Vous êtes sur la page 1sur 7

LIÇÃO Nº.

07 –17 DE FEVEREIRO
O QUE É NASCIDO DE DEUS E VENCE O MUNDO

Texto Básico: I Joãã o 4.7-21.


Texto Áureo: Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo;
e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o
mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? (I João
5.4,5).

QUESTIONÁRIO

1. O que o ãpoó stolo Joãã o disse que Deus eó e o que Ele revelou
pãrã conosco, o que Ele fez em provã de seu ãmor; e o que
fizemos pãrã mereceê -lo? R1. I João 4.7-10.

ARC
7 Amãdos, ãmemo-nos uns ãos outros; porque o ãmor eó de Deus; e
quãlquer que ãmã eó nãscido de Deus e conhece ã Deus. 8 Aquele que nãã o
ãmã nãã o conhece ã Deus; porque Deus eó ãmor. 9 Nisto se mãnifestã o
ãmor de Deus pãrã conosco: que Deus enviou seu Filho unigeê nito ão
mundo, pãrã que por ele vivãmos. 10 Nisto estãó o ãmor, nãã o em que noó s
tenhãmos ãmãdo ã Deus, mãs em que ele nos ãmou ã noó s, e enviou seu
Filho pãrã propiciãçãã o pelos nossos pecãdos.

NVI
7 Amãdos, ãmemos uns ãos outros, pois o ãmor procede de Deus.
Aquele que ãmã eó nãscido de Deus e conhece ã Deus. 8 Quem nãã o ãmã
nãã o conhece ã Deus, porque Deus eó ãmor. 9 Foi ãssim que Deus
mãnifestou o seu ãmor entre noó s: enviou o seu Filho Unigeê nito ão
mundo, pãrã que pudeó ssemos viver por meio dele. 10 Nisto consiste o
ãmor: nãã o em que noó s tenhãmos ãmãdo ã Deus, mãs em que ele nos ãmou
e enviou seu Filho como propiciãçãã o pelos nossos pecãdos.
2. Por que devemos ãmãr uns ãos outros, onde Deus estãó
quãndo ãmãmos uns ãos outros e em quem noó s estãmos; e o
que noó s conhecemos? R2. I João 4.11-16.

ARC
11 Amãdos, se Deus ãssim nos ãmou, tãmbeó m noó s devemos ãmãr uns ãos
outros. 12 Ningueó m jãmãis viu ã Deus; se nos ãmãmos uns ãos outros,
Deus estãó em noó s, e em noó s eó perfeito o seu ãmor. 13 Nisto
conhecemos que estãmos nele, e ele em noó s, pois que nos deu do seu
Espíórito. 14 E vimos, e testificãmos que o Pãi enviou seu Filho pãrã
Sãlvãdor do mundo. 15 Quãlquer que confessãr que Jesus eó o Filho de
Deus, Deus estãó nele, e ele em Deus. 16 E noó s conhecemos, e cremos no
ãmor que Deus nos tem. Deus eó ãmor; e quem estãó em ãmor estãó em
Deus, e Deus nele.

NVI
11 Amãdos, visto que Deus ãssim nos ãmou, noó s tãmbeó m devemos ãmãr
uns ãos outros. 12 Ningueó m jãmãis viu ã Deus; se ãmãrmos uns ãos
outros, Deus permãnece em noó s, e o seu ãmor estãó ãperfeiçoãdo em noó s.
13 Sãbemos que permãnecemos nele, e ele em noó s, porque ele nos deu
do seu Espíórito. 14 E vimos e testemunhãmos que o Pãi enviou seu
Filho pãrã ser o Sãlvãdor do mundo. 15 Se ãlgueó m confessã
publicãmente que Jesus eó o Filho de Deus, Deus permãnece nele, e ele em
Deus. 16 Assim conhecemos o ãmor que Deus tem por noó s e confiãmos
nesse ãmor. Deus eó ãmor. Todo ãquele que permãnece no ãmor
permãnece em Deus, e Deus nele.

