Vous êtes sur la page 1sur 23

ENSINO MÉDIO

1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

FUNÇÃO LOGARÍTMICA: DESCOBRINDO LOGARÍTMO


V
ocê já ouviu falar em logaritmo? Pois é, o assunto deste módulo é uma das
grandes invenções do século XVII: logaritmos.

LOGARÍTMO: Composição das palavras gregas LOGOS (relação) e


ARITHMOS (números), portanto, significa RELAÇÃO ENTRE
NÚMEROS.

Entre os séculos XIV e XVII, Os logaritmos servem para


houve na Europa Ocidental um reduzir o grau de dificuldade das
grande progresso nas ciências, operações matemáticas,
artes e filosofia. transformando:
O desenvolvimento na área i) Multiplicação em adição;
financeira, na engenharia e, ii) Divisão em subtração;
principalmente, na astronomia, iii) Potenciação em multiplicação.
fez com que os cálculos Mas vamos primeiro descobrir o
matemáticos se tornassem que é logaritmo.
longos e trabalhosos. Era preciso Você sabe que:
desenvolver uma forma de i)Se 23 = , então = 2.2.2 = 8
simplificá-los. (descobrimos o resultado de
No final do século XVI, John uma potenciação);
Napier (1550 – 1617) criou um
1
3
ii) Se = 8 , então = 2, pois
método que, aperfeiçoado por
23 = 8 (descobrimos a base de
Henry Briggs (1561 – 1630),
2

uma potenciação).
mostrou-se tão eficiente que
E se perguntarmos: Quanto vale
logo foi adotado por aqueles que
utilizavam à matemática em o na expressão 2 = 8?

suas profissões e pesquisas.


Estavam criados os logaritmos.

1
Matemático escocês
2
Matemático Suíço (ou Jobst Bürgi)

1
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

ATENÇÃO:

* log2 8 = , se ( -2) = 8. N�
o existe.
* log08 = , se 0 = 8. N�
o existe.
* log18 = , se 1 = 8. N�
o existe.
A base do
logaritmo deve ser positiva e diferente de 1.

* log3 - 27 = , se 3 = -27. N�
o existe.
* log4 0 = , se 4 = 0. N�
o existe.
1ª PROPRIEDADE:
LOGARÍTMO DO PRODUTO

Já sabemos que:

* 23 = 8
3 é o logaritmo de 8 na base 2 ou log 28 =
3.

* 24 = 16

4 é o logaritmo de 16 na base 2 ou log 216


= 4.

Observe que:

8.16 = 23.24 � 8.16 = 23+ 4

Usando a notação dos logaritmos:

log2( 8.16) = {3 + 4
{
log2 8 log2 16

log2( 8.16) = log2 8 + log2 16

2
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Verifique:

log2(8.16) = 3 + 4
log2 128 = 7 , pois 27 = 128.
Vejamos outros exemplos:

log 1000000 =
log 1000000 = log(100.10000)
* log 100 = 2, pois 102 = 100
* log 10000 = 4, pois 104 = 10000
Logo :
log 1000000 = 2 + 4
log 1000000 = 6, pois 106 = 1000000.

GENERALIZANDO:

O logaritmo de um produto numa determinada base pode ser


transformado em soma dos logaritmos dos fatores nessa mesma
base.

2ª PROPRIEDADE
LOGARITMO DO QUOCIENTE

Sabemos que:
* 24 = 16, 4 �o logaritmo de 16 na base 2 ou log2 16 = 4.
* 26 = 64, 6 �o logaritmo de 64 na base 2 ou log2 64 = 6.
Observe que:
64 26 64
= 4 � = 26-4
16 2 16

Usando a notação dos logaritmos:


64 �
log2 �
� �= 6 { - 4
�16 � log2 64 log{2 16
64
=4
16
64 �
log2 �
� �= log2 64 - log2 16
�16 �
Verifique :
log2 4 = 2, pois 22 = 4

3
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Vejamos outros exemplos:

1000 �
log �
� �= log 1000 - log 100
�100 �
1000 �
log �
� �= 3 - 2
�100 �
1000 �
log �
� �= 1
�100 �

log 1000 = 3 � 103 = 1000


log100 = 2 � 102 = 100
Vamos conferir:
1000
Log 10 = 1, pois 101 = � = 10 10
100
O logaritmo do quociente numa determinada base é igual à diferença
entre o logaritmo do dividendo e o logaritmo do divisor nessa mesma
base.

