Vous êtes sur la page 1sur 52

ACTC - Casa do Coração • AFESU • Amigos do Bem • Amigos Múltiplos pela Esclerose •

GUIA
APAE Anápolis • APAE de São Paulo • APAE de Taubaté • Artemisia • Artesol - Artesanato
Solidário • ASA • Associação Aliança de Misericórdia • Associação Amigos do Projeto
Guri • Associação Centro América de Karatê Shotokan • Associação de Apoio à Criança

100
com Câncer • Banco da Providência • BrazilFoundation • Calábria • CAMP Guarujá •
Casa Azul • Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos • Casa do Menino Jesus
de Praga • Casa Durval Paiva • Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro • Casas André
Luiz • Centro de Educação Popular e Formação Social ou, simplesmente, CEPFS
• CERENE - Centro de Recuperação Nova Esperança • ChildFund • CIAM - Centro
Israelita de Apoio Multidisciplinar • Cidade Escola Aprendiz • CIEDS - Centro Integrado
de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável • CIES Global • Cirurgiões
2018
da Alegria • CLP - Centro de Liderança Pública • Conectas Direitos Humanos • Corpo
de Patrulheiros Mirins de Santo André • CPTI • CREN - Centro de Recuperação e
Educação Nutricional • FAS - Fundação Amazonas Sustentável • Fazendo História •
Foco Empreendedor • FUNBIO - Fundo Brasileiro para a Biodiversidade • Fundação
Cristiano Varella • Fundação EPROCAD • Fundação Gol de Letra • Fundação Julita •

MELHORES ONGS

2018
Fundação O Pão dos Pobres de Santo Antônio • Fundação Sara Albuquerque Costa
• Fundo ELAS • Funfame | Hospital de Base São José do Rio Preto • FURC BAHIA •
Gaia+ • GRAACC • Grupo Luta Pela Vida • Grupo Vida - Brasil • ICOM Floripa • Igarapé •
Imazon • Instituto Brasil Solidário • Instituto C - Criança, Cuidado, Cidadão • Instituto
Desiderata • Instituto do Câncer Infantil • Instituto Horas da Vida • Instituto Lenon •
Instituto Mamirauá • Instituto Nordeste Cidadania • Instituto Padre Haroldo • Instituto
Phi • Instituto Ponte • Instituto Reação • Instituto Reciclar • Instituto Ronald McDonald
• Instituto Ser + • Instituto Socioambiental • Instituto Verdescola • Irmandade da
Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre • Luta pela Paz • Minha Campinas •
Obras Sociais irmã Dulce • Operação Sorriso • Pequeno Cotolengo do Paraná - Dom
Orione • Plan International Brasil • Projeto Casulo • Projeto Providência • Ramacrisna
• Rede Cidadã • Salesianos - Inspetoria São João Bosco • Santa Casa BH • Saúde
Criança • SITAWI Finanças do Bem • Solar Meninos de Luz • SOS Sorocaba • SP
Leituras - Organização Social de Cultura • Tabôa Fortalecimento
FILANTR PIA Comunitário • Teto
• Turma do Bem • Unidos pela Vida • Vaga Lume • Vocação • WimBelemDon • WWF
Guia Melhores ONGs_Capa.indd 2 14/12/2018 18:00:44
SUMÁRIO

Editorial .............................................................................................................................................. 1
Um prêmio para (re)conhecer o Terceiro Setor ................................................................. 2
Melhor ONG de 2018 - Casa Durval Paiva .......................................................................... 6
Melhor ONG de 2017 - Vocação ............................................................................................... 8
As 100 melhores ONGs de 2018............................................................................................11

Destaques de 2018 - por área de atuação


Cultura ...............................................................................................................................................26
Assistência Social .........................................................................................................................28
Desenvolvimento Local..............................................................................................................30
Direitos Humanos .......................................................................................................................32
Meio Ambiente ..............................................................................................................................34
Saúde ..................................................................................................................................................36
Pequeno Porte ................................................................................................................................38
Criança e Adolescente ................................................................................................................39
Educação ...........................................................................................................................................40
Esporte ...............................................................................................................................................41

Destaques de 2018 - por região


Nordeste............................................................................................................................................42
Norte ...................................................................................................................................................44
Centro-Oeste ...................................................................................................................................45
Sudeste ..............................................................................................................................................46
Sul ........................................................................................................................................................47

Fotos do dia da premiação .......................................................................................................48

EXPEDIENTE
Apoio:
Redação: Realização: Impressão:
Luciano Guimarães
Paula Craveiro
Revisão:
O MUNDO
Angélica Halcsik que queremos
Agradecemos o Apoio
Capa e edição:
FILANTR PIA
da Zanoello para a
Daniel Gallo confecção dos troféus

Guia Melhores ONGs_Capa.indd 3 14/12/2018 18:00:50


EDITORIAL

Melhores ONGs e o reconhecimento da excelência


Conseguimos, em menos de 20 meses. O que A nota de corte, que mudará a cada ano, definiu os mais
estávamos preparados para ser uma maratona de 300 que foram convidados a apresentar documentos
de alguns anos, acaba de chegar neste momento comprobatórios.
em suas mãos. É o Guia Melhores ONGs. A partir das respostas, foram selecionadas as 200 semi-
Na primeira edição, com o apoio da Revista Época, con- finalistas, e estas passaram para a avaliação por um corpo
seguimos inaugurar um novo momento no Terceiro Setor de jurados. Foram momentos muito ricos nos quais, além
brasileiro, quando colocamos em evidência as organizações de analisarmos cada organização, foram definidos de forma
que se dedicam a melhorar sua gestão. colegiada as 100 vencedoras do ano.
O Instituto Doar, através deste guia, cumpre sua mis- Quero destacar que essas 200 organizações semifinalistas
são: ampliar a cultura de doação no Brasil. E conseguiu isso estão de parabéns. Não somente as 100. Digo isso porque o
neste e nos próximos anos, através da parceria com a Rede processo final é sutil, as diferenças são pequenas.
Filantropia. E, voltando ao tema da nota de corte. É impressionante
Consolidamos também a forma de chegar até os doado- como, em um ano, a régua subiu. Os resultados melhoraram,
res. O prêmio Melhores ONGs (assim como o Selo Doar) é as pontuações foram consideravelmente mais altas, não só
uma excelente ferramenta para mostrar para a sociedade entre as 100 vencedoras, mas entre todas.
quem e o que somos. Que as organizações se dediquem a melhorar sua gestão,
Tivemos casos super criativos do uso do selo Melhores sua transparência, sua relação com doadores, sua comunicação.
ONGs no ano passado. Desde anúncios em ônibus no Rio Porque sabemos todos: elas já são muito boas em suas
Grande do Norte até buttons nos coletes dos coletores de causas. Mas são melhores quando convertem desconhecidos
doações na Avenida Paulista. Toda uma onda de divulgação em aliados e aliados em doadores.
que ajudou as 100 do ano passado a se mostrarem orgulho-
samente para seus públicos. Viva as melhores de 2018!
Outra consolidação é no formato da avaliação. Fizemos Marcelo Estraviz
melhorias no processo seletivo, através de 3 etapas. Presidente do Instituto Doar

As 800 mil melhores ONGs do Brasil


Existe uma ajuda maior que outra? Gentileza Então, são 100 ONGs que servem de exemplo para que,
mais gentil? Doação mais generosa? Não, não nos próximos anos, as outras dezenas de milhares de pro-
existe. Então dá para se dizer que uma ONG é jetos importantes espalhados pelo Brasil possam melho-
melhor que a outra? Sim e não.  rar seus processos, capacitar seus profissionais, inovar no
Se olharmos pelo espectro da doação planejamento e execução das ações para que possam tam-
humana, do amor à causa e, sobretudo, da bém ser destaque em outras edições deste Prêmio, que já
dedicação dos gestores de bem que entregam é a maior ação de reconhecimento das boas práticas no
seu tempo, conhecimento e amor a pessoas Terceiro Setor.
que necessitam de algum tipo de auxílio, mui- Não é desmerecer o talento de cada indivíduo ou organi-
tas das 800 mil ONGs brasileiras - pelo menos zação - como dos olhos de um menino jogando seu futebol de
as de fato que existem e são sérias - merecem um prêmio. várzea e assistindo um Cristiano Ronaldo jogando - devemos
Então, qual é o intuito do Prêmio Melhores ONGs? nos espelhar nos melhores, adaptar as boas ideias à reali-
O mesmo objetivo que têm o Instituto Doar e a Rede dade local e fazer com que a excelência na gestão das ONGs
Filantropia: incentivar organizações sem fins lucrativos a possa ser cada vez mais difícil de ser superada. 
serem cada vez mais eficientes em suas ações. Não é diminuir o trabalho das 800 mil. Mas destacar e
Neste guia listamos as 100 ONGs vencedoras da segunda reconhecer o trabalho de 100.
edição do Prêmio Melhores ONGs - o que não significa
que somente 100 ONGs se enquadram nos requisitos exigidos Parabéns a todas!
no preenchimento do formulário do Melhores ONGs, mas as
que atingiram maior pontuação, as que estão mais ali- REDE FILANTROPIA
nhadas com a legislação e que, por terem uma gestão mais Marcio Zeppelini, Presidente da Rede Filantropia
profissionalizada, atingem maior impacto.  Thais Iannarelli, Diretora executiva da Rede Filantropia

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 1


Um prêmio para
(re)conhecer o
Terceiro Setor
Segunda edição do “Prêmio Melhores ONGs”
registra aumento de 28% no número de inscrições
de organizações sociais de todo o Brasil. Entre as
100 melhores, 95 contam com doadores regulares,
73 estão sediadas na Região Sudeste e 27 atuam
com causas relativas à assistência social

E
m 2016, durante um cafezinho em uma transparência de números e resultados; publicação no site de
padaria da Vila Madalena, zona oeste da todos os dados de interesse público; e se são de fácil enten-
Capital paulista, o presidente do Instituto dimento para as pessoas; processos de auditoria; mensura-
Doar, Marcelo Estraviz, expôs ao amigo ção de resultados e a compatibilidade com sua missão; e até
Alexandre Mansur, sócio-diretor da agên- plano de sucessão de diretores.
cia O Mundo Que Queremos, uma ideia “Não se trata de um ranking, mas de um conjunto de orga-
que martelava na sua cabeça há algum nizações sociais vencedoras. Esta definição nos fez pensar que,
tempo – criar um guia para apresentar mais do que um prêmio com poucos vencedores, há todo um ecos-
à sociedade as melhores ONGs do Brasil e, assim, ajudar o sistema que se beneficia deste processo. Uma ONG pode e deve
potencial doador a escolher pra quem quer doar ser estimulada a melhorar continuamente,”, pondera Estraviz.
Meses antes, o Instituto para o Desenvolvimento do Ao mesmo tempo, o surgimento do Prêmio, cuja primeira
Investimento Social (IDIS) havia divulgado um levantamento edição contou com o apoio da revista Época, deixou claro que
identificando que a falta de conhecimento e confiança era o não faltavam excelentes organizações fazendo trabalhos
principal obstáculo para ampliar a cultura de doação no país. maravilhosos. “Tratava-se de uma evidente lacuna de comu-
Este foi o estopim para a idealização e formatação, pouco nicação. Este é um dos motivos pelos quais o Terceiro Setor
tempo depois, do “Prêmio Melhores ONGs”, espécie de “Oscar” nacional conta com muito menos recursos do que seria de
do Terceiro Setor brasileiro que reconhece as 100 institui- se esperar pelo nível de renda das pessoas”, reforça Mansur,
ções no ano que são detentoras das mais elevadas pontuações que dirige uma agência que inventa soluções criativas para
obtidas a partir de uma série de critérios preestabelecidos. problemas de comunicação ou campanhas de causas.
Durante a seleção, são verificadas informações que atestam Durante os meses seguintes, a iniciativa foi ganhando
o nível de governança da ONG, se possui ações estruturadas forma com a organização de todos os processos – da chamada
de captação de recursos; fontes diversificadas para garantir a para a participação à seleção e premiação. No início de 2017,
perenidade ou se depende muito de repasses governamentais; quando Instituto Doar e Revista Época abriram as inscrições

2 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Da esq. para a dir.: Marcelo Estraviz, presidente do Instituto Doar; Aron Zylberman, diretor-executivo do Instituto Cyrela; Fernando
Nogueira, presidente do Conselho do Instituto Doar; João Paulo Vergueiro, conselheiro do Instituto Doar e diretor-executivo da
Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR); e Mário Aquino Alves, professor do curso de administração da FGV

para a primeira edição do Prêmio, imaginaram atrair em torno Na primeira edição do Prêmio, em 2017, foram escolhidas, por
de 300 ONGs – de um universo de 820 mil existentes no país, região: Associação Helena Piccardi de Andrade Silva (Sudeste),
segundo o Mapa das Organizações da Sociedade Civil, orga- Pequeno Cotolengo do Paraná – Dom Orione (Sul), Casa de
nizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva (Nordeste), Fundação
“ONGs pequenas e grandes, novas e tradicionais, todas Amazonas Sustentável (Norte) e Apae Anápolis (Centro-Oeste).
quiseram participar. Fechamos com 1.560 inscrições, supe- E por causa: Associação Helena Piccardi de Andrade
rando totalmente a nossa expectativa. Aquele número signi- Silva (Assistência Social), Plan International Brasil (Criança
ficava que a iniciativa se tornaria o maior Prêmio do Terceiro e Adolescente), União de Núcleos Associações dos Moradores
Setor brasileiro. Isso aumentou o nosso trabalho e a nossa de Heliópolis e Região (Desenvolvimento Local), Instituto
responsabilidade”, considera Mansur, com a experiência de Akatu (Meio Ambiente), GRAACC (Saúde), Vocação (Educação)
quem atuou por muitos anos na grande imprensa e atual- e ActionAid Brasil (Direitos Humanos).
mente faz parte dos conselhos da Fundação O Boticário de Por fim, a organização social vencedora foi a Vocação,
Proteção à Natureza e do Greenpeace. antiga Ação Comunitária do Brasil, fundada pelos empresá-
Desse total, 527 inscrições foram validadas. As inscrições rios Francisco Matarazzo Sobrinho, Paulo Ayres Filho, Ruy
invalidadas não traziam muitas das informações obrigatórias Mesquita e José Martins Pinheiro Neto, na década de 1960,
solicitadas nos questionários. Essas ONGs foram automatica- quando projetos sociais arrojados não existiam no país.
mente desclassificadas. Do total, 150 foram pré-selecionadas. A Vocação e todas as demais ONGs em destaque ganha-
Para chegar ao número final, foram avaliados cinco princí- ram o direito, pelo período de um ano, de usar em seu mate-
pios gerais: causa e estratégia; representação e responsabi- rial institucional e de comunicação o “Selo Melhores ONGs”.
lidade; gestão e planejamento; estratégia de financiamento “O evento de premiação também superou totalmente as
e comunicação; e prestação de contas. nossas expectativas. Havíamos previsto um local com cerca de
Assim, durante o processo de escolha das ONGs que 100 lugares. Pelas regras de segurança, poderíamos receber até
fariam parte do Guia, os idealizadores discutiram muito cada 150 pessoas, com algumas permanecendo em pé. Mas nosso
detalhe, para ter certeza que os critérios adotados estavam temor era que algumas das ONGs vencedoras, especialmente as
sendo aplicados de forma justa e equilibrada, afinal estavam menores, com sede longe de São Paulo, não tivessem recursos
avaliando instituições com diversos tamanhos, localizações para enviar representantes para a premiação”, comenta Mansur.
geográficas e causas defendidas. Os organizadores passaram horas discutindo uma forma de
Para tanto, contaram com o valioso apoio dos pesqui- dar a elas a oportunidade de participar, para que não fossem
sadores do Centro de Estudos em Administração Pública e excluídas da homenagem. A solução encontrada foi convidar
Governo (CEAPG) e da Consultoria Jr. Pública (CJP), ambos da as ONGs que não pudessem comparecer a enviar um vídeo,
Fundação Getulio Vargas (FGV-SP). A lista das “100 Melhores que seria transmitido no telão durante o evento. Mas não
ONGs” do país havia sido concluída, separando as seleciona- foi necessário. Das 100 vencedoras, 98 estavam presentes
das em destaques por região e tipo de causa. no evento, provenientes dos 4 cantos do país.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 3


UM PRÊMIO PARA (RE)CONHECER O TERCEIRO SETOR

Quantidade de Melhores ONGs de 2018 e 2017 - por Causa Quantidade de Melhores ONGs de 2018 e 2017 - por Estado
100 100 100 100
Causa UF
melhores de 2017 melhores de 2018 melhores 2017 melhores de 2018

Assistência Social 29 27 AC 1 0

Criança e AM 2 2
14 18
Adolescente BA 1 3
Saúde 11 18 CE 3 2
Educação 11 10 DF 2 2
Desenvolvimento
12 9 ES 0 1
Local
Meio Ambiente 11 5 GO 1 1
Direitos Humanos 5 4 MG 8 9
Outros 3 4 MT 0 1
Cultura 0 3 PA 0 1
Esporte 3 2 PB 0 1
Direitos dos Animais 1 0
PE 2 1
Total Geral 100 100
PR 6 2
RJ 13 14
Quantidade de Melhores ONGs de 2018 e 2017 - por Região RN 1 1
100 100 RO 0 0
Região
melhores de 2017 melhores de 2018
RS 5 8
SE 68 73
SC 7 2
S 18 12
SE 1 0
NE 8 8
CO 3 4 SP 47 49
N 3 3 Total
100 100
Total Geral 100 100 Geral

SEGUNDA EDIÇÃO deste seleto rol do Terceiro Setor”, reitera o presidente do


Neste ano, o Prêmio recebeu mais de mil inscrições de Instituto Doar, Marcelo Estraviz.
organizações sociais de todo o Brasil. Destaca-se, agora, o A maioria delas, 73, é proveniente da Região Sudeste,
aumento de 28,1% no volume de inscrições consideradas enquanto 12 são do Sul. Um pouco mais abaixo, o Nordeste
válidas, ou seja, 675 contra 527, em 2017. aparece com oito representantes. Fechando essa lista, o
Realizado este primeiro filtro, a Comissão Organizadora Centro-Oeste possui quatro ONGs e, o Norte, somente três.
do Prêmio e a Consultoria Jr. Pública, da FGV-SP, seleciona- Ainda se nota uma concentração, ao mesmo tempo, um espe-
ram 306 organizações para a segunda fase. Em seguida, com lho do país quanto à população.
mais rigor ainda, deixaram 200 finalistas. Por último, redu- Outro dado revela que 27 melhores atuam com causas
ziram este contingente e chegaram às 100 melhores ONGs relativas à assistência social; 18 com crianças e adolescentes
que compõem este Guia. e com a área de saúde. Na sequência, dez entidades lidam
“Para ter alguma chance de fazer parte dessa lista final, com questões sobre educação. Há ainda instituições liga-
as entidades devem responder a todas as perguntas do ques- das a desenvolvimento local (9), meio ambiente (5), direitos
tionário, pois é por meio dele que são avaliados os pontos humanos (4), cultura (3) e esporte (2).
fortes e fracos de cada candidata. Por isso, o correto preen- Segundo as estatísticas geradas pelo questionário enviado
chimento deste documento é fator essencial para fazer parte pela Organização do Prêmio às finalistas, 98% têm plano de

4 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


capacitação da equipe; 96% publicam relatório de atividades ajudar ao próximo, se voluntariar e fazer doações, mas não
anual em seu site; 95% têm doadores regulares (em média, consegue enxergar que devemos doar para financiar as cau-
quase 4 mil pessoas físicas); 94% publicam demonstrativos sas por nós defendidas, que nos são caras.
financeiros em seu site; 93% desenvolvem tecnologia social; “Por isso não existe, efetivamente, uma cultura de doar
90% avaliam o desempenho dos gestores; 88% colocam seu para ONGs, para garantir a sustentabilidade delas. Essa reali-
estatuto no site e fazem planejamento estratégico; 86% têm dade é distinta de países como os Estados Unidos, Inglaterra
plano de captação de recursos anual; 78%, plano de comuni- e Alemanha, onde as pessoas também são solidárias, mas são
cação anual; e 62% dependem de uma única fonte, principal- bastante estratégicas quanto às suas doações, escolhendo
mente de empresas e governo. organizações que compartilham das suas causas e valores e
“As ONGs selecionadas são mais transparentes e estrutu- permanecendo como doadoras por muitos anos”, compara.
radas no modo como fazem sua gestão e planos e têm base Vergueiro acredita que, paralelamente, as instituições podem
mais ampla de doadores regulares, quando comparadas às construir planos de captação mais eficazes,. “Também precisamos
demais entidades que ficaram pelo caminho”, compara o pre- de mais fornecedores especializados em Terceiro Setor, principal-
sidente do Conselho do Instituto Doar, Fernando Nogueira. mente na área de tecnologia e comunicação. Finalmente, bus-
Coordenador de projetos de inovação pública na Secretaria car a produção de mais pesquisas e estudos que nos permitam
de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de São Paulo e pro- entender o perfil das organizações e dos doadores, avançando nas
fessor na Fundação Getulio Vargas (FGV), o gestor pondera estratégias para desenvolver o setor como um todo”, argumenta.
que há, no Brasil, bons exemplos de ONGs pequenas que rea- A mesma percepção é compartilhada por Aron Zylberman,
lizam um ótimo trabalho. diretor-executivo do Instituto Cyrela e membro do conse-
“Essas instituições, embora pequenas e com atuação basi- lho de administração do Instituto Brasileiro de Governança
camente feita com a ajuda de voluntários, conseguem ado- Corporativa (IBGC), que lamenta a falta de uma cultura de
tar princípios de boa gestão, mostrando que é possível fazer doação bem desenvolvida no Brasil.
o essencial, independentemente do porte, da região em que E aponta vários culpados. “Há gargalos bem conhecidos que
atuam e da causa defendida”, arremata o especialista. têm recebido muito destaque por organizações como o Grupo
de Institutos Fundações e Empresas (Gife) e o Instituto para o
CULTURA DA DOAÇÃO Desenvolvimento do Investimento Social (Idis), a exemplo da apro-
O tema foi matéria de capa da edição #75 da revista vação de um Marco Regulatório inadequado, da pouca divulgação
Filantropia, publicada no início do segundo trimestre de 2016 na grande mídia sobre as boas práticas no Terceiro Setor, além
pelo Instituto Filantropia, mostrando que a escassez de recursos da má reputação de algumas ONGs ligadas à políticos”, enumera.
no caixa das organizações sociais era sinal da diminuição do Jurado desde a primeira edição do Prêmio, o professor Mário
fluxo de donativos e elevação de gastos. Nesse cenário, as ONGs Aquino Alves, do curso de administração da FGV, entretanto,
estão aprendendo soluções criativas para conseguir arrecadar. visualiza uma nítida evolução nas discussões de melhoria
Para João Paulo Vergueiro, conselheiro do Instituto Doar e dos processos de avaliação das ONGs, sobretudo no que diz
diretor-executivo da Associação Brasileira de Captadores de respeito à comparabilidade entre organizações de tamanhos
Recursos (ABCR), mais do que ajudar na evolução da cultura e escopos distintos, bem como da real relevância da atuação
de doação, o “Prêmio Melhores ONGs” promove o desenvolvi- delas para as comunidades abrangidas.
mento da cultura da gestão profissional dentro das organizações. “O Prêmio concedido pelo Instituto Doar, por exemplo, faz
“Ao reconhecer e valorizar aquelas que são mais bem parte dessa mudança, pois é uma iniciativa necessária e fun-
estruturadas, preparadas, transparentes e independentes, damental para o Terceiro Setor como um todo e, obviamente,
o Prêmio estimula as demais instituições a construir uma para as organizações selecionadas e vencedoras. No momento,
governança e uma gestão interna mais moderna e eficaz. a confiança institucional e reputação são essenciais para a
Indiretamente, acaba promovendo a cultura de doação, visto sobrevivência das entidades, não apenas para a captação de
que essas organizações serão financiadas cada vez mais por recursos, mas para a difusão da missão da organização”, defende
aqueles que acreditam na causa defendida por delas”, afirma. o especialista, que há 25 anos debate o tema, incluindo, nos
Segundo o gestor, as pessoas se inspiram na excelência, no últimos anos, um olhar mais detalhado sobre a emergência
exemplo. “Por isso, o Prêmio é extremamente relevante para o de formas alternativas de organizações na sociedade civil.
país, porque mexe com os brios das organizações fazendo com
que elas queiram, todos os anos, se qualificar dentre as melhores FINALISTAS
do Brasil, se preparando para isso. Ou seja, ele está elevando a Nesta edição do Prêmio, 16 ONGs ganharam destaque em
barra da qualidade no Terceiro Setor, colaborando para a cons- 16 diferentes categorias neste Guia, por meio de reportagens
trução de um ambiente ainda mais transformador”, salienta. que retratam sua história, missão, atividades, dificuldades
Incentivador do Prêmio, o dirigente da ABCR defende e vitórias. Nas próximas páginas, conheça o trabalho dessas
a máxima segundo a qual o brasileiro é solidário, costuma ONGs que ganharam destaque!