3. O que o ãpoó stolo Joãã o disse que nãã o hãó no ãmor (cãridãde), o
que ãcontece se ãlgueó m nãã o eó perfeito em ãmor; e por que noó s
ãmãmos ã Deus? R3. I João 4.17-19.
ARC
17 Nisto eó perfeito o ãmor pãrã conosco, pãrã que no diã do juíózo
tenhãmos confiãnçã; porque, quãl ele eó , somos noó s tãmbeó m neste
mundo. 18 No ãmor nãã o hãó temor, ãntes o perfeito ãmor lãnçã forã o
temor; porque o temor tem consigo ã penã, e o que teme nãã o eó perfeito
em ãmor. 19 Noó s o ãmãmos ã ele porque ele nos ãmou primeiro.

NVI
17 Dessã formã o ãmor estãó ãperfeiçoãdo entre noó s, pãrã que no diã do
juíózo tenhãmos confiãnçã, porque neste mundo somos como ele. 18 No
ãmor nãã o hãó medo; ão contrãó rio o perfeito ãmor expulsã o medo,
porque o medo supoã e cãstigo. Aquele que tem medo nãã o estãó ãperfeiçoãdo
no ãmor. 19 Noó s ãmãmos porque ele nos ãmou primeiro.

4. Como podemos ãfirmãr que ãmãmos ã Deus, o que o


ãpoó stolo Joãã o ãfirmou ser, ãquele que diz que ãmã ã Deus e
nãã o ãmã ão seu irmãã o? R4. I João 4.20,21.

ARC
20 Se ãlgueó m diz: Eu ãmo ã Deus, e odeiã ã seu irmãã o, eó mentiroso. Pois
quem nãã o ãmã ã seu irmãã o, ão quãl viu, como pode ãmãr ã Deus, ã quem
nãã o viu? 21 E dele temos este mãndãmento: que quem ãmã ã Deus,
ãme tãmbeó m ã seu irmãã o.

NVI
20 Se ãlgueó m ãfirmãr: “Eu ãmo ã Deus”, mãs odiãr seu irmãã o, eó
mentiroso, pois quem nãã o ãmã seu irmãã o, ã quem veê , nãã o pode ãmãr ã
Deus, ã quem nãã o veê . 21 Ele nos deu este mãndãmento: Quem ãmã ã
Deus, ãme tãmbeó m seu irmãã o.

5. Segundo o ãpoó stolo Joãã o disse: Quãl ã pessoã que eó nãscidã


de Deus, como elã conhece que ãmã ã Deus; e o que essã
pessoã pode vencer? R5. I João 5.1-5.
ARC
1 Todo ãquele que creê que Jesus eó o Cristo, eó nãscido de Deus; e todo
ãquele que ãmã ão que o gerou tãmbeó m ãmã ão que dele eó nãscido. 2
Nisto conhecemos que ãmãmos os filhos de Deus, quãndo ãmãmos ã Deus
e guãrdãmos os seus mãndãmentos. 3 Porque este eó o ãmor de Deus:
que guãrdemos os seus mãndãmentos; e os seus mãndãmentos nãã o
sãã o pesãdos. 4 Porque todo o que eó nãscido de Deus vence o mundo; e
estã eó ã vitoó riã que vence o mundo, ã nossã feó . 5 Quem eó que vence o
mundo, senãã o ãquele que creê que Jesus eó o Filho de Deus?

NVI
1 Todo ãquele que creê que Jesus eó o Cristo eó nãscido de Deus, e todo
ãquele que ãmã o Pãi ãmã tãmbeó m o que dele foi gerãdo. 2 Assim
sãbemos que ãmãmos os filhos de Deus: ãmãndo ã Deus e obedecendo ãos
seus mãndãmentos. 3 Porque nisto consiste o ãmor ã Deus: em
obedecer ãos seus mãndãmentos. E os seus mãndãmentos nãã o sãã o
pesãdos. 4 O que eó nãscido de Deus vence o mundo; e estã eó ã vitoó riã
que vence o mundo: ã nossã feó . 5 Quem eó que vence o mundo? Somente
ãquele que creê que Jesus eó o Filho de Deus.

6. O que o ãpoó stolo Joãã o disse que lembrã o que ãconteceu


crucificãçãã o, quem sãã o os que testificãm no ceó u e quem sãã o os
que testificãm nã terrã? R6. I João 5.6-8.
ARC
6 Este eó ãquele que veio por ãó guã e sãngue, isto eó , Jesus Cristo; nãã o soó por
ãó guã, mãs por ãó guã e por sãngue. E o Espíórito eó o que testificã, porque o
Espíórito eó ã verdãde. 7 Porque treê s sãã o os que testificãm no ceó u: o Pãi,
ã Pãlãvrã, e o Espíórito Sãnto; e estes treê s sãã o um. 8 E treê s sãã o os que
testificãm nã terrã: o Espíórito, e ã ãó guã e o sãngue; e estes treê s
concordãm num.

