Vous êtes sur la page 1sur 16

Acentuação gráficaOrigem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo ou secção contém uma lista de fontes ou uma única fonte no fim do texto, mas
estas não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
(desde setembro de 2009)

Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no
corpo do texto quando necessário.

A acentuação gráfica consiste na aplicação de certos sinais escritos sobre determinadas letras
para representar o que foi estipulado pelas regras de acentuação do idioma. Entre estes sinais
estão os diversos acentos gráficos, além do restante dos diacríticos, como o trema, por
exemplo.

Índice [esconder]

1 Acentos gráficos e diacríticos

2 Regras básicas

3 Acento diferencial

4 Fonte

5 Ver também

[editar] Acentos gráficos e diacríticosVer artigo principal: Diacrítico

o acento agudo ( ´ ) - colocado sobre as letras a, i, u e sobre o e do grupo em, indica que essas
letras representam as vogais tónicas / tônicas da palavra: carcará, caí, armazém. Sobre as
letras e e o, indica, além de tonicidade, timbre aberto: lépido, céu, tóxico.

o acento circunflexo ( ^ ) - colocado sobre as letras a, e e o, indica, além de tonicidade, timbre


fechado: lâmpada, pêssego, supôs, Atlântico.

o til ( ~ ) - indica que as letras a e o representam vogais nasais: alemã, órgão, portão, expõe,
corações, ímã.

o acento grave ( ` ) - indica a ocorrência da fusão da preposição a com os artigos a e as, com os
pronomes demonstrativos a e as e com a letra a inicial dos pronomes aquele, aquela, aqueles,
aquelas, aquilo: à, às, àquele, àquilo.

OBS: Quando seguidas de m ou n, as letras a, e, o representam vogais nasais,


comummente/comumente fechadas, recebem acento circunflexo, e não agudo. Ex: câmara,
ânus. A única exceção ocorre nas terminações -em, -ens em que se usa acento agudo [porém,
contém, provém, parabéns], a não ser nas formas da 3ª pessoa do plural, quando passa a usar
o circunflexo.

OBS: Há palavras cujo o uso do acento agudo ou circunflexo pode ser escolhido pelo escritor
como: Abdómen/Abdômen, Cómico/Cômico, Fénix/Fênix, Fónico/Fônico, Gémeo/Gêmeo,
Pónei/Pônei, Tónico/Tônico, Vólei/Vôlei.

Observação:

o trema ( ¨ ) - é aplicado em palavras estrangeiras como sobrenomes, e.g. "Müller").

[editar] Regras básicas

As regras de acentuação gráfica procuram reservar os acentos para as palavras que se


enquadram nos padrões prosódicos menos comuns da língua portuguesa. Disso, resultam as
seguintes regras básicas:

monossílabos tônicos - são acentuados os terminados em:

a, as: pá, vá, gás, Brás, cá, má.

e, es: pé, fé, mês, três, crê.

o, os: só, xô, nós, pôs, nó, pó, só.

oxítonas - Têm a última sílaba tônica. São acentuadas as que terminam em:

a, as: Pará, vatapá, estás, irás, cajá.

e, es: você, café, Urupês, jacarés.

o, os: jiló, avó, avô, retrós, supôs, paletó, cipó, mocotó.

em, ens: alguém, armazéns, vintém, parabéns, também, ninguém.

paroxítonas - Têm a penúltima sílaba tônica. São acentuadas todas as que não terminam em
em, ens, a(s), e(s), o(s); a regra é oposta à de acentuação para oxítonas. Portanto, as
terminadas em:

i, is: táxi, beribéri, lápis, grátis, júri.

u, us, um, uns, on, ons: vírus, bónus/bônus, álbum, parabélum, álbuns, parabéluns, nêutron,
prótons.
l, n, r, x, ps: incrível, útil, ágil, fácil, amável, éden, hífen, pólen, éter, mártir, caráter, revólver,
destróier, tórax, ónix/ônix, fénix/fênix, bíceps, fórceps, Quéops.

ã, ãs, ão, ãos: ímã, órfã, ímãs, órfãs, bênção, órgão, órfãos, sótãos.

proparoxítonas - São todas acentuadas. Têm a antepenúltima sílaba tônica e, nesse caso, é a
sílaba que leva acento. A vogal com timbre aberto é acentuada com um acento agudo, já a
com timbre fechado ou nasal é acentuada com um acento circunflexo. É o caso de: lâmpada,
relâmpago, Atlântico, trôpego, Júpiter, lúcido, ótimo, víssemos, flácido.