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 5


MELHOR ONG DE 2018

Excelência
no atendimento
Melhor ONG de 2018 atende crianças
e adolescentes com câncer e suas famílias

S
ediada em Natal, Rio Grande do Norte,
organização social atende crianças e ado- CASA DURVAL PAIVA
lescentes com câncer e doenças hemato-
lógicas crônicas e dá apoio a familiares e
acompanhantes de pacientes
Se por um lado o câncer é considerado
uma das doenças mais cruéis – principal-
mente quando atinge crianças –, por outro
também se caracteriza pela alta incidência de cura se detec-
tado e tratado no começo. Mas a luta contra essa enfermi-
1995 Natal/RN
dade pode ganhar contornos menos dramáticos e dolorosos
com o acesso à informação. casadurvalpaiva.org.br
Mãe da estudante Luana Silvestre, 19, a professora Rosa
(84) 4006-1600
da Paz comprovou a importância deste tipo de comunicação
ao desconfiar do problema de saúde apresentado pela filha,
após ler mensagem sobre os principais sinais e sintomas do
câncer infantojuvenil impressa nas sacolas de compras do Mesmo aguentando os seguidos maus tratos no âmbito
supermercado Nordestão, parceiro da Casa Durval Paiva de familiar e vivendo na casa de parentes, o instinto materno
Apoio à Criança com Câncer (CACC) neste tipo de divulgação. falou mais alto e, nove meses depois, vinha ao mundo a
Em 2013, com a filha diagnosticada com linfoma de pequena Júlia Maíssa, hoje com 8 anos, que deu ao irmão
Hodgkin - tipo de câncer que se origina nos linfonodos (gân- mais velho a chance de uma nova vida.
glios) do sistema linfático -, Rosa tomou coragem e fez um O tratamento de Janderson, que passou por sessões de
check-up. Assustador para qualquer mulher, o resultado posi- rádio e quimioterapia, foi realizado no hospital de pediatria
tivo para câncer de mama, entretanto, não tirou o ânimo da da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e
educadora, que encontrou forças para lutar contra este tipo no hospital da Liga Norteriograndense Contra o Câncer. Hoje,
da doença, que a cada ano responde, em média, por cerca de a família tem moradia própria, construída pela Casa Durval
25% dos casos novos no mundo. No Brasil, esse percentual Paiva, também em Natal.
é um pouco mais elevado chegando a 28,1%, de acordo com Estabelecida na capital potiguar, a organização social
o Instituto Nacional de Câncer (Inca). potiguar que ajudou todas essas pessoas conta hoje com 105
Durante oito meses, mãe e filha fizeram juntas o tra- colaboradores e já realizou 1.509 atendimentos desde 1995,
tamento, com sessões de rádio e quimioterapia, na Liga ano de sua fundação. São recebidos pacientes da região semi-
Norteriograndense Contra o Câncer, e venceram a batalha árida do Rio Grande do Norte e de estados vizinhos, como
contra o câncer graças ao diagnóstico precoce. Hoje, ambas Paraíba, Ceará, Pernambuco e Sergipe.
estão curadas e levam uma vida normal em Natal (RN). Com foco principal no atendimento de crianças e adoles-
História igualmente emocionante é a do estudante Janderson centes com câncer e doenças hematológicas crônicas, além de
Oliveira, diagnosticado com leucemia mieloide aguda em abril dar suporte aos familiares e acompanhantes durante e após
de 2010, quando tinha 5 anos de idade. Sem encontrar um o tratamento, a Casa Durval Paiva busca a cura da doença,
doador de medula óssea compatível, a mãe do garoto, a dona contribuindo para o resgate da cidadania, dignidade e qua-
de casa Joelma Oliveira, decidiu engravidar novamente. lidade de vida dos pacientes.

6 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


2018

Dentre os principais projetos atualmente desenvol- parcerias, inclusive governamentais”, explica o presidente da
vidos pela organização social destacam-se “Na Trilha do Casa Durval Paiva, Rilder Flávio de Paiva Campos.
Desenvolvimento” e “Viver Feliz”, que possibilitam a inclusão Inspirado pelo modelo adotado pela organização social
de crianças e adolescentes com câncer, por meio da oferta que administra, o gestor afirma que as ONGs de modo
de atividades e ações socioeducativas na área de educação geral devem continuar lutando para fortalecer a política
especial, criando condições para o seu protagonismo, melho- de voluntariado, buscando ampliar a legitimidade e o reco-
rando a autoestima e o desempenho escolar, durante o perí- nhecimento da importância da missão social institucional
odo de afastamento da escola regular. Mais de 500 crianças pela população.
são beneficiadas com essas ações. “Existe também uma forte necessidade de se fortalecer o
Outra iniciativa que faz a diferença é o projeto “Fazendo processo de planejamento estratégico das instituições, a fim
Arte”, criado para contribuir para a inclusão produtiva das de dar prioridade a áreas como captação de recursos e comu-
mães e acompanhantes durante o período de tratamento nicação com a sociedade. Outro desafio é profissionalizar os
onco-hematológico dos filhos na instituição, gerando renda, processos de gestão e buscar a qualificação profissional de
sustentabilidade financeira e promovendo a cidadania dessas diretores e equipes”, pondera.
famílias as quais, na maioria dos casos, encontram-se em situa- Segundo Rilder, que também dirige a Confederação
ção de vulnerabilidade socioeconômica. O benefício favorece 50 Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança
mães (diretamente) e mais de 100 familiares (indiretamente). e ao Adolescente com Câncer (Coniacc), é notório o pouco
Também entra neste rol o projeto “Vida”. A partir do diag- ou nenhum domínio das instituições no que concerne ao
nóstico da situação socioeconômica das moradias e locais onde recente Marco Regulatório do Terceiro Setor, frente às mudan-
residem as famílias das crianças e dos adolescentes cadastrados ças trazidas pela nova legislação, que representou impor-
e atendidos pela Casa Durval Paiva, são propostas e realizadas tante avanço ao reconhecer a relevância das organizações
ações de melhorias das condições físicas e sanitárias dos domi- da sociedade civil no processo de transparência e utilização
cílios, como construção de novas residências, reformas, doa- dos recursos públicos.
ções de móveis, eletrodomésticos e utensílios. Até hoje foram O gestor critica também a carência, no Brasil, de
construídas 89 casas e realizadas 129 reformas, beneficiando ações mais enfáticas de advocacy, caracterizado como a
mais de 1.000 pessoas, calculando que, naquela região, cada defesa e argumentação em favor de uma causa, uma das
família possui, em média, cinco integrantes. marcas da CACC. Muito comum no exterior, trata-se de
Para realizar todas essas atividades, a organização, situ- um forte processo de reivindicação de direitos, organi-
ada no bairro do Barro Vermelho, depende totalmente de zado para influenciar a formulação e implementação de
doações, obtendo recursos pela doação individual de pessoas políticas públicas.
físicas, jurídicas e por meio de projetos. “Ações de advocacy visando à efetividade da incidência
“Possuímos uma central de doações que desenvolve ações política ainda se mostram tímidas e frágeis em seu papel
de telemarketing e uma coordenação de projetos encarregada propositivo, parceiro e executor das organizações, no âmbito
de identificar e inscrever projetos em editais de empresas das políticas de inclusão social que fortaleçam o processo
privadas. Aproximadamente 95% da receita institucional de consolidação do estado democrático de direito em nosso
advém da doação individual, e o restante, de projetos e outras país”, reforça o dirigente da Casa Durval Paiva.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 7


ENTREVISTA COM A MELHOR ONG DE 2017

Coroação de uma trajetória de


inovação e transparência
Em 2017, a ONG Vocação completou 50 anos de atuação. Ao longo desse tempo,
atendeu mais de 192 mil pessoas, contribuindo com a construção de uma sociedade
mais justa e igualitária. Para completar a celebração de um ano tão especial, a
organização foi contemplada com o prêmio de Melhor ONG do Brasil

A
primeira edição do prêmio 100 Melhores disso, a preocupação constante com melhorias de gestão e
ONGs do Brasil, iniciativa que iden- transparência sempre nos guiou. Criamos até um sistema
tifica as melhores organizações não próprio de avaliação de impacto social para mensurar a qua-
governamentais atuantes no País, teve lidade dos programas que desenvolvemos”, ressalta Anadelli.
como critérios de avaliação: causa e Em entrevista ao Guia 100 Melhores ONGs do Brasil, a
estratégia, representação e respon- gerente de mobilização conta um pouco mais sobre a atua-
sabilidade, gestão e planejamento, ção da organização vencedora de 2017 e comenta o impacto
estratégia de financiamento e comu- que a premiação trouxe.
nicação, e prestação de contas. Ao todo, foram mais de 1.500
ONGs inscritas e, depois de um árduo trabalho de análise, a Guia 100 Melhores ONGs do Brasil – Conte-nos um
ONG Vocação foi escolhida a vencedora. pouco sobre a trajetória da Vocação e os motivos que
“Receber esse prêmio no ano em que completamos meio a levou a conquistar o título de melhor ONG do Brasil
século foi muito significativo. Ser reconhecida como a melhor em 2017.
entre as mais de 400 mil ONGs existentes no Brasil coroou uma Anadelli Soares Braz – A Vocação foi fundada pelos
trajetória de constante inovação”, afirma Anadelli Soares Braz, empresários Francisco Matarazzo Sobrinho, Paulo Ayres
gerente de mobilização de recursos e marketing da Vocação. Filho, Ruy Mesquita e José Martins Pinheiro Neto na década
Ao longo de cinco décadas, a Vocação acompanhou a evo- de 1960, quando ainda não existiam projetos sociais arroja-
lução da sociedade e das políticas públicas, sempre buscando dos no país. Na década de 1970, a organização estabeleceu
adequar seu atendimento ao contexto do momento. “Além convênios com entidades de bairros e investiu na criação de

8 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


2017

metodologias pedagógicas. Nas décadas seguintes, passou a vulnerabilidade social; educadores sociais; agentes ambien-
oferecer atendimento completo e integrado com práticas de tais; orientadores socioeducativos; técnicos e supervisores
Educação, Saúde e Cultura. Já na virada do século, a Vocação dos serviços da Assistência Social; e líderes, assistentes e
passou a dedicar-se ao atendimento prioritário à criança, ao gestores comunitários. Nossos atendimentos são realizados
adolescente e ao jovem, tendo como foco as ações socioe- tanto de maneira direta quanto indireta.
ducativas, a inserção no mercado de trabalho e o desenvol- A seleção dos atendidos é feita com o apoio de nossas
vimento comunitário. Além disso, buscou aproximar-se do parceiras. A Vocação trabalha atualmente em parceria com
governo para influir em políticas públicas. 86 organizações da sociedade civil (OSCs) no Programa de
Receber o prêmio de melhor ONG do Brasil no ano em que Desenvolvimento Integral, no qual temos uma abordagem
completamos 50 anos de existência foi muito significativo colaborativa e atuamos em rede com diversos atores dos ter-
para nós. Ser reconhecida como a melhor em meio a tantas ritórios atendidos.
organizações coroou uma trajetória de constante inovação e
transparência. Os critérios de avaliação adotados pela organi- Guia – Atualmente, quais são as frentes de atua-
zação levaram em consideração a causa defendida, a transpa- ção da ONG?
rência da organização, aspectos de governança, a prestação de Anadelli – Nosso foco de atuação é despertar e forta-
contas e as estratégias de financiamento e comunicação, ou lecer crianças, adolescentes e jovens para que eles possam
seja, pontos que são vitais ao nosso modelo de gestão. Sermos desenvolver seus projetos de vida.
reconhecidos por esses aspectos é motivo de muito orgulho e Atualmente, desenvolvemos projetos em comunidades,
satisfação, pois mostra que estamos no caminho certo. em parceria com OSCs, com o intuito de capacitar líderes e
gestores comunitários. Também trabalhamos com capacita-
Guia – Quem é público atendido pela Vocação e como ção profissional e mantemos um programa de inserção dos
é feita a seleção para participar dos projetos? jovens atendidos no mercado de trabalho, em oportunidades
Anadelli – O público atendido dos nossos projetos é com- dignas. O Programa Mentoring, que tem o objetivo de pres-
posto por crianças, jovens e suas famílias, em situação de tar aconselhamento profissional aos jovens e aproximá-los

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 9


ENTREVISTA COM A MELHOR ONG DE 2017

do ambiente corporativo, é desenvolvido em parceria com Guia – Como a ONG Vocação é mantida?
as empresas Bloomberg, Pinheiro Neto Advogados, TAG Anadelli – A Vocação conta com doações diretas recor-
Investimentos, Mastercard, Banco Macquarie e Universidade rentes, vindas de empresas parceiras e de apoiadores pes-
Anhembi Morumbi. Já o Programa Jovem Aprendiz, que é uma soa física. Também desenvolvemos um negócio de geração
oportunidade para o jovem ingressar no mercado de traba- de renda própria, chamado Brinde do Bem. Trata-se de uma
lho ao mesmo tempo em que recebe uma formação técnica- operação de venda de brindes corporativos, em que 100% do
-profissional diferenciada, conta com o apoio institucional resultado é revertido para os programas socioeducativos da
do Grupo Laureate. ONG. Participamos, ainda, do Programa Nota Fiscal Paulista
e temos projetos realizados com o apoio de recursos incen-
Guia – Quais outros projetos estão em andamento? tivados como Fundo Municipal da Criança e do Adolescente
Anadelli – Além dos programas já citados, contamos (Fumcad), Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do
ainda com outras cinco iniciativas, voltadas ao desenvolvi- Adolescente (Condeca) e Lei Rouanet.
mento socioemocional de crianças, adolescentes e jovens, e
profissionalizantes. Guia – A prestação de contas da Vocação, aliada à
O Programa Crê-Ser promove o desenvolvimento integral transparência, foi um dos fatores que levou a orga-
de crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos, e nização a ser escolhida a melhor de 2017. Conte-nos
tem como principal ferramenta de transformação e cidada- como ela é feita.
nia a garantia de direitos ao lúdico, à participação, à cultura Anadelli – A Vocação sempre se pautou em critérios de
e à informação. transparência e governança. Por isso, temos em nosso quadro
O Programa Preparação para o Trabalho, por sua vez, pro- profissionais – voluntários e fixos – capacitados para a rea-
move o desenvolvimento integral de adolescentes com ida- lização dessas atividades. Nossa prestação de contas é feita
des entre 15 e 18 anos. A principal estratégia adotada pelo de maneira rigorosa: todos os números passam por audito-
programa é o fortalecimento do Projeto de Vida, ferramenta ria externa independente e todo ano é publicado no site da
por meio da qual o jovem tem a oportunidade de refletir sobre Vocação o relatório de atividades e o relatório fiscal. Essas são
seu passado, presente e futuro, de modo a tornar-se apto a apenas algumas ações adotadas para garantir a credibilidade
fazer escolhas conscientes. Esse projeto está estruturado em e a transparência de nosso trabalho. Mas tudo isso somente
três eixos – autogestão, trabalho e cultura –, que promovem é possível porque há um corpo de conselheiros competente
a inclusão social e ampliação do universo social, cultural e e engajado, que voluntariamente dirige a organização. Essa
ético dos jovens. combinação entre equipe técnica de excelência e gestão de
O Programa Inserção no Mercado de Trabalho tem o impor- grandes empresários garante o sucesso da ONG, que há 50
tante desafio de fortalecer o potencial profissional dos jovens anos realiza um trabalho sério, transparente e que trans-
e inseri-los em oportunidades dignas de trabalho. A Vocação forma a vida de milhares de pessoas.
é, inclusive, formadora e certificadora de Jovem Aprendiz. Além disso, desenvolvemos um sistema próprio de avalia-
O Programa Desenvolvimento Integral engloba todos os ção de mudanças e impacto social para mensurar a qualidade
programas da ONG e é a evolução da nossa atuação. Seu dos nossos programas. Outro ponto importante, que reforça
objetivo é ampliar as oportunidades de desenvolvimento nosso compromisso com a transparência de informações, é o
integral de crianças, adolescentes e jovens, valorizando e fato de nossas empresas parceiras visitarem as comunidades
incrementando práticas socioeducativas realizadas pelos apoiadas, realizarem atividades de voluntariado e engajarem
profissionais dos serviços de convivência e fortalecimento seus funcionários em diversas ações sociais.
de vínculos, na perspectiva da efetivação do sistema de
garantia de direitos. Esse programa é executado em par- Guia – Comente os resultados obtidos pela Vocação
ceria com o governo. em 2017.
Por fim, o Programa Formação de Lideranças realiza Anadelli – Em 2017 alcançamos a expressiva marca de
encontros de capacitação de lideranças com o objetivo de for- 26.206 atendimentos. O total dos recursos arrecadados foi
talecer comunidades e mobilizar famílias, além de colaborar de R$ 9,8 milhões e, deste total, R$ 9,5 milhões foram apli-
com o aperfeiçoamento da gestão de organizações sociais. As cados em nossos programas; os R$ 300 mil restantes foram
atividades compreendem encontros sistemáticos e assesso- incorporados às reservas patrimoniais da organização. Todos
rias in loco, promovendo a formação intensiva de gestores e os resultados foram auditados pela Grant Thornton, o que
lideranças comunitárias. reforça nosso compromisso com a transparência.

10 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


AS MELHORES ONGS DE 2018

As 100 melhores ONGs de 2018


ACTC - Casa do Coração CLP - Centro de Liderança Pública Instituto Padre Haroldo
AFESU Conectas Direitos Humanos Instituto Phi
Amigos do Bem Corpo de Patrulheiros Mirins Instituto Ponte
de Santo André
Amigos Múltiplos pela Esclerose Instituto Reação
CPTI
APAE Anápolis Instituto Reciclar
CREN - Centro de Recuperação e
APAE de São Paulo Instituto Ronald McDonald
Educação Nutricional
APAE de Taubaté Instituto Ser +
FAS - Fundação Amazonas Sustentável
ARTEMISIA Instituto Socioambiental (ISA)
Fazendo História
ARTESOL - Artesanato Solidário Instituto Verdescola
Foco Empreendedor
ASA Irmandade da Santa Casa de
FUNBIO - Fundo Brasileiro para a
Misericórdia de Porto Alegre
Associação Aliança de Misericórdia Biodiversidade
Luta pela Paz
Associação Amigos do Projeto Guri Fundação Cristiano Varella
Minha Campinas
Associação Centro América de Karatê Fundação EPROCAD
Shotokan Obras Sociais irmã Dulce
Fundação Gol de Letra
Associação de Apoio à Criança com Operação Sorriso
Fundação Julita
Câncer
Pequeno Cotolengo do Paraná - Dom
Fundação O Pão dos Pobres
Banco da Providência Orione
de Santo Antônio
BrazilFoundation Plan International Brasil
Fundação Sara Albuquerque Costa
CALÁBRIA Projeto Casulo
Fundo ELAS
CAMP Guarujá Projeto Providência
Funfame | Hospital de Base São José do
Casa Azul Rio Preto Ramacrisna
Casa da Criança e do Adolescente de FURC BAHIA Rede Cidadã
Valinhos
Gaia+ Salesianos - Inspetoria São João Bosco
Casa do Menino Jesus de Praga
GRAACC Santa Casa BH
Casa Durval Paiva
Grupo Luta Pela Vida Saúde Criança
Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro
Grupo Vida - Brasil SITAWI Finanças do Bem
Casas André Luiz
ICOM Floripa Solar Meninos de Luz
CEPFS
Instituto Igarapé SOS Sorocaba
CERENE - Centro de Recuperação Nova
Imazon SP Leituras - Organização Social de
Esperança
Cultura
ChildFund Instituto Brasil Solidário
Tabôa Fortalecimento Comunitário
CIAM - Centro Israelita de Apoio Instituto C - Criança, Cuidado, Cidadão
Teto
Multidisciplinar
Instituto Desiderata Turma do Bem
Cidade Escola Aprendiz
Instituto do Câncer Infantil Unidos pela Vida
CIEDS - Centro Integrado de Estudos
Instituto Horas da Vida Vaga Lume
e Programas de Desenvolvimento
Sustentável Instituto Lenon Vocação
CIES Global Instituto Mamirauá WimBelemDon
Cirurgiões da Alegria Instituto Nordeste Cidadania WWF

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 11


Conheça as Melhores ONGs de 2018!
ACTC- AFESU
CASA DO CORAÇÃO AMIGOS DO BEM

1994 São Paulo/SP 1963 São Paulo/SP 1993 Buíque/PE

actc.org.br afesu.org.br amigosdobem.org

(11) 3088-7454 (11) 3085-0919 (11) 3019-0100

Atendemos crianças e adolescentes com cardio- A AFESU atua desde 1963 para promover as Há 25 anos, a Amigos do Bem tem transfor-
patia grave que precisam de tratamento completo formações educacional, profissional e humana de mado a vida de milhares de pessoas que vivem
nos centros de atendimento de alta complexidade mulheres de qualquer idade em situação de vul- em situação de extrema pobreza no sertão nor-
cardíaco pediátrico e que são pacientes exclusiva- nerabilidade social, por meio de projetos de apoio destino. Hoje, mais de 60 mil pessoas são aten-
mente do SUS. escolar, iniciação profissional e cursos técnicos. didas regularmente, em 118 povoados, no sertão
As pessoas sem poder aquisitivo e que precisam Investir na educação e na qualificação profis- de Alagoas, Pernambuco e Ceará, com projetos
vir para São Paulo para o tratamento de seus filhos sional de mulheres traz inúmeros benefícios com- de educação e geração de renda.
não têm como permanecer nesta cidade durante provados à sociedade e resultados estruturantes que O Sertão Nordestino é o semiárido mais popu-
o tratamento. Dados médicos indicam que 8 em permitem visualizar um futuro com mais igual- loso do mundo, com os mais baixos índices de
cada 100.000 crianças têm cardiopatia grave; por- dade de oportunidades. De acordo com a Unesco, desenvolvimento humano (IDH) do Brasil. Ali,
tanto, se não forem adequadamente tratadas, 40% uma criança que nasce de uma mãe alfabetizada vivem 9,6 milhões de pessoas em condições pre-
podem evoluir para óbito. tem 50% mais chances de viver após os cinco anos. cárias, quase 60% em situação de extrema pobreza.

AMIGOS MÚLTIPLOS APAE ANÁPOLIS APAE DE


PELA ESCLEROSE SÃO PAULO

2013 Guarulhos/SP 1969 Anápolis/GO 1961 São Paulo/SP

amigosmultiplos.org.br apaeaps.org.br apaesp.org.br

(11) 99816-8992 (62) 3098-2525 (11) 5080-7000

A AME nasceu do sonho de divulgar a esclerose É uma organização social sem fins lucrativos A APAE de São Paulo é uma organização da
múltipla (EM), contribuir para a busca de diagnós- que vem, ao longo de sua existência, exercendo sociedade civil que trabalha pelo desenvolvimento
tico precoce, tratamento adequado e melhora da o papel de mobilizadora nas questões ligadas à do potencial da pessoa com deficiência intelec-
qualidade de vida de pacientes, amigos e familiares. assistência social, educação, saúde e inclusão da tual, favorecendo sua plena inclusão na sociedade.
Engajada no desenvolvimento de políticas públicas pessoa com deficiências intelectual e/ou múltipla. A pessoa com deficiência intelectual é per-
que resultem no bem-estar das pessoas com EM ao Pessoas com deficiência necessitam de espaços cebida na sociedade pelas suas incapacidades, e
redor do Brasil, é a maior entidade digital sem fins e oportunidades iguais. Isso só é possível por meio não pelas suas potencialidades. Com a Convenção
lucrativos de suporte a pessoas com EM no Brasil. da inclusão e do respeito às diferenças. dos Direitos da Pessoa com deficiência e com a
Informação é o melhor remédio para ajudar promulgação da LBI, estas pessoas devem viver e
no diagnóstico precoce, no tratamento adequado serem percebidas sob um novo paradigma: o da
e, consequentemente, na melhora da qualidade inclusão plena e irrestrita.
de vida de quem convive com EM.

