Vous êtes sur la page 1sur 17

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO


FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

EDITAL DE BOLSAS Nº 03/2018


CONCESSÃO DE QUOTAS DE BOLSAS DO PROGRAMA
GIRA MUNDO FINLÂNDIA - TAMK (VAGAS REMANESCENTES)

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba– FAPESQ, em


parceria com a Secretaria de Estado da Educação da Paraíba– SEE, por
meio do Termo de Cooperação Técnica nº 0178/2017 - SEE/FAPESQ,
processo nº 0011374-7/2017, torna público o presente Edital para Concessão
de Quotas de Bolsas para Professores e Gestores (Diretores e Vice-Diretores)
Efetivos da Rede de Ensino do Estado da Paraíba, para participação no
Programa GIRA MUNDO FINLÂNDIA - TAMK, conforme regulamento deste
Edital.

1.OBJETIVO
Conceder quotas de bolsas do Programa Gira Mundo Finlândia, classificadas
como Bolsas na Modalidade Treinamento no Exterior (SPE) a Professores e
Gestores (Diretores e Vice-Diretores) Efetivos da Rede Estadual de Ensino da
Paraíba selecionados via regulamento deste Edital, para desenvolverem
atividades educacionais relacionadas às áreas de Empreendedorismo,
Competências do Século XXI, Inovação, Educação Básica, Ferramentas
Digitais na Educação, Educação Profissional (VET) e Aprendizagem Baseada
em Projetos, Problemas e Fenômenos (PBL), previstas no Programa Gira
Mundo Finlândia, com aulas, visitas e outras atividades na Universidade de
Ciências Aplicadas de Tampere (TAMK - Tampere University of Applied
Sciences), na cidade de Tampere, na Finlândia, durante o período de 1 (um)
mês.

2. CRONOGRAMA

Atividades Datas

Lançamento do edital 24 de maio de 2018

Inscrições online 24 de maio - 12 de junho de 2018

Publicação das inscrições homologadas 15 de junho de 2018

Aplicação da Prova de Proficiência 30 de junho - 01 de julho

Publicação dos projetos selecionados - 20 de agosto de 2018


Resultados parciais

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

Interposição de recursos 21 e 22 de agosto de 2018

Publicação do resultado final após recursos 27 de agosto de 2018

Início e fim das atividades na Finlândia 19 de novembro - 14 dezembro de 2018

Submissão de relatórios para a FAPESQ e fevereiro de 2019


TAMK

Seminário Final no Brasil Julho ou agosto de 2019 (previsão)

3. QUANTIDADE, VALORES E PRAZOS DAS BOLSAS


3.1. Serão concedidas até 11 bolsas de Treinamento no Exterior (SPE) para
um total de 11 (onze) Professores e/ou Gestores (Diretores e Vice-Diretores)
efetivos, selecionados conforme o Cronograma de atividades deste edital (item
2);
3.2. O valor da bolsa SPE é € 1.300,00 (um mil e trezentos euros);
3.3. As bolsas SPE terão duração máxima de 1 (um) mês, a contar da data do
mês do embarque para a Finlândia, respeitada a vigência do Convênio
SEE/FAPESQ;
3.4 Cada bolsista selecionado receberá um auxílio instalação no valor de uma
mensalidade da bolsa SPE, correspondente a € 1.300,00 (um mil e trezentos
Euros);
3.5 O auxílio deslocamento será disponibilizado no valor referente a uma
mensalidade da Bolsa SPE, correspondente a € 1.300,00 (um mil e trezentos
Euros), para despesas de locomoção do bolsista para a Finlândia. Eventuais
custos relacionados a obtenção de documentos para a viagem, como
passaportes, correrão por conta do bolsista;
3.6. O auxílio financeiro para o seguro saúde será disponibilizado no valor
equivalente a € 300 (trezentos Euros), para despesas relacionadas à
contratação de seguro durante a estadia na Finlândia, incluindo o período de
deslocamento;
3.7. A execução dos Projetos de Desenvolvimento selecionados (definidos no
item 7 deste Edital) em sua fase no Brasil não terá qualquer tipo de
financiamento, visto que a bolsa SPE é fornecida para cobrir a execução da
proposta em sua totalidade.

