Vous êtes sur la page 1sur 22

Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa.

– ISSN 1519-423X

MATERIALISMO HISTÓRICO-DIALÉTICO E SUAS RELAÇÕES COM A


PESQUISA PARTICIPANTE: CONTRIBUIÇÕES PARA PESQUISAS EM
MESTRADOS PROFISSIONAIS
Priscila de Souza Chisté Leite

Universidade Federal do Espírito Santo – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo. E-
mail: pchiste@ifes.edu.br

Resumo: O artigo tem como objetivo apresentar discussão teórica sobre metodologia de pesquisa. Para tanto,
evidencia pressupostos do materialismo histórico-dialético, estabelecendo diálogo entre esse método e a pesquisa
participante. Discorre também sobre as especificidades dos mestrados profissionais no Brasil e exemplifica essa
modalidade de pós-graduação a partir da apresentação de pesquisas desenvolvidas em um mestrado profissional na
área de ensino de humanidades. Conclui que a pesquisa participante, em especial a sistematizada por militantes
latino-americanos da educação popular, aproxima-se das prerrogativas do materialismo histórico-dialético devido ao
foco na transformação social e coletiva, à vinculação com a dialética marxiana e ao estímulo ao empoderamento dos
participantes. Infere que a pesquisa participante é um ponto de partida para apreensão imediata do real, sendo
necessária a relação com um método que permita ao pesquisador desvelar a aparência do objeto investigado,
apreendendo o seu movimento, encontrando suas múltiplas determinações por meio da análise histórico-dialética
da realidade, alcançando sínteses que retomem, em outra dimensão, o objeto investigado.

Palavras-chave: Materialismo Histórico-Dialético; Pesquisa Participante; Mestrado Profissional; Ensino De


Humanidades.

HISTORICAL-DIALETICAL MATERIALISM AND YOUR RELATIONSHIPS WITH


PARTICIPANT RESEARCH: CONTRIBUTIONS FOR RESEARCH IN
PROFESSIONAL MASTERS

Abstract: The article aims to present theoretical discussion about research methodology. In order to do so, it
highlights the presuppositions of historical-dialectical materialism, establishing a dialogue between this method and
the presuppositions of the participant research. It also discusses the specificities of professional masters in Brazil,
exemplifying this postgraduate modality based on the presentation of researches developed in a professional
master's degree in the area of humanities education. It concludes that the participant research, especially
systematized by Latin American militants of popular education, approaches the prerogatives of historical-dialectical
materialism because of its focus on social and collective transformation, the link with marxian dialectics and the
stimulus to empowerment of participants. It infers that the participant research is a starting point for immediate
apprehension of the real that needs to be related to a method that allows the researcher to reveal the appearance
of the investigated object, apprehending its movement, finding its multiple determinations through the historical-
dialectical analysis of reality, reaching syntheses that return, in another dimension, to the investigated object.

Key words: Historical-Dialectical Materialism; Participant Research; Professional Masters; Humanities Teaching.

do marxismo originário. Ele se contrapõe aos


Introdução dualismos dicotômicos próprios da lógica
O materialismo histórico-dialético é formal ao seguir os preceitos da lógica
um método de interpretação da realidade dialética. O processo dialético - considerado
considerado como a teoria do conhecimento por Marx (2013b) como essencialmente crítico

52
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

e revolucionário -, parte da análise de polos realidade como processo em


contraditórios, que, em um confronto, desenvolvimento. Defende a superação da
superam por incorporação o momento dicotomia sujeito-objeto, pois infere que
anterior, produzindo, pela própria ação sobre sujeito e objeto são dois aspectos de uma
a realidade, uma nova realidade pensada mesma realidade em contradição e em
(concreto pensado). Essa realidade encontra- unidade indissolúvel dos opostos. Assim,
se em movimento e é constituída por estima que a unidade sujeito/objeto do
contradições, do mesmo modo que a conhecimento exige a compreensão concreta
consciência é dinâmica e também se encontra de ambos e fortalece a necessidade de
em movimento pelas mesmas contradições. compreendermos nossas vivências em uma
Nesse sentido, o concreto é a síntese de sociedade essencialmente alienada/alienante,
muitas determinações, unidade do diverso. que precisa ser superada.
Ele aparece no pensamento como o processo Atrelado a isso, conforme pontua
de síntese, como resultado, não como ponto Lavoura (2017, p. 266), cabe estudar e explicar
de partida, ainda que seja o ponto de partida de modo historicamente concreto o objeto
efetivo. Segundo Marx (2015), do concreto i estigado, a alisa do [...] suas o dições
representado se chega a conceitos abstratos estruturais mais gerais e universais (o que
cada vez mais elaborados e, depois, é requer uma análise lógico-sincrônica) e as suas
necessário empreender a viagem de retorno, transformações históricas particulares, desde
desta vez não como a representação caótica sua gênese até seu desenvolvimento efetivo
de um todo, mas como uma rica totalidade de (o que requer uma análise histórico-diacrônica
muitas determinações e relações. do o jeto .
O Materialismo Histórico-Dialético Sabemos que muitas teorias pós-
2
compreende que a realidade objetiva é modernas hegemonizam o ideário e o
histórica e para explicá-la cabe revelar sua imaginário coletivo da sociedade hodierna, ao
dimensão diacrônica (ocorrida ao longo do esboçarem reflexões superficiais sobre o
tempo), permitindo, assim, observar essa capitalismo e considerarem ultrapassado o

2 Segundo Della Fonte (2010), o desencanto de uma pensamento pós-moderno de Lyotard; inclui essa
parcela de intelectuais de esquerda ante os fracassos perspectiva mas não se restringe a ela. Abarca outras
políticos e barbáries do século XX contribuiu para a perspectivas tais como o multiculturalismo,
constituição da condição pós-moderna que se nutriu da neopragmatismo, pós-estruturalismo, construcionismo
crítica à modernidade construída no Ocidente. Nesse social e teorias pós-coloniais: [...] a o dição pós-
contexto, e sem perder de vista a relação entre a pós- moderna ultrapassa as intenções dos estudiosos de se
modernidade e o capitalismo, Della Fonte (2010) assumir ou não pós-modernos. Isso explica a situação
considera a pós-modernidade como uma agenda inusitada de autores que têm seus trabalhos incluídos na
composta por vasta gama de tendências intelectuais e age da pós- ode a [...] a despeito de ão se
políticas que surgiram em anos recentes e expressam um considerar pós-modernos e até mesmo discordar de
clima intelectual generalizado do pensamento social e vários aspectos do pensamento de Lyotard e
político euro-americano. Tal termo não se reduz ao Baud illa d (Della Fonte, 2010, p. 42-43).