3ª PROPRIEDADE
LOGARITMO DA POTÊNCIA

Sabemos que:
* 24 = 2.2.2.2
Usando a notação dos logaritmos, em qualquer base:
log2 24 = log2(2.2.2.2)

Aplicando a propriedade: Logaritmo do produto.

log2 24 = log2 2 + log2 2 + log2 2 + log2 2


1 4 4 4 4 42 4 4 4 4 43
4 parcelas

log2 24 = 4.log2 2�

log2 24 = 4.1 �log2 2 = 1, pois 2 = 2
1


log2 24 = 4 �
Vejamos outro log5 625 = 2.log5 625
2

exemplo:
�5 = (5 )
8 4 2

Como log5 625 = 4, pois 5 = 625, ent�
4
o� 8
�5 = 625
2

log5 625 2 = 2.4


log5 625 2 = 8, pois 5 8 = 625 2

GENERALIZANDO: logc b = n .logc b


n

4
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Agora que você já conhece a definição de logaritmo e suas


propriedades, você pode fazer cálculos logarítmicos de modos
diferentes.

Vamos resolver log3 81,


decompondo 81 em fatores primos: 81 = 3 4, portanto, aplicando a
definição de logaritmo, temos:

log2 34 = x � 3x = 34 � x = 4 ou log3 81 = 4.

Outro modo seria aplicar as propriedades operatórias dos logaritmos:

i) Logaritmo de uma potência:


log3 81 = log3 34
log3 81 = 4.log3 3
log3 81 = 4
ii) Logaritmo de um produto:
log3 81 = log3(3.27)
log3 81 = l og3 3 + log3 27
log3 81 = 1 + 3
log3 81 = 4

log3 27 = 3 � 33 = 27

Você observou que podemos resolver logaritmos de modos


diferentes, mas o resultado é o mesmo.

5
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

1
Na atividade a seguir, resolva os logaritmos no mínimo de dois
modos diferentes (usando a definição e as propriedades
operatórias).
Registre em seu caderno.
a) log3 243(Dica : substitua 243 por 27.9)

� �5 8 = (5 4 )2
625 ��
b) log5 � ��
�125 ��5 8 = 625 2
c) log2 47
d ) log2 256 ( substitua 256 por 32.8).

APLICAÇÕES DO LOGARÍTMOS NAS CIÊNCIAS

Os logaritmos são usados em Física, Química, Biologia, Economia


Estatística e em muitas outras áreas. Veremos agora a sua aplicação
em algumas ciências.

1 – LOGARÍTMO NA FÍSICA.

V
ocê já ouviu falar em
DECIBÉIS3 (dB)? É a
unidade que mede a
intensidade sonora. Observe como,
ao movermos o controle do volume
de um aparelho sonoro, seja da TV
ou do rádio, percebemos uma
variação muito rápida da
intensidade do som emitido pelo
aparelho.
Isso ocorre porque a sensação
sonora (e outras sensações), para cada ouvinte, é proporcional ao
logaritmo da intensidade sonora.

O NIS (Nível de Intensidade Sonora) é medido em decibéis:


IS
NIS = 10.log .
IR

IS é a intensidade sonora, e IR é o índice unitário (em watts por cm2).

Para calcular o nível de intensidade sonora em


danceterias, usamos logaritmos.