12 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

ARTESOL -
APAE DE TAUBATÉ ARTEMISIA
ARTESANATO SOLIDÁRIO

1965 Taubate/SP 2005 São Paulo/SP 2002 São Paulo/SP

apaetaubate.org.br artemisia.org.br artesol.org.br

(12) 3621-9028 (11) 3812-4303 (11) 3082-8681

Atua na defesa dos diretos das pessoas com Pioneira na disseminação e no fomento de negó- Há 20 anos, trabalhamos conectando pessoas,
necessidades especiais. cios de impacto social no Brasil. Desde 2004, a orga- histórias e territórios criativos no campo do arte-
A causa da APAE de Taubaté é nobre, pois trata- nização apoia negócios de setores relevantes com o sanato de tradição cultural, sensibilizando a socie-
-se de uma instituição que lida com seres humanos objetivo de fornecer o acesso de todos os brasileiros dade para a valorização de objetos feitos à mão por
muito especiais. a uma vida digna e plena.. comunidades de terras quilombolas, indígenas,
O combate à pobreza não somente gera renda, povoados ribeirinhos e vilas do sertão brasileiro,
como também assegura direitos fundamentais a com o objetivo de manter vivo seus conhecimentos
todo ser humano, como o acesso à saúde, educa- e gerar desenvolvimento socioeconômico.
ção e vida digna. Soluções definitivas de enfrenta- Apoiamos a salvaguarda dos saberes ancestrais
mento à pobreza só serão eficientes se articularem de técnicas artesanais, transmitidas entre gerações
a contribuição de todos os agentes da sociedade - que são um patrimônio cultural do Brasil, capaci-
públicos, privados e filantrópicos. tando artesãos para o empreendedorismo e promo-
vendo a sua inclusão digna no mercado de trabalho.

ASSOCIAÇÃO ALIANÇA ASSOCIAÇÃO CENTRO


ASA DE MISERICÓRDIA AMÉRICA DE KARATÊ SHOTOKAN

1942 São Paulo/SP 2000 São Paulo/SP 1970 Cuiabá/MT

asatransforma.org.br misericordia.com.br shotokan.com.br

(11) 3887-1112 (11) 3120-9191 (65) 3052-1114

A ASA é uma organização da sociedade civil Mais que uma Associação, a Aliança é uma Trabalhar com projeto social, que tenha como
que, há 75 anos, atende mais de 1.400 crianças, comunidade com grande potencial de unir pes- objetivo restabelecer a ordem, a disciplina e, ainda,
adolescentes e idosos em situação de vulnerabi- soas em prol dos que mais necessitam. As ativida- resgatar a dignidade e fortalecer os vínculos fami-
lidade social na cidade de São Paulo. des desenvolvidas pela entidade têm finalidades liares, é, com certeza, um grande desafio. Esse tal-
A ASA tem como missão transformar vidas, assistenciais, socioeducativas e culturais, visando vez seja um dos maiores enfrentados pela academia
educando e cuidando de crianças e adolescentes, à formação integral da pessoa nos níveis humano, Shotokan, quando em 2000 aceitou implantar um
acolhendo e promovendo o bem-estar de idosos espiritual e social, bem como à promoção do projeto piloto numa escola municipal. Surgiu, então,
e oferecendo oportunidades de desenvolvimento homem como um todo, sem acepção de pessoas. em 2007, o Projeto Karatê-Dô Esporte e Cidadania,
pessoal com respeito e dignidade. Investir em pessoas que vivem em vulnerabi- marca registrada de todos os projetos realizados.
lidade favorece e fomenta a promoção integral de Preza-se por uma formação de indivíduos
cada uma, em vista de restabelecer uma profunda de bem, os quais, muito além de golpes perfei-
harmonia humana e social, oferecendo oportuni- tos, alcancem transformações em suas atitudes
dades a fim de reduzir a desigualdade e permitir na família, na escola e, consequentemente, na
que o país avance de forma equilibrada. sociedade civil.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 13


AS MELHORES ONGS DE 2018

ASSOCIAÇÃO DE APOIO À BANCO DA BRAZILFOUNDATION


CRIANÇA COM CÂNCER PROVIDÊNCIA

1985 1959 Rio de Rio de


São Paulo/SP Janeiro/RJ 2001 Janeiro/SP

aacc.org.br bancodaprovidencia.org.br brazilfoundation.org

(11) 5084-5434 (21) 3257-2769 (21) 2532-2998

Associação que oferece uma casa acolhedora O Banco da Providência"é uma instituição Organização internacional que mobiliza recursos
e apoio incondicional para a criança com câncer filantrópica fundada há 59 anos por Dom Helder para ideias e ações que transformam o Brasil. Mais
e para seus familiares. Câmara, que desenvolve coletivamente (por meio de US$ 40 milhões já foram arrecadados e investi-
Seu rabalho é acolher o humano que passa de parceiros) projetos de capacitação para o traba- dos em mais de 450 organizações sociais por todo
pelo câncer. lho e geração de renda para jovens, adultos e famí- o país nas áreas de educação, saúde, cultura, desen-
lias que vivem em situação de pobreza extrema na volvimento socioeconômico e direitos humanos.
cidade do Rio de Janeiro. Uma boa ideia detém enorme poder. Quando
Estudiosos deste tema afirmam que não há nutrida e apoiada, pode se tornar uma solução
solução isolada para reduzir a pobreza e indicam que ajuda a transformar pessoas, comunidades
dois caminhos: a elaboração de uma agenda cole- ou territórios. Investir e fortalecer iniciativas que
tiva, articulando iniciativas e programas de política promovam igualdade de acesso e oportunidades
pública, assim como a formação de jovens, adultos são a chave para combater a desigualdade e pro-
e famílias que vivem na pobreza. mover a justiça social no Brasil.

CASA DA CRIANÇA E DO
CALÁBRIA CAMP GUARUJÁ
ADOLESCENTE DE VALINHOS

1962 Porto Alegre/RS 1968 Guarujá/SP 1987 Valinhos/SP

calabria.com.br camp-guaruja.org.br casadacriancadevalinhos.com.br

(51) 3245-7222 (13) 3355-7906 (19) 3871-0546

O Centro de Educação Profissional São João A entidade sempre procurou suprir a lacuna da A "Casa da Criança e do Adolescente de
Calábria é um espaço de acolhida, proteção e desigualdade social e da falta de políticas públicas Valinhos" oferece há 25 anos um espaço de pro-
inter-relações humanas em prol da inclusão social, voltadas à promoção de famílias e adolescentes, teção e educação a crianças, adolescentes e seus
voltado ao atendimento de crianças, adolescentes, recebeu o reconhecimento de promover a for- familiares, auxiliando-os na formação da cidadania.
jovens e idosos em situação de vulnerabilidade. mação humana e profissional e a integração no Nosso trabalho é importante porque lutamos
A causa estratégica do Calábria é "Educar mundo do trabalho, com a indelével marca de para que todas as crianças e adolescentes tenham
Semeando Esperança". lisura e transparência. relações saudáveis, possibilitando que seus laços afe-
A formação profissional de jovens em vulne- tivos e familiares sejam restaurados e fortalecidos,
rabilidade garante o direito à profissionalização e tornando-os empreendedores do bem.
torna os adolescentes protagonistas da transfor-
mação da sua realidade e família.

14 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

CASA DO CASA RONALD MCDONALD


MENINO JESUS DE PRAGA DO RIO DE JANEIRO CASAS ANDRÉ LUIZ

Rio de
1984 Porto Alegre/RS 1994 Janeiro/RJ 1949 Guarulhos/SP

casadomenino.org.br casaronald.org.br casasandreluiz.org.br

(51) 3315 -0011 (21) 2566-3288 (11) 2457-4312

Instituição localizada em Porto Alegre/RS, A primeira "Casa Ronald McDonald" do Rio Instituição que atende gratuitamente pessoas
que acolhe e atende crianças e adolescentes com de Janeiro e da América Latina já recebeu mais de com deficiências.
lesão cerebral grave e comprometimento motor 2.000 jovens e crianças em tratamento de câncer, A pessoa com deficiência intelectual é um uni-
permanente, gratuitamente. Depende do apoio contribuindo para o aumento do índice de cura da verso à parte, no qual as limitações psicológicas
da sociedade para o cumprimento de sua missão. doença no Brasil. O objetivo é estabelecer padrões e motoras se fazem notórias. É compromisso da
A causa é importante pois promove o atendi- internacionais de instalação e operação, que garan- Instituição protegê-la por meio de ações terapêu-
mento especializado e gratuito às crianças espe- tam um excelente atendimento aos hóspedes em ticas, promovendo a sua inclusão social e sensibi-
ciais que acolhe, proporcionando-lhes qualidade tratamento do câncer infantojuvenil nos princi- lizando as pessoas a respeitarem o seu direito de
e expectativa de vida crescentes. pais hospitais públicos da cidade. crescer em condições de liberdade e dignidade.
A causa é importante por permitir que famí-
lias de jovens e adolescentes em tratamento de
câncer infantojuvenil possam ter acesso a melho-
res condições de apoio e humanização durante a
difícil fase da doença.

CEPFS CENTRO ISRAELITA DE


CERENE APOIO MULTIDISCIPLINAR

1989 Teixeira/PB 1989 Blumenau/SC 1959 São Paulo/SP

cepfs.org cerene.org.br ciam.org.br

(83) 3472-2449 (47) 3702-1900 (11) 3760-0060

O CEPFS promove o acesso à água, solida- Destaca-se por oportunizar uma nova vida, O Centro Israelita de Apoio Multidisciplinar
riedade e cidadania com uma visão integradora com princípios éticos, cristãos e sociais, ao público (Ciam) é especializado no atendimento de pes-
e sistêmica, tanto no âmbito familiar como em descriminado. Oferta-se à sociedade um espaço de soas com deficiência intelectual e suas famílias.
relação às comunidades, de modo a se construir acolhimento de pessoas afetadas pela dependência Prestar assistência à pessoa com deficiência
uma percepção clara da necessidade de segu- de álcool e drogas, bem como atua-se na preven- intelectual e aos seus familiares, buscando desen-
rança hídrica e uso adequado e eficiente da água, ção ao uso dessas substâncias. volver sua confiança, autonomia e inserção social.
para fortalecer a agricultura familiar e melhorar A problemática do uso abusivo de álcool e
a qualidade de vida. drogas traz um reflexo gravíssimo ao usuário, sua
Promover a captação e o manejo de água da família e a uma sociedade permeada por esse com-
chuva como um dos caminhos para fomentar a con- portamento. Assim, toda ação, de preferência que
vivência com as adversidades do clima semiárido. seja em rede, é importante para evitar, amenizar
e avançar os males à sociedade diante dessa dis-
funcionalidade do ser humano e de suas famílias.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 15


AS MELHORES ONGS DE 2018

CIDADE
ESCOLA APRENDIZ CIEDS CIES GLOBAL

1997 São Paulo/SP 1988 Rio de 2008 São Paulo/SP


Janeiro/RJ

cidadeescolaaprendiz.org.br cieds.org.br ciesglobal.org

(11) 96170-4733 (21) 3094-4555 (11) 5082-1786

Organização da sociedade civil de interesse O Centro Integrado de Estudos e Programas de O CIES Global é uma organização sem fins
público, que, há 21 anos, contribui para o desenvol- Desenvolvimento Sustentável promove e desenvolve lucrativos que oferece atendimentos médicos espe-
vimento de sujeitos e suas comunidades, por meio soluções integradas e em redes, para que territórios cializado e preventivo, tais como consultas, exames
da promoção de experiências e políticas públicas sejam mais inclusivos, educativos e empreendedores, e cirurgias, por meio de unidades móveis (carretas,
orientadas por uma perspectiva integral da educação. ou seja, prósperos, nos quais as pessoas residentes vans e contêineres) e estruturas fixas.
Promovemos educação integral, desenvolvemos tenham maior confiança no futuro. Hoje, mais de 70% dos brasileiros dependem
políticas e programas para a formação de cidades Engajamos pessoas, sonhos, ideias e ações em exclusivamente do SUS, e sofrem, principalmente,
educadoras e buscamos a garantia dos direitos da redes colaborativas que geram territórios melhores pois após uma consulta, chegam a esperar meses ou
criança e do adolescente, para que o Brasil garanta para se viver. até anos por um exame ou cirurgia, muitas vezes
a todos os cidadãos oportunidades de aprendiza- agravando o problema ou até mesmo levando ao
gem, expressão e participação ativa na sociedade, óbito precoce.
em condições de igualdade e ao longo de toda vida.

CIRURGIÕES CLP - CENTRO CONECTAS


DA ALEGRIA DE LIDERANÇA PÚBLICA DIREITOS HUMANOS

2006 Limeira/SP 2008 São Paulo/SP 2001 São Paulo/SP

cirurgioesdaalegria.org.br clp.org.br conectas.org

(19) 3442-4651 (11) 2364-9519 (11) 3884-7440

Cirurgiões da Alegria age por meio do Programa O Centro de Liderança Pública é uma orga- A Conectas existe para proteger, efetivar e
Visita da Alegria, no qual uma dupla de palhaços nização suprapartidária e sem fins lucrativos que ampliar os direitos humanos para combater as
profissionais interage com crianças e adultos de um existe para melhorar a gestão pública do Brasil. desigualdades e construir uma sociedade mais
hospital parceiro, criando laços de amizade com os Reunimos e capacitamos pessoas de todo o justa, livre e democrática. Conectada a uma rede
pacientes, seus parentes e profissionais da saúde, sem- país para fortalecer a democracia e as institui- extensa de parceiros espalhados pelo Brasil e
pre com a finalidade de despertar alegria. ções públicas e promover uma vida mais digna pelo mundo, está presente nos diversos espa-
O Programa Visita da Alegria utiliza a linguagem a todos os cidadãos, em uma rede qualificada ços de decisão que contribuem para o avanço
do palhaço para despertar a alegria no inusitado de líderes transformadores que troca experiên- dos direitos humanos a partir de um olhar do
mundo hospitalar, fomentando a democratização cias e conhecimento. Sul Global.
cultural e também contribuindo na melhoria das A organização incide sobre Congresso, gover-
relações humanas entre os profissionais de saúde, nos e judiciário, além da OEA e da ONU, para
pacientes e acompanhantes. promover mais direitos e garantir que os já exis-
tentes sejam respeitados.

16 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

CORPO DE PATRULHEIROS
MIRINS DE SANTO ANDRÉ
CPTI CREN

1971 Santo André/SP 1992 Campinas/SP 1993 São Paulo/SP

patrulheirosmirins.com cpti.org.br www.cren.org.br

(11) 4438-7733 (19) 3781-8093 (11) 3218-2450

Entidade sem fins lucrativos, administrada pelo Instituição de assistência social e educação Organização que enfrenta dois tipos de desnutri-
Rotary Club de Santo André, que há mais de 50 não formal em Campinas/SP, que atende no con- ção infantojuvenil: subnutrição e obesidade. O tra-
anos transforma o futuro de jovens e adolescentes. traturno escolar. tamento de recuperação nutricional prevê apren-
Prepara e insere jovens em situação de vulnera- O objetivo é garantir direitos de crianças e dizagens não só para o paciente, mas também para
bilidade no mundo do trabalho, por meio de pro- adolescentes e de seu grupo familiar. a família, em um percurso de resgate da dignidade
gramas socioeducativos e assistenciais inovadores. dessas pessoas sociovulneráveis.
O trabalho de combate à subnutrição e à obesi-
dade nas periferias das grandes cidades, nos moldes
do que o CREN desenvolve, se mostra indispensável
para garantir a melhoria da qualidade e expectativa
de vida infantojuvenil.

FUNDAÇÃO
FAS FUNBIO CRISTIANO VARELLA

Rio de
2008 Manaus/AM 1996 Janeiro/RJ 1995 Muriaé/MG

fas-amazonas.org funbio.org.br fcv.org.br

(92) 9815-94577 (21) 2123-5300 (32) 3729-7009

A FAS tem o objetivo de promover o desen- O Brasil é o país com a maior biodiversidade O fazendeiro Antônio Manoel Alves de Lima
volvimento comunitário e a conservação da flo- do mundo, e o FUNBIO nasceu e trabalha para fundou a organização em homenagem a sua esposa
resta amazônica. Para isso, investe nas pessoas que conservar esse patrimônio. É um fundo ambiental falecida, Julita Prado Alves de Lima, inicialmente,
moram na floresta, em comunidades ribeirinhas movido à paixão e inovação, que já apoiou projetos para abrigar e dar instrução a famílias migran-
tradicionais, em iniciativas de saúde, educação, que impactaram de modo definitivo a conservação tes rurais. Mais de 60 anos depois, a Fundação
fortalecimento de associações e geração de renda. da biodiversidade. Em pouco mais de 20 anos, apoia continua a se dedicar à família e seus membros,
Promover a conservação da floresta é cuidar 350 unidades de conservação, entre parques e reser- atendendo diariamente em torno de 1.200 crian-
das populações ribeirinhas, que têm um rico saber vas, que totalizam 70 milhões de hectares. ças, adolescentes, jovens e idosos de baixa renda.
tradicional, mas precisam de infraestrutura para O Brasil é o país com a maior biodiversidade do Está inserida em comunidades de alta vulnerabi-
melhorar a sua qualidade de vida, formar lideranças planeta. No entanto, tão vasta quanto a biodiversi- lide e promove ações pautadas na garantia do acesso a
que possam ter um diálogo mais qualificado com o dade são as ameaças que sobre ela pairam: desma- direitos, tais como educação, saúde, cultura, esporte,
poder público e aprimorar os processos produtivos tamento e extinção de espécies são algumas delas. lazer, que contribuem efetivamente para a promoção
que agreguem valor ao extrativismo. Essas perdas têm impacto local e global. do exercício da cidadania.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 17


AS MELHORES ONGS DE 2018

FUNDAÇÃO FUNDAÇÃO
EPROCAD GOL DE LETRA FUNDAÇÃO JULITA

1985 São Paulo/SP 1998 São Paulo/SP 1951 São Paulo/SP

eprocad.org.br goldeletra.org.br fundacaojulita.org.br

(11) 4154-1581 (21) 98208-7477 (11) 94460-5796

É uma instituição sem fins lucrativos, sediada Organização da sociedade civil que desenvolve O fazendeiro Antônio Manoel Alves de Lima
no município de Santana de Parnaíba, com cinco práticas e saberes socioeducativos para mais de 4.000 fundou a organização em homenagem a sua esposa
núcleos de atendimento (Salto de Pirapora, crianças, adolescentes e jovens de 6 a 30 anos, nas falecida, Julita Prado Alves de Lima, inicialmente,
Araçariguama, São Roque, Osasco e bairro Cento cidades de Rio de Janeiro e São Paulo. para abrigar e dar instrução a famílias migrantes
e Vinte), que oferece o acesso ao esporte, à recre- O objetivo da instituição é dar outra perspectiva rurais. Mais de 60 anos depois, a Fundação continua
ação, à cultura e à tecnologia. de vida para crianças e jovens de comunidades social- a se dedicar à família e seus membros, atendendo
Buscamos proporcionar a jovens, crianças e mente vulneráveis, por meio da educação integral, diariamente em torno de 1.200 crianças, adoles-
adolescentes o acesso ao esporte enquanto direito, com atividades esportivas, culturais, de lazer e empre- centes, jovens e idosos de baixa renda.
possibilitando, por meio da prática esportiva no gabilidade, contribuindo para os desenvolvimentos Está inserida em comunidades de alta vulnera-
contraturno escolar, a perspectiva de educação pessoal, social, cultural e educacional. bilidade social . Suas ações são pautadas na garantia
integral. do acesso a direitos, tais como educação, saúde, cul-
tura, esporte, lazer, contribuam efetivamente para a
promoção do exercício da cidadania.

FUNDAÇÃO O PÃO DOS FUNDAÇÃO SARA


POBRES DE SANTO ANTÔNIO
FUNDO ELAS
ALBUQUERQUE COSTA

Montes Rio de
1895 Porto Alegre/RS 1998 Claros/MG 2000 Janeiro/RJ

paodospobres.org.br/site fundacaosara.org.br fundosocialelas.org

(51) 3433-6908 (38) 3214-5500 (21) 2286-1046

Instituição centenária localizada em Porto Presta assistência social a crianças e adolescentes Destaca-se por oportunizar uma nova vida,
Alegre. O foco de sua atuação é o atendimento com câncer e é agente de promoção de conhecimen- com princípios éticos, cristãos e sociais, ao público
de crianças, adolescentes e jovens em situação de tos e melhorias do tratamento oncológico. Realiza descriminado. Oferta-se à sociedade um espaço de
pobreza absoluta e alto risco social, com o objetivo ações de melhoria do tratamento em hospitais com acolhimento de pessoas afetadas pela dependência
de oferecer condições para que transformem suas a humanização de ambientes, bem como a aquisi- de álcool e drogas, bem como atua-se na prevenção
vidas por meio do resgate das relações pessoais e ção de equipamentos fundamentais no avanço do ao uso dessas substâncias.
do aprendizado profissional. tratamento do câncer infantojuvenil. A problemática do uso abusivo de álcool e
Sua causa é construir uma nova perspectiva de As dimensões de cuidados em saúde ganham drogas traz um reflexo gravíssimo ao usuário, sua
vida para crianças, adolescentes e jovens que sofre- importância expressiva, como integração assistencial, família e a uma sociedade permeada por esse com-
ram violação de seus direitos básicos. Ao oportunizar continuidade, trabalho multidisciplinar, comunicação portamento. Assim, toda ação, de preferência que
o conhecimento de valores, oferecer proteção, edu- adequada entre os diferentes agentes, educação dos seja em rede, é importante para evitar, amenizar
cação profissional e resgate das sua cidadanias, con- pacientes e seus familiares, organização dos servi- e avançar os males à sociedade diante dessa dis-
tribui para que tenham um melhor projeto de vida. ços em redes dinâmicas e coordenação assistencial. funcionalidade do ser humano e de suas famílias.

18 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

FURC BAHIA GAIA+ GRAAC

1987 Itabuna/BA 2014 Piracicaba/SP 1991 São Paulo/SP

furc.org.br gaiamais.org graacc.org.br

(73) 3214-2002 (11) 3047-1010 (11) 5908-9108

O pleno desenvolvimento das pessoas com Organização que acredita no poder transfor- O GRAACC trabalha para garantir a crianças
deficiência visual, numa sociedade inclusiva com mador da educação e trabalha para possibilitar e adolescentes com câncer todas as chances de
direitos, saúde, protagonismo e cultura, é nosso que crianças e professores alcancem suas poten- cura. Para isso, possui um hospital de referência
maior foco e valor compartilhado. cialidades tanto com projetos em sua sede, que no atendimento de alta complexidade da doença,
A reabilitação visual alcança resultados signi- recebe 80 crianças em vulnerabilidade social no com excelência e humanizado.
ficativos desde a prevenção e reversão de cegueira, contraturno escolar em Piracicaba/SP, quanto O câncer infantil é a doença que mais mata
a ampliação da função visual residual e, princi- em escolas públicas e organizações sociais em crianças e jovens no Brasil. A boa notícia é que as
palmente, a reintegração escolar, profissional e a várias cidades do Brasil. chances de cura são altas, se houver diagnóstico
ampla autonomia cotidiana desses indivíduos. Trabalha com técnicas capazes de reverter precoce e tratamento em centros médicos espe-
o quadro de baixa aprendizagem dos alunos, as cializados, como o GRAACC. Atuamos para for-
quais promovem habilidades socioemocionais, necer à criança brasileira o acesso à saúde, ofere-
autoconhecimento e comunicação empática, cendo todas as chances de cura do câncer infantil.
atributos essenciais para o pleno desenvolvi-
mento pessoal e coletivo.

