complementa: “E eficaz por todos os de
ético, portanto, democrático; e mais: vamos mais longe: somente a Ree- bom senso almejado,
ao Trabalho; à Segurança; à Saúde; ducação, até mesmo dos educadores,
à Alimentação; à boa Educação; como recomendava o jornalista, ra- qualquer nação
à Cultura; ao Lazer (Alegria sem dialista e poeta Alziro Zarur (1914- padecerá cativa das
baixaria). Tudo isso, com a indispen- 1979)*2, é capaz de garantir-nos dias
sável espiritualização do sentimento, de prosperidade e harmonia. Porém,
limitações que a si
em qualquer estágio histórico do como escrevi em meu livro Reflexões mesma se impõe.”
Paiva Netto
12 BOA VONTADE
Arlindo Filho

Em 2 de março de 1996, Paiva Netto


entregava à população carioca o Centro
Educacional, Cultural e Comunitário da
LBV, órgão de excelência da Instituição
no atendimento à criança e sua família. A
iniciativa — que nasceu como uma resposta
do Líder da LBV ao triste episódio da chacina

Marina Figueiredo
na Candelária, quando meninos de rua foram
brutalmente assassinados — recebeu desde sua
origem o apoio do Povo e da classe artística.
No dia da inauguração, mais de 110 mil pessoas Fachada do Centro Educacional,
Arquivo rBV

prestigiaram o evento, entre elas, da esq. para Cultural e Comunitário da Legião da


a dir., os atores: Leila Lopes, Nina de Pádua, Boa Vontade, que está localizado na
Stênio Garcia e Isabel Fillardis. Av. Dom Hélder Câmara, 3059 — Del
Castilho, Zona Norte do Rio.

O Líder da LBV, ainda sobre o


assunto, em 14 de junho de 1986, Crianças em
em São Paulo/SP, declarou ao jorna- situação de
lista J. Pascale: “(...) em absoluto, pobreza de
não prego a ninguém que se torne Pau Ferro/AL
recebem
‘vaquinha de presépio’, servilismo material escolar
mental que abomino, como também da LBV
não posso conceber um pensador que
não seja sincero nas suas argumenta-
ções ou que somente queira agradar
a convenção”. representa nação cada vez mais im- Ciência, da LBV,
Prosseguindo com a Dialética potente, escrava mesmo! (...) Como reunidos em 2000, no ParlaMundi,
da Boa Vontade, acompanhemos o ressalta o jornalista Francisco de em Brasília/DF:
raciocínio do autor de O Capital de Assis Periotto, trata-se de antiga “Por ser aqui o Parlamento
Deus: orientação e renovada proposta, Mundial da Fraternidade Ecumê-
“Em outras ocasiões, em pales- que singularizamos no trabalho que nica da Legião da Boa Vontade,
tras no rádio e na TV, tive novas vem sendo realizado pela LBV, a de o ParlaMundi da LBV, todos têm,
oportunidades para destacar o valor libertar as pessoas pelo Ensino, mais nas atividades dele, o dever de
incomensurável da Educação para que isso, pela reeducação até mesmo expressar suas opiniões, mesmo
as massas: da Educação, mormente agora que que com o calor natural à defesa
“(...) Cuida do Espírito, reforma o ensino especializado tomou conta das teses, contudo sem espírito de
o Ser Humano e tudo se resolverá. do mundo e, a todo o instante, requer cizânia, portanto civilizadamente,
Não consiste em nenhuma fórmula a atualidade contínua do próprio de preferência...
mágica. Os que procuram oferecer aprendizado”. “Pobre da sociedade sem a dis-
o melhor da Pedagogia, tantas vezes Vale recordar o que Paiva Netto cussão das idéias. Detestam-na,
suplantando as maiores dificulda- apresentou na publicação especial apenas, os que querem o domínio
des, até mesmo pessoais, sabem dedicada aos participantes da Se- criminoso da mente humana. A His-
muito bem disso. (...) Ora, nunca gunda Sessão Plenária do Fórum tória conta-nos o horror que tem sido
tanto quanto hoje, povo desinstruído Mundial Permanente Espírito e a sua passagem pela Terra.”

BOA VONTADE 13
lho
Arlindo Fi

Marina Figueiredo
Caucaia/CE

Arquivo rBV
Durante a inauguração do Centro
Educacional da LBV, no Rio de
Janeiro, Paiva Netto aparece ao
lado do saudoso Fundador da
Rede Bandeirantes de Rádio e O atual Secretário de Cultura do Estado
Televisão, Dr. João Jorge Saad do Rio de Janeiro, Arnaldo Niskier,
(terno cinza), o ator Lúcio Mauro acompanhado da filha, a pedagoga

Arquivo rBV
(roupa clara), a psicóloga Suzy Sandra Niskier, é recebido por Paiva Netto
Camacho (à esquerda), e diversas nas obras do Centro Educacional da LBV
outras personalidades. no Rio, em 8 de julho de 1995.

No entanto, para alcançarmos neste mundo material de tecnologia zados que não estão disponíveis na
esse estado ideal de consideração jamais vista e, paradoxalmente, na praça e, portanto, terão de ser pre-
mútua entre as criaturas, o Diretor- atualidade, tão instável para os que parados dentro de uma sistemática
Presidente da LBV nos alerta para o labutam pelo futuro próprio, devemos original e revolucionária do ponto de
fato de que qualquer transformação levar na mais alta consideração que vista pedagógico”. O ilustre educador
passa primeiro pelo interior do Ser os educandos têm de ser com efici- Niskier teceu esse comentário no dia
Humano. ência qualificados para a exigente 8 de julho de 1995, durante visita às
“De acordo com o que escre- demanda do acirrado mercado atual obras do Centro Educacional, Cultu-
vi em Epístola Constitucional do de trabalho. ral e Comunitário da LBV, na capital
Terceiro Milênio*3, publicada em 7 “E, mais: de tal forma que não carioca, nas quais, ao lado de sua
de Setembro de 1988, no capítulo persigam um caminho, ao término filha, a pedagoga Sandra Niskier,
‘Instruir é Iluminar a Consciência’: de que, a profissão — para a qual se foi fraternalmente recepcionado por
‘Sem Educação e Instrução não há prepararam — não mais exista ao fim seu velho amigo Paiva Netto.
progresso. Todavia, educar e instruir do curso. É essencial, pois, receber Alguns meses depois, em 2 de
não é apenas ensinar a ler, a mergu- formação para serem arrojados, em- março de 1996, aquele empreendi-
lhar nos livros. Trata-se, acima de preendedores, de modo que possam mento socioeducacional foi entregue
tudo, de iluminar a inteligência para suplantar os fatos supervenientes que à população de baixa renda, numa
as funções harmônicas do cidadão a qualquer instante desafiam a socie- solenidade histórica que reuniu auto-
na sociedade (...). Isso somente será dade, assustando multidões.” ridades, artistas consagrados e per-
conseguido quando as criaturas sou-
berem ver além do intelecto, com os Metodologia inédita e Edição
de 13 de
olhos do Espírito (...)’.” revolucionária março de
Ainda no memorável documento Por tantas razões, o método pe- 1996, da
“É urgente reeducar!”, falando acer- dagógico implantado nas escolas da revista
ISTOÉ.
ca da mensagem dirigida ao corpo LBV mereceu do respeitado escritor,
docente da LBV em 2000, o educador membro da ABL (Academia Brasi-
Paiva Netto disserta sobre algumas leira de Letras), professor Arnaldo
das diretrizes da rede de ensino da Niskier, atual Secretário de Cultura
instituição que preside: “O Espírito do Estado do Rio de Janeiro, defini-
tem lugar preponderante no nosso ção muito apropriada: “trata-se de
labor. Entretanto, na preparação de uma metodologia pré-escolar inédita
jovens e adultos para a subsistência que precisa de professores especiali-
Marina Figueiredo

Marina Figueiredo
Daniel Trevisan
Rafaela Romolo

Cida Linares
São Cristóvão/SE
“Realmente,
sonalidades de expressão, como sem Educação
Cajamar/SP o saudoso Dr. João Jorge Saad
(1919-1999), Fundador da Band. Na
não há
ocasião, compareceu ao concorrido futuro. Esta
“Uma das evento — conforme destacou, com Campanha é
grandes linhas de foto, a revista Istoé, edição de 13 de a única porta
março —, um público estimado em aberta para a
atuação da Ulbra 110 mil pessoas. Com o título “LBV
TV é na área de sai na frente”, o jornalista Francisco criança que é
responsabilidade Alves Filho escreveu que no ano de- carente, que não tem muita
social. Essa dicado à Educação, a LBV inaugurou oportunidade. E não há
parceria com a um grande centro de atendimento às boa Educação sem material
crianças da periferia do Rio.
LBV vai ser muito escolar. Uma das coisas em
boa. Estamos à A Campanha que se esbarra é realmente a
disposição, vamos veicular a Por todo esse cuidado com as criança que não vai à escola
Campanha LBV — Criança novas gerações e graças ao apoio porque fica envergonhada de
Nota 10 — Sem Educação da sociedade à Campanha LBV não ter sua mochila, um caderno,
— Criança Nota 10, a Legião da Boa
não há futuro! e outras que um lápis preto, ou os de cor,
Vontade está entregando, neste início
vierem.” de ano, kits escolares aos alunos da quando a professora diz: ‘Vamos
Luiz Carlos Moreira 1ª à 4ª série do Ensino Fundamental colorir!’. Este movimento que
Diretor-Executivo da Ulbra TV. da rede pública que participam do a LBV faz é imprescindível
Programa LBV: Criança — Futuro no para que todos tenham esta
Presente! o qual tem como objetivo
oferecer aos estudantes, no contra-
igualdade.”
Da esquerda para a direita: Vera Vianna
Danielle e Paloma (Grupo turno escolar, atividades esportivas,
Consultora em Educação
Patotinha), Thaty (Rainha do lúdicas, culturais e de lazer.
Bambolê), Michelle Giudice
(Atriz), Mariana e Drielly (também
Cada criança recebe uma mochila, cor (com 12 unidades), uma caixa de
do grupo Patotinha). cinco cadernos — três de linguagem, canetas hidrográficas (também com
um de caligrafia e um de carto- 12 unidades), duas borrachas, um
grafia (desenho) —, seis lápis apontador com depósito, dois tubos
pretos, uma caixa de lápis de de cola, uma tesoura sem ponta, uma
régua de 30 cm e um dicionário.
Daniel Trevisan

A iniciativa tem a finalidade de


combater a evasão escolar e estimu-
lar os pequeninos que muitas vezes
não freqüentam a escola por falta de
materiais básicos.
Daniel Trevisan

Além da população em geral, pro-


fissionais da mídia têm sido grandes
agentes da ampanha, divulgando a

16 BOA VONTADE
Gabriel Cavicchioli
São Luís/MA O apoio da mídia
Os meios de comunicação de todo br, na página principal). Londrina/PR
o País estão divulgando a Campanha — jornal Folha de Londrina. Maringá/
LBV — Criança Nota 10!. De Belo PR — o jornal Hoje Maringá (coluna
Horizonte/MG — os jornais Diário da do jornalista Ângelo Rigon) e rádio
Tarde (no “Caderno 2” e em “Doações Pé Vermelho AM (Jornal Edição de
e trocas”) Balcão (coluna “Doações”), Notícias). Morro Agudo/SP — Jornal
Comunidade em Ação (em “Serviço & A Tribuna de Morro Agudo. Natal/RN
Daniel Trevisan

apoio à comunidade”), Jornal Edição do — o site DeSaboya.com (seção “Lápis


Brasil (no caderno “Belo Horizonte”), de Cor”). Novo Hamburgo/RS Rádio
Jornal Empregos; as rádios Alvorada ABC — 900 AM (programa Conexão).
FM, CBN (programa CBN Notícias), Porto Alegre/RS — TVE. Rio de Ja-
Feira e a TV Câmara. Araraquara/SP neiro/RJ — jornal Monitor Mercantil.
— jornal Folha da Cidade. Brasília/DF Uberaba/MG — os jornais Cidade
— os jornais Correio Braziliense (co- Livre (coluna “Malagueta”) e Jornal de
luna “Tome Nota”), Jornal de Brasília Uberaba. Uberlândia/MG — jornal O
(coluna “No Rádio” e anúncio), Tribuna Correio (coluna “Sociedade” e no site do
Solange Frazão do Brasil (coluna da jornalista Consuelo periódico, endereço www.jornalcorreio.
Badra e anúncio); no site Administração com.br) e a rádio Globo Cultura AM
Regional do Lago Sul (www.lagosul. (programa Festival de Alegria). Ves-
mobilização (Veja a relação de nomes df.gov.br), (em destaque na home). pasiano/MG — jornal Vespasiano em
no destaque ao lado), a exemplo do Campina Grande/PB — jornal O Diá- Notícias; e tantos outros que a revista
Diretor-Executivo da Ulbra TV, canal rio da Borboma. Cascavel/PR — jornal BOA VONTADE estará agradecendo
48 UHF e 21 na Net, de Porto Ale- O Paraná. Cachoeira do Vale/MG oportunamente.
gre/RS, Luiz Carlos Moreira, que — Rádio Itatiaia AM (programa Chama-
visitou o Lar e Parque Alziro Zarur do Geral). Campo Bom/RS — jornal
A Gazeta (destaque na capa). Coronel
da LBV, localizado em Glorinha/RS,
Fabriciano/MG — Rádio Educadora
na companhia da Coordenadora de (programas A Tarde é Nossa e Bom Dia
Marketing da emissora, Simone Vale do Aço). Esteio/RS – rádio Tradição
Schmitz, e consolidou a ajuda à FM 88,3 (programa Manhã Alternati-
Instituição. va). Florianópolis/SC — na Folha de
A Super Rede Boa Vontade de Coqueiros on-line (www.folhadeco-
Comunicação (rádio, TV, internet queiros.com.br, na seção “Notícias”),
Dr. Ladislau Airton Biffi

e mídia impressa) está totalmente rádio Difusora AM (programa Café da


envolvida com esta ação, emitindo Tarde com notícias) e TV Barriga Verde
(programa Tricotando). Ipatinga/MG
boletins diários sobre a empreitada. — as rádios 95 FM (programa Vale
À esquerda, o jornalista, radialista e escri-
Manchete) e Grande Vale FM (programa tor José Carlos Magdalena, que apresenta
Artistas participam Faixa Livre Especial) e a TV Cultura (no o Jornal da Cidade, na região de Arara-
da iniciativa Jornal Cultura). Joinville/SC — site quara/SP, ao lado do representante da
Diversos artistas mirins engaja- Tudo Joinville (www.tudojoinville.com. LBV Ataíde Alves.
ram-se nesta ação e gravaram VTs
de apoio à Campanha, entre eles os informações pelo telefone (11) 3225-
atores Michelle Giudice, Rafaela 4500.
Romolo, Gabriel Cavicchioli e _______________________
*1 É urgente reeducar! — Artigo de Paiva Netto
Rodolfo Valente; o apresentador publicado na revista Sociedade Solidária Altruística
Jacarezinho
Jacarezinho; a rainha do bambolê Ecumênica (7ª edição), que foi traduzida em diversos
Thaty; Mariana, Danielle, Paloma idiomas e encaminhada à ONU, High Level Segment
Daniel Trevisan

e Drielly, do grupo Patotinha, além 2005, realizada pela Ecosoc, de que a LBV faz parte.
Rodolfo Valente *2 Reeducar os educadores — O pensador e ativista
da apresentadora de TV e personal brasileiro Alziro Zarur refere-se, de certa forma, a um
trainer Solange Frazão. trabalho bem além da hoje tão destacada capacitação
Cada kit custa R$ 30,00. Colabore dos educadores e profissionais de ensino, como já expli-
camos em diversas palestras. (Nota de Paiva Netto)
você também na construção de um *3 Epístola Constitucional do Terceiro Milênio — Tra-
País melhor. Deposite seu donativo ta-se da sugestão de título, dada pela Juventude Ecumênica
na conta 73.700-2, agência: 0237, da Boa Vontade de Deus, para a memorável circular escrita
Daniel Trevisan

por Paiva Netto, na madrugada do dia 18 de julho de 1988


Banco Itaú ou procure a Legião da e lançada em livro no dia 7 de Setembro daquele mesmo
Boa Vontade na sua cidade. Outras ano por proposição dos moços.

