Vous êtes sur la page 1sur 28

ISBe (4 e 6 cilindros)

Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-a


Seção 14 – Teste do Motor – Grupo 14
Conteúdo da Seção
Página
Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Chassi) ................................................................................................ 14-8
Teste ...................................................................................................................................................................... 14-8
Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) ............................................................................................... 14-17
Instruções de Amaciamento ................................................................................................................................. 14-17
Amaciamento do Motor (Sem Dinamômetro) ........................................................................................................ 14-9
Teste ...................................................................................................................................................................... 14-9
Ferramentas de Serviço .......................................................................................................................................... 14-1
Teste do Motor ....................................................................................................................................................... 14-1
Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) .............................................................................................................. 14-10
Configuração ........................................................................................................................................................ 14-10
Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) ............................................................................................................... 14-3
Configuração .......................................................................................................................................................... 14-3
Teste ...................................................................................................................................................................... 14-5
Teste do Motor (No Chassi) .................................................................................................................................... 14-22
Configuração ........................................................................................................................................................ 14-22
Teste Automatizado de Performance dos Cilindros ............................................................................................... 14-23
Teste de Corte do Cilindro .................................................................................................................................... 14-25
ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-b Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14

Index

PÁGINA DEIXADA INTENCIONALMENTE EM BRANCO


ISBe (4 e 6 cilindros) Ferramentas de Serviço
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-1

Ferramentas de Serviço
Teste do Motor

As seguintes ferramentas especiais são recomendadas para realizar os procedimentos descritos nesta seção. Seu uso é
mostrado no procedimento apropriado e podem ser adquiridas nos Postos Autorizados de Serviços Cummins.

Nº da Ilustração da
Ferramenta Descrição da Ferramenta Ferramenta

Multímetro Digital
Utilizado para medições nos circuitos elétricos: Voltagem (volts),
3377161 resistência (ohms) e corrente (amps).

Tacômetro Ótico Digital


Utilizado para medir a rotação do motor.
3377462

Dispositivo de Levantamento do Motor


Utilizado para remover e instalar o motor.
3162871

Ferramenta de Sopro
Utilizada para verificar o sopro no cárter do motor.
3822566

Conexão Compuchek®
Utilizada para conectar a máquina de diagnósticos.
3377244

Conexão Compuchek®
Utilizada para verificar a restrição no filtro de combustível.
3824842
Ferramentas de Serviço ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-2 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Nº da Descrição da Ferramenta Ilustração da
Ferramenta Ferramenta

Dinamômetro do Trem de Força


Utilizado para medir a potência do motor.
3375710

Controle do Motor
Utilizado para a partida e para controlar a rotação do motor.
3163890

Chicote
Utilizado em conjunto com o controle do motor, No. 3163890, para
3164036 conectar a unidade aos motores série ISBe (4 e 6 cilindros).
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-002)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-3
Teste do Motor (Dinamômetro de
Chassi) (014-002)
Configuração
A performance de um motor instalado em um veículo rodoviário
pode ser testada em um dinamômetro de chassi.
NOTA: Devido à eficiência da árvore de transmissão e aos
acessórios acionados pelo motor, a potência do motor quando
medida nas rodas traseiras será reduzida em aproximadamente:
• 20 porcento em veículos com eixo simples
• 25 porcento em veículos com eixo duplo conjugado.
NOTA: Estas porcentagens são utilizadas apenas para o
amaciamento do motor e não para ufilização como figuras
absolutas.
ADVERTÊNCIA
Siga todas as precauções de segurança do fabricante do
veículo antes de instalar ou operar um veículo em um
dinamômetro de chassi. A não observação desta
recomendação pode resultar em danos ao veículo e/ou
provocar acidentes pessoais.

PRECAUÇÃO
Os pneus de sulcos baixos são mais sensíveis ao calor do
que os de sulcos diagonais. O tempo de operação
excessivo em carga plena pode danificar os pneus devido
ao superaquecimento. Verifique as recomendações do
fabricante para o tempo de operação máximo permitido
em um dinamômetro de chassi.

Ao operar o dinamômetro de chassi, siga as precauções gerais


de segurança listadas abaixo:
• Utilize pneus que tenham mais de 160 km [99 milhas] de
uso. Não utilize pneus novos.
• Não utilize pneus recapados ou de tamanhos ou desenhos
diferentes.
Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-002) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-4 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
• Certifique-se de que os pneus estejam cheios de acordo
com as especificações do fabricante.
• Remova todas as pedras ou outros materiais das ranhuras
dos pneus que estarão girando nos roletes do
dinamômetro.