HOSPITAL DE BASE
GRUPO LUTA PELA VIDA GRUPO VIDA - BRASIL
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

1996 Uberlândia/MG São José


1997 Barueri/SP 1967 do Rio Preto/SP

hospitaldocancer.org.br grupovidabrasil.org.br hospitaldebase.com.br

0800 -342062 (11) 4198-3833 (17) 3201-5000

É a ONG do Hospital do Câncer em Uberlândia, Instituição que tem como foco o atendimento Por ano, são realizados mais de 126 mil aten-
responsável pela construção, manutenção e amplia- a idosos, em Barueri. Os projetos desenvolvidos dimentos e mais de 1.300.000 exames laboratoriais
ção do hospital, além de trabalhar para oferecer atendem mais de 220 idosos fragilizados e base na e de imagem. A instituição destaca-se em aten-
melhores condições de tratamento e apoio psicos- assistência social, saúde física e mental, lazer recre- dimento de urgência e emergência humanizado
social para pacientes e acompanhantes. ativo e cultural, bem como ações socioeducativas. e de qualidade, sendo referência em oncologia
Os desafios impostos pela doença e o aumento De acordo com dados do IBGE, em 2050, geral, clinica e cirúrgica, neurocirurgia, cirurgia
do número de casos são cada vez mais crescentes teremos duas vezes mais idosos do que crianças cardíaca infantil e transplante de órgãos e tecidos.
em paralelo à deficiência de atendimento no sistema no Brasil. Diante deste cenário, é urgente o tra- Profissionais qualificados, atendimento huma-
público de saúde. É nesta lacuna assistencial que o balho para desmistificar junto à comunidade os nizado, tecnologia avançada e serviço de excelência
grupo atua, contando com o apoio da sociedade. preconceitos relacionados ao envelhecimento e no atendimento, ensino e pesquisa. Isso tudo faz
possibilitar aos idosos avanços quanto à percep- da Funfarme - Hospital de Base de São José do Rio
ção de seus próprios direitos e deveres, elemen- Preto um modelo da saúde que funciona no Brasil.
tos fundamentais para o exercício da cidadania.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 19


AS MELHORES ONGS DE 2018

INSTITUTO
ICOM FLORIPA BRASIL SOLIDÁRIO INSTITUTO C

2005 Florianópolis/SC 1998 Eusébio/CE 2011 São Paulo/SP

icomfloripa.org.br brasilsolidario.org.br institutoc.org.br

(48) 3222-5127 (85) 99922-7266 (11) 3459-1885

O ICOM nasceu para promover o desen- Organização que atua em regiões com baixo O Instituto C trabalha para estimular famí-
volvimento comunitário, por meio de mobili- Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e tra- lias com crianças e adolescentes em risco social
zação, articulação e apoio a ações coletivas de balha na área de educação integral, pelo empode- a alcançarem o pleno exercício da sua autono-
interesse público e investidores sociais no estado ramento das comunidades e pela multiplicação das mia e cidadania.
de Santa Catarina. ações no território. As ações são voltadas à valori- No Brasil, temos 17,3 milhões de crianças e
Para promover o desenvolvimento comunitá- zação do ser humano, oferecendo-lhe oportunida- adolescentes de 0 a 14 anos vivendo em situação
rio, o ICOM trabalha em três eixos: conhecimento des por meio da educação. de vulnerabilidade social. Trabalhar na emanci-
e articulação da comunidade; fortalecimento de Suas propostas se traduzem em políticas e prá- pação das famílias dessas crianças e adolescentes
organizações da sociedade civil e movimentos ticas flexíveis que se adaptam a diversos contextos é a forma mais eficaz de reverter a situação de
sociais; estímulo ao investimento social e promo- culturais e regionais e, efetivamente, impactam o vulnerabilidade em que vivem, por ser a família
ção da filantropia comunitária. processo de ensino-aprendizagem em território. a sua principal base de proteção.

INSTITUTO DO INSTITUTO
INSTITUTO DESIDERATA CÂNCER INFANTIL HORAS DA VIDA

Rio de
2003 Janeiro/RJ 1991 Porto Alegre/RS 2012 São Paulo/SP

desiderata.org.br ici.ong horasdavida.org.br

(21) 2540-0066 (51) 3331-8704 (11) 3836-3540

Instituição que trabalha para a melhoria da Criada em 1991, é uma organização sem fins O "Horas da Vida" inspira e viabiliza o volun-
saúde de crianças e adolescentes. Há 15 anos, atua lucrativos que atua para aumentar as chances tariado na saúde para ajudar a diminuir os garga-
de forma colaborativa com as Secretarias de Saúde, de cura do câncer infantojuvenil. Referência na los de atendimento do sistema público de saúde.
os profissionais de saúde e outras organizações assistência de crianças e adolescentes com cân- Inclusão social por meio da saúde. Uma hora
para melhorar o acesso e o tratamento de crianças cer, proporciona todo o auxílio necessário para a da sua vida muda a vida de quem doa e a de
e adolescentes com câncer no SUS. continuidade do tratamento. quem recebe.
O câncer infantojuvenil é a primeira causa de O câncer é a primeira causa de óbito por doença
óbito por doença na faixa etária de 5 a 19 anos, no em crianças e adolescentes entre 1 e 19 anos, em
Brasil. É possível propor coletivamente melhorias todas as regiões do país. Por isso, são importan-
das políticas públicas do setor e garantir o diag- tes a causa e de instituições que trabalhem para
nóstico precoce e o acesso a um tratamento de aumentar as chances de cura, oferecendo mais
qualidade no Rio de Janeiro. qualidade de vida e o auxílio necessário para a
continuidade do tratamento.

20 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

INSTITUTO
INSTITUTO LENON INSTITUTO MAMIRAUÁ NORDESTE CIDADANIA

São
2006 Leopoldo/RS 1999 Tefé/AM 1996 Fortaleza/CE

institutolenon.com.br mamiraua.org.br/pt-br inec.org.br

(51) 3592-6842 (97) 3343-9700 (85) 3209-9241

Em 2006, morava na comunidade o jovem Unidade de pesquisa que atua com foco na Pura paixão, lugar que faz as coisas acontece-
Lenon Joel Backes, de 16 anos, que acabou sendo conservação da biodiversidade da Amazônia, pro- rem, em que sonhos se tornam realidades.
morto dentro da residência de sua família em um movendo assessoria técnica ao manejo de recursos Desenvolvimento de pessoas, lugares e comuni-
assalto. Os pais do Lenon e outros integrantes naturais e desenvolvimento social com implemen- dades, favorecendo a autonomia do sujeito.
da comunidade criaram o "Instituto Lenon Joel tação de tecnologias sociais.
Pela Paz", com a proposta de ser um espaço em A conservação da Amazônia é de extrema impor-
que oportunizariam atividades de cultura, lazer e tância para o planeta, pois é a maior floresta tropi-
esporte, fazendo com que crianças e adolescentes cal úmida do mundo. Assim, garantir o equilíbrio
pudessem ficar longe das drogas e da violência. da fauna e da flora por meio de desenvolvimento
A vulnerabilidade social é avaliada pelo Centro sustentável e melhoria da qualidade de vida de suas
de Referência de Assistência Social e encaminhada populações tradicionais é uma forma de assegurar
ao instituto que desenvolve diversas atividades. a continuidade da vida.

INSTITUTO INSTITUTO PHI INSTITUTO PONTE


PADRE HAROLDO

2014 Rio de
1978 Campinas/SP Janeiro/RJ 2014 Vitória/ES

padreharoldo.org.br institutophi.org.br institutoponte.org.br

(19) 3794-2500 (21) 2239-2089 (27) 2233-6363

Fundado em 1978, a organização tem quatro O Instituto "Phi – Philantropia Inteligente" O "Instituto Ponte" tem o propósito de dar opor-
eixos de atuação, voltados para pessoas vivendo faz a ponte entre pessoas físicas ou jurídicas e tunidade de educação de qualidade para adolescen-
em vulnerabilidade e risco social, ou seja: pre- projetos sociais de qualidade. A meta é o inves- tes de famílias de baixa renda. Somos a ponte que
venção; serviços de acolhimento; programa para timento social ter resultado efetivo, chegando conecta a solidariedade dos parceiros a esses jovens,
recuperação de drogadicção; e promoção do tra- a instituições de excelência. transformando a contribuição em uma formação
balho e renda para todos os atendidos. Queremos melhorar a cultura de doação. acadêmica de excelência.
A inclusão social de pessoas em situação de Trabalhamos ativamente, buscando estimular O Brasil tem vários vencedores do título de
vulnerabilidade social é a forma de promover pessoas e empresas a doarem – e, se já doam, melhor jogador de futebol do mundo, mas não tem
dignidade por meio de educação e cuidados que a doarem mais e melhor. A doação aproxima um ganhador do Prêmio Nobel. Adolescentes talen-
fortaleçam a autonomia, a cidadania e a vida dois polos, gerando solidariedade e empatia. tosos existem em todas as classes sociais. Precisamos
plena inserida na sociedade. É uma forma eficiente de diminuir desigual- localizá-los e dar a oportunidade deste “diamante”
dades sociais e disseminar justiça. ser lapidado, para assim mudarmos a trajetória de
vida deles e as próximas gerações.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 21


AS MELHORES ONGS DE 2018

INSTITUTO
INSTITUTO RECICLAR INSTITUTO SER + SOCIOAMBIENTAL

1995 São Paulo/SP 2007 São Paulo/SP 1994 São Paulo/SP

reciclar.org.br sermais.org.br socioambiental.org/pt-br

(11) 3768-3607 (11) 3208-1850 (11) 3515-8955

Projeto criado para adolescentes em situação de Atua na causa da juventude, unindo o princípio O Instituto Socioambiental (ISA) é uma ONG
vulnerabilidade e risco social, tendo como princípios de valor compartilhado a uma metodologia própria, que defende povos indígenas, comunidades tra-
o desenvolvimento de competências socioemocio- que trabalha aspectos profissionais e comportamen- dicionais, direitos humanos e patrimônio cultu-
nais, habilidades profissionais e conhecimentos téc- tais, auxiliando os jovens a adquirirem conhecimento, ral para valorizar a diversidade socioambiental.
nicos que possibilitem a sua inserção no mercado a desenvolverem autoestima, autoconhecimento e a Defendemos os direitos de povos e a proteção
de trabalho e a construção de uma trajetória de vida descobrirem seus talentos. de seus respectivos territórios, que conservam
pautada pelo protagonismo e por uma atuação posi- A organização foca suas ações na realização de estoques gigantescos de recursos naturais, inclu-
tiva e responsável na sociedade. projetos para garantir que esses jovens acessem o sive carbono, e prestam serviços socioambientais
Investe na formação de excelência de jovens mundo do trabalho, por meio de vagas formais de e climáticos para a sociedade brasileira e a huma-
potenciais, com acesso restrito a oportunidades de emprego, incentivando-os a se tornarem agentes nidade em geral. São imprescindíveis para qual-
educação e trabalho, possibilitando uma mudança transformadores da realidade em que vivem. quer estratégia que o Brasil venha a adotar para
significativa de sua perspectiva e trajetórias pro- enfrentar a ameaça representada pelas mudan-
fissional e pessoal. ças climáticas.

INSTITUTO IRMANDADE DA SANTA CASA DE


VERDESCOLA MISERICÓRDIA DE PORTO ALEGRE LUTA PELA PAZ

Antes Rio de
2005 São Paulo/SP de 1900 Porto Alegre/RS 2000 Janeiro/RJ

verdescola.org.br santacasa.org.br lutapelapaz.org

(11) 3038-4300 (51) 3213-7300 (21) 99500-5080

O Instituto Verdescola atua há 10 anos na Vila Organização de 215 anos, referência em diver- Organização internacional sem fins lucrati-
Sahy, na costa Sul de São Sebastião, promovendo sas especialidades médicas, formada por oito hos- vos que tem como missão realizar o potencial de
desenvolvimentos social e econômico, por meio pitais que prestam, com excelência, mais de 65% do jovens, trabalhando com eles pela prevenção de
da educação no horário de contraturno escolar, de seu volume assistencial para pacientes do Sistema violência nas comunidades em que vivem.
ações ambientais e esportivas e de cursos profissio- Único de Saúde (SUS) do Rio Grande do Sul e de Todo o conhecimento adquirido é usado para
nalizantes, para crianças, jovens e adultos. todo o Brasil, representando, hoje, uma das maio- gerar conteúdo e treinar outras organizações que
A educação é um fator determinante para a res financiadoras do SUS no Brasil. trabalham pela prevenção de violência ao redor
melhoria da qualidade de vida de uma sociedade. Trabalha com inúmeros projetos sociais nas do mundo. A organização chama isso de "Aliança
Melhorar os indicadores de aprendizado escolar, áreas de criança, idoso, Oncologia e outros, cujo Luta pela Paz" e já treina mais de 150 organizações,
tempo de escolaridade e qualificação profissional é a foco maior é propiciar a melhora terapêutica, asso- em 25 países. Esse trabalho já impactou mais de
garantia de impactarmos positivamente na vida das ciada às melhores tecnologias médico-hospitalares 250 mil pessoas em busca de paz e de uma socie-
milhares de famílias da Vila Sahy e região. disponíveis. dade mais justa.

22 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

OPERAÇÃO SORRISO PEQUENO COTOLENGO


MINHA CAMPINAS PARANAENSE

2015 Campinas/SP 2006 São Paulo/SP 1965 Curitiba/PR

minhacampinas.org.br operacaosorriso.org.br pequenocotolengo.org.br

(19) 99820-8643 (11) 3097-0696 (41) 3314-1968

Organização apartidária que promove uma rede Realizamos missões cirúrgicas para operar gra- Hoje, o Pequeno Cotolengo acolhe pessoas
de pessoas interessadas em participar das tomadas de tuitamente crianças e adultos carentes com defor- com deficiências múltiplas (físicas e intelectu-
decisão da cidade, por meio de mobilizações sociais midades faciais – especialmente lábio leporino e ais) de todas as idades e de qualquer região do
e uso de tecnologias digitais. Ficamos de olho no fenda palatina – e devolver-lhes o sorriso. estado do Paraná, que foram abandonadas por
poder público municipal e criamos mobilizações A cada três minutos, uma criança nasce com suas famílias, sofreram maus tratos ou viviam
sociais por uma Campinas mais inclusiva, democrá- fissura no mundo. A fissura labiopalatina rouba o em situação de risco.
tica e sustentável. sorriso e impede essas crianças de serem alfabe- "Desenvolvemos um trabalho que procura for-
Uma vez que a participação social é essencial para tizadas, alimentarem-se e falarem corretamente. talecer a causa da pessoa com deficiência, e, mais
o exercício da democracia, é importante a existên- Mudamos para sempre a vida delas, devolven- do que isso, a pessoa que se encontra em situação
cia de organizações, grupos e coletivos apartidários do-lhes o sorriso, a autoestima e a perspectiva de total vulnerabilidade, seja econômica ou afetiva.
que promovam a participação popular nas decisões de inclusão social. Nosso papel é proporcionar a estas pessoas a garantia
de interesse público, por uma cidade cada vez mais de acesso a seus direitos, como qualquer cidadão.
justa e sustentável.

PLAN PROJETO PROVIDÊNCIA


INTERNATIONAL BRASIL PROJETO CASULO

1997 2002 Belo


São Paulo/SP São Paulo/SP 1988 Horizonte/MG

plan.org.br projetocasulo.org.br projetoprovidencia.org

(11) 3956-2176 (11) 96861-3618 (31) 3403-2162

Fundada em 1937 e presente em mais de 70 O Projeto Casulo procura, por meio de seus Nas unidades de atendimento, seus direitos
países, a "Plan International" é uma organização diversos programas, minimizar os efeitos da alta são garantidos: o direito à alimentação, ao brincar
não governamental, não religiosa e apartidária que vulnerabilidade social no seu território de atuação. e, sobretudo, o direito de se desenvolver e de ser
defende os direitos de crianças, adolescentes e jovens, Nossa maior felicidade é proporcionar às crian- criança. São 30 anos lutando pela garantia dos
com foco na promoção da igualdade de gênero. ças e jovens um espaço dinâmico, no qual possam direitos de crianças e adolescentes que vivem
O Brasil é um país marcado por profundas desenvolver suas competências socioemocionais em comunidades.
desigualdades sociais, econômicas e políticas, e serem cidadãos felizes. A nossa causa é educar para a vida crian-
todas acentuadas pela desigualdade de gênero. ças, adolescentes e jovens em situação de risco
Por isso, garantir educação, segurança e igual- social, favorecendo o desenvolvimento integral
dade de oportunidades para as meninas é fun- e o exercício da cidadania.
damental para avançar na agenda do desenvol-
vimento sustentável.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 23


AS MELHORES ONGS DE 2018
Educação

SALESIANOS - INSPETORIA SANTA CASA BH


REDE CIDADÃ SÃO JOÃO BOSCO

Belo Belo Antes Belo


2002 Horizonte/MG 1947 Horizonte/MG de 1900 Horizonte/MG

redecidada.org.br portal.salesianos.br santacasabh.org.br

(31) 3290-8036 (31) 2103-1261 (31) 3238-8291

Organização que desenvolve programas e pro- A "Inspetoria São João Bosco" é uma associa- Este é o maior núcleo de prestação de serviços
jetos de capacitação e desenvolvimento de pessoas ção sem fins lucrativos, de assistência social, bene- na área de saúde em Minas Gerais. Atuando em 35
em situação de risco, para que possam ingressar e ficente e caráter educativo-cultural. Atualmente, especialidades médicas, possui 1.085 leitos de alto
permanecer no mundo do trabalho. está presente em seis estados, por meio de obras padrão destinados ao atendimento exclusivo pelo
Buscamos a transformação social por meio sociais, escolas e paróquias, beneficiando milha- SUS. Só em 2017 foram mais de 2,5 milhões de
da integração entre vida e trabalho como um só res de crianças, adolescentes e jovens. atendimentos à população de mais de 80% de Minas
valor. Apostamos no trabalho como fonte de vida Na área social, a "Inspetoria São João Bosco" Gerais, além de pacientes de outros estados do país.
e condição básica para as pessoas se tornarem atua junto à infância e à juventude em situação de Ao longo dos 120 anos, é o maior hospital
sujeitos de sua história e alcançarem autonomia, vulnerabilidade social, desenvolvendo programas 100% SUS de Minas Gerais e um dos maiores
direitos e cidadania. de formação e promoção integral da infância e prestadores em saúde do Brasil. São 35 especiali-
juventude, que estão balizadas pelos princípios dades médicas em um atendimento humanizado
do Estatuto da Criança e do Adolescente e pela e de qualidade.
Pedagogia Salesiana.

SITAWI SOLAR
SAÚDE CRIANÇA FINANÇAS DO BEM MENINOS DE LUZ

Rio de Rio de
1991 Janeiro/RJ 2008 São Paulo/SP 1984 Janeiro/RJ

saudecrianca.org.br sitawi.net meninosdeluz.org.br

(21) 98717-0508 (21) 2247-1136 (21) 3202-6900

A Saúde Criança mudou na prática o para- A SITAWI cria infraestrutura financeira para Organização que há 34 anos se dedica à educa-
digma da saúde, executando junto às famílias impacto social. Na prática, significa mobilizar ção integral de crianças das comunidades do Pavão-
intervenções mais abrangentes e integradas recursos por meio de doações, empréstimos e Pavãozinho e Cantagalo, em Copacabana. São ofe-
em cinco áreas: saúde, educação, renda, cida- aconselhamento para mais impacto social e/ou recidas, por ano, mais de 35 oficinas nas áreas de
dania e moradia, promovendo o desenvolvi- ambiental positivo. cultura, esportes e reforço educacional, formando
mento humano. Somando indivíduos e empresas, as doações o ser pleno, humanista, com múltiplas oportunida-
A Saúde Criança cria espaços de participação no Brasil representam apenas 0,27% do produto des e possibilidades profissionais.
para voluntários, empresas e organizações públi- interno bruto. Isso dá apenas R$20 mil por orga- A organização acredita que a educação integral,
cas e privadas, bem como promove campanhas de nização por ano. Esse valor é muito inferior ao associada à cultura, ao esporte e ao cuidado com a
conscientização e mobilização sobre questões fun- que seria necessário para abordar os problemas de família, é capaz de transformar vidas. Por meio da
damentais relacionadas à pobreza, à desigualdade saúde, educação, segurança e meio ambiente em um educação, resgatamos da exclusão social crianças e
social e ao desenvolvimento humano. país do tamanho do Brasil. Por isso, precisamos de jovens, possibilitando a construção do ser integral,
mais dinheiro, mas também mais tipos de dinheiro oferecendo-lhes condições iguais às demais partes
e maior eficiência no seu uso e na sua alocação. da sociedade.

24 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


Assistência Social Direitos Humanos Criança e Adolescente

Meio Ambiente Cultura Saúde Desenvolvimento Local

TABÔA FORTALECIMENTO
SOS SOROCABA SP LEITURAS COMUNITÁRIO

1968 Sorocaba/SP 2010 São Paulo/SP 2014 Uruçuca/BA

sossorocaba.org.br spleituras.org.br taboa.org.br

(15) 3229-0777 (11) 3155-5444 (73) 3239-6109

Há 50 anos, o SOS Sorocaba vem lutando É uma organização destinada a defender e pro- A Tabôa surgiu em 2015, em Serra Grande,
contra as desigualdades existentes na cidade, mover o acesso à leitura, por meio de programas Uruçuca/BA, com a visão de promover negócios e
fornecendo o melhor serviço e uma contribui- específicos e da gestão de bibliotecas e equipa- iniciativas comunitárias, que estejam em harmonia
ção social transparente, com uma equipe pronta mentos culturais de qualidade. Gerencia as duas com a Mata Atlântica e valorizem a cultura local,
para ajudar. bibliotecas brasileiras indicadas entre as melhores por meio de doação a projetos socioambientais,
Os projetos sociais desenvolvidos visam pro- bibliotecas públicas do mundo (Biblioteca de São microcrédito a negócios, assessorias e capacitações.
duzir um impacto positivo sobre a sociedade e a Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos). A redução das desigualdades sociais depende
vida da população, garantindo um futuro melhor A garantia do acesso à leitura, à cultura e à do fortalecimento de micro e pequenos negócios
às pessoas em situação de rua e aos adolescentes informação é um meio eficaz de experimentar e e do empoderamento de atores locais.
em situação de conflito com a lei. compreender as diferenças, bem como de dimi-
nuir e eliminar as desigualdades.