EXEMPLO:

3
Na Física e nas aplicações práticas da Acústica (ciência que estuda os fenômenos sonoros), costuma-se medir a
intensidade do som em uma unidade denominada 1 bel (em homenagem ao cientista americano A. Graham Bell,
inventor do telefone). O submúltiplo dessa unidade é 1 decibel = 1 dB = 0,1 bel, usado mais freqüentemente na prática.

6
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

N
uma danceteria há três aparelhos de som iguais (mesma
potência). Quando um dos aparelhos foi ligado no máximo,
mediu-se o NIS, que era de 60 dB (decibéis). Vamos determinar
o número de decibéis obtido no caso de os três aparelhos serem
ligados na potência máxima.
Nossa primeira reação seria imaginar que o NIS é igual a 180 dB, pelo
fato de termos triplicado a intensidade sonora ao ligarmos os três
aparelhos. Mas isso não é verdade.
Resolução:
IS
Vamos chamar de x, e calcular o nível de intensidade sonora
IR
(NIS), em decibéis, quando apenas um aparelho estiver ligado. Então:
NIS = 10. log x = 60.
Ligando-se os três aparelhos juntos, na potência máxima, a
intensidade sonora triplicou, ou seja, ficou 3x. Então: NIS = 10 . log
3x.
(Aplicando a propriedade do produto) � NIS = 10.(log3 + log x)
(Aplicando a propriedade distributiva) � NIS = 10.log3 + 10.log x

Como log3 = 0,477 e 10.log x = 60


NIS = 10.0,477 + 60
NIS = 4, 77 + 60 � NIS = 64, 77dB.
Observe que, triplicando a intensidade sonora, o NIS aumentou pouco
mais de 4 dB.

2 – LOGARÍTMO NA BIOLOGIA:

Num laboratório de biologia, um aluno


observando uma cultura de bactérias, fez
a tabela a

Seguir:

Sabendo que o crescimento dessa cultura


obedece à lei: Q( t ) = Q0.e
k.t

Onde:

Q é a quantidade de bactérias em
qualquer instante;

7
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO


Q0 é a quantidade de bactérias no instante t = 0 (início)

e4 é um valor constante, aproximadamente igual a 2,71828 (o
número e é a base dos logaritmos NEPERIANOS5);

k é uma constante que varia de acordo com a bactéria;

t é um instante qualquer.

RESOLUÇÃO:
Primeiro calculamos o valor de
k. De acordo com a tabela,
temos: 2 323 = 2000.2, 71828 .
k.5
Q = 2000.2, 718280,03.15
Usamos o fato: Se b = c, então logQ = log( 2000.2, 718280,45 )
logb = logc. logQ = log2000 + 0,45.log2, 71828
Aplicando logaritmo nos dois
lados da igualdade: logQ = 3,3013 + 0,1954
log2 323 = log( 2000.2, 71828k.5 ) logQ = 3,4964
. Q = 103 ,4964
Usando as propriedades: Essa é a operação inversa do
log2 323 = (log2000 + log2, 71828k.5 ) logaritmo, portanto,
log2 323 = log2000 + k.5.log2, 71828 digitaremos o número 3,4964 e,
em seguida, pressionamos as
Na calculadora: teclas INV e log.
3,3660 = 3,3010 + k . 5 .
Obteremos Q @ 3136.
0,4342.
Observe que o tempo triplicou
Isolando k:
3,3660 - 3,3010 de 5 para 15 minutos, mas o
k= número de bactérias aumentou
5.0,4342 somente 35%.
k = 0,03 Veja:
Vamos fazer uma estimativa do 3 136 – 2 323 = 813, e 813
número de bactérias quando o corresponde a 35% de 2 323.
tempo for 15 minutos. Confira!
3 – LOGARÍTMO NA QUÍMICA:

Muitas reações químicas são processadas em


meio líquido e dependem fortemente das
condições de acidez ou alcalinidade do meio.
Para expressar a acidez (ou a alcalinidade) de
uma solução, usa-se uma escala que recebe o
nome de escala de pH. Essa escala, baseada
na concentração de íons de hidrogênio, é
definida por:
H+�
pH = - log�
� �.

