Vous êtes sur la page 1sur 62

O SEFER SHAKYNAH

A Edição Mshikhani

Distribuído pelo Mishqana

Copyright 2007-2017 by Religion of Light


Publication Society
Para maiores informações, visite
www.mithranet.com
Índice

Está escrito no Livro


Sefer Ha'Makom
Igeret Ya'aqub ha'Tzaddik
Igeret Ya'aqub aos de Fala Hebraica da Assembleia de Yarushalayim
Igeret Ya'aqub aos Gerim
Derekh Kehila
Credo dos Antigos Discípulos
Após os Dias de Paulo
Tehillim
Firmemente Estabelecido em Seu Caminho
A Verdade do Messias Prevalecerá sobre todas as Trevas
A Profetiza Hanna Faz Perguntas a Yeshua
Faça Todas as Coisas em Obediência a Alhym
Os B'nai Or Salvos da Eterna Destruição
Um Jardim de Fogo
O Triunfo da Justiça
O Credo Sefashah
Está Escrito no Livro

1 Não fui eu que lhe disse? Está escrito no livro!

2 Não tenha medo e não se aflija, porque tu vais chegar ao local;

3 Tu terás coragem inflexível, porque Yahuah vosso Deus constrói a estrada adiante de
vós e ele está convosco. [cf. Josué 1:9]

4 A Torah não deve afastar da tua boca, sempre penso nela dia e noite [cf Salmo 1:2],
para que tu possas observar diligentemente as mitzvoth deste livro,

5 Tudo o que tu deves saber e tudo o que tu deves observar estão neste Livro da Presença*
*Sefer Shakhynah

6 O Livro da Presença estará sobre a sua mão e estará entre os olhos e estará dentro do
teu coração e estará dentro de tua boca.

7 Tu não deves afastar-te do que eu disse e o que eu tenho feito ser escrito por meu
servoYa'aqub.

8 Yahuah está construindo dentro de vós a sua Torah, como fez com Mosha e todo o Seu
povo no Sinai.

9 Pense na Torah dia e noite.

10 Pois Yahuah conhece aqueles que andam no caminho justo, mas todos aqueles que
andam no caminho do mal perecerão. Yahuah é o teu Deus. Confie nele.

11 Siga as instruções divinas de Yahuah e dê graças a ele;

12 Louve oYah Altíssimo, chamando o seu nome. Quando tu levantares para orar, depois
de ter recitado o Sh’ma, você deve orar assim:

13 "Tu nos deste o mandato e nós somos obrigados a isso, tu nos enviaste adiante e nós
certamente iremos aonde quer que tu nos instrua.

14 Nós fizemos tudo como fizeram nossos pais da fidelidade, a respeito de como obedecer
as palavras que tu deste para Mosha, e agora nós permanecemos obedientes a ti, selados
no Sangue do Cordeiro."
Sefer Ha’Makom
Capítulo Um
1 Tudo isso, tudo o que é bom, movendo-se no céu ou na terra, é da mão de Yahuah.

2 Quando tu entregares todas as coisas materiais, então tu podes regozijar e dizer:


"Louvor, Louvor!".

3 Quando um homem que chega ao correto entendimento e conhecimento do Verdadeiro


Alhym, que problemas pode haver para aquele que contemplou a Santa Unidade?

4 Ele, o Santo Alhym, é como um círculo, luminoso, puro, sábio e autoexistente. Todos
os que adoram o que não é verdadeiro entram na escuridão, mas aqueles que adoram o
que é verdadeiro entram na Luz Sagrada.

5 Todos os que adoram o que não é o Verdadeiro Alhym, entram nas trevas, mas os que
adoram o Verdadeiro Alhym do Seu Templo entram para a Luz Sagrada, que tem sido
preparada para eles por Adonai Yeshua;

6 Eles têm vida, porque a Mão Direita de Yeshua, Sua Divina Presença, tem ensinado a
Torah Verdadeira ao povo de Alhym.

Capítulo Dois
1 Há mundos dos espíritos que são cobertos com a escuridão total.

2 Aqueles que têm realizado trabalhos sem ter chegado a um conhecimento adequado de
Yahuah e Sua religião, devem ir, após a morte, a esses mundos dos espíritos e têm a
oportunidade de aprender e de viver e receber descanso no Senhor.

3 Desta forma, se forem bem sucedidos na sua aprendizagem, eles são capazes de vencer
a morte e nunca mais vê-la e pecado não anda seguindo-os, nem ele fica na porta de suas
casas.

4 Tal homem venceu a morte, e ele obtém a imortalidade de Alhym.

5 A porta de Verdade é coberta com um selo de ouro. Abra-a, discípulo! Abra-a para que
tu possas contemplar a Luz Verdadeira. Senhor Yeshua, reuna Teu povo e aumente a Tua
luz para as nações, para que possam ver Tua bela forma.

6 Tu és o Reflexo de Alhym que reside neste lugar.

7 Possa Alhym levar Seu povo à bênção, ao bom caminho, pois é Ele quem sabe todas as
coisas.
8 Que Ele possa guardar o seu povo de um caminho torto e permita que todo o povo de
Alhym dê a ele um louvor pleno.

Isto conclui o Sefer ha’Makom


Igeret Ya’aqub haTzadik
Capítulo Um
1 Ya'aqub, servo de Alhym, Adonai Yeshua Mashikha, às doze tribos dispersas entre os
goyim. Shalom!

2 Que seja uma alegria para vós, meus irmãos, quando vós entrardes em muitas e diversas
provas. Para vós conhecerdes a prova de fé que vos faz aumentar a paciência.

3 E seja a paciência a sua obra perfeita, para que vós sejais completos e perfeitos, e nada
possa faltar.

4 E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Alhym que a todos dá livremente e
com amor, e será dada a ele.

5 Mas que ele peça com fé, sem hesitar, porque aquele que hesita é como as ondas do
mar, que o vento joga ao redor.

6 E tal homem não deve esperar receber qualquer coisa de Yahuah, que está hesitando em
sua mente, e inconstante em todos os seus caminhos.

7 E que o irmão humilde seja alegre porque é exaltado, e os ricos, em sua humildade,
porque, como a flor da erva, ele deixa de existir.

8 Pois o sol se levanta em seu calor e seca a erva, e cai a sua flor, e a beleza de sua
aparência perece, é o mesmo com o homem rico, porque ele murcha em seus caminhos.

9 Bem-aventurado o homem que suporta as provas, para que quando ele for provado que
ele possa receber uma coroa de vida, que Alhym prometeu aos que o amam.

10 Ninguém, sendo tentado, diga: "Sou tentado por Alhym", pois Alhym não é tentado
pelas maldades, nem ele a ninguém tenta.

11 Mas cada um é tentado pela sua própria luxúria, e que ele deseja e é seduzido. E este
desejo concebe e dá à luz o pecado, e o pecado, quando maduro, gera a morte. Não vos
enganai, meus amados irmãos.

12 Cada dádiva boa e perfeita vem do alto, do Pai das luzes, em quem não há mudança,
nem mesmo uma sombra de variação.

13 Por sua própria vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que possamos ser
os primeiros frutos de suas criaturas.

14 Meus amados irmãos, cada um de vós seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio
para se irar, porque a ira do homem não produz a justiça de Alhym.
15 Portanto, removei de vós mesmos toda impureza e a abundância de maldade, e, com
humildade, receba a palavra que é firmemente plantada em nossa natureza, que é capaz
de salvar as vossas almas. Mas vós sereis cumpridores da palavra e não somente ouvintes,
enganando-vos.

16 Porque, se um homem deve ser um ouvinte da palavra, e não cumpridor dela, ele vai
ser como aquele que vê seu rosto em um espelho, pois ele vê a si mesmo, e passa, e se
esquece do que sua aparência era.

17 Mas todos os que olham para a lei perfeita da liberdade e permanece nela, não é um
ouvinte de algo a ser esquecido, mas cumpridor das coisas; tal homem será abençoado
em seu trabalho.

18 E se alguém pensa que adora Alhym, e não controla sua língua, engana o seu coração
e sua adoração é em vão.

19 Pois o serviço que é puro e santo diante do Abba Alhym, é este: visitar os órfãos e as
viúvas nas suas aflições, e guardar-se imaculado do mundo.

20 Meus irmãos, vós não podeis exercer a fé da glória de Adonai Yeshua Mashikha com
um preconceito contra várias pessoas.

21 Porque, se alguém entra em vossa assembleia com anéis de ouro ou roupas caras, e
também vem um homem pobre com traje barato, e vós mostrardes respeito para com a
pessoa que está vestida com roupas caras, e dizer a ele: ‘tem um assento aqui’,
ostensivamente, enquanto que para o pobre homem, vós dizeis: ‘tu ficas aqui’, ou: ‘senta
aqui na frente do escabelo dos meus pés’; não estais divididos entre vós, e tornai-vos
expositores de maus pensamentos?

22 Ouvi, meus amados irmãos: Não tem Alhym escolhido os pobres do mundo, mas ricos
na fé, para ser herdeiros do reino que Alhym prometeu aos que o amam? Mas vós tendes
desprezado o pobre.

23 Os homens ricos não se exaltam sobre vós, e vos arrastam perante os tribunais? Será
que eles não ultrajam o digno nome, que é invocado sobre vós?

24 E se nisto vós cumprirdes a Torah de Alhym, como está escrito: ‘Amarás o teu próximo
como a ti mesmo’, vós fareis o bem: mas se vós tendes preconceito contra pessoas
diferentes, vós cometeis pecado, e vós sois condenados pela Torah, como transgressores
da Torah.

25 Porque aquele que deve observar toda a Torah, e ainda assim falhar em uma Mitzvah
é ofensivo para com toda a Torah.

26 Porque aquele que disse: ‘Não cometerás adultério’, também disse: ‘Não matarás’. Se,
então, tu não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da Torah.
Então, falem e ajam como pessoas que estão a ser julgadas pela Torah de liberdade.
27 Porque o juízo sem misericórdia será sobre ele, que praticou nenhuma misericórdia:
pela misericórdia, tu serás elevado acima do julgamento.

Capítulo Dois
1 O que é proveitoso, meus irmãos, se um homem disser, ‘eu tenho fé’, e ele não tem
obras? Pode sua fé fazê-lo viver?

2 Ou, se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e
algum de vós lhes disser: ‘Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos’, e vós não lhes der as
coisas necessárias para o corpo, qual é o proveito?

3 Assim, da mesma forma, somente a fé, sem obras, é morta. Pois um homem pode dizer:
‘Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, que e eu vou mostrar a ti,
a minha fé pelas minhas obras’.

4 Vós acreditais que há um Alhym; fazeis bem; os demônios também creem, e


estremecem. Será que sabes, ó homem fraco, que a fé sem obras é morta?

5 Não foi o nosso pai Avraham justificado pelas obras em oferecer seu filho Ytzchaq
sobre o altar? Veja que a sua fé ajudou suas obras, e que pelas obras a fé foi completada?

6 E se cumpriu a Escritura que diz: Avraham creu em Alhym, e isso lhe foi imputado por
justiça, e foi chamado o amigo de Alhym. Veja, que pelas obras um homem é justificado,
e não somente pela fé.

7 Assim também Raabe, a meretriz, não foi justificado pelas obras, quando acolheu os
espiões e os enviou por caminho diferente? Como o corpo sem o espírito está morto,
assim também a fé sem as obras também está morta.

8 Não permitam que haja muitos mestres entre vós, meus irmãos, vós deveis saber que
estamos sujeitos a um juízo mais severo. Pois todos nós temos ofendido em muitas coisas.

9 Quem não ofende naquilo que ele afirma é como um homem perfeito, que é capaz de
manter todo o seu corpo em sujeição.

10 Eis que nós colocamos freios na boca dos cavalos para que eles estejam sujeitos a nós
e através de nós os freios sejam capazes de controlar todo o corpo.

11 Além disso, os navios que são grandes, quando os ventos fortes os dirigem, eles são
direcionados por um pequeno pedaço de madeira para qualquer direção que o piloto
escolha com o leme. Assim também a língua é um pequeno membro e exalta-se.

12 Também uma pequena chama pode se espalhar por uma grande floresta. Agora, a
língua é como um fogo e o mundo do pecado é como uma floresta. E esta língua, que é
apenas um entre os nossos membros, desonra todo o corpo, e inflama o fogo dentro de
todo o nosso corpo e continua a queimar.
13 Pois vós sabeis que todas as espécies de bestas e aves e répteis do mar ou terra estão
sujeitos à autoridade do homem. Mas ninguém foi capaz de ganhar a sujeição sobre a
língua quando se tornar como uma coisa má e cheia de veneno.

14 Com a língua bendizemos Yahuah o Pai, e com ela amaldiçoamos os homens que
foram feitos à imagem de Alhym e da mesma boca vêm maldições e bênçãos. Meus
irmãos, este tipo de conduta não deve ser encontrada entre vós.

15 Pode fluir a partir da mesma fonte águas doces e amargas? Meus irmãos, pode a
figueira dar azeitonas? Ou a videira, figos? Assim, também o mar não pode ser feito doce.

16 Quem dentre vós foi instruído na sabedoria? Deixe-o mostrar suas obras em um
comportamento louvável, em sabedoria e modéstia.

17 Mas se há inveja amarga entre vós, ou controvérsias dentro dos vossos corações não
exaltai a vós mesmos contra a verdade, e não mintais.

18 Pois isso não é o tipo de sabedoria que vem do alto, mas é terrena, originando-se de
todos os tipos de males. Pois onde quer que a inveja seja encontrada, há também uma casa
de confusão, e todas as coisas tornam-se um caos.

19 Mas a sabedoria de cima é pura e cheia de paz, leve, e submissa, e é cheia de compaixão
e produz bons frutos, e não tem parcialidade, e não discrimina as pessoas. E os frutos da
justiça são semeados em quietude, por todos aqueles que promovem a paz.

20 O que causa todas as brigas entre vós? Não é das luxúrias que combatem em todos os
vossos membros?

21 Cobiçai, mas não possuem nada, matam, e invejam, e mesmo assim ainda não
conseguem nada, lutam contra outros e os atacam, e não tem nada, porque vós não
pedistes por isso.

22 Vós pedistes, e ainda assim não recebestes, porque pediste de uma forma tão mal, a
fim de que vós cumprísseis vossos caprichos.