4. RECURSOS FINANCEIROS
4.1. Os recursos alocados para financiamento do presente Edital, serão da
ordem estimada de R$ 395.134,74 (trezentos e noventa e cinco mil, cento e

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

trinta e quatro reais e setenta e quatro centavos), provenientes do Programa


Gira Mundo SEE/FAPESQ do Programa Bolsa de Formação no Exterior.

5 PROPOSTAS ELEGÍVEIS
5.1. Dos requisitos do candidato
Parágrafo único. Estarão aptos a concorrer às vagas destinadas ao Programa
“Gira Mundo Finlândia” os professores que cumpram a todos os seguintes
requisitos:
I. Possuam vínculo efetivo com a Rede Estadual de Educação
Básica;
II. Estejam lotados na Secretaria de Estado da Educação da Paraíba
(SEE);
III. Estejam no efetivo exercício da função docente e em sala de
aula, em qualquer etapa e modalidade de ensino ou em atividade de
Gestão (Diretor ou Vice-Diretor) numa escola do estado da Paraíba;
IV. Não terem sido aprovados para ir ao Canadá ou à Finlândia nos
Programas Gira Mundo anteriores promovidos pela SEE para
intercâmbio internacional.

5.2. Da Inscrição
5.2.1 A inscrição para o processo seletivo de que dispõe este Edital
será realizada exclusivamente via Internet (online), utilizando o sítio
http://www.fapesq.rpp.br, seguindo o cronograma constante no item 2 deste
Edital;
5.2.2 A inscrição do candidato constitui requisito para participar da
seleção, conforme disposto neste Edital. Será aceita somente uma inscrição
por candidato;
5.2.3 No ato da inscrição, o candidato deverá cadastrar endereço de e-
mail válido, para contato com a Coordenação do Programa, convocação das
etapas posteriores, e anexar os seguintes documentos em um único arquivo
pdf (portable document format):
i) Proposta de um Projeto de Desenvolvimento em até 1.500
palavras, sem qualquer identificação do autor da proposta no corpo
do projeto ou no nome do arquivo anexado, redigida conforme modelo
constante no ANEXO II, que se articule ao Projeto Pedagógico Escolar
(PPP) e ao Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP) da unidade
escolar em que o candidato está lotado na SEE;
ii) Certificado ou resultado validado de teste de proficiência em
Língua Inglesa, caso o professor o tenha, sendo aceitos: TOEFL (Test
of English as a Foreign Language) com pontuação mínima de 460
pontos para o ITP e mínima de 50 pontos para o iBT; IELTS
(International English Language Testing System) com pontuação
mínima de 4,0; TOEIC Bridge (Test of English for International
Communication) com pontuação mínima de 118 pontos ou exame

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

equivalente com pontuação mínima correspondente, não podendo ser


anterior ao ano de 2016;

5.2.4. Não serão aceitas inscrições via fax, e-mail ou inscrições


efetuadas após 23h59 (vinte e três horas e cinquenta e nove minutos) do
horário de Brasília-DF, do dia 8 de junho de 2018, como estabelecido no
cronograma deste Edital (item 2) e não serão aceitas inscrições parciais,
incompletas ou extemporâneas;
5.2.5. Caso o professor tenha submetido um projeto para os editais Nº
001/2018 ou Nº 002/2018 e não tenha sido aprovado na prova de proficiência,
poderá submeter o mesmo projeto com ou sem alterações.
5.2.6. Caso seja verificado que propostas idênticas foram enviadas por
diferentes candidatos, ambas serão desclassificadas neste processo seletivo;
5.2.7. Após o encerramento das inscrições, não será possível a entrega
de novos documentos e alteração das informações prestadas no ato da
inscrição;
5.2.8. A homologação da inscrição não desobriga o candidato a
comprovar, a qualquer tempo e quando solicitado, o atendimento a todos os
requisitos e condições estabelecidos neste Edital. A qualquer momento, se for
verificado que o candidato não atende aos requisitos estabelecidos, ele terá
sua inscrição CANCELADA, sendo ELIMINADO do processo seletivo;
Parágrafo único. Caso o candidato não possua uma certificação de
proficiência em língua inglesa válida, a SEE aplicará, por meio da Comissão
de Seleção do Programa, uma Prova de Proficiência com avaliação das
habilidades de leitura, de compreensão textual e de audição, em local e
horário a serem divulgados no sítio http://www.fapesq.rpp.br, na mesma
ocasião de divulgação da homologação das inscrições, conforme o
cronograma deste Edital (item 2).

6. DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO


6.1 O processo seletivo será realizado em três etapas distintas:
I. Verificação de proficiência em Língua Inglesa, de caráter
eliminatório, realizada com base no documento anexado pelo
candidato conforme descrito no item 5.2.3 deste Edital ou no
resultado da Prova de Proficiência em Língua Inglesa aplicada
pela SEE;
II. Avaliação de proposta do Projeto de Desenvolvimento, de caráter
eliminatório e classificatório, com base em documento anexado
pelo candidato, conforme descrito no item 7 deste Edital, sem
qualquer identificação do candidato no corpo do projeto (o que
inclui a capa) ou no nome do arquivo;
III. Verificação de ausência de ilícitos, penalidades e afins junto à
SEE, de caráter eliminatório, em observância ao disposto no item
9 deste Edital.

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

Parágrafo Único. As propostas dos candidatos serão avaliadas por uma


comissão de acordo com os critérios apresentados a seguir.

Critérios da avaliação da proposta do Projeto de Desenvolvimento

Critério Pontuação máxima

Estrutura (se o projeto apresenta identificação da


proposta, objetivo geral, justificativa, importância, 1,0 (um ponto)
impactos e resultados esperados)

Problematização real (se o problema 2,0 (dois pontos)


apresentado é real e está contextualizado com a
realidade da escola do proponente)

Relevância do projeto (se o projeto é relevante


para a localidade da escola do proponente) 1,0 (um ponto)

Exequibilidade (se existe aplicação possível do 1,0 (um ponto)


projeto no contexto da sua descrição)

Interdisciplinaridade (se a proposta se conecta


de modo interdisciplinar a outras áreas do 1,0 (um ponto)
conhecimento pessoal e profissional/mundo do
trabalho)

Impactos gerados e Inovação (se existem 2,0 (dois pontos)


impactos positivos decorrentes da aplicação da
proposta no contexto local e regional, bem como
potencial de inovação)

Possibilidades de expansão (se existem


potenciais possibilidades de expansão da 1,0 (um ponto)
aplicação do projeto e outros desdobramentos
decorrentes do mesmo por meio de parcerias e
desdobramentos)

Planos de Metas e PIP (se o projeto faz menção 1,0 (um ponto)
e conexão com os Planos de Metas da Educação
do Estado e com Projeto de Intervenção
Pedagógica)

TOTAL 10,0 (dez pontos)

6.2. Nos casos de empate no processo de seleção, a classificação obedecerá à


seguinte ordem de prioridade:

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

I. Maior tempo do candidato como professor efetivo da rede estadual de


ensino da Paraíba;
II. Maior idade do candidato, considerando-se dia, mês e ano de
nascimento.

7. DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO
7.1. O Projeto de Desenvolvimento parte de uma proposta de trabalho a ser
desenvolvida na Paraíba após a etapa vivenciada na Finlândia. Ao retornar ao
Brasil, os professores terão aproximadamente cinco meses para executar o
Projeto de Desenvolvimento, durante o período compreendido entre Janeiro de
2019 e Junho de 2019;
7.2. A proposta do Projeto de Desenvolvimento deverá ser redigida de acordo
com as informações constantes no ANEXO I e no modelo presente no ANEXO
II;
7.3 Durante o período de execução, os participantes do “Gira Mundo Finlândia”
serão assessorados pela Coordenação do Programa no Brasil e pelos
professores finlandeses, que atuarão como facilitadores do processo;
7.4. A avaliação do desempenho do professor no “Gira Mundo Finlândia” será
feita de modo contínuo e gradual, incluindo as etapas desenvolvidas na
Finlândia e no Brasil. Poderá haver modificações no Projeto de
Desenvolvimento a critério dos orientadores finlandeses de comum acordo com
os professores brasileiros, visando a obtenção de melhores resultados e maior
aproveitamento da experiência adquirida no período de vivência na Finlândia.

Parágrafo 1º: A avaliação final do programa “Gira Mundo Finlândia” será feita
em um evento a ser realizado no Brasil após aproximadamente cinco meses de
condução do Projeto de Desenvolvimento, em data a ser definida pela SEE em
conjunto com a Coordenação do Programa no Brasil e os professores
finlandeses.