4
O número e: Entre tantos números fascinantes, temos o número e, base dos logaritmos neperianos, também
chamados de logaritmos naturais. Quem o designou foi o matemático suíço Leonhard Euler (1707 – 1782), que provou
x
� 1 �quando
ser esse número o limite de 1+ �
� x cresce infinitamente. O valor aproximado de e (com 9 casas
� x�
decimais), pode ser memorizado facilmente, quando usamos um artifício: e = 2,7 1828 1828....
5
4 idem pg. 01

8
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Todo meio ácido tem pH < 7, e todo meio alcalino, pH >7. A escala
de pH estende-se de um mínimo de 0 a um máximo de 14. O
termo de comparação é a água pura, cujo pH = 7.

AUMENTANDO SEU
CONHECIMENTO:

O pH do suco gástrico
humano está no intervalo de 1,8 a 2,2 (ácido).

O pH intestinal está no intervalo de 8 a 9 (alcalino).

O pH da água da piscina deve ser controlado para ficar
levemente ácido, próximo de 7.

EXEMPLO:

A Concentração de hidrogênio de uma solução é [H +] = 1,0 . 10-8,2.


Essa solução é ácida ou básica?
Vamos calcular se pH:
pH = - log [H+]
pH = - (log 1,0 . 10-8,2)
pH = - (log 1,0 + log 10-8,2)
Como log 1,0 = 0:
pH = -(0 – 8,2 . log 10)
pH = 8,2 . log 10
Como log 10 = 1,
pH = 8,2 � pH > 7 . A solução é alcalina ou básica.

3 – LOGARÍTMO NA ECONOMIA:

Uma das aplicações mais importantes de


logaritmo está relacionada a juros
composto.
Um capital rende juros composto quando,
depois de cada período prefixado do
investimento, os juros são somados ao
montante do período anterior:

MONTANTE = CAPITAL + JUROS

Vejamos um exemplo a
seguir:

Um capital de R$ 1 000,00 rende juros composto de 3,8% ao mês.

9
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

1ª SOLUÇÃO:

Como a taxa de juros é mensal, ao final de cada mês do


investimento, os juros serão adicionados ao capital.
Vamos calcular o montante ao final de 3 meses.

MONTANTE = CAPITAL + JUROS


MONTANTE = CAPITAL + CAPITAL . TAXA . TEMPO

Após 1 mês:
M1 = 1 000 + 1 000 . 0,038 . 1
M1 = 1 038,00

Após 2 meses:
M2 = M1 + juros
M2 = 1 038 + 1 038 . 0,038 . 1
M2 = 1 077,44

Após 3 meses:
M3 = M2 + juros
M3 = 1 077,44 + 1 077,44 . 0,038 . 1
M3 = 1 118,38

O montante após 3 meses é de R$ 1.118,38.

Você já pensou que trabalho teria para calcular o montante ao final


de um ano?
É aí que entra o logaritmo, para facilitar nossa tarefa. Vejamos:

2ª SOLUÇÃO:
Inicialmente, vamos calcular o fator de acréscimo mensal:
100% + 3,8% = 103,8% = 1,038 = ( 1+ 0,038)
{ 123
corresponde corresponde �
ao taxa de
capital juros

Isso significa que todo mês o capital anterior será multiplicado pelo
fator de acréscimo (1,038).

Após 1 mês:

M1 = 1 000 . 1,038

M1 = 1038
Após 2 meses:

M2 = M1 . 1,038 _____ M = 1 000 . 1,038 . 1,038

M2 = 1 000 . (1,038)2

M2 = 1077,44.

Após 3 meses:

M3 = M2 . 1,038

M3 = 1 000 . (1,038)2 . 1,038

10
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO


M3 = 1 000 . (1,038)3.