TURMA DO BEM VOCAÇÃO WIMBELEMDON

1967 Porto
2002 São Paulo/SP São Paulo/SP 2000 Alegre/RS

turmadobem.org.br vocacao.org.br wimbelemdon.com.br

(11) 5084-7276 (11) 5843-2910 (51) 98112-1919

A Turma do Bem gerencia a maior rede de Somos uma ONG que, há mais de 50 anos, des- O "WimBelemDon" promove a inclusão social
voluntariado especializado do mundo, com 17 mil perta e fortalece vocações em crianças e jovens, de crianças e adolescentes em situação de vulnera-
dentistas atuando em 14 países. Oferece atendi- para que possam desenvolver seus projetos de vida. bilidade, por meio de atividades que propiciam o
mento odontológico gratuito à população de baixa Atuamos pela promoção do pleno desenvol- desenvolvimento integral de cada participante. São
renda em condição de vulnerabilidade social e com vimento de crianças e adolescentes, por meio da oferecidas oficinas de tênis, grupos de Psicologia,
graves problemas bucais, focando em dois públi- implantação de metodologias pedagógicas atu- oficinas culturais de artes e cinema, laboratório de
cos principais: jovens de 11 a 17 anos e mulheres alizadas, acompanhadas regularmente por um aprendizagem, oficinas de alfabetização, práticas de
vítimas de violência. sistema de avaliação próprio. bem-estar e ioga, além de lanche e almoço diários.
A reconstrução dos sorrisos possibilita a inclu- Acreditamos que todas as crianças e adolescen-
são social destes jovens, respaldando-os, por exem- tes, independentemente de idade, gênero, etnia,
plo, na sua inserção no mercado de trabalho, na crença religiosa ou condição socioeconômica,
reintegração aos seus relacionamentos sociais e devem ter a oportunidade de crescer e ser ativos
no resgaste da sua qualidade de vida. na sociedade, contribuindo para a sua melhoria.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 25


MELHOR ONG DE CULTURA

Sons que
transformam vidas
C
om 355 unidades em 283 municípios
ASSOCIAÇÃO AMIGOS
paulistas, organização social de cultura
DO PROJETO GURI
conta com 1.524 funcionários e atende
anualmente cerca de 40 mil crianças
e adolescentes
Aos 13 anos de idade, Guilherme
Pelaes descobriu que em sua cidade, a
pequena Guapiaçu, na região de São José
do Rio Preto, a 450 quilômetros da Capital paulista, seriam
oferecidas aulas gratuitas de música. Dono de um violão, não
perdeu tempo e logo se inscreveu nas aulas do Projeto Guri, 1997 São Paulo/SP

decisão que mudaria sua vida para sempre. Foi lá que ele des- projetoguri.org.br
cobriu o contrabaixo acústico, instrumento intimidador pelo
tamanho - de 1,48 metro a 1,96 metro de altura - e peso - (11) 3874-3385

entre 6 e 10 quilos -, mas nada que assustasse o novo aluno.


Após frequentar por alguns anos o Projeto Guri, o jovem
se formou no curso superior de bacharel em contrabaixo pela A relação de João Pedro com a música começou cedo.
Universidade Estadual Paulista (Unesp). Com um talento dife- Devido à perda da audição, os médicos indicaram o uso de
renciado, chamou tanto a atenção que, no terceiro ano da facul- um aparelho auditivo quando ainda era bebê, garantindo a
dade, entrou como bolsista na Banda Sinfônica Jovem do Estado aprendizagem ao falar ouvindo as outras pessoas. Além dessa
de São Paulo, período que conciliou com o emprego de garçom. deficiência, o menino também foi diagnosticado com hidroce-
A dedicação e a determinação foram recompensadas. Há falia, caracterizada pelo excesso de líquido dentro da cavidade
sete anos, com a ajuda financeira da mãe e o dinheiro pou- craniana que aumenta a pressão exercida sobre o cérebro.
pado com o trabalho, foi estudar música na França, onde “Ele demorou para falar, andar e parar de usar fraldas”,
atualmente é músico e professor no Conservatório de Saint- lembra a mãe, Dayane Maretto. “Levei o João Pedro em neu-
Omer, no Projet Démos de la Métropole Lilloise e no Projet rologista, pediatra, terapeuta ocupacional. Todos me disse-
Orchestre à l’école à Noeux-les-Mines. ram que a música seria o melhor estímulo. Desde que come-
Hoje, aos 28 anos, o ex-aluno do Projeto Guri se apresenta çou a participar do Projeto Guri, eu percebi que ele está mais
em vários países e se orgulha de já ter feito parcerias com músi- concentrado e focado.”
cos consagrados como o maestro Jean-Claude Casadesus e os As histórias de superação de Guilherme Pelaes e João
pianistas Jean-Michel Dayez e Thomas Ehnco. Em um desses Pedro Maretto são muito parecidas às de outras crianças e
concertos, o destino mais uma vez conspirou a favor do músico adolescentes atendidos no Projeto Guri, considerado o maior
paulista, que conheceu a atual esposa, que fazia parte da plateia. programa sociocultural brasileiro, idealizado pelo governo
Outra emocionante história do Projeto Guri é a de João Pedro do Estado de São Paulo em 1995 e administrado desde 2004
Maretto, que começou sua luta pela vida ainda dentro da bar- pela Associação Amigos do Guri.
riga da mãe. Prematuro, nasceu no quinto mês de gestação com Fundada em 1997, a organização social de cultura tem
apenas 530 gramas. Com meses de vida, foi diagnosticado com como principal foco a gestão de programas de ensino e difu-
perda auditiva. Mesmo com todas essas dificuldades, ele sempre são da música para crianças, adolescentes e jovens, bus-
se destacou pelo jeito comunicativo e extrovertido. cando o desenvolvimento integral dos alunos. Nos períodos
O menino de 8 anos frequenta, desde 2017, as aulas de per- de contraturno escolar, são oferecidos cursos de canto coral,
cussão no Polo Regional Jundiaí do Projeto Guri, expressando instrumentos (inclusive luteria, a arte de construir e repa-
um talento que o levou a ser selecionado para a etapa final de rar instrumentos) e iniciação musical para meninos e meni-
um dos principais shows de talentos do país, o Projeto Passarela. nas entre 6 e 18 anos. É também responsável pela gestão do

26 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


CULTURA
2018

programa no litoral e no interior paulista, incluindo os polos Durante sua trajetória, a Associação Amigos do Guri já alçou
da Fundação Casa - para jovens de até 21 anos. voos bem altos. Foi a única instituição brasileira convidada a
A instituição está presente em 355 unidades em 283 muni- participar, em agosto de 2005 na Cidade do Cabo (África do Sul),
cípios do estado de São Paulo, conta com 1.524 funcionários da “1ª Conferência Orquestral da África do Sul”, organizada pela
e atende anualmente cerca de 40 mil crianças e adolescen- World Association for Symphonic Bands and Ensembles South
tes. Aproximadamente 76% dos alunos vêm de famílias de Africa (WASBE-SA), visando o intercâmbio de ideias entre as
baixa renda. Até hoje, por volta de 650 mil pessoas já passa- instituições convidadas.
ram pelo projeto. No final do ano seguinte, 260 alunos de diversos polos se
“Mais de 90% dos recursos recebidos pela Amigos do Guri apresentaram na Sala São Paulo sob a regência do maestro
vêm de repasse do governo do Estado, o restante é captado John Neschling, então diretor artístico da Orquestra Sinfônica
com empresas da iniciativa privada. Prefeituras e outras enti- do Estado de São Paulo (Osesp). No começo de 2007, um coral
dades parceiras fornecem bens e serviços como contrapartida, de 15 jovens dividiu o palco com Roger Waters, lendário fun-
cedendo espaços para realização de atividades, limpeza, segu- dador da banda Pink Floyd, interpretando Another Brick in the
rança, alimentação e transporte para os alunos. Ao longo dos Wall, um dos hinos do rock and roll. No mesmo ano, 20 com-
anos, realizamos algumas ações para captação de recursos ponentes do Projeto cantaram Acolhida ao Papa Bento XVI, no
de pessoas físicas, mas ainda não conseguimos uma adesão Campo de Marte, durante recepção solene ao então pontífice.
expressiva”, explica a diretora-executiva Alessandra Costa. Mudanças de estratégias são comuns em qualquer setor,
Segundo ela, instituições podem contribuir utilizando o e não foi diferente com a Associação Amigos do Guri, que
incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança em 2008 começou a realizar alterações para melhorar a qua-
e do Adolescente (Fumcad). “Temos parcerias com mais de 270 lidade da gestão e do atendimento social e pedagógico aos
prefeituras, e por vezes capacitamos agentes públicos para apli- seus alunos, como a construção de um acervo cultural em
car a lei, visto que ainda há muitas dúvidas a esse respeito. todos os polos, a criação de aulas-espetáculo e a organização
Nos preparamos com antecedência para o Marco Regulatório de 13 regionais administrativas.
das Organizações da Sociedade Civil, inclusive fizemos uma Em 2009, a transformação levou à contratação de cerca
espécie de cartilha para uso da nossa equipe e para dialogar de 1.600 profissionais e ao lançamento do CD “Projeto Guri
com os parceiros. A nossa relação com os Fumcads foi tremen- Convida”, primeira produção musical própria com a participa-
damente impactada após o MROSC, e não há consenso entre ção de 380 alunos e 23 artistas convidados, lançada após 18
municípios sobre a intersecção do Marco Regulatório com a meses de trabalho. De lá para cá, o sucesso continua acom-
gestão dos fundos municipais. Com o tempo, acredito que estas panhando as atividades do Projeto Guri, em que cada nota
confusões serão minimizadas”, complementa. musical é transformadora.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 27


MELHOR ONG DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Educação e
qualificação profissional
O Instituto Ramacrisna atua na promoção do
desenvolvimento local, estimulando a elevação do nível de
escolaridade de crianças e adolescentes e a aquisição de

H
uma profissão como forma de conquistar a independência

á quase seis décadas, o Instituto


Ramacrisna atende a comunidades
INSTITUTO RAMACRISNA
em situação de vulnerabilidade social
de Betim (MG) e cidades do entorno,
e atualmente estuda a possibilidade
de, em um futuro próximo, estender
sua atuação a outros Estados. A ONG
visa promover o desenvolvimento local
das comunidades por meio de ações que levem à minimiza-
ção da evasão escolar, elevação do nível de escolaridade de
crianças e adolescentes, aprendizagem, qualificação profis- 1959 Betim/MG
sional de jovens e adultos, protagonismo juvenil e empode-
ramento comunitário. ramacrisna.org.br

A proposta do Ramacrisna é promover crianças e jovens, (31) 3438-5500


de modo a torná-los conscientes de seu valor e de suas com-
petências. “A partir dos 6 anos, a criança é preparada para o
pleno desenvolvimento cognitivo, intelectual e tecnológico.
Aos 14, pode se candidatar a ser Adolescente Aprendiz e, a e renda, com projetos como Adolescente Aprendiz, Antenados
partir dos 16 anos, oferecemos uma série de cursos profissio- Produtora e Associação de Empreendedores do Artesanato
nalizantes, preparando-o para sua inserção no mercado de Futurarte. “Em 2017, nos cursos de qualificação profissional,
trabalho. Assim, ele se desliga da instituição quando tem con- foram atendidos 362 alunos de 10 cidades do entorno, em 7
dições de caminhar de forma independente”, explica Solange cursos. Na área de geração de renda, no mesmo período, foram
Bottaro, vice-presidente da instituição. Ela afirma ainda que, beneficiados 887 jovens e mulheres”, comemora Solange.
paralelamente, são promovidas ações de geração de trabalho
e renda para jovens. “Todo recurso gerado com a venda dos PARCERIAS
serviços de audiovisual é destinado aos jovens”, completa. A vice-presidente ressalta que os cursos contam com
um ou mais parceiros para montagem da estrutura física e
FRENTES DE ATUAÇÃO equipamentos, que é bastante dispendiosa. “Temos empre-
A organização promove projetos que visam ao apoio peda- sas parceiras e clubes do Rotary de vários países que apoiam
gógico, como laboratório de informática, mesa alfabetizadora a qualificação de jovens, proporcionando a eles um futuro
digital, acesso à internet, oficina de robótica educacional, entre digno e produtivo. A qualificação profissional de jovens e
outros; arte e cultura, como oficinas de artes e artesanato, adultos teve início há 23 anos, de forma que desenvolvemos
Orquestra Jovem, cinemateca e Biblioteca Arlindo Corrêa da uma expertise em metodologia e capacidade técnica, que é
Silva, com acervo de 5 mil livros; qualificação profissional, por reconhecida pelo mercado”, destaca.
meio de cursos como robótica industrial, soldagem, mecânica de Em sua trajetória, o Instituto Ramacrisna articulou uma
automóveis, eletricista de instalação, operador de computador e forte rede de contatos e parcerias. Atualmente, é parceiro de
redes locais e assistente administrativo; e geração de trabalho redes como a Federação Mineira de Fundações e Associações

28 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


ASSISTÊNCIA
SOCIAL
2018

de Direito Privado (Fundamig) e o Centro Mineiro de Alianças Em 2017, a entidade recebeu o selo ONG Transparente,
Intersetoriais (Cemais), voltados ao fortalecimento do Terceiro um reconhecimento do Instituo Doar, que atesta a transpa-
Setor. “Também recebemos visitas técnicas de organizações rência com que as organizações disponibilizam informações
do nosso Estado e de outros estados do país para troca de na internet.
informações e orientações com relação aos nossos proces- De 1959 até 2017, o Instituto atendeu a 101.850 pessoas,
sos de gestão e de autossustentabilidade”, pontua Solange. com idades entre 6 e 82 anos, e no último ano sua a receita
bruta foi de R$ 35.606.824,25.
MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES
O Instituto Ramacrisna procura diversificar sua fonte de GESTÃO
recursos e atua com doadores pessoas físicas, recursos incen- Atualmente, o Instituto Ramacrisna está realizando a
tivados (cultura, esportes e Fundo da Infância e Adolescência) análise e a melhoria da matriz de indicadores de impacto
e participação em editais e chamamentos públicos. e, com isso, retroalimenta os objetivos, as atividades e os
Desde 1975, conta com um programa de geração de resultados da organização visando apoiar a ampliação da
renda própria, desenvolvido por meio da fabricação e venda autossustentabilidade da organização. “Nosso relato de
de produtos para cercas, como telas de arame galvanizado e impacto tem por base os Objetivos do Desenvolvimento
produtos correlatos – Fábrica de Telas de Arame para Cercas Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) e
Ramacrisna. Trata-se de uma indústria dentro da organi- vem a somar na estratégia de impacto e trazer oportu-
zação, que tem contribuído para a melhoria constante da nidades de potencializar com intencionalidade os resul-
gestão e para a busca por transparência. “Todo o resultado tados obtidos nos pilares social, ambiental e financeiro”,
positivo desse empreendimento é integralmente aplicado em destaca Solange.
nossas atividades sociais, na administração e na gestão do
Ramacrisna. Essa geração de recursos nos propicia autono- TRABALHO COM DEDICAÇÃO
mia, segurança e possibilita a continuidade das atividades”, Solange Bottaro afirma que receber o reconhecimento
explica a dirigente. como uma das 100 melhores ONGS do país tem um signi-
ficado muito valioso para a instituição. “Um trabalho de
TRANSPARÊNCIA quase seis décadas, premiado pela gestão, transparência
As prestações de contas financeiras são feitas por meio de e seriedade de suas ações é um presente que nos motiva
relatórios de atividades para todos os patrocinadores, apoia- e estimula a continuar trabalhando com dedicação, serie-
dores e para o Poder Público. A esses relatórios são anexados dade e competência cada vez maiores. Toda a equipe do
orçamentos, notas fiscais e comprovantes de pagamento e/ou Instituto Ramacrisna se sente reconhecida com essa pre-
transferências bancárias. “Ao final de cada ano é elaborado miação, pois ela confirma nossa visão de ser referência em
um relatório com o número de atendidos em cada atividade. inovação, gestão de projetos sociais e otimização do uso de
Ele é enviado por e-mail a todos os parceiros, colaborado- recursos no Terceiro Setor”.
res e voluntários, e publicado em nosso site com o título de Um reconhecimento como esse, afirma a vice-presidente,
Realizações”, conta Solange, que informa, ainda, que as pres- “chancela nosso trabalho perante os parceiros que já temos
tações de contas ao Poder Público são publicadas no Diário e abre portas para a conquista de novos, gerando mais cre-
Oficial da União do município de Betim. dibilidade e visibilidade ao Instituto Ramacrisna”.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 29


MELHOR ONG DE DESENVOLVIMENTO LOCAL

Quatro paredes
de esperança
No Brasil desde 2006 e presente em 19 países,
ONG chilena luta contra o déficit habitacional, que
no país é calculado em 7,757 milhões de moradias,

C
segundo a Fundação Getulio Vargas

inco anos atrás, os moradores da Vila


Nova Esperança, surgida na década de TETO
1960 no extremo oeste da cidade de São
Paulo, tinham 100% de certeza que a
qualquer momento seriam removidos de
suas casas de alvenaria, erguidas numa
zona especial de proteção ambiental,
composta de mata atlântica.
Embora a posse oficial das terras remonte à primeira habi-
tante do lugar, conhecida como dona Sebastiana, que recebeu
a escritura pública de cessão de direitos da propriedade, este 2008 São Paulo/SP
imbróglio tomou corpo a partir de 2001. À época, a Companhia
techo.org/paises/brasil/
de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) comprou
a Fazenda Tizo, onde a comunidade foi instalada, de acordo (11) 3812-6926
com a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.
A realidade do bairro começou a mudar em 2013, quando
a ONG Teto Brasil, com engajamento dos moradores e mobi-
lização de jovens voluntários, desenvolveu um projeto de em 2017. Para serem aprovados, os moradores e a equipe de
horta comunitária, atualmente sob a responsabilidade da voluntários do Che Guevara precisaram desenhar o projeto
líder comunitária Maria de Lourdes Andrade de Souza, mais antecipadamente, prevendo inclusive um modelo de desen-
conhecida como Lia. volvimento de capacidades comunitárias.
A ideia deu tão certo que também saíram do papel uma “Trabalhamos com projetos que geram soluções concre-
cozinha comunitária, um centro de reciclagem e uma biblio- tas de melhorias das condições de moradia e habitat. Entre
teca. Reconhecidas com diversos prêmios, essas iniciativas já nossos principais trabalhos estão o ‘Programa de Moradias
abriram a possibilidade de a Vila Nova Esperança se tornar, Emergenciais’, que inclui projetos de melhorias do entorno,
em breve, uma ecovila, visto que o processo de regularização desenhados por meio do diagnóstico de cada local, entre os
de posse do local está adiantado. quais a construção de sedes comunitárias, reforma de aces-
Outro projeto do Teto Brasil também pode ser visto em Dias sos, pavimentação, reformas e construção de áreas de lazer,
d’Ávila, cidade de 81 mil habitantes na região metropolitana hortas comunitárias e projetos de coleta de água”, afirma a
de Salvador (BA) que abriga o acampamento Che Guevara. diretora-executiva da Teto Brasil, Nina Scheliga.
Lá, voluntários da ONG conseguiram a ajuda de cerca de 20 Criada no Chile em 1997 e desde 2006 estabelecida no
moradores para a reforma da sede comunitária. Em apenas Brasil, a Techo (nome oficial, em espanhol) atua para superar
dois meses, a estrutura de alvenaria foi reformada e passou a pobreza em que vivem milhões de pessoas em favelas pre-
a ser utilizada para reuniões e encontros locais. Além disso, cárias nos 19 países em que está presente. Sediada em São
os moradores do acampamento foram mobilizados para a Paulo e com unidades no Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba e
construção de 17 moradias de emergência. Belo Horizonte, a ONG conta uma rede formada por 28 cola-
Viabilizado por meio do FunTeto, fundo de financia- boradores e 900 voluntários fixos. Somente no ano passado,
mento de projetos comunitários do Teto, o projeto começou 4,3 mil pessoas foram impactadas no país por seus projetos.

30 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


DESENVOLVIMENTO
LOCAL
2018

A organização social luta contra o déficit habitacional, que doações jurídicas acontecem por meio de programas como o
no Brasil é estimado em 7,757 milhões de moradias, segundo ‘Voluntariado Corporativo’, em que uma empresa financia parte
estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV) realizado com dados de um projeto e, com isso, tem a oportunidade de proporcionar
de 2015, colhidos da Pesquisa Nacional Pesquisa Nacional a experiência do voluntariado aos seus colaboradores”, salienta.
por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE. Ainda de acordo A diretora da organização social comenta ainda sobre o
com o levantamento, o país ainda tem 942,6 mil habitações programa “Empresa Amiga do Teto”, no qual empresas de
precárias e 317,8 mil moradias no chamado adensamento pequeno porte se comprometem com doações mensais para
excessivo, locais com muita gente morando no mesmo lugar. o financiamento de projetos. Há outros formatos de parce-
Outro dado alarmante está na cidade de São Paulo. Estudo rias com a realização de eventos de arrecadação - corridas,
divulgado no começo de 2017 pelo Centro de Estudos da bazares e jantares -, campanhas de marketing de causa e
Metrópole, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão doações pro bono.
(Cepid) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do “Para tudo isso acontecer, possuímos uma área focada
Estado de São Paulo (Fapesp), revelou que entre 2000 e 2010 em firmar parcerias, formada por três colaboradores no time
o número de favelas na maior capital do país pulou de 2.018 nacional e um em cada sede. Este último membro é respon-
para 2.098, assim como a quantidade de domicílios, que sal- sável pelas parcerias locais”, ressalta Nina.
taram de 291.983 para 361.831. A pesquisa mostrou que 11% A dirigente pondera que o desenvolvimento dos projetos
da população paulistana ainda vive em favelas. da ONG tem sido beneficiado pela maior profissionalização
“Atuamos com moradores de comunidades precárias, carac- em curso no Terceiro Setor brasileiro, processo que se reflete
terizadas principalmente pela falta de acesso a serviços básicos positivamente na resolução dos problemas da sociedade.
como moradia de qualidade, saneamento, iluminação pública, Neste sentido, argumenta, o trabalho em rede e em con-
energia elétrica e coleta de lixo. Nosso modelo de trabalho é junto com outras organizações que atuam em uma mesma
embasado no engajamento comunitário e nossos projetos não região geográfica ou temática, busca potencializar interven-
são assistencialistas. Isto significa que, além de se estar em ções e gerar uma mudança estrutural em questões profun-
uma situação de vulnerabilidade social, os moradores também das como educação e pobreza.
precisam ter o interesse em trabalhar em conjunto com a orga- De acordo com Nina, o Marco Regulatório das Organizações
nização para dar viabilidade aos projetos”, explica a gestora. da Sociedade Civil (MROSC) foi um passo importante para
Segundo Nina, para desenvolver todos os seus trabalhos, a esclarecer e democratizar as parcerias entre as organiza-
ONG angaria recursos por meio de doações de pessoas físicas ções sociais e o poder público. “Apesar dos desafios locais de
e jurídicas. “No caso de pessoas físicas possuímos um clube implementação, o Marco traz uma possibilidade de explorar
de sócios, para doadores recorrentes, além de promovermos formas de trabalho em conjunto entre esses setores que o
campanhas de crowdfunding para doações pontuais. Já as Teto Brasil vem buscando continuamente”, salienta.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 31


MELHOR ONG DE DIREITOS HUMANOS

Óleo nas engrenagens


da segurança
Think and do tank independente, organização fluminense
está presente em mais de duas dezenas de países e dedica-se à
integração das agendas da segurança, justiça e do desenvolvimento

O
Brasil é uma máquina de matar.
Assustadoramente perfeita. Somente
em 2017, uma pessoa foi assassinada
IGARAPÉ INSTITUTE
a cada nove minutos, totalizando
59.103 vítimas, pouco mais do que
os 58.220 soldados norte-americanos
que oficialmente perderam a vida nos
oito de anos (1965-1973) de partici-
pação dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã.
Os crimes relatados envolvem todos os homicídios dolosos,
latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, e os números 2011
Rio de
Janeiro/RJ
fazem parte de levantamento do Monitor da Violência, plataforma
digital mantida por uma parceria entre o portal de notícias G1, igarape.org.br
o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro
(21) 3496-2113 / 3496-2114
de Segurança Pública. A mesma ferramenta já registrou 30.033
mortes por crimes violentos entre janeiro e julho deste ano.
A transformação positiva desta realidade, diretamente
ligada ao tema segurança pública – assim como a atual situ- Embora atue há somente sete anos, a credibilidade da insti-
ação do sistema carcerário nacional e dos programas de com- tuição sem fins lucrativos chegou a tal nível que, em setembro
bate às drogas –, está no cerne das questões debatidas e das deste ano, ela passou a integrar o Conselho Nacional de Segurança
ações executadas e apoiadas pelo Instituto Igarapé, nome Pública e Defesa Social, instaurado pelo governo federal.
emprestado do tupi-guarani que significa “caminho da canoa”. Outro exemplo da forte influência do Instituto Igarapé se
A organização é um think and do tank [algo como labo- deu no Poder Judiciário em torno do problema envolvendo
ratório de ideias] independente, ou seja, dedica-se à integra- mulheres presas por pequenos delitos ligados ao tráfico de
ção das agendas da segurança, justiça e desenvolvimento. drogas, contingente que chega a 68% da população carce-
Seu objetivo é propor soluções criativas para desafios sociais rária feminina. Apesar de serem rés primárias e não terem
complexos, por meio de pesquisas, novas tecnologias e par- ligação com organizações criminosas, até 2016 elas recebiam
cerias para aprimorar as políticas públicas. penas equiparadas aos crimes de natureza hedionda. O caso
“Temos como missão tornar o Brasil e os países do sul foi levado ao Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento
global mais seguros”, enfatiza a coordenadora de desenvol- do habeas corpus (HC) 118533.
vimento institucional do Instituto Igarapé, Mariana Rondon. “Em parceria com outras organizações da sociedade civil,
Fundada em 2011 e sediada no Rio de Janeiro, a entidade apresentamos uma petição que embasou a mudança do voto
tem 38 colaboradores distribuídos em representações em São de dois ministros do STF, garantindo a maioria dos votos e
Paulo, Brasília, Colômbia, México, Estados Unidos e Reino assegurando que o HC fosse deferido. Essa mudança garante
Unido. Tem parcerias e projetos em mais de 20 países, entre às pessoas condenadas por tráfico privilegiado – aquele come-
os quais Argentina, Canadá, Egito, Haiti, Índia, Noruega, tido por réus primários, com bons antecedentes e sem liga-
África do Sul, Suíça e Venezuela. ção com organizações criminosas – tempos menores para a