Parágrafo 2º. Na avaliação final, os participantes deverão apresentar os


resultados obtidos em um Seminário Final, no qual deverão ser detalhadas as
atividades desenvolvidas durante a execução do projeto, as ocorrências que as
afetam e as potenciais ações futuras para o fortalecimento da educação.

8. DAS OBRIGAÇÕES DO BOLSISTA


8.1. Os participantes devem promover, em sua escola, pelo menos uma oficina
(workshop) para o compartilhamento de técnicas, metodologias e práticas
vivenciadas durante a sua capacitação na Finlândia, antes do evento de
avaliação final. Essa oficina deverá ser documentada por meio de lista de
presença, registros fotográficos e/ou audiovisuais;

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

8.2. Durante o programa “Gira Mundo Finlândia”, o professor que não atender
às exigências constantes neste Edital será desligado a critério da Coordenação
do Programa e em conjunto com os professores finlandeses.

Parágrafo 1°. Durante o período de execução do projeto de desenvolvimento


no Brasil, os professores estarão à disposição da Gerência Regional de
Educação em que estiverem lotados para participar de pelo menos uma ação
conjunta de divulgação ou multiplicação do programa.

Parágrafo 2°. Uma vez finalizadas as atividades relativas ao Projeto de


Desenvolvimento, os participantes ficam à disposição da Coordenação do
Programa “Gira Mundo Finlândia” e de suas respectivas Gerências de
Educação e Secretaria de Estado da Educação da Paraíba para realização de
atividades em conjunto de multiplicação.

Parágrafo 3°. O bolsista deve estar disponível para realizar prestações de


contas, a qualquer tempo, à FAPESQ e à Coordenação do Programa,
incluindo: comprovações de despesas (passagens aéreas, seguro viagem,
entre outros), envio de relatórios de atividades (em meio físico e virtual) e
preenchimento de formulários avaliativos, mas não se limitando a estes.

8.3. Ao término do Programa, o Bolsista deverá submeter à FAPESQ um


Relatório Final de Atividades sobre todo o período que permaneceu vinculado
ao Programa Gira Mundo Finlândia.

8.4 Os bolsistas serão responsáveis por enviar à Fapesq pessoalmente ou via


Correios (como carta registrada ou qualquer outro meio passível de
rastreamento) toda e qualquer documentação, relatório ou itens de prestação
de contas relacionados ao Programa Gira Mundo Finlândia solicitados a
qualquer tempo pela Fapesq ou pela Coordenação do Programa.

8.5. A participação do bolsista no Seminário Final é obrigatória. Casos omissos


serão julgados pela Coordenação do Programa no Brasil e na Finlândia.

Parágrafo único. O bolsista que não cumprir com as obrigações descritas neste
edital e não participar do Seminário Final poderá sofrer sanções.

9. DA HOMOLOGAÇÃO DOS RESULTADOS E DOS RECURSOS

Parágrafo 1º. Para que seja homologada a aprovação neste processo seletivo,
o candidato não deve ter sofrido penalidade, por qualquer tipo de ilícito, nos
últimos 03 (três) anos, o que será verificado por meio de declaração emitida
pela Subgerência de Controle de Pessoal da Secretaria de Estado da
Educação (SGCONP/SEE). A relação final dos candidatos aprovados e

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

classificados será divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) e nos sítios


http://www.fapesq.rpp.br e http://paraiba.pb.gov.br/educacao/.

9.1. Dos Recursos

Parágrafo Único. Eventuais recursos poderão ser interpostos na forma da lei,


no prazo de até 2 (dois) dias úteis após a publicação do resultado no DOE e
submetidos via correio eletrônico para giramundo@fapesq.rpp.br, dentro do
prazo aqui estabelecido. Na contagem do prazo, excluir-se-á o dia do início e
incluir-se-á o do vencimento. O prazo só se inicia e vence em dias de
expediente na FAPESQ.

10. DA CONVOCAÇÃO
10.1 A relação de candidatos classificados e aprovados será publicada no sítio
http://www.fapesq.rpp.br, no sítio http://paraiba.pb.gov.br/educacao/ e no DOE;
10.2 Serão considerados aptos para a convocação apenas os candidatos
cujos nomes forem publicados no DOE;
10.3. Os candidatos aprovados serão convocados por correio eletrônico no e-
mail cadastrado no ato da inscrição, ou por contato telefônico, a fim de
participarem da preparação para a etapa da Finlândia e etapas posteriores;
10.4. Os candidatos aprovados deverão encaminhar à Coordenação do
Programa Gira Mundo Finlândia no e-mail de contato
giramundo@fapesq.rpp.br uma Carta de Anuência (ANEXO III) da sua
instituição, devidamente assinada pelo Gestor da Escola, com o compromisso
da liberação do(a) professor(a) para a realização da capacitação na Finlândia
durante o período de 01 (um) mês. Essa carta deve ser enviada somente
pelos candidatos selecionados e após a publicação do resultado final no DOE.