• Certifique-se de que haja a folga correta para as tubulações


de escapamento, defletores de ar ou outros anexos sobre
a cabine.

PRECAUÇÃO
Para evitar danos ao dinamômetro de chassi, certifique-
se de que haja folga suficiente nas correntes de amarração.
Posicione cuidadosamente o veículo sobre os roletes.
Prenda as correntes de amarração na traseira do veículo.
Posicione calços de rodas na frente dos pneus dianteiros.

Ajuste o veículo e o sistema de exaustão da sala do dinamômetro


para certificar-se de que todos os gases de escapamento sejam
eliminados para fora.
Consulte as recomendações e especificações do dinamômetro
de chassi e do fabricante do veículo para os procedimentos de
teste.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-002)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-5
Teste
O procedimento seguinte assume que os sistemas de óleo
lubrificante e de combustível tenham sido escorvados
corretamente, que a vareta medidora do nível de óleo esteja
calibrada, e que o motor tenha sido abastecido com óleo
lubrificante e líquido de arrefecimento a níveis corretos durante a
instalação do motor no chassi. Se os serviços nestes sistemas
não tiverem sido efetuados durante a instalação do motor, consulte
o Procedimento 014-006 para as instruções de escorva dos
sistemas de óleo lubrificante e de combustível e para calibração
da vareta medidora. Consulte o Manual de Operação e
Manutenção dos Motores ISB e (4 e 6 cilindros), boletim
No. 3653223, para instruções sobre o abastecimento dos
sistemas de óleo lubrificante e de combustível.
O número de instrumentos e medidores necessários para a
execução de um teste de dinamômetro de chassi, varia de acordo
com o tipo e a capacidade do equipamento de teste utilizado.
Consulte as ferramentas de serviço listadas no início desta seção.

Para monitorar corretamente o desempenho de um motor, anote


os seguintes parâmetros:
• Contra pressão do escapamento Ordem de Configuração:
• Pressão do óleo lubrificante (painel de instrumentos do RotaçãoMáximadoMotorsemVSS: 3000RPM
veículo) VelocidadeMáximadoVeículonaMarchamaisAlta: 120MPH
• Temperatura do líquido de arrefecimento (painel de
instrumentos do veículo) ProteçãoemMarchaReduzida(MotorparaCargasPesadas): 120
• Pressão do líquido de arrefecimento ProteçãoemMarchaReduzida(MotorparaCargasLeves): 120
• Pressão no coletor de admissão EmbreagemEletrônicadoVentilador: Habilitar
• Restrição à admissão do ar
ProteçãoemMarchaReduzida: Desabilitar
• Sopro
• Rotação do motor (rpm) (painel de instrumentos do veículo) DesligamentonaMarchaLenta: Desabilitar
• Potência nas rodas (whp) (controles do dinamômetro)
• Pressão de alimentação do combustível.

Meça a pressão do líquido de arrefecimento em uma rosca no


lado do escapamento do cabeçote dos cilindros.
Capacidade Mínima do Medidor da Pressão do Líquido de
Arrefecimento: 415 kPa [60 psi]

Abertura do Termostato
rpm Localização no Motor Pressão
2000 Saída da água 17,2 kPa [2.5 psi]
2000 Orifício roscado de 1/2-NPT
no cabeçote 68,9 kPa [10.0 psi]
2000 Orifício roscado de 3/4-NPT
no cabeçote 82,7 kPa [12.0 psi]
2500 Saída d'água 24,1 kPa [3.5 psi]
2500 Orifício roscado de 1/2-NPT
no cabeçote 99,9 kPa [14.5 psi]
2500 Orifício roscado de 3/4-NPT
no cabeçote 117,2 kPa [17.0 psi]
Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-002) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-6 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
PRECAUÇÃO
Não tente instalar conexões de rosca tubo em tubulações
de admissão de plástico ou borracha. Isto poderá causar
danos aos componentes.
Instale um medidor de pressão, No. ST-1273 na local mostrado.
Meça a pressão no coletor de admissão (reforço pelo
turbocompressor).
Capacidade Mínima do Medidor da Pressão no Coletor de
Admissão:
1905 mm Hg [75 pol Hg]

Restrição na Admissão do Ar
Conecte um manômetro de água, No. ST-1111-3, no tubo de
entrada de ar do turbocompressor para testar a restrição ao ar.
NOTA: A conexão do manômetro deve ser instalada em um
ângulo de 90 graus com relação ao fluxo do ar em uma seção
reta do tubo, à distância de um diâmetro do tubo antes do
compressor e, entre o turbocompressor e o filtro de ar.
NOTA: Um medidor de vácuo, No. ST-434, pode ser utilizado no
lugar do manômetro de água.
Capacidade Mínima do Medidor da Restrição na Entrada
do Ar: 760 mm H2O [30 pol H2O]