53
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

materialismo histórico-dialético. É importante concreta multifacetada; e a desvalorização da


ressaltar que essas mesmas teorias memória histórica e do conhecimento
apresentam o real por meio de indicadores e socialmente construído e acumulado.
discursos que manipulam e escondem as Como forma de contribuir para a
verdadeiras contradições da sociedade. Nesse análise crítica do atual quadro histórico, social,
sentido, busca-se explicar e resolver os político e econômico, acreditamos que o
problemas sociais pela elaboração de novas materialismo histórico-dialético possa
narrativas abstratas, as quais negam a luta de fomentar reflexões sobre a realidade,
classes inerente à sociedade capitalista. colaborando com a condução de pesquisas no
Vislumbramos, portanto, outras repercussões campo da educação realizadas em âmbito
do ideário pós-moderno no campo da stricto sensu e, de modo específico, nos
metodologia de pesquisa, a saber: a mestrados profissionais na área de ensino3.
valorização de teorias do discurso e de Diante desse quadro, o artigo4 em tela
linguagem, que consideram a realidade como apresenta um recorte sobre o assunto.
múltipla e possível de ser explicada de acordo Inicialmente, apontamos as especificidades
com o ponto de vista do pesquisador; o dos mestrados profissionais brasileiros,
entendimento que a realidade é difusa e reforçando a importância de evidenciar nesses
existe para cada sujeito conforme sua espaços as relações entre teoria e prática - a
experiência e forma de se aproximar do práxis -, configurada como uma das categorias
conhecimento; a ideia de que o conhecimento fundamentais do materialismo histórico-
científico é equivalente ao senso comum, dialético. A seguir, discorremos sobre
provocando a depreciação da ciência; a possíveis diálogos entre essa abordagem
fragmentação e o isolamento do objeto de teórica e os pressupostos da pesquisa
conhecimento, deslocando-o da realidade participante sistematizada por militantes

3 A área de ensino foi constituída por decisão do conhecimento pedagógico, construindo pontes entre
Conselho Superior da Capes pela Portaria nº 83, de 6 de diferentes áreas e processos educativos. Destinam-se,
junho de 2011. De acordo com o Comunicado Conjunto p i ipal e te, a p ofesso es da edu ação si a e/ou
nº 001/2013 das áreas de Ensino e de Educação: p ofissio ais de e si o fo al ou ão fo al i ulados
perspectivas de cooperação e articulação, publicado em a diferentes campos de conhecimento. No caso do
28 de junho de 2013, existem delimitações entre essas Mestrado Profissional em Ensino de Humanidades do
duas áreas de pesquisa na pós-graduação stricto sensu Instituto Federal do Espírito Santo, Brasil, o público-alvo
no Brasil. Conforme esse documento, os Programas da são professores das áreas de Ciências Humanas, Letras e
Área de Educação da Capes se organizam em diferentes Artes. ..
propostas, constituindo linhas de pesquisa específicas e 4 Este artigo é uma ampliação do trabalho apresentado
priorizando a produção de conhecimento educacional. Já no 6º Congresso Ibero-Americano em Investigação
os programas da Área de Ensino focam as pesquisas em Qualitativa (CIAIQ2017) e do 2nd International
ensino de determinado conteúdo, buscando integração Symposium on Qualitative Research
com as áreas geradoras dos conteúdos a serem (ISQR2017) realizado em Salamanca, Espanha, entre os
ensinados. Seus cursos de pós-graduação têm como dias 12 e 14 de julho de 2017 (Leite, 2017).
objeto a mediação do conhecimento científico, a
integração entre conhecimento disciplinar e

54
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

latino-americanos da educação popular, profissionais possui influência internacional e


exemplificando com pesquisas desenvolvidas se aproxima da estrutura norte-americana de
no Mestrado Profissional em Ensino de pós-graduação, objetivando a aplicação e
Humanidades do Instituto Federal do Espírito extensão de conhecimentos a finalidades
Santo, Brasil. Destinamos este texto aos profissionais ou vocacionais, tais como a
pesquisadores da área da educação que Master of Business Administration, Master of
buscam compreender a realidade pesquisada Arts in Education, Master of Engineering e
de modo integral, sem dissociar teoria e Master of Arts in Teaching. Ao mesmo tempo,
prática, com vistas a empoderar sujeitos e a acata regulamentações de agências
revelar as contradições do fenômeno internacionais de financiamento, como o
investigado a partir do movimento histórico- Banco Interamericano de Desenvolvimento
dialético do objeto de pesquisa. (Bird). Em 1995, o Bird apresentou documento
i titulado O e si o supe io : as lições
Mestrados Profissionais Brasileiros na área
de i adas da e pe iê ia , o ual e pos
do Ensino
orientações para políticas educacionais,
enfatizando a necessidade dos governos
Na história da educação brasileira, a
redefinirem suas funções relativas ao ensino
educação profissional foi pensada com a
superior; indicou a implementação de
finalidade de treinar uma parcela da
programas de cooperação interinstitucionais e
população para o desempenho de atividades
pós-graduações à distância, bem como a
manuais considerados de nível intelectual
aproximação da universidade e do setor
inferior. Visava também atender às demandas
produtivo, com prioridade na criação de
da indústria e beneficiar os grupos sociais
cursos stricto sensu, atendendo à nova
desfavorecidos economicamente. No início, as
dinâmica de mercado; e sugeriram a
políticas educacionais para educação
flexibilização do sistema de pós-graduação,
profissional buscavam contemplar os níveis
tornando-o receptivo a novas formas de
mais básicos do ensino. Contudo,
capacitação de recursos humanos.
recentemente, ampliaram os seus objetivos
Diante das demandas associadas à
inaugurais ao avançarem para o nível superior
experiência americana e às políticas de
e atingirem o nível stricto sensu, sob a forma
articulação internacional, os mestrados
do mestrado e do doutorado 5 profissional.
profissionais foram instituídos no Brasil em
Segundo Melo (2002), a criação dos mestrados

5 O doutorado profissional é uma modalidade de pós- especificadamente, o Mestrado Profissional em Ensino


graduação stricto sensu recente no Brasil. Foi iniciada a de Humanidades do Instituto Federal de Educação do
partir da publicação da portaria nº 389/2017. Neste Espírito Santo, Brasil. Portanto, não é nosso foco analisar
texto abordaremos os mestrados profissionais, o doutorado profissional.

55
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

1995, pela Portaria nº 47, da Coordenação de dicotomia nos níveis de formação profissional
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível no Brasil: de um lado os que pensam e, do
6
Superior (Capes ), e pela subsequente outro, os que executam. Esse fato fica
regulamentação expressa na Portaria nº evidenciado na própria orientação trazida pela
80/1998, do Ministério da Educação. O Capes, na Portaria Normativa nº 389/2017 7 ,
argumento desses documentos respalda-se na que dispõe sobre os objetivos da modalidade
necessidade de flexibilização do modelo de de mestrado e doutorado profissional. Em seu
pós-graduação stricto sensu diante das artigo 1°, regulamenta um dos objetivos
demandas sociais oriundas das mudanças desses tipos de cursos: capacitar profissionais
tecnológicas, das transformações econômico- qualificados para o exercício da prática
sociais e do aumento da procura por profissional, visando ao atendimento das
profissionais com perfis de especialização demandas sociais, organizacionais ou
distintos dos tradicionais. profissionais e do mercado de trabalho.
Barros, Valentim e Melo (2005) Compreendemos que os mestrados
ressaltam que o mestrado profissional é profissionais não precisam estimular a
destinado a um público externo à academia e utilização do conhecimento de modo
se volta para a gestão, produção e aplicação pragmático, mas sim promover a relação
do conhecimento orientado para a pesquisa indissociável entre teoria e prática. Sabemos
aplicada, a solução de problemas, a que, na antiguidade grega, a filosofia ignorou
proposição de novas tecnologias e o e repeliu o mundo prático, considerado como
aperfeiçoamento tecnológico. As autoras indigno aos homens livres e próprio dos
destacam que os mestrados profissionais escravos. Essa ideia perdurou por vários
objetivam a capacitação de recursos humanos séculos, mesmo que travestida em outras
para a prática profissional transformadora, aparências.
preservando a vinculação ensino versus Contudo, a dicotomia teoria e prática
pesquisa. Sobre a relação teoria e prática nos toma nova forma a partir da concepção
mestrados profissionais e acadêmicos, marxiana de práxis, considerada por Marx
Ostermann e Rezende (2009) apontam que o (2004) uma prática sempre fundamentada
mestrado acadêmico forma pesquisadores e teoricamente. Desse modo, para a prática se
docentes, enquanto o profissional qualifica desenvolver, necessita da teoria e precisa ser
para o mercado de trabalho. Ressalta-se a iluminada por ela. Sendo assim, a práxis é uma

6 Fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC) 7 A Portaria nº 389/2017 revogou a portaria (Portaria) nº
do Brasil que atua na expansão e na consolidação 17/2009, instituindo no Brasil, além do mestrado
da pós-graduação stricto sensu em todos os estados do profissional, o doutorado profissional.
país.

