Vous êtes sur la page 1sur 553

�----------·se . .

--
e-""�- ,..,..---. -

'Tratamento da
· · . t])or por io de
!Fitoterapia Chinesa
. e .9Lcupuntura .� ---�
- - - -----� -:...--..., ·'

Editado por Sun Peilin

ROCA
'Tratamento da
fJJor por meio de
:Fitoterapia Cfiinesa
e .9-Lcupuntura
'Tratamento da
'Dor por meio de
!Fitoterapia Cliinesa
e .9Lcupuntura
Editado por
SUN PEILIN MD
Professor of Medicine, Guangxi College of Traditional
Chinese Medicine and Jiangxi College of Traditional Chinese
Medicine, China; Professor in Traditional Chinese
Medicine, Jing Ming College of Oriental Medicine, Belgium

Introdução de
SHI ZHONGAN MD
Formerly Professor of Medicine, Faculty of TCM Literature,
Nanjing University of Traditional Chinese Medicine, Nanjing, China

STEVEN K. H. AUNG MD FAAFP


Associate Clinica! Professor, Departments of Medicine and Family Medicine, University of
Alberta; Adjunct Professor of Extension, University of Alberta: Associate Clinica! Professor,
New York University College of Dentistry; President, Canadian Medical Acupuncture Society;
President, World Natural Medicine Foundation; President College of Integrated Medicine

PETER DEADMAN BAc


Editor of the Journal of Chinese Medicine, Brighton, UK

ROCA
Traduzido do Original: The Treatment of Pain with Chinese Herbs and Acupuncture
Essa edição de The Treatment of Pain with Chinese Herbs and Acupuncture 1/e de Sun Peilin é publicada de acordo com Elsevier
Lirnited, Oxford, United Kingdom.
Copyright © 2004 by Elsevier Lirnited. Todos os direitos reservados.
ISBN: 0-443-07127-6

Copyright © 2008 da 1 � Edição pela Editora Roca Ltda.


ISBN: 978-85-7241-765-5

Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida, guardada pelo sistema "retrieval" ou transmitida de qualquer modo ou por
qualquer outro meio, seja este eletrônico, mecânico, de fotocópia, de gravação, ou outros, sem prévia autorização escrita da Editora.

Tradução
CLÁUDIA DA SILVA GARRIDO
Especialista em Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa pelo Instituto de Acupuntura do Rio de Janeiro (IARJ).
Homeopata pelo Instituto Hahnemanniano do Brasil.
Especialista em Clínica Médica e em Ginecologia e Obstetrícia pela Universidade do Rio de Janeiro (UNI-RIO).

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE
SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ,

T698
Tratamento da dor por meio de fitoterapia chinesa e acupuntura
/ organizado por Sun Peilin ; introdução de Shi Zhongan, Steven K. H.
Aung, Peter Deadman; [tradução Cláudia da Silva Garrido]. -São Paulo:
Roca, 2008.
Tradução de: The treatrnent of pain with chinese herbs and acupuncture
Anexo
Inclui bibliografia
ISBN: 978-85-7241-765-5
1. Medicina chinesa. 2. Dor -Tratamento. 3. Dor -Tratamento alter­
nativo. 4. Acupuntura. 5. Ervas - Uso terapêutico. 1. Sun, Peilin.

08-1608 CDD 616.0472


CDU 616.8-009.7

2008

Todos os direitos para a língua portuguesa são reservados pela

EDITORA ROCA LTDA.


Rua Dr. Cesário Mota Jr., 73
CEP O1221-020 - São Paulo - SP
Tel.: ( 11) 3331-4478 - Fax: ( 11) 3331-8653
E-mail: vendas@editoraroca.com.br - www.editoraroca.com.br

Impresso no Brasil
Printed in Brazil
1JetÍicatóntl

Para meu professor, Shi Zhongan.


Para minha esposa e filhos.
Jlgradecimentos

Este livro não teria sido publicado na íntegra sem a ajuda de muitos amigos e colaboradores. Em
especial, sou profundamente grato ao meu mestre, Professor Shi Zhongan, da Nanjing University
of Traditional Chinese Medicine, China. Ele me apoiou no estudo, na prática e no ensino da
Medicina Tradicional Chinesa, tanto na China quanto no exterior. Ensinou-me não apenas como
estudar na universidade, mas também como tratar as pessoas. Em especial, gostaria de agradecê­
lo, em seus 84 anos, por escrever uma introdução e assumir de forma hábil o antigo estilo da
caligrafia chinesa para o título deste livro.
Sou grato ao Dr. Robert Rinchart, por suas boas sugestões na composição deste livro, e tam­
bém ao Sr. Jan Schroen e à Sra. Ineke van de Ham, pela ajuda na verificação e na correção do
inglês em algumas partes do livro. Também sou grato à Sra. Zhou Wei, por me fornecer continua­
mente tantas informações essenciais para o livro, e também com o Professor Chen Zhiqiang, por
sua contribuição sobre o tratamento por meio de acupuntura na seção sobre lombalgia. Sou muito
grato ao Sr. Yao Zhiguo, por gastar tanto do seu tempo livre na produção do layout do livro, e
também à equipe da Churchill Livingstone, em especial Inta Ozols, Dinah Thom e Martina Paul,
por seus conhecimentos e eficiência.
Finalmente, devo muito à minha esposa, Yuqing, e aos meus três filhos, por me permitirem
dedicar meu tempo livre ao livro, que de outro modo passaríamos juntos.
SVN PETLIN
Prefácio

Este livro tem como público-alvo estudantes e médicos acupunturistas e praticantes de fitoterapia
chinesa, assim como praticantes da medicina ocidental. Tanto os iniciantes como aqueles com
experiência em Medicina Tradicional Chinesa (MTC) podem utilizar este livro para referência,
prática, ensino e pesquisa.
Meus alunos freqüentemente me perguntam sobre a diferença entre síndrome Bi e síndrome
da dor. Isso pode ser explicado da seguinte maneira: a queixa principal da síndrome Bi, nos
estágios iniciais, consiste em dor em articulações e músculos, mas raramente envolve os Órgãos
Internos. O fator principal para síndrome Bi consiste na invasão de uma mistura de Vento, Frio
e Umidade. Devido aos êxitos da medicina ocidental e dos bons sistemas de cuidados de saúde,
é raro ver muitos pacientes com síndrome Bi no segundo estágio ou em estágios finais. Como
conseqüência, o tratamento da síndrome Bi enfoca a dispersão de fatores patogênicos externos.
Entretanto, a síndrome da dor pode ser determinada por muitos outros tipos de fatores patogênicos,
assim como Vento, Frio e Umidade. Nesse sentido, pode-se dizer que a síndrome da dor realmen­
te envolve os componentes da síndrome Bi.
A idéia de escrever esse livro me ocorreu há oito anos, quando estava escrevendo um livro
sobre síndrome Bi. Durante esse período, descobri que muitas das síndromes da dor não pode­
riam ser claramente descritas ou incluídas no livro, então comecei a recolher informações sobre
o controle da dor por meio da MTC e usei minha própria experiência como clínico e professor,
assim como aquela de meu mestre - Professor Shi Zhongan - e de meus colaboradores. Além de
me transmitirem conhecimento, eles também me deram muita força. Lentamente, o livro tomou
forma. Entretanto, em razão de minha intensa prática clínica e de ensino, tanto em meu país
como no exterior, levei dois anos para escrever parcialmente o primeiro capítulo do livro. Em
1996, enviei esse texto aos editores e eles expressaram interesse em publicá-lo. Contudo, meu
tempo era tão limitado que não poderia terminar o livro sozinho. Conseqüentemente, convidei
alguns outros autores, os quais são professores qualificados e médicos doutores, tanto em ensino
como em prática clínica, para se unirem a esse "time", a fim de escrever o livro. Graças aos
esforços de todos os autores, o esboço do manuscrito ficou pronto antes do verão de 1998. Desde
então, a revisão, a edição e a modificação do conteúdo do livro tem tomado todo meu tempo livre
e, uma vez que o único tempo disponível para que eu trabalhasse nele era após minha prática
clínica, à noite, era bastante comum que eu trabalhasse até meia-noite! Sorte que eu recebi con­
tinuamente o apoio de minha família durante esse período. Foi um enorme prazer ver o manus­
crito completamente pronto.
A primeira parte do livro consiste em uma intensa investigação sobre os aspectos gerais da
etiologia da dor, sua patologia, princípios terapêuticos, seleção dos pontos de puntura e etapas
de tratamento. Essa parte serve como um guia geral para os leitores.
As outras partes dividem a discussão sobre dor em 46 capítulos, de acordo com as re­
giões anatômicas. Esses capítulos fornecem descrições não apenas sobre a etiologia e a
patologia de cada tipo de dor, mas também sobre os diferentes tipos de tratamentos com
os fitoterápicos chineses e com a acupuntura. Para cada tópico, são fornecidos pontos­
chave sobre a diferenciação, explicações dos fitoterápicos e pontos de puntura seleciona­
dos para o tratamento e modificações individuais, a fim de apresentar aos leitores informações
práticas e facilmente acessíveis.
X Prefácio

Uma vez que é difícil encontrar uma formulação clás­ aliviar uma dor específica sem o acréscimo do trata­
sica padrão que preencha todas as queixas, a maioria mento por acupuntura, para se tratar cada queixa.
das prescrições mencionadas nos tratamentos fitote­ Esperamos sinceramente que nossos amigos e leito­
rápicos foi modificada conforme cada situação. Além res nos forneçam sugestões e comentários após lerem
disso, uma vez que nem todos os leitores se sentirão este livro, de maneira que possamos modificá-lo em
seguros sobre seus conhecimentos acerca das ervas qualquer edição futura.
chinesas, também são sugeridas úteis formulações pa­ Todos os colaboradores deste livro se sentirão feli­
tenteadas de remédios. Contudo, é necessário ter em zes se ele servir ao propósito de ajudar a aliviar a dor
mente que nunca existe um remédio patenteado que possa e tratar a doença.
SVN PEIL/N
Bélgica, 2002
Introdução

por Shi Zhongan


A Medicina Tradicional Chinesa (MTC), um dos componentes mais importantes da cultura da
China, apresenta uma longa história e consiste em fonte profunda e extensa de conhecimento.
Contribuiu intensamente para o bem-estar e a prosperidade da população chinesa. Atualmente,
a MTC também está se tornando bem conhecida fora da China, representando um papel único
na saúde de pessoas de outras nacionalidades.
O ponto-chave da MTC é o tratamento com base na diferenciação; esta envolve pesquisa da
patologia de uma condição por meio do exame sistemático dos sinais e sintomas do paciente,
assim como de outras informações clínicas. O tratamento utiliza fitoterapia chinesa ou acupuntura
ou, ainda, uma combinação de ambas, de maneira a eliminar os fatores causais e aliviar a dor.
A dor consiste na síndrome primária e ocorre durante o cotidiano da maioria das pessoas.
Portanto, a pesquisa de tratamentos eficazes para o controle da dor tem sido, durante séculos,
uma das principais tarefas para os médicos de diferentes modalidades. Algumas experiências
valiosas e técnicas excelentes estão registradas em uma vasta literatura; contudo, nenhuma monografia
de MTC que trate sistematicamente esse tópico foi publicada até o momento. A partir desse
ponto de vista, a compilação de tal texto é de grande importância, podendo provar ser de grande
valia para a prática da MTC.
Sun Peilin, um de meus alunos, é modesto, cheio de curiosidade e ânsia de aprender. Ao
compilar seu livro anterior sobre síndrome Bi, ele tomou ciência dos achados de pesquisa sobre
o tratamento da dor tanto pela MTC quanto pela medicina ocidental e começou a compilar essa
literatura. Há dez anos ele emigrou para a Europa, mas nossa correspondência e nosso intercâm­
bio acadêmico nunca cessaram. Ele nunca se envergonhou de fazer perguntas e sempre fez o pos­
sível para aumentar seu conhecimento teórico e melhorar sua prática clínica. Há quatro anos ele
começou a compilar este livro sobre tratamento da dor, em inglês; porém, como encontrava-se
muito ocupado com suas palestras e clínica diária, achou impossível completar tão grandiosa
obra sem ajuda. Então, convidou alguns outros profissionais e colegas de MTC, que comparti­
lham os mesmos interesses, para colaborarem em seu livro e acrescentarem sua considerável
experiência clínica sobre tratamento da dor.
A primeira parte deste livro descreve em detalhes a etiologia e a patologia da dor, diferen­
ciação da dor, características e princípios terapêuticos. Os capítulos seguintes tratam das síndromes
dolorosas em 46 áreas do corpo. A discussão em cada capítulo abrange características gerais,
distúrbios relacionados à medicina ocidental, etiologia, patologia, princípio geral de tratamento,
tratamento por meio de fitoterapia chinesa e acupuntura, e casos clínicos. Em particular, há ex­
plicações interessantes e práticas, e modificações fornecidas para os tratamentos por meio de
fitoterapia chinesa e acupuntura. Este livro deve consistir em valiosa referência para prática,
ensino e pesquisa, tanto da MTC como da medicina ocidental, e congratulo os autores desta
publicação. Tenho imenso prazer em escrever uma introdução para este livro.
XII Introdução

i:p�* 1� � ti *, * f4 $ M, � i:p $ � � ffL :*x 1� á"J :m � �li fflG ffü


�, ti$$��ITT�msmwilitt�M�ffi� 0 §M, $�*���
�füW, �füWA�ITT��ffi�m��Wffl 0
i:p�*z.$, ��rmfil�m 0 mfflmfil��*m��. W�
mm; mffl�m�����tt,*�m!Z9.�&��o
®fil�A������tt�i:pM��ITT��mfil, fffi�*�•
i:iE á"J � x!x: á"J ti:t rr - 1i � fü 1i: *� JJU fÊ � 1i: :ê- f4 � �iiJf � á"1 ± � r*J � z
-. �iiJf��*ili��r��ITTx�z$, �z*m�nITT�� º �
�. ��i:p���-filITTmfrhffiITT�ffa�+�:m*á"J��-Xffi
� �ffl'fã o

��*�*fflU-�ff*.�r�w. ��m��*�filmrr�
�M�. �BH�*tti:p��ti�filmfrhffi�iiJf�)JJG*fflffi��
m 0 +�zM. �ffl�gm�.����**�fü����ffá"J�*·
� L' 1W �' IX IX�� m � § a á"J $ � :EJ. lt ;fü � � 7]( }fL [9 � M 1ift � ff
) o

���ITT�x•�. ������ffi�*+�S tt, ���A�fflG�


:e� r�, fift x.� ii �ll �R 7 - J.lt0� [qJ 3-t ii , � - 5Ê l íii 1* lD �* �0 �iz
0

ITT**��W���[qJ���- �M���, Wffl�r�fflG �

€. *ffl#-Ax.���•. m-��. �u��, ���*, %*�


1Í1 , fffi fflG 11:t �, � xi J3t � lll fffi �D
� � § • :ii � � it � :irr B"1 m !2ª m tfl, ,n :irr tJ & m rr t� g *º Jw: mu,
0

*
�€-�r�:ê-�mm�filA�+;,m, --W� :ê-filtt�ffltt,
r_m 1i: � * ;t§ * m , m!Z9 m tfl, rlE! rt h pj tt :m: � - t� , t� JJU � !fill 1IE tm
0

�. �f�m�Y. ���*�W*������, �, ���oo


Mffiffi 0 h�M��fil,ffim�M 0 �W�*, ffi��� º

il{f � ��
rh !E
/:R 'í'
,=;!;;:; _,_
l'FJ IZS. _,_._. -lr- :.:.F
�"J /\,. �
2002 �
Introdução XIII

por Steven K. H. Aung por Peter Deadman


A dor é um importante assunto em qualquer medicina. Nos últimos 25 anos testemunhou-se um fenomenal cres­
De acordo com o renomado médico Albert Schweitzer: cimento do interesse em Medicina Tradicional Chine­
"Devemos todos morrer. Porém, se posso salvá-lo dos sa. Embora muitos fatores tenham contribuído para isso,
dias de tortura, isso é meu grande e sempre novo pri­ um único acontecimento parece ter sido observado como
vilégio. A dor é um senhor mais terrível que a própria o registro do momento em que a acupuntura foi trazida
morte para a humanidade." Portanto, é extremamente à luz. O jornalista James Reston, acompanhando o Pre­
importante que compreendamos por completo o assunto sidente Nixon à China, em 1972, escreveu um artigo de
dor, assim como a conduta apropriada em relação a ela. primeira página no New York Times, no qual falava sobre
No início da década de 1990, a International Association s.ua cirurgia de emergência de apendicectomia. Os
for the Study of Pain foi composta de médicos que se médicos chineses utilizaram acupuntura para controlar
encontravam vitalmente interessados em examinar com a dor pós-cirúrgica, e sua recuperação foi rápida. Intri­
mais profundidade a compreensão do controle médico gados pelo relato de Reston, os médicos começaram a
da dor. A associação, a qual tem atualmente mais de visitar os hospitais chineses para observar a medicina
6. 000 membros de mais de 100 países, realiza confe­ oriental sendo praticada. Os hospitais responderam com
rências anuais sobre o tratamento da dor; em várias ju­ programas de treinamento, os quais logo atraíram pro­
risprudências em todo o mundo. fissionais de outros países ocidentais.
Atualmente, o total controle da dor ainda é um de­ É apropriado que esse famoso fato tenha demonstra­
safio constante para prestadores de cuidados médicos do a capacidade da acupuntura em aliviar e controlar a
e primários de saúde, especialmente em relação à se­ dor, uma vez que seu papel no tratamento da dor pro­
gurança, às modalidades naturais e aos baixos custos vavelmente levantou mais interesse na comunidade mé­
do tratamento, para o benefício dos pacientes de qual­ dica ortodoxa que qualquer outro aspecto da Medicina
quer lugar. Tradicional Chinesa. Mesmo os acupunturistas relati­
Dr. Sun Peilin, que reside atualmente na Bélgica, gra­ vamente não treinados podem observar resultados signi­
duou-se na Suzhou Medical Academy em 1981. Traba­ ficativos na clínica, uma vez que, no nível mais básico,
lhou no Yangzhong Peoples's Hospital como médico, a inserção da agulha em um local de dor pode promo­
ver alívio. Além disso, tanto os efeitos como os meca­
em 1990, e obteve o grau de mestre em medicina na
nismos de analgesia da acupuntura são excelentes assuntos
Nanjing University of Traditional Chinese Medicine.
de pesquisa. Talvez de forma não surpreendente, tais
Atuou como conferencista no Nanjing Acupuncture
fatores tenham contribuído, dentro da comunidade médica
Training Center, assim como no World Health Organi­
ortodoxa, para a idéia de que o tratamento da dor é re­
zation Nanjing Collaborative Center for Traditional
lativamente simples e empírico, e que a simples prática
Medicine. Atualmente é associado ao Jiangxi College
da puntura local e de áreas adjacentes, escolhidas com
ofTraditional Chinese Medicine e ao Guangxi College of
base em pontos de acupuntura tradicionais ou na mo­
Traditional Chinese Medicine. Escreveu mais de 30
derna teoria do ponto-gatilho, é tudo que a medicina
artigos sobre vários aspectos da Medicina Tradicional chinesa utilmente tem a oferecer. O restante, os sécu­
Chinesa (MTC) . los de teoria tradicional, pode ser dispensado, sendo
Dr. Sun escreveu cuidadosamente este atual livro irrelevante e obsoleto.
sobre dor, incluindo etiologia, patogênese e diferen­ Apenas aqueles que não conhecem a verdadeira pro­
ciação das síndromes, que conduz a uma aproximação fundidade e a riqueza da MTC possivelmente sustentam
passo a passo do tratamento da dor pela MTC. É um tais idéias. A inserção de agulhas ou a prescrição de uma
livro completo, que trata de vários tipos de dores fisio­ mistura de ervas constitui um refinado processo de aná­
lógicas e patológicas em detalhes, o que compõe uma lise e diferenciação, e o tratamento mais eficaz pode ser
parte valiosa desta obra. Eu diria que este trabalho está determinado apenas por meio desse processo. O centro
bem feito e será uma referência adequada para aque­ de tal processo é a compreensão da teoria de Ben (raiz)
les que estão interessados no controle da dor pela MTC, e Biao (ramificação ou manifestação) . A mesma mani­
especialmente nas áreas de acupuntura e fitoterapia. festação (Biao) pode ter diferentes raízes (Ben), por
Em minha opinião, o Dr. Sun fez o possível para exemplo, dor na face pode ser decorrente de Calor ou
compartilhar esses valiosos conhecimento e experiên­ Frio, Excesso ou Deficiência, fatores ambientais exter­
cia com todos nós, em todo o mundo, a fim de nos nos ou desequilíbrio interno. Caso o tratamento enfoque
ajudar em nossa procura pelo controle da dor. Que todos apenas o sintoma, seu efeito será reduzido, sendo menos
possamos aprender as técnicas especiais para ajudar eficaz e mais temporário. Por meio da utilização de
nossos pacientes a se livrarem da dor. Acima de tudo, métodos tradicionais de diagnóstico, diferenciação e
não devemos esquecer da consideração total da dor, a seleção de tratamento, a verdadeira Medicina Tradicio­
qual inclui corpo, mente e espírito. A coisa mais im­ nal Chinesa procura combinar o tratamento da raiz com
portante é ser solidário com nossos pacientes sofri­ o tratamento dos sintomas (manifestações). Por meio do
dos. O livro do Dr. Sun irá, sem dúvida, nos ajudar tratamento da raiz, qualquer doença de base pode ser
nessa valorosa direção. auxiliada ou curada, e o tratamento do sintoma terá auxfüo
XIV Introdução

e será intensificado. Sempre que possível, o objetivo da nível (acalmando a mente, por exemplo), bem como
medicina chinesa é tratar o distúrbio em todos os seus fornecer um suporte emocional apropriado, pode ser vital,
níveis e, ao fazer isso, oferecer muito mais do que um especialmente no tratamento de dor crônica.
alívio paliativo. Dada a prevalência dos distúrbios dolorosos, suas fre­
Um aspecto da diferenciação da raiz que possui sig­ qüentes apresentações nas clínicas de medicina chinesa
nificado especial no tratamento da dor é o papel das e o considerável sofrimento que causam, um amplo li­
condições mental e psicológica. A desarmonia das emo­ vro-texto sobre esse assunto é muito bem-vindo. Dr. Sun
ções é uma das causas tradicionais da doença e deter­ Peilin se especializou durante muito tempo e traz para
minados hábitos emocionais (por exemplo, a repressão esse assunto uma profunda base de história e teoria da
emocional) podem ter um papel importante no desen­ Medicina Tradicional Chinesa associada à extensa prá­
volvimento dos distúrbios dolorosos. Ao mesmo tem­ tica clínica. Fiel à melhor tradição da medicina chinesa,
po, a dor prolongada pode, por si só, acometer uma pessoa esse livro enfatiza que apenas com a apropriada diferen­
em um nível psicoemocional. Conduzir o tratamento nesse ciação é possível fornecer o tratamento eficaz.
Colaboradores

Principais
SHEN XIAOXIONG MD PHD
Research Scientist, Department of Endocrinology,
University of California, Los Angeles, USA

YAO FENGLI MD
Former Professor of Medicine, Beijing University of
TCM, Beijing, China

YANG YIFAN MD MSc


Private Practitioner and Lecturer, The Netherlands;
Former Lecturer in Medicine, Beijing University of
TCM, Beijing, China

JIANG HONGBING MD
Professor and Director of the Institute for Basic
Education, Guangxi College of TCM, Guangxi, China

Secundários
YANG GUOHUA MD
Professor of Medicine, Beijing University of TCM and
Wang Jing Hospital, Beijing, China

SUN YIJUN MB
Lecturer in Medicine, The International Training
Centre, Beijing University of TCM, Beijing , China

MA LIANGXIAO MB
Lecturer in Medicine, The International Training
Centre, Beijing University of TCM, Beijing, China
fntÍice
/

Parte 1
Introdução Geral .................................................................................................. 1
1. INTRODUÇÃO . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Discussão sobre Dor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Controle da Dor por Meio da Medicina Tradicional Chinesa . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Pesquisa Moderna sobre Controle da Dor por Meio de Acupuntura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
2. DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DO CONCEITO DE DoR . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
3. ETIOLOGIA E PATOLOGIA DA DOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . 1 1
Etiologia da Dor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Patologia da Dor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17
4. OcoRRÊNCIA DE DoR . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
Constituição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
Estado Emocional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Condições de Vida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Dieta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Exercícios Físicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
5. DIFERENCIAÇÃO DA DOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23
Diferenciação da Localização da Dor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 23
Diferenciação do Nível de Dor . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . 24
Diferenciação das Características da Dor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
6. DIFERENCIAÇÃO DE TRATAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31
Conceitos Gerais de Tratamento .............................................................................................. 31
Etapas Terapêuticas ................................................................................................................. 33
Canal e Ponto de Palpação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
7. SELEÇÃO E COMBINAÇÃO DOS PONTOS DE ACUPUNTURA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Seleção dos Pontos de Acupuntura .................................................................................. ........ 37
Combinação de Pontos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
Prescrição dos Pon tos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
Freqüência do Tratamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
Parte 2
Dor Corporal Generalizada ............................................................................ 43
8. DoR EM ToDo o CoRPO . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
9. DoR UNILATERAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 55
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . 55
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 56
10. DOR DECORRENTE DE CÃNCER . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 66
XVIII Índice

Parte 3
Dor nos Órgãos dos Sentidos ...................................................................................................... 71
11. DoR FACIAL ....... ......................................................................................... .. ..... ..................................................... .... 73
Etiologia e Patologia ....................................................................................................... ......................... ....... ........... 73
Tratamento com Base na Diferenciação ..................................................................................................................... 74
12. DoR OCULAR .. ............................................... . ... ... ...... .... ... ............ ... . ........ ........ ... ..... .... .... ........ ............ ................ ..... 83
Etiologia e Patologia .......................... .................................................... ..................................... ............................... 83
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................ ..................................................... 84
13. DOR DE ÜUVJDO ························································································································································· 95
Etiologia e Patologia .................................................................................................. ............... ............... .................. 95
Tratamento com Base na Diferenciação ..................................................................................................................... 96
14. DoR NASAL ................................................................. .... ................ ............ .......... . ......... ................... . ... ............ ....... 107
Etiologia e Patologia ..................... .................................... ....................................................................................... 107
Tratamento com Base na Diferenciação ................ ........................................ ..................... ...................................... 108
15. DOR LABIAL ................................ . ....................... . .................. .. ...... . ................ .... ............................................. ......... 117
Etiologia e Patologia ..................................... ........... ...... ........................................................ .................................. 117
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 118
16. DoR DE DENTE ................................... ................ ..... .......... . ................ ............ ............. ........... ..... ..... ... ... ................... 125
Etiologia e Patologia ........................... ........................ .................... ........................ ................................................. 125
Tratamento com Base na Diferenciação .......................... ............ ... ... ............ ........................................................... 126
17. DOR NA LíNGUA ....... . ....... ................ ........................................................... .... ....... . ............... . .... . . ............. . ........ .... . . 133
Etiologia e Patologia ...................... ...................... .................................................................................................... 133
Tratamento com Base na Diferenciação ......... .......................................................................................................... 134
Parte 4
Dor em Cabeça e Pescoço ........................................................................................................... 147
18. CEFALÉIA . ........... . .. .. . ... ..... ... ..... ........... ......... ... ... .... ..... ............... . ....... .... ..... ........ ... ............. ................ ........... . ... ....... 149
Etiologia e Patologia ........................................................................ ........................................................................ 149
Tratamento com Base na Diferenciação .................. ................. . ................................................. .............................. 152
19. DoR CERVICAL ......... ................... ......... ............ ........... ........ ... ................ ..... .... .... ...................................................... 167
Etiologia e Patologia .............. ................................................................................ .................................................. 167
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 168
20. DOR DE GARGANTA ............ ........................ ........... ........................................................ ..................................... ....... 177
Etiologia e Patologia ............................................................................................... ........................ ......................... 177
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................... .......................................... ..................... 178
21. DEGLUTIÇÃO DOLOROSA ··········································································································································· 191
Etiologia e Patologia ................................... ................................................................ ................. ............................ 191
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................. .... . ............................................................ 192
Parte 5
Dor na Face Anterior do Tronco ................................................................................................ 203
22. DoR TORÁCICA ........... . .......................... . ............................ .... ................ ........ ........... .... .............. . ... .......... ................ 205
Etiologia e Patologia ..... ........................................................................................................................................... 205
Tratamento com Base na Diferenciação .. ................................................................................................................. 206
23. DOR MAMÁRIA . . ......... ...................... . .... .... . .......... . ........................................... .... ................. ....... .. ............... ........ .... 219
Etiologia e Patologia ............... ............................. .... . . ............ .................................................................................. 219
Tratamento com Base na Diferenciação ........................................... ........................................... ............................. 220
24. DoR AXILAR ....................................... ............................................................................................. ....... ................... 231
Etiologia e Patologia .......................... ............ ............... ..................................................................... ...................... 231
Tratamento com Base na Diferenciação ................................ ............................................. ...................................... 231
25. DoR EPIGÁSTRICA ........................................................ .................................... ........................... ..•............. ............... 237
Etiologia e Patologia ................................................................................................................... ............................. 237
Tratamento com Base na Diferenciação ........... ........................................................................................................ 239
26. DOR NO HIPOCÔNDRIO ..................................... .. ......... .... .... ........ .... ... .................... .... ................. .... ....... . ... .. ... ....... . . 251
Etiologia e Patologia ............................................................................................................... ................................. 251
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 252
Índice XIX

27. DoR ABDOMINAL ...................................................................................................................................................... 263


Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ................ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .......................... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 263
Tratamento com Base na Diferenciação ............................................... .................................................................... 264
28. DrsMENORRÉIA .......................................................................................................................................................... 279
Etiologia e Patologia .......... . . . . . . . .................................................................................... ...................... ..................... 279
Tratamento com Base na Diferenciação .................................... . . ............................................... .............................. 280
Parte 6
Dorsalgia ....................................................................................................................................... 293
29. DoR EM ToDo o DoRso ........................................................................................................................................... 295
Etiologia e Patologia . .. ..................................................... ................. . ............................. ............. .................. .......... 295
Tratamento com Base na Diferenciação ............................ . . . . . . . ................................................................................ 296
30. DoRSALGIA ALTA ....................................................................................................................................................... 305
Etiologia e Patologia . ........................................................................................ ....................................................... 305
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 306
31. DoR EsCAPULAR .......................................................... .............................................................................................. 315
Etiologia e Patologia ........................................................... .............................. .......................... . . . . . ...... ............ ...... 315
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . ................................................................................. . ................... 316
32. DOR NO MEIO DO DORSO ......................................................................................................................................... 325
Etiologia e Patologia ............................................... ......... ...... .................................................................................. 325
Tratamento com Base na Diferencia�ão . . . . . . . . . . . .... ......... .................... ....................................................................... 326
33. LOMBALGIA .................................................................................................................................................•.............. 333
Etiologia e Patologia ...................................... . . . . . . . . . . . . . . . ................................................................ . .......................... 334
Tratamento com Base na Diferenciação .......................................................... ......................................................... 335
34. DoR NO Cóccrx ....................................................................................................................................................... 345
Etiologia e Patologia . . . . . ...... ..................................................................................................................................... 345
Tratamento com Base na Diferenciação ...................................................................... ............ ................................. 346
Parte 7
Dor nos Membros Superiores ................................................................................................... 353
35. ÜMBRALGIA ............. .................................................................................................................................................. 355
Etiologia e Patologia . . . . . . . ......................... ............................................ . . . . . . . ............................................................. 355
Tratamento com Base na Diferenciação .......... . . . . . . . ............................................... ................................................... 356
36. DOR NO COTOVELO .................................................................................................................................................. 363
Etiologia e Patologia ........................................................................................ ........ ................... ............................. 363
Tratamento com Base na Diferenciação .......................................................... ......................................................... 363
37. DOR NO PULSO ............................................................................................................................. ............................ 367
Etiologia e Patologia ....... .............................................................................. . . . . . . . . . ............ .......... ........ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 367
Tratamento com Base na Diferenciação ............................................................................... .................................... 368
38. DoR PALMAR .................................................................................. .... ....................................................................... 373
Etiologia e Patologia .............................................. ................................................. ................... . . ............................ 373
Tratamento com Base na Diferenciação ....................................................................................... ............................ 374
39. DoR NO DEDO .......................................................................................................................................................... 381
Etiologia e Patologia ........................................ ........................ . . . . . . . . . . . . .................................................................... 381
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................................................................... . .............. 382
Parte 8
Dor nos Membros Inferiores ..................................................................................................... 387
40. DOR NO QUADRIL ····················································································································································· 389
Etiologia e Patologia ............. ......... ....................................... ............................... .................................................... 389
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . .............. . . . . . . . . . . ...................................................................... .............. 390
41. DOR NO JOELHO ........................................................................................................................................................ 401
Etiologia e Patologia ........... ........................ ..................... . ......................... ................................. ............... .............. 401
Tratamento com Base na Diferenciação ....................................... ................................................... ......................... 402
XX Índice

42. DOR NO TORNOZELO . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 411


Etiologi.a e Patologia ................................................................................................................................................ 411
Tratamento com Base na Diferenciação ......................... .................................................. ............................. . . ......... 412
43. DoR NO CALCÂNEO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 421
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 421
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................................................... .... ........................... 422
44. DOR NA SOLA DO PÉ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. .. . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . 431
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 431
Tratamento com Base na Diferenciação .................................... ..................................... ........... ............................... 432
45. DOR NOS DEDOS DOS PÉS . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . .. . . . . . . . 441
Etiologia e Patologia ................................................................................................................................................ 441
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................................. ................................................. 442
46. DOR NA PERNA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . .. . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 449
Etiologia e Patologia ........................................................................................................ ........................................ 449
Tratamento com Base na Diferenciação .................................................................. ................................................. 450
47. DoR Nos QUATRO MEMBROS . . . . . . . . . . . . .. . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 459
Etiologia e Patologia ................................................................................................................................................ 459
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 460
Parte 9
Dor Genital ................................................................................................................................... 467
48. DOR GENITAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . ... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . 469
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 469
Tratamento com Base na Diferenciação ....................................... ..................... ......................................... .............. 470
49. DOR ASSOCIADA À MICÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 477
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 477
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 478
50. DOR À EJACULAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 483
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 483
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 484
51. DOR DURANTE o COITO . . . . . . . . . .. . . .. . . . . . . . . ...... . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . . . . . . . . . . ... 489
Etiologia e Patologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 489
Tratamento com Base na Diferenciação ..... .............................................................................................................. 490
52. DOR ANAL . . . .. . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 497
Etiologia e Patologia ................................................................................................................... ............................. 497
Tratamento com Base na Diferenciação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 498
53. DOR À EVACUAÇÃO . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ... . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . .. . .. . . . . . . 503
Etiologia e Patologia ................................................................................................................................................ 503
Tratamento com Base na Diferenciação ................................................................................................................... 504
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÃFICAS E BIBLIOGRAFIA . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 511
Referências Bibliográficas ......................................................................... ............................................................... 513
Bibliografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 515

APÊNDICE . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 517
Lista dos Principais Canais e Pontos de Acupuntura ............................................................................................. 519
ÍNDICE REMISSIVO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . .. . . .. . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 523
Introdução qera{ PARTE 1

1 Introdução 3
2 Desenvolvimento Histórico do Conceito de Dor 9
3 Etiologia e Patologia da Dor 11
4 Ocorrência de Dor 21
5 Diferenciação da Dor 23
6 Diferenciação de Tratamento 31
7 Seleção e Combinação dos Pontos de Acupuntura 37

978-85-724 1 -765-5
1
978-85-7241 -765-5

Introdução

Discussão sobre Dor


A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é provavelmente uma das terapias complementares mais
antigas e um dos sistemas de medicina continuamente praticado no mundo. Desenvolvido por
meio de observações empíricas pelos chineses ao longo de centenas de anos, esse sistema mé­
dico único é utilizado para tratar ampla variedade de doenças, sendo de uso especial no trata­
mento de vários tipos de dor.
Todos iremos, vez ou outra, apresentar dor ou restrição. A dor constitui uma experiência
desagradável associada ao acometimento tecidual real ou latente. Ela pode surgir a partir de
acidente ou acometimento, câncer, artrite, vários distúrbios físicos ou mesmo emocionais. ·pode
acometer cabeça, pescoço, tronco ou qualquer uma das extremidades, assim como os Órgãos
Internos, causando diferentes tipos de dor, tais como dor de cabeça, dor em pescoço, dor de
garganta, dor em ombro, dor articular, dor abdominal e lombalgia.
Não importa a causa, a dor, especialmente a dor crônica, simplesmente transcende o acome­
timento físico. Ela pode limitar as atividades diárias e deteriorar a capacidade funcional do paciente.
Entretanto, a dor é, na realidade, uma maneira da natureza de proteger o corpo de um acometi­
mento tecidual latente, uma vez que funciona como um sinal de aviso, alertando a pessoa de que
alguma coisa está errada. Nesse sentido, é possível dizer que evitar a dor consiste em evitar o
acometimento grave.
Como a medicina moderna e a MTC explicam a ocorrência da dor? A pesquisa médica moderna
descobriu que os sinais da dor são transmitidos através de células (receptores) especializadas do
sistema nervoso, as quais são encontradas em toda a pele e outros tecidos corporais. Essas células
respondem ao dano, à inflamação ou ao acometimento tecidual. Imediatamente após receber essas
mensagens, os sinais viajam por meios elétricos e químicos a partir dos receptores, através dos
neurônios sensoriais, para a coluna vertebral e, então, através de interneurônios na coluna verte­
bral, em direção ao cérebro, onde são finalmente interpretados como dor. A MTC possui uma visão
diferente: a de que o corpo mantém um equilíbrio entre os princípios de Yin e Yang, e entre Qi e
Sangue. Qi e Sangue viajam pelo corpo ao longo de caminhos bem definidos, denominados canais.
Quando não existem Qi e Sangue suficientes (Vazio ou Deficiência) ou quando eles se enc-ontram
estagnados em uma área (Plenitude ou Excesso), existe um desequilíbrio entre Yin e Yang, os Órgãos
Internos não funcionam otimamente e doença e dor se desenvolvem.
A dor, aguda ou crônica, poderia apresentar uma variedade de causas. A dor aguda é geralmente
caracterizada por início agudo, curta duração, funcionamento normal, tanto do sistema nervoso
periférico como do central, curso previsível e, na maioria dos casos, bom resultado. Em termos de
medicina moderna, a dor aguda geralmente constitui o resultado de acometimento, cirurgia, infla­
mação ou doença médica. A dor aguda geralmente desaparece com o processo de cura.
Entretanto, a dor crônica é diferente; ela constitui um tipo de dor que preocupa a maioria das
pessoas, uma vez que perdura além do tempo esperado para a cura, ou seja, não desaparece
quando deveria. A dor crônica é geralmente difícil de ser aliviada ou curada completamente, e
pode ocorrer mesmo que não exista acometimento tecidual ou causa física. As causas exatas da
dor crônica não são completamente compreendidas, ou, em outras palavras, seria possível dizer
que não existe explicação médica adequada para muitos dos casos de dor crônica.

3
4 Introdução Geral

A dor pode ser extremamente debilitante e exige fre­ O tratamento da dor por meio de acupuntura é varia­
qüentemente condutas de tratamento único. Em alguns do e amplamente baseado no que está determinando o
casos, pode-se observar que os tecidos acometidos fo­ sofrimento do paciente; os tratamentos para dores aguda
ram restabelecidos; contudo, a dor continua. Além do e crônica são geralmente completamente diferentes. Nos
acometimento tecidual, existem alguns outros sintomas pacientes com dor crônica, o tratamento que havia pro­
clínicos associados à dor, tais como, tensão muscular, vado ser útil para o manejo da dor aguda pode perder
espasmo, enrijecimento ou enfraquecimento. Pode também sua eficácia, ser inapropriado ou mesmo interferir no pro­
haver algum grau de imobilização de uma parte acome­ gresso do tratamento.
tida para se evitar a dor com o movimento. Também tem Os chineses não limitam o uso de fitoterápicos chine­
sido observado que, qualquer que seja a causa da dor ses e acupuntura ao alívio da dor; eles associam fito­
crônica, os sentimentos de frustração, raiva e medo tor­ terápicos e acupuntura para tratar toda gama de doenças
nam-a mais intensa e de tratamento mais difícil. que se encontram em associação à dor. Isso inclui te­
Em resumo, a dor, especialmente a dor crônica, in­ rapias de MTC para hipertensão, hipotensão, alergia, asma,
terfere na vida normal e nas atividades físicas. Pode­ diabetes, úlceras estomacais, depressão, infecções, etc.
ríamos até mesmo dizer que tal dor pode reduzir a Está claro que muitas doenças respondem melhor à
qualidade de vida das pessoas em termos de psicolo­ medicina moderna, ao passo que outras podem respon­
gia, sociologia e fisiologia. Ela constitui, finalmente, der melhor aos fitoterápicos chineses e à acupuntura.
uma das causas mais freqüentes de sofrimento e inabi­ Entretanto, na maioria dos casos, a fitoterapia chinesa e
litação no mundo atualmente. a acupuntura podem ser tanto uma terapia razoável como
podem ser utilizadas em associação à medicina moder­
na. Por essa razão, todas as escolas de MTC e universi­
Controle da Dor por meio da dades na China continuam a oferecer cursos e treinamentos,
tanto em MTC como em medicina moderna. Durante o
Medicina Tradicional Chinesa tratamento com fitoterapia chinesa e acupuntura, deve­
se ter ciência de que o contato e a comunicação com outros
Na medicina ocidental é completamente comum ser in­ especialistas deve ser mantida, por exemplo, com neuro­
formado de que os médicos são incapazes de descobrir logistas, neurocirurgiões, ortopedistas, medicina inter­
a causa real da dor em pacientes, mesmo após extenso na, radiologistas e terapeutas físicos e ocupacionais, de
exame. Geralmente, os pacientes são informados dos maneira que os pacientes recebam o suporte necessário
seguintes modos: "Não existe nada errado com você"; no momento de maior necessidade.
"Desculpe, não podemos fazer nada sobre isso e você Na China, um número crescente de acupunturistas
terá que aprender a conviver com a dor"; ou "Está tudo está utilizando a acupuntura para reduzir a dor direta­
em sua cabeça". Consiste em má prática fazer tais co­ mente ou para reduzir a quantidade de drogas necessá­
mentários; os pacientes não devem conviver com a dor. rias para o controle da dor, mesmo durante a cirurgia.
Felizmente, uma vez que a acupuntura adquiriu uma Essa prática bem conhecida indica que a acupuntura
reputação muito boa como um tratamento para o alívio possui efeitos potencialmente anestésicos. Após con­
da dor, muitos médicos estão direcionando seus pacientes duzir milhares de experimentos, tanto em animais quanto
para acupuntura ou fitoterápicos, ou os pacientes estão em pessoas, os pesquisadores se tornam convictos de
começando a investigar o potencial do tratamento por que a acupuntura foi realmente eficaz em seu propósito
meio de acupuntura e fitoterapia por eles mesmos. de anestesia. Em conseqüência, a acupuntura tem sido
Em termos do controle da dor, os efeitos da fitoterapia utilizada geralmente de maneira bem-sucedida no lu­
chinesa e do tratamento por meio de acupuntura incluem: gar da anestesia química para muitos tipos de cirurgia
nos últimos 30 anos na China. Ela tem demonstrado
• Aliviar a dor completamente ou fornecer o máximo ser eficaz nas cirurgias gástrica (Ye Qiang et ai. , 1984), <?3
de alívio possível. dentária (Lin Guochu et ai., 1984) e de tireóide (Zhuang e;:
• Reduzir os níveis de dor. Xinliang, 1984) . Também está potencialmente indicada �
• Melhorar a capacidade de lidar com a dor. para tratar pacientes incapazes de tolerar a anestesia regu- ;::
lar. Em virtude de sua eficiência em anestesia, médicos
.'..,
• Regular as emoções. Si
• Aumentar a energia. em muitos hospitais, especialmente os hospitais afilia- e',,
• Aumentar a capacidade de realização das funções diárias. dos às universidades de MTC, utilizam a acupuntura
• Melhorar a qualidade de vida. como rotina nos casos de tireoidectomia.
• Reduzir a confiança em medicamentos inapropriados. As vantagens da anestesia por acupuntura incluem:

De acordo com a MTC, pontos de diferentes canais se • Menos reações adversas do que com anestesia química.
encontram energeticamente conectados a órgãos e às • Mais colaboração da parte do paciente durante a
estruturas corporais específicas. O propósito do tratamento cirurgia.
da dor por meio de acupuntura consiste em utilizar pon­ • Falta de acometimento do cérebro e da memória após
tos selecionados sobre esses canais para ativar fluxo de a anestesia.
Qi e Sangue e equilibrar Yin e Yang. Durante o tratamento, • O paciente permanece alerta durante o procedimento.
moxibustão e ponto de massagem também são geralmente • Recuperação rápida das atividades funcionais após
aplicados simultaneamente . cirurgia, etc.
Introdução 5

As desvantagens da anestesia por acupuntura incluem: Teoria do Portão da Dor


• Sensação de repuxar durante a cirurgia. Outra teoria sugere que os impulsos da dor são impedi­
• Inadequação com crianças e alguns pacientes idosos. dos de chegar à medula espinal ou ao cérebro em vários
• Incapacidade de substituir todos os tipos de anestési­ "canais" dentro do sistema nervoso. Estudos demonstra­
cos químicos. ram que tanto os nervos periféricos como os centrais são
• Algumas vezes, necessidade de anestesia local, etc. muito importantes no alívio da dor por meio de acupuntura
(Lu Guowei et al. , 1979; Shanghai no. l People's Hospi­
tal, 1977; Wu Jianping et al. , 1979) .
Pesquisa Moderna sobre Controle Quando a acupuntura do sistema nervoso periférico é
utilizada para tratar dor, pode-se, primeiramente, bloquear
da Dor por meio de Acupuntura a condução das fibras sensoriais nos nervos dolorosos
(Lu Guowei et al. 1979, Qiu Maoliang et al. 1989); se­
Durante os últimos 30 anos, tanto pacientes como pro­ gundo, pode-se causar inibição em nível inferior na con­
fissionais têm questionado como a acupuntura atua em dução celular do corno dorsal na coluna vertebral, a partir
sentido científico e moderno, seus mecanismos e se de um estímulo nocivo (Qiu Maoliang et al. 1989). São
existe alguma evidência científica que apóie a eficá­ os nervos periféricos que recebem e conduzem a "men­
cia da acupuntura. sagem" da acupuntura; as fibras II, III e IV poderiam
Para responder a essas perguntas, desde a década de participar no processo de alívio da dor.
1970, cientistas e acupunturistas, tanto na China como No sistema nervoso central, as estruturas em vários
em outros países, têm conduzido grande número de es­ níveis, incluindo medula espinal, tronco cerebral, tálamo,
� tudos e experiências clínicas, os quais são descritos nesta núcleo caudal e córtex, participam do processo de alívio
� Seção. Essa pesquisa tendeu a confirmar as antigas teo­ da dor por meio de acupuntura.
;:!i rias da MTC. Outra pesquisa recente revelou que os seres
� humanos constituem sistemas bioelétricos complexos
::í: (Becker, 1985) e, com base nisso, os mecanismos da Medula Espinal
S:: acupuntura podem ser mais bem compreendidos. A pesquisa científica descobriu que a acupuntura pode
Até o momento, poucas teorias têm sido sugeridas em causar inibição pós-sináptica no corno posterior da me­
relação a tais perguntas. dula espinal (Qiu Maoliang et al. , 1989). Também foi
descoberto que a "mensagem" da acupuntura é conduzida
Transmissão dos Impulsos para o bulbo raquidiano a partir do funículo da medula
espinal e, então, para a estrutura reticular medial (Qiu
Dolorosos ao Longo dos Maoliang et al. 1989). Mais tarde, ela é transmitida para
um nível inferior no funículo posterior da medula espi­
Canais de Acupuntura nhal, onde determina inibição pós-sináptica por meio da
A primeira teoria consiste no fato de que a maioria dos despolarização das delicadas extremidades nervosas
impulsos dolorosos viaja ao longo dos mesmos cami­ aferentes. Isso possui o efeito de bloquear parcialmente
nhos que aqueles do fluxo de Qi tradicional ( ou seja, o impulso aferente das delicadas fibras.
os canais). Consiste em um fato real que a dor é sempre
transmitida ao longo de determinados caminhos. Esses Tronco Cerebral e Núcleo Para/ascicular
caminhos estão intimamente relacionados à teoria do
canal na MTC. Uma interessante observação consiste No tronco cerebral, descobriu-se que a eletroacupuntura
no fato de que quando a puntura por acupuntura é uti­ é capaz de controlar a ativid ade d os neurônios
lizada no tratamento da dor e quando a sensação da agulha hiperálgicos na estrutura reticular do mesencéfalo (Qiu
(Deqi) é relatada ao longo de um canal em particular, Maoliang et al., 1989). Em experimentos animais, des­
a maior redução na sensibilidade para dor é encontrada cobriu-se que o estímulo por eletroacupuntura dos nú­
em uma linha ao longo do meio do canal (Fujian Pro­ cleos da rafe mediana poderia aumentar o limiar de dor
vincial Research Institute for T raditional Chinese nos animais, melhorando sua capacidade de resistir à
Medicine, 1979). Essa redução na sensibilidade dimi­ dor (Qiu Maoliang et al., 1989). O acometimento da
nui gradualmente à medida que se move do centro do substância ferruginosa aumentou a capacidade para o
canal para seu limite mais externo - ou seja, quanto alívio da dor por meio de eletroacupuntura, ao passo
mais a agulha é deslocada para o centro do canal, menos que ativação e estímulo dessa estrutura reduziu sua
o paciente sente dor. A observação também demons­ capacidade de aliviar a dor. As pesquisas também de­
trou que a transmissão da dor ao longo do trajeto dos monstraram que o tratamento por acupuntura conduziu
canais é altamente reduzida quando determinados mé­ à liberação de impulsos neuronais a partir da substân­
todos são utilizados para promover a circulação do canal cia cinza em torno do aqueduto do mesencéfalo, do núcleo
(Li Baojiao, 1981). A transmissão da dor ao longo dos gigante na estrutura reticular medial do tronco cerebral
canais é, pelo contrário, altamente elevada quando e dos núcleos da rafe mediana (Qiu Maoliang et al. 1989).
determinados métodos são utilizados para bloquear a A partir daí, os impulsos ascendentes inibem a atividade
circulação do canal. elétrica das células hiperálgicas no núcleo parafascicular
6 Introdução Geral

do tálamo e os i mpulsos descendentes inibem a ativi­ Efeitos sobre os Neurotransmissores


dade dos neurônios, transmitindo os impulsos doloro­
sos no corno posterior da medula espinal, aliviando Outra teoria sugere conexão do sistema nervoso central,
portanto a dor. Descobriu-se que o núcleo parafascicular a qual induz produção ou secreção de outras substâncias
consiste em uma das importantes localizações-chave na químicas no corpo, tais como neurotransmissores, hor­
transmissão dos i mpulsos dolorosos. mônios e linfocinas, etc. Embora a maioria dessas subs­
tâncias químicas seja consumida completamente de forma
Núcleo Caudado rápida, a experiência clínica indica que a acupuntura
geralmente apresenta efeitos acumulativos. Portanto, a
A pesquisa estabeleceu que quando o núcleo caudado é
acupuntura deve fornecer algum efeito de treinamento
estimulado, o gatilho da dor é elevado, o que poderia
para mecanismos corporais autonómicos que controlam
aumentar o efeito de alívio da dor por meio de eletro­
e regulam as reações fisiológicas à dor.
acupuntura, ao passo que a inibição do núcleo caudado
Descobriu-se que os tratamentos por acupuntura afe­
reduz o efeito do alívio da dor (Qiu Maoliang et al., 1989).
tam vários neurotransmissores, resultando em alterações
Falando de um modo geral, quando o impulso da dor
em seus níveis sangüíneos. Em particular, a acupuntura
penetra no sistema nervoso central, ele pode tomar uma
rota circular para o cérebro. O corno posterior da medu­ pode produzir as seguintes alterações bioquímicas.
la espinal e o núcleo parafascicular constituem as duas
localizações-chave na recepção e na transmissão dos Alterações das Serotoninas
impulsos dolorosos. Núcleo caudado, substância cinza
em volta do aqueduto do mesencéfalo , núcleo gigante na Descobriu-se que os níveis de serotonina (5 -HT - 5 -hi­
estrutura reticular medial do tronco cerebral e núcleos droxitriptamina), um dos neurotransmissores com o maior
da rafe mediana também são bastante i mportantes. potencial de influência sobre a sensibilidade à dor, se "'
altera em correspondência com o grau de alívio da dor õi
relatado durante o tratamento por acupuntura (Chinese 00
-'.-i
v.

Estímulo das Endorfinas Academy of Traditional Chinese Medicine, 1977; Han �


Jisheng, 1978; Jin Guozhang et al., 1979). O que signi- �
Uma terceira teoria sugere que a acupuntura estimula fica dizer que quanto mais elevado o nível registrado de 3:
5 -HT, maior o nível de alívio da dor. A acupuntura, e em u,
a produção cerebral de polipetídeos que reduzem a sen­
sibilidade dolorosa. Os cientistas descobriram que um especial a eletroacupuntura, pode aumentar o nível de
dos seus possíveis mecanismos consiste no fato de que 5 -HT, o que ajuda a aumentar o limiar da dor. Por exem­
ela aumenta a liberação de moléculas naturais de alí­ plo, Yi Qingchen et al. (1978) relatou que quando o li­
vio da dor pelo cérebro, as qu ais são conhecidas como miar da dor é elevado pela acupuntura em 3 6 E (Zusanli),
endorfirnas (Qiu Maoliang et al., 1989). Elas são muito em coelhos, um nível mais elevado de serotonina é re­
semelhantes aos opiáceos (tais como morfina), os quais gistrado através do fluxo de perfusão nos ventrículos do
são potentes agentes anestésicos. Na China, esse tra­ cérebro. Da mesma forma, Zhu Dinger ( 1 980) relatou
balho foi realizado e dirigido, na década de 1970, pelo que níveis elevados de serotonina podem ser detectados
Professor Han Jisheng, um pesquisador de acupuntura em tálamo, bulbo e mesencéfalo quando a eletroacupuntura
internacionalmente conhecido, quando um programa é utilizada para sedar a dor.
de pesqu isa para estu dar anestesi a indu zida por
acupuntura foi iniciado durante a Revolução Cultural. Alterações de Acetilcolina
Seus estudos demonstraram que a estimulação elétri­
ca de agulhas de acupuntura inseri das determinou a Outros estudos demonstraram que, quando o limiar de
liberação de diferentes quantidades de compostos de dor é elevado pelo uso de acupuntura, um elevado nível
endorfina no interior do sistema nervoso central (Han de acetilcolinesterase é registrado em córtex cerebral,
Jisheng et al. 1979). Esse é o mecanismo-chave mais núcleo caudado e hipotálamo; quando o limiar é artifi­
amplamente u ti li zado como explicação para o efeito cialmente reduzido, um baixo nível de acetilcolinesterase
da acupuntura como tratamento no alívio da dor. En­ é registrado (Chinese Academy of Traditional Chinese
tretanto, não constitui uma explicação completa de todos Medicine, 1 976/1978; Ge Zi et al., 1 983). Parece, por­
os mecanismos de alívio da dor por meio de acupuntura, tanto, que o nível de acetilcolina (Ach - acethylcholine)
uma vez que ela possui outros efeitos fisiológicos, além poderia ter um i mportante papel no alívio da dor por
daquele de redução da sensibilidade à dor. Por exem­ meio de acupuntura.
plo, geralmente aumenta a circulação de sangue local
nas áreas de espasmo muscular, sendo capaz de redu­ Alterações de Catecolaminas
zir a contração muscular que geralmente causa ou
contribui para condições dolorosas. Portanto, as ações Os resu ltados de algu ns estudos indicam qu e a
locais, como redução do edema tissular (devido à melhor noradrenalina (NA) tem efeito contrário no alívio da dor
circulação sangüínea) e redução do espasmo muscu­ (Han Jisheng et al. 1979). Ou seja, quando o limiar da
lar, podem, por su a vez, aliviar a pressão sobre as dor é elevado e o alívio da dor é obtido, existe baixo
terminações nervosas ou órgãos internos, contri buiu-· nível de NA registrado em córtex, hipotálamo, tronco
do para o alívio da dor. cerebral, medula espinal e corpo estriado. Também é muito
Introdução 7

importante observar que os níveis de dopamina (DA) lar em seu corpo , o que pode reduzir diretamente a efi­
aumentam no núcleo caudado quando o limiar da dor é cácia da acupuntura quanto ao alívio da dor.
elevado por acupuntura; além disso, o nível do ácido Por outro lado, em virtude das diferenças culturais, os
homovanílico (AHV ) , um dos produtos da DA, é eleva­ chineses acham mais fácil serem submetidos ao tratamento
do em mesencéfalo e metencéfalo. da acupuntura para síndrome da dor que os ocidentais e,
Em resumo, a acupuntura atinge seus efeitos pelo seu durante o tratamento, eles também tendem a cooperar mais
trabalho com as próprias substâncias químicas corporais, com o acupunturista, o que por sua vez resulta em menos
mais que com o acréscimo de substâncias sintéticas. Essa tensão muscular, cãibra e nervosismo. Tudo isso é muito
conduta possui várias vantagens sobre a medicina com importante para a obtenção do resultado terapêutico.
base em medicamentos. Outro fator contribuinte poderia ser a sugestão externa.
Até recentemente, era comum se acreditar, em especial
os médicos, que o efeito da acupuntura sobre a dor cons­
Fatores Psicológicos e Culturais titui uma forma de hipnose, ou pode explicado pelo "efeito
placebo", mas existe falta de evidência para essa crença.
Os fatores psicológicos e culturais também são impor­ Estudos demonstraram, por outro lado, que não existe
tantes no contexto da dor. Acredita-se que muitas das correlação entre a capacidade de ser hipnotizado ou a
modalidades psicológicas, incluindo relaxamento formal crença no tratamento e os resultados subseqüentes (Qiu
e treinamento para distração, assim como explicações Maoliang et ai., 1989). Os indivíduos submetidos à
esclarecedoras antes da administração do tratamento da acupuntura e que não acreditam que isso irá ajudá-los
acupuntura, podem melhorar diretamente a dor e aumentar são tão passíveis de responder ao tratamento quanto aqueles
a atitude positiva do indivíduo em relação ao tratamen­ com plena fé nele. O uso bem-sucedido da acupuntura
to. Os indivíduos que são muito ansiosos em relação ao para tratar muitas doenças animais constitui um dos
tratamento por acupuntura e se sentem nervosos durante melhores argumentos de que os efeitos da acupuntura
uma sessão apresentam, em geral, muita tensão museu- sobre a dor não constituem uma forma de hipnose.
978-85-7241-765-5
2
978-85-7241 -765-5

1Jesenvo[vimento J/istórico
tÍO Conceito tÍe 1Jor �

t�
,'&

É amplamente sabido em todo o mundo que tanto a acupuntura quanto a fitoterapia chinesa
podem ser utilizadas para tratar a dor. De acordo com a lenda popular, aproximadamente há dois
mil anos, um proeminente médico chamado Hua Tuo já tinha começado a utilizar fitoterápicos
e acupuntura para tratar diferentes tipos de dor (Hua Tuo, cerca de 180 d.C.). Por exemplo, ele
utilizou a acupuntura de forma bem-sucedida para tratar um imperador que sofria de Toufeng
intenso (enxaqueca intensa). Dr. Hua também foi bastante habilidoso ao utilizar _fitoterápicos
chineses que produziam anestesia e, uma vez que abria o crânio de um paciente, drenava sangue
infectado e um fragmento acometido do crânio, suturando finalmente a ferida de forma bem­
sucedida. Outra lenda está relacionada com o Sr. Bian Que, um famoso médico do século V a.C.
Ele também curou de forma bem-sucedida um filho do então imperador abrindo seu abdome e
removendo um segmento acometido dos intestinos.
A discussão sistemática mais antiga sobre dor pode ser encontrada em Neijing ou Yellow
Emperor's Classic of Interna! Medicine ( 1956). Nesse livro existe um capítulo voltado para
etiologia, patologia e sintomas da dor. Pela primeira vez, considerou-se a estagnação de Qi e
Sangue como sendo as principais causas da dor. Os termos utilizados nesse livro para descre­
ver estagnação de Qi e Sangue incluíram "retardamento da circulação do Sangue", "retarda­
mento da circulação nos Vasos Sangüíneos", "distúrbios de Qi e Sangue", "Plenitude dos Vasos
Sangüíneos", "falha na circulação do Sangue" e "obstrução dos Vasos de Sangue", dentre outros.
Sua teoria ainda é aplicável na prática clínica. Além disso, o Neijin g diferenciou 13 tipos de
dor; entretanto, a maioria deles foi considerada como sendo causada por Frio, e apenas um tipo
por Calor. Além disso, esse livro enfatiza apenas os fatores Externos como causa, portanto o
tratamento do livro foi incompleto ou apenas parcialmente correto, uma vez que existem muitos
tipos de fatores causais, Externos e Internos, além de Frio e Calor - por exemplo, a Deficiência
também pode causar dor.
Durante as dinastias Jin, Sui, Tang e Song, os conceitos sobre as causas da dor continuaram
a ser baseados na teoria estabelecida no Neijing. De fato, até as dinastias Ming e Qing, a maioria
dos médicos ainda baseava seus tratamentos na mesma teoria, apesar de terem acrescido algumas
correções a ela, a fim de completar os tipos de etiologia, patologia, sintomas e tratamento. Por
exemplo, o Dr. Liu Hengrui mencionou em seu livro General Discussion on Experience (1998)
que a invasão Externa, as alterações emocionais e o trauma físico podem causar dor. Além des­
tes, a Deficiência também pode resultar em dor. Ele escreveu: "os antigos afirmavam que não
existe dor se existir livre fluxo, e existe dor se existir obstrução; porém, isso se refere apenas às
situações de Excesso. Se os médicos seguissem apenas essa teoria no tratamento da dor, isso
seria um erro" e "a dor constitui apenas uma das muitas doenças; ela deve ser tratada de acordo
com a diferenciação quanto à etiologia, de maneira que não existirão erros" (p. 141).
Yu Chang (1585 -1664) , um famoso médico da dinastia Qing, ressaltou em seu livro P rincipie
of Prohibition for the Medical Profession (escrito em 1658, nova edição 1999):

9
10 Introdução Geral

a promoção da circulação de Qi e Sangue constitui que poderia reduzir ou eliminar totalmente, de modo seguro
método apenas para os casos de Excesso. Nos casos e eficaz, a dor em geral associada a muitas cirurgias
de invasão Externa, deve ser associada com método realizadas em cabeça, tórax, abdome e membros. Além
para promoção de sudorese; no caso de retenção disso, seu uso permitiu que as funções fisiológicas dos
Excessiva, deve ser associada à purgação. Porém, a pacientes permanecessem em níveis normais e, durante
dor pode ser causada tanto por Deficiência quanto a cirurgia, permitiu que os pacientes permanecessem
por Excesso, e o tratamento aqui não é constituídopor conscientes, tendo um papel ativo durante toda a cirur­
tonificação e redução. A princípio, a dor com distensão gia. Uma vez que a maioria das reações adversas asso­
e plenitude é causada por Excesso, ao passo que a ciadas à anestesia química é evitada, o período de
dor causada por distensão e plenitude é causada por recuperação do pós-operatório é acelerado.
Deficiência. A dor com aversão à pressão constitui É compreensível que a acupuntura seja amplamente
tipo por Excesso; a dor que é aliviada por pressão aceita na China. Mas como ela se tornou tão popular no
constitui tipo por Deficiência. Em geral, a dor com exterior? Isso foi principalmente decorrente da ampla
preferência por Frio apresenta como causa o Exces­ cobertura sobre acupuntura por parte da mídia nacional
so; a dor com preferência por Calor é geralmente dos Estados Unidos, quando a China abriu suas portas
determinada por Deficiência. A dor que agrava após aos Estados Unidos e a outros países estrangeiros no início
a alimentação é causadapor Excesso; a dor que agrava da década de 1970. Naquela época, o colunista James �
com a fome é causada por Deficiência. A dor com Restou foi à China com a delegação do presidente Nixon â::
V,
pulso de Excesso e com respiração dificultosa é de­ e seu secretário de estado Henry Kissinger para restabe- .:__N,
corrente de Excesso; a dor com pulso fraco e respi­ lecer as relações com Mao Zedong e seu governo em ;::
ração curta, decorrente de Deficiência. O início agudo Mainland China. James Reston escreveu extensivamente �
de dor em indivíduos jovens e fortes geralmente de­ na imprensa popular sobre experiências marcantes que �
corre de Excesso, e a dor que agrava após a disper­ havia tido na China. Durante sua visita, ele adoeceu com
são decorre de Deficiência. apendicite, e o alívio de sua dor após apendicectomia foi
obtido com anestesia por meio de acupuntura. Sua his­
Wang Qingren (1768- 1831), outro médico famoso, tória surgiu rapidamente na mídia. Além disso, tal histó­
realizou uma grande contribuição para a compreensão de ria tornou-se popular durante aquele período de visitas à
como tratar a dor. Ele focalizou principalmente o trata­ China pelo público em geral; durante tais visitas, muitos
mento de doenças dolorosas causadas por estagnação de visitantes viram demonstrações da eficácia da acupuntura.
Sangue. As causas de estagnação de Sangue foram discu­ Essas visitas foram descritas logo depois na mídia oci­
tidas detalhadamente em seu famoso livro Correction on dental, atraindo a imaginação do público e aumentando
the Errors of Medical Works (1830; nova edição, 1991 ), rapidamente a popularidade da acupuntura no ocidente.
no qual varias prescrições importantes para doenças dolo­ Entretanto, o que interessou aos médicos ocidentais e às
rosas foram fornecidas. Por exemplo, Tong Qiao Huo Xue pessoas foram os aspectos da acupuntura que envolviam
Tang (Decocção para Desobstruir Orifícios e Tonificar anestesia e controle da dor.
Sangue) foi utilizada para tratar cefaléia por estagnação Além da acupuntura, os tratamentos com fitoterápicos,
de Sangue, Xue Fu Zhu Yu Tang (Decocção Mansão do moxibustão, massagem, emplastros com ervas, ventosas e
Sangue Eliminando Estagnação) poderia ser utilizada para Qigong são amplamente utilizados na síndrome da dor.
tratar dor torácica decorrente de estagnação de Sangue e Atualmente, muitos produtos fitoterápicos patenteados são
Shao Fu Zhu Yu Tang (Decocção para Eliminar Estagna­ utilizados de forma eficaz para o tratamento de muitos ti­
ção de Sangue em Hipogástrio) foi escolhida para tratar pos de dor. Por exemplo, Su Xiao Jiu Xin Wan (Pílula para
dor em hipogástrio decorrente de estagnação de Sangue. Salvação Rápida do Coração) e Su He Xiang Wan (Pílula
Tais prescrições são amplamente utilizadas para tratar muitas de Styrax) são bons para tratamento da dor torácica causa­
doenças dolorosas causadas por estagnação de Sangue. da por doença cardíaca, e Tong Jing Wan (Pílula para Re­
Da década de 1960 à de 1970, a acupuntura foi am­ gular Menstruações) é eficaz no tratamento de dismenorréia.
plamente utilizada, tanto na preparação como durante Resumindo, cada vez mais novos produtos fitoterápicos e
cirurgia. Ela chamou a atenção de profissionais médi­ instrumentos para acupuntura estão sendo produzidos para
cos, tanto na China como internacionalmente, uma vez o uso no tratamento das síndromes de dor.
3
978-85-7241 -765-5

'Etiologia e Patologia
tÍa 1Jor �

á"i
#i
rt1
Etiologia da Dor
:fl:l
Fatores Externos
Vento
#i
O Vento é um dos seis fatores Externos, o qual é predominante na primavera, mas também pode
ocorrer em qualquer urna das quatro estações. Quando invade o corpo, o Vento é mais passível
tJt
de se combinar com outro fator patogênico, tal como Frio, Umidade ou Calor, etc., levando ao
retardamento da circulação de Qi e Sangue. Isso causa obstrução em órgãos Zang-fu , músculos,
tendões, articulações e canais, com conseqüente dor.
O Vento é classificado como fator patogênico Yang, uma vez que possui características e movimento
para cima e para fora. Em virtude de sua qualidade, ele pode invadir facilmente as áreas supe­
riores e superficiais do corpo, por exemplo, rosto, cabeça, pescoço, ombros, braços, tórax, parte
superior das costas, etc. Por conseguinte, a dor causada pelo Vento é encontrada principalmente
na metade superior do corpo.
Na natureza, o Vento sopra fortemente e está sujeito a mudanças rápidas. Da mesma forma,
no corpo, ele causa sintomas que são caracterizados por sua aparência migratória. Quando a dor
não apresenta localização fixa, mas tende a migrar de um ponto para outro, isso implica que seu
fator causal primário é o Vento.

Frio
O Frio constitui fator predominante no inverno. Embora possa ser visto em outras estações, nelas
sua natureza não é tão grave. A invasão por Frio geralmente resulta de uso de muito pouca roupa,
exposição ao frio após sudorese, pegar chuva ou andar na água em clima frio.
O Frio constitui um fator patogênico Yin e possivelmente acomete Yang Qi de Coração, Es­
tômago, Baço ou Rim. O Frio inclui tanto fatores patogênicos de Frio Externo como Interno; o
primeiro se refere ao Frio por invasão Externa e o último, ao Frio por Deficiência de Yang Qi .
Frios Externo e Interno podem se influenciar mutuamente e se transformar um no outro. Por
exemplo, Frio Externo pode se transformar em Frio Interno, onde existe persistência prolongada
da condição, resultando em acometimento do Yang Qi Interno; por outro lado, uma condição de
Frio Interno pode induzir facilmente à invasão de Frio Externo.
O Frio está caracterizado por estagnação e contração, podendo facilmente reduzir a circulação
de Qi e Sangue. Portanto, a dor acompanhada por sensação de contração, limitação do movimen­
to articular, aversão ao frio e anidrose é classificada como sendo causada por Frio.