Restrição no Escapamento
Conecte um manômetro de mercúrio em uma seção reta do
tubo de escapamento, próximo à saída do turbocompressor para
verificar a restrição.
NOTA: Um medidor de pressão, No. ST-1273, pode ser utilizado
no lugar do manômetro de mercúrio.
Capacidade Mínima do Medidor da Restrição no
Escapamento: 254 mm Hg [10 pol Hg]

Meça o sopro instalando a ferramenta de sopro, No. 3822566,


no respiro do cárter. Conecte a ferramenta de sopro a um
manômetro de água.
NOTA: O sopro excessivo indica um mau funcionamento do
turbocompressor ou de um componente interno do motor,
permitindo que os gases da combustão entrem no cárter.
Consulte o Procedimento 014-005 para a capacidade mínima do
medidor.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-002)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-7
NOTA: Se ocorrer um súbito aumento do sopro ou se o sopro
exceder ao limite máximo permitido durante qualquer fase do
amaciamento, retorne ao passo anterior e continue com o
amaciamento. Se o sopro não atingir um nível aceitável,
interrompa o amaciamento e determine a causa.

PRECAUÇÃO
Não opere o motor em marcha lenta por um período
superior ao especificado durante o amaciamento. A
formação excessiva de carvão poderá danificar o motor.
NOTA: Evite longos períodos em marcha-lenta. Opere o motor
em marcha-lenta apenas o tempo necessário para verificar se
a pressão do óleo lubrificante está correta e se há vazamentos
de combustível, óleo lubrificante, água ou ar.
ÓLEO
PSI

PRECAUÇÃO
Não permita que o motor exceda a 1000 rpm antes do
amaciamento. Os componentes internos poderão ser
danificados.

PRECAUÇÃO
Não desligue o motor imediatamente após a conclusão do
último passo do amaciamento. Espere o motor esfriar
operando-o em marcha-lenta durante um mínimo de 3
minutos para evitar danos aos componentes internos.
Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Chassi) (014-003) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-8 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Amaciamento do Motor (Dinamômetro
de Chassi) (014-003)
Teste
NOTA: Consulte o Procedimento 014-002 antes de operar o motor
para evitar danos aos componentes internos.
NOTA: Consulte o Procedimento 014-005 para os procedimentos
gerais de operação e precauções de segurança.
NOTA: Opere o veículo em uma marcha que produza uma
velocidade de 90 a 95 km/h [56 a 59 mph].

Opere o motor a 1200 rpm e com 25 porcento da carga do torque


de pico até que a temperatura da água atinja 70ºC [158ºF].

TEMPERATURA
DA ÁGUA

Funcione o motor a 1200 rpm e com 40 porcento da carga do


torque de pico durante 2 minutos. Verifique os medidores e anote
as indicações.

Minutos

Opere o motor a1600 rpm e com 65 porcento da carga do torque


de pico durante 5 minutos. Verifique os medidores e anote as
indicações.

Minutos
ISBe (4 e 6 cilindros) Amaciamento do Motor (Sem Dinamômetro) (014-004)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-9
Opere o motor na rpm de torque de pico e com carga total durante
RPM de Torque de Pico
4 minutos. Verifique os medidores e anote as indicações.
NOTA: Consulte a folha de dados do motor para a rpm de torque
de pico do modelo do motor sendo testado.

Minutos

PRECAUÇÃO
Não desligue o motor imediatamente após a conclusão do
amaciamento. Espere o motor esfriar operando-o em
marcha-lenta durante um mínimo de 3 minutos para evitar
danos aos componentes internos.
Opere o motor na rpm nomial e com carga total durante 4 minutos.
Verifique os medidores e anote as indicações. Compare as
indicações com as publicadas na folha de dados apropriadas do
motor.

Certifique-se de que todos os instrumentos tenham sido


removidos antes da remoção veículo do dinamômetro.

TEMPERATURA
DO ÓLEO

Amaciamento do Motor(Sem
Dinamômetro) (014-004)
Teste
Em Estrada
PRECAUÇÃO
Para evitar danos aos componentes, consulte o
Procedimento 014-005 antes de operar o motor.
Opere o motor entre 1500 a 1800 rpm na marcha mais alta durante
os primeiros 80 a 160 km [50 a 90 milhas] após o KM
recondicionamento. Milhas
Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-10 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
NOTA: Não opere o motor em marcha-lenta durante mais que 5
Marcha-
minutos em nenhum momento durante os primeiros 160 km
lenta [99 milhas] de operação.