32 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


DIREITOS
HUMANOS
2018

progressão de regime e suscetíveis a indulto e ao livramento identificação de manchas criminais (hotspots) de vários tipos
condicional”, explica Mariana. de crimes e a identificação dos locais e horários em que há
Para chegar a este patamar, a ONG conta com o traba- maior probabilidade de um determinado crime acontecer,
lho de profissionais bastante reputados no mercado como os possibilitando o policiamento preventivo.
cofundadores Ilona Szabó de Carvalho (diretora-executiva) No macrotema “Consolidação da Paz”, ao lado de organi-
e Robert Muggaha (Fundação SecDev) e a membro do con- zações multilaterais, agências bilaterais e organizações não
selho administrativo Inês Mindlin Lafer (Instituto Betty e governamentais na cooperação Sul-Sul entre as Américas,
Jacob Lafer), além dos ex-presidentes da República Fernando a África e a Ásia, o Instituto busca aumentar a atenção e os
Henrique Cardoso e Cesar Gaviria (Colômbia), estes dois últi- investimentos na direção do desenvolvimento sustentável
mos, conselheiros honorários. e por novas metas globais de proteção, segurança, justiça e
O Instituto atua em cinco macrotemas – “Política sobre governança. A partir dessa visão foi lançado o Observatório
Drogas Nacional e Global”, “Segurança Cidadã”, “Consolidação de Migrações Forçadas, plataforma digital que possibilita a
da Paz”, “Cidades Seguras”, “Segurança Cibernética” –, estra- visualização georreferenciada e interativa da distribuição de
tégia que ajuda na construção de projetos mais focados nos deslocados internos no Brasil ao longo do tempo.
problemas que afligem a sociedade. Para 2018, os recursos Para “Cidades Seguras”, está trabalhando com cidades da
captados pela entidade vieram de organismos bilaterais (45%), América Latina e Caribe para auxiliar no desenvolvimento
institutos e fundações nacionais e internacionais (30%) e de soluções para melhorar a segurança pública e a justiça.
doação de pessoas físicas (25%). Além disso, cria plataformas e aplicativos de visualização de
Em relação à “Política sobre Drogas Nacional e Global”, por dados para empoderar cidadãos, com o intuito de ajudá-los a
exemplo, a organização participa deste debate mundial, nacio- tornar suas cidades e comunidades mais seguras, a exemplo
nal e regionalmente, e tem ajudado a desenvolver métricas da plataforma Cidades Frágeis.
para monitorar o progresso da América Latina na introdução A ferramenta foi desenvolvida pelo Instituto Igarapé,
de políticas de drogas alternativas. Isto acontece por meio Fórum Econômico Mundial, pela Universidade das Nações
do Monitor de Políticas de Drogas nas Américas, ferramenta Unidas e iniciativa 100 Resilient Cities, e com ela é possível
de visualização (mapa e linha do tempo) que traz informa- visualizar dados para monitorar a fragilidade de municípios
ções sobre as políticas de drogas nos países das Américas. em todo o planeta. A plataforma é um dos maiores repositó-
Já em “Segurança Cidadã”, trabalha pela prevenção e redu- rios de dados públicos sobre cidades disponível, com infor-
ção de homicídios, pela adoção de novas tecnologias para mações de aproximadamente de 2,1 mil cidades com popu-
melhorar o trabalho das polícias e a segurança da popula- lação superior a 250 mil habitantes.
ção, pela proteção de crianças, regulação de armas de fogo Por fim, para o macrotema “Segurança Cibernética” a
e munição e por mais e melhores informações sobre experi- entidade desenvolve iniciativas que consideram interfaces
ências bem-sucedidas no Brasil e no mundo que contribuem entre a penetração da Internet e das novas tecnologias, o
para tornar nossas sociedades mais seguras. impacto e as transformações sociais, políticas e econômicas
Entre os destaques está o ISPGeo, desenvolvido e finan- e as mobilizações e protestos que se apropriam destas novas
ciado em parceria com a Secretaria de Segurança Pública ferramentas no Brasil e no mundo.
do Estado do Rio de Janeiro e por um grupo de empresários. “Investigamos desde sistemas de defesa digital de gover-
Trata-se de uma plataforma de georreferenciamento que inte- nos até a “virtualização” de gangues e facções do crime orga-
gra distintas bases de dados em um só mapa, possibilitando a nizado”, orgulha-se a gestora.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 33


MELHOR ONG DE MEIO AMBIENTE

Contra a degradação
socioambiental
Fundada em 1996 no Brasil, a organização internacional atua em
projetos na Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, no Cerrado e

A
Pantanal, além dos ecossistemas marinhos, na costa brasileira

vida não é fácil em Lábrea, município


sul amazonense de 45 mil habitantes WWF
distante 850 quilômetros de Manaus.
Nem para a população, nem para o
meio ambiente. A cidade que um dia
viveu a fase áurea do ciclo da borracha,
mais de um século atrás, hoje tem um
dos piores Índices de Desenvolvimento
Humano (IDH) do país, segundo o Programa das Nações Unidas
para o Desenvolvimento (PNUD), e figura no topo do ranking
nacional do desmatamento do Instituto do Homem e Meio 1996 Brasília/DF
Ambiente da Amazônia (Imazon).
wwf.org.br
As mulheres da localidade sabem muito bem o tamanho
do sofrimento causado, no corpo e na alma, pela ausência dos (61) 3364-7499
recursos mais básicos para sobreviver com o mínimo de dig-
nidade. Por falta de acesso à energia elétrica, por exemplo, as
ribeirinhas tinham de descer barrancos de 50 metros, afun- obtido ótimos resultados ao participar do “Onças do Iguaçu”,
dando as pernas no barro e correndo o risco de se machucar projeto do Parque Nacional do Iguaçu que busca conservar
gravemente, para buscar água para beber e cozinhar. animais da região, principalmente a onça-pintada.
Em locais como este, não ter eletricidade significa pri- Desde 2009, o projeto aposta na informação e educação
vação de água encanada, dependência de lamparina à noite para a coexistência pacífica entre proprietários de terras e
e beber água morna, mesmo nos dias mais quentes – que se criadores e esses felinos silvestres. Atuando em conjunto, a
tornam sufocantes pela alta umidade da floresta. Para alguns, WWF-Brasil, a WWF-Paraguai e a Fundación Vida Silvestre
há a opção do gerador, que permite ter luz e assistir televi- Argentina e instituições locais conseguiram aumentar em
são das 18 às 22 horas, mas, é caro, poluente e barulhento. cerca de 30% o número de onças-pintadas.
A vida nessas comunidades ribeirinhas começou a mudar a Projetos como esses, coordenados ou com a participação
partir de 2017 com o início do projeto “Resex Solar - Produtoras da WWF-Brasil, têm dado muito certo. Fundada em 1996, a
de Energia Limpa”, iniciativa do WWF-Brasil e do Instituto organização tem sedes em Brasília (DF), Campo Grande (MS),
Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Manaus (AM), Rio Branco (AC) e São Paulo e conta com a
com o apoio do Ministério de Minas e Energia, da Fundação atuação de 137 funcionários em 67 projetos na Amazônia,
Mott e de vários parceiros. Trata-se de um projeto-piloto que Mata Atlântica, Caatinga, no Cerrado e Pantanal, além dos
dá capacitação técnica aos moradores e leva energia solar a ecossistemas marinhos, na costa brasileira.
comunidades isoladas da Amazônia, como as reservas extra- Para custear tantos trabalhos, a WWF-Brasil recebe em
tivistas Ituxi e Médio Purus, na região de Lábrea. Mais de mil torno de 60% de seus recursos por meio da Rede WWF, com-
pessoas já foram beneficiadas com a instalação de 20 siste- posta por equipes que repassam as doações de pessoas físicas
mas solares, divididos em associações comunitárias, escolas de seus países ou convênios governamentais locais para pro-
e bombeamento de água. jetos de conservação no Brasil. Os outros 40% vêm de parce-
No outro extremo do país, em São Miguel do Iguaçu (PR), rias com governos, fundações e órgãos multilaterais aqui e no
bem ao lado do Parque Nacional do Iguaçu, a WWF-Brasil tem exterior, com uma menor parcela de parcerias com empresas.

34 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


“Em função da variedade de ações, que ocorrem tanto em apoio ao Manifesto do Cerrado, dirigido aos mercados de soja
ambientes urbanos, quanto rurais, ou em áreas de preservação, e carne bovina. Estima-se que entre 2013 e 2015 esses seg-
o público que se beneficia delas é bastante variado. Temos, por mentos tenham ajudado a destruir 18.962 km² dessa vege-
exemplo, ações de capacitação em produção responsável, caso tação. Após um ano, o documento recebeu o apoio de mais
do extrativismo de pequi e da coleta de sementes no Cerrado, de 100 signatários de empresas internacionais, incluindo 32
ou da atividade de educação ambiental, no caso dos progra- investidores, comprometidos com a demanda de eliminação
mas ‘Amazônia no Estado do Acre’ e ‘Mudanças Climáticas e de produtos de suas cadeias de valor ligadas ao recente des-
Energia’, este último realizado em três estados do Nordeste”, matamento do bioma.
explica o diretor-executivo da WWF-Brasil, Maurício Voivodic. A WWF-Brasil age pela valorização e uso racional dos
Reconhecida por lutar pela mudança da atual trajetória recursos hídricos e para que os principais atributos dos ecos-
de degradação socioambiental, a ONG historicamente tem sistemas aquáticos e fluxos hidrológicos sejam adequada-
sido bem-sucedida no uso dos conceitos de advocacy, influen- mente restaurados, conservados e sua conectividade mantida.
ciando nacional e localmente as decisões políticas e empre- “Estamos trabalhando com a Fundação Renova para
sariais em nome da causa que defende. recuperar 300 hectares de áreas ribeirinhas na bacia do
“Nossa disposição para o diálogo, contudo, não nos torna Rio Doce nos próximos dois anos, em função do desastre de
meros conciliadores. Sentamos à mesa com posições claras. Mariana, em Minas Gerais, ocorrido em 2015. Em parceria
Sabemos bem no que acreditamos e do que não podemos abrir com o Banco do Brasil, recuperamos 35 hectares de terras
mão para conquistarmos avanços na agenda socioambiental. degradadas nas bacias de Descoberto, Guariroba, Peruaçu e
Atuamos para influenciar políticas públicas que atendam à Pipiripau”, conta o dirigente.
necessidade e à urgência de preservarmos a vida no planeta”, A ONG também atua na criação e no fortalecimento da
exemplifica o gestor, ao citar a ampliação do Mosaico Sertão gestão de áreas protegidas terrestres e marinhas, promo-
Veredas Peruaçu (MSVP), hoje com 3 milhões de hectares ante vendo a governança da paisagem em territórios prioritários
os 1,8 milhão anteriores, e a campanha de defesa da Floresta e contribuindo diretamente para a proteção e conservação
Amazônica, que resultou em um recuo do governo federal na de habitats naturais e de espécies silvestres-chave e para
criação da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca). o bem-estar das populações locais, a exemplo do Programa
“Articulamos com o poder público e o setor privado ações Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), que atingiu o marco
integradas para reduzir significativamente a conversão de ecos- de conservação de 59,2 milhões de hectares.
sistemas naturais, especialmente quando associada à produ- A organização tem debatido fortemente a questão climática,
ção de soja, carne e cana de açúcar. Além disso, incentivamos e a campanha global “Hora do Planeta”, que completou 10 anos
uma produção florestal, agrícola e pesqueira responsável, que no Brasil, se transformou em um dos ícones pela urgência das
não degrade o ambiente e os recursos naturais, e respeite os mudanças. “Operamos para ampliar e disseminar a geração de
direitos dos trabalhadores e de comunidades locais”, salienta. energia de fontes renováveis alternativas, almejando uma tran-
Essa atuação robusta levou a organização a coliderar, em sição justa e democrática para uma economia de baixo impacto
2017, a articulação de 60 organizações da sociedade civil em e resiliente às mudanças climáticas”, complementa Voivodic.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 35


MELHOR ONG DE SAÚDE

O câncer é
o inimigo
Referência na luta contra a doença, organização realiza
cerca de 50 mil atendimentos anualmente, dando acolhimento e

A
suporte a crianças e adolescentes e a seus familiares

o fundo do seu relógio de pulso, o enge-


nheiro Francisco Carlos Neves, mais INSTITUTO
conhecido como Chico, tem estampada a RONALD MCDONALD
foto dos seus dois filhos quando peque-
nos. O caçula, feliz entre os ponteiros,
é Marquinhos. Sob cada olhar do pai
às horas, permanece a lembrança do
pequeno mascote do Vasco da Gama
que em 1990, aos 8 anos, perdeu a batalha contra a leucemia
linfoide aguda. Sua história, entretanto, atravessou o tempo
e ajuda a transformar vidas a cada minuto. Rio
1999 de Janeiro/RJ
Após a luta de Marquinhos, o voluntariado desempe-
institutoronald.org.br
nhado por Chico e sua esposa, Sonia Cardoso Novais Neves,
no Instituto Nacional do Câncer (Inca), resultou na criação (021) 2176-3851
do Instituto Ronald McDonald no Brasil, em 5 dezembro de
1992, que vem contribuindo para elevar o índice de cura do
câncer infantojuvenil no país e para melhorar a qualidade de serão registrados, para cada ano, 12.600 novos casos de cân-
vida dos jovens pacientes e seus familiares. Enquanto Sônia é cer em crianças e adolescentes até 19 anos.
a presidente da diretoria-executiva da primeira Casa Ronald Para realizar os cerca de 50 mil atendimentos a crianças,
McDonald da América Latina, fundada no Rio de Janeiro, adolescentes e seus familiares anualmente, a ONG – pre-
Chico ocupa o cargo de superintendente da ONG. sente em mais de 60 países – conta com o apoio de pessoas
O drama também fez parte da família de Alessandra, que físicas e de empresas. “O Instituto Ronald McDonald possui
em 2011 começou a travar uma luta em busca da cura para uma área denominada Mobilização de Recursos, que é res-
o filho Juan, então com 10 anos de idade, diagnosticado com ponsável pela captação de recursos e gestão das campanhas
câncer. Se a notícia por si só já é devastadora, imagine des- e ações para o desenvolvimento institucional para arreca-
cobrir a existência de nove tumores malignos e uma metás- dação de recursos para apoio à rede e iniciativas em apoio à
tase no pulmão. “A pior coisa da vida é quando você entra em oncologia pediátrica”, descreve a coordenadora de comuni-
uma sala achando que os profissionais da medicina irão te cação e mobilização de recursos Bianca Provedel.
dar uma notícia de esperança e você ouve a expressão, “não Além da Casa Ronald McDonald e do Espaço da Família
existe porcentagem de cura”, conta a mãe. Ronald McDonald, a instituição faz, no Brasil, programas
Entre horas de quimioterapias diárias e radioterapias, mãe e especiais e campanhas de arrecadação. Somente em 2017
filho não tinham condições de voltar para casa, e acabaram sendo foram arrecadados R$ 33,8 milhões, realizados 75 projetos
encaminhados como hóspedes da Casa Ronald, próximo ao hospi- apoiados em 21 estados e no Distrito Federal, beneficiados
tal. O tratamento e o acolhimento recebidos deram tão certo que, 58 instituições e promovidos o atendimento e suporte a 26
em 2014, os tumores de Juan haviam sumido. Ele estava curado. mil crianças e adolescentes com câncer e seus familiares
Os casos acima reafirmam a relevância da causa e do tra- por meio dos projetos apoiados, além de 405 mil crianças e
balho desenvolvido pela organização sem fins lucrativos, mas adolescentes cobertos em todo o Brasil.
também chamam a atenção para os dados alarmantes divul- A Casa Ronald McDonald é um espaço de acolhimento
gados pelo Inca, segundo os quais para o biênio 2018-2019 capaz de abraçar centenas de mães em um momento delicado,

36 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


SAÚDE
2018

quando têm a vida transformada pelo câncer dos seus filhos e humanização de ambientes, aquisição de veículos para trans-
precisam deixar para trás amigos, família, empregos e sonhos. porte de pacientes e financiamento de pesquisas.
Quando sem assistência especializada em suas cidades e com Desde que diagnosticado precocemente e tratado adequa-
dificuldades financeiras, muitas são levadas a abandonar o tra- damente, as chances de cura para o câncer podem chegar a
tamento dos pequenos. Lá, são oferecidas oficinas profissiona- 80%. “Por isso, o programa ‘Diagnóstico Precoce’ se insere
lizantes para as hóspedes, como costura, artesanato e estética. nesse panorama e contribui para a diminuição do tempo
Além de aprender novos ofícios, as mães ficam com a renda dos entre o aparecimento de sinais e o parecer especializado.
itens vendidos pela ONG. O Instituto arca com 50% dos custos Desde o projeto-piloto, realizado em 2008, o programa já
das Casas, que financiam os outros 50% com ações de captação. envolveu 20 instituições e promoveu a capacitação de mais
Já o Espaço da Família Ronald McDonald busca estabe- de 15 mil profissionais, responsáveis pela cobertura de quase
lecer conforto e acolhimento dentro das unidades médicas. 18 mil crianças e adolescentes de 0 a 19 anos em 14 esta-
São criados ambientes e atividades que tornam o tempo de dos”, comenta a gestora.
espera dentro do hospital menos desgastante tanto para as Para captar recursos e continuar com suas frentes de apoio
crianças quanto para seus pais, além de favorecem o contato a hospitais e programas de assistência, o Instituto também
com as equipes médicas e com outras famílias na mesma realiza campanhas e eventos, que permitem a contribuição
situação. Pais e pacientes contam com banheiro com chuvei- de pessoas e empresas.
ros, alimentação, televisão, área para descanso e brinquedos. É caso do conhecidíssimo McDia Feliz. Todos os anos, no
“O programa, financiado integralmente pelo Instituto, tem último sábado de agosto, todo o valor arrecadado com a venda
impacto direto sobre o tratamento. Crianças e adolescentes do sanduíche Big Mac é destinado a projetos de instituições
que precisam ficar o dia inteiro no hospital antes perambu- que trabalham em benefício de adolescentes e crianças. Há a
lavam pelos corredores. Hoje, ao vir de municípios afastados, venda de tíquetes antecipados e somam-se à renda os pro-
podem se distrair e reagem melhor ao tratamento, menos dutos vendidos pelo Instituto, como camisetas e canecas.
irritados e cansados”, salienta Bianca. Outro instrumento de arrecadação são os cofrinhos
Existem, hoje, cinco Espaços da Família no Brasil – que ficam ao lado dos caixas nos restaurantes McDonald’s.
Sorocaba, Barretos, Cuiabá, Curitiba e Brasília. Outros dois As moedinhas depositadas ali são destinadas ao Instituto e,
estão em fase de construção nas dependências do Instituto de apenas em 2017, foram arrecadados mais de R$ 3 milhões.
Tratamento do Câncer Infantil (Itaci) e no Hospital do Grupo Quem preferir pode realizar doações como pessoa física ou
de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC), jurídica, de forma única ou mensal, para tanto, basta se
ambos em São Paulo. cadastrar no site do Instituto.
O Instituto Ronald McDonald desenvolve ainda os pro- Há também o Jantar de Gala. Criado no Brasil em 2009,
gramas locais “Atenção Integral” e “Diagnóstico Precoce”. O reúne anualmente cerca de 500 convidados, entre empre-
primeiro representa a iniciativa mais abrangente da ONG sários, executivos, artistas e personalidades. E o Torneio de
pela saúde de adolescentes e crianças com câncer. Com o Golfe, realizado anualmente no Invitational Golf Cup para
“Atenção Integral”, apoia projetos como reforma e constru- cerca de 300 participantes, cujas doações beneficiam o pro-
ção de unidades ambulatoriais, hospitais e casas de apoio, grama “Atenção Integral”.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 37


MELHOR ONG DE PEQUENO PORTE

Informação e
qualidade de vida
Instituto Unidos pela Vida aposta no fornecimento de
orientações para melhorar as condições de vida do

O
portador de fibrose cística e de seus familiares

Instituto Unidos pela Vida foi criado em


2009 quando sua fundadora, a psi- INSTITUTO
cóloga Verônica Stasiak Bednarczuk, UNIDOS PELA VIDA
então com 23 anos, recebeu o diag-
nóstico tardio para fibrose cística
(FC), depois de ter enfrentado diver-
sas pneumonias, infecções e cirurgias
desde o seu nascimento. “Descobrir PEQUENO
que eu tinha FC me trouxe o desejo, e também a necessidade, de PORTE
unir a minha nova realidade à minha formação em Psicologia e 2018
experiência em projetos. Daí surgiu a ideia do Unidos pela Vida, 2011 Curitiba/PR
hoje Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, que tem
unidospelavida.org.br
como missão tornar a FC conhecida no Brasil”, explica Verônica.
(41) 3114-7750
PROJETOS DESENVOLVIDOS
Com sede em Curitiba (PR), o Instituto desenvolve, em
âmbito nacional, projetos voltados à comunicação e suporte, de mais de 20 mil assinaturas captadas em 72 horas e entregues
educação e pesquisa, incentivo à atividade física, desenvolvi- à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com o obje-
mento organizacional e políticas públicas. “Buscamos desen- tivo de acelerar a aprovação de novos medicamentos no Brasil.
volver ações que englobem todas as demandas ligadas à FC O Programa de Educação e Pesquisa tem a missão de
no país”, pontua a fundadora. inserir alunos e profissionais da Saúde no conceito da pato-
Por meio do Programa de Comunicação e Suporte, que visa logia, para que possam contribuir com a busca de diagnós-
disseminar informações científicas de modo didático sobre a tico precoce e tratamento adequado. Ao todo, mais de 290
FC e fornecer orientação a novos diagnósticos, o Instituto man- universidades participam do Projeto FC nas Universidades
tém os principais canais de comunicação de fibrose cística do on-line, que já teve o envolvimento de mais de 6 mil alunos.
país, contando com mais de meio milhão de visitas anuais ao O Programa de Incentivo à Atividade Física, por sua vez, visa
portal e mais de 30 mil seguidores em suas redes sociais, além demonstrar, por meio de exemplos e dados científicos, que é
de realizar em média 100 atendimentos mensais a portado- possível praticar atividade física de forma responsável e com
res da doença, familiares e profissionais da saúde. Também acompanhamento, e usufruir seus benefícios e a melhoria
desenvolve projetos como o Programa de Desenvolvimento da qualidade de vida.
Organizacional, cujo objetivo é profissionalizar a atuação das
associações de FC e de doenças raras do Brasil, contribuindo RECONHECIMENTO
para o fortalecimento desses ecossistemas no Terceiro Setor. “Para o Instituto Unidos pela Vida, ser reconhecido
O Programa de Políticas Públicas e Advocacy visa garantir às como uma das 100 melhores ONGs brasileiras é um pre-
pessoas com FC o acesso aos direitos básicos, contribuindo para sente incrível. Estar entre as melhores reforça que esta-
a melhoria de políticas públicas. Duas ações importantes dentro mos trilhando o caminho certo, desenvolvendo um traba-
desse projeto foram a colheita de mais de 510 mil assinaturas, lho consistente, e que tudo o que é construído com muito
entregues ao Supremo Tribunal Federal (STF), no julgamento trabalho, dedicação, estratégia e transparência faz sen-
sobre tratamento de alto custo para doenças raras, e a colheita tido”, celebra a fundadora.