23 Vós adúlteros, não sabeis que o amor deste mundo é hostilidade contra Alhym?
Portanto, é lógico que vós que escolheis amar este mundo é um inimigo de Alhym.

24 O espírito que habita em nós deseja com inveja. Mas Adonai nos deu mais graça.

25 Alhym humilha aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Portanto, estejai em sujeição
à Vontade de Alhym; se você ficar firme contra o maligno ele fugirá de vós.

Capítulo Três
1 Aproximai-vos de Alhym e ele se chegará a vós. Ide e lavai as vossas mãos, todos os
que pecam; santificai os vossos corações, a todos vós que tem uma mente dividida.
2 Humilhai-vos, e lamentai, deixai vossa risada ser transformado em choro, e a vossa
alegria em tristeza. Humilhai-vos diante de Yahuah e ele vos exaltará.

3 Meus irmãos, não falem uns contra os outros, pois aquele que fala contra o seu irmão
ou julga a seu irmão, fala contra a Torah e julga a Torah. E se tu julgas a Torah, não és
observador da Torah, mas o seu juiz.

4 Há Um que deu a Torah e ele é Juiz, e é ele que pode dar a vida e a morte, mas quem
és tu, homenzinho, que achas que tem o direito de julgar o teu próximo?

5 Mas que diremos daqueles, que dizem: "Hoje ou amanhã iremos a tal e tal cidade, e
residiremos lá por um ano, e vamos negociar lá e fazer um lucro"?

6 Tu não sabes o que vai acontecer amanhã, pois o que é a nossa vida, mas uma exalação
que é vista apenas por um curto período de tempo e, em seguida, ela desaparece e se vai?

7 Em vez disso, eles devem dizer: "Se de acordo com a Vontade de Yahuah, viveremos e
faremos isto ou aquilo". No entanto, eles estão cheios de arrogância e orgulho, e todas
estas coisas são más.

8 Tenha cuidado, pois quem sabe o que é reto, ainda não os observa comete pecado e se
torna impuro.

9 Aqueles entre vós com riquezas armazenadas, vós devíeis estar lamentando e chorando
devido aos problemas que sobreveem sobre vós. Pois vossa riqueza será espoliada e
começarão a feder; e as vossas vestes estão cheios de tudo, sendo consumido por traças.

10 O vosso ouro e a vossa prata se tornaram cobertos de corrosão, e sua corrosão dará
testemunho contra vós, e ele vai consumir vossa carne. Tão grande fogo vós tereis em
chama contra vós nos últimos dias.

11 Eis que o salário dos trabalhadores que trabalhavam em vossos campos, que vós
injustamente mantiverdes para vós mesmo, clama, e os gritos dos ceifeiros tem entrado
nos ouvidos de Yahuah Tzivaoth.

12 Pois vós tendes vivido em prazer sobre a terra, e vos divertistes, e enchestes os vossos
corpos como num dia de matança. Vós tendes condenado e assassinado os tzadikim, e
nenhum deles era capaz de ficar contra a vossa força.

13 Mas, meus irmãos, sejam pacientes até a vinda de Yahuah; ser paciente como o zelador
do campo que espera os frutos preciosos de seu solo e é paciente até que receba as
primeiras e as últimas chuvas.

14 Vós também deveis ser pacientes desta forma e fortalecer os vossos corações, porque
a vinda de Adonai está perto. Meus irmãos, não estejais resmungando contra o outro,
porque na verdade sereis julgados: percebam! O julgamento está à porta.
15 Meus irmãos, pela paciência em vossas aflições olhai para o exemplo dos profetas que
falaram em nome de Yahuah. Pois vejam, nós atribuímos a bem-aventurança daqueles
que têm suportado o sofrimento.

16 Vós já ouvirdes falar da paciência de Iyov, e vistes o resultado que Yahuah trouxe para
ele - pois Yahuah é cheio de misericórdia e compaixão.

17 Meus irmãos, acima de tudo, parem de fazer juramentos falsos, nem pelo céu, nem
pela terra, nem qualquer outro juramento, mas deixe a sua determinação ser firmes, a
menos que você faça isso te tornarás sujeito ao julgamento.

18 E se algum de vós tende aflições, deixe-o orar;

19 Ou se ele está alegre, deixe-o cantar Tehilim.

20 E se ele está doente, chame os mais velhos da congregação;

21 E orem por ele, e ungindo-o com óleo em Nome de Adonai;

22 E pela oração da fé ele será curado de sua doença, e Adonai o levantará;

23 E, se houver cometido pecados, serão perdoados.

24 E confessai vossos pecados para Alhym, um ao outro, para os mais velhos da


congregação, e orai pelos outros, para serdes curados;

25 Pois grande é o poder da oração do tzaddik.

26 Eliyahu também era um homem como nós, e orou para que a chuva não pudesse descer
sobre a terra, e não desceu por três anos e seis meses. E orou outra vez e o céu deu a
chuva, e a terra deu seus frutos.

27 Meus irmãos, se um de vós se desviardes do Caminho da Verdade, e qualquer um


auxiliá-lo a voltar de tal erro, que ele saiba que aquele que fizer converter um pecador do
erro do seu caminho, receberá a recompensa da sua alma e não verá morte, e cobrirá a
multidão de seus pecados, desde que ele próprio não se afasta da verdade.

Isto conclui a Igeret Ya’aqub ha'Tzaddik

A Igeret de Ya’aqub aos de Fala Hebraica da


Assembleia de Yarushalyam
Capítulo Um

1 Ya'aqub, o servo de Alhym através de Yeshua, à Assembleia de Fala Hebraica de


Yarushalyam: Shalom elykham!

2 Vós sabeis que Alhym Se fez manifesto entre nós de muitas formas diferentes, nos
tempos antigos, e mostrou-Se de várias maneiras aos nossos pais da fé, e Ele falou através
do Profetas.

3 No entanto, especificamente nesta época* Ele se manifestou a nós em uma forma física
por Seu Filho Yeshua Meshikha, a quem Ele apontou como o herdeiro de todas as coisas
de Sua creação, e por quem Ele creou todas as coisas, pois nada foi creado sem Ele.

*( o primeiro século da era comum)

4 Yeshua é como a glória radiante da luz do Pai, e reflete Sua imagem, e Ele sustenta tudo
o que está no mundo por uma única palavra exalada da Sua boca, e por Yeshua, Alhym
fez uma cobertura para a culpa, e Ele tem sentado como a Sua mão direita.

5 Yeshua é realmente maior do que os seres divinos*, e Seu Nome está acima de todos os
outros no mundo.

*(seres angelicais, seres celestiais)

6 Alhym nunca disse a qualquer um dos seres divinos: ‘Tu és meu Filho, hoje eu te
escolhi’.

7 Pois, quando fez Seu Escolhido se manifestar no mundo, Ele disse: ‘Todos os anjos de
Alhym devem adorar Yeshua.'*

*(Mshikhanim entendem isso como se referindo a Yeshua e não adorando a Ele como Deus)

8 Pois Alhym disse aos seus seres divinos, 'Eu te fiz como meus servos, como uma chama
ardente.’

9 No entanto, acerca de Seu Filho Yeshua, Alhym disse-Lhe: Tu és Alhym*, e Teu trono
é para a eternidade, e um cetro justo tem sido colocada em Tua mão, e Tu governarás com
ele sobre o Teu Reino.

*(Alyhm é a versão aramaica de "Elohim", que é uma referência à ao Divino ou à Corte celestial
de Pai, Filho e Espírito de Santidade, não dizendo que Yeshua é Yahuah. A Miltha (Palavra de
Deus) é parte do Divino e Yeshua é uma Manifestação da Palavra de Deus na Terra, ou seja, "A
Palavra feita em Carne").

10 Tu amaste a justiça e a verdade, e Tu tens odiado o pecado, portanto Alhym, a


Alahota*, Te ungiu com o óleo da alegria, ainda mais do que os seres divinos.

*(O Divino, a Corte Celestial)


11 Desde o início Tu lançaste os fundamentos da terra, e os céus são uma obra das Tuas
mãos, e como um talit, Tu dobrarás os céus e a terra.

12 Os céus e a terra serão alterados, mas Tu permanecerás para sempre inalterado, pois
Teus anos não têm fim’

13 Alhym nunca disse a qualquer um dos seres divinos, "Senta-se como Minha mão
direita, até que eu ponha os teus inimigos como estrado debaixo dos teus pés."

14 Pois, os seres divinos são espíritos ministradores que são enviados para ministrar a
verdade do Espírito e da profecia para aqueles que estão para herdar a vida eterna.

Capítulo Dois

1 Irmãos, vós deveis ser muito diligentes sobre o que vós já ouvirdes falar no ensino
divino, pois se vós não fordes cuidadosos em guardá-lo e mantê-lo diante dos vossos
olhos e em vossa mão, vós sereis jogados longe de Alhym e Ele deve rejeitar-vos e vos
colocar na escuridão.

2 Vós fostes ensinados que o ensino de Alhym dado a nós é perfeito, que é sem erro.
Sereis diligentes na verdade.

3 Se uma palavra divina é falada pela boca dos seres divinos, e confirma-se de uma forma
que todos reunidos têm ouvido-a, mas tu negligencias a ordem dada, então tu tens pecado
e tu deves receber disciplina;

4 pois é nossa responsabilidade compartilhar o que foi falado por Adonai, e todas as coisas
que foram confirmados a nós por Sua própria boca e através dos seres divinos.

5 Vós sabeis que Alhym os confirmou como sendo de Si mesmo por vários sinais e
milagres através da Ruach haKodesh.

6 Alhym mostrou-nos que Ele desceu dos céus para nós em carne, mesmo aparentando
ser menor que os anjos em sua humanidade, mas tendo poder para além de qualquer
imaginação do homem em Sua Alahota.

7 E, como tal, todas as coisas foram sujeitas debaixo dos seus pés. No entanto, em sua
humanidade nós não vemos todas as coisas sujeitas debaixo dos seus pés, pois não era a
vontade da Alahota durante o nosso tempo.

8 Assim, vimos Yeshua em Sua humanidade, que parece ser menor que os anjos, e por
causa de Sua morte e ressurreição, Ele tem sido dada glória, honra e uma coroa de ouro
foi colocada em sua cabeça;

9 Pois Alhym, em dispensar khesed [graça] ao Seu povo escolhido, permitiu Sua
humanidade se submeter à morte para o benefício de Sua creação.
10 Pois Ele viu que devia sofrer por causa de Seu povo, em vez de destruí-los, pois Ele é
um Alhym gracioso e amoroso!

11 E através do sofrimento de Sua humanidade, Ele aperfeiçoa o Seu povo escolhido, os


Khasidim, e leva-os em Seus braços amorosos como Filhos da Luz*.

*( B'nai Or)

12 Ele escolheu e Ele designou os eleitos entre Seus Khasidim para levantar dentre Sua
tribo como o Mestre da Justiça, em que Ele santifica, e aquele a quem Ele santifica é um
com Ele, e serve como a mão direita de Yeshua.

13 Portanto Alhym não se envergonha de chamar Seu ungido como o Seu próprio irmão,
pois ele, apesar de não ser da mesma natureza divina de Alhym, traz a humanidade de
Yeshua como Sua mão direita manifestada sobre a terra.

14 E Alhym diz: ‘Eu farei o seu nome conhecido para meus filhos, e dentro da assembleia
eles Te louvarão, pois Te louvando, eles louvam Meu Filho, e ungindo-Te, eles ungem os
pés de Meu Filho, e segurando Tua mão, eles possuem as franjas do Meu Filho’.

Capítulo Três

1 Eis, irmãos! É através de Yeshua que Alhym deu Seu ungido Mestre da Justiça a Seus
próprios filhos, para ensiná-los e cuidar deles como Seus próprios.

2 Por meio de Yeshua o Mestre da Justiça vai liberar seus filhos dos laços de escuridão.
Eu escrevo nada disso de qualquer forma de ostentação.

3 Vós sabeis o que é ensinado nas Escrituras que o Mestre da Justiça é a manifestação da
mão direita de Yeshua Mashikha, o Filho de Alhym, neste mundo, e a Sua Beit Knushta
é como os pêlos na parte de trás da mão direita de Yeshua, por que não pode haver um
sem o outro, e juntos o seu conselho é o conselho de Alhym.

4 Que ninguém se vanglorie que foi escolhido por Alhym para servir o Seu povo, para
que Alhym não remova aquele e escolha outro.

5 Pois o Mestre da Justiça é um homem, com carne e osso como todos os outros homens,
mas Ele tem o Espírito de Alhym dentro Dele para trazer luz para o mundo e para fazer
uma proteção a ser construída em torno dos Filhos da Luz.

6 O Mestre da Justiça não foi creado da mesma maneira como os seres divinos, mas
nasceu de outros seres divinos no céu e se manifestou a partir da semente de nosso pai
Abraão, a quem Alhym chamou de Yanduah*, a terra de seus pais.

*(Índia)

7 Vós sabeis que o nosso pai Abraão profetizou pelo Espírito de Alhym que um viria a
este mundo e seria dado o nome de Ayapah* e que Ele iria trazer luz para a dispersa casa
de Yisrael, e que Ele traria o povo de Alhym em um rebanho sob o único Pastor Yeshua
Mshikha.

*(Sri Ayyapan)

8 Assim foi, de acordo com a Vontade de Alhym que ele deveria se manifestar sobre a
terra e aparecer como seus próprios irmãos, a fim de que Ele possa manifestar a
misericórdia de Alhym ao Seu povo,

9 E para servir como o sumo sacerdote na terra, fiel em todos os Pilares de Alhym, e para
tornar a absolvição por meio de sacrifício para o povo de Alhym.

10 Pois, de forma semelhante, Yeshua apareceu para nós como um homem, que Ele
poderia sofrer na Sua humanidade, e submeter o provas humanas e, como tal, Ele é capaz
de ajudar aqueles que sofrem em Seu Nome.

11 Portanto, irmãos, aqueles que são chamados por Alhym para servir como seu próprio
povo, levem em consideração o Santo Apóstolo e Sumo Sacerdote do Céu, Yeshua
Mashikha, e Sua mão direita, o Mestre da Justiça, o Santo Apóstolo terreno e Sumo
Sacerdote.

12 Como Yeshua em Sua humanidade, o Mestre da Justiça é fiel a Alhym que O escolheu
e que O apontou, como era Moshah e todos aqueles dentro de sua casa.