KM
Milhas

Teste do Motor (Dinamômetro de Motor)


(014-005)
Configuração
Use o dispositivo de levantamento do motor, No. 3822512, para
remover o motor do chassi. Consulte o Procedimento 000-001.
Instale o motor no cavalete de teste.
Alinhe e conecte o dinamômetro. Consulte as instruções do
fabricante para alinhamento e teste do motor.
A capacidade do dinamômetro deve ser suficiente para permitir
o teste em 100% da potência nominal do motor. Se não for, o
procedimento de teste deve ser modificado de acordo com as
restrições do dinamômetro.

Conecte a mangueira de alimentação do líquido de arrefecimento


na conexão de entrada (1).
Conecte a mangueira de retorno do líquido de arrefecimento do
motor na conexão de saída (2).
Instale os bujões de dreno e feche todas as torneiras de dreno
do líquido de arrefecimento.
Certifique-se de que todas as abraçadeiras e conexões estejam
apertadas.

Abasteça o sistema de arrefecimento até a base do bocal de


abastecimento no radiador (ou tanque de expansão). Consulte o
Procedimento 008-018.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-11
Verifique se o motor apresenta vazamentos nas conexões,
adaptadores, placas e bujões. Faça os reparos se necessário.
Consulte a Seção 8 deste manual se algum vazamento for
encontrado.

Meça a pressão do líquido de arrefecimento em uma rosca no


lado do escapamento do cabeçote dos cilindros.
Capacidade Mínima do Medidor: 415 kPa [60 psi]
Abertura do Termostato
rpm Localização no Motor Pressão
2000 Saída da água 17,2 kPa [2.5 psi]
2000 Orifício roscado de 1/2-NPT
no cabeçote 68,9 kPa [10.0 psi]
2000 Orifício roscado de 3/4-NPT
no cabeçote 82,7 kPa [12.0 psi]
2500 Saída da água 24,1 kPa [3.5 psi]
2500 Orifício roscado de 1/2-NPT
no cabeçote 99,9 kPa [14.5 psi]
2500 Orifício roscado de 3/4-NPT
no cabeçote 117,2 kPa [17.0 psi]
Restrição na Admissão do Ar
PRECAUÇÃO
Não tente instalar conexões de rosca tubo em tubulações
de admissão de plástico ou borracha. Isto poderá causar
danos aos componentes.
Conecte um manômetro de água, No. ST-1111-3, no tubo de entrada
de ar do turbocompressor para testar a restrição.
NOTA: A conexão do manômetro deve ser instalada em um ângulo
de 90 graus com relação ao fluxo do ar em uma seção reta do
tubo, à distância de um diâmetro do tubo antes do compressor.
NOTA: Um medidor de vácuo, No. ST-434, pode ser utilizado no
lugar do manômetro de água.
Capacidade Mínima do Medidor: 760 mm H2O [30 pol H2O]

Restrição no Escapamento
Conecte um manômetro de mercúrio em uma seção reta do
tubo de escapamento, próximo à saída do turbocompressor para
verificar a restrição ao escapamento.
NOTA: Um medidor de pressão, No. ST-1273, pode ser utilizado
no lugar do manômetro de mercúrio.
Capacidade Mínima do Medidor: 254 mm Hg [10 pol Hg]
Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-12 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Para determinar o reforço do turbocompressor, remova o bujão
no tubo do arrefecedor de ar.
Instale um sensor de pressão ou o medidor de pressão, No.
ST-1273, no coletor de admissão.
Capacidade do Medidor de Pressão
kPa psi
276 MÍN 40

Conecte o sensor de temperatura do óleo lubrificante no local


mostrado.
Capacidade Mínima do Medidor: 150ºC [302ºF]

PRECAUÇÃO
Não tente instalar conexões de rosca tubo em tubulações
de admissão de plástico ou borracha. Isto poderá causar
danos à tubulação.
Se a ferramenta de serviço INSITE™ estiver disponível, utilize-a
para monitorar a pressão no coletor de admissão durante o teste.
Isto eliminará a necessidade de instalar um medidor conforme
mostrado abaixo.
Se o tubo de saída do arrefecedor ar-ar não possuir um bujão e
um furo roscado, execute o procedimento seguinte:
1. Remova o tubo de saída do arrefecedor do motor . Consulte
o Procedimento 010-019.
2. Faça um furo com rosca tubo de 1/8 de pol. no tubo de
transferência de ar, no local mostrado
3. Limpe todas as aparas de metal do tubo.
4. Instale o tubo. Consulte o Procedimento 010-019.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-13
Sopro
Para uma medição precisa do sopro no cárter do motor, introduza
uma ferramenta de verificação de sopro, No. 3822566, no respiro
do cárter.
Conecte um manômetro de água, No. ST-1111-3, na ferramenta
de sopro. Um medidor de pressão pode ser utilizado no lugar do
manômetro.
TABELA DE CONVERSÃO DE SOPRO
(orifício de 7,67 mm [0.302 pol])
Litros por Minuto Polegadas de Água
50 1
84 2
103 3
119 4
133 5
145 6
155 7
164 8
172 9
180 10
187 11
193 12
200 13
206 14
211 15
217 16
222 17
226 18
229 19
232 20

