Vous êtes sur la page 1sur 7

Educação Infantil

segunda-feira, janeiro 29, 2007


FABULAS INFANTIS

Olá quem trabalha com crianças, tem filhos ou até subrinhos em casa sabe que criança
ama viajar na imaginação atraves de historinhas que contamos. Eles sempre ficam
anciosos em saber o que vai acontecer e muitas vezes ele acabam sempre pedindo a
mesma história.
O grande segredo de contar histórias não sabe-lá decor para contar, mais utilizar a
imaginação colocar algo de novo no meio, utilizar objetos, fantasias, fantoches e o
principal mudar a voz porque é o que mais chama a atenção dos pequeninos.

AI VAI ALGUMAS FABULAS BEM CURTINHOS QUE SÃO BEM


INTERESSANTES PARA CONVERSAR DEPOIS COM OS PEQUENOS.

A Galinha dos Ovos de Ouro

Certa manhã, um fazendeiro descobriu que sua galinha tinha posto um ovo de ouro.
Apanhou o ovo, correu para casa, mostrou-o à mulher, dizendo:
_ Veja! Estamos ricos!
Levou o ovo ao mercado e vendeu-o por um bom preço.
Na manhã seguinte, a galinha tinha posto outro ovo de ouro, que o fazendeiro vendeu a
melhor preço.
E assim aconteceu durante muitos dias. Mas, quanto mais rico ficava o fazendeiro, mais
dinheiro queria.
Até que pensou:
"Se esta galinha põe ovos de ouro, dentro dela deve haver um tesouro!"
Matou a galinha e ficou admirado pois, por dentro, a galinha era igual a qualquer outra.

Esopo
Quem tudo quer tudo perde.

O Leão e o Ratinho
Um leão, cansado de tanto caçar, dormia espichado à sombra de uma boa árvore.
Vieram uns ratinhos passear em cima dele e ele acordou.
Todos conseguiram fugir, menos um, que o leão prendeu embaixo da pata.
Tanto o ratinho pediu e implorou que o leão desistiu de esmagá-lo e deixou que fosse
embora.
Algum tempo depois, o leão ficou preso na rede de uns caçadores. Não conseguia se
soltar, e fazia a floresta inteira tremer com seus urros de raiva.
Nisso, apareceu o ratinho. Com seus dentes afiados, roeu as cordas e soltou o leão.

Uma boa ação ganha outra.

A Lebre e a Tartaruga

Era uma vez... uma lebre e uma tartaruga.


A lebre vivia caçoando da lerdeza da tartaruga.
Certa vez, a tartaruga já muito cansada por ser alvo de gozações, desafiou a lebre para
uma corrida.
A lebre muito segura de si, aceitou prontamente.
Não perdendo tempo, a tartaruga pois-se a caminhar, com seus passinhos lentos, porém,
firmes.
Logo a lebre ultrapassou a adversária, e vendo que ganharia fácil, parou e resolveu
cochilar.
Quando acordou, não viu a tartaruga e começou a correr.
Já na reta final, viu finalmente a sua adversária cruzando a linha de chegada toda
sorridente.

Moral da história: Devagar se vai ao longe!

A Menina do Leite

A menina era só alegria.


Era a primeira vez que iria à cidade, vender o leite de sua querida vaquinha.
Colocou sua melhor roupa, um belo vestido azul,e partiu pela estrada com a lata de leite
na cabeça.
Ao caminhar, o leite chacoalhava dentro da lata.
A menina também, não conseguia parar de pensar.
"Vou vender o leite e comprar ovos, uma dúzia."
"Depois, choco os ovos e ganho uma dúzia de pintinhos."
"Quando os pintinhos crescerem, terei bonitos galos e galinhas."
"Vendo os galos e crio as galinhas, que são ótimas para botar ovos."
"Choco os ovos e terei mais galos e galinhas."
"Vendo tudo e compro uma cabrita e algumas porcas."
"Se cada porca me der três leitõezinhos, vendo dois, fico com um e ..."
A menina estava tão distraída em seus pensamentos, que tropeçou numa pedra, perdeu o
equilíbrio e levou um tombo.
Lá se foi o leite branquinho pelo chão.
E os ovos, os pintinhos, os galos, as galinhas, os cabritos, as porcas e os leitõezinhos
pelos ares.

Moral da história:
Não se deve contar com uma coisa antes de conseguí-la.

O Cão e a Carne.

Era uma vez um cão, que ia atravessando um rio; levava na boca um suculento pedaço
de carne. Porém, viu na água do rio a sombra da carne, que era muito maior.
Prontamente ele largou seu pedaço de carne e mergulhou no rio para pegar o maior.
Nadou, nadou e não achou nada, e ainda perdeu o pedaço que levava.

Moral da história: Nunca deixes o certo pelo duvidoso. De todas as fraquezas humanas a
cobiça é a mais comum, e é todavia a mais castigada.

http://thiagofontinellybrasil.blogspot.com.br/2012/11/atividades-de-lingua-portuguesa.html
Perguntas:

 Que desenhos têm neste texto?


 O que o caneco está falando?
 E na plaquinha do outro caneco, o que está escrito?
 Vamos ler o restante do texto?
 Por que vocês acham que o copinho está pedindo para ser adotado?
 O que se espera que as pessoas façam ao ler esse folheto?
 Onde este texto pode ser encontrado?

Ao final, explique que esse tipo de texto se chama folheto e serve para informar à
população o que ela deve fazer em relação a determinado assunto.

Em seguida, faça um mural na sala, o divida em quatro partes, escreva FOLHETOS e


cole esse exemplar.
Em nossa escola

Centres d'intérêt liés