M3 = 1 118,38.

Comparando os montantes da 1ª solução com os da 2ª solução, você


nota que os resultados são iguais. Agora, podemos generalizar o
cálculo de juros compostos para n meses.

M = capital.( 1 + 0,038)n
Vamos calcular o montante Log M = log
ao final de 1 ano: 1 000 + 12 . log 1,038
N = 12 meses Log M = 3 + 12 . 0,01619
M = 1 000 . (1,038)12 Log M = 3,19436
Já pensou ter de calcular M = 103,19436
1,03812? Para simplificar esse
cálculo, usaremos os Operação inversa do logaritmo:
logaritmos: Digamos 3,19436, e, em
seguida, pressionamos INV e
Log M = log(1 000 . (1,038)12) log.
M = 1 564,47
Aplicando as propriedades de Ao final de um ano, o montante
logaritmo, temos: será R$ 1.564,47.
-------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------

3 – LOGARÍTMO NA
ESTATÍSTICA:

Os técnicos do IBGE6
costumam fazer
estimativas para calcular,
aproximadamente, a
população do país, de
Estados e de cidades,
prevendo o crescimento
populacional.
Com base nos dados a
seguir, vamos calcular
qual era a população
aproximada do Brasil no
ano de 1991.

RESOLUÇÃO:

P = população em 1996 = 157


079 573 habitantes
P0 = população em 1991

6
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

11
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

100% + 1,38% = 101,38% = 1,0138 (fator de crescimento)


t = período de tempo = 96 – 91 = 5
anos. P = P0.1,0138t
Então: 157079573 = P0.1,0138 5
log157079573 = log( P0.1,0138 5 )
log157079573 = logP0 + 5 log.1,0138)
7 ,19612 = logP0 + 0,02976
7 ,19612 - 0,02976 = logP0
7 ,16636 = logP0
P0 = 10 7 ,16636

12
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Operação inversa do logaritmo: digite 7,16636 e então pressione INV


e em seguida log.
P0 = 146.676.320
Logo, a população brasileira, no ano de 1991, era de
aproximadamente 146.676.320.

EXERCÍCIOS GERAIS:

1 Numa pista de aeroporto, um avião a jato está com as turbinas


ligadas. Medindo-se o NIS, obteve-se 120 dB.
a) Se, nas proximidades, outros dois aviões a jato iguais ao
primeiro também estiverem com as turbinas ligadas, quantos
decibéis teremos?

b) De acordo com o quadro abaixo, uma pessoa que mora nas


imediações do aeroporto corre o risco de surdez?

13
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

2
Com base na situação do exercício anterior, uma pessoa que
freqüenta assiduamente uma danceteria com 4 aparelhos de 80
dB cada um, ligados simultaneamente, pode ter sua audição
prejudicada?

3 O pH da pele humana está no intervalo de 5,5 a 6.


a) Uma pessoa, ao usar um produto cuja concentração molar
hidrogeniônica é 1,48 . 10-5, pode ter problema dermatológico?
b) O produto em questão tem caráter básico ou ácido?

4
A tabela ao lado é parte de uma
questão de vestibular. Dos líquidos
tabelados, quais apresentam caráter
ácido? E básico?

5
A tabela a seguir apresenta a variação das taxas de
poupança de julho de 1998 a fevereiro de 1999. Determine a
�soma det odos os valores �
taxa média � � �
�. Com esse valor, determine o
� n�demeses �
montante que um investidor irá receber ao final de 15 meses, ao fazer uma aplicação de
R$ 10.000,00. (Na taxa média, trabalhe com 2 casas decimais, admita a taxa média
constante até julho de 1999).
POUPANÇA/TR/Ufir/BTN+TR/TJLP/Salário mínimo/Taxa Selic/UPC/lICITAÇÕES
Indicadores Jul Ago Set Out Nov Dez Jan/9 Fev
9
Poupança (1) 1,053 0,876 0,953 1,393 1,116 1,247 1,018 1,333
(%) 1 8 5 6 7 1 9 9
TR – Taxa 0,550 0,374 0,451 0,889 0,613 0,743 0,516 0,829
Referencial (1) 3 9 2 2 6 4 3 8
(%)
Ufir – Unid. Fiscal 0,961 0,961 0,961 0,961 0,961 0,961 0,977 0,977
de Ref. (R$) 1 1 1 1 1 1 0 0