38 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


MELHOR ONG DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Transformando vidas
A ChildFund Brasil preza pelo atendimento a crianças
adolescentes e jovens em situação de privação, exclusão e
vulnerabilidade, bem como a suas famílias e às comunidades

A
tuando no Brasil desde 1966, a ChildFund
Brasil é uma organização de desenvol- CHILDFUND BRASIL
vimento social que, por meio de uma
sólida experiência na elaboração e no
monitoramento de programas e pro-
jetos sociais, mobiliza pessoas para a
CRIANÇA E
transformação de vidas. ADOLESCENTE

“Visando promover resultados 2018


duradouros, nossos projetos sociais são desenvolvidos
com o envolvimento das famílias, das comunidades e da Belo
1966 Horizonte/MG
sociedade na criação de ambientes de proteção e cuidado
para com crianças, adolescentes e jovens. Acreditamos childfundbrasil.org.br
que, dessa forma, as crianças podem se desenvolver e
(31) 3279-4715
tornar-se adultos capazes de liderar mudanças positi-
vas e sustentáveis em suas próprias vidas e em suas
comunidades”, afirma Gerson Pacheco, diretor nacional
da ChildFund Brasil.
RESULTADOS
PRINCIPAIS PROJETOS DESENVOLVIDOS Em mais de 50 anos de história e atuação no país, o
O foco de atuação da ChildFund Brasil é o atendimento ChildFund Brasil já beneficiou milhares de pessoas, sem-
de crianças, adolescentes e jovens em situação de privação, pre se adaptando às necessidades de um desenvolvimento
exclusão e vulnerabilidade, além de suas famílias e a comu- social sustentável.
nidades a que pertencem. O atendimento prestado é dividido “No Brasil, nossa organização beneficia, por meio de projetos
por faixa etária: primeira infância saudável e protegida (0 a sociais, mais de 148 mil pessoas, das quais quase 50 mil são
5 anos): visa assegurar às famílias acesso aos meios de vida crianças, adolescentes e jovens. Para isso, o ChildFund Brasil
sustentáveis e propiciar o fortalecimento de competências conta com a parceria de mais de 40 organizações sociais, que
para oferecer dignidade e promover o desenvolvimento das atuam em mais de 40 municípios”, explica Gerson Pacheco.
crianças de 0 a 5 anos; crianças e adolescentes saudáveis e
confiantes (6 a 14 anos): tem o objetivo de contribuir para for- RECONHECIMENTO
talecer os vínculos entre crianças, adolescentes e adultos, e “O reconhecimento do ChildFund Brasil como uma das
promover a cultura da paz com a participação ativa dos mes- 100 melhores ONGs do Brasil reforça os nossos ideais de exce-
mos; jovens capacitados e participativos (15 a 24 anos): for- lência, transparência e comprometimento com as crianças
talece a identidade pessoal e comunitária dos jovens, melho- e adolescentes do Brasil. Esperamos que esse prêmio sirva
rando sua autoestima, os vínculos familiares, comunitários como base para a construção contínua de uma organização
e sociais; e oportuniza a inserção dos jovens no mercado de cada vez mais capacitada em transformações de vida”, come-
trabalho e na sociedade. mora o diretor Gerson Pacheco.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 39


MELHOR ONG DE EDUCAÇÃO

Luz para a leitura


Presente em 99 comunidades de 22 municípios da Amazônia Legal, organização cria
e mantém bibliotecas para estimular a leitura e o conhecimento entre as populações

S
ribeirinhas, quilombolas, indígenas, de assentamentos rurais e de beira de estrada

egundo Monteiro Lobato, “um país se faz


com homens e livros”, e essa frase conti-
VAGA LUME
nua muito atual no país.
Ganha ainda mais força quando aparecem
histórias como a do jovem Rael, da comuni-
dade de Campina de São Benedito, a três horas
de Macapá (AP), voluntário há mais de uma
EDUCAÇÃO
década e atualmente mediador de leitura da
2018
Biblioteca Criança Feliz, criada com o apoio da Associação Vaga
Lume e da Escola Municipal Campina de São Benedito.
Localizada em uma das salas de aula cedida pelo colé- 2001 São Paulo/SP
gio, o espaço futuramente será transferido para uma sede
própria, cedida pela família de Rael. Bastante envolvida nas vagalume.org.br

atividades da biblioteca, a comunidade local é formada por (11) 3032-6032


agricultores e líderes comunitários, que semanalmente par-
ticipam de atividades de leitura e pegam livros emprestados.
Implantada em 2006 na comunidade de Tucumanduba, locali- comunitárias como espaços para compartilhar saberes. A maior
zada na Rodovia Soure – Pesqueiro, a cinco quilômetros do muni- parte do trabalho da entidade, informa, se estrutura em torno
cípio paraense de Soure, na região de Marajó e ilhas, a biblioteca do “Programa Expedição” e do “Programa Rede”.
local é outro exemplo de sucesso na busca pelo estímulo à leitura. O primeiro promove o acesso ao livro e à leitura a partir da
Estabelecido em uma área de assentamento rural, onde doação de estrutura para bibliotecas, como acervos de livros
a população vive da pesca e da agricultura de subsistência, o de literatura novos; capacitação de mediadores de leitura,
espaço tem um acervo com 700 livros e parte de suas ativida- formação de voluntários que qualifiquem o acesso ao livro e
des é realizada por professores em sala de aula e na Pastoral à leitura; gestão comunitária da biblioteca, ao incentivar os
da Criança, ligada à Igreja Católica. voluntários a gerir o espaço de modo que ela seja incorpo-
Ambos os projetos fazem parte de um extenso trabalho rada ao dia a dia das pessoas e considerada tão importante
realizados pela Associação Vaga Lume em 99 comunidades quanto a casa de farinha e o posto de saúde.
de 22 municípios que integram a Amazônia Legal brasileira, “A metodologia desenvolvida prevê atividades que come-
a exemplo de Cruzeiro do Sul (AC), São Gabriel da Cachoeira çam com perguntas sobre curiosidades de uns com os outros
(AM), Macapá (AP), Barreirinhas (MA), Chapada dos Guimarães e terminam com um acampamento onde os jovens, de 11 a 14
(MT), Portel (PA), Ouro Preto do Oeste (RO), Caracaraí (RR) e anos, finalmente se encontram. As oficinas onde se realizam os
Ponte Alta do Tocantins (TO). trabalhos a serem enviados para as instituições parceiras são
A população atendida nas localidades é marcada por grande guiadas por educadores locais, capacitados pela Vaga Lume,
diversidade étnica e geográfica, já que é composta por comu- que têm a oportunidade de conhecer as comunidades e escolas
nidades ribeirinhas, quilombolas, indígenas, de assentamen- envolvidas no projeto”, comenta a gestora, lembrando que 107
tos rurais e de beira de estrada. Essa pessoas formam grupos jovens foram envolvidos em 2017, por meio de 137 oficinas.
vulneráveis que vivem de atividades econômicas baseadas Para uma organização que atua em áreas tão remotas e dis-
principalmente na agricultura, pesca, pecuária, produção de tantes, muitas delas com acesso só por barco ou avião, alguns
artesanato, no extrativismo e turismo. números da Associação Vaga Lume, em 17 anos de atividades,
A presidente e cofundadora da Associação Vaga Lume, impressionam. São 99 bibliotecas comunitárias monitoradas e
Sylvia Guimarães, explica que o propósito é empoderar crian- fortalecidas continuamente; 25.605 crianças, jovens e adultos
ças de comunidades rurais da Amazônia Legal brasileira já beneficiados; e 1.902 alunos e 111 educadores participantes
a partir da promoção da leitura e da gestão de bibliotecas do intercâmbio cultural Amazônia - São Paulo.

40 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


MELHOR ONG DE ESPORTE

Faixas pretas
dentro e fora do tatame
Com seis polos de atuação, o Instituto Reação

C
atende a mais de 1.300 crianças e adolescentes
riado pelo medalhista olímpico Flávio
Canto, em 2003, o Instituto Reação é INSTITUTO REAÇÃO
uma organização que promove o desen-
volvimento humano e a inclusão social
por meio do esporte e da educação,
fomentando o judô desde a iniciação
esportiva até o alto rendimento, além
de transformar o conceito de responsa- ESPORTE
bilidade social em ação na vida do maior número de pessoas,
2018
integrando diferentes classes sociais por meio do esporte.
2003 Rio de
“A proposta da ONG é utilizar o esporte como instrumento Janeiro/RJ
educacional e de transformação social. Mais de 1.300 crian- institutoreacao.org.br
ças, adolescentes e jovens a partir de 4 anos de idade são
beneficiados em nossos seis polos (Rocinha, Cidade de Deus/ (21) 3681-2768
Jacarepaguá, Cidade de Deus/Polo de Iniciação, Tubiacanga,
Pequena Cruzada e Deodoro)”, conta Leriana Figueiredo, gerente
executiva do instituto, que ressalta que, em 2018, a instituição um time de treinadores com ampla experiência, bem como
passou a expandir sua atuação para a cidade de Cuiabá (MS). uma equipe multidisciplinar qualificada e especializada nas
áreas de nutrição, fisioterapia, psicologia e preparação física.
PROJETOS EM ANDAMENTO Esses profissionais trabalham sob a coordenação do técnico
O Instituto Reação desenvolve, atualmente, três projetos. Geraldo Bernardes, ex-técnico da Seleção Brasileira de Judô,
O Reação Escola Faixa Preta é um projeto socioesportivo que que conquistou medalhas para o país em 4 olimpíadas, téc-
oferece aulas de judô a mais de 1.200 crianças, adolescentes nico do 1º Time Olímpico de Refugiados da história, e um dos
e jovens com idades entre 4 e 29 anos. “A proposta é desen- poucos mestres a possuir a faixa vermelha de 9º Dan, segunda
volver não somente as técnicas dessa modalidade esportiva, graduação mais alta do judô”, detalha a gerente executiva.
mas contribuir para o desenvolvimento social e humano, for-
mando faixas pretas dentro e fora do tatame”, explica Leriana. MANTENEDORES E PARCEIROS
O projeto Reação Educação atua de forma complemen- Segundo Leriana, a organização é mantida por doações
tar, buscando construir um olhar crítico e uma postura ativa da iniciativa privada, principalmente por meio da utilização
em seus alunos, de modo a ampliar a noção de que todos de Leis de Incentivo. “Mas também contamos com a parti-
são atores importantes para a transformação da sociedade. cipação de doadores pessoa física e apoio de parceiros, com
Além das atividades pedagógicas, o projeto também viabi- serviços pro bono, como na área jurídica, por exemplo”.
liza o ingresso dos melhores alunos do Instituto em escolas
e universidades particulares com o apoio de padrinhos e ins-
tituições parceiras. Hoje, cerca de 70 alunos são beneficiados PRINCIPAIS NÚMEROS
com bolsas de estudos em colégios e faculdades, além de 40 Em 15 anos de atuação, mais de 10 mil pessoas foram
em curso de inglês. beneficiadas, mais de 70 alunos foram graduados na faixa
Já o Reação Olímpico tem o objetivo de desenvolver atle- preta, mais de 25 alunos formados no Ensino Superior. “Nossa
tas de alto rendimento para que participem de competições atleta Rafaela Silva é um caso de sucesso, pois conquistou
nacionais e internacionais. “Formar atletas de alto rendimento medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em
não é uma tarefa fácil, por isso o Instituto Reação conta com 2016”, celebra Leriana Figueiredo.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 41


MELHOR ONG DA REGIÃO NORDESTE

Tudo começou
em um galinheiro
Composto por 21 núcleos, instituição beneficente fundada em 1959
pela freira baiana realiza cerca de 3,5 milhões de atendimentos
ambulatoriais, 17,5 internações e 12 mil cirurgias por ano

F
ilomena Marques da Silva, de 60 anos, ficou
surda aos 18, com suspeita de meningite.
OBRAS SOCIAIS
Os exames realizados à época diagnosti-
IRMÃ DULCE
caram surdez profunda e ela passou então
a fazer uso do Aparelho de Amplificação
Sonora Individual (AASI), o qual possibili-
tava ouvir apenas ruídos sonoros que fos-
sem bem fortes. Com a ajuda de amigos e
familiares, aprendeu a fazer leitura labial e conseguiu con-
cluir o ensino fundamental.
Passados mais de 30 anos desde o primeiro diagnóstico, 1959 Salvador/BA

já casada e mãe de três filhos, Filomena não tinha mais espe-


irmadulce.org.br
ranças de voltar a ouvir plenamente, quando descobriu o
programa de Implante Coclear das Obras Sociais Irmã Dulce (71) 3310-1435
(Osid), instituição sem fins lucrativos fundada em 26 de maio
de 1959 pela freira baiana Irmã Dulce (1914-1992) – o “Anjo
Bom da Bahia”.
Apesar das enormes limitações motoras, Raimundo já
Conhecido como cirurgia do “ouvido biônico”, o implante
soma diversas conquistas, especialmente após a descoberta
compreende um avançado tratamento para pessoas com
do mundo da computação e das tecnologias assistivas, que
deficiência auditiva sensorioneural bilateral de grau severo
possibilitaram sua alfabetização. Por meio do programa
e profundo. O procedimento é indicado para crianças a partir
“Informática na Educação Especial”, o morador domina fer-
dos oito meses de vida, adultos e idosos que não obtiveram
ramentas como e-mail e editor de textos, tudo a partir de
benefícios com o uso de aparelhos auditivos convencionais.
um teclado controlado pelo mouse, adaptado a uma prancha
Em 2011, Filomena fez sua cirurgia na Osid e, depois de 37
colocada em seu colo.
anos, voltou a escutar. A audição foi retornando aos poucos,
Através do acolhimento encontrado no CAPD, ele também
com o suporte de toda a equipe multidisciplinar do Núcleo
descobriu novos talentos em outras áreas. Munido de tintas
de Reabilitação Auditiva da organização. Ela conta que adora
e pincéis, em uma orquestra de pequenos e delicados movi-
ouvir o som da chuva, o canto dos pássaros e as músicas de
mentos, o morador pinta belas e cativantes telas.
Roberto Carlos. “Ouvi meu filho mais velho me chamar de
As duas histórias mostram a amplitude do trabalho da
mãe quando ele já tinha 32 anos. Hoje posso escutar o meu
Osid, que predominantemente atua na assistência à saúde,
netinho e vivenciar de uma forma diferente todas as suas
mas também desenvolve atividades nas áreas de educação,
descobertas”, comenta emocionada.
assistência social e pesquisa científica.
Outro caso de superação é o de Raimundo Félix, 56 anos,
Ao todo mantém 21 núcleos próprios, sendo 20 na sede
que desde 1995 vive no Centro de Acolhimento à Pessoa com
da instituição, em Salvador, local conhecido como Complexo
Deficiência (CAPD), hoje abrigando 85 moradores sem con-
Roma. O vigésimo primeiro núcleo, o Centro Educacional
dições financeiras. Aos 16 anos, teve sarampo e, como con-
Santo Antônio, fica no município de Simões Filho, Região
sequência, ficou tetraplégico, com paralisia total nos quatro
Metropolitana de Salvador.
membros.

42 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


NORDESTE
2018

A instituição atua ainda na gestão de três hospitais públi- planejamento estratégico, construído para cinco anos”,
cos da Bahia – Hospital do Oeste (Barreiras), Hospital Eurídice explica Maria Rita.
Sant’anna (Santa Rita de Cássia) e Hospital Regional Dr. Mário A gestora afirma que esta captação é realizada em duas
Dourado Sobrinho (Irecê) – e responde também pelo Centro frentes de atuação. A primeira, diretamente com a iniciativa
de Convivência Irmã Dulce dos Pobres, no centro histórico privada, promove esforços para a obtenção do apoio da socie-
de Salvador, focado na assistência às pessoas em sofrimento dade e de pessoas jurídicas. A outra, com a iniciativa pública,
psíquico e em vulnerabilidade social. busca viabilizar possíveis fontes de recursos oferecidas pelos
“A instituição é fruto da trajetória de amor e serviço e órgãos governamentais, por meio de fomento, emendas par-
da persistência da religiosa, que peregrinou durante mais lamentares, entre outros instrumentos.
de uma década em busca de um local para abrigar pobres e Entre os principais projetos atualmente em curso na
doentes recolhidos das ruas de Salvador. As raízes da Osid Osid encontra-se a construção da segunda etapa da Unidade
datam de 1949, quando a Irmã, sem ter para onde ir com Dona Dulce, área destinada aos atendimentos de emergência,
70 doentes, pediu autorização à sua superiora para abrigar principalmente de pacientes egressos do serviço de oncolo-
os enfermos em um galinheiro situado ao lado do Convento gia. O novo espaço permitirá suporte e acolhimento ainda
Santo Antônio”, conta a superintendente Maria Rita Lopes mais adequados a pacientes já em tratamento oncológico na
Pontes, lembrando que o episódio fez surgir a tradição de Unidade de Alta Complexidade em Oncologia Nossa Senhora
que o maior hospital da Bahia nasceu a partir de um sim- de Fátima (Unacon), que atende hoje 4,8 mil pacientes por mês.
ples galinheiro. Outros dois projetos em andamento são a implantação
Para que toda essa engrenagem funcione, a organização do serviço de ressonância magnética e a estruturação da
social conta com 4.412 funcionários e, somente em 2017, décima primeira sala cirúrgica para procedimentos de alta
realizou cerca de 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais, complexidade. A sala ajudará a Osid a ampliar o número de
17,5 mil internamentos e 12 mil cirurgias. Na área educacio- procedimentos cirúrgicos em aproximadamente 1.000 por
nal, 738 crianças e adolescentes passaram por atendimento ano, em diversas especialidades.
no Centro Educacional Santo Antônio. “O local contribuirá para a redução das filas e do tempo
A superintendente informa que a maior parte das receitas de espera para a realização de cirurgias, além de melho-
é proveniente de contratos de prestação de serviços de saúde rar significativamente a qualidade de vida dos usuários do
(89%), seguida por doações de pessoas físicas e jurídicas (5%), serviço. Hoje, em torno de 10 mil pessoas estão em lista de
venda de produtos e souvenirs do Centro de Panificação, do espera para a realização de procedimentos cirúrgicos na ins-
Dulce Café e da Loja Irmã Dulce (4%), e o restante vem de tituição”, comenta Maria Rita.
convênios e receitas financeiras (2%). Na área da educação e cultura, a ONG baiana também de
“A receita operacional é obtida a partir da prestação de destaca com o “Projeto Aquarela”, que continuamente busca
serviços em saúde para a Rede SUS, mas a Osid também captar recursos para o projeto de arte-educação em benefício
realiza um plano anual de captação de recursos, tendo de 750 crianças e jovens em situação de risco social, atendi-
por diretriz as prioridades estabelecidas a partir de seu dos no Centro Educacional Santo Antônio.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 43


MELHOR ONG DA REGIÃO NORTE

Pesquisas científicas em
prol da Amazônia
Instituto Imazon promove o desenvolvimento sustentável na
Região Amazônica por meio da veiculação de informações capazes de

F
subsidiar políticas públicas e estimular o fortalecimento de atores locais

undado em 1990, em Belém (PA), o Imazon


é um instituto de pesquisa, sem fins lucra- IMAZON
tivos e qualificado como organização da
sociedade civil de interesse público (Oscip).
Sua missão é promover a conservação e o
desenvolvimento sustentável na Amazônia
por meio da geração e da disseminação de
NORTE
estratégicas de informações para subsidiar
2018
políticas públicas adequadas à região, complementadas por
ações de apoio ao fortalecimento de atores ou instituições
locais, como treinamentos e transferências tecnológicas. 1990 Belém/PA

Atualmente, o instituto conta com uma equipe multidis- imazon.org.br


ciplinar, composta por 36 colaboradores (todos remunerados),
dos quais 29 são funcionários, 5 são consultores (pesquisado- (91) 99100-2965
res associados) e 2 são estagiários.

SEGMENTOS DE ATUAÇÃO
O Imazon atua majoritariamente na Amazônia Brasileira, publicações, seminários e treinamentos – a entregar. Todos os
que engloba 9 Estados (Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, financiadores requerem prestação de contas técnica e finan-
Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins). ceira. “É importante ressaltar que o Imazon não conta com doa-
Suas principais áreas de estudo são: cadeias produtivas sus- ções livres, ou seja, todo o recurso recebido está comprometido
tentáveis, consolidação de unidades de conservação, desmata- com a entrega de algum produto ou serviço”, pontua Andréia.
mento e degradação florestal, gestão ambiental municipal, mudan-
ças climáticas, restauração florestal e ordenamento fundiário. PÚBLICO-ALVO
Desde 2006, o instituto realiza o monitoramento da cober- Toda informação gerada pelo Imazon é de caráter público e
tura florestal da Amazônia brasileira por meio de um sistema destina-se à sociedade em geral, sendo disponibilizada no site do
eletrônico desenvolvido pelo próprio instituto: o Sistema de instituto sob diferentes formatos, como boletins, notas técnicas,
Alerta de Desmatamento (SAD). livros, cartilhas e publicações científicas. Em adição, para que a
informação gerada seja mais efetiva em seu papel de subsidiar
FINANCIAMENTO políticas públicas, o Imazon reforça a disseminação dos resul-
As atividades do instituto são realizadas no âmbito de pro- tados junto a atores e instituições diretamente envolvidos com
jetos de pesquisa, em geral apoiados financeiramente por doa- o tema do estudo, realizando eventos mais específicos junto a
dores nacionais ou internacionais, mediante processo seletivo estes, a exemplo de seminários e reuniões técnicas.
de propostas de projetos. “Nossa sustentação financeira ocorre
por meio da captação contínua de recursos realizada por lide- PRINCIPAIS RESULTADOS
ranças sêniores e adjuntas do instituto, que elaboram e sub- Em 28 anos de atuação, o Imazon publicou aproximada-
metem essas propostas à financiadores alinhados à missão do mente 700 trabalhos, entre artigos científicos, livros, guias
Imazon”, destaca a diretora executiva. A relação dos principais e notas técnicas. O instituto possui uma lista que destaca
financiadores de cada ano consta nos relatórios anuais de ati- 27 principais impactos do instituto ao longo de sua história.
vidades do instituto, publicados no site do Imazon. Em termos orçamentários, nos últimos cinco anos, o
Cada projeto tem um tempo de execução predeterminado, Imazon teve receita anual média da ordem de R$ 15 milhões
um orçamento e produtos/serviços especializados – como e executou cerca de dez projetos por ano.