56
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

atividade material humana transformadora do teoria e prática. No caso específico da


8
mundo e do próprio homem; uma atividade metodologia de pesquisa, a teoria pode
real, objetiva e ao mesmo tempo, ideal, colaborar para que a ação do pesquisador seja
subjetiva e consciente (Vázquez, 1968). Ela é mais aprofundada e crítica. Assim, o
teórica e prática: prática, na medida em que a conhecimento teórico relacionado aos
teoria, como guia da ação, molda a atividade procedimentos e técnicas de pesquisa pode
do homem; e teórica, visto que essa relação é orientar a atividade investigativa dando-lhe
consciente. Portanto, apesar de serem um novo sentido, principalmente nas
inseparáveis, a prática tem primado sobre a pesquisas aplicadas que demandam
teoria, pois é ela que se constitui como participação coletiva.
origem, e a teoria é dela originada. A partir do exposto, consideramos que
Diante do exposto, apesar das o materialismo histórico-dialético pode
normativas da Capes preconizarem a contribuir para o entendimento
modificação da prática do aluno do mestrado epistemológico nas investigações sobre
profissional, é inviável afirmar que isso práticas em espaços educativos, pois suas
ocorrerá sem colocar em evidência a relação dimensões ontológicas, axiológicas e
i disso i el e t e teo ia e p ti a, pois, gnosiológicas integram uma filosofia da
alijando um aspecto em detrimento do outro, transformação, a qual visa, por meio da
impossibilitamos a melhoria do trabalho análise histórica e dialética da realidade,
profissional e o aprofundamento do objeto em alcançar sínteses que retomem, em outra
questão, visto que os estudos passariam a se dimensão, a conhecimento inicial, e visam, em
distanciar do princípio que rege as mediações última estância, à transformação social e
humanas: a práxis. coletiva.
Por isso, cabe aos Programas de Pós-
Graduação voltados aos mestrados Pressupostos do Materialismo Histórico-
profissionais colocar em foco essa discussão dialético
de modo a pressionar os órgãos legisladores a
modificarem suas normativas e contemplarem Consideramos que poucos são os
9
em suas leis as relações intrínsecas entre escritos de Marx que dizem respeito

8 A partir dos estudos marxianos compreendemos que 9Dentre os textos produzidos sobre o método de Marx
[...] a teo ia efe e-se a reprodução ideal do movimento podemos elencar alguns excertos em obras, tais como:
real do objeto pelo sujeito que pesquisa: pela teoria, o o P ef io do te to Contribuição à crítica da
sujeito reproduz em seu pensamento a estrutura e a
E o o ia Políti a Ma , a; o te to O étodo
dinâmica do objeto pesquisado. E essa reprodução (que
constitui propriamente o conhecimento teórico) será da E o o ia Políti a i teg a te do li o G u d isse:
tanto mais correta e verdadeira quanto mais fiel o sujeito manuscritos econômicos de 1857 - 1858: esboços da
fo ao o jeto Netto, , p. . íti a da e o o ia políti a Ma , ; o
P ef io p i ei a edição de O Capital , li o I Ma ,

57
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

diretamente aos pressupostos do a lise o tida O apital e a


fundação da teoria social de Marx
materialismo histórico-dialético. Marx não se
(Netto, 2009, p. 04).
dedicou muito a tal delimitação, apesar de Dentre os seguidores do método 10
reconhecer a importância de fazê-lo, pelo fato marxiano está Vázquez (1968), que considera
de estar convencido ser mais urgente o materialismo histórico-dialético como uma
empregar o seu método científico-filosófico concepção, um modelo de interpretação e de
na análise e compreensão da sociedade ação no mundo vinculado, conscientemente, à
burguesa. práxis revolucionária, ou seja, a uma filosofia
Avançando criticamente a partir do que pode guiar uma transformação humana
conhecimento acumulado, Marx
radical ao desvendar contradições e
empreendeu a análise da sociedade
burguesa, com o objetivo de descobrir evidenciar mecanismos de dominação no
a sua estrutura e a sua dinâmica. Esta
modo de produção capitalista.
análise, iniciada na segunda metade
dos anos 1840, configura um longo O materialismo histórico-dialético
processo de elaboração teórica, no
compreende que o conhecimento é social,
curso de qual Marx foi
progressivamente determinando o pressupõe o outro, sendo a apropriação do
método adequado para o
saber sistematizado necessária para a
conhecimento veraz, verdadeiro, da
realidade social [...]. Isto quer dizer, constituição do sujeito. Diferente das
simplesmente, que o método de Marx
abordagens pós-modernas, as quais
não resulta de descobertas abruptas
ou de intuições geniais – ao contrário, consideram a realidade como um texto com
resulta de uma demorada
múltiplas possibilidades interpretativas, o
investigação: de fato, é só depois de
quase quinze anos das suas pesquisas materialismo histórico-dialético reconhece
iniciais que Marx formula com
que a realidade não pode ser explicada de
precisão os elementos centrais do seu
método, formulação que aparece na infinitas formas, ao compreender que a
I t odução , edigida e , aos
essência do objeto não muda e que a matéria
manuscritos que, publicados
postumamente, foram intitulados conserva sua propriedade independente do
Elementos fundamentais para a crítica
sujeito (Marx & Engels, 2007). Por
da economia política. Rascunhos.
1857-1858. É nestas poucas páginas consequência, o que faz o mundo ser como é,
que se encontram sintetizadas as
o que o produz em todas as dimensões, são as
bases do método que viabilizou a

2013a); (4) o Posfácio da 2a Edição Ale ã do li o O 10 É importante ressaltar que tal método não pode ser
Capital , li o I Ma , ; o te to I. Feuerbach o p ee dido de odo isolado. Assi , [...] implica
(Introdução) 1. A ideologia em geral, em especial a conhecer a teoria para conhecer o método, pois caso
contrário caímos na epistemologização teórico-
filosofia ale ã ju ho de I. Feue a h I ; e (6) o
etodológi a La ou a & Ma ti s, , p. -534).
te to Karl Marx – Friedrich Engels I. Feuerbach
F ag e to De ju ho a eados de julho de ,
ambos i teg a tes do li o A ideologia ale ã Ma &
Engels, 2007).