BOA VONTADE 17
Educação

Supercreche Jesus da LBV:


Há duas décadas
educando para a
cidadania plena. ______________
Marta Trigueiro

P
rimazia em Educação, A Supercreche Jesus é um local
assim são reconhecidos especialmente projetado para a garo-
a Supercreche Jesus e tada, que começa a freqüentá-la desde
o Instituto de Educação os 4 meses de idade até completar os
José de Paiva Netto. 6 anos. Possui 16 salas de aula amplas
Juntos, eles formam o Conjunto Edu- e arejadas com sanitários, facilitando,
cacional da Legião da Boa Vontade assim, a locomoção das crianças;
(LBV) em São Paulo e celebraram no decoradas de forma a propiciar aos
último dia 25 de janeiro, respectiva- educandos o contato com o mundo
mente, o 20º e o 13º aniversário. da escrita desde os 3 anos de idade, principal finalidade de
Inaugurada em 1986 pelo jornalis- além de salas ambientes como as de atender as crianças que haviam con-
ta, radialista e escritor José de Paiva Artes, de vídeo e a de Oração. cluído a educação infantil e ingres-
Netto, dirigente da Instituição, a Su- A área de lazer conta com solário, savam na primeira série do ensino
percreche é um presente para a capital quadra de esportes coberta, amplo fundamental.
bandeirante, pois cuida da educação pátio ao ar livre, playground e um Atualmente, dispõe, em média, de
do Ser Humano desde a sua mais belo bosque com árvores centenárias. três salas para cada série do ensino
tenra idade, com um diferencial: a Refeitórios divididos por faixa etária, fundamental e duas para cada série do
Pedagogia do Cidadão Ecumênico, consultório odontológico e ambu- ensino médio. Oferece também, no
uma inovadora proposta do Líder da latório com enfermaria completam período noturno, alfabetização para
LBV, que alia intelecto, sentimento essa maravilhosa estrutura para o jovens e adultos e o curso Normal
e Espiritualidade atendimento infantil. (antigo Magistério).
Outro ambiente a ser destacado é a A formação integral do aluno é
sala de estimulação para bebês dos 4 proporcionada em um local amplo
meses aos 2 anos, na qual psicólogos e agradável, que alia salas de aula e
e berçaristas trabalham para pro- laboratórios (de química, física, bio-
mover um desenvolvimento mais logia e informática) bem-equipados
Daniel Trevisan

rápido, seguro e eficaz das primeiras a jardins bem-cuidados e árvores


habilidades de um indivíduo. frondosas. O Instituto de Educação
Dos 1.200 alunos atendidos José de Paiva Netto possui ainda
pela LBV em São Paulo, cerca de quadras poliesportivas; biblioteca;
300 alunos estudam na Supercreche brinquedoteca e ambientes para artes,
Jesus no período integral (das 7 horas inglês e expressão corporal.
às 18h30), recebendo ainda aulas de Dentro desse quadro, há a inte-
inglês, caratê, balé, educação artística, gração de diversos setores, como
cultura ecumênica e convivência, pedagógico, nutricional, psicológico,
além de treinamentos esportivos, de serviço social, de saúde e de comu-
Eduardo Isaías

enfim, o que há de melhor e mais nicação. Isso contribui efetivamente


moderno na área educacional. para a melhoria da qualidade de vida
Nascido como uma extensão da dos estudantes. Há treinamentos na
Supercreche, o Instituto de Educa- área de esportes; excursões culturais;
ção foi inaugurado em 1993, com a atividades extracurriculares; atendi-

18 BOA VONTADE
Janeiro de 2006:
Capacitação pedagógica
dos educadores da LBV.
Anualmente, os profis- na qual destacou
sionais que atuam na área a metodologia
educacional da Legião da preconiza-
Boa Vontade — professo- da por Paiva
res, coordenadores, dentre Netto.
outros — participam de uma Disse a sra.
capacitação pedagógica com Amanda: “Nas
a finalidade de se aperfeiçoar, escolas da LBV
ainda mais, no desenvolvimento formam-se mentes Amanda Wright
de suas funções com os milhares de e corações. Os dois têm (EUA)
alunos que freqüentam as escolas da de caminhar juntos. Hoje em dia con-
Rede Educacional da Instituição. vivemos com todo tipo de intervenção
Neste ano, o encontro ocorreu na capital negativa, pela TV, rádio, internet, etc…
paulista, entre os dias 18 e 24 de janeiro, e o Nossos jovens e crianças têm acesso a
Na oportunidade da inaugura- foco principal foi a interação da Pedagogia do todos esses meios que infelizmente não
ção da Supercreche Jesus, na Cidadão Ecumênico, aplicada com sucesso ajudam a desenvolver valores morais,
capital bandeirante, em 25 de nas unidades da LBV. éticos, tão importantes para a segurança
janeiro de 1986, uma multidão
toma conta do local, durante o
Na ocasião, a sra. Amanda Wright- do mundo, deteriorando, assim, nossa
pronunciamento do dirigente Stafford, Diretora da Escola Lincoln sociedade. Com certeza a escola tem
da LBV, no destaque ao lado. Avenue em Orange, localizada em New a responsabilidade de garantir que
Jersey, Estados Unidos da América, enviou seus estudantes cresçam e adquiram
mento ambulatorial médi- uma mensagem gravada aos participantes, confiança em si mesmos, que eles
co e odontológico, sempre sejam amigos, honestos, enfim, Seres
orientados por profissionais. Humanos em quem podemos confiar.
A família é outra preocupa- Eu admiro e concordo com o lema da
ção constante do Instituto, que a LBV (Formar Mentes e Corações).
considera peça fundamental em Os educadores devem se preocupar,
todo o processo de aprendizagem. não somente em desenvolver o inte-
Assim, há um espaço aberto para o lecto dos jovens, mas principalmente
envolvimento dos familiares dos alu- os seus corações, a sua socialização.
nos e também da comunidade, com Havendo essa combinação, certamente
a realização de palestras educativas, estaremos colaborando para a for-
cursos e atividades esportivas. mação positiva do caráter e dos seus
Do exposto, ratifica-se que esta Espíritos”.
unidade é responsável pela educação
de crianças, adolescentes e adultos,
da Supercreche Jesus e do Instituto
de Educação José de Paiva Netto,
formando-os de modo que possam
desenvolver suas potencialidades
como elementos auto-realizadores,
qualificando-os para o mercado de
Clayton Ferreira

trabalho, além de prepará-los para o


exercício da cidadania plena. Tudo
isso é permeado pela Espiritualidade
Ecumênica, com o objetivo primor-
dial de promover o aperfeiçoamento
do Ser Humano e de seu Espírito
eterno. Esse fator é o que distingue e
confere caráter de qualidade ao ensino
de ambas as escolas.

BOA VONTADE 19
Biosfera

O paradoxo da
A
“ Terra é azul!”. O dono anos e que, deste total, apenas 0,3% blemas ambien-

Reprodução RMTV
da frase é o astronauta está disponível para o consumo tais relacionados à
soviético Yuri Gagarin humano (veja gráfico “Água no água foram pauta
(1934-1968), primeiro planeta”). deste bate-papo,
homem a ver a Terra Ladislau Dowbor, Doutor em que também foi
do espaço. Após rodear o nosso Ciências Econômicas pela Es- veiculado no pro-
orbe, durante uma hora e quaren- cola Central de Planejamento e grama Biosfera,
ta minutos, em 1961, comprovou Estatística de Varsóvia (Polônia), da Rede Mundial
o que se tinha como quase certo. escreve no livro Administrando de Televisão. Carlos Palma, diretor
O motivo é claro: a superfície ter- a água como se fosse importante técnico da Universidade
restre é coberta por cerca de 70% que este recurso “é vital e está se Revista da Água.
de água. Curiosamente, o nosso tornando um elemento-chave da BOA VONTADE — Qual a
organismo necessita dessa mesma questão ambiental: a sua ausência, contribuição que este recurso
proporção para sobreviver, o que ou contaminação, leva à redução trouxe para a história da
só vem reafirmar a relação de de- dos espaços de vida e ocasiona, Humanidade?
pendência do Ser Humano com a além de imensos custos humanos, Carlos Palma — A vida em si.
Natureza. uma perda global de produtividade Para haver vida nós precisamos
Entretanto, no início do século social”. de oxigênio. Se você não tiver
XXI, esbarramos num grande O que é necessário, então, para oxigênio, em 5 minutos pode ter
contraste: o planeta azul está frear um desastre e garantir que morte cerebral. A segunda neces-
com sede, o que significa dizer, no futuro exista água de quali-
em números, que mais de 1,1 dade para todos? “Acredito que
bilhão de pessoas sequer têm o falta conscientização”, responde
privilégio de beber água. Como o diretor técnico da Universidade
se não bastassem o desperdício e da Água, Carlos Palma. “Pessoas
a poluição, a população mundial educadas e conhecedoras desse
triplicou nos últimos cem anos tipo de problema obviamente
e, por conseqüência, o consumo não iriam contribuir para a de-
dessa substância aumentou seis generação dessa pouca quanti-
vezes mais. Razões preocupan- dade que temos à disposição do
tes se levarmos em conta que a consumo humano”, completa o
quantidade de água existente entrevistado pela revista BOA
no Planeta se mantém VONTADE. A poluição dos
estável há milhões de rios e as soluções para os pro-

20 BOA VONTADE
PhotoDisc
Água Como o mundo, coberto por dois terços desse
precioso líquido, pode sofrer com a falta dele?
______________
Rodrigo Oliveira

sidade seria a água. O Ser Hu- disponível em grande quantidade, mente diluída. A mistura entre a
mano suportaria, dependendo do mas localizada, não proporcional- carga poluidora e a quantidade
metabolismo de cada um, de 3 a 5 mente, em lugares com menos ou de água é que vai estabelecer
dias sem água, até vir a falecer. A mais habitantes. Sua distribuição se a água é poluída ou não. Se
terceira é o alimento: dependendo não é homogênea. colocar um pingo de ácido sul-
do metabolismo de cada um, você fúrico em 10 milhões de litros de
pode durar de uma semana até rBV — Muita gente tem acesso água não haverá praticamente
dez dias. Então, contamos que a à água de má qualidade. alteração.
água é essencial à nossa existência, Quais as conseqüências que
como o oxigênio e o alimento. isso tem gerado? rBV — A conscientização é
Carlos Palma — A água, neste o melhor caminho para a
rBV — O Brasil já deve pensar caso, funciona como veículo de questão ambiental?
em métodos mais eficazes transmissão de diversos tipos de Carlos Palma — Certamen-
para obtenção de água doenças e contaminações em ge- te. Na realidade, existem degra-
potável? ral. Se você encontra na água, por dações que não conseguiremos
Carlos Palma — Nós temos de exemplo, matéria orgânica, vai lhe mais restaurar. O que temos
avaliar o aspecto econômico. Pode- dar um tipo de problema. Da mes- a fazer é tomar atitudes agora
mos dizer assim: “nós vamos reti- ma forma, podem ser encontrados para evitar problemas maio-
rar o sal da água, reutilizar a água metais pesados, solventes, tintas e res no futuro. Quanto mais
do mar”. Entretanto, este processo demais produtos, que ocasionarão informação e mais educação
é muito caro. Por isso acredito que muitas enfermidades. conseguirmos passar para as
seria melhor evitar a contaminação crianças, melhor será. Podemos
e utilizar o líquido que está prati- rBV — E nesse caso, o relevo notar que, atualmente, as crian-
camente próprio para o consumo, pode influenciar também para ças dizem aos pais: “o senhor jo-
sem grandes investimentos, tais diluir a carga poluidora? gou esse papel na rua?”. Antes
como hidrólise. Nos países mais de- Carlos Palma — Sim, porque não havia esse tipo de situação.
senvolvidos em ciência e tecnologia, se o rio tiver maior velocidade Então, quanto mais informar,
já se estudam alternativas, pois em e maior quantidade de água, a quanto mais educar, melhor
muitos deles há problemas de falta carga poluidora será mais facil- será. (...) Só mesmo a vida pode
de água para consumo humano. dizer o que vai acontecer no
E esse não é um problema do futuro.
nosso Brasil. Nós temos água

BOA VONTADE 21
Biosfera
Texas Parks and Wildlife Department © 2006, Earl Nottingham

Plano

Texas Parks and Wildlife Department © 2006, Earl Nottingham


Nacional de
Recursos
Hídricos
Já no início de 2006, uma boa
notícia sinaliza a preocupação do
Governo Federal em minimizar o
problema da água no Brasil. Trata-se
da aprovação, por unanimidade, do
Plano Nacional de Recursos Hídri- duas maneiras: sistema de captação
cos, um conjunto de diretrizes, metas em manancial superficial e por meio
e programas que visam garantir o uso de poços.
racional dessa substância até 2020. Apesar de serem feitas em menor
O Conselho apresentou dados escala, as captações de água superfi- USO DA ÁGUA
importantes e que ajudarão a tomar cial estão sujeitas a inúmeros fatores A agricultura é a área que mais
as iniciativas. Uma das pesquisas que comprometem a qualidade. Os consome os recursos hídricos,
seguida pelo setor industrial e a
constatou que menos da metade da principais motivos são o lançamento utilização doméstica.
população do Nordeste tem acesso de esgoto sanitário e despejos de re-
ao abastecimento de água, uma síduos industriais e agrotóxicos. 85%
realidade bem diferente da que se Por isso, um dos desafios do
verifica na região Sudeste, onde Plano é a construção de estações de
70,5% da população possuem água tratamento de esgoto para melhorar
encanada. Na média nacional, esse a qualidade hídrica do País. O Pro-
recurso chega à torneira para 63,9% fessor titular do Departamento de
dos brasileiros. Pós-Graduação da PUC/SP, Ladislau
Outro alerta diz respeito à qualida- Dowbor, atenta para o fato de que, 10%
5%
de da água que chega às residências. diariamente, no mundo, o Ser Huma-
Agricultura Indústria
Segundo levantamento apresentado no produz mais de dois milhões de Uso doméstico

pelo Plano Nacional, o comprome- toneladas de excremento, dos quais


www.flib.co.uk/cgi.htm

timento se deve à técnica utilizada 98% vão para rios, sem tratamento.
para a captação da água, hoje feita de Esse índice é responsável por outro

“Nos países em desenvolvimento, a


água poluída é a causa de 80% das
doenças e 33% das mortes de pessoas.”
22 BOA VONTADE
Água no planeta
“Como se não A preocupação de que no futuro a água de qualidade pode se tornar escassa deve-
se ao fato de que são relativamente limitadas as reservas de água útil no Planeta,
bastassem o conforme ilustra o gráfico.

desperdício e a 98% água salgada


poluição, a população
mundial triplicou nos
últimos cem anos e,
por conseqüência, 2%
o consumo de água água doce
(87% deste total estão em
aumentou seis vezes geleiras e a maior parte encontra-
se em subterrâneos).
mais.”
problema que se verifica nos países
www.defesacivil.mg.gov.br

www.deh.gov.au

em desenvolvimento, locais onde


a água poluída é a causa de 80%
das doenças e 33% das mortes de
pessoas.
“Na América Latina, quase 30%
da população vive sem acesso a
fontes seguras de água, problema
agravado pela urbanização relati-
vamente mais avançada”, assevera
Dowbor. O texto do Plano Nacional adotados programas específicos do que uma peça técnica, é também
chama a atenção para o fato: “há e integrados ao desenvolvimento um processo de negociação e o obje-
dificuldade de avançar mais na uni- urbano. tivo principal é o estabelecimento da
versalização da cobertura urbana, já A Ministra do Meio Ambiente, sua implementação a partir do olhar
que a população ainda desprovida Marina Silva, esclarece que é justa- dos usuários da sociedade civil e dos
dos serviços localiza-se predomi- mente no contexto da conscientiza- demais entes do Sistema Nacional
nantemente nas áreas periféricas ção que a iniciativa pretende atuar. de Gerenciamento de Recursos Hí-
e de urbanização informal”. Com “O Plano tem um forte componente dricos”.
isso, o Conselho sugere que sejam de envolvimento da sociedade. Mais Fonte: Radiobrás

BOA VONTADE 23
Samba e História

O samba
em versos
Arlindo Cruz, compositor brasileiro com quase 500 músicas, conta
sua história de vida e trabalho.