11
12 Introdução Geral

O Frio pode invadir o corpo não apenas através de pele, terna, isso resulta em obstrução do Yang Límpido e desar­
boca, nariz, ingestão de líquidos frios, mas também atra­ monia de Qi Nutritivo e Defensivo, o que se manifesta
vés do útero (por exemplo, após andar sob a chuva, nadar com sintomas tais como inflamação de membros e articu­
ou fazer sexo durante a menstruação). Além disso, ele pode lações, dormência de membros e músculos, lassidão.
invadir diretamente músculos e articulações ou mesmo os A Umidade também é caracterizada por viscosidade
órgãos Zang-fu Internos, caso o Frio seja extremamente e estagnação. Partindo desse princípio, a dor que é cau­
intenso ou o corpo muito fraco. A outra oportunidade para sada por Umidade é, falando de forma geral, persistente
que o Frio Externo invada o corpo é através da prática de e tende a ser prolongada e intratável, comparada com o
andar descalço. Nos países ocidentais, muitas pessoas que é causado pelos outros fatores patogênicos.
geralmente fazem isso dentro de casa, mesmo sobre o chão A Umidade é um fator patogênico Yin e facilmente
frio e no inverno. Uma vez que os canais de Rim, Fígado obstrui a circulação do Qi e acomete o Yang. Quando a
e Baço comecem todos no pé. O Frio Externo pode facil­ Umidade acumula nos órgãos Zang-fu, articulações,
mente invadir Baço, Rim e Fígado por meio desses ca­ músculos ou canais, ela pode afetar ascendência e des­
nais, especialmente o canal do Rim, o qual inicia nas solas cendência do Qi, conduzindo a sintomas como dormência
dos pés, em pessoas que também andam freqüentemente de pele e articulações e limitação dos movimentos.
com os pés descalços sobre chão frio.
Atualmente, cada vez mais casas e outras construções Secura
apresentam condicionador de ar para refrescar o ambiente
no calor do verão. Conseqüentemente, muitas pessoas sofrem Secura é predominante no outono, e tende mais freqüen­
de dor que agrava quando estão sentadas em seus escritó­ temente a acometer o Pulmão, impedindo a dispersão do
rios equipados com condicionadores de ar, e melhora Qi do Pulmão e causando estagnação, levando a sinto­
espontaneamente quando deixam o escritório e se expõem mas como dores torácica e de garganta.
ao sol. Portanto, elas formam uma clara expressão de que A Secura também pode acometer Fluidos Corporais,
lugares frios são lugares ruins e lugares quentes são bons causando secura de pele, nariz e garganta. Além disso,
para elas, o que é verdade. Isso porque os poros de nossa ela pode acometer e consumir Sangue; então, os vasos
pele permanecem relativamente abertos no verão para que sangüíneos não são nutridos de forma apropriada, resul­
possamos transpirar e manter nossa temperatura corporal tando em estreitamento dos vasos e estagnação de Qi e
baixa. Entretanto, isso também fornece boa oportunidade Sangue, causando pele dolorida.
para a invasão por Frio, uma vez que o ar artificialmente
resfriado é capaz de penetrar no corpo através dos poros Calor (Fogo, Aquecimento)
abertos. Sendo caracterizado por contração e estagnação,
o Frio pode causar fechamento dos poros da pele; isso Fogo e Calor indicam Yang Qi excessivo; portanto, na
resulta em acúmulo de Frio em articulações e músculos, maioria dos casos, eles são semelhantes, mas ainda existe
causando dor por estagnação de Qi e Sangue. Além disso, uma leve diferença entre eles. Em termos de patologia,
uma vez que os poros da pele se encontram fechados no o Calor é geralmente causado pela invasão Externa, por
momento, o Calor Interno não é capaz de deixar o corpo exemplo Vento-Calor ou Umidade-Calor, ao passo que
facilmente por meio da evaporação do suor. Então, o Frio Fogo é geralmente causado por distúrbios internos, por
acumulado pode se transformar em Calor, levando aos exemplo, ascendência do Fogo do Coração ou hiperati­
sintomas de agravamento, incluindo vermelhidão, calor, vidade do Fogo do Fígado. Em termos de fisiologia, o
dor e articulações e músculos edemaciados. Fogo apresenta uma função apropriada, a qual consiste
em aquecer os órgãos Zang-fu e promover a transforma­
Umidade ção do Qi e a produção de energia; caso se torne exces- :g
sivo, ele se torna um tipo de fator patogênico, determinando :
A invasão por Umidade Externa é geralmente induzida o excesso de consumo de energia corporal. O Calor, por �
por clima úmido, andar sob chuva, viver e trabalhar durante outro lado, é simplesmente um fator patogênico. �
muito tempo em locais úmidos ou não trocar as roupas O Aquecimento é como o Fogo, possui um papel fisio- �
molhadas após transpiração. Existe também uma condi­ lógico, porém é potencialmente patogênico, sendo também �
Vl
ção de Umidade Interna, a qual é normalmente causada é um tipo de Calor, contudo mais brando. Dos três fatores,
por distúrbio das funções de transporte e transformação o Fogo é o mais grave e o Aquecimento, o menos gave;
de Baço e Estômago, conduzindo à formação de água todos eles compartilham características semelhantes. Na
excessiva no corpo. Umidades Externa e Interna geral­ prática, os termos Fogo-Calor e Aquecimento-Calor são
mente influenciam mutuamente uma a outra na indução geralmente utilizados de forma semelhante.
da dor - ou seja, a invasão da Umidade Externa geral­ O Calor, um fator patogênico Yang, é caracterizado por
mente ataca Baço e Estômago, ao passo que a fraqueza ascendência, queima e aquecimento. Quando invade o corpo,
de Baço e Estômago com formação de Umidade pode ele pode determinar alteração da circulação de Qi e San­
facilmente induzir à invasão por Umidade Externa. gue, bem como acometer Vasos Sangüíneos, causando dor
A Umidade é semelhante à água, a qual é caracterizada acompanhada por sensação de queimação, sensação de calor
por sensação de peso. Quando ataca o corpo, ela causa ou vermelhidão. Quando Calor acomete Sangue, circulação
dor acompanhada por sensação de peso de cabeça, mem­ do Sangue será acelerada e Vasos Sangüíneos podem ser
bros e corpo, juntamente com sensação de corpo preso. acometidos, causando tumefação das articulações, mús­
Onde há invasão de pele e músculos por Umidade Ex- culos ou até mesmo sangramento, tais como epistaxe, etc.
Etiologia e Patologia da Dor 13

O Calor também pode acometer o Coração, o qual alberga vel encontrar amolecimento em torno de 4 IG (Hegu),
":' a Mente, causando agitação e insônia. 9 IG (Shanglian) e 10 IG (Shousanli), assim como em 11 IG
:2 Da mesma maneira que o Vento patogênico, o Calor (Quchi). Outro exemplo consiste em pacientes que apre­
r-;- geralmente invade a metade superior do corpo em virtude sentam lombalgia, alguns dos quais podem apresentar
:;
� de suas características de ascendência, portanto é geral­ agravamento da dor em condições emocionais especiais,
il mente observada uma associação de Vento e Calor. Na especialmente raiva e estresse. Esse tipo de dor também

°' maioria dos casos de inflamação aguda de articulações e pode irradiar para região inguinal e até mesmo para face
músculos em partes superiores do corpo, Vento-Calor é o interna da perna, ao longo do canal do Fígado e, conse­
principal fator causal; portanto, o principal princípio de qüentemente, ao longo do canal da Vesícula Biliar. Por
tratamento consistirá em dispersar Vento e Calor. outro lado, se o canal da Vesícula Biliar se encontra pri­
mariamente acometido, também deve haver acometimen­
to do canal do Fígado. Por exemplo, a hérnia de disco
Fatores Emocionais entre L 4 e L 5 geralmente se manifesta como dor ao longo
do canal da Vesícula Biliar, a qual algumas vezes se refere
A dor constitui uma indicação de sofrimento humano. à região inguinal. Nesse caso, raiva ou estresse podem ter
Esse sofrimento pode geralmente ter como raiz estresse um papel muito importante no agravamento da lombalgia.
emocional, bem como trauma físico. A causa da dor em virtude de atividades emocionais
As atividades mentais relacionadas à emoção na excessivas é basicamente descrita nas seções a seguir.
Medicina Tradicional Chinesa (MTC) são classificadas
em alegria, raiva, melancolia, meditação, mágoa, medo Alegria, Medo ou Ansiedade Excessivos
e terror, sendo conhecidas como os sete fatores emocio­
nais. Os sete fatores emocionais diferem dos seis fatores Tais emoções geralmente acometem as funções fisiológi­
Externos, uma vez que afetam órgãos Zang-fu e circula­ cas do Coração, conduzindo ao retardamento da circula­
ção de Qi e Sangue diretamente. Por essa razão, eles são ção de Qi e Sangue no Coração, o que causa dor torácica,
considerados os principais fatores causais para vários tipos dor cardíaca e dor no ombro ao longo do canal do Cora­
de dor. Tradicionalmente, acredita-se que os diferentes ção; palpitação e insônia também ocorrem. Um ponto de
fatores emocionais tendem a acometer a circulação de amolecimento distinto é tipicamente encontrado ao longo
Qi e Sangue dos vários órgãos individuais internos, re­ do canal do Coração, especialmente em 3 C (Shaohai).
sultando no retardamento da circulação de Qi e Sangue, Puntura ou simples massagem nesse ponto pode aliviar
causando obstrução e dor como principal manifestação enormemente a dor em tórax, coração ou ombro.
clínica. O ditado de que "raiva acomete Fígado, alegria
acomete Coração, mágoa e melancolia acometem Pul­ Raiva Excessiva
mão, meditação acomete Baço e medo e terror acome­
tem Rim" (Yellow Emperor's Classic ofInterna! Medicine: A raiva pode causar disfunção no Fígado, impedindo seu
Simple Questions, 1956, p. 17) constitui uma expressão livre fluxo de Qi e conduzindo a uma condição de estag­
sobre a relação entre os diferentes fatores emocionais e nação do Qi do Fígado. Na MTC, a raiva de fato inclui
cada um dos órgãos Zang-fu internos. Um outro ditado outras emoções, tais como frustração e irritação, as quais
dos textos médicos antigos é: "a raiva faz com que o Qi também podem causar desarmonia do Fígado, conduzin­
ascenda, a alegria faz com que ele circule lentamente, a do à estagnação do Qi do Fígado. A estagnação do Qi do
mágoa o consome drasticamente, o medo faz com que Fígado determina sintomas como cefaléia, dor e distensão
decline, o terror faz com que tenha seu correto funciona­ em hipocôndrio, depressão, dor e distensão abdominais,
mento acometido e a preocupação faz com que estagne" além de lombalgia. Tal dor é caracterizada por possuir uma
(Yellow Emperor's Classic of Interna! Medicine: Simple natureza errante e em distensão, intermitente ou flutuante
Questions 1956, p. 80-81). A partir disso, pode-se observar em intensidade e localização. Outra característica é que a
claramente que a circulação anormal de Qi e Sangue é dor geralmente ocorre em momentos de forte emoção,
uma das explicações para a ocorrência da dor. especialmente raiva, estresse, nervosismo ou irritabilidade.
Na prática clínica, tem-se geralmente observado que A estagnação do Qi do Fígado também pode ser traçada
a dor de alguns pacientes é agravada ou aliviada por seu em relação a emoções surgidas por ressentimento du­
estado mental. Tomando como exemplo a dor em ombro, rante a infância (por exemplo, espancamento, falta de
caso o músculo bíceps (o qual se encontra na área do amor, limitação da liberdade, abuso sexual ou dificulda­
canal do Pulmão) estiver envolvido, algumas vezes des­ des com amigos, parentes, irmãos ou irmãs). A estagna­
cobre-se que tais pacientes tiveram muito ressentimento ção do Qi do Fígado originada na infância pode determinar
no passado ou o sentem no presente, admitindo isso, em obstrução consciente ou subconsciente no Fígado, tra­
geral, quando seus sentimentos de mágoa retornam e a zendo a dor mais tardiamente devido a graves problemas
dor no ombro agrava. Uma vez que Pulmão e Intestino psicológicos e fisiológicos.
Grosso compartilham um par de canais e colaterais, caso O Fígado é responsável pela promoção da circulação
o canal do Pulmão seja obstruído, o canal do Intestino do Qi tanto no próprio Fígado como em todo o corpo.
Grosso também pode se tornar acometido, levando à dor Caso exista estagnação do Qi do Fígado, o Fígado não é
em ombro ou braço. Nesse caso, os pontos próximos (tais capaz de manter o livre fluxo de Qi em canais e mús­
como, 2 P [ Yu nmen] , 3 P [Tianfu] , 5 P [Chize] ou 6 P culos, bem como em órgãos Zang-fu. As conseqüências
[Kongzui]) encontram-se amolecidos. Também é possí- são resumidas a seguir.
14 Introdução Geral

ESTAGNAÇÃO DE SANGUE ma podem também impedir a circulação nos canais; em


Uma vez que o Qi faz o Sangue circular, a circulação do tais casos, ocorre a obstrução nos canais, seguida de
Qi leva à circulação do Sangue, ao passo que a estagna­ dormência, dor, diminuição das sensibilidades cutânea e
ção de Qi determina a estagnação do Sangue. Portanto, muscular, dor articular, etc.
a estagnação do Qi do Fígado pode, por fim, levar à
estagnação de Sangue, a qual resulta em dor mais inten­ Ressentimento e Melancolia Excessivos
sa, perfurante ou em dor constante de localização fixa.
Podem determinar disfunção do Pulmão, conduzindo à
GERAÇÃO DO FOGO DO FÍGADO estagnação de Qi e Sangue no Pulmão e em seu canal.
A estagnação prolongada do Qi do Fígado também pode Os sintomas incluem: dor torácica, dor em ombro acom­
gerar Fogo, levando à ascendência do Fogo do Fígado e panhada por tosse, dificuldade em expirar e sensação de
a sintomas como cefaléia, ouvidos ou olhos doloridos. opressão na área torácica.
Um desenvolvimento maior dessa hiperatividade do Yang A disfunção do Pulmão pode também causar dor em
do Fígado pode se desenvolver em agitação interna do ombro, a qual ocorre na face interna, abaixo do músculo
Vento do Fígado, a qual causa cefaléia intensa, dor facial, bíceps. Os pacientes com tal dor geralmente admitem
dor no pescoço ou torcicolo. ter experimentado grande ressentimento anterior ao iní­
Caso o Fogo do Fígado persista, ele pode eventualmente cio da dor. Pontos de amolecimento ao longo do canal
consumir Yin do Fígado e até mesmo Yin do Rim, resultando podem ser encontrados em 1 P (Zhongfu ) , 2 P (Yunmen) ,
em nutrição inadequada de Fígado e tendões e, conseqüente­ 3 P (Tianfu) , 4 P (Xiabai), 5 P (Chize) e 6 P (Kongzui) .
mente, em dor no hipocôndrio, cansaço, cefaléia, dor mus­
cular com cãibra, vertigem, constipação ou dor abdominal. Meditação Excessiva
Quando existe deficiência do Yin do Fígado, o Yang do
Fígado não será bem controlado, conduzindo à hiperativi­ Causa estagnação do Qi em Baço e Estômago, levando
dade do Yang do Fígado; portanto, surge uma mistura de à disfunção nas funções de transporte e transformação.
Deficiência e Excesso, que não é fácil de se lidar. Isso pode causar quatro tipos de alterações patológicas,
conforme descrito a seguir.
CIRCULAÇÃO ALTERADA DA BILE
DOR
A bile é armazenada na Vesícula Biliar, mas sua forma­
ção depende da circulação normal do Qi do Fígado. Uma Os tipos de dor incluem dor epigástrica, abdominal e
vez que a bile esteja formada, ela deve ser distribuída, distensão com plenitude; a dor é pior após alimentação.
com a ajuda do Qi do Fígado, para o interior de Estô­ DEFICIÊNCIA DE QI E DE SANGUE
mago e Intestino, a fim de auxiliar na digestão. Entre­
tanto, se houver estagnação do Qi do Fígado, existe Isso pode determinar nutrição inadequada de órgãos Zang­
deficiência da secreção de bile ou alteração de sua dis­ fu , músculos, articulações e canais.
tribuição; então, a digestão é acometida, levando à dor
FORMAÇÃO DE UMIDADE-FLEUMA
de estômago, eructação, dor e distensão abdominais ou
constipação, etc. , o que resulta da disfunção da ação Umidade-Fleuma pode obstruir órgãos Zang-fu , articu­
digestiva de Estômago e Intestino. lações, músculos e canais. Reduzindo a circulação de Qi �
e Sangue, causando dor, edema e dormência de músculos :
DISFUNÇÃO DO BAÇO e articulações, os quais são acompanhados por sensação �
Para produzir Qi e Sangue, o Baço também necessita da de peso, limitação do movimento e lassidão. t
ajuda do Fígado, uma vez que este mantém a livre cir­ �
ATRAÇÃO DA INVASÃO DE UMIDADE EXTERNA
culação de Qi não apenas no próprioFígado, mas também
em todo o corpo. Sem a circulação do Qi do Fígado, seria Caso Umidade-Fleuma se acumule, o corpo se torna
impossível para o Baço manter sua função fisiológica de vulnerável à invasão de Umidade Externa, conduzindo
transporte e transformação. Caso haja estagnação do Qi ao agravamento da dor e a complicações no tratamento.
do Fígado, também poderá haver estagnação do Qi do
Baço. Nesse caso, o Baço não é capaz de transportar Terror Excessivo Pode Determinar
alimento e água, havendo formação excessiva de água
no corpo, o que causa dor resultante da obstrução dos
Afundamento do Qi do Rim
órgãos Zang-fu , canais, articulações e músculos por Terror ou choque conduzem ao acometimento do Rim no
Umidade-Fleuma. Além disso, a estagnação do Qi do que concerne à distribuição da Essência do Rim, a qual, em
Fígado geralmente acomete o Baço, conduzindo à for­ circunstâncias normais, produz Medula e nutre Ossos. Pode
mação da desarmonia entre Fígado e Baço; isso se ma­ resultar em enfraquecimento de joelhos e lombalgia, verti­
nifesta por meio de sintomas como dor abdominal, fezes gem, tinido e outros sintomas. Porém, é claro que esse tipo
soltas ou diarréia quando nervoso(a) ou flatulência. de lombalgia não é freqüentemente observado na prática.
A partir de tal relato, pode-se concluir que utilizar
OBSTRUÇÃO DOS CANAIS simplesmente o método de fazer circular o fluxo nos canais
A estagnação do Qi do Fígado é geralmente uma das cau­ é insuficiente para tratar os vários tipos de dor associa­
sas diretas da estagnação da circulação nos canais. Além dos a determinadas emoções. Também é necessário uti­
disso, estagnação de Sangue e formação de Umidade-Fleu- lizar o método para acalmar emoções e regular órgãos.
Etiologia e Patologia da Dor 15

Miscelânea de Fatores Patogênicos finalmente conduzem à disfunção dos processos de diges­


tão, transporte e transformação de Baço e Estômago, re­
sultando no desenvolvimento de Umidade-Frio.
Ingestão Inadequada de Alimento A adição de muito sal ao alimento constitui outro
O alimento consiste no principal material a partir do qual fator patogênico importante. Tal prática acomete o Rim.
� os seres humanos extraem energia, Qi e Sangue; mesmo Certa ingestão de sal por meio do alimento é necessá­
� a Essência do Rim necessita ser nutrida continuamente ria para o funcionamento do corpo, especialmente para
� a partir do alimento. A ingestão alimentar inapropriada o Rim, uma vez que, de acordo com a MTC, um sabor
.--. compreende três aspectos: excesso de ingestão, alimento salgado penetra no Rim, sendo capaz de dispersar Qi e
.;, promover evacuação. Contudo, o uso excessivo de sal
"? insuficiente e em condições sanitárias inadequadas.
� Nos países industrializados, a ingestão alimentar ina- irá acometer a função fisiológica do Rim - aquela de
dequada é raramente vista nos dias atuais; entretanto, o transformação do Qi e metabolismo da água. Como
excesso de ingestão alimentar, a ingestão inadequada de resultado, a águma em excesso se acumula no corpo,
alimentos ou em condições sanitárias inadequadas é muito causando dor nas extremidades e no corpo, edema, além
mais comum. De modo geral, a ingestão inadequada de de sensação de peso generalizada.
alimento causa dor por Deficiência, o que resulta da
INGESTÃO EXCESSIVA DE ALIMENTOS
incapacidade de nutrir corpo, articulações, músculos ou
órgãos Zang-fu. Em contraste, o excesso de indulgência GORDUROSOS E DE BEBIDAS QUENTES
e a ingestão de alimentos em condições sanitárias inade­ No ocidente, muitas pessoas possuem a tendência de
quadas geralmente causam dor por Excesso, o que resul­ ser muito Yang, provavelmente em virtude de um dos
ta da obstrução de órgãos Zang-fu, meridianos, articulações seguintes fatores:
e músculos a partir da estagnação de Sangue ou Fleuma e
do acúmulo de Umidade. • Excesso de Ya ng constitucional ou deficiência de
Yin dos pais.
EXCESSO DE INGESTÃO DE ALIMENTOS FRIOS • Depleção de Yin do Fígado e Yin do Rim devida à prática
E CRUS OU DE BEBIDAS GELADAS excessiva de sexo, excesso de trabalho, muito excitamento
Alimentos crus, alimentos frios e água fria são de natu­ ou muito estresse.
reza Yin. De modo geral, os ocidentais comem menos • Consumo excessivo de carnes quentes (por exemplo,
vegetais que os chineses; além disso, muitos gostam de carne de porco, carneiro, bife bovino ou de coelho).
ingeri-los crus, ao passo que os chineses geralmente não • Ingestão excessiva de leite e lacticínios, tais como queijo.
gostam de ingerir seus vegetais crus, mas cozidos em • Ingestão excessiva de alimentos doces (por exemplo,
vapor ou assados em óleo, por exemplo. Além disso, em doces, biscoitos e chocolate) .
clima quente, os ocidentais preferem beber água fria do • Consumo muito freqüente de alimentos quentes (por
refrigerador ou até mesmo com alguns cubos de gelo. exemplo, uso excessivo de pimenta no preparo do
De acordo com a MTC, tal prática não é boa para a saú­ alimento).
de, uma vez que o Baço tem "aversão" aos alimentos • Consumo muito freqüente de vinho ou outra bebida
frios e crus, pois necessita gastar mais energia para aquecer alcoólica quente.
o alimento antes de digeri-lo, se comparado com o ali­
mento aquecido ou cozido. Caso o Baço, dia após dia, De acordo com a teoria da MTC, a constituição dos
ano após ano, tenha que realizar esse trabalho extra, seu pais é amplamente repassada à próxima geração. O Ex­
Yang eventualmente se torna acometido, causando inibição cesso de Yang constitucional conduz a uma predisposi­
de suas funções de transporte e transformação, o que acar­ ção a muitas doenças, podendo também predispor à invasão
reta o desenvolvimento de Umidade-Fleuma. Uma vez de Calor Externo, o que conduz ao desenvolvimento de
que esteja formada, ela pode se espalhar por todo o corpo, uma mistura de Calor Interno e Calor Externo.
juntamente com Qi e Sangue, causando, por exemplo, O álcool, que é de natureza quente, pode sobrecarre­
obstrução em um dos órgãos Zang-fu, em articulações, gar Baço e Estômago, levando ao impedimento de suas
músculos ou canais; a circulação de Qi e Sangue é impe­ funções de transporte e transformação e, conseqüente­
dida e, como resultado, ocorre dor. A ingestão excessiva mente, ao desenvolvimento de uma condição de Fleu­
de alimentos crus ou frios e de água fria constitui causa ma-Calor. Tanto vinho branco quanto vinho tinto são
comum de formação de Frio-Umidade ou Frio-Fleuma. igualmente de natureza quente. Contudo, a ingestão de
Outro fato que necessita ser mencionado é que, algu­ certa quantidade de vinho de arroz esporadicamente é
mas vezes, o uso inapropriado de drogas medicinais ou saudável para a circulação de Qi e especialmente de Sangue
fitoterápicos pode causar acometimento de Baço e Estô­ - daí a razão de existirem várias formulações fitoterápicas
mago, levando à formação de Umidade-Fleuma-Frio. Na para serem tomadas no início do inverno, as quais ne­
prática clínica, observa-se comumente que alguns pacientes cessitam sofrer decocção em um pouco de vinho ou ficar
que sofrem de deficiência do Yang do Baço, em especial de molho no vinho. O vinho de arroz, de acordo com a
as crianças, haviam tomado antibióticos durante muito tempo MTC, aquece interior, dispersa Frio, resolve estagnação
ou com muita freqüência. Os indivíduos que geralmente de Sangue, acalma canais e faz circular colaterais. Mui­
utilizam fitoterápicos para dispersar Calor devido a tos terapeutas dietéticos também prescrevem 1 0 a 20mL
síndromes decorrentes de Calor podem eventualmente de vinho ao dia para indivíduos com deficiência de Qi e
acometer Yang de Baço e Estômago. Todos esses hábitos Yang. Entretanto, não é aconselhável administrar vinho
16 Introdução Geral

para indivíduos com deficiência de Yin, excesso de Yang, carne oriunda de tais animais pode, de fato, acometer Baço,
acúmulo de Umidade-Calor, etc. Estômago e, especialmente, Rim. Isso inibe a função fi­
Além disso, o uso prolongado de algumas drogas far­ siológica desses órgãos no transporte e na transformação
macêuticas, tais como corticosteróides, pode também da água; como conseqüência, ocorre desenvolvimento de
espoliar o Yin corporal, especialmente de Pulmão, Baço, Umidade-Fleuma. Em razão disso, as pessoas que inge­
Fígado e Rim, levando à concentração de Fluidos Cor­ rem freqüentemente tais carnes tendem a sofrer de edema
porais e ao desenvolvimento de Fleuma espessa, a qual corporal, excesso de peso, dor no corpo e assim por diante.
por sua vez causaria estagnação de Sangue no corpo.
INGESTÃO ALIMENTAR INADEQUADA Excesso de Estresse, Esforço Físico ou
Uma quantidade adequada de alimento é necessária para Sedentarismo
manter a saúde. A ingestão de muito pouco alimento pode ESTRESSE
levar à desnutrição, causando dor decorrente da desnutri­
Além das emoções mencionadas anteriormente, estresse
ção do corpo. A nutrição inadequada pode ser causada por
em excesso também constitui um fator causal em muitas
disfunção de Baço e Estômago; isso pode ser resultado de doenças. Nos países industrializados, muitas pessoas
doença prolongada ou de subnutrição devido a dificulda­ trabalham e vivem sob grande estresse. Isso poderia incluir
des financeiras ou à dieta de redução de peso. Obviamen­ estresse em qualquer uma das áreas de relacionamento:
te, se a subnutrição for decorrente de doença prolongada, relacionamentos social e profissional, relacionamento se­
deve-se utilizar diferentes métodos para tratar a doença. xual, relacionamentos familiares, condições de vida, fi­
Pessoas com baixo poder aquisitivo podem necessitar de nanças, etc. De acordo com a MTC, o estresse pode
ajuda ou podem ser capacitadas a obter alimento suficien­ determinar os seguintes distúrbios:
te. Entretanto, atualmente, cada vez mais pessoas no oci­
dente, especialmente mulheres, desejam se tornar ou • Estagnação do Qi de Coração, Pulmão, Fígado e Baço,
permanecer delgadas simplesmente seguindo uma dieta conduzindo eventualmente à estagnação de Sangue,
rígida, ignorando diferenças herdadas. É claro que se o a qual constitui um fator causal comum em vários
excesso de peso fosse puramente causado pelo excesso de tipos de dor.
consumo de alimento e bebida, então uma dieta simples­ • Depleção de Qi e Yin, especialmente do Yin de Fígado
mente rígida seria um dos melhores métodos para reduzir e Rim e do Qi do Rim. Esta constitui o fator causal de
o peso . Entretanto, se a causa for deficiência de Qi do dor decorrente de deficiência de Qi e Yin, conduzindo
Baço acarretando deficiência de transporte e transforma­ à subnutrição do corpo.
ção, tais dietas podem apenas agravar essa deficiência;
além disso, uma condição de Umidade seria constante­ ESFORÇO FÍSICO E EXERCÍCIO
mente precipitada, tendendo a aumentar o peso. Uma vez De acordo com a teoria da MTC, exercícios físicos regu­
que a Umidade obstrui canais, articulações, músculos e lares combinados com repouso adequado são muito
órgãos Zang-fu, a dor também ocorre. importantes para a saúde, uma vez que constroem a
INGESTÃO DE ALIMENTOS EM CONDIÇÕES constituição e ajudam a evitar doença. Entretanto, esfor-
ço excessivo ou exercício em excesso, na realidade qual­
NÃO HIGIÊNICAS quer atividade física ou mental excessiva, podem espoliar
O alimento em condições não higiênicas inclui não ape­ a energia, incluindo Qi, Sangue, Yin e Yang, levando ao
nas alimentos venenosos, que tenham deteriorado e ali­ enfraquecimento do Qi Defensivo corporal. Isso deixa o
mentos alergênicos, mas também outros alimentos corpo mais vulnerável à invasão de fatores Externos e à
contaminados. Embora não seja tão difícil evitar o pri­ disfunção dos órgãos Zang-fu. Por exemplo, o excesso
meiro deles, não é tão fácil evitar toda a contaminação. de estudo irá espoliar a energia cerebral. De acordo com
Na realidade, com o desenvolvimento industrial, pode­ a MTC, uma vez que a substância cerebral é formada a
se dizer que a poluição existe em qualquer lugar - no ar, partir da Medula, a qual deriva da Essência do Rim, se
na água e na terra. A poluição pode também ser causada houver exaustão mental, a Essência do Rim irá gradual- �
00
por teste e uso de arma nuclear. Então, o alimento que mente ser espoliada, conduzindo à falta de nutrição de oo
ingerimos naturalmente será contaminado algumas ve­ cérebro e região lombar, seguindo-se sintomas como ce- �
zes. A ingestão de alimentos com traços de contamina­ faléia e lombalgia. Essa é a razão pela qual muitos inte- .i,.
"'
ção acomete as funções fisiológicas de Baço e Estômago, lectuais e alunos sofrem de cefaléias crônicas e lombalgia �
conduzindo ao desenvolvimento de acúmulo de Umida­ mesmo que estejam muito conscientes acerca do grau de �
de e Toxina, as quais podem se espalhar por todo o corpo esforço físico e atividade sexual ao qual se submetem.
por meio da circulação de Qi e Sangue, causando distúr­ Além disso, trabalho excessivo ou realização de alguns
bios nos outros órgãos Zang-fu e em canais, articulações movimentos físicos durante períodos muito longos po­
e músculos. De modo geral, venenos alimentares e po­ dem levar ao enfraquecimento e ao estresse de músculos
luição atacam primeiro Baço e Estômago; uma vez que e tendões na localidade; a circulações de Qi e Sangue
o Baço domina músculos e extremidades, a dor prove­ também será acometida. Por exemplo, os trabalhadores
niente disso ocorre em músculos e membros . de obras geralmente sofrem de lombalgia devido ao fato de
É possível administrar drogas e hormônios aos ani­ levantarem com freqüência cargas muito pesadas; joga­
mais de fazenda para promover o seu crescimento e dores de esporte sofrem excesso de estresse em seus
encurtar seu período de desenvolvimento. A ingestão da cotovelos, causando o chamado "cotovelo de tenista".
Etiologia e Patologia da Dor 17

Por outro lado, casos de muito pouco uso ou o caso de ves, tendões, músculos profundos e até mesmo ossos
se viver uma vida extremamente confortável, com falta podem ser acometidos, a dor não necessariamente agra­
de exercício físico, podem também constituir um fator vará: uma vez que o tecido nervoso é queimado também,
causal da dor. De acordo com a MTC, isso ocorre por­ o paciente não sentirá nenhuma dor.
que esses hábitos podem: O congelamento também pode acometer pele, mús­
culos e até mesmo tendões, conduzindo à dor intensa.
• Retardar a circulação de Qi e de Sangue. Isso geralmente ocorre em locais em que as temperatu­
• Enfraquecer as funções do Baço e do Estômago. ras de inverno são muito baixas. Geralmente, o congela­
• Amolecer músculos, tendões e ossos. mento pode acometer apenas as extremidades ou o corpo,
atacando com freqüência aqueles que apresentam ter
Todos esses efeitos podem eventualmente fazer com tendência à deficiência de Yan g Qi, com circulação de­
haja estagnação de Qi e Sangue, levando ao desenvolvi­ ficiente de Sangue. Em conseqüência, o corpo não está
mento de Umidade, enfraquecimento de tendões e os­ suficientemente aquecido e protegido, desenvolve-se
sos, etc. e, finalmente, ao surgimento da dor. Essa situação estagnação de Qi e Sangue, causando contração dos ten­
pode ser observada, por exemplo, em algumas pessoas dões, vasos sangüíneos e músculos, e segue-se dor.
aposentadas e idosas, as quais podem sofrer de dor cor­
ENTORSES
poral generalizada, que é agravada por repouso. Uma vez
aconselhadas a realizar algum exercício físico modera­ Contração muscular ou entorse devido ao levantamento
do (tal como caminhar, correr, nadar, assim como traba­ súbito ou ao transporte freqüente de cargas muito pesa­
lho físico leve), sua dor tende a melhorar. A razão para das também constituem causa freqüente de dor, especial­
isso é que uma vez que iniciam o exercício, a circulação mente em extremidades e região lombar. Isso conduz ao
de Qi e Sangue melhora, o que estimula a função fisio­ distúrbio da circulação de Qi e Sangue, ao acometimen­
lógica dos órgãos Zan g-fu, diminuindo a dor. A dor cau­ to de tendões e músculos, à alteração do movimento
sada pela falta de atividade física pode ser tipicamente articular e, portanto, à alteração na estrutura física cor­
observada em pacientes que permanecem durante muito poral; isso leva à estagnação de Qi e Sangue, seguindo­
tempo acamados sem movimentação suficiente; suas ex­ se dor. Quanto mais a estagnação de Sangue persistir,
tremidades podem se tornar edemaciadas e de coloração mais complicações serão observadas.
violácea, além de rígidas e dolorosas a medida em que CIRURGIAS
ocorre atrofia muscular, a qual é acompanhada por dor
perfurante ou em contração. Tão logo elas começam a As cirurgias também podem constituir fatores causais de
deambular ou mesmo a praticar alguns movimentos físi­ dor. No ocidente, as cirurgias são realizadas em todos os
cos enquanto estão sentadas, a atrofia muscular desapa­ departamentos hospitalares; na maioria das vezes, elas
rece gradualmente, as articulações enrijecidas se tornam apresentam resultados positivos, mas algumas vezes a
mais livres e flexíveis e a dor geralmente desaparece por cirurgia constitui uma falha ou pode até mesmo agravar o
si própria ou com a ajuda de algum tratamento simples. problema. Em qualquer evento, a cirurgia geralmente
necessita de corte através dos tecidos; portanto, quase que
inevitavelmente existe algum sangramento durante a ci­
Lesões Traumáticas rurgia e algum sangue pode ser deixado por trás no corpo,
As lesões traumáticas incluem perfurações à bala; per­ causando o desenvolvimento da estagnação de Sangue.
furação à faca; batidas; quedas; acidentes; escaldadura; De acordo com o ponto de vista da MTC, a dor após
queimaduras; congelamento; torção muscular decorren­ cirurgia pode ser causada por:
te de elevação súbita, elevação freqüente ou transporte
de cargas muito pesadas; mordidas de animais ou pica­ • Distúrbio da circulação de Qi e Sangue.
das de insetos e assim por diante. • Efeito deletério sobre as funções fisiológicas dos ór­
gãos Zan g-fu.
FERIDAS E LESÕES ARTICULARES • Acometimento ou obstrução total da circulação do canal.
Perfurações à bala, incisão por facas, batidas, quedas, • Persistência de quantidades excessivas de Sangue oriun­
acidentes, etc. podem causar diretamente tumefação mus­ das do sangramento durante a cirurgia, o qual se torna
cular, sangramento e hematoma, além de deslocamento estagnado.
articular ou fratura envol vendo tendões, músculos e os­ • Formação de escara.
sos. Também pode haver acometimento de órgãos Zang-
v;> fu internos e choque seguindo de dor súbita e intensa.
V")
\D
Patologia da Dor
r;- QUEIMADURAS, ESCALDADURAS E
� CONGELAMENTOS
oo Escaldaduras e queimaduras podem resultar de substân­
Principal Patologia: Distúrbio da
ob
s:; cias químicas industriais, água fervente, óleo ou fogos. Circulação de Qi e Sangue
Caso apenas a camada superficial da pele seja acometi­
da, o acometimento tecidual pode ficar restrito à verme­ Partindo da discussão anterior, é possível observar cla­
l hidão, tumefação, calor e bolhas; a dor será intensa. ramente que existem vários tipos de fatores causais que
Entretanto, se escaldaduras ou queimaduras forem gra- levam à dor, mas a principal patologia é decorrente tanto
18 Introdução Geral

do bloqueio como da obstrução ou da Deficiência. A conseqüência, canais e vasos sangüíneos não são nutri­
afirmação b ásica sobre dor, formada há aproximada­ dos de maneira apropriada, a circulação de Qi e Sangue
mente 2. 000 anos, é: se existe livre fluxo, não há dor; se torna lenta, seguindo-se a dor.
entretanto, se houver interrupção desse livre fluxo, ocorre
dor. Portanto o "livre fluxo" se refere ao livre fluxo de Distúrbio da Circulação de Qi e de
Qi e Sangue. A circulação de Qi e Sangue no corpo
deve ser constante, tal como os cursos contínuos do sol Sangue Decorrente de Acometimentos
e da lua. De acordo com a MTC, essa circulação de­ Emocionais
pende do funcionamento correto e interdependente dos
órgãos Zang-fu, incluindo Pulmão, Coração, Fígado e Distúrbio emocional pode causar disfunção direta nos órgãos
Rim. O Pulmão dispersa Qi para todo o corpo e tam­ Zang-fu , acometendo, por sua vez, o fluxo de Qi e San­
bém se conecta aos Vasos Sangüíneos, mantendo Qi e gue, de maneira que Qi e Sangue estagnam e a dor se segue.
Ressentimento em excesso pode tornar a circulação
Sangue circulando livremente pelo corpo. O Coração é
de Qi lenta no Pulmão, de modo que ele não é capaz de
responsável pela promoção da circulação do Sangue nos
dispersar apropriadamente Qi e Fluidos Corporais; isso
Vasos. O Fígado é responsável por manter a l ivre circu­
causa tanto estagnação de Qi e Sangue como formação
lação de Qi, o qual por sua vez mantém o Sangue cir­
de Umidade, ocorrendo dor.
culando livremente. A circulação do Qi do Fígado também
Raiva, frustração, ansiedade e estresse excessivos podem
promove as funções digestivas de Baço e Estômago; impedir o Fígado de manter um livre fluxo de Qi por
isso mantém a passagem da água desobstruída, preve­ todo corpo e, como conseqüência, ocorre estagnação de
nindo o acúmulo de Umidade no corpo. O Rim é a raiz Qi, assim como estagnação de Sangue. Além disso, a
do Ya ng Qi, o qual aquece Qi e Sangue e mantém o estagnação de Qi no Fígado pode causar estagnação de
livre fluxo. Além disso, o Rim também produz Yuan Qi Qi em outros órgãos, tais como Pulmão, Coração e Baço,
ou Qi Original, o qual constitui a raiz energética para levando à estagnação de Sangue e ao acúmulo de Umi­
todos os órgãos Zang-fu. Onde existir disfunção de dade. Todas essas situações causam dor.
quaisquer desses órgãos devido aos vários tipos de fa­ Muita meditação pode causar estagnação de Qi no Baço,
tores patogênicos discutidos anteriormente, existirá acometendo as funções de transporte e transformação desse
retardamento da circulação de Qi e Sangue, eventual­ órgão; há, então, acúmulo de Umidade ou Qi e Sangue se
mente causando dor. tornam deficientes. Qualquer uma das opções pode resul- :5
tar em dor. :
Medo e terror podem desequilibrar o Rim, levando ao �
Mecanismos do Distúrbio da afundamento do Qi neste órgão; como conseqüência, o Qi !:;
N

Circulação de Qi e de Sangue Original se torna fraco, de maneira que não é capaz de �


promover de maneira apropriada a circulação de Qi e Sangue &:
no corpo, sendo assim, a circulação de Qi e Sangue se
Distúrbio de Qi e de Sangue torna lenta.
Decorrente de Fatores Externos A MTC também afirma que o Coração abriga a Men­
te, e os estados emocionais de um indivíduo constituem
Os mecanismos causadores do distúrbio da circulação um reflexo do estímulo mental causado pelo ambiente
de Qi e Sangue variam de acordo com a natureza do fator Externo; então, o Coração seria acometido por todos os
patogênico. tipos de atividades emocionais.
Quando Vento, Calor e Fogo, fatores patogênicos Yang,
invadem o corpo, aceleram a circulação de Qi e Sangue,
gerando circulação alterada e congestão local de Qi e Distúrbio da Circulação de Qi e de
Sangue. Isso pode causar obstrução na circulação de Qi Sangue Decorrente de Dieta Inadequada,
e Sangue, ocorrendo dor.
Frio, um agente patogênico Yin, pode acometer Yang
Trauma Físico e Mordidas de Animais
corporal, de maneira que Excesso de Yin e Frio se desen­ Dieta inadequada pode acometer ascendência e descen­
volvam no corpo. Frio é caracterizado por estagnação e dência do Qi no Jiao Médio ou Aquecedor Médio. Isso
contração; portanto, quando Frio e Excesso de Frio in­ pode causar lentidão na circulação do Qi; então, o Qi
vadem o corpo, existe um fluxo reduzido de Qi e Sangue estagna e o resultado será a dor. Dieta inadequada pode
e também espasmo dos canais e Vasos Sangüíneos. Isso também tornar Qi e Sangue deficientes ou causar desen­
retarda a circulação de Qi e Sangue, resultando even­ volvimento de Umidade no corpo. Qi e Sangue deficien­
tualmente em dor. tes podem causar nutrição inadequada dos órgãos Zang-fu,
Umidade é caracterizada por estagnação e viscosida­ canais, músculos, tendões, ossos eVasos Sangüíneos; como
de. A presença de Umidade, se causada por invasão Externa resultado, é possível desenvolver dor por Deficiência. De­
ou disfunção dos órgãos Zang-fu Internos, pode retardar senvolvimento de Umidade no corpo pode levar ao
a circulação de Qi e Sangue, uma vez que canais e Vasos estreitamento de canais e Vasos Sangüíneos, levando, por
Sangüíneos se tornam estreitos, ou pode até mesmo haver sua vez, à estagnação de Qi e Sangue. Trauma físico e
estagnação de Qi e Sangue. mordidas de animais podem determinar acometimento
Secura pode acometer Pulmão, causando falha do direto de músculos, tendões, ossos, canais e até mesmo
Pulmão em dispersar Qi e Fluidos Corporais. Como dos órgãos Zang-fu Internos, também conduzindo à es-
Etiologia e Patologia da Dor 19

tagnação de Qi e Sangue. Pode haver também acometi­ Coração Domina a Mente


mento de tecidos corporais.
A medicina moderna considera que a dor corresponde a
uma maneira de resposta corporal ao tecido acometido.
Distúrbio da Circulação de Qi e de Por exemplo, quando um osso é fraturado, os nervos en­
Sangue Decorrente de Esforço Inadequado viam mensagens de dor por meio da medula espinal ao
cérebro, onde elas são interpretadas . O ponto de vista da
Esforço físico excessivo, prática excessiva de sexo e estudo
em demasia são capazes de esgotar Qi e Sangue, levan­ MTC é de que a dor constitui o reflexo da Mente (Shen)
do à sua deficiência; a dor então ocorre, sendo causada ao estímulo oriundo do meio ambiente, e a atividade da
pela subnutrição do corpo. Esforço físico mínimo e vida Mente é considerada como resultado da função fisiológi­
muito confortável também são capazes de tornar a cir­ ca do Coração. Quando a circulação de Qi e Sangue é
culação de Qi e Sangue lentas, levando à dor resultante acometida, essa situação será transportada ao Coração, e
da estagnação gradual de Qi e Sangue. a dor que se segue constitui uma resposta da Mente para
essa situação. De acordo com esse ponto de vista, a dor
está intimamente relacionada ao Coração.
Explicação para Dor Resultante
da Circulação Desordenada de Coração Constitui a Raiz Dominadora
dos Outros Órgãos Zang-fu
Qi e de Sangue
O modo como uma pessoa responde a dor é determinado
Deve estar claro agora que a dor constitui principalmente por meio de vários fatores, dos quais as condições men­
o resultado dos acometimentos na circulação de Qi e Sangue, tais são muito importantes. Por exemplo, a depressão
podendo ser causada por estagnação de Qi e Sangue ou parece aumentar a percepção de u m indivíduo à dor e
por deficiência de Qi e Sangue - mas por que esse aco­ reduzir a capacidade de lidar tanto com a dor como com
metimento do fluxo de Qi e Sangue causa dor? Qual órgão o tratamento. Então , ao se tratar a depressão, trata-se
é responsável pela dor? A razão foi afirmada claramen­ também a dor. Caso a dor não seja adequadamente tra­
te, há dois mil anos, por meio de uma simples questão: tada, seus impulsos são mais prontamente transmitidos
"todos os tipos de dor, irritações e inflamações são de­ ao cérebro. Portanto, na MTC é considerado que seja
correntes de distúrbio do Coração" (Yellow Emperor's mais eficaz prevenir a dor que tratá-la após sua ocorrência.
Classic of Internai Medicine: Simple Questions , 1956, Em termos de relacionamento entre emoções, órgãos
p. 190). Por que os textos antigos atribuem a dor ao Co­ internos e Coração, a MTC afirma que o Coração domi­
ração? Isso pode ser explicado da seguinte forma. na as emoções e constitui a raiz controladora dos outros
órgãos Zang-fu. Por exemplo, Ling Shu (1963) afirma:
Coração Domina o Sangue e os Vasos "o Coração constitui a raiz controladora para cinco ór­
Sangüíneos gãos Zang e seis órgãos Fu; portanto, o Coração será
acometido por ressentimento e meditação" (p. 69) . O
O Coração promove a circulação normal do Sangue em órgãos mesmo livro ressalta que: "o Coração possui a responsa­
Zang-fu, Vasos Sangüíneos e tecidos. Onde a circulação de bilidade de todos os tipos de estímulo emocional" (p.
Qi e Sangue se encontrar acometida, uma resposta do com­ 23). Todas essas afirmações mencionam claramente que
prometimento será enviada para o Coração. Em outras o Coração pode ser influenciado pela disfunção dos outros
palavras, pode-se dizer que o Coração está constantemente órgãos Zang-fu, bem como pelas diferentes emoções, o
sensível à condição da circulação de Qi e Sangue. que pode levar ao desenvolvimento da dor.
978-85-724 1 -765-5
4
978-85-724 1-765-5

Ocorrência tÍe 1Jor

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a dor ocorre quando existe estagnação
de Qi e Sangue ou deficiência de Qi e Sangue, resultando dos vários tipos de fatores causais
discutidos anteriormente no livro. Entretanto, sua ocorrência também reflete a luta entre Wei Qi
corporal ou Qi Defensivo e Qi patogênico. Quando a dor ocorre e se desenvolve, isso indica que
o Qi Defensivo do indivíduo se encontra relativamente fraco ou que os fatores patogênicos são
particularmente fortes. Entretanto, caso a dor se resolva espontaneamente ou após tratamento
apropriado, isso indica que o Qi Defensivo é mais forte que o Qi patogênico, e que a circulação
apropriada de Qi e Sangue foi restabelecida. Em resumo, se a dor ocorre, seu período de tempo
depende da condição do Qi Defensivo.
De modo geral, a condição do Qi Defensivo corporal é determinada por fatores como cons­
tituição do indivíduo, condição emocional, ambiente de vida, dieta, quantidade e tipo de exer­
cício físico realizado, dentre outras coisas.

Constituição
A constituição é composta de dois elementos básicos: condições congênitas e condições pós-natais.

Condição Congênita
A condição congênita está intimamente relacionada à condição dos pais. As pessoas podem herdar
tanto a constituição positiva como a negativa. A condição congênita pode influenciar bastante a
reação corporal à dor ao longo da vida. A MTC identifica alguma importância sobre as condições
dos pais imediatamente antes da gestação. Em geral, eles devem assegurar que se encontram em
suas melhores condições físicas e em bom estado emocional enquanto se preparam para a gestação.
Eles são aconselhados a completar a copulação quando ambos os parceiros estiverem tendo orgas­
mo e, em oposição, tentar evitar que a mulher engravide quando estiver sob estresse ou durante
doença física. Esse importante aconselhamento é amplamente dado na China nos dias atuais em
virtude da política de se ter apenas um filho. Para casais jovens que desejam uma gravidez, realiza­
se um exame físico geral, de maneira a tentar fazer com que o bebê seja o mais saudável possível.
A situação durante a gestação também é importante. Durante esse tempo, a mulher deve
dormir em abundância, evitar estresse e comprometimento emocional extremos, deve parar de
fumar e evitar outros maus hábitos, além de evitar o máximo possível a ingestão de medicamen­
tos e se alimentar adequadamente, o que deve ser acompanhado de determinada quantidade de
exercício físico. Todas essas etapas são necessárias para se manter uma boa saúde, bem como
para se assegurar que a criança apresente boa constituição.

Condição Pós-natal
A condição pós-natal também constitui importante fator na constituição geral; de acordo com a
teoria da MTC, isso ocorre porque a Essência Congênita (ou "Essência do Céu Anterior") é

21
22 Introdução Geral

nutrida constantemente pela Essência Pós-Natal (ou ções fisiológicas. Normalmente, as pessoas são capazes
"Essência do Céu Posterior"). Caso as pessoas não cui­ de se adaptar ao novo ambiente sem acometimento de
dem de modo apropriado da saúde, a Essência Pós-Natal sua saúde, mas se houver uma mudança muito rápida da
se torna deficiente e a constituição também irá se tornar área de vivência, isso pode enfraquecer o corpo e a doença
acometida. A prática excessiva do sexo constitui uma das pode vir como conseqüência.
causas mais comuns de enfraquecimento da Essência do O ambiente de vivência também inclui hábitos de
Rim. É verdade que uma quantidade moderada de ativi­ um bom estilo de vida, tais corno regularidade nas ati­
dade sexual também é capaz de estimular a produção de vidades diárias, urna vez que isso também influencia
Essência do Rim, aliviar emoções reprimidas e desobstruir a condição do Qi Defensivo. Na sociedade atual, isso
a circulação de Qi e Sangue. Entretanto, sexo em exces­ poderia constituir um dos fatores causais mais impor­
so pode espoliar rapidamente Qi e Sangue, em especial tantes da doença.
a Essência do Rim. Como conseqüência, osso e medula
não recebem nenhuma nutrição, a região lombar não é
mantida adequadamente e ocorre lombalgia. Dieta
De fato, a Deficiência de Essência do Rim pode ser
causada não apenas por excesso de sexo, mas também em Uma dieta adequada consiste na ingestão correta e sufi­
decorrência do declínio natural da Essência do Rim com ciente de nutrientes. Isso não significa que quanto mais
a idade. De acordo com a MTC, após a idade média, a se come, melhor. A alimentação irregular, o excesso de
qual está em tomo de 45 anos de idade, a Essência do Rim ingestão de determinados tipos de alimentos ou a pouca in­
começa a declinar, a resistência corporal se torna mais gestão de alimentos obstrui a função de Baço e Estô­
enfraquecida e, portanto, os fatores patogênicos podem mago na digestão, no transporte e na transformação do
invadir mais facilmente o corpo. É por isso que mais pes­ alimento. Corno conseqüência, Qi, Sangue e Fluidos
soas idosas tendem a sofrer de dor que pessoas jovens. Corporais se tornam deficientes, o que, por sua vez, re­
duz a quantidade de Qi Defensivo, podendo ocorrer doença.

Estado Emocional
Exercícios Físicos
A condição emocional de um indivíduo influencia cons­
tantemente a atividade de Qi e Sangue, bem como a fi­ Existe um provérbio chinês que diz que a vida se ori­
siologia dos órgãos Zang-fu ; de fato, ela pode afetar gina a partir do movimento constante. Aqui "movi­
diretamente o estado do Qi vertical (Zheng Qi). Se as mento" significa participação ativa ern exercícios físicos
emoções do indivíduo estiverem bem equilibradas, a função para melhorar a constituição e manter a livre circula­
fisiológica dos órgãos Zang-fu será harmoniosa, Qi e ção de Qi e Sangue, de maneira a aumentar a capaci­
Sangue fluirão livremente e Qi Defensivo será abundante. dade corporal ern resistir à doença. Esporte e exercícios,
A condição física como um todo irá prevenir a invasão tais como Qigong, Taij iquan (Tai Chi Chuan) e Wushu,
de fatores patogênicos, e a doença não será capaz de se têm sido praticados pelos chineses durante milhares
instalar. Entretanto, se houver acometimento emocional, de anos. Na China é comum ver tanto pessoas idosas
e especialmente se ele for de longa duração, o resultado como jovens, ern grupos ou sozinhas, praticando exer­
será desarmonia dos órgãos Zang-fu, obstrução da cir­ cícios pela manhã ou ao anoitecer. Tal atividade é
culação de Qi e Sangue e enfraquecimento do Qi Defen­ especialmente boa para pessoas aposentadas. No oci­
sivo. Isso irá predispor a pessoa à invasão de fatores dente, muitos indivíduos aposentados cessam suas
patogênicos e à ocorrência de doenças. atividades físicas após a aposentadoria, sendo por isso
que tantas pessoas idosas sofrem de digestão lenta após
se sentarem ou descansarem durante urn longo tempo;
Condições de Vida sua digestão seria melhorada se elas aumentassem a
quantidade de movimento físico.
O ambiente do indivíduo também está relacionado à Ern resumo, a partir do ponto de vista da MTC a dor
ocorrência de doença. Por exemplo, a movimentação em ocorre quando há desordem do Yin e do Yang, desarmo­
torno de diferentes áreas com diferentes climas, água, nia do Qi e do Sangue e disfunção dos órgãos Zang-Fu,
alimentação e bebida pode induzir a alterações nas fun- como conseqüência de vários tipos de fatores patogênicos.
978-85-7241-765-5
5
978-85-724 1 -765-5

1Jfferenciação tÍa 1Jor


Diferenciação da Localização da Dor á{J


J)f
A dor geralmente ocorre apenas em determinados locais, sendo muito importante descobrir tais
localizações para se determinar quais os órgãos Zang-fu ou canais envolvidos, uma vez que isso
pode ajudar bastante na determinação precisa do tratamento.

Órgãos Zang-fu iiE


As localizações dos órgãos Zang-fu são as seguintes:

• Jiao Superior (Aquecedor Superior) : Coração e Pulmão.


• Jiao Médio (Aquecedor Médio): Baço, Estômago, Fígado e Vesícula Biliar.
• Jiao Inferior (Aquecedor Inferior): Rim, Bexiga, Útero, Intestinos Grosso e Delgado.

Entretanto, uma vez que os órgãos Zang-fu estão intimamente relacionados uns aos outros por
meio de canais e colaterais, é bastante possível ver a dor ocorrendo em determinado local, porém
sendo causada por um problema em outra localização; portanto, também é necessário prestar
atenção às manifestações clínicas. Por exemplo, no caso de uma estagnação do Qi do Fígado
com invasão do Pulmão por Fogo do Fígado haverá dor e plenitude torácicas, tosse, sangue na
fleuma, língua com ponta e bordas vermelhos, saburra fina e amarelada, acrescidos de dor em
hipocôndrio, agitação, nervosismo e cefaléia. Nesse caso, a dor torácica não está relacionada à
invasão Externa do Pulmão, mas principalmente ao distúrbio do Fígado. O tratamento correto
deve consistir em acalmar Fígado, reduzir Fogo do Fígado e fazer Qi do Pulmão descender.

Canais
A respeito da distribuição dos 14 canais, os 1 2 canais regulares são distribuídos simetricamente
para os lados direito e esquerdo do corpo. Os outros dois canais principais, Vaso Governador
(abreviado como VG, Du Mai) e Vaso Diretor ou Concepção (abreviado como V C, Ren Mai) ,
emergem do períneo e ascendem respectivamente ao longo da linha média das faces ventral e
dorsal do corpo.

Distribuição dos Canais nos Membros


Nos membros superiores, a distribuição dos canais é a seguinte:

• A borda anterior da face medial e a extremidade radial do dedo polegar são supridas pelo canal
do Yin Maior ou Superior da mão (Tai Yin) .
• O meio da face medial e a extremidade radial do dedo médio são supridos pelo canal do Yin
Absoluto da mão (Jue Yin) .

23
24 Introdução Geral

• A borda posterior da face medial e a extremidade ra­ rior da mão e do pé percorrem as laterais da cabeça.
dial do dedo mínimo são supridas pelo canal do Yin O Vaso Governador percorre a linha média de pesco­
Menor ou Inferior da mão (Shao Yin). ço e cabeça, ao passo que o canal da Bexiga - canal
• O canal do Yang Brilhante da mão (Yang Min g) vai da do Yang Maior ou S uperior do pé - percorre ambos os
extremidade radial do dedo indicador até a borda an­ lados desse canal.
terior da face lateral.
• O canal do Yang Menor ou Inferior da mão (Shao Yang)
vai da extremidade do dedo indicador até o meio da Diferenciação do Nível de Dor
face lateral.
• O canal do Yang Maior ou Superior da mão (Tai Yang) Na MTC, a diferenciação do nível da dor constitui um
vai da extremidade ulnar do dedo mínimo à borda método de reconhecimento e diagnóstico da dor que
posterior da face lateral. também consiste em uma maneira de realizar uma aná­
lise ampla dos sinais e sintomas obtidos ao se utilizar os
Nos membros inferiores, a distribuição dos canais é a
quatro métodos de diagnóstico. Esse método capacita o
seguinte:
clínico a diferenciar se a causa da dor é decorrente de
invasão de fatores Externos ou de distúrbios Internos, de '°
• A borda anterior da face lateral e a extremidade late­
ral do segundo pododáctilo são supridas pelo canal do Frio ou Calor, de Excesso ou Deficiência, de distúrbio cxl
00
Yang Brilhante do pé (Yang Ming). de Qi ou de Sangue, bem como de Vento, Frio, Umidade, u,
.'.-i
• O meio da face lateral e a extremidade lateral do quar­ Calor ou Secura, assim por diante. �
to pododáctilo são supridos pelo canal do Yang Menor
ou Inferior do pé (Shao Yang). u,

• A borda posterior da face lateral e a extremidade la­ Invasão Externa ou


teral do quinto pododáctilo são supridas pelo canal do Distúrbio Interno
Yang Maior ou S uperior do pé (Tai Yang) .
• O canal do Yin Maior ou S uperior do pé (Tai Yin) per­ As categorias de invasão Externa e de distúrbio Interno
corre da extremidade medial do primeiro pododáctilo consistem em dois princípios, os quais são utilizados para
até o meio da face medial do membro inferior e, en­ determinar a profundidade da dor e para generalizar a
tão, vai para sua borda anterior. direção de seu desenvolvimento (Tabela 5 . 1).
• O canal do Yin Absoluto do pé (Jue Yin) vai da extre­
Geralmente, o tratamento é relativamente fácil e apre­
midade lateral do primeiro pododáctilo até a borda
senta resultados terapêuticos relativamente bons caso a
anterior da face medial do membro inferior e, então,
dor seja causada por invasão Externa. Nesse caso, os
segue para o meio.
• O canal do Yin Menor ou Inferior do pé (Shao Yin) se princípios de tratamento incluem sudorese, de maneira
inicia sob o quinto pododáctilo, cruza a sola do pé e percorre que disperse os fatores Externos, promoção da a circula­
a borda posterior da face medial do membro inferior. ção de Qi e Sangue e sedação da dor.
Caso a dor seja determinada por distúrbios Inter­
nos, seu tratamento não será tão fácil, uma vez que
Distribuição dos Canais no Tronco tais distúrbios são freqüentemente causados por fato­
Nas regiões torácica e abdominal, o Vaso Diretor se en­ res como distúrbios emocionais, dieta inadequada,
contra situado sobre a linha média. A primeira linha late­ esforço excessivo e, como r esultado, o nível de
ral a ele é o canal do Rim - canal do Yin Menor ou Inferior adoecimento tende a ser mais profundo que aquele
do pé-, a segunda linha lateral a ele é a do canal do Estômago causado pela invasão Externa. Além disso, caso os
- canal do Yang Brilhante do pé -, e o canal do Pulmão - fatores patogênicos externamente derivados não sejam
canal do Yin Maior ou S uperior da mão - e o canal do expelidos do Exterior do corpo, eles irão acometer o
Baço - canal do Yin Maior ou Superior do pé -, corres­ Interior, dando lugar à dor decorrente de distúrbios
pondem à terceira linha. O canal da Vesícula Biliar - canal Internos. Os principais princípios de tratamento nesse
Menor ou Inferior do pé - está localizado na face lateral exemplo constituem em harmonizar órgãos Zang-fu,
do hipocôndrio e da região lombar, ao passo que o canal tonificar Deficiência, eliminar Excesso, fazer Qi e
do Fígado - canal do Yin Absoluto do pé - está na região Sangue circularem e cessar a dor.
da genitália anterior externa e na região dos hipocôndrios.
No dorso, o Vaso Governador se encontra na linha
média, ao passo que tanto a primeira quanto a segunda Tabela 5.1 - Diferenciação da dor entre os tipos Externo e I nterno
linha laterais a ele constituem o canal da Bexiga - canal
Maior ou S uperior do Yang do pé. Externo Interno

I n ício Agudo Gradual


Distribuição dos Canais na Cabeça, Du ração Cu rta Longa
Sintomas Sim Não
na Face e no Pescoço Língua Normal o u não M u ita alterada
Os canais do Yang Brilhante da mão e do pé percor­ alterada
Pulso S u perficial (fl utuante) Profu ndo
rem a região facial; os canais do Yang Menor ou Infe-
Diferenciação da Dor 25

Tabela 5.2 - Diferenciação da dor entre os tipos Frio e Quente Tabela 5.3 - Diferenciação da dor entre os tipos por Excesso e
por Deficiência
Frio Quente
Excesso Deficiência
Mãos e pés Frios Quentes
Face Pálida ou azul Vermelha
Sede Ausente Presente Início Agudo Gradual
Rigidez Sim Não Duração Curta Longa
U rina Clara Túrbida e Localização Fixa Migratória
amarelo-escura Resposta Aversão à pressão Preferência por
Fezes Principalmente Principalmente e massagem pressão e massagem
diarréia constipação I ntensidade Constante I ntermitente
Língua Pálida com Vermelha com Pu lso Excessivo (cheio) Deficiente (vazio)
sabu rra branca saburra amarela
Pulso Lento Rápido
978-85-7241-765-5
Tabela 5.4 - Diferenciação da dor entre os tipos por
estagnação de Qi e por estagnação de Sangue
Frio e Calor Estagnação Estagnação de
de Qi Sangue
Frio e Calor são os dois princípios utilizados para dife­
renciar a natureza da dor (Tabela 5.2). Localização Migratória Fixa
Caso a dor seja causada por Frio, ela geralmente é resul­ Natureza Em distensão Perfurante
tado da invasão do Frio Externo ou da deficiência de Yang Firmeza Macia Dura
do corpo, o que conduz ao hipofuncionamento dos órgãos Plenitude Sim Não
'Zang-fu Internos. Suas manifestações incluem aversão ao Período de Durante o dia Durante a noite
frio, calafrios, tez pálida, mãos e pés frios, preferência por ataque
Emoção Agrava a dor Sem influência
calor, ausência de sede, urina clara, fezes soltas, língua com direta
saburra branca e úmida, pulso lento. Os principais princí­ Língua Não violácea Violácea
pios de tratamento consistem em dispersar Frio, aquecer Pulso Em corda Áspero
Yang e cessar dor; ventosas e moxibustão consistem nas
melhores maneiras de aliviar a dor decorrente de Frio.
Caso a dor seja decorrente de Calor, ela é geralmente
causada por invasão de Calor Externo, conversão de Frio nação de Qi, de estagnação de Sangue ou de estagnação
em Calor em virtude do acúmulo de Frio durante longo de Qi e Sangue em proporções iguais. Essa diferencia­
período de tempo, Excesso de Yang no corpo ou forma­ ção determina se o tratamento é direcionado para a cir­
ção de Calor por Deficiência resultando da deficiência culação de Qi, circulação de Sangue ou circulação de Qi
de Yin. Suas manifestações são febre, aversão ao calor, e Sangue ao mesmo tempo (Tabela 5 . 4) .
cefaléia, sede, urina amarelo-escura, face vermelha, mãos
e pés aquecidos, agitação, insônia, constipação, língua
vermelha com saburra amarela e pulso rápido. Nesse caso, Umidade e Secura
os princípios de tratamento consistem em dispersar Ca­
lor, reduzir febre, resfriar Sangue e cessar dor. Umidade e Secura constituem dois princípios que são
utilizados para determinar a condição dos Fluidos Cor­
porais (Tabela 5 .5).
Excesso e Deficiência
Excesso e Deficiência constituem dois princípios utili­ Tabela 5.5 - Diferenciação d a dor entre o s tipos por Umidade
zados para generalizar e diferenciar a energia relativa do e por Secura
Qi Defensivo e os fatores patogênicos (Tabela 5 .3). O
capítulo 28 do Simple Questions afirma que "o Excesso Umidade Secura
é decorrente de hiperatividade dos fatores patogênicos e
a Deficiência é decorrente do consumo excessivo do Qi Lassidão Sim Não
Sensação de Sim Não
Essencial" (Yellow Emperor's Classic ofInterna/Medicine: peso
Simple Questions, 1 956, p. 62). Essa diferenciação de­ Plenitude Sim Não
termina se o tratamento tem como objetivo a eliminação Apetite Acometido Não acometido
dos fatores patogênicos ou a tonificação do Qi Defensivo. Boca Boca aguada Boca seca
Nariz Secreção nasal Nariz seco
Garganta Fleuma na garganta Garganta seca
Fezes Soltas ou diarréia Endurecidas ou
Estagnação de Qi e de Sangue constipação
Língua Gordurosa ou com Seca ou com saburra
A principal alteração patogênica na dor constitui a es­ saburra úm ida descascada
tagnação de Qi e Sangue. Entretanto, é muito importante Pulso Deslizante Em pena de pássaro
ou áspero
descobrir se a situação é predominantemente de estag-
26 Introdução Geral

A Umidade, se causada por invasão Externa ou por • Ocorre aversão ao vento e febre leve quando a dor
distúrbios dos órgãos Zang-fu, constitui um fator pato­ decorre de invasão de Vento Externo.
gênico que obstrui facilmente canais, músculos e órgãos
Zang-fu, causando dor por Excesso. Os principais prin­ Se a dor for decorrente de Vento Interno resultando
cípios nesse tratamento são eliminar Umidade, tonificar da hiperatividade do Yang do Fígado, existe agitação,
Baço e Estômago, fazer Qi e Sangue circular nos canais, cefaléia, sede, nervosismo, língua vermelha com saburra :g
aliviar obstrução e cessar dor. amarela e pulso rápido e em corda. Se a dor for decor- :
A Secura é geralmente causada por invasão Externa, rente de acúmulo de Calor por Excesso, existe febre alta, �
deficiência de Yin devido ao Excesso de Yang ou vômito cefaléia, muita sede, agitação, constipação, língua ver- �
excessivo, diarréia, sudorese ou sangramento, ou defi­ melha sem saburra e pulso rápido e forte. No caso de dor �
ciência dos órgãos Zang-fu. A dor causada por Secura é decorrente de deficiência de Sangue no Fígado, existe �
geralmente decorrente de subnutrição do corpo, condu­ tremor de cabeça e membros, cansaço, tez pálida, pele e
zindo à contração de canais, Vasos Sangüíneos, músculos olhos ressecados, parestesia nos membros, menstruação
e órgãos Zang-fu. Os princípios de tratamento nessa si­ escassa ou amenorréia, língua pálida com saburra fina e
tuação consistem em nutrir Yin e Sangue, promover se­ pulso em pena de pássaro e fraco.
creção de Fluidos Corporais, umedecer Secura e aliviar Além das características anteriores, outros sintomas
espasmo, de maneira a cessar a dor. gerais de Vento podem ocorrer, tais como:

• Medo do vento, medo de corrente de ar em local


Vento, Frio, Umidade e Calor fechado, agravamento quando o tempo estiver com
ventania.
No caso da dor ser causada por Vento, Frio, Umidade ou • Sudorese decorrente da abertura dos poros pela inva­
Calor em virtude tanto da invasão Externa quanto dos são do fator Vento.
distúrbios Internos, geralmente se observa predominân­
cia de um ou dois desses fatores patogênicos. A diferen­ Dor em Razão da
ciação de Vento, Frio, Umidade e Calor constitui uma
maneira para diferenciar se o tratamento baseia-se na dis­ Predominância de Frio
persão do Vento, no aquecimento do Frio, na eliminação A dor pode ser causada tanto por invasão de Frio Ex­
da Umidade ou na dispersão do Calor. terno quanto por deficiência de Yang Qi no corpo; a úl­
tima situação constitui geralmente deficiência de Yang
Dor em Razão da de Coração, Baço ou Rim. Se houver invasão de Frio
Predominância de Vento Externo, os princípios do tratamento consistem em dis­
persar Frio e aliviar sintomas Externos; para distúrbios
A dor devido à invasão de Vento Externo não causa sen­ Internos, o tratamento tem como objetivo aquecer Inte­
sação muito pesada, tampouco é constante; mas, se a dor rior, fortalecer Coração, ativar Baço e tonificar Rim.
for causada por distúrbios Internos, ela tende a se mais Os sintomas de Frio incluem os descritos a seguir:
intensa. O Vento Interno pode ser causado por hiperati­
vidade do Yang do Fígado, formação de Vento resultante • Diferente da dor decorrente de Vento, o Frio congela
de Calor Excessivo e formação de Vento devido à defi­ Qi e Sangue localmente; portanto, a dor é fixa, rara­
ciência de Sangue. Os princípios de tratamento para Vento mente se movimenta e é bem localizada.
Externo consistem em dispersar Vento e aliviar sinto­ • Uma vez que o Frio causa contração e obstrução, ele
mas Externos; os princípios de tratamento para distúrbi­ retarda qualquer movimento. Se a dor for causada por
os Internos consistem em acalmar Fígado, suprimir Vento, Frio, ela será mais intensa e muito aguda ou perfurante,
reduzir Calor e umedecer Secura de Sangue. uma vez que Frio causa estagnação de Sangue.
Os sintomas de Vento incluem os descritos a seguir: • Outro possível sintoma acompanhando a dor é a rigi­
dez em virtude do efeito do congelamento do Frio,
• É basicamente migratória, errática, indo e vindo como como no "ombro congelado".
o vento. A dor é continuamente migratória - por exem­ • A dor melhora com aquecimento e movimentação, mas
plo, dor reumática que ocorre primeiro em uma arti­ é agravada por frio e repouso. Também é agravada em
culação e então em outra, além de cefaléia que pode clima frio ou pela utilização de terapia com frio.
ocorrer à esquerda e, da próxima vez, à direita. • Existe aversão ao frio e, ocasionalmente, febre leve,
• O tipo do sintoma se modifica - por exemplo, a dor nos casos de invasão por Frio Externo.
pode ser aguda, algumas vezes há inflamação, outras
vezes ocorre parestesia, mais tarde existirá dor em O fator patogênico Frio Externo apresenta caracterís­
distensão. Ocorrem diferentes sensações ou a sensibi­ ticas Yin. Entretanto, a invasão do corpo por Frio Ex­
lidade varia. terno pode causar reação Yang nas camadas superficiais
• Os sintomas são geralmente abruptos, surgem rapida­ do corpo, uma vez que os poros cutâneos estão fecha­
mente e são agudos ou paroxísticos - por exemplo, na dos, estando o corpo incapacitado de transpirar. Devido
enxaqueca, a cefaléia é aguda e muito pesada. Os sin­ a isso, os Fluidos Corporais tentam escapar do corpo por
tomas de Vento podem ocorrer de maneira repentina e meio da urina, havendo descarga freqüente de grandes
desaparecerem rapidamente também. quantidades de urina clara.
Diferenciação da Dor 27

Além da falta de transpiração, a pessoa treme para se complique por fatores Vento ou Frio, como ocor­
ajudar o corpo a manter sua temperatura em nível nor­ re na síndrome Bi por Umidade.
mal. A fibrilação muscular também produz algum aque­ • Dor resultante de distúrbio Interno é geralmente agra­
cimento, portanto pode haver um grau febril, porém vada por ingestão excessiva de alimento gorduroso,
calafrios e sensação de frio são predominantes. bem como por ingestão de alimento frio.
Se o Yang do Coração estiver deficiente, existe dor no
tórax, aversão ao frio, extremidades frias, palpitações, o Em geral, nas condições de Umidade observa-se:
humor está baixo, a língua está pálida com saburra fina
e o pulso é profundo, lento e em pena de pássaro. • Língua: a saburra é espessa, grossa, esbranquiçada e
Caso o Yang do Baço esteja deficiente, existirão fezes úmida; também é muito molhada e nunca seca, sendo
soltas ou diarréia, dor abdominal, aversão ao frio, frio até mesmo aguada.
nas extremidades, sensação de cansaço, língua com saburra • Pulso: é flutuante e deficiente (Ru) ou deslizante (Rua)
fina e branca ou mesmo saburra gordurosa e pulso em e um pouco lento (Huan).
pena de pássaro, lento e fraco.
Se o Ya ng do Rim estiver deficiente, haverá lombal­ Dor em Razão da
gia, fraqueza nos joelhos, micção freqüente, noctúria, Predominância de Calor
sensação de cansaço, mãos e pés frios, baixa potência,
língua com saburra fina e branca, pulso em pena de O Calor pode ser gerado tanto por invasão de Calor Externo
pássaro, lento e fraco. como por acúmulo de Calor Interno resultando do Ex­
Em resumo, observam-se nas síndromes Frias as se­ cesso de Yang ou da Deficiência de Yin. Os princípios do
guintes características: tratamento para invasão de Calor Externo consistem em
dispersar Calor, reduzir febre e aliviar sintomas Exter­
• Língua: saburra fina e branca ou língua pálida. nos. Para Excesso de Yang, o objetivo consiste em dis­
• Pulso: pulso apertado e superficial, se houver invasão persar Calor, reduzir Fogo e promover evacuação para
Externa, ou pulso em corda e lento, se o Yang dos órgãos induzir a saída do Calor do corpo. Para a deficiência de
Zang-fu estiver deficiente. Yin, o tratamento consiste em nutrir Yin, dispersar Calor
e promover secreção de Fluidos Corporais.
Os sintomas de Calor incluem os seguintes:
Dor em Razão da
Predominância de Umidade • Calor, assim como Fogo, constitui um fator patogênico
Yang, o qual pode causar dor acompanhada de verme­
A dor pode ser causada tanto por invasão de Umidade lhidão e edema de articulações e músculos.
Externa quanto por distúrbio dos órgãos Zang-fu Inter­ • As articulações são dolorosas, com sensação de calor,
nos, especialmente Pulmão, Baço ou Rim. Os princípios sendo de difícil movimentação ( como observado na
de tratamento de Umidade Externa consistem em dis­ artrite inflamatória aguda).
persar Umidade e aliviar sintomas Externos; para distúr­
bios dos órgãos 'Za ng-fu, o objetivo consiste em restabelecer Além dessas características de qualquer dor articular
a função do órgão Zang-fu afetado, eliminar Umidade e ou muscular, os seguintes sintomas gerais de Calor po­
promover micção. dem ser observados:
Os sintomas de Umidade incluem os seguintes:
• Febre, algumas vezes com leve calafrio, embora febre
• A dor é muito localizada e nunca se move, uma vez e sensação de calor predominem.
que a Umidade, a qual é da mesma natureza que a • Aversão ao Calor.
água, é caracterizada por peso e inércia; portanto, não • Sede, secura da boca.
"' existe movimento.
,A • Irritabilidade, nervosismo ou agitação.
� • Existe sensação de peso, cansaço e parestesia, especial- • Língua: com ponta vermelha ou todo o corpo da língua
mente em membros inferiores e partes inferiores do corpo. vermelho e saburra amarelada; caso exista Deficiência

• As partes acometidas se tornam tumefeitas; esse edema de Yin, haverá saburra descascada ou escassa.
,A
r-

°? pode estar no corpo ou nas articulações, podendo haver • Pulso: pulso rápido e superficial, caso exista invasão
&; acúmulo de líquido sob a pele. de Calor exógeno; rápido e forte, caso haja Excesso de
• A dor decorrente de Umidade nunca é intensa ou aguda; Yang; rápido, em pena de pássaro e fraco, caso haja
em vez disso, ela é profunda, pesada e surda. Também Deficiência de Yin.
nunca surge abruptamente, mas de forma lenta, gra­
dual e crônica. Pelo menos duas circunstâncias são necessárias para
• A dor decorrente de invasão de Umidade Externa um diagnóstico de invasão de Calor Externo:
é agravada em condições climáticas úmidas, por
exemplo, quando há nevoeiro, clima úmido ou nu­ • Predominância de Calor entre Vento-Calor e Umidade.
blado. Lugares úmidos, paredes úmidas ou casas • A preexistência de Calor por Excesso ou Calor por
construídas sobre pântanos geralmente também tor­ Deficiência no corpo, que são geralmente causados por
nam a dor mais intensa (isso pode ser comparado maus hábitos dietéticos, como ingestão excessiva de
aos sintomas miasmáticos na homeopatia). Além alimentos muito gordurosos, de alimentos quentes, de
disso, esse tipo de dor é geralmente agravado caso muitos doces ou ingestão de muito álcool.
28 Introdução Geral

Acometimentos emocionais como estresse, frustração, Dor Pulsátil


meditação excessiva, emoções reprimidas e assim por
diante produzem estagnação do Qi do Fígado e hipera­ Esse tipo de dor é caracterizado por seu ritmo, seme­
tividade do Fogo do Fígado, as quais são manifestadas lhante à batida do pulso. É geralmente observada em
como irritabilidade, nervosismo, raiva, insônia, rubor pacientes com enxaqueca, a qual é normalmente gerada
quente, etc. Excesso de trabalho, doenças infecciosas e
por hiperatividade do Yang do Fígado. Dor pulsátil é
crônicas, dentre outras coisas são causas de deficiência
também encontrada em pacientes com carbúnculo ou
de Yin com Calor de Deficiência.
furúnculo do tipo Yang, o qual é c ausado por invasão ou
Os fatores patogênicos invasores também podem ser
acúmulo de Calor Tóxico no corpo, sendo acompanhada
transformados em Calor (Huo Hua) se forem de longa
duração. Essa transformação geralmente é incompleta no por sensação de calor, vermelhidão e tumefação.
início do processo; então, a mistura de Calor, Vento, Frio e
Umidade é geralmente observada, mas o Calor predomina.
Dor em Queimação
Diferenciação das Esse tipo de dor é caracterizado por ser uma dor com
sensação muito quente, como se a pele estivesse quei­
Características da Dor mada, sendo tipicamente causado por Calor, tanto
decorrente da invasão de Vento-Calor Externo, Umi­
dade-Calor, Secura-Calor ou Calor Tóxico, quanto de
Dor em Inflamação Calor Interno oriundo da disfunção dos órgãos Zang­
fu. Na maioria dos casos, podem ser observadas ver­
Esse tipo de dor geralmente ocorre em todas as quatro melhidão local e tumefação.
extremidades e tronco, especialmente na região lombar, e A estagnação prolongada de Frio ou de Qi e Sangue
se aloja em locais onde existem muitos músculos macios. também pode gradualmente produzir Calor.
Não é muito intensa, sendo acompanhada de fraqueza, in­ Em contraste, em alguns pacientes que reclamam de
flamação, leveza e vazio. É geralmente causada por defi­ queimação subjetiva, não se consegue descobrir nada
ciência de Qi e Sangue. fisicamente. Nesse caso, a dor em queimação é geral­
mente causada por produção de Calor no Interior.
Dor em Distensão
Esse tipo de dor geralmente ocorre em tórax e abdome, sendo
Dor em Cólica
geralmente causada por estagnação de Qi. Devido à estag­ Esse tipo de dor é geralmente muito intenso, ocorrendo
nação, ela flutua quanto à intensidade e localização, sendo geralmente nos órgãos Zang-fu Internos, tal como Intes­
mais obviamente influenciada por alterações emocionais,
tino Delgado, Vesícula Biliar ou Útero. É causada tanto
especialmente por estresse, raiva, irritação, nervosismo.
por invasão de Frio Externo como por acúmulo de Frio,
estagnação de Qi ou alguma obstrução substancial, tais
como cálculos, área, Sangue estagnado ou Fleuma.
Dor Perfurante
É comumente observada na prática diária, sendo carac­
teristicamente sentida como uma agulha ou faca perlurando Hemialgia
pele ou músculos. A dor ocorre sempre no mesmo local,
mas pode ser agravada durante a noite ou pelo deitar/ Essa dor é aquela que se desenvolve gradualmente,
sendo confinada tanto ao lado direito como ao lado �
sentar em uma mesma posição; melhora após movimen­
to, sendo acompanhada por tumefação ou petéquias na esquerdo do corpo. Esse tipo de dor geralmente flutua �
pele, aversão à pressão, língua violácea, algumas vezes em sua intensidade. Suas causas incluem desarmonia .::l
petéquias na língua e pulso áspero. Esse tipo de dor é do Qi Nutritivo e do sistema do Qi Defensivo , lenti- ::
dão da circulação de Qi e S angue e distúrbio de Yin e �
tipicamente observado em pacientes com estagnação de °'
u,

sangue e após trauma físico; portanto, a promoção da Yang - por exemplo, pode geralmente ser observada &.
circulação do Sangue pode aliviar rapidamente a dor. naqueles que sofrem de seqüelas de acidente vascular
cerebral (Zhongfeng).