13 Pois toda casa é edificada por algum homem, mas Aquele que constrói todas as coisas
é Alhym, e a casa que é fiel à Torah de Alhym é construída por Aquele que deu a Torah.

Capítulo Quatro

1 Ouvi meus irmãos: A Ruach ha'Kodesh disse: ‘Hoje, se ouvirdes a voz da mão direita
do Mashikha, e se vós não se encherdes de orgulho e se não o irritardes, como os inimigos
da verdade de Alhym, Eu vos abençoarei com a chuva no tempo certo e vós tereis a vida
eterna.’

2 Enquanto Alhym falou ao povo de Israel, Ele ficou agitado com essas tribos, e disse-
lhes: 'O coração dessas pessoas não são estáveis, pois seus corações vão de um lugar para
o outro e não são fiéis, e eles têm recusado minha Halachá;

3 Portanto, eu jurei na Minha ira, que eles não devem entrar no Meu repouso até que eles
andem nas veredas do caminho da Minha Halachá em Meu Filho Yeshua, Meu Mashikha'.

4 Este é um aviso, meus irmãos, que nunca haja em qualquer homem dentre vós quem
tenha um coração de trevas, e algum homem dentre vós que não acredite nestas palavras
de Alhym e tire-as do coração, e afaste-se do caminho do Único Alhym.

5 Tenha cuidado para examinar-vos a cada dia, e nunca permitam ter um coração de trevas
e se afastem de Alhym.
6 Não se afaste da verdade de Alhym e não tenha dúvida, e não diga em teu coração: “Por
que é dessa maneira”, ou “Como que isso é assim?”

7 Pois com toda questão de dúvida, a pessoa se distancia ainda mais de Alhym.

8 Confiai nEle que dá a Luz Verdadeira e esteja em descanso aos pés do Mashikha que
manifestou sua Mão Direita entre o Seu próprio povo, os Essênios Khasidim.

9 Ao sermos fiéis em todas as coisas, nós temos uma participação nas bênçãos que foram
prometidas pelo Mashikha, mas nós temos de perseverar no ensino e termos confiança
firme até o fim.

10 Mas aqueles que não acreditam, e aqueles que têm dúvidas dentro de seu coração ou
levam outros a duvidar, eles certamente não têm parte com o Mashikha.

11 Pois se eles uma vez provaram a verdade e, em seguida, viram as costas para Alhym
por sua dúvida da Sua revelação, teria sido melhor se nunca tivesse conhecido a verdade,
pois desta forma eles perderão a sua recompensa e não terão nenhuma.

12 Portanto, meus irmãos, sede firmes em Suas promessas e sentem-se aos Seus pés com
plena certeza de que se vocês são fiéis à Sua Torah e andam em Sua Halachá, vocês terão
a vida eterna.

13 Mas se algum de vós ficardes aquém, e não vos arrependerdes antes que seja tarde
demais, então não deveis ser um membro da Aliança.

Capítulo Cinco

1 Pois nos últimos dias Alhym, de fato a Alahota, descerá e fará uma nova aliança com o
Seu povo, para que eles sejam um povo forte e fazer dentro de seus próprios corações

2 Sua presença saindo da Arca da Aliança que residirá no Templo de Alhym.

3 Desta forma eles entrarão em Seu Shabat e será dado o descanso, como Ele disse a
respeito do Shabat, Alhym cessou no sétimo dia, de todas as Suas obras.

4 No entanto, há aqueles que não entrarão em Seu Shabat, pois eles não têm crido, e eles
permitiram a semente da dúvida se transformar em uma grande árvore que pega fogo a
partir do relâmpago e está quebrada e destruída.

5 Mas nós, os que tiveram o privilégio de ouvir as Suas promessas, e ouvir a respeito do
futuro pacto feito através do Mestre da Justiça, nós descansamos no Shabat e lembramos
as palavras e as promessas de Alhym para nós e para nossas futuras gerações.

6 O Shabat deve levar-nos a chamar a nossa mente ao pacto futuro que será feito por
Alhym no dia após o Shabat, pois será sobre o Shabat que a Alahota deve permanecer
diretamente atrás do Mestre da Justiça e instruí-Lo no caminho para o dia vindouro.
7 Por isso, é estabelecido, que o povo de Alhym observe o Shabat, e nisto nós não temos
dúvida alguma. Foi estabelecido desde tempos imemoriais e foi abençoado por Alhym.

8 O Espírito nos diz que o dia após o Shabat, o dia em que a aliança é feita através do
Mestre da Justiça, que o Espírito da Palavra de Alhym não sairá para as nações, como o
fez no passado, pois o mundo não é digno de Sua bênção;

9 Em vez disso, quando a Arca da Aliança for selada no mesmo dia, o Espírito da verdade
e da luz deve brilhar somente dentro da Assembleia de seu próprio povo, e pelo seu
exemplo e pelo seu ensino uma outra, serão as pessoas do mundo que têm a oportunidade
de aprender com o tesouro da casa de Alhym.

10 E a Palavra de Alhym deve ser dada ao Mestre da Justiça, o grande guerreiro com a
espada da verdade, em que a geração entre a Santa Tribo Essênia dos Kahein, Levitas e
Manassés, para que a Verdade de Alhym seja dada a conhecer a qualquer homem.

11 Pois a Palavra de Alhym é viva, e fornece todas as nossas necessidades em


compreender a Sua verdade, e é mais penetrante que uma espada de dois gumes, e é capaz
de julgar o coração e a mente.

12 Pois a Palavra de Alhym, através de Seu ungido na terra, fará conhecer todas as coisas
de acordo com a Vontade de Alhym e descobrirá todas as coisas que estão escondidas na
época do Pai.

13 Portanto, conhecer a fé que temos do Bendito Sumo Sacerdote, Yeshua Mshikha ben
Alhym, que subiu aos céus, vamos perseverar em professá-Lo e confiando na Sua mão
direita, que nos traz a Palavra de Alhym em verdade.

14 Porque nós não temos um sumo sacerdote que não possa compreender as mentes fracas
e os corpos dos filhos dos homens, mas Ele é capaz de entender as aflições dos filhos dos
homens, pois Ele também foi afligido.

15 Portanto, aproximai-vos do trono da graça com plena certeza de que vocês possam
encontrar sua graça, e que possam encontrar khesed no momento de vossa aflição.

16 Vós sabeis que todo sumo sacerdote, que nasceu como o filho primogênito de entre os
filhos dos homens, é dada a autoridade sobre as coisas de Alhym, para o benefício da
humanidade, para que possa apresentar as ofertas e os sacrifícios pela culpa deles;

17 E como um homem que ele é humilde e capaz de compreender a natureza caída do


homem, e quando eles erram, ele é capaz de simpatizar, porque ele também está vestido
com a humanidade e, como tal, é suscetível a enfermidades e doenças.

18 E, portanto, como um sumo sacerdote, ele é responsável pelo povo de Alhym, e ele é
responsável por si mesmo, para fazer oferendas e sacrifícios por si e por sua natureza
caída.
19 Mas saiba disso, que nenhum homem é capaz de tomar para si esta honra, mas somente
aquele que é chamado por Alhym, como era Aharon.

20 De maneira similar Mashikha não exaltou a Si mesmo para se tornar o Sumo Sacerdote
celestial, mas Alhym apontou-O como tal, e escolheu-O para ser um sacerdote por toda a
eternidade na ordem de Malki-Tzadik*.

*(Melkhizedek)

21 Assim, quando Mashikha estava vestido com um corpo de carne e osso, Ele apresentou
as ofertas e as orações para o benefício do povo, e Ele ressuscitou os mortos e Ele curou
aqueles que tinham doenças, e Suas ofertas foram aceitas.

22 E após sua carne ser traspassada e Sua humanidade ser pregada na Cruz, Ele tornou-
se a causa da vida eterna a todos aqueles que obedecem à Sua Torah e andam em Sua
Halachá.

23 E Mashikha foi dado o nome de Alhym, e Ele era o Sumo Sacerdote na ordem de
Malki-Tzadik.

Isto conclui a Igeret de Ya’aqub aos de Fala Hebraica da Assembleia de Yarushalyam

Igeret Ya’aqub aos Guerim


(A Limudah)

Capítulo Um
1 Todos nós pensamos adequadamente, quando reunidos, de escolher e enviar homens a
vós, com os nossos amados Shaul* e Barnabas, homens que deram as suas vidas pelo
nome de Adonai Yeshua Mashikha.

*(Paulo)

2 E nós enviamos com eles Yudah e Silas, que eles podem dizer as mesmas coisas
oralmente.

3 Pois foi agradável à Ruach ha'Kodesh, e a nós, que não deve ser colocada em cima de
vós qualquer carga que seja difícil, além destas coisas necessárias neste momento:

Capítulo Dois
1 Há dois caminhos: um de vida e outro de morte; mas certamente há uma grande
diferença entre os dois.

2 O caminho da vida, então, é este: Primeiro amarás a Alhym que te creou;

3 Segundo, o teu próximo como a ti mesmo.

4 E nunca faças a outro o que não queres que os outros façam a ti.

5 Eis o ensinamento que é dessas palavras: Bendizei aqueles que vos amaldiçoam, e orai
por vossos inimigos, e jejuai por aqueles que vos perseguem.

6 Pois que recompensa haverá se amais somente os que vos amam? Não fazem os gentios
o mesmo?

7 Vós, porém, amai os que vos odeiam e não os tenhais como inimigos.

8 Abstém-te dos prazeres carnais e mundanos.

9 Se alguém te bate na face direita, volta a ele também a outra; esta prática conduzirá à
perfeição.

10 Se alguém te pede que vá uma milha, vá com ele duas.

11 Se alguém tomar teu manto, dá-lhe também tua túnica.

12 Se alguém toma teus bens, não peça de volta, pois o que de bom tu podes fazer com
ele em primeiro lugar?

13 Dá a todo aquele que te pedir, sem pedir de volta.

14 Pois a vontade do Abba é que tudo deve ser dado de nossas próprias bênçãos que são
dons gratuitos.

15 Feliz é aquele que dá conforme as Mitzvoth, pois ele é irrepreensível. Ai daquele que
recebe;
16 Se, pois, ele tiver necessidade de receber, ele é irrepreensível;

17 Mas se quem recebe não tem necessidade genuína, terá que pagar a penalidade, porque
ele recebeu e para quê,

18 E será colocado na prisão, ele deve ser interrogado sobre as coisas que ele tem feito, e
ele não sairá de lá, até pagar o último centavo.

19 Mas também a respeito disso foi dito: Que tua esmola sue no punho fechado da palma
das tuas mãos, até que saibas a quem dar.

Capítulo Três
1 O segundo mandamento da Mitzvoth é:

2 Não assassinarás,

3 Não cometerás adultério,

4 Não te entregarás à pederastia,

5 Não fornicarás,

6 Não furtarás,

7 Não exercerás magia,

8 Não exercerás bruxaria.

9 E não matarás criança por aborto, nem criança já nascida.

10 Não cobiçarás os bens do teu próximo.

11 Não serás perjuro,

12 Não darás falso testemunho;

13 Não falarás mal do outro,

14 E você não deve lhe guardar rancor.

15 Não terás duplo pensamento nem dupla palavra,

16 Pois a língua dobre é uma armadilha que o levará para o teu desvanecer.

17 Tua palavra não seja falsa, nem vã; mas, ao contrário comprovada pela ação.

18 Tu não serás cobiçoso das posses do outro, nem avarento, nem hipócrita, nem disposto
a agir maliciosamente, nem pretencioso.

19 Não terás maus conselhos contra teu próximo.


20 Tu não odiarás homem algum,

21 Mas repreenderás uns,

22 E a respeito de alguns deverás guarda-los em tuas orações,

23 E ainda há outros que amarás mais que tua própria vida.

Capítulo Quatro
1 Meu filho, evita tudo o que é mau e semelhante ao mal.

2 Não tenhas uma vida cheia de ira, pois a ira conduz ao assassinato; nem ciumento, nem
contencioso ou provocador;

3 Pois todas essas coisas não são apropriadas a um seguidor do Mashikha.

4 Meu filho, não sejas dado à luxúria, pois a luxúria conduz à fornicação. Evita a fala
obscena e os maus olhares;

5 Pois tudo isso leva à infidelidade e não são apropriadas a um seguidor do Mashikha.

6 Meu filho, não sejas dado à magia, pois ela conduz à idolatria,

7 Nem encantamentos, nem adorador de estrelas e sinais, nem magia,

8 Nem procures os que praticam estas coisas ou permaneça em sua companhia;

9 Pois tudo isto origina a idolatria e não são apropriadas a um seguidor do Mashikha.

10 Meu filho, não sejas mentiroso, pois a mentira conduz ao roubo; não sejas avarento ou
jactancioso;

11 Pois tudo isto origina o roubo, e não são apropriadas a um seguidor do Mashikha.

12 Meu filho, não sejas murmurador, pois isto conduz à blasfêmia; não sejas obstinado
nem tenhas maus pensamentos;

13 Pois tudo isto origina as blasfêmias.

Capítulo Cinco
1 Sejas manso, pois são os mansos que herdarão a terra.

2 Seja paciente diante das más ações que tu sofres, seja misericordioso, sem astúcia, e
seja pacífico e amável com todos, sempre prestando muita atenção ao que tens ouvido.

3 Não te exaltes e não entregues jamais à insolência.


4 Não caminhes com os orgulhosos, mas tu deves caminhar na companhia dos que são
retos e humildes.

5 Quaisquer que sejam as provas e tribulações que venham sobre ti, tu as receberá para
teu próprio bem, sabendo que nada disso acontece sem o conhecimento de Alhym.

6 Meu filho, tu deves lembrar-se daquele que te anuncia a Dabar de Alhym*, noite e dia
e deve honrá-lo como Adonai;

*(Palavra de Deus)

7 Pois onde e quando a Dabar é falada, Adonai está presente.

8 Além disso, todos os dias tu procurarás as pessoas que caminham como santos, com o
propósito de encontrar descanso em suas palavras.

9 Não causarás um cisma, mas tu serás sempre pacífico com os que sempre causam
controvérsias.

10 Julgarás corretamente, sem parcialidade com as pessoas na correção da sua


transgressão à Torah.