Palavras terminadas em encontro vocálico átono: podem ser consideradas tanto paroxítonas
quanto proparoxítonas, e devem ser todas acentuadas. Encontros vocálicos átonos no fim de
palavras tanto podem ser entendidos como ditongos quanto como hiatos. Exemplos: cárie,
história, árduo, água, errôneo.

ditongo - abertos tônicos quando em palavras oxítonas:

éi: anéis, fiéis, papéis

éu: céu, troféu, véu

ói: constrói, dói, herói

hiato - i e u nas condições:

sejam a segunda vogal tônica de um hiato;

formem sílabas sozinhos ou com s na mesma sílaba;

não sejam seguidas pelo dígrafo nh;

não forem repetidas (i-i ou u-u);

não sejam, quando em palavras paroxítonas, precedidas de ditongo;

ex.: aí: a-í; balaústre: ba-la-ús-tre; egoísta: e-go-ís-ta; faísca: fa-ís-ca; viúvo; vi-ú-vo; heroína:
he-ro-í-na; saída: sa-í-da; saúde: sa-ú-de.

Não se acentuam as palavras oxítonas terminadas em i ou u (seguidos ou não do s). Palavras


como baú, saí, Anhagabaú, etc., são acentuadas não por serem oxítonas, mas por o i e o u
formarem sílabas sozinhos, num hiato.

Apesar de não poder ser considerado um caso de tonicidade, coloca-se um acento grave (`) na
crase da preposição "a" com os artigos femininos "a", "as" e com os pronomes demonstrativos
"aquele", "aqueles", "aquela", "aquelas", "aquilo": à, às, àquele, àquilo.

[editar] Acento diferencial

O acento diferencial é utilizado para diferenciar palavras de grafia semelhante. É obrigatório


nos seguintes casos:
pôde (pret. perf. do ind. de poder) - pode (pres. do ind. de poder)

pôr (verbo) - por (preposição)

têm (terceira pessoa do plural do verbo ter) - tem (terceira pessoa do singular do verbo ter)

Os derivados do verbo ter têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´", já a terceira
pessoa do plural tem um acento circunflexo "^" mantém - mantêm

vêm (terceira pessoa do plural do verbo vir) - vem (terceira pessoa do singular do verbo vir)

Os derivados do verbo vir têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´", já a terceira
pessoa do plural tem um acento circunflexo "^" provém - provêm

Casos em que o ac

ento diferencial é opcional:

Acento diferencial do pretérito: chegámos (1ª pessoa do plural no pretérito - indicativo)


chegamos (1ª pessoa do plural no presente - indicativo)

fôrma (substantivo) - forma (substantivo e verbo)

Após a Reforma Ortográfica, o acento diferencial foi quase totalmente eliminado da escrita,
porém, obviamente, a pronúncia continua a mesma.