Parágrafo único. Caso o candidato seja servidor de outras instituições,


públicas ou privadas, ou possua matrícula em outro Estado da Federação, ele
será responsável por conseguir liberação eventual de seu outro emprego;

10.5. Os candidatos aprovados e convocados serão afastados de suas


atividades laborais pelo período 01 (um) mês para a capacitação na Finlândia
sem perda de seus vencimentos, sendo deduzido de sua remuneração apenas
valores correspondentes a bolsas e gratificações pela não execução de
atividades específicas neste período;

10.6. Os candidatos aprovados e convocados receberão por correio eletrônico


um Termo de Aceitação, o qual deverão preencher, assinar, digitalizar e enviar
em formato eletrônico pdf para a Comissão de Seleção do Programa, no e-mail
de contato giramundo@fapesq.rpp.br. Uma cópia assinada e rubricada do
Termo de Concessão a Bolsista da FAPESQ (a ser enviado posteriormente por
e-mail) deverá ser enviada com cópia dos documentos pessoais do bolsista e
comprovante de residência para FAPESQ.

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

11. DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS


11.1. Os candidatos selecionados por meio deste Edital comporão a equipe do
Programa “Gira Mundo Finlândia” pelo prazo estipulado pela Coordenação do
Programa.
11.2. Caberá à Coordenação do Programa “Gira Mundo Finlândia”, em portaria
própria, a Coordenação Geral do Processo Seletivo objeto deste Edital;
11.3. Caberá à Coordenação do Programa “Gira Mundo Finlândia” a execução
do processo seletivo definido neste Edital;
11.4.Os aprovados no processo seletivo passarão por etapas de preparação
conduzidas pela Coordenação do Programa “Gira Mundo Finlândia” em
conjunto com os professores finlandeses, de participação presencial ou virtual
obrigatória, para orientações gerais sobre o Gira Mundo Finlândia e para
compartilhamento das práticas de execução do projeto na Finlândia e no Brasil.

Parágrafo Único. A data, local e horário das etapas de preparação serão


divulgados pela Comissão de Seleção do Programa “Gira Mundo Finlândia” por
correio eletrônico.

11.5 A qualquer tempo, poderá ser anulada a inscrição do candidato, caso se


verifique, posteriormente, alguma irregularidade nas declarações e/ou na
documentação apresentada, sem prejuízo das sanções penais impostas
cabíveis a ele;
11.6 Durante a vigência deste Edital, as vagas decorrentes de insuficiência de
candidatos, e ou desistência poderão ser preenchidas por profissionais
selecionados por este Edital, com estrita observância da ordem de
classificação;
11.7. Os critérios de comprometimento, assiduidade, relacionamento
interpessoal e cumprimento das atribuições pertinentes à função pleiteada
serão imprescindíveis para a participação em Intercâmbio Internacional de
acordo com este Edital;
11.8. No ato da inscrição, o candidato concorda explicitamente com todas
as normas contidas neste Edital;
11.9 O candidato que desejar interpor recurso deverá formalizá-lo por meio do
formulário constante no ANEXO IV, devidamente preenchido e enviado via
correio eletrônico para giramundo@fapesq.rpp.br, conforme data prevista no
cronograma disposto no item 2 deste Edital;
11.10 Não serão analisados pela comissão de processo seletivo recursos
enviados após o período estabelecido no cronograma deste Edital (item 2);
11.11 A Coordenação e a Comissão de Seleção do Programa “Gira Mundo
Finlândia” poderão, a qualquer tempo, solicitar outras informações,
declarações ou documentos aos incluídos no cadastro do profissional de que
dispõe este Edital, se considerar necessário para sanar dúvidas pertinentes;

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

11.12 As publicações científicas e qualquer outro meio de divulgação,


promoção de eventos ou de projetos de pesquisa, nacionais e internacionais,
em decorrência do apoio do presente Edital deverão citar, obrigatoriamente, o
Programa Gira Mundo Finlândia SEE/FAPESQ, o acompanhamento e a
orientação dos professores, caso haja.