11 Não duvidarás se uma coisa há de ser ou não.

12 Não terás as mãos sempre estendidas para receber dinheiro, retirando-as quando se
trata de dar.

13 Se possuíres algo, através de tuas mãos darás em reparação por teus pecados.

14 Não hesitarás em doar e, não murmurarás ao doar, pois reconhecerás quem é o bom
recompensador.

15 Não repelirás os que estão em necessidade;

16 Mas antes repartirás tudo com teu irmão, e não digas que essas coisas são teus
pertences, pois todas as coisas boas vêm do Abba.

17 Pois, se és participante do que é imortal, quanto mais das coisas que são mortais?

18 Não retirarás a mão de teu filho ou de tua filha; ao contrário, os instruirás na profunda
reverência a Alhym desde sua juventude.

19 Não darás ordens ao teu servo enquanto está com raiva, eles esperam no mesmo
Alhym, porque eles podem ficar ofendidos e parar de reverenciar Alhym que estar sobre
ambos, mestre e servo.

20 Pois Ele não virá chamar segundo a aparência exterior, mas todos aqueles que a Ruach
tem preparado.
21 E vós, servos, sede submissos aos vossos amos como se fosse ao senhor, com modéstia
e reverência.

22 Tu detestarás toda a hipocrisia e tudo o que é desagradável a Yahuah como se vê em


suas Mitzvoth.

23 Não violarás as Mitzvoth de Yahuah;

24 Mas guardarás o que recebeste, sem acrescentar nem tirar algo dele.

25 Na companhia de teus irmãos confessarás teus pecados e não entrarás jamais em


oração de má consciência.

26 Este é o caminho da vida.

Capítulo Seis
1 E o caminho da morte é o seguinte:

2 Em primeiro lugar, estas coisas são malignas e malditas:

3 Assassinato, adultério, luxúria, fornicação, roubo,

4 Idolatria, práticas mágicas, bruxaria, rapinagem, falso testemunho,

5 Hipocrisia, duplicidade de coração, falsidade, arrogância, depravação,

6 Orgulho, cobiça, linguagem vulgar, ciúmes,

7 Insolência, extravagância, jactância;

8 Perseguidores dos bons, inimigos da verdade, amantes da mentira, sem conhecer a


recompensa da justiça,

9 Não unidos ao que é bom nem ao reto julgamento, não olhando para o que é bom, mas
para o que é mal;

10 Estranhos à doçura e à paciência, amantes da vaidade, buscando vingança,

11 Sem mostrar compaixão com os pobres, sem cuidado para com os necessitados,

12 Ignorantes dAquele que os fez, assassinos de crianças, destruidores do que creou


Alhym,

13 Desprezadores deliberados dos indigentes necessitados, opressores dos que estão em


dificuldade,

14 Defensores dos ricos, juízes iníquos dos pobres e pecadores declarados.

15 Filho, tu deves ficar longe de tudo isso, e os que praticam tais coisas nem mesmo
devem estar em tua companhia.
Capítulo Sete
1 Veja para que ninguém te afaste da Halachá da Instrução, porque alguém que te ensine
a desviar está te afastando de Alhym.

2 Pois, se puderes suportar todo o Jugo de Yahuah, serás perfeito;

3 Se não és capaz de fazer o que é requerido, faça o que fores capaz de fazer até
aprenderes.

4 Quanto aos alimentos, guarda o que puderes suportar, mas das carnes oferecidas aos
ídolos sejas muito cuidadoso, pois este é um culto aos deuses mortos.

5 E no que diz respeito ao batismo, tu deves fazer desta forma:

6 Havendo primeiro ensinado todas essas coisas, batize em nome do Abba, do Ben e da
Ruach ha'Kodesh, em água bendita pela Ruach Chai*.

*(O Espírito Vivo)

7 Mas se não tens água bendita pela Ruach, batiza em outra água fria preferível; se não
puderes em água fria, faze-o em água quente.

8 Entretanto, se não tens água suficiente derrama um pouco d’água três vezes sobre a
cabeça em nome do Abba, do Ben e da Ruach ha'Kodesh.

9 Lembre-se que antes do batismo o que batizará deve jejuar, como também o que deseja
ser batizado, e se possível, os outros que estão na companhia do que será batizado;

10 Mas tu deverás impor um ao que é batizado um jejum de um ou dois dias antes do


batismo entre o nascer e o pôr do sol.

11 Vossos jejuns não sejam nos dias dos hipócritas; com efeito, eles jejuam na segunda-
feira e na quinta-feira da semana.

12 Por outro lado, nossa tradição é jejuar na quarta-feira* e no Erev Shabat.

*(Mshikhanim jejuam na quarta-feira para lembrar o dia da semana que Yeshua foi crucificado).

13 E, na medida do possível, o jejum da quarta-feira deve ser de produtos lácteos, e o


jejum da sexta-feira deve ser do que contenha carne.

14 Nosso jejum é do nascer ao pôr-do-sol.

Capítulo Oito
1 Também não orareis como fazem os hipócritas, mas deveis orar como Yeshua mandou
na Sua Besorah, desta forma:

2 Abinu* nos Céus, santificado seja Teu Nome,


*(Nosso Abba/Nosso Pai)

3 Que teu reino venha.

4 Que tua vontade seja feita como no Céu, assim na terra.

5 Dá-nos hoje o pão que precisamos neste dia.

6 Perdoe as nossas ofensas assim como nós temos perdoado aos que nos têm ofendido.

7 E não permitas que sejamos postos à prova, mas livra-nos da maligna.

8 Pois teu é Reino, o poder e a glória pelos séculos. Amen.

9 Assim orai três vezes como Adonai ensinou.

Capítulo Nove
1 No que concerne ao Sagrado Alimento, dê graças da seguinte maneira:

2 Primeiro sobre o cálice:

3 Nós te agradecemos nosso Abba, pela santa e doadora de vida vinha de teu servo Davi,
que Tu nos fez conhecer por meio de Teu Servo Yeshua;

4 A Ti seja a glória para sempre e sempre!

5 Sobre o pão a ser partido dar graças desta maneira:

6 Nós te agradecemos nosso Abba, pela vida e pelo conhecimento que nos fez conhecer
por meio de Teu Servo Yeshua;

7 A ti seja a glória para sempre e sempre!

8 Da mesma maneira como o pão partido fora semeado sobre as colinas e depois recolhido
para tornar-se um, assim também permite que tua Santa Assembleia seja reunida das
extremidades da terra em Teu Reino;

9 Pois Tua é a glória e o poder através de Yeshua Mashikha para sempre e sempre!

10 Ninguém coma nem beba do Santo Alimento, se não estiver batizado em nome de
Adonai;

11 Pois a respeito disso também disse Yeshua: “Não devem jogar ornamentos sagrados
aos cães”.

12 Por outro lado, devem dar aos que não se batizaram no nome de Adonai, algo do santo
pão preparado para depois na comida da noite.

13 Mas depois da comida do Santo Alimento, vós devereis agradecer ao Abba Celestial
da seguinte maneira:
14 Nós Te agradecemos Abba Santo e celestial, por teu Santo Nome, que Tu tens criado
em nossos corações um tabernáculo, e pelo conhecimento, confiança e imortalidade que
Tu nos fez conhecer por meio de teu servo Yeshua;

15 A ti seja a glória para sempre e sempre. Tu, El Shaddai, creaste todas as coisas por
causa de Teu Nome;

16 E deste alimento e bebida para alegria da humanidade, a fim de que eles Te agradeçam;

17 Mas a nós livremente Tu deste uma comida e uma bebida espiritual e a vida eterna por
Teu Servo Yeshua Mashikha ben Alhym.

18 Por tudo te agradecemos e reconhecemos que Tu és El-Shaddai; a ti seja a glória para


sempre e sempre.

19 Lembra-te, Yahuah, de Tua Assembleia, para livrá-la de todo o mal e aperfeiçoá-la no


Teu Amor; reúne-a dos quatro ventos, santificada no Teu Reino, pois que a preparaste
para isso;

20 Pois Teu é o poder e a glória para sempre e sempre.

21 E as pessoas em Tua companhia deverão dizer: Amen.

22 Deixem que venha a graça e deixem que este mundo passe.

23 Hosanna ao Alhym de David! Adonai tem vindo.

24 Se alguém é santo deixe-o vir, e se alguém não é santo, deixem-no arrepender-se.


Amen.

Capítulo Dez
1 Deixe que os profetas façam ações de graças, à vontade.

2 Se, portanto, alguém chegar a vós e vos instrui conforme a tudo aquilo que vos
escrevemos que são ditas aos outros, receba-o.

3 Mas, se aquele que ensina faz por si mesmo e ensina outra doutrina contrária a esta,
nem sequer lhe deis atenção.

4 Se, porém, ensina para aumentar a justiça e o conhecimento de Yahuah entre vós e os
demais, recebei-o como o Adonai.

5 Mas a respeito dos Apóstolos e profetas, fazei conforme as normas da Beshura.

6 Deixem que todo o Apóstolo que vem a vós seja recebido como Adonai.

7 Mas ele não deverá ficar em sua casa mais que um ou dois dias se necessário.
8 Se ele, porém, permanecer mais do que três dias pode ser que seja um falso profeta.

9 Na partida do Apóstolo de tua companhia, não permitirás que ele leve nada, a não ser o
pão suficiente para o período de tempo necessário até encontrar um lugar onde ficar.

10 Se, porém, pedir dinheiro pode ser que seja um falso profeta.

11 E você não deve provar ou julgar qualquer profeta que fala na Ruach;

12 Porque todo pecado será perdoado, mas este pecado não será perdoado e somente
Mashiach o fará responsável por seus erros.

13 Mas nem todo mundo que fala na Ruach é um profeta; mas apenas o que retém a
Halachá do Mashiach.

14 Portanto, o falso profeta e o verdadeiro naby’a, serão conhecidos por seus caminhos.

15 E todo profeta que pedir uma refeição, enquanto na Ruach, não será o primeiro a
participar dela na mesa, a menos que ele seja um falso profeta.

16 E cada Apóstolo ou profeta que ensina a verdade, mas não andar de acordo com o que
ele ensina, é um falso profeta.

17 E todo profeta, provado ser verdadeiro, trabalhando no mistério da Assembleia no


mundo, mesmo não ensinando os outros a fazerem como ele faz, não será julgado entre
vós,

18 Pois é com Alhym que ele tem o seu julgamento, pois isto é a mesma coisa com os
profetas do passado.

19 Mas quem diz, ao mesmo tempo profetizando ou fazendo uso da palavra na Ruach:
"Dê-me dinheiro", ou pedir outra coisa como pagamento por seu ensinamento, tu não
deves ouvi-lo.

20 Mas se ele te disser para dar por causa dos outros que estão em necessidade, não deixe
que ninguém o julgue porque ele é movido pela Ruach HaKodesh a falar.

Capítulo Onze
1 Tu receberás todos os que vêm em Nome de Adonai, e examiná-lo e conhecê-lo depois,
porque tu deves ter uma compreensão de direita e esquerda.

2 Se o que vem é um viajante a pé, ajude-o em todas as suas necessidades na medida em


que seja possível;

3 Mas ele não deve ficar mais do que dois ou três dias, se necessário.
4 Mas se ele quer ficar contigo, e tem uma habilidade, deixe-o trabalhar para ganhar seu
alimento e abrigo.

5 Mas se ele não tem habilidades, de acordo com teu entendimento, veja como fazer isso,
como um seguidor do Mashikha, que ele não viva contigo sem trabalho.

6 Mas se ele é um Apóstolo ou profeta e ele não tem quaisquer habilidades e é necessário
que ele permaneça em tua casa por qualquer período de tempo, deixe-o apresentar
ensinamentos para você como sua habilidade, pois esta é a habilidade que Alhym lhe deu.

7 Se ele é um Apóstolo ou profeta ou outro, ele não tem que ser pago em dinheiro, mas a
sua comida e abrigo deve ser pago por ele.

8 Mas se ele se recusa a fazer a sua parte e reclama que ele não está recebendo dinheiro,
ele está se aproveitando do Mashikha.

9 Observe cuidadosamente mantendo-se longe de tais pessoas.

10 Novamente, cada verdadeiro Apóstolo ou profeta que quer viver contigo ou na sua
comunidade é digno de seu apoio.

11 Os ensinamentos de um verdadeiro Apóstolo ou profeta serão seu trabalho, se não têm


uma habilidade específica.

12 Assim como o trabalhador, um verdadeiro mestre é digno de seu apoio.

Capítulo Doze
1 Cada primícia, portanto, dos produtos da prensa de vinho e a farinha trilhada, dos bois
e ovelhas, tu deves tomar e dar aos profetas, pois eles são os seus altos sacerdotes debaixo
do Mashikha.

2 Mas se tu não tens nenhum profeta, dê aos que estão em condição de dar aos que vós
sabeis que estão em necessidade. Se você fizer uma fornada de massa, tome o primeiro
fruto e dê acordo com a Mitzvah.

3 Da mesma forma, quando tu abrires um frasco de vinho ou óleo ou algo novo, tome o
primeiro fruto e dê isso para os Apóstolos e profetas;

4 E dinheiro e roupas e todos os bens, tendo em tua posse, tome o primeiro fruto, da
maneira que puderes, e dê de acordo com a Mitzvah.

5 Mas vos ajuntais em cada dia do Senhor – o Shabbat, quando se lê a Torah e os Dias
Santos – e partam o pão, e dai ações de graças após ter confessado vossos pecados, com
o propósito que seu sacrifício seja puro.

6 Mas não deixe que qualquer pessoa que tem um rancor contra o seu irmão ou aquele
que se encolerizar contra seu irmão reúna-se contigo para tomar a ceia, até que eles se
reconciliem, para que seu sacrifício não possa ser profanado.
7 Porque isso é o que foi dito por Yahuah, o Alhym sobre tudo:

8 "Em todo lugar e tempo oferecerão a mim um sacrifício puro, porque eu sou um grande
Rei, diz Yahuah, e o meu nome é maravilhoso entre as nações."

9 Portanto, nomeai para vós mestres superiores* e assistentes** para eles dignos de
Adonai, entre homens que são mansos, e não amantes do dinheiro, e verdadeiros e
provados; para que eles também possam dar-vos o serviço de profetas e mestres.

*(Bispos)

**(Diáconos)

10 Portanto, não os desprezais, porque eles são os mais honrados, juntamente com os
profetas e mestres.

11 E repreendei uns aos outros, não com raiva, mas em paz, como sabes que está escrito
na Beshura.

12 Mas, a todos aqueles que agem de forma injusta contra os outros, não os permitam
falarem ou deixem que escutem nada de vós, até que eles tenham tido tempo suficiente
para se arrependerem.