Tabela traz regras já de acordo com a


nova ortografia
Márcia Lígia Guidin*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Exemplos
Tipo de palavra Quando Observações
(como
ou sílaba acentuar (como ficaram)
eram)
sempre simpática, Continua tudo igual
lúcido, ao que era antes da
sólido, nova ortografia.
cômodo Observe:
Proparoxítonas Pode-se usar acento
agudo ou circunflexo
de acordo com a
pronúncia da região:
acadêmico, fenômeno
(Brasil) académico,
fenómeno (Portugal).
Paroxítonas Se fácil, táxi, Continua tudo igual.
terminadas tênis, hífen, Observe:
em: R, X, N, próton, 1) Terminadas em ENS
L, I, IS, UM, álbum(ns), não levam acento:
UNS, US, vírus, hifens, polens.
PS, Ã, ÃS, caráter, 2) Usa-se
ÃO, látex, indiferentemente agudo
bíceps, ou circunflexo se
ímã, órfãs, houver variação de
bênção, pronúncia: sêmen,
órfãos, fêmur (Brasil) ou
cárie, sêmen, fémur
árduos, (Portugal).
pólen, 3) Não ponha acento
éden. nos prefixo paroxítonos
que terminam em R
nem nos que terminam
em I: inter-helênico,
super-homem, anti-
herói, semi-internato.
ÃOS;
ditongo oral,
seguido ou
não de S
Oxítonas Se vatapá, Continua tudo igual.
terminadas igarapé, Observe:
em: A, AS, avô, avós, 1. terminadas em I, IS,
E, ES, O, refém, U, US não levam
OS, EM, parabéns acento: tatu, Morumbi,
ENS abacaxi.
2. Usa-se
indiferentemente agudo
ou circunflexo se
houver variação de
pronúncia: bebê, purê
(Brasil); bebé, puré
(Portugal).
Monossílabos terminados vá, pás, pé, Continua tudo igual.
tônicos (são em A, AS, mês, pó, Atente para os acentos
oxítonas E, pôs nos verbos com formas
também) ES, O,OS oxítonas: adorá-lo,
debatê-lo, etc.
Í e Ú em Í e Ú levam saída, 1. Se o i e u
palavras acento se saúde, forem seguidos
oxítonas e estiverem miúdo, aí, de s, a regra
paroxítonas sozinhos Araújo, se mantém:
na sílaba Esaú, Luís, balaústre,
(hiato) Itaú, baús, egoísmo, baús,
Piauí jacuís.
2. Não se
acentuam i e u
se depois vier
'nh': rainha,
tainha,
moinho.
3. Esta regra é
nova: nas
paroxítonas, o
i e u não serão
mais
acentuados se
vierem depois
de
2.
3. um ditongo:
baiuca,
bocaiuva,
feiura,
maoista,
saiinha (saia
pequena),
cheiinho
(cheio).
4. Mas, se, nas
oxítonas,
mesmo com
ditongo, o i e u
estiverem no
final, haverá
acento: tuiuiú,
Piauí, teiú.
Ditongos EI, OI, idéia, Esta regra
abertos em colméia, desapareceu (para
palavras bóia palavras
paroxítonas paroxítonas). Escreve-
se agora: ideia,
colmeia, celuloide,
boia.
Observe: há casos em
que a palavra se
enquadrará em outra
regra de acentuação.
Por exemplo:
contêiner, Méier,
destróier serão
acentuados porque
terminam em R.
Ditongos ÉIS, ÉU(S), papéis, Continu
abertos em ÓI(S) herói, a tudo igual (mas,
palavras heróis, cuidado: somente para
oxítonas troféu, céu, palavras oxítonas com
mói (moer) uma ou mais sílabas).
Verbos arguir e arguir e Esta regra
redarguir redarguir desapareceu.
(agora sem usavam Os verbos arguir e
trema) acento redarguir perderam o
agudo em acento agudo em
algumas várias formas
pessoas do (rizotônicas):
indicativo, eu arguo (fale: ar-gú-o,
do mas não acentue); ele
subjuntivo e argui (fale: ar-gúi), mas
do não acentue.
imperativo
afirmativo.
Verbos aguar Esta regra sofreu
terminados em enxaguar, alteração. Observe:.
guar, quar e averiguar, Quando o verbo admitir
quir apaziguar, duas pronúncias
delinquir, diferentes, usando a ou
obliquar i tônicos, aí
usavam acentuamos estas
acento vogais: eu águo, eles
agudo em águam e enxáguam a
algumas roupa (a tônico); eu
pessoas do delínquo, eles
indicativo, delínquem (í tônico).
do tu apazíguas as brigas;
subjuntivo e apazíguem os
do grevistas.
imperativo Se a tônica, na
afirmativo. pronúncia, cair sobre o
u, ele não será
acentuado: Eu
averiguo (diga averi-
gú-o, mas não
acentue) o caso; eu
aguo a planta (diga a-
gú-o, mas não
acentue).
ôo, ee vôo, zôo, Esta regra
enjôo, vêem desapareceu.
Agora se escreve: zoo,
perdoo veem, magoo,
voo.
Verbos ter e vir na terceira eles têm, Continua tudo igual.
pessoa do eles vêm Ele vem aqui; eles vêm
plural do aqui.
presente do Eles têm sede; ela tem
indicativo sede.
Derivados de na terceira ele obtém, Continua tudo igual.
ter e vir (obter, pessoa do detém,
manter, singular leva mantém;
intervir) acento eles obtêm,
agudo; detêm,
na terceira mantêm
pessoa do
plural do
presente
levam
circunflexo
Acento Esta regra
diferencial desapareceu, exceto
para os verbos:
PODER (diferença
entre passado e
presente.
Ele não pôde ir ontem,
mas pode ir hoje.
PÔR (diferença com a
preposição por):
Vamos por um
caminho novo, então
vamos pôr casacos;
TER e VIR e seus
compostos (ver acima).
Observe:
1) Perdem o acento as
palavras compostas
com o verbo PARAR:
Para-raios, para-
choque.
2) FÔRMA (de bolo): O
acento será opcional;
se possível, deve-se
evitá-lo: Eis aqui a
forma para pudim, cuja
forma de pagamento é
parcelada.
Trema (O trema não é acento gráfico.)
Desapareceu o trema sobre o U em todas as palavras do português:
Linguiça, averiguei, delinquente, tranquilo, linguístico.
Exceto as de língua estrangeira: Günter, Gisele Bündchen, müleriano
 Disciplinas