6
Um capital de R$ 2.000,00 foi aplicado a juros compostos com
taxa de 2,8% ao mês. Depois de quantos meses o capital será
de R$ 2.637,00?

7 A população de uma cidade aumenta em 2,5% ao ano (em


média).
a) Sabendo-se que em 1981 sua população (P 0) era de 500.0000
habitantes, qual era a população em 1990?
b) Se em 1988 a população chegou a 594.343 habitantes, qual era a
população em 1980?

14
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

c) Quantos anos são necessários para a população dessa cidade


triplicar?

8
Pesquise nos jornais alguns preços de carros com pagamento à
vista e a prazo. Calcule a taxa mensal com as ferramentas que
você estudou neste módulo. A taxa que você encontrou é a
mesma anunciada ou trata-se de propaganda enganosa?
Com base na taxa encontrada, é vantagem comprar à prestação? Por
quê? Esteja atento. Nem tudo o que se anuncia é verdadeiro.

15
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

16
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Problemas

1. Lei exponencial de declínio.

Alguns medicamentos, após entrarem no corpo humano, vão sendo


eliminados naturalmente de tal modo que a quantidade activa M, do
fármaco no organismo, segue uma lei exponencial de declínio da
forma

M = M0 e-kt

em que k é uma constante positiva e t a variável tempo.

a) Qual é o significado de M0?

b) Se a quantidade activa de um remédio se reduz a metade ao


fim de uma hora, a quanto se reduzem 500 mg ao fim de 8 horas?

c) Qual é o valor de k para o remédio citado em b) ?

d) Outro remédio elimina-se segundo a lei M = M0e-0,25t. Qual é a


«semivida» deste remédio? (tempo que leva a reduzir-se a metade)

e) Prova que a «semivida» T se relaciona com k pela formula T =


ln 2 / k.

2. Juros Compostos

Deposita-se num banco um capital C,

a) à taxa anual de 16%. Exprime, em função de t, a quantia total Q


acumulado em t anos, com juro composto.

b) à taxa semestral de 8%, mostra que Q 1, quantia total


acumulada em t anos, é Q1 = C 1,082t (juro composto).

c) Mostra que Q1 > Q, para o mesmo tempo t.

3. A fórmula da aprendizagem de símbolos

Um psicólogo desenvolveu uma fórmula que relaciona o número


n de símbolos que uma pessoa pode memorizar no tempo t , em
minutos.

A fórmula é: f (t) = 30 . ( 1 - e -t/3


)

a) Calcule, de acordo com a função f e com aproximação às


unidades, quantos símbolos uma pessoa pode memorizar em 4
minutos.

17
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

b) Uma pessoa memorizou 26 símbolos.

Quanto tempo precisou, aproximadamente, para realizar tal


tarefa?

4. A pressão atmosférica

A pressão atmosférica, P , em polegadas de mercúrio ( 1 polegada


= 25,4 mm ), é dada por :

P (h) = 30 x 10-0,09h

onde h é a altura, em milhas ( 1 milha = 1609 metros ) , acima do


nível do mar.

Calcule:

a) a pressão atmosférica 3 km acima do nível do mar;

b) com erro inferior a 0,1 milhas, determine a altura de uma


montanha sabendo que no cume a pressão atmosférica é de 505 mm
de mercúrio.