Dor Aguda
Pantalgia
Esse tipo de dor é geralmente causado por estagnação de
Qi e Sangue, especialmente estagnação de Qi, sendo Essa é a dor experimentada em todo corpo, mas princi­
decorrente de vários fatores. É bastante reduzida por meio palmente em articulações e músculos. Pode ser causada
do tratamento com métodos que façam circular Qi e tanto por fatores de Excesso, como estagnação de Qi e
Sangue; entretanto, é muito importante descobrir e tra­ Sangue ou acúmulo de Umidade, ou por fatores de De­
tar a causa real, de outra forma, a dor sempre retornará. ficiência, por exemplo, deficiência de Qi e Sangue.
Diferenciação da Dor 29

Dor Errática do-se para outra. É geralmente causada por estagnação de


Qi e Sangue e também por acúmulo de pedra e areia nos
Essa é a dor em músculos e articulações, a qual vai-e­ órgãos Zang-fu. Por exemplo, a estagnação de Qi em Fígado
vem e flutua em sua localização. Esse tipo de dor é ge­ e Vesícula Biliar geralmente causa dor em hipocôndrio com
ralmente observado em pessoas que sofrem da síndrome radiação da dor para um ombro ou para a região superior
da obstrução dolorosa (Bi Zheng), em virtude, primaria­ das costas. Novamente, a estagnação de Sangue no Coração
mente, da invasão de Vento. pode causar dor torácica irradiando para braços e pescoço.
A dor errática também pode ser observada nos órgãos
Zang-fu Internos, geralmente em abdome e tórax , sendo
causada por estagnação de Qi; ela está intimamente relacio­ Dor com Contração
nada a alterações emocionais, o que significa que, sob con­
dições de estresse, nervosismo ou raiva, a dor será agravada. Uma vez que o Frio é caracterizado pela contração, esse
tipo de dor é geralmente causado por invasão de Frio Ex­
terno ou formação de Frio por Deficiência devido à defi­
Dor com Localização Fixa ciência de Yang.
Caso a dor seja causada por invasão de Frio Externo,
Esse tipo de dor pode ser causado por estagnação de ela é intensa e acompanhada por aversão ao frio, febre
Sangue, invasão de Umidade Externa ou por meio do leve, cefaléia, anidrose, nariz com coriza, secreção nasal
acúmulo de Umidade no corpo. e de orofaringe esbranquiçada, língua com saburra branca
Se a dor é devido à estagnação de Sangue, existe dor e fina e pulso superficial e apertado. Se for causada por
perfurante, agravação da dor à noite e quando a pessoa Frio por Deficiência devido à deficiência de Yang, a dor
permanece em uma mesma posição, quieta. Se a dor for tende a ser leve e intermitente, sendo acompanhada por
causada pela invasão de Umidade Externa, existe aversão aversão ao frio, sensação de cansaço, tez pálida, respira­
ao frio, leve sudorese, sensação de peso em extremidades ção curta, mãos e pés frios, língua pálida com saburra fina
e tronco, além de cefaléia. Se ela for causada por acúmulo e pulso lento e profundo.
de Umidade no corpo, existe náusea, inapetência, fezes soltas
ou diarréia, sensação de lassidão, plenitude em tórax e abdome,
língua com saburra gordurosa e pulso deslizante. Dor com Sensação de Peso
Normalmente, esse tipo de dor não é grave; em geral, ocorre
em extremidades, tórax, região epigástrica, abdome ou cabeça,
Dor com Espasmo have�do sensação de membros e cabeça unidos por um pedaço
Esse tipo de dor pode ser causado por invasão de Frio de faixa ou de sufocamento. Consiste em um sinal de inva­
Externo, deficiência de Sangue no Fígado, retardo na são de Umidade ou acúmulo de Umidade no corpo.
circulação de Sangue e formação de Frio por Deficiên-
ll) eia. Por exemplo, a paralisia facial aguda é geralmente
� causada pela invasão de Vento-Frio, uma vez que o Frio Dor com Edema
'.2 é caracterizado por contração e estagnação.
Deficiência de Sangue no Fígado geralmente causa Esse tipo de dor geralmente ocorre em articulações e mús­
� culos, sendo geralmente causada por estagnação do San­
.;... cefaléia com sensação de espasmo. Espasmos nas per­
nas à noite, especialmente no músculo gastrocnêmico, gue após trauma, acúmulo de Umidade ou de Calor Tóxico.
; Se a causa for estagnação de Sangue devido à trauma,
°' poderiam ser causados por deficiência de Sangue no
Fígado, acompanhada por circulação deficiente de San­ existe dor intensa, limitação do movimento articular, edema
gue, o que conduz à subnutrição dos tendões. Essa con­ endurecido com bordos distintos e pontos azulados sobre a
dição é geralmente observada em pessoas idosas. pele. Caso sej a acúmulo de Umidade em articulações e
músculos, as articulações sãodoloridas e os músculos apresen­
tam sensação de peso, existe edema macio com bordos
indistintos, sensação de vibração pode ser obtida sob a
Dor com Sensação de Sufocação pele, a língua apresenta saburra gordurosa e o pulso é
Esse tipo de dor é causado por obstrução da circulação deslizante. Se a causa da dor for acúmulo de Calor Tó­
xico, articulações e músculos são edemaciados e existe
do Qi devido ao acúmulo de Umidade-Fleuma, ocorren­
vermelhidão, calor e dor intensa acompanhada por fe­
do geralmente em regiões de tórax e abdome. Por exem­
bre, sede, sensação de agitação, língua vermelha com
plo , a síndrome da obstrução dolorosa no tórax é
saburra amarela e pulso rápido e forte.
geralmente decorrente da mistura de estagnação de Qi e
acúmulo de Fleuma.
Dor com Aversão à
Dor com Irradiação Pressão e à Massagem
Esse tipo de dor se refere às condições caracterizadas por Esse tipo de dor é geralmente grave e constante, sendo
dor ocorrendo principalmente em uma localização e irradian- causada por fatores de Excesso, tais como estagnação de
30 Introdução Geral

Qi e Sangue, acúmulo de Frio ou estagnação de alimento. Dor com Preferência por Frio
É acompanhada por agravamento da dor de acordo com
as alterações emocionais ou ingestão alimentar, havendo Frio pode dispersar Calor e reduzir febre; portanto, esse
também respiração difícil, constipação e pulso em corda. tipo de dor é geralmente causado tanto por invasão de
Calor Externo como por acúmulo de Calor no corpo.
Se a dor for causada por invasão de Calor Externo,
Dor com Preferência por existe febre, leve aversão ao frio, nariz com corrimento
Pressão e Massagem de secreção amarelada , dor de garganta com vermelhi­
dão e sede, além de língua com saburra amarelada e fina
Esse tipo de dor é geralmente leve e intermitente, sendo e pulso superficial e rápido. Se for causada por acúmulo
causada por fatores de Deficiência, tais como deficiência de Calor no corpo, não existirão sintomas Externos, mas
de Yin e Yang. É acompanhada por sensação de cansaço ou febre, sede, agitação, constipação, insônia, saburra ama­
fraqueza , é agravada por esforço e existe pulso fraco e em relada e seca , pulso em corda e rápido.
pena de pássaro. Após pressão e massagem, a dor irá
desaparecer por um momento, mas retorna gradualmente.
Além disso, em alguns pacientes, a dor causada por Dor Constante
fatores de Excesso também pode ser aliviada por pres­
são e massagem; isso porque pressão e massagem dis­ Esse tipo de dor pode ser causado por todos os tipos
persam a circulação de Qi e Sangue temporariamente, de fatores de Excesso. Ela implica na batalha muito
diminuindo a dor; entretanto, ela retorna rapidamente. ativa entre Qi Defensivo e Qi patogênico; quando o
Qi Defensivo for mais forte, o nível de dor reduzirá ,
e quando for o inverso , a dor aumentará . O tratamento
Dor com Preferência por Aquecimento é direcionado principalmente para ajudar o Qi Defen­
sivo a eliminar o Qi patogênico.
Quando ocorre esse tipo de dor, isso significa que existe
muito Yin e Frio no corpo. Isso é causado tanto por inva­
são de Frio Externo como por formação de Frio por De­ Dor Intermitente
ficiência. Uma vez que o aquecimento pode contra-interagir
e reduzir Yin e Frio, a pessoa prefere o aquecimento. Esse tipo de dor é geralmente causado por deficiência de
Caso a dor seja causada por invasão de Frio Externo, Qi, Sangue, Yin ou Yang e implica na fraqueza do Qi De­
o início é geralmente agudo e relativamente grave, sendo fensivo; então, a batalha entre Qi Defensivo e Qi patogênico
acompanhado por aversão ao frio, febre, cefaléia , dor não é muito ativa. O tratamento está direcionado princi­
muscular com sensação de contração, nariz com corri­ palmente para nutrição do Qi Defensivo, de maneira a
mento de secreção esbranquiçada, tosse, língua com saburra aliviar a dor.
fina e branca , ale de pulso superficial e apertado. Se for A dor intermitente, especialmente em volta do um­
causada por desenvolvimento de Frio por Deficiência bigo , pode também ser causada por acúmulo de ver­
devido à deficiência de Yang, o início é geralmente gra­ mes , sendo geralmente acompanhada por vômito, até
dual, sendo acompanhada por aversão ao frio, sensação mesmo vômito de vermes, e dor abdominal intermi­
de cansaço, compleição pálida, inapetência, ocorrência tente com agravamento súbito. Caso os vermes este­
de dor intermitente, língua pálida com saburra fina e pulso jam na Vesícula Biliar, existe dor em hipocôndrio ,
profundo, em pena de pássaro e lento. náusea , vômito, icterícia e febre.
978-85-7241 -765-5
6
978-85-7241 -765-5

1Jfferenciapão tÍe
'Iratamento

Conceitos Gerais de Tratamento


Este capítulo trata dos princípios básicos sobre a decisão dos métodos de tratamento e prescrições
a serem utilizados. Essa decisão é alcançada seguindo-se as orientações dos conceitos holísticos
da Medicina Tradicional Chinês (MTC) sobre diferenciação das síndromes. O princípio de trata­
mento difere do método de tratamento, uma vez que o anterior se refere às regras de tratamento,
ao passo que o último se refere às etapas de tratamento, as quais são determinadas pelo princípio
de tratamento. Por exemplo, todos os tipos de dor, em geral, são causados pelo conflito entre Qi
Defensivo e fatores patogênicos; portanto, o princípio básico de tratamento consiste em regular
Qi Defensivo e eliminar fatores patogênicos. Seguindo a orientação desse princípio, o método
de tratamento geral consistiria em nutrir Qi, tonificar Yang, circular Qi e Sangue, assim por
diante. Entretanto, na prática, existem vários tipos diferentes de dor com patologias mais compli­
cadas, além de diferenças quanto à gravidade e à intensidade, bem como estações, circunstâncias
exatas e constituição dos pacientes; portanto, é impossível que apenas um ou alguns métodos
fixos de tratamento tratem todos os tipos de dor. A única maneira de se obter bons resultados
terapêuticos consiste em aprender uma variedade de outros tipos de tratamento, os quais incluem:

• Pesquisar causa de base e sintomas secundários.


• Manter Qi Defensivo e expelir fatores patogênicos.
• Regular Yin e Yang.
• Determinar o tratamento de acordo com clima e estação, localização geográfica e cons­
tituição individual .

Pesquisar Causa de Base e Sintomas Secundários


Os conceitos de causa de base e sintomas secundários podem apresentar significados diferentes,
mas aqui eles se referem principalmente à natureza, ao aspecto primário e aos fenômenos asso­
ciados à dor. A dor deveria ser clinicamente avaliada para determinar aspectos primários e se­
cundários, causa de base, sintomas e se a condição é aguda ou crônica, de maneira a acertar as
principais contradições; então, ela deve ser tratada apropriadamente. De modo geral, a causa de
base deveria ser tratada em primeiro lugar e os sintomas secundários em segundo plano. Por
exemplo, se a cefaléia fosse causada pela invasão de Frio Externo, o tratamento da raiz consis­
tiria em dispersar o fator Externo e promover a circulação de Qi e Sangue na cabeça; isso deveria
ser realizado antes de tudo. Contudo, caso os sintomas secundários sejam agudos e graves, eles
deveriam ser tratados primeiro. Novamente tomando a cefaléia como exemplo, caso ela fosse
muito intensa, o tratamento deveria ter como objetivo primeiro sedar a dor e, apenas mais tarde,

31
32 Introdução Geral

dispersar o Frio. Se tanto os sintomas como a causa de Determinar Tratamento de acordo


base forem importantes, eles devem ser tratados simul­
taneamente. com Clima e Estação, Localização
Geográfica e Constituição
Manter Qi Defensivo e Expelir Individual
Fatores Patogênicos
Condições Climáticas e Sazonais
A ocorrência da dor, de acordo com a teoria da MTC,
Foi afirmado por Ling Shu (1963, p. 27) que, na prima­
consiste na indicação de um processo de luta entre Qi
vera, os fatores patogênicos tendem mais a atacar a ca­
Defensivo e fatores patogênicos; portanto, o fortale­
mada superficial. No verão, eles tendem mais a atacar
cimento do Qi Defensivo para defesa contra os fato­
a pele. No outono, tendem mais a atacar os músculos.
res patogênicos consiste no método correto para curar
No inverno, eles tendem mais a atacar tendões e ossos.
a dor. O fortalecimento do Qi Defensivo significa
Ao tratar tais distúrbios, o clínico deverá assegurar que
melhorar a resistência corporal e a tonificação de sua
energia. Uma vez que a resistência contra os fatores as técnicas u tilizadas são consistentes com as estações. '°
patogênicos foi potencializada, os fatores patogênicos De modo geral, na primavera e no verão, o clima está ;xl
relativamente aquecido, e o Yang Qi corporal está flu- �
serão naturalmente eliminados.
Clinicamente, a condição tanto do Qi Defensivo como tuante no nível corporal; então, aplica-se acupuntura �
dos fatores patogênicos deve ser observada cuidado­ superficialmente. Caso os fi toterápicos sejam utiliza- .'..i
samente, a fim de se determinar se é necessário forta­ dos durante essas estações, as ervas que são muito pi- 8;
cantes, quentes e que possuem forte ação de dispersão u,
lecer a resistência corporal ou eliminar os fatores
patogênicos primeiro. Caso um paciente apresente baixa devem ser evitadas. Porém, o clima no outono e no inverno
resistência, mas os fatores patogênicos não sejam muito é mais frio, e os poros cutâneos encontram-se fecha­
potentes, a resistência corporal é tonificada primeira­ dos; então, o Yang Qi corporal permanece profundamente
mente. Caso um paciente esteja sofrendo de fatores no interior e a acupuntura profunda é melhor. Caso os
patogênicos de Excesso, mas a resistência corporal não fitoterápicos seja utilizados, aqueles que são relativa­
tenha sido acometida ainda, a tarefa primária consiste mente picantes, quentes e de potente ação devem ser
em eliminar os fatores patogênicos. Porém, alguns preferidos para a prescrição.
pacientes apresentam resistência corporal fraca e os
fatores patogênicos também são mais potentes; nes­ Localização Geográfica
ses casos, ambos os métodos necessitam ser emprega­
dos simultaneamente. O método terapêutico u tilizado deve ser apropriado à
localização geográfica. Clima e estilo de vida variam
nas diferentes regiões, assim corno atividades corpo­
Regular Yin e Yang rais fisiológicas e patológicas; portanto, os métodos
de tratamento devem ser variados de acordo com a
A ocorrência de dor é, de maneira fundamental, causada região . Por exemplo, o clima na Bélgica e na Holanda
por um desequilíbrio entre Yin e Yang, tanto devido à é mais frio e úrnido, então muitas pessoas sofrem de
Deficiência como ao Excesso. Portanto, está muito claro Frio Bi e Umidade Bi. Nesse clima, a dispersão do Frio
que o tratamento também necessita restabelecer o equi­ e a eliminação da Umidade são relativamente de maior
líbrio entre Yin e Yang. importância na determinação do tratamento. Na Chi­
Clinicamente, o excesso de Yin faz com que o Yang seja na, a manipulação muito forte da agulha é geralmente
acometido, e o excesso de Yang faz com que o Yin seja aco­ utilizada em pacientes que apresentam dor causada por
metido. Para tal, Excesso de Yin ou Yang, o melhor trata­ fatores de Excesso. Entretanto, se isso fosse utilizado
mento consiste em reduzir ou remover Excesso. Porém, no ocidente, causaria uma reação ruim de muitos pa­
enquanto se corrige esse Excesso, também se deve dar cientes; então, o método neutro é utilizado, em vez da
atenção ao fato de que existe deficiência correspondente manipulação forte.
de Yin ou Yang. Se um deles for deficiente, o tratamento
fornecido deveria ser simultaneamente tanto para disper­ Constituição Individual
são de Yang como para tonificação de Yin ou dispersão de
Yin e tonificação de Yang. O tratamento por meio da MTC também varia de acordo
Também a deficiência de Yin ou Yang pode causar fa­ com idade, sexo e condição da constituição pessoal, o
lência do outro ao ser controlada, conduzindo a um esta­ que é completamente lógico. Por exemplo, homens e
do de Calor por Deficiência ou de Frio por Deficiência. mulheres são diferentes quanto à constituição, as mu­
Nesse caso, o tratamento deveria ser fornecido para toni­ lheres apresentam menstruação e gestação; então, o método
ficar tanto Yin corno Yang, de maneira a eliminar Calor de tratamento deve variar também. A maioria das mu­
por Deficiência ou Frio por Deficiência. Caso exista de­ lheres não é capaz de tolerar o tratamento fitoterápico e
ficiência tanto de Yin corno de Yang, o tratamento consiste a forte manipulação da agulha. Existe também urna di­
em tonificar tanto Yin corno Yang, simultaneamente. ferença entre adultos e crianças.
Diferenciação de Tratamento 33

• Promover circulação de Qi e Sangue, restabelecer níveis


Etapas Terapêuticas de Qi e Sangue e harmonizar órgãos Zang-fu e canais.
• Acalmar Mente e regular Coração, de maneira a
Na medicina moderna, existem três métodos usuais de diminuir a dor.
tratamento da dor: • Prevenir a recorrência da dor.

• Remover as causas da dor, tais como úlcera ou abscesso.


• Aliviar a dor reduzindo ou cessando a transmissão dos Procedimentos de Tratamento
impulsos dolorosos da região afetada - por exemplo,
por meio da administração dos sedativos ou eletricida­ Tratamento de Base
de. Os antidepressivos são geralmente utilizados como
tratamento coadjuvante; originalmente, eles eram utili­ O processo de digestão deve primeiro ser empregado para
zados apenas para tratar depressão, mas estudos demons­ estabelecer a causa de cada síndrome. Se essa etapa não
traram que podem aliviar a dor em determinadas situações for seguida, o tratamento pode ser errado ou impreciso.
(Antkiewicz-Michaluk et al., 1991; Ardid & Guilbaud, O tratamento de base consiste na raiz do tratamento, uma
1992; Ardid et a!. , 1 992; Bank, 1994; Danysz et al., vez que é a única forma de evitar o ciclo vicioso, e inclui
1986). Além disso, eles podem ter o beneficio adicio­ dispersar os fatores patogênicos Externos, acalmando as
nal de auxiliar o paciente a dormir à noite. Os medica­ emoções, regulando os órgãos internos Zang-fu e evi­
mentos anticonvulsivantes também podem ajudar a aliviar tando dieta inapropriada, estilo de vida irregular e aco­
certos tipos de dor por meio da redução de descargas metimentos, de maneira que Qi e Sangue podem circular
elétricas alteradas em nervos acometidos. livremente e a dor desaparece. De modo geral, em um
• Reduzir a recepção da impressão da dor no cérebro paciente com dor, a causa-base deve ser tratada primeiro
por meio do uso de drogas. caso a causa seja crônica ou caso a causa aguda não seja
de natureza grave.
Os medicamentos prescritos são geralmente de dois ti­
pos: drogas analgésicas e antiinflamatórias. O primeiro Tratamento Sintomático
tipo inclui os analgésicos narcóticos, os quais são geral­
mente utilizados para tratar a dor do câncer e são rara­ O tratamento dos sintomas ou da causa secundária é
mente prescritos para dor crônica. O último tipo inclui apropriado nas seguintes circunstâncias:
drogas como a aspirina, as quais são mais comumente
utilizados. As drogas antiinflamatórias não apenas reduzem • Se o paciente apresenta um único sintoma que pareça
tumefação e irritação, mas também podem aliviar a dor. não apresentar nenhuma causa de base.
Em contraste com a medicina ocidental, a prática da • Se a dor for aguda ou se, embora crônica, seja de
MTC consiste em tomar detalhadamente a história do natureza grave.
paciente, incluindo sono, emoções, dieta, exercício e quais­
quer cirurgias, além de associar isso a um exame de lín- O tratamento da causa de base e dos sintomas ao mesmo
::;: gua, pulso, cor da pele, fezes, urina, condição do cabelo, tempo consiste na conduta mais comum no tratamento da
� respiração, assim por diante, antes de realizar um diagnós­ dor, especialmente nos casos crônicos. Esse método é uti­
:;; tico. No tratamento, fitoterápicos e acupuntura podem ser lizado especialmente quando a causa é mais complicada.
"'
:;; utilizados em associação ou separadamente; eles são uti-
: lizados para estimular a circulação de Qi e Sangue no corpo. Tratamento -Patogênico
� O objetivo do tratamento consiste em restabelecer o equi-
lfbrio entre Yin e Yang no corpo e restabelecer a circulação Uma vez que o mecanismo principal da dor consiste no
de Qi e Sangue nos canais como um todo, influenciando distúrbio da circulação de Qi e Sangue, é necessário res­
totalmente a saúde da pessoa e dispersando a dor. Existe tabelecer isso ao normal. O tratamento inclui métodos para
alguma semelhança entre o método de tratamento da dor fazer circular Qi e Sangue, eliminar estagnação de Qi e
por meio da MTC e a medicina ocidental, na qual os se­ Sangue e tonificar Qi e Sangue. Quando essas etapas são
dativos são utilizados para acalmar o cérebro. Na MTC, o empregadas para manter o livre fluxo de Qi e Sangue, a
mesmo fim é obtido por meio de métodos para acalmar a dor desaparece.
Mente (Shen). Acalmar a Mente está no fato de se regular Acupuntura e moxibustão são úteis para tratar os pontos
a função fisiológica do Coração; isso porque o Coração é a locais em gatilho (pontos A h Shi) ou outros pontos na
raiz da resposta à dor. vizinhança escolhidos de acordo com o canal, uma vez
Para tratar a dor de maneira bem-sucedida, recomen­ que podem restabelecer temporariamente a circulação
da-se a aplicação simultânea de acupuntura e de medici­ normal de Qi e Sangue no corpo.
na fitoterápica. Para se obter o efeito terapêutico, as
seguintes etapas devem ser seguidas: Tratamento para Acalmar a Mente
• Remover fatores patogênicos, de maneira a reduzir ou Acupuntura e fitoterapia são capazes de acalmar a Men­
eliminar as causas da estagnação de Qi e Sangue; isso te e regular o Coração, de maneira a inibir os impulsos
consiste em um importante passo para se evitar um nervosos da circulação desordenada de Qi e Sangue, os
ciclo vicioso. quais são enviados ao Coração. Podem existir muitos
34 Introdução Geral

pontos e fitoterápicos eficazes, os quais são capazes de aversão ao frio, febre leve, calafrios, dor corporal ge­
aliviar a dor rapidamente. A obtenção desse efeito não neralizada, cefaléia, dor de dente, dor abdominal, dor
significa que os fatores patogênicos são totalmente eli­ articular, língua com saburra fina e branca e pulso su­
minados, mas que a sensibilidade à dor é reduzida. En­ perficial e apertado.
tretanto, consiste apenas em tratamento sintomático. Com
base nesse tipo de raciocínio, alguns pontos que acal­ Dispersar Vento e Eliminar Calor "'
-.J

mam a Mente e o Coração incluem 3 C (Shaohai), 7 C 00

(Shenmen) , 6 CS (Neiguan), 20 VB (Fengchi), 20 VG (Qu Feng Qing Re) u,


.:..i
(Baihui) e ponto extra Sis hencong. Tais pontos seriam Esse método está indicado no tratamento da síndrome �
associados ao tratamento para etiologia e patologia. da dor devido à invasão de Vento-Calor. As manifesta- �
ções disso são febre elevada, aversão ao frio, dor corpo­
Tratamento Preventivo ral, dor articular, cefaléia, dor abdominal, língua vermelha
com saburra fina e amarelada e pulso superficial e rápido.
A MTC também enfatiza a importância da prevenção da
dor. Por isso, acupuntura e medicina fitoterápica podem ser
aplicadas em associação ou separadamente. Cada uma delas Dispersar Calor e Remover Toxinas
é capaz de regular o nível de Qi e Sangue e manter o livre (Qing Re Jie Ou)
o fluxo de Qi e Sangue no corpo, melhorar a resistência
corporal contra a invasão patogênica, harmonizar os órgãos Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor devido
Zang-fu Internos e acalmar as emoções. Todos esses ele­ à invasão de Calor Tóxico ou ao acúmulo de Calor em
mentos de prevenção da MTC a tomam significativamente Excesso no corpo. As manifestações disso são febre,
diferente da conduta terapêutica da medicina moderna. agitação, insônia, cefaléia, sede, constipação ou verme­
O tratamento para prevenção da dor varia de acordo lhidão, calor, tumefação e dor em face, articulações, pele
com a causa primária. Na cefaléia, por exemplo, se a causa e assim por diante, além de língua vermelha com saburra
da dor for invasão Externa, os métodos de tratamento amarelada e pulso forte e rápido.
utilizados têm como objetivo aumentar a resistência cor­
poral. Nos casos de dor causada por estagnação de Qi e Dispersar Vento e Umedecer Secura
Sangue decorrente de raiva, estresse e frustração em ex­
cesso, o método de tratamento preventivo utilizado con­ (Qu Feng Run Zao)
siste em acalmar Fígado, fazer circular Qi e eliminar
Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor cau­
estagnação de Sangue. Caso exista obstrução do Yang
sada por invasão de Vento-Secura. As manifestações disso
Límpido devido ao acúmulo de Umidade, o tratamento
consistem em aversão ao frio, febre, dor de garganta
utilizado consistiria em evitar a ingestão de alimento muito
rico em gordura e eliminar o álcool, de maneira a prevenir com secura, sede, nariz seco, dor torácica, tosse seca
o acúmulo de Umidade no corpo; assim como o método ou tosse com raios de sangue na fleuma, pele e boca
para ativar Baço e Estômago, de maneira a manter trans­ secas, constipação leve, língua com saburra fina e seca
porte e transformação de alimento e água normais. Onde e pulso superficial.
existir deficiência da Essência do Rim, a prevenção deve
incluir reduzir a relação sexual em excesso para preservar Dispersar Vento, Eliminar Frio e
a Essência. Nos casos de deficiência de Qi e Sangue, um Resolver Umidade
método deve ser utilizado para tonificar Qi e Sangue, ati­
var Baço e tonificar Essência do Rim, de maneira a pro­ (Qu Feng San Han Li Shi)
duzir mais Qi e Sangue. Além disso, o paciente deve praticar Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor re­
exercícios de forma regular, a fim de ativar a circulação
sultante de invasão de Vento, Frio e Umidade Externos.
normal de Qi e Sangue e manter um bom funcionamento
As manifestações disso consistem em aversão ao frio,
dos órgãos Zang-fu .
febre leve, dor corporal generalizada com sensação de
peso, cefaléia com sensação de peso ou até mesmo edema
de corpo ou articulações, língua com saburra branca e
Princípios Terapêuticos gordurosa e pulso superficial e deslizante.
Dependendo de etiologia, sintomas clínicos e localiza­
ção da dor, diferentes princípios terapêuticos devem ser Dispersar Vento, Eliminar Calor e
sempre levados em consideração, de maneira a tratarem Resolver Umidade
corretamente a condição. Alguns dos principais princí­
pios estão descritos a seguir. (Qu Feng Qing Re Li Shi)
Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor re­
Dispersar Vento e Eliminar Frio (Qu sultante da invasão de Vento, Calor e Umidade, manifes­
Feng San Han) tada como febre, sede, articulações e músculos dolorosos
com vermelhidão e calor, limitação do movimento arti­
Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor devido cular, língua vermelha com saburra amarelada e pulso
à invasão de Vento-Frio, a qual é manifestada como superficial e apertado.
Diferenciação de Tratamento 35

Acalmar Fígado e Regular Qi Aquecer Interior e Aliviar Dor


(Shu Gan Li Qi) (Wen Li Zhi Tong)
É o método mais importante para tratar síndrome da dor Esse método é utilizado para tratar dor epigástrica, dor
quando há retardo da circulação de Qi ou mesmo estag­ abdominal ou lombalgia devido à deficiência do Yang de
nação de Qi e Sangue. Esse tratamento varia de acordo Baço, Estômago ou Rim. As mani festações clínicas in­
com o predomínio de estagnação de Qi ou de Sangue. cluem dor crônica, alívio com massagem e pressão, sen­
Caso a estagnação de Qi seja o problema principal e a sação de cansaço, frio em mãos e pés, aversão ao frio,
estagnação de Sangue seja secundária, o tratamento deve tez pálida, diarréia, noctúria, lombalgia, impotência, língua
focalizar a circulação de Qi em associação com um método pálida com saburra fina e branca e pulso profundo, em
para circular o Sangue. Caso o problema primário seja a pena de pássaro e lento.
estagnação de Sangue e a estagnação de Qi seja menos Na prática, os fatores causais para os diferentes tipos
importante, o tratamento deve focalizar a circulação de de dor são raramente puros, mas mistos; então, as regras
Sangue. Contudo, se existir estagnação simultânea de Qi terapêuticas necessitam ser adaptadas de acordo com os
e Sangue, o método também deve ter como objetivo cir­ fatores patogênicos predominantes.
cular Qi e Sangue simultaneamente. Além do tratamento da causa pelos fatores Vento,
Frio, Umidade e Calor, a atenção deve ser direcionada
Eliminar Estagnação de Sangue e para fatores constitucionais adqui ridos e congênitos:
Resolver Fleuma (Qu Yu Hua Tan) q uaisquer doenças de base devem ser diagnosticadas
e tratadas. Por exemplo, é muito importante checar se
Esse método é utilizado para tratar dor persistente em há deficiência de Qi do Estômago, Qi Defensivo, Qi
articulações, músculos, canais e Órgãos Internos, a qual Original, o estado original de Yi ng Qi ou Yang Qi, assim
pode persistir durante anos em virtude da estagnação de por diante.
Sangue com acúmulo de Fleuma nos colaterais. De acordo Especialmente nos casos crônicos, quando a dor per­
com a MTC, a persistência de qualquer doença pode cau­ sistiu durante longo período de tempo, não é apenas
sar desequilíbrio do colateral, levando à estagnação de San­ importante circular Qi e Sangue ou aquecer canais se
gue. Ela se manifesta como dor muscular intensa, dor
houver dor intensa devido ao Frio, mas também o prin­
articular, limitação do movimento articular, deformidade
cípio a seguir deve ser considerado.
das articulações, atrofia dos músculos, tumefação de arti­
culações e músculos, corpo pesado, pele violácea, língua
violácea com saburra gordurosa e pulso deslizante e em Métodos de Indução do Canal
corda. Para tratar esse tipo de dor, o único método consis­ (Yin Jing Bao Shi)
te em garantir a livre circulação de Qi e Sangue no corpo.
Esse consiste em princípio e método terapêutico com­
Tonificar Qi e Sangue (Bu Qi Yang Xue) plementar, o qual envolve a seleção de fitoterápicos es­
peciais, os quais podem direcionar os outros ingredientes
Esse método é utilizado para tratar síndrome da dor devido em uma formulação para trabalharem em canais ou lo­
à falta de nutrição corporal. Em razão da deficiência de cais acometidos.
Qi, a força de Qi para promover a circulação de Qi e Sangue Os seguintes fitoterápicos conduzem os outros ingre­
é enfraquecida, conduzindo ao retardo da circulação de dientes da formulação em direção à área em particular:
Qi e Sangue, desenvolvendo-se estagnação de Qi e San­
gue. É óbvio que esse tipo de dor é do tipo por Deficiên­ • Gu Sui Eu (Rhizama Drynariae) direciona para ossos
cia. Manifesta-se como dor surda, leve e intermitente, a
e medula.
:'.; qual é agravada por esforço físico e aliviada por repouso,
sensação de cansaço, respiração curta, tontura, memória • Chuan Niu Xi (Radix Cyathulae) direciona para mem­

débil, tez pálida, língua pálida com saburra fina e branca, bros inferiores.
� • Chai Hu (Radix Bupleuri) direciona para o canal do
,-. além de pulso fraco, em pena de pássaro e profundo.
Yang Menor.
• Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae) direciona para
S; Nutrir Fígado e Rim (Zi Yang Gan Shen) o canal do Yang Brilhante.
Uma vez que Fígado armazena Sangue e Rim armazena • Gao Ben (Rhizama et Radix Ligustici) direciona para
Essência, Sangue e Essência podem ser nutridos mutua­ o canal do Yang Superior.
mente; então, diz-se que Fígado e Rim possuem a mes­
ma origem (Gan Shen Tong Yuan). Nos casos de deficiência
de Fígado e Rim, tendões e ossos não serão nutridos Canal e Ponto de Palpação
adequadamente. Isso leva à lombalgia crônica, cervicalgia,
dor em joelho, calcâneo ou dor em outras articulações, Os praticantes da MTC devem realizar exame detalha­
enfraquecimento do corpo, sensação de cansaço, do das superfícies corporais, de maneira a detectar quais­
vulnerabilidade à fratura óssea, perda de cabelo, falta de quer alterações, tais como pontos de amolecimento, calor,
concentração, tontura, tinido, língua com saburra fina e erupções cutâneas e nódulos subcutâneos. Esses fenô­
pulso fraco e profundo. menos estão ligados à patologia de um canal vizinho.
36 Introdução Geral

Método de Exame para observar se elas se encontram uniformemente espa­


çadas ou se existe alguma escoliose.
O dedo polegar é esfregado levemente sobre a pele ao Caso fossem encontradas algumas alterações que in­
longo do trajeto do canal ou é utilizado j untamente com dicassem um problema estritamente local, elas seriam
o dedo indicador para pressionar a pele gentilmente, a tratadas de acordo. O remanescente pode ser considera­
fim de detectar alterações nas camadas cutâneas super­ do como manifestação Externa de doença Interna:
ficiais. Um maior grau de compressão pode ser necessá­
rio para explorar as camadas mais profundas da pele. • Geralmente, as alterações descobertas entre primeira
Entretanto, é importante que a pressão seja uniforme e e terceira vértebras torácicas sugerem doenças liga­
que o clínico observe quaisquer diferenças entre o mes­ das ao Coração.
mo canal nos lados direito e esquerdo do corpo. Geral­ • Entre primeira e quarta vértebras, as doenças estão re­
mente, o exame inicia-se ao longo dos canais do dorso lacionadas aos membros superiores.
e procede para tórax, abdome e membros. Deve-se dar • Entre segunda e quinta vértebras, estão relacionadas
atenção aos pontos especiais, tais como pontos de Trans­ ao Pulmão e aos bronquíolos.
porte Posteriores (pontos Shu Dorsais), pontos de Cole­ • Entre quinta e oitava vértebras, estão relacionadas ao
ta Anteriores (pontos Mu Frontais), pontos Fonte (Yuan) Estômago e ao duodeno.
e pontos de Acúmulo (Xi). • Entre oitava e décima vértebras, estão relacionadas ao
Fígado, à Vesícula Biliar e ao pâncreas.
• Entre décima e décima segunda vértebras, estão rela­
Alterações cionadas ao Estômago e aos intestinos.
• Entre a décima segunda vértebra torácica e a segunda
Elas incluem nódulos subcutâneos, área de amolecimento, vértebra lombar, estão relacionadas ao Rim e ao sis­
tecido muscular endurecido ou amolecido, endentações, tema urinário.
descoloração da pele ou alteração em sua temperatura. • Entre primeira e quarta vértebras lombares, estão re­
Uma vez descoberta, é necessário determinar se a alte­ lacionadas aos membros inferiores.
ração reflete sintomas de Excesso ou Deficiência no • Na região sacral, estão relacionadas aos órgãos
canal relacionado. reprodutores.

Uma vez que essas linhas correndo paralelas à coluna


Aplicação Clínica correspondem ao traj eto do canal da Bexiga, os pontos
de Transporte Posteriores ao longo desse canal são fre­
O seguinte método é utilizado no exame do dorso. O qüentemente palpados com propósitos diagnósticos, as­
polegar é pressionado ao longo dos lados direito e es­ sim como os pontos de Coleta Anteriores em tórax e
querdo dos processos espinhosos (traj eto mediano do canal abdome. Na prática, tais pontos são considerados indi­
da Bexiga), geralmente iniciando-se ao lado da décima cadores de diagnóstico primários. Os pontos de acupuntura
segunda vértebra torácica e trabalhando para cima até a nas proximidades também podem ser checados quanto à
primeira vértebra torácica e, então, do sacro até a vérte­ reação - por exemplo, ponto de Coleta Anterior 1 P
bra lombar. Quando terminado, a superfície cutânea na (Zhongfu) e o ponto vizinho, 27 R (Shufu), podem refle­
proximidade do ílio e ombro deve ser igualmente palpada. tir a condição de Pulmão e bronquíolos.
Além das normalidades discutidas anteriormente, deve­ Ao palpar os pontos sobre os membros, os pontos de
se prestar atenção à posição dos processos espinhosos e Acúmulo são considerados de importância primária, e
quaisquer alterações no tecido de tensão da musculatura os pontos vizinhos são secundários; por exemplo, o pon­
paraesternal. Tais áreas podem ser sensíveis ao toque. O to de Acúmulo 34 E (Liangqui) e o ponto próximo, 36 E
médico acupunturista deve também checar as vértebras (Zusanli), podem refletir doença do Estômago.

978-85-724 1 -765-5
Sefeção e Combinação dos 7
Pontos de .521.cup untura
h
/"\....
1iL
978-85-724 1 -765-5 á{J
Seleção dos Pontos de Acupuntura !&
O tratamento por acupuntura consiste na aplicação de alguns pontos em locais específicos do
corpo. Portanto, a seleção e a combinação de pontos em um tratamento de acupuntura é o mais .tt
importante. Uma vez que a seleção dos pontos ao longo dos canais é orientada pela teoria dos
órgãos Zangju e canais, é essencial para os acupunturistas terem total compreensão do que se
segue, de maneira a serem capazes de escolher os pontos corretos.
1l
• Fisiologia e patologia. yjjG
• Traj eto dos canais.
• Relação exterior-interior de Yin e Yang.
• Função, diferença e características dos pontos. �

A seleção dos pontos ao longo do trajeto dos canais é um dos princípios básicos do tratamento
por acupuntura, sendo realizada de acordo com a teoria de que a doença está relacionada aos
canais. Na prática, os pontos são selecionados a partir do canal ao qual o órgão acometido está
relacionado, a partir dos canais relatados de acordo com as relações entre os órgãos Zang-fu e
canais ou a partir de vários canais.
Existem três princípios para seleção de pontos: a seleção de pontos locais na proximidade da
dor, seleção de pontos distais e seleção de pontos sintomáticos. Cada um pode ser utilizado em
associação ou de maneira independente dos outros.

Seleção de Pontos Locais


Consiste na seleção de pontos na localidade da dor - por exemplo, dor na cabeça em fronte,
pescoço ou braço pode ser tratada por meio da utilização de pontos nas proximidades. Nos
casos de dor de cotovelo, 11 IG (Quchi) e 5 P ( Chize) podem ser selecionados para promover
circulação de Qi e Sangue naquela região; 12 VC (Zhon gwan) pode ser selecionado para tratar
dor epigástrica; 20 VB (Fengchi) pode ser escolhido para tratar cefaléia e dor em pescoço na
região occipital.
Esse método também inclui a seleção de pontos adjacentes à dor. Por exemplo, 2 1 E (Liangmen)
pode ser utilizado como ponto adjacente a 1 2 VC (Zhongwan) para tratar dor em estômago, 10 IG
(Sousanli) pode ser utilizado como ponto adjacente a 11 IG (Quchi) para tratar cotovelo dolo­
roso. Os pontos adjacentes podem ser aplicados de forma independente ou em associação com
pontos locais.

37
38 Introdução Geral

Seleção de Pontos Distais Uma vez que esses pontos se conectam diretamente
ao colateral, de fato eles apresentam uma terceira fun­
Consiste na seleção de pontos distantes das proximida­ ção, a qual consiste em harmonizar e promover a cir­
des da dor, geralmente abaixo de cotovelos e joelhos. culação no colateral. É verdade que nem todas as doenças
Esse método é geralmente utilizado para tratar dor cau­ afetam canais e Órgãos Internos. Em muitos casos, os
sada por distúrbio de órgãos Zang-fFu Internos; por fatores patogênicos podem atacar apenas os colaterais,
exemplo, 44 E (Neiting) e 4 IG (Hegu) são utilizados especialmente nos casos de dor em níveis superficiais.
para tratar dor de dente devido ao Calor no Estômago. Como mencionado nos pontos Fonte, ao se tratar a
dor, pontos Fonte e de Conexão são geralmente associados,
de maneira a regular tanto canais como colaterais.
Seleção de Pontos Especiais
Pontos de Acúmulo
Pontos Riacho Os pontos de Acúmulo (Xi) (ou pontos Fenda) consis­
Foi afirmado há dois mil anos, no Neijing, que os pon­ tem no local em que Qi e Sangue acumulam nos canais.
tos Riacho (Shu) podem ser utilizados para tratar pro­ Esses pontos são muito importantes no manejo da dor,
blemas articulares e de extremidades. Esses pontos são tanto no diagnóstico como no tratamento.
indicados para o tratamento de articulações dolorosas, Em termos de diagnóstico, dor aguda ou intensa sob
rigidez articular, deformidades articulares, edema arti­ pressão ou vermelhidão, tumefação, endurecimento, sen­
cular, bem como acometimentos nas articulações. Es­ sação de formigamento "elétrico" ou formação de
ses pontos também podem ser utilizados como pontos nodulações indicam Excesso; ao passo que dor surda,
de indução para conduzirem o tratamento das partes branda, leve ou intermitente indica Deficiência.
afetadas dos membros. Em termos de tratamento, esses pontos são geralmen­
te utilizados para tratar casos persistentes e agudos. No
tratamento da dor, esses pontos são muito eficazes no
Pontos Fonte alívio da dor envolvendo órgãos, canais ou colaterais.
Como o próprio nome implica, os pontos Fonte (Yuan) Portanto, em alguns casos, eles podem ser punturados
são os pontos em que o Qi Original reside. Nos canais antes de tudo, de maneira a sedar a dor tão logo possível.
Yang, os pontos Fonte são os pontos exatamente próxi­ Entretanto, tal tratamento pode apenas ser considerado
mos aos pontos Riacho. Nos canais Yin, eles são os mesmos como sintomático - ou seja, ele não trata a causa da dor.
que os pontos Riacho. Um tratamento de base deve ser seguido imediatamente
Os pontos Fonte são responsáveis pela regulação do após a utilização desses pontos.
Qi Original tanto nos órgãos internos como nos canais,
de maneira que são utilizados para o tratamento de doenças Os Oito Pontos de Confluência
que afetam os órgãos e problemas naqueles canais. De
modo geral, os pontos Fonte são realmente bons apenas Os oito pontos seguintes apresentam funções especiais
para tratar obstruções dos canais resultantes de fatores sobre o órgão ou a substância ao qual é relacionado. Eles
patogênicos de Excesso. Nesse tratamento, eles são ge­ podem ser utilizados para tratar dor originada tanto por
ralmente aplicados juntamente com os pontos de Cone­ Excesso como por Deficiência. Além disso, podem ser
xão. Isso porque os canais são subdivididos em canais e utilizados como pontos de indução para conduzir o tra­
colaterais e, ao passo que os pontos Fonte podem regu­ tamento das áreas afetadas.
lar os canais, os pontos de Conexão são capazes de har­
monizar os colaterais; portanto, canais e colaterais são 11 B (DASHU)
tratados juntos. Esse é o ponto de Confluência para os Ossos. No caso de
dor relacionada ao distúrbio ósseo, o uso desse ponto é
Pontos de Conexão aconselhável. Por exemplo, na artrite reumatóide existe �
dor perfurante do dedo, deformidade óssea e tumefação B:
O local em que o Vaso de Conexão se separa de um canal da mão. Os pontos devem ser utilizados para promover ;j
Principal é denominado ponto de Conexão (Luo). Cada circulação do Sangue, acalmar canais e sedar dor. Entre- t
.'..,
canal possui seu próprio ponto de Conexão - os 1 2 ca­ tanto, o 11 B deve ser adicionado simultaneamente para s:;
nais regulares e dois dos canais Extraordinários, Vaso fortalecer os ossos. v,
Governador e Vaso Diretor - e existe um ponto de Co­
nexão extra a partir do Baço: canal de Conexão do Baço. 39 VB (XUANZHONG)
Portanto, no total, existem 1 5 pontos de Conexão. É o ponto de Confluência para a Medula. Esse ponto é
Classicamente falando, os pontos de Conexão apre­ geralmente utilizado para tratar a dor decorrente de de­
sentam duas utilizações principais: ficiência de Sangue, uma vez que a Medula produz San­
gue. Além disso, uma vez que a Medula nutre os Ossos,
• Podem ser utilizados no tratamento dos problemas esse ponto é geralmente associado a alguns outros pon­
associados interior-exterior dos órgãos. tos para tratar problemas ósseos por Deficiência. Por
• Também podem ser utilizados no tratamento dos sin­ exemplo, a lombalgia em pessoas idosas é geralmente
tomas dos canais de Conexão. decorrente de enfraquecimento de Fígado e Rim; por-
Seleção e Combinação dos Pontos de Acupuntura 39

tanto, para que esses pontos tonifiquem Fígado e Rim, da alguma reação patogênica em tais pontos, incluindo
eles devem ser utilizados em associação com 39 VB, a amolecimento, relevos irregulares, endurecimento, verme­
fim de fortalecer os ossos. É necessário observar que esse lhidão, bolhas, sensação quente, depressão e tumefação.
ponto está indicado apenas nos casos crônicos. Portanto, os pontos de Coleta Anteriores podem ser utiliza­
dos com propósito diagnóstico para determinar se existe
34 VB (YANGLINGQUAN) distúrbio de órgão 'Zang-fu Interno ou dos canais.
Esse é o ponto de Confluência para os Tendões. É eficaz no Os pontos de Coleta Anteriores também podem ser uti­
tratamento da dor nos Tendões originada tanto de causas lizados como pontos terapêuticos. Nesse caso, eles devem
por Excesso como por Deficiência. Por exemplo, no trata­ ser associados a outros pontos para tratar as causas de base.
mento da ciática, não importando a causa, esse ponto deve
ser associado ao ponto local e aos pontos distais para eli- Pontos Mãe e Filho
� minar fatores patogênicos e aliviar a dor. No tratamento da
� torção de tornozelo, a qual é geralmente causada por estag­ Esse é o método explicado na nova edição de Nanjing (198
'S!' nação de Sangue nos canais, esse ponto deve ser punturado d.C., nova edição, Nanjing College ofTraditional Chinese
� primeiro para aliviar a dor, seguido pelo agulhamento de Medicine, 1979), baseado na associação da teoria dos Cinco
.A
";'
00
pontos locais e distais para eliminar estagnação de Sangue. Elementos e a natureza dos órgãos Zan g fu - Internos. No
r-- tratamento, os pontos Mãe devem ser tonificados nos casos
17 VC (TANZHONG) de Deficiência nos Órgãos Internos, e os pontos Filho devem
Esse é o ponto de Confluência para o Qi. Esse ponto é ser dispersos nos casos de Excesso nos Órgãos Internos.
geralmente utilizado para tratar a estagnação geral de Qi Por exemplo, Pulmão corresponde ao Metal. De acordo
ou a estagnação de Qi em tórax, Pulmão, Coração ou com a teoria dos Cinco Elementos, o Metal produz Água;
Fígado. Está claro que esse ponto não é geralmente in­ então, o ponto da Água do canal do Pulmão é o ponto
dicado na deficiência de Qi. Filho, 5 P (Chize). Portanto, nos casos de Excesso no
Pulmão, 5 P deve ser punturado utilizando método de
17 B (GESHU)
redução. Além disso, de acordo com os Cinco Elementos,
Esse é o ponto de Confluência para o Sangue. Está indica­ a Terra é a mãe do Metal, então 9 P (ponto Terra) é o
do tanto na deficiência como na estagnação de Sangue. Esse ponto Mãe. Nos casos de deficiência, 9 P (Taiyuan) deve
ponto é também muito eficaz para dispersar Calor no San­ ser punturado utilizando método de tonificação.
gue, sendo indicado no tratamento da geração de Calor pela
longa estagnação de Sangue ou da invasão de Sangue pelo
Calor por Excesso ou pelo Calor por Deficiência. Pontos de Transporte Posteriores
Embora os pontos de Transporte (Shu) estejam localiza­
9 P (TA/YUAN)
dos no canal da Bexiga, eles também são locais por onde
Esse é o ponto de Confluência para os vasos. De modo o Qipassa através de todos os órgãos denominados. Esses
geral, esse ponto está indicado para o tratamento da dor pontos podem ser utilizados para diagnosticar e tratar o
devido à estagnação de Sangue nos vasos. órgão ao qual se encontram associados. O distúrbio de
um Órgão Interno pode ser detectado encontrando-se
13 F (ZHANGMEN)
amolecimento, tumefação, endurecimento, bolha ou al­
Esse é o ponto de Confluência para os órgãos Zang. Está guma outra alteração quando se palpa o ponto corres­
indicado para o tratamento da dor devido a distúrbio dos pondente. Por exemplo, o distúrbio do Fígado pode
órgãos Zang. Obviamente, poderia ser utilizado em as­ geralmente ser detectado por meio da palpação de 1 8 B
sociação com outros pontos para tratar os órgãos acome­ (Ganshu); na maioria dos casos, existe amolecimento,
tidos. Por exemplo, no tratamento da dor devido à Umidade enduração ou descoloração. Esse ponto também pode ser
resultante do enfraquecimento do Baço, o 13 F pode ser punturado para tratar distúrbio do Fígado. Os pontos de
utilizado em associação com 3 BP, 9 BP e 40 E, a fim de Transporte Posteriores são indicados no tratamento da
ativar Baço e resolver Umidade. dor devido a distúrbio dos Órgãos Internos mais que nas
queixas superficiais em canais, pele, músculos e tendões,
12 VC (ZHONGWAN)
cuja dor resulta da invasão de fatores Externos.
Esse é o ponto Confluente para os órgãos Fu. Esse ponto
tem a função de promover as funções de digestão e transporte
nos órgãos Fu. Contudo, está particularmente indicado na
Os Quatro Pontos de Comando
dor devido à desordem do Estômago e do Intestino Grosso. Os pontos de Comando governam partes particulares do
corpo. Eles incluem os seguintes pontos:
Pontos de Coleta Anteriores
• 36 E (Zusanli) comanda o abdome.
Os pontos de ColetaAnteriores (Mu) são aqueles que estão • 4 IG (Hegu) comanda cabeça, face e boca.
localizados no tórax e no abdome, onde o Qi do canal acumula. • 7 P (Lieque) comanda cabeça e pescoço.
Cada órgão 'Zang-fu possui um ponto de Coleta Anterior. • 40 B (Weizhong) comanda a parte posterior do corpo.
Esses pontos podem ser encontrados diretamente acima ou
próximos ao órgão ao qual estão relacionados. De modo Esses pontos são selecionados quando as partes do
geral, quando existe distúrbio do órgão, pode ser encontra- corpo que comandam estão envolvidas no problema.
40 Introdução Geral

Portanto, eles podem ser os pontos de liderança para trazer • 39 E (Xiajuxu), para tratar Intestino Delgado.
o tratamento a determinadas partes do corpo. Entretan­ • 34 VB (Yanglingquan), para tratar Vesícula Biliar.
to, eles somente podem ser utilizados em conjunto com • 40 B (Weizhong), para tratar Bexiga.
outros pontos para tratar a causa-base. • 39 B (Weiyang), para tratar Triplo Aquecedor.

Os Oito Pontos de Confluência Atualmente, esses seis pontos Mar Inferiores cons­
tituem tipos de pontos de tratamento sintomático. Eles
Os oito pontos de Confluência estão localizados nas são geralmente utilizados em associação com pontos
extremidades; cada um está ligado a um dos oito ca­ de Coleta Anteriores e de Transporte Posteriores. Por
nais Extraordinários. São eles: 6 CS, 4 BP, 5 TA, 4 1 exemplo, nos casos de dor abdominal devido ao acúmulo
VB, 7 P, 6 R , 3 ID e 6 2 B . Esses oito pontos são muito de Calor por Excesso nos órgãos Fu do Yang Brilhan­
importantes no tratamento da dor. Os oito pontos de te se manifestando como dor abdominal, constipação,
Confluência também podem ser considerados como sede, grande apetite, cheiro pútrido na boca, língua
pontos de Abertura e pontos Principais dos canais Ex­ vermelh a com saburra amarelada e seca, além de pul­
traordinários. Na prática, eles podem ser subdividi­ so rápido e forte, 37 E deve ser utilizado em associ­
dos em quatro grupos: ação com 25 E (Tiansh u), 40 E (Fenglong) , 44 E
(Neiting) e 1 1 IG (Quchi) para dispersar Calor, drenar
6 CS (NEIGUAN) E 4 BP (GONGSUN) Estômago e Intestino Grosso e sedar a dor.
São indicados no tratamento da dor em Coração, Es­
tômago e tórax. Quando esses dois pontos são asso­ Pontos Ah Shi
ciados, eles são capazes de regular Qi e Sangue em
Coração, Estômago e tórax. Eles também são capazes Uma vez que esses pontos são especialmente sensíveis
de regular o Vaso Penetrador (Chang Mai) e fazer o à palpação e à pressão, eles geralmente revelam obs­
Qi descender, sendo indicados para tratar eructação, trução ou distúrbio dos canais ou Órgãos Internos.
regurgitação acida, náusea, vômito e perversão do Qi Entretanto, o acupunturista deve lembrar que a desco­
do abdome para o tórax. berta de um ponto Ah Shi sensível não significa que o
problema seja apenas local, uma vez que também pode
3 1D (HOUXI) E 62 B (SHENMAI) refletir algum distúrbio em um local distante ou em um
Eles são indicados no tratamento da dor em ângulo in­ Órgão Interno. Além disso, os pontos Ah Shi podem ser
terno, dor na face posterior do pescoço, dor em ouvido, utilizados apenas como tratamento sintomático. Eles
ombro e costas causada tanto por invasão de fatores devem ser utilizados em associação com outros pontos ::g
Externos como por distúrbios dos órgãos Zang-fu Inter­ que tratam as causas-base. :i:;
nos. São utilizados apenas para tratar dor em locais co­
bertos pelos canais do Yang Maior. �
Uma vez que essa combinação pode abrir o Vaso Seleção de Ponto Sintomático
Governador, ela é amplamente utilizada para tratar to­
dos os tipos de dor em dorso devido à obstrução desse A seleção de um ponto local e distal é baseada na
canal. distância dos pontos a partir do local da dor; entretan­
to, algumas doenças não são locais, mas de natureza
5 TA (WAIGUAN) E 41 VB (ZULINQI) sistémica, podendo ser tratadas naqueles pontos que
Eles estão indicados para tratar dor em ângulo externo, têm sido associados ao alívio de determinada doença.
dor atrás do ouvido, dor em bochecha, lateral do pesco­ Tais pontos incluem os oito pontos de Confluência e
ço ou ombro. Essa combinação é especialmente indicada os seis pontos Mar Inferiores.
para tratar dor nas laterais do corpo devido à invasão de Descobriu-se que determinados pontos individuais
fatores Externos ou estagnação do Qi do Fígado e desar­ tradicionalmente são úteis para o tratamento de sinto­
monia da Vesícula Biliar. mas específicos. Por exemplo, 14 V B (Dazhui) é utili­
zado para reduzir febre; 26 V G (Renzhong), para
7 P (LIEQUE) E 6 R (ZHAOHAI) ressuscitar pacientes inconscientes; 6 CS (Neiguan), para
São indicados no tratamento de dor em tórax, garganta aliviar náusea e vomito; 40 E (Fenglong), para elimi­
e região epigástrica. De modo geral, essa combinação é nar Umidade-Fleuma no corpo; e 36 E (Zusanli), para
bastante eficaz para tratar dor crônica acima da cintura ativar Baço e tonificar Qi e Sangue.
resultante da deficiência do Yin de Pulmão e Rim.

Seis Pontos Mar Inferiores Combinação de Pontos


Cada um dos três canais Yang da mão e dos três canais Além do método de seleção de pontos individuais des­
Yang do pé possui um ponto Mar Inferior (He) em torno crito anteriormente, existem vários métodos tradicio­
do joelho. Eles são: nais de combinação de um ponto com outro em uma
prescrição de acupuntura. Essas técnicas são flexíveis,
• 36 E (Zusanli), para tratar Estômago. permitindo muitas variações, de acordo com as neces­
• 37 E (Shangjuxu), para tratar Intestino Grosso. sidades de cada caso.
Seleção e Combinação dos Pontos de Acupuntura 41

Combinação de Pontos Locais Combinação de Pontos Altos com


e Distais Pontos Baixos
"Alto" se refere aos pontos em braços e acima da cintu­
Esse método é o mais popular na prática diária. Um ponto ra, e "baixo" aos pontos nas pernas e abaixo da cintura.
(ou pontos) no local ou próximo(s) ao local das doenças Entretanto, esse método de combinação de ponto é ge­
(o(s) ponto(s) local(ais)) deveria(m) ser associado(s) aos ralmente praticado nos membros. Por exemplo, nos ca­
pontos distais, os quais tradicionalmente têm efeito so­ sos de doença do Estômago, 6 CS (Neiguan) no braço
bre a área acometida. Por exemplo, na doença do Estô­ pode ser combinado com 36 E (Zusanli) na perna. Para
mago, os pontos locais 1 2 V C (Zhongwan) e 1 2 E tratar dor de garganta ou dor de dente , 4 IG (Hegu) na
(Liangmen) e os pontos distais 6 CS (Neiguan) e 36 E mão pode ser combinado com 44 E (Neiting) no pé.
(Zusanli) poderiam ser utilizados em associação. Tradicionalmente, um uso distinto da combinação alto­
Ao tratar a dor, o acupunturista deve ser aconselhado baixo foi feito em respeito aos pontos de Confluência
a utilizar um número maior de pontos distais para tratar
dos oito canais Extraordinários. Um ponto de Confluên­
a dor aguda, e um número maior de pontos locais para
cia em um desses canais afetado por uma doença ante­
tratar a dor crônica.
riormente mencionada seria combinado com um ponto
de Confluência em outro canal Extraordinário baixo. Por
Combinação de Pontos Anteriores com exemplo, doenças de Coração, tórax e abdome estão
Pontos Posteriores relacionadas ao canal Yin de Ligação e ao Vaso Penetrador;
portanto, 6 CS (Neiguan), ponto de Confluência do ca­
Anterior inclui tanto tórax como abdome, e posterior inclui nal Yin de Ligação no braço (alto), e 4 BP (Gongsun),
dorso e cintura. Nesse método, os pontos anteriores e ponto de Confluência do Vaso Penetrador no pé (baixo),
posteriores apropriados a uma doença em particular são são selecionados como uma combinação para puntura.
utilizados em combinação. Tal método emprega o uso
simultâneo dos pontos de Coleta Anteriores e dos pon­
tos de Transporte Posteriores para aumentar o efeito Combinação de Pontos na Esquerda
terapêutico de ambos. Por exemplo, na doença do Baço, com Doenças à Direita
tanto 13 F (Zhangmen) em face anterior como 20 B (Pishu)
lf"l em face posterior podem ser punturados em combina­ Uma vez que os pontos dos canais são bilaterais, é co­
:8 ção. Esse método de seleção de pontos é geralmente mum tratar as doenças dos Órgãos Internos por meio da
";" utilizado para tratar a dor decorrente de órgãos Zang-fu manipulação de alguns pontos em ambos os lados, para
:; tonificar o efeito. Por exemplo, 36 E (Zusanli) pode ser
� Internos. Se, por outro lado, a dor for causada por pro-
blemas no canal, por exemplo obstrução dos canais, a punturado em ambas as pernas para tratar doenças do

seleção sintomática do ponto é geralmente realizada. Estômago. Além disso, uma vez que os canais do lado
� direito cruzam aqueles à esquerda, um ponto no lado di­
reito pode ser selecionado para tratar doença ou dor do
Combinação de Pontos nos Canais lado esquerdo do corpo e vice-versa. Por exemplo, no
Yang com Pontos nos Canais Yin caso de hemiplegia, o acupunturista pode selecionar não
apenas um ponto no lado acometido pela paralisia, mas
Cada um dos canais possui um canal par, e eles for­ também o mesmo ponto no lado saudável.
mam uma relação Yin-Yang. Combinando um ponto no
canal Yang com outro no seu canal Yin par, o acupunturista
pode obter maior efeito do que punturando cada ponto
separadamente. Exemplos incluem: combinação de 36
Combinação de Pontos
E (Zusanli), no canal do Estômago, com 4 BP (Gongsun), Correspondentes
no canal do Baço, para tratar doença do Estômago; ou
associação de 9 P (Taiyuan), no canal do Pulmão, com Se o corpo for subdividido em partes superior e infe­
4 IG (Hegu), no canal do Intestino Grosso, para tratar rior, é necessário observar que existe uma correspon­
tosse. A combinação mais bem conhecida desse tipo é dência entre os membros superiores e inferiores. Isso
entre o ponto Fonte no canal primariamente afetado por implica que, para os pontos em ombros, cotovelos, punhos
uma doença e o ponto de Conexão no canal com o qual e dedos nos membros superiores, existem pontos cor­
o primeiro apresenta uma relação Yin-Yang. Nessa com­ respondentes em quadris, joelhos, tornozelos e dedos
binação, o ponto Fonte é denominado "Anfitrião" e o dos pés em membros inferiores - ou seja, existem pon­
ponto de Conexão é denominado "Convidado". Por tos em ombros correspondentes a pontos em quadris,
exemplo, uma doença acometendo o canal do Pulmão cotovelos em joelhos, punhos em tornozelos e, final­
pode ser tratada por meio do ponto Fonte do canal, 9 P mente, dedos das mãos em dedos dos pés. Os meridianos
(Taiyuan), em associação com o ponto de Conexão de nesses lugares correspondentes carregam os mesmos
seu parceiro Yang, o canal do Intestino Grosso, 6 IG nomes, uma vez que Qi e Sangue nesses locais são
(Pianli). Por outro lado, uma doença acometendo o canal capazes de influenciar mutuamente um ao outro.
do Intestino Grosso poderia ser tratada pelo ponto Fonte Combinando pontos correspondentes, o acupunturista
do canal, 4 IG (Hegu), juntamente com o ponto de é capaz de tratar áreas dolorosas por meio da utilização de
Conexão do canal do Pulmão, 7 P (Lieque). pontos nas áreas correspondentes mais que na própria área
42 Introdução Geral

dolorosa. Por exemplo, no tratamento da dor em ombro a seis pontos são selecionados para tratar dor aguda,
ao longo do canal do Intestino Grosso, o acupunturista dor leve ou para pessoas de constituição fraca. Para o
pode utilizar o ponto correspondente do canal que carrega tratamento de dor intensa, dor crônica ou patologia
o mesmo nome no quadril, ou seja, 30 E (Qichong), e vice­ complicada, o acupunturista deve utilizar um número
versa. Esse método está especialmente indicado para o maior de pontos (oito a dez) para produzir um estímu­
tratamento de síndromes de dor mais agudas, fornecendo lo maior. Após alguns tratamentos iniciais, os pontos
resultados muito bons. Em alguns casos, se a dor for muito devem ser adicionados o retirados, à medida que a
localizada e muito aguda, a puntura de apenas um ponto condição exigir.
pode sedar a dor. Deve-se dar atenção aqui ao diagnósti­ Ao se tratar um paciente nervoso pela primeira vez,
co, uma vez que alguns casos de dor podem apresentar o acupunturista deve punturar um menor número de
ruptura de tendões ou osso fraturado. Segue-se uma lista pontos, aumentando tal número no tratamento poste­
de pontos correspondentes sugeridos: rior, quando o paciente se sentir mais acostumado à
acupuntura.
• Ombro para quadril: 1 C (Jiquan) para 11 R (Henggu), Cada ponto de acupuntura apresenta suas próprias
2 CS (Tianquan) para 12 F (limai), 2 P (Yunmen) para características, embora aqueles no mesmo canal ou na
12 BP (Chongmen); 15 1G (Jianyu) para 30 E (Qichong), mesma localidade sejam capazes de produzir deter­
14 TA (Jianliao) para 30VB (Huantiao), 10 ID (Naoshu) minados efeitos em comum. Está errado punturar o
para 36 B (Chengfu). mesmo ponto várias vezes na mesma série de trata- "'
• Cotovelo para joelho: 3 C (Shaohai) para 10 R (Yingu), menta, uma vez que a eficácia desse ponto se tornará ;;;l
3 CS (Quze) para 8 F (Ququan), 5 P (Chize) para 9 BP reduzida. Além disso, outros pontos com característi- �
(Yinlingqu an); 11 F (Quchi) para 3 5 E (Dubi), 10 TA cas semelhantes devem ser substituídos ou uma pres- ;j
.i,.
(Tianjing) para 34 VB (Yanglingqu an), 8 ID (Xiaohai) crição semelhante composta de diferentes pontos deve .:_,
para 40 B (Weizhong). ser utilizada. e;
• Punho para tornozelo: 7 C (Shenmen) para 3 R (Taixi), u.
7 CS (Daling) para 4 F (Zhongfeng), 9 P (Taiyuan)
para 5 BP (Shangqiu); 5 ID (Yangxi) para 4 1 E (Jiexi), Freqüência do Tratamento
4 TA (Yangchi) para 40 VB (Qiuxu), 4 ID (Wangu)
para 62 B (Shenmai) . Um pequeno número de casos de dor aguda requer mais
que um tratamento em um único dia. A maioria dos ca­
sos de dor crônica é tratada uma vez a cada um a três
Prescrição dos Pontos dias, ou até mesmo uma vez por semana. Após fornecer
o tratamento de acupuntura durante um período de se­
Ao selecionar os pontos para prescrição, o número de manas, ele deve ser suspenso temporariamente para que
pontos deve ser o menor possível. Na prática, quatro o paciente descanse.
'Dor Corpora[ PARTE 2

qenera[izada

8 Dor em Todo o Corpo 45


9 Dor Unilateral 55
10 Dor Decorrente de C ancer
' 63

978-85-724 1 -765-5
8
978-85-7241-765-5

rJJor em 'lodo o Corp o

Este capítulo trata da ocorrência da dor acometendo todo o corpo, incluindo articulações, ten­
dões e músculos, a qual pode vir acompanhada por aversão ao frio, febre, sudorese ou ausência
de sudorese, fadiga ou até mesmo disfunção das extremidades. A dor em todo corpo pode, de
acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), ser causada por distúrbios nos Órgãos
Internos e acometimento dos canais. Existem muitos fatores que conduzem a isso. Eles são
diferenciados da seguinte maneira: invasão de Vento-Frio Externo, invasão de Vento-Umidade
Externa, invasão de Umidade-Calor Externa, estagnação do Qi do Fígado, estagnação de Qi e
Sangue nos canais, deficiência de Qi e Sangue, deficiência do Yin de Fígado e Rim e deficiên­
cia do Yang do Rim. A dor em todo corpo pode ser atribuída a qualquer um dos seguintes
distúrbios na medicina ocidental: resfriado comum, influenza, leptospirose, poliomielite,
polimialgia reumática, síndrome da fadiga crônica (SFC) e fibromialgia, etc.

Etiologia e Patologia

Invasão de Vento-Frio Externo


A invasão de Vento-Frio Externo consiste em um dos fatores causais mais comuns de dor em
todo o corpo. A natureza do Frio consiste em contração; isso pode deprimir o Qi Defensivo e
conduzir à obstrução em canais, músculos e tendões. O Vento existe em todas as estações, sendo
capaz de invadir as camadas superficiais e a parte alta do corpo humano facilmente. Quando
existe invasão de Vento-Frio Externo no corpo, Qi e Sangue não serão capazes de circular livre­
mente para nutrir o corpo e haverá contração de canais, músculos e tendões, acarretando estag­
nação de Qi e Sangue. Isso pode causar dor em todo o corpo. Exposição ao ambiente frio sem
vestuário apropriado e invasão direta de Vento-Frio em pessoas que suam durante o traj eto de
seus trabalhos ou praticando esportes constituem as principais causas.

Invasão de Vento-Umidade Externo


Vento é um fator patogênico Yang que ataca freqüentemente o corpo humano. Está geralmente
associado a outros fatores patogênicos. A Umidade é um fator patogênico substancialmente Yin;
possui natureza pesada e aderente, obstruindo e acometendo a circulação do Qi nos músculos.
Quando Vento e Umidade estão associados, eles podem obstruir a circulação de Qi e Sangue,
seguindo-se dor em todo o corpo.

Invasão de Umidade-Calor Externa


Invasão de Umidade Externa pode causar estagnação na circulação de Qi, e a persistência de Umidade
pode causar transformação de Umidade em Umidade-Calor. Viver e trabalhar sob condições de
calor e umidade pode levar à invasão direta de Umidade-Calor no corpo humano. Umidade-Calor
Externa pode obstruir a circulação de Qi em canais e músculos, conduzindo à dor em todo o corpo.

45
46 Dor Corporal Generalizada

A ingestão de alimento muito gorduroso, doce e l a­ Rim pode causar deficiência do Yin do Fígado. Onde existe
ticínios ou a ingestão de muito álcool pode acometer deficiência de Yin, existirá também deficiência de San­
Baço e Estômago, conduzindo à formação de Umida­ gue; então, músculos, tendões e canais não serão nutri­
de-Calor no Jiao Médio. dos adequadamente e irá ocorrer dor em todo corpo.

Estagnação do Qi do Fígado Deficiência do Yang do Rim


O Fígado possui um papel importante nas emoções. Ele Doenças causadas por Frio de longa duração ou por uso
também regula circulação do Qi e armazena o Sangue. excessivo de fitoterápicos frios podem acometer Yang do
As emoções negativas, como excesso de estresse e frus­ Rim. Constituição fraca, idade avançada, muitas cirurgias,
tração, podem causar estagnação do Qi do Fígado, a qual, assim como doença crônica, podem induzir o acometi­
por sua vez, torna a circulação de Sangue e Fluidos mento do Yang do Rim, levando gradualmente à deficiên­
Corporais inadequada. Dessa maneira, músculos e ten­ cia do Yang do Rim. O Frio possui como características
dões, assim como canais, não serão nutridos suficiente­ estagnação e contração. Caso exista deficiência de Yang
mente, ocorrendo a dor em todo o corpo. do Rim, Qi e Sangue no corpo irão estagnar, a tempera­
tura corporal irá reduzir e ocorrerá dor em todo corpo.

Estagnação do Qi e do Sangue
nos Canais Tratamento com Base na
Persistência prolongada de doenças crônicas, dispersão
Diferenciação
incompleta de Vento-Frio, muito distúrbio emocional,
desequilíbrio entre quente e frio e acúmulo de Umidade­
Fleuma podem causar retardo na circulação de Sangue,
Diferenciação
levando à estagnação. Muito pouco exercício também pode
resultar em estagnação de Qi e Sangue. Esforço físico e Diferenciação Quanto à Origem
operações inapropriadas podem acometer diretamente Externa ou Interna
músculos, tendões e canais, conduzindo à estagnação de
Sangue. Quando a estagnação de Sangue obstrui mús­ Todo corpo pode ser acometido tanto por invasão de fatores
culos, tendões e canais, ocorre dor em todo corpo. patogênicos Externos quanto por distúrbio Interno.

• Se for acometido por invasão de fatores patogênicos


Deficiência do Qi e do Sangue Externos, a dor é geralmente aguda e acompanhada
por sintomas Externos, tais como cefaléia, febre, aversão
Trabalho físico excessivo, assim como trabalho mental, ao frio, corrimento nasal, tosse, etc.
pode fazer com que Qi do Baço e do Rim sejam consu­ • Se for causada por distúrbio de Órgãos Internos, pos­
midos. Quando Qi do Baço não está forte o suficiente sui natureza crônica e não apresenta sintomas Externos.
para produzir Sangue, isso pode resultar em deficiência
de Sangue. Em mulheres, a perda crônica excessiva de Diferenciação Quanto ao Caráter da Dor
sangue durante a menstruação pode conduzir imediata­
mente à deficiência de Sangue. As doenças crônicas po­ • Dor em todo corpo com início agudo, febre e aversão
deriam também causar consumo gradual de Qi e Sangue, ao frio é geralmente causada por fatores patológicos \O

acarretando sua deficiência. Além disso, atividade sexual Externos, tais como Vento-Frio, Vento-Umidade ou o5
Umidade-Calor. �
em excesso e o fato de ter vários filhos podem reduzir a
Essência do Rim, levando diretamente à deficiência de • Se a dor que ocorre em todo corpo for acompanhada
Qi e Sangue. Quando a estagnação de Sangue obstrui por ocorrência aguda de cefaléia intensa, torcicolo, febre ....'
...J

músculos, tendões e canais, ocorre dor em todo corpo. leve, aversão ao frio e ausência de sudorese, ela é O\ '-"
geralmente decorrente de invasão de Vento-Frio. u,
• Ocorrência aguda de dor em todo corpo com sensa­
Deficiência do Yin ção óbvia de peso, inflamação e parestesia de mús­
culos e articulações, febre, aversão ao frio, inapetência
do Fígado e do Rim e fezes soltas, é geralmente causada pela invasão de
Vento-Umidade.
Doença crônica febril, tratamento inadequado com • Dor em todo corpo com sensação de calor e peso,
fitoterápicos quentes e até mesmo ingestão excessiva de tumefação das articulações, inapetência com gosto
alimentos quentes e picantes podem consumir gradual­ amargo, febre, aversão ao frio, língua com saburra
mente o Yin no corpo. Constituição fraca, idade avança­ espessa e amarela e pulso rápido e deslizante é geral­
da e atividades sexuais excessivas podem também causar mente causada por invasão de Umidade-Calor.
consumo de Qi e Yin do Rim. Fígado e Rim comparti­ • Dor crônica em todo corpo, de natureza errática, a qual
lham a mesma origem; portanto, a deficiência do Yin do é agravada por estresse ou distúrbio emocional, com
Dor em Todo o Corpo 47

insônia, irritabilidade, palpitações, dor obtusa em es­ • Se houver cefaléia, adicionar 1 Og de ChuanXiong (Radix
tômago ou plenitude gástrica, é causada por estagna­ Ligustici Chuanxiong) e 1 0g deBai Zhi (RadixA ngelicae
ção do Qi do Fígado. Dahu ricae) para eliminar Vento-Frio na cabeça, a fim
• Dor crônica no corpo, com localização fixa, ou dor de aliviar cefaléia.
perfurante, história de trauma ou cirurgia, com agrava­ • Se houver torcicolo, acrescentar lüg de Ge Gen (Radix
ção da dor à noite, é causada por estagnação de Sangue. Puerariae) e 1 2g de Bai Shao (Radix Paeoniae Alba)
• Dor crônica em todo corpo, com músculos doloridos, para nutrir tendões e regular circulação de Qi.
fadiga e tontura, é geralmente decorrente de Deficiên­ • Se houver dor intensa com sensação fria, acrescentar 1 Og
cia. Os pacientes geralmente apresentam constituição de Ganliang (RhizamaZingiberis) e 1 2g de YanHu Suo
fraca e história de doença crônica. Se a causa princi­ (Rhizama Corydalis) para aquecer canais e aliviar dor.
pal for deficiência de Qi e Sangue, haverá encurta­
mento respiratório, inapetência, tez pálida e assim por Medicamento Patenteado
diante. Caso seja deficiência de Yin do Rim, haverá • Jing Fang Bai Du Pian - Tabletes de Schizanepeta e
sensação de calor em palmas das mãos e solas dos pés, Ledebouriella para Resolver Toxina Patogênica.
lombalgia, febre baixa, sudorese noturna e assim por
diante. Se for deficiência de Yang do Rim, haverá sen­ TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
sação de frio, lassidão, aversão ao frio, extremidades 4 IG (Hegu), 5 TA (Waiguan), 40 VB (Qiuxu), 40 B
frias, tez pálida, edema, lombalgia e assim por diante. (Weizhong) , 60 B (Kunlun) e 36 E (Zusanli). O método
de dispersão é utilizado para esses pontos. Os pontos na
perna podem ser tratados com moxibustão.
Tratamento EXPLICAÇÕES

Invasão de Vento-Frio • 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, regu­


la circulação de Qi nos canais e alivia dor.
SINAIS E SINTOMAS • 5 TA, ponto de Conexão (Lu o) do canal do Triplo
Dor em todo corpo, com início agudo, cefaléia, torcico­ Aquecedor, regula circulação de Qi em todo corpo
lo, dorsalgia, dor articular, aversão ao frio, febre, ausên­ e alivia dor.
cia de sudorese, ausência de sede, urina clara, língua pálida • 40 VB, ponto Fonte do canal da Vesícula Biliar, regu­
com saburra branca e pulso tenso e flutuante. la circulação de Qi e alivia dor ao longo do canal.
• 40 B, ponto Mar do canal da Bexiga, promove cir­
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO culação de Qi. 60 B, ponto Rio, regula circulação de
Dispersar Frio Externo, promover sudorese e aliviar dor. Qi (Esses dois pontos são utilizados para aliviar dor
ao longo do canal da Bexiga).
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 36 E, ponto Mar do canal do Estômago, tonifica Qi do
PRESCRIÇÃO
Estômago e alivia dor ao longo do canal do Estômago.
• A moxibustão sobre os pontos de acupuntura nas per­
MA HUANG TANG - COMBINAÇÃO DE MA HUANG nas pode aquecer canais e dispersar Vento-Frio Ex­
Ma Huang (Herba Ephedrae) : lOg. terno e, dessa maneira, aliviar dor.
Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi) : 1 0g.
MODIFICAÇÕES
Xing Ren (Semen A rmeniacae) : lOg.
Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): l Og. • Se houver cefaléia, acrescentar 20 VB e 7 P para re­
Duo Huo (Radix A ngelicae Pubescentis): l Og. gular circulação de Qi e aliviar cefaléia.
Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 6g. • Se houver torcicolo, acrescentar 21 VB e 1 0 B para
promover circulação de Qi e aliviar dor.
Explicações • Se houver dorsalgia, acrescentar 5 8 B, ponto de Co­
• Ma Huang promove sudorese e dispersa Frio. nexão, e 63 B, ponto de Acúmulo do canal da Bexiga,
• Gui Zhi auxilia Ma Huang a dispersar Frio e aquecer a fim de regular circulação de Qi e aliviar dor.
canais. Se houver dor articular, acrescentar alguns pontos
• Xing Ren auxilia Ma Huang a regular circulação do A h Shi locais para regular circulação de Qi e aliviar
Qi do Pulmão para eliminar Frio Externo. dor. O tratamento com moxa nesses pontos encon­
• Qiang Huo e Du Huo dispersam Vento-Frio para ali­ tra-se recomendado.
viar sintomas superficiais e cessar dor em todo corpo. • Se houver febre e aversão ao frio, acrescentar 1 4 VG
• Zhi Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos e 11 F para induzir sudorese e reduzir febre.
na prescrição.
Modificações Caso Clínico
• Se houver sudorese, remover Ma Huang e adicionar Uma mulher de 33 anos de idade queixava-se de dor em
lüg de Bai Shao (Radix Paeoniae Alba), 1 0g de Sheng todo corpo, a qual persistiu por 1 5 dias. A dor teve início
Jiang (Rhizama Zingiberis Recens) e lüg de Da Zao após ter adquirido um resfriado duas semanas antes.
(Fructus Ziziphi Jujubae) para harmonizar Yin e Yang Quando foi ao médico, ele prescreveu alguns analgési­
e aliviar dor. cos. Entretanto, ela não teve alívio da dor; então, solici-
48 Dor Corporal Generalizada

tou o tratamento por acupuntura. Quando chegou ao Explicações


departamento de acupuntura, apresentava febre baixa, • Qiang Huo, Du Huo, Fang Peng, Man Jing Zi e Gao
aversão ao frio sem sudorese, corpo todo dolorido, cefaléia, Ben promovem sudorese, dispersam Vento e eliminam
lombalgia, dor articular, extremidades frias, língua páli­ Umidade, a fim de aliviar dor.
da com saburra branca e pulso superficial. • Chuan Xiong tonifica circulação de Sangue e promo­
ve circulação de Qi nos canais.
Diagnóstico • Zhi Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
Invasão de Frio nos canais. na prescrição.
Princípio de Tratamento Modificações
Dispersar Frio Externo , aquecer canais e aliviar dor • Se houver cefaléia, adicionar 1 0g de Bai Zhi (Radix
no corpo. Angelicae Dahuricae) e 6g de Bo He (Herba Menthae)
para dispersar Vento e aliviar cefaléia. '.S
Tratamento por Acupuntura
Os pontos 4 IG, 7 P, 20VB, 34 VB e 58 B foram punturados
• Se houver edema das articulações, adicionar 10g de
Fang li (Radix Stephaniae Tetrandrae) e 15g de Fu
t
diariamente com método de redução. �
Ling (Poria) para eliminar Umidade e promover micção. �
• Se os músculos estiverem doloridos, adicionar 1 0g de �
Explicações Mu Gua (Fructus Chaenomelis) e 10g de Yi Yi Ren �
4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, e 7 P, (Seemen Coicis) para eliminar Umidade e regular a Ul
ponto de Conexão do canal do Pulmão , regulam a circulação de Qi.
circulação do Fígado e promovem a sudorese, a fim • Se houver sensação de peso no corpo, adicionar 10g
de dispersar Vento-Frio Externo dos canais. de Can Sha (Excrementum Bombycis Mori) e 15g de
• 20 VB, ponto de encontro do canal da Vesícula Biliar Ze Xie (Rhizama Alismatis) para promover micção e
e do canal Yang de Ligação, ele promove a circulação eliminar Umidade.
de Qi, dispersa Frio Externo e alivia cefaléia. • Se houver febre baixa, adicionar 6g de Huo Xiang
• 34 VB, ponto de Confluência sobre os tendões, pro­ (HerbaA gastachis) e 6g de Pei Lan (Herba Eupatorii)
move circulação de Qi e alivia dor. para promover sudorese e diminuir febre.
• 58 B, ponto de Conexão do canal da Bexiga, regula • Se houver inapetência, adicionar 1Og de Ban Xia
circulação de Qi e alivia dor. (Rhizoma Pinelliae) e 6g de Sha Ren (Fructus Amomi)
para secar Umidade e melhorar apetite.
Após o primeiro tratamento, a paciente apresentou leve
sudorese e sentiu-se aliviada da dor. A dor desapareceu Medicamentos Patenteados
completamente após o terceiro tratamento. Em consulta • Tian Ma Qu Feng Bu Pian - Formulação em Tablete
um ano mais tarde, ela relatou ter se livrado da dor des­ de Gastrodia para Dispersar Vento.
de o tratamento. • Feng Shi Pian - Tablete para Vento-Umidade.