58
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

relações materiais estabelecidas em sua carne e osso; parte-se dos homens


dinâmica cotidiana, ou, nas palavras de Marx realmente ativos e, a partir de seu
& E gels , p. , [...] o que os processo de vida real, expõe-se
indivíduos são, portanto, depende das também o desenvolvimento dos
o dições ate iais de sua p odução . É po reflexos ideológicos e dos ecos desse
causa dessas relações que a sociedade, e o processo de vida.
homem individualmente em seu interior, Tal método parte dos dados empíricos
desenvolve-se e, pelo processo histórico pode apresentados na realidade de forma global e
ser superada por um novo modelo social que difusa, para, em seguida, desagregar esses
comporte um novo tipo de homem. Através dados e estabelecer diferentes relações, que
desse humanismo-materialista, o possibilitam verificar as múltiplas
materialismo histórico-dialético considera o determinações estabelecidas entre os dados
homem como o maior artesão da realidade, a singulares e os universais. O real concreto, por
qual se constitui a partir das relações que a conseguinte, só terá sentido quando a análise
humanidade estabelece entre si e entre a a ser realizada sobre ele identificar suas
natureza11. Por meio da crítica ao idealismo, o múltiplas determinações. Tal identificação
materialismo histórico-dialético afirma que o implica, segundo Marx (2015), realizar a
mundo não é fruto exclusivo do pensamento, viagem de volta: empírico/abstrato-
nem obra de um ser transcendental que, por abstrato/empírico:
bondade, intervém na realidade ou inspira o [...] do concreto representado
homem a agir sobre ela. Nas palavras de Marx [chegaria] a conceitos abstratos
(2007b, p. 94), seu método se configura [Abstrakta] cada vez mais finos, até
Totalmente ao contrário da filosofia que tivesse chegado às determinações
alemã, que desce do céu à terra, aqui mais simples. Daí teria de dar início à
se eleva da terra ao céu. Quer dizer, viagem de retorno até que finalmente
não se parte daquilo que os homens chegasse de novo [ao objeto
dizem, imaginam ou representam, analisado], mas desta vez não como a
tampouco dos homens pensados, representação caótica de um todo,
imaginados e representados para, a mas como uma rica totalidade de
partir daí, chegar aos homens de muitas determinações e relações.

11 Para a tradição marxista, trabalho humano [...] é de seu corpo, braços e pernas, cabeças e mãos, a fim de
um processo de que participam o homem e a natureza, apropriar-se dos recursos da natureza, imprimindo-lhes
processo em que o ser humano com sua própria ação, forma útil à vida humana. Atuando assim sobre a
impulsiona, regula e controla seu intercâmbio material natureza externa e modificando-a, ao mesmo tempo
com a natureza. Defronta-se com a natureza como uma odifi a sua p óp ia atu eza Ma , a, p. .
de suas forças. Põe em movimento as forças naturais

59
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

propõe três passos para se alcançar o


Por conseguinte, é importante conhecimento do objeto estudado de modo a
pontuar que os fatos sociais não são isolados, desvelar a realidade: (1) a tomada de
pois há uma relação dinâmica e dialética entre consciência das partes da totalidade a ser
o singular, o universal e o particular. Para conhecida, abstraindo-as do todo; (2) o
Martins (2006), o fenômeno revela, em sua conhecimento detalhado dessas partes pelo
expressão singular, o que é imediato; já em processo da análise; (3) a superação da visão
sua expressão universal, revela suas analítica, buscando conhecer as mediações
complexidades, suas conexões internas e a sua estabelecidas entre as partes, das partes com
totalidade histórico-social. Contudo, Martins o todo e desse para as partes, de modo a
(2006) infere que nenhum fenômeno se produzir uma síntese da realidade, que
expressa apenas de maneira singular ou reproduz no pensamento o concreto, o real,
universal. Ele se manifesta também em sua com todos os seus movimentos,
configuração particular, assumindo determinações e significações, tornando-se
especificidades de uma dada realidade. Desse um concreto pensado.
modo, é impossível construir qualquer Martins (2008, p. 137) explica esses
conhecimento objetivo sobre indivíduos ou três passos ao apontar que o conhecimento do
sobre a totalidade social sem a análise eal o o e p o essual e te, [...] passa pela
dialética dessas três dimensões do fenômeno abstração do que empiricamente se apresenta
(objeto de conhecimento). de forma desorganizada, avançando para a
Em diálogo com Martins (2006), análise das suas partes constituintes,
Oliveira (2005) destaca a importância de decompondo o todo caótico, até chegar à
caracterizar a relação singular-particular- sí tese [...] , ua do se olta o olha so e a
universal no âmbito da investigação científica, totalidade da realidade, mas tendo dela uma
afirmando tal relação como requisito para visão de suas articulações internas,
compreender o objeto em suas múltiplas contradições, determinações mais complexas
determinações e, acima de tudo, para a e mediações 12 produzidas, constituindo no
superação de falsas dicotomias (do tipo pensamento uma representação daquilo que
indivíduo-sociedade) presentes nas ciências é a realidade. Portanto, para se conhecer o
humanas. Nesse sentido, Martins (2008) real é preciso dar conta de todos os nexos que

12 Consideramos neste texto que a categoria mediação que constituem os fenômenos sociais, tendo como
refere-se às passagens e conexões entre a totalidade referência vínculos das partes entre si com o todo
social e os fenômenos singulares, cadeia de vínculos e social. Portanto, entendemos que a totalidade do
de determinações múltiplas. É porque o todo não é
real não se dá por relações diretas, mas mediadas
formado de coisas iguais que é necessário pensar
e recíprocas.
passagens entre diversos. Logo, não se trata de
encontrar um ponto médio, mas de investigar nexos

60
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

atravessam o fenômeno estudado, cercar o fundamentadas no materialismo histórico-


objeto de tal forma a compreendê-lo em sua dialético e que, de certo modo,
concretude, em seu movimento de gênese e sistematizaram modos coletivos de
de desenvolvimento em suas relações reais. investigação, os quais podem, em tese,
Além desses pressupostos, é contribuir para a conscientização e a
importante ressaltar que o materialismo transformação social de coletivos subjugados
histórico-dialético concebe o objeto do pela sociedade desigual em que vivemos.
conhecimento não como algo dado, estático,
somente limitado ao tempo presente em sua
Materialismo histórico-dialético e a pesquisa
análise, mas como um elemento dinâmico,
participante
caracterizado pela diacronia do tempo
Conforme explicitado, consideramos
histórico, o qual mantém múltiplas relações
que o pesquisador necessita apreender não
com o que está em torno do fenômeno
somente a aparência ou a forma dada do
estudado. Inserido em uma realidade
objeto, mas também a sua essência, a sua
dinâmica, o conhecimento não pode ser
estrutura e a sua dinâmica, pois, segundo
traduzido como resultado de um processo
Marx (1985), toda ciência seria supérflua se a
acabado, mas de um processo incorporado em
aparência e a essência das coisas coincidissem
uma realidade sempre mais rica do que a ideia
imediatamente. Logo, o pesquisador precisa
que construímos sobre ela, e que pressupõe
ser capaz de mobilizar conhecimentos, criticá-
não apenas interpretar o mundo de diferentes
los, revisá-los e colocar em movimento sua
maneiras, conforme teorias pós-modernas
criatividade e imaginação. De acordo com
defendem, mas também transformá-lo.
Marx (1968, p. 16), na investigação, o sujeito
Assim, o materialismo histórico-dialético
[...] te de apode a -se da matéria, em seus
constitui-se como uma abordagem teórica
pormenores, [...] analisar suas diferentes
imprescindível no trato metodológico-
formas de desenvolvimento e [...] perquirir a
investigativo, pois impulsiona o pesquisador a
o e ão ue h e t e elas .
analisar de modo aprofundado seu objeto de
Conforme Netto (2011), para a
pesquisa e a buscar, de modo coletivo,
realização de uma pesquisa pode-se recorrer a
transformar, mesmo que de forma sutil e
instrumentos (técnicas de pesquisa) variados,
processual, a realidade.
desde a análise documental até formas mais
A partir do que colocamos,
diversas de observação, recolha de dados,
apresentaremos na seção que seguinte os
quantificação. Netto (2011) aponta ainda que
pressupostos da pesquisa participante, pois
o próprio Marx recorreu a distintas técnicas
compreendemos que, dentre suas diferentes
em suas pesquisas, tais como são
técnicas de pesquisa, existem aquelas