QUANTO À POSIÇÃO DA SÍLABA TÔNICA

1. Acentuam-se as oxítonas terminadas em “A”, “E”, “O”, seguidas ou não de “S”,


inclusive as formas verbais quando seguidas de “LO(s)” ou “LA(s)”. Também recebem
acento as oxítonas terminadas em ditongos abertos, como “ÉI”, “ÉU”, “ÓI”, seguidos
ou não de “S”

Ex.

Chá Mês Nós


Gás Sapé Cipó
Dará Café Avós
Pará Vocês compôs
vatapá pontapés Só
Aliás português Robô
dá-lo vê-lo Avó
recuperá-los Conhecê-los pô-los
guardá-la Fé compô-los
réis (moeda) Véu Dói
méis céu Mói
pastéis Chapéus Anzóis
ninguém parabéns Jerusalém

Resumindo:

Só não acentuamos oxítonas terminadas em “I” ou “U”, a não ser que seja um caso de
hiato. Por exemplo: as palavras “baú”, “aí”, “Esaú” e “atraí-lo” são acentuadas porque
as semivogais “i” e “u” estão tônicas nestas palavras.

2. Acentuamos as palavras paroxítonas quando terminadas em:

 L – afável, fácil, cônsul, desejável, ágil, incrível.


 N – pólen, abdômen, sêmen, abdômen.
 R – câncer, caráter, néctar, repórter.
 X – tórax, látex, ônix, fênix.
 PS – fórceps, Quéops, bíceps.
 Ã(S) – ímã, órfãs, ímãs, Bálcãs.
 ÃO(S) – órgão, bênção, sótão, órfão.
 I(S) – júri, táxi, lápis, grátis, oásis, miosótis.
 ON(S) – náilon, próton, elétrons, cânon.
 UM(S) – álbum, fórum, médium, álbuns.
 US – ânus, bônus, vírus, Vênus.

Também acentuamos as paroxítonas terminadas em ditongos crescentes


(semivogal+vogal):
Névoa, infância, tênue, calvície, série, polícia, residência, férias, lírio.

3. Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Ex. México, música, mágico, lâmpada, pálido, pálido, sândalo, crisântemo, público,
pároco, proparoxítona.

QUANTO À CLASSIFICAÇÃO DOS ENCONTROS VOCÁLICOS

4. Acentuamos as vogais “I” e “U” dos hiatos, quando:

 Formarem sílabas sozinhos ou com “S”

Ex. Ju-í-zo, Lu-ís, ca-fe-í-na, ra-í-zes, sa-í-da, e-go-ís-ta.

IMPORTANTE

Por que não acentuamos “ba-i-nha”, “fei-u-ra”, “ru-im”, “ca-ir”, “Ra-ul”, se todos são
“i” e “u” tônicas, portanto hiatos?

Porque o “i” tônico de “bainha” vem seguido de NH. O “u” e o “i” tônicos de “ruim”,
“cair” e “Raul” formam sílabas com “m”, “r” e “l” respectivamente. Essas consoantes já
soam forte por natureza, tornando naturalmente a sílaba “tônica”, sem precisar de acento
que reforce isso.

5. Trema

Não se usa mais o trema em palavras da língua portuguesa. Ele só vai permanecer em
nomes próprios e seus derivados, de origem estrangeira, como Bündchen, Müller,
mülleriano (neste caso, o “ü” lê-se “i”)

6. Acento Diferencial

O acento diferencial permanece nas palavras:

pôde (passado), pode (presente)


pôr (verbo), por (preposição)
Nas formas verbais, cuja finalidade é determinar se a 3ª pessoa do verbo está no singular
ou plural:

SINGULAR PLURAL
Ele tem Eles têm
Ele vem Eles vêm

Essa regra se aplica a todos os verbos derivados de “ter” e “vir”, como: conter, manter,
intervir, deter, sobrevir, reter, etc.