Invasão de Vento-Umidade TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


• 7 P (Lieque), 6 TA (Zhigou), 6 BP (Sanyinjiao), 9 BP
SINAIS E SINTOMAS (Yinlingquan), 36 E (Zus anli), 34 VB (Yanglingquan)
Dor em todo corpo com uma sensação de peso, músculos e 60 B (Kunlun). O método de redução é utilizado em
doloridos e apresentando parestesia, cefaléia com uma tais pontos.
sensação de peso, articulações doloridas e edemaciadas,
febre baixa, inapetência, sede sem desejo para beber, fezes EXPLICAÇÕES
soltas e pegajosas, língua com saburra branca e pegajosa • 7 P, ponto de Conexão do canal do Pulmão, promove
e pulso profundo e deslizante. circulação de Qi e dispersa Vento-Umidade.
• 6 TA dispersa Vento, promove micção e elimina
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO Umidade.
Dispersar Vento, eliminar Umidade e aliviar dor. • 6 BP, ponto de cruzamento dos canais de Baço, Rim
e Fígado, e 9 BP, ponto Mar do canal do Baço, elimi­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO nam Umidade e ativam Baço.
PRESCRIÇÃO • 36 E, ponto do Mar Inferior do Estômago, regula Qi
do Estômago e elimina Umidade.
QIANG Huo SHENG SHI TAN - DECOCÇÃO DE
• 34 VB, ponto Mar do canal da Vesícula Biliar e ponto
NOTOPTERYGIUM PARA DISPERSAR UMIDADE de Confluência para os tendões, regula circulação de
• Qiang Huo (Rhizoma seu Radix Notopterygii): 10g Qi e alivia dor nos tendões.
• Duo Huo (Radix Angelicae Pubescentis): 1 0g • 60 B, ponto Rio do canal da Bexiga, promove circula­
• Gao Ben (Rhizama et R adix Ligustici): 1 0g ção de Qi e elimina Vento-Umidade.
• Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 10g
• Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 10g MODIFICAÇÕES
• Man Jing Zi (Fructus Viticis): 15g • Se houver febre baixa, adicionar 4 IG e 20 B para pro­
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 6g mover sudorese, eliminar Vento-Umidade e reduzir febre.
Dor em Todo o Corpo 49

• Se houver dor articular, adicionar 11 B, ponto de (Fructus Forsythiae) e 1Og de Jin Yin Hua (Fios Lonicerae)
Confluência para os ossos, 20 B e pontos A h Shi lo­ para eliminar Umidade-Calor e aliviar tumefação.
cais para regular circulação de Qi e aliviar dor. • Se houver constipação, adicionar 10g de Da Huang
• Se houver cefaléia, adicionar 20 VG e o ponto extra (Radix et Rhizoma Rhei) e lüg de Mang Xiao (Natrii
Taiyang para promover sudorese e aliviar cefaléia. Sulfas) para dispersar Fogo e promover evacuação.
• Se houver inapetência , adicionar 12 V C, ponto de
Coleta Anterior, e 20 B, ponto de Transporte Poste­ Medicamento Patenteado
rior do Estômago , para promover circulação de Qi • Gan Lu Xiao Du Dan - Pílula Especial do Orvalho
e melhorar apetite. Doce para Eliminar Toxina.
• Se houver parestesia nos músculos, adicionar 4 BP,
ponto de Conexão, para ativar Baço e Estômago e TRATAMENTO POR ACUPUNT URA
diminuir parestesia. 4 IG (Hegu), 7 P (Lieque), 5 TA (Waiguan), 4 F (Zhong­
feng), 9 BP (Yinlingquan) e 34 VB (Yanglingquan). Método
Invasão de Umidade-Calor de redução é utilizado em tais pontos.

SINAIS E SINTOMAS Explicações


Dor em todo corpo com início agudo ou dor crônica com • 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, elimi­
agravação aguda, sensação de calor e peso em todo cor­ na Umidade-Calor por meio da promoção da sudorese.
po, tumefação do corpo, agravação da dor por calor, alívio • 7 P, ponto de Conexão do canal do Pulmão, regula Qi
da dor por frio, lumbago, urina amarela e escassa, cons­ do Pulmão para eliminar Umidade-Calor.
tipação, febre e aversão ao frio, cefaléia, gosto amargo • 5 TA, ponto de Conexão do canal do Triplo Aquece­
na boca, sede, língua vermelha com saburra amarela e dor, promove circulação de Qi e alivia dor.
espessa, pulso deslizante e rápido. • 4 F, ponto Rio do canal do Fígado , elimina Umidade­
Calor nesse canal.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • 9 BP, ponto Mar do canal do Baço, remove Umidade­
Clarear Calor e eliminar Umidade. Calor por meio da promoção da micção.
• 34 VB, ponto Mar do canal da Vesícula Biliar e ponto
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
de Confluência sobre os tendões, regula circulação de
PRESCRIÇÃO Qi e elimina Umidade-Calor, a fim de aliviar a dor.
BAI Hu ]TA GUT ZHT TANG - DECOCÇÃO DE RAMULUS
Modificações
C!NNAMOMT DO TIGRE BRANCO
• Se houver febre, adicionar 1 1 IG e 14 VG para cla­
• Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 30g. rear Umidade-Calor e baixar febre por meio da indução
• Zhi Mu (Rhizama A nemarrhenae): 10g. da sudorese.
• Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi): l üg. • Se houver tumefação dos músculos, adicionar 6 BP e
• Qiang Huo (Rhizoma seu Radix Notopterygii): l üg. 6TA para eliminar Umidade-Calor e reduzir tumefação.
• Duo Huo (Radix A ngelicae Pubescentis): l üg. • Se houver articulações dolorosas, adicionar 11 B, 40
• Jing Mi (Semen Oryzae): 15g. B e alguns pontos Ah Shilocais para remoção da es­
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 6g. tagnação do Qi e alívio da dor.
Explicações • Se houver cefaléia, adicionar 20 VG e 20 VB para regular
circulação do Qi e aliviar cefaléia.
• Shi Gao e Zhi Mu dispersam Calor e reduzem Fogo. • Se houver constipação, adicionar 25 E, ponto de Co­
• Gui Zhi dispersam Vento e eliminam Umidade.
leta Anterior do Intestino Grosso, e 37 E, ponto Mar
• Qiang Huo e Du Huo auxiliam GuiZhia eliminar Vento
Inferior do Intestino Grosso, para promover evacuação.
e aliviar a dor em todo o corpo.
• Se houver lumbago, adicionar 23 B e 58 B para forta­
• Jing Mi e Zhi Gan Cao tonificam Qi e protegem o Qi
lecer região lombar e aliviar a dor.
do Estômago de ser acometido por outros fitoterápicos
Frios. Zhi Gan Cao também harmoniza as ações dos
outros fitoterápicos na prescrição. Estagnação do Qi do Fígado
Modificações SINAIS E SINTOMAS
• Se as articulações estiverem tumefeitas e doloridas, Dor crônica em todo o corpo, acompanhada por sensa­
adicionar 20g de Qing Feng Teng (Caulis Sinomenii), ção de distensão, agravada por emoções negativas, com
:;;:
'D
15g de Hu Zhang (Rhizama Polygoni Cuspidati) e 15 g cefaléia, tontura, insônia, irritab ilidade, palpitações,
::; de Luo Shi Teng (Caulis Trachelospermi) para disper- menstruação irregular, inapetência, plenitude gástrica,
� sar Vento, eliminar Umidade-Calor e aliviar dor. dor em baixo-ventre, língua vermelha com saburra branca
:;; • Se houver febre, adicionar l üg de Sheng Ma (Rhizama e pulso em corda.
: Cimicifugae) e 12g de Chai Hu (Radix Bupleuri) para
� dispersar Calor e aliviar dor. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Se houver tumefação do corpo, adicionar l üg de Ku Regular Qi do Fígado , remover estagnação de Qi e
Shen (Radix Sophorae Flavescentis), lüg de Lian Qiao aliviar dor.
50 Dor Corporal Generalizada

TRATAMENTO FITOTERÁPICO 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, regu­


la circulação de Qi para aliviar a dor.
PRESCRIÇÃO
• 6 BP, ponto de cruzamento dos três canais Yin da per­
XIAO YAO SAN - Pó LIVRE E RELAXADO na, é capaz de remover estagnação de Qi do Fígado e
• Chai Hu (Radix Bupleuri): lOg. acalmar a Mente.
• Bo He (Herba Menthae): 3g. • 36 E, ponto Mar do canal do Estômago, tonifica Qi do
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): lOg. Estômago e alivia a dor na perna.
• Yan Hu Suo (Rhizama Corydalis): 1 2g. MODIFICAÇÕES
• Bai Shao (Radix Paeoniae Alba) : 20g.
• Bai Zhu (Rhizoma Atractylodis Macrocephalae): lOg. • Se houver cefaléia ou tontura, adicionar 20 VB e 4 TA
• Fu Ling (Poria) : 1 5 g. para acalmar Fígado e cessar cefaléia.
• Sheng Jiang (Rhizoma Zingiberis Recens) : 5g. • Se houver inapetência, adicionar 1 2 VC e 3 BP para
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g. tonificar B aço e Estômago e melhorar apetite.
• Se houver menstruação irregular, adicionar 6 VC e 3 R
Explicações para regular menstruação.
• Chai Hu e Bo He regulam e promovem circulação do • Se houver insônia, adicionar 1 5 B e 7 C para acalmar
a Mente e melhorar o sono.
Qi do Fígado, a fim de remover a estagnação de Qi
• Se houver irritabilidade, adicionar 2 R e 8 C para regular
no Fígado.
circulação de Qi, acalmar a Mente e melhorar humor.
• Bai Shao e Dang Gui nutrem Sangue e fortalecem
Fígado. Esses dois fitoterápicos também são capazes
de aliviar diretamente a dor corporal. Caso Clínico
• Yan Hu Suo regula circulação de Sangue e alivia dor.
Uma mulher de 52 anos de idade apresentou dor em todo
• Bai Zh u, Fu Ling e Sheng Jiang tonificam Baço e
o corpo durante seis meses. A dor, a qual era migratória
Estômago. e mutável, ocorria especialmente quando se aborrecia ou
• Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos se estressava. Ela foi diagnosticada, em um hospital, como ;i
na prescrição. portadora de síndrome de menopausa. Além do tratamento t
Modificações medicamentoso ocidental, ela solicitou a acupuntura. Além -'...i
da dor em todo seu corpo, ela mencionou que apresen- �
• Se houver cefaléia ou tontura, adicionar 1 Og de Chuan tava menstruação irregular, lumbago, sudorese com sen- �
Xiong (Radix Ligustici Chuanxiong) e lüg de Qiang sação de calor ou frio, tontura, palpitações, irritabilidade
IJl
u,
Huo (Rhizama seu Radix Notopterygi) para regular e inapetência. Sua língua era vermelha e apresentava
circulação de Qi e aliviar cefaléia e tontura. saburra fina; o pulso era em corda.
• Se houver mau humor, adicionar l g de Xinag Fu
(Rhizama Cyperi) e l üg de Yu Jin (Radix Curcumae) Diagnóstico
para promover circulação de Qi do Fígado e remo­ Estagnação do Qi do Fígado e deficiência do Yin do Rim.
ver estagnação de Qi.
• Se houver menstruação irregular, adicionar 1 Og de Huai P rincípio de Tratamento
Niu Xi (Radix Achyranthis Bidentatae) e 1 Og de Yi Mu Regular Qi do Fígado, remover estagnação de Qi e nu­
Cao (Herba Leonuri) para regular a menstruação. trir Yin do Rim.
Medicamentos Patenteados
Tratamento Fitoterápico
• Xiao Yao Wan - Pílula Livre e Relaxada. XIAO YAON SAN - Pó LIVRE E RELAXADO PARA
• Shu Gan Wan - Pílula para Acalmar o Fígado.
REGULAR QI DO FÍGADO
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Chai Hu (Radix Bupleuri): lOg.
3 F (Taichong), 1 8 B (Ganshu), 6 CS (Neiguan), 20 VG • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): lOg.
(Baihui) , 4 IG (Hegu), 6 BP (Sanyinjiao) e 36 E (Zusanli). • Bai Shao (Radix Paeoniae Alb a) : 20g.
Utiliza-se método neutro em tais pontos. • Bai Zhu (Rhizama Atractylodis Macrocephalae): lOg.
• Fu Ling (Poria): 1 5g.
EXPLICAÇÕES • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g.
• 3 F, ponto Fonte e ponto Riacho do canal do Fíga­ • Yan Hu Suo (Rhizama Corydalis): 15g.
do, regula Qi do Fígado, a fim de aliviar a dor em • Yu Jin (Radix Curcumae): lOg.
todo o corpo. • Chu an Xiong (Radix Ligustici Chuanxiong): 6g.
• 1 8 B, ponto de Transporte Posterior do Fígado, é ca­
paz de regular Qi do Fígado para remover estagnação LIU WEJ DI HUANG WAN - PÍLULA DE SEIS SABORES DE

de Qi no Fígado. REHMANNIAE PARA NUTRIÇÃO DO YIN DO RIM


• 6 CS, ponto de Conexão do canal da Circulação-Se­ Dez pílulas, três vezes ao dia.
xualidade e ponto de Confluência do Vaso Yin de Li­
gação, regula circulação de Qi e acalma a Mente. Explicações
• 20 VG constitui o ponto padrão para acalmar Mente e • Chai Hu e Chuan Xiong regulam e promovem circulação
regular circulação de Qi. de Qi do Fígado para remover estagnação de Qi no Fígado.
Dor em Todo o Corpo 51

• Bai Shao e Dang Gui nutrem Sangue e tonificam Fí­ • Se houver agravação da dor à noite, adicionar 6g de
gado. Esses dois fitoterápicos também são capazes de Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi) e 3g de Xi Xin (Herba
aliviar diretamente a dor corporal. A s ari) para aquecer canais e aliviar dor.
• Bai Zhu e Fu Ling tonificam Baço e Estômago. • Se articulações estiverem doloridas, adicionar 20g
• Yan Hu Suo e Yu Jin regulam circulação do Qi do Fígado de Chu an Shan Long (Rhizoma Dioscorea) e 10g
e aliviam dor. de Jian g Huang (Rhizoma Curcumae Longae) para
• Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos regular circulação de Qi nos canais e aliviar dor
na prescrição. articular.
• Liu Wei Di Huang Wan nutre Yin do Rim e acalma Yang
do Fígado. Medicamentos Patenteados
• Yan Hu Suo Pian - Tablete de Rhizoma Corydalis.
A paciente tomou a decocção fitoterápica Xiao Yao • Xiao Huo Lua Dan - Pílula Especial de Tonificação
San (Pó Livre e Relaxado) e uma pílula patenteada de Menor dos Colaterais.
Liu Wei Di Huang Wan diariamente. Após 50 dias de
tratamento, sua dor corporal tinha desaparecido. Em TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
consulta dois anos depois, ela relatou estar livre da dor 4 IG (Hegu), 3 F (Taichong), 10 BP (Xuehai), 1 7 B (Geshu) ,
desde que completou o tratamento fitoterápico. 34 VB (Yanglingquan) e 36 E (Zusanli). Método de re­
dução é utilizado em tais pontos.
Estagnação do Sangue
EXPLICAÇÕES
SINAIS E SINTOMAS
• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, pro­
História de trauma ou cirurgia, dor no corpo de longa
duração com localização fixa, dor aguda com sensação move circulação de Qi e alivia dor em todo o corpo.
perfurante, dor articular, dor em todo corpo induzida por • 3 F é ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Fígado.
alteração de postura ou movimento, agravação da dor à O Qi consiste no guia para o Sangue; portanto, a melhora
noite, sede sem beber muito, língua violácea com saburra da circulação do Qi conduz a uma melhor circulação
branca e pulso profundo e áspero. de Sangue. 10 BP é o ponto padrão para tratar estag­
nação de Sangue e aliviar dor no corpo. 17 B é o ponto
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO de Confluência sobre o Sangue. Esses dois pontos são
Promover circulação de Sangue, remover estagnação de utilizados para promover circulação de Sangue e re­
Sangue e sedar dor. mover estagnação de Sangue.
• 34 VB, ponto de Confluência para os tendões, ali­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO via a dor. 36 E, ponto Mar do canal do Estômago,
PRESCRIÇÃO tonifica Qi e promove circulação de Sangue. Esses
SHEN TONG ZHU Yu TANG - PASSAGEM DO MERIDIANO dois pontos também são utilizados para aliviar dor
local no joelho.
• Qin Jiao (Radix Gentianae Macrophyllae): lOg.
• Hong Hua (Fios Carthami): lüg. MODIFICAÇÕES
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g. • Se houver dor aguda, adicionar 6 CS e 6 BP para pro­
• Qian g Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): lüg. mover circulação de Qi e aliviar dor.
• Xiang Fu (Rhizama Cyperi): lüg. • Se houver dor articular, adicionar alguns pontos A h
• Huai Niu Xi (Radix Achyranthis Bidentatae): l Og.
Shi locais e pontos d e Acúmulo dos canais envolvi­
• Tao Ren (Semen Persicae): lüg.
• Mo Yao (Resina Myrrhae): 6g. dos, a fim de promover circulação local de Sangue e
• Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis): 12g. eliminar estagnação de Sangue.
• Chuan Xiong (Radix Ligustici Chuanxiong): 6g. • Se houver dor induzida por movimento, adicionar
• Wu Ling Zhi (Faeces Trogopterorum): 9 g. 5 TA e 39 VB para ativar circulação local de Qi e
• Di Long (Lumbricus): lüg. cessar dor.
• Se houver agravamento da dor à noite, adicionar 7 C
Explicações e 6 R para promover circulação de Qi e Sangue e re­
• Qin Jiao, Qiang Huo e Xiang Fu promovem circula- mover estagnação de Sangue.
"' ção de Qi e aliviam dor.

J,
• Tao Ren, Hong Hua, Chuan Xiong, HuaiNiu Xi e Dang Deficiência do Qi e do Sangue

Gui removem estagnação de Sangue e aliviam dor.
"<t"
� • Mo Yao, Wu Ling Zhi e Di Long promovem circulação SINAIS E SINTOMAS
� de Sangue e removem estagnação de Sangue, a fim de Dor crônica em todo corpo, músculos doloridos, fadiga,
r aliviar a dor. respiração curta, tontura, sudorese espontânea ao esfor­
• Gan Cao harmoniza os fitoterápicos na prescrição. ço, aversão ao vento, inapetência, tez pálida, diarréia com
fezes soltas, língua pálida com saburra branca e pulso
Modificações fraco e em pena de pássaro.
• Se houver dor aguda, adicionar lüg de Yan Hu Suo
(Rhizama Corydalis) e lüg de Pu Huang (Pollen Typhae) PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
para intensificar o efeito de alívio da dor. Tonificar Qi e Sangue e aliviar dor.
52 Dor Corporal Generalizada

TRATAMENTO FITOTERÁPICO MODIFICAÇÕES


PRESCRIÇÃO • S e h ouver inapetência, acrescentar 12 VC e 3 BP para
Bu ZHONG YI QI TANG - DECOCÇÃO DE TONIFICAÇÃO regular Qi do Baço e melhorar apetite.
DO MEIO E B ENEFÍCIO DO QI
• Se houver tontura, adicionar 4 VC e 39 VB para toni­
ficar Qi e Sangue e aliviar tontura.
• Huang Qi (Radix A stragali seu Hedysari): 20g. • Se houver fadiga, adicionar moxibustão a 8 VC para
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 5g. tonificar Baço e aquecer Yang.
• Ren Shen (Radix Ginseng): lüg. • Se houver músculo dolorido, adicionar 4 10 e 34 VB
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis) : lüg. para regular circulação de Qí e aliviar dor.
• Ju Pi (Pericarpium Citri Reticulatae): 6g. • Se houver diarréia, adicionar 25 E e 9 BP para tonifi­
• Sheng Ma (Rhizama Cimicifugae): 3g. car Qi e cessar diarréia.
• Chai Hu (Radix Bupleuri) : 3g.
• Qin Jiao (Radix Gentianae Macrophyllae): I Og.
• Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 10g. Deficiência do Yin do Rim
• Bai Zhu (RhizomaAtractylodis Macrocephalae) : 10g.
SINAIS E SINTOMAS
Explicações Dor crônica em todo corpo, sensação quente nas palmas
• Ren Shen, Huang Qi, Bai Zhu e Zhi Gan Cao fortale­ das mãos e solas dos pés, lumbago, febre leve, sudorese
cem Baço e tonificam Qi de Baço e Estômago. noturna, boca seca, sede, inapetência, agitação, insônia,
• Sheng Ma e Chai Hu ascendem Yang-Qi. lassidão, tinido, constipação, língua de coloração ver­
• Dang Gui auxilia Chai Hu a regular Qi do Fígado para melho-escura com saburra fina ou ausência de saburra e
tonificar Sangue. pulso em pena de pássaro e rápido.
• Ju Pi promove circulação de Qi e fortalece Baço e
Estômago. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Qin Jiao e Fang Feng dispersam Vento e aliviam dor Nutrir Yin do Rim e aliviar dor.
corporal.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Modificações PRESCRIÇÃO
• Se houver dor muscular, acrescentar 1 Og de Qiang Huo LIU WEI DI HUANG WAN - PÍLULA DE SEIS SABORES DE
(Rhizama seu Radix Notopterygii) e lüg de Du Huo
REHMANNIAE
(Radix A ngelicae Pubescentis) para regular circula­
ção de Qi e aliviar dor. • Shu Di Huang (Radix Rehmanniae Praeparata): 24g.
• Se houver tontura, adicionar 1 Og de Tian Ma (Rhizama • Shan Zhu Yu (Fructus Corni): 12g.
Gastrodiae) e lüg de Man Jing Zi (Fructus Viticis) • Shan Yao (Rhizoma Dioscoreae) : 12g.
para regular circulação de Qi e aliviar tontura. • Fu Ling (Poria): 9g.
• Se houver inapetência, acrescentar 6g de ShaRen (Fructus • Mu Dan Pi (Cortex Moutan R adieis) : 9g.
Amomi) e lüg de Mu Xiang (Radix Aucklandiae) para • Ze Xie (Rhizama Alismatis) : 9g.
promover Qi do Baço e melhorar apetite. • Fang Feng (Radix Ledebouriellae): I O g.
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis) : lüg.
Medicamento Patenteado
• Shi Quan DaBu Wan-Pílula dosDez Grandes Tonificantes. Explicações
• Shu DiHuang, ShanZhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA e Essência de Fígado e Rim.
20 VG (Baihui), 6 BP (Sanyinjiao) , 6 V C (Qihai), 20 B • ZeXie promove micção e clareia Calor por Deficiência.
(Pis hu) , 23 B ( Shenshu) e 36 E (Zus anli). Método de • Mu Dan Pi resfria Sangue e ativa circulação de Sangue.
reforço é utilizado em tais pontos. Tratamento de • Fu Ling fortalece Baço e drena Umidade.
moxibustão é recomendado. • Dang Gui nutre Sangue e alivia dor.
• Fang Feng dispersa Vento e alivia dor.
EXPLICAÇÕES
• 20 VG, ponto de cruzamento de Vaso Governador e Modificações
canal da Bexiga, pode ascender Yang-Qi e tonificar • Se houver insônia, adicionar lüg de Suan Zao Ren
Órgãos Internos. (Semen Ziziphi Spinosae) e lüg de Wu Wei Zi (Fructus -o
-.J
• 6 V C tonifica Qi do Baço e produz Sangue. Schisandrae) para acalmar a Mente e melhorar o sono. 00
00
• 20 B é o ponto de Transporte Posterior do Baço e 23 • Se houver dor intensa, adicionar 1 Og de Fang li (Radix Y'-.J
B é o ponto de Transporte Posterior do Rim. Esses Stephaniae Tetrandrae) e 20g de Lao Guan Cao (Herba 'p'.
dois pontos em associação são capazes de tonificar Erodii seu Ceranii) para aliviar a dor. :;
Baço e Rim. • Se houver lombalgia, adicionar 1 Og de Xu Duang (Radix Y:
• 6 BP, ponto de cruzamento dos três canais Yin do pé, Dipsaci), 10g de Sang li Sheng (Ramulus Loranthi) e Ul

e 36 E, ponto Mar do canal do Estômago, tonificam l üg de Bai Shao (Radix Paeoniae Alba) para fortale­
Qi e produzem Sangue. cer Rim e aliviar dor lombar.
Dor em Todo o Corpo 53

• Se houver constipação, adicionar 15g de Sheng Di Huang TRATAMENTO FITOTERÁPICO


(Radix Rehmanniae) e 12g de Xuan Shen (Radix PRESCRIÇÃO
Scrophulariae) para tonificar Yin do Rim e lubrificar
Fu Zr TANG - DECOCÇÃO PREPARADA DE ACONITE
Intestino Grosso, a fim de aliviar a constipação.
• Zhi Fu Zi (Radix Aconiti Praeparata): 10g.
Medicamentos Patenteados • Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 30g.
• Liu Wei Di Huang Wan - Pílula dos Seis Sabores de • Fu Ling (Poria): 15g.
Rehmanniae. • Bai Zhu (Rhizoma Atractylodis Macrocephalae): l üg.
• Rhen Shen (Radix Ginseng): 10g.
• Qi lu D i Huang Wan - Pílula de Lycuim Fruit,
• Sang li Sheng (Ramulus Loranthi): 12g.
Chry santhemum e Rehmanniae.
Explicações
TRATAMENTO POR ACUPUNT URA
• Zhi Fu Zi e Sang li Sheng tonificam Yang do Rim e
3 F (Taichong), 3 R (Taixi), 7 R (Fuliu), 6 BP (Sanyinjiao), aquecem canais, assim como aliviam a dor.
3 VC (Zhongji), 18 B (Ganshu) e 23 B (Shenshu). O método • Fu Ling e Bai Zhu fortalecem Baço e eliminam Umidade.
de tonificação foi utilizado em tais pontos. • Bai Shao e Ren Shen tonificam Qi e melhoram a energia.
EXPLICAÇÕES Modificações
• 3 F, ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Fígado, • Se houver dor com sensação de frio, adicionar l üg de
nutre Yin do Fígado e alivia dor. Wu Zhu Yu (Fructu s) e 1 0g de Gui Zhi (Ramulus
• 3 R, ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Rim, e Cinnamomi) para aquecer Yang do Rim e aliviar dor.
7 R, ponto Rio e ponto Metal, nutrem Yin do Rim e • Se houver lombalgia, acrescentar 12g de Xu Duan (Radix
aliviam dor. Dipsaci) e l üg de Tu Si Zi (Semen Cuscutae) para to­
• 3 V C, ponto de Coleta Anterior do canal da Bexiga nificar Yang do Rim e aliviar dor na região lombar.
e ponto de cruzamento do Vaso Diretor e dos três • Se houver aversão ao frio, adicionar 1Og de Gan liang
canais Yin do pé, é geralmente utilizado no trata­ (R hiz oma Zingiberis) e 5 g de R ou Gui ( Cortex
mento para reforço. Cinnamomi) para aquecer canais e dispersar Frio.
• 6 BP, ponto de cruzamento dos canais de Baço, Rim e Medicamento Patenteado
Fígado, pode nutrir Yin e dispersar Fogo por Deficiência. • lin Gui Shen Qi Wan - Pílula do Qi do Rim.
• 18 B, ponto de Transporte Posterior do Fígado, e 23 B,
ponto de Transporte Posterior do Rim, nutrem Yin de TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
Rim e Fígado. 3 R (Taixi), 23 B (Shenshu), 4 VC (Guanyuan), 6VC (Qihai),
36 E (Zusanli) e 20 VG (Baihui). Método de reforço é
MODIFICAÇÕES utilizado em tais pontos. Moxibustão é recomendada.
• Se houver lumbago, acrescentar 36 B, 58 B e 62 B
EXPLICAÇÕES
para fortalecer a região lombar e aliviar a dor.
• Se houver tontura e lassidão, adicionar 3 BP, 20 VG e • 3 R é ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Rim.
4 VC para fortalecer o corpo e aliviar tontura. 23 B é ponto de Transporte Posterior do Rim. Esses
• Se houver insônia, adicionar 7 C e 20 VG para acal­ dois pontos são utilizados para tonificar Yang do Rim,
mar Mente e melhorar sono. aquecer canais e aliviar a dor.
• Se houver inapetência, adicionar 12 VC e 3 BP para • 4 VC e 6 VC tonificam Yang, aquecem o corpo e re­
movem Frio do interior.
ativar Baço e Estômago, regular Qi no liao Médio e
• 3 6 E, ponto Mar do canal do Estômago, tonifica Qi e
melhorar apetite. alivia dor.
• Se houver constipação, adicionar 25 B, ponto de • 20 VG ascende Yang-Qi e melhora energia.
Transporte Posterior do canal do Intestino Grosso, • O tratamento com a moxibustão possui um forte efei­
e 37 E, ponto do Mar Inferior do canal do Intestino to no aquecimento do Yang e promove a circulação de
Grosso, para regular Qi no Intestino Grosso e pro­ Qi para aliviar a dor em todo o corpo.
mover evacuação.
MODIFICAÇÕES

Deficiência do Yang do Rim Se houver dor com sensação de frio, adicionar


moxibustão em 8 VC para aquecer canais, dispersar
SINAIS E SINTOMAS Frio e aliviar dor.
• Se houver lombalgia, adicionar 25 B e 58 B para har­
� Constituição deficiente ou doença crônica, dor em todo monizar colateral e aliviar dor lombar.
� corpo com sensação de frio, lassidão, aversão ao frio, • Se houver tontura, adicionar 20 VB e 39 VB para to­
� extremidades frias, tez pálida, micção freqüente (espe­ nificar Sangue e aliviar tontura.
:;;; cialmente à noite), lombalgia, língua pálida com saburra • Se houver lassidão, adicionar 3 BP e 20 B para toni­
l branca e pulso profundo e em pena de pássaro. ficar Qi e fortalecer corpo.
• Se houver inapetência, acrescentar 12 V C e 4 BP para
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO tonificar Qi do Estômago, regular Qi do Baço e me­
Tonificar Rim, aquecer canais e aliviar dor. lhorar apetite.
9
978-85-7241 -765-5

'Dor Vni[atera[

A dor unilateral é a dor em um dos lados d o corpo, incluindo aquela presente em articulações,
tendões e músculos; pode ser acompanhada de agitação, insônia, sudorese, fadiga ou até mesmo
hemiplegia. De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a dor unilateral pode ser
causada por distúrbio dos Órgãos Internos ou acometimento dos canais. Muitos fatores podem
conduzir à dor em um dos lados do corpo, incluindo a invasão dos canais por Vento Externo,
obstrução por Vento e Fleuma, estagnação do Qi do Fígado, deficiência de Qi e estagnação de
Sangue, além de deficiência do Yin de Fígado e Rim.
A dor unilateral pode ser atribuída a qualquer um dos seguintes distúrbios na medicina oci­
dental: resfriado comum, influenza, poliomielite, polirnialgia, reumatismo, depressão, síndrome
da fadiga crônica, infarto cerebral e hemorragia cerebral.

Etiologia e Patologia

Invasão dos Canais por Vento Externo


Vento Externo constitui um dos fatores causais mais comuns na dor unilateral. O Vento existe
como um fator patogênico que é capaz de invadir rapidamente o corpo em qualquer estação.
Quando invade o corpo, induz uma desarmonia entre os sistemas de Qi Defensivo e Nutritivo.
O resultado disso é que o Qi Defensivo não é capaz de distribuir os Fluidos Corporais livre­
mente; então, os Fluidos Corporais não são capazes de permanecer completamente no interior
dos canais. Portanto, Qi e Sangue não são capazes de circular livremente para nutrir o corpo
e ocorre a dor unilateral. Além disso, invasão de Vento Externo pode causar estagnação de Qi
em canais, músculos e tendões, o que, em um estágio tardio, causa estagnação de Sangue,
resultando em dor unilateral.

Obstrução por Vento e Fleuma


A ingestão excessiva de alimento doce ou gorduroso pode acometer Baço e Estômago, condu­
zindo facilmente à formação de Umidade-Fleuma Interna. Fleuma constitui um fator patogênico
Yin essencial, o qual pode circular juntamente com o Qi, alcançando todo o corpo. Fleuma pode
também obstruir a circulação de Qi e causar estagnação em canais, tendões e m úsculos.
Vento é um fator patogênico que ataca facilmente os níveis superficiais do corpo humano.
Quando o Vento ataca em combinação com a Fleuma, a circulação de Qi e Sangue será geralmen­
te obstruída, resultando em estagnação de Qi e Sangue; então, ocorre dor unilateral.

Estagnação do Qi do Fígado
O Fígado regula a circulação de Qi e armazena o Sangue. As emoções estão intimamente relacionadas
à função do Fígado, e as emoções negativas, como raiva, estresse e frustração, podem causar estag-

55
56 Dor Corporal Generalizada

nação do Qido Fígado, o que, por sua vez, causa disfunção • Dor que ocorre durante o período da menstruação é geral­
da circulação de Sangue. Quando tendões e músculos não mente causada por estagnação ou deficiência de Sangue.
são nutridos adequadamente, a dor unilateral ocorre. • Se a dor iniciar ou agravar quando o paciente se sente
aquecido ou se encontra em ambiente aquecido, a
deficiência de Yin é geralmente a causa.
Deficiência do Qi e • Se a dor iniciar ou agravar sob estresse ou outras con­
Estagnação do Sangue dições, ela é geralmente decorrente de estagnação do
Qi do Fígado.
Múltiplos trabalhos de parto, doenças crônicas e esforço • Dor que inicia após trauma, cirurgias, acidentes vas­
físico excessivo consomem Qi e podem causar deficiên­ culares cerebrais ou outras doenças é geralmente cau­
cia de Qi. O Qi é a força que promove o livre fluxo de sada por estagnação de Qi e Sangue.
Sangue no corpo, e se for insuficiente, a circulação de Sangue • Se a dor ocorrer ou agravar à noite, ela é geralmente de­
irá se tornar mais lenta e, mais tarde, eventualmente corrente de estagnação de Sangue ou deficiência de Yin .
estagnar, ocorrendo dor unilateral.
Diferenciação dos Sintomas Subjacentes
Deficiência do Yin do Fígado • Dor acompanhada por febre , aversão ao frio e dor
nas extremidades é geralmente decorrente de inva­
e do Rim são de Vento Externo.
• Dor com irritabilidade ou mau humor é geralmente
Constituição deficiente, idade avançada e excesso da ati­
causada por estagnação do Qi do Fígado.
vidade sexual podem consumir Yin do Rim. Como Fíga­
• Dor acompanhada por parestesia e sensação de peso é
do e Rim compartilham a mesma origem, a deficiência
geralmente causada por Vento-Fleuma.
do Yin do Rim pode causar deficiência do Yin do Fígado.
Como resultado, existe deficiência de Yin e Sangue nos • Quando a dor está associada com fadiga, palpitação
canais para nutrir tendões e músculos, ocorrendo dor. e lábios pálidos , ela é geralmente decorrente de
Muitos casos crônicos com dor unilateral são decorren­ deficiência de Qi.
tes de deficiência de Yin de Fígado e Rim. • Deficiência de Yin geralmente causa dor com sensação
de calor e tontura. Dor com sensação aguda ou perfurante
é geralmente causada por estagnação de Sangue.
Tratamento com Base na
Diferenciação Tratamento
Antes que a diferenciação seja realizada, é importante Invasão dos Canais por Vento Externo
realizar um exame geral do paciente. Deve-se dispensar
atenção especial às seguintes características da dor uni­ SINAIS E SINTOMAS
lateral: qualidade, sintomas subjacentes e fatores que Febre, aversão ao frio, sudorese ou ausência de sudorese,
causam o início da dor, que a aumentam e a diminuem. dor unilateral no tronco, cefaléia, torcicolo, dor articular
unilateral nas extremidades, dor no dorso , ausência de
sede, urina clara, língua pálida com saburra branca e pulso
Diferenciação flutuante e em corda.
Diferenciação da Qualidade da Dor PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Dor aguda com aversão ao frio é geralmente decor­ Dispersar Vento Externo, regular Qi Defen_sivo e Nutri- �
rente de invasão de Vento Externo. 00
tivo e aliviar dor.
-
v,
• Estagnação do Qi do Fígado geralmente causa dor
crônica com distensão e migração. TRATAMENTO FITOTERÁPICO '
• Dor perfurante com localizações fixas e nodulações PRESCRIÇÃO
ou massas palpáveis é geralmente decorrente de es­
tagnação de Sangue. GUI ZHI TANG - DECOCÇÃO DE RAMO DE C!NNAMON
• Dor com parestesia e sensação pesada é geralmente • Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi): 10g.
causada por Vento-Fleuma. • Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): l üg.
• Dor leve com sensação de queimação geralmente de­ • Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 6g.
corre de deficiência de Yin. • Sheng Jiang (Rhizama Zingiberis) : l üg.
• Da Zao (Fructus Ziziphi Jujubae): 6g.
Diferenciação de Ocorrência, • Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): l Og.
Agravação e Alívio da Dor Unilateral Explicações
• Dor que se inicia ou se agrava quando o paciente sen­ • Gui Zui aquece canais, dispersa Vento e fortalece Qi
te frio ou após sudorese é geralmente decorrente de Defensivo. Bai Shao nutre Sangue, seca Fluidos Cor­
invasão de Vento Externo. porais e tonifica Yin no sistema Nutritivo. Esses dois
Dor Unilateral 57

fitoterápicos em associação harmonizam Qi Defensi­ • Se houver cefaléia, adicionar 20 VB e 7 P para pro­


vo e Nutritivo. mover circulação de Qi e aliviar cefaléia.
• Qiang Huo auxilia Gui Zhi a promover sudorese e • Se houver dorsalgia, acrescentar 2 1 VB e 23 B para
dispersar Vento-Frio. regular circulação de Qi e aliviar dor.
• Sheng Jiang auxilia Gui Zhi a dispersar Vento Externo
e fortalecer a função do Estômago. Obstrução por Vento e Fleuma
• Da Zao auxilia Gui Zhi a nutrir Yin e Sangue. Também
pode fortalecer Baço e promover Qi do Baço. SINAIS E SINTOMAS
• Zhi G an Cao harmoniza as funções dos outros Dor unilateral com sensação de peso, membros com falta
fitoterápicos utilizados na prescrição.
de coordenação motora ou até mesmo paralisados do
";>
� Modificações mesmo lado do corpo, músculos doloridos ou apresen­
...... • Se houver cefaléia, adicionar 6g de Chuan Xiong (Radix
tando parestesia, tontura com sensação de peso, náusea,
� articulações dolorosas e edemaciadas, inapetência, ple­
r-;- Ligustici Chuanxiong) para eliminar Vento na cabeça.
V) nitude gástrica, fezes soltas e gordurosas, língua com
00 • Se houver torcicolo, adicionar 1 5 g de Ge Gen
saburra branca e gordurosa e pulso deslizante e em corda.
(Radix P uerariae) para nutrir tendões e regular a
circulação de Qi. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Se houver dor intensa com sensação de frio, adicionar
l üg de Gan Jiang (Rhizama Zingiberis Officinalis) e Dispersar Vento, eliminar Fleuma e aliviar dor.
lüg de Yan Hu Suo (Rhizoma Corydalis) para aquecer TRATAMENTO FITOTERÁPICO
canais e aliviar dor.
• Se houver dor articular, adicionar 1Og de Du Huo (Radix PRESCRIÇÃO
Angelicae Pubescentis) e 20g de Chuan Shan Long BAN XIA BAI ZHV TIAN MA TANG - DECOCÇÃO DE
(Rhizama Dioscorea Nipponicae) para eliminar Vento PINELLIA-ATRACTYLODES-GASTRODIA
Externo e aliviar dor.
• Tian Ma (Rhizoma Gastrodiae): l Og.
Medicamento Patenteado • Bai Zhu (RhizamaAtractylodis Macrocephalae): lOg.
• Ban Xia (Rhizoma P inelliae): l O g.
• Jing Fang Bai Du Pian - Tablete de Schizanepeta e
• Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): l Og.
Ledebouriella para Resolver Toxina Patogênica.
• Chen Pi (Pericarpium Citri Reticulatae): 10g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Fu Ling (Poria): 20g.
4 IG (Hegu), 5 TA (Waiguan), 34 VB (Yanglingquan), • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g.
36 E (Zusanli) , 58 B (Feiyang) , 60 B (Kunlun) e 63 B • Sheng Jiang (Rhizama Zingiberis Recens): 6g.
(]inmen). Método de redução é utilizado em tais pontos. • Da Zao (Fructus Ziziphi Jujubae): 6g.

EXPLICAÇÕES Explicações
• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, regu­ • Tian Ma acalma Fígado e elimina Vento-Fleuma
la Qi e promove sudorese. 5 TA, ponto de Conexão do • Ban Xia, Bai Zhu e Fu Ling fortalecem Baço, secam
canal do Triplo Aquecedor, regula circulação de Qi e Umidade e resolvem Fleuma.
alivia dor. Esses dois pontos em combinação aliviam • Qiang Huo elimina Umidade-Fleuma nos músculos e
a dor no braço. resolve dor e parestesia nos músculos.
• 34 VB, ponto Mar do canal da Vesícula Biliar, alivia • Chen Pi regula Qi e resolve Fleuma.
dor ao longo do canal. Também constitui o ponto de • Sheng Jiang , Gan Cao e D an Zao reforça Baço e
Confluência sobre os tendões, regulando a circulação Estômago
de Qi nos tendões. Modificações
• 36 E, ponto Mar do canal do Estômago, regula cir­
culação de Qi e alivia dor. 60 B, ponto Rio, regula • Se houver tontura, adicionar lüg de Man Jing Zi (Fructus
circulação de Qi no canal da Bexiga, dispersa Vento Viticis) e lüg de Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuan­
Externo e alivia dor. xiong) para acalmar Vento do Fígado e aliviar tontura.
• 58 B, ponto de Conexão do canal da Bexiga, e 63 B, • Se houver tumefação das extremidades, adicionar 1Og
ponto de Acúmulo, promovem circulação de Qi no canal de Tong Cao (Medulla Tetrapanacis) e 6g de Gui Zhi
e aliviam a dor. (Ramulus Cinnamomi) para aquecer canais e elimi­
nar Fleuma.
MODIFICAÇÕES • Se houver membros doloridos e apresentando parestesia,
• Se houver febre, adicionar 14 VG e 11 IG para pro­ adicionar l üg de Chang Pu (Rhizama Acori Graminei)
mover sudorese e reduzir febre. e 1Og de Yuan Zhi (Radix Polygalae) para eliminar Vento­
• Se houver torcicolo, adicionar 20 VB e 10 B para Fleuma e regular circulação de Qi nos canais.
promover circulação de Qi e aliviar dor. • Se houver náusea ou mesmo vômito, adicionar l üg de
• Se as articulações estiverem dolorosas e edemaciadas, Guang Mu Xiang (Radix Saussureae Lappae) e 10g
adicionar 34 V B e 9 BP para eliminar Umidade e de Dan Nan Xing (Arisaema cum Bile) para resolver
aliviar edema. Fleuma e descender Qi.
58 Dor Corporal Generalizada

• Se houver paralisia dos membros, adicionar 1 0 g de PRINCÍPIO DE TRATAMENTO


Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis), lüg de Tao Ren Acalmar Fígado, regular Qi do Fígado e aliviar dor.
(Semen Persicae) e 6g de Shui Zhi (Hirudo) para re­
mover estagnação de Sangue. TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Medicamento Patenteado PRESCRIÇÃO

• Tian Ma Qu Feng Bu Pian - Formulação em Tablete XIAO YAO SAN - Pó LIVRE E RELAXADO
de Gastrodia para Dispersar Vento. • Chai Hu (Radix Bupleuri): 1 0 g.
• Dang Gui (Radix An gelicae Sinensis): 10g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
• Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 20g.
4 1G (Hegu) , 6 CS (Neiguan), 20 VB (Fengchi), 6 BP • Bai Zhu (Rhizoma Atractylodis Macrocephalae): 1 0g.
(Sanyinjiao) , 3 F (Taichong), 36 E (Zusanli) e 34 VB (Yang­ • Fu Ling (Poria): 1 5 g.
lingquan). Método de redução é utilizado em tais pontos. • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g.
EXPLICAÇÕES
• Bo He (Herba Menthae): 5 g.
• Sheng Jiang (Rhizama Zingiberis Recens): 5 g.
• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, regu­
la Qi e elimina Fleuma para aliviar dor. Explicações
• 6 CS, ponto de Conexão do canal da Circulação-Se­ • Bai Shao e Dang Gui nutrem o Sangue no Fígado e
xualidade, promove circulação de Qi. acalmam e fortalecem o Fígado, para fortalecer sua
• 20 VB, ponto de reunião de Vesícula Biliar e Vaso Yang função fisiológica.
de Ligação, é muito eficaz para dispersar Vento no • Chai Hu e Bo He regulam e promovem a circulação
Aquecedor Superior. de Qi do Fígado e removem a estagnação de Qi no
• 6 BP, ponto de reunião dos canais de Baço, Rim e Fígado, Fígado. Esses dois fitoterápicos também podem ali­
regula circulação de Qi e Sangue e elimina Fleuma. viar a dor corporal diretamente.
• 3 F, ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Fígado, • Bai Zhu, Fu Ling e Sheng Jiang tonificam o Baço e o
promove circulação de Qi e elimina a Fleuma para Estômago.
cessar dor. • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
36 E, ponto Mar Inferior do canal do Estômago, toni­ na prescrição.
fica Qi do Estômago e elimina Fleuma.
• 34 VB, ponto de Confluência sobre os tendões, regula Modificações
circulação de Qi e alivia dor. • Se houver enxaqueca, adiciona-se Chuan Xiong (Rhizama
MODIFICAÇÕES
Ligustici Chuanxiong) 1 0g e Xiang Fu (Rhizoma Cyperi)
10g para regular o Qi do Fígado e aliviar a dor.
• Se houver tontura, adicionar 20 VG e 8 E para promo­ • Se houver uma dor aguda, adiciona-se Yan Hu Suo
ver circulação de Qi e eliminar Vento. (Rhizama Corydalis) 10g e Mo Yao (Resina Myrrhae)
• Se houver edema de membros, adicionar 6 TA, 9 BP 10g para intensificar a eficácia da prescrição quanto
e 39 E para promover circulaç ão de Qi, elimi nar '°
ao alívio da dor. �
Umidade e aliviar edema. • Se houver dor abdominal em hipogástrio, acrescenta- 2;;
• Se houver sensação de plenitude no Estômago, acres­ se Wu Yao (Radix Linderae) 5 g e Ju He (Semen Citri �
centar 12 VC, ponto de Coleta Anterior do canal do Reticulatae) 1 0g para regular a circulação de Qi em
Estômago, e 4 BP, ponto de Conexão do canal do Baço, .'.o
hipogástrio e aliviar a dor. �
para promover circulação de Qi e melhorar apetite. • Se houver menstruação irregular, adiciona-se Xiang v.
• Se os membros se apresentarem doloridos e com Fu (R hizoma Cyperi) 10 g, Hu a Niu Xi (Radix
parestesia, adicionar 1 BP e 21 BP para promover A chyranthis Bidentatae) 1 0g e Yi Mu Cao (Herba
circulação de Qi e eliminar Vento-Fleuma. Leonuri) 1 Og para promoverem a circulação de Qi e
• Se houver inapetência, acrescentar 3 BP e 20 B para regularem a circulação de Sangue.
ativar Baço e melhorar apetite.
• Se houver náusea ou vômito, adicionar 21 B e 40 E Medicamentos Patenteados
para regular circulação de Qi no canal do Estômago e • Xiao Yao Wan - Pílula Livre e Relaxada.
cessar vômito. • Shu Gan Wan - Pílulas para Acalmar o Fígado.

Estagnação do Qi do Fígado TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


5 TA (Waiguan), 6 CS (Neiguan), 1 8 B (Gangshu), 6 BP
SINAIS E SINTOMAS (Sanyinjiao), 3 F (Taichong) e 4 1 VB (Zulinqi). O méto­
Dor unilateral com sensação de distensão não é palpá­ do neutro é utilizado em tais pontos.
vel. A dor inicia após distúrbio emocional e pode ser
agravada por mau humor. Insônia, irritabilidade, enxa­ EXPLICAÇÕES
queca, menstruação irregular, inapetência, sensação de • 5 TA, ponto de Conexão, e 4 1 VB, ponto de Confluên­
plenitude gástrica, dor em baixo-ventre, língua verme­ cia do Vaso Governador, promovem a circulação de
lha com saburra branca e pulso em corda. Qi nos canais Yan g Menores e aliviam dor unilateral.
Dor Unilateral 59

• 6 CS, ponto de Conexão do Pericárdio e ponto de • Bai Zhu e Fu Ling tonificam Baço e Estômago.
Confluência do Vaso Yin de Ligação, regula circula­ • Yu Jin auxilia Chai Hu a regular Qi do Fígado e
ção de Qi e remove estagnação de Qi. aliviar dor.
• 18 B, ponto de Transporte Posterior do Fígado, regula • Yan Hu Suo regula circulação de Qi e Sangue e alivia dor.
circulação de Qi e remove estagnação de Qi. • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
• 6 BP, ponto de reunião dos três canais Yin do pé, re­ utilizados nessa prescrição.
gula Qi e remove estagnação de Qi.
• 3 F, ponto Fonte e ponto Riacho do canal do Fígado, Após o tratamento fitoterápico, a dor no lado direito de
pode regular Qi do Fígado e aliviar dor. seu corpo foi aliviada dentro de cinco semanas. Dois anos
mais tarde, ela relatou que o problema não havia ressurgido.
MODIFICAÇÕES
• Se houver dor em hipocôndrio, adicionar 14 F, ponto
de Coleta Anterior do Fígado, e 40 VB para regular
Deficiência do Qi e Estagnação do Sangu.e
circulação de Qi e aliviar dor. SINAIS E SINTOMAS
• Se houver dor em hipogástrio, acrescentar 29 E e 8 BP,
ponto de Acúmulo do canal do Baço, para regular Dor corporal unilateral com fraqueza, membros dolori­
circulação de Qi e aliviar dor. dos e parestesia, apresentando algumas vezes dor
• Se houver menstruação irregular, acrescentar 9 BP e perfurante em m úsculos, hemiplegia, rigidez articular,
3 R para regular menstruação. atrofia muscular, lombalgia, palpitação, cefaléia, tontu­
• Se houver insônia, adicionar 20 V G, 7 C e 15 B para ra, fadiga, respiração curta, inapetência, fezes soltas ou
acalmar Mente e melhorar sono. diarréia, língua pálida com saburra branca e pulso pro­
• Se houver irritabilidade, adicionar 2 F e 6 C para re­ fundo e em pena de pássaro.
gularFígado, clarear Calor no Fígado e melhorar humor. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Tonificar Qi, promover circulação de Sangue e remover
Caso Clínico estagnação de Sangue.
Uma mulher de 4 1 anos de idade sofria de dor unilateral TRATAMENTO F/TOTERÁPICO
há dois anos. Ela reclamava de dor com dormência do
� lado direito de seu corpo quando se sentia estressada ou
v;i PRESCRIÇÃO
'.2 zangada. Algumas vezes, a dor ocorria antes do ciclo Bu YANG HUAN Wu TANG - DECOCÇÃO PARA TONIFICAR
;:!; menstrual. Ela foi submetida a vários exames; contudo, YANG E RESTAURAR CINCO DÉCIMOS
:;; não foi descoberta nenhuma doença orgânica. Além de
l dor unilateral, ela sofria de cefaléia, menstruação irre­ • Huang Qi (Radix Astragali seu Hedysari): 30g.
� gular, inapetência e parestesia na língua. Sua língua era • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 12g.
vermelha com saburra branca. Seu pulso era em corda. • Chi Shao (Radix Paeoniae Rubrae): I Og.
• Chuan Xiong (Radix Ligustici Chuanxiong).
Diagnóstico • Tao Ren (Semen Persicae): I Og.
Estagnação do Qi do Fígado. • Hong Hua (Fios Carthami) : I Og.
• Di Long (Lumbricus): I Og.
Princípio de Tratamento Explicações
Regular Qi do Fígado e remover estagnação de Qi nos canais.
• Hu ang Qi com alta dosagem tonifica Qi e promove
Tratamento Fitoterápico Qi e circulação.
PRESCRIÇÃO
• Chuan Xiong auxilia Huang Qi a promover a circula­
ção de Qi e Sangue.
XIAO YAO SAN - Pó LIVRE E RELAXADO • Dang Gui, Chi Shao, Tao Ren, Hong Hua e Di Long
• Chai Hu (Radix Bupleuri): IOg. tonificam a circulação de Sangue, removem estagna­
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): I Og. ção de Sangue e aliviam dor.
• Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 20g.
• Bai Zhu (RhizomaAtractylodis Macrocephalae) : I Og. Modificações
• Fu Ling (Poria): 15g. • Se houver hemiplegia, adicionar 10g de Du Zhong
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): S g. (Cortex Eucomiae), I Og de D an Shen (Radix Salviae
• Bo He (Herba Menthae): 3g. Miltiorrhizae) e 1Og de Rou Gui (Cortex Cinnamomi)
• Yu Jin (Radix Curcumae) : I Og. para tonificar Rim e fortalecer membros.
• Yan Hu Suo (Rhizoma Corydalis): IOg. • Se houver fadiga e tontura, adicionar 10g de Gou li
(Rhizoma Cibotii Barometz) e 1Og de Dang Shen (Radix
Explicações Codonopsis Pilosulae) para tonificar Qi e nutrir Yin, a
• Chai Hu e Bo He regulam e promovem a circulação do fim de aliviar tontura.
Qi do Fígado e removem estagnação do Qi no Fígado. • Se houver dor articular, adicionar 1Og de Gui Zhi
• Bai Shao e D ang Gui nutrem Sangue e fortalecem (Ramulus Cinnamomi), I Og de Yan Hu Suo (Rhizoma
Fígado. Esses dois fitoterápicos também podem ali­ Corydalis) e 10g de Sang Zhi (Ramulus Mori) para
viar a dor corporal diretamente. promover circulação de Qi e aliviar dor.
60 Dor Corporal Generalizada

• Se houver inapetência, acrescentar 1Og de Chen Pi Tratamento por Acupuntura


(Pericarpium Citri Reticulatae) e l üg de Mu Xiang Os pontos 4 IG, 5 TA, 12 VC, 36 E, 6 BP, 3 F e 17 B foram
(Radix A ucklandiae) para regular Qi do Estômago e selecionados. O tratamento foi administrado uma vez ao dia,
melhorar apetite. em dias alternados. Método neutro foi utilizado em tais pontos.
Medicamento Patenteado Explicações
• Xiao Huo Luo Dan - Pílula Especial de Tonificação • 4 IG é o ponto Fonte do canal do Intestino Grosso.
Menor dos Colaterais. 5 TA é o ponto de Conexão do canal do Triplo Aque­
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
cedor. Esses dois pontos em associação promovem cir- ;l
culação de Qi e aliviam dor no braço esquerdo. oo
4 1G (Hegu), 5 TA (Waiguan), 17 B (Geshu), 12 VC • 12 VC é o ponto de Coleta Anterior dos órgãos Fu. 36 E Y'
_,
(Zhongwan), 36 E (Zusanli), 3 F (Taichong) e 10 BP é o ponto do Mar Inferior do Estômago. Esses dois
N
.i,..

(Xuehai). Método de reforço é utilizado em tais pontos. pontos em associação tonificam Qi do Baço e promo- c3;
vem circulação de Qi e Sangue. �
EXPLICAÇÕES
• 6 BP é o ponto de reunião dos três canais Yin do pé.
• 4 IG, ponto Fonte, regula circulação de Qi e alivia dor. 3 F é ponto Riacho ou ponto Fonte do canal do Fíga­
• 5 TA, ponto de Conexão, promove circulação de Qi e do. Esses dois pontos em associação promovem cir­
remove estagnação de Sangue. culação de Sangue e removem estagnação de Sangue,
• 17 B, ponto de Confluência sobre o Sangue, promove de maneira a aliviar a dor no lado esquerdo da perna.
circulação de Sangue e remove estagnação de Sangue. • 17 B, ponto de Confluência sobre o Sangue, regula
• 12 VC, ponto de Confluência sobre os órgãos Fu, promove circulação de Sangue e remove estagnação de Sangue.
circulação de Sangue e remove estagnação de Sangue.
• 36 E, ponto Mar Inferior do Estômago, tonifica Qi e Após dois meses de tratamento, a dor no lado esquerdo
promove circulação de Sangue. do corpo do paciente tinha desaparecido. Ele foi visita­
• 3 F consiste no ponto Riacho e no ponto Fonte do canal do um ano mais tarde e disse não haver tido nenhuma
do Fígado. O Qi é o guia para o Sangue; então, 3 F é dor após o tratamento por acupuntura.
utilizado para regular circulação de Qi, de maneira a
promover circulação de Sangue.
• 10 BP é o ponto de escolha para o tratamento da es­ Deficiência do Yin do Fígado e do Rim
tagnação de Sangue, acarretando alívio da dor. SINAIS E SINTOMAS
MODIFICAÇÕES Dor corporal unilateral, tontura, palpitações, febre baixa,
• Se houver cefaléia ou tontura, adicionar 20 VG e 20 VB sudorese noturna, lassidão, insônia, tinido, parestesia dos
para regular circulação de Qi e aliviar dor ou tontura. membros, hemiplegia, lumbago, boca seca, inapetência, cons­
• Se houver parestesia dos membros, adicionar 3 BP e tipação, menstruação escassa com coloração pálida, língua
6 BP para regular circulação de Qi e aliviar parestesia. vermelha com saburra fina, pulso rápido e em pena de pássaro.
• Se houver fadiga, adicionar 4 V C e 6 VC para tonifi­
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
car Qi e Sangue e aumentar energia.
• Se houver palpitações, adicionar 6 CS e 3 C para pro­ Nutrir Yin de Fígado e Rim e aliviar dor.
mover circulação de Qi e acalmar a Mente.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
• Se houver hemiplegia, acrescentar 11 IG, 30 VB e 34
VB para promover circulação de Qi e Sangue na região. PRESCRIÇÃO
• Se houver inapetência, adicionar 4 BP para regular QI lV DI HUANG WAN - PÍLULA DE LYCUIM FRUIT,
circulação de Qi e promover apetite. CHRYSANTHEMVM E REHMANNIA
• Gou li Zi (Fructus Lycii): l üg.
Caso Clínico • lu Hua (Flos Chrysanthemi): 6g.
Um homem de 66 anos de idade havia sofrido infarto • Shu Di Huang (Radix Rehmanniae Praeparata): 20g.
cerebral há três meses. Desde então, ele apresentava • Shan Zhu Yu (Fructus Corni): 12g.
hemiplegia com dor no lado esquerdo do corpo. Seus • Shan Yao (Rhizama Dioscoreae): 1 2g.
membros do lado esquerdo apresentavam parestesia e havia • Fu Ling (Poria): 9g.
leve edema. Ele também se sentia fraco, tonto e estava • Mu Dan Pi (Cortex Moutan R adieis): 9g.
cansado, especialmente após exercício. Sua língua era • Ze Xie (Rhizoma Alismatis) : 9g.
alargada, de cor pálida e com saburra branca. Ele apre­
sentava pulso profundo e em pena de pássaro. Explicações
• Gou li Zi e lu Hua nutrem Yin do Fígado e acalmam
Diagnóstico Fogo do Fígado.
Deficiência de Qi e estagnação de Sangue. • Shu Di Huang, Shan Zhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue
e Essência de Fígado e Rim.
Princípio de Tratamento • ZeXie promove micção, elimina Umidade e clareia Calor.
Tonificar Qi do Baço, promover circulação de Qi e San­ • Mu Dan Pi resfria Sangue e ativa circulação de Sangue.
gue remover estagnação de Sangue. • Fu Ling fortalece Baço e drena Umidade.
Dor Unilateral 61

Modificações EXPLICAÇÕES
• Se houver tontura, adicionar l üg de Chuan Xiong • 4 IG, ponto Fonte, promove circulação de Qi e alivia dor.
(Rhizoma Ligustici Chuanxiong) e 6g de Gou Teng • 6 CS, ponto de Conexão do canal da Circulação-Se­
(Ramulus Uncariae cum Uncis) para promover circula­ xualidade, nutre Yin e alivia dor.
ção de Qi e acalmar Vento do Fígado. • 3 F, ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Fígado,
• Se houver hemiplegia, acrescentar lüg de Dan Shen promove circulação de Qi e nutre Yin do Fígado.
(Radix Salviae Miltiorrhizae) e 1Og de Di Lon g • 3 R, ponto Riacho e ponto Fonte, e 7 R, ponto Metal,
(Lumbricus) para promover circulação de Sangue e melhoram efeito de tonificação do Yin.
remover estagnação de Sangue. • 3 VC, ponto de Coleta Anterior da Bexiga e ponto de
• Se houver insônia, adicionar lüg de Suan Zao Ren reunião do Vaso Diretor e dos três canais Yin do pé, é
(Semen Ziziphi Spinos ae) e lüg de Wu Wei Zi (Fructus geralmente utilizado para tonificação.
Schisandrae) para acalmar Mente. • 6 BP, ponto de reunião dos canais do pé de Baço, Rim
• Se houver palpitações, adicionar 1Og de Suan Zao Ren e Fígado, pode nutrir Yin, clarear Fogo e aliviar dor.
(Semen Ziziphi Spinosae) e lüg de Bai Zi Ren (Semen • 23 B, ponto de Transporte Posterior do Rim, pode ser
Biotae) para acalmar Mente e aliviar palpitações. usado para nutrir Yin do Rim, de maneira a nutrir Yin
• Se houver lombalgia, adicionar 1Og de Xu Duang (Radix do Fígado indiretamente.
Dipsaci), lüg de Sang li Sheng (Ramulus Loranthi) e
lüg de Bai Shao (Radix Paeoniae Alba) para fortale­ MODIFICAÇÕES
cer Rim e aliviar dor. • Se houver tontura ou cefaléia, adicionar 20 VB e 8 TA
• Se houver constipação, acrescentar lüg de Sheng Di para aliviar cefaléia ou tontura.
Huang (Radix Rehmanniae) e 1Og deXuan Shen (Radix • Se houver palpitações, acrescentar 7 C e 15 B para
Scrophulariae) para nutrir Yin do Rim e lubrificar regular Qi e acalmar Mente.
Intestino Grosso, de maneira a aliviar constipação. • Se houver agitação e insônia, adicionar 20 VB e 8 C
para clarear Coração e acalmar Mente.
Medicamento Patenteado • Se houver inapetência e lassidão, adicionar 36 E, 12 VC
li')
'D • Qi Ju D i Huan g Wan - Pílula de Lycuim Fru it, e 3 BP para promover circulação de Qi no Jiao Médio
Chrysanthemum e Rehmannia. e melhorar apetite.
• Se houver constipação, adicionar 37 E e 25 E para nutrir
.;, TRATAMENTO POR ACUPUNTURA Yin e promover evacuação.
00
r-- 4 IG (Hegu), 6 CS (Neiguan) , 3 F (Taichong), 3 R (Taixi), • Se houver hemiplegia, adicionar 5 TA, 11 IG, 34 VB
7 R (Fuliu), 6VC (Qihai), 6BP (Sanyinjiao) e 23 B (Shenshu). e 40 E para promover circulação de Qi e remover
Método de tonificação é utilizado em tais pontos. estagnação de Sangue.
10
978-85-7241 -765-5

f})or f})ecorrente de Câncer

A dor decorrente de câncer constitui um dos tópicos mais importantes no campo da pesquisa da
dor. A dor causada pelo câncer pode ocorrer em muitas partes diferentes do corpo. Ela é geral­
mente vista em pacientes que apresentam câncer em seus estágios intermediários e finais. Mais
de 80% dos pacientes com câncer em estágio final podem apresentar dor.
Na medicina ocidental, acredita-se que o desenvolvimento do câncer ou de suas metástases
pode invadir ou pressionar nervos, vasos, ossos e tecidos adjacentes. O rápido crescimento de
células cancerígenas causa pressão sobre os nervos. O crescimento tumoral pode também com­
primir gravemente o tecido sadio, o que por si só causa dor. Essas condições podem levar a
suprimento sangüíneo inadequado, infecção ou necrose, também ocasionando dor.
O ponto de vista da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é de que a dor decorrente de câncer
é geralmente resultado da invasão dos canais pela toxina cancerígena ou da obstrução da circula­
ção de Qi e Sangue em canais e Órgãos Internos, em virtude do acometimento tecidual. No
desenvolvimento do câncer, a MTC enfatiza a importância do desequilíbrio Interno, tais como
distúrbios dos órgãos Zang-fu, Yin e Yang, Qi e Sangue com acúmulo de Fleuma, Umidade, Sangue
estagnado, assim por diante. Em resumo, o câncer resulta de uma mistura de Deficiência e Excesso.
Existem muitas publicações, tanto antigas como recentes, sobre a MTC no campo do câncer,
cobrindo etiologia, patologia, diferenciação, tratamento e prognóstico do câncer. Muitas descri­
ções antigas de sua etiologia, patologia e tratamento ainda são bastante úteis e eficazes na prática
da clínica moderna.
A literatura antiga sobre o câncer na MTC (exemplo, Qi Kun, 1665 ; nova edição, 1997) cobriu
muitos tipos diferentes de câncer, incluindo cânceres de língua, estômago, esôfago, intestino gros­
so, fígado, útero e bexiga. Na antiguidade, os praticantes da MTC descreveram o câncer como
doença caracterizada por massas encontradas na pele ou no corpo, as quais possuem superfície
irregular, são tão duras quanto pedras e rochas e causam dor intensa (exemplo, Ren Zhai Zhi Zhi,
1982). A palavra "câncer" data da época de quando os caracteres chineses foram formados, o que
implica fortemente que mesmo na naquela época os cânceres e a dor decorrente de câncer cons­
tituíam umas das mais importantes causas patogênicas na vida diária e ameaçavam muitas pessoas.
Durante as ultimas décadas, prevenção e tratamento do câncer e da dor decorrente do câncer
se tornaram um dos tópicos mais importantes no tratamento médico. Na MTC, extensas teorias
sobre o câncer e a dor dele decorrente foram elaboradas, departamentos de pesquisa sobre câncer
e seu tratamento foram estabelecidos em muitas universidades e hospitais, e muitos relatos cien­
tíficos e livros foram publicados (exemplo, Lei Yongzhong, 1982; Liu Jiaxia ng, 1981). Grande
progresso foi realizado nesse campo - na China, a pesquisa foi realizada não apenas sobre os
efeitos da medicina fitoterápica, mas também sobre os efeitos de acupuntura, Qigong, dieta,
massagem, lasers, injeções e infusões. Por exemplo, alguns relatos sobre o tratamento por acupuntura
para diferentes tipos de câncer mencionam os pontos 36 E, 6 BP, 34 VB, 13 F e 14 F como sendo
eficazes para o tratamento de câncer do Fígado. Alguns médicos acupunturistas utilizam a
eletroacupuntura, a qual é capaz de produzir calor para eliminar as células cancerígenas, a fim
de tratar muitos tipos de câncer na parte superficial do corpo humano com resultados satisfatórios.
De acordo com a MTC, a dor causada pelo câncer reflete as muitas alterações patológicas em
canais, Órgãos Internos, Qi e Sangue, e as manifestações clínicas variam de acordo com os diferentes
tipos de câncer. Quando o câncer ocorre no cérebro, cefaléia, tontura e vômito estão entre os
sintomas. Os pacientes apresentando câncer de esôfago geralmente apresentam dor torácica,

63
64 Dor Corporal Generalizada

dificuldade de deglutição e vômito. Pacientes com cân­ distúrbios Internos são as causas-chave. No Ling Shu,
cer de Estômago geralmente apresentam dor de estômago, também se afirma que os cânceres do Intestino Grosso
náusea e massa endurecida na porção superior do abdo­ são decorrentes do acúmulo de alguma Toxina no Intesti­
me. Câncer no Intestino Grosso pode causar dor abdo­ no, em primeiro lugar, a qual predispõe subseqüentemen­
minal, constipação ou diarréia com sangue. Pacientes te a pessoa à invasão de fatores Externos (Ling Shu, 1963,
apresentando câncer na Bexiga podem apresentar urina p. 89). Portanto, a causa primária é a doença de Intestino
sanguinolenta e lumbago. Os pacientes com câncer de e Estômago, e o câncer ocorre secundariamente. Além disso,
Pulmão geralmente apresentam dor na região dorsal o acúmulo de Frio em Baço e Estômago, juntamente com
superior, dor torácica e expectoração com sangue. invasão e acúmulo de fatores Externos, pode causar es­
Embora a dor decorrente de câncer varie quanto à na­ tagnação; dessa forma, o câncer é estimulado. No livro
tureza - por exemplo, pode ser perfurante, em distensão, Jing Yue Quan Shu - Complete Works of Zhang Jingyue
sensação de tumefação, em cólica, com sensação de con­ ( 1624; nova edição, 1991) - foi afirmado que invasão de
tração ou pressão -, existem características comuns: Vento Externo e Frio poderia se misturar com Fleuma e
alimento estagnado em Baço e Estômago, levando à for­
• História antiga de dor. mação de cânceres em Estômago e Intestino (p. 479).
• Agravação rápida da dor.
• Deterioração rápida da condição física geral.
• A dor surge em local próximo à área tumoral. Distúrbios Emocionais
• Existem massas endurecidas em pele ou abdome, as
quais são palpáveis. A MTC também enfatiza o papel das emoções no desen­
• Os cânceres em regiões profundas do corpo, tais como volvimento do câncer. Por exemplo, o Neijing afirmou
cérebro ou tórax, podem ser detectados por meio de que a mágoa súbita e forte pode causar disfasia, a qual
técnicas médicas modernas. é, na realidade, uma forma preliminar de câncer esofagiano.
Novamente, no caso do câncer de mama, Dr. Chen Shigong
descreveu em seu livro Wai Ke Zheng Zong - Orthodox
Etiologia e Patologia Manual of Externai Diseases ( 1617; nova edição, 1197)
- que excesso de ressentimento e depressão podem cau­
Existem muitas causas de dor por câncer. Aqui, apenas sar acometimento do Fígado, meditação em excesso pode
as principais causas serão discutidas, as quais incluem acometer Baço e excesso de pensamentos pode acometer
invasão de fatores patogênicos, distúrbios dietéticss e o Coração; tais fatores patogênicos podem resultar no
emocionais, constituição fraca, estagnação do Qi do enfraquecimento da circulação nos canais, levando à for­
Fígado, estagnação de Sangue, acúmulo de Fogo Tóxi­ mação de nódulos, acarretando câncer de mama (p. 435).
co, acúmulo de Umidade-Fleuma, deficiência de Qi e Está claramente afirmado na teoria da MTC que o dis­
S angue e de Yin e Yang. túrbio das sete emoções pode causar acometimento dos
Órgãos Internos, produzindo invasão de fatores patogênicos
externos com base no enfraquecimento dos órgãos. Além
Invasão de Fatores Patogênicos disso, os distúrbios emocionais poderiam também dire­
tamente tomar lenta a circulação de Qi e Sangue em canais
Externos e órgãos Zang-fu Internos, ocorrendo câncer.

A persistência de quaisquer fatores patogênicos Exter­


nos pode obstruir os canais no corpo, o que conduz à Distúrbios Alimentares
estagnação de Qi e Sangue ou a distúrbios dos órgãos
Zang-fu Internos. No Ling Shu, foi ressaltado que inva­ As dietas não saudáveis podem determinar o desequilí­
são e acúmulo de Vento no corpo podem causar obstru­ brio de Baço e Estômago, conduzindo ao enfraquecimento
ção dos canais (Ling Shu, 1963, p 145). O mesmo livro de suas funções de transporte e transformação, sendo
também mencionou que o câncer pode ser desencadeado acometida a produção de Qi e Sangue e ocorrendo deficiên­
pelo Frio. Obviamente, em virtude da limitação da com­ cia de Qi e S angue. A invasão Externa pode facilmente
preensão da etiologia e da patologia há dois mil anos, o ocorrer sob tais condições. Além disso, o enfraquecimento
clássico não foi capaz de descobrir todas as causas para de Baço e Estômago pode ocasionar retenção de alimen-
o câncer. Entretanto, no livro Zhu Bing Yuan Hou Lun - to e água, levando à formação de Umidade-Fleuma, a
tratado geral sobre causas e sintomas das doenças (611; qual, por sua vez, poderia obstruir a circulação de Qi e
nova edição, 195 5) -, o autor Chao Yuanfang detalhou Sangue. Uma mistura de Fleuma e de Qi e Sangue estag­
alguns fatores causais e ressaltou que as principais cau­ nados poderia tornar a circulação lenta nos canais e
sas de dor associada ao câncer eram a desarmonia entre enfraquecer o funcionamento dos órgãos Zang-fu , o que �
Yin e Yang e enfraquecimento e Frio nos órgãos Zang-fu torna mais provável a formação do câncer. �
Internos, levando à invasão de Vento Externo (p. 105). A A dieta não saudável inclui ingestão excessiva de ali- �
partir dessa descrição, pode-se ver claramente que a invasão mentos gordurosos e de laticínios, alimentos doces, ali- e
de Vento e Frio era considerada como fator causal. mentos altamente condimentados, alimentos muito picantes, �
Entretanto, invasão e acúmulo desses fatores pato­ assim como a ingestão de muita bebida alcoólica, levando Y'
vi

gênicos Externos são apenas fatores desencadeantes; os à formação de Umidade-Calor. A ingestão excessiva de
Dor Decorrente de Câncer 65

alimentos frios e crus também pode acometer Yang do Baço, Estilo de Vida Não Saudável
resultando na formação de Umidade-Frio.
Também está incluída a ingestão de alimento Tóxico,
Fumar, ingerir muita bebida alcoólica e utilizar muitas
incluindo alimento contaminado, o qual causa formação
drogas pode levar à disfunção dos órgãos Zang-fu Inter­
de Toxina no corpo, levando à estagnação de Qi e San­
nos, levando à estagnação de Qi e Sangue e ao acúmulo
gue, disfunção dos órgãos Zang-fu e obstrução dos ca­
de Umidade-Fleuma; desse modo, o câncer pode se de­
nais, o que predispõe ao desenvolvimento de câncer.
senvolver, ocorrendo dor.