A
biografia de Arlindo a trabalhar como músico, pro-
Arquivo rBV

Cruz passa pelo sam- movendo rodas de samba com


ba e vice-versa. Cria artistas, a exemplo de Almir
do Cacique de Ramos, Guineto. Nesta trajetória de-
famosa quadra do su- parou-se com bambas da nossa
búrbio do Rio de Janeiro/RJ, ele é cultura. Tudo isso, adicionado
o convidado do Samba e História ao novo som que vinha tirando
e conta, na descontraída entrevista, do repique e do banjo, encantou
detalhes de uma carreira sólida que Arlindo.
começou no quintal de sua residên- Apesar de pertencer a uma
cia, em Cascadura. “Nas festas lá em família de músicos amadores,
casa não tinha vitrola. Meu pai tocava ele não recebeu o total apoio
cavaquinho; meu tio, violão; e minha para seguir na área. Os seus
O compositor Arlindo Cruz (D) ao mãe cantava. Era samba mesmo.” familiares foram, aos poucos,
lado do jornalista e radialista Hilton
Criado desde menino na magia de acostumando-se a vê-lo como
Abi-Rihan que apresenta o programa
Samba e História, no qual entrevista sambas de enredo, choros e serestas, compositor conhecido. “Na
grandes nomes da cultura nacio- não é de se estranhar que, aos 7 anos, verdade, o pessoal tinha medo
nal. Na Super Rede Boa Vontade
de Rádio (Super RBV), você pode
Arlindo soubesse tocar cavaquinho. de que eu parasse de estudar por
acompanhar essas entrevistas aos A partir desta idade, já tirava mui- causa da música.” Apaixonado
domingos, às 5, 14 e 20 horas. Pela tas músicas de ouvido e, em 1980, por samba, o artista incentiva
Rede Mundial de Televisão (RMTV) é
exibido aos sábados, às 23 horas. O
quando saiu da Aeronáutica, desfilava os filhos a estudarem música.
telespectador pode assistir também como índio no bloco do Cacique de “Quero que o meu filho estude
aos domingos, às 15 ou às 23 horas. Ramos. “Foi lá que começou a des- essa área e até a parte da musi-
pontar em mim a veia de compositor. calidade, porque acredito que se
Àquela altura, eu já escrevia algumas você estiver estudando mais um
letras e fazia melodias”. pouco, sempre será bom”.
Aos 12 anos de idade, ingres- Todo esse fascínio pela mú-
sou na escola Flor do Méier e sica também foi despertado pelo
pôde ampliar seus conhecimen- reconhecimento do público. Ele
tos na área. Lá estudou teoria, se recorda, com carinho e orgu-
solfejo e violão clássico durante lho, da primeira vez que ouviu
dois anos. A partir daí, começou uma composição de sua autoria

24 BOA VONTADE
no rádio. “Estava andando na palco do teatro João Caetano,
rua e ouvi um cara assobiando O vasto repertório que na capital fluminense, estrelaram
a introdução do Samba Malan- um show que foi grande sucesso,
dragem. Aí pensei: ‘Sou um
dá corpo ao currículo
até hoje um dos recordistas de
compositor profissional’. (...) É de Arlindo (atualmente, bilheteria deste teatro.
muito bom saber que com a sua tem quase 500 sambas A parceria resultou em mui-
música você pode alegrar os co- tas apresentações e, anos mais
rações. (...) As pessoas conhe-
gravados) tem raízes no
tarde, no primeiro disco da
cem as minhas composições não grupo Fundo de Quintal, dupla, intitulado Dá música.
somente porque tocam no rádio cuja segunda formação Outras gravações, vindas poste-
e na TV, mas também porque riormente, revelaram as demais
estão nas rodas de pagode”.
da banda contou com o
características dos composi-
talento dele. tores. Nesse caminho, a dupla
Sucesso em grupo e em também lançou um CD ao vivo,
dupla e o mais recente trabalho que
O vasto repertório que dá cor- a exemplo de Zeca Pagodinho realizaram em parceria foi Hoje
po ao currículo de Arlindo (atu- e Beth Carvalho, além dos con- tem samba.
almente, tem quase 500 sambas juntos musicais Exaltasamba e Atualmente, Arlindo Cruz
gravados) tem raízes no grupo Só Pra Contrariar. Esse momento segue carreira-solo. Além dis-
Fundo de Quintal, cuja segunda de sua carreira, Arlindo narra so, foi um dos compositores
formação da banda contou com com orgulho, pois consagrou-se do samba-enredo deste ano da
o talento dele. O conjunto é re- como o compositor mais gravado Império Serrano, escola de co-
ferência em matéria de samba, na voz de Beth Carvalho, Zeca ração do sambista, que levará
principalmente pelo pioneirismo Pagodinho, Reinaldo e Fundo de para a Marquês de Sapucaí o
no uso de instrumentos, a exem- Quintal. “No início, quase todos tema “O Império do Divino”,
plo do banjo, o qual o sambista os sambas cantados pelo Zeca desenvolvido pelo carnavalesco
tem preferência em tocar. “Eu foram em parceria comigo.” Paulo Menezes. Na passarela,
me identifico com o público do Depois, investiu na carreira- a Império Serrano celebrará a
banjo”, revela Arlindo. solo e gravou um disco na antiga religiosidade brasileira e, com
Dedicou-se ao grupo durante gravadora Line Records. No isso, tenta quebrar um jejum de
12 anos e neste período gravou lançamento, em 1993, juntou-se 23 anos sem título no carnaval
com artistas de renome do samba, ao parceiro Sombrinha e, no carioca.

BOA VONTADE 25
Reportagem Especial

Sala de
visita ________________________

J
Leila Marco e Isabela Ribeiro
Fotos: João Periotto

Exclusivo: o á era noite quando iniciamos sentador. Colaborou no jornal Tribuna


o bate-papo na residência do da Imprensa e atuou nas rádios MEC,
jornalista Sidney jornalista Sidney Rezende. Panorama FM e Globo. Atualmente,
Rezende abre o Os integrantes da equipe da leciona na Faculdade de Comunicação
revista BOA VONTADE da Pontifícia Universidade Católica do
coração foram recebidos como velhos amigos. Rio de Janeiro (PUC-Rio); é âncora
à revista Sentamo-nos, e a conversa fluiu com da Rádio CBN e apresentador de tele-
a facilidade dos que falam do que jornais da Rede Globo e do programa
BOA VONTADE. amam. especializado em economia Conta
Com mais de vinte anos de carrei- Corrente, da Globo News.
ra — atua na profissão desde 1985 —, Aliás, Sidney é um especialista
Sidney tem inúmeras histó- no tema sucesso, esmiuçado no livro
Arquivo pessoal

rias para contar. Algumas de Deve ser bom ser você, no qual traça a
foro íntimo, como a origem diferença entre fama, dinheiro e êxito
simples, de princípios fortes, naquilo que os indivíduos se propõem a
transmitidos principalmente realizar. Nele, o jornalista traz a opinião
pela mãe, Dona Lucina. de 102 brasileiros, famosos e alguns
Mas todos os caminhos, que anônimos, de variados segmentos,
passam pela Espiritualida- todos bem-sucedidos. Enviou um
de, levam consigo o amor exemplar de sua obra ao dirigente da
Dona Lucina, mãe de à comunicação, à palavra LBV: “Paiva Netto, parabéns pela vida
Sidney, cujos valores
éticos transmitidos — como no episódio definiti- dedicada aos pobres. Um abraço”.
por ela ao filho, vo para a escolha da vocação, Além de falar de comunicação,
quando criança, em que uma amiga religiosa meio ambiente e globalização, Rezen-
rendem bons frutos
até hoje.
o convidou para participar de lembrou-se de fatos marcantes na
de um programa voltado ao mídia, ofereceu dicas importantes para
homem do campo, na Rádio Roquette profissionais mais jovens e — por que
Pinto. Dali para a frente, o talento, a não dizer? — para os mais maduros,
pertinácia, o pioneirismo e até mesmo que, enfrentando muitas vezes dificul-
um pouco de sorte encaminharam-no a dades, têm de recomeçar a lide diária.
uma carreira vencedora. Trabalhou nas Outro valor presente em seu dis-
TVs Manchete, Educativa e Bandei- curso, relevante para todas as pessoas,
rantes, como apurador, repórter e apre- foi o Ser Solidário. Com isso, o jor-

28 BOA VONTADE
BOA VONTADE 29
Reportagem Especial

Alberto Jacob / Ag. O Globo


nalista abriu importante parêntese Sidney — Eu fiz um curso de quette Pinto
para discorrer a respeito do trabalho Filosofia na Universidade Santa Úr- pelas mãos de
da Legião da Boa Vontade e, ainda, sula. Lá, conheci uma freira católica outra pessoa.
congratular-se com esta revista pelo chamada Maria Edna Brito, que me E olha uma
seu conteúdo. convenceu. Ela dizia: “Ainda que seja coisa curiosa:
Durante conversa com nossa equi- cinema, mas faça a faculdade. Não a Espirituali-
pe, anunciou para março a realização pense em parar de estudar (...)”. Pas- dade tem certa
de mais um projeto: “Muita gente me sei para a PUC e já trabalhava, isso participação
conhece do rádio e da televisão. Nós desde os 13 anos de idade. Pagava na minha vida:
vamos agora desenvolver comunica- com muita dificuldade os estudos, a Edna, com
ção digital, internet. (...) Um site com mas não era tão caro como hoje. essa constân-
informações úteis para as pessoas e Como na PUC só tinha publicidade cia dela, cató- Tancredo Neves e sua esposa,
de forma prática para selecionar as ou jornalismo, optei pelo jornalis- lica; o trabalho Dona Risoleta Neves.
notícias. (...)”. mo. Formei-me em 1983 e somente que fazia. Hoje, ela vive com os
No mais, é conferir a entrevista. consegui o primeiro emprego em índios ianomâmis e faz um trabalho
Boa leitura! 1985, quando trabalhei na Rádio Ro- muito bonito de caridade. Depois, a
Ana Diava, que era evangélica. Ela
Revista BOA VONTADE me levou, com outros três colegas,
— Você nasceu em Mato para a Roquette Pinto, para fazer um
Grosso do Sul, mas começou “Quando saí da Rádio programa chamado Gente da terra,
a trabalhar no Rio? JB, fui desenvolver um terra da gente. Logo em seguida,
Sidney — Quando nós viemos houve uma mudança de governo, e
para o Rio, eu era pequeno. Sou projeto próprio chamado a rádio, que é do Estado, reformulou
o caçula de uma família de cin- Panorama Brasil, o toda a programação. Acabamos per-
co filhos. Nós viemos todos em primeiro programa dendo a oportunidade de continuar na
uma Kombi; os nossos pertences emissora. Só que o diretor da rádio,
cabiam nela. Para ver como éra- jornalístico numa FM Procópio Mineiro, tinha me ouvido
mos modestos do ponto de vista no País; a freqüência e chamou algumas pessoas que se
econômico, tínhamos apenas a FM era só para música. adequavam ao perfil que estava cons-
riqueza familiar. E a minha mãe foi truindo. Então, voltei como repórter.
fundamental nesse sentido. Fomos
Nós fizemos esse
Aquela equipe, muito profissional,
morar em Bangu, porque a minha programa com Ricardo era egressa da Rádio Jornal do Brasil.
irmã tinha conseguido um emprego Bueno, Marco Monteiro, Estavam lá Ricardo Bueno, Pery
de secretária na Fábrica Bangu (de Nicolau Maranini, Sidney Cotta, Procópio Mineiro, Neri
tecidos). Essa irmã, mais velha, com Vitor, Regina Boldstein, Marcos
o trabalho dela, e a minha mãe, com Garambone, Patrícia Gomes (mais tarde) e outras pes-
a educação que nos dava, foram as Maurício, um grupo muito soas. Três meses depois, houve o
pessoas mais importantes naquele grande de jornalistas.” caso do Presidente Tancredo Neves
momento, porque meus pais tinham (1910-1985), que teve um grave
se separado. Imagine uma mulher problema de saúde e foi internado
naquela época, em 1968, tendo de às pressas em Brasília (14 de março
cuidar de todos os filhos e enfrentar de 1985), sendo deslocado em se-
aquelas dificuldades. Eu me lembro guida para o Instituto do Coração,
que ela sempre recomendava muito em São Paulo/SP. E perguntou-se
que a gente estudasse, que não fizes- na redação da rádio: “Quem quer
se nada errado, que olhássemos bem ir?”. Levantei o braço e disse: “Eu
as companhias. Era muito rigorosa, quero!”. A Regina Boldstein, que
austera em termos de valores. era a chefe, falou: “Bom, vão a Inês
Valadão (que hoje trabalha com a
rBV — Como surgiu a equipe de produção da TV Globo), a
vocação para o jornalismo? Marta Salomão (que está na Folha

30 BOA VONTADE
de S.Paulo) e o Sidney Rezende, que Sidney — Barbosa

Arquivo rBV
se interessou em ir”. Eu não tinha Lima Sobrinho reu-
experiência nenhuma; só vontade nia os elementos que eu
de trabalhar, entusiasmo e garra. O acho muito importantes
meu trabalho acabou fluindo e sendo numa pessoa pública;
reconhecido. Eu tinha uma coisa que era um exemplo. Tinha
me foi muito útil: lia muito, conhecia uma grande dignidade.
visualmente as personalidades brasi- Quando errava, sabia pu-
leiras. Às vezes, entrava um Senador blicamente expor o seu Barbosa Lima Sobrinho
da República e muita gente não erro. Possuía um enorme
identificava quem era. Quando saía Em São Paulo, o amor pelo país. Até os últimos dias
quietinho, sem ninguém falar com reconhecimento durante a dele, escreveu para o Jornal do Brasil
ele, eu ia lá e perguntava: “O senhor cobertura dos últimos dias e outros jornais. Ele ia regularmente
esteve lá em cima?”. E o camarada do Presidente Tancredo à Associação Brasileira de Imprensa
respondia: “Vi o Presidente; ele está Neves. (ABI); somente deixou de freqüentá-
assim. Conversei com a Dona Riso- la quando fisicamente já não tinha
leta (1917-2003) e com outra pessoa
“Eu tinha uma coisa que mais condições. Foi um brasileiro
da família também”. Pegava essas me foi muito útil: lia muito, atuante até os seus últimos dias. Além
informações e passava para a rádio. conhecia visualmente as do mais, os filhos dele são pessoas
Às vezes, as concorrentes diziam: que continuam produzindo talen-
personalidades brasileiras. tosamente para o País. Tive alguns
“Mas uma emissora pequena deu tal
notícia. Como foi isso?”. Acabei me Às vezes, entrava um contatos pessoais com ele. Quando
beneficiando, vamos dizer assim, Senador da República saí da Rádio JB, fui desenvolver um
dessas oportunidades. e muita gente não projeto próprio chamado Panorama
Brasil, o primeiro programa jornalís-
rBV — Como você avalia o
identificava quem era. tico numa FM no País; a freqüência
processo de globalização? Quando saía quietinho, FM era só para música. Nós fizemos
Sidney — A globalização veio sem ninguém falar com esse programa com Ricardo Bueno,
para ficar. É um movimento impor- Marco Monteiro, Nicolau Mara-
ele, eu ia lá e perguntava: nini, Sidney Garambone, Patrícia
tante, que, para ser completamente
positivo, precisa ter o equilíbrio ‘O senhor esteve lá em Maurício, um grupo muito grande
social que ainda não tem. Normal- cima?’. E o camarada de jornalistas. Ele deu o apoio por
mente, o que estamos vendo são as respondia: ‘Vi o Presidente; escrito ao projeto; tenho até hoje a
indústrias, as empresas e os gover- mensagem. Por que alguém do alto
nos se ocupando apenas de aspectos
ele está assim. Conversei da experiência dele iria esticar a mão
de ordem comercial: globalizar com a Dona Risoleta (...)’. para um jovem? Só alguém que teve a
para vender mais, para impor um Pegava essas informações sensibilidade de ver que é importante
conceito comercial sobre um país valorizar iniciativas pioneiras.
e passava para a rádio.
mais pobre ou uma população que
não tem poder aquisitivo. Quando (...).” rBV — Você trabalhou
se compreender que é possível uma na Rádio Roquette Pinto,
globalização com investimentos nome de uma emissora que
rBV — Você destacou
sociais, valorização da renda do homenageia o pai do rádio
algumas vezes o valor do
trabalhador, multiplicação de bens no Brasil.
saudoso Barbosa Lima
para mais pessoas, produzir mais Sidney — É engraçado como as
Sobrinho (1897-2000), mas
para elevar o nível social da popu- coisas funcionam. Eu fui morar em
é sempre oportuno falar
lação em geral, a globalização será Bangu e estudei na Escola Roquette
das conquistas dele para os
um bem para a Humanidade. Mas
brasileiros e, em especial, Pinto. Nunca deixei de trabalhar
se ela for só um aspecto de ordem
para os profissionais da no rádio, que foi no Brasil fundado
comercial, continuaremos tendo um
mídia. por ele. Roquette-Pinto tinha um
relacionamento de escravidão.

BOA VONTADE 31
Reportagem Especial

Arquivo pessoal
Na bancada da Globo News, Sidney Rezende e
Christiane Pelajo, que atualmente apresenta o
Jornal da Globo ao lado de William Waack.