Os casos omissos serão decididos pela Coordenação do Programa Gira


Mundo Finlândia e, em última instância, pelo Presidente da FAPESQ.

João Pessoa, 18 de maio de 2018.

CLAUDIO FURTADO
PRESIDENTE DA FAPESQ

ALÉSSIO TRINDADE DE BARROS


SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

RICARDO VIEIRA COUTINHO


GOVERNADOR

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

ANEXO I
INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO DE DESENVOLVIMENTO

Um dos desdobramentos do programa “Gira Mundo Finlândia” é a


elaboração de um projeto a ser desenvolvido durante o período de formação na
Finlândia, chamado de Projeto de Desenvolvimento (Development Work),
objeto de avaliação no processo de seleção para a participação no programa.
O Projeto de Desenvolvimento do candidato deve gerar um benefício para a
sua escola, e deve estar inserido de maneira interdisciplinar em um dos temas
a seguir:

Tema 1. Empreendedorismo
A educação no século XXI e suas competências, pensamento crítico,
colaboração, comunicação, criatividade, caráter e cidadania, prevê a formação
de indivíduos para a vida pessoal e profissional. Dentre elas, o
empreendedorismo se destaca como uma característica essencial no itinerário
formativo, já que pressupõe a prática de experimentação, proatividade,
realização de tarefas em equipe e para os indivíduos em sociedade. Além
disso, envolve descoberta, avaliação e busca de oportunidades visando trazer
novos bens e serviços, organização de mercados e processos, entre outras
melhorias que até então eram inexistentes naquela localidade, ou cultura. Não
basta ter a ideia, mas é essencial que o empreendedor se sustente no mercado
em que está se inserindo, para tanto, faz-se mister o apoio também nessa
área. Nesse sentido, é importante localizar o projeto com base nas realidades
que estão ao redor e as demandas que existem ou que podem vir a existir. Um
ambiente e práticas educacionais inovadoras são essenciais de maneira que
não somente os alunos sejam envolvidos, mas também atores externos como
integrantes de empresas dispostas a estabelecer parcerias colaborativas,
sejam locais, regionais ou globais. A atitude empreendedora combina múltiplas
áreas do saber de maneira interdisciplinar usando as atividades de pesquisa
aplicadas de acordo com as necessidades do local em que se insere.

Tema 2. Competências do Século XXI


Considerando os anseios da sociedade do século XXI e as competências e as
habilidades desejadas no mercado de trabalho, a escola necessita se apropriar
de uma nova postura e envolver o estudante de forma ativa e atuante no
processo de aprendizagem, bem como posicionar o professor no papel de
orientador e mediador da discussão sobre a solução de problemas expostos.
Os princípios da Aprendizagem Ativa se alinham às demandas do mercado de
trabalho dinâmico, às idiossincrasias dos nativos digitais da geração Z e à
necessidade de formação de cidadãos do mundo globalizado por meio das
quatro competências chaves (4C) do século XXI: pensamento Crítico e
resolução de problemas, que significa compartilhar pensamentos, questões,

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

ideias e soluções; Comunicação, que significa trabalhar em grupo para


alcançar um objetivo, desenvolvendo talentos, inteligências, liderança e
expertise para o trabalho; Colaboração, no sentido de enxergar os problemas
sob uma nova perspectiva, associando aprendizagem através de diferentes
disciplinas; e Criatividade, no sentido de experimentar abordagens inovadoras
no processo de aprendizagem, avaliando riscos e desenvolvendo a capacidade
de inventar. Com base nesses preceitos, a escola e todos os atores da
aprendizagem se renovam frente à demanda que o Século XXI apresenta.

Tema 3. Inovação
Inovação é o processo de várias etapas por meio do qual, ideias são
transformadas em produtos novos/otimizados, serviços ou processos, a fim de
avançar, competir e diferenciar-se com sucesso em seu mercado. Inovar
envolve um conjunto de métodos e processos utilizados para identificar e
abordar problemas, com o qual se gera um pensamento criativo - ou seja, uma
forma de pensar com criatividade, para identificar um conjunto de ideias que
possam vir a solucionar um determinado problema. Diversas estratégias têm
sido adotadas em processos para inovação, que vão desde métodos, como o
Design Thinking, Design Sprint, à ferramentas para ideação, como
Brainstorming, Brainwriting, Técnica dos Seis Chapéus, ou mesmo maratonas
e eventos curtos, como os Hackatons, sempre objetivando a imersão e ideação
de soluções inovadoras exequíveis através de grupos multidisciplinares como
foco na colaboração.