44 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


MELHOR ONG DA REGIÃO CENTRO-OESTE

Garantindo os direitos de
crianças e adolescentes
ONG Casa Azul Felipe Augusto visa à qualificação profissional e inserção
no mercado de jovens e mulheres em situação de vulnerabilidade

F
undada em 1989, em Brasília (DF), a Casa
Azul Felipe Augusto é uma organização sem
fins lucrativos, que atua no combate às desi-
CASA AZUL
gualdades sociais oferecendo assistência a
crianças, adolescentes e famílias em quatro
unidades de atendimento – duas delas na
região administrativa de Samambaia, uma
CENTRO
no Riacho Fundo II e uma nas dependências
OESTE
da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no Distrito 2018
Federal. A instituição tem, ainda, a intenção de expandir o
trabalho por meio de franquia social, de modo a replicar a 1989
Samambaia
Sul/DF
outras ONGs seu know-how.
“Nossa instituição atua em prol da garantia de direitos casazul.org.br
de crianças e adolescentes, da qualificação profissional e
(61) 3359 - 2098
inserção no mercado de trabalho de jovens e mulheres em
situação de risco e vulnerabilidade social, além do fortale-
cimento dos vínculos familiares”, explica Daise Lourenço
Moisés, presidente da ONG. profissional e inserção no mercado de trabalho na modali-
Diariamente, no contraturno escolar, 1.940 crianças e dade aprendiz, além de estimular o empreendedorismo para
jovens, com idades entre 6 e 24 anos, encaminhados pelo a geração de renda alternativa. O Projeto Entrando na Roda
Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), têm acesso a tem como público-alvo mulheres provedoras de seus lares,
acompanhamento pedagógico, aulas de artes, teatro, música, em situação de risco e vulnerabilidade social e, para tanto,
dança, informática, atividades esportivas e capacitação pro- oferece cursos de qualificação profissional nos campos da
fissional. A organização também atende a 1.200 famílias. gestão, tecnologia, imagem pessoal, alimentação, vestuário
e artesanato, além de promover palestras e encontros des-
PRINCIPAIS PROJETOS tinados à elevação da autoestima. Desenvolve ainda o pro-
A Casa Azul Felipe Augusto desenvolve, atualmente, jeto Incubadora Social, que desde 2016 oferece treinamento,
quatro projetos. capacitação e viabilização de recursos materiais e financei-
O Projeto Brincando & Educando é destinado a crian- ros para a implementação de empresas (MEIs) de mulheres
ças e adolescentes com idades entre 6 e 14 anos, e propicia empreendedoras. O Programa Construindo Vidas, por sua
o desenvolvimento social, intelectual, artístico e motor por vez, visa ao fortalecimento do núcleo familiar. Para tanto, o
meio de atividades lúdicas, como oficinas de música (orques- programa desenvolve com as famílias e os educandos rodas
tra e flauta), dança (hip-hop e balé), esportes, literatura, artes, de conversas para troca de experiências, visitas domiciliares,
informática, entre outros. Já o Programa de Olho no Futuro atendimentos individualizados e coletivos, palestras e inter-
oferece a adolescentes e jovens de 14 a 24 anos formação venções nas áreas da Psicologia e do Serviço Social.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 45


MELHOR ONG DA REGIÃO SUDESTE

Protagonistas da
própria história
O Instituto Fazendo História desenvolve metodologias que
garantem espaços de expressão, reflexão e valorização das
trajetórias pessoais e familiares das crianças e adolescentes

O
Instituto Fazendo História (IFH)
nasceu em 2005 com a missão de
INSTITUTO
colaborar com o desenvolvimento de
FAZENDO HISTÓRIA
crianças e adolescentes com experi-
ência de acolhimento, a fim de for-
SUDESTE
talecê-los para que transformassem 2018
suas histórias. “A fundação da ONG
se deu a partir da percepção de que
crianças e adolescentes afastados de suas famílias, morando
temporariamente em serviços de acolhimento, precisavam
de um atendimento individualizado e profissional para que 2005 São Paulo/SP
pudessem crescer e se desenvolver”, explica Isabel Penteado,
fazendohistoria.org.br
diretora executiva do IFH.
Entendendo as necessidades de desenvolvimento pleno (11) 3021-9889
desse público – que tem idades entre 0 e 21 anos –, o Instituto
promove diversos programas que favorecem a construção de
vínculos afetivos estáveis e duradouros entre as pessoas da
comunidade e os acolhidos. enquanto o Famílias Acolhedoras acolhe crianças entre 0 e
3 anos separadas de suas famílias, em famílias voluntárias
FRENTES DE ATUAÇÃO que são formadas e acompanhadas, até o encaminhamento
O Fazendo História desenvolve metodologias que garan- de volta à casa ou para família substituta. Por fim, o Grupo
tem espaços de expressão, reflexão e valorização das trajetó- Nós presta apoio e acompanhamento a jovens no processo
rias pessoais e familiares das crianças e adolescentes. “Nossa de desligamento do serviço de acolhimento e transição para
ambição é oferecer ferramentas para que esses jovens se for- a vida autônoma, focando profissionalização, moradia, uso
taleçam e tornem-se cada vez mais protagonistas de suas consciente do dinheiro e cidadania.
histórias, capazes de construir autonomamente projetos de
vida de potentes”, pontua Isabel. PRINCIPAIS RESULTADOS
Para esse fim, são realizados os programas Fazendo Minha Ao longo de 13 anos de atuação, a ONG já prestou
História, que forma e acompanha profissionais e voluntários mais de 500 serviços de acolhimento parceiros (média de
para o resgate e registro das histórias de vida de crianças e 180 por ano); formou mais de 7.100 profissionais (1.400/
adolescentes em álbuns pessoais, tendo a literatura como ano); atendeu a mais de 12.500 crianças e adolescen-
mediadora desse processo. O programa Com Tato oferece tes (1.500/ano); contou com a participação de mais de
psicoterapia individualizada e familiar gratuita a crianças, 4.800 voluntários em seus programas (750/ano); distri-
adolescentes e suas famílias. O programa Apadrinhamento buiu mais de 20 mil livros (3 mil/ano); e publicou cinco
Afetivo visa propiciar convivência familiar e comunitária livros infanto-juvenis – Ledazeda, Menor Ilha, História
para crianças e adolescentes que possuem perspectiva de da Jabuticaba, Solta a Voz Rafael e História de Pedro – e
longa permanência nas instituições, por meio de voluntá- o livro Essa é a Nossa História. As publicações estão dis-
rios comprometidos com o papel de padrinhos e madrinhas; poníveis no site do IFH.

46 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


MELHOR ONG DA REGIÃO SUL

Foco no jovem
empreendedor
ONG visa oportunizar a mudança de vida por meio do
empreendedorismo, viabilizando projetos que conectem as
pessoas para a troca de conhecimento e experiências

F
undada em 2011, a ONG Foco Empreendedor
nasceu com o objetivo de promover e fomen-
FOCO EMPREENDEDOR
tar o empreendedorismo e o intraempreende-
dorismo, desenvolvendo projetos vinculados
junto a empresas públicas e privadas, enti-
dades de classe e público em geral. Desde a
sua criação, a organização já impactou a vida
de mais de 10 mil estudantes, professores
e diretores por meio de seus projetos.
“A opção de atuar com esses temas se deve ao fato de acre-
Santa Cruz do
ditarmos que o empreendedorismo, tomado em sua essên- 2011 Sul/RS
cia como iniciativa, proatividade e liderança, produz grande
focoempreendedor.com.br SUL
mudança comportamental que, por sua vez, gera transforma- 2018
ção social”, afirma a fundadora e presidente da ONG, Áurea (51) 2109-0430
Helena Kops Binz.

INICIATIVAS DESENVOLVIDAS aproveitando as oportunidades. O quarto projeto é o Geração do


O público beneficiado pela instituição são jovens com Amanhã, que trabalha especificamente a liderança, formando
idades entre 14 e 18 anos, provenientes de escolas públi- jovens líderes tanto em zonas rurais quanto urbanas.
cas estaduais e municipais, em situação de vulnerabilidade
social e com renda familiar inferior a três salários mínimos.  RESULTADOS OBTIDOS
A ONG promove o empreendedorismo por meio dos pro- Desde o início de sua atuação, a ONG Foco Empreendedor
jetos sociais e ações que visam estimular o jovem a tomar já atendeu mais de 12 mil jovens e mais de 2 mil profes-
iniciativa, ser criativo, ser proativo, ter liderança, saber sores, capacitando-os no empreendedorismo, despertando
potencializar o que cada tem de melhor e aprender a lidar neles o espírito empreendedor e, assim, empoderando-os.
com as adversidades. “Acreditamos que cada um pode fazer a sua parte para que
A Foco Empreendedor conta com um Banco de Projetos a sociedade se torne melhor e estamos fazendo a nossa por
Sociais que beneficia diferentes públicos, mas, em especial, os meio do empreendedorismo”, pontua Almeida.
jovens. Atualmente, são desenvolvidos quatro projetos. O Geração
Click atende a quase 5 mil jovens de escolas públicas do 9º ano TRABALHO SOCIAL SÉRIO E IDÔNEO
do Ensino Fundamental e dos três anos do Ensino Médio, de Para Áurea, não há reconhecimento maior do que ser des-
18 municípios do Rio Grande do Sul, e apresenta casos empre- tacada pela sociedade e pela comunidade em que atua pela
endedores e oportunidades do mundo do trabalho. Já o projeto idoneidade e seriedade do trabalho social que realiza, bem
Resgatando Valores busca valorizar a autoestima e potencializar como por sua dedicação e comprometimento com o social
o espírito de liderança do professor em sala de aula. O projeto junto ao público atendido. “Estar entre as 100 melhores ONGs
Caminhos Profissionais Social, por sua vez, atende a jovens em do Brasil é chegar ao ápice desse reconhecimento. Para nós,
situação de vulnerabilidade social oriundos da periferia e de ins- é muito valoroso estar entre as melhores. Fortalece nosso
tituições sociais e busca capacitá-los de forma que seja capazes comprometimento e valoriza o trabalho de todos, em espe-
de mudar sua condição social por meio de seu comportamento, cial de nossos voluntários e apoiadores”.

GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018 47


FOTOS DO DIA DA PREMIAÇÃO

Fotos do dia
da premiação

48 GUIA AS 100 MELHORES ONGS DE 2018


O melhor
a fazer:
Certificar-se.

Em todo o mundo existem procedimen- Em 2019 realizaremos um esforço con-


tos que ajudam o doador a tomar decisões. centrado para conseguir que milhares de
As certificações, selos e prêmios são as ONGs se certifiquem e queremos que sua
mais comuns. organização seja uma delas.
O prêmio Melhores ONGs só existe por- Para isso, visite nosso site, conheça os
que 6 anos atrás um grupo de profissionais critérios de avaliação, descubra como o
decidiu criar o Instituto Doar. selo está facilitando o reconhecimento das
Isso porque perceberam que o ecosis- ONGs por parte da sociedade.
tema das organizações da sociedade civil Temos um encontro marcado. Entre em
estava maduro para desenvolver processos contato, avise que chegou até nós atra-
de melhoria contínua. vés deste anúncio e receberá uma sur-
O Selo Doar é o irmão mais velho do presa adicional.
Prêmio Melhores ONGs. Vamos juntos.
Depois de centenas de avaliações, pode- Melhorando o mundo.
mos dizer que a certificação é um caminho Uma organização de cada vez.
saudável para gestores, empreendedores
e doadores.
Nossas pesquisas recentes confirmam
que organizações que tem o Selo Doar
percebem o efeito de ampliação de repu-
tação e legitimidade e aumento significa-
tivo das doações. www.institutodoar.org

Guia Melhores ONGs_Capa.indd 4 14/12/2018 18:00:52


Junte-se à maior rede de
Gestão para ONGs do Brasil!
FILANTR PIA
89 ONGs premiadas no Melhores ONGs 2017 e 2018
são integrantes da Rede Filantropia. Coincidência?
NÃO! Elas vão atrás de conteúdo e de capacitação para sua equipe!

28-37
Págs.
ial •
ncia Soc
de Assistê
a Único
o Sistem
sobre
da Paulus
seção
fira a
O SU AS: Con
NDO

143 TURMAS
IPLICA
MULT #83
ra sil
nc aB
/Aviaca .co m .br
av ian

FILANTR

Eventos presenciais e on-line.


OPIA
#83

Ganhe descontos de até 100%! DORE


INDICA CTO
OS
PA
S

DE IM DE MEDIÇÃO
MÉTOD ACTO GE E
RAM
DE IMP CIÊNCIA
EFI ÀS
MAIS NCIA
SPARÊ
TRAN S SOCIAIS
AÇÕE

ASIL
NO BR A
OSCs ENTO DO IPE 820
FILANTR

TAM IL TEM
LEVAN E BRAS EGAM 3
A QU PR
MOSTR Cs,, QUE EM SSOAS
OPIA

MIL OS HÕES DE PE
ESTRAT

MIL

+ DE 6 MIL EDITAIS!
ÉGICA

PIA
•••

T RO
Amei!!

A
mmm…

N
FI TRATÉ IC
mm

A
ho! Hm
entin

L G
qu
bem
uíche

Encontre as melhores oportunidades.


Sand over
ncaL EIRO
#Avia
O TERC IA
FILANTR

PAÍS,

ES
Amei! ONOM
NTO NO R DA EC
VIME LA
OPIA.O

NVOL ANTE PI
DESE RT
NTO E IMPO
NG

ES CIME COMO UM Me ll
PLO CR A Lu isa o
:24
IGUR animal, institut
20:14

EM AM SE CONF
/2018
18/09

SETO
R causa ão de seu
prol da criaç
sta em e da
• Ativi nesta luta
. EVISTAse engajou
. AMA ENTR
VOA ,
ro co rd o. o
re cíp de bo em com
o am
or é se rv iço
lo poltro
nas
for to. Q U EM fala de
Aq ui m eç ar pe as file
iras de bordo e con
todas nto de eira ,
A co entre enime de prim

FIFE 2019 - RIO DE JANEIRO


espaço ves, entret atendimento
Maior ona
as aer jar com
todas de via
gosta anca.
Quem r de Avi
ar voa
vai am

Maior evento de gestão para


d 1
_capa.ind
RF83

A vers
de au ão brasileira
to
TRAD portug ria de Dar do livro or
utiliza uesa a reun ian Rodrig iginal em

organizações sociais do país.



respons ÃO: Thaís
in
obra, ável pela
é ve
Iannarel
li, tra se rela das ao redo ir as princi uez Heyman glês, Non
ropia. diretora ex rsão brasile dutora pr
Fo ec
é tradu rmada em utiva da Re
ira de abordacionar com r do mundopais ferram , é a prim ofit Fundra
ei
tecnol r novos pa doadores . Aqui, o entas de ca ra obra em ising 101,
sta
de
versão tora e, há jornalismo, Filant- , le
e 14
tuguê tradução de anos, traba também divers ogias para trocinador sobre estr itor vai en ptação de língua
at
a uma os outros tefortalecer o es e apoiad égias a se contrar dica recursos
s e italian textos lha
o. em ing com
que au técnica dife mas. É, de trabalho doores e sobr rem usadas s de como
lês, po
r-
xiliam re fa e pa
o trab nte de captto, um guia captador decomo usar ra

PL
alho do aç pr re as no
dia a dião, com ex ático. Cad cursos, en vas

do ANEJA
a da su emplos a capítu tre
S

a or , ca lo
ganiza ses e m traz luz
RSO

APO ção. odelos


IADO

VÍDEO-AULAS f u n d ações i nMEN


RES
REVISÃ
aila Bre E R EC U

adminis O: João Pa

R E a ç õ e s m d i v í d TO
tração trador e me ulo Vergueir
pela FG str o
vo da
AB V-SP e em admi é A Rede
da inf Filantropia

al a di
Capta CR – Asso e diretor ex nis- or
nner

do cia ec to dir mação, ca atua com

u
de res res de Recu ção Brasilei uti-

L AC
retoas
ec pacitaç ba

Gravadas em módulos de curta duração.


po
al na FE nsabilidad rsos. É pro de
ra Setor ionados ão e se nos pil
D

do Br às
e
de Ex CAP e coord social empre sor
fes asil. Ho organizaç desenvolvim ares A

ION
ticipa
nt õe En
de todo es, a rede je, com ma s do Terce en- pa gaja Bras
G
Heym AÇ ÃO

celênc enad sar

n e góu
ia em or do i-
Terceiro
ma
i P
s os Es reúne pe is de 40 pel do il tem

c ioa
Gr
de Li
AME
Ad iro
de Ad Setor do Co ministraçã upo

cC
tados ssoas Te como
e orga mil par- uma plataf rceiro Seto propós itoda
r pareci
s s o crático
ministra o .
ção (G nselho Regio do

onsA
ara,Anopa
nizaçõe or fortalec
an & L

de en
gajam ma at

N TO
s segu ís, pr

Assista quando e onde quiser.


EATS er
/CRA nal Renen

eP
intere e to educati ovidencian o
s
ia is
on de
-SP).
R ei sse e rec social qu
T

va e do

osTe -line
uerra quem os rea ursos para e aproxima quinovadora
de Terceiro Darian

de lh
G

REC A
ação no reconh Rodriguez
n Rod D E C A P

erm e liza. apoia Reis s de atu vogados do


r bons em tem erme
Guilh


Guilh 10 ano Ad e ec He
ado com na Ordem dos to (10.983) empree ido captad yman é

e
projeto
impac
URSÃtO
s, Advog o írito San em Direito um

n
Inscrit nd or
trabalho edor socia de recurso
Guilh Aparecida

Setor – Seccionais Esp . Graduado


Rena

retor
O Grup – 4.497)
to Sócio-Di
dando “helping pe l e autor. Se s,

os
Brasil
riguez

e contr o Ader&La Pa ulo (32 de Vila Velha. vogados


erme

de São s & Ad do Terceiro


ta

pe op
durant ssoas a aju le help” (a u
ibu ng ade
engajam ir para o de nasceu do iversid Wilian
pela Un rio Nelson ta em Direito em Ciências
e e ju-
O

execut sua atuaçã dar) começ


idad
izações ento e mo senvolvimen desejo de ritó
do esc os. Especialisrio. Mestrand a de
o
Guerr de Lima

O
bil ser
Imunutária
Estados brasileiras. ização de rec to das inicia vir A AB iad Tributá ade Autônom so de pós- ivo da o com ou
IC

Assoc onde o dire

S
Direito
vangua Unidos, a
Com
esc ursos tivas, CR - Setor e pela Unive
rsid
sor do
cur
ao lançou Fundação to
As
Craigsli r
a Reis

Ader& ritórios no de organ- de Recurso sociação Profes bilidade par te


P R ÁT

Trib
as
r rda. Jurídic rtugal. ran Boot
Camp, o projeto
to en Um Lang é Brasil s reúne Brasilei em Po Direito e Conta sor, palest st,
eiro Se
capta
Daria

de r todas a on e
para o Terc as suas e-stop shop uma empre nos mentoção, mobiliza e representa dos Capta
ra Lisboa fes tivo e mais e ensin Nonp
ção em MG. Pro inistra de rofi
gradua Setor da FB
izações 10.000 líd ou e inspi t
dema pro sa de ins çã os do adm
ndas em nta civil. At titucional o de recurs profissionais res direito ceiro Setor.
um só para at- Terceiro tributário,
Cap
ao Ter rou

+ DE 10 MIL TEXTOS
a_G
uia_Pr ua mo das org os e de de ito os da so eres de
atico.in
lugar. financ
eira da s para promoanizações da senvolvi- em dire il relacionad best-se ciedade organ-
G U IA

dd
1 civ lle
liv ro ne nte das su
s organ vera socieda direito 101: A r Nonpro civil. Edito
al deste nte as caus izações e sustentabil de

e
Co fit u
in cip o ida for Le mplete an Managem o

idad
e pr porta as. im pacto de ad d Pr en
a fi nalidad ir como im tidades perma- & Sons ers and Prof actical Guid t
essível, r, para serv s en ) es
em ac ntes da istratura, série de e, depois, co sionals (W e
leito dirige
linguag

n
ag
uma to do para os da M social eventos de ndou a ún y
-fu ile
dimen lmente, s, membros .

Artigos, entrevistas e matérias especiais. u


Com enten incipa e Con pa di ica
Direito monstração s for No ra o bem, cados à m
vogado
para C heça as Pri

Im utária
itar o ulta, pr
Imun

é facil nto de cons tudantes, ad eradores do a de na np


co-fund rofits. He Social Med
o ídia
me es op ática atuam aptar nci o
s, e Recurs pais taFoLim
tru s, m atuaçã ym
ins at ivo de m ais ag
uito pr lucrativo
qu ação, anos de for Al ador da Sp an também
ia
ns lucr Público e capacit sto
o na ada ne Cotentas,dorEInsastcrit
a com 10 em dos
sem fi eira m ltura,
idad

fins l, arrow: é
D a r ia ResAdnoem
io com di que forta
inistér de man ades sem , esporte, cu impo na Ord as Gerais
raa té

TribTerceiro Setor
do M expõe pagar vog Org gieas lece ca Mobile

Acesse o maior conteúdo sobre Terceiro Setor.


Min
tid m Setor – cional spositiv
n R oAdTervogceiadoro.sGradoanduaBraizdasilaç–emSecõDiresUneitoivedrsid
ro e as en aç ão po de ncias a
Ciêe
O liv de qu educ o, não Feólicam izações os móv mpanh
e Trib

social, que iss , não ade Catrrcio as


ovação tência
compr saúde, assis m e, mais do rendas. rativos d r26)igs pelua Pontifíciae CoordaenaSdororiociaNeNaedlsoad nal en
ta govern da sociedade eis para orga
fins luc tituição de
áreas
de
s, não
deve ônios
e es sem
entidad desde a Co
ns
ioria
(154.3
ntábei
& LaCoila e. Sóz ciaHor doe escos.ritóEspecialisnta e Civsil em sit
amen
ta civil e
uação is em prol da agências
n-
utária

patrim
entre
outra
seus se
rviços, de destina
da às
unida
e
de exist 88, muitas
ou a ma ida,
a indev
de MinB
as Gerais ro Set
cei renner
cleo Ter s Assocyiad s.
man ntábei
de po
breza. s pessoas
para o
br e im un ida a im de 19 an eir do Nú & Advogado Perícias Co e Jurídico do
so ra a a, m
tituição postos de s. e
Embo ou sej ividade ser Wilian
s utário olador
ia
Setor -
novo, atual Cons eito Trib s da Contr do Terceiro
para

direito a pagam
im suas at ma seu em Dir ore anda
seja um urando até lucrativos vim ento de os do que ve ônio, direito Atuou
nos set Operacional de MG. Mestr oma
o
perd nv ol nceit m é um de Apoio rio Públic Autôn
1946 sem fi
ns o dese dos co e patri das. usá-la Centro isté rsidade -
to sobr do Min as pela Unive sora da pós o
o Te

tidades s para amplo dimen m ser tribu nção


ta
ê-la e OT S
dado como
CA
foi fun das en ndo prejuízo ecimento enten ve eend Jurídic , profes
Ciências em Portugale Contabilidad em direito
e para
Compr
tropia r a informaçã. ta nh m do o de de ise
acarre tor terá o co social, alé do-a
rceiro

to Filan es nã o da de Lisboa em Direito , palestran ito civil


te
tiza
O Institu de democra Terceiro seus
Setor O lei cia entidad erencian ncessã ser ção MG
tivo e dire
sistên que as unidade, dif tado a co gradua Setor da FB
inistra
ivo a ao
o objet relacionad adquirida po istência
r
uc aç ão e as s uma vez de im do Es e deveria to Terceiro , direito adm ro Setor.
a ed iço o ” de, qu men

+ DE 800 PÁGINAS
eit rio
técnic a expertise anos de ex “favor
cei
plia a e serv o conc ativida desenvolvi tributá ao Ter
Setor

liza ndo go de 10
tituto am para renda explica e não é um ento desta o relacio
nados
Uti
O livro ção e
20/03/
s ao lon pia, o Ins qu ecim
2017
anuten dade.
ção
dirigente ta Filantro de comunica liados, ando reconh ipal, 12:51:

onstr ra a m s munic
40
cie
da Revis dos canais o a seus afi ntos, e dem mas sim um estatal, pa fício da so s nas esfera idade
e 16 20:2
5:35
ção açã o eve a, te ne posto la imun ades 17/03/20
utiliza is inform tas com ernet. mesm pelo en s para o be dos im ançados pe
levar ma de ferramen rtal na int vo lvida lta da da um da s en tid
io
por me es, livros
e po desen des vo indicando ca quais são
alc
direito nstituída.
r ivi da a o e um
public
açõ .org.b de at finaliz nstrand e ser est entidade é
co

Mais de 10 e-books publicados!


tropia O livro eral, demo e demonstr
utofilan e um a
instit l e fed qu sim qu
www. estadua gados sce as
do jul
entan tivos, que na
apres ra
ns luc
sem fi

dd 1
Capa.in
utarias_
des Trib
Imunida
Livro

Saiba mais em filantropia.ong/beneficios


Guia Melhores ONGs_Capa.indd 5 14/12/2018 18:00:59