João Miguel Jr./Divulgação TV Globo


espírito empreendedor e um grande razão: houve uma renovação muito
cuidado com a Educação. Vocês, da positiva no sentido da participação
LBV*1, por exemplo, desenvolvem dos jornalistas de iniciativas coleti- “Roquette-Pinto
um trabalho de muito investimento vas. (...) Mesmo que fisicamente não tinha um espírito
na Solidariedade, na Educação das freqüentemos tanto esses espaços,
crianças, e o Roquette-Pinto também, objetivamente essas Casas estão mais
empreendedor e um
porque quando o rádio nasceu, não próximas dos jornalistas, inclusive grande cuidado com
que ele fosse erudito, mas havia essa com a ajuda da internet. Isso é muito a Educação. Vocês,
preocupação com a boa música, a boa bom. Nos últimos quinze anos, talvez da LBV, por exemplo,
educação, informação. O rádio, até este seja o momento mais positivo.
hoje, desenvolve esse papel, e isso é
desenvolvem um
O Maurício Azêdo é um valor no
importantíssimo. quadro. Ele tem uma biografia iden- trabalho de muito
tificada com a liberdade de expressão. investimento na
Arquivo rBV

rBV — Como A Casa está bem entregue. Solidariedade, na


avalia a brava
resistência, por
Educação das crianças,
rBV — Em 1989, você
décadas, da apresentou o Baleia Verde, e o Roquette-Pinto
quase centenária um dos primeiros programas também (...).”
ABI (A Casa do sobre ecologia da televisão
Jornalista), no brasileira. Por que não se
Arquivo pessoal

momento sob a dedicou mais a esse tema? dar bem dos animais
Maurício Azêdo
presidência do Sidney — Curiosamente, o domésticos, preservar
veterano Maurício Azêdo diretor do programa Baleia Verde a Amazônia, que é
e também do trabalho da era Fernando Barbosa Lima. O uma coisa importante.
Fenaj? Fernando sempre foi um pioneiro (...) Mas, de certa for-
Sidney — Tenho uma visão muito também na TV. Realmente, na ma, o meio ambiente
otimista sobre o trabalho da ABI, da época, nós levantamos temas que está bem incluído na
Fenaj (Federação Nacional dos Jorna- não se discutiam; falava-se em minha carreira, por-
listas) e do Sindicato do Rio, por uma ecologia como se fosse apenas cui- que diariamente faço Fernando Barbosa Lima

32 BOA VONTADE
programa de rádio de assuntos di- na cabeça esse desejo de fazer, a camente pensavam como eu nem
versos. E freqüentemente estamos exemplo do modelo norte-ameri- aqueles que necessariamente eram
tratando de assuntos ecológicos cano, uma rádio de informações os mais admirados pela sociedade
(...); é um tema que me bem air news, como hoje na época. Os que mais me impres-
preocupa muito. se fala. Fui recebido por sionaram foram os que defendiam
Selnay Yamada
ele e por Jorge Guilher- causas com unhas e dentes, com
rBV — Como surgiu me, o primeiro diretor o coração, a Alma, o pensamento;
a idéia de utilizar da CBN. O Jorge e ele abraçavam as suas convicções. E
uma rádio FM para me convenceram que eles faziam isso de tal maneira que
dar notícias? queriam fazer um pro- até aspectos de ordem material e
Sidney — Quando jeto pra valer, forte, e outras relações mundanas, vamos
eu estava na Rádio Jor- achavam que eu poderia dizer assim, não tinham impor-
nal do Brasil, cheguei a José Roberto Marinho colaborar. Fui o segundo tância. Vou dar alguns exemplos.
propor para a direção que tivésse- contratado da emissora, Eu entrevistei o Aurélio Buarque
mos na emissora a transmissão de como editor executivo. Primeiro, de Holanda (1910-1989), que até
mais notícias do que ela já fazia, o Jorge Guilherme, e os Marinho hoje a gente diz: “Vou consultar o
porque a Rádio JB transmitia dirigindo. Vim a ser a primeira Aurélio”, mencionando o dicioná-
música de qualidade e os jornais voz da CBN, porque a rádio nas- rio dele. Foi um dicionarista, um
pela manhã, por volta do meio-dia ceu no Rio de Janeiro; depois, ela filólogo. Ele dedicou a vida toda
e no fim da tarde. Tentei fazer isso foi disseminada para São Paulo e a estudar o sentido das palavras, a
em outras emissoras, mas também outros Estados. Na verdade, foi fazer o seu dicionário, a difundir
uma iniciativa do José Roberto conhecimento, a ajudar a entender-
não consegui, na época de 1990.
Marinho, com um trabalho em- mos um pouco mais o Português,
Então, fizemos o Panorama Bra-
preendedor do Jorge Guilherme, e que é uma causa bela. Ele morreu,
sil, porque ninguém ainda havia
eu trabalhava ali no operacional. mas o fruto do trabalho que coman-
realizado isso em FM; o terreno
O primeiro programa, que é o dou é vivo até hoje. O Luís Carlos
estava virgem. Um ano depois,
Jornal da CBN, foi desenhado por Prestes *2 (1898-1990) morreu
encontro-me com o José Roberto
mim, pelo Ramiro Alves — que muito velho, mas me lembro que
Marinho no Clube
até pouco tempo estava na edito- ele me disse algumas coisas que
Emilson

de Engenharia. Nós ria nacional da revista Istoé — e nunca esqueci. Eu o entrevistei


participávamos de pelo Marco Antônio Monteiro. várias vezes já no fim da vida.
um evento chama- Nós três desenhamos a grade, e Recordo-me que a cada dois meses
do “Frente Rio”, um até hoje se mantém a mesma es- tinha uma entrevista com ele no
movimento em favor trutura da época que começou há
da cidade. Estávamos quase quinze anos. Nós fomos os
lá ele, eu e outras operários. Fizemos ali na redação A capa da revis-
pessoas da área de uma idéia que foi pioneira e que ta BOA VON-
Aurélio Buarque de TADE nº 203,
Holanda comunicação, e havia deu certo.
edição de julho
também representan- de 2005, festeja
tes da área comercial. E o José rBV — Você foi apresentador a memória da
Roberto Marinho perguntou para do Encontro com a Imprensa imprensa, lem-
mim: “Você é o Sidney Rezende, e teve a oportunidade brando quatro
da Rádio JB, do Panorama Bra- pilares da ABI,
de entrevistar grandes
sil?”. “Sou eu mesmo”, respondi. na figura dos
personalidades do cenário
“A gente tem uma idéia de fazer ex-Presidentes
político e cultural do
um projeto. Você não quer ir da Casa do
lá, conversar comigo na Globo nosso País. Como foi essa Jornalista: os saudosos Herbert
sobre isso?”. Eu disse: “Mas eu experiência? Moses; Prudente de Moraes, neto;
tenho contrato com a rádio; temos Sidney — Os entrevistados e Barbosa Lima Sobrinho. À direi-
companheiros”. “Não, vá lá bater que mais me chamaram a atenção ta, Fernando Segismundo, no alto
um papo comigo”. E ele já tinha não foram aqueles que ideologi-
dos seus 90 anos.

BOA VONTADE 33
Reportagem Especial
“(...) vocês (da revista
BOA VONTADE) tratam de
Encontro com a Imprensa. O Pres- tura jornalística e, de repente, traz
tes, uma vez, disse que foi detido. temas diversos. Em alguns duas ou três vezes por ano edições
Quando preso, ele usava o paletó momentos fazem uma especiais voltadas para um de-
no horário comercial. Ele o vestia menção especial, como se terminado tema, que
como se fosse sair para o trabalho, dá condição de se
e isso dentro da cela. Ao término
fosse uma edição extra,
aprofundar naquele
do “expediente”, tirava o paletó e focando num assunto assunto. Em relação à
colocava o pijama. Fazia isso para determinado. Achei a Mulher, é porque isso
não enlouquecer. Veja a disciplina revista da Mulher muito é evidente. Ela exerce
que tinha! E possuía um grande hoje um papel primor-
amor pelo Povo brasileiro. Ele boa, da mesma forma que dial de transição no
acreditava em uma transformação vocês trouxeram Gandhi mundo. Por isso nós
social dentro das suas convicções, (1869-1948) (...).” estamos vendo tan-
de suas crenças, que muitas vezes tas líderes chegando
eram diferentes das demais. Mas, história do Brasil”. E está, e ficou. ao poder central dos
no entanto, era uma pessoa abnega- O Betinho é outro: hemofílico, seus países; elas estão
da à sua causa. O Dílson Funaro com HIV e, ao mesmo tempo, também na iniciativa
(1933-1989) era empresário. Foi dedicado à elevação da vida social privada. (A Mulher)
Ministro da Fazenda, trabalhou do Povo. Deixou de exercer um
com o Presidente Sarney e, na papel de coadjuvante
época, era o “pai do cruzado”; rBV — Você sugeriu, — se é que um dia ela
comandou um plano econômico no ano passado, que a foi — para ser uma
para tentar debelar a protagonista atuante
edição especial da revista
Arquivo rBV

inflação. Acreditava da vida moderna.


BOA VONTADE Mulher
tão piamente naqui-
continuasse a ser publicada
lo que não conseguia rBV — A LBV prestou,
nem ver os erros já
com outros temas de
relevância mundial. Fale-nos em 2005, mais de
do plano naufragan- 4.450.000 atendimentos
do. Mas eu o achava um pouco sobre isso...
Sidney — É porque vocês tra- sociais, sem subvenções
uma pessoa de bem, governamentais, aos que
que se dedicou a tam de temas diversos. Em alguns
Dílson Funaro momentos fazem uma menção es- se encontram em grave
uma causa em que risco social no País. Qual
acreditava. Essas pecial, como se fosse uma edição
Arquivo rBV

extra, focando num assunto deter- o impacto de uma ação


pessoas sempre me humanitária como essa?
impressionaram minado. Achei a revista da Mulher
muito boa, da mesma forma que Sidney — Eu sou totalmente
muito. Entrevistei favorável quanto ao fortalecimen-
o Leonel Brizola vocês trouxeram Gandhi (1869-
1948). Eu acho que, sempre que to da família; acho indispensável.
(1922-2004) algu- Quando você tem unidade fami-
mas vezes. Eu vi o for possível, você faz uma cober-
ápice do Brizola, Durante sua carreira, Sidney Rezende entrevistou importantes figuras da nossa histó-
Leonel Brizola entendendo esse ápi- ria, a exemplo de Luís Carlos Prestes.
ce depois da volta
Arquivo rBV

dele do exílio, já que


Arquivo pessoal

antes ele foi gover-


nador também; teve
um momento alto
na política. Mas era
uma dessas persona-
lidades políticas que
você dizia assim:
Betinho “Esse aí já está na

34 BOA VONTADE
Sidney, ao lado de seu filho, Francisco Rezende.

liar, tem um bom princípio para vez mais próximos. Um problema radialista Alziro Zarur (1914-1979) consolidava, assim,
enfrentar as dificuldades da vida. na minha casa não é um problema uma das tarefas que o fundador do rádio no Brasil,
Roquette-Pinto, idealizava para o meio: a função social.
Quando você não tem, fica à mer- só nosso; pode ser extensivo a ou-
Em menos de um ano, Zarur fundaria a LBV (1º de
cê de terceiros. (...) Agora, não tras. E, nessa hora, o que resolve: janeiro de 1950).
devemos deixar que só a família diálogo, ajuda, Solidariedade. O *2
Luís Carlos Prestes — Vale recordar aqui o
cuide de si mesma, porque as re- trabalho que a LBV desenvolve, que o saudoso Luís Carlos Prestes, um defensor
lações no mundo se complicaram o nome já diz: Boa Vontade, quer dos ideais de justiça social e que sempre lutou, à
sua maneira, a favor do Povo brasileiro, certa vez
tanto que hoje a sociedade passa a dizer, ter bons propósitos, boas
afirmou em entrevista histórica à revista LBV, em
ter uma importância no momento iniciativas. Eu concordo e defen- 1986 (e que foi republicada pela BOA VONTADE,
de apoio à família. do muito isso. edição nº 193). Nesta memorável publicação,
ele ressalta o apoio à causa da Boa Vontade e a
rBV — Como diz o jornalista Nota da Redação — Nossos agradecimentos
preocupação com a instabilidade emocional de
alguns dirigentes do mundo, capazes de gerar um
Paiva Netto, “A família ao Diretor da Central Globo de Jornalismo, sr. Carlos grande conflito mundial — o que, infelizmente,
cresceu e passou a se Henrique Schroder, pela autorização da entrevista com ainda preocupa a Humanidade. “Não sou contra
chamar Humanidade”. o jornalista Sidney Rezende na revista BOA VONTADE. e nem posso deixar de apoiar todos aqueles que se
Sidney — Eu concordo. A Igualmente ao Diretor da Central Globo de Comunica- dedicam à Solidariedade Humana, ao estímulo da
ção, sr. Luis Erlanger, por também autorizar a produção Fraternidade e da filantropia entre seus Irmãos. Neste
família cresceu realmente; é a da foto de capa do entrevistado na Globo News. sentido é que aprecio o trabalho da Legião da Boa Von-
Humanidade. Hoje, estamos cada *1 LBV — A Legião da Boa Vontade nasceu do pro- tade, do Alziro Zarur, seu Fundador, já falecido, e agora,
grama de rádio Hora da Boa Vontade, iniciado do seu substituto, o Paiva Netto. Acho essa atividade
em 4 de março de 1949. Dos microfones da Rádio muito útil e positiva, porque estimula o sentimento de
“Um Cidadão
Globo, do Rio de Janeiro/RJ, ouviam-se mensagens Solidariedade entre cidadãos, ajudando a resolver uma
chamado Solida-
riedade”. Assim
de conforto aos doentes do corpo e da Alma, com série de problemas. Não só o da miséria, da fome, que
o jornalista Paiva palavras de Fé, Esperança e Solidariedade. O saudoso é gritante, hoje, no Brasil. Até porque atravessamos,
Netto intitula arti- atualmente no mundo, uma situação de muito perigo.
go de sua autoria A maior ameaça que hoje pesa sobre todos é a de
que homenageia o
sempre lembrado “O trabalho que a LBV uma Terceira Guerra Mundial. (...) O primeiro dever do
cidadão brasileiro hoje, pois, é lutar contra a Terceira
sociólogo Betinho,
na revista BOA
desenvolve, o nome Guerra Mundial, o que significa lutar contra a corrida
VONTADE nº 204, já diz: Boa Vontade, armamentista, para evitar a acumulação das ogivas.
E a tarefa da Legião da Boa Vontade é, ao mesmo
de agosto de 2005,
no qual ele recor- quer dizer, ter bons tempo, combater a fome do Povo, a miséria em que
da: “Bem merecido e exato foi o prêmio
que recebeu no fim de 1996, no Plenário
propósitos, boas vive nossa gente, convocar todos a se reunirem contra
isso e a nos ajudarmos uns aos outros.”
do ParlaMundi da Legião da Boa Vonta- iniciativas. Eu concordo
de, em Brasília/DF: a Ordem do Mérito
da Fraternidade Ecumênica, na categoria e defendo muito isso.”
Solidariedade”.
BOA VONTADE 35
Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência, da LBV.