Tema 4. Educação Básica


A educação básica, da educação infantil até o ensino médio, é ferramenta
essencial na formação do cidadão, e assim precisa estar em constante
atualização com o objetivo de suprir as novas demandas que surgem no
Século XXI. Dentro do escopo de uma formação crítica estão a Língua
Portuguesa e a Matemática que não podem ser lecionadas de modo disciplinar
e isolado. Ao contrário, necessitam estar inseridas em uma abordagem
interdisciplinar e que habilite o educando para a resolução de problemas
complexos ou simples, já que são ferramentas que podem promover o reforço
positivo, o bem-estar social, a diversidade e a inclusão.

Tema 5. Ferramentas Digitais na Educação


As habilidades do século XXI são guiadas pelo pensamento crítico,
colaboração, comunicação, criatividade, caráter e cidadania, preparando o
indivíduo para a vida pessoal e para o mercado de trabalho. Não obstante, elas
também giram em torno do uso de tecnologias e contribuem para o processo
de digitalização e internacionalização da educação. Sabemos ainda que o uso
de dispositivos móveis cresce a cada dia e que os alunos já estão digitalmente
inseridos muito antes de estarem alfabetizados. Logo, o acesso e a facilidade
promovida por tais dispositivos somente vêm a agregar benefícios na aplicação

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

de aprendizagem móvel, dentre outros recursos. Disponibilização de


conteúdos, atividades e promoção de aulas por intermédio de redes sociais,
como Facebook e Whatsapp, são alguns exemplos de utilização de
ferramentas digitais no ensino e que também engajam e fomentam a formação
de comunidades de aprendizagem. Blogs e metodologias como classe de aula
invertida, que também podem usar vídeos e videologs são outras ferramentas
disponíveis para a sala de aula e que promovem ainda a autonomia na
produção do conhecimento.

Tema 6. Educação Profissional (VET)


A educação profissional proporciona o encontro prático entre a formação
técnica e a acadêmica, permitindo que o egresso registre, potencialmente,
experiências genuínas do mundo do trabalho, já que seu curso será focado no
desenvolvimento de carreira e de competências específicas das ocupações
relacionadas ao seu curso. Nesse sentido, os programas de escolas
profissionais devem, a priori, ser centrados no aluno e nas suas necessidades,
e ter um currículo coerente com as competências a serem desenvolvidas,
considerando os conhecimentos prévios do aluno. Indispensável às instituições
que dispõem de tais cursos é o estabelecimento de relações com empresas, de
pequeno, médio ou grande porte, já que o corpo discente irá necessitar de
estágios, observações e práticas relacionadas ao mundo do trabalho. Além
disso, os cursos técnicos podem desencadear aplicabilidades diretas para as
instituições promotoras por intermédio do empreendedorismo e do PBL, já que
possibilitam a criação de novos produtos e ou protótipos que poderão vir a ser
utilizados in loco.

Tema 7. Aprendizado baseado em Projetos e Problemas (PBL)


O aprendizado baseado em Projetos e ou Problemas (PBL) é uma metodologia
que envolve demandas reais, situações do cotidiano ou do mundo que são
colocadas para que os alunos desenvolvam técnicas de solução em equipe e
em colaboração com o professor, e este, por sua vez, exerce o papel de
coaching. Pode ser aplicado em áreas como meio ambiente, engenharias etc.,
tanto no ensino médio e fundamental regular como na EJA. Por meio do PBL
os alunos produzem conhecimento a partir de necessidades autênticas e que
fazem parte do seu dia a dia. Além disso, por ser uma metodologia de
integração de áreas, promove a interdisciplinaridade naturalmente, além do
pensamento crítico, utilização de variados recursos e constante processo de
reflexão. Tarefas básicas como a preocupação com a alimentação e a ingestão
de frutas e legumes na dieta, podem ser alvo de um projeto, assim como o
acúmulo de lixo no entorno da escola, que pode gerar não somente um projeto,
como diversos subprojetos que irão elencar as consequências para o ambiente
e o ser humano.