Estagnação de Qi e de Sangue Hiperatividade do Fogo Tóxico


A estagnação de Qi e Sangue é resultado de alterações
patogênicas; entretanto, quando se desenvolve, ela se toma A Toxina pode invadir o corpo a partir do Exterior;
por si só um fator patogênico. A maioria das dores de­ entretanto, também pode ser formada internamente, em
corrente de câncer, especialmente em estágio final, é razão da disfunção dos órgãos Zang- f u. Por exemplo,
causada por esse tipo de fator patogênico. Quando a persistência da estagnação de Qi e Sangue e acúmulo
estagnação de Sangue se desenvolve, além de causar dor, de Umidade-Fleuma estagnada podem levar à forma­
ela pode também obstruir os canais, acometer as fun­ ção de Toxina no corpo. Caso esse processo continue
ções fisiológicas dos órgãos Zang-fu Internos e a função durante um longo período de tempo, o resultado seria
de nutrição do Sangue, resultando em emagrecimento, a geração de Fogo Tóxico. A hiperatividade do Fogo
pele e cabelos secos, cansaço, sangramento, formação Tóxico queima órgãos Zang-fu , músculos e outros te­
de massas, acometimento de veias, língua violácea e pulso cidos corporais, ocorrendo febre elevada, dor intensa,
em pena de pássaro e irregular. De modo geral, a estag­ sangramento, erosões e ulceração.
nação de Qi e Sangue pode ocorrer por: Em resumo, os fatores causais do câncer constituem
realmente uma mistura de vários tipos de fatores pato­
• Emoção muito forte e prolongada. gênicos, incluindo invasão de fatores Externos, emoções
• Invasão de fatores patogênicos Externos. desordenadas, dietas e estilo de vida não saudáveis, além
• Deficiência de Qi e Sangue. de constituição fraca.
• Deficiência de Yin. 978-85-724 1 -765-5
• Acúmulo de calor.
• Acúmulo de Umidade-Fleuma. Diagnóstico
• Trauma físico.
• Cirurgias inapropriadas. A dor decorrente de câncer geralmente ocorre no está­
• Sangramento interno. gio final da doença. O fato da dor ser decorrente de câncer
• Injeção, infusão ou vacinação inapropriadas. ou de outras causas pode ser facilmente diferenciado pela
• Ingestão inapropriada ou prolongada de alguns me­ tecnologia moderna, via raios X, varredura por tomo­
dicamentos. grafia computadorizada (TC), ecocardiograma, teste
• Atividade física insuficiente. sangüíneo, punção de medula, etc. Entretanto, por meio
da diferenciação de sinais e sintomas, a MTC também
Portanto, quando existe estagnação de Qi e Sangue,
pode prever se a dor é decorrente de câncer ou de outra
exceto pelo tratamento da dor, é necessário pesquisar sua
causa. Os pontos-chave são os seguintes:
causa e tentar se livrar dela.
• O câncer pode ocorrer em qualquer idade; contudo, a
maioria das pessoas acometidas é de meia-idade ou
Constituição Deficiente de idade avançada, em virtude do enfraquecimento do
Idade avançada, constituição enfraquecida, doença pro­ Qi Defensivo e da menor resistência.
longada e deficiência de Baço e Rim podem causar dis­ • A maioria dos pacientes apresenta distúrbios emo­
túrbios de Yin e Yang, disfunção dos órgãos Zang-fu e cionais prolongados, especialmente emoções mui­
lentidão da circulação de Qi e Sangue. Essa situação gera to intensas, as quais podem levar ao desequilíbrio
oportunidade para invasão de fatores patogênicos Exter­ mental, à estagnação de Qi e Sangue e à obstrução
nos e ascendência de fatores patogênicos Internos, tais dos canais.
como Fleuma, Umidade, Toxina, Fogo e assim por diante, • Maus hábitos alimentares, incluindo tabagismo exces­
levando à formação de câncer e obstruindo órgãos Zang­ sivo, ingestão excessiva de álcool, alimentos altamente
Fu e canais; então, a dor se desenvolve. A formação de condimentados e fritos e ingestão de alimento contami­
câncer no corpo pode ainda consumir Qi, Sangue, Yin e nado, resultando no acometimento de Baço e Estômago
Yang, resultando no enfraquecimento do Qi Defensivo e com formação de Umidade-Fleuma no corpo.
agravando estagnação de Qi e Sangue e acúmulo de • Os sintomas incluem febre prolongada elevada ou baixa,
Umidade-Fleuma. Em alguns casos, a aquisição heredi­ dor fixa, sangramento de origem obscura e emagreci­
tária de alguns fatores patogênicos também apresenta um mento progressivo.
papel muito importante no desenvolvimento do câncer. • Massa endurecida que cresce progressivamente.
66 Dor Corporal Generalizada

zação de um diagnóstico preciso e na distinção entre


Tratamento com Base na Excesso e Deficiência.
Diferenciação • Língua pálida , edemaciada ou pequena, marcas de
dentes, saburra úmida e saburra descascada indicam :g
síndrome de Deficiência. �
Diferenciação • Língua vermelha, violácea ou mesmo enegrecida e '.:'.;
saburra gordurosa indicam Excesso. �
Diferenciação Quanto à Localização • Pulsos amplo, em corda, deslizante, forte, apertado e :
áspero indicam Excesso. �
Quando a dor devido ao câncer ocorre, é muito necessá­ • Pulsos em pena de pássaro, fraco, lento, profundo,
lll
rio que se diferencie sua localização para que se descu­ intermitente e flutuante indicam Deficiência.
bra o(s) órgão(s) afetado(s). A palpação de áreas doloridas,
o trajeto de canais e a diferenciação de sinais e sintomas
clínicos podem fornecer uma sugestão clara. Por exem­
plo, no caso de dor torácica decorrente de câncer de pulmão,
Tratamento
existiria tosse, respiração curta e expectoração de fleu­
ma misturada a coágulos de sangue ou hemoptise pura; Estagnação do Qi do Fígado
existiria amolecimento em 13 B (Feishu) , 1 P (Zhongfu)
SINAIS E SINTOMAS
e 5 P (Chize). Se a dor for causada por câncer de esôfago
ou câncer de estômago, existiria deglutição dolorosa, Distensão local e dor, formação de massas macias, dor e
incapacidade de deglutição , vômito após alimentação, distensão em hipocôndrio, agravação da dor por acometi­
hematêmese e amolecimento em região epigástrica (exem­ mento emocional, excesso de estresse, depressão, cefaléia,
plo, 34 E [Liangqiu] e 42 E [Chongyang] ). irritabilidade, nervosismo, língua com saburra fina e branca
ou saburra fina e amarelada e pulso em corda e apertado.
Diferenciação entre Excesso e Deficiência PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
A dor decorrente de câncer pode ser diferenciada de acordo Acalmar Fígado e circular Qi do Fígado, harmonizar
com o fato de ser causada por Excesso ou por Deficiência. colateral e sedar dor.
TRATAMENTO F/TOTERÁPICO
• Dor em distensão, perfurante , em cólica, aguda , em
contração ou constante são geralmente decorrentes PRESCRIÇÃO
de Excesso. XIAO YAO SAN - Pó LIVRE E RELAXADO
• Dor leve, intermitente ou vazia são geralmente causa­
• Chai Hu (Radix Bupleuri): 10g.
das por Deficiência.
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis) : 10g.
• Mais freqüentemente, dor causada por câncer decorre • Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 20g.
de Excesso. • Bai Zhu (RhizamaAtractylodis Macrocephalae): I Og.
• Fu Ling (Poria): 15g.
Diferenciação entre Yin e Yang • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): Sg.
• Bo He (Herba Menthae): 3g.
• O tipo de câncer Yin apresenta as seguintes caracte­
• Sheng Jiang (Rhizama Zingiberis Recens): Sg.
rísticas: dor leve decorrente do câncer na superfície
do corpo , ausência de coceira, tumefação difusa sem Explicações
limitação precisa, endurecimento local, erosão , ne­ • Chai Hu e Bo He regulam e promovem circulação do
crose e coloração violácea para o tumor ou ausência Qi do Fígado e removem estagnação de Qi no Fígado.
de alteração de coloração na área. Os sintomas coadju­ • Bai Shao e Dang Gui nutrem Sangue e fortalecem
vantes podem incluir aversão ao frio, mãos e pés fri­ Fígado. Esses dois fitoterápicos também são capazes
os, ausência de sede, cansaço, tez pálida, letargia, voz de aliviar a dor diretamente.
baixa, respiração curta, palpitações, língua pálida e • Bai Zhu, Fu Ling e Sheng Jiang tonificam Baço e
pulso fraco e em pena de pássaro. Estômago.
• O tipo de câncer Yang apresenta as seguintes caracte­ • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos.
rísticas: dor intensa decorrente do câncer na superfície
corporal, vermelhidão, tumefação, calor, cheiro fétido, Modificações
erosão e necrose com exsudato amarelado. Tais sinto­ • Se houver dor em baixo-ventre, acrescentar 5 g de Wu
mas são acompanhados por febre, agitação, gosto amargo Yao (Radix Linderae) e 10g de Ju He (Semen Citri
na boca, sede, constipação e língua avermelhada. Reticulatae) para regular circulação de Qi e aliviar dor.
• Se houver dor aguda, adicionar 15g de Yan Hu Suo
Diferenciação entre Língua e Pulso (Rhizoma Corydalis) e 1Og de Mo Yao (Resina Myrrhae)
para aliviar dor.
A diferenciação entre as características de língua e • Se houver irritabilidade e nervosismo, adicionar lüg
pulso constitui um passo muito importante na reali- de Yu Jin (Radix Curcumae) e lüg de Chuan Xiong
Dor Decorrente de Câncer 67

(Radix Ligustici Chuanxiong) para regular circulação • Se houver inapetência, eructação e náusea, acrescen­
de Qi e Sangue e acalmar Fígado. tar 4 BP, 36 E e 40 E para descender Qi do Estômago
• Se houver inapetência, adicionar 20g de Shan Zha (Fructus e melhorar apetite.
Crataegi) e 20g de Mai Ya (Fructus Hordei Germinatus) • Se houver constipação, adicionar 6 TA e 4 IG para
para promover circulação de Qi e melhorar apetite. promover evacuação.
• Se houver plenitude gástrica, adicionar l üg de Zhi Shi
(Fructus A urantii Immaturus) e 1Og de E Zhu (Rhizama Estagnação de Sangue
Zedoariae) para promover circulação de Qi e Sangue
e aliviar plenitude. SINAIS E SINTOMAS
• Se houver constipação, acrescentar 6g de Da Huang Dor perfurante com localização fixa, agravação da dor à
(Radix et Rhizama Rhei) e 15g de Mang Xiao (Natrii noite ou por repouso, alívio da dor por atividade, edema
Sulfas) para promover evacuação e remover estagna­ endurecido, massas duras, sangramento com sangue
ção de Qi e Sangue. violáceo, tez escura, língua violácea e pulso áspero.
Medicamentos Patenteados PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Xiao Yao Wan - Pílula Livre e Relaxada. Promover circulação de Qi e Sangue, eliminar estagna­
• Shu Gan Wan - Pílula para Acalmar o Fígado. ção de Sangue e sedar dor.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA TRATAMENTO FITOTERÁPICO
3 F (Taichong), 5 F (Ligou) , 14 F (Qimen), 6 CS (Neiguan) , PRESCRIÇÃO
17 VC (Tanzhongi) e 20 VB (Fengchi). Método de redu­
ção é utilizado em tais pontos. GE XIA ZHU Yu TANG - DECOCÇÃO PARA ELIMINAR
ESTAGNAÇÃO DE SANGUE ABAIXO DO DIAFRAGMA
EXPLICAÇÕES
• Tao Ren (Semen Persicae): 9g.
• O Fígado é responsável pela promoção do livre flu­ • Hon g Hua (Fios Carthami): 9g.
xo de Qi no corpo. Se houver persistência prolon­ • Yan Hu Suo (Rhizama Corydalis) : 6g.
gada de acom etim ento emocional, o Fígado é • Wu Ling Zhi (Faeces Trogopterorum): 9g.
acometido, ocorrendo estagnação do Qi do Fígado. • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 9g.
De fato, a estagnação do Qi do Fígado pode causar • Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis): 9g.
estagnação do Qi em outros órgãos Zang-fu , tais como • Dan Pi (Cortex Moutan Radieis): 6g.
Pulmão, Estômago e Intestino Grosso. Portanto, o • Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra): 6g.
tratamento-chave consiste em promover a circula­ • Xiang Fu (Rhizama Cyperi): 9g.
ção do Qi do Fígado. • Zhi Qiao (Fructus A urantii): 6g.
• 3 F, ponto Fonte do canal do Fígado, e 14 F, ponto de • Wu Yao (Radix Linderae): 6g.
Coleta Anterior do Fígado, regulam Fígado e promo­ • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g.
vem livre fluxo do Qi do Fígado. • Chen Pi (Pericardium Citri Reticulatae): 9g.
• 5 F, ponto de Conexão do canal do Fígado, harmoni­ • Sha Ren (Fructus Amomi): 6g.
za colateral e seda dor.
• 6 CS, ponto de Conexão do canal da Circulação-Se­ Explicações
xualidade e ponto de reunião com Vaso Yin de Liga­ • Essa formulação é adequada para tratar dor em epigástrio
ção, e 17 VC, ponto Confluência para Qi, harmonizam que se irradia à região de hipocôndrio. Os fitoterápicos
circulação de Qi, relaxam tórax, acalmam emoções e podem ser divididos em dois grupos.
aliviam obstrução no tórax. • Um grupo de fitoterápicos tonifica Sangue e dispersa
• 20 VB acalma Mente e Fígado e seda cefaléia. estagnação de Sangue. Tao Ren, Hong Hua, Yan Hu
Suo, Wu Ling Zhi, Chuan Xion g, Dang Gui, Chi Shao
MODIFICAÇÕES e Dan Pi são fitoterápicos comumente utilizados para
• Se houver estagnação de Qi em Estômago e esôfago, tonificar Sangue e aliviar dor. Porém, existem algu­
adicionar 21 E e 12 VC para promover a circulação do mas diferenças entre eles.
Qi no Estômago e sedar a dor. • Tao Ren e Hong Hua são picantes e mornos, que­
• Se houver dor no abdome, acrescentar 25 E e 28 E brando e dispersando Sangue estagnado, eles podem
para circular Qi no abdome e sedar dor. ser utilizados para tratar estagnação de Sangue em
.,., • Se houver tosse e dor torácica devido à estagnação de diferentes regiões do corpo, especialmente para tra­
.;,
"' Qi no Pulmão, adicionar 5 P e 13 B para circular Qi tar dor abdominal ou edema e dor de membros após
-
r-;-
no Pulmão, fazer com que o Qi do Pulmão descenda trauma ou cirurgia.
fl e aliviar tosse. • Yan Hu Suo é capaz de regular tanto Qi como Sangue,
� • Se houver dor em virilha ou períneo, adicionar 11 F e sendo bastante eficaz para cessar dor. Pode ser utili­
� 1 2 F para harmonizar colaterais e sedar a dor. zado sozinho ou em associação com outros fitoterápicos.
°' • Se houver irritabilidade e nervosismo, acrescentar 20 • Wu Ling Zhi é capaz de quebrar estagnação de San­
VB e 2 F para clarear Calor no Fígado e suprimir Fígado. gue, mas não irá consumir o Sangue, nem tampouco
• Se houver insônia e agitação, adicionar 3 C e 8 C para acometer sua circulação normal. Dang Gui é capaz de
acalmar Coração e tranqüilizar Mente. tonificar e mover Sangue. Ambos são especialmente
68 Dor Corporal Generalizada

adequados para tratar estagnação de Sangue na síndrome Modificações


de Deficiência. • S e houver dor intensa, acrescentar 6 F e alguns pontos
• Chuan Xiong possui um efeito muito forte na ativação de Acúmulo nos canais relacionados aos órgãos afeta­
da circulação de Sangue. Ele alcança todas as partes dos para harmonizar colateral e sedar dor.
do corpo, sendo bastante eficaz em cessar dor. • Se houver agitação e insônia, adicionar 3 C e 7 C para
• Chi Shao e Dan P i podem clarear Calor no Sangue. acalmar Mente e beneficiar sono.
• Outro grupo de fitoterápicos regula o Qi: Xiang Fu, • Se houver sangramento de sangue violáceo, acrescen­
Zhi Qiao, Wu Yao, Sha Ren, Chen Pi e Gan Cao. tar 1 BP para cessar sangramento.
• Xiang Fu, Zhi Qiao e Wu Yao regulam especialmente o • Se houver enfraquecimento do corpo , cansaço e
Qi do Fígado; eles tratam a dor nas laterais do abdome. inapetência, adicionar 36 E e 3 BP para melhorar apetite
• Sha Ren regula Qi do Baço e trata dor em mesogástrio e ascender Ya ng e Qi no corpo.
e hipogástrio. • Se houver constipação, adicionar 25 E e 40 E para
• Chen P i regula Qi do Estômago, assim como Qi do promover evacuação.
Baço, e trata dor em epigástrio e mesogástrio.
• Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos Acúmulo de Fogo Tóxico
na formulação, os quais funcionam em diferentes ní­
veis e em direções diferentes. Também é capaz de SINAIS E SINTOMAS
proteger Qi do Baço. Dor aguda ou subaguda no corpo, a qual é geralmente
• Todos os fitoterápicos associados são utilizados para fixa em um local, mas também pode estar em todo o corpo; :S
00
remover estagnação de Sangue e Qi, a fim de cessar a formação de massas na pele ou no interior do corpo; erosão 00
Ul
dor. Essa formulação pode ser utilizada no estágio ini­ e necrose com cheiro pútrido; eliminação de secreção .:_,
cial de cirrose do fígado, trauma, aderências e tumores. amarela e pegaj osa das massas; febre elevada; agitação; �
sede; gosto amargo na boca; urina de coloração amare- �
Modificações lo-escura; constipação; língua vermelha com saburra ::;:
• Se houver irritabilidade e agitação, acrescentar 5g de amarela e gordurosa; pulso em corda, deslizante e rápido.
Chai Hu (Radix Bupleuri) para dispersar Qi do Fíga­
do e lüg de Dan Shen (Radix Salviae Miltiorrhizae) PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
para clarear Calor no Coração. Resfriar Calor e remover Toxina, reduzirFogo e sedar dor.
• Se houver dor intensa do tipo cãibra, adicionar lüg de
Bai Shao (Radix Paeoniae Alba) para acalmar mús­ TRATAMENTO FITOTERÁPICO
culos e tendões, a fim de aliviar cãibra. PRESCRIÇÃO
• Se houver massas palpáveis, fixas, são acrescentados GAN Lu X1Ao Du DAN - PÍLULA ESPECIAL DE ORVALHO
fitoterápicos para amolecer o endurecimento, tais como DOCE PARA ELIMINAR TOXINA
lüg de Xuan Shen (Radix Scrophulariae), lOg de Zhe
Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii), 20g de Mu Li • Hua Shi (Talcum): 10g.
(Concha Ostreae) , 1Og de Shan Zha (Fructus Crataegi), • Yin Chen (Herba A rtemisiae Capillaris): lüg.
1Og deli Nei lin (Endothelium Galli Corneum Gigeriae) , • Huang Qin (Radix Scutellariae): lOg.
• Shi Chang Pu (Rhizama Acori Graminei): lüg.
lüg de San Leng (Rhizama Sparganii) e lüg de E Zhu
• Mu Tong (Caulis Akebiae): 5g.
(Rhizama Zedoariae).
• Chuan Bei Mu (Bulbus Fritillariae Cirrhosae): lüg.
• Se houver deficiência do Yin do Fígado e estagnação do
• She Gan (Rhizoma Belamcandae) : lOg.
Qi do Fígado, adicionar 1Og de Bai Shao (Radix Paeoniae • Lian Qiao (Fructus Forsythiae): lüg.
Alba), lOg de Sheng Di Huang (Radix RehmanniaeRecens) • Bo He (Herba Menthae): 5g.
e lüg de Chuan Lian Zi (Fructus Meliae Toosendan) para • Bai Kou Ren (Semen Amomi Rotundus): lüg.
nutrir Yin e promover circulação de Qi. • Huo Xiang (Herba A gastachis): lüg.
Medicamento Patenteado Explicações
• Bie lia lian Wan - Pílula de Casca de Tartaruga. • Huang Qin, Lian Qiao e Chuan Bei Mu clareiam Calor
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA e eliminam Toxina.
• Lian Qian, Chuan Bei Mu e She Gan dispersam estag­
3 F (Taichong), 5 F (Ligou), 6 CS (Nei gua n) , 6 BP nação , reduzem tumefação e cessam dor.
(Sanyinjiao), 10 BP (Xuehai), 17 B (Geshu) e 4 IG (Hegu). • Mu Tong, Hua Shi e Yin Chen clareiam Calor e se­
Método de redução é utilizado em tais pontos. cam Umidade.
• Yin Chen é capaz de aliviar icterícia.
Explicações • Huo Xiang, Shi Chang Pu, Bai Kou Ren e Bo He são
• 3 F e 6 CS promovem circulação de Qi para regular fitoterápicos aromáticos para resolver turbidez e
circulação do Sangue. Umidade e promover circulação de Qi.
• 4 IG, 6 BP, 10 BP e 17 B promovem circulação de
Sangue, eliminam estagnação de Sangue e sedam dor. Modificações
• 5 F, ponto de Conexão do canal do Fígado, harmoniza • Se houver Toxina de Calor nos Intestinos manifes­
colateral e seda dor. tando-se como constipação e dor abdominal, acres-
Dor Decorrente de Câncer 69

cen tar 10g de Yin Hua (Fios Lonieerae) , 10g de • Se houver secreção de sangue com pus das massas,
Ma Chi Xian (Herba Portulaeae) e 10g de D an acrescentar 1 7 B para reduzir Calor no Sangue e res­
Huang (Radix et R hizoma R hei) para clarear Calor friar Sangue.
e remo ver Toxicidade. • Se houver secreção profusa de pus, adicionar 9 BP para
• Se houver sangue e muco nas fezes, mas com predo­ eliminar Umidade Tóxica.
mínio de sangue, adicionar lüg de Zi Cao (Radix • Se a pessoa estiver apenas semiconsciente, adicionar
Arnebiae seu Lithospermi), 1 Og de Dan Pi ( Cortex 8 C e 26 VG para despertar o paciente.
Moutan Radieis) , lüg de Huai Hua (Flos Sophorae) e
lüg de Di Yu (Radix Sanguisorbae) para resfriar San­ Acúmulo de Umidade-Fleuma
gue e cessar sangramento.
• Se houver predomínio de muco, acrescentar lüg de SINAIS E SINTOMAS
Fu Ling (Poria) e l üg de Yi Yi Ren (Semen Caieis) para Persistência prolongada de dor surda. Algumas vezes,
transformar Umidade. dor com sensação de disten são e peso. Lassidão,
• Se houver tenesmo pronunciado, adicionar 1Og de Bai inapetência, fezes soltas, formação de tumores de natu­
Shao (Radix Paeoniae Alba) para moderar Qi nos reza macia, ocorrência gradual de erosões, secreção de
Intestinos. fleuma branca e pegajosa dos tumores, náusea, vômito,
• Se houver enfraquecimento do Baço manifestando-se língua pálida e edemaciada com saburra branca e gordu­
como inapetência, cansaço e fezes soltas, acrescentar rosa e pulso deslizante.
10g de Dang Shen (Radix Codonopsis Pilosulae), 10g
de Bai Zhu (Rhizoma Atraetylodis Maeroeephalae) e PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
lüg de Fu Ling (Poria) para tonificar Baço e transfor­ Eliminar Fleuma e resolver Umidade, dispersar endure­
mar Umidade. cimento e sedar dor.
• Se houver estagnação do Qi do Fígado manifestando­
se como depressão, plenitude torácica e dor em TRATAMENTO FITOTERÁPICO
hipocôndrio, adicionar lüg de Xian g Fu (Rhizama PRESCRIÇÃO
Cyperi) e 5g de Chai Hu (Radix Bupleuri) para pro­
DI TAN TANG - DECOCÇÃO PARA ELIMINAR FLEUMA
mover circulação do Qi do Fígado.
• Huang Qin (Radix Seutellariae): 10g.
Medicamento Patenteado • Huang Lian (Rhizama Coptidis): 10g.
V)
• Gan Lu Xiao Du Dan - Pílula Especial do Orvalho • Ge Gen (Radix Prerariae): 15g.
Doce para Eliminar Toxina. • Yin Hua (Fios Lonieerae): lüg.
:2
r-;- • Mu Tong (Caulis A kebiae): 5g.
� TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Fu Ling (Poria): 15g.
� 4 1G (Hegu) , 11 IG (Quehi), 6TA (Zhigou), 37 E (Shangjuxu) , • Che Qian Zi (Semen Plantaginis): 10g.
00
oo 40 E (Fenglong), 44 E (Neiting), 21 BP (Dabao), 2BP (Dabu) ,
r---
°' 6 BP (Sanyinjiao), 10 BP (Xuehai) e 2 F (Xingjian). Méto- Explicações
do de redução é utilizado em tais pontos. • Huang Qin e Huang Lian, de natureza Fria e amarga,
penetram no canal do Intestino Grosso, são eficazes
EXPLICAÇÕES para dispersar Calor e secar Umidade nos Intestinos.
• 4 IG e 1 1 IG, pontos Fonte e Mar do canal do Intes­ • Ge Gen , de natureza picante e Fria, penetra nos ca­
tino Grosso, e 44 E, ponto Primavera (Ying) do canal nais do Yan g Brilhante, sendo capaz n ão apenas de
do Estômago, clareiam Calor, reduzem Fogo e re­ dispersar Calor, mas também de clarear Qi do Baço,
movem Toxina. a fim de ascendê-lo, cessando a diarréia.
• 6 TA promove dispersão de Fogo e elimina Toxina. • Yin Hua pode melhorar a ação de Huang Qin e Húang
• 37 E, ponto do Mar Inferior do Intestino Gro sso, Lian para reduzir o Calor.
e 4 0 E, ponto de Conexão do can al do Estômago, • Mu Ton g, Fu Lin g e Chen Qian Zi aumentam mic­
promo vem e vacuação para dispersar Calor e re­ ção e eliminam Umidade.
mover Toxina.
• 2 F e 2 BP, pontos do canal de Fígado e Baço, resfri­ Modificações
am Calor e reduzem Fogo Tóxico. • Se houver inapetência, adicionar l üg de Huo Xian g
• 6 BP e 10 BP resfriam Fogo Tóxico ao nível do San­ (Herba A gastaehis) e 10g de Pei Lan (Herba Eu­
gue e previnem estagnação de Sangue decorrente do patorii) para e liminar Umidade e Fleuma e melho­
acúmulo de Calor no Sangue. rar apetite.
• 21 BP, grande ponto de Conexão do canal do Baço, • Se houver náusea ou vômito, acrescentar l ü g de Zhi
circula Qi e Sangue em todo o corpo e seda dor. Ban Xia (Rhizoma Pinelliae P raeparata) e 10g de
Chen Pi (Periearpium Citri Retieulatae) para secar
MODIFICAÇÕES Umidade e regular circulação de Qi.
• Se houver febre elevada e agitação, adicionar 8 C e 8 • Se houver fezes soltas, adicionar lüg de Cang Zhu
PC, pontos Primavera, para eliminar Toxina, reduzir (Rhizoma Atraetylodis) para au xiliar Fu Ling a eli­
Fogo e acalmar Mente. minar Umidade.
70 Dor Corporal Generalizada

• Se houver diarréia grave, adicionar 1 Og de 'Ze Xie (Rhizoma Calor, transformar Umidade nos Jiao Médio e Infe­
Alismatis) para promover micção e eliminar Umidade. rior e cessar dor abdominal.
• 6 BP é um ponto importante para resolver Umidade e
Medicamento Patenteado para cessar dor em hipogástrio.
• Xiang Sha Liu Jun Wan - Pílula dos Seis Cavalheiros • 25 E, ponto de Coleta Anterior do Intestino Grosso,
com Aucklandia e Amomum. regula função do Intestino Grosso.
• 6 VC, ponto de reunião do Qi, é utilizado para regular
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA Qi e abrir obstruções, a fim de cessar dor abdominal.
4 IG (Hegu), 1 1 IG (Quchi) , 39 E (Xiajuxu) , 9 BP • Quando todos os pontos são utilizados em associação,
(Yinlingquan), 6 BP (Sanyinjiao), 25 E (Tianshu) e 6 VC Umidade-Calor pode ser eliminada, diarréia cessa e
(Qihai). Método de redução é utilizado em tais pontos. dor abdominal desaparecerá.
EXPLICAÇÕES MODIFICAÇÕES
• 4 IG, ponto Fonte, e 1 1 IG, ponto Mar, são capazes de • Se houver síndrome externa, adicionar 5 TA para eli­
dispersar Calor no canal do Intestino Grosso. Eles minar Vento-Calor.
também podem expulsar Vento-Calor e reduzir febre • Se houver febre elevada, acrescentar 1 4 VG e 44 E
em síndrome Externa. para reduzir febre.
• 39 E, ponto Mar Inferior do Intestino Delgado, e 9 • Se houver indigestão, acrescentar 1 2 VC e 44 E para
BP, ponto Mar do canal do Baço, são capazes de reduzir reduzir Calor e regular Intestino Grosso.
978-85-724 1 -765-5
rJJor ,ws Orgaos PARTE 3

dos Sentidos

11 Dor Facial 73
12 Dor Ocular 83
.
13 Dor de Ouvido 95
14 Dor Nasal 107
15 Dor Labial 117
16 Dor de Dente 125
17 Dor na Língua 133

978-85-7241 -765-5
11
978-85-7241 -765-5

'Dor facia[

A face é o local em que todos os canais Yang se encontram; a dor facial pode ser determinada
por distúrbio em um ou mais desses canais. A dor pode ocorrer em um lado ou em ambos os lados
da face, mas geralmente é confinada a um lado.
A dor facial é geralmente causada, de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC),
por invasão de fatores Externos, ascendência do Fogo do Fígado, acúmulo de Calor nos órgãos
Fu do Yang Brilhante ou por Vento-Fleuma nos canais, deficiência de Qi ou estagnação de Qi e
Sangue. A dor facial pode ser atribuída a qualquer um dos seguintes distúrbios na medicina
ocidental: neuralgia de trigémeo primária ou secundária, caxumba, rinite, cárie, trauma, cirurgia
pós-facial, herpes-zóster e suas seqüelas, além de dermatite facial aguda.

Etiologia e Patologia

Invasão de Fatores Externos


A superexposição a Vento, Frio ou Calor pode fazer com que tais fatores patogênicos inva­
dam a face. Frio é caracterizado por contração e estagnação. Na invasão por Vento-Frio,
existe contração dos canais e músculos da face, levando à estagnação de Qi e Sangue, ocor­
rendo dor. Calor é caracterizado por ascendência e queimação. Na invasão por Vento-Calor,
Qi e Sangue nos canais, especialmente nos canais do Yang Brilhante, serão acometidos,
conduzindo ao acúmulo de Qi e Sangue em regiões locais, podendo ocorrer tumefação,
vermelhidão e dor.
Além disso, invasão da face por Calor Tóxico ou picadas de insetos também pode determinar
acúmulo de Toxina nos canais, ocorrendo estagnação de Qi e Sangue, o que leva à dor facial.

Ascendência do Fogo do Fígado


Excesso de estresse, excesso de esforço, raiva excessiva ou ansiedade ou muita meditação
podem também causar desarmonia do Fígado e impedir sua função de promoção da circula­
ção de Qi, levando à estagnação do Qi no Fígado. Caso essa estagnação persista por um
longo tempo, isso pode gerar Fogo do Fígado, causando ascendência do Fogo do Fígado para
face, ocorrendo dor.

Acúmulo de Calor nos Canais do Yang Brilhante


Ingestão excessiva de alimento picante, doce ou gorduroso ou ingestão de muito álcool pode
ocasionar acúmulo de Calor nos órgãos Fu do Yang Brilhante, levando à constipação, aumento
do apetite, sangramento das gengivas, cheiro fétido na boca e sede. Esse Calor pode também
ascender ao longo dos canais do Yang Brilhante em direção à face, acometendo a circulação de
Qi e Sangue e causando dor facial.

73
74 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Acúmulo de Vento-Fleuma nos • Dor facial crônica com sensação de queimação, verme­
lhidão e dor dos olhos, com agravação da dor por aco­
Canais metimento emocional, nervosismo ou tontura, é
geralmente causada por ascendência do Fogo do Fígado.
Caso a invasão de Vento Externo não seja completamen­ • Dor facial crônica com sensação de queimação, ver­
te expelida, pode acumular nos canais. Quando a Fleu­ melhidão da face, agravação da dor facial por consu­
ma acumula no corpo, o Vento pode se misturar com essa mo de algum alimento picante, cheiro fétido na boca,
Fleuma e obstruir os canais, causando dor facial. sede e constipação, é geralmente causada por acúmulo
de Calor Excessivo nos canais do Yang Brilhante.
Deficiência de Qi • Dor facial perfurante com localização fixa, a qual agrava
à noite, com língua com coloração violácea, é geral­
Esforço excessivo ou doença prolongada pode ocasionar mente causada por estagnação de Sangue.
consumo de Qi, levando à deficiência de Qi; nesse caso, • Dor facial leve e intermitente, com agravação por esfor­
a face não é nutrida adequadamente, e isso causa dor facial. ço e durante o dia, visão deficiente, cansaço, aversão ao
frio, mãos e pés frios, língua pálida com saburra branca
Estagnação de Qi e Sangue e levemente gordurosa, além de pulso em pena de pás­
saro e fraco, é geralmente causada por deficiência de Qi.
Qi e Sangue devem circular livremente na face. Caso Qi • Dor facial crônica com parestesia ou sensação de formi­
e Sangue estagnem devido a várias causas, os canais se gamento, dor facial intermitente, espasmo dos músculos
tornam obstruídos, causando dor. Trauma físico ou ci­ faciais, edema local na face (geralmente em um lado),
rurgia facial inapropriada podem diretamente acome­ tique na face, língua com saburra fina, branca e gordu­
ter canais e músculos, conduzindo à estagnação de Qi rosa, além de pulso deslizante e em corda, é geralmente
e Sangue, causando dor. causada por acúmulo de Vento-Fleuma nos canais.
978-85-724 1 -765-5
Tratamento com Base na Tratamento
Diferenciação Invasão de Vento-Calor
SINAIS E SINTOMAS
Diferenciação Dor facial com sensação de queimação, sensação de
formigamento ou dor aguda, dor constante, vermelhidão
Diferenciação Quanto à Origem da face, sudorese, agravação da dor por exposição ao calor,
Externa ou Interna alívio da dor por frio, sede ou febre, urina amarelo-escu­
ra, língua com ponta vermelha e saburra fina e amarela,
• Início agudo de dor facial, de leve intensidade, acom­ além de pulso superficial e rápido.
panhada por sintomas Externos, tais como aversão
ao frio, febre, dor muscular, corrimento nasal, tosse PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
e pulso superficial, é geralmente causado por inva­ Dispersar Vento, clarear Calor e acalmar dor.
são de fatores Externos.
• História crônica de dor facial, de intensidade leve ou TRATAMENTO FITOTERÁPICO
forte, associada com dieta, estado emocional ou ou­ PRESCRIÇÃO
tras condições físicas, é geralmente causada por dis­
túrbios dos órgãos Zang-fu Internos. XIONG ZH! SHI GAO TANG - DECOCÇÃO DE CNIDIUM,
ANGELICA E GYPSUM

Diferenciação Quanto ao Caráter da Dor • Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxiong): I Og.
• Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae): I Og.
• Dor facial aguda com sensação de queimação, língua • Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 20g.
com saburra fina e amarelada, associada com alguns • Sang Ye (Folium Mori): 1 0g.
sintomas Externos, é geralmente causada por invasão • Ju Hua (Fios Chry santhemi): 10g.
de Vento-Calor. • Jin Ying Hua (Fios Lonicerae) : I Og.
• Dor facial aguda, associada com alguns sintomas • Man Jing Zi (Fructus Viticis): lüg.
Externos, tais como aversão ao frio, febre baixa, dor • Cang Er Zi (Fructus Xanthii): 10g.
muscular, ausência de sede, é geralmente causada por • Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae) I Og.
invasão de Vento-Frio.
• Dor facial aguda com sensação de queimação, tumefação Explicações
da face, vermelhidão, calor, febre, língua com saburra • Sang Ye, Jin Yin Hua e Ju Hua dispersam o Vento e
grossa ou fina e amarelada, juntamente com alguns sintomas clareiam o Calor.
causados pelo Calor Tóxico, tais como aversão ao frio, • Man Jing Zi e Cang Er Zi dispersam o Vento-Calor e
cefaléia, dor e inchaço da garganta, agitação e constipa­ sedam a dor.
ção, etc., é geralmente causada por invasão deCalorTóxico. • Bai Zhi e Chuan Xiong sedam a dor facial.
Dor Facial 75

• Shi Gao clareia o Calor e reduz a febre. se conecta ao Vaso Yang de Ligação. E também é o
• Sheng Di Huang resfria o Calor e remove a Toxina ponto de Conexão do Triplo Aquecedor, sendo eficaz
da face. no alívio da dor na face lateral da cabeça. 5 TA é tam­
bém eficaz para dispersar Vento e clarear Calor.
Modificações
• Se houver febre elevada, adicionar lüg de Da Qing Ye MODIFICAÇÕES
(Folium lsatidis) e lüg de Ban Lan Gen (Radix Isatidis) • Se houver febre, adicionar 14 VG e 44 E, ponto Pri­
para reduzir febre. mavera do canal do Estômago, para reduzir febre.
• Se houver vermelhidão e tumefação na face, adicio- • Se houver dor de garganta e tumefação, adicionar 10
nar lüg de Pu Gong Ying (Herba Taraxaci) e lüg de P para aliviar dor e reduzir edema.
v; Zi Hua Di Ding (Herba Violae) para clarear Calor, • Se houver cefaléia, adicionar pontos Extra Taiyang e

.;,
remover Toxina e reduzir tumefação. Yintang para sedar cefaléia.
t-;-
- • Se houver dor de garganta, acrescentar lüg de Xuan Se houver edema de face com vermelhidão, acrescen­
r--
;:!;
Shen (Radix Scrophulariae) para beneficiar garganta tar 44 E e 1 IG para clarear Calor e reduzir edema.
� e aliviar tonsilite.
� • Se houver tosse e expectoração de secreção de fleuma
Caso Clínico
amarela, adicionar 10g de Sang Bai Pi (Cortex Mori
Radieis) e lüg de Zhe Bei Mu (Bulbus Fritillariae Um homem de 30 anos de idade vinha apresentando dor
Thunbergii) para clarear Calor e eliminar Fleuma. facial com sensação de queimação, durante cinco dias.
• Se o nariz se encontra obstruído com corrimento, adi­ No início, ele apresentava febre, tonsilite, cefaléia, aver­
cionar lüg de Er Bu Shi Cao (Herba Centipedae) para são ao frio e coriza nasal clara; então, ele procurou seu
desobstruir o nariz. clínico geral e utilizou antibióticos durante três dias. Em
geral, seus sintomas melhoraram levemente, mas a dor
Medicamentos Patenteados
facial em queimação permaneceu. Ele também apresen­
• Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Forsythia. tou dor corporal generalizada, febre relativa e aversão
• Yin Qiao fie Du Pian - Tablete de Honeysuckle e ao frio, sede leve, boca seca, língua com ponta vermelha
Forsythia para Contornar Toxinas. e saburra fina levemente amarelada, além de pulso su­
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA perficial e levemente rápido.
4 IG (Hegu), 11 IG (Quchi), 5 TA (Waiguan), 6 E (Jiache), Diagnóstico
7 E (Xiaguan), 20 VB (Fengchi). Método de redução é Esse caso era claramente decorrente de condição de dor
utilizado em tais pontos. facial devido à invasão por Vento-Calor. Os sintomas­
EXPLICAÇÕES
chave da invasão de Vento-Calor foram os seguintes: ele
era um homem jovem, que nunca havia reclamado sobre
• 4 IG e 11 IG são utilizados para clarear Calor, espe­ tais sintomas antes; o ataque agudo foi agudo; a dor
cialmente no canal do Yang Brilhante da mão. Esses facial caracterizava-se por sensação de queimação, fe­
dois pontos são adequados para tratar dor em volta do bre, aversão ao frio, tonsilite e condições de língua e pulso.
nariz, uma vez que o canal do Intestino Grosso termi­
na no nariz. Além disso, esses dois pontos são capa­ P rincípio de Tratamento
zes de dispersar Vento-Calor e reduzir febre. Se houver Dispersar Vento, clarear Calor, harmonizar colateral e
nariz obstruído, adicionar 20 IG, 7 P, 10 P e ponto sedar dor.
extra Bitong para circular o canal e desobstruir o nariz.
• 6 E e 7 E são utilizados especialmente para circular o Tratamento por Acupuntura
canal e sedar a dor, a fim de a dor na região da boche­ 4 IG (Hegu), 5 TA (Waiguan), 3 E (Juliao), 7 E (Xiaguan),
cha, uma vez que o canal do Estômago passa através 18 1D (Qu anliao), 20 VB (Fengchi). Método de redução
dessa região. De fato, o acometimento do canal do foi utilizado em tais pontos. O tratamento foi adminis­
Estômago constitui uma das principais causas de dor trado em dias alternados.
facial. Nesse caso, 4 E e 5 E devem ser utilizados em
associação para sedar a dor. 34 E, 40 E e 42 E podem Explicações
ser prescritos ao mesmo tempo. 34 E é o ponto de
• 4 IG e 5 TA dispersam Vento-Calor em geral. Além
Acúmulo do canal do Estômago, o qual possui bom
disso, 4 IG e 20 VB são capazes de dispersar Vento­
efeito para aliviar a dor no canal do Estômago. 40 E
Calor no alto do corpo, especialmente na face.
é o ponto de Conexão, o qual é eficaz para harmonizar
• 3 E, 7 E e 18 ID, pontos locais, são utilizados para
o colateral. 42 E é o ponto Fonte, sendo eficaz para
harmonizar colateral e sedar dor facial.
circular o canal e cessar a dor.
• 20 VB é utilizado para dispersar Vento-Calor e cessar • Normalmente, 11 IG é recomendado para ser acresci­
dor. Esse ponto é prescrito especialmente para tratar do à prescrição; contudo, nesse caso, não houve muita
dor ocorrendo próximo ao ouvido, a qual que se irra­ febre, então esse ponto pode ser omitido.
dia ao pescoço, causando torcicolo doloroso. Esse ponto
também alivia dor de cabeça e, nesse caso, seria me­ Em razão da breve duração de seu problema, a dor
lhor associá-lo a 5 TA, uma vez que esse é o ponto que facial estava sob controle dentro de duas semanas.
76 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Invasão de Calor Tóxico • Se houver náusea decorrente da penetração de Calor


Tóxico a partir do canal para o órgão Estômago, adicio­
SINAIS E SINTOMAS nar lüg de Xuan Fu Hua (Fios Inulae) para harmonizar
Ocorrência aguda de dor facial, vermelhidão, edema e Estômago e fazer com que Qi do Estômago descenda.
sensação de queimação na face, formação de pus na face, • Se houver constipação devido à obstrução do Intesti­
prurido, febre, sede, constipação, urina de coloração no Grosso , adicionar lüg de Da Huang (Radix et
amarelo-escura, agitação, inapetência, língua vermelha Rhizoma Rhei) para promover evacuação, de maneira
com saburra amarela e seca e pulso rápido e em corda. a clarear Calor.

PRINCÍPIO DE TRATAMENTO Medicamentos Patenteados


Clarear Calor, reduzir Fogo e eliminar Toxina. • Niu Huang fie Du Wan - Pílula de Cálculo de Gado
para Resolver Toxina.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • Yin Qiao fie Du Wan-Pílula de Honeysuckle e Forsythia
PRESCRIÇÃO para Resolver Toxinas.
Pu f1 Xuo Du YIN - DEcocçÃo DE BENEFÍCIO TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
UNIVERSAL PARA ELIMINAR TOXINA 2 F (Erjian), 4 1G (Hegu), 11 1G (Quchi), 5 E (Daying) ,
• Huang Qin (Radix Scutellariae): 10g. 7 E (Xiaguan), 36 E (Zusanli), 42 E (Changyang) e 44 E
• Huang Lian (Rhizoma Coptidis): lüg. (Neiting). Método de redução é utilizado em tais pontos.
• Xuan Shen (Radix Scrophulariae): 6g.
EXPLICAÇÕES
• Zhi Zi (Fructus Gardeniae) : lüg.
• Ban Lan Gen (Radix lsatidis): 6g. • Na maioria dos casos, quando existe invasão do Calor
• Lian Qiao (Fructus Forsythiae): 3g. Tóxico, o canal do Yang Brilhante é acometido; por­
• Ma Bo (Lasiosphaerae seu Calvatiae) : 3g. tanto, os pontos do canal do Intestino Grosso e do canal
• Niu Bang Zi (Fructus A rctii) : 3g. do Estômago são geralmente selecionados.
• Bo He (Herba Menthae) : 3g. • 2 F e 44 E são dois pontos importantes nesse caso,
• fiang Can (Bombyx Batryticatus): 3g. uma vez que 2 F e 44 E, pontos Primavera desses dois
• Sheng Ma (Rhizoma Cimicifugae) : 3g. canais, são capazes de clarear Calor e reduzir Fogo,
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g. de maneira a eliminar vermelhidão e edema. Além disso,
• Da Qing Ye (Folium Isatidis): lüg. eles são os pontos Águade acordo com a teoria dos
• Zhe Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii): lüg. Cinco Elementos; a Água domina o Fogo, sendo apro­
priado utilizar esses dois pontos.
Explicações • 4 IG , ponto Fonte, e 11 IG , ponto Mar, clareiam Calor
• Huang Qin, Huang Lian e Zhi Zi clareiam Calor, re­ e circulam o canal, de maneira a sedar a dor. Na maio- ::3
duzem edema e eliminam Toxina. ria dos casos de invasão de Calor Tóxico, deve existir �
• Ma Bo e Xuan Shen eliminam Toxina. febre. Quando esses dois pontos são utilizados em ':'.;
• Ban Lan Gen, Lian Qiao, Bo He, Sheng Ma e Da Qing associação, eles serão mais eficazes na redução da febre. �
Ye dispersam Calor, reduzem febre e clareiam toxina. • 42 E e 36 E, os quais são o mesmo que 4 IG e 11 IG , .'..i
O\

• Niu Bang Zi, fiang Can e Zhe Bei Mu resolvem Fleu­ ponto Fonte e ponto Mar, respectivamente, apresen- �
ma e harmonizam colateral na face. tam função de clarear Calor no canal do Yang Brilhante
• Gan Cao harmoniza os fitoterápicos na prescrição e do pé e de sedar a dor.
elimina Toxina. • 5 E, 6 E e 7 E dispersam Calor e harmonizam colateral,
tratando a dor na localidade.
Modificações
MODIFICAÇÕES
• Se houver febre decorrente de ascendência do Fogo­
Calor, adicionar 20g de Shi Gao (Gypsum Fibrosum) • Se houver febre devido à ascendência de Fogo-Calor,
e lüg de Zhi Mu (Rhizoma A nemarrhenae) para cla­ adicionar 14 VG para clarear Calor e reduzir febre.
rear Calor e reduzir febre. • Se houver sangramento nasal decorrente de invasão do
• Se houver sangramento nasal devido à invasão do sis­ sistema pulmonar por Calor, adicionar 6 P e 1O P para
tema pulmonar por Calor, adicionar lüg de Sheng Di clarear Calor no sistema pulmonar e cessar sangramento.
Huang (Radix Rehmanniae Recens) e lüg de Sang Bai • Se houver vermelhidão e edema dos olhos com secre­
Pi (Cortex Mori Radieis) para clarear Calor no siste­ ção amarelada devido à invasão de Calor no canal do
ma pulmonar e cessar sangramento. Fígado, acrescentar 2 F e o ponto extra Taiyang para
• Se houver vermelhidão e edema dos olhos com secre­ clarear Calor nos olhos e reduzir edema.
ção amarelada em virtude da invasão de Calor no canal • Se houver agitação devido à invasão do canal do Co­
do Fígado , adicionar l ü g de Xia Ku Cao (Spic a ração por Calor, adicionar 3 C e 8 C para clarear Calor
P runellae) e 5g de Long Dan Cao (Radix Gentianae) do Coração.
para clarear Calor nos olhos e reduzir edema. • Se houver náusea devido à penetração de Calor Tóxi­
• Se houver agitação devido à invasão do canal do Co­ co do canal para o órgão Estômago, acrescentar 6 CS
ração, adicionar 1Og de Dan Zhu Ye (Herba Lophatheri) e 12 VC para harmonizar Estômago e fazer com que
para clarear Calor do Coração. Qi do Estômago descenda.
Dor Facial 77

• Se houver constipação devido à obstrução do Intesti­ TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


no Grosso por Calor, adicionar 25 E e 37 E para pro­ 7 P (Lieque), 4 IG (Hegu), 5 TA (Waiguan) , 20VB (Fengchi),
mover evacuação, de maneira a clarear o Calor. 7 E (Xiaguan) e 18 ID (Quanliao). Método de redução é
utilizado. Moxibustão também deve ser utilizada.
Invasão de Vento-Frio
EXPLICAÇÕES
SINAIS E SINTOMAS • 7 P e 4 F são dois pontos impmtantes no tratamento facial
Dor aguda na face, com sensação de espasmo, agrava­ em virtude da invasão de Vento-Frio. Vento-Frio geral­
ção da dor após exposição ao frio, alívio com calor, face mente ataca as partes superficiais da face. 7 P abre os
violácea ou leve coloração azulada na face, língua com poros da pele e alivia invasão Externa. 4 IG é um ponto­
saburra fina e branca, pulso superficial e apertado. chave para tratar problemas em cabeça e face. Quando
utilizados em associação, eles são capazes de promover
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO dispersão do Vento-Frio e sedação da dor na face.
Dispersar Vento, eliminar Frio, promover circulação do • 5 TA, ponto de Conexão do Triplo Aquecedor e ponto
colateral e sedar dor. de Confluência do Vaso Yang de Ligação, é eficaz no
alívio da invasão Externa, especialmente no canal Yang
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Menor, causando dor em volta dos ouvidos. Nesse caso,
PRESCRIÇÃO 5 TA é geralmente associado a 20 VB para dispersar
CHUAN XIONG CHA TIAO SAN - Pó REGULADOR DE CHÁ Vento-Frio dos canais Yang Menores. De fato, 20 VB
VERDE - LIGUSTICUM também pode ser utilizado com outros pontos para
• Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong) : 6g. dispersar invasão Externa.
• fing fie (Herba Schizanepetae): 6g. • 7 E é o ponto local selecionado, uma vez que apresen­
• Fang Feng (Radix Ledebou riellae): 6g. ta função de circulação do colateral e sedação da dor.
• Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae): 6g. Esse ponto é especialmente útil quando existe invasão
• Yan Hu Suo (Rhizoma Corydalis) : 10g. do canal do Estômago por Vento-Frio, causando dor
• Man fing Zi (Fructus Viticis) : l üg. na região da mandíbula; ele é geralmente associado a
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): l üg. 5 E, 6 E e 40 E para promover circulação do canal do
• Xi Xin (Herba A sari): 3g. Estômago e aliviar dor.
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): Sg. • 18 ID é utilizado quando existe invasão do canal do
• Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): 6g. Intestino Delgado por Vento-Frio, determinando dor
em volta da região mandibul ar da bochecha; ele é
Explicações geralmente associado com 4 ID, 6 ID e 7 ID para cir­
• fing fie e Fang Feng dispersam Vento e eliminam Frio. cular Intestino Delgado e sedar dor.
• Chuan Xiong, Xi Xin, Bai Zhi e Qiang Huo dispersam
MODIFICAÇÕES
Vento-Frio e sedam dor facial.
• Man fing Zi e Yan Hu Suo cessam dor facial. • Se houver corrimento nasal de secreção clara e espir­
• Dang Gui tonifica Sangue e fortalece Fígado, de maneira ro devido à invasão do sistema pulmonar por Vento­
a harmonizar colateral. Frio, acrescentar 12 B e 13 B para dispersar Vento-Frio.
• Gan Cao harmoniza a prescrição. • Se houver cefaléia devido à estagnação de Qi e San­
gue na cabeça resultante da invasão de Vento-Frio,
Modificações adicionar 16 VG para aliviar Vento-Frio na cabeça e
• Se houver corrimento nasal com secreção clara e es­ sedar cefaléia.
pirros em razão da invasão do sistema pulmonar por • Se existir aversão ao frio e mãos e pés frios devido ao
Vento-Frio, adicionar l ü g de Cang Er Zi (Fructus acometimento do Yang-Qi por Frio, adicionar 36 E com
.,.., Xanthii) e lüg de Cong Bai (Bulbus Allii Fistulosi) moxibustão para aquecer Yang e dispersar Frio .
.;,
'° para dispersar Vento-Frio. • Se houver espasmo dos músculos faciais devido ao
e;- acúmulo de Frio, adicionar 3 BP e 3 F para aliviar
,-; • Se houver cefaléia devido à estagnação de Qi e San­
;:!; gue na cabeça resultante da invasão de Vento-Frio, espasmo muscular.
r-
i3 adicionar l üg de Gao Ben (Rhizama et Radix Ligustici)
� para eliminar Vento-Frio na cabeça e sedar cefaléia. Caso Clínico
O\
• Se houver aversão ao frio e mãos e pés ficarem frios devido
ao acometimento de Yang-Qi por Frio, adicionar 1Og de Uma mulher com 40 anos de idade vinha apresentando dor
Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi) e 5g de Ganfiang (Rhizoma facial há duas semanas. Nos primeiros quatro a cinco dias
Zingiberis) para aquecer Yang e dispersar Frio. ela sentiu contrações ou espasmos naface, queforam aliviados
• Se houver espasmo dos músculos faciais devido ao com calor (utilizou toalha morna e tomou banhos momos) ,
acúmulo de Frio, adicionar 5g de Bai Fu Zi (Rhizama dor corporal leve, aversão ao frio e febre leve. Ela descan­
Typhonii) para aliviar espasmo muscular. sou durante alguns dias em casa e todos os sintomas desa­
pareceram, exceto os problemas faciais. Ela tinha muito medo
Medicamento Patenteado que sua face ficasse paralisada. Quando chegou à consulta,
• Chuan Xiong Cha Tiao Wan - Pílula Regularizadora sua língua apresentava saburra fina e branca e seu pulso era
de Chá Verde - Ligusticum. superficial e apertado.
78 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Diagnóstico Modificações
Obstrução do colateral devido ao desaparecimento in­ • Se houver distúrbio emocional ou depressão devido
completo do Vento-Frio. à estagnação do Qi do Fígado, adicionar 10g de Bai
Shao (Radix Paeoniae Alba) e 5g de Chai Hu (Radix
Princípio de Tratamento Bupleuri) para promover circulação do Qi do Fígado
Harmonizar colateral e dispersar Vento-Frio. e aliviar depressão.
• Se houver dor epigástrica em virtude da invasão do
Tratamento por Acupuntura Estômago pelo Fogo do Fígado, adicionar 5 g de Qing
4 IG (Hegu), 7 P (Lieque), 3 E (Juliao), 7 E (Xiaguan), 40 E Dai (lndigo Natura/is) e lüg de Yan Hu Suo (Rhizama
(Fenglong) e 7 ID (Zhizheng). Moxibustão foi prescrita Corydalis) para clarear Calor no Estômago e sedar dor.
em 4 IG, 3 E, 7 E e 40 E. Método de redução foi utilizado. • Se houver cefaléia decorrente de acometimento do Yang
O tratamento foi administrado em dias alternados. Límpido na cabeça pelo Fogo do Fígado, adicionar 1Og
de Gou Teng (Ramulus Uncariae cum Uncis) para
Explicações suprimir Fogo do Fígado e aliviar cefaléia.
• Moxibustão aquece canais e dispersa Frio no colateral. • Se houver agitação, palpitações e insônia devido ao
• 4 IG e 7 P dispersam Vento-Frio, especialmente na face. acometimento da Mente por Fogo do Fígado, adicio­
• 3 E e 7 E regulam circulação de Qi e Sangue na face nar 5 g de Huang Lian (Rhizoma Coptidis) e 1 5 g de
e sedam dor facial. Long Gu (Os Draconis) para clarear Calor no Cora­
• 40 E, ponto de Conexão do canal do Estômago, e 17 ID, ção e acalmar Mente.
ponto de Conexão do canal do Intestino Delgado, • Se houver gosto amargo na boca com vômito devido
harmonizam colateral na face. à ascendência do Qi da Vesícula Biliar, adicionar lüg
de Yin Chen Hao (Herba A rtemisiae Capillaris) e lüg
Após tratamento de 1 O dias, sua dor facial desapareceu. de Xuan Fu Hua (Fios lnulae) para descender Qi da
Vesícula Biliar e aliviar vômito.
Ascendência do Fogo do Fígado • Se houver constipação, acrescentar 10g de Da Huang
(Radix et Rhizama R hei) para promover evacuação e
SINAIS E SINTOMAS clarear Calor nos órgãos Fu do Yang Brilhante.
Face dolorida com sensação de queimação, agravação
da dor por acometimento emocional e nervosismo, agi­ Medicamento Patenteado
tação, irritabilidade, plenitude torácica, insônia, cefaléia, • Long Dan Xie Gan Wan - Pílula de Gentiana para Dre­
gosto amargo na boca, constipação, língua vermelha com nagem do Fígado.
saburra amarela e pulso em corda e rápido.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO 4 IG (Hegu), 3 F (Taichong), 2 F (Xingjian) , 8 F (Ququan),
Clarear Calor, reduzir Fogo e sedar dor. 20 VG (Baihui) , 2 VB (Tinghui), 20 VB (Fengchi) e 43 VB
(Xiaxi). Método de redução é utilizado em todos os pon­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO tos, exceto em 8 F e 2 VB; método neutro deve ser uti­
PRESCRIÇÃO lizado nesses últimos pontos.
LONG DAN XIE GAN TANG - DECOCÇÃO DE GENTIANA EXPLICAÇÕES
PARA DRENAR O FÍGADO • Esse caso é geralmente causado por persistência pro­
• Long Dan Cao (Radix Gentianae): 6g. longada de acometimento emocional, incluindo es­
• Huang Qin (Radix Scutellariae): 9g. tresse, frustração, raiva, depressão, etc. Caso exista
• Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 9g. dor facial devido à ascendência do Fogo do Fígado,
• Ze Xie (Rhizama Alismatis): 1 2g. o lado da face é geralmente acometido; então, os pontos
• Mu Tong (Caulis Akebiae): 9g. do canal do Fígado e da Vesícula Biliar são geral­
• Xiao Ku Cao (Spica Prunellae): 10g. mente selecionados. No caso da invasão do Estômago
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 3g. por Fogo do Fígado, pontos do canal do Estômago
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 9g. também podem ser utilizados.
• Sang Ye (Folium Mori): lüg. • 4 IG e 3 F, denominados "pontos dos quatro portões",
são eficazes em controlar Fogo e Vento Excessivos,
Explicações reduzindo a dor e dominando Fogo do Fígado.
• Long Dan Cao, Sang Ye e Xia Ku Cao clareiam Calor • 2 F, ponto Primavera do canal do Fígado, e 43 VB,
no Fígado e reduzem Fogo do Fígado. ponto Primavera do canal da Vesícula Biliar, juntamente '.S
• Mu Tong e Ze Xie clareiam Calor por meio da micção. com 20 VG e 20 VB, resfriam face, reduzem Fogo e t
• Zhi Zi e Huang Qin clareiam Calor e reduzem Fogo clareiam Calor, de maneira a tratar a causa-base. 2'.;
no corpo. • 8 F, ponto Água do canal do Fígado, nutre Água, de �
• Sheng Di Huang resfria Calor e elimina Toxina no maneira a controlar o Fogo do Fígado. Além disso, esse �
Fígado. ponto é o ponto Mar do canal do Fígado, sendo geral- ::;:
• Dang Gui harmoniza o Fígado. mente eficaz para o tratamento dos distúrbios do Fígado.
Dor Facial 79

• 2 VB trata a dor facial na lateral de face. Esse ponto e ponto Água do canal do Fígado, controla Fogo do
também é eficaz para o alívio de tinido e dor de ouvi­ Fígado e trata a causa-base.
do, uma vez que a ascendência do Fogo do Fígado • 20 VB suprime Fogo do Fígado e clareia Calor na cabe­
geralmente causa esses dois sintomas. ça. 43 VB, ponto Primavera do canal da Vesícula Biliar,
resfria Vesícula Biliar, de maneira a reduzirFogo no Fígado.
MODIFICAÇÕES • 4 IG e 44 E clareiam Calor em Intestino Grosso e
• Se houver acometimento emocional ou depressão Estômago.
decorrente de estagnação do Qi do Fígado, adicionar • 3 E e 7 E harmonizam colateral e sedam a dor.
18 B e 14 F para promover circulação do Qi do Fígado
e aliviar depressão. Além do tratamento anterior, foi administrado uma
• Se houver dor ocon-endo em tomo do canal do Estômago prescrição fitoterápica com base em Long Dan Xie Gan
(isto é, na região da bochecha) devido à invasão do Es­ Tang (Pílula de Gentiana para Drenar o Fígado). Foi
tômago por Fogo do Fígado, adicionar 6 BP, 7 E e 44 E proibida a ingestão de bebida alcoólica e alimentos pi­
para clarear Ccalor no canal do Estômago e sedar dor. cantes durante o tratamento. Após um tratamento de quatro
• Se houver cefaléia em virtude do acometimento do Yang meses, sua dor facial estava sob controle.
Límpido na cabeça pelo Fogo do Fígado, adicionar
1 VB e 19 VG e 2 1 VG para suprimir Fogo do Fígado Acúmulo de Calor Excessivo nos
e aliviar cefaléia.
• Se houver agitação, palpitações e insônia em razão do Canais do Yang Brilhante
acometimento da Mente por Fogo do Fígado, adicionar SINAIS E SINTOMAS
3 C e 8 CS para clarear Calor no Coração e acalmar Mente.
• Se houver gosto amargo na boca com vômito em de­ Ocorrência gradual de dor facial, sensação de calor na
corrência da ascendência do Qi da Vesícula Biliar, face, dor de dente, cefaléia, sede, constipação, fome
adicionar 34 VB e 6 CS para descender Qi da Vesícula excessiva, cheiro fétido na boca, língua vermelha com
Biliar e aliviar vômito. saburra amarela e seca, pulso rápido e forte.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Caso Clínico Clarear Calor, reduzir Fogo e regular órgão Fu do
Yang Brilhante.
Um homem de 65 anos de idade apresentava, vez por
v;, outra, dor facial. Isso durou mais de quatro anos. Sua TRATAMENTO FITOTERÁPICO
<n
� dor facial poderia ser em grande parte influenciada por PRESCRIÇÃO
-sJ- suas emoções e ingestão de bebida alcoólica. Ele per­
r dia facilmente o controle e bebia um a dois copos de LIANG GE SAN - Pó PARA RESFRIAR DIAFRAGMA
'1 vinho tinto todos os dias. Além disso, gostava muito de
V)
• Da Huang (Radix et Rhizoma Rhei): 10g.
s'; alimento picante. Quando era jovem, teve hepatite B. • Mang Xiao (Natrii Sulfas): l üg.
Quando chegou para consulta, sua face era vermelha e • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g.
transpirava levemente, apresentava agitação, pressão ar­ • Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 10g.
terial de 170 x l OOmmHg, além de insônia, algumas • Huang Qin (Radix Scutellariae): l üg.
vezes cefaléia em vértice, olhos vermelhos, sensação • Lian Qiao (Fructus Forsythiae): l üg.
constante de calor pelo corpo, dor de ouvido ocasional, • Bo He (Herba Menthae): 5g.
constipação, sede, língua vermelha (especialmente as • Sang Ye (Folium Mori): l üg.
bordas) com saburra amarela, espessa e l evemente seca • Ju Hua (Fios Chrysanthemi): l üg.
e pulso em corda e rápido. • Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae): 10g.
Diagnóstico Explicações
Ascendência do Fogo do Fígado e acúmulo de Calor no • Da Huang e Mang Xiao promovem evacuação e cla­
canal do Yang Brilhante. reiam Calor nos órgãos Fu do Yang Brilhante.
• Zhi Zi, Bo He, Sang Ye, Ju Hua , Lian Qiao e Huang
P rincípio de Tratamento Qin clareiam Calor.
Acalmar Fígado, reduzir Fogo e clarear Calor no canal • Gan Cao harmoniza a prescrição e clareia Calor.
do Yang Brilhante. • Bai Zhi cessa a dor facial.
Tratamento por Acupuntura Modificações
2 F (Xingjian), 8 F (Ququan), 20 VB (Fengchi), 43 VB • Se houver sangramento de gengiva devido à ascen­
(Xiaxi), 4 IG (Hegu), 3 E (Juliao), 7 E (Xiaguan) e 44 E dência do Fogo do Estômago, adicionar 1 Og de Di Huang
(Neiting). Método de redução foi utilizado. O tratamento (Radix Rehmanniae Recens) e 1Og de Xuan Shen (Radix
foi administrado uma vez por semana. Scrophulariae) para clarear Calor e reduzir Fogo.
• Se houver constipação grave em virtude do acúmulo
Explicações de Calor em Intestino, adicionar 10g de Huo Ma Ren
• 2 F, ponto Primavera do canal do Fígado, clareia Ca­ (Fructus Cannabis) para promover evacuação e ali­
lor no Fígado e reduz Fogo do Fígado. 8 F, ponto Mar viar constipação.
80 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Se houver sede decorrente do consumo dos Fluidos • Se houver dor gástrica em decorrência do acúmulo de
Corporais por Fogo do Yang Brilhante, adicionar lüg Calor no Estômago, adicionar 1 2 VC, ponto de Coleta
de Tian Hua Fen (Radix Trichosanthis) para promo­ Anterior do Estômago , para aliviar dor gástrica.
ver secreção dos Fluidos Corporais.
• Se houver dor estomacal em razão do acúmulo de Ca­ Acúmulo de Vento-Fleuma nos Canais
lor no Estômago , adicionar 1 0g de Bai Shao (Radix
Paeoniae Alb a) e l ü g de Yan Hu Suo (Rhizom a SINAIS E SINTOMAS
Corydalis) para aliviar dor estomacal. A ocorrência intermitente de dor facial, espasmo dos mús­
• Se houver cheiro fétido na boca, adicionar 5g de Sha culos faciais, principalmente em um dos lados da face, tique
Ren (Fructus Amomi) para harmonizar Estômago e em face, agravação da situação pelas emoções, especial­
aliviar cheiro fétido. mente pela raiva, parestesia em face, língua com saburra
• Se houver náusea e vômito , adicionar 1Og de Xuan Fu fina, branca e gordurosa e um pulso em corda e deslizante.
Hua (Fios Inulae) para descender Qi do Estômago e
aliviar vômito. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Suprimir Vento , resolver Fleuma e sedar dor.
Medicamento Patenteado
• Wei Te Ling - Remédio Especialmente Eficaz para TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Estômago. PRESCRIÇÃO

TRATAMENTO POR ACUPUNTURA QIAN ZHENG SAN - Pó QUE CONDUZ À SIMETRIA


3 E (Juliao), 6 E (Jiache) , 7 E (Xiaguan) , 34 E (Liangqiu), • Bai Fu Zi (Rhizama Typhonii): 5 g.
44 E (Neiting), 4 1G (Hegu) e 11 1G (Quchi). Método de • Zhi Ban Xia (Rhizama P inelliae Praeparata): I Og.
redução é utilizado em tais pontos. • Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi): I Og.
• DanNanXing (RhizamaArisaematis cum Felle bovis): 5g.
EXPLICAÇÕES • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): lüg.
• Esse tipo de dor facial é geralmente devido à urna dieta • Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae): I Og.
inadequada, especialmente a ingestão excessiva de ali­
Explicações
mentos ácidos, doces, gordurosos, assim corno a ingestão
de muito álcool. Entretanto , também pode ser causada • Bai Fu Zi e Dan Nan Xing dispersam Vento e aliviam
pela invasão do Estômago pelo Fogo do Fígado. Urna a dor facial.
vez que o Estômago é afetado , o Intestino Grosso será • Ban Xia resolve Fleuma em colateral.
envolvido também , e vice-versa. Não importando a • Gui Zhi aquece os canais e harmoniza o colateral na face.
causa, deve-se utilizar pontos tanto do canal do Estô­ • Chuan Xiong promove a circulação de Sangue na face
mago como do canal do Intestino Grosso geralmente e seda a dor.
com método de dispersão , portanto todos os pontos • Bai Zhi seda a dor facial.
acima são selecionados a partir dos canais do Brilho Modificações
do Yang.
• 3 E, 6 E e 7 E harmonizam a região local e aliviam • Se houver espasmos na face, acrescentar 1 0g de Bai
a dor na área. Shao (Radix PaeoniaeAlba) e 5g de Zhi Gan Cao (Radix
• 34 E, o ponto de Acúmulo do canal do Estômago , alivia Glycyrrhizae Praeparata) para aliviar espasmo e acal­
mar músculos na face.
dor e harmoniza o Estômago.
• Se houver dor intensa, adicionar 5 g de Xi Xin (Herba
• 44 E, o ponto Primavera do canal do Estômago , cla­
A s ari) para cessar dor.
reia o Calor e reduz o Fogo Excessivo , o que consiste '°
• Se houver tontura, acrescentar 1Og de Tian Ma (Rhizama _,
no tratamento de base desse caso.
4 IG, o ponto Fonte, e 11 IG, o ponto Mar, todos do
Gastrodiae) e lüg de Gou Teng (Ramulus Uncariae :l::
cum Uncis) para acalmar Fígado e controlar Vento. '.:'.;
canal do Intestino Grosso , são capazes de clarear Calor • Se houver aversão ao frio , acrescentar 1Og de Gan Jiang
e reduzir Fogo no Intestino. �
(Rhizama Zingiberis) para aquecer corpo e aliviar Frio. .'..i
MODIFICAÇÕES • Se houver nervosismo , adicionar lüg de Xia Ku Cao y:
(Spica Prunellae) para clarear Calor e acalmar Fígado. '-"
• Se houver sangramento gengival em razão da ascen­ • Se houver língua com saburra branca, espessa e gor­
dência do Fogo do Estômago , adicionar 45 E, ponto durosa, adicio nar 1 Og de C ang Zhu (Rhizoma
Filho do canal do Estômago , para clarear Calor e re­ Atractylodis) para resolver Umidade e eliminar Fleuma.
duzir Fogo.
• Se houver constipação devido ao acúmulo de Calor TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
no Intestino , adicionar 25 E, ponto de Coleta Anterior 3 F (Taichong) , 5 F (Ligou) , 6 F (Zhongdu) , 4 1G (Hegu) ,
do Intestino Grosso , e 37 E, ponto Mar Inferior do In­ 3 V B (Shangguan), 20 V B (Fengchi), 40 E (Fenglong) e
testino Grosso , para promover circulação de Qi no Intes­ 6 BP (Sanyinjiao ). Utiliza-se método de redução.
tino Grosso e aliviar constipação.
• Se houver sede em virtude do consumo dos Fluidos EXPLICAÇÕES
Corporais por Fogo do Yang Brilhante, adicionar 6 BP • Uma vez que o Vento penetrou no corpo e se misturou
para promover secreção de Fluidos Corporais. à Fleuma, será absolutamente incorreto utilizar ape-
Dor Facial 81

nas pontos para dispersar Vento Externo. O tratamento • Dang Gui nutre Sangue, de maneira a manter Qi.
correto deve consistir em resolver Fleuma, sendo os • Huang Qi tonifica o Qi e ascende o Qi para face.
pontos anteriores então prescritos. • Sheng Ma e Chai Hu, prescritos em pequena dose, são
• 4 IG e 3 F, pontos dos quatro portões, j untamente com utilizados para ajudar Huang Qi a ascender Qi para face.
20 VB, cessam Vento e sedam dor. • Chen Pi harmoniza Estômago.
• 5 F, ponto de Conexão, 6 F, pontos de Acúmulo, todos • Gan Cao tonifica Qi e harmoniza a prescrição.
do canal do Fígado e colateral, resolvem Fleuma em
colateral, de maneira a aliviar a dor. Modificações
• 3 VB trata a dor em área local. • Se houver face edemaciada, adicionar 1 Og de Fu Ling
• 40 E e 6 BP, ponto de reunião dos três canais Yin do (Poria) e lüg de Ze Xie (R hizoma Alismatis) para
pé, elimina Fleuma no corpo, a ssim como em promover drenagem de água e eliminar edema na face.
colateral. Uma vez que 40 E também é ponto de • Se houver inapetência, adicionar 15g de ShanZha (Fructus
Conexão do canal do Estômago, ele é capaz de sedar Crataegi) e 1 5 g de Mai Ya (Fructus Hordei Germinatus)
a dor na face simultaneamente. para ativar Estômago e Baço e melhorar apetite.
• Se houver diarréia, adicionar lüg de Ge Gen (Radix Pue­
MODIFICAÇÕES
rariae) para ascender Yang-Qi límpido e cessar diarréia.
• Se houver espasmo no ângulo da boca decorrente de • Se houver parestesia na face, adicionar l üg de Ban
Vento-Fleuma no colateral do Estômago, adicionar 3 E Xia (Rhizama Pinelliae), Sg de ChuanXiong (Rhizama
e 4 E para aliviar espasmo. Ligustici Chuanxiong) e lüg de Di Long (Lumbricus)
• Se houver espasmo no ângulo ocular devido ao Vento para eliminar Umidade-Fleuma e promover circula­
do Fígado se agitando internamente, adicionar ponto ção no colateral.
extra Taiyang e 14 VB para aliviar espasmo.
• Se houver aversão ao frio na face em virtude da obs­ Medicamento Patenteado
trução do Yang-Qi no canal por Fleuma, aplicar • Bu Zhong Yi Qi Wan - Pílula de Tonificação do Meio
moxibustão na face e adiciona-se 36 E com moxa para e Benefício do Qi.
promover circulação do Yang-Qi e aliviar obstrução.
• Se houver depressão, nervosismo, irritabilidade e ins­ TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
tabilidade emocional devido à estagnação do Qi do 6E (Jiache), 7 E (Xiaguan), 34 E (Liangqiu), 36 E (Zusanli),
Fígado, adicionar 1 5 B, 17 B e 1 8 B para circular Qi
42 E (Chongyang), 3 BP (Taibai), 6 BP (Sanyinjiao), 20VG
do Fígado e harmonizar as emoções.
(Baihui) e 6 VC (Qihai). Utiliza-se método de reforço em
todos esses pontos, exceto em 34 E. no qual método neu­
Deficiência de Qi tro é utilizado. A utilização de moxibustão é aconselhada
em 36 E, 6 VC, 3 BP e 20 VG.
SINAIS E SINTOMAS
Persistência da dor facial com sensação de peso, agrava­ EXPLICAÇÕES
ção da dor com cansaço, tez pálida, edema facial, • Esse tipo de dor facial é geralmente causado por ex­
inapetência, fezes soltas, respiração curta, aversão ao frio, cesso de esforço e doença prolongada. Além disso, é
sudorese espontânea, voz baixa, língua pálida com saburra observado em indivíduos idosos, os quais apresentam
fina, branca e gordurosa e pulso em pena de pássaro. depleção gradual de sua energia, especialmente em Baço
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO e Estômago. Sendo, portanto, acometida sua produ­
ção de Qi e Sangue.
Tonificar Qi, eliminar Umidade e circular colateral. • 36 E, ponto Mar, 42 E, ponto Fonte do canal do Estô­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO mago, e 3 BP, ponto Fonte do canal do Baço, são capazes
de ativar Baço e Estômago e tonificar Qi.
PRESCRIÇÃO
• 40 E, ponto de Conexão do canal do Estômago, har­
Bu ZHONG YI QJ TANG - DECOCÇÃO DE TONIFICAÇÃO moniza colateral e seda dor.
DO MEIO E B ENEFÍCIO DO QI • 6 BP e 6 VC tonificam o Sangue de todo corpo. 20 VG
• Huang Qi (Radix A stragali seu Hedys ari): 20g. ascende Qi da face, de maneira a nutrir canais e
• Shan Yao (Rhizama Dioscoreae): I Og. colateral da face.
• Huang Jing (Rhizama Polygonati): I Og. • 34 E, ponto de Acúmulo do canal do Estômago, har-
� • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g. moniza colateral e seda dor.
� • Dang Shen (Radix Codonopsis Pilosulae): I Og. • 6 E e 7 E são utilizados para aliviar dor no local.
;:!; • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): I Og.
MODIFICAÇÕES
� • Chen Pi (Pericarpium Citri Reticulatae): 6g.
l • Sheng Ma (Rhizama Cimicifugae): 3g. • Se houver cansaço crônico devido à deficiência do Qi
S • Chai Hu (Radix Bupleuri): 3g. geral, acrescentar 4 VC com moxibustão para tonifi­
• Bai Zhu (RhizomaAtractylodis Macrocephalae): lOg. car Yuan Qi e aliviar cansaço.
• Se houver encurtamento da respiração em virtude de
Explicações deficiência do Qi do Pulmão, acrescentar 9 P, ponto
• Dang Shen, Bai Zhu, Huang Jing e Shan Yao ativam Fonte, e 6 CS, ponto de Confluência do Vaso Yin de
Baço e tonificam Qi. Ligação e ponto de Conexão do canal da Circulação-
82 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Sexualidade, para tonificar Qi do Pulmão e aliviar • Se houver edema de face com coloração violácea de­
encurtamento da respiração. vido à estagnação de Sangue, acrescenta-se Wu Ling
• Se houver inapetência e fezes soltas em razão do en­ Zhi (Faeces Trogopterorum) lOg e Mo Yao (Resina
fraquecimento de Estômago e Baço, adicionar 12 VC, Myrrhae) 5 g para promover a circulação de Sangue
ponto de Coleta Anterior do Estômago, e 9 BP, ponto e reduzir edema.
Mar do canal do Baço, para ativar Baço e Estômago e • Se houver parestesia em face, acrescenta-se Di Long
aliviar fezes soltas. (Lumbricus) lüg para acalmar o colateral e aliviar
Se houver parestesia na face decorrente de deficiência parestesia.
de Qi, utilizar agulhamento em Flor de Ameixa para
melhorar parestesia. Medicamentos Patenteados
• Chuan Xiong Cha Tiao Pian - Tablete Regularizador
Estagnação do Qi e do Sangue de Chá Verde - Lingusticum.
• Xiao Huo Luo Dan - Pílula Especial de Tonificação
SINAIS E SINTOMAS Menor dos Colaterais.
Dor facial de longa duração com localização fixa, dor TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
perfurante intermitente, agravação da dor à noite, colo­
ração violácea da face, língua violácea com saburra fina 4 IG (Hegu), 3 F (Taichong), 6 BP (Sanyinjiao), 3 E (Juliao),
e pulso em corda e duro . 6 E (Jiache), 7 E (Xiaguan), 40 E (Fenglong) e 18 ID
(Quanliao). Método de redução é utilizado em tais pontos.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
EXPLICAÇÕES
Circular Qi e Sangue, acalmar colateral e sedar dor.
• Esse tipo de dor facial é geralmente decorrente de
TRATAMENTO FITOTERÁPICO eliminação incompleta de fatores Externos, cirurgia
PRESCRIÇÃO
facial inapropriada, acometimento emocional grave,
trauma, assim como persistência prolongada dos ti­
TONG QJAO Huo XuE TANG - DECOCÇÃO PARA pos de dor facial anteriormente descritos; portanto, os
DESOBSTRUIR ÜRIFÍCIOS E TONIFICAR SANGUE colaterais na face são obstruídos, levando à estagna­
• Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): lOg. ção de Sangue. Os pontos selecionados são capazes
• Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra): 10g. de promover circulação de Qi e Sangue e eliminar
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis) : 10g. estagnação de Sangue para sedar dor.
• Dang Shen (Radix Salviae Miltiorrhizae): lOg. • O Qi é o guia para o Sangue; 4 IG e 3 F regulam circula­
• Hong Hua (Flos Carthami): lOg. ção de Qi, de maneira a conduzir à circulação de Sangue.
• Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae): 10g. • 6 BP promove circulação de Sangue e alivia dor.
• Xiang Fu (Rhizama Cyperi): lOg. • 3 E, 6 E e 7 E são utilizados aqui para harmonizar
• Qing Pi (Pericarpium Citri Reticulatae Viride): Sg. colateral do Estômago na face, a fim de sedar dor no
• Zhi Qiao (Fructus Aura ntii): 10g . local. Esses três pontos são especialmente utilizados
quando existe dor em volta de bochecha ou na região
Explicações mandibular relacionada ao canal do Estômago.
• Chuan Xiong, Chi Shao, Dan Shen e Hong e Hua eli­ • 18 ID, ponto de reunião do canal do Yang Menor da
minam todos a estase de Sangue e promovem a sua mão e do canal Taiyang da mão, é utilizado para tratar
circulação. Além disso, Chuan Xiong é muito bom para dor facial ocorrendo em torno da região mandibular.
induzir os outros fitoterápicos a alcançarem a cabeça. • 40 E, ponto de Conexão do canal do Estômago , har­
• Dang Gui promove a circulação de Sangue e a harmoni­ moniza colateral e alivia dor.
za de maneira a não acometer a circulação de Sangue.
• Uma vez que a circulação de Qi promove a circulação MODIFICAÇÕES
de Sangue, alguns fitoterápicos para promoverem a • Se houver dor em volta da boca devido à estagnação
circulação de Qi também são prescritos aqui, tais como de Sangue no canal do Estômago, acrescentar 4 E e 42 E
Qing Pi, Zhi Qiao e Xiang Fu. para promover circulação de Sangue no canal do Es­
• Bai Zhi alcança a face e seda a dor facial. tômago e aliviar a dor em volta da boca.
• Se houver agravação da dor à noite em razão da estag­
Modificações nação grave de Sangue, adicionar 17 B para regular
• Se houver dor facial severa ou agravação da dor à noite circulação de Sangue e eliminar estagnação de Sangue.
devido à estagnação de Sangue, adiciona-se Pu Huang • Se houver dor em torno da orelha em decorrência da
(Pollen Typhae) 10g e San Leng (Rhizoma Sparganii) estagnação de Sangue no canal do Yang Menor, acres­
lüg para promover a circulação de Sangue fortemente centar 2 VB e 21 TA para ativar circulação de Qi e
e resolver a estase de Sangue. Sangue no canal Yang Menor e cessar a dor.