61
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

caracterizadas na atualidade: análise interferências que incidem sobre ela e que


bibliográfica e documental, análise textual, podem redirecionar objetivos traçados em seu
análise de conteúdo, observação sistemática e processo de desenvolvimento.
participante, entrevistas, instrumentos Feita essa ressalva, compreendemos
quantitativos etc. que o materialismo histórico-dialético
Diferentes técnicas podem se influenciou a sistematização de alguns
constituir como meios para o pesquisador procedimentos de investigação, os quais
apode a -se da até ia , as ão de e se favoreceram a participação coletiva, dentre
identificados como método. Netto (2011) eles a pesquisa participante desenvolvida em
alerta que instrumentos similares podem, em vários países da América Latina. Faz-se
escala variada, servir a concepções necessário apontar a existência de vários tipos
metodológicas diferentes. Compete observar de pesquisa participante, que podem
que as ciências sociais desenvolveram ao apresentar aproximações ou distanciamentos
longo do tempo um enorme acervo de em relação ao materialismo histórico-
instrumentos (técnicas) de pesquisa, com dialético. De acordo com Brandão (2006), as
alcances diferenciados, cabendo a todo teorias e ações de estudiosos como Mahatma
pesquisador esforçar-se para conhecer esse Gandhi, Franz Fanon, Paulo Freire 13 , Camilo
acervo, apropriar-se dele e dominar a sua Torres, Gustavo Gutierrez, João Bosco Guedes
utilização. Pinto, Leonardo Boff e Orlando Fals Borda,
Nesse sentido, técnicas de pesquisas difundiram algumas propostas de participação
que se aproximam do materialismo histórico- popular como formas originais e
dialético e possibilitam a participação coletiva contestatórias, diante das diferentes
podem favorecer o desvelamento do real e, de propostas de desenvolvimento social
certo modo, contribuir para o seu processo de agenciadas pela Europa e pelos Estados
superação e transformação. Porém, é Unidos da América que, na maioria das vezes,
necessário ter em mente os limites de toda implementavam investigações ditas
investigação possui, pois são muitas as participantes, mas que, na verdade,

13 Dirleide Azambuja Pereira em sua tese de doutorado neste contexto, como o movimento que envolve uma
i titulada Fo tes filosófi as da pedagogia de Paulo discussão radical sobre classe social e alienação
Freire: a transformação social radical inspirada em Karl decorrentes do modelo social do capital, e que,
Ma o o ú leo si téti o , apo ta ue Paulo F ei e, obrigatoriamente, precisam ser superadas para a plena
ao construir a sua pedagogia, recebeu influências realização da emancipação humana. Assim, a pedagogia
diversas tais como da Fenomenologia, do freiriana, do mesmo modo que o marxismo, propõe
Existencialismo, do Cristianismo, da Teologia da uma práxis educativa radicalmente transformadora,
Libertação, da Hermenêutica, do Marxismo e do vinculada a um projeto educativo comprometido com a
Humanismo. Por meio da investigação desenvolvida de transformação social radical e com a superação do
matriz bibliográfica, a pesquisa conclui que a base sistema social capitalista, efetivando a emancipação
teórica da pedagogia freireana firma-se na ideia de humana.
transformação social radical na mesma perspectiva
desenvolvida na filosofia social marxiana, entendida,

62
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

funcionavam apenas como versões de antigas tendência. Quanto as origens da pesquisa


práticas sociais de vocação neocolonizadora. participante, ao menos no grupo que integrou,
Na América Latina, em fins da década B a dão , p. o side a ue [...] sua
de 1960, a pesquisa participante manteve-se fonte é marxista e, em vários documentos, ela
ligada a ideias e ações sociais de tendência apa e e o o u a a o dage dialéti a .
emancipatória. Ao mesmo tempo, tais Contudo, sabemos que, atualmente, essa
tendências fundamentavam e técnica investigativa vem sendo apropriada
instrumentalizavam a educação popular, a por vários pesquisadores, independente da
teologia da libertação e os movimentos sociais base epistemológica de suas propostas de
populares. Brandão (2006) aponta que a pesquisas.
pesquisa participante surgiu à margem das Muitas pesquisas participantes
universidades e de seu universo científico, desenvolvidas no Brasil na década de 1980
embora parte de seus principais teóricos e acompanharam o movimento de
praticantes provenha delas e nelas trabalhem. redemocratização desse país. A volta de Paulo
Paulatinamente, e com resistências, algumas Freire ao Brasil após o exílio, contribuiu para a
teorias e práticas da pesquisa participante organização de vários eventos relacionados à
ingressaram no mundo universitário latino- educação, como, por exemplo, a Conferência
americano por meio de estudantes e de Brasileira de Educação. Tais ações ampliaram
professores ativistas de causas sociais, os as discussões sobre métodos de pesquisa
chamados militantes da educação popular. participativos no campo da educação. Houve,
Para Brandão (2006, p. 08), a pesquisa nesse momento, a sistematização de
participante na América Latina buscava, em produções importantes: as obras de Carlos
sua origem, a transformação de ações sociais Brandão – Pesquisa participante (1984) e
populares por meio de uma elaboração repensando a pesquisa participante (1986); a
sistemática de conhecimentos pela via de tradução da obra de René Barbier – Pesquisa-
pes uisas so iais postas [...] a se iço de ação na instituição educativa (1985); e as
experiências coparticipadas de criação publicações de Michel Thiollent,
solidária de saberes, a partir do enlace entre principalmente, o livro Metodologia da
profissionais e/ou militantes agenciados e as pesquisa-ação (1985).
pessoas, g upos e o u idades popula es . O Segundo Fals Borda (1984, p. 43), a
autor ainda considera que a pesquisa pesquisa participante refere-se à pesquisa da
participante não se relaciona, em sua gênese, ação voltada às necessidades de populações
às totalizações complexas e holísticas dos ue [...] o p ee de ope ios,
paradigmas emergentes pós-modernos, camponeses, agricultores e índios – as classes
representados por autores seguidores dessa mais carentes nas estruturas sociais

63
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

contemporâneas – levando em conta suas procedimentais que necessitam ser seguidos


aspirações e potencialidades de conhecer e em pesquisas dessa natureza: (1)
agi . É o p o edi e to de pes uisa ue, ao compreender o espaço intelectual e técnico
invés de se preocupar somente com a do pesquisador, apresentando o seu
explicação dos fenômenos sociais depois de compromisso com a causa popular; (2) evitar
acontecerem, visa, por outro lado, favorecer a copiar tendências sem levar em conta o meio
aquisição de um conhecimento e de uma cultural em que a pesquisa está inserida; (3)
consciência que possibilitam a um ouvir as bases de forma organizada e sem
determinado grupo, assumir de forma crítica e arrogância intelectual; (4) sugerir o que será
autônoma seu papel de protagonista e ator investigado de modo participativo; (5)
social. promover o conhecimento teórico e
Para Freire (1984), essa seria uma metodológico contribuindo para a
alternativa de realizar pesquisa como ato de independência das lideranças na realização de
conhecimento, contando com pesquisadores outras pesquisas; (6) observar no campo
profissionais e grupos populares que, juntos, investigado as aplicações concretas dos
desvelariam a realidade concreta. Freire princípios da pesquisa, mantendo ação e
(1984) sugere alguns passos essenciais para se reflexão constantes no trabalho de campo; (7)
realizar pesquisas de cunho participativo: (1) utilizar técnicas de produção de dados que
analisar os estudos existentes sobre o tema; promovam o diálogo, rompendo com a
(2) delimitar a pesquisa; (3) visitar o campo a assimetria das relações sociais geralmente
ser investigado; (4) expor proposta de impostas por alguns pesquisadores; (8) ter em
pesquisa para a comunidade e lideranças; (5) mente que os problemas sociais
em caso de aceite, explicar detalhadamente a contemporâneos exigem, para explicação e
pesquisa; (6) reunir lideranças da comunidade solução, níveis complexos de análise que
parceira e demais representantes populares ultrapassam qualquer área especializada.
para dar encaminhamento à proposta; (7) Tanto os passos de Freire (1984)
apresentar, após as discussões, documento quanto os pressupostos de Fals Borda (1984)
com os problemas elencados; (8) convidar distanciam-se das perspectivas investigativas
especialistas para ajudar a compreender o que colocam em evidência relações
discurso popular; (9) organizar um pré-projeto dicotômicas e opressoras entre sujeito-objeto.
em colaboração com os grupos populares; (10) Sem deixar de incorporar os princípios
implementar o projeto; (11) realizar nova descritos, Pinto (2014), a partir de abordagem
pesquisa para análise do projeto. marxista e de estudos sobre pesquisas
Complementando tais pressupostos, participantes, alerta que é possível admitir ao
Falz Borda (1984) aponta princípios menos três níveis de investigação científica