Escorva do Sistema de Lubrificação


PRECAUÇÃO
O sistema de óleo lubrificante deverá ser escorvado antes
de operar o motor após este ter sido recondicionado, para
evitar danos internos.
Remova o bujão.
Para escorvar o sistema utilizando pressão externa, conecte o
fornecimento desta em um furo roscado na galeria principal de
óleo.
Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-14 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Utilize uma bomba capaz de fornecer 210 kPa [30 psi] de pressão
contínua. Conecte-a no pórtico da galeria principal do óleo,
conforme mostrado.
Utilize óleo 15W-40 limpo para escorvar o sistema até que a
pressão do óleo seja indicada no medidor.
Remova o tubo de suprimento de óleo e instale o bujão.
Aperte o bujão.
Valor do Torque: 6 N•m [53 lb-pol]

Certifique-se de que o óleo teve tempo para drenar para o cárter


Óleo

e abasteça o motor até a marca H (alto) na vareta medidora.

Se uma bomba de pressão externa não estiver disponível, escorve


Óleo

o sistema de lubrificação de acordo com o seguinte procedimento:


• Abasteça o motor com óleo 15W-40 limpo até a marca H
na vareta medidora.

• Desconecte o tubo de suprimento de óleo lubrificante para


o turbocompressor.
• Despeje 50 a 60 cc [2 a 3 onças] de óleo 15W-40 limpo
neste tubo.
• Conecte o tubo no turbocompressor.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-15
PRECAUÇÃO

o
Óle
O aperto mecânico excessivo pode espanar as roscas ou
danificar a vedação do elemento do filtro.
• Encha os filtros de óleo lubrificante com óleo 15W-40 limpo.
• Rosqueie-os no cabeçote do filtro até a junta entrar em
contato com a superfície do cabeçote.
• Aperte o filtro conforme especificado pelo fabricante.

Para impedir o motor gire, desconecte todos os conectores de


passagem dos injetores.

PRECAUÇÃO
Não acione o motor de partida por períodos superiores a
30 segundos. O calor excessivo poderá danificá-lo.
• Acione o motor de partida até que o medidor de pressão
do óleo indique pressão no sistema.
NOTA: Deixe um intervalo de 2 minutos entre cada período de
acionamento para que o motor de partida possa esfriar.
NOTA: Se a pressão não for indicada, descubra e corrija o
problema antes de prosseguir. Pressão
do Óleo

Deixe o óleo drenar para o cárter e meça o nível com a vareta


Óleo

medidora.
Adicione óleo, se necessário, para trazer o nível à marca H (alto)
na vareta.
Teste do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-005) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-16 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Lubrifique a junta no filtro de combustível com óleo 15W-40 limpo.

el
Encha o filtro com combustível limpo.
stív
mbu
eo Co
Ól

Rosqueie o filtro de combustível no seu cabeçote até a junta


entrar em contato com este.
Aperte o filtro conforme especificado pelo fabricante.

+ ½ a ¾ de Volta

Para medir a restrição no filtro de combustível, consulte o


Procedimento 005-011
Capacidade do Medidor de Pressão para a Restrição no
Filtro de Combustível
kPa psi
1379 MÍN 200

Inspecione a classificação de voltagem no motor de partida antes


da instalação da fiação elétrica.
Conecte os fios elétricos no motor de partida e as baterias, se
utilizadas, conectando o cabo negativo (-) por último.
NOTA: Se for utilizado um outro método de partida do motor,
siga as instruções do fabricante para fazer as conexões
necessárias.
Volts
CC
ISBe (4 e 6 cilindros) Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-006)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-17

Amaciamento do Motor (Dinamômetro


de Motor) (014-006)
Instruções de Amaciamento
O período de amaciamento do motor permite ao testador detectar
erros de montagem e fazer os ajustes finais necessários quanto
à performance para atingir as especificações.
NOTA: A quantidade de tempo especificada para as fases
seguintes de amaciamento do motor é mínima. Se desejado,
poderá ser utilizado um tempo adicional em cada fase, exceto
nos períodos de marcha-lenta do motor.