Atenção! O artigo abaixo não está atualizado conforme as novas regras do Acordo
Ortográfico da Língua Portuguesa.
Para ler as novas regras de acentuação, siga para para o artigo “Acentuação Gráfica no
novo Acordo Ortográfico“.

Confira a abaixo as regras de acentuação para a Língua Portuguesa.

MONOSSÍLABOS

São acentuados os monossílabos tônicos terminados em “a”, “e” e “o” seguidos ou não
de “s”.

Ex: lá, cá, já, gás, pé, fé, mês, três, pó, dó, nó, nós, pôs

Não se acentuam os monossílabos terminados em:


- i(s): ti, bis
- u(s): tu, nus
- az: paz
- ez: vez
- oz: voz

Também não se acentuam os monossílabos átonos:


- artigos definidos
- conjunções
- preposições
- pronomes oblíquos
- contrações (da(s), do(s), na, nos)
- pronome relativo

RELEMBRANDO

Oxítonas: sílaba tônica é a última sílaba da palavra.

Paroxítona: sílaba tônica é a penúltima sílaba da palavra.

Proparoxítona: sílaba tônica é a antepenúltima sílaba da palavra.

OXÍTONAS
São acentuados os oxítonos terminados em:
- A(s): sabiá
- E(s): café
- O(s): cipó

Todas as palavras oxítonas terminadas em “em (éns)” recebem acento agudo se tiverem
mais de uma sílaba: recém, parabéns.

PAROXÍTONAS
São acentuadas as palavras paroxítonas terminadas em:

- ão(s): bençãos
- ã(s): ímã
- ei(s): vôlei
- i(is): lápis
- us: Vênus
- um: álbum
- uns: álbuns
- r: caráter
- x: tórax
- n: hífen
- l: túnel
- ons: prótons
- ps: bíceps

Os paroxítonos terminados em “a”, “e” e “o” seguidos ou não de “s” e em “em (ens)”
não são acentuados.

Ex: fora, ele, bolos, ordem

Os prefixos terminados em “i” (semi) e “r” (super) também não recebem acento.

As palavras paroxítonas terminadas em ditongo (duas vogais na mesma sílaba) são


acentuados.

Ex: se-cre-tá-ria, á-gua, tê-nue, núp-cias, fa-mí-lia

Caso a palavra termine em hiato (duas vogais em sílabas separadas), não haverá acento.

Ex: se-cre-ta-ri-a, ele ma-go-a, ele a-ve-ri-gu-a, ne-crop-si-a, ele in-flu-en-ci-a

“Tu côas”, “ele côa” são os únicos hiatos que recebem acento.

PROPAROXÍTONASa

Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Ex: máquina, tímido, fábrica


OUTROS CASOS
Acentuam-se as formas verbais terminadas em “a”, “e”, “o” seguidas dos pronomes
la(s) ou lo(s). Ex: dá-lo, pô-los

Somente o verbo pôr recebe acento. Seus derivados, não. Exemplo: expor, impor

- Quê: só recebe acento quando está substantivado ou no fim da frase. Exemplos:

- Ele tem um “quê” muito especial. (substantivo)


- Procura não sabe bem o quê.

Os verbos do grupo “crê-dê-lê-vê” (crer, dar, ler e ver) terminam em “êem”.

- Eles crêem (presente do ind.)


- Que eles dêem (presente do subj.)
- Eles lêem (presente do ind.)
- Ele vêem (presente do ind.)
- Esta regra também se aplica aos derivados: prever, rever
As palavras terminadas em “ôo(s)” recebem acento circunflexo. Exemplo: vôo, enjôo,
magôo

Os derivados dos verbos “ter” podem terminar de duas formas no presente do


indicativo: “ém” (3ª pessoa do singular) e “êm” (3ª pessoa do plural).

- Ele detém – eles detêm


- Ele mantém – eles mantêm
- Ele contém – eles contêm

Os derivados de “vir” (intervir, convir) terminam em “ém” 3ª pessoa do singular e em


“êm” 3ª pessoa do plural no presente do indicativo.