64
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

sobre a realidade sociocultural: (1) Nível transformação social (Freire, 1984; Fals Borda,
descritivo: nesse primeiro nível procura-se 1984) e também devido à vinculação com a
captar a realidade sociocultural através das dialética marxiana (Pinto, 2014), as pesquisas
percepções, tanto dos pesquisadores, quanto de cunho participativo, a partir do viés
dos membros da comunidade. Cabem todas as empregado neste artigo, reafirmam-se como
técnicas para captar essa percepção: enquete, um procedimento investigativo que visa ao
dados de censos, registros, observação empoderamento dos participantes, dando-
participante, questionários e entrevistas. (2) lhes a oportunidade de ampliar suas
Nível analítico-redutivo: em um nível mais consciências de modo a agirem sobre o
profundo, o pesquisador procura analisar as mundo, desvelando-o a contrapelo. Contudo,
concepções da comunidade sobre a realidade. é necessário reafirmar que o esforço científico
Tal análise pressupõe a identificação dos para conhecer a realidade não se resume a
elementos constituintes dessa percepção, descrevê-la, mas também busca explicá-la
integrando temas fragmentários dentro de para poder transformá-la. Por conseguinte, a
uma totalidade. A redução significa recompor pesquisa participante intenta captar a
os elementos presentes na percepção realidade através das percepções dos
interligando-os a outros com a intenção de integrantes da investigação, mas não
explicá-los o o pa te de u a totalidade. Os determina que a pesquisa empreendida
problemas de uma comunidade, não são fatos termine nesse ponto. É necessário ir além das
que se explicam por si mesmos, mas como aparências ou da descrição dos fenômenos
efeitos de uma estrutura geral, que é para encontrar explicações, realizar a viagem
e ess io des e da Pi to, , p. .É de retorno, conforme apontou Marx (2015).
preciso, portanto, conhecer essa estrutura Essa indicação de retorno pode ser visualizada
geral, entendendo a estrutura básica da no artigo em tela por meio das proposições de
sociedade na qual se situa histórica e Pinto (2014), precursor da pesquisa
geograficamente a comunidade estudada. (3) participante no Brasil, ao apresentar o nível
Nível histórico-genético: como essa totalidade histórico-genético da investigação científica, e
apresentada sincronicamente é produto de também de Martins (2008), estudiosa das
um processo histórico, sua explicação exige o produções marxianas, ao propor o terceiro
desvendamento de suas origens históricas, ou passo relacionado com a superação da visão
seja, de sua dimensão diacrônica sem a qual se analítica para se alcançar o conhecimento do
perde o aspecto processual. objeto estudado.
Ao se aproximarem das prerrogativas Cabe repetir, então, que
do materialismo histórico-dialético devido, consideramos a realidade como histórica.
principalmente, ao foco que possuem na Nesse sentido, para explica-la é preciso revelar

65
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

sua dimensão diacrônica/sincrônica, no Mestrado Profissional em Ensino de


permitindo ver essa realidade como processo Humanidades do Instituto Federal Educação,
em desenvolvimento. Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes),
Brasil, discorreremos acerca da proposta de
I pli a ão so e te o he e 
 a curso de formação de professores realizada
aparência da prática social, mas,
pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre
sobretudo, apreender o que essa
prática social realmente é, Educação na Cidade e Humanidades
considerando esse ser em sua 14
(Gepech ), que integra o mestrado
processualidade histórica, ou seja, em
seu surgimento, desenvolvimento, mencionado. Sabemos que os estudos sobre a
estrutura atual e tendências futuras
cidade se constituem como temática
de transformação (tal qual delineado
por Marx ao longo de seu percurso relevante no campo da educação e,
teórico-metodológico, ao buscar
consequentemente, do ensino, pois podem
apreender seu objeto de análise para
além da aparência dos fenômenos que contribuir com a práxis do professor,
se manifestam empiricamente e são
ampliando sua compreensão sobre aspectos
captáveis fenomenicamente pela
nossa percepção). Implica não apenas históricos, políticos, sociais, culturais,
deter informações caóticas e precárias
filosóficos e econômicos referentes ao
dessa prática social, mas também
compreendê-la como síntese de desenvolvimento contraditório e dialético do
múltiplas relações e determinações
fenômeno urbano. O Gepech, formado por
numerosas (Lavoura & Martins, 2017,
p. 534). mestrandos e professores do Ifes, começou
suas atividades em março de 2016, momento
A partir dos pressupostos e relações
também do início do referido mestrado,
elencadas, na próxima seção apresentamos
visando alcançar os seguintes objetivos: 1)
proposta de pesquisa participante realizada
discutir relações entre a cidade e a educação a
no âmbito de um mestrado profissional.
partir de áreas do conhecimento ligadas às
humanidades; 2) planejar, executar e avaliar
Pesquisas desenvolvidas em um Mestrado
formações de professores da educação básica
Profissional na Área de Ensino de
que contribuam com reflexões sobre os
Humanidades
espaços da cidade; bem como 3) sistematizar
Com o objetivo de exemplificar uma
materiais educativos que discutam e
possibilidade de diálogo entre o materialismo
apresentem propostas contra-hegemônicas
histórico-dialético e as pesquisas
de se conhecer, em especial, as cidades do
participantes, em especial aquelas realizadas
Estado do Espírito Santo. Como forma de

14Os dados referentes às ações, aos cursos, textos e


integrantes do Gepech podem ser acessados em
https://gepech.wordpress.com/integrantes-2/.

66
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

atingir o primeiro objetivo do Gepech, a partir horas de atividades, distribuídas em encontros


de alinhamento teórico com autores inseridos de estudos presenciais, atividades não
no materialismo histórico-dialético, o grupo presenciais por intermédio da Plataforma
participou de atividades que buscaram Moodle, visitas mediadas a espaços da cidade
ampliar o conhecimento dos participantes: de Vitória e, ao final do curso, apresentação de
visitas a espaços educativos da cidade, relatos de experiências de atividades
palestras/entrevistas com estudiosos da área pedagógicas implementadas nas escolas a
e discussões sobre textos teóricos de base partir dos estudos realizados. Durante o
marxiana. curso, os professores participantes discutiram
Para atender ao segundo objetivo, o e avaliaram três materiais educativos
grupo sistematizou uma série de formações de produzidos pelos mestrandos e seus
professores de acordo com os objetivos das espe ti os o ie tado es, a sa e : Edu ação
pesquisas desenvolvidas pelos mestrandos. na cidade: o processo de modernização da
Relataremos neste artigo o curso de formação idade de Vitó ia e de ate ; Pa ue
de professo es i titulado Edu ação a Moscoso 15 : espaço-memória da cidade de
Cidade: estudos sobre o processo de Vitó ia e O e to o da Vale16 na perspectiva
ode ização de Vitó ia , ue i teg a a da Edu ação a Cidade . Esses ate iais
pesquisa de três mestrandos do Gepech, os foram elaborados a partir dos pressupostos do
quais, por afinidade temática, propuseram-se materialismo histórico-dialético e buscaram
a realizar um único curso de formação de apresentar o processo de modernização da
professores com diferentes abordagens sobre cidade de Vitória, revelando aspectos
o tema central. O curso teve como público- contraditórios e sugerindo roteiros de visita à
alvo professores dos anos finais do ensino cidade que colocaram em discussão tais
fundamental e do ensino médio, licenciados aspectos. Como modo de avaliar os materiais
nas áreas de Arte, Filosofia, Geografia, História educativos produzidos, realizamos ação
e Sociologia, e em exercício em sala de aula na compartilhada com os professores
rede pública de ensino no ano de 2017. Foi participantes estimulando-os a refletirem
realizado na modalidade semipresencial no sobre as potencialidades de tais materiais
período de 16-05-2017 a 04-07-2017, com 60 quanto aos seus aspectos pedagógicos,