5. Biologia: Crescimento de uma população.

De um modo geral, a população, ou seja, o numero de bactérias,


mosquitos, etc., existentes num instante t é dado por uma lei
exponencial do tipo:

P= P0 e kt,

onde k é uma constante positiva, chamada constante de


proporcionalidade, e P0 é a população inicial ( população no instante t
= 0).

Suponhamos então uma situação concreta em que o número P de


mosquitos é dado pela expressão:

P = P0 e 0,01t
,

onde o tempo t é expresso em dias.

Determine a população inicial P0, sabendo que depois de 30 dias


a população é de 400 000 mosquitos.

6. O capital acumulado a prazo ao fim de n anos, quando capitalizado


de forma continua , pode ser calculada através da função

C = C0 e tn
,

18
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

em que C0 representa a quantia depositada e t a taxa de juro anual


( na forma decimal). Supondo C0 = 10 000 euros e t = 8%, determina:

a) a quantia acumulada ao fim de um, de dois e de oito anos e


meio.

b) aproximadamente ao fim de quanto tempo duplica o capital?

7. A quantidade, em gramas, de substância radioativa de uma


amostra decresce segundo a fórmula:

Q(t) = Q0 e ,
–0,0001t

em que t representa o número de anos. Ao fim de 5 000 anos


restavam 3 gramas de substância radioactiva na amostra. Quantas
gramas existiam inicialmente?

8. Ruídos

Um som de nível A de decibéis está relacionado com a sua


intensidade i pela equação

A = 10 log i ( com i > 0 )

Com i expressa em unidades adequadas.

a) Um som com 1 000 unidades de intensidade atinge quantos


decibéis?

b) De um local próximo os níveis de ruído provocados por um


caminhão e por um avião a jacto são, respectivamente, 100 e 120
decibéis.

Qual é a razão entre a intensidade de ruído provocado pelo


avião a jacto e a do ruído do caminhão?

c) Exprima i em função de A.

9. Equilíbrio Ácido - Base7

Você já deve ter ouvido falar de ácidos e bases, como o ácido


sulfúrico e a soda cáustica, por exemplo. Os milhões de substâncias
químicas presentes na natureza são estudados por grupos e funções,
que é o termo mais correto. As principais funções da Química
Inorgânica são: Ácidos, Bases, Sais, Óxidos, Peróxidos e Hidretos. O
agrupamento de substância em uma mesma função é feito levando
em consideração o comportamento químico destas em reações
químicas.

7
Colaboração da Professora Flaviana Pamplona.

19
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Os ácidos e bases nos lembram produtos perigosos, corrosivos e


fumegantes. No entanto, nem sempre isto é verdade. A natureza
construiu um mundo cheio deles, até mesmo o corpo humano se
utiliza muito destas substâncias para se manter vivo e em bom
funcionamento. Temos ácidos no estômago (ácido clorídrico), nos
aminoácidos (ácidos e bases) que formam as proteínas, na principal
molécula da vida, o DNA (ácido e base), que é responsável pela
transmissão dos caracteres e em várias outras partes do corpo, além
dos alimentos e medicamentos: vitamina C (ácido ascórbico), vinagre
(ácido acético), gordura (ácido graxos), analgésico (ácido
acetilsalisílico - AAS), etc.

Os ácidos tem sabor azedo e as bases sabor adstringente (como o do


sabão), no entanto, nunca devemos colocar uma substância na boca
a fim de descobrir sua função química. Em laboratório utilizam-se
INDICADORES, que mudam de cor quando colocados junto a
determinada substância. A FENOLFTALEINA é um bom exemplo de
indicador; quando gotejamos fenolftaleina em uma substância, ela
ficará vermelha em se tratando de uma base, qualquer que seja a
base, porém, se a substância pertencer a outra função, a fenolftaleina
ficará incolor.