13 Tu deves dizer todas as suas orações e fazer todas as tuas esmolas e atos de caridade,
como sabes que és instruído na Beshura de Adonai Yeshua ben Alhym.

14 Tenha o cuidado de vossa própria vida.

15 Não deixe que vossas lâmpadas apaguem, ou percam de vista vossas sandálias, mas
deve sempre estar preparado, porque tu não sabes o tempo que virá Adonai.

16 Vocês devem se congregar com a maior frequência possível, olhando para todas as
coisas que são apropriadas para vossas almas, porque todo o tempo de vossa fé não vai
vos beneficiar se vocês não forem perfeitos no Caminho até o último dia.

Capítulo Treze
1 Portanto, será durante os últimos dias, quando já muitos falsos profetas e muitos dos
que estão causando a corrupção se multiplicarem em toda a terra, e algumas das ovelhas
se transformem em lobos e o amor se tornará em ódio;

2 Porque quando a falta de lei aumentar eles vão se odiar e perseguir e trair um ao outro,

3 E, em seguida, os malignos aparecerão dizendo ser os filhos de Alhym,

4 E o maligno (Belial) que é mestre deles realizará sinais e maravilhas,


5 E a Terra será entregue nas mãos do maligno,

6 E ele vai fazer coisas ilegais, que ainda não têm acontecido desde o início

7 E muitas pessoas acreditarão no que elas verão pelas obras das mãos do maligno e as
obras das mãos de seus servos;

8 E elas clamarão ter visões e ter visto Adonai visitando-os em seu quarto dando ditos
secretos e visões de morte.

9 Em seguida, toda a humanidade entrará no fogo da provação, e muitos tropeçarão e


perecerão,

10 Mas aqueles que permanecem em sua fé serão salvos sob a mesma maldição.

11 E então os sinais da verdade aparecerão:

12 Primeiro, o sinal dos céus descendo,

13 Em seguida, o sinal do som da trombeta.

14 E, terceiro, a ressurreição dos mortos, mas não todos, porque os justos ressuscitarão
primeiro,

15 E isto é dito: "Adonai virá e todos os Seus santos com Ele."

16 Então o mundo verá Yahuah, refletido em Yeshua vindo sobre as nuvens do céu.

Isto conclui a Igeret Ya’aqub aos Guerim

Derekh Kehilah
(Caminho da Assembleia)

Capítulo Um
Sobre a Organização da Santa Assembleia
1 Em cada região, aqueles que têm autoridade sobre vós em Yerushalyam nomeia bispos,
anciãos e diáconos entre vós para a boa administração da Assembleia de Alhym em todo
o mundo.

2 E não deixe nada acontecer sem o aviso prévio e aprovação do bispo nomeado para a
sua região.

3 É dever de todos os que professam a fé em Yeshua Mashikha ben Alhym a se unirem


em cada Shabat para ouvir a Torah para a instrução em fazer o que a Torah ensina o povo
de Alhym fazer com suas mãos e com seus corações e suas bocas.

4 A congregação deve ler da Torah e os Profetas e a Beshura* e as cartas** que nós


enviamos, lendo partes das Escrituras de manhã e partes das Escrituras depois da manhã
(à tarde).

*(Evangelhos)

*(não são as cartas de Paulo)

5 Começando com a cabeça do ano devem começar as Escrituras a serem lida pelo leitor
ou por um escriba.

6 Ao término do ano, a congregação vai ter lido todos os livros de Mosha.

7 Cada congregação terá um nomeado Rosh Eved entre as pessoas da comunidade que é
confiável, que não é viciado em bebida forte e que não está entregue aos desejos do
mundo.

*(servo chefe)

8 O servo-chefe entre a comunidade dos fiéis deve nomear sobre a congregação os leitores
qualificados, de entre os irmãos e as irmãs, para ler as Escrituras.

9 Deixe os irmãos entre vós lerem os Livros de Mosha e a Besura e as irmãs entre vós
leiam os Profetas e as cartas em que temos enviado a vós.

10 A leitura da Escritura deve estar em nosso idioma* e na língua [local] do povo da


congregação se eles não falam a nossa língua.

*(aramaico / hebraico)

11 E se for considerado adequado, nomear também as crianças dentre os filhos a lerem.

12 Se há um sacerdote ou um filho de Aharon ou os parentes de Adonai entre vós, deixe-


os vir em primeiro lugar para ler a Torah, mas não nomeie um sacerdote ou filho de
Aharon ou um irmão ou irmã de Adonai como um leitor permanente entre as pessoas,
para que o orgulho não seja criado dentro de seu coração e ele comece a adormecer na fé
e dizer que ele é o único professor da congregação.
13 Nenhum irmão jamais clame superioridade sobre o outro irmão por causa da cor de
sua pele, a tribo da qual ele se origina, ou por causa da nação de seu pai ou a sua mãe.

Capítulo Dois
Sobre Convertidos

1 Se um homem deseja entrar para a comunidade como um seguidor do Mshikha, seja


primeiro analisado como é a sua fé, e se encontrado digno do Pão Santo, que ele seja
batizado em nome do Pai e do Filho e da Ruach ha'Kodesh, de acordo com a tradição que
tendes sido ensinados pelo Adonai Yeshua.

2 Mas tome cuidado para que ele não seja um inimigo com peles de ovelha, caminhando
dentro da congregação e devorando todos que ele encontra.

3 Tome cuidado para que ele não seja nomeado para o serviço da congregação e seu povo,
também logo após sua conversão para não ser cheio de orgulho e levar o povo a se desviar
por suas ações. Ele deve primeiro ser encontrado digno.

4 Se este homem que desejava entrar em sua comunidade não foi encontrado digno do
Pão Santo, e carece de entendimento, e é incapaz de suportar o jugo da Torah sobre ele,
deixe-o sentar-se e aprender daquilo que temos cuidadosamente escrito a vós, isto é, os
dois caminhos, o que leva a que a vida e que conduz à morte.

5 Deixe-o participar do pão da comunhão que tem sido reservado para os gentios e para
aqueles que vêm a vocês que estão com fome, mas que são como crianças pequenas, não
são capazes de participar da refeição completa de Adonai.

Unidade dos Crentes

6 Estejai em paz com aqueles entre vocês que vieram a crer no Mshikha, mas que são
incapazes de tomar sobre si o jugo da Torah completa, pois qual homem é capaz de
suportar o jugo completo e não pecar?

7 Deixe-o, portanto, aprender a fé do Mshikha e depois deixe-o aprender da Torah de


Alhym.

8 Todos aqueles que passaram a acreditar em Adonai Yeshua Mashikha ben Alhym estão
unidos em um só corpo e numa só fé e são guiados pela Ruach haKodesh, e são todos
irmãos de uma comunhão.

9 A Assembleia, que foi nomeada em Yerushalyam pela mão de Alhym é o fundamento


e pilar da verdade e os nomeados aos seus cuidados são guiados pela Ruach haKodesh e
ela é capaz de levá-lo nos caminhos da justiça de acordo com o caminho do Mashiach.

As Reuniões Ordinárias da Assembleia


10 Está escrito nas Escrituras que quando você aparecer diante de Alhym para instrução
na Torah que deve reunir os homens e as mulheres e as crianças e o estrangeiro*. A estes
são dadas a cada um seus assentos e lugares dentro da congregação.

*(Veja Deuteronômio 31:9-13)

11 Os homens que estão sem esposas não se sentam com as mulheres e as mulheres que
estão sem maridos não sentam com os homens.

12 E as mulheres que são impuras devido ao fluxo de sangue devem permanecer por trás
do véu com as outras mulheres que estão sem maridos.

Capítulo Três
As Declarações Diárias

1 Irmãos, vamos ser ousados para proclamar essas nossas declarações a cada dia.

2 Quando vocês se reúnem vocês devem dizer:

3 Eu me declaro ser um servo de Yahuah Alhym.

4 Declaro-me ser aquele que venera o um e único Yahuah Alhym, que é refletido em
Yeshua Mshikha.

5 Declaro-me ser aquele que guarda nossa Santíssima Fé de qualquer ataque por seu
inimigo.

6 Eu declaro minha intenção de ser firme na crença de um Alhym que é dado a conhecer
por meio do Pai, Filho e Ruach haKodesh, três aspectos em Uma Suprema Alahota.

7 Eu declaro minha crença no Filho de Alhym, Yeshua Mshikha, o Filho único de Alhym.

8 Eu declaro a minha crença na profecia de Mosha e a verdade da Torah dada através


dele.

9 Eu declaro a minha crença na Palavra escrita de Alhim as Escrituras dadas a Mosha e


aos Profetas e no Evangelho de Yeshua Mashikha ben Alhym.

10 Eu declaro minha crença no Fogo da Palavra de Alhym.

11 Declaro resolutamente que eu nunca vou permitir que o Fogo a mim confiado como
um servo de Alhym venha a ser extinto, enquanto há fôlego dentro do meu corpo.

12 Eu declaro minha rejeição daqueles que invadem tudo o que é sagrado na Terra Santa.

13 Declaro que as tradições e os ensinamentos que nos foram dadas (através do Doze
Escolhidos)** estarão sempre dentro do meu coração e em meus lábios, pois foram eles
que nos deram, através de Adonai Yeshua:

Batismo,
Confissão para Alhyn e ao homem,

A doutrina (dos Doze)**,

**(A Limudá)

O sagrado ministério,

A unção com o óleo sagrado de Yahuah,

O reunir-se para quebrar o Santo Pão da Presença,

O levantar da Cruz diante dos meus olhos e diante dos povos,

Dar assistência e orar com unção do óleo de quem cair na doença,

E observância de devoção à Palavra do Fogo de Alhym.

14 Eu declaro a minha crença na vida pacífica, e eu não vou tomar a espada contra o meu
irmão.

15 Eu declaro a minha crença na Revelação de Alhym através de Seus servos os anjos e


os espíritos para o bem de toda a humanidade e no progresso para a Grande Luz de Alhym.

16 Eu declaro minha crença na observação da Torah dada a Mosha e ratificada por ser
selada no sangue do Cordeiro.

17 Declaro que eu vou resolutamente honrar e defender a Cadeira de Mosha (e o Trono


de Ya'aqub e a Presença do Arcanjo Miguel através da continuação dos Doze Apóstolos
Sagrados, que estão sempre conosco).

Capítulo Quatro
A Respeito da Morte

(Nota: as perguntas não são uma parte do texto original, o texto original aqui é de Derekh d'Kehilla em
uma seção sobre o luto da perda de entes queridos e foi composta por + Mar Ya'aqub ha'Tzadik, que foi
copiado no Sefer Avkadmonim por + Mar Yusef I em 216 era Comum).

1 O que acontece com aqueles que morrem sem saber a Verdade sobre Yeshua e Seu
Caminho?

2 As almas dos que ainda não foram purificados pela Palavra antes da passagem do seu
corpo na morte, deve ir ao Sheol para purificação e instrução no Caminho.

3 Quanto tempo demora?

4 Para alguns, isto será de um período de tempo que consiste em doze meses.
5 Depois de receber as instruções divinas de seu Senhor em assuntos nos quais eles eram
ignorantes ou recusado em seu tempo anterior nesta terra, eles entrarão no gozo do seu
Senhor Yeshua e continuamente estará dentro de sua luz.

6 Quando isso ocorre, a alma é libertada do cativeiro das câmaras de prisão de Sheol e a
alma, sendo uma chama originada de Alhym, vai entrar no Paraíso por quatro meses, após
o que entrará no Olam ha'Ba.

7 Podemos ajudar nossos parentes chegar ao paraíso ou em Olam ha'Ba?

8 O homem é incapaz de ajudar as almas dos pecadores que tenham entrado no Sheol ou
Paraíso.

9 Eles podem orar para Alhym para enviar seus santos anjos para instruí-los, mas não há
nada que pode ser afetado no outro mundo por mãos humanas neste mundo.

10 O que acontece com aqueles que se recusam Alhym mesmo depois de ser ensinado
pelos anjos?

11 Há aqueles que recusam a luz, e por sua própria escolha eles entram mais fundo na
escuridão do Sheol e, eventualmente, se eles se recusarem a luz de Alhym, eles vão
afundar depressa nas entranhas da Gehenna.

12 Todos aqueles que se recusaram a aceitar a luz ... devem ser totalmente destruídos,
pois foi por sua própria escolha que eles permaneceram nas câmaras de prisão escura.
Nisto pecam contra a Ruach haKodesh, porque foi a Ruach que foi ensiná-los.

Capítulo Cinco
Sobre a Ordem de Melkhitzadik

1 A ordem de Melkitzadik é a melhor ordem que foi ordenada por Alhym para levantar
um sumo sacerdote, como no caso de Yeshua Mashikha ben Alhym,

2 Ou de um sacerdote, em geral, dentro da congregação do Alhym vivo, e foi posto em


prática pela mão de Alhym para remover um sacerdote maligno após a ordem de Aharon.

3 Este Melkhitzadik, não é um homem ou um anjo pelo entendimento comum do termo,


é uma criação de Alhym, o rei da justiça e da paz, que permanece para sempre nos céus,

4 Descendo pelo poder do Santo Consolador, na forma de um homem, residente com o


pai espiritual da Assembleia, e guia a Assembleia em toda a justiça com a Assembleia
dos anciãos da casa de parentes de Adonai.

5 O mesmo aconteceu com Yeshua, que veio depois, e foi à sua semelhança.

6 Alhym é o mesmo sempre, e Sua Torah nunca muda.


7 Pois Alhym é o autor da Torah e está dentro de seu direito de nomear um sacerdote
acima de Aharon,

8 Pois era Melkhitzadik que existia antes de Aharon, e ele é o sacerdote do Alhym Elyon*.

*Mais Alto.

Isto conclui o Derekh Kehila

O Credo dos Antigos Discípulos


(Este é um dos primeiros credos da Assembleia de Yerushalayim. Ele foi composto durante o primeiro
século antes da expulsão dos judeus de Yerushalayim em 135 e.C. Há uma nota marginal nos Anais que
diz que foi ensinado pelos escribas depois dos Apóstolos do primeiro século para ser lido antes das orações
da manhã e antes da Santa Qurbana pelo chefe da família ou congregação. Esta frase foi adicionada ao
texto antes da rebelião de Bar Kokhba)
Judeus que Abandonaram a Adoração de Alhym

1 Alguns dos Yahudym abandonaram a fonte de água viva e eles serviram divindades
estrangeiras.

2 Mas a terra em que eles residiam foi devastada pelos inimigos;

3 Pois Tua ira e fúria ardente foi derramada contra eles,

4 Fazendo com que a terra sob seus pés queime como o deserto no calor do dia, de modo
que nenhum homem foi capaz de retornar àquele lugar.