As medições a partir destes indicadores e medidores devem


ser observadas criteriosamente durante todas as fases do período
de amaciamento do motor. Consulte o Procedimento 014-005
para as especificações e indicações aceitáveis. LIBS-PÉ

Rotação do Motor Torque Pressão do Óleo

Pol
ºC ºC H20

Temperatura Temperatura
da Saída do Líquido do Óleo Sopro
de Arrefecimento Lubrificante

Para avaliar corretamente a performance, esta medição adicional


deve ser observada durante as fases de amaciamento do motor.

Pol. Hg

Pressão no Coletor
de Admissão
(Reforço do Turbocompressor)

É uma boa prática observar estas medições ainda que a


performance do motor atenda às especificações. Se não atender
às especificações, estas medições poderão indicar as causas
prováveis da baixa performance.
Pol Hg Pol Hg

Restrição ao Contra-pressão
Combustível do Escapamento
Também:
Pressão do
Líquido de
Pol Arrefeci-
H20 Pol Hg mento
Restrição à Pressão de Dreno
Admissão do Ar do Combustível
Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-006) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-18 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
PRECAUÇÃO
Não acione o motor de partida por períodos superiores a
30 segundos. O calor excessivo poderá danificá-lo.
Acione o motor e observe a pressão do óleo lubrificante quando
este der partida. Se não der partida dentro de 30 segundos,
deixe o motor de partida esfriar durante 2 minutos antes de dar
nova partida no motor.

Pressão
do Óleo

PRECAUÇÃO
Se a pressão do óleo lubrificante não estiver dentro das
especificações, desligue o motor imediatamente. A baixa
pressão causará danos ao motor.
A pressão do óleo lubrificante deve ser de pelo menos 69 kPa
[10 psi] a 700 rpm.
PRESSÃO Corrija o problema se a pressão não estiver dentro das
especificações.

PRECAUÇÃO
Não opere o motor em marcha lenta por um período
superior ao especificado durante o amaciamento. A
formação excessiva de carvão poderá danificar o motor.
Opere o motor a aproximadamente 800 rpm durante 3 a 5
minutos.

NOTA: Repare todos os vazamentos ou problemas dos


componentes antes de prosseguir com o amaciamento do motor.
Fique atento a ruídos incomuns.
Observe se há vazamentos de liquido de arrefecimento, de
combustível e de óleo lubrificante.
Verifique se o funcionamento em geral do motor está correto.
ISBe (4 e 6 cilindros) Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-006)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-19
Acione o acelerador para obter 1200 rpm do motor e ajuste a
carga de teste para 25 porcento da carga nominal.
Opere o motor nesta rotação e neste nível de carga até a que a
temperatura do líquido de arrefecimento seja 70ºC [158ºF].
Verifique todos os medidores e anote os dados.
NOTA: Não prossiga para o próximo passo até obter uma
indicação estável de sopro.

Ajuste o acelerador para obter a rpm de torque de pico e ajuste


a carga do dinamômetro para 50 porcento da carga do torque de
pico. Funcione o motor nesta rotação e neste nível de carga
durante 2 minutos.
Verifique todos os medidores e anote os dados.
NOTA: Não prossiga para o próximo passo até obter uma
indicação estável de sopro dentro das especificações.

Com a rotação do motor permanecendo na rpm de torque de


pico, aumente a carga do dinamômetro para 75% da carga de
torque de pico. Opere o motor nesta rotação e neste nível de
carga durante 2 minutos.
Verifique todos os medidores e anote os dados.
NOTA: Não prossiga para o próximo passo até que obter uma
indicação estável de sopro dentro das especificações.

Movimente a alavanca do acelerador para a posição de totalmente


aberta e aumente a carga do dinamômetro até que a rotação do
motor seja a rpm de torque de pico. Opere o motor nesta rotação
e neste nível de carga durante 10 minutos ou até que o sopro se
torne estável dentro das especificações.
Verifique todos os medidores e anote os dados.
Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-006) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-20 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Reduza a carga do dinamômetro até que a rotação do motor
aumente para a rpm nominal.
Opere o motor nesta rotação durante 5 minutos.
Verifique todos os medidores e anote os dados.

PRECAUÇÃO
Desligando-se o motor imediatamente após a operação
em carga total, o turbocompressor e os componentes
internos serão danificados. Permita sempre que o motor
arrefeça antes de desligá-lo.
Remova completamente a carga do dinamômetro e opere o motor
a 800 rpm durante 3 a 5 minutos. Este período permitirá que o
turbocompressor e os outros componentes sejam arrefecidos.