Novos rumos da

Ciência Trechos da conferência do re-


nomado professor Amit Goswami,
A antiga ciência newtoniana
reunia dados, tratava da informa-
Ph.D. em Física Nuclear Teórica, ção. A nova trata da transforma-
escritor, cientista e docente em Fí- ção. Qual é o ingrediente básico
sica da Universidade do Oregon e desta nova ciência? É a Física
do Instituto de Ciências Abstratas, Quântica.
em Sausalito (Califórnia), EUA, Na ciência antiga, a imagem do
durante a Primeira Sessão Plenária mundo que temos é chamada de
do Fórum Mundial Permanente causalidade ascendente. Acreditá-
Espírito e Ciência, da LBV, ocor- vamos que tudo era constituído por
rida no ParlaMundi da Legião partículas elementares (as quais
da Boa Vontade, em Brasília/DF, formam os átomos; os átomos

G
Brasil: formam as moléculas; moléculas
formam as células; e as células
Amit Goswami, Ph.D. em Física Nuclear ostaria de agra- formam o cérebro). Desta maneira,
Teórica e escritor, durante palestra na decer a todos vo- o cérebro era tido como o fim de
Primeira Sessão Plenária do Fórum
Mundial Permanente Espírito e Ciência,
cês, especialmente toda evolução, pois pensava-se que
da LBV, em Brasília/DF. aos organizadores ele era a semente da consciência,
da Legião da Boa que nada mais é do que um epife-
“Uma doença que possamos Vontade, por terem me concedido nômeno do cérebro. Na imagem
ter, como, por exemplo, esta oportunidade de falar-lhes a materialista não há a intenção de
respeito de uma importante trans- integrar Ciência e Espírito. Se o
um câncer indetectável,
formação que está ocorrendo em Espírito é apenas um fenômeno
não é algo feito de nossa Ciência (geralmente defini- do cérebro; se não tem eficácia
concreto. Podemos curá- da como mudança de paradigma) causal, como a Espiritualidade
lo! O pensamento da e que promete não só integrá-la pode transformar-nos? Esse tem
cura em nossa mente, se com Espiritualidade, mas também sido o problema.
acompanhado do salto interpretar a divisão que existe em Porém, a Física Quântica mu-
quântico em direção à cura, nosso coração. dou todo esse pensamento. Para
simultaneamente com o O fato é que todos nós nos ela, um objeto não é um objeto
pensamento, fará com que tornamos um pouco materialistas. concreto. Pelo contrário, eles são
o cérebro seja capaz de criar Temos nossas crenças espirituais vistos como uma onda de possi-
uma corrente neuroquímica e nossa fé, mas não agimos ne- bilidades, que se espalha com o
que se comunicará com las. Espero que, após conhecer tempo, tornando-se possibilidades
o sistema imunológico os avanços científicos que estão cada vez maiores. Quando o ob-
ocorrendo hoje, todos nós queira- servamos, literalmente fazemos
que irá disparar a cura do
mos aplicar alguns dos princípios com que ele sucumba àquilo que
mecanismo da doença.”
espirituais em nossas vidas. queremos ver. Esse é um conceito

36 BOA VONTADE
Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência, da LBV.

certa percepção da consciência


Ondas de cósmica. E nela, o você e o eu são
um. E é naquele olhar consciente
possibilidades cósmico que todos os olhos se
fundem em um só olho. Naquele
estado não-comum de consciência
Durante a palestra, o Dr. fazemos a escolha quântica. Logo,
Amit Goswami utilizou-se desta é necessário que aprendamos
interessante imagem para exem- como chegar até aquele estado
plificar a questão das ondas de não-comum de consciência. Isso
possibilidades da nossa consci- requer uma transformação espiri-
ência. Explica o conferencista tual. Esse é o objetivo da Espiri-
internacional: “Há uma mulher tualidade. Quando reconhecemos
jovem e uma idosa na mesma isso na Física Quântica, estamos
imagem. O artista a chama de integrando Ciência e Espirituali-
‘Minha esposa e minha sogra’. dade (...).
Mas a razão pela qual mostro- Minha esposa e minha sogra (1890).
lhes esta imagem é que quando Autor anônimo.
Consciência cósmica
olhamos para ela e escolhemos nós. Da mesma forma, as No Colapso Quântico, a cons-
ver ou a sogra ou a esposa não possibilidades materiais já ciência escolhe seus vários corpos
estamos fazendo nada com ela. estão dentro de nossa cons- fora destas possibilidades. Em
As possibilidades já estão em ciência”. outras palavras, não estão fora da
consciência. Eles são criados a
todo instante à medida que esco-
muito importante. Então, partícu- Há quase um século, o físico lhemos dentre as possibilidades
las elementares e suas interações dinamarquês Niels Bohr (1885- quânticas. Nossos corpos são cria-
produzem ondas de possibilidades 1962) deu-nos um belo modelo. dos a todo instante. Sei que isso
para a consciência escolher a for- Vocês sabem que em um átomo é um pouco difícil de conceber,
ma. (...) Conseqüentemente, a es- os elétrons giram ao redor do mas o seu dedão do pé não está lá
colha consciente é o que dá forma núcleo. A parte do movimento é até que você pense sobre ele, ou
à realidade (veja boxe “ondas de contínua. Mas quando os elétrons alguém pise nele.
possibilidades”). Isso é importante passam de uma órbita para outra, Só para demonstrar como é
reconhecer. Criamos nossa própria eles nunca se perdem no espaço. revolucionário este conceito: ele
realidade. Vocês podem entender a grandio- está nos dando um modelo de
Espero que tenham isso em sidade deste fenômeno? Quando cura da mente e do corpo. Vocês
seus corações: a nova máxima a escolha vem até nós neste passo sabem a respeito do importante
não é mais aquilo que aprende- quântico descontínuo, a opção trabalho de Deepak Chopra? Essa
mos. Lembrem-se, Descartes espiritual é Divina. É isso que é nova ciência fornece uma teoria
(1596-1650) disse: “Penso, logo entendido por escolha na Física sobre de que forma a cura quân-
existo”, (Cogito, ergo sum). De- Quântica. tica funciona. Uma doença que
vemos substituí-la por: “Escolho, A consciência que elege não possamos ter, como, por exemplo,
logo existo” (Opto, ergo sum). é a separada do indivíduo, a que um câncer indetectável, não é
Essa é uma boa notícia, pois se eu vivenciamos em nosso estado algo feito de concreto. Podemos
escolho ser feliz, serei feliz; se es- normal. (...) Em nossa consciência curá-lo! O pensamento da cura em
colho transformar o mundo, posso comum nós vemos o você e o eu nossa mente, se acompanhado do
mudá-lo. Se quisermos extinguir separados. Mas todos sabem da- salto quântico em direção à cura,
a divisão que existe entre Ciência queles momentos quando é meia- simultaneamente com o pensa-
e Espiritualidade dentro de nós, noite em Brasília/DF e olha-se mento, fará com que o cérebro
acabaremos com ela. para o céu, e sabe-se que há uma seja capaz de criar uma corrente

38 BOA VONTADE
Diálogos entre Ciência e Religião
Paiva Netto idealizou, no Parla-
Mundi da Legião da Boa Vontade,
em Brasília/DF, o Fórum Mun-
dial Permanente Espírito e Ciência
(FOMPEC), da LBV. A Primeira
Sessão Plenária, ocorrida em outubro
de 2000, reuniu renomados cientistas,
pesquisadores, filósofos e religiosos
do Brasil e do Exterior para, com a
sociedade, realizarem um intercâm-
bio entre o conhecimento científico
e as várias tradições religiosas.
Entre os participantes internacio-
nais, destacam-se Edgar Mitchell
(EUA), sexto homem a pisar a Lua,
Público superlota o auditório José de Paiva Netto, no ParlaMundi da LBV, durante a
a bordo da Apollo 14; o cosmonauta Primeira Sessão Plenária do Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência.
e engenheiro mecânico pela Moscow
Aviation Institute (MAI), Alexan- no Brasil, José Hermógenes Filho; e do conhecimento científico e das
der Lazutkin (Rússia); Patrick Pierre Weil, Ph.D., psicólogo trans- várias tradições religiosas. Para
Drouot (França), físico e fundador pessoal, escritor e fundador-dirigente contemplar o assunto haverá três
do Instituto de Pesquisa e Consciên- da Universidade da Paz. congressos preparatórios (cujos te-
cia de Paris; Amit Goswami (EUA), O desafio lançado pelo ideali- mas são Cultura de Paz, Desenvol-
Ph.D., físico, escritor e cientista; e zador do FOMPEC, da LBV, José vimento Solidário e Poder da mente
Lama Chagdud Tulku Rinpoche de Paiva Netto, deu início a outra humana) com o ápice em outubro
(Tibete). Dos conferencistas brasi- grande etapa, após a desfecho da de 2008, na Terceira Sessão Plená-
leiros, destaque para o astrônomo Segunda Sessão Plenária, que ocor- ria do Fórum Mundial Permanente
Ronaldo Rogério Mourão; Waldyr reu em 2004. Trata-se do desenvol- Espírito e Ciência (FOMPEC), da
Rodrigues, Ph.D. em Física Nuclear vimento do tema Ecce Deus!, termo LBV. Outras informações podem
Teórica e escritor; o educador, escri- em latim que significa Eis Deus, que ser obtidas pelo site www.forumes-
tor e pioneiro em Terapias Holísticas se propõe apresentá-Lo por meio piritoeciencia.com.br

neuroquímica que se comunicará a medicina ocidental e oriental. A receosos dos movimentos quânti-
com o sistema imunológico que medicina ocidental, fundamentada cos. Não receberemos unicamente
irá disparar a cura do mecanismo no materialismo, e a medicina os sinais locais, mas também os
da doença. Desta maneira, a cura oriental, no espiritualismo. Essa é não-locais, sempre que nos for
do câncer, de um dia para o outro, a integração mais importante entre apropriado. E o mais importante
tem sido possível (...). Ciência e Espiritualidade (...). é que continuaremos a viver em
No corpo humano há sete cha- Desse modo, gostaria de con- nossa condição de ego, só que
cras, que são lugares nos quais se cluir minha apresentação com um não hesitaremos em escolher,
dá a produção das formas. Neles pedido a vocês. Observem estes criando nossa própria realidade
as possibilidades vitais sucumbem três pontos da Física Quântica: sempre que o momento exigir.
às possibilidades físicas. Então, o descontinuidade, não-localidade Faremos isso por criatividade,
que a Física Quântica está que- e causalidade descendente. Esses por amor, pela fraternidade uni-
rendo nos dizer? Que, ao acredi- serão os novos lemas de todo Ser versal, pela ecologia, quando
tarmos na psicologia dos chacras, Humano. Viveremos não somente necessitarmos exercer nossa
estabelecemos uma ligação entre na continuidade, e não seremos autoridade moral.

BOA VONTADE 39
Saúde

Especialistas alertam
sobre os riscos do HPV
Doença provocada por vírus pode evoluir para o câncer de colo de
útero, causa da morte de milhares de mulheres.
Fonte: Programa Nacional de DST e aids do Ministério da Saúde

E
mbora pouco conhecido O Brasil é um dos parto. Na maioria das vezes, a infec-
pela população brasilei- ção é transitória e desaparece sem
ra, o Papilomavírus Hu- líderes mundiais em deixar vestígios. Por isso, quando
mano (HPV) destaca-se incidência de HPV. se realiza o diagnóstico, nem
como uma das doenças sempre é possível identificar se
sexualmente transmissíveis (DST) O maior índice da a infecção é recente ou antiga. A
mais comuns no mundo — uma em enfermidade revela- doença viral pode permanecer sem
cada cinco mulheres é portadora do se manifestar no corpo da pessoa.
vírus. O Ministério da Saúde regis- se em mulheres entre O Sistema Único de Saúde (SUS)
tra a cada ano 137 mil novos casos 15 e 25 anos, embora oferece exames gratuitos à população
no País. Os especialistas chamam para detecção do vírus. Segundo o
a atenção para o desenvolvimento a doença também assessor técnico da unidade de DST
da enfermidade, responsável por acometa os homens. do Programa Nacional de DST/aids,
90% do casos de câncer de colo Eduardo Oliveira, indica-se o exa-
de útero. O Brasil é um dos líderes mun- me de Papanicolau para detectar a
O Papilomavírus Humano diais em incidência de HPV. O maior doença desde a fase inicial nas mu-
(HPV) é o nome dado a um grupo índice da enfermidade revela-se em lheres. “O Papanicolau é o primeiro
que inclui mais de 100 tipos de mulheres entre 15 e 25 anos, embora a exame indicado. Quando a doença
vírus. A única forma visível da doença também acometa os homens. está em fase aguda, ele é capaz de
doença provocada por esse micro- Especialistas acreditam que o número descobrir facilmente a presença
organismo são verrugas, também menor de registros entre pessoas do do vírus”, afirma.  Nesse tipo de
conhecidas como “cristas de galo”, sexo masculino tenha como origem exame, recolhe-se um material da
que aparecem nas regiões genitais a baixa procura deles por serviços de parede do colo uterino para análise
de homens e mulheres. No entanto, urologia, por fatores como o precon- em laboratório. Se houver resulta-
só os tipos mais suaves do HPV ceito ou a falta de informação. dos alterados, o ginecologista deve
desenvolvem tais sintomas. Os que O HPV é transmitido pelo con- recorrer à colposcopia para analisar
atuam de maneira secreta podem tato genital com a pessoa infectada o colo do útero. Esse método se vale
produzir problemas mais sérios e (incluindo sexo oral) e por via san- de um microscópio com lentes de
levar ao câncer. guínea, de mãe para filho na hora do aumento.

40 BOA VONTADE
Embora pouco conhecido
Câncer pela população brasileira, cinco mil mulheres perderam a
vida em função da doença. Outro
Alguns tipos de HPV aumentam o Papilomavírus Humano importante estudo realizado pelo
o risco para câncer genital, princi- (HPV) destaca-se como uma Instituto Ludwig de Pesquisas
palmente nas mulheres. O exame das doenças sexualmente — um dos centros de excelência
preventivo tem a capacidade de transmissíveis (DST) mais no assunto — sobre o câncer de
detectar as lesões que antecedem o colo de útero indicou que o HPV é
câncer, o que facilita o tratamento. Na
comuns no mundo — uma o maior precursor desse problema
maioria das pessoas, essas inflama- em cada cinco mulheres é de saúde na população feminina.
ções regridem espontaneamente. Em portadora do vírus. Segundo as autoridades em saúde,
algumas mulheres, porém, a doença aproximadamente nove a cada dez
pode persistir e progredir. Nesse probabilidade de desenvolvimento casos têm ligação com a presença do
caso, elas ficam mais vulneráveis desse câncer em mulheres infectadas vírus HPV no organismo.
ao desenvolvimento de um câncer. pelo HPV. Entre eles, estão o número A explicação para tantas ocorrên-
“Esse processo costuma levar anos elevado de gestações, o uso de contra- cias pode ter como causa o fato de a
e depende também de outros fatores, ceptivos orais, tabagismo e infecção infecção do HPV se desenvolver de
principalmente da imunidade de cada pelo HIV e outras DST. forma silenciosa no corpo humano.
um”, diz Eduardo. Levantamento realizado pelo Ins- “A maioria das pessoas não apresenta
O Ministério da Saúde também tituto Nacional de Câncer (INCA) nenhum sintoma ao contrair a doença
recomenda visitas freqüentes a gine- mostrou que existem cerca de 18 e, por isso, não procura tratamento.
cologistas, para prevenção de doenças mil novos casos de câncer de útero Esse comportamento é o grande
relacionadas à sexualidade e à repro- a cada ano no País. Desse total, responsável pela disseminação do
dução. Alguns fatores aumentam a estima-se que, apenas em 2005, vírus”, alerta Eduardo Oliveira.

Continua na próxima página

BOA VONTADE 41
Serviço DST”, “como saber se tenho”; procu-
re o Estado e clique em “pesquisar”.
A rede do Sistema Único de Saúde O usuário encontrará uma lista com a
para detecção de HPV é composta localização dos postos de saúde espe-
por 6.908 postos, distribuídos em cializados no tratamento de DST.
2.807 municípios brasileiros. Nesses Você também pode ter acesso a
Vale ressaltar que o uso da camisi- locais, oferecem-se exames gratuitos informações pelo número do Disque
nha diminui a possibilidade de trans- de prevenção e checagem da doença. Saúde (0800 61 1997). A ligação é
missão na relação sexual. “Mas como Além do HPV, o SUS garante trata- gratuita. 
essa infecção depende apenas do con- mento contra aids, sífilis, gonorréia
tato com a pele e não necessariamente e outras DST.
da penetração, é importante o uso do Para saber onde fazer o exame
preservativo desde o início da relação visite o site: www.aids.gov.br Basta
sexual”, assinala Eduardo.  clicar em  “diagnóstico”, “outras

42 BOA VONTADE
Melhor Idade

Alfabetizando a Terceira Idade


Em qualquer época se aprende, basta querer. _______________
Simone Barreto
Fotos: Simone Barreto

Idosos participam do curso de alfabetização oferecido pelo Centro Educacional, Cultural e Comunitário da LBV no Rio.