978-85-724 1 -765-5
12
978-85-7241 -765-5

'Dor Ocu[ar

A dor ocular inclui dor em pálpebra, órbita, ângulo ocular, globo ocular e em todo olho. Pode
ocorrer em um ou em ambos os olhos. Os tipos de dor ocular incluem dor em distensão, dor seca,
dor perfurante, dor intensa, dor leve, dor constante e dor intermitente.
De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), os seguintes fatores patogênicos podem
causar dor ocular: invasão de fatores patogênicos Externos, estagnação de Qi ou Sangue, ascen­
dência do Fogo do Fígado, hiperatividade do Yang do Fígado, deficiência do Qi, deficiência de
Sangue no Fígado e deficiência de Yin de Fígado e Rim.
A dor ocular pode ser atribuída a qualquer uma das seguintes doenças na medicina ociden­
tal: hematopsia, xeroftalmia, estafiloma posterior, blefarospasmo, oftalmospasmo, neuralgia
orbital, endoftalmite, herpes-zóster na pálpebra, dacriocistite, conjuntivite, esclerite, ceratite,
irite, tracoma e glaucoma.

Etiologia e Patologia

Invasão de Fatores Patogênicos Externos


A exposição excessiva ao Vento, Frio, Calor ou Secura intensos pode causar invasão de fatores
patogênicos aos olhos, conduzindo à estagnação de Qi e Sangue no olho e causando dor ocular
como conseqüência.
Além disso, trabalhar durante muito tempo sob a luz solar, estudar durante muito tempo sob
luz artificial que seja muito intensa ou não forte o suficiente, assistir muito à TV ou tela de VDU
(video display unit) e trabalhar ou andar na névoa podem enfraquecer os olhos e reduzir a cir­
culação de Qi e Sangue. Isso torna os olhos vulneráveis à invasão de fatores patogênicos Exter­
nos, causando dor ocular.

Acometimento Emocional
O olho está relacionado aos órgãos Zang-fu Internos. Se houver acometimento emocional per­
sistente, isso leva à estagnação de Qi e Sangue, tornando lenta a circulação de Qi e Sangue no
olho, seguindo-se dor ocular. Por exemplo, raiva, estresse e frustração excessivos estagnarão o
Qi do Fígado, inibindo a função do Fígado de abertura do orifício. Portanto, desenvolve-se es­
tagnação de Qi no olho e segue-se dor ocular. Além disso, quando houver ressentimento exces­
sivo com muito choro, o Qi do Pulmão estagna, levando à estagnação de Qi nos olhos, uma vez
que o Pulmão não é capaz de dispersar o Qi para os olhos, causando dor ocular.
Além disso, quando a estagnação de Qi persiste no corpo durante muito tempo, Fogo por
Excesso é gerado, causando ascendência do Fogo para os olhos, o que acarreta dor - por exem­
plo, a estagnação do Qi do Fígado pode gerar Fogo do Fígado, o qual pode ascender para aco­
meter o olho e determinar dor ocular. A estagnação do Qi do Fígado durante muito tempo e sua
ascendência também podem falhar em acalmar o Yang do Fígado, levando à dor ocular devido
à hiperatividade do Yang do Fígado.

83
84 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Dietas Inadequadas lar ou ausência de sede, é geralmente causada por


invasão de Vento-Frio.
O olho necessita ser nutrido por Qi e Sangue. Baço e • Dor ocular aguda com sensação de queimação, lín­
Estômago são os centros de produção de Qi e Sangue. O ºoua com saburra fina e amarela, associada com al­
consumo excessivo de alimentos gordurosos, doces e guns sintomas Externos, é geralmente causada por
picantes ou de álcool causa dano a Baço e Estômago, o invasão de Vento-Calor.
que faz com que o alimento se acumule no corpo, geran­ • Dor ocular crônica, a qual se encontra relacionada
do Umidade-Calor e formando Umidade-Fleuma. Por outro à condição emocional, é geralmente causada por
lado, o consumo em excesso de alimentos crus e frios estagnação de Qi.
faz com que ocorra formação de Umidade-Frio em Baço • Dor ocular penetrante, a qual agrava à noite, com lín­
e Estômago, de maneira que, em vez de enviar Qi e Sangue gua com coloração violácea, é geralmente causada por
para o olho, o Baço envia Umidade-Fleuma, Umidade­ estagnação de Sangue.
Calor ou Umidade-Frio. Isso determina obstrução do olho • Dor ocular leve, a qual é intermitente ou agravada por
esforço e durante o dia, com deficiência visual, can­
e dor ocular. Também, o acometimento de Baço e Estô­
saço, aversão ao frio, mãos e pés frios, língua pálida
mago pode levar à produção inadequada de Qi e Sangue,
com saburra levemente gordurosa e pulso em pena de
levando à má nutrição e dor oculares.
pássaro, é geralmente causada por deficiência de Qi.
• Dor ocular crônica com sensação de queimação, agi­
tação, nervosismo, irritabilidade, gosto amargo na boca,
Esforço Excessivo e Doença Crônica sede, constipação, língua vermelha com saburra ama- "'
rela e seca e pulso em corda, forte e rápido, é geral- õ.l
O olho está conectado aos cinco órgãos Zang Internos. mente causada por hiperatividade do Fogo do Fígado. 00
"'
Se houver disfunção dos órgãos Zan g-fu Internos, o olho • Dor ocular crônica com leve queimação e sensação de .:_,
não é suficientemente nutrido por Qi e Sangue, ocorren­ �
secura, sede, sudorese noturna, boca e garganta secas, .:_,
do dor por Deficiência. Exercício físico excessivo, ex­ língua vermelha com saburra fina e pulso profundo, S:
cesso de esforço mental e trabalho ou excesso de atividade em pena de pássaro e rápido, é geralmente causada v,
sexual causam consumo de Qi e Sangue, levando à de­ por deficiência do Yin de Fígado e Rim.
ficiência da Essência do Rim. • Dor ocular com deficiência visual, secura dos olhos,
Doença crônica ou enfraquecimento congênito podem tez pálida, cabelo seco, perda de cabelo e descamação
causar deficiência de Qi, Sangue e Essência no olho, da pele, cansaço, fezes secas, língua pálida com saburra
seguindo-se dor ocular. Finalmente, se houver deficiên­ fina e pulso em pena de pássaro, é geralmente causa­
cia do Yin do Rim, o Fígado não se encontra nutrido de da por deficiência de Sangue no Fígado.
maneira adequada, o que leva à hiperatividade do Fogo
do Fígado e novamente ocorre dor ocular.
Tratamento
Tratamento com Base na Dor Ocular Causada por
Diferenciação Fatores Externos
INVASÃO DE VENTO-FRIO
Diferenciação SINAIS E SINTOMAS
Início agudo de dor ocular, agravação da dor ocular com
Diferenciação Quanto à Origem exposição a vento e frio, ausência de vermelhidão ou
edema de pálpebras, febre leve, aversão a vento e frio,
Externa ou Interna cefaléia com sensação de contração (a qual é referida
• Início agudo de dor ocular, de intensidade leve, acom­ a pescoço e dorso), ausência de sede, acompanhada por
panhada de sintomas Externos, tais como aversão ao congestionamento nasal com coriza, língua com saburra
frio, febre, dor muscular, corrimento nasal, tosse ou branca e fina e pulso superficial e tenso.
pulso superficial, é geralmente causado por invasão PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
de fatores Externos.
• História crônica de dor ocular, de intensidade leve ou Dispersar Vento e eliminar Frio.
forte, e associação da dor à dieta, emoção e outras TRATAMENTO FITOTERÁPICO
condições físicas, é geralmente causada por distúrbios
dos órgãos Zang-fu Internos. PRESCRIÇÃO

Chuan Xiong Cha Tiao San - Pó Regulador de


Diferenciação Quanto às Chá Verde - Ligusticum
Características da Dor • Chuan Xiong (Rhizama LigusticiChuanxiong): 6g.
• Jing fie (Herba Schizonepeta): 6g.
• Dor ocular aguda, associada com sintomas Exter­ • Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 6g.
nos, tais como aversão ao frio, febre leve, dor museu- • Bai Zhi (Radix Angelicae Dahuricae): 6g.
Dor Ocular 85

• Xi Xin (Herba A sari): 3g. MODIFICAÇÕES


• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g. • Se houver dor na órbita ocular, adicionar ponto extra Yuyao
• Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): 6g. e 14 VB para harmonizar colateral e sedar dor ocular.
• Cha Ye (Folium Camelliae Sinensis): 3g. • Se houver dor no ângulo externo do olho, adicionar
EXPLICAÇÕES ponto extra Taiyang e 23 TA para dispersar Vento-Frio
e aliviar dor.
• Chuan Xiong e Qiang Huo dispersam Vento, aliviam • Se houver dor ocular no ângulo interno do olho, acres­
dor ocular e sedam cefaléia. centar 1 B e ponto extra Yintang p ara aliviar Vento­
• BaiZhie XiXin funcionam como assistentes para aliviar
Frio no colateral e cessar dor.
dor ocular e cefaléia.
• Se houver cefaléia devido à invasão de Vento-Frio,
• Jing fie e Fang Feng dispersam Vento e aliviam sin­
adicionar 8 VB e 23 VG para harmonizar colateral e
tomas Externos.
aliviar cefaléia.
• Cha Ye dispersa Vento, acalma Mente e beneficia olho.
• Se houver aversão ao frio e dor corporal generalizada,
• Gan Cao é utilizado para harmonizar as ações dos outros
adicionar 58 B e 63 B para dispersar Vento-Frio, har­
fitoterápicos.
monizar colateral e aliviar dor.
MODIFICAÇÕES • Se houver corrimento nasal, tosse e expectoração de
fleuma esbranquiçada, adicionar 5 P, ponto Mar, e 13
• Se houver febre causada pela invasão de Vento-Frio,
B, ponto de Transporte Posterior do Pulmão, p ara
acrescentar 5g de Chai Hu (Radix Bupleuri) e I Og de
dispersar Vento-Frio e aliviar tosse.
Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi) para eliminar Vento­
Frio e reduzir febre. • Se houver febre, adicionar 14 VG para dispersar Ven­
• Se houver torcicolo devido à estagnação do Qinos canais to e reduzir febre.
.,,
da Bexiga, adicionar lüg de Ge Gen (Radix Puerariae) • Se houver obstrução nasal, adicionar 20 ID para dis­

� para regular circulação de Qi e aliviar torcicolo. persar Vento-Frio e clarear obstrução nasal.
-tj"

� • Se houver obstrução nasal, adicionar I Og de Cang Er INVASÃO DE VENTO-CALOR


;2 Zi (Fructus Xanthii) e I O g de Xin Yi (Fios Magnoliae)
� para dispersar Vento e clarear o nariz. SINAIS E SINTOMAS
°' • Se houver cefaléia, adicionar 5 g de Wu Zhu Yu (Fructus Ocorrência de dor ocular aguda, vermelhidão e tumefação
Evodiae) para aquecer canal, dispersar Vento-Frio e do olho com sensação de queimação, agravação da dor
aliviar cefaléia. à exposição ao vento e ao calor, formação de pus no olho,
febre, aversão ao frio, sede, cefaléia em distensão, cons­
MEDICAMENTO PATENTEADO tipação, língua com ponta vermelha, saburra amarelada
• Chuan Xiong Cha Tiao Wan - Pílula Reguladora de e pulso superficial e rápido.
Chá Verde - Ligusticum.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA Dispersar Vento e clarear Calor.
2 B (Zanzhu), 2 E (Sibai), 3 E (Juliao), 4 IG (Hegu), 5 TA
(Waiguan), 20 VB (Fengchi) e 7 P (Lieque). Método de TRATAMENTO FITOTERÁPICO
redução é utilizado em tais pontos. Ao p unturar 20 VB, PRESCRIÇÃO
a ponta da agulha deve aponta para o olho oposto.
Xie Pi Chu Re Yin - Decocção para Reduzir e
EXPLICAÇÕES Clarear Calor no Baço
• 2 B, 2 E e 3 E, pontos locais, dispersam Vento-Frio, • Chang Wei Zi (Fructus Leonuri): 10g.
promovem circulação em colaterais do olho e aliviam • Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 6g.
dor ocular. • Huang Qin (Radix Scutellariae): 10g.
• 4 IG, ponto Fonte, e 7 P, ponto de Conexão, estão • Xuan Shen (Radix Scrophulariae): 10g.
indicados nas queixas acerca de face e olhos. Eles são • Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 10g.
capazes de abrir poros cutâneos e promover sudorese, • Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 18g.
de maneira que o Vento-Frio é expelido. 4 IG também • Da Huang (Radix et R hizoma R hei): 6g.
regula a circulação de Qi e Sangue no olho, melho­ • Zi Mu (Rhizama A nemarrhenae): 6g.
rando o efeito de redução da dor ocular. • Huang Bai (Cortex P hellodendri): 6g.
• 5 TA, ponto de Conexão, dispersa Vento-Frio e harmo­ • Ju Hua (Fios Chrysanthemi): 6g.
niza canal do Yang Menor e colateral do Triplo Aque­
cedor. Além disso, ele se conecta ao canal Yang de EXPLICAÇÕES
Ligação, o qual domina as partes superficiais do cor­ • Chang WeiZi e Huang Qi dispersam Vento-Calor nos
po. Quando 5 TA é punturado com método de redu­ canais do Fígado para melhorar a visão e cessar a
ção, o canal Yang de Ligação é estimulado, o que reduz dor ocular.
os sintomas Externos devido à invasão do Vento-Frio. • Fang Feng e Zhi Zi eliminam Vento-Calor e aliviam
• 20 VB dispersa Vento-Frio da cabeça. Uma vez que a dor e coceira nos olhos.
ponta da agulha aponta em direção ao olho oposto, melhora • Shi G ao e Zhi Mu dispersam Calor no Aquecedor
consideravelmente o efeito de dispersão do Vento-Frio. Superior.
86 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Xuan Shen nutre Yin do Fígado e clareia Calor. • Se houver corrimento nasal, tosse e expectoração ou
• Huang Bai e Ju Hua clareiam Fogo do Fígado. fleuma amarelada, adicionar 5 P, ponto Mar, e 1 O P,
• Da Huang elimina Calor Interno por meio da promo­ ponto Primavera, para dispersar Vento-Calor e aliviar
ção da evacuação. tosse.
• Se houver obstrução nasal, adicionar 20 ID para dis­
MODIFICAÇÕES persar Vento-Calor e clarear obstrução nasal.
• Se houver pus no olho, acrescentar 1 0g de P u Gong
Ying (Herba Taraxaci) e 1 0g de Ye Ju Hua (Fios Dor Ocular Causada por Distúrbios
Chrys anthemi lndici) para clarear Calor e eliminar
Toxina. Internos
• Se houver cefaléia causada por Vento-Calor, acres­ DOR OCULAR CAUSADA POR ESTAGNAÇÃO DO QI
centar 1 Og de Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxiong)
e S g de Bo He (Herba Menthae) para clarear Vento­ SINAIS E SINTOMAS
Calor e aliviar cefaléia. Dor ocular com sensação de pressão e tensão, a qual inicia
• Se houver febre, adicionar 5g de Chai Hu (Radix ou agrava sob estresse ou acometimento emocional, com
Bupleuri) e 1 0g de Ban Lan Gen (Radix lsatidis) para depressão, distensão e dor na região do hipocôndrio, tontu­
clarear Calor e reduzir febre. ra, menstruação irregular, inapetência ou excesso de ingestão
• Se houver constipação, adicionar Lu Hui (PastaAloes) alimentar, língua com saburra fina e branca e pulso em corda.
e Mang Xiao (Natrii Sulfas) para clarear Calor e pro­
mover evacuação. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Acalmar Fígado, promover circulação do Qi do Fígado
MEDICAMENTOS PATENTEADOS
e aliviar cefaléia.
• Yi n Qiao Jie Du Pian - Tablete de Honeys uckle e
Fors ythia para Contornar Toxinas. TRATAMENTO FITOTERÁPICO
• Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Fors ythia. PRESCRIÇÃO

TRATAMENTO POR ACUPUNT URA Xiao Yao San - Pó Livre e Relaxado


2 B (Zanzhu), 2 E (Sibai), ponto extra Taiyang, 2 1D • Chai Hu (Radix Bupleuri): I Og.
(Erjian), 4 1G (Hegu), 7 P (Lieque), 2 TA (Yemen), 5 1D • Dang Gui (Radix A ngelicae Sine nsis): IOg.
( Ya ngxi) e 20 VB (Fe ngchi). Método de redução é uti­ • Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 20g.
lizado em 2 ID e 2 TA. Quando punturar 20 VB , a • Bai Zhu (RhizamaAtractylodis Macrocephalae): I Og.
ponta da agulha deve estar direcionada para o olho • Fu Ling (Poria): 1 5g.
oposto. • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g.
• Bo He (Herba Menthae): 3g.
EXPLICAÇÕES • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): IOg.
• 2 B , 2 E e ponto extra Taiyang, pontos locais, disper­ • Huang Qin éRadix Scutellariae): 10 g
sam Vento, clareiam Calor, promovem circulação do
colateral no olho e aliviam dor. EXPLICAÇÕES
• 2 1D e 2 TA, pontos Primavera, dsipersam Calor, ali­ • Chai Hu e Bo He regula e promove circulação do Qi
viam vermelhidão, reduzem tumefação e cessam dor. do Fígado, de maneira a remover estagnação do Qi
• 4 IG, ponto Fonte, e 7 P, ponto de Conexão, promo­ no Fígado.
vem sudorese e dispersam Vento-Calor em face e olho. • Bai Shao e Dang Gui nutrem Sangue no Fígado, har­
• 5 TA, ponto de Conexão, dispersa Vento-Calor e har­ monizam Fígado e aliviam dor em hipocôndrio.
moniza canal do Yang Menor e colateral do Triplo • Chuan Xiong regula Qi do Fígado e alivia cefaléia. '°
--..l
Aquecedor, aliviando sintomas Externos. • Bai Zhu e Fu Ling tonificam B aço e Estômago. ri
• 20 VB dispersa Vento-Calor da cabeça e seda dor ocular. • Huang Qin clareia Calor Interno resultante da estag- �
.'._,
nação do Qi do Fígado. �
MODIFICAÇÕES • Gan Cao harmonizam as ações dos outros fitoterápicos. '.::;
O\
• Se houver dor na órbita ocular, adicionar ponto extra Vl

MODIFICAÇÕES v,
Yuyao e 1 4 VB para harmonizar colateral e sedar dor.
• Se houver dor no ângulo ocular externo, acrescentar • Se houver dor ocular intensa e cefaléia, adicionar 1 Og
ponto extra Taiyang e 23 TA para dispersar Vento-Calor de Yan Hu Suo (Rhizama Corydalis) e 10g de Bai Zhi
e aliviar dor. (Radix A ngelicae Dahuricae) para promover circula­
• Se houver dor ocular no ângulo interno do olho, adi­ ção de Qi na cabeça e aliviar dor ocular e cefaléia.
cionar 1 B e ponto extra Yintang para aliviar Vento­ • Se houver dor em hipocôndrio, adicionar 1 0g de Yu
Frio no colateral e cessar dor. Jin (Radix Curcumae) e 1 0g de Ju He (Semen Citri
• Se houver cefaléia devido à invasão do Vento-Calor, Reticulatae) para regular circulação de Qi e aliviar dor.
adicionar 8 VB e 23 VB para harmonizar colateral e • Se houver menstruação irregular ou dismenorréia, adi­
aliviar cefaléia. cionar 1 0g de Huai Niu Xi (R adix Achyranthis
• Se houver febre elevada, adicionar 14 VG e 1 1 ID para Bidentatae) e 1 0g de Yi Mu Cao Herba Leonuri para
clarear Calor e reduzir febre. regular menstruação.
Dor Ocular 87

• Se houver acometimento do humor, acrescentar lüg antes ou durante a menstruação, acompanhada por mens­
de Xiang Fu (Rhizoma Cyperi) e lüg de Gou Teng truação escura e violácea com coágulos, história de trauma
(R amulus Uncariae cum Uncis) para regular Qi do físico ou cirurgia, insônia, língua violácea ou pontos
Fígado e melhorar humor. violáceos na língua e pulso em pena de pássaro ou áspero.
• Se houver insônia, acrescentar 15g de Long Gu (Os
Draconis) para acalmar Coração e tranqüilizar Mente. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Se houver inapetência, adicionar 15g de Mai Ya (Fructus Promover circulação de Sangue, eliminar estagnação de
Hordei Germinatus) e lüg de Yu Jin (Radix Curcumae) Sangue e aliviar cefaléia.
para remover estagnação de Qi e melhorar apetite.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
MEDICAMENTOS PATENTEADOS
PRESCRIÇÃO
• Xiao Yao Wan - Pílula Livre e Relaxada.
• Shu Gan Wan - Pílula para Acalmar o Fígado. TONG QIAO Huo XUE TANG - DECOCÇÃO PARA
DESOBSTRUIR ORIFÍCIOS E TONIFICAR SANGUE
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 10g.
1 E (Chengqi), 2 E (Sibai), 2 B (Zanzhu), 3 F (Taichong), • Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra) : lüg.
6 CS (Neiguan), 4 IG (Hegu) e 6 BP (Sanyinjiao) . Mé­ • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): lüg.
todo neutro é o utilizado em 1 E, 2 E e 2 B. Método de • Dan Shen (Radix Salviae Miltiorrhizae): lüg.
dispersão é utilizado no restante dos pontos. • Hong Hua (Fios Carthami) : 10g.
• Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahu ricae) : lOg.
EXPLICAÇÕES
• Xiang Fu (Rhizama Cyperi): lüg.
• 3 F, ponto Riacho e Fonte do canal do Fígado, regula • Qing Pi (Pericarpium Citri Reticulatae Viride): S g.
Qi do Fígado e remove estagnação do Qi. • Zhi Qiao (Fructus A urantii) : 1 0g.
• 6 CS, ponto de Conexão do canal da Circulação-Se-
i/") xualidade, regula circulação de Qi e acalma Mente. Explicações
:2 • 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, regu- • Chuan Xiong, Chi Shao, Dan Shen e Hong Hua pro­
r-;- la circulação de Qi e alivia dor ocular e cefaléia. movem circulação de Sangue e eliminam estagnação
� • 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, de Sangue. Além disso, Chuan Xiong é um fitoterápico
i:J regula circulação do Qi do Fígado e remove estagna- muito bom para alcançar a cabeça e tratar a dor ocular.
� ção do Qi. Dang Gui promove circulação de Sangue e harmoniza
°' • 1 E, 2 E e 2 B harmonizam colateral e melhoram cir­ Sangue, a fim de assegurar que os fitoterápicos que
culação de Qi e Sangue; portanto, cessam dor. fazem a circulação de Sangue não o acometam.
• Uma vez que circulação de Qi promove circulação de
MODIFICAÇÕES
Sangue, alguns fitoterápicos para promover circula­
• Se houver tontura, acrescentar 8 VB para aliviá-la. ção de Qi também são prescritos, tais como Qing Pi,
• Se houver depressão, adicionar 3 C e 18 B para re­ Zhi Qiao e Xiang Fu.
gular circulação de Qi, acalmar Mente e melhorar • Bai Zhi, associado com Chuan Xiong e Dang Gui, alivia
estado emocional. dor ocular.
• Se houver insônia, adicionar 3 C e 7 C para acalmar
Mente e melhorar sono. Modificações
• Se houver dor em hipocôndrio, acrescentar 5 F, pon­ • Se houver dor ocular intensa ou agravamento da
to de Conexão, e 1 F, ponto de Coleta Anterior, para dor ocular à noite ou relacionado à menstruação ,
promover circulação de Qi do Fígado, harmonizar adicionar lüg de P u Hu ang (Pollen Typhae) e lüg
colateral e aliviar dor. de San Leng (Rhizama Sparganii) para promover
• Se houver inapetência ou excesso de ingestão alimen­ fortemente a circulação de Sangue e remover es­
tar, adicionar 1 2 V C para harmonizar Qi do Estômago tagnação de Sangue.
e melhorar apetite. • Se houver edema de olhos, acrescentar 1Og de Wu Ling
• Se houver fezes soltas quando ansioso, dor abdominal Zhi (Faeces Trogopterorum) e 5g de Mo Yao (Resina
e cãibra devido à invasão do Baço pelo Fígado, adi­ Myrrhae) para promover circulação de Sangue, redu­
cionar 13 F e 3 BP para promover circulação do Qi do zir edema e aliviar dor ocular.
Fígado e fortalecer Baço. • Se houver tontura, adicionar 1Og de Di Long (Lumbricus)
• Se houver menstruação irregular ou dismenorréia, e lüg de Tian Ma (Rhizama Gastrodiae) para aliviá-la.
adicionar 28 E e 10 R para promover circulação de Qi • Se houver dismenorréia, adicionar lüg de Yan Hu Suo
e Sangue e regular menstruação. (Rhizama Corydalis) para promover circulação de
Sangue e aliviar dismenorréia.
Dor Ocular Causada por • Se houver insônia, acrescentar lüg de Suan Zao Ren
Estagnação de Sangue (Semen Ziziphi Spinosae) e lüg de Bai Zi Ren (Semen
Biotae) para acalmar Mente e melhorar sono.
SINAIS E SINTOMAS • Se houver acometimento da memória, adicionar lüg
Persistência prolongada de dor ocular perfurante ou de de Shi Chang Pu (Rhizoma Acori Graminei) para
dor ocular com localização fixa, a qual é agravada à noite, melhorar memória.
88 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Medicamento Patenteado • Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 10g.


• Yan Hu Suo Zhi Tong Pian - Tablete de Corydalis para • Ze Xie (Rhizoma Alismatis): 1 2g.
Cessar Dor. • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 10g.
• Xia Ku Cao (Spica P runellae): 10g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Che Qiang Zi (Semen Plantaginis): 10g.
1 E (Chengqi), 2 E (Sibai), 2 B (Zanzhu), 20 VB (Fengchi), • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 10g.
4 IG (Hegu) , 17 B (Geshu), 6 BP (Sanyinjiao), 3 F • Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 12g.
(Taichong) e pontos A h Shi. Método de redução é utili­ • Chai Hu (Radix Bupleuri): 10g.
zado em tais pontos. • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g.

EXPLICAÇÕES Explicações
• O Qi é o guia para o Sangue. 4 IG e 3 F regulam circulação • Long Dan Cao, Huang Qin, Xia Ku Cao e Zhi Zi re­
de Qi, de maneira que conduza circulação de Sangue. duzem Fogo do Fígado.
• 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, e 17 • Ze Xie e Che Qian Zi promovem micção e induzem a
B, ponto de Confluência sobre o Sangue, promovem saída do Fogo do corpo por meio da micção.
circulação do Sangue e aliviam dor. • Dang Gui, Chuan Xiong e Chai Hu promovem cir­
• 20 VB, ponto de encontro do canal do Yang Menor do culação do Qi do Fígado e aliviam cefaléia.
pé com o canal Yang de Ligação, promove circulação • Sheng Di Hu ang dispersa C alor e nutre Yin de Fí­
de Qi e Sangue na cabeça e alivia dor ocular. gado e Rim.
• 1 E, 2 E e 2 B harmonizam colateral e melhoram cir­ • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
culação de Qi e Sangue, de maneira a cessar dor ocular. na formulação.
• Os pontos A h Shi promovem circulação de Qi e San­
gue na cabeça para aliviar cefaléia. Modificações
• Se os olhos estiverem vermelhos, acrescentar 12g de
MODIFICAÇÕES Cao Jue Ming (Semen Cassiae) para dispersar Fogo
• Se houver dor ocular intensa à noite, acrescentar 3 ID do Fígado e aliviar vermelhidão.
para promover circulação de Qi e Sangue e aliviar cefaléia. • Se houver irritabilidade, adicionar 10g de Zhi Mu
• Se houver cefaléia, acrescentar pontos A h Shi na área (Rhizoma A nemarrhenae) para regular Qi do Fígado e
dolorosa, a fim de promover circulação de Qi e San­ clarear Fogo do Fígado.
gue e eliminar estagnação de Sangue. • Se houver insônia e agitação, acrescentar 15g de Suan
• Se houver dismenorréia com coágulos, adicionar 28 Zao Ren (Semen Ziziphi Spinosae) e 20g de Zhen Zhu
E e 8 BP para promover circulação de Sangue e ali­ Mu (Concha Margaritifera Usta) para acalmar a Mente
viar dismenorréia. e melhorar o sono.
• Se houver insônia, acrescentar 3 C para regular cir­ • Se houver dor no hipocôndrio, acrescentar 10g de Yu
culação de Qi e Sangue e acalmar Mente. Jin (Radix Curcumae) para promover circulação de Qi
• Se houver torcicolo, adicionar 10 B para promover do Fígado e aliviar dor.
circulação de Sangue e aliviar torcicolo. • Se houver micção dolorosa, adicionar 10g de Ku Shen
• Se houver memória débil, adicionar 20 VB e ponto extra (Radix Sophorae Flavesventis) e l üg de Che Qian Zi :S
Sishencong para promover circulação de Qi e Sangue. (Semen Plantaginis) para clarear Fogo do Fígado e u, t
promover micção.
Dor Ocular Causada pela Ascendência • Se houver menstruação irregular ou dismenorréia, .p.
acrescentar 10g de Chi Shao (Radix Paeoniae Rub ra) a;
N
-
do Fogo do Fígado para regular circulação de S angue e harmonizar �
SINAIS E SINTOMAS menstruação.
Dor ocular aguda ou em distensão, com vermelhidão dos • Se houver sudorese noturna, adicionar 10g de Huang
olhos, irritabilidade, gosto amargo na boca, agitação, Bai (Cortex P hellodendri) para clarear Calor por
insônia, menstruação irregular, inapetência, urina de Deficiência e cessar sudorese.
coloração amarelo-escura, constipação, língua vermelha • Se houver constipação, adicionar 6g de Da Huang (Radix
e pulso em corda e rápido. et Rhizoma Rhei) e 12g de Mang Xiao (Natrii Sulfas)
para clarear Fogo do Fígado e promover evacuação.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Medicamento Patenteado
Reduzir Fogo do Fígado, acalmar Mente e aliviar dor.
• Long Dan Xie Gan Wan - Pílula de Gentiana para Dre­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO nagem do Fígado.
PRESCRIÇÃO
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
LONG DAN XIE GAN TANG - DECOCÇÃO DE GENTIANA
1 E (Chengqi), 2 E (Sibai), 2 B (Zanzhu), ponto extra
PARA DRENAR O FÍGADO Taiyang, 20 VB (Baihui), 6 TA (Zhigou), 6 BP (Sanyinjiao),
• Long Dan Cao (Radix Gentianae): 10g. 2 F (Xingjian) e 43 VB (Xiaxi). Todos os pontos são
• Huang Qin (Radix Scutellariae): 10g. punturados com método de redução.
Dor Ocular 89

EXPLICAÇÕES • Shi lue Ming (Concha Haliotidis) : 15g.


• Ponto extra Taiyang e 20 VB acalmam Mente e Fogo • Huang Qin (Radix Scutellariae): 1 0g.
do Fígado. • Chuan Niu Xi (Radix Cyathulae): 10g.
• 2 F, ponto Primavera do canal do Fígado , clareia Fogo • Sang li Sheng (Ramulus Loranthi): lüg.
do Fígado e alivia dor ocular. • Ye liao Teng (Caulis Polygoni Multiflori): 15g.
• 43 VB , ponto Primavera do canal da Vesícula B iliar • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 1 0g.
regula circulação de Qi no canal da Vesícula B iliar � • lu Hua (Fios Chrysanthemi): 10g.
alivia dor ocular. Explicações
• 6 TA promove a função do Triplo Aquecedor, aquece
circulação de Qi, clareia Fogo no Triplo Aquecedor e • Tian Ma e Gou Teng acalmam Fígado e dominam Yang
reduz Fogo do Fígado. do Fígado, de maneira que aliviam dor ocular e cefaléia.
• 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, clareia • Chuan Xiong e lu Hua auxiliam Tian Ma a regular
Fogo do Fígado e regula circulação de Qi no Fígado. circulação do Qi do Fígado e aliviar dor ocular.
• 1 E, 2 E e 2 B harmonizam colateral e melhoram cir­ • Shi lue Ming e Chuan Niu Xi dominam Yang do Fíga-
culação de Qi e Sangue, cessando a dor ocular. do e fazem com que ele descenda.
• Huang Qi clareia Calor no Fígado.
MODIFICAÇÕES • Ye liao Teng acalma Mente e melhora sono.
• Se os olhos estiveram vermelhos, acrescentar 1 VB • Sang li Sheng nutre Yin de Fígado e Rim e acalma
para controlar Fogo do Fígado e reduzir vermelhidão . Yang do Fígado.
• Se houver torcicolo com rigidez, adicionar 21 VB e 5 Modificações
TA para harmonizar colateral e aliviar torcicolo.
• Se houver irritabilidade , adicionar ponto extra • Se houver cefaléia intensa, adicionar 1 , 5 g de Quan Xie
Sishencong para acalmar Mente a aliviar irritabilidade. (Scorpio) e l üg de Bai liang Can (Bombyx Batryticatus)
• Se houver insônia, adicionar 8 C para clarear Calor no para dominar Vento do Fígado e sedar cefaléia.
Coração e melhorar sono. • Se houver irritabilidade, adicionar 1 0g de Huang
• Se houver inapetência, adicionar 12 VC para promo­ Lian (Rhizoma Coptidis) para clarear Fogo do Fí­
ver Qi do Estômago e melhorar apetite. gado e aliviar irritabilidade.
• Se houver gosto amargo na boca, adicionar 40 VB • Se houver dor no hipocôndrio , adicionar l ü g de Qing
para clarear Calor no Fígado e Vesícula B iliar e re­ Pi (Pericarpium Citri Reticulatae Viride) e lüg de Chuan
mover o gosto. Lian Zi (Fructus Meliae Toosendan) para regular cir­
• Se houver fezes soltas quando ansioso(a) , dor abdo­ culação de Qi e cessar dor.
minal e cãibra devido à invasão do B aço pelo Fígado , • Se houver insônia, adicionar 1Og de Suan 'Zao Ren (Semen
adicionar 13 F e 3 B para promover circulação do Qi Ziziphi Spinosae) para acalmar Mente e melhorar sono.
do Fígado e fortalecer B aço. • Se houver gosto amargo na boca, adicionar l üg de Zhi
• Se houver constipação , adicionar 25 E para promover Zi (Fructus Gardeniae) para clarear Calor em Fígado
evacuação e aliviar constipação. e Vesícula B iliar.
• Se houver menstruação irregular, adicionar 1 0 B e • Se houver dor abdominal, adicionar l ü g de Yan Hu
28 E para promover circulação de Qi e Sangue e Suo (Rhizama Corydalis) e 15g de Bai Shao (Radix
regular menstruação. Paeoniae Alba) para promover circulação de Qi e Sangue
e cessar dor.
• Se houver sensação de calor na cabeça, adicionar lüg
Dor Ocular Causada pela de Mu Dan Pi (Cortex Moutan R adiei) para clarear
Hiperatividade do Yang do Fígado Calor na cabeça.
SINAIS E SINTOMAS Medicamento Patenteado
Dor _ocular intensa e freqüente, cefaléia com sensação • liang Ya Ping Pian -Tablete para DominarVento Interno.
de distensão , tontura, agitação , irritabilidade, tremor de
cabeça e mãos, insônia, dor e distensão em hipocôndrio , TRATAMENTO POR ACUPUNT URA
face e olhos vermelhos, língua vermelha com saburra fina 1 E (Chengqi), 2 E (Sibai), 2 B (Zanzhu), 20 VB (Fengchi),
e amarelada e pulso em corda. 43 VB (Xiaxi), ponto extra Taiyang, 20 VG (Baihui), 4 IG
(Hegu), 6 BP (Sanyinjiao), 2 R (Rangu), 2 F (Xingjian)
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO e 8 F (Ququan).
Acalmar Fígado, controlar Yang do Fígado e aliviar cefaléia.
EXPLICAÇÕES
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 20 VB, ponto de encontro do canal do Yang Menor do
"?
� PRESCRIÇÃO pé e do canal Yang de Ligação, e 20 VG clareiam Calor
na cabeça, dominam Yang do Fígado , aliviam dor ocular
tj- TIAN MA Gou TENG YIN DECOCÇÃO DE GASTRODIA E
e cefaléia.
-
� UNCARIA
• O ponto extra Taiyang clareia Calor e alivia dor ocular.
• Tian Ma (Rhizama Gastrodiae): lüg. • 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, regula
• Gou Teng (Ramulus Uncariae cum Uncis): l üg. Fígado e clareia Calor no Fígado.
90 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, pro­ Modificações


move circulação de Qi, clareia Calor na cabeça e ali­ • Se houver extremidades frias, adicionar 1 0g de Gui
via cefaléia. Zhi (Ramulus Cinnamomi) e 5g de Gan Jiang (Rhizoma "'
• 43 VB, 2 R e 2 F, pontos Primavera, clareiam Calor e
Zingiberis) para aquecer Jiao Médio. �
dominam Yang do Fígado. �
• Se houver tez pálida, adicionar 1 0g de Sang Shen Zi
• 8 F, ponto Água, clareia Calor no Fígado e domina
(Fructu s Mori) e l ü g de Hu ang Jing (R hizama .'..,

Yang do Fígado.
• 1 E, 2 E e 2 B harmonizam colateral e melhoram cir­ Polygonati) para tonificar Qi e Sangue. .:_,
culação de Qi e Sangue, de maneira a cessar dor ocular. • Se houver deficiência visual, acrescentar 1 Og de He y;
Shou Wu (Radix Polygoni Multiflori) e 10g de Ju v,

MODIFICAÇÕES Hua (Fios Chrysanthemi) para tonificar Sangue e


• Se face e olhos estiverem vermelhos, acrescentar 44 E nutrir olhos.
e 1 VB para clarear Calor e aliviar vermelhidão. • Se houver inapetência, adicionar 5g de Sha Ren (Fructus
• Se houver irritabilidade, adicionar 3 C e 6 CS para Amomi) e l üg de Mu Xiang (Radix Aucklandiae) para
acalmar Mente e aliviar irritabilidade. ativar Baço e melhorar apetite.
• Se houver gosto amargo na boca, adicionar 40 VB para
Medicamento Patenteado
clarear Calor na Vesícula Biliar.
• Se houver dor no hipocôndrio, adicionar 1 4 F para • Bu Zhong Yi Qi Wan - Pílula de Tonificação do Meio
promover circulação de Qi e aliviar dor. e Benefício do Qi.
• Se houver insônia, adicionar 8 C para clarear Calor no
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
Coração, acalmar Mente e aliviar insônia.
2 E (Sibai), 2 B (Zanz hu ) , 1 V B (Tongziliao), 20 V G
(B aihu i ) , 3 F (Taichong ) , 36 E (Zu sanli ) e 6 BP
Dor Ocular Causada por (Sanyinjiao). Método neutro foi utilizado em 2 E , 2 B
Deficiência de Qi e 1 V B; método de reforço foi utilizado no restante
dos pontos.
SINAIS E SINTOMAS
Leve dor ocular, agravação intermitente da dor ocular ou EXPLICAÇÕES
agravação da dor ocular por esforço ou durante o dia, • 2 E, 2 B e 1 VB harmonizam colateral nas áreas locais
deficiência visual, cansaço, aversão ao frio, mãos e pés e aliviam dor ocular.
frios, respiração curta, tez pálida, sudorese espontânea, • 36 E e 6 BP ativam Baço e Estômago e promovem
voz baixa, enfraquecimento dos membros, inapetência, produção de Qi.
fezes soltas, língua pálida com saburra fina, branca e • 3 F tonifica Fígado e beneficia olhos.
levemente gordurosa, além de pulso em pena de pássaro. • 20 VG ascende Qi até a cabeça e beneficia olhos.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO MODIFICAÇÕES
Tonificar Qi, ativar Baço e Estômago e beneficiar olhos. • Se houver dor na órbita ocular, adicionar ponto extra
TRATAMENTO FITOTERÁPICO Yuyao e 1 4 VB para harmonizar colateral e sedar dor.
• Se houver dor no ângulo externo do olho, adicionar
PRESCRIÇÃO ponto extra Taiyang e 23 TA para dispersar Vento­
Bu ZHONG YI Qt TANG - DECOCÇÃO DE TONIFICAÇÃO Calor e aliviara dor.
DO MEIO E B ENEFÍCIO DO Qr • Se houver dor no ângulo interno do olho, adicionar
• Huang Qi (Radix Astragali seu Hedysari): 20 g. 1 B e ponto extra Yintang para aliviar Vento-Frio no
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae) : 5 g. colateral e cessar dor.
• Ren Shen (Radix Ginseng): 1 0 g. • Se houver cefaléia, adicionar 8 VB e 23 V G para
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 1 0 g. harmonizar colateral e aliviar cefaléia.
• Ju Pi (Pericarpium Citri Reticulatae): 6 g. • Se houver cansaço generalizado, aversão ao frio e
• Sheng Ma (Rhizoma Cimicifugae): 3 g. tontura devido à deficiência de Q i , adicionar 4 V C
• Chai Hu (Radix Bupleuri): 3 g. e 6 VC e utilizar moxa para tonificar Q i , aquecer
• Bai Zhu (Rhizoma Atractylodis Macrocephalae): 1 0 g. corpo e dispersar Frio.
• Tian Ma (Rhizama Gastrodiae): 10 g. • Se houver respiração curt a ao esforço, vulne­
rabilidade para pegar resfriados e leve tosse devi­
Explicações do à deficiência de Qi de Pulmão e Rim, adicionar
• Ren Shen, Huang Qi, Bai Zhu e Gan Cao fortalecem 3 R e 9 P , dois pontos Fonte, para tonificar Qi e
Baço e tonificam Qi de Baço e Estômago. auxiliar respiração.
• Sheng Ma e Chai Hu ascendem Yang-Qi. • Se houver inapetência, náusea e fezes soltas devido
• Dang Gui auxilia Chai Hu a regular Qi do Fígado e ao enfraquecimento do Baço e do Estômago, adi­
tonifica Sangue. cionar 3 BP, ponto Fonte, 4 BP, ponto de Confluên­
• Tian Ma coordena circulação de Qi e melhora a visão. cia do Vaso Penetrador, e 12 VC, ponto de Coleta
• Ju P i promove circulação de Q i e fortalece Baço Anterior do Estômago, para harmonizar Estômago,
e Estômago. ativar Baço e resolver Umidade no corpo.
Dor Ocular 91

Dor Ocular Causada por Deficiência Medicamento Patenteado


de Sangue no Fígado • Qi Ju Di Huang Wan - Pílula de Lycuim Fruit, Chrysan­
themum e Rehmannia.
SINAIS E SINTOMAS
Dor ocular com ressecamento, olhos cansados, visão bor­ TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
rada, manchas negras em frente aos olhos, cegueira no­ 1 E ( C hengqi) , 2 E (Sib ai) , 2 B (Zanz h u ) , 18 B
turna, agravação da dor ocular por leitura e estudo, leve (Ganshu) , 3 6 E (Zu sanli), 6 BP (Sanyinjiao) , 3 F
dor de cabeça, tontura, tez pálida, leve dor na região de (Taic hong) e 8 F (Ququan) . Método neutro é utiliza­
hipocôndrio, língua pálida com saburra fina e branca e do em 1 E, 2 E e 2 B; o método de reforço é utilizado
pulso em pena de pássaro. no restante dos pontos.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO EXPLICAÇÕES
Tonificar Sangue, nutrir olho e sedar dor. • O Fígado abre-se nos olhos. Se houver deficiência de
TRATAMENTO FITOTERÁPICO Sangue no Fígado, os olhos não serão nutridos adequa­
damente, conduzindo à dor ocular por Deficiência.
PRESCRIÇÃO • 3 F, ponto Fonte, 8 F, ponto Mar, e 18 B, ponto de
QI ]V DI HVANG WAN - PÍLULA DE LYCVIM FRUIT, Transporte Posterior do Fígado, tonificam Fígado e
CHRYSANTHEMUM E REHMANNIA Sangue no Fígado, de maneira a nutrir olhos. Esse é o
tratamento básico para tal condição.
• Gou Qi Zi (Fructus Lycii): 12g.
• 36 E, ponto Mar, e 6 BP, ponto de encontro dos três
• Ju Hua (Flos Chry santhemi): 10g.
canais Yi n do pé, ativam Baço e Estômago e tonificam
• Shu Di Huang (Radix Rehmanniae Praeparata): 24g.
• Shan Zhu Yu (Fructus Comi): 12g. a produção de Qi e Sangue, de maneira a tonificar Sangue
• Shan Yao (Rhizoma Dioscorea): 12g. do Fígado.
• Fu Ling (Poria): 9g. • 1 E, 2 E e 2 B harmonizam colateral e melhoram cir­
• Mu Dan Pi (Cortex Moutan Radieis): 9g. culação de Qi e Sangue, cessando a dor.
• Ze Xie (Rhizoma Alismatis): 9g. MODIFICAÇÕES
• Nu Zhen Zi (Fructus Ligustri Lucidi): 10g.
• Han Lian Cao (Herba Ecliptae): lüg. • Se houver tontura, sensação de vazio na cabeça, vi­
são borrada e pontos escuros em frente aos olhos re­
Explicações sultantes da deficiência de Sangue no Fígado, adicionar
• Shu Di Huang, Shan Zhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue 20 VB e 20 VG com método de reforço para ascen­
e Essência de Fígado e Rim. der Sangue, nutrir cérebro e aliviar sensação de va­
v;,
� • Uma vez que o Sangue pertence ao Yin, a deficiência de zio na cabeça.
";- Sangue no Fígado pode causar deficiência de Yin, levando • Se houver cansaço generalizado, menstruação escas­

,-... à formação deCalor por Deficiência. 'Ze Xie promove micção sa e tez pálida devido à deficiência de Sangue, acres­
� e clareia Calor no Fígado. Mu Dan Pi resfria Sangue, centar 4 VC, 6 VC e 3 R para tonificar Essência do
� clareia Calor por Deficiência e ativa circulação de Sangue. Rim, tonificar Sangue e regular menstruação.
°' • Fu Ling fortalece Baço e drena Umidade. • Se houver insônia devido à deficiência de Sangue no
• Nu Zhen Zi, Han Lian Cao e Gou Qi Zi nutrem San­ Coração, adicionar 3 C e 7 C para tonificar Coração
gue no Fígado e melhoram visão. e acalmar Mente.
• Ju Hua clareia Calor Interno e alivia dor ocular. • Se houver dor no hipocôndrio decorrente de enfra­
quecimento do Fígado com estagnação do Qi do Fí­
Modificações gado, adicionar 14 F e 24 V B para regular Fígado e
• Se houver visão b01Tada, adicionar lüg de He Shou Wu aliviar dor.
(Radix Polygoni Multiflori) e 1Og de Wu Wei Zi (Fructus
Schisandrae) para nutrir Sangue e melhorar visão. Dor Ocular Causada por Deficiência
• Se houver tontura, adicionar 1Og de Dang Gui (Radix
A ngelicae Sinensis) e lüg de Tian Ma (Rhizoma de Yin do Fígado e do Rim
Gastrodiae) para nutrir Yin e Sangue, acalmar Fíga­ SINTOMAS E SINAIS
do e aliviar Vento do Fígado.
• Se houver dor no hipocôndrio, adicionar 10g de Bai Dor surda em olhos com ressecamento, agravação da dor
Shao (Radix Paeoniae Alba) e 10g de Chuan Lian Zi por estudo e leitura, visão borrada, sensação de vazio na
(Fructus Meliae Toosendan) para promover circula­ cabeça, tontura, letargia, lumbago, enfraquecimento dos
ção de Qi no Fígado e aliviar dor. joelhos, tinido, sudorese noturna, sede, fezes secas, in­
• Se houver cegueira noturna, adicionar 1 0g de He Zi sônia, língua vermelha com saburra fina e descascada e
Ma (Semen Sesami) para melhorar visão à noite. pulso em pena de pássaro e rápido, especialmente nas
• Se houver constipação, adicionar 10g de Xuan Shen posições de Fígado e Rim.
(Radix Scrophulariae) e l üg de Dan Huang (Radix et
Rhizoma Rhei) para nutrir Yin do Rim e lubrificar In­ PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
testino Grosso, a fim de aliviar constipação. Beneficia Rim e tonifica Yi n do Fígado.
92 Dor nos Órgãos dos Sentidos

TRATAMENTO FITOTERÁPICO mente. A deficiência de um deles irá determinar o


PRESCRIÇÃO
enfraquecimento do outro.
• Se houver deficiência de Yin de Fígado e Rim, os olhos
MTNG Mu Dr HVANG WAN - PíLULA coM REHMANNTA não serão nutridos adequadamente, causando dor ocular
PARA MELHORAR A VISÃO por Deficiência.
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 15g. • 3 F, ponto Fonte, 8 F, ponto Mar, e 18 B, ponto de
• Shu Di Huang (Radix Rehmanniae P raeparata): 15g. Transporte Posterior do Fígado, tonificam Fígado e
• Chuan Niu Xi (Radix Cyathulae): 10g. fortalecem Yin do Fígado, de maneira que irão nu­
• Zhi Qiao (Fructus Aurantii): 10g. trir os olhos.
• Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 6g. • 3 R, ponto Fonte, 7 R, ponto Metal, e 10 R, ponto
• Xi Ren (Semen A rmeniacae): 6g. Mar, tonificam Rim e nutrem Yin básico do corpo.
• Shi Hu (Herba Dendrobii) : 10g. Quando Yin de Fígado e Rim é reforçado, olhos são
• Ju Hua (Fios Chry santhemi): 1 0g. nutridos e dor ocular desaparecerá espontaneamente.
6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, ativa
• Han Lian (Cao Herba Ecliptae): 10g.
Baço e Estômago, além de tonifica Sangue, de ma­
Explicações neira que Fígado e Rim são tonificados.
• 2 E e 1 B harmonizam colateral e melhoram circula­
• Sheng Di Huang, Shi Hu e Shu Di Huang nutrem Yin
ção de Qi e Sangue para cessar dor.
de Rim e Fígado.
• Han Lian Cao e Ju Hua nutrem Yin do Fígado e me­ MODIFICAÇÕES
lhoram visão.
• Se houver dor na órbita ocular, adicionar ponto
• Fang Feng e Xin Ren clareiam Calor Interno causado
extra Yuy ao e 14 V B para harmonizar colateral e
por deficiência de Yin. sedar dor.
• Chuan Niu Xi descende Calor e alivia dor. • Se houver dor no ângulo externo do olho, acrescen­
• Zhi Qiao regula circulação de Qi e modera os efeitos tar ponto extra Taiyang e 23 TA para dispersar Ven­
dos fitoterápicos gordurosos e com forte odor. to-Calor e aliviar dor.
Modificações • Se houver dor no ângulo interno do olho, adicionar
ponto extra Yintang para aliviar Vento-Frio no cola­
• Se houver tontura, adicionar 1Og de Tian Ma (Rhizoma teral e cessar dor.
Gastrodiae) e 1Og de Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici • Se houver cefaléia, adicionar 8 VB e 23 VG para har­
Chuanxiong) para regularizar Qi do Fígado e ali­ monizar colateral e aliviar cefaléia.
viar tontura. Se houver distensão dos olhos, ansiedade e cefaléia
• Se houver visão borrada, adicionar lüg de Shan Zhu devido à hiperatividade do Yang do Fígado resultante
Yu (Fructus Corni) e 10g de Qian Li Guang (Herba da deficiência do Yin do Fígado, adicionar 2 F, ponto
Senecionis Scandentis) para nutrir Yin do Fígado e Primavera, e 4 IG, ponto Fonte, para controlar Yang
melhorar visão. do Fígado e aliviar distensão dos olhos.
• Se houver sudorese noturna, adicionar lüg de Wu • Se houver tontura e sensação de vazio na cabeça re­
Wei Zi (Fructus Schisandrae) e lüg de Mu Li (Con­ sultante da deficiência de Essência de Fígado e Rim,
cha Ostreae) para cessar sudorese noturna. adicionar 20 VB e 20 VG com método de reforço para
• Se houver insônia, adicionar lüg de Suan Zao Ren ascender Essência, nutrir cérebro e aliviar sensação
(Semen Ziziphi Spinosae) e lüg de Bai Zi Ren (Semen de vazio da cabeça.
Biotae) para nutrir Sangue do Coração e acalmar Mente. • Se houver cansaço generalizado e menstruação es­
• Se houver fezes secas, adicionar 10g de Xuan Shen cassa devido à deficiência de Essência de Fígado e
(Radix Scrophulariae) e 5 g de Lu Hui (Pasta A loes) Rim, adicionar 4 VC e 6 VC para tonificar Essência
para nutrir Yin do Fígado, clarear Fogo do Fígado e do Rim, tonificar Sangue e regular menstruação.
amolecer fezes, a fim de aliviar constipação. • Se houver insônia e sudorese noturna devido à defi­
ciência de Yin do Coração com hiperatividade do Fogo
Medicamento Patenteado
por Deficiência, adicionar 3 C e 6 C para tonificar
• Ming Mu Di Huang Wan - Pílula para Melhorar a Visão Coração e clarear Fogo por Deficiência.
com Rehmannia. • Se houver lombalgia e enfraquecimento dos joelhos
devido à deficiência do Rim, adicionar 58 B e 4 VG
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
para tonificar Rim e regular colateral.
2 E (Sibai), 1 B (]ingming) , 18 B (Ganshu), 6 BP
(Sanyinjiao), 8 F (Ququan), 3 R (Taixi), 7 R (Fuliu) e 10 R Caso Clínico
(Yingu). Método neutro é utilizado em 2 E e 1 B; método 'D
-.J
de reforço é utilizado no restante dos pontos. Uma mulher de 61 anos de idade sofria de dor no olho :
esquerdo há quatro meses. Ela reclamava de dor ocular '.:'.;
EXPLICAÇÕES com sensação de ressecamento quando estava assis- �
O Fígado abre-se nos olhos e nutre os olhos; o Fígado tindo a alguma coisa ou lendo por mais de meia hora. '.'.:;
armazena Sangue e o Rim armazena Essência. San­ "'
O diagnóstico foi de tracoma crônico um ano antes. v.
gue do Fígado e Essência do Rim nutrem-se mutua- Entretanto, não houve melhora após tratamento com V,
Dor Ocular 93

colírio. Além disso, ela tinha leve cefaléia nas têmpo­ Explicações
ras, especialmente na esquerda. Algumas vezes, ela • 3 R é ponto Riacho e ponto Fonte dos canais do Rim.
ficava tonta, tinha aversão à luz intensa, sudorese É utilizado para nutrir Yin do Rim e Yin do Fígado
noturna, boca seca e fezes ressecadas. Sua língua era indiretamente.
vermelha e apresentava pouca saburra. S eu pulso era • 3 F, ponto Riacho e ponto Fonte do canal do Fígado,
profundo e em corda. tonifica e acalma Fígado, além de beneficiar olhos.
6 BP é ponto de encontro dos três canais Yin do pé.
Diagnóstico Esses dois pontos são utilizados em combinação para
Deficiência do Yin de Fígado e Rim. nutrir Yin e regular circulação do Qi do Fígado.
• 20 VB é um ponto empírico para regular Qi, aliviar
P rincípio de Tratamento cefaléia e melhorar visão.
Nutrir Yin de Fígado e Rim e beneficiar olhos. • 1 B, 2 E e ponto extra Taiyang são pontos locais para
regular circulação de Qi e aliviar dor ocular e cefaléia.
Tratamento por Acupuntura
3 F (Taichong), 3 R (Taixi) , 6 BP (San yinjiao), 20 V B Após 30 dias de tratamento, a dor ocular foi alivia­
(Fengchi), 1 B (Jingming) , 2 E (Sibai) e ponto Extra da. Um ano mais tarde, quando o paciente retornou à
Taiyang foram selecionados. Método de reforço foi clínica para obtenção de tratamento para lombalgia,
utilizado em tais pontos, em dias alternados, durante ela informou que não tinha tido mais a dor ocular desde
um mês. o último tratamento.
978-85-724 1-765-5
13
978-85-7241 -765-5

f})or de Ouvido
Jf
O termo "dor de ouvido" envolve tanto a dor ocular interna como externa, o canal auditivo externo
%�
e a membrana timpânica. A maioria das vezes, a dor auditiva é unilateral; mas, algumas vezes,
observa-se dor auditiva bilateral. A dor de ouvido é geralmente acompanhada por tumefação, ver­
melhidão, tinido, surdez, cefaléia, tontura, secreção purulenta do ouvido ou mesmo secreção de
mistura de pus e sangue do ouvido. �
De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a dor de ouvido geralmente é causada
por invasão de fatores patogênicos Externos, acúmulo de Calor por Excesso em Fígado e Vesícula
Biliar ou estagnação de Sangue por trauma. A dor de ouvido pode ser atribuída a qualquer uma das
seguintes doenças na medicina ocidental: inflamação, abscesso ou infecção do canal auditivo ex­ �
terno, otite média aguda ou crônica ou mastoidite. Também inclui algumas doenças que ocorrem
nas proximidades dos ouvidos, tais como tonsilite aguda, abscesso peritonsilar, distúrbios da arti­
culação temporomandibular (ATM), tal como inflamação, e assim por diante.
O ouvido constitui o orifício de abertura do Rim. Se existe Essência do Rim suficiente, os ouvidos
serão nutridos adequadamente e a audição será normal. Entretanto, se houver qualquer deficiência
da Essência do Rim, o ouvido não será nutrido, conduzindo ao surgimento de sintomas, tais como
tontura, tinido e até mesmo dor auditiva.
De modo geral, o Coração se abre na língua. Contudo, a língua não é um orifício. De fato, de
acordo com a MTC, o Coração também se abre de forma secundária no ouvido. Isso significa que
se existe harmonia entre Coração e Rim, existe equilíbrio entre Água e Fogo e o ouvido irá
funcionar normalmente. Entretanto, onde a desarmonia entre Coração e Rim se desenvolve, o
ouvido não cessará de funcionar adequadamente, o que conduz à dor de ouvido com déficit
auditivo e surdez. Portanto, a deficiência de Sangue no Coração, por exemplo decorrente de
mágoa excessiva, pensar ou meditação, também pode causar dor de ouvido.
O Fígado promove o livre fluxo da circulação de Qi. Nos casos de períodos prolongados de
estresse ou de excesso de estímulo emocional, o Fígado não será capaz de manter o livre fluxo de
Qi, o que leva à estagnação do Qi do Fígado. A ascendência do Qi do Fígado pode se seguir ou a
ascendência do Fogo do Fígado resultante da estagnação do Qi do Fígado, causando acometimen­
tos do ouvido e levando à dor de ouvido. Além disso, a Vesícula Biliar é unida ao Fígado; eles
compartilham um par de canais e um colateral. Um ramo do canal da Vesícula Biliar alcança o
ouvido médio e se exterioriza em frente ao ouvido. Se houver estagnação do Qi do Fígado, hipera­
tividade do Fogo do Fígado ou acúmulo de Umidade-Calor no Fígado, a Vesícula Biliar será aco­
metida, obstruindo o livre fluxo de Qi no canal da Vesícula Biliar, o que causa dor de ouvido.
O Baço é responsável por transporte e transformação, o que mantém a produção de Qi e Sangue.
Caso o ouvido seja nutrido adequadamente por eles, irá desempenhar sua função fisiológica nor­
mal. Entretanto, quando existe nutrição inadequada de Qi e Sangue, a dor de ouvido irá ocorrer.
Além disso, quando o Baço não é capaz de transportar Umidade e Água adequadamente, irá haver
formação de Umidade-Fleuma, a qual conduz à obstrução no ouvido, causando dor de ouvido.

Etiologia e Patologia
Invasão de Fatores Externos
O ouvido é um orifício livre e localizado na parte superior do corpo, sendo facilmente atacado
por invasão Externa. Dentre os fatores Externos, invasão de Vento-Calor, Vento-Calor e Toxina

95
96 Dor nos Órgãos dos Sentidos

ou Umidade-Calor estão dentre os mais observados na qualquer secreção purulenta a partir do ouvido, é ge­
prática diária. Calor ou Calor-Umidade podem acome­ ralmente causada por deficiência de Fígado e Rim ou
ter a circulação de Qi e Sangue, assim como causar es­ enfraquecimento de Baço.
tagnação de Qi e Sangue; portanto, podem ocorrer edema, • Dor de ouvido leve, de longa duração, com leve secre­
vermelhidão e dor. ção de pus branco e diluído, déficit auditivo, é geral­
Em alguns casos, ouvido doloroso também pode ser mente causada por enfraquecimento do Baço com
causado por invasão de Vento-Frio. Uma vez que Frio é formação de Umidade.
caracterizado por contração e estagnação, ouvido dolo­ • Dor de ouvido intensa ocorrendo profundamente
roso, violáceo, descoloração do ouvido, aversão ao frio, no interior do ouvido, dor pulsante ou perfurante,
etc. podem ocorrer. edema, vermelhidão, febre ou sede é geralmente
causada por hiperatividade de Fogo do Fígado e
Acúmulo de Calor por Excesso em Vesícula Biliar ou acúmulo de Umidade-Calor em
Fígado e Vesícula Biliar.
Fígado e Vesícula Biliar • Agravação súbita da dor ocular, com secreção pro­
O canal da Vesícula Biliar descende por trás dos ouvi­ fusa de pus amarelado a partir do ouvido, febre alta,
dos, os penetra e então tem traj eto anterior a eles. Seus náusea, vômito, até mesmo semiconsciência ou de­
ramos também seguem por trás do ouvido. Uma vez lírio, é causada por invasão de Calor Tóxico com
que Fígado e Vesícula Biliar compartil ham um par de obstrução do canal da Circulação-Sexualidade, a qual
canais, um colateral e se influenciam um ao outro fi­ é muito grave.
siológica e patologicamente, os distúrbios do Fígado • Vermelhidão, edema e calor da aurícula, com aversão
podem causar disfunção da Vesícula Biliar. Raiva, es­ ao toque ou agravação da dor de ouvido ao dormir sobre
tresse, frustração ou agitação em excesso podem cau­ o lado acometido, são geralmente causados por inva­
sar estagnação do Qi em Fígado e Vesícula Biliar, são de Calor Tóxico.
conduzindo à geração de Fogo, o qual ascende e aco­
mete ouvido, causando dor. A estagnação do Qi de Fígado Diferenciação do Pus
e Vesícula Biliar também pode levar à estagnação do
Sangue, obstruindo o colateral dos ouvidos, de maneira • I nício agudo de dor de ouvido com pequena quan­
que a dor de ouvido se desenvolve. tidade de pus amarelado e pegajoso é geralmente
Além disso, ingestão excessiva de gordura, doce ou causado por hiperatividade do Fogo do Fígado e da
alimento picante e ingestão excessiva de álcool podem Vesícula Biliar.
causar disfunção em Baço e Estômago, levando à for­ • Início gradual de secreção purulenta amarelada com
mação de Umidade-Calor no corpo. Caso Umidade-Ca­ odor fétido é geralmente causado por acúmulo de
lor invada Fígado e Vesícula Biliar, ela obstrui ouvidos Umidade-Calor em Fígado e Vesícula Biliar. :3
e a dor se desenvolve. • Pus branco diluído persistente, em pequenas quanti- t
lJl
dades ou profuso, é geralmente causado por enfraque- .:_,
cimento do Baço com formação de Umidade-Fleuma. \;:
Trauma Físico e Picadas de Inseto • Secreção crônica de pus contendo fragmentos bran- �
Trauma físico nos ouvidos ou em volta deles pode aco­ cos e amarelados e odor fétido são geralmente causa- &:
meter diretamente canais e colateral, tecidos auditivos dos por enfraquecimento do Rim com acúmulo de
e ocasionar estagnação de Qi e Sangue, determinando Umidade-Calor persistente.
ouvido doloroso.
Picadas de inseto podem fazer com que Calor Tóxico Diferenciação entre Tinido e Surdez
invada o ouvido, conduzindo à dor de ouvido súbita com
vermelhidão, edema, calor e até mesmo febre ou cefaléia. • Início súbito de tinido, o qual possui tom alto ou agu­
do, e ocorrência gradual de déficit auditivo são geral­
mente causados por hiperatividade do Fogo do Fígado
Tratamento com Base na e da Vesícula Biliar.
• Deficiência de Fígado e Rim geralmente causa início
Diferenciação gradual de tinido com tom baixo e déficit auditivo.
• Ocorrência súbita de surdez é geralmente causada por
invasão de Vento, Frio, Umidade ou Calor. Estagnação
Diferenciação do Qi do Fígado resultante do acometimento emocional
também pode levar a isso. Desenvolvimento gradual de
Diferenciação da Dor surdez é geralmente causado por enfraquecimento em
Fígado, Rim e Baço.
• Início agudo de dor de ouvido, dor leve, sensação de • Deficiência de Qi e Sangue também causa ocorrência
plenitude no ouvido, audição diminuída, dor de gar­ gradual de surdez, com ausência de qualquer história
ganta ou vermelhidão em garganta e conduto auditi­ de formação de pus em ouvido.
vo, é geralmente causado por invasão de Vento-Calor. • Surdez com secreção de pus é geralmente causada por
• História de dor de ouvido crônica, dor leve, plenitude invasão de Calor Tóxico, acúmulo de Umidade-Calor
e distensão no ouvido, tinido ou déficit auditivo, sem resultante do enfraquecimento de Baço e Estômago.
Dor de Ouvido 97

Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii) para disper­


Tratamento sar Qi do Pulmão e dispersar Vento-Calor.
Invasão de Vento-Calor Medicamentos Patenteados
SINAIS E SINTOMAS • Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Forsythia.
• Yin Qiao Jie Du Pian - Tablete de Honeysuckle e
Dor intensa nos ouvidos, vermelhidão e edema dos ou­ Forsythia para Contornar Toxinas.
vidos, agravação da dor ao falar, secreção amarelada
dos ouvidos, febre, aversão ao frio , cefaléia, sede, dor TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
de garganta, tosse, expectoração de fleuma amarela­ 4 IG (Hegu), 5 TA (Waiguan) , 17 TA (Yifeng), 21 TA
da, língua vermelha com saburra fina e amarela e pulso (Ermen) , 2 VB (Tin ghui) , 8 V B (Shuaigu) e 20 VB
rápido e superficial. (Fen gchi). Método de redução é utilizado em tais pontos.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
EXPLICAÇÕES
Dispersar Vento, clarear Umidade e eliminar Toxina.
• 4 IG, ponto Fonte, abre os poros da pele e promove
TRATAMENTO FITOTERÁPICO sudorese, de maneira dispersar Vento, clarear Calor e
PRESCRIÇÃO eliminar Toxina.
• 5 TA dispersa Vento, clareia Calor e alivia dor.
YIN QJAO SAN - Pó DE HONEYSUCKLE E FORSYTHIA • 17 TA, 21 TA, 2 VB e 8 VB são pontos locais em torno
• Jin Yin Hua (Fios Lonicerae) : 10g. do ouvido e são capazes de fazer Qi e Sangue circula­
• Lian Qiao (Fructus Forsythiae): 10g. rem e harmonizarem colateral, de maneira a cessar dor.
• Jie Geng (Radix Platycodi): 6g. • 20 V B dispersa Vento , clareia Calor e alivia dor no
• Bo He (Herba Menthae) : 6g. ouvido.
• Dan Dou Chi (Semen Sojae P raeparetum): 10g.
• Zhu Ye (Herba Lophatheri): 10g. MODIFICAÇÕES
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae) : 6g. • Se houver vermelhidão e tumefação do ouvido devido
• Jing Jie Sui (Spica Schizanepetae): 6g. à invasão de Calor Tóxico, adicionar 2 TA e 11 IG
• Niu Bang Zi (Fructus A rctii) : l Og.
para clarear Calor, eliminar Toxina e reduzir tumefação.
• Lu Gen (Rhizoma Phragmitis): 10g.
• Se houver secreção de líquido amarelado do ouvido devido
Explicações à invasão de Umidade-Calor Tóxico, adicionar 34 VB e
6 TA para eliminar Toxina e Umidade e clarear Calor.
• Jin Yzn Hua e Lian Qiao clareiam Calor e eliminam Toxina.
• Bo He, Jing Jie Sui e Dan Dou Chi promovem sudorese, • Se houver febre devido ao predomínio da invasão de
liberam Exterior e dispersam Calor. Calor, adicionar 14 VB para clarear Calor e reduzir febre.
• Niu Bang Zi, Jie Geng e Gan Cao eliminam Toxina , • Se houver cefaléia devido ao acometimento do Yang
dissolvem nódulos, beneficiam garganta e cessam dor. Límpido na cabeça por Vento-Calor, adicionar o ponto
• Zhu Ye e Lu Gen clareiam Calor e promovem produ­ extra Yaiyang para dispersarVento-Calor e sedar cefaléia.
ção de Fluidos Corporais, de maneira a aliviar sede. • Se houver tosse e expectoração de fleuma purulenta devido
à invasão do Pulmão por Vento-Calor, adicionar 7 P e
Modificações 13 B para dispersar Qi do Pulmão e dispersar Vento-Calor.
• Se houver vermelhidão e edema do ouvido devido à in­
vasão de Calor Tóxico, adicionar 1Og de Pu Gong Ying Invasão de Vento-Frio
(Herba Taraxaci) e lüg de Xia Ku Cao (Spica P runellae)
para clarear Calor, eliminar Toxina e reduzir edema. SINAIS E SINTOMAS
v;, • Se houver secreção de líquido amarelado do ouvido
� devido à invasão de Umidade-Calor Tóxico, adicionar Ouvidos doloridos, leve coloração violácea ou azulada
c-;- S g de Long Dan Cao (Radix Gentianae) e 10g de Ku dos ouvidos, dor no ouvido referindo para cabeça, cefaléia,
Seng (Radix Sophorae Flavesentis) para eliminar To­ aversão ao frio, febre leve, nariz com coriza branca, tosse
xina e Umidade e clarear Calor. com expectoração de fleuma branca , língua com saburra
� • Se houver febre devido ao predomínio da invasão de branca e fina e pulso superficial em corda.
Calor, adicionar 5 g de Chai Hu (Radix Bupleuri) e 5 g
de Shen M a (Rhizama Cimicifugai) para clarear Calor PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
e reduzir febre. Dispersar Vento, eliminar Frio e aliviar dor.
• Se houver cefaléia devido ao acometimento do Yang
Límpido na cabeça por Vento-Calor, adicionar 1Og de TRATAMENTO FJTOTERÁPICO
Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong) e lüg PRESCRIÇÃO
de Man Jing Zi (Fructus Viticis) para dispersar Vento­
DANG GUJ SI N! TANG - DECOCÇÃO DAS QUATRO
Calor e sedar cefaléia.
REBELIÕES DE ANGELICA
• Se houver tosse e expectoração de fleuma amarelada
devido à invasão do Pulmão por Vento-Calor, adicio­ • Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi): lüg.
nar lüg de Qian Hu (Radix Peucedani) e lüg de Zhe • Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis): lüg.
98 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): 20g. • 17 TA e 2 VB são pontos locais em torno do ouvido;
• Mu Tong (Caulis Akebiae): 6g. são capazes de fazer Qi e Sangue circular e harmoni­
• Xi Xin (Herba Asari): 3g. zar colateral, de maneira a cessar dor.
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g.
• Da Zao (Fructus Ziziphi Jujubae): 10g. MODIFICAÇÕES
• Se houver espasmo da face em decorrência da predo­
Explicações minância da invasão por Frio, acrescentar 6 E e 7 E,
• Gui Zhi e Dang Gui promovem circulação de Sangue, com moxibustão, para eliminar Frio e aliviar espasmo.
de maneira a remover estagnação de Qi nos canais. • Se houver rigidez do pescoço e cefaléia em virtude da
Bai Shao e Dang Gui nutrem Sangue e removem es­ lentificação da circulação de Qi e Sangue resultante
tagnação de Qi para aliviar dor. da invasão por Vento-Frio, adicionar 3 ID, ponto de
• Gui Zhi e Xi Xin aquecem canais para aliviar dor. Confluência do Vaso Governador, e 62 B, ponto de aber­
• Mu Tong regula circulação de Qi nos canais para re­ tura do Vaso Maravilhoso Yang Qiao Mai, a fim de
mover estagnação de Qi. aliviar rigidez de pescoço e cefaléia.
• Da Zao tonifica Qi e Sangue. Gan Cao harmoniza as • Se houver tosse e expectoração de fleuma branca devido
ações dos outros fitoterápicos na formulação. à invasão do Pulmão por Vento-Frio, adicionar 1 P, ponto
de Coleta Anterior, e 1 3 B, ponto de Transporte Pos­
Modificações terior do Pulmão para dispersar Qi do Pulmão e Ven­
• Se houver espasmo da face decorrente da predomi­ to-Frio e aliviar tosse.
nância da invasão de Frio, adicionar lüg de Bai Zhi
(Radix A ngelicae Dahuricae) e 10g de Bai Fu Zi Caso Clínico
(Rhizama Typhonii) para eliminar Frio e aliviar espasmo.
• Se houver rigidez do pescoço e cefaléia devido à lentificação Uma mulher de 5 1 anos de idade sofria de dor no ouvido
da circulação de Qi e Sangue como resultado da invasão direito há duas semanas. Ela apresentou ouvido doloro-
de Vento-Frio, adicionar l üg de Qiang Huo (Rhizama so e rigidez de pescoço ao acordar em uma manhã de
seu (Radix Notopterygii) e l ü g de Ge Gen (Radix inverno. Ela recebeu massagem terapêutica, a qual a li­
Puerariae) para aliviar rigidez do pescoço e cefaléia. vrou da dor no pescoço, porém o ouvido permaneceu '::3
• Se houver tosse e expectoração de fleuma branca em dolorido. Portanto, ela procurou o tratamento por acu- ;
virtude da invasão do Pulmão por Vento-Frio, adicio­ puntura. Quando chegou à clínica, ela apresentava dor .'..J
nar 1Og de Ban Xia (Rhizama Pinelliae) e 1 Og de Chen no ouvido direito com sensação de espasmo e leve rigi- �
Pi (Pericarpium Citri Reticulatae) para dispersar Qi dez no pescoço, a qual sempre agravava quando estava �
do Pulmão e Vento-Frio e aliviar tosse. ao ar livre. Ela utilizava uma echarpe pesada todo o tem- �
• Se houver cefaléia em razão da invasão de Vento-Frio , po, quando saía de casa. Sua língua era branca e úmida
adicionar 1 0g de Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici e seu pulso, em corda.
Chuanxiong) e lüg de Qiang Huo (Rhizoma seu Radix
Notopterygii) para dispersar Vento-Frio e aliviar cefaléia. Diagnóstico
Invasão de Frio Externo. O sintoma-chave desse caso é
Medicamento Patenteado dor causada por exposição inapropriada ao Frio. A dor
• Jing Fang Bai Du Pian - Tablete de Schizonepeta e era aguda com sensação de frio. Língua com sabun-a branca
Ledebouriella para Resolver Toxina Patogênica. e pulso em corda também eram decorrentes de síndrome
de Frio Externo.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
4 IG (Hegu) , 7 P (Lieque) , 17 TA (Yifeng) , 2 VB (Tinghui), Princípio de Tratamento
8 VB (Shuaigu) e 12 B (Fengmen). Método de dispersão Aquecer canais da Vesícula Biliar e eliminar Frio Ex­
é utilizado em tais pontos. Moxibustão deve ser aplicada terno para aliviar dor no ouvido.
em 4 IG, 5 TA, 1 7 TA e 2 VB.
Tratamento por Acupuntura
EXPLICAÇÕES 1 9 ID (Tinggong) , 17 TA (Yifeng), 5 TA (Waiguan),
• Na realidade, esse grupo de pontos de acupuntura é 2 VB (Tinghui) e 20 VB (Fengchi) foram punturados
quase o mesmo daqueles para invasão de Vento-Calor; com método de redução. O tratamento foi administra­
a ú nica leve diferença é a utilização da moxibustão, do em dias alternados.
de maneira a aquecer ouvido, dispersar Vento-Frio
e aliviar dor. Explicações
• Frio possui características de contração e estagnação; • 5 TA é ponto de Conexão do canal do Triplo Aquece­
portanto, esses pontos, que apresentam forte capaci­ dor. Ele é punturado para promover circulação de Qi
dade para dispersar Frio e abrir poros cutâneos - 4 IG , no canal do Triplo Aquecedor e dispersar Frio Externo
ponto Fonte, e 7 P, ponto de Conexão - , são utilizados nos canais. 20 VB é o ponto-chave para tratar os dis­
para abrir poros cutâneos e promover sudorese, de túrbios causados porVento-Frio na área da cabeça. Pode
maneira a dispersar Vento-Frio. ser utilizado para dispersar Vento-Frio, a fim de tratar
• 1 2 B dispersa Vento , elimina Frio e alivia sinto­ ouvido doloroso. Esse ponto também foi aquecido com
mas Externos. moxa em bastão após puntura.
Dor de Ouvido 99

• 2 VB, 17 TA e 19 ID são pontos locais para tratar dor Medicamentos Patenteados


no ouvido. • Niu Huang fie Du Pian - Tablete de Cálculo de Gado
para Resolver Toxina.
Dez dias mais tarde, a dor de ouvido foi completa­
• Huang Lian Shang Qing Wan - Pílula de Coptis para
mente aliviada.
Clarear Calor do Jiao S uperior.