Desligue o motor.

Teste no Dinamômetro de Motor – Verificação de


Performance
Certifique-se de que o compressor de ar esteja descarregado
durante a verificação de performance.
ISBe (4 e 6 cilindros) Amaciamento do Motor (Dinamômetro de Motor) (014-006)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-21
PRECAUÇÃO
Não acione o motor de partida por períodos superiores a
30 segundos. O calor excessivo poderá danificá-lo.
Acione o motor e observe a pressão do óleo lubrificante quando
este der partida. Se não der partida dentro de 30 segundos,
deixe o motor de partida esfriar durante 2 minutos antes de dar
nova partida no motor.

Pressão
do Óleo

PRECAUÇÃO
Se a pressão do óleo lubrificante não estiver dentro das
especificações, desligue o motor imediatamente. A baixa
pressão causará danos ao motor. Corrija o problema se a Pressão
do Óleo
pressão do óleo lubrificante não estiver dentro das
especificações.
A pressão do óleo lubrificante deve ser de pelo menos 69 kPa
[10 psi] aaproximadamente 700 rpm.

Certifique-se de que o motor esteja na temperatura de operação


(temperatura mínima do líquido de arrefecimento de 71,1ºC
[160ºF]).
Movimente o pedal para 100 porcento de abertura do acelerador. TEMPERATURA

Ajuste a carga do dinamômetro até que o motor mantenha a


rpm nominal.
Permite que as indicações se estabilizem e anote a potência.
NOTA: A indicação da potência não será precisa se as
temperaturas do óleo lubrificante e do combustível não estiverem
dentro das especificações. TEMPERATURA

Temperatura do Óleo Lubrificante


ºC ºF
90 MÍN 194
Temperatura do Combustível
ºC ºF
32 MÁX 90
Verifique todos os medidores e anote os dados.
Teste do Motor (No Chassi) (014-008) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-22 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
PRECAUÇÃO
500 – 700 Não desligue o motor imediatamente após este ter sido
3 a 5 Minutos carregado. Permite que haja arrefecimento suficiente.
Mova a alavanca do acelerador para a posição totalmente aberta e
aumente a carga do dinamômetro até que a rotação do motor seja a
rpm de torque de pico. Permita que as indicações se estabilizem. Leia
o torque. Verifique todos os medidores e anote as indicações.
Remova a carga do dinamômetro completamente.
Opere o motor na rotação de marcha-lenta durante 3 a 5 minutos. Isto
permitirá o arrefecimento do turbocompressor e dos outros
componentes.
NOTA: P eríodos em marcha-lenta superiores a 5 minutos devem ser
evitados.

Desligue o motor após o período de arrefecimento.

Remova toda a instrumentação de teste.


Remova o motor do dinamômetro.
NOTA: Se o motor irá ser estocado temporariamente e não
possuir anticongelante do tipo permanente, será necessário
drenar todo o líquido de arrefecimento. Consulte o Manual de
Operação e de Manutenção dos Motores ISBe (4 e 6 cilindros).
Prepare o motor para pintura. Consulte o Procedimento
000-007.
TEMPERATURA
DO ÓLEO

Teste do Motor (No Chassi) (014-008)


Configuração
A configuração para a função do dinamômetro é utilizada para
preparar o ECM anexado, para testes e diagnósticos avançados
que são rodados no dinamômetro. Para os propósitos deste teste,
a rotação máxima do motor sem VSS, a velocidade máxima do
veículo na marcha mais alta e a velocidade máxima do veículo
na marcha mais baixa, devem ser configuradas em seus valores
máximos. O recurso de desligamento em marcha-lenta é
desabilitado. Todos estes valores são automaticamente
reconfigurados a seus valores anteriores quando a chave de
ignição do motor é desligada.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (No Chassi) (014-008)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-23
Configurações
Rotação Máxima do Motor sem VSS: Para fins de teste, esta
rotação é configurada temporariamente no valor máximo
permitido. Rotação Máxima do Motor sem VSS: 3000 rpm.
Velocidade Máxima do Veículo na Marcha Mais Alta: Para
fins de teste, esta velocidade é configurada temporariamente no
valor máximo permitido. Velocidade Máxima do Veículo na
Marcha Mais Alta: 120 mph.
Velocidade Máxima do Veículo na Marcha Mais Baixa: Para
fins de teste, esta velocidade é configurada temporariamente no
valor máximo permitido. Proteção em Marchas Reduzidas
(motores para cargas pesadas): 120, Proteção em Marchas
Reduzidas (motores para cargas leves): 120.
Desligamento em Marcha Lenta: Para fins de teste, este
recurso é desabilitado temporariamente.
Alguns subsistemas eletrônicos J1939 devem ser desabilitados.
O usuário tem a possibilidade de habilitar ou desabilitar o datalink
J1939 com a ferramenta de serviço.