Os anos passam, a idade chega, os a escrever e a viver melhor. “Ficava têm uma experiência maior de vida,
filhos já crescidos, os netos estudam triste e sozinha na minha casa. Depois “sempre se coloca em uma situação
e em muitos casos os idosos ficam que vim para cá me tornei muito mais de troca”. E explica: “Nós trabalha-
sozinhos em casa. feliz. Era tudo o que queria”, diz mos leituras, frases, ortografia, de
Com o aumento da expectativa emocionada. acordo com a vivência deles. Tudo
de vida, existe uma preocupação Além dos conteúdos relativos que trazem do dia-a-dia nós transfor-
crescente de oferecer às pessoas da ao programa, os alunos recebem mamos em atividades na sala, a aula
Melhor Idade alternativas agradáveis orientações sobre cidadania, como fica muito prazerosa (...)”.
e construtivas, fazendo desta fase palestras de saúde, higiene e bons Segundo a professora, a Pe-
de nossa existência uma época para hábitos alimentares, sempre acres- dagogia do Cidadão Ecumênico,
realizar. A Legião da Boa Vontade cidos da Espiritualidade Ecumênica tese de Paiva Netto aplicada com
é uma das instituições que se têm que renova as Almas. “Agora sei sucesso nas unidades educacio-
preocupado neste sentido, traba- como me alimentar para livrar de nais da Legião da Boa Vontade,
lhando em suas atividades para doenças, a higiene que é preciso ter é uma grande ferramenta nessa
esta faixa etária o bem-estar físi- e a professora explica bastante coisa ação. “O diferencial do trabalho
co, da mente e o Espiritual. Afinal, em sala de aula. Numa hora muito realizado pela LBV é justamente
como afirma o Líder da LBV: “Apo- difícil, uma colega da LBV foi à isso, levar a Espiritualidade para
sentar-se não significa aposentar-se minha casa, levantou meu astral, me a sala de aula, resgatar a auto-
da Vida”. trouxe aqui para a turma. Para quem estima do Ser Humano, princi-
O Grupo de Convivência da está desanimado, achando que não palmente da Terceira Idade. Per-
Terceira Idade da Obra proporciona tem mais nada na vida, uma dica: cebe-se o brilho nos olhos deles.
cursos de qualificação profissional e Na LBV tem muita coisa para se Alguns, entusiasmados com o
de Educação para Adultos. Este últi- aprender e fazer, só precisa querer”, estudo, já falam que chegarão
mo ocorre de segunda a quarta-feira, incentiva dona Diná. à universidade. A amizade que
às 14 horas, no Centro Educacional, Conforme explica a professora existe entre eles é muito grande,
Cultural e Comunitário da LBV na voluntária Selma Alice, o curso “tem o respeito também”, conclui.
capital fluminense, e possui uma os mais novos e as pessoas entre 60 Para participar do curso ou
grande freqüência de pessoas com e 80 anos, que, com muita alegria e tornar-se voluntário em um des-
mais de 60 anos nas aulas de Alfabe- grande disposição, estudam. A turma ses programas, basta comparecer
tização, unindo, democraticamente, é bastante participativa, interessada; ao Centro Educacional, Cultural
os jovens e os mais experientes. tem uma vontade muito grande de e Comunitário da Legião da Boa
A senhora Diná Pimenta Diogo crescer”. Vontade, localizado na Av. Dom
é um exemplo de vivacidade e perse- Selma conta que, principalmente Hélder Câmara, 3.059, Del Cas-
verança. Aos 78 anos, aprendeu a ler, com essa turma especial, cujos alunos tilho, tel.: (21) 2501-0247.

44 BOA VONTADE
PhotoDisc
Atenção,

Daniel Trevisan
pensionistas!
O recadastramento dos apo- de fazê-lo é ficar sem esse valor
sentados do Instituto Nacional recebido todos os meses. Vejamos
do Seguro Social (INSS) é uma esta nota a respeito, que esclarece
obrigação importante. Deixar bem a situação. _____________
Walter Periotto

Cerca de 1 milhão de beneficiários do


INSS ainda não fez recadastramento, Michèlle Canes
diz diretor do órgão. Da Agência Brasil

Cerca de 1 milhão de aposen- dinheiro, o beneficiário terá de pessoas foram convocadas e pouco
tados e pensionistas do Instituto esperar que os seus dados sejam mais de 14 mil fizeram o cadastro,
Nacional do Seguro Social ainda atualizados no sistema para poder o que representa 52% dos convo-
não compareceu às agências para voltar a receber, o que, segundo cados no Distrito Federal.
renovar seu cadastro. “Dos 2,4 Brunca, pode levar alguns dias. Ela informa que os benefi-
milhões convocados, 1,4 milhão Para fazer o recadastramento, ciários foram divididos em três
já compareceu e prestou as infor- é preciso ir a uma agência ban- grupos. O primeiro foi convocado
mações”, disse o Diretor de Bene- cária com carteira de identidade, em outubro e tem até o dia 24 de
fícios do INSS, Benedito Brunca. motorista ou de trabalho e com o fevereiro para comparecer a uma
“O prazo se esgota no dia 24 de Cadastro de Pessoa Física (CPF). agência. O segundo corresponde
fevereiro”, lembrou. Brunca alerta que a data não será aos chamados em novembro, para
Segundo ele, os convocados alterada. “Não há a prorrogação quem o prazo terminou em 31 de
para fazer a atualização devem do prazo. Nós temos um crono- janeiro. Para o grupo convocado
ficar atentos aos prazos, pois o grama que já é bastante elástico. em dezembro, a data final para o
benefício pode ser cortado, caso Temos oito meses do início da recadastramento termina em 28
o recadastramento não seja feito. convocação até o fim de todo de fevereiro.
“Às pessoas que perderem o pra- esse período de suspensão de Na primeira fase dos trabalhos,
zo e não comparecerem, faremos pagamentos, que vamos começar foram convocados os beneficiários
a suspensão do pagamento de agora. Caso a pessoa não apre- com problemas de falta de dados
março que é efetuado em abril. sente os dados, não podemos, no sistema. Para a segunda, que
É importante que a pessoa com- por lei, continuar mantendo os começa em março, serão chama-
pareça às redes bancárias, que pagamentos”, alertou. dos os 13,5 milhões de aposen-
preste atenção aos avisos que De acordo com a gerente exe- tados ou pensionistas de todo o
estão sendo expedidos”, obser- cutiva do INSS do Distrito Fede- Brasil que têm seus pagamentos
vou. Caso ocorra a suspensão do ral, Abneilde Campos, 28 mil anteriores a 1994.

BOA VONTADE 45
Ação Jovem LBV

Amanda Cassuriaga
Derly Francisco
www.acaojovemlbv.com.br

Relações
humanas
além da matéria

Arquivo rBV
N
a edição n° 208 assunto, aprofundan-
da revista BOA do o que já se sabe
VONTADE, você e pesquisando para
leu a retrospecti- saber sempre mais.
va das realizações Esse conteúdo gera
da Juventude Ecumênica da Boa novas ações para o
Vontade de Deus no ano de 2005. Movimento Jovem da Da esq. para a dir.: Paula Schnor, Alexandre Herculano e Juliano
No prosseguimento dos trabalhos LBV, o que enriquece Bento, militantes da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus.
contínuos da JEBV, desenvolvere- nossa contribuição
mos, em 2006, atividades relativas para o mundo, e também nos co- de 2005 e prosseguirão até junho
ao 31o Congresso Internacional do loca em contato com outros mo- de 2006. Estamos trabalhando com
Jovem da Boa Vontade, cujo tema vimentos e jovens que procuram cinco eixos temáticos, que serão
é: Deus, Sexo e Destino — Rela- fazer o Bem pela Humanidade. apresentados.
ções humanas, conseqüências es- Cada edição deste encontro
pirituais. Você poderá acompanhar anual (veja boxe “Histórico” na Deus: Ecumenismo Total.*1
esse desenvolvimento nesta seção, próxima página) nos tem levado a
mensalmente. reflexões importantes sobre nosso Propusemos, nesse primeiro
O Congresso do Jovem da Boa papel diante dos problemas que eixo temático, um estudo sobre
Vontade é tradicional por reunir atingem a Humanidade. Propuse- Deus. Disparar uma busca de
militantes do Brasil e do Exterior mos, em votação entre os jovens conceitos, sentimentos, cálculos
para debaterem um tema da vida militantes, discutir o poder de cria- e intuições para traduzir o que
humana, estudado a partir de va- ção que carregamos em nosso Ser entendemos sobre a origem da
lores éticos e espirituais, com o e a responsabilidade espiritual das Vida. Isso por admitirmos essa
objetivo de chegar a respostas que atitudes e relações humanas. como a primeira energia sexual
possam atender aos desafios da Para conhecer com profundida- do Universo. A criação pura, cons-
convivência em sociedade. de os temas escolhidos, estabelece- tante, dinâmica e perfeita: o Pai
A idéia é estudar diversas mos um planejamento para o ano. Celestial. No seu livro Reflexões
possibilidades de se observar um As atividades começaram em julho da Alma*2, o escritor Paiva Netto

46 BOA VONTADE
Mais que adorar a Deus
publicamente é preciso

Arquivo rBV
reverenciá-Lo em nosso
fato de constantemente observar-
interior. mos Deus a distância. Mas a chave
para a fonte inesgotável de conheci-
mento universal, a felicidade de estar

Clayton Ferreira
sível aos sentidos materiais. Nós, sempre à procura de respostas mais
Seres Humanos, ainda sequer con- precisas e resultados eficazes, porque
vivemos de forma sustentável com solidários, depende dessa aliança com
os semelhantes e com o pequeno Aquele que sabe o que é realmente
Planeta em que habitamos. melhor para cada um de nós, pois
Não podemos ignorar que muitas nos criou.
tentativas de viver o contato com Mas e aos ateus? Não lhes resta
Deus de forma menos segmentada nenhuma possibilidade de contribuir
desenvolve um raciocínio sobre o foram frustradas. Hoje, pensar Nele para o cuidado do mundo? Ao contrá-
Criador nestes termos: na Política e na Ciência, por exemplo, rio. Pertencer ou não a uma tradição
pode parecer uma proposta inviável, religiosa é o que menos importa nesse
“(...) Deus que o Homem ainda pelos frutos amargos que colhemos caso. Acreditar ou deixar de crer num
não sabe se é ‘Quem’, ou ‘Quê’ no passado. Mas esse mau resultado Espírito, numa força ou numa origem
(não o quê, como uma lata na rua, não pode ser creditado à energia cria- transcendente, também não importa.
ou um pedaço de papel rasgado); dora dos mundos e sim à naturalidade Acreditamos que crer em Deus não
todavia um Quê imarcescível, o com que promovemos disputas pelo é descrevê-Lo de determinada forma,
qual, quando a Ciência O deci- referir-se a Ele com certa linguagem
frar, abrir-lhe-á horizontes em ou nome, todavia, amar. Aprimorar
dimensões múltiplas da Moral e Seria bastante incoerente constantemente o Amor, procurando
da Sabedoria quintessenciadas. querermos professar universalizar esse sentimento, por
Questões que instigam estudiosos meio de responsabilidade social,
Deus na Religião, para ambiental, moral, espiritual, ética...
do quilate de filósofos, como o
brasileiro Huberto Rohden (1893- depois O esquecermos Isso é promover vida. Logo, ser ins-
1981) e o italiano Pietro Ubaldi completamente no trumento de Deus.
(1886-1972)”. convívio social ou
“Religião, Ciência, Filosofia e
Seria bastante incoerente que-
construindo ideais Política são quatro aspectos
rermos professar Deus na Religião, políticos, econômicos da mesma Verdade, que é
para depois O esquecermos com- ou, ainda, científicos, por Deus!” (Alziro Zarur)
pletamente no convívio social ou exemplo. Sectarizar Deus Histórico
construindo ideais políticos, eco-
nômicos ou, ainda, científicos, por é uma contradição sem
É difícil abranger todas as edições,
exemplo. Sectarizar Deus é uma sentido. mas vamos retomar os temas de-
contradição sem sentido. Se é Ele, senvolvidos há quatro anos, para
é o Todo. O início de tudo, que está poder ou por suas miragens. Por
localizar o 31° Congresso:
presente em todas as coisas. É a sempre priorizarmos as preocupações
absoluta unidade, hoje identificada imediatistas, desesperados em obter
• 2001/2002 - 27ª edição:
pelos avanços da física quântica, segurança, por intermédio de bens
Identidade e prática
mas já anunciada há milênios pelas que podem nos satisfazer apenas ma-
terialmente, perdemo-nos de nossos • 2002/2003 - 28ª edição:
tradições religiosas.
Crer em Deus, mas deixá-Lo valores espirituais. Religião na vida do
em segundo plano, em nossas Num mundo de tantos desafios Jovem
vidas, é recusar o aprendizado de e sofrimentos como o que vivemos, • 2003/2004 - 29ª edição:
uma lógica de relacionamento su- podemos nos perguntar: o que eu Ação Jovem LBV e o
perior. Deus relaciona-se de forma ganho com isso? O que consigo poder da Comunicação
harmônica, equilibrada e produtiva transformar com isso? Talvez essas • 2004/2005 - 30ª edição:
com tudo que existe visível e invi- questões estejam relacionadas ao Política de Deus

BOA VONTADE 47
Assim, mais que adorar a Deus Eixo II — Direitos universais, deveres divulgação das conquistas coletivas,
publicamente é preciso reverenciá-Lo cotidianos. que só se tornam possíveis pelo
em nosso interior. Foi o que ensinou Eixo III — Deus criou o sexo. O Ser Ecumenismo Total. A união de tudo
Jesus: Humano, a perversão sexual. que há de bom em todas as coisas. O
“E, quando orares, não sejas ideal ecumênico transparece quando
Eixo IV— Fazendo o dever de
como os hipócritas, pois se compra- visualizamos que cada Ciência é uma
casa...
zem em orar em pé nas sinagogas forma de perceber uma faceta de
Eixo V — Quanto a Deus, Sexo e
e às esquinas das ruas para serem Deus, portanto, da Verdade Eterna,
Destino.
vistos pelos homens. Em verdade que para nós é sempre uma novidade,
vos digo que já receberam o seu considerando quão limitada tem-se
faculdades que produzem saber
galardão. Mas tu, quando orares, mostrado nossa visão de mundo, de
e tecnologia. Essas faculdades,
entra no teu aposento e, fechando todo, de Ser Humano.
que desenvolvem um código de
a tua porta, ora a teu Pai, que vê Não perca a próxima edição
comunicação próprio, regras e
o que está oculto. E teu Pai, que da revista BOA VONTADE e
conceitos, particularizam seus
vê o que está oculto, te recompen- participe com suas opiniões,
métodos, colecionam descobertas
sará”. críticas e idéias escrevendo para:
e fracassos, às vezes aparentam
(Evangelho de Jesus, segundo juventude@boavontade.com
falar idiomas diferentes, tamanho
Mateus, 6: 5 e 6) o distanciamento que estabelecem *1Ecumenismo Total — Para melhor entendimento
E esse compromisso interior entre si, existem para a finalidade da amplitude deste conceito, escreveu Paiva Netto em seu
livro Reflexões da Alma. Diz o escritor: “O Ecumenismo
com a busca da Verdade e do primeira de facilitar a vida humana. Irrestrito prega o perfeito relacionamento entre todas as
conhecimento do Bem, no exer- A Física não é melhor que a Química, criaturas da Terra. O Ecumenismo Total preconiza a fraterna
cício de qualquer ciência, filosofia, que não é melhor que a História, nem aliança da Humanidade da Terra com a do Mundo Espiritual
política e religião é o Amor Divino Superior e com qualquer civilização que possa haver no
melhor que a Engenharia, mas cada Espaço. Por que não?! Todo o Universo está aí para que
em marcha, transformando tudo uma é responsável por uma parte apenas o fiquemos (à exceção dos astrônomos e poetas)
em Vida e Sabedoria. do pensar humano. E esse olhar ociosamente apreciando?! E olhe lá, quando nos lembramos
Parece teórico, mas logo fica específico é muito valioso. Sem ele
de erguer os olhos para ele... Seria pretensão de nossa parte
admitir a impossibilidade da existência de outras formas
prático. Pensemos nos locais onde seria impossível chegar à profundi- de vida no Cosmos. (...) Outro ponto: nem tudo (ou todos)
se produz o saber reconhecido na dade de raciocínio que desejamos. que lá por fora exista tem por obrigação parecer conosco.
Terra. As universidades, por exem- Mas falta ao mundo acadêmico um ‘Ecumenismo Irrestrito’ e ‘Ecumenismo Total’ são expressões
criadas por Alziro Zarur”.
plo, nas quais se reúnem aspectos sentido de integração de propósitos, *2Reflexões da Alma — Paiva Netto, Editora Elevação,
diversos do conhecimento, em de Solidariedade nas escolhas e na 62ª edição, com mais de 180 mil exemplares vendidos.

48 BOA VONTADE
Ação Jovem LBV
Arquivo rBV

Jesus,
Mauss, Durkheim,
Kant e Rousseau.
Daniel Guimarães, militante da
Juventude Ecumênica da
Boa Vontade de Deus.