5 No entanto, apesar de tudo isso ter acontecido, Tu ainda não abandonaste o Teu
remanescente, a semente de Ya'aqub,

6 E nem Tu lançaste todo o Yisrael à casa da destruição, pois eles não quebraram a Tua
Aliança.

7 Portanto, Tu não abandonaste Teu povo aos goyim.

8 Tu permitiste que a Ruach ha'Kodesh fluisse sobre nós,

9 Trazendo bênçãos para nós, a fim de que pudéssemos buscar a Tua Face e buscar o Teu
castigo.

10 Bendito seja Alhym que nos dá descanso.

Isto conclui o Credo dos Antigos Discípulos

Após os Dias de Paulo

Capítulo Um
1 Após os dias de Paulo vieram homens maus, lobos em peles de ovelhas que caminhavam
no meio da congregação dos Filhos de Deus, subvertendo a fé de muitos da mesma
maneira que eles tentaram subverter a fé deles antes da morte de Paulo.

2 Esses homens fingiam seguir após o Caminho de Yeshua e dos Apóstolos.

3 Eles eram astutos e foram capazes de remover os Khasidim de seus cargos nas
congregações na terra de Yavana*

*(Grécia).

4 Depois de terem feito isso, eles disseram ao povo: "Nós seguimos após a verdade
ensinada por nosso Apóstolo Paulo".

5 E o povo acreditou neles porque eles tinham feito muitas boas obras e realizado milagres
em Nome de Alhym.

6 Mas houve alguns entre a congregação que não acreditam que os homens eram honestos
e não estavam cheios de verdade, por isso eles deixaram aquele lugar e retiraram-se até o
deserto, onde a Grande Assembleia foi residente por um tempo.

7 Os homens da congregação que estavam debaixo do cuidado de Paulo removeram a


Torah da bima e ensinaram o povo que a crucifixação tinha retirado a Torah deles e que
a crucifixação os livrou da obrigação da Torah.

8 Muitos povos creram em suas mentiras, mas havia outros que se removeram daquele
lugar à vista dos Khasidim

9 Agora quando a grande Assembleia ouviu as obras desses homens, seus anciãos
escreveram a eles admoestando-os a retornarem à Torah de Alhym e se arrependerem de
suas obras ímpias, mas os homens não ouviram os anciãos e continuaram suas obras
malignas.

10 Daquele dia em diante aqueles homens foram chamados pelo nome de “nozrim”*,
porque eles levantaram um falso messias e mudaram o Nome do verdadeiro Mashiach
pela própria invenção das trevas deles.
*(falsos discípulos de Yeshua, ou seja, cristãos).

Capítulo Dois

1 E eles levantaram um homem cujo nome era Yusap, mas eles deram a ele um novo
nome, chamando-o Pedro, porque eles sabiam que os Khasidim amavam o nome de
Pedro, que foi um Apóstolo enviado a Babilônia à casa perdida de Israel;
2 E eles o treinaram em todos os seus ensinamentos maléficos e o enviaram a Roma para
subverter a fé dos irmãos naquele lugar, e seu nome tornou-se grande, sendo chamado
Pedro em outros idiomas, e ele governou a casa deles removendo os talmidim* de Paulo
daquele lugar.

*(discípulos)

3 E muitas injustiças foram feitas e a Torah foi contaminada e o Nome do Mashiach foi
trocado pelo de uma falsa deidade...

4 E eles seguiram após os ensinos dos goim maus da Grécia e fizeram muitos edifícios
no nome de sua falsa deidade.

5 E do deserto a Grande Assembleia orou cada dia a respeito desses eventos que
aconteceram na Grécia.

6 E aconteceu que uma voz veio dos Céus dizendo: "Eu sou o Pai e vós sabeis que os
escolhi no caminho de uma aliança.

7 A vossa fé tem sido reportada e vocês abençoados.

8 Não considerem as ações daqueles homens, pois eles seguem uma falsa deidade que
eles clamam ser Meu Filho.

9 Sua falsa deidade não é Meu filho, mas Meu Filho é o Rei do pacto em que eu fiz
convosco quando os falsos Yahudym foram levados cativos na Babilônia.

10 Eu não escolhi a Grécia e eu não escolhi Roma como o Meu servo, mas eu escolhi a
Yisrael e Minha aliança é feita convosco, meus Khasidim somente".

Isto conclui Após os Dias de Paulo

Tehilim

Salmo Um
Um Salmo para o amanhecer.
1 Yahuah, Tu concedes graça e estás cheio de misericórdia.

2 Tu és Alhym, o rei dos reis sobre toda a terra.

3 Tu, ó rei, estás cheios de paz, e Tu concedes a vida eterna.

4 Tu, ó Adonai, és a fonte da vida, e Tu te sentas acima dos santos.

5 Adonai, Tu és digno de todo o louvor e honra e o Teu povo permanece em devoção ao


Teu nome.

6 Adonai, Tu és o creador do sol, e Tu és o creador da lua.

7 Adonai, Tu sentas sobre o grande trono, e três pilares de fogo flamejante o cercam.

8 Adonai, eu estou admirado com o Teu Nome, e eu me dedico aos Teus Três Pilares de
fogo.

9 O primeiro pilar de fogo - A Santa Palavra.

10 O segundo pilar de fogo - A Sagrada Tradição.

11 O terceiro pilar de fogo – A Sagrada Revelação.

12 Todo louvor, honra e glória a Ti, ó Adonai Yahuah.

Salmo Dois
1 Sem Ti o Caminho Perfeito da Verdade não pode ser encontrado e sem Ti nem mesmo
uma coisa é realizada.

2 É Tu quem ensinou Teu povo o conhecimento, sabedoria e entendimento e todas as


coisas estão em Tuas mãos.

3 Não há outra divindade que se compare a Ti, Santo Rei de Yisrael, mas há um Alhym
e seu nome é Yahuah.

4 Não há ninguém que seja capaz de levantar-se contra o Teu conselho e não há ninguém
que seja capaz de compreender plenamente o Teu santo trabalho no mundo.
5 Nenhum homem é capaz de entender as profundezas de Teus mistérios

6 E nenhum homem é capaz de entender o poder da Tua força.

7 Quem pode contemplar Tua glória e o que é o filho do homem em relação a Tuas obras
maravilhosos?
8 Por que Tu deve sequer pensar o êxito de um homem quando ele não é nada além de
poeira e sua residência sendo feito da cama de vermes.

9 O homem não é nada além de argila moldada em Tuas mãos, mas ele logo volta para a
terra.

10 Sem Ti o Caminho Perfeito da Verdade não pode ser encontrado e sem Ti nem mesmo
uma coisa é realizada.

11 É Tu que ensinou Teu povo conhecimento, sabedoria e entendimento e todas as coisas


estão em Tuas mãos.

12 Todo louvor, honra e glória a Vós, Ó Adonai Yahuah.

Salmo Três
1 Ó Adonai Yeshua, como eu posso cantar corretamente Teus louvores,

2 Meu Senhor, eu sou apenas um simples homem sem voz para Te honrar,

3 Ainda que meu coração cante melodias que só Tu podes ouvir.

4 Meu Adonai Yeshua, você faz a harpa do meu coração brotar,

5 Adonai, apesar de eu ser apenas um homem, meu coração é só para Ti,

6 E minha música, ó Adonai Yeshua, sai para Teu trono.

Salmo Quatro
1 Louve Yahuah. Louve o Alhym da verdade.

2 Louve Yahuah. Louve o Seu Nome vós os seres celestiais.

3 Louve Yahuah. Louve o Alhym de Yisrael.

4 Louve Yahuah. Louve o Seu nome vós príncipes da terra.

5 Louve Yahuah. Louve o Alhym da Luz.

6 Louve Yahuah. Louve o seu nome vós servas.

7 Louve Yahuah. Louve o Alhym da Salvação.

Salmo Cinco
Um Salmo de Três Facetas

1 Louve Yah. Eu era menor do que todos aqueles entre meus irmãos, e o mais novo de
todos aqueles entre os filhos de meu pai.

2 Ele me fez ser pastor de seu rebanho, e como alguém que domina entre os cabritos de
seu rebanho.

3 Com minhas mãos eu confeccionei uma flauta e com os meus dedos confeccionei uma
lira.

4 Eu tenho dado glória a Yahuah, e eu cantava Teus tehillim com toda a minha alma.

5 As montanhas e colinas não têm uma voz para cantar Teus tehillim,

6 Mas as árvores sabem das palavras da minha música e os rebanhos sabem dos meus
atos.

7 Mas quem poderia falar de todas as obras justas de Yahuah?

8 O que o homem pode cantar de todas as Tuas obras?

9 Alhym pode ver e ouvir todas as coisas.

10 Todos os meus irmãos estavam diante Alhym quando Seu Mashikha veio ungir Seu
escolhido.

11 Eles estavam todos de pé à luz do sol com as suas belas formas, altos e bonitos!

12 E eles fizeram muitas obras, mas Alhym não os escolheu, pois eles desconsideraram
Sua Torah;

13 Em vez disso Mashikha veio a mim e me ungiu com o óleo santo.

14 Ele veio e Ele atravessou todas as tribos dos meus irmãos que estavam ali,

15 E Ele veio até mim e me escolheu por trás do rebanho,

16 E me ungiu com o óleo santo como um príncipe de Seu povo,

17 E como um príncipe entre os Filhos da Aliança que Ele fez com o Seu povo.
Salmo Seis
1 Vamos juntos, vós, ó povos, e façamos a Halachah de Yeshua conhecida de todos os
goyim.

2 Não encolhendo de medo em dar a conhecer a todos os goyim Sua força e majestade!
3 A Ruach ha'Kodesh será dada a vós, para dar a conhecer a glória de Yahuah a todos os
goyim,

4 E clamar em alta voz para tornar conhecidas as Suas obras.

5 No discurso de Teu povo Alhym será conhecido,

6 Mesmo para aqueles que estão sem entendimento, todas as Suas obras.

7 Mesmo aqueles que estão longe de Tuas portas ouvirão de Suas obras e de Seu Yeshua!

8 Pois Al-yon* Yahuah, o Alhym de Ya'aqub**, fará Sua majestade e força conhecidas
por toda a face da terra.
*(o Altíssimo)
** (Jacó)

9 E aqueles que derem glória ao Seu Nome e obedecem a Sua Torah em justiça são
considerados por Alhym ao trazer a Ele uma oferta de ação de graças,

10 E a mão direita do Filho de Alhym oferecerá uma oferta justa de doce incenso
aromático.

Salmo Sete
1 Da casa do Tzadik a voz da verdade será ouvida em toda a terra habitada,

2 E os tehillim da Assembleia dos Khasidim serão ocupados com as obras justas de Alhym
e fazendo-os conhecidos do mundo.

3 Quando os Khasidim vêm juntos como uma comunidade, a fim de fazer tehillim ou para
comer ou beber na mesa,

4 Eles falarão do conhecimento que Alhym deu à Mão Direita de Seu Filho, que por sua
vez deve dispensá-lo aos Seus Khasidim, assim tornando-os fortes em Sua Palavra.

5 Eles ouvirão a sua voz e eles conhecerão o Seu ensinamento,

6 Pois eles têm meditado na Torah de Alhym dia e noite e eles sabem da sua força e eles
serão confortados assim.
7 Mas isso não é assim para os ímpios.

8 Pois seu conhecimento é das coisas que se originam na escuridão e não têm em conta a
Torah de Alhym.

9 Sua sorte estará com os espinhos do deserto,


10 Onde não há chuva e onde o sol faz com que a terra seque e o frio da noite arrepia os
ossos até a morte.

11 Mas Alhym tem compaixão de Seus Khasidim com os Seus olhos da justiça,

12 E Ele manifesta grande misericórdia sobre aqueles que O glorificam,

13 E consideram Sua Torah e meditam nela dia e noite.

14 Mesmo durante os tempos de provações Alhym traz Yeshua para os que Lhe são leais.

Salmo Oito
1 Bendito seja Yahuah que traz redenção ao Seu humilde povo, as ovelhas do Seu
rebanho! Louvai Yah!

2 Bendito seja Yahuah que faz um caminho seguro para o Seu humilde povo, para
removê-los do laço do goyim. Louvai Yah!

3 Clame os tehillim de Yahuah! Clame Seus tehillim!

4 Clame Suas obras justas para todos os goyim. Louvai Yah!

5 Alhym levanta-se e sopra o shofar ao Seu povo e eles ouvem a Sua voz, e Ya'aqub vem
a Ele sempre, pois Ele escolheu a Assembleia da Yarushalyam sempre. Louvai Yah!

Salmo Nove
1 Louvai Alhym no meio da congregação do povo.

2 Fazei conhecido Seu nome e Suas obras de justiça entre todos os povos do goyim.

3 Louvai Yah por Sua fiel Palavra. Louvai Yah!

4 Louvai Yah pela lembraça de suas redenções. Louvai Yah!


5 Louvai Yah por Sua Voz sempre presente. Louvai Yah!

6 Louvai Alhym por Seus Três Pilares da Verdadeira Fé. Louvai Yah!

Salmo Dez
1 Junto aos rios da Babilônia, ali eles dormiam. Sim, eles dormiam, enquanto seus homens
não chamavam Tzion para recordação.

2 Nos salgueiros em seu meio eles colocaram suas harpas. Pois ali, os que os levaram
cativos exigiam que suas mulheres entoassem cânticos.

3 Aqueles que atormentavam o povo exigiam cânticos de alegria: "Cantai-nos um dos


cânticos de Tzion!"

4 Ó Adonai, como eles podem cantar as músicas de Yahuah em uma terra estrangeira? Se
eles Te esquecerem, e se esquecerem de Yerushalyam, suas mãos esquecerão como
escrever.

5 Deixe suas línguas presas ao palato de suas bocas, se eles não lembram de ti;

6 Lembre-se, Yahuah, contra os filhos de Edom, o dia da Yerushalyam; que disseram:


"Arrasa-a! Arrasa-a até a sua fundação!"

