Vous êtes sur la page 1sur 3

Planejamento

Partilhar 2

Custo do homem-hora
Devido a encargos e a situações de trabalho, custo de um empregado é maior
do que o valor do seu salário-base. Aprenda como calcular
Reportagem: Romário Ferreira
Edição 47 - Maio/2012

O custo da hora de um operário é maior do que seu salário-base, pois a empresa


arca com encargos sociais e trabalhistas. Por isso, a hora somada aos encargos é
que deve ser usada no orçamento.

Esses encargos, que se somam ao salário-base, podem variar entre as empresas.


Por isso, vamos considerar o cálculo apresentado no livro "Como Preparar
Orçamentos de Obras", de Aldo Dórea Mattos. Os encargos podem ser definidos
em sentido estrito ou em sentido amplo.

O primeiro se refere aos encargos sociais, trabalhistas e indenizatórios previstos


em lei - essa modalidade é a mais usada entre os orçamentistas e atinge a marca
de 131,91% sobre o salário-base. Os encargos no sentido amplo são os mesmos
do estrito, mas são somadas outras despesas, como alimentação, transporte,
EPIs, seguro em grupo e até horas extras. Esses encargos somam 195,12% sobre
o salário-base.

Cálculo do custo de um fun cion ár io

ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS


Encargos sociais básicos
Encargos trabalhistas
SENTIDO ESTRITO
37,30%
50,43%
SENTIDO AMPLO (%)
37,30
59,29
Encargos indenizatórios 20,59% 20,59
Incidências cumulativas 23,59% 26,89
Encargos intersind icais - 48,04
EPI e ferramentas - 3,01
Total 131,91% 195,12

Fonte: Programa da Qualidade das Obras Públicas da Bahia (Qualiop-BA).

A legislação também prevê adicionais ao salário a fim de indenizar condições


desfavoráveis de trabalho. Incidem quando há trabalho noturno, condições de
insalubridade e/ou periculosidade. Todos são aplicados sobre o salário ou sobre a
hora-base e em cima desse total computam-se os encargos.
CÁLCULO CUSTO HOMEM-HORA

Como exemplo, vamos calcular o custo da hora de um pedreiro, cuja hora-base é


de R$ 4,94. Considere os encargos em sentido estrito (131,91%) - mas o raciocínio
é o mesmo se o orçamentista optar pelos encargos amplos.

a) O primeiro passo é descobrir o valor dos encargos trabalhistas e sociais. Para


isso, usamos a seguinte fórmula:

Encargos = hora-base x (1 + % encargos).


Encargos = R$ 4,94 x (1 + 31,91%)
Encargos = R$ 4,94 x 1,3191
Encargos = R$ 6,51/h

b) Para saber o custo total da hora de um pedreiro, basta somar a hora-base aos
encargos.
Custo do homem-hora = R$ 4,94 + R$ 6,51
Custo do homem-hora = R$ 11,45/h

CÁLCULO DOS ADIC IONAI S LEGAIS

Trab alho noturno


A legisl ação prevê um adicional de 20% s obre a r emuner aç ão da hor a diur na para quem tr abalha à noite, das 22h00 às 5h00 do di a s egui nte. Ess a j ornada de s ete hor as equi vale ao expediente diur no de oito hor as. Além dis so, a lei consi der a que a hor a notur na tem dur ação de 52,5 mi nutos .

Por isso, o orçamentista não deve considerar um adicional


de apenas 20%, mas de 37,14%. Para chegar a esse valor,
a conta é a seguinte: 60 / 52,5 x 1,20 = 1,3714.

Exemplo: vamos calcular a hora noturna, considerando


hora-base de R$ 4,94 e o adicional de 37,14%. Lembre-se
de mudar a porcentagem: 37,14% = 0,3714. Assim, o cálculo
é:

Hora noturna = hora-base x (1 + % adicional noturno)


Hora noturna = R$ 4,94 x 1,3714
Hora noturna = R$ 6,77

Sobre esse valor é que se calculam os encargos sociais e trabalhistas.

Insalubridade
Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), esse
adicional é dado quando as atividades expõem os
empregados a situações prejudiciais à saúde, acima dos
limites de tolerância, como quando há muito barulho na
obra, por exemplo. Entre os juristas, não há entendimento
sobre qual deve ser a base para calcular o adicional de insalubridade. Enquanto
alguns dizem que a base deve ser o salário mínimo, outros afirmam que deve ser o
salário- -base do funcionário. Outros, ainda, acreditam que deve ser calculado
sobre o salário-base da categoria. De qualquer maneira, a Norma
Regulamentadora no 15 traz um quadro que classifica cada fonte de insalubridade
conforme o grau.
GRAU
Mínimo
Médio
ADICIONAL
10%
20%
Máximo 40%

Periculosidade
São atividades ou operações perigosas que, pela natureza
ou métodos de trabalho, exigem contato permanente com
inflamáveis ou explosivos em condições de risco
acentuado. Esse adicional tem percentual único de 30%
sobre o salário do empregado.