Consulte o manual do usuário da ferramenta de serviço


INSITE™ para instruções detalhadas sobre a configuração do INSITE™
dinamômetro.

Barramento
de Dados

Teste Automatizado de Performance dos


Cilindros
O teste automatizado de performance dos cilindros é o teste
mais criterioso de performance de cilindros (versus o teste de
corte de um único cilindro, o qual testa a performance apenas
de cilindros individualmente). A ferramenta de serviço deverá
ser conectada a um ECM para a realização deste teste. Siga
os passos indicados na preparação para realizar o teste
automatizado de performance dos cilindros e certificar-se de
que foi obtido o melhor resultado possível.
Este teste é automatizado no sentido de que uma vez iniciado,
a ferramenta de serviço controla quais cilindros são habilitados
ou desabilitados, quais valores do ECM são gravados e quais
as informações são visualizadas como resultado do teste.
Assim que o teste estiver concluído, siga os passos indicados
em Após a Realização do Teste Automatizado de
Performance dos Cilindros para certificar-se de que o motor
retorne para a sua condição original.
Este teste emite uma mensagem de passagem ou falha para
cada cilindro. Seus valores percentuais de contribuição
também são exibidos.
Teste do Motor (No Chassi) (014-008) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-24 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14
Preparação para a Realização do Teste Automatizado de
Cilindro % de Contribuição Performance dos Cilindros
1 66 Não OK Antes de executar este teste, certifique-se de:
2 101 OK 1. Limpar as áreas em torno do motor e do ventilador e
que o escapamento seja ventilado corretamente.
3 98 OK
2. Operar o motor até que a temperatura do líquido de
4 101 OK
arrefecimento seja de pelo menos 76,7ºC [170ºF].
5 101 OK
3. Desligar o motor.
6 101 OK
4. Travar a embreagem do ventilador na posição LIGADA
para uma operação contínua.
5. Desligar o ar condicionado.
6. Desacoplar quaisquer dispositivos que possam fazer a
carga do motor variar.
7. Com o veículo estacionário, dar partida no motor e deixa-
lo em marcha-lenta.
8. Dar partida no motor utilizando a ferramenta de serviço
INSITE™.

Datalink Consulte o manual do usuário da ferramenta de serviço INSITE™


INSITE™ para instruções detalhadas sobre o teste automatizado de
performance dos cilindros.

Após a Realização do Teste Automatizado de Performance


dos Cilindros
É normal a rpm do motor variar durante este teste, porém se for
alguma vez para a máxima rotação sem carga durante mais de
5 segundos de uma vez, desligue o motor.
Assim que o teste estiver concluído, certifique-se de:
1. Desligar o motor.
2. Retornar o ventilador para o funcionamento normal, se
necessário.
3. Executar os reparos sugeridos no resultado do teste.
4. Retorne qualquer dispositivo desacoplado ao seu
modo normal de funcionamento.
ISBe (4 e 6 cilindros) Teste do Motor (No Chassi) (014-008)
Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14 Pag. 14-25
Teste de Corte de Cilindro
Utilize o teste de corte de um único cilindro para remover os
cilindros individualmente do ciclo de explosão do motor e para
monitorar o motor em funcionamento enquanto o cilindro
selecionado está desabilitado. O sistema visualiza a
porcentagem de carga e os valores de rpm enquanto o cilindro
estiver desabilitado.
A ferramenta de serviço deve ser conectada ao motor em
funcionamento e com o veículo imóvel para a execução deste
teste.

Cilindro a Ser Cortado


Nenhum: Selecionar esta opção para testar todos os cilindros. INSITE™

1 a 6: Selecione uma destas opções para cortar os cilindros


número 1 a 6 respectivamente. Apenas um cilindro poderá ser
cortado de cada vez.
Monitor
Carga Percentual: É a porcentagem de carga que o motor
está suportando.
rpm: São as rotações por minuto do motor. Datalink
Consulte o manual do usuário da ferramenta de serviço INSITE™
para instruções detalhadas sobre o teste de corte de cilindro.
Teste do Motor (No Chassi) (014-008) ISBe (4 e 6 cilindros)
Pag. 14-26 Seção 14 - Teste do Motor - Grupo 14

ANOTAÇÕES