15 O Parque Moscoso foi inaugurado em 1912 e é um um importante rio destinado ao abastecimento de água
parque urbano característico da cidade de Vitória. nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. No
16 A Companhia Vale do Rio Doce foi criada em 1942 Espírito Santo, a Vale está sediada na orla da Praia de
como empresa estatal. Atualmente, é uma Camburi, em Vitória, e é responsável pela emissão de
multinacional e uma das maiores produtoras de minério excessivos poluentes no ar da região chamada de
de ferro do mundo. Em 2015, a empresa Samarco, Grande Vitória, que abarca vários municípios do estado
controlada pela BHP Billiton (mineradora australiana) e do Espírito Santo.
pela Vale, foi agente do crime ambiental que destruiu

67
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

formais, críticos e comunicacionais. Esse envolvidos. Para tanto, recorremos a vídeo-


processo visou alcançar o terceiro objetivo do gravações, fotografias, rodas de conversas,
Gepech referente à sistematização coletiva de produção de textos escritos e relatos de
materiais educativos. experiência como modo de registrar e, na
Além de procurarmos abarcar os sequência, analisar os diálogos estabelecidos
pressupostos da pesquisa participante nos entre os participantes e os estudos teóricos
encontros e atividades do Gepech, buscamos mediados.
também, com relação ao curso de formação Cabe novamente reforçar que os
de professores, assegurar que tais mestrandos organizadores do curso de
pressupostos fossem contemplados. formação de professores encontram-se
Planejamos, executamos e avaliamos de desenvolvendo pesquisa no Mestrado em
forma conjunta os momentos do curso de Ensino de Humanidades, o qual visa, por meio
formação de professores, dando do materialismo histórico-dialético, refletir, a
oportunidade a todos de acompanharem e partir de enfoques geográficos, ambientais,
atuarem na implementação da proposta. culturais e históricos sobre a cidade de Vitória,
Durante o curso de formação de professores e promover novos modos de conhecer o
objetivamos estimular discussões sobre o fenômeno estudado revelando seus aspectos
processo de modernização da cidade de contraditórios e históricos. Desse modo,
Vitória, de forma a desvelar as contradições compreendemos que o curso de formação de
que não poderiam ser percebidas sem o professores constitui-se não só como objetivo
entendimento das categorias principais do do Gepech, mas também integra os objetivos
materialismo histórico-dialético e também do das pesquisas realizadas pelos mestrandos, ao
método de modo geral. estimular a análise os dados produzidos,
Propusemos, por conseguinte, o relacionando-os à base teórica e
conhecimento da história da cidade de Vitória sistematizando sínteses acerca do percurso
a partir de um viés contra-hegemônico. Para investigativo, de modo a, por meio da
avaliar o curso, buscamos ouvir os pesquisa, compreender cada objeto de modo
participantes e a cada etapa refletimos sobre enriquecido.
nossas ações, reorganizando os caminhos Além disso, consideramos que tanto o
trilhados e definindo novas rotas a partir das curso quanto o material educativo
experiências vivenciadas. Utilizamos técnicas disponibilizado estimularam os professores
de produção de dados que estimulassem o participantes a assumirem, de forma crítica e
diálogo entre os professores participantes e os autônoma, funções de protagonismo e autoria
organizadores do curso, com vistas a social, fato que ficou destacado nos relatos de
evidenciar o conhecimento de todos os experiência desses profissionais no final do

68
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

curso. Os relatos e demais registros indicam científica é um verdadeiro processo de


enriquecimento do pensamento do
mudanças nos modos de compreensão dos
sujeito investigador, que se confronta
sujeitos, proporcionando uma nova qualidade com o objeto investigado em um
processo de sucessivas aproximações,
de pensamento, com projeções para ações
visto que as determinações não estão
futuras no âmbito do ensino. Da mesma isoladas entre si. Elas estão articuladas
dentro da totalidade do objeto, num
maneira, reconhecemos que, como
verdadeiro sistema de mediações.
organizadores do curso e coordenadores do Conhecer o objeto é alcançar suas
múltiplas determinações e relações
Gepech, ampliamos nosso conhecimento
numerosas.
sobre o espaço urbano, aprimoramos nossos
modos de convivência com o outro, ao Consideramos que as ações
potencializarmos, cada vez mais, as interações empreendidas pelo Gepech, sobretudo o
com vistas à apropriação do conhecimento, curso que relatamos, foram modos de
além de visualizarmos mudanças necessárias favorecerem aproximações com a realidade
para cursos posteriores. Sabemos que essas escolar e, sobretudo, promoveram o diálogo
iniciativas se constituíram como um modo de com professores da educação básica. Porém,
nos aproximarmos do real, sobretudo dos tais ações exigem continuidade para que tanto
professores e, por conseguinte, da Escola. pesquisadores quanto os professores
Contudo, conforme aponta Pinto (2014), participantes possam alcançar níveis mais
Martins (2008) e Lavoura (2017) cabe aprofundados e abstratos de compreensão
empreendermos mais esforços para ampliar dos processos de modernização da cidade de
análises na busca pela ampliação dos graus de Vitória e suas relações com o campo
abstração do pensamento com objetivo de educativo. Nesse sentido, esperamos que a
chegar a unidades de análise mais tênues e de partir das pesquisas empreendidas no Gepech
encontrar as determinações dos objetos possamos realizar sínteses sobre o
investigados. Nesse sentido, concordamos conhecimento apropriado, voltando nossos
com Lavoura & Martins (2017, p. 266) quando olhares para a cidade com uma visão
apontam: articulada, reveladora de suas contradições,
Ocorre que as categorias de análise das mediações que se estabelecem e que
que expressam as determinações do
veiculam o espaço urbano aos ditames do
objeto não estão reveladas na
imediatez factual do mesmo. É preciso capital.
arrancá-las, extraí-las do objeto, pois
são constitutivas dele. E somente
podem ser alcançadas e reproduzidas
em pensamento por meio do processo
de abstração analítica do investigador,
alcançando as categorias e os
conceitos. Como se vê, a investigação