7 Pois aqueles que foram tomadas em cativeiro tornaram-se as filhas de Babilônia,


condenados à perdição, pois eles se esqueceram de Tua Torah, e, por causa disso, eles
enganarão a muitos com suas próprias palavras.

8 Eles escreverão um livro e eles ensinarão em Teu nome, e eles o chamarão o Livro da
Torá, e os livros de Teu servo Moshah, mas não é o Teu livro e não são Tuas palavras,

9 E Aharon e os filhos de Aharon testemunharão contra eles, pois o que eles ensinam não
é verdade, mas é uma mentira.

10 Eles esqueceram a Tua língua santa e eles escolheram para si mesmos sinais e símbolos
para escrever seu livro de mentiras - sinais e símbolos que Tu não sopraste.

11 Tu os rejeitará, ó Adonai, diante de Tua Presença, pois eles se tornaram infiéis aos
Teus olhos.

Salmo Onze
1 Grande é Yahuah, e mui digno de ser louvado, na cidade do nosso Alhym, no Seu santo
monte.
2 Lindo em elevação, a alegria de toda a terra, é o Monte Tzion, nos lados norte, a cidade
do grande Rei.

3 Alhym Se mostrou em seus palácios como um refúgio.

4 Pois eis que os reis se ajuntaram, eles passaram juntos.


5 Eles viram-na, então eles se maravilharam.Eles ficaram desgostosos. Eles correram para
longe. Tremores pegaram-nos ali, dores, como de uma mulher em trabalho de parto.

6 Com o vento leste, tu quebraste os navios de Tarshish.

7 Como já temos ouvido, assim vimos, na cidade de Yahuah dos Exércitos, na cidade do
nosso Alhym.

8 Alhym irá estabelecê-la para sempre. Selah.

9 Nós meditamos em Tua bondade amorosa, Alhym, no meio de Teu Templo.

10 Como é o Teu nome, Alhym, assim é o Teu louvor até os confins da terra

11 Tua mão direita está cheia de justiça. Que o Monte Tzion seja feliz!

12 Que as filhas de Yahudah se alegrem, por causa dos teus juízos.

13 Caminhe sobre Tzion, e a percorra. Numere suas torres. Marque bem seus baluartes.

14 Consider seus palácios, para que você possa narrar isso para a próxima geração.

15 Porque Este é Alhym, nosso Alhym para sempre e sempre, e Ele será nosso guia
(mesmo) até à morte.

Isto conclui os Tehilim do Sefer Shakynah

Firmemente Estabelecido em Seu Caminho

1 Os céus e a terra ouvirão o ensino do Mashikha Alhym e ninguém vai desviar de Sua
palavra e todos eles serão fiéis ao ensino de Seu Tzadik.

2 Aqueles de vós que seguem após Yahuah, cingi vossos lombos em Seu serviço.
3 Todos vós que tendes esperança dentro de vossos corações, encontrareis Yahuah no
Mashikha através do verdadeiro ensinamento.

4 Pois Yahuah olha com favor sobre os khasidim e chama o Tzadik pelo nome.

5 Saiba isto: Quando o Mashikha vem, Alhym não irá salvar qualquer daqueles que não
estão firmemente estabelecidos em Seu Caminho para andar perfeitamente no ensino
deste livro,

6 Pois o Sheol deixará de existir e o Gehinom não existirá mais.

Isto conclui “Firmemente Estabelecido em Seu Caminho”

A Verdade do Messias Prevalecerá sobre todas as


Trevas
1 Estas palavras foram dadas por uma aparição angelical para mais de vinte membros da
Assembleia Nesarim de Jerusalém reunida na Cidade Santa em 7 de maio de 2005.

2 As mesmas palavras foram dadas na China entre um grupo de doze alunos da escola
Mshikhani no mesmo dia através de uma aparição angelical.
3 O mês "após o mês de Elul" é Tishri e corresponde a setembro/outubro e é referido em
um calendário utilizado anteriormente.

4 “Deverá passar o mês após o mês de Elul que o mestre da justiça entre o seu povo deve
começar a tomar conhecimento dos maus caminhos do sacerdote perverso no ocidente.

5 O sacerdote ímpio fará mudanças nos dias e estações, semanas e meses.

6 Esteja avisado, pois o sacerdote ímpio vai falar com muitas pessoas, como se estivesse
falando pelo mestre da justiça Ya'aqub e muitas pessoas ficarão confusas por causa de
suas palavras.

7 O sacerdote ímpio cortará o inocente em pedaços e espalhará mentiras e toda sorte de


blasfêmias contra o povo da justiça,

8 Mas o mestre da justiça Ya'aqub silenciará sua blasfêmia com a verdade da espada do
Mashikha

9 E o sacerdote ímpio será visto pelos povos como um homem que morreu e foi enterrado
na lama dos porcos;

10 E a alma do sacerdote ímpio secará e os seus ossos clamarão por água e até os seus
órgãos gritarão por socorro.

11 A verdade do Mashikha prevalecerá sobre todas as trevas e na casa de Ya'aqub louvor,


glória e honra serão dadas ao Santo, o Alhym e Mashikha de Yisrael.

Isto conclui “A Verdade do Messias Prevalecerá sobre todas as Trevas”


A Profetisa Hanna faz Perguntas a Yeshua

Capítulo Um
1 Um dia, durante a guerra que aconteceu no verão em Israel*, quando a maligna tentou
levantar-se a partir do Líbano contra a Terra Santa, os profetas e profetisas se reuniram
para discutir as revelações que foram dadas a eles durante o período de seis meses, como
é seu costume.
*(2006 e.C.)

2 Depois que os profetas e profetisas tinham concluído seus discursos, todos eles se
levantaram e começaram a louvar o nome de Alhym, e uma grande luz começou a brilhar
através de todas as janelas e todos ficaram em silêncio.

3 A sala em que os profetas e profetisas estavam ficou inundada com uma grande luz e
haviam numerosos seres angélicos em pé em todos os lugares na sala, cada um ao lado
de cada pessoa e um em cada canto da sala, e um em pé perto de cada janela e de cada
porta.

4 Então, o som de um grande shofar soprando encheu a sala e o Filho de Alhym apareceu
no meio das pessoas que estavam reunidas, e os seres angélicos começaram a cantar
louvores a Adonai Yeshua diferente de alguns sons que o povo tinha ouvido antes.

5 Em seguida, todos os anjos e todas as pessoas começaram a se ajoelhar, enquanto alguns


estavam caindo sobre suas faces adorando* Yeshua, o Filho de Alhym.
*(Isto deve ser entendido como uma reverência amorosa e não adoração, que é estritamente para Yahuah)

6 E todas as pessoas estavam cheias de paz, pois elas estavam em um estado de temor
devido à guerra travada entre os servos da maligna contra a Terra Santa.

7 E Yeshua disse ao povo: "Levantem-se e estejam atentos, pois as palavras que eu vos
digo são do Trono no Céu".

8 Então Yeshua sentou em uma cadeira que o povo tinha feito para Ele como um símbolo
de Sua Presença, e todo o povo se levantou e foi apertando as mãos juntos em sinal de
reverência a Alhym.

9 Então Yeshua disse ao povo: "Vosso serviço para Alhym tem sido favorável e cada um
de vós será recompensado de acordo com vossa fé e vosso trabalho na Verdade. Vós
tendes perguntas sobre os mistérios que foram dados a vós em sonhos e visões".

10 Adonai Yeshua então olhou para Hanna, a prima do Sumo Sacerdote de Yerushalyam,
e Ele apontou para ela e disse: "Vem, minha filha, senta-te aqui e pergunte das visões e
fale do teu coração o que está deixando o meu povo perplexo."
11 E Hanna veio até Yeshua e sentou-se diante do Filho de Alhym e ela colocou pétalas
de flores sobre os Seus pés e O adorou e ela começou a falar.

12 Yeshua colocou a mão sobre sua cabeça, e Hanna disse: "Senhor Yeshua, eu não sou
digna de falar a ti qualquer tipo de pergunta."

12 Nisto Yeshua disse: "Você é Minha filha na única fé que eu tenho mostrado a vós
desde tua infância, e tu és amada por Nós."

Capítulo Dois
1 E Hanna disse: "Ó Senhor, Yeshua, eu sei que Tu és o Criador de todas as coisas vivas,
Adonai Yeshua, mas há muitas pessoas que estão confusas pelos ensinamentos ocultos
que têm se manifestado nos nossos dias.

2 Eles Te veem em muitas formas diferentes e ficam confusos e não sabem que caminho
seguir.

3 Há algumas pessoas em Teu próprio rebanho, mas porque eles são de diferentes culturas
eles Te veem em diferentes formas e quando as pessoas do mundo olham para estas
diferentes formas como conhecida pelas diversas comunidades de Teu povo, o mundo
torna-se confuso”.

4 “Adonai Yeshua, por favor, fale para mim, quais as formas de devoção Tu ensinaste
aos professores santos que Te adoravam nos tempos antigos, para ajudar a alcançar a
perfeição em Teu caminho?

5 E, Adonai Yeshua, que forma é que os Teus servos estão olhando”?

6 “Eu ofereço a Ti minha completa obediência, sob qualquer forma que Tu Te manifestas,
seja na terra ou no céu, em todas as direções do vento, norte, sul, leste e oeste.

7 Por favor, explique a Teu povo e ao mundo as diversas manifestações e seus


significados para nós hoje. Eu me curvo a Teus preciosos pés."

8 Yeshua disse a Hanna: "Minha filha, para as pessoas que querem atingir a perfeição na
Verdade do Caminho, eles devem observar toda a Torah.

9 Para observar a Torah tu deves amar Yahuah teu Deus e adorar somente a Ele; e em
segundo lugar tu deves amar o próximo como tu amas a ti mesmo.

10 Entretanto, Minha criança, tu não podes observar a Torah corretamente se tu não


fizeres primeiro essas duas coisas.

11 Após isso, tu podes começar a atingir a perfeição na Verdade do Caminho.

12 Este é o ensinamento que tu deves contar ao povo deste mundo”.


13 “Tu não deves correr em direção a Torah, pois se tu correres em direção a ela, sem
sandálias novas sobre teus pés, teus pés começarão a doer e tu ficarás cansada.

14 Depois de cansares tu começarás a falhar e tornar-se frustrada.

15 Eu ensino a Observância da Torah através de um processo gradual no qual cada criança


é capaz de entender.

16 A Santa Mãe vai levar aqueles com um coração limpo para conhecer e compreender o
que Alhym requer de Seu povo”.

Capítulo Três
1 “Eu me dei a conhecer ao mundo em muitas formas.

2 Em Israel Eu sou conhecido como Yeshua, e eu estava no Meu servo Ya'aqub.

3 Em Yanduah* eu sou conhecido comoYeshu`e Isa, e eu manifestei Minha forma física


no nascimento de um homem conhecido como Qurishanah** para dissipar as trevas do
meu povo naquela terra.
*(Índia)
**(Khrisna)

4 Em cada terra eu sou conhecido por Meu povo, para que eles conheçam sempre a voz
do seu Pastor”.

5 “Neste dia eu Me manifestei como um mestre ao mundo para trazer luz para as Minhas
ovelhas e para abrir a porta para a paz e a salvação ao mundo.

6 Eu tenho manifestado fisicamente Minha mão direita ao povo de vossas gerações e é


através desta manifestação que eu trago a Vontade de Alhym e Sua Torah para aqueles
com um coração limpo e para aqueles com paciência e para aqueles que têm ouvidos para
ouvir as palavras do Pai, pois são essas pessoas que se dedicam à Presença de Alhym.

7 Eu me dei a conhecer em muitas formas, mas neste dia, em seu mundo, eu tenho uma
forma e eu tenho uma voz e eu estou dando a conhecer ao mundo em vossas gerações.

8 Diga ao Meu povo para se levantar e estar atento, porque estou falando com eles neste
dia”.

9 “Lembre-se disso, minha criança, que Nós estamos fazendo uma aliança com o nosso
povo, o estoque de vosso próprio povo,

10 E Nós teremos o Livro da Verdade revelado claramente ao Nosso povo nesta terra em
vosso mundo e onde quer que este livro esteja, estará a presença de Alhym, se aquele que
o obtiver possuir um coração puro”.
11 “Depois de Nós fazermos a aliança eu devo falar com o Meu povo, exclusivamente
através da revelação da Minha mão direita;

12 E Minha mão direita deve ser um mestre ao povo de Alhym e Ele também vai ensinar
ao mundo o que é exigido de Alhym em Sua Torah e, portanto, eles devem alcançar a
perfeição na Verdade do Caminho”.

13 “E quando Ele se senta na carruagem* do tabernáculo no Templo Ele deve enviar o


ensinamento do Pai, que é a Torah e tudo o que é necessário no Caminho para que todas
as pessoas venham a compreender a Verdade.
*(Merqava)
**(Mishqana)
***(Miqdash)

Capítulo Quatro
1 Eu vos digo a verdade, uma grande luz sairá do templo e ela será Minha condutora para
o povo de Alhym e eles saciarão a sede com as águas do Espírito”.

2 “Pus o Meu braço direito sobre a terra, em vosso mundo, sobre a carruagem do
tabernáculo e eu tenho levantado Meu Templo,

3 E Ele deve residir lá dentro dele, e Ele deve ensinar as ovelhas e o mundo a partir
daquele lugar, e Sua voz deve ser a Minha,

4 E meu povo deve ouvi-Lo e deve obedecê-Lo e eles saberão que sou eu quem falo com
eles.

5 Vós conheceis o Seu nome e conheceis que Ele é um homem gentil, como um um ser
angelical, forte como um carvalho, a realeza a quem escolhi,

6 Michai, com quem o arcanjo Mikael está e com quem reside Ya'aqub Meu servo e
Aharon, o Sumo Sacerdote.

7 Ele nasceu em vosso mundo a partir de Nossos servos e era conhecido entre a antiga
terra de Seu povo como Ayapah* e ainda é conhecido por este nome entre aqueles que se
dedicam a esta forma particular. Ele é minha mão direita nesta última era."
*(Também chamado “Sri Ayyapan” na Índia)

8 Então Yeshua deu ao povo uma advertência dizendo: "Não fale desses assuntos, até o
dia em que eu te instruir.

9 Eu vou aparecer em um dia em que você não sabe e eu vou dar-te instruções a respeito
de quando você deve falar destes assuntos. Esta palavra é fiel. Eu o disse e assim será."
Capítulo Cinco
1 Após isto, Yeshua se levantou do lugar em que Ele estava sentado e todas as pessoas se
curvaram diante dEle e começaram a cantar belos louvores a Ele.