M
uitos autores con- individuais”. A segunda é a dos Sobre a postura do indivíduo
cordam em afir- espiritualistas Kant (1724-1804) e consciente de sua essência es-
mar que a socieda- Rousseau (1712-1778): “as únicas piritual, conclui Paiva Netto*4:
de contemporânea maneiras morais de agir são as que “(...) O respeito ao pensamento
está em crise e o podem convir a todos os homens alheio é uma clara definição de
individualismo é apontado como uma indistintamente (...), implicadas na Ecumenismo, que, por sua vez, de
das principais causas. Mas condená- noção do homem em geral”. forma alguma sugere abandono a
lo não seria contraditório? Afinal, A segunda aproxima-se bastante compromissos assumidos dentro de
a emancipação do indivíduo é um da vanguardeira tese Cidadania So- uma comunidade. Ser ecumênico é
pilar dos valores modernos. Como lidária Altruística Ecumênica: a idéia também ser responsável, portanto,
essa concepção passou de heroína a de homem em geral converge com não ferir elementares princípios
vilã? Para tanto, é preciso investigar a noção de pertencimento universal de ética.
a história desse conceito. trazida pelo Cristo, e “maneiras mo- “A Humanidade é uma família.
Foi o que Marcel Mauss*¹ (1872- rais de agir (...) que podem convir a E não existe uma só em que todos
1950) fez na conferência Uma cate- todos os homens indistintamente”, os filhos tenham o mesmo compor-
goria do espírito humano: a noção de na análise do criador dessa tese, tamento. Cada um é um cosmos
pessoa, a noção do eu: “Foram os Paiva Netto, são as que estão em independente, mas não significa
cristãos que fizeram da pessoa moral concordância com “a Lei da Solida- dizer que esses ‘corpos celestes’
uma entidade metafísica, depois de riedade Universal”, que é: “Disse tenham de se estar esbarrando uns
terem sentido sua força religiosa. Jesus: Novo Mandamento vos dou: nos outros. Seria o caos.
Nossa própria noção de pessoa hu- Amai-vos uns aos outros como Eu “(...) Falamos do Ecumenismo
mana é ainda fundamentalmente a vos amei. Somente assim podereis ser que se comove com a dor, que tira a
noção cristã (...)”. Segundo o autor, reconhecidos como meus discípulos, camisa para vestir o nu, que contri-
essa concepção foi incorporada pelo se tiverdes o mesmo Amor uns pelos bui para o bálsamo curador do que
Direito Romano, depois assimilada outros. (...) Não há maior Amor do se encontra enfermo, que protege
e difundida para o mundo pela Eu- que este: dar a sua própria Vida pe- os órfãos e as viúvas, que sabe que
ropa. los seus amigos. (...) Porquanto, da a Educação com Espiritualidade
Foi Jesus, portanto, com Sua mesma forma como o Pai me ama, Ecumênica é fundamental para o so-
concepção de Alma, que tornou Eu também vos tenho amado. Per- erguimento de um Povo, o fortalecer
possível o surgimento da idéia de manecei no meu Amor”. (Evangelho de uma nação (não para que domine
autonomia individual. Então, achou- do Cristo, segundo João, 13:34 e 35; as outras), a proteção de um país
se o culpado? Observando o contexto 15:12, 13 e 9) e a sobrevivência do orbe celeste
histórico do Cristo, pode-se entender Jesus não defende apenas a exis- que nos agasalha como filhos nem
claramente o objetivo desta iniciativa. tência de Almas individuais, mas sempre bem-comportados”.
O Cristo Ecumênico combate, na so- também o tipo de associação que ___________________________
*1 Mauss, Marcel; Sociologia e Antropologia;
ciedade segmentada de sua época, a elas devem promover entre si. Paiva Tradução de Paulo Neves; Cosac & Naify - Editora; p. 392;
prática legitimada da discriminação. Netto*³ também resgata importantes São Paulo.
Recorro a estudo sobre o tema do pontos ignorados por outros autores, *2 Durkheim, Émile; pp. 236 e 237 - texto: “O Individualismo
e os Intelectuais”.
sociólogo francês Émile Durkheim*² como por exemplo: “Estamos corpo, *3 Paiva Netto, José de; Somos todos Profetas, 44ª
(1858-1917), para afirmar que foram mas somos Espírito”. Essa afirmação edição; Editora Elevação; São Paulo; pp. 128 e 132.
duas formas de Individualismo. A pri- ressalta que a existência do indivíduo *4 Trecho do artigo “É urgente reeducar!”, de Paiva Netto,
meira é a utilitarista: “[não existem] publicado na revista Sociedade Solidária Altruística Ecu-
é anterior ao nascimento e posterior à mênica (7ª edição), que foi traduzida em diversos idiomas
interesses superiores aos interesses morte do corpo físico. e encaminhada à ONU.

BOA VONTADE 49
Soldadinhos de Deus

(1) Um abraço à família


da Guaíba, do Rio Grande do Sul
— Flávio Wornicov Portela, Gerente de
Jornalismo da Rádio Guaíba e Apresentador
do Programa Seis e Meia da TV Guaíba, sua esposa,
Maria Inês Möllmann e sua filha, Maria Angélica Möllmann Portela,
(2) Milene Bielski de Camargo, 5 anos, Ventania/PR, (3) Luísa Bautista, 5 anos,
Portugal, (4) Laurita (Laura) Bautista, 3 anos, Portugal, (5) Rafael Amarildo Freitas da
Silva, 2 anos, Campinas/SP, (6) Renato Augusto da Silveira Silva, 6 anos, e Cícera Dayane
da Silveira Silva, 8 anos, Campinas/SP.

Qual caminho leva à abelhinha?

50 BOA VONTADE
Resp.: 3
Prece dos Homens de
Boa Vontade
São Francisco de Assis
(Patrono da Legião da Boa Vontade)

O que é ser um Senhor!


Soldadinho de Deus No silêncio deste dia que amanhece, venho
pedir-Te a Paz, a sabedoria, a força.
O Soldadinho de Jesus – “ Amai-vos Quero hoje olhar o mundo com os olhos
Deus é uma criança uns aos outros cheios de Amor.
espiritualizada. como Eu vos amei” Quero ser paciente, compreensivo, prudente.
E a Religião de (Evangelho do Quero ver, além das aparências, Teus filhos
Deus promove seu Cristo, segundo como Tu mesmo os vês, e assim, Senhor, não
desenvolvimento João, 13:34). As ver senão o Bem em cada um deles.
integral, corpo e Instituições da Boa Fecha meus ouvidos a toda calúnia, guarda a
Espírito, com a Vontade querem minha língua de toda a maldade.
finalidade de formar formar pessoas Que só de bênçãos se encha a minha Alma.
cérebro e coração. que integrarão Que eu seja tão bom e tão alegre que todos
O objetivo é levar a Sociedade aqueles que se aproximem de mim sintam a
a garotada a viver Solidária Altruística Tua presença.
equilibradamente, Ecumênica, que Reveste-me de Tua beleza, Senhor, e que no
fundamentando seu nada mais é senão decurso
desenvolvimento o estabelecimento deste dia eu Te revele a todos.
nas bases sólidas da confraternização Glória a Deus nas alturas, Paz na Terra aos
e eternas do Novo mundial verdadeira. Homens da Boa Vontade de Deus.
Mandamento de

Em 21 de janeiro, Quinto Mandamento


é celebrado o dos Soldadinhos de
Dia da Religião, e
uma das tarefas Deus
das crianças de Respeitar as religiões das
Boa Vontade, que crianças de toda a Hu-
se encontram manidade.
inscritas nos 10 (Alziro Zarur)
Mandamentos
dos Soldadinhos
de Deus, nos fala
justamente sobre
essa data tão
importante:

BOA VONTADE 51
Notícias de Brasília

Templo da Boa Vontade:


Cultura de Paz e Espiritualidade Ecumênica.
____________
Clariano Filho
O Templo da Boa Vontade (Qua- grinos. É o monumento mais visita- ao visitante o contato com a cultura
dra 915 Sul, Lotes 75/76), consagra- do de Brasília de acordo com dados de vários países, ali representados
do por turistas do Brasil e Exterior oficiais da Secretaria de Turismo por objetos e obras de arte doados
como o monumento da Paz, recebeu do Distrito Federal (Setur). Seus por suas embaixadas, tudo isso com
desde 1989, quando foi inaugurado, ambientes acolhedores transmitem a indispensável Espiritualidade
quase 16 milhões de turistas e pere- tranqüilidade, além de proporcionar Ecumênica.
Fotos: Clariano Filho

O interesse da juventude pela Pirâmide da LBV


Representantes de 25 países “É a primeira vez que venho ao
visitam o TBV — Este Teto para Templo e senti muita Paz. Trata-
o mundo recebeu cerca de 80 se de um lugar importante para
estudantes de 25 países — simbo- pensar, refletir sobre as coisas do
lizando todos os continentes —, dia-a-dia”, disse a organizadora
que tiveram as boas-vindas no dia da viagem, Geanice Hulz, da
10 de janeiro. Eles se encantaram AFS Brasil (Intercultura Brasil). E
com a beleza do local. Fizeram completa: “Por ser a primeira vez
a caminhada em meditação pela que eles entram no TBV, ficaram Os estudantes observam no painel fotográ-
fico do Cristal Sagrado do TBV as linhas que
espiral até o centro da Nave e se surpresos, porque é um Templo formam a imagem perfeita da Face de Jesus.
energizaram debaixo do Cristal diferente, tudo é totalmente novo Esse fato foi registrado, inicialmente, em
Sagrado, depois beberam a água para eles, é algo que vai agregar 1997, pela refinada visão do artista plástico
da Fonte, um dos mais bonitos um valor: valorizar o lado cultural Siron Franco e tem sido confirmado por
milhares de pessoas que o observam pelo
ambientes do TBV. religioso”. mesmo ângulo.

A alegria dos estudantes de 25 países defronte do TBV

52 BOA VONTADE
Ciência, Arte, Esporte, Filosofia, Re-
ligião... No centro do painel encontra-
Jovens sul-americanos e euro- se Jesus, como o maior símbolo de
peus confirmam preferência pelo Amor que os povos conheceram”. Quem recomendou o roteiro foi
Templo da Paz — Um dia depois, Os jovens despediram-se do TBV, João Paletó, famoso guia turístico de
outro grupo com mais de 80 estudan- agradecendo o carinho dos brasilei- Brasília, que, ao saber do objetivo da
tes intercambistas da América do Sul ros e admirando a bela imagem do viagem deles, fez questão de trazê-los
e da Europa tiveram a mesma alegria monumento. ao lugar, em virtude de sua ambiência
e surpresa ao observar os detalhes de Universitários de Montes Cla- de Paz.
cada ambiente da Pirâmide da LBV. ros/MG recebem energias — Ain- Paletó é um admirador do TBV
Um dos momentos marcantes da na mesma semana, 44 jovens e, segundo ele, freqüenta o local
ocorreu diante do painel A Evolução do norte de Minas Gerais vieram mesmo antes de sua inauguração
da Humanidade, localizado no Salão a Brasília para o Vestibular 2006 e (em 21/10/1989), pois acompanhou
Nobre (primeiro subsolo). O guia resolveram, primeiro, conhecer a a construção desde 1986. Para ele,
turístico do grupo, Laurimar Fer- Pirâmide dos Espíritos Luminosos, o itinerário de suas visitas à capital
reira Lopes, explicou: “Aqui estão como também é conhecido o TBV, federal tem de começar pelo Templo
representados os principais homens onde fizeram a espiral e receberam da Boa Vontade para receber suas
e mulheres que lutaram pela Paz na as energias divinas. boas vibrações.

Congressistas de 19 países da América


Latina e do Caribe buscam o TBV “Na luta
O Templo da Boa Vontade foi (Programa das Nações Unidas para
contra a
o lugar escolhido para visitação de
um grupo de 100 representantes de
tratamento do HIV). aids, é
O objetivo deste encontro foi
governo de 19 países da América uma consulta sobre o acesso pre- preciso
Latina e do Caribe, que trabalham ventivo universal para a população,
com programas de combate à com tratamento e assistência às ter muita
aids, no último 13 de janeiro. Os
congressistas participaram de um
pessoas portadoras de HIV-aids.
Os congressistas latino-ame-
paz e
encontro promovido pelo Ministé- ricanos e caribenhos destacaram, perseverança no
rio da Saúde do Brasil e pela Orga- durante a visita, a característica
nização Pan-Americana de Saúde ambiência de tranqüilidade da Pirâ- enfrentamento da
(OPAS), em parceria com a Unaids mide dos Espíritos Luminosos.
doença. Este é o
“É uma experiência “É de uma único passeio que
totalmente nova, energia muito
porque este faremos em Brasília,
mística. É
Templo, quando fundamental porque o TBV é o
visto de fora, já que haja um símbolo da Paz e da
é muito bonito, espaço que dê
tem um projeto Boa Vontade entre
a oportunidade
arquitetônico que chama a para as pessoas virem a as pessoas.”
atenção e atrai as pessoas a qualquer hora falar com Deus, o Mariângela Simão,
entrar e, quando entramos, o que é uma coisa espetacular: o Diretora Adjunta do Pro-
que se sente é Paz.” grama Nacional de DST/
Templo fica aberto 24 horas.”
Jael Vidal, do Uruguai. Alberto Moscoso, da Bolívia. aids do Brasil.

BOA VONTADE 53
Notícias de Brasília

João Periotto
Conjunto Ecumênico da LBV formado pelo ParlaMundi (E), sede administrativa
(C) e Templo da Boa Vontade (D). Este é o monumento mais visitado de Brasília/
DF, segundo dados oficiais da Secretaria de Turismo do DF (Setur).

Clariano Filho
“Estou muito feliz em
Personalidades vir e conhecer todas
as áreas, os diversos
encantam-se com o ambientes do Templo

Templo da Paz da Boa Vontade. Fi-


quei impressionado e
satisfeito com as ati-
No mês de janeiro, muitas personalidades deixaram seu vidades desenvolvidas
recado ao passar pelo Conjunto Ecumênico da LBV. Entre pela Instituição. Percebo que traz be-
elas, o Senador Gerson Camata e o Lama Tibetano Tulku nefícios a muitos seres, e é isso que
Jigme Tromge Rinpoche. todos nós, como seguidores de um
caminho espiritual, devemos fazer.
Desejo que estas atividades durem
Arquivo pessoal

“Quero cumprimentar Paiva Netto para sempre. O que vi aqui é belo,


por esse tesouro que ele plantou no não somente em termos de proposta
coração da capital do País: Templo espiritual, mas quanto ao desenvolvi-
da Boa Vontade, que dá ao Brasil mento espiritual na prática, ajudando
e ao mundo uma grande contribui- pessoas carentes, idosos e crianças.
ção. Aqui têm se reunido represen- Isto é a compaixão posta em prática.
tantes das Nações Unidas (ONU), Eu me regozijo muito com essa ativi-
os sábios e líderes mundiais, os dade da LBV.”
Lama Tulku Jigme Tromge Rinpo-
promotores da Paz, que participam
che, que palestrou no Parlamento
de muitas reuniões promovidas por Mundial da Fraternidade Ecumêni-
Paiva Netto. Não é só um local de ca, o ParlaMundi da LBV, acerca dos
meditação, mas também de construção de um mundo temas Chenrezig (Buda da Compai-
melhor.” xão), Amitaius (Buda da Longevida-
Senador Gerson Camata de) e Buda da Medicina.

54 BOA VONTADE
Arte na Tela

Um lugar de

Fotos: João Preda


reflexão e Arte _______________

O
Marta Jabuonsky
Brasil possui atu- doações dos artistas que expuseram
almente 2 mil mu- ou mesmo presentearam o Governo
seus. Alguns bem- de Brasília ou até o Federal.
conceituados em Possui hoje, aproximadamente,
nosso País como o 1.200 obras de diferentes épocas e
Museu de Arte de São Paulo (MASP) expressões, dos anos 1920 e 1930
e o Museu Nacional de Belas Artes até a atualidade e que servem de
(MNBA) no Rio de Janeiro, mas exis- apoio à investigação sistemática de
tem muitos outros que, sendo menos linguagens plásticas em confronto, Marta Jabuonski (D), curadora da Galeria
conhecidos, procuram cumprir sua permitindo uma imersão no mundo de Arte do Templo da Boa Vontade, ao
lado da diretora do Museu de Arte de
função, ou seja, estão preocupados das artes. Brasília, Marta Padilha Benévolo.
com o potencial criativo do mundo As exposições temporárias apre-
moderno. sentam ao público os mais variados
significativas, dignos dos grandes
O Museu de Arte de Brasília temas e suportes, refletem a história
centros do País e do Exterior. Mas
(MAB) foi instituído em 1985, pelo da cidade e dos seus artistas e tam-
já está sendo construído pelo Go-
Governo do Distrito Federal, por in- bém a história do Brasil e do mundo.
verno do Distrito Federal o Museu
termédio da Secretaria de Educação A criação artística das cidades-saté-
da República, projeto do renomado
e Cultura e da Fundação Cultural do lites também se faz presente.
arquiteto Oscar Niemeyer que
DF. Nasceu para reunir, conservar, A atual diretora do Museu é
possuirá todas as condições muse-
preservar e difundir a arte brasileira Marta Padilha Benévolo, educa-
ológicas ideais.
e, principalmente, da capital federal, dora e artista plástica, que chegou
Pensando alto, Marta nos diz: “O
além de estimular atividades no à capital ainda pequena (1967) e
Museu de Arte de Brasília poderia
campo artístico. Na época, a cidade aqui “brincou no barro da cidade”.
se dedicar à arte local, pois temos
completava 25 anos de existência. Sorridente, ela nos relata: “Ao longo
artistas pioneiros, uma história de
O MAB tem como endereço uma dos seus 21 anos o Museu de Arte de
construção física, artística e in-
região pitoresca às margens do Lago Brasília tem contribuído significati-
telectual e daqui a 40 ou 50 anos
Paranoá, cenário de grande poten- vamente para o estudo e a reflexão,
poderemos ver como a cidade foi
cial turístico. Tem como vizinhos os por meio das atividades que vem
evoluindo e construindo todas essas
Palácios da Alvorada e do Jaburu e a realizando, como exposições do
questões”.
histórica Vila Planalto. Encontra-se acervo e temporárias, oficinas de
_____
em um prédio datado da década de criação livre, cursos e programas Serviço:
1960, de arquitetura moderna com educativos”. Museu de Arte de Brasília: SHTN, Pólo 03, Lote 05, próximo
vãos e espaços livres e foi adaptado Até a presente data, o MAB é o à Concha Acústica. Ingresso: Gratuito. Visitação: De terça a
domingo, das 10 às 18 horas. Está aberto a agendamentos
para receber um acervo que, na único de Brasília, embora existam de grupos ou escolas, em qualquer horário ou dia da semana.
época da inauguração, era consti- na cidade importantes espaços Aos sábados, das 14 às 17 horas, desenvolve um ateliê de
tuído de 200 obras provenientes de culturais, com acervos e agendas criação coletiva, gratuito e aberto ao público em geral.