69
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

Considerações Finais emancipadores e reveladores dos


mecanismos opressores adotados pela classe
Como apontamos, o objetivo deste dominante com vistas a instigar a participação
artigo foi apresentar pressupostos do coletiva no processo de construção de uma
materialismo histórico-dialético, sociedade igualitária.
estabelecendo diálogo entre esse método, a Destarte, entendemos que a pesquisa
pesquisa participante e as investigações participante, em especial a sistematizada por
realizadas no Gepech. Comentamos as militantes latino-americanos da educação
especificidades dos mestrados profissionais popular, aproxima-se das prerrogativas do
no Brasil e reafirmamos a importância de materialismo histórico-dialético devido ao
contribuirmos para a indissociabilidade entre foco na transformação social e coletiva, à
teoria e prática nesse tipo de mestrado. vinculação com a dialética marxiana e ao
Elencamos também ações do Gepech como estímulo ao empoderamento dos
forma de exemplificarmos algumas atividades participantes. Constitui-se, portanto, como
de pesquisa realizadas a partir do um ponto de partida para apreensão imediata
materialismo histórico-dialético e da pesquisa do objeto investigado, a qual necessita estar
participante. relacionada a um método que permita ao
Inferimos que a pesquisa participante pesquisador desvelar a aparência do objeto
sistematizada por militantes latino- investigado, apreendendo o seu movimento,
americanos da educação popular, sob a luz do encontrando suas múltiplas determinações
materialismo histórico-dialético, pode se por meio da análise histórico-dialética da
constituir como um procedimento contra- realidade e alcançando sínteses que retomam,
hegemônico, uma técnica investigativa que em outra dimensão, o objeto investigado.
potencializa pesquisadores e demais Faz-se necessário que o pesquisador
participantes a ampliarem suas consciências, vá além do dado imediato e se desloque da
visando à transformação social. empiria à concretude real do objeto de
Entendemos que desvelar as pesquisa, descobrindo traços essenciais que
condições de reprodução social impostas pelo se revelam por meio das categorias analíticas,
capital incide na ampliação do olhar dos as quais são expressão das determinações do
participantes da pesquisa, estimulando a objeto. Durante a investigação, cabe
compreensão de sua classe social, de seus compreender o objeto de pesquisa como
direitos e de suas potencialidades. expressão de um processo que ocorre nas
Vislumbramos que pesquisas na área da reiteradas aproximações com o real, e que
educação e do ensino possam favorecer a está orientado, conforme sugere Marx (2015),
sistematização de processos educativos a alcançar não mais as representações

70
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

caóticas de um todo, mas a rica totalidade de


muitas determinações e relações.

Referências

Barros, E. C., Valentim, M. C., & Melo, M. A. A. (2005). O debate sobre o mestrado profissional
na Capes: trajetória e definições. Revista Brasileira de Pós-graduação, 2, 124-138.
Acedido junho 7, 2016, em http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.
php/rbpg/article/view/84/80.

Brandão, C. R. (2006). A pesquisa participante e a participação da pesquisa: um olhar entre


tempos e espaços a partir da América Latina. In Brandão, C.R. & Streck, D.R.
(Eds), Pesquisa participante: a partilha do saber. Aparecida: Ideias e Letras.

Leite, P. S. C. (2017). Contribuições do materialismo histórico-dialético para as pesquisas em


Mestrados Profissionais na área de ensino de humanidades. Atas CIAIQ 2017 -
Investigação qualitativa em educação, 1, 847-856. Acedido fevereiro 16, 2018, em
http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2017/article/view/1405/1362.

Della Fonte. S. S. (2010). Filosofia da edu ação e age da pós-moderna. In Duarte N. & Della
Fonte S. S. (Eds), Arte, conhecimento e paixão na formação humana: sete ensaios de
pedagogia histórico-crítica. São Paulo: Autores Associados.

Fals Borda, O. (1984). Aspectos teóricos da pesquisa participante: considerações sobre o


significado e o papel da ciência na participação popular. In C. R. Brandão (Ed), Pesquisa
participante. São Paulo: Brasiliense.

Freire, P. (1984). Criando métodos de pesquisa alternativa: aprendendo a fazê-la melhor através
da ação. In C. R. Brandão (Ed.), Pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense.

Lavoura, T. N. (2017). Materialismo histórico-dialético: contributos para a investigação


qualitativa em educação. Atas CIAIQ 2017 - Investigação qualitativa em educação, 1,
263-267. Acedido julho 19, 2017, em
http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2017/article/view/1342/1300.

Lavoura T.N. & Martins L.M. (2017). A dialética do ensino e da aprendizagem na atividade
pedagógica histórico-crítica. Revista Interface (Botucatu), 21(62), 531-41. Acedido julho
20, 2017, em http://www.scielo.br/pdf/icse/v21n62/1807-5762-icse-1807-
576220160917.pdf.

Martins, L. M. (2006). As aparências enganam: divergências entre o materialismo histórico


dialético e as abordagens qualitativas de pesquisa. Reunião anual da Anped, 29, 01-17.
Acedido maio 3, 2017, em: http://29reuniao.anped.org.br/trabalhos/trabalho/GT17-
2042--Int.pdf.

Martins, M. F. (2008). Marx, Gramsci e o conhecimento: ruptura ou continuidade? São Paulo:


Autores Associados.

Marx, K. (2004a). Manuscritos e o i o-filos fi os. São Paulo: Boite po.

71
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

Marx, K. (2004). O capital: íti a da e o o ia políti a: li o . Rio de Ja ei o: Ci ilização


Brasileira, 2004.

Marx, K. (2015). O método da Economia Política. In K. Marx. Grundrisse: manuscritos


econômicos de 1857 - 1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo:
Boitempo. Editorial.

Marx, K. (2008). Prefácio. In K. Marx. Contribuição à crítica da Economia Política. São Paulo:
Expressão Popular.

Marx, K. (2013a). Prefácio à primeira edição. In K. Marx. O Capital: Crítica da Economia Política,
livro I: O processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo Editorial.

Marx, K. (2013b). Posfácio da 2ª Edição Alemã (1873). In K. Marx. O Capital: Crítica da Economia
Política, livro I: O processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo Editorial.

Marx, K. & Engels, F. (2007a). I. Feuerbach (Introdução) 1. A ideologia em geral, em especial a


filosofia alemã (junho de 1846) I. Feuerbach. In K. Marx & F. Engels. A ideologia alemã:
crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e
Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845 - 1846). São Paulo:
Boitempo Editorial.

Marx, K. & Engels, F. (2007b). I. Feuerbach Fragmento 2 (De junho a meados de julho de 1846).
In K. Marx & F. Engels. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus
representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus
diferentes profetas (1845 - 1846). São Paulo: Boitempo Editorial.

Marx, K. & Engels, F. (2007). A ideologia Alemã. São Paulo: Boite po.

Melo, K. V. A.
(2002). Origem e institucionalização da pós-graduação stricto sensu profissional:


um estudo de casos. Dissertação de Mestrado, Departamento de Administração -
Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Netto, J.P. (2011). Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular.

Netto, J. P. (2009) Introdução ao método na teoria Social. In Serviço Social: direitos sociais e
competências profissionais. Brasília: CFESS/Abepss.

Ostermann, F. & Rezende, F. (2009). Projetos de desenvolvimento e de pesquisa na área de


ensino de ciências e matemática: uma reflexão sobre os mestrados profissionais.
Caderno Brasileiro de Ensino de Física, 26, 66-80. Acedido junho 7, 2016, em
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2009v26n1p66.

Pereira, D. A. (2015). Fo tes filos fi as da pedagogia de Paulo F ei e: a t a sfo ação so ial


adi al i spi ada e Ka l Ma o o ú leo si téti o. Tese de doutorado,
Departamento de Educação - Universidade Federal de Pelotas, Brasil. Acedido julho 20,
2017, em
http://repositorio.ufpel.edu.br/bitstream/prefix/2950/1/Dirlei%20de%20Azambuja%2
0Pereira_Tese.pdf.

Pinto, J. B. G. (2014). Metodologia, teoria do conhecimento e pesquisa-ação: textos selecionados

72
Revista Anhanguera. Ano 18. no. 1, jan./abr. 2018. Pesquisa Qualitativa. – ISSN 1519-423X

e apresentados. Belém: UFPA, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas.

Vázquez, A. S. (1968). Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

73