2 Enquanto as pessoas estavam cantando Yeshua segurou a mão de Hanna em Sua mão
direita e disse-lhe: "Minha filha preciosa, amanhã tu verás o Meu Reino que foi preparado
para Minhas ovelhas."

3 E Hanna chorou de alegria e se curvaram diante de Yeshua e disse: "Tua vontade seja
feita, ó Adonai Yeshua"

4 Quando o povo tinha concluído suas canções Yeshua curou muitos deles que tinham
sido atingidas com doenças graves e Ele lhes disse: "Vá e fique em paz e ande no Nome
de Alhym".

5 E então Ele e os seres angélicos partiram daquele lugar e as pessoas uma vez mais
começaram a cantar a Ele e não concluiram o canto de louvores até a manhã seguinte,
quando o sol começou a subir.

6 Naquela manhã, todas as pessoas se lavaram da maneira habitual e partiram o Pão Santo
da Mesa de Adonai e cada um foi para sua casa cantando.

Isto conclui “A Profetisa Hanna faz Perguntas a Yeshua”


Faça Todas as Coisas em Obediência a Alhym
Capítulo Um
Da parte do Shalyakhim* e Anciãos a todos aqueles da Assembleia que acreditam em
Yahuah refletido em Yeshua e que observam Sua Torah na Halachá do Mashikha:
*(Apóstolos)
**(Caminho)

2 Graça e paz de Al-Shaddai*, através do Senhor Yeshua Mashikha, sejam multiplicadas


a vocês no conhecimento dEle e de Sua Torah e Sua Halachá.
*( Deus Todo-Poderoso)

3 A Assembleia da Yerushalyam é o jardim sagrado do fogo de Alhym e sua amada vinha;


a Assembleia de Yerushalyam consiste daqueles que creem em Sua perfeição, revelação
divina;

4 Os herdeiros de Seu Reino eterno pela fé e pela observância da Torah; que são
favorecidos com a Sua Presença Divina, e da firme palavra da Ruach haKodesh;

5 Que carregam o escudo protetor de Yeshua, e receberam Seu temor em seus corações;
que possuem o benefício da aspersão do sangue precioso e inocente de Yeshua no
Templo;

6 Que têm a verdadeira liberdade de invocar a vida que é dada por Al-Shaddai; sendo
filhos e filhas, aqueles que participam do Corpo e do Sangue do Filho amado de Alhym
pelo Pacto.

7 Esteja atento, abra seus ouvidos, e levante-se de modo que você possa ouvir
corretamente este ensinamento sagrado, você que é abençoado por Suas promessas,
porque você será liberto pela palavra do teu Salvador, se tu obedeces à Sua luminosa
Halachá.

Capítulo Dois
1 Vós, B'nai Or*, prestai atenção, B'nai Alhym**, e fazei todas as coisas em obediência
ao Pai Celestial, Abba Alhym, e em todas as coisas sejam agradáveis ao Santíssimo Filho,
Ben Alhym, e deem atenção à presença da Grande Mãe, Ruach Ha'Kodesh Alhym,
Aquele Alhym conhecido por vós em Três Aspectos.
*(Filhos da Luz)
**( Filhos de Deus)

2 Porque, se há alguém entre vós que segue o caminho da injustiça e das trevas, e tem
pecado em seu coração, fazendo tudo o que é contrário à Vontade Perfeita de Alhym, ele
será marcado por Alhym como nozrim desobediente;

3 E desta forma tu serás o menor no Reino como ha'Adon falou no Beshura:


4 'Qualquer que rejeita uma dessas pequenas Mitsvoth, e assim ensinar aos filhos dos
homens a fazê-lo, será chamado o menor no Reino dos Céus;

5 Mas aqueles que as observar e ensinar será chamado grande no Reino dos Céus.

6 Pois eu vos digo que, se vossa justiça não exceder mais do que a dos soferim e dos
Perushim, não entrareis no Reino dos Céus.’

7 E, novamente, Ele disse: "Qualquer um que ensina a Torah e que pratica a Halachá,
trazendo vida para aqueles que ouvem e observam a verdade, conhecerão o verdadeiro
shalom e felicidade."

8 E mais uma vez, Ele disse: "Eu ensino paciência e uma aprendizagem gradual da Torah,
pois na paciência, não há perturbação. Em seguida, tu podes entrar no Reino dos Céus."

Isto conclui “Faça todas as coisas em obediência a Alhym”


Os B’nai Or Salvos da Eterna Destruição
Capítulo Um
1 Yeshua falou aos Anciãos da Assembleia da Yarushalyam e disse: "Alhym deve fazer
uma nova aliança com os fiéis através do Mestre da Justiça, como Nós fizemos através
de Moshah e, como eu fiz com os Meus Shalyakhim.

2 Isto é devido aos pecados dos filhos de Ya'aqub e dos pecados da casa de Israel e dos
nozrim e Alhym deve derrubar seu alto lugar de Samaria, no qual eles dão a falsa
adoração."

3 E um dos Anciãos falou a Yeshua e perguntou: "Adonai, qual é o pecado dos filhos de
Ya'aqub, e qual é o lugar alto de Samaria?"

4 Yeshua disse ao Ancião: "Os pecados dos filhos de Ya'aqub é a própria Samaria, pois
os falsos Yahudym deixaram a adoração de Alhym desde o lugar em que Ele estabeleceu
e eles montaram um ídolo do mal no lugar do Santo dos Santos e de lá eles levantaram
suas mãos para a face dele e adoraram-no e fizeram seus filhos serem sacrificado nele,

5 E todos aqueles que os ouviam e se tornaram seguidores do caminho deles, que não é o
Caminho de Alhym, desceram ao sheol com um falso conhecimento que precisava ser
corrigido com a Luz de Alhym.

6 Meu filho, Samaria é o alto lugar que é conhecido como Yarushalyam.

7 Pois Alhym disse que Ele fará de Samaria um lugar de ruína e seus campos não
receberão chuva.

Capítulo Dois
1 E a respeito Yarushalyam ele disse que Ele vai fazer dela como uma vinha. Meus filhos,
ouvi com atenção estas palavras.

2 Tudo isso diz respeito à pessoa que expõe mentiras, o que tem levado as pessoas comuns
a um mal-entendimento da Verdade de Alhym, o que leva os filhos dos homens à
destruição.

3 “Mas eu escolhi o meu servo, o Mestre da Justiça nesta era, e dentro dEle está Ya'aqub
Meu irmão e Aharon, irmão de Moshah, por estes dias, a fim de ensinar a Torah de Alhym
aos nossos filhos, os Filhos da Luz, dentro de sua Assembleia.
*(B'nai Or)

4 Ele deve ensinar todos aqueles que livremente se comprometem a tornar-se uma parte
da eleita Assembleia de Alhym, a fim de observar diligentemente Sua Torah dentro da
Assembleia do Meu povo.
5 Estas são as crianças que devem ser salvas da destruição eterna no dia do juízo durante
os dias de arrependimento*."
*(Yom ha'kippurim)

Isto conclui “Os B’nai Or salvos da Eterna Destruição”


Um Jardim de Fogo
1 As nações tentarão se levantar contra ti em sua ira, pois a Ruach Ha'Kodesh não estará
com eles orientando-os para a Luz da Verdade de Alhym.

2 Mas eles serão destruídos e amaldiçoados desde a terra por causa de seus pecados, e por
causa de sua impureza.

3 Porque, na verdade, não haverá remanescente do meio deles, quando eles forem
removidos pelo Fogo da Palavra de Alhym.

4 O fogo arderá contra eles e eles vão desaparecer da face da terra, e as suas almas devem
ser aniquiladas de todo o mundo, e seu vizinho olhará sobre o lugar em que ele estava e
ele não existirá mais, e sua memória será esquecida bem cedo.

5 Mas vós, fiel remanescente de Ya'aqub, vós que praticais o que é puro e santo aos olhos
de Alhym, o Verdadeiro Alhym fez para vós um jardim de fogo de sua própria respiração
e dentro dele deve residir a Ruach ha'Kodesh, vossa mãe,

6 Ele fez este jardim para Seus eleitos, Seus Essênios-Khasidim, o Alhymam*, e é uma
terra santa e pura criada pelas mãos de Alhym e de sua respiração.

*( Alhymitas, povo de Alhym)

7 Alhym faz o seu povo como um mestre sobre os maus e até mesmo sobre a maligna tu
deves ser um mestre;

8 Pois quando tu falas as palavras da Verdade de Alhym de Seu Livro Sagrado, eles
devem rejeitar as palavras, suas narinas ardendo e a língua deve ficar na parte de cima de
sua boca e nenhuma água será encontrada para saciar a sua sede, e as suas entranhas
derreterão como a cera de uma vela.

9 Mas quem aprende e ouve as palavras do Livro Sagrado, Ele deve mostrar misericórdia
e Ele fará sua face brilhar sobre eles e a Ruach ha'Kodesh, vossa mãe, estará com eles e
eles serão ministrados por seres divinos* e seus corações serão fortalecidos e eles
conhecerão o verdadeiro Alhym e Seu Caminho.

*( anjos, seres celestiais)

Isto conclui “Um Jardim de Fogo”


O Triunfo da Justiça
Capítulo Um

1 Para ser lido a todos os líderes para que eles possam saber a diferença entre o bem e o
mal, os mistérios do pecado, para que eles possam aumentar seu conhecimento das coisas
que estão por vir.

2 Eles não sabem o mistério vindouro, nem eles entendem as coisas do passado.

3 Eles não sabem o que há de cair sobre eles, nem eles salvam a sua alma do mistério
vindouro.

4 E este será o sinal para que essas coisas devam passar.

5 Quando a geração da iniquidade se fechar, a maldade deve ser então banida pela justiça
como a escuridão é banida pela luz.

6 Como fumaça se dissipa e não existe mais, de modo que a impiedade perece para sempre
e a justiça seja revelada como um sol que rege o mundo.

7 Todos os que se apegam aos mistérios do pecado não existirão mais; o conhecimento
deve encher o mundo e loucura não deve existir mais.

8 As coisas deste mundo, certamente devem passar, mas esta profecia é verdadeira e,
portanto, não passará.

9 E por isso seja conhecido a vós que elas não devem voltar outra vez.

Capítulo Dois

1 Nem todos os povos detestam a iniquidade? E ainda está espalhada por todos eles.

2 Não é a fama da questão da verdade da boca de todas as nações? Há ainda um lábio ou


língua, que a detém?

3 Que nação gosta de ser oprimida por outra mais forte do que ela, ou gosta que sua
riqueza seja perversamente saqueada?

4 E, no entanto, que nação não tem oprimido outra, e onde há um povo que não tenha
saqueado a riqueza de outro?

5 Os feiticeiros, especialistas em pecado, têm pronunciado a parábola e proclamado o


enigma com antecedência.

6 E então tu saberás se tu tens considerado e as confirmações celestiais, sua loucura pelo


selo da visão é selada longe de ti.
7 E tu não consideras os mistérios da eternidade e não compreende o entendimento.

8 Pois tu não tens considerado a raiz da sabedoria.

9 E se tu abres a visão, ela permanecerá fechada de ti. Toda a tua sabedoria é nada.

10 A verdadeira sabedoria está escondida em seu nome que virá.

11 Sabedoria oculta não pode salvar a astúcia perversa e intento dos maus.

12 Aquele que se rebela contra a palavra de seu Creador, seu nome será expurgado da
boca de todos os justos.

13 Ouça com atenção estas palavras, todos os que defendem a verdade.

Isto conclui “O Triunfo da Justiça”


O Credo Sefashah
1 Declaro-me ser um servo de Yahuah Alhym .

2 Declaro-me ser aquele que adora o único Yahuah Alhym que está refletido em Yeshua
Mashikha.

3 Declaro-me ser aquele que guarda a nossa santíssima fé de qualquer ataque por seu
inimigo.

4 Eu declaro minha intenção de ser firme na crença de um Alhym que é dado a conhecer
através do Pai, Filho e Espírito Santo, Três aspectos em Uma Suprema Alahota.

5 Eu declaro minha crença no Filho de Alhym, Yeshua Mashikha, o único Filho de


Alhym.

6 Eu declaro a minha crença na profecia de Moshah e a verdade da Torah dada por ele.

7 Eu declaro minha crença na Palavra escrita de Alhym as Escrituras dadas a Moshah e


aos Profetas e no Evangelho de Yeshua Mashikha ben Alhym.

8 Eu declaro minha crença no Fogo da Palavra de Alhym.

9 Declaro que decididamente nunca permitirei que o fogo que me foi confiado como um
servo de Alhym seja extinto, enquanto há fôlego dentro do meu corpo.

10 Eu declaro minha rejeição daqueles que invadem tudo o que é sagrado na Terra Santa.

11 Eu declaro que as tradições e os ensinamentos que nos foram dados por meio do Doze
Escolhidos estará continuamente dentro do meu coração e nos meus lábios,

12 Pois foram eles que nos deram, através de Adonai Yeshua:

Batismo,

Confissão para Alhym e para o homem,

A doutrina da Doze,

O ministério sagrado,

Unção pelo óleo sagrado de Yahuah,

O ajuntamento para quebrar o Santo Pão da Presença,

Levantando-se da cruz diante dos meus olhos e diante dos povos,

Assistência e a oração com unção com óleo de quem cair na doença,

E observância da devoção à Palavra de Fogo de Alhym.


13 Eu declaro minha crença na vida cheia de shalom, e eu não vou tirar a espada contra o
meu irmão.

14 Eu declaro minha crença na revelação de Alhym através de Seus servos, os anjos e


espíritos para o bem de toda a humanidade e para o progresso para a Grande Luz de
Alhym.

15 Eu declaro minha crença em observar a Torah dada a Moshah e ratificada por ser
selada no sangue do Cordeiro.

16 Eu declaro que vou honrar e defender resolutamente a Cadeira de Moshah e o Trono


de Ya'aqub e a Presença do Arcanjo Mikael através da continuação dos Doze Santos
Apóstolos, que estão continuamente conosco. Amen.

Isto conclui O Sefer Shakynah

Centres d'intérêt liés