- Ele intervém – eles intervêm


- Contem (verbo contar)
- Contém ( A garrafa contém querosene)
- Contêm ( As garrafas contêm querosene)
- Contêem (não existe!)
- Provem (verbo provar)
- Provém (O tecido provém da China)
- Provêm (Os tecidos provêm da China)
- Provêem (verbo prover – “Os armazéns se provêem do necessário.)
- Apôio (não existe!)
- Apoio (preciso de seu apoio)
- Apóio (verbo – Eu apóio você)

ACENTOS DIFERENCIAIS
Servem para diferenciar uma palavra quando esta é uma preposição, ou um verbo, ou
outra entidade gramatical.

Exemplos:
Para: preposição
Pára: verbo
Pôr: (acento só no infinitivo)
Por: preposição
Péla: verbo pelar
Pela: contração

TREMA

Devemos usar o trema na vogal “u”, quando ela for pronunciada e átona, antecedida de
“Q” ou “G” seguida de E ou I.

EX: freqüente, tranqüilo, agüentar, pingüim


Acentuação Gráfica

ACENTUAÇÃO GRÁFICA

SÍLABA:

Vogal ou conjunto de fonemas que se pronunciam numa só emissão de voz:

sílaba átona (fraca)


sílaba tônica (forte)

Classificação das palavras quanto ao número de sílabas:

Monossílabo: vocábulo formado por uma só sílaba.


Exemplo: mar, eu, é.

Dissílabos: vocábulo formado por duas sílabas.


Exemplo: de-do, ca-fé, ba-ú.

Trissílabos: vocábulo formado por três sílabas.


Exemplo: prín-ci-pe, lâm-pa-da, ó-cu-los.

Polissílabos: vocábulo formado por quatro ou mais sílabas.


Exemplo: ma-ra-vi-lho-so, a-tro-pe-la-men-to, es-tú-pi-do.

Classificação das palavras quanto à acentuação:

Acentuação Tônica

Toda palavra tem uma sílaba que é pronunciada com mais intensidade que as outras. Essa sílaba é chamada
de sílaba tônica. A sílaba tônica pode ocupar diferentes posições de acordo com essa colocação que pode ser
classificada como: oxítona, paroxítona, proparoxítona e monossílaba tônica.

Os monossílabos podem ser:

Átonos (fracos):

Nunca são acentuados graficamente.


Exemplos: o, a, os, as, um, uns, me, te, se, lhe, lhes, nos, que, com, de, por, sem, sob, mas, nem, e.

Tônicos (fortes):
Acentuam-se os que terminam em a(s), e(s), o(s), ão(s), ã(s), os ditongos abertos ói(s), éu(s), éi(s) e as formas
verbais vêm e têm.
Exemplos: mar, sol, pó, fez, fé, bom, eu , tu, nós, vós, meu, teu, seu, mim, ti, si, dá, dês, pôs, dói, não, pão,
sãos, cru, réis.

Os monossílabos podem ser:


Os dissílabos, trissílabos e polissílabos podem ser: Oxítonos: sílaba tônica na última sílaba.
Exemplo: café, ralé, oposição, aparar. Paroxítonos: sílaba tônica na penúltima sílaba. Exemplo: cônsul, fusível,
vulnerável, falo, escuto, mesa, cadeira, felicidade. Proparoxítonos: sílaba tônica na antepenúltima sílaba.
Exemplo: pároco, próximo, trôpego, histérico, nêspera.

Os dissílabos, trissílabos e polissílabos podem ser:

Oxítonos: sílaba tônica na última sílaba.


Exemplo: café, ralé, oposição, aparar.

Paroxítonos: sílaba tônica na penúltima sílaba.


Exemplo: cônsul, fusível, vulnerável, falo, escuto, mesa, cadeira, felicidade.

Proparoxítonos: sílaba tônica na antepenúltima sílaba.


Exemplo: pároco, próximo, trôpego, histérico, nêspera.

Normas da Acentuação Gráfica.

Acentuação Tônica e Acentuação Gráfica


sobre Gramática por Gramática Online
contato@gramaticaonline.com.br

Mais...
Publicidade

1. Devem ser acentuados os vocábulos oxítonos e os monossilábicos tônicos terminados


em -a, -e, -o, seguidos ou não de -s.