BOA VONTADE 55
Acontece no Uruguai

Contagem
progressiva
Já estão nas etapas
finais as obras do modelar
Centro Educacional da LBV
do Uruguai.
Fotos: Maciel Ferreira

Trabalho
completo: arejado
e moderno, o novo
empreendimento
ocupa uma área
superior a 1.500 m²
e logo nos primeiros
dias vai oferecer
ensino de qualidade
a meninos e meninas.
Aos adultos e idosos,
a unidade da LBV do
Uruguai contemplará com
programas socioeducativos e
de capacitação profissional.

Futuro Instituto de Educação


da LBV do Uruguai
Térreo: Amplo espaço para atender pessoas da Terceira Idade, cozinha,
refeitório, brinquedoteca e ambulatórios médico e dentário.
1º andar: Instalações da Escola de Educação Inicial, com recep-
ção, salas de aula e ambientes de apoio.
2º andar: Salão aberto para atividades esportivas,
seminários e eventos.
Projeto gráfico do prédio
Calle Camino Castro, 462, Prado,
Montevidéu, tel.: (00xx 5982) 308-6074.
Apoio do Povo
uruguaio à LBV: desde
os primeiros traços do projeto, a
comunidade tem contribuído com
recursos financeiros para apoiar a
empreitada. A mídia igualmente
mostra-se forte parceira, ao destacar as
iniciativas da Legião da Boa Vontade.

56 BOA VONTADE
Acontece em Portugal

LBV da Europa

Sorriso feliz
para crianças em risco social _____________
Sofia Organista
O Programa Sorriso Feliz zagem, ter uma vida melhor. Fotos: Eduarda Pereira
não pára de promover sorrisos! No mês de janeiro, os agentes
Nos últimos 15 dias, centenas da LBV de Portugal apresentaram
de crianças que vivem em risco aos meninos e meninas esses
social começaram a ser acompa- esclarecimentos por meio de um
nhadas pela equipe de agentes conto infantil, que relatava a his-
comunitários da Legião da Boa tória da personagem Joana, que
Vontade. tinha medo de ir ao dentista. A
Uma vez por mês, elas e suas seguir, foram desaparecendo os
famílias têm acesso privilegiado receios dela. A atividade lúdica
e gratuito a informações gerais resultou em boas gargalhadas e
sobre higiene bucal, para que garantiu um sorriso mais branco
possam, com base nessa aprendi- aos menores.

As atividades de higiene bucal promovidas pela


LBV da Europa já melhoraram a vida de centenas
de pequeninos só neste mês de janeiro.

57
Acontece na Bahia

LBV nos festejos do

Bonfim
Senhor do

Oração inter-religiosa pela Paz abre a cerimônia


_____________
Denise Mendes

U
m momento inter- presente do Diretor-Presidente da trabalho espiritual e social de aco-
religioso pela Paz LBV ao Povo baiano. Adeptos das lhimento e divulgação de princípios
marcou a abertura diversas religiões presentes à ceri- (universalistas) da fé e da religião”.
dos festejos da lava- mônia se emocionaram e aplaudiram (Deputado Federal Nelson Pe-
gem das escadarias quando da passagem da belíssima legrino)
do Bonfim na manhã do dia 12 de imagem:
janeiro, em Salvador/BA, com a par- “Cumprimentos e respeito a
ticipação especial de um coral for- “A LBV, ao Paiva Netto, por sua
mado por cem vozes. Após a execu- participar da ca- vida, trabalho e dedi-
Divulgação

Roberto Barroso (Abr)

ção do Hino do Senhor do Bonfim, minhada, soma- cação aos problemas


sinos de igrejas de diferentes bairros se a todos os básicos da Humani-
da cidade soaram simultaneamente, baianos na sua dade”.
dando início ao cortejo que sai da manifestação de (Corregedor-Ge-
Igreja da Conceição da Praia e segue religiosidade, de ral da União, Minis-
até o adro da Colina Sagrada, numa crença no nosso tro Waldir Pires)
caminhada de 8 quilômetros. Guia, a Luz do
Pelo 14º ano consecutivo, a Mundo, nosso “Eu desejo a Paiva
Legião da Boa Vontade marca Senhor Jesus. Parabéns, Paiva Netto, Netto muita paz. Esse ano, dentro da
presença nos festejos, levando à por essa magnífica e grande obra da liturgia africana, é dirigido pelo ori-
frente a estampa majestosa de Jesus, Legião da Boa Vontade, que faz um xá guerreiro, da paz. Por ele ser um

58 BOA VONTADE
Pelo 14º ano consecutivo, a LBV marca presença nos festejos do Bonfim, levando à frente a tradicional
estampa de Jesus, o Cristo Ecumênico.

guerreiro, desejo muita espero que o trabalho e a missão de pirâmide, pelas salas

Nizete Souza
Nizete Souza

paz, muita força, que vocês continuem bem altos. Sempre de reflexão, nas quais
o Brasil precisa de um enfrentaremos dificuldades, mas as pessoas param para
homem como ele”. aqueles que têm a convicção aonde meditar, como também
(Aristides Oli- querem chegar e dedi- a Fonte. O Memorial
veira Mascare- cam toda sua energia e Alziro Zarur é fascinan-
nhas, Presidente inteligência para fazer te, aquele sol (mandala)
da Federação Na- o Bem, seguramente é uma energização, e
cional do Culto têm de ter uma força tem ao fundo estam-
Afro-Brasileiro) maior. Bom 2006 a pado o Apocalipse, é
Paiva Netto e muita de um bom gosto, de uma paz
Divulgação

“Essa é a maior festa religio- força nesta caminha- interior! A gente se encontra com
sa na Bahia, que é a reverência da”. algo perdido”.
ao Senhor do Bonfim. (...) A (Ministro Jacques (Aborisá Pai Ivo de Bessem
participação de uma entidade cin- Wagner, do Conselho de Desenvol- — Olorum Môdupé ao relembrar
qüentenária como a LBV, que tem vimento Econômico e Social) a visita que fez ao Templo da Boa
o respeito de todos, mostra a Fé que Vontade, em Brasília/DF)
ela tem na sua missão. Parabenizo “Para mim foi uma coisa muita ______
a Legião da Boa Vontade por isso e boa, fiquei pasmado, não só pela Serviço: Centro Comunitário da LBV: Av. Porto dos
Mastros, 19, Ribeira. Telefone: (71) 3312-0555.

BOA VONTADE 59
Arquivo rBV
Acontece no interior paulista

Alziro Zarur
(1914-1979),
saudoso
Fundador da LBV.

Uma causa que

Arquivo rBV
honra o Brasil
LBV completa 56 anos de Amor à Humanidade
_____________
Marta Trigueiro

N
o dia 1º de janeiro O Prefeito Welson Gasparini

Arquivo rBV
de 2006, a Legião recentemente manifestou seu apreço
da Boa Vontade pela Obra, com as seguintes palavras:
completou 56 anos “A LBV tem todo o meu respeito,
de serviços diários minha admiração. Eu conheço o
e ininterruptos em favor de milhões trabalho, é de alto significado. E veja
de pessoas — crianças, jovens, ido- que a filosofia dela é o que nós preci-
sos, famílias inteiras, do Brasil. Um samos implantar na Comunidade de
número incontável de cidadãos que Ribeirão Preto, porque se houver Boa
tiveram o que comer, onde dormir e o Vontade, já está tudo resolvido!”.
que vestir, a oportunidade de estudar A Ronda da Caridade é um dos
e de se capacitar profissionalmente, mais importantes serviços prestados
renovando desta forma a Esperança pela LBV no local e em cidades
e a Fé para continuar lutando. vizinhas. O programa é realizado
diretamente nos bairros Vila Virgínia,
LBV em Ribeirão Preto/SP e Jardim Aeroporto, Maria Casagran- “A LBV tem todo o
região de, Monte Alegre, Campos Elíseos, meu respeito, minha
Ipiranga, Quintino Facce, Salgado Fi-
Um exemplo dessa ação huma- lho e Alexandre Balbo I e II. Os mo-
admiração. Eu conheço
nitária é a atuação de seu Centro radores têm ao seu alcance palestras o trabalho, é de alto
Comunitário e Educacional (Rua educativas e cursos profissionalizan- significado. (...) a
Rio de Janeiro, 383, Campos Elí- tes, além de receberem da Instituição filosofia dela é o que nós
seos, tel.: (16) 3610-0006), que cestas de alimentos, roupas, calçados,
contribui para a melhoria da qua- utensílios domésticos, medicamentos precisamos implantar na
lidade de vida, sustentabilidade e e, sempre que necessário, são encami- Comunidade de Ribeirão
inclusão social das comunidades, o nhados para atendimentos nas áreas Preto, porque se houver
que é possível graças ao apoio que médica, odontológica, psicológica e
vem recebendo, desde 1954, da jurídica.
Boa Vontade, já está tudo
população, de diversas entidades Preparar jovens e adultos para resolvido!”
de Ribeirão Preto e de toda a sua o mercado de trabalho ou para o Prefeito de Ribeirão Preto, Welson
região administrativa. primeiro emprego é outra frente da Gasparini

60 BOA VONTADE
Arquivo rBV
Arquivo rBV
LBV e para isso disponibiliza cursos
como os de garçom, informática, tele-
marketing, secretariado, recepção, te-
lefonia, inglês, alfabetização, auxiliar
contábil, pessoal e administrativo.
Um dos voluntários que atuam no
Centro Comunitário e Educacional é
o professor e maître Dorival de Oli-
veira que ensina o ofício de garçom.
A iniciativa já se tornou uma referên- do-as em seu quadro de empregados.
cia para donos de bares, restaurantes, Isso tem gerado um grande estímulo
bufês, hotéis, clubes e similares da para as mulheres do bairro que agora,
“(...) É uma bênção
cidade e região. Anualmente, a LBV mais do que nunca, estão se sentindo divina. A colaboração
profissionaliza centenas de alunos e valorizadas”. da LBV chegou em uma
a maioria, quando terminam as aulas, Para Eunice, a grande contribui- excelente hora. Não só
está empregada, seja por contatos da ção oferecida pela LBV é levar o
Instituição ou dos próprios empresá- equilíbrio emocional ao grupo: “As Jaboticabal, mas todo o
rios que buscam novos talentos. mensagens e músicas de elevação Brasil está passando por
A LBV também oferece o apoio moral e espiritual que nós acom- uma fase muito difícil,
técnico da sua equipe de profissionais panhamos diariamente pela Super
voluntários para a Associação das Rede Boa Vontade de Rádio (AM
na qual o desemprego é
Mulheres Artesãs Sebastiana da Silva 550 kHz, Sertãozinho/SP) foi o que muito grande, a carência
Terra (Amars), localizada no bairro trouxe o sucesso para o nosso empre- é enorme, muita gente
Alexandre Balbo II. Criada há dois endimento”. vivendo abaixo da linha de
anos, tem por finalidade oferecer a jo- LBV: Criança — Futuro no Pre-
vens senhoras e mães desempregadas sente! é outra empreitada da Obra que pobreza. Então, as cestas
formas de gerar renda, Eunice Silva recebe, diariamente, 90 crianças, com de alimentos da LBV
Terra, que coordena a Associação, idade entre 7 e 11 anos, que estudam vieram ao encontro das
diz que o trabalho deu “tão certo que da 1ª a 4ª série do ensino fundamental
está prestes a tornar-se uma Coope- em escolas da rede pública. Além
necessidades básicas do
rativa e já conta com a participação do acompanhamento psicológico e Povo (...).”
de 80 mulheres”. E completa: “(...) médico-odontológico, os meninos Secretária de Assistência Social
Muitas delas acabam sendo contra- e meninas recebem alimentação, e Presidente do Conselho de
tadas pelas próprias empresas que participam de atividades esportivas Assistência Social de Jabotica-
terceirizam esses serviços, efetivan- e artísticas (dança e pintura), que bal/SP, Tânia Braga Milani.

A LBV também oferece o apoio


Arquivo rBV

técnico da sua equipe de profissionais


voluntários para a Associação das
Mulheres Artesãs Sebastiana da
Silva Terra (Amars), localizada no
bairro Alexandre Balbo II. Criada
há dois anos, tem por finalidade
oferecer a jovens senhoras e mães Eunice Silva Terra
desempregadas formas de gerar renda, prestando
serviços a gráficas da cidade e região, confeccionando
sacolas para lojas, caixas e outros produtos de papel
cartonado.

BOA VONTADE 61
Acontece no interior paulista

são realizadas em oficinas e projetos Caridade, que presta atendimento


como os de Alfabetização Digital e socioeducacional, com distribuição
Moral Ecumênica. de cestas de alimentos às famílias do
O programa SER Mulher, implan- bairro Jardim União e adjacências.
tado em Ribeirão Preto há 2 anos, já Além disso, cerca de 400 crianças,

Arquivo rBV
atendeu centenas de gestantes prove- de diversas comunidades, partici-
nientes de comunidades em situação param de uma festa de fim de ano,
de risco social, contribuindo para a promovida pela LBV e pela Amars.
redução dos índices de mortalidade Tendo em vista o público infantil, a
“Quero agradecer pelo
materno-infantil e para a valorização Instituição desenvolverá em breve trabalho da LBV que todo
feminina. na cidade o projeto Esporte é Vida, mundo conhece. Um
Também em Bebedouro, muni- beneficiando uma centena de me- serviço sério, que deve
cípio próximo a Ribeirão, a LBV ninos e meninas, entre 9 e 12 anos,
firmou uma importante parceria com atividades esportivas, de lazer ser apoiado não só por
com a Associação de Moradores e terapia ocupacional. nós, da imprensa, mas
Amigos da Região Sul (Amars) Natal Permanente de Jesus por toda a população das
para oferecer cursos de geração de — Várias localidades receberam
renda. Com a presença técnica do doações de alimentos não-perecí-
cidades da região: Guariba,
assistente social Alexandre Carlos veis angariados pela Campanha Araraquara, Ribeirão Preto
Nascimento e de voluntários da Natal Permanente de Jesus — O e Américo Brasiliense. Todos
Obra e o apoio da Presidente da Pão Nosso de cada dia!, da LBV, devem colaborar com esta
Amars, Márcia Cristina Mendes, a exemplo de Bebedouro, Cravi-
quase uma centena de alunos já nhos, Jaboticabal, Taquaritinga, magnífica Campanha da
ingressou nas aulas de biscuit, São Joaquim da Barra e Guariba, LBV.”
crochê e tricô. proporcionando às centenas de fa- Domingos Aparecido Rodrigues
A Legião da Boa Vontade man- mílias um Natal mais feliz, digno de Oliveira (o Guta), proprietário
tém, ainda, o Programa Ronda da e sem fome. do jornal Guariba Notícias.
Arquivo rBV

Fachada do Centro Comunitário e Educacional


da LBV em Bauru/SP

“(...) Sem essa ajuda


da LBV, com certeza, o
Natal não teria o mesmo
brilho.”
Messias de Oliveira,
coordenador do Núcleo de
Assistência Social Silvio
Basso,
em Taquaritinga/SP.

62 BOA VONTADE