Invasão de Toxina ou Picadas de Inseto TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


17 B (Geshu), lOVG (Lingtai), 2 1D (Erjian), 4 IG (Hegu),
SINAIS E SINTOMAS 6 TA (Zhigou), 21 TA (Ermen) e 3 VB (Shan gguan).
Edema espontâneo e dor no ouvido (geralmente em um Método de dispersão é utilizado em tais pontos.
lado), prurido, vermelhidão, sensação de calor ou até
EXPLICAÇÕES
mesmo de queimação, agitação, febre, sede, constipa­
ção, língua vermelha com saburra fina e amarelada e pulso • Essa condição é geralmente causada por invasão de
em corda e rápido. Calor Tóxico resultante de picadas de insetos; então,
alguns pontos para clarear Calor e remover Toxina do
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO Sangue devem ser utilizados, assim como alguns pon­
Clarear Calor, remover Toxina, reduzir edema e aliviar dor. tos para clarear Calor no estágio Qi.
• 17 B e 10 VG clareiam Calor e removem Toxina do
TRATAMENTO FITOTERÁPICO Sangue, assim como reduzem edema.
PRESCRIÇÃO • 2 ID, ponto Primavera, e 4 IG, ponto Fonte, clareiam
Calor, eliminam Toxina, reduzem edema e aliviam dor.
Wu WEI X1Ao Du YIN - DEcocçÃo DE CINCO • 6 TA clareia Calor e drena Toxina para baixo.
INGREDIENTES PARA ELIMINAR TOXINA • 21 TA e 3 VB são pontos locais em torno do ouvido;
• Jin Yin Hua (Flos Lonicerae): 20g. eles são capazes de fazer Qi e S angue circularem e
• Ye Ju Hua (Fios Chrysanthemi lndici): 15g. harmonizar colateral, de maneira a cessar a dor.
• Pu Gong Ying (Herba Taraxaci): 30g.
• Zi Hua Di Ding (Herba Violae): 30g. MODIFICAÇÕES
• Zi Bei Tian Kui (Herba Begonia Fibristipulatae): 15g. • Se houver vermelhidão e edema óbvios do ouvido em
razão da Toxina grave, adicionar 2 TA e 43 VB para
Explicações clarear Calor, eliminar Toxina e reduzir edema.
• Jin Yin Hua e Pu Gong Ying são utilizados para clarear • Se houver febre decorrente da invasão de Calor Tóxico,
Calor e eliminar Toxina para aliviar dor e prurido. adicionar 14 VG e 11 IG para clarear Calor e reduzir febre.
• Ye Ju Hua, Zi Hua Di Ding e Zi Bei Tian Kui são uti­ • Se houver cefaléia em virtude do acometimento do Yang
lizados para eliminar Toxina e resfriar Sangue, a fim Límpido na cabeça por Calor Tóxico, adicionar ponto
de aliviar edema em ouvidos e úlcera cutânea. extra Taiyang para dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia.
• Se houver agitação e insônia devido à falência do
Modificações Coração em albergar a Mente resultante do acometi­
• Se houver vermelhidão e edema óbvios do ouvido em mento do Coração por Calor Tóxico, adicionar 3 C
virtude da invasão grave de Toxina, acrescentar lüg para clarear Calor e acalmar Mente.
de Huang Lian (Rhizoma Coptidis) e lüg de Da Qing
Ye (Folium lsatidis) para clarear Calor, eliminar Toxi­ Invasão de Calor Tóxico com
na e reduzir edema.
• Se houver febre devido à invasão de Calor Tóxico, Obstrução do Pericárdio
acrescentar 5 g de Chai Hu (Radix Bupleuri) e 5 g de
Sheng Ma (Rhizoma Cimicifugae) para clarear Calor SINAIS E SINTOMAS
e reduzir febre. Início gradual de dor de ouvido com agravação súbita,
• Se houver cefaléia decorrente do acometimento do Yang secreção profusa de pus amarelado do ouvido, febre alta,
Límpido na cabeça por Calor Tóxico, adicionar lüg agitação, cefaléia intensa, náusea, vômito, delírio ou até
de Man Jing Zi (Fructus Viticis) e 5g de Bo He (Herba mesmo semiconsciência, sede, constipação, língua de
Menthae) para dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia. coloração vermelho-escura com saburra espessa, amare­
• Se houver agitação e insônia em razão da falência lada e gordurosa, além de pulso em corda, rápido e forte.
do Coração em albergar a Mente, a qual é resultan­ PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
te do acometimento do Coração por Calor Tóxico,
adicionar lüg de Huang Lian (Rhizoma Coptidis) e Clarear Calor, reduzir febre, remo ver Toxina e ali­
in l ü g de Zhu Ye (Herba Lophatheri) para clarear Calor viar obstrução.
V)
\D e acalmar Mente. TRATAMENTO FITOTERÁPICO
� • Se houver febre com sede, adicionar 20g de Shi Gao
PRESCRIÇÃO
� (Gypsum Fibrosum) e l ü g de Zhi Mu (R hizoma
Anemarrhenae) para clarear Calor e aliviar sede. HUANG LiAN }IE Du TANG - DECOCÇÃO DE COPTIS PARA

� • Se houver constipação, adicionar lüg de Da Huang ALIVIAR TOXICIDADE
°' (Radix et Rhizoma Rhei) e lüg de Mang Xiao (Natrii • Huang Lian (Rhizama Coptidis): 5g.
Sulfas) para clarear Fogo e promover evacuação. • Huang Qin (Radix Scutellariae): lüg.
100 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Huang Bai (Cortex Phellodendri): 10g. • 2 IG, ponto Primavera do canal do Intestino Grosso,
• Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 1 0g. 4 IG, ponto Fonte, e 1 1 IG, ponto Mar, assim como 44 E,
ponto Primavera do canal do Estômago, são prescri­
Mais: tos aqui para dispersar Calor, eliminar Toxina, reduzir :::3
DA CHENG QI TANG - DECOCÇÃO DE SOLICITAÇÃO edema e aliviar dor. �
• 6 TA clareia Calor e drena toxina para baixo. �
PRINCIPAL DE QI
• 21 TA é capaz de fazer circular Qi e Sangue e harmo- �
• Da Huang (Radix et Rhizama Rhei) : lüg. nizar colateral, de maneira a cessar dor.
• Mang Xiao (Natrii Sulfas): lüg.
• Hou Po (Cortex Magnoliae Officinalis): lüg. MODIFICAÇÕES
• Zhi Shi (Fructus Aurantii Immaturus) : lüg. • Se houver vermelhidão e edema graves de ouvido,
• Pu Gong Ying (Herba Taraxaci): lüg. acrescentar 2 TA e 43 VB, pontos Primavera, para clarear
• Long Dan Cao (Radix Gentianae) : lüg. Calor, eliminar Toxina e reduzir edema.
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae P raeparata): 3g. • Se houver febre elevada, adicionar 14 VB para clarear
Explicações Calor e reduzir febre.
• Se houver cefaléia, adicionar pontos extras Taiyang e
• A primeira formulação é utilizada para clarear Calor Yintang para sedar cefaléia.
e eliminar Toxina. • Se houver agitação e insônia, adicionar 7 C, ponto Fonte,
• A segunda formulação é utilizada para promover eva­ para clarear Calor e acalmar M ente.
cuação e eliminar Toxina por meio da evacuação. • Se houver estado de semiconsciência, adicionar 26 VB
• P u Gong Ying e Long Dan Cao são prescritos em as­ para regular Mente e levantar o paciente.
sociação com outras duas formulações para fortalecer
• Se houver expectoração de fleuma amarela profusa,
o efeito da eliminação de Calor e Toxina.
adicionar 5 P e 40 E para resolver Fleuma e descender
• Zhi Gan Cao harmoniza as ações de todos os outros
Qi do Pulmão.
fitoterápicos na prescrição.
• Se houver náusea ou vômito, adicionar 12 VC e 6 CS
Modificações para descender Qi do Estômago e aliviar vômito.
• Se houver vermelhidão e edema óbvios do ouvido, • Se houver constipação, adicionar 25 E, ponto de Co­
adicionar 1Og de Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae) leta Anterior do Intestino Grosso, para promover eva­
e lüg de Tu Fu Ling (Rhizoma Smilacis Glabrae) para cuação e aliviar constipação.
clarear Calor, eliminar Toxina e reduzir edema.
• Se houver febre, adicionar 3 0g de Shi Gao (Gypsum Estagnação de Qi
Fibrosum) para clarear Calor e reduzir febre.
• Se houver cefaléia, adicionar lüg de Man Jing Zi SINAIS E SINTOMAS
(Fructus Viticis) e 5g de Bo He (Herba Menthae) para Dor em um ou ambos os ouvidos (a qual ascende e des­
dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia. cende), agravação da dor por distúrbio emocional e alí­
• Se houver agitação e insônia, adicionar 1Og de Zhu Ye vio por relaxamento, depressão, nervosismo, cefaléia,
(Herba Lophatheri) para clarear Calor e acalmar Mente. sensação de plenitude em tórax e ouvidos, língua leve­
• Se houver delírio, adicionar A n Gong Niu Huang mente violácea com saburra branca e fina, além de pulso
Wan, uma pílula ao dia, para clarear Calor e levan­ em corda.
tar o paciente.
• Se houver náusea e vômito, acrescentar lüg de Xuan PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Fu Hua (Fios lnulae) para fazer com que o Qi descen­ Acalmar Fígado, promover circulação de Qi e aliviar dor.
da e o vômito alivie.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Medicamentos Patenteados
PRESCRIÇÃO
• Niu Huang fie Du Pian - Pílula de Cálculo de Gado
para Resolver Toxina. XIAO YAO SAN - Pó LIVRE E RELAXADO
• A n Gong Niu Huang Wan - Pílula para Acalmar o Pa­ • Xiang Fu (Rhizama Cyperi): lüg.
lácio com Cálculo de Gado. • Chi Shao (Radix Paeoniae Rubrae): lüg.
• Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 6g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Yu Jin (Radix Pruni): 10g.
15 B (Xinshu) , 10 VG (Lingtai), 2 1D (Erjian), 4 IG (Hegu), • Ju Hua (Flos Chry santhemi): l üg.
11 IG (Quchi), 6 TA (Zhigou), 21 TA (Ermen) , 3 C • Xia Ku Cao (Spica P runellae) 10g.
(Shaohai) e 44 E (Neiting). Método de dispersão é uti­ • Chai Hu (Radix Bupleuri): 10g.
lizado em tais pontos. • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): l üg.
• Bai Shao (Radix Paeoniae Alba) : 20g.
EXPLICAÇÕES
• 15 B e 3 C clareiam Calor do Coração e acalmam Explicações
a M ente. • Esse tipo de dor no ouvido é geralmente observado
• 10 VG clareia Calor e remove Toxina do Sangue, as­ em pacientes com raiva explosiva ou sofrendo de lon­
sim como reduz edema no ouvido. go período de estresse, frustração ou acometimento
Dor de Ouvido 101

emocional, conduzindo à lentificação do Qi do Fíga­ de Qi. Esses dois pontos são geralmente prescritos
do, obstruindo a circulação nos canais, causando dor simultaneamente para o alívio da estagnação de Qi de
vo no ouvido. maneira a melhorar o resultado terapêutico.
,A
� • Chai Hu, Xiang Fu e Bai Shao acalmam e promovem • O Canal Menor do Yang da mão e o canal Menor do
7 circulação do Qi no Fígado. Yang do pé são dois importantes canais passando e
� • Dang Gui tonifica Sangue do Fígado e harmoniza circulando em torno dos ouvidos. Esses dois canais
� Fígado. são freqüentemente acometidos na estagnação de Qi
00
s:; • Uma vez que a estagnação de Qi pode ocasionar es- levando à ocorrência de dor em ouvido. 8 VB, 12 VB,
tagnação de Sangue, Chuan Xiong, Yu Jin e Chi Shao 1 7 TA e 21 TA, os pontos locais, h armonizam os ca­
promovem circulação de Sangue e eliminam estagna­ nais, promovem a circulação de Qi nos canais e nos
ção de Sangue nos canais. ouvidos e sedam a dor em ouvido.
• Estagnação de Qi do Fígado pode ocasionar gera­ • 19 ID, um outro ponto local, é prescrito para circular
ção do Fogo do Fígado, então Xia Ku Cao e Ju Hua o Qi e o Sangue, harmonizar o colateral e cessar a dor
são prescritos para clarear Calor no Fígado e resfriar em ouvido.
Fígado.
MODIFICAÇÕES
Modificações • Se houver dor intensa no ouvido, adicionar 4 1 VB e
• Se houver dor intensa no ouvido devido à estagnação do 5 TA para aumentar o efeito sobre a circulação de Qi
Qi do Fígado, adicionar 3g de Tan Xiang (Lignum Santali) e cessar dor no ouvido.
e 2g de Bing Pian (Borneolum Syntheticum) (como • Se houver agravamento da dor no ouvido por acometi­
infusão) para aumentar circulação de Qi e cessar dor. mento emocional e nervosismo, adicionar 6 CS e
• Se houver plenitude dos ouvidos com distensão, adi­ 20 VB para acalmar emoções, promover circulação de
cionar 5 g de Cong Bai (Allii Fistulosi) e 5g de Qing Qi e clarear Calor no Fígado.
Pi (Pericarpium Citri Reticulatae Viride) para induzir • Se houver cefaléia, adicionar pontos extras Taiyang e
a formulação a ascender aos ouvidos e promover cir­ Yintang para harmonizar colateral na cabeça e cessar
culação de Qi lá. cefaléia.
• Se houver cefaléia, adicionar 1Og de Man Jing Zi • Se houver insônia, adicionar 3 C e ponto extra Anmian
(Fructus Viticis) e lüg de Jue Ming Zi (Semen Cassiae) para acalmar Coração e tranqüilizar Mente.
para sedar cefaléia e harmonizar colateral na cabeça. • Se houver depressão e sensação de plenitude no tórax,
• Se houver emoções instáveis, nervosismo e insônia acrescentar 17 VC e ponto extra Sishencong para re­
adicionar Long Gu (Os Draconis) 20g e Huang Lian laxar tórax e aliviar depressão.
(Rhizoma Coptidis) 3g para acalmar Fígado, Coração • Se houver náusea ou dor em estômago durante os
e Mente. períodos de nervosismo, adicionar 12 VC e 34 E para
• Se houver plenitude do tórax, adicionar lüg de Zhi descender Qi do Estômago e aliviar dor estomacal.
Qiao (Fructus A urantii) e lüg de Gua Lou Pi (Peri­ • Se houver fezes soltas ou diarréia durante os períodos
carpium Trichosanthis) para relaxar tórax e promover de nervosismo, adicionar 25 E, ponto de Coleta Ante­
circulação de Qi no tórax. rior do Baço, para ativar Baço e aliviar diarréia.
• Sehouver inapetência, adicionar 1Og de Shan Zha (Fructus • Se houver gosto amargo na boca e língua com saburra
Crataegi) e 15g de Shen Qu (Massa Fermentata Medi­ amarela e levemente gordurosa, adicionar 34 VB, ponto
cina/is) para melhorar apetite e promover digestão. Mar, para regular Vesícula Biliar e descender Qi Túrbido.
• Se houver diarréia e nervosismo, adicionar lüg de Mu
Xiang (Radix A ucklandiae) e lüg de Ge Gen (Radix Hiperatividade do Fogo do Fígado
Puerariae) para ascender Qi Límpido do Baço e ces­
sar diarréia. e da Vesícula Biliar
Medicamentos Patenteados SINAIS E SINTOMAS
• Shu Gan Wan - Pílula para Acalmar o Fígado. Início agudo de dor, início crônico com agravação agu­
• Xiao Yao Wan - Pílula Livre e Relaxada. da ou secreção de líquido amarelado do ouvido, tinido,
calor no ouvido, irritabilidade, nervosismo, cefaléia, gosto
TRATAMENTO POR A CUPUNTURA amargo na boca, língua vermelha com saburra amarela e
4 IG (Hegu), 3 F (Taichong), 19 ID (Tinggong), 8 VB gordurosa, além de pulso em corda e rápido.
(Shuaigu), 12 VB (Wangu), 17 TA (Yifeng) e 21 TA
(Ermen). Método de redução é utilizado em tais pontos, PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
exceto em 19 ID, 8 VB e 21 TA, nos quais método neu­ Clarear Calor em Fígado e Vesícula Biliar e reduzir Fogo.
tro deve ser empregado.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
EXPLICAÇÕES
PRESCRIÇÃO
• 4 IG está indicado em todos os problemas na cabeça,
LONG DAN XIE GAN TANG - DECOCÇÃO DE GENT!ANA
uma vez que promove a circulação de Qi e Sangue e
alivia a dor em ouvido. 3 F, o ponto Riacho do canal PARA DRENAR O FÍGADO
do Fígado, acalma o Fígado e promove a circulação • Long Dan Cao (Radix Gentianae): 6g.
102 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Huang Qin (Radix Scutellariae): 9g. • 2 VB e 8 VB, pontos locais em torno do ouvido, são
• Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 9g. capazes de clarear Calor no colateral da Vesícula Biliar
• Ze Xie (Rhizama Alismatis): 1 2g. e circular Qi e Sangue, de maneira a cessar dor.
• Mu Tong (Caulis Akebiae) : 9g. • 2 F e 43 VB, pontos Primavera, clareiam Calor e re­
• Che Qian Zi (Semen Plantaginis) : 9g. duzem Fogo em Fígado e Vesícula Biliar, de maneira
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 3g. a reduzir edema.
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 9g. • 41 VB clareia Calor na Vesícula Biliar e harmoniza
• Chai Hu (Radix Bupleuri) : 6g. Fígado e Vesícula Biliar.
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae) : 6g.
MODIFICAÇÕES
Explicações • Se houver vermelhidão e tumefação em ouvido, adi­
• Long Dan Cao e Huang Qin clareiam Calor e secam cionar 8 F, ponto Água, suprime Fogo, elimina Toxina
Umidade e reduz edema.
• Zhi Zi, Mu Tong, Ze Xie e Che Qian Zi clareiam Calor, • Se houver secreção de líquido amarelado do ouvido
promovem micção e eliminam Umidade. devido ao acúmulo de Umidade-Calor em Fígado e
• Dang Gui e Sheng Di Huang nutrem Yin e Sangue e Vesícula Biliar, adicionar 34 VB e 9 BP para eliminar
impedem que os outros fitoterápicos acometam o Yin. Umidade e clarear Calor.
• Chai Hu regula Qi do Fígado e remove a estagna­ • Se houver dor em frente ao ouvido, adicionar 3 VB para
ção de Qi. reduzir Fogo e harmonizar colateral da Vesícula Biliar.
• Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos • Se houver nervosismo, irritabilidade e cefaléia em
na formulação. razão da hiperatividade do Yang do Fígado, adi­
Modificações cionar 20 VG e 20 VB para acalmar Fígado e contro­
lar Ya ng do Fígado.
• Se houver vermelhidão e edema do ouvido devido à • Se houver gosto amargo na boca decorrente da desarmo- '°
hiperatividade do Fogo de Fígado e Vesícula Biliar, adi­ nia da Vesícula Biliar, adicionar 40 VB para harmonizar �
cionar lüg de Ku Shen (Radix Sophorae Flavescentis) 00
Vesícula Biliar e promover distribuição normal da bile. "'
e lüg de Huang Bai (Cortex Phellodendri) para clarear • Se houver dor no hipocôndrio devido à estagnação de .'._.
Calor, suprimir Fogo, eliminar Toxina e reduzir edema. �
Qi e Sangue no Fígado, adicionar 14 F para promover .'._.
• Se houver descarga de liquido amarelado do ouvido a circulação de Qi e Sangue e aliviar dor. y:
em virtude do acúmulo de Umidade-Calor em Fígado u,
e Vesícula Biliar, adicionar 1Og de Tu Fu Ling (Rhizama
Smilacis Glabrae) e 1Og de Che Qian Zi (Semen Plan­ Caso Clínico
taginis) para eliminar Umidade e clarear Calor. Um menino de 14 anos de idade sofria de dor no ouvido
• Se houver nervosismo, irritabilidade e cefaléia de­ esquerdo há duas semanas e havia tido otite aguda apro­
corrente de hiperatividade do Yang do Fígado, adicio­ ximadamente 20 dias antes. Ele foi tratado com antibió­
nar lüg de Gou Teng (Ramulus Uncariae cum Uncis) ticos para reduzir a inflamação do ouvido. Tumefação e
e lüg de Yu Jin (Radix Curcumae) para acalmar Fí­ vermelhidão do ouvido haviam melhorado, mas seu ouvido
gado e controlar Ya ng do Fígado. esquerdo ainda estava dolorido. Quando chegou à clíni­
• Se houver gosto amargo na boca em razão da desar­ ca, havia leve vermelhidão no ouvido esquerdo e algum
monia da Vesícula Biliar, adicionar 1Og de Zhi Zi líquido amarelado no trato auditivo. Os outros sintomas
(Fructus Gardeniae) e 1 Og de Dan Pi (Cortex Moutan foram tinido, constipação, língua vermelha com saburra
Radieis) para harmonizar Vesícula Biliar e promover amarelada e pulso em corda.
distribuição normal da bile.
• Se houver dor em hipocôndrio devido à estagnação Diagnóstico
de Qi e Sangue no Fígado, acrescentar lüg de Ju He Invasão de Calor Tóxico Externo nos canais de Fígado e
(Semen Citri Reticulatae) e 1 Og de Bai Shao (Radix Vesícula Biliar.
Paeoniae Alba) para promover circulação de Qi e
Sangue e aliviar dor. P rincípio de Tratamento
Clarear Calor e eliminar Toxina para aliviar dor.
Medicamentos Patenteados
• Long Dan Xie Gan Wan - Pílula de Gentiana para Dre­ Tratamento por Acupuntura
nagem do Fígado. 4 IG (Hegu) , 6 TA (Zhigou), 17 TA (Yifeng), 2 VB (Tinghui),
• Niu Huang Jie Du Wan - Pílula de Cálculo de Gado 8 VB (Shuaigu) e 2 F (Xingjian) foram punturados com
para Resolver Toxina. método de redução. O tratamento foi administrado em
dias alternados e a série de tratamento durou 10 dias.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
4 IG (Hegu) , 6 TA (Zhigou) , 2 VB (Tinghui) , 8 VB Explicações
(Shuaigu), 4 1 VB (Zulinqi), 43 VB (Xiaxi) e 2 F (Xingjian). • 3 R, ponto Primavera, é utilizado para clarear Fogo
Método de redução é utilizado em tais pontos. no canal do Fígado. 4 IG, ponto Fonte do canal do
Intestino Grosso, é utilizado para clarear Fogo por
EXPLICAÇÕES Excesso na área da face.
• 4 IG e 6 TA clareiam Calor e drenam Fogo por meio de • 6 TA, ponto Rio do canal do Triplo Aquecedor, é uti­
promoção da evacuação e regulação do Triplo Aquecedor. lizado para reduzir Fogo.
Dor de Ouvido 103

• 17 TA, 2 VB e 8 VB são pontos locais para eliminar TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


Calor e Toxina indiretamente. 4 IG (Hegu) , 3 F (Taichong) , 6 BP (Sanyinjiao) , 19 1D
(Tznggong), 2VB (Tznghui) , 8VB (Shuaigu) e 21 TA (Ermen ).
Após 20 dias de tratamento , a dor de ouvido do me­ Método de redução é utilizado em tais pontos, exceto em
nino tinha desaparecido completamente. 1 9 ID, 2 VB e 21 TA, nos quais se utiliza método neutro.

Estagnação de Sangue EXPLICAÇÕES


• 4 IG está indicado no tratamento de todos os proble­
SINAIS E SINTOMAS mas da cabeça causados por fatores patogênicos de
Dor perfurante em ouvidos, agravação da dor à noite, Excesso; ele promove circulação de Qi e Sangue e alivia
cefaléia, coloração violácea dos ouvidos e língua, lín­ dor. Quando esse ponto é utilizado para promover
gua com saburra fina e pulso tenso e áspero. circulação de Qi, geralmente 3 F é combinado com
ele para acentuar o efeito terapêutico.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • 6 BP promove circulação de Sangue e elimina estag­
Fazer circular Qi e Sangue, eliminar estagnação de San­ nação de Sangue.
gue e aliviar dor. • 21 TA, 19 ID, 8 VB e 2 VB são pontos locais em torno
do ouvido que fazem circular Qi e Sangue, harmoni­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO zam colateral e cessam dor.
PRESCRIÇÃO
MODIFICAÇÕES
TONG QIAO Huo XvE TANG - DECOCÇÃO PARA
• Se houver dor intensa no ouvido em razão da estag­
DESOBSTRUIR ÜRIFÍCIOS E TONIFICAR SANGUE nação de Sangue, adicionar 1 7 B para aumentar cir­
• Chi Shao (Radix Paeoniae R ubra): l üg. culação de Sangue e cessar dor.
• Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxiong) : lüg. • Se houver estagnação de Sangue resultante da estag­
• Tao Ren (Semen Persicae): lüg. nação de Qi, adicionar 6 CS e 17 VC para aliviar cir­
• Hong Hua (Fios Carthami): l üg. culação de Qi e promover circulação de Sangue.
• Comb Bai (Herba Allii Fistulosi): l üg. • Se houver cefaléia devido à estagnação de Sangue, adicio­
• Sheng Jiang (Rhizama Zingiberis Recens): 6g. nar 3 1D e 20 VB para harmonizar colateral na cabeça e
• Da Zao (Fructus Ziziphi Jujubae): 6g. eliminar estagnação de Sangue, de maneira a cessar cefaléia.
• She Xiang (Moschus): O , l g (para infusão).
Explicações Deficiência de Qi e de Sangue
• Chuan Xiong e Chi Shao promovem circulação de SINAIS E SINTOMAS
'°:;;: Sangue na parte superior do corpo , incluindo cabeça Início gradual de dor no ouvido, sensação de leve plenitude
e-;- e órgãos dos sentidos, tais como ouvidos. Eles tam- no ouvido, audição reduzida, cansaço, tontura, tinido, per­
� bém são eficazes no alívio da dor.
da de cabelo, tez pálida, inapetência, fezes soltas, enfra­
� • Tao Ren e Hong Hu a auxiliam os dois primeiros
quecimento de músculos e extremidades, respiração curta,
::'.b fitoterápicos a promover circulação de Sangue e re-
tendência à sudorese fácil , língua pálida com saburra fina
S; mover sua estagnação.
e branca, além de pulso profundo e em pena de pássaro.
• She Xiang e Cong Bai abrem orifício e promovem
circulação de Sangue, de maneira a aliviar dor. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Sheng Jiang eDan Zao regulam a circulação de Qi e Sangue. Ativar Baço e Estômago, tonificar Qi e Sangue.
Modificações TRATAMENTO F/TOTERÁPICO
• Se houver dor de ouvido intensa devido à estagnação PRESCRIÇÃO
de Sangue, adicionar lüg de Yan Hu Suo (Rhizama
Corydalis) e 5g de Mo Yao (Resina Myrrhae) para SHI QvAN DA Bu TANG - GRANDE DEcocçÃo
tonificar a circulação de Sangue e cessar dor. TONIFICANTE COM TUDO INCLUSO
• Se houver estagnação de Sangue resultante da estag­ • Ren Shen (Radix Ginseng): l üg
nação de Qi, adicionar 5 g de Qing Pi (Pericarpium • Bai Zhu (Rhizama A stragali seu Hedysari): lOg.
Citri Reticulatae Viride) e 3g de Xiao Hui (Fructus • Huang Qi (Radix A stragali seu Hedysari) : lüg.
Foeniculi) para aliviar estagnação de Qi e promover • Sheng Ma (Rhizama Cimicifugae): 5 g.
circulação de Sangue. • Bai Shao (Radix Paeoniae Alba): S g.
• Se houver cefaléia em virtude da estagnação de San­ • Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis): 5g.
gue, adicionar l üg de Tian Ma (Rhizama Gastrodiae) • Shu Di Huang (Radix Rehmannia P raeparata): 5g.
e 5g de Chai Hu (Radix Bupleuri) para harmonizar • Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxiong) : l üg.
colateral na cabeça e eliminar estagnação de Sangue, • Huang Jing (Rhizama Polygonati): l üg.
de maneira a cessar cefaléia. • Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 10g.
Medicamento Patenteado Explicações
• Yan Hu Suo Zhi Tong Pian - Tablete de Corydalis para • Ren Shen e Bai Zhu ativam Baço e Estômago e toni­
Cessar Dor. ficam Qi.
104 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Huang ling e Huang Qi tonificam geralmente Qi; além MODIFICAÇÕES


disso, Huang Qi e Sheng Ma ascendem Qi para cabeça. • Se houver dor intensa no ouvido, adicionar 8 VB e 1 7
• Dang Gui e Shue Di nutrem Sangue, de maneira a TA para sedar dor.
manter Qi. • Se houver fadiga crônica devido à deficiência geral '°
• Bai Shao e Chuan Xiong harmonizam Sangue e pre-
vinem estagnação.
do Qi, acrescentar 6 VC, com moxibustão, para toni- t
ficar Qi original e aliviar cansaço. '.:'.;
• Zhi Gan Cao tonifica Qi e harmoniza prescrição. • Se houver respiração curta resultante da deficiência �
Modificações de Qi do Pulmão, adicionar 9 P, ponto Fonte, para �
tonificar Qi do Pulmão e aliviar respiração curta. �
• Se houver sensação de plenitude em ouvido, acrescen­
• Se houver tez pálida, tontura e menstruação escassa Vl
tar lüg de Shi Chang Pu (Rhizoma Acori Graminei) e
em razão da deficiência de Sangue, adicionar 18 B,
5g de Hong Hua (Fios Carthami) para promover cir­ ponto de Transporte Posterior do Fígado, e 39 VB, ponto
culação de Qi e Sangue nos ouvidos e aliviar plenitude. de Confluência sobre as Medulas, a fim de aumentar
• Se houver tinido, acrescentar 15g de Ci Shi (Magnetitum) a produção de Sangue.
e 3g de Chai Hu (Radix Bupleuri) para aliviar tinido. • Se houver inapetência e fezes soltas decorrente do
• Se houver secreção de fleuma branca e diluída do ouvido, enfraquecimento de Estômago e Baço, adicionar 12 VC,
adicionar l üg de Ban Xia (Rhizoma Pinelliae) e lüg ponto de Coleta Anterior do canal do Estômago , e
de Can Zhu (Rhizoma Atractylodis) para resolver 9 BP, ponto Mar do Baço, para ativar Baço e Estô­
Umidade e eliminar fleuma. mago e aliviar fezes soltas.
• Se houver inapetência, adicionar lüg de Gu Ya (Fructus
Oryze Germinatus) para ativar Estômago e Baço e
melhorar apetite. Deficiência de Fígado e de Rim
• Se houver diarréia , adicionar lüg de Ge Gen (Radix
SINAIS E SINTOMAS
P uerariae) para ascender Ya ng- Qi Límpido e ces­
sar diarréia. Início gradual de leve dor no ouvido, a qual é geralmente
• Se a face se encontrar dormente, adicionar lüg de Ban profunda no interior do conduto auditivo e se move para
Xia (Rhizoma Pinelliae) e lüg de Di Long (Lumbricus) cima e para baixo. Agravação da dor com cansaço, leve
para eliminar Umidade-Fleuma e promover circula­ sensação de plenitude no ouvido, audição diminuída ou até
ção no colateral. mesmo surdez , cansaço, tontura, tinido, perda de cabelo,
• Se mãos e pés estiverem frios, adicionar 5g de Rou Gui dificuldade de concentração, lombalgia, acometimento da
( Cortex Cinnamomi) para aquecer Interior e dispersar Frio. visão, língua com saburra fina e pulso fraco e profundo.
Medicamentos Patenteados PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Shi Quan Da Bu Wan - Grande Pílula Tonificante com Tonificar Fígado e Ri m e beneficiar Essência.
Tudo Incluso.
• Bu Zhong Yi Qi Wan - Pílula de Tonificação do Meio TRATAMENTO FITOTERÁPICO
e Benefício do Qi. PRESCRIÇÃO

TRATAMENTO POR ACUPUNTURA LIU WE! DI HUANG WAN - PÍLULA DE SEIS


INGREDIENTES COM REHMANN!A
7 E (Xiaguan), 36 E (Zusanli), 42 E (Chongyang), 3 BP
(Taibai) , 6 BP (Sanyinjiao) , 20 VG (Baihui), 2 VB (Tinghui) • Huang ling (Rhizoma Polygonati): lOg.
e 21 TA (Ermen). Método de reforço é utilizado em todos • Nu Zhen Zi (Fructus Ligustri Lucidi) : lOg.
os pontos, exceto em 2 V B e 21 TA, nos quais método • Sha Yuan li Li (Semen A stragali Complanati) : lOg.
neutro é utilizado. O uso da moxibustão é aconselhável • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis) : lOg.
em 36 BP, 3 BP e 30 VG. • He Shou Wu (Radix Polygoni Multiflori) : lOg.
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae P raeparata) : lOg
EXPLICAÇÕES • Shu Di Huang (Radix Rehmanniae P raeparata) : l Og.
• Esse tipo de dor no ouvido é geralmente causado por • Shan Zhu Yu (Fructus Corni): 1 2g.
excesso de esforço, doença prolongada ou ocorre em • Shan Yao (Radix Dioscorea): 12g.
pessoa idosa com desgaste gradual da energia, espe­ • Fu Ling (Poria) : 9g.
cialmente em Baço e Estômago, conduzindo à defi­
Explicações
ciência de Qi e Sangue, de maneira que o ouvido é
propriamente nutrido. • Shu Di e Shan Zhu Yu nutrem Fígado e Rim e tonifi­
• 36 E, ponto Mar, 42 BP, ponto Fonte do canal do cam Essência do Rim.
Estômago, e 3 BP, ponto Fonte do Baço , são capazes • Shan Yao, Fu Ling e Huang ling ativam Baço e toni­
de ativar Baço e Estômago e tonificar Qi. ficam Qi, de maneira a aumentar a produção de San­
• 6 BP tonifica Sangue de modo geral. gue e Essência.
• 20 VG ascende Qi para cabeça , de maneira a nutrir • Dang Gui e He Shou Wu tonificam Sangue e suprem
ouvidos. a fonte de produção de Sangue.
• 2 VB, 21 TA e 7 BP são utilizados para promover • Nu Zhen Zi e Sha Yuan li Li tonificam Essência do
circulação de Qi.e Sangue e harmonizar o colateral na Rim e beneficiam visão.
proximidade, de maneira a aliviar dor no ouvido. • Zhi Gan Cao tonifica Qi e harmoniza prescrição.
Dor de Ouvido 105

Modificações (Ermen). Método de reforço é utilizado em tais pontos, exceto


em 2 VB e 21 TA, nos quais método neutro é utilizado.
• Se houver sensação de leve plenitude no ouvido, adi­
cionar 1Og de Shi Chang Pu (Rhizama Acori Graminei) EXPLICAÇÕES
para abrir orifício do ouvido e aliviar plenitude.
• 3 F e 3 R, 18 B e 23 B, pontos Fonte e de Transporte
Se houver tinido, adicionar 15g de Ci Shi (Magnetitum)
Posterior de Fígado e Rim, respectivamente, tonificam
para aliviar tinido.
Fígado e Rim e beneficiam Essência.
• Se houver acometimento da visão, acrescentar lüg de
6 BP tonifica Sangue no corpo de forma geral e bene­
Qing Xiang Zi (Semen Celosiae) e l üg de Gou Qi Zi
ficia Fígado e Rim.
(Fructus Lycii) para nutrir Fígado e beneficiar olhos. • 6 VC tonifica Fígado e Rim e nutre Essência.
• Se houver aversão ao frio e mãos e pés frios, adicio­ • 2 VB e 2 1 TA são utilizados para promover circulação
nar lüg de Zhi Fu Zi (Radix Aconiti Praeparata) e 5 g de Qi e Sangue e harmonizar colateral nas proximida­
de Rou Gui (Cortex Cinnamomi) para aquecer Rim e des, de maneira a aliviar dor no ouvido.
dispersar Frio.
• Se houver edema, adicionar l üg de Ze Xie (Rhizama MODIFICAÇÕES
Alismatis) e lüg de Chuan Niu Xi (Radix Cyathulae) • Se houver dor intensa no ouvido, adicionar 1 9 ID e
para eliminar água excessiva e aliviar edema. 17 TA para sedar dor.
• Se houver calor no corpo e sudorese noturna, adicio­ • Se houver tinido, adicionar 10 VB e 18 TA para har­
nar l üg de Zhi Mu (Rhizama A nemarrhenae) e l üg de monizar colateral e aliviar tinido.
Huang Bai ( Cortex Phellodendri) para nutrir Yin e • Se houver sensação de leve plenitude no ouvido, adicio­
reduzir Calor por Deficiência. nar 4 ID para abrir orifício do ouvido e aliviar plenitude.
• Se houver tontura e cefaléia, adicionar lüg de Gou • Se houver acometimento da visão, adicionar 37 VB e
Teng (Ramulus Uncariae cum Uncis) e lüg de Tian 2 E para nutrir Fígado e beneficiar olhos.
Ma (Rhizama Gastrodiae) para suprimir Fígado e Se houver aversão ao frio e mãos e pés frios, adicionar 4
� controlar Vento Interno. VC, com moxibustão, para aquecer Rim e dispersar Frio.
e-
.;, • Se houver nervosismo e irritabilidade, adicionar l üg • Se houver edema, adicionar 9 VC e 9 BP para elimi­
";' de Xia Ku Cao (Spica Prunellae) para acalmar Fígado nar água em excesso e aliviar edema.
� e clarear Fogo. Se houver calor no corpo e sudorese noturna, adicionar
2 R e 6 C para nutrir Yin e reduzir Calor por Deficiência.
Medicamento Patenteado • Se houver tontura e cefaléia, adicionar 20 VB para
• Qi Ju Di Hu ang Wan - Pílula de Lycu im Fruit, suprimir Fígado e dominar Vento Interior.
Chysanthemum e Rehmannia. Se houver nervosismo e irritabilidade, adicionar 2 F
para acalmar Fígado e clarear Fogo.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Se houver secreção de fleuma amarelada do ouvido
6 BP (Sanyinjiao), 3 F (Taichong), 3 R (Taixi), 18 B (Ganshu), devido ao acúmulo de Umidade-Calor, adicionar
23 B (Shenshu), 6 VC (Qihai), 2 VB (Tinghui) e 21 TA 43 VB e 2 TA para clarear Calor e eliminar Umidade.
l4
978-85-7241 -765-5

f})or g{asa[
&
7J

A dor nasal é caracterizada por dor ocorrendo sobre o nariz ou no interior dele, geralmente acompanha­
%�
da por sintomas como cefaléia, congestionamento do nariz, perda do olfato, secreção nasal e tosse. A
natureza da dor varia, podendo ser em queimação, distensão, perfurante, com ressecamento ou prurido.
O nariz é um orifício aberto do Pulmão, sendo responsável pelo olfato, auxiliando fala e respira­ �
ção, assim por diante. A cabeça é o local em que todos os canais Yang se encontram, e o nariz se
encontra situado no centro da face, o denominado ponto Yang no local Yang. Portanto, de acordo com
a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) , a dor nasal pode ser determinada não apenas pelo distúrbio
do Pulmão, mas também pelo dos outros Órgãos Internos. A dor nasal pode ser atribuída a quaisquer
uma das seguintes doenças na medicina ocidental: sinusites aguda e crônica, rinite, vestibulite nasal, �
nasofaringite, conchite, tumor nasal, ulceração de mucosa nasal e carbúnculo no nariz.
O nariz está relacionado especialmente ao Pulmão, do qual constitui o orifício de abertura, Baço,
Vesícula Biliar e Rim. Está relacionado ao Pulmão por meio da garganta. Sua principal função fisio­
lógica é o olfato. Essa função depende completamente da função fisiológica do Pulmão; então, se o
Pulmão está funcionando bem, o nariz também irá funcionar apropriadamente na detecção dos odo­
res. Se houver deficiência do Qi do Pulmão, entretanto, o corpo fica vulnerável à invasão de fatores
patogênicos Externos através do nariz, conduzindo a distúrbio nasal, e a dor pode se desenvolver
como conseqüência.
Pulmão encarrega-se da respiração; Rim controla respiração. Se o Rim estiver funcionando adequa­
damente, o Pulmão também pode realizar suas funções fisiológicas normalmente; dessa forma, o nmiz
pode cheirar e proteger o corpo da invasão de fatores patogênicos Externos. Entretanto, caso exista
deficiência de Qi ou Yzn do Rim, o nariz também será afetado, levando à alteração do nariz e dor nasal.
O Coração está situado, juntamente com o Pulmão, no Jiao Superior. Se houver harmonia entre
Coração e Pulmão, então o nariz funciona normalmente quanto ao odor e à assistência à respiração.
Entretanto, se houver distúrbio do Coração, a função fisiológica do nariz se encontrará acometida;
então, os fatores Externos podem invadir o corpo ou pode haver uma ascendência do Fogo Interno,
seguindo-se dor nasal.
O Baço é responsável pela produção de Qi e Sangue, assim como pelo armazenamento de Sangue.
A função fisiológica do nariz depende da função fisiológica do Baço, uma vez que o nariz necessita
ser nutrido por Qi e Sangue. Se houver enfraquecimento do Baço, a produção de Qi e Sangue será
reduzida e o nariz não será nutrido, causando dor nasal. A Vesícula Biliar é um órgão Fu. Seu Qi
alcança a cabeça, seu canal circula acima do nariz e se distribui nas regiões occiptais. Na prática, a
harmonia do Qi na Vesícula Biliar mantém cabeça e nariz saudáveis. Contudo, se houver acúmulo de
Calor na Vesícula Biliar, esse fator patogênico pode ascender e obstruir o nariz, causando dor nasal.
Os seguintes canais e colateral alcançam o nariz: Estômago, Intestino Grosso, Bexiga e Intestino
Delgado, além de Vasos Governador, da Concepção e Yang Qiao Mai.

Etiologia e Patologia
Invasão de Fatores Patogênicos Externos
O Pulmão domina a respiração e se abre no nariz. Uma vez que o nariz é o início do corredor
respiratório, a invasão Externa geralmente ocorre através da passagem nasal. Dos fatores patogênicos

107
108 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Externos, Vento-Calor, Vento-Frio e Calor Tóxico são mais será queimado, ocorrendo deterioração de músculo e mucosa
freqüentemente observados. Ao invadir o orifício nasal, e havendo dor nasal com secreção amarelada.
esses fatores patogênicos podem fazer com que o Pulmão
não sej a capaz de dispersar o Qi e este descenda, levando
a nariz obstruído. Se houver invasão por Vento-Calor ou Estagnação de Qi e de Sangue
Calor Tóxico, Calor patogênico queimará músculo e mucosa
nasais e concentrará os Fluidos Corporais em Fleuma, A circulação de Qi e Sangue deve ser mantida constan­
fazendo com que ocorra secreção de fleuma amarelada do temente no nariz. Formação de Umidade-Calor, acúmulo
nariz e dor nasal. de Calor em Pulmão e Estômago, hiperatividade do Fogo
de Fígado e Vesícula Biliar e desaparecimento parcial de
fatores Externos no nariz irão acometer a circulação de
Dieta Inadequada Qi e Sangue no nariz, causando estagnação de Qi e San­
gue, o que acarreta dor. A deficiência de Qi no Pulmão
A ingestão excessiva de alimentos gordurosos, doces ou também irá causar lentidão da circulação de Qi no nariz,
picantes e a ingestão excessiva de bebida alcoólica e de ocorrendo estagnação de Qi, o que, por sua vez, resulta
lacticínios podem causar disfunção de Baço e Estômago, em estagnação de Sangue.
levando à formação de Umidade-Calor no corpo.
Uma vez que o canal do Estômago se inicia na face
e no nariz, a Umidade-Calor pode ascender juntamente Excesso de Esforço e Doença
com o Qi para o nariz e obstruir o orifício, fazendo com
que Qi e Sangue estagnem em canal e colateral e a dor Prolongada
nasal seja conseqüência. Além isso, Calor patogênico
queima músculo e mucosa do nariz, causando deteriora­ Uma vez que o Pulmão se abre no nariz e o Rim mantém
ção do músculo e, portanto, dor nasal. a respiração, a deficiência de Qi e Yin de Pulmão ou Rim
causará má nutrição do nariz e, conseqüentemente, dor nasal.
Idade avançada, excesso de trabalho físico, excesso :S
Acúmulo de Calor por Excesso de atividade sexual, fraqueza constitucional, frios fre- t
V,
qüentes e excesso de fala ou canto podem causar depleção .:_,
no Pulmão e no Estômago de Qi e Yin de Pulmão e Rim, conduzindo à deficiência de t
Qi e Yin e de Pulmão e Rim. Enfraquecimento de Baço �
O desaparecimento incompleto dos fatores patogênicos e Estômago devido à dieta inadequada também pode �
Externos do Pulmão, mágoa em excesso ou tabagismo resultar em deficiência de Qi, de maneira que Rim e Pulmão
durante longo período de tempo podem causar formação não são nutridos adequadamente, seguindo-se deficiên­
de Calor por Excesso no Pulmão. O consumo excessivo cia de Qi de Rim e Pulmão.
de alimento gorduroso, doce ou álcool pode fazer com
que o Calor por Excesso se forme no Estômago. Estô­
mago e Intestino Grosso são órgãos Fu do Yang Brilhante, Tratamento com Base na
e Pulmão e Intestino Grosso formam um par de canais e
colateral; portanto, Calor por Excesso acumulado no Es­
Diferenciação
tômago pode afetar Pulmão, levando ao acúmulo de Ca­
lor por Excesso também no Pulmão. A formação de Calor
por Excesso em outros órgãos Zang-fu atacando o Pul­ Diferenciação
mão também pode disparar o acúmulo de Calor no Pulmão;
por exemplo, Fogo do Fígado pode atacar Pulmão, a de­ Diferenciação da Dor
nominada "invasão do Metal pelo Fogo da Madeira".
Quando existe acúmulo de Calor por Excesso em • Início agudo de dor nasal, dor leve, sensação de
Pulmão e Estômago, o Pulmão não será capaz de disper­ queimação no nariz, dor de garganta e vermelhidão
sar o Qi, o nariz se tornará obstruído, mucosa e músculo no nariz são geralmente causados por Vento-Calor.
nasais serão queimados e ocorrerá dor nasal. • Início agudo de dor nasal, de intensidade leve, sensa­
ção de frio no nariz, nariz pálido e cefaléia são geral­
mente causados por invasão por Vento-Frio.
• História crônica de dor nasal, de intensidade leve,
Hiperatividade do Fogo do Fígado sensação de plenitude e distensão no nariz e secreção
e da Vesícula Biliar de fleuma são geralmente causados por deficiência de
Qi e Sangue resultante do enfraquecimento do Baço.
Qi de Fígado e Vesícula Biliar prefere circular livremente. • Dor nasal leve durante longo período de tempo, com
Fígado e Vesícula Biliar compartilham um par de canais leve secreção de fleuma branca e diluída do nariz,
e colateral. Se houver estresse e frustração em excesso, a inapetência e fezes soltas são geralmente causadas por
função de Fígado e Vesícula Biliar será acometida, levan­ enfraquecimento do Baço com formação de Umidade.
do à estagnação do Qi. A estagnação prolongada do Qi irá • Dor nasal intensa ocorrendo profundamente no nariz,
gerar gradualmente Fogo por Excesso, resultando em hi­ dor perfurante, cefaléia, vermelhidão no nariz, sede e
peratividade do Fogo. Quando o Fogo alcança o nariz, ele tosse com expectoração de fleuma amarelada são geral-
/

Dor Nasal 109

mente causadas por hiperatividade de Fogo-Fleuma no sal por cansaço, sudorese espontânea, fezes soltas e
Pulmão ou acúmulo de Umidade-Calor na Vesícula respiração curta são geralmente causados por deficiência
Biliar. Vermelhidão, tumefação e calor no nariz, com do Qi de Baço e Pulmão.
aversão ao toque, são geralmente causados por inva­
são de Calor Tóxico. 978-85-7241 -765-5
Tratamento
Diferenciação de Pus
Invasão por Vento-Frio
• Início agudo de dor nasal com pouca fleuma branca,
cefaléia e dor corporal generalizada são geralmente SINAIS E SINTOMAS
causados por invasão de Vento-Frio. Início agudo de dor nasal, nariz congestionado, diminuição
• Início gradual de quantidade profusa de pus amarelado do olfato ou desaparecimento completo do olfato, aversão
que apresenta odor fétido com cefaléia é geralmente ao frio, febre leve, corrimento nasal com secreção branca,
causado por acúmulo de Umidade-Calor na Vesícula Biliar. cefaléia, tosse com expectoração de fleuma branca, dor
• Existência prolongada de pus branco e diluído, se torácica, língua com saburra branca e fina e pulso superfi­
em quantidade pequena ou profusa, é geralmente cau­ cial e apertado, especialmente na posição do Pulmão.
sada por enfraquecimento do Baço com formação
de Umidade-Fleuma. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
• Secreção de pus amarelado com odor fétido durante Dispersar Vento e eliminar Frio, dispersar Qi do Pulmão
longo período de tempo, juntamente com cefaléia, é e aliviar obstrução no nariz.
causada, em geral, por enfraquecimento de Baço e
Pulmão com acúmulo persistente de Umidade-Calor. TRATAMENTO FITOTERÁPICO
PRESCRIÇÃO
Diferenciação Quanto ao Olfato MA HUANG TANG - DECOCÇÃO DE EPHEDRA

• Perda súbita de olfato, leve vermelhidão da membra­ • Ma Huang (Herba Ephedrae): 10g
na mucosa no nariz, nariz congestionado com secre­ • Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi): 6g.
ção de fleuma branca e cefaléia são geralmente causados • Xing Ren (Semen Armeniacae): 10g.
por invasão de Vento-Calor ou Calor Tóxico. • Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 6g.
• Início gradual de perda de olfato e membrana nasal • Xi Xin (Herba A sari): 3g.
edemaciada e esbranquiçada são geralmente causados • fie Gen (Radix Platycodi): 6g.
por deficiência do Qi de Baço e Pulmão.
Explicações
• Início gradual da perda do olfato e membrana nasal
tumefeita e violácea com dor cortante são geralmente • Ma Huang e Gui Zhi, de natureza picante e morna,
causados por estagnação de Qi e Sangue com obstru­ promovem sudorese, de maneira a dispersar Vento e
ção do colateral no nariz. Frio Externos.
• Perda gradual do olfato, secreção de fleuma nasal • Ma Huang e Xing Ren dispersam Qi do Pulmão e fazem
espessa, tosse e expectoração de fleuma são geralmente com que ele descenda para aliviar a tosse e baixar a febre.
causados por acúmulo de Fleuma com estagnação de • Xi Xin promove circulação do Qi do Pulmão e disper­
Qi e Sangue. sa Vento-Frio.
• fie Gen dispersa Qi do Pulmão e elimina Fleuma do nariz.
• Zhi Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitote­
Diferenciação Quanto ao rápicos na prescrição.
Sangramento Nasal Modificações
• Sangramento nasal com perda de pequena quantidade • Se houver congestionamento nasal, adicionar lüg de
de sangue vermelho-vivo, febre e aversão ao frio são Bai Zhi (Radix A ngelicae Dahuricae) para eliminar
geralmente causados por invasão de Vento-Calor ou Frio e aliviar obstrução.
Calor Tóxico. • Se houver febre e aversão ao frio, adicionar lüg de
• Sangramento nasal profuso com sangue vermelho-vivo, Qiang Huo (Rhizoma seu Radix Notopterygii) e 5 g de
sede, constipação, nervosismo, cefaléia, língua vermelha Chai Hu (Radix Bupleuri) para promover sudorese e
e pulso em corda são geralmente causados por hipera­ dispersar Vento.
tividade do Fogo de Fígado ou Estômago. • Se houver tosse e expectoração de fleuma branca de­
• Sangramento nasal intermitente com leve sangramento vido à invasão do Pulmão por Vento-Frio, adicionar
vermelho-vivo; agravação do sangramento nasal à noite; 10g de Ban Xia (Rhizoma Pinelliae) e 5g de Chen Pi
sudorese noturna; sede; nariz, garganta e lábios secos; (Pericarpium Citri Reticulatae) para dispersar Qi do
fezes secas; prostração; e pulso em pena de pássaro e Pulmão e Vento-Frio e aliviar tosse.
rápido são geralmente causados deficiência do Yin de Fígado • Se houver cefaléia, adicionar lüg de Chuan Xiong
e Rim com hiperatividade do Fogo por Deficiência. (Rhizama Ligustici Chuanxiong) e lüg de Qiang Huo
• Sangramento nasal intermitente com sangue de colo­ (Rhizoma seu Radix Notopterygii) para dispersar Ven­
ração vermelho-viva, agravação do sangramento na- to-Frio e aliviar cefaléia.
110 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Medicamento Patenteado Diagnóstico


• Chuan Xiong Cha Tiao Wan - Pílula Regularizadora I nvasão de Frio Externo.
de Chá Verde - Lingusticum.
P rincípio de Tratamento
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA Promover circulação do Qi do Pulmão, dispersar Vento­
4 IG (Hegu), 201G (Yingxiang), 7 P (Lieque), 6 P (Kongzui), Frio e aliviar dor nasal.
2 B (Zanzhu), 12 B (Fengmen), 1 3 B (Feishu) e 64 B
(Jinggu). Método de dispersão é utilizado em tais pontos. Tratamento por Acupuntura
4 1G (Hegu) , 20 IG (Yin gxian g), 7 P (Lieque), 2 B
EXPLICAÇÕES (Zanz hu) , 7 B (Tongtian) e 20 V B (Fen gchi) foram
punturados com método de redução. O tratamento foi
• 4 IG e 7 P abrem os poros cutâneos e promovem a
fornecido diariamente.
sudorese, de forma a dispersar Vento-Frio. Além dis­
so, esses dois pontos aliviam os problemas na face,
Explicações
incluindo problemas nasais. Uma vez que o canal do
• 4 IG é o ponto Fonte do canal do Intestino Grosso. 7 P
Intestino Grosso termina no nariz, 4 IG, ponto Fonte,
é o ponto de Conexão do canal do Pulmão. Esses dois
promove a circulação de Qi e Sangue no canal, de pontos em combinação regulam Qi do Pulmão e dis­
maneira a aliviar a obstrução. persam Frio Externo nos canais do Pulmão, assim como
• 7 P, ponto de Conexão, abre orifício nasal e elimina clareiamnariz obstruído. Quando os fatores patogênicos
obstrução no nariz. são dispersos, a dor nasal desaparecerá.
• 20 ID, 2 B e 64 B promovem a função fisiológica do • 20 VB constitui o ponto padrão para regular Qi e
nariz, aliviam obstrução e sedam a dor. melhorar o sentido do olfato. Aqui também serve
• 6 P, ponto de Acúmulo, promove a circulação de Qi como ponto para dispersar Vento-Frio e aliviar sin­
no canal do Pulmão e cessa a dor no nariz. tomas Externos.
• 12 B e 1 3 B dispersam Vento-Frio e aliviam os sinto­ • 7 B aquece canais e regula circulação de Qi nas pro­
mas de distúrbio do sistema Pulmonar. ximidades, especialmente para tratar distúrbios nasais.
MODIFICAÇÕES
• 20 IG e 2 B aumentam a circulação de Qi no nariz, de
maneira a aliviar a dor.
• Se houver aversão ao frio, frio no nariz e calafrios
devidos à forte invasão do Frio, aplicar moxibustão Após ser tratado durante uma semana, a dor nasal foi
sobre 4 IG , 20 IG, 7 P, 1 2 B e 13 B para aquecer corpo completamente resolvida.
e dispersar Frio. Ele foi acompanhado meio ano depois, e não apre­
• Se houver tosse forte com expectoração de fleuma sentou mais nenhuma dor nasal desde o término do tra­
branca em virtude da deficiência do Pulmão em dis­ tamento por acupuntura.
persar Qi, adicionar 1 P e 5 P para dispersar Qi do
Pulmão e aliviar tosse.
• Se houver expectoração de fleuma profusa, adicionar 6 Invasão de Vento-Calor
BP e 40 E para ativar Baço e Estômago e resolver Fleuma. SINAIS E SINTOMAS
• Se houver redução ou ausência do olfato devido à
obstrução nasal e o Pulmão estiver deficiente quanto Dor nasal, vermelhidão e tumefação do nariz, secreção
nasal amarelada, febre, leve aversão ao frio, cefaléia, sede, �
à dispersão apropriada do Qi do Pulmão, adicionar
1 8 ID e 36 E para clarear passagem nasal e tonifi­ tosse com expectoração amarelada, vermelhidão e dor t
car Qi do Pulmão. de garganta, língua vermelha, especialmente em ponta, ;::J
com saburra fina e amarela e pulso superficial e rápido, t
• Se houver dor torácica devido à estagnação do Qi do �
especialmente na posição do Pulmão. e;
Pulmão, adicionar 1 7 VC para promover circulação
do Qi no tórax e aliviar dor. PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Dispersar Vento, clarear Calor e dispersar Qi do Pulmão.
Caso Clínico
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Um homem de 53 anos de idade reclamava de dor com
PRESCRIÇÃO
obstrução nasal há dez dias, quando havia tido um res­
friado. O médico diagnosticou resfriado e rinite e lhe SANG Ju YIN - DECOCÇÃO DE FOLHA DE AMORA E
prescreveu alguns comprimidos para tratar resfriado. Hou­ CHRYSANTHEMUM
ve alguma melhora de cefaléia e febre, porém não da dor • Sang Ye (Folium Mori): 6g.
nasal; então, ele solicitou tratamento por acupuntura. • Ju Hua (Flos Chrysanthemi): 6g.
Quando chegou ao departamento de acupuntura, ele • fie Geng (Radix Platycodi): 5g.
apresentava leve cefaléia, aversão ao frio, torcicolo, se­ • Lian Qiao (Fructus Forsythiae): 1 0g.
creção nasal clara e sensação de frio nas extremidades, • Xing Ren (Semen A rmeniacae Amarum): 1 0g.
além de dor nasal. Sua língua era fina e branca e o pulso, • Bo He (Herba Menthae): 6g.
superficial e em corda, especialmente no primeiro nível • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g.
da posição Cun à direita. • Lu Gen (Rhizoma Phragmitis): 15g.
/
Dor Nasal 111

Explicações MODIFICAÇÕES
• Sang Ye, Ju Hua e Bo He clareiam Calor e dispersam • Se houver febre devido à invasão grave de Calor, adi­
Vento-Calor no Jiao Superior. cionar 14 VG e 11 IG para clarear Calor e reduzir febre.
• Lian Qiao clareia Calor, libera Toxina e dispersa • S e houver tosse com expectoração de fleuma amarela
Vento-Calor. em virtude da invasão do Pulmão por Vento-Calor,
• Jie Geng e Xin g Ren fazem com que Qi do Pulmão adicionar 5 P, ponto Mar, e 40 E para dispersar Qi do
descenda, de maneira a cessar tosse e resolver Fleuma. Pulmão, clarear Calor e resolver Fleuma.
• Lu Gen clareia Calor e promove produção de Fluidos • S e houver sede em razão do consumo dos Fluidos
Corporais, de maneira a aliviar sede. Corporais por Vento-Calor, adicionar 8 P, ponto Me­
• Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos tal, para promover secreção de Fluidos Corporais e
na prescrição. aliviar sede.
• Se houver cefaléia decorrente do acometimento do Yang
Modificações Límpido por Vento-Calor, adicionar 20 VB e ponto extra
• S e o nariz estiver vermelho e edemaciado, adicionar Taiyang para dispersar Vento-Calor e aliviar cefaléia.
10g de Pu Gong Ying (Herba Taraxaci) e 10g de Zhi
Zi (Fructus Gardeniae) para clarear Calor, eliminar Invasão de Calor Tóxico
Toxina e reduzir edema.
• Se houver secreção de líquido amarelado do nariz, SINAIS E SINTOMAS
adicionar 10g de Huang Qin (Radix Scutellariae) e Início agudo de dor nasal, vermelhidão, calor e edema no
15g de Zi Hua Di Ding (Herba Violae) para eliminar nariz, secreção amarela, febre, leve aversão ao frio, cefaléia,
Toxina e clarear Calor. sede, tosse com expectoração amarelada, vermelhidão e
• S e houver febre decorrente da predominância da inva­ dor na garganta, língua vermelha (especialmente a ponta)
são de Calor, adicionar 5g de Chai Hu (Radix Bupleuri) com saburra fina e amarela e pulso superficial e rápido
e 5 g de Shen Ma (Rhizama Cimicifugae) para clarear (especialmente na posição do Pulmão).
Calor e reduzir febre.
• Se houver cefaléia em virtude do acometimento do Yang PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Límpido na cabeça por Vento-Calor, adicionar 1Og de Clarear Calor, remover Toxina e cessar dor.
Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxiong) e 10g
de Man Jing Zi (Fructus Viticis) para dispersar Vento­ TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Calor e sedar cefaléia. PRESCRIÇÃO
• S e houver tosse e expectoração de fleuma amarelada
devido à invasão do Pulmão por Vento-Calor, adicio­ Wu WEI XIAO Du YIN - DECOCÇÃO DE CINCO
nar 10g de Qian Hu (Radix Peudedani) e 10g de Zhe INGREDIENTES PARA ELIMINAR TOXINA
Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii) para disper­ • Jin Yin Hua (Flos Lonicerae): 20g.
sar Qi do Pulmão e eliminar Vento-Calor. • Ye Ju Hua (Flos Chrysanthemi Indici): 15g.
• Pu Gong Ying (Herba Taraxaci): 30g.
Medicamentos Patenteados • Zi Hua Di Ding (Herba Violae): 30g.
• Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Forsythia. • Zi Bei Tian Kui (Herba Begonia Fibristipulatae): 15g.
v;, • Yin Qiao Jie Du Pian - Tablete de Honeysuckle e • Jie Gen (Radix Platycodi): 6g.
-


Forsythia para Contornar Toxinas. • Xin Yi (Flos Magnoliae): 6g.
Explicações
,- TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
N

4 IG (Hegu), 20 1G (Yingxiang) , 6 P (Kon gzui), 7 P • Jin Yin Hua e P u Gong Yin g clareiam Calor e elimi­
00
(Lieque) , 10 P (Yuji), 2 B (Zanzhu), 12 B (Fengmen), nam Vento para aliviar dor em nariz.
13 B (Feishu) e 64 B (Jinggu). Método de redução é • Ye Ju Hu a Di Ding e Zi Bei Tian Kui eliminam Toxina
utilizado em tais pontos. e resfriam Sangue para aliviar dor nasal.
• Jie Gen dispersa Qi do Pulmão e elimina Fleuma.
EXPLICAÇÕES • Xin Yi promove circulação de Qi e abre orifício nasal.
• 4 IG e 7 P abrem poros cutâneos e promovem sudorese,
de maneira a aliviar invasão de Vento-Calor. 4 IG, ponto Modificações
Fonte, promove circulação de Qi e Sangue nesse canal, • S e houver febre alta e aversão ao frio, adicionar 5 g
de maneira a aliviar nariz obstruído. 7 P, ponto Lo, de Cai Hu (Radix Bupleuri) e 5g de Shen Ma (Rhizoma
abre orifício nasal e desobstrui nariz. Cimicifu gae) para clarear Calor e reduzir tempera­
• 20 IG, 2 B e 64 B promovem função fisiológica do tura corporal.
nariz e clareiam obstrução. • S e houver cefaléia, adicionar 30g de Shi Gao (Gypsum
• 6 P, ponto de Acúmulo, promove circulação de Qi no Fibrosum) e 10g de Chuan Xiong (Rhizama Ligustici
canal do Pulmão e cessa dor nasal. Chuanxiong) para clarear Calor Tóxico e aliviar dor.
• 10 P, ponto Primavera, clareia Calor, reduz edema e • Se houver febre com sede, adicionar 5g de Huang Lian
alivia dor nasal. (Rhizoma Coptidis), lüg de Da Qing Ye (Foliumlsatidis)
• 12 B e 13 B dispersam Vento-Calor e aliviam sinto­ e 10g de Zhi Mu (Rhizama Anemarrhenae) para cla­
mas de distúrbio do canal do Pulmão. rear Calor e aliviar sede.
112 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Se houver constipação, adicionar 1Og de DaHuang (Radix • Bai Kou Ren (Semen Amomi Rotundus): 6g .
et Rhizoma Rhei) e lüg de Mang Xiao (Natrii Sulfas) • Ban Xia (Rhizoma Pinelliae): lOg.
para clarear Fogo por meio da promoção da evacuação. • Tong Cao (Medulla Tetrapanacis): 10g.
• Se houver secreção amarelada, adicionar 1Og de Niu • Zhu Ye (Herba Lophatheri): lOg .
Bang Zi (FructusArctii) e 1Og de DanNanXing (Arisaema • fie Gen (Radix Platycodi): 6g.
cum Bile) para clarear Calor e resolver Fleuma.
Explicações
Medicamento Patenteado • Xing Ren e fie Gen dispersam Qi do Pulmão para
• Niu Huang fie Du Pian - Tablete de Cálculo de Gado eliminar Umidade.
para Resolver Toxina. • Bai Kou Ren promove circulação do Qi do Baço e
elimina Umidade.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Ban Xia e Hou Po regulam circulação do Qi do Baço
4 IG (Hegu), 11 IG (Quchi), 20 IG (Yingxiang), 5 P (Chize), e secam Umidade.
7 P (Lieque) , 10 P (Yuji), 3 E (fuliao), 44 E (Neiting) , • Yi Yi Ren, Hua Shi e Tong Cao promovem micção e
6 BP (Sanyinjiao) e 10 VG (Lingtai). Método d e redução eliminam Umidade.
é utilizado em tais pontos. • Zhu Ye é utilizado para clarear Calor Interno.
EXPLICAÇÕES Modificações
• 14 IG e 11 IG clareiam Calor, removem Toxina e re­ • Se não houver olfato, adicionar lüg de Xin Yi (Fios
duzem febre. Magnoliae) e 10g de Cang Er Zi (Fructus Xanthii) para
• 20 IG e 3 E clareiam Calor e Toxina no nariz. promover a circulação de Qi e melhorar olfato.
• 5 P, 10 P e 7 P clareiam Calor, dispersam Qi do Pul­ • Se houver secreção amarelada do nariz, adicionar lüg
mão e aliviam tosse. Além disso, eles promovem a de Ku Shen (Radix Sophorae Flavesentis) e lüg de
abertura do nariz. Dong Gua Zi (Semen Benincasae) para secar Umida­
• 44 E, 6 BP e 10 VG clareiam Calor, removem Toxina de e clarear Calor.
e reduzem edema do nariz. • Se houver inapetência, adicionar 10g de Sha Ren
(Fructus Amomi) para promover circulação do Qi do
MODIFICAÇÕES Baço e melhorar apetite.
• Se houver febre, adicionar 14 VG para clarear Calor • Se as fezes estiverem soltas, adicionar lüg de Cang
e reduzir febre. Zhu (Rhizama Atractylodis) para secar Umidade e
• Se houver cefaléia devido ao acometimento do Yang promover circulação do Qi do Baço.
Límpido por Vento-Calor, adicionar ponto extra Taiyang
e 2 TA para clarear Calor e aliviar cefaléia. Medicamento Patenteado
• Se houver agitação em virtude do invasão do Coração • Xiang Sha Yang Wei Wan - Pílula para Nutrir Estômago
por Calor Tóxico, adicionar 3 C e 7 C para clarear com Aucklandia e Amomum.
Calor e acalmar Mente.
• Se houver tosse com fleuma amarelada, adicionar 1 P TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
e 40 E para dispersar Qi do Pulmão e resolver Fleuma. 4 IG (Hegu ), 20 IG (Yingxiang), 3 E (fuliao), 34 E (Liangqiu),
40 E (Fenglong), 44 E (Neiting), 6 BP (Sanyinjiao) e 9 BP
Acúmulo de Umidade-Calor no Baço (Yinlingquan). Método de redução é utilizado em tais pontos.
e no Estômago EXPLICAÇÕES

SINAIS E SINTOMAS • Canal do Intestino Grosso e canal do Estômago se


encontram no nariz. Se houver acúmulo de Umidade- "'
Início crônico de dor nasal, vermelhidão da mucosa nasal, Calor em Baço e Estômago, ela pode fluir com a cir-
00
oo
leve vermelhidão e tumefação do nariz, diminuição do culação de Qi no canal para o nariz, causando nariz vi
olfato, prurido nasal, secreção nasal amarelada, sensa­ C-J
obstruído, o que acarreta dor. �
ção de plenitude abdominal, inapetência, fezes soltas, 4 IG promove circulação de Qi e Sangue e alivia c.i
língua vermelha com saburra gordurosa e amarelada e dor nasal. �
pulso deslizante e rápido.
• 20 IG e 3 E, pontos locais, abrem orifício nasal e ali­
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO viam obstrução nasal por meio da Umidade-Calor.
Ativar Baço e Estômago, eliminar Umidade e clarear Calor. • 34 E, ponto de Acúmulo, e 4 0 E, ponto de Cone­
xão, harmonizam colateral e clareiam a obstrução
TRATAMENTO FITOTERÁPICO no canal do Estômago.
PRESCRIÇÃO • 44 E, ponto Primavera, 6 BP, ponto de encontro dos
três canais Yin do pé, e 9 BP, ponto Mar, clareiam Calor
SAN REN TANG - DECOCÇÃO DE TRÊS NOZES e eliminam Umidade.
• Xing Ren (Semen A rmeniacae): lOg .
• Hua Shi (Talcum): lüg. MODIFICAÇÕES
• Yi Yi Ren (Semen Caieis): 15g . • Se houver secreção de fleuma amarelada do nariz e
• Hou Po (Cortex Magnoliae Officinalis) : lüg. tosse devido ao acúmulo de Fleuma-Calor no Pulmão,
Dor Nasal 113

adicionar 5 P, ponto Mar, e 10 P, ponto Primavera, para tendência à fome, odor fétido na boca, constipação, língua
clarear Calor, eliminar Fleuma e aliviar tosse. vermelha com saburra amarelada e pulso rápido e em corda.
• Se houver perda do olfato, adicionar 18 ID e 2 B, pontos
locais, para abrir orifício nasal e promover função PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
fisiológica do nariz. Clarear Calor, promover evacuação e aliviar dor.
• Se o nariz estiver vermelho e edemaciado, adicionar 2
IG, ponto Primavera, e 1 1 IG, ponto Mar, para clarear TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Calor e reduzir edema. PRESCRIÇÃO
• Se houver plenitude abdominal, inapetência e fezes
BAI Hu TANG - DECOCÇÃO DO TIGRE BRANCO
soltas, adicionar 3 BP, ponto Fonte, e 4 BP, ponto de
Conexão e de Confluência do Vaso de Penetração, para • Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 30g.
ativar Baço e melhorar digestão. • Zhi Mu (Rhizoma Anemarrhenae) : 12g.
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g.
• Jing Mi (Semen Oryzae): 30g.
Caso Clínico
• Xin Yi (Fios Magnoliae) : 1 0g.
Um menino de 1 4 anos de idade sofria de nariz doloroso • Pu Gong Ying (Herba Taraxaci): 10g.
há aproximadamente dez dias. Ele ainda estava doente,
<r)
J-. com sinusite aguda. Foi-lhe administrado tratamento Explicações
'D
e;- médico ocidental com antibióticos. Edema e obstrução • Shi Gao e Zhi Mu c lareiam Calor, nutrem Yin e ali­
;o:!; nasais tinham melhorado, porém seu nariz ainda estava viam sede.
� dolorido. Quando chegou à clínica, ele apresentava na­ • Essência Mi e Gan Cao tonific am Qi e previnem os
: riz levemente obstruído. Ele também apresentava outros dois primeiros fitoterápicos de acometerem Estômago
S; sintomas, tais como secreção amarelada do nariz, aco- por meio do Frio.
metimento do olfato, gosto amargo na boca, inapetência, • Pu Gong Ying clareia Fogo e remove Toxina.
língua vermelha com saburra branca e gordurosa e pulso • Xin Yi promove circulação do Qi do Pulmão e me­
profundo e em corda. lhora olfato.