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

O projeto será guiado pelas observações, práticas e experiências obtidas


durante o período na Universidade de Ciências Aplicadas de Tampere
(Tampere University of Applied Sciences - TAMK, na cidade de Tampere,
Finlândia) e então desenvolvido na escola de atuação do professor
selecionado, na Paraíba, individual ou em cooperação com outros professores,
participantes ou não do curso, a ser discutido durante o planejamento e
desenvolvimento do trabalho. Durante a execução do projeto no Estado da
Paraíba, o mesmo será orientado e acompanhado pelos professores da TAMK
e pela Coordenação do Programa no Brasil. O projeto deve fazer referência ao
Plano de Metas e Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP) da unidade escolar
em que o candidato está lotado na SEE.

Em termos estruturais, o projeto constará de uma exposição de motivos que


norteie a sua execução, e deverá ter as seguintes características, consideradas
para a seleção:

a) Identificação da proposta
b) Objetivo geral
c) Justificativa e importância do projeto (contextualizado na escola em que o
professor atua)
d) Impactos do projeto e resultados esperados na escola (potenciais parcerias,
impactos no âmbito local, regional, nacional ou internacional)

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

ANEXO II
MODELO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO

Identificação da proposta
Título
Subtítulo [se houver]

Tema
(Um dos temas descritos no ANEXO I)

Introdução
Breve introdução sobre a proposta apresentada como parte constituinte do
processo de seleção.

Objetivo geral
Apresentação do principal objetivo de ação para o projeto.

Justificativa e importância do projeto


Problematização real do que pretende ser estudado ou do problema a ser
mitigado ou resolvido com a implementação do Projeto de Desenvolvimento
após o retorno ao Brasil, contextualizado a escola e a região em que o
professor atua.

Impactos do projeto e resultados esperados na escola


Quais são as potenciais ações que serão geradas a partir da implementação
do projeto, se existem parcerias a estabelecer com empresas, outras
instituições de ensino, como serão realizadas e quais os benefícios. Mencionar
os impactos no âmbito local, regional, nacional ou internacional.

Referências
Inserir as referências bibliográficas citadas no corpo da proposta do Projeto de
Desenvolvimento.

Observações:
1. Não deverá existir qualquer tipo de identificação quanto ao autor do
projeto no corpo do mesmo.
2. O projeto não deverá ultrapassar o limite de 1.500 palavras, em sua
totalidade.

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

ANEXO III
EDITAL DE BOLSAS Nº 004/2016
CONCESSÃO DE QUOTAS DE BOLSAS DO PROGRAMA GIRA MUNDO
FINLÂNDIA

CARTA DE ANUÊNCIA

Declaro, para os devidos fins, que o(a) professor(a)


_______________________________________________________________
___ faz parte do quadro de pessoal permanente da Secretaria de Estado e se
encontra lotado no(a) ____________________________________, local de
execução do Projeto de Desenvolvimento ora submetido como proposta à
Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba– FAPESQ, em
parceria com a Secretaria de Estado da Educação da Paraíba– SEE, por
meio do Acordo do Convênio SEE/FAPESQ. Sendo a presente proposta
aprovada, a instituição assume o compromisso da liberação do(a) professor(a)
para a realização da capacitação na Finlândia durante o período de 01 (um)
meses.

Gestor da Escola/Gerente Regional

CPF:

Assinatura:

OBSERVAÇÃO: a Carta de anuência deve apenas ser submetida após a


publicação do resultado final com os candidatos aprovados e
classificados.

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br
GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA - FAPESQ

ANEXO IV

FORMULÁRIO PARA RECURSO

Nome completo (SEM ABREVIATURA):

Função Pleiteada:

CPF: Data de Nascimento:

Telefone para Contato

Residencial: ( )
Celular: ( )

Requeiro à Comissão de Seleção do Programa “Gira Mundo Finlândia”


recurso contra o resultado da :

Fundamentação /Justificativa

__________________ ____________ , ____ de ______________ de


2018.
Local

Rua Emiliano Rosendo da Silva, S/N – Bodocongó


CEP: 58.429-690 - Campina Grande – PB – Caixa Postal: 435
Telefone (83) 3333 - 2600 - Fax (83) 3333 - 2624
E-mail: fapesq@fapesq.rpp.br
ttp://www.fapesq.rpp.br