Para saber se uma substância tem caráter ácido ou básico, os


químicos desenvolveram ema escala que vai de 0 a 14. Por meio
desta escala (pH) podemos ver que toda substância ácida tem pH
entre 0 e 7 e as básicas entre 7 e 14. O pH 7 é neutro, ou seja, nem
ácido nem básico.

pH = pH é a sigla para o POTENCIAL HIDROGENIÔNICO.

pH = - log [H+]

Ex.: A concentração molar por litro do suco gástrico é [10 -1] mol/l
assim, qual seria seu pH?

pH = - log [H+]

pH = - log [10-1]

pH = log [10]

O pH do suco gástrico é 1.

Qual será o pH das soluções nas circunstâncias abaixo?

Soluções Concentração das pH


substâncias em mol /l

20
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

Suco de limão 10-2

Água do mar 10-8

Leite de magnésia 10-10

Água pura 10-7

Soluções/Resoluções

Problemas

a) Para t = 0 vem M = M0. logo M0 é a quantidade activa inicial (a


que entrou no organismo inicialmente).

b) Ao fim de 1 horas → M0 / 2

Ao fim de 2 horas → M0 / 22

Assim, ao fim de 8 horas, teremos M = M0 / 28, neste caso, M =


500 /256 o que dá M ≈ 1,95 mg.

(recorda que, em geral, ao fim de 6 a 8 horas é preciso renovar a


dose).

c) Se ao fim de t de horas se reduz a M0 / 2t, temos M = M0 /2t


<=> M = M0 / eln 2.t

<=> M = M0 e-ln2.t. Portanto k = ln 2.

d) M0 / 2 = M0. e-0,25t <=> -0,25t = ln (1/2) <=> t = (ln 2) /


0,25.

e) Sendo M = M0 e-kt, a «semivida» T será o tempo ao fim do qual


M0 se reduziu a M0 / 2, logo temos: M 0 /2 = M0 e-kt <=> 1/2 = e-kt
<=> kt = ln 2 <=> t = (ln 2)/t.

a) Ao fim de 1 ano → C + 0,16C = C.1,16

Ao fim de 2 anos → C.1,16 + 0,16 (C.1,16) = C.1,162

Ao fim de t anos → ... = C.1,16t Q = C.1,16t

21
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

b) Ao fim de 1 semestre → C.1,08

Ao fim de 2 semestre (1 ano) → C.1,082

Ao fim de t de anos (2t de semestres) → C.1,082t

Q1 = C.1,082t

c) Q1 = C.1,082t = C.(1,082)t = C. (1,1664)t > C. 1,16t = Q

logo Q1(t) > Q(t).

a) 22 símbolos; b) 6 minutos.

a) 20,38 polegadas ( 2 c. d. ); b) 2 milhas.

⑤ P = 400 000

t = 30

4 x 105 = P0 e 0,01x30
ó P0 =(4 x 105)/ e 0,3
ó P0 = 4 x 105 x e-0,3

Recorrendo a uma calculadora obtemos P0 = 296 327 mosquitos.

a) C(1) = 10 833 ; C(2) = 11 735 ; C(8,5) = 19 739.

b) 8,664 anos aproximadamente.

⑦ 4,946 gramas aproximadamente.

a) Para i = 1 000, vem A = 10log 1 000 = 10log 10 3 = 30 pois,


por definição de logaritmo de base 10, log103 = 3. O som atinge 30
decibéis.

b) Comecemos por determinar a intensidade provocada pelo ruído do


caminhão: como A = 100 vem 100 = 10log i <=> log i = 10
<=> i = 1010, por definição de logaritmo de base 10.

De modo análogo, a intensidade do som produzida por um avião a


jacto é

22
ENSINO MÉDIO
1º ANO – PROFº. ULISSES MARÇAL DE CARVALHO

120 = 10log i <=> log i = 12 <=> i = 1012.

A razão entre as intensidades dos ruídos provocados pelo avião a


jacto e o camião é, então,

( 1012)/ (1010) = 102=100.

c) A = 10log i ( com i >0 ) <=> log i = A/ 10 <=> i = 10 ( A/10)


<=>
i = 10 0,1A.

23