Diagnóstico Modificações
Acúmulo de Umidade-Calor no canal do Baço. • Se houver sede, ad ic ionar 5 g de Ma (R hiz oma
Cimicifugae) e 10g de Da Qing Ye (Folium Isatidis)
P rincípio de Tratamento para limpar Calor e aliviar sede.
Clarear Umidade-Calor e aliviar dor. • Se houver sangramento nasal, adicionar 10g de Zhu Ye
(Herba Lophatheri) e 10g de Ou lie (Nadus Nelumbinis
Tratamento por Acupuntura Rhizomatis) para clarear Calor e cessar sangramento.
4 1G (Hegu) , 20 1G (Yingxiang), 40 E (Fenglong) e 6 BP • Se houver odor fétido na boca, adicionar 1 0g de Jin
(Sanyinjiao) foram punturados com método de redução. Yin Hua (Fios Lonicerae) e 1 0g de Zhi Zi (Fructus
O tratamento foi administrado em dias alternados du­ Gardeniae) para clarear Calor no Estômago.
rante um período de dez dias. • Se houver constipação, adicionar 1 Og de Da Huang (Radix
et Rhizoma Rhei) e 10g de Mang Xiao (Natrii Sulfas)
Explicações para clarear Fogo no Estômago e promover evacuação.
• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, cla­
reia Umidade-Calor e regula circulação de Qi no canal Medicamento Patenteado
do Intestino Grosso. • Qing Fei Yi Huo Pian - Tablete de Desobstrução dos
• 40 E, ponto de Conexão do canal do Estômago, cla­ Pulmões e Controle do Fogo.
reia Umidade-Calor.
• 6 BP, ponto de reunião dos três canais Yin do pé, pro­ TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
move micção e, portanto, clareia Umidade-Calor. 4 IG (Hegu), 11 IG (Quchi) , 20 IG (Yingxiang) , 5 P (Chize) ,
• 20 IG é o ponto local para promoção da circulação de 1 0 P (Yuji), 3 E (Juliao), 40 E (Fenglong) e 44 E (Neiting).
Qi e melhora do olfato. Método de redução é utilizado em tais pontos.
Após 20 dias de tratamento, a dor tinha desaparecido EXPLICAÇÕES
completamente. Um ano mais tarde, ele foi acompanha­ • Uma vez que canais de Intestino Grosso e Estômago
do e relatou que não tinha apresentado nenhuma dor no são canais do Yang Brilhante e Pulmão e Intestino Grosso
nariz desde o último tratamento. compartilham um par de canais e colateral, eles po­
dem influenciar um ao outro. Se houver acúmulo de
Acúmulo de Calor Excessivo no Calor em Estômago ou Pulmão, existirá Calor no In­
Pulmão e no Estômago testino Grosso também. Em outras palavras, clarear
Calor do Intestino Grosso também reduzirá Calor em
SINAIS E SINTOMAS Pulmão e Estômago.
Início gradual de dor nasal com sensação de queimação, • 4 IG, ponto Fonte, e 11 IG, ponto Mar, clareiam Calor,
epistaxe, amolecimento adjacente ao nariz, dor torácica, sede, promovem evacuação e resfriam Pulmão e Estômago.
114 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• 20 IG e 3 E, pontos locais, abrem orifício nasal e ali­ • Dang Gui e Sheng Di Huang nutrem Yin e Sangue e
viam dor nasal. evitam que as ações dos outros fitoterápícos acome­
• 5 P, ponto Mar e ponto Água, e 1O P, ponto Primavera, tam Yin.
clareiam Calor em Pulmão e dispersam Qi do Pulmão. • Chai Hu regula Qi do Fígado e remove estagnação de Qi.
• 40 E, ponto de Conexão, e 44 E, ponto Primavera, • Xin Yi promove circulação de Qi e melhora função
clareiam Calor no Estômago e harmonizam colateral, sensorial do nariz.
a fim de cessar dor nasal. • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
na formulação.
MODIFICAÇÕES
• Se houver tosse e expectoração de fleuma amarelada, Modificações
adicionar 1 P, ponto de Coleta Anterior do Pulmão, e • Se houver secreção amarelada do nariz, adicionar lüg
13 B, ponto de Transporte Posterior do Pulmão, para de Zhi Mu (RhizomaAnemarrhenae), 10g de Dan Nan
clarear Calor no Pulmão e aliviar tosse. Xing (Preparação de Rhizoma A risaematis Associada :S
• Se o nariz estiver seco, adicionar 8 P, ponto Metal, e ao Couro Bovino) e 3g de Bo He (Herba Menthae) t
V,
6 BP para promover secreção de Fluidos Corporais e para clarear Calor e eliminar Fleuma. �
aliviar Secura. • Se houver cefaléia, adicionar 5g de Chai Hu (Radix �
• Se houver constipação, adicionar 25 E, ponto de Co­ Bupleuri) e lüg de Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici �
leta Anterior do Intestino Grosso, e 37 E, ponto Mar Chuanxiong) para regular Qi do Fígado e aliviar dor. �
Inferior do Intestino Grosso, para promover evacua­ • Se houver odor fétido na boca, adicionar 30g de Shi
ção e aliviar constipação. Gao (Gypsum Fibrosum) e 5 g de Huang Lian (Rhizoma
• Se houver tendência à fome freqüente, adicionar 12 Coptidis) para clarear Calor e melhorar paladar.
VC, ponto de Coleta Anterior do Estômago, para cla­ • Se houver agitação, adicionar lüg de Yu Jin (Radix
rear Calor no Estômago e aliviar sensação de fome. Curcumae) e 5g de Chai Hu (Radix Bupleuri) para
regular Qi do Fígado e acalmar emoções.
Hiperatividade do Fogo do Fígado • Se houver constipação, adicionar lüg de Da Huang
e da Vesícula Biliar (Radix et Rhizoma Rhei) e lüg de Mang Xiao (Natrii
Sulfas) para clarear Fogo por meio da promoção da
SINAIS E SINTOMAS evacuação.
Início gradual de dor nasal com sensação de queimação, Medicamento Patenteado
secreção de fleuma amarelada e pegajosa do nariz com
odor fétido, redução do olfato, cefaléia, sensação de • Long Dan Xie Gan Wan - Pílula de Gentiana para Drena­
distensão da cabeça, nervosismo, olhos avermelhados, gem do Fígado.
gosto amargo na boca, tinido, língua vermelha com saburra TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
amarelada e pulso rápido e em corda.
4 IG (Hegu), 11 IG (Quchi), 20 IG ( Yingxiang) , 15 VB
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO (Toulinqi), 16 VB (Muchuang) , 20 VB (Fengchi) e 2 F
Clarear Calor, reduzir Fogo e aliviar dor. (Xingjian). Método de redução é utilizado em tais pontos.

TRATAMENTO FITOTERÁPICO EXPLICAÇÕES

PRESCRIÇÃO
• 4 IG e 11 IG clareiam Calor e reduzem Fogo no cor­
po.
LONG DAN XIE GAN TANG - DECOCÇÃO DE GENTIANA • 20 IG promove abertura do orifício nasal e alivia dor
PARA DRENAR O FÍGADO nasal.
• Long Dan Cao (Radix Gentianae ) : 6g. • 15 VB e 16 VB clareiam Calor e reduzem Fogo da
• Huang Qin (Radix Scutellariae): 9 g. Vesícula Biliar. Além disso, esses dois pontos possuem
• Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 9g. função de clarear a passagem nasal e aliviar a obstru­
• Ze Xie (Rhizoma Alismatis): 12g. ção, a fim de cessar dor nasal.
• Mu Tong (Caulis A kebiae): 9g. • 20 VB e 2 F clareiam Calor e reduzem Fogo de Fíga­
• Che Qian Zi (Semen 'Plantaginis): 9g. do e Vesícula Biliar.
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 3g.
MODIFICAÇÕES
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 9g.
• Chai Hu (Radix Bupleuri): 6g. • Se houver nariz congestionado, adicionar ponto extra
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g. Bitong e 2 B para clarear passagem nasal.
• Xin Yi (Flos Magnoliae): l üg. • Se o nariz estiver vermelho e edemaciado, adicionar
18 ID e 3 E para clarear Calor e reduzir edema.
Explicações • Se houver cefaléia e nervosismo, adicionar 20 VG para
• Long Dan Cao e Huang Qin clareiam Calor e secam acalmar Fígado e controlar Fogo do Fígado.
Umidade. • Se houver secreção de fleuma amarelada do nariz com
• Zhi Zi, Mu Tong, Ze Xie e Che Qian Zi clareiam Calor odor fétido e redução do olfato, adicionar 5 P para
e eliminam Umidade por meio da micção. clarear Fleuma no nariz e promover olfato.
Dor Nasal 115

Deficiência de Qi e Yin do Pulmão (Sanyinjiao) e 3 R (Taixi). Método de reforço é utilizado


em tais pontos, exceto em 20 IG, 3 E e 18 IG, nos quais
e do Rim método neutro é utilizado.
SINAIS E SINTOMAS EXPLICAÇÕES
Dor nasal leve, redução ou perda do olfato, tendência a se • 5 P, ponto Mar, tonifica Qi e Yin do Pulmão e promove
resfriar facilmente, secreção nasal freqüente, tosse, aver­ função fisiológica do nariz.
são ao frio, encurtamento da respiração por esforço, lom­ • 8 P, ponto Metal, nutre Yin do Pulmão e promove se­
balgia, memória débil, cansaço, calor nas palmas das mãos creção de Fluidos Corporais.
e solas dos pés, sede, língua vermelha com saburra fina e • 9 P, ponto Fonte, tonifica Qi do Pulmão, abre orifício
branca e pulso profundo, em pena de pássaro e fraco. nasal e ativa circulação do Qi no canal do Pulmão, de
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO maneira a reforçar Qi e Yin do Pulmão.
• 20 IG, 1 8 ID e 3 E, pontos locais, abrem orifício nasal
Tonificar Qi, nutrir Yin e beneficiar nariz. e promovem função fisiológica do nariz.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 36 E, ponto Mar do canal do Estômago, tonifica Qi
geral do corpo.
PRESCRIÇÃO • 6 BP e 3 R tonificam Qi e Yin do Rim.
LIU WEI DI HUANG WAN - PÍLULA DE SEIS SABORES DE
MODIFICAÇÕES
REHMANNIAE
• Se houver tendência a resfriar facilmente, adicionar 7 P,
• Mai Dong (Radix Ophiopogonis): 12g.
ponto de Conexão, e 1 3 B, ponto de Transporte Pos­
• Wu Wei Zi (Fructus Schisandrae): 1 0g.
• Shu Di Huang (Radix Rehmanniae P raeparata): 24g. terior, com método de tonificação, consolidam pele e
• Shan Zhu Yu (Fructus Cornii): 1 2g. previnem invasão de resfriado.
• Shan Yao (Radix Dioscoreae): 1 2g. • Se houver redução ou ausência do olfato, adicionar 2
• Fu Ling (Poria): 9 g. B e 24 VG para abrir orifício nasal e melhorar olfato.
• Mu Dan Pi (Cortex Moutan Radieis): 9g. • S e houver prostração geral, respiração curta aos es­
• Ze Xie (Rhizama Alismatis): 9g. forços e lombalgia, adicionar 10 R e 23 B para toni­
ficar Rim e beneficiar Essência do Rim.
Explicações • S e o nariz estiver seco e palmas das mãos e solas dos
• Mai Dong nutre Yin do Pulmão. Wu Wei Zi fortalece pés estiverem quentes devido à deficiência de Yin,
Qi e Yin deficientes. adicionar 2 R e 7 R para clarear Calor por Deficiência
• Shu Di Huang, Shan Zhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue e nutrir Yin do Rim.
e Essência de Fígado e Rim.
• Ze Xie promove micção e clareia Calor. Estagnação de Sangue
• Mu Dan Pi resfria Sangue e ativa sua circulação.
• Fu Ling fortalece Baço. SINAIS E SINTOMAS
Dor em pontada, agravação da dor à noite, coloração
Modificações violácea do nariz, nariz edemaciado, cefaléia, insônia,
• Se houver encurtamento da respiração, adicionar lüg dor torácica, depressão, língua violácea com saburra fina
de Ren Sen (Radix Ginseng) para tonificar Qi do Pul­ e branca e pulso em corda.
mão e melhorar respiração.
• S e houver aversão ao Frio, adicionar lüg de Huang PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Qi (Radix A stragali seu Hedysari) para tonificar Qi. Acalmar Fígado, fazer Qi e Sangue circular e eliminar
• Se houver secreção branca do nariz, adicionar 10g de estagnação de S angue.
v;, Fang Feng (Radix Ledebouriellae) e 10g de Dang Gui
(RadixAngelicae Sinensis) para drenar secreção do nariz. TRATAMENTO FITOTERÁPICO
:B
� • S e houver lombalgia, adicionar l ü g de Gou Qi Zi PRESCRIÇÃO
� (Fructus Lycii) e lüg de Yan Hu Suo (Rhizoma Corydalis) TAO HONG SI Wu TANG - DECOCÇÃO DE QUATRO
,;, para tonificar Qi e regular circulação para aliviar dor.
"? SUBSTÂNCIAS COM AÇAFROA E SEMENTE DE PÊSSEGO
f • Se houver sede, adicionar 1 2g de Sheng Di Huang (Radix
°' Rehmanniae Recens) e 10g deXuan Shen (Radix Scro- • Dang Gui (Radix Angelicae Sinensis): lüg.
phulariae) para nutrir Yín do Fígado e aumentar Fluidos • Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 1 2g.
Corporais, de maneira a aliviar sede. • Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra): 10g.
• Chuan Xiong (Rhizoma Ligustici Chuanxion g): 6g.
Medicamento Patenteado • Tao Ren (Semen Persicae): lüg.
• Liu Wei Di Huang Wan - Pílula de Rehmanniae de • Hon g Hua (Flos Carthami): l üg.
Seis Sabores. • Jie Gen (Radix Platycodi): 6g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA Explicações
5 P (Chize), 8 P (Jingqu), 9 P (Taiyuan), 20 IG (Yingxiang), • Sheng Di Huang e Chi Shao tonificam S angue e nu­
18 ID (Quanliao), 3 E (Juliao), 36 E (Zusanli), 6 BP trem fluido no Intestino Grosso.
116 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Chuan Xiong e Hong Hua promovem circulação de TRATAMENTO POR ACUPUNTURA


Sangue e eliminam estagnação de Sangue. 4 IG (Hegu) , 20 IG (Yingxiang) , 5 P ( Chize) , 7 P (Lieque) ,
• Dang Gui e Tao Ren regulam circulação de Sangue e 18 1D (Quanliao) , 2 B (Zanzhu) , 1 7 B (Geshu) , 3 R
eliminam estagnação de Sangue; além disso, esses dois (Taichong) e 6 BP (Sanyinjiao). Método de redução é
fitoterápicos podem lubrificar Intestino Grosso se as utilizado em tais pontos.
fezes estiverem endurecidas.
• fie Gen promove circulação do Qi do Pulmão e me­ EXPLICAÇÕES
lhora sensibilidade do nariz. • 4 IG e 3 R promovem a circulação do Qi de maneira
Modificações a aumentar a circulação de Sangue e cessar a dor nasal.
• Uma vez que o Pulmão se abre no nariz, 5 P e 7 P são
• Se o nariz estiver edemaciado, adicionar lüg de Fang utilizados aqui para promoverem a abertura do orifí­
Feng (Radix Ledebouriellae) e 3g de XiXin (HerbaAsari) cio nasal e ativar a circulação de Qi e Sangue no canal
para promover circulação de Qi e melhorar olfato no nariz. do Pulmão.
• Se houver cefaléia, adicionar l ü g de Bai Zhi (Radix • 20 IG, 18 ID e 2 B, os pontos locais , promovem a função
A ngelicae Dahuricae) e l üg de Qiang Huo (Rhizama fisiológica do nariz e aliviam a dor nasal.
seu R adix Notopterygii) para regular circulação de • 6 BP e 17 B promovem a circulação de Sangue e eli­
Qi e aliviar dor. minam estase.
• Se houver depressão, adicionar 5 g de Chai Hu (Radix
Bupleuri) e lüg de Yu Jin (Radix Curcumae) para pro­ MODIFICAÇÕES
mover circulação de Qi e melhorar estado emocional. • Se houver cefaléia, adicionar 20 VB e ponto extra Taiyang
• Se houver insônia, adicionar 1Og de Suan 'Zao Ren (Semen para circular Qi e Sangue na cabeça e aliviar cefaléia.
Ziziphi Spinosae) e 1Og de Dan Shen (Radix Salviae • Se houver agitação e insônia, adicionar 3 C e 15 B
Miltiorrhizae) para acalmar Mente e melhorar sono. para acalmar Mente e melhorar sono.
• Se houver dor torácica e depressão devido à estag­
Medicamento Patenteado nação do Qi do Fígado, adicionar 14 F, 17 VC e 6
• Xiao Huo Luo Dan - Pílula Especial de Tonificação CS para acalmar Fígado , fazer Qi do Fígado circu­
Menor dos Colaterais. lar e aliviar depressão.
978-85-7241 -765-5
15
978-85-7241-765-5

'Dor La6ia[

A dor labial é geralmente observada juntamente com dor de dente ou dor na língua. Entretanto,
também pode ocorrer por conta própria. A dor labial pode ser atribuída às seguintes doenças na
medicina ocidental: herpes labial, rachadura labial, quilite, herpes-zóster, inflamações febris,
aftose, estomatite aftosa, úlcera aftosa, estomatite angular e inflamação de cancro.

Etiologia e Patologia

Invasão de Fatores Externos e de Toxina


O lábio se conecta à boca, a qual é a abertura do Estômago e a passagem da respiração controlada
pelo Pulmão. Uma vez que boca e lábios são expostos ao ambiente externo, existem várias opor­
tunidades para invasão de fatores patogênicos Externos. A invasão dos lábios por Vento-Frio, Vento­
Calor, Umidade-Calor ou Calor Tóxico constitui geralmente causa de dor labial resultante do
acometimento de Qi e Sangue nos lábios. Por exemplo, herpes-zóster é geralmente decorrente da
invasão de um dos fatores patogênicos antes citados. De modo geral, hábitos de vida descuidados,
excesso de desgaste físico ou doença prolongada constituem causas de base para invasão de fatores
patogênicos Externos. As picadas de inseto também constituem causa comum para dor labial.

Acúmulo de Calor no Baço e no Estômago


O lábio é o reflexo externo do Baço e o canal do Estômago alcança a boca e circula em torno
dos lábios. Caso uma pessoa ingira alimentos picantes, doces, gordurosos, lacticínios, ou álcool
em excesso, Baço e Estômago serão acometidos, levando à formação de Calor por Excesso e
Fogo no corpo. Se houver ascendência de Calor e Fogo para lábios, ocorrerá dor labial.

Estagnação de Qi e de Sangue
Estresse emocionalmente excessivo e prolongado, invasão de Frio Externo que persiste por lon­
go período de tempo no corpo, exposição ao Frio durante muito tempo ou mesmo deficiência de
Qi podem causar deficiência da circulação de Qi e Sangue, conduzindo à obstrução dos canais
e colaterais em volta de boca e lábios, surgindo dor labial.
Além disso, cirurgia inapropriada e trauma físico nos lábios podem causar diretamente a estagnação
de Qi e Sangue e acometer o colateral, podendo resultar em dor labial.

Hiperatividade do Fogo por Deficiência


Doenças febris prolongadas, diarréia crônica ou vômito, sudorese excessiva, emoção excessi­
va com geração de Fogo, esforço excessivo com falta de repouso apropriado, ingestão exces­
siva de fitoterápicos mornos ou sangramento prolongado durante a menstruação ou advindo de
hemorróidas podem causar consumo de Yin. Essa situação poderia levar à deficiência de Yi n
com formação d e Fogo por Deficiência.

117
118 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Quando existe hiperatividade do Fogo por Deficiên­ lábios, agravação da dor labial após exposição ao frio, aversão
cia, o Calor ascende e acomete o colateral em volta dos ao frio, febre leve, cefaléia, dor corporal generalizada, ausência
lábios, ocorrendo dor labial. de sede, tosse com expectoração de fleuma branca, língua
com saburra branca e fina, pulso superficial e apertado.

Tratamento com Base PRINCÍPIO DE TRATAMENTO


Dispersar Vento, eliminar Frio e remover Toxina.
na Diferenciação
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
PRESCRIÇÃO
Diferenciação
fING FANG BAI Du SAN - Pó DE SCHIZONEPETA E
Diferenciação entre Origens LEDEBOURIELLA PARA ELIMINAR TOXINA PATOGÊNICA
Externa e Interna • fing fie (Herba Schizanepetae): lüg.
• Início agudo de dor labial, de intensidade leve, acom­ • Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 10g.
panhada por sintomas Externos, tais como aversão ao • Zi Su Ye (Follium Perillae): lüg.
frio, febre, dor muscular, corrimento nasal, tosse ou • Bai Zhi (Radix Angelicae Dahuricae) : l üg.
pulso superficial, é geralmente causado por invasão • Chuan Xiong (Radix Ligustici Chuanxiong) : lüg.
de fatores Externos. Qiang Huo (Rhizama et Radix Notopterygii): lüg.
• História crônica de dor labial ou de forte intensidade • Cong Bai (Bulbus Allii) : Sg.
associação de dor labial com dieta, estado emocionai • Sheng fiang (Rhizoma Zingiberis Recens) : Sg.
e outras condições físicas, é geralmente causada por Explicações
distúrbio de órgãos Zang-fu Internos.
• Jing fie e Fang Feng promovem sudorese, dispersam
Vento e eliminam Frio.
Diferenciação Quanto ao Caráter da Dor • Chuan Xiong regula circulação de Qi e Sangue e ali­
• Dor labial aguda com sensação de queimação, língua via dor labial.
com saburra fina e amarelada, juntamente com alguns • Zi Su Ye dispersa Vento-Frio e alivia tosse.
sintomas Externos, é geralmente causada por invasão • Qiang Huo e Bai Zhi dispersam Vento-Frio e ali­
do Vento-Calor. viam dor corporal.
• Dor labial aguda com sensação de frio, acompanhada • Cong Bai e Sheng fiang dispersam Vento-Frio e auxiliam
por sintomas Externos, tais como aversão ao frio, fe­ os fitoterápicos anteriores a aliviar sintomas Externos.
bre leve, dor muscular ou ausência de sede, é geral­ Modificações
mente causada por invasão de Vento-Frio.
• Dor labial aguda com sensação de queimação e edema • Se os lábios estejam edemaciados, adicionar 5g de Qing
do lábio, vermelhidão e calor no lábio, febre, aversão ao Dai(/ndigoNaturalis) paraeliminarToxinaereduzir edema.
frio, cefaléia, dor de garganta, edema, agitação e consti­ • Se houver agravação da dor labial em exposição ao
pação, é geralmente causada pela invasão de Calor Tóxico. frio, adicionar 5 g de Gan fiang (Rhizoma Zingiberis)
• Dor labial crônica com sensação de queimação, ver­ e 5 g de Gui Zhi (Ramulus Cinnamomi) para aquecer
melhidão da face, agravação da dor pelo consumo de Interior e dispersar Frio.
alimento picante, constipação, odor fétido na boca • Se os lábios estiverem violáceos, adicionar lüg de Chi
ou sede, é geralmente causada pelo acúmulo de Ca­ Shao (Radix Paeoniae Rubra) e 1 Og de Dan Shen (Radix
lor em Baço e Estômago. Salviae Miltiorrhizae) para promover circulação de
• Dor labial crônica ou lancinante, a qual está relacio­ Sangue e reduzir coloração violácea. �
nada com transtornos emocionais ou é agravada à noite, • Se houver cefaléia, adicionar 1Og de Man fing Zi (Fructus :::;;
com lábios violáceos, é geralmente causada por es­ Viticis) para dispersar Vento-Frio e sedar cefaléia. .'..i

tagnação de Qi e Sangue. • Se houver tosse e expectoração de fleuma branca,
• Dor facial crônica com leve sensação de queimação e adicionar lüg de Ban Xia (Rhizama Pinelliae) e lüg �
secura, vermelhidão de face, agravação da dor por de Baifie Zi (Semen Sinapis Albae) para dispersar Frio u,
esforço físico, sudorese noturna, fezes secas ou lín­ no Pulmão e aliviar tosse.
gua com saburra descascada, é geralmente causada por Medicamentos Patenteados
hiperatividade do Fogo por Deficiência.
• fing Fang Bai Du Pian - Tablete de Schizanepeta e
Ledebouriella para Contornar Toxinas Patogênicas.
Tratamento • Chuan Xiong Cha Tiao Pian - Pó Regularizador de
Chá Verde - Ligusticum.
Invasão de Vento-Frio TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
SINAIS E SINTOMAS 4 IG (Hegu), 7 P (Lieque) , 12 B (Fengmen) , 5 TA
Início súbito de dor labial após pegar um resfriado, sensação (Waiguan ), 24 VC (Chengjiang) e 4 E (Dicang ). Método
de frio em face e lábios, coloração violácea em volta dos de redução é utilizado em tais pontos.
Dor Labial 119

EXPLICAÇÕES Modificações
• 4 IG, ponto Fonte, e 7 P, ponto de Conexão, promovem • Se houver bolhas amareladas nos lábios, adicionar
sudorese, dispersam Vento e eliminam Frio e Toxina. 5g de Long Dan Cao (Radix Gentianae) e l üg de Zi
• 5 TA dispersa Vento e elimina e alivia dor labial. Hua Di Ding (Herba Violae) para clarear Calor e
• 12 B dispersa Vento-Frio e alivia os sintomas gerais eliminar Toxina.
devido à invasão de Vento-Frio. • Se os lábios estiverem edemaciados, adicionar 5 g de
• 24 VC e 4 E, pontos locais, promovem circulação no Huang Lian (Rhizama Coptidis) e lüg de Chi Shao
colateral, reduzem edema e aliviam dor labial. (Radix Paeoniae Rubra) para reduzir edema.
• Se houver picadas de insetos, adicionar 1 Og de Ban
MODIFICAÇÕES Bian Lian (Herba Lobeliae Radicantis) para clarear
:;: • Se houver dor labial intensa, adicionar 34 E e 8 BP, pontos Calor, eliminar Toxina e reduzir edema.
� de Acúmulo, para eliminar Toxina e aliviar dor labial. • Se os lábios estiverem secos ou rachados, adicionar
� • Se os lábios estiverem edemaciados, adicionar 40 E, 10g de Lu Gen (Rhizama Phragmitis) e lüg de Yu Zhu
� ponto de Conexão, para reduzir edema e aliviar dor labial. (Rhizoma Polygonati Odorati) para promover secre­
: • Se houver picadas de insetos, adicionar 6 BP e 1 0 VG ção de Fluidos Corporais e aliviar Secura.
&; para eliminar Toxina e reduzir edema. • Se houver febre, adicionar l üg de Ye Ju Hua (Flos
• Se houver agravamento da dor labial em exposição ao Chry santhemi lndici) para clarear Calor e reduzir febre.
frio, adicionar moxibustão em 4 IG, 5 TA e 6 VC para • Se houver cefaléia, adicionar 1Og de Man Jing Zi (Fructus
aquecer Interior e dispersar Frio. Viticis) para dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia.
• Se houver cefaléia, adicionar 20 VB para dispersar • Se houver tosse e expectoração de fleuma amarelada
Vento-Frio e sedar cefaléia. devido à invasão do Pulmão por Vento-Calor, adicio­
• Se houver tosse e expectoração de fleuma branca devido nar lüg de Zhe Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii)
à invasão de Vento-Frio no Pulmão, adicionar 5 P, pon­ para dispersar Vento-Calor e aliviar tosse.
to Mar do Pulmão, e 13 B, ponto de Transporte Pos­
terior, para dispersar Vento-Frio e aliviar tosse. Medicamentos Patenteados
• Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Forsythia.
Invasão de Vento-Calor • Yin Qiao fie Du Pian - Tablete de Honeys uckle e
Forsythia para Contornar Toxinas.
SINAIS E SINTOMAS
Início súbito de dor labial com sensação de queimação, TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
b olhas amareladas nos lábios, lábios vermelhos e 2 IG (Erjian), 4 IG (Hegu), 7 P (Lieque), 10 P (Yuji),
edemaciados, febre, leve aversão ao frio, cefaléia, sede, 5 TA (Waiguan), 24 VC (Chengjiang), 4 E (Dicang) e 28VG
tosse, língua com ponta vermelha e saburra fina e ama­ (Yinjiao). Método de redução é utilizado em tais pontos.
relada, pulso superficial e rápido.
EXPLICAÇÕES
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • 2 IG e 10 P, pontos Primavera dos canais de Intestino
Dispersar Vento, clarear Calor e remover Toxina. Grosso e Pulmão, respectivamente, clareiam Calor,
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
reduzem edema e cessam dor labial.
• 4 IG, ponto Fonte, e 7 P, ponto de Conexão, promove
PRESCRIÇÃO sudorese, dispersa Vento, clareia Calor e elimina Toxina.
YIN QIAO SAN - Pó DE HONEYSUCKLE E FORSYTHIA • 5 TA dispersa Vento, clareia Calor e alivia dor labial.
• Jin Yin Hua (Flos Lonicerae): 6g. • 24 VC, 4 E e 28 VG, pontos locais, clareiam Calor e
• Lian Qiao (Fructus Forsythiae): 10g. reduzem edema.
• Zhu Ye (Herba Lophatheri): 6g.
MODIFICAÇÕES
• Pu Gong Ying (Herba Taraxaci): lüg.
• Ban Lan Gen (Radix lsatidis): lüg. • Se houver muitas bolhas com secreção amarelada
• Huang Qin (Radix Scutellariae): 10g. em virtude da invasão de Umidade-Calor Tóxica, adi­
• Zhi Gan Cao (Radix Glycyrrhizae Praeparata): 5g. cionar 43 VB e 44 E para eliminar Umidade e cla­
rear Calor.
Explicações • Se os lábios estiverem edemaciados, adicionar 40 E, ponto
• Jin Yin Hua e Lian Qiao dispersam Vento, clareiam de Conexão, para reduzir edema e diminuir dor labial.
Calor e eliminam Toxina. • Se houver picadas de insetos, adicionar 6 BP e 10 VG
• Pu Gong Yin g e Ban Lan Gen clareiam Calor, redu­ para clarear Calor, eliminar Toxina e reduzir edema.
zem febre e eliminam Toxina. • Se houver febre, adicionar 14 VG para clarear Calor
• Zhu Ye clareia Calor e promove produção de Fluidos e reduzir febre.
Corporais, de maneira a aliviar sintomas Externos. • Se houver cefaléia, adicionar 20 VB para dispersar
• Huang Qin clareia Calor no Jiao Superior, descende Vento-Calor e sedar cefaléia.
Qi do Pulmão e alivia dor. • Se houver tosse e expectoração de fleuma amarelada devido
• Zhi Gan Cao elimina Toxina, remove nódulos, bene­ à invasão de Vento-Calor em Pulmão, adicionar 12 B e
ficia garganta e cessa dor. 13 B para dispersar Qi do Pulmão e Vento-Calor.
120 Dor nos Órgãos dos Sentidos

Caso Clínico TRATAMENTO FITOTERÁPICO


PRESCRIÇÃO
Uma menina de dez anos de idade tinha apresentado dor
labial durante oito dias. Ela ainda apresentava quilite aguda QING WEI SAN -Pó PARA CLAREAR CALOR NO ESTÔMAGO
ao chegar do sul da China, dez dias antes. Foi-lhe admi­ Huang Lian (Rhizvma Coptidis): lüg.
nistrado tratamento médico ocidental com antibióticos, Dang Gui (Radix An gelicae Sinensis): 6g.
por dez dias. Após esse tratamento, seu edema labial ti­ Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae): 15g.
nha melhorado, porém a dor permaneceu. Sheng Ma (Rhizoma Cimicifugae): lOg.
Quando chegou à clínica, ela ainda apresentava lá­ Mu Dan Pi (Cortex Moutan Radieis): lüg.
bios levemente edemaciados, especialmente o lábio in­ Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 20g.
ferior. A dor era constante, com leve sensação de Zhi Mu (Rhizvma Anemarrhenae): lOg.
queimação. Além dos lábios doloridos, ela tinha leve Huang Qin (Radix Scutellariae): lüg.
aversão ao frio , febre (38, 4ºC) , boca seca e dor de gar­ Explicações
ganta, constipação, língua com ponta vermelha e saburra
• Huang Lian , Huang Qin e Sheng Ma clareiam Calor,
seca e amarelada, além de pulso flutuante e rápido.
eliminam Toxina e curam ulceração.
• Shen g Di Hu ang e Mu Dan P i clareiam Calor e res­
Diagnóstico friam Sangue.
Invasão de Vento-Calor. • Dang Gui nutre Sangue, aumenta circulação de San­
gue e reduz edema.
P rincípio de Tratamento • Shi Gao e Zhi Mu clareiam Fogo do Estômago e nu­
Clarear Calor, dispersar Vento e aliviar dor. trem Fluidos Corporais.

Tratamento por Acupuntura Nlodificações �
2 1G (Erjian) , 4 1G (Hegu) , 7 P (Lieque) , 5 TA (Waiguan) 00
• Se os lábios estiverem ulcerados e edemaciados, adi-
-'.o
v,
e 25 E (Tianshu) foram agulhados com método de re­ cionar lüg de Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra) e lüg i;:
dução. O tratamento foi administrado diariamente ao de Zhi Zi (Fructus Gardeniae) para clarear Fogo, res- �
longo de seis dias. friar Sangue e reduzir edema. 8::
li\
• Se houver sede, adicionar lüg de Xuan Shen (Radix
Explicações Scrophulariae) e lüg de Zhu Ye (Herba Lophatheri)
• 2 IG, ponto Primavera, clareia Fogo nos canais do Yang para clarear Fogo e nutrir Fluidos Corporais.
Brilhante e resfriam canal do Intestino Grosso, que • Se as gengivas estiverem sangrando, adicionar lüg de
apresenta relação Interna e Externa com Pulmão. Bai Mao Gen (Rhizoma Imperatae) para clarear Fogo
• 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, pro­ do Estômago e cessar sangramento.
move sudorese, clareia Calor e reduz Fogo. • Se houver dor de estômago, adicionar lüg de Yan Hu Suo
• 7 P, ponto de Conexão dos Canais do Pulmão, disper­ (Rhizvma Corydalis) e lüg de Bai Shao (Radix Paeoniae
sa Vento-Calor e reduz Fogo. Alba) para regular Qi do Estômago e aliviar dor.
• 5 TA, ponto de Conexão do canal do Triplo Aquecedor, • Se houver constipação, adicionar lüg de Da Huang
dispersaVento-Calor, regula circulação de Qi e reduz Calor. (Radix et R hizvma Rhei) e lüg de Mang Xiao (Natrii
• 25 E, ponto de Coleta Anterior do Intestino Delga­ Sulfas) para eliminar Calor por meio da evacuação.
do, regula circulação do Qi na área local para ali­ Nledicamento Patenteado
viar constipação.
• Wei Te Ling - Remédio Especialmente Eficaz para
Após ter sido tratada por cinco dias, os lábios dolo­ Estômago.
rosos da menina melhoraram completamente. Três meses TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
depois, sua mãe foi visitada para acompanhamento. Ela
relatou que a menina não apresentava dor desde o últi­ 3 E (Juliao) , 4 E (Dican g) , 28 V G (Yinjiao) , 42 E
mo tratamento. (Chongyang) , 44 E (Neiting) , 45 E (Lidui) , 2 BP (Dadu),
4 1G (Hegu) e 11 1G (Quchi). Método de redução é uti­
lizado em tais pontos.
Acúmulo de Calor no Baço e no Estômago
EXPLICAÇÕES
SINAIS E SINTOMAS • 42 E, ponto Fonte, clareia Calor e harmoniza Estômago.
Lábios dolorosos com vermelhidão e inchaço, lábios • 44 E, ponto Primavera e ponto Água do canal do Es­
rachados ou ulceração em lábios ou língua, sede, prefe­ tômago, são capazes de clarear diretamente Calor no
rência por bebidas frias, tendência a sentir raiva, dor de Estômago, suprimir Fogo no Estômago e reduzir dor.
dente, odor fétido na boca, constipação, dor de estômago, • 4 5 E, ponto Filho do canal do Estômago, elimina
às vezes sangramento gengival, língua vermelha com Calor do Estômago.
saburra amarela e seca, pulso rápido e forte. • 2 BP, ponto Primavera e Fogo do canal do Baço, é
capaz de clarear Calor no Baço e reduzir Fogo.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • Uma vez que tanto Estômago como Intestino Grosso
Clarear o calor, reduzir Fogo e cessar a dor. são órgãos Fu do Yang Brilhante apresentando influência
Dor Labial 121

mútua um sobre o outro, especialmente nos casos de • Bai Shao harmoniza e relaxa Fígado e alivia dor labial.
Excesso, 4 IG, ponto Fonte, e 11 IG, ponto Mar, cla­ • Xiang Fu promove circulação de Qi, de maneira a
reiam Calor no Intestino Grosso e promovem evacua­ promover circulação de Sangue.
ção, de maneira a drenar Calor do Estômago. • Sheng Di Huang e Chi Shao regulam Sangue e pro­
• 3 E, 4 E e 28 VG, pontos locais, clareiam Calor, har­ movem sua circulação.
monizam colateral e cessam dor labial. • Chuan Xiong, Yu Jin, Tao Ren e Hong Hua promovem
circulação de Sangue e removem sua estagnação.
MODIFICAÇÕES
• Dang Gui regula circulação de Sangue e tonifica Sangue.
• Se língua e lábios estiverem ulcerados e houver odor fétido • Pu Huang e Wu Ling Zhi removem estagnação de Sangue
na boca devido ao Calor por Excesso no Estômago, adi­ e aliviam dor.
cionar 6 BP e 40 E para clarear Calor e reduzir Fogo.
.,., • Se as gengivas estiverem sangrando em virtude do Modificações
!2r;- acometimento dos vasos sangüíneos pela hiperativi- • Se houver algum acometimento emocional, adicionar
dade do Fogo do Estômago, adicionar 1O BP para clarear l üg deXiaKu Cao (Spica Prunellae) para resfriar Fígado
;:!i Calor e resfriar Sangue. e reduzir Fogo do Fígado.
'.;; • Se houver dor no estômago decorrente do acometi­ • Se houver parestesia dos lábios, adicionar l üg de Tian
l menta do Estômago por Calor de Excesso, adicionar
Ma (Rhizama Gastrodiae) e 1Og de Chan Tui (Pertostracum
S:; 12 VC, ponto de Coleta Anterior, e 2 1 B, ponto de
Cicadae) para acalmar Fígado e suprimir Vento do Fígado.
Transporte Posterior do Estômago, para clarear Calor
• Se os lábios estiverem violáceos, adicionar l ü g de Mo
e harmonizar Estômago.
• Se houver sede e lábios e boca estiverem secos em Yao (Resina Myrrhae) para promover circulação de
razão do consumo dos Fluidos Corporais em Estômago Sangue e remover estagnação de Sangue.
e Baço por Calor, adicionar 5 BP, ponto Metal, para • Se houver dor em pontadas, adicionar 1Og de Dan Shen
promover secreção dos Fluidos Corporais e aliviar sede. (Radix Salviae Miltiorrhizae) e l üg de Yan Hu Suo
• Se houver constipação em decorrência do Calor em (R hizoma Corydalis) para remover estagnação de
Intestino Grosso, adicionar 25 E, ponto de Coleta Sangue e aliviar dor labial.
Anterior do Intestino Grosso, para clarear Calor e Medicamento Patenteado
promover evacuação.
• Xiao Huo Luo Dan - Pílula Especial de Tonificação
Menor dos Colaterais.
Estagnação de Qi e Sangue
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
SINAIS E SINTOMAS
4 E (Dicang) , 24 V C (Chengjiang), 28 VG (Yinjiao) ,
Ocorrência intermitente de lábios doloridos, intimamente
4 IG (Hegu), 3 F (Taichong), 6 BP (Sanyinjiao) e 10 BP
relacionada ao estado emocional, algumas vezes dor
(Xuehai). Método neutro é utilizado em 24 VC e 28 VG.
perfurante, espasmo ou parestesia labial, lábios violáceos,
Método de redução é empregado nos outros pontos.
l íngua violácea com saburra fina e pulso em corda.
EXPLICAÇÕES
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Fazer circular Qi e Sangue e sedar dor. • A estagnação de Qi e Sangue pode determinar ainda
mais dor labial.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 4 IG, indicado no tratamento de todos os problemas
PRESCRIÇÃO
faciais causados por fatores patogênicos de Excesso,
promove circulação de Qi e Sangue em face e boca,
TAO HONG SI Wu TANG - DECOCÇÃO DE QUATRO harmoniza colateral e alivia dor labial.
SUBSTÂNCIAS COM AÇAFROA E SEMENTE DE PÊSSEGO, • Seria incorreto tratar estagnação de Sangue sem apli­
ASSOCIADA A SHI XIAO SAN - Pó DO SORRISO SÚBITO car alguns pontos para promover circulação de Qi, uma
• Chai Hu (Radix Bupleuri): Sg. vez que a circulação de Qi leva à circulação de San­
• Bai Shao (Radix Paeoniae A lba) : l üg. gue. Portanto, 3 F é prescrito para fazer Qi circular e
• Xiang Fu (Rhizoma Cyperi): l üg. aliviar dor nos lábios. Quando 3 F é utilizado junta­
• Yu Jin (Radix Curcumae): l üg. mente com 4 IG, a eficácia na promoção da circulação
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): l üg. de Qi será aumentada.
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae Recens): 12g. • 6 BP e 10 BP promovem circulação de Sangue e ali­
• Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra): l üg. viam sua estagnação, de maneira a cessar dor labial.
• Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 6g. • 4 E, 24 VC e 28 V G são pontos locais, porém também
• Tao Ren (Semen Persicae): l üg. são bons pontos no tratamento da dor labial. O méto­
• Hong Hua (Flos Carthami): l üg. do de sangria pode ser aplicado em 28 VG, a fim de
• P u Huang (Pollen Typhae): l üg. obter melhores resultados terapêuticos.
• Wu Ling Zhi (Faeces Trogopterorum): Sg.
MODIFICAÇÕES
Explicações • Se os lábios estiverem obviamente edemaciados, adi­
• Chai Hu acalma Fígado e promove circulação de Qi cionar 17 B para promover circulação de Sangue e
no Fígado. eliminar estagnação de Sangue.
122 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• S e houver acometimento emocional, adicionar 2 F, • Se houver sudorese noturna, adicionar 1 5 g de Mu Li


ponto Primavera, e 14 F, ponto de Coleta Anterior, (Concha Ostreae) e lüg de Lian Xu (Stamen Nelumbinis)
para acalmar Fígado. para cessar sudorese noturna.
• Se houver dor e espasmo dos músculos faciais devido • Se houver agitação, adicionar 5g deHuang Lian (Rhizoma
à estagnação de S angue, adicionar 5 E e 6 E para Coptidis) para clarear Calor no Coração e acalmar Mente.
harmonizar colateral e cessar dor e espasmo. • S e houver constipação, adicionar 1 0g de Xuan Shen
• S e houver espasmos labiais, adicionar 20 VB para (Radix Scrophulariae) e 1 0g de Da Huang (Radix et
acalmar Fígado e controlar Vento. Rhizoma Rhei) para promover evacuação.
• Se a língua estiver dolorosa em virtude da estagnação
de Sangue, adicionar 5 C, ponto de Conexão, e 6 C, Medicamento Patenteado
ponto de Acúmulo, para fazer circular Sangue, elimi­ • Zhi Bai Di Huang Wan - Pílula de Anemarrhena,
nar estagnação de Sangue e aliviar língua dolorida. Phellodendron e Rehmannia.
• Se houver dor em pontadas generalizada no corpo devido
à estagnação de Sangue, adicionar 40 E e 2 1 BP para TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
promover circulação de Sangue e aliviar dor. 2 R (Ran gu) , 3 R (Taixi) , 7 R (Fuliu) , 1 0 R (Yingu),
2 BP (Dadu) , 6 BP (Sanyinjiao), 2 4 V C (Chen gjian g)
Hiperatividade do Fogo por Deficiência e 4 E (Dicang). Método neutro é utilizado em 2 R,
24 V C, 4 E e 2 BP. Método de reforço é empregado
SINAIS E SINTOMAS em 3 R, 7 R, 1 O R e 6 BP.
Lábios secos e dolorosos, lábios rachados, ondas de calor,
EXPLICAÇÕES
sudorese noturna, sede, agitação, insônia, fezes secas ou
constipação, língua vermelha com saburra escassa ou • Boca e lábios constituem os orifícios de abertura do Baço,
descascada e pulso rápido e em pena de pássaro. e o Yin do Rim constitui a raiz Yin do corpo. Portanto,
alguns pontos dos canais de Rim e Baço são utilizados.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • 2 R e 2 BP, pontos Primavera do canal de Rim e Baço,
Nutrir Yin, descender Fogo por Deficiência e sedar dor. respectivamente, clareiam Calor por Deficiência e
reduzem Fogo por Deficiência.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 7 R, ponto Metal, promove secreção dos Fluidos Cor­
PRESCRIÇÃO porais no canal do Rim e nutre Yin do Rim, de maneira
a controlar Fogo por Deficiência.
ZHI BAI DI HUANG WAN - PÍLULA DE ANEMARRHENA ,
• 3 R, ponto Fonte, e 1 0 R, ponto Mar, são utilizados
PHELLODENDRON E REHMANNIA
para tonificar Rim e regular sua função fisiológica,
• Shu Di Huang (Radix Rehmanniae P raeparata): 24g. de maneira a tratar deficiência do Rim. Além disso,
• Shan Zhu Yu (Fructus Corni): 1 2g. 1 0 R é o ponto Água do canal do Rim, sendo capaz
• Shan Yao (Radix Dioscoreae): 1 2g. de nutrir Yin diretamente e promover secreção de
• Fu Ling (Poria): 9g. Fluidos Corporais no Rim.
• Mu Dan Pi (Cortex Moutan Radieis): 9g. • 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé, nutre
• Ze Xie (Rhizoma Alismatis): 9g. Yin de forma geral e tonifica Rim.
• Zhi Mu (Rhizoma Anemarrhenae): 1 0g. • 4 E e 24 VC, pontos locais, circulam Qi e Sangue na
• Huang Bai (Cortex Phellodendri): 6g. área e harmonizam colateral para cessar a dor.
• Sha Shen (Radix Adenophorae): 1 5 g.
MODIFICAÇÕES
Explicações
• S e houver lombalgia e fraqueza dos joelhos devido à
• Shu Di Huang, Shan Zhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue
deficiência do Yin do Rim, adicionar 23 B, ponto de
e nutrem Yin de Fígado e Rim.
• Ze Xie promove micção e clareia Calor. Transporte Posterior do Rim, e 58 B, ponto de Cone­
• Mu Dan Pi resfria Sangue e ativa sua circulação. xão do canal da Bexiga, para tonificar Rim, harmoni­
• Fu Ling fortalece Baço, drena Umidade e promove zar colateral e sedar dor lombar.
produção de Qi e S angue. • S e houver noctúria devido ao enfraquecimento do Qi
• Sha Shen nutre Yin e clareia Calor Interno. do Rim, adicionar 4 VC e 6 R para tonificar Rim e
• Zhi Mu e Huang Bai nutrem Yin , clareiam Fogo por aliviar noctúria.
Deficiência e cessam ondas de calor. • S e houver insônia e sono acometido por sonhos devi- -e,
do à desarmonia entre Rim e Coração, adicionar 3 C Cf
Modificações e 8 C para acalmar Coração, nutrir Yin do Coração e �
.:..,
• Se os lábios estiverem rachados, adicionar 1 Og de Sheng reduzir Fogo por Deficiência. �
Di Huang (Radix Rehmanniae Recens) e 1 0g de Xuan • S e houver sede e boca seca, adicionar 8 P, ponto Metal .:..,
Shen (Radix Scrophulariae) para nutrir Yin e promo­ e os pontos extras Jinjin e Yuye para promover secre- �
ver secreção de Fluidos Corporais, de maneira a lubri­ ção dos Fluidos Corporais e aliviar sede. u.

ficar os lábios. • S e houver constipação devido à deficiência de Flui­


• S e houver insônia, adicionar 1 0g de Suan Zao Ren dos Corporais no Intestino Grosso, adicionar 25 E, ponto
(Semen Ziziphi Spinosae) e 1 0g de Wu Wei Zi (Fructus de Coleta Anterior do Intestino Grosso, para promo­
Schisandrae) para acalmar Coração e tranqüilizar Mente. ver evacuação e aliviar constipação.
Dor Labial 123

Caso Clínico foram punturados com método neutro. 4 IG e 44 E foram


punturados com método de redução. O tratamento foi
Uma mulher de 39 anos de idade sofria de dor labial há administrado em dias alternados, durante o período de
seis meses. Queixou-se de dor labial com sensação seca um mês.
quando estava cansada ou zangada por alguma razão. O
diagnóstico foi de úlcera aftosa crônica. Além da dor labial, Explicações
ela apresentava boca seca e sede, porém com pouco desejo • 6 BP, ponto de encontro dos três canais Yin do pé para
para beber, inapetência e fezes secas. Sua língua estava nutrir Yin, regula circulação de Qi e alivia dor.
vermelha com saburra escassa. Seu pulso era em pena • 42 E, ponto Fonte, nutre Yin do Estômago e clareia
de pássaro, porém tenso na posição do Fígado. Fogo por Deficiência.
• 3 F, ponto Fonte, acalma Fígado e nutre Yin do Fígado.
Diagnóstico • 3 R, ponto Riacho do canal do Rim, nutre Yin do cor­
Deficiência do Yin de Fígado e Estômago com hiperati­ po de forma geral.
vidade do Fogo por Deficiência. • 4 IG, ponto Fonte do canal do Intestino Grosso, e 44
P rincípio de Tratamento E, ponto Primavera do canal do Estômago, clareiam
Nutrir Yin, clarear Fogo e aliviar dor. Calor do Estômago e aliviam dor labial.
• 3 E e 24 VC são utilizados como pontos locais para
Tratamento por Acupuntura regular circulação de Qi e aliviar dor.
6 BP (Sanyinjiao) , 3 R (Taixi) , 3 F (Taichong) , 4 IG
(Hegu) , 3 E (Juliao) , 42 E (Ch ongyang) , 44 E (Neiting) Após 3 0 dias de tratamento, sua dor labial foi alivia­
e 24 VC (Chengjiang) foram selecionados. Método de da. Um ano mais tarde, ela foi visitada e informou que
reforço foi utilizado em 6 BP, 3 R, 3 F e 42 E. 3 E e 24 VC não apresentou dor labial desde então.

978-85-724 1-765-5
16
978-85-7241 -765-5

'Dor de 'Dente

A dor de dente consiste numa queixa que é comumente encontrada na prática diária. Nos casos
brandos, além da dor de dente, existe sensibilidade aumentada do dente para alimentos ácidos,
frios e quentes. Entretanto, casos graves também podem ser acompanhados por cefaléia, bochechas
inchadas, sangramento de gengivas, dificuldade em comer, febre, calafrios ou mesmo insônia e
agitação. De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a dor de dente é normalmente
causada por invasão de Vento-Calor, ascendência do Fogo do Estômago, hiperatividade do Fogo
por Deficiência do Rim, deficiência do Yang do Rim ou infecção bacteriana dos dentes.

Etiologia e Patologia

Invasão de Vento
A cabeça está localizada no topo do corpo, onde todos os canais Yang se encontram. Quando
ocorre invasão de Vento Externo, ele ataca primeiramente a parte superior do corpo, de ma­
neira que os dentes podem ser envolvidos. A invasão de Vento-Calor e de Vento-Frio consti­
tuem dois fatores comuns que conduzem ao início da dor de dente. Se houver invasão de
Vento-Calor, as circulações de Qi e Sangue na boca se tornarão aceleradas e acometidas, re­
sultando em acúmulo de Calor. Se houver invasão de Vento-Frio, ela pode obstruir as circu­
lações de Qi e Sangue, causando dor de dente.

Ascendência do Fogo do Estômago


Tanto canal do Yang Brilhante do pé como o da mão estão relacionados aos dentes; o canal do
Intestino Grosso penetra os dentes superiores, e o canal do Estômago penetra os dentes inferio­
res. Se houver excesso de ingestão de alimentos pungentes, doces, gordurosos, de laticínios ou
de álcool, Calor por Excesso pode acumular nos canais do Yang Brilhante, levando à dor de
dente. Assim como a dor de dente, ocorrerão outros sintomas, tais como odor fétido na boca,
sede, sangramento ou edema de gengiva, constipação e urina de coloração vermelho-escura.

Enfraquecimento do Rim
De acordo com a teoria da MTC, o Rim domina os Ossos, e os dentes são considerados como
"uma extensão dos ossos"; portanto, a condição da energia do Rim influencia em muito a con­
dição dos dentes. Se houver deficiência da Essência do Rim sem deficiência especifica de Yin ou
Yang , os dentes se tornam simplesmente frouxos ou podem ser perdidos, porém não existe dor.
Entretanto, se houver hiperatividade do Fogo por Deficiência a partir do Rim, os dentes serão
acometidos por isso, o qual pode levar a sintomas como dor de dente intermediária durante longo
período de tempo, gengivas vermelhas e edemaciadas, dentes frouxos, sudorese e sensação de
muito aquecimento à noite, calor em palmas das mãos e solas dos pés, lombalgia, etc. A deficiên-

125
126 Dor nos Órgãos dos Sentidos

eia de Yin do Rim é geralmente causada por excesso de queimação, vermelhidão de face e gengivas, agrava­
atividade sexual e masturbação, envelhecimento, excesso ção da dor por consumo de alimento pungente, cons­
de esforço com ausência de descanso suficiente, exces­ tipação, gosto fétido na boca ou sede, é geralmente
so de estudo, doença prolongada, excesso de sangra­ causada por acúmulo de Calor em Estômago.
mento durante menstruação, hemorróidas, sangramento • Dor de dente crônica, a qual é intermitente, de natu­
nasal crônico e de gengiva, ingestão excessiva de álcool, reza surda com leve sensação de queimação, dentes
assim como uso prolongado de corticosteróides. Também frouxos, edema de gengivas, sede, sudorese noturna,
pode ser causada por enfraquecimento congênito do Rim fezes secas ou lombalgia, é geralmente causada por
derivado dos pais. hiperatividade do Fogo por Deficiência no Rim.
A dor de dente também pode ser causada por defi­ • Dor de dente crônica intermediária, alivio da dor por
ciência do Ya ng do Rim. Isso pode ser causado por en­ aquecimento, com dentes soltos, ausência de verme­
velhecimento, doenç a crônica, ingestão alimentar lhidão e edema de gengivas, aversão ao frio, mãos e
deficiente, especialmente muito pouco alimento nutri­ pés frios, muita salivação ou lombalgia, é geralmente
cional ou excesso de esforço físico, uma vez que podem causada por deficiência do Yang do Rim.
levar à formação de Frio Interior. Frio é caracterizado • Dor de dente com cárie, dor de dente intermitente,
por contração e estagnação, e se houver uma condição agravação por toque, mastigar ou contato com alimento
de Frio Interior devido à deficiência do Yang do Rim, ácido, é geralmente causada por infecção bacteriana.
isso pode afetar os dentes por meio do canal do Rim, levan­ 978-85-724 1 -765-5
do à estagnação do Qi e Sangue no canal, o que, portanto,
causa dor de dente. Tratamento
Invasão de Vento-Calor
Infecção Bacteriana dos Dentes
SINAIS E SINTOMAS
Ingestão excessiva de alimento doce e gorduroso, escovação Início agudo de dor de dente, agravaç ão da dor com
incorreta dos dentes e falta de higiene oral podem causar ingestão de alimento quente e alívio com a ingestão de
acúmulo de matéria túrbida e suja em boca e dentes, o que alimentos e bebidas frios, gengivas edemaciadas com leve
fornece a oportunidade para que as bactérias invadam os sangramento, febre, aversão ao frio, tosse, dor de gar­
dentes, de maneira que se segue dor de dente. ganta, sede, constipação, língua com ponta vermelha e
saburra fina e amarelada, pulso superficial e rápido.
Tratamento com Base na PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Diferenciação Dispersar Vento, clarear Calor e remover Toxina.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Diferenciação PRESCRIÇÃO

Diferenciação entre Origens YIN QIAO SAN - Pó DE HONEYSUCKLE E FORSYTHIA


Externa e Interna • fin Yin Hua (Flos Lonicerae): lüg.
• Lian Qiao (Fructus Forsythiae): lüg.
• Início agudo de dor de dente, dor aguda ou com sen­ • fie Geng (Radix Platycodi): 6g.
sação de frio, agravação da dor por exposição dos dentes • Bo He (Herba Menthae): 6g.
ao frio ou ao calor e sintomas Externos são geralmen­ • Dan Dou Chi (Semen Sojae Praeparetum): lüg.
te causados por invasão de fatores Externos. • Zhu Ye (Herba Lophatheri): lüg.
• História crônica de dor de dente, de intensidade leve • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g.
ou forte, associação da dor com dieta, estado emocio­ • fing fie Sui (Spica Schizonepetae): 6g.
nal e outras condições físicas, é geralmente causada • Niu Bang Zi (Fructus Arctii): l üg.
por distúrbio de órgãos Zang-fu Internos. • Lu Gen (Rhizoma Phragmitis): 1 0g.
Explicações
Diferenciação Quanto ao Caráter da Dor
• finYzn Hua eLian Qiao clareiam Calor e eliminam Toxina.
• Dor de dente aguda com sensação de frio, acompa­ • Bo He, fing fie Sui e Dan Dou Chi promovem sudorese,
nhada por sintomas Externos, tais como aversão ao dispersam Calor e liberam sintomas Externos.
frio, febre leve, dor muscular, ausência de sede, é • Niu Bang Zi, fie Geng e Gan Cao eliminam Toxina,
geralmente causada por invasão de Vento-Frio. beneficiam garganta e cessam dor.
• Dor de dente aguda com sensação de queimação, aversão • Zhu Ye e Lu Gen clareiam Calor e promovem produ­
ao frio, febre, dor de garganta, tosse, língua com saburra ção de Fluidos Corporais, de maneira a aliviar sede.
fina e amarela e pulso superficial e rápido, é geral­
mente causada por invasão de Vento-Calor. Modificações
• Dor de dente crônica em pontadas ou dor de dente • Se houver febre decorrente da invasão de Vento-Ca­
crônica com agravação aguda, com s ensação de lor, adicionar l üg de Ban Lan Gen (Radix /satidis) e
Dor de Dente 127

10g de Huang Qin (Radix Scutellariae) para clarear • Se houver garganta edemaciada e dolorida em virtude
Calor e reduzir febre. da invasão de Calor Tóxico, adicionar 10 P para cla­
• Se as gengivas estiverem edemaciadas, adicionar 1 2g rear Calor e eliminar Toxina.
de Pu Gong Ying (Herba Taraxaci) e 12g de Ye Ju Hua • Se houver sede devido ao consumo de Fluidos Corpo­
(Flos Chrysanthemi Indici) para clarear Calor, elimi­ rais por Calor Externo, adicionar 23 VC e 8 P para
nar Toxina e reduzir edema. promover secreção de Fluidos Corporais e aliviar sede.
• Se houver cefaléia, adicionar 6g de Chuan Xiong (Rhizoma • Se houver tosse e expectoração de fleuma amarelada
Ligustici Chuanxiong) e lüg de Man Jing Zi (Fructus em decorrência da invasão de Vento-Calor no Pulmão,
Viticis) para dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia. adicionar 12 B e 13 B para dispersar Vento-Calor do
• Se houver tosse devido à invasão do Pulmão por Ven- Pulmão e aliviar tosse.
v;i to-Calor, adicionar lüg de Qian Hu (Radix Peucedani)
!2 e 1 0g de Zhe Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii)
r-;- para dispersar Qi do Pulmão e dispersar Vento-Calor.
Invasão de Vento-Frio
:;
� • Se houver constipação, adicionar lüg de Da Huang SINAIS E SINTOMAS
.oo;,
(Radix et Rhizoma Rhei) e 1Og de Dong Gua Ren (Semen Início agudo de dor de dente, dor com s ens ação de
00 Benincasae) para clarear Calor e promover evacuação.
S; contração, agravação da dor de dente ao ingerir ali­
Medicamentos Patenteados mento frio ou bebidas frias, alívio da dor ao ingerir
alimento ou bebidas aquecidos, aversão ao frio, febre
• Yin Qiao Pian - Tablete de Honeysuckle e Fo rsythia. leve, ausência de s ede, língua com saburra branca e
• Yin Qiao Jie Du Pian - Tablete de Honeysuckle e fina, puls o s uperficial e tens o.
Forsythia para Contornar Toxinas.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
Dispersar Vento, eliminar Frio e s edar dor.
2 IG (Erjian), 4 IG (Hegu), 5 IG (Yangxi), 7 P (Lieque),
6 E (Jiache), 7 E (Xiaguan) e 5 TA (Waiguan). Método TRATAMENTO FITOTERÁPICO
de redução é utilizado em tais pontos. PRESCRIÇÃO
EXPLICAÇÕES JING FANG BAI Du SAN - Pó DE ScHIZONEPETA E
• 2 IG, ponto Primavera, clareia e dispersa Calor Ex­ LEDEBOURIELLA PARA ELIMINAR TOXINA PATOGÊNICA
terno e seda dor de dente. • Jing Jie (Herba Schizanepetae) : 6g.
• 4 IG, ponto Fonte, e 5 IG, ponto Rio, são capazes de • Fang Feng (Radix Ledebouriellae): 6g.
dispersar Vento, clarear Calor e aliviar dor. 4 IG é • Qiang Huo (Rhizama seu Radix Notopterygii): 6g.
especialmente utilizado para tratar invasão Externa na • Du Huo (Radix A ngelicae P ubescentis): 6g.
parte superior do corpo. Além disso, esse ponto é efi­ • Chai Hu (Radix Bupleuri) 6g.
caz para aliviar dor devido a fatores de Excesso. • Zhi Qiao (Fructus A urantii): 6g.
• 7 P, ponto de Conexão, dispersa Vento e alivia sinto­ • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 5g.
mas Externos, assim como cessa dor de dente. Quando • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g.
esse ponto é prescrito juntamente com 4 IG, ele au­ • Xi Xin (Herba A sari): 3g.
menta seu efeito promotor da abertura dos poros
cutâneos, de maneira a aliviar invasão Externa. Além Explicações
disso, 7 P é outro bom ponto para tratamento de pro­ • Jing fie e Fang Feng dispersam Vento-Frio e aliviam
blemas faciais e dentários. sintomas Externos.
• 6 E e 7 E são pontos locais e podem aliviar invasão • Qiang Huo e Du Huo são fitoterápicos Quentes e
Externa e promover circulação de Qi, de maneira a pungentes, promovem sudorese, dispersam Vento-Frio
sedar dor de dente. patogênico e aliviam dor.
• 5 TA, ponto de Conexão e ponto de Confluência do • Chai Hu e Zhi Qiao promovem circulação de Qi e
canal Yang de Ligação, é capaz de dispersar invasão aliviam dor de dente devido à estagnação de Qi resul­
de Vento-Calor e aliviar dor de dente. tante da invasão de Vento-Frio.
• Chuan Xiong intensifica circulação de Sangue e pro­
MODIFICAÇÕES move circulação de Qi, de maneira a cessar dor de dente.
• Se houver sangramento fresco de gengiva em razão • Xi Xin, erva pungente e penetrante em todos os ca­
do acometimento dos vasos sanguíneos por Vento-Calor, nais, promove circulação de Qi e alivia dor de dente.
adicionar 44 E e 10 BP para clarear Calor e refrescar • Gan Cao é utilizado para harmonizar as ações dos outros
Sangue. É aconselhável empregar o método de san­ fitoterápicos na formulação.
gria em 2 IG para reduzir Calor rapidamente e cessar
sangramento. Modificações
• Se houver febre decorrente da invasão de Vento-Ca­ • Se as gengivas estejam edemaciadas, adicionar 1Og de
lor, adicionar 1 4 VG e 1 1 IG para clarear Calor e re­ Ban Xia (R hiz om a P inelliae) e 10g de Qing P i
duzir febre. (Pericarpium Citri Reticulatae Viride) para reduzir edema.
• Se houver cefaléia, adicionar 20 VB para aliviar Ven­ • Se houver cefaléia, adicionar 12g de Ge Gen (Radix
to-Calor e sedar cefaléia. Puerariae) para regular circulação de Qi e sedar cefaléia.
128 Dor nos Órgãos dos Sentidos

• Se houver tosse decorrente de invasão do Pulmão por • Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae): 1 5 g.
Vento-Frio, adicionar l üg de Bai Qian (Rhizoma • Sheng Ma (Rhizoma Cimicifugae): 1 0g.
Cynanchi Stauntonii) para eliminar Fleuma e aliviar tosse. • Mu Dan Pi (Cortex Moutan R adieis): 1 0g.
• Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 1 5 g.
Medicamento Patenteado • Zhi Mu (Rhizoma A nemarrhenae): 1 0g.
• Jing Fang Bai D u Pian - Pílula de Schizonepeta e • Da Huang (Radix et (Rhizoma Rhei): 1 0g.
Ledebouriella para Resolver Toxina Patogênica.
Explicações
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Huang Lian e Sheng Ma clareiam Calor, eliminam
4 IG (Hegu), 2 IG (Yingxiang), 7 P (Lieque), 6 E (]iache), Toxina e reduzem edema.
7 E (Xiagu an) e 40 E (Fenglong). Método de redução é • Sheng Di Huang e Mu Dan Pi clareiam Calor e refres­
utilizado em tais pontos. cam Sangue.
• Dang Gui nutre Sangue, tonifica circulação de San­
EXPLICAÇÕES gue e alivia edema.
• Como mencionado anteriormente, quando 4 IG, pon­ • Shi Gao e Zhi Mu clareiam Calor no Estômago e ali­
to Fonte, e 7 P, ponto de Conexão, são utilizados em viam dor de dente.
associação, eles terão suas ações de abertura dos po­ • Da Huang clareia Calor e promove evacuação.
ros cutâneos potencializadas, aumentando sua eficá­
cia em dispersar a invasão Externa. Eles também Modificações
possuem a função de cessar dor de dente. • Se as gengivas estiverem edemaciadas, adicionar l üg
• 20 IG, juntamente com 6 BP e 7 E, pontos locais, regula de Chi Shao (Radix Paeoniae R ubra) e lüg de Zhi Zi
circulação de Qi nas proximidades, cessando a dor. (Fructus Gardeniae) para clarear Fogo e resfriar Sangue.
• 40 E, ponto de Conexão, harmoniza colateral do Es­ • Se houver sede, adicionar 1 2g de Xuan Shen (Radix
tômago para aliviar dor de dente. Scrophulariae) e l üg de Zhu Ye (Herba Lophatheri)
para clarear Fogo e nutrir Fluidos Corporais.
MODIFICAÇÕES • Se as gengivas estiverem sangrantes, adicionar lüg de
• Se houver aversão óbvia ao frio e espasmo da face em Xuan Shen (Radix Scrophulariae) e lüg de Bai Mao
razão da predominância da invasão de Frio, aplicar Gen (Rhizoma Imperatae) para clarear Fogo do Estô­
moxibustão nos pontos da face; adicionar 5 TA para mago, resfriar Sangue e cessar sangramento.
fortalecer a eficácia da dispersão do Frio. • Se houver dor abdominal, adicionar 1 Og de Yan Hu Suo
• Se houver cefaléia devido à lentificação da circula­ (Rhizoma Corydalis) e 1Og deBai Shao (Radix Paeoniae
ção de Qi e Sangue na cabeça causada pela invasão Alba) para regular Qi do Estômago e aliviar dor.
de Vento-Frio, adicionar 20 VB e 1 6 VG para disper­ • Se houver constipação grave, adicionar lüg de Mang Xiao
sar Vento-Frio, promover circulação de Qi e Sangue (Natrii Sulfas) para eliminar Calor e promover evacuação.
na cabeça e aliviar cefaléia.
• Se houver dor de garganta decorrente do acúmulo de Medicamento Patenteado
Frio na garganta, adicionar 23 VC para eliminar Frio • Wei Te Ling - Remédio Especialmente Eficaz para
e aliviar dor de garganta. Estômago.
• Se houver tosse e expectoração de fleuma branca em
virtude da deficiência do Pulmão em dispersar Qi do TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
Pulmão resultante da invasão de Vento-Frio, adicionar 5 E (Daying) , 6 E (Jiache), 7 E (Xiaguan), 42 E ( Chongyang ),
1 2 B e 1 3 B para dispersar Qi do Pulmão e aliviar tosse. 44 E (Neiting), 45 E (Lidui), 1 8 1D (Quanliao), 4 IG (Hegu)
e 1 1 IG (Quchi). Método de redução é utilizado em tais pontos.
Acúmulo de Calor em Estômago EXPLICAÇÕES
SINAIS E SINTOMAS • A dor de dente pode ocorrer nos dentes superiores ou
Dor de dente, gengivas edemaciadas e vermelhas ou inferiores. Uma vez que o canal do Estômago contata
sangrantes, sede, boca seca, preferência por bebidas frias, os dentes superiores, caso a dor esteja lá, 7 E e 1 8 ID
odor fétido na boca, constipação, tendência a ter fome, são utilizados em associação com 4 IG como pontos
dor abdominal, agitação, língua vermelha com saburra locais para circular Qi e Sangue, clarear Calor e har­
amarelada e seca, pulso rápido e forte. monizar colateral, de maneira a cessar dor.
• Se a dor de dente for nos dentes inferiores, essa área é :S
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO dominada pelo canal do Intestino Grosso; então, 4 IG, t
lJ)

Clarear Calor, promover evacuação e consolidar dentes. ponto Fonte, é utilizado em associação com 5 E e 6 E .:_,
para clarear Calor, reduzir Fogo e cessar dor. Conven- ;::
N

TRATAMENTO FITOTERÁPICO cionalmente, 4 IG constitui o ponto principal para tra- 2;


PRESCRIÇÃO
tamento da dor de dente devido a fatores de Excesso. �
• 42 E, ponto Fonte, é capaz de clarear Calor e har­
QING WE! SAN - Pó PARA CLAREAR CALOR NO ESTÔMAGO monizar Estômago.
• Huang Lian (Rhizoma Coptidis): 1 0g. • 44 E, ponto Primavera e ponto Água do canal do
• Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 6g. Estômago, são capazes de clarear diretamente Ca-
Dor de Dente 129

lor no Estômago, controlar Fogo do Estômago e • 12 VC, ponto de Coleta Anterior do Estômago e ponto
reduzir dor de dente. de reunião das vísceras Fu, reduz Fogo do Estômago e
• 45 E, ponto Filho do canal do Estômago, clareia Calor regula circulação de Qi, de maneira a aliviar dor de dente.
do Estômago. Uma vez que Estômago e Intestino Grosso
são órgãos Fu do Yang Brilhante, apresentando uma Após oito dias de tratamento, o paciente se livrou da
influência mútua um sobre o outro, especialmente nos dor de dente completamente. Ele foi visitado seis meses
casos de Excesso, 11 IG é utilizado para clarear Calor depois e não havia apresentado mais nenhuma dor de
no Intestino Grosso e promover evacuação, de maneira dente após o tratamento com acupuntura.
a drenar Calor do Estômago.
MODIFICAÇÕES Hiperatividade do Fogo por
• Se as gengivas estiverem sangrando devido ao acome­ Deficiência do Rim
timento dos vasos sangüíneos, resultante de hiperati­
SINAIS E SINTOMAS
vidade do Fogo do Estômago, adicionar 6 BP e 10 BP
para clarear Calor e refrescar Sangue. Dor de dente crônica, agravação intermitente da dor, dor
• Se houver odor fétido na boca e dor estomacal decor­ de dente de natureza surda com leve sensação de dor em
rente do acometimento do Estômago por Calor por queimação, dentes frouxos, gengivas levemente verme­
Excesso, adicionar 12 VC, ponto de Coleta Anterior lhas e edemaciadas, sede, garganta vermelha, sudorese
do Estômago, e 21 B, ponto de Transporte Posterior do noturna, fezes secas, lombalgia, enfraquecimento dos
Estômago, para clarear Calor, melhorar digestão e joelhos, agitação, insônia, língua vermelha com saburra
harmonizar Estômago. escassa e pulso em pena de pássaro e rápido, porém fra­
• Se houver náusea e vômito em virtude da ascendência co nas posições de Estômago e Rim.
do Qi do Estômago, adicionar 6 CS, ponto de Cone­
xão com canal Yi de Ligação, e 4 BP, ponto de Conexão PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
com o Vaso Penetrador, para descender Qi do Estômago Nutrir Yin e descender Fogo por Deficiência.
e aliviar vômito.
TRATAMENTO FITOTERÁPICO
• Se houver constipação devido ao Calor no Intestino Grosso,
adicionar 25 E, ponto de Coleta Anterior do Intestino PRESCRIÇÃO
Grosso, para clarear Calor e promover evacuação. ZHI BAI DI HUANG WAN - PÍLULA DE ANEMARRHENA,
PHELLODENDRON E REHMANNIA
Caso Clínico • Zhi Mu (Rhizoma Anemarrhenae): 10g.
Um homem de 34 anos de idade sofria de grave dor de • Huang Bai (Cortex Phellodendron): 10g.
dente há cinco dias. Ele estava doente, apresentando odontite • Shu Di Huang (Radix Rehmanniae Praeparata): 15g.
� aguda e tinha recebido tratamento médico ocidental sob a • Shan Zhu Yu (Fructus Comi) : 12g.
\D
r;- forma de antibiótico cefalexina e comprimidos analgési- • Shan Yao (Rhizama Dioscoreae): 12g.
;:i; cos. Sua gengiva edemaciada tinha melhorado, porém sua • Fu Ling (Poria): 9g.
:;;; dor de dente não. Quando chegou à clínica, ele apresen­ • Mu Dan Pi (Cortex Moutan R adieis): 9g.
l tava gengiva levemente edemaciada na porção superior • Ze Xie (Rhizama Alismatis): 9g.
S; esquerda da boca. Sua bochecha esquerda também estava • Gui Ban (Plastrum Testudinis): 10g.
um pouco inchada e dolorosa. Seus outros sintomas eram
sede, gosto amargo na boca, constipação, língua verme­
Explicações
lha com saburra seca e amarelada e pulso rápido. • Shu Di Huang, Shan Zhu Yu e Shan Yao tonificam Sangue
e Essência de Fígado e Rim.
Diagnóstico • Ze Xie promove micção e reduz Fogo por Deficiência.
Acúmulo de Fogo por Excesso no Estômago. • Mu Dan Pi resfria Sangue, ativa circulação de Sangue
e clareia Fogo por Deficiência.
Princípio de Tratamento • Fu Ling ativa Baço, de maneira a aumentar a produ­
Clarear Fogo e eliminar Toxina. ção da Essência do Rim.
• Zhi Mu , Huang Bai e Gui Ban nutrem Yin e clareiam
Tratamento por Acupuntura Fogo por Deficiência.
6 E (Jiache), 7 E (Xiaguan), 42 E (Chongyang), 4 IG
(Hegu) e 12 VC (Zhon gwan) foram punturados com Modificações
método de redução. O tratamento foi administrado dia­ • Se houver sudorese noturna, adicionar 1Og de Sang
riamente durante um período de dez dias. Piao Xiao (Ootheca Mantidis) e 15g de Mu Li (Con­
cha Ostreae) para cessar sudorese.
Explicações • Se houver insônia, adicionar 1 0g de Suan Zao Ren
• 42 E, ponto Fonte, clareia Fogo no Estômago. (Semen Ziziphi Spinosae) e 10g de Wu Wei Zi (Fructus
• 6 E e 7 E, pontos locais, regulam circulação de Qi e Schisandrae) para acalmar Mente.
aliviam dor de