Exemplos: aliás, atrás, chá, vatapá, através, três, mês, após, dominó, sós, pó, etc.

OBSERVAÇÃO: Devem ser acentuadas as formas verbais terminadas em -a, -e, -o,
tônicas, seguidas de pronomes complementos -l-, -la, -los, -la.

Exemplos: amá-lo, levá-lo, fá-lo-ás, conhecê-lo, vê-lo, percebê-los, compô-lo, propô-los,


repô-las, etc.

2. Devem ser acentuados os vocábulos oxítonos terminados por -em ou -ens, colocando-
se sobre -e- o acento agudo.

Exemplos: além, alguém, desdém, também, armazém, parabéns, conténs, convés, etc.

OBSERVAÇÕES:
a) Devemos colocar acento circunflexo na sílaba tônica das formas verbais de terceira
pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos TER e VIR, e de seus derivados.

Exemplo: TER SER:


eles tem - eles têm ele vem - eles vêm

Derivados: Derivados:
ele contém ele intervém
eles contêm eles intervêm
ele retém ele sobrevém
eles retêm eles sobrevêm

b) Devemos colocar acento circunflexo sobre o primeiro -e- da terminação -eem (3ª
Pessoa do plural) dos verbos crer, dar, ler, ver, bem como de seus derivados.

Exemplos:

CRER DAR LER VER


Crêem dêem lêem vêem

Derivado: Derivado: Derivado: Derivado:


descrêem desdêem relêem revêem

Obs: as formas acima são paroxítonas.

3. Devem ser acentuados os vocábulos paroxítonos terminado em -r, -x, -m, -l, -i(s), -uns,
-um, -ão,(s), -eis(s), -ps.

Exemplos: âmbar, açúcar, caráter, córtex, fênix, tórax, abdômen, hífen, pólen, amável,
cônsul, solúvel, beribéri, júri, tênis, bônus, vírus, vênus, álbum, médium, álbuns, médiuns,
órfão, órgão, sótãos, órfã, ímã, afáveis, jóquei, fórceps, bíceps, etc.

4. Devem ser acentuados os vocábulos paroxítonos terminados em encontros vocálicos


átonos seguidos ou não de -s. Tais encontros vocálicos átonos são ditongos crescentes: -
ea(s), -eo(s), -ia(s), -ie(s), -io(s), -os(s), ua(s), -ue(s), uo(s).

Exemplos: áurea, códeas, errôneo, terráqueos, ânsia, boêmia, calvície, espécie, colégio,
ginásio, amêndoa, páscoa, água, régua, tênue, bilíngüe, árduo, contínuo, etc.

5. Devem ser acentuados todos os vocábulos proparoxítonos.

Exemplos: álcool, ângulo, cálice, chácara, cônjuge, êxodo, hálito, plêiade, vértice, etc.

Regras Especiais

1. Devem ser acentuados o -i- ou o -u-, tônicos quando:


a) Formarem sílaba sozinhos ou seguidos de "s";
b) Apresentarem sílaba em hiato com uma vogal anterior;
c) não seguidas de NH

Exemplos:

saída (sa-í-da)
saúva (sa-ú-va)
ateísmo (ate-ís-mo)
balaústre (ba-la-ús-tre)
baú (ba-ú)
Havaí (Ha-va-í)
juiz (ju-iz)
juízes (ju-í-zes)
raiz (ra-iz)
raízes (ra-í-zes)
rainha (ra-i-nha)
tainha (ta-i-nha)

OBSERVAÇÃO: Não se acentuam o -i ou o u- tônicos da base dos ditongos -iu- ou -ui-,


quando antes deles vem uma vogal.

Exemplos:

atraiu (a-tra-iu)
pauis (pa-uis)
contribuiu (con-tri-buiu)

2. Deve ser acentuado, com acento circunflexo, o penúltimo -o- fechado do hiato -oo(s)-,
nas palavras paroxítonas.

Exemplos: abençôo, atraiçôo, amaldiçôo, enjôos, môo, magôo, vôos, etc.

3. Devem ser acentuadas as vogais, -e- ou -o-, tônicas e abertas, dos ditongos -ei-, -eu-, -
ou-.

Exemplos: anéis, européia, papéis, idéia, assembléia, céu, ilhéu, mausoléu, troféu,
alcalóide, anzóis, apóio, corrói, jóia, etc.