NVI
6 Este eó ãquele que veio por meio de ãó guã e sãngue, Jesus Cristo: nãã o
somente por ãó guã, mãs por ãó guã e sãngue. E o Espíórito eó quem dãó
testemunho, porque o Espíórito eó ã verdãde. 7 Hãó treê s que dãã o testemunho:
8 o Espíórito, ã ãó guã e o sãngue; e os treê s sãã o unãê nimes.

7. Que ãgrãvo fez ã Deus, quem nãã o creu no seu filho, quãl o
testemunho que Deus nos deu; e o que possui ãquele tem o
filho de Deus? R7. I João 5.9-13.

ARC
9 Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus eó
mãior; porque o testemunho de Deus eó este, que de seu Filho testificou.
10 Quem creê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem
ã Deus nãã o creê mentiroso o fez, porquãnto nãã o creu no testemunho
que Deus de seu Filho deu. 11 E o testemunho eó este: que Deus nos
deu ã vidã eternã; e estã vidã estãó em seu Filho. 12 Quem tem o Filho
tem ã vidã; quem nãã o tem o Filho de Deus nãã o tem ã vidã. 13 Estãs coisãs
vos escrevi ã voó s, os que credes no nome do Filho de Deus, pãrã que
sãibãis que tendes ã vidã eternã, e pãrã que creiãis no nome do Filho
de Deus.

NVI
9 Noó s ãceitãmos o testemunho dos homens, mãs o testemunho de
Deus tem mãior vãlor, pois eó o testemunho de Deus, que ele dãó ãcercã
de seu Filho. 10 Quem creê no Filho de Deus tem em si mesmo esse
testemunho. Quem nãã o creê em Deus o fãz mentiroso, porque nãã o creê no
testemunho que Deus dãó ãcercã de seu Filho. 11 E este eó o testemunho:
Deus nos deu ã vidã eternã, e essã vidã estãó em seu Filho. 12 Quem tem o
Filho, tem ã vidã; quem nãã o tem o Filho de Deus, nãã o tem ã vidã. 13
Escrevi-lhes estãs coisãs, ã voceê s que creê em no nome do Filho de Deus,
pãrã que voceê s sãibãm que teê m ã vidã eternã.

8. O que o ãpoó stolo Joãã o disse que nãã o o fãz ãquele que eó nãscido
de Deus, o que fãz o que de Deus eó gerãdo; e por quem ele nãã o
serãó tocãdo? R8. I João 5.16-19.

ARC
16 Se ãlgueó m vir pecãr seu irmãã o, pecãdo que nãã o eó pãrã morte, orãrãó ,
e Deus dãrãó ã vidã ãà queles que nãã o pecãrem pãrã morte. Hãó pecãdo
pãrã morte, e por esse nãã o digo que ore. 17 Todã ã iniquidãde eó pecãdo, e
hãó pecãdo que nãã o eó pãrã morte. 18 Sãbemos que todo ãquele que eó
nãscido de Deus nãã o pecã; mãs o que de Deus eó gerãdo conservã-se ã si
mesmo, e o mãligno nãã o lhe tocã. 19 Sãbemos que somos de Deus, e que
todo o mundo estãó no mãligno.

NVI
16 Se ãlgueó m vir seu irmãã o cometer pecãdo que nãã o levã ãà morte, ore, e
Deus dãrãó vidã ão que pecou. Refiro-me ãà queles cujo pecãdo nãã o levã ãà
morte. Hãó pecãdo que levã ãà morte; nãã o estou dizendo que se devã orãr
por este. 17 Todã injustiçã eó pecãdo, mãs hãó pecãdo que nãã o levã ãà morte.
18 Sãbemos que todo ãquele que eó nãscido de Deus nãã o estãó no pecãdo;
ãquele que nãsceu de Deus o protege, e o Mãligno nãã o o ãtinge. 19
Sãbemos que somos de Deus e que o mundo todo estãó sob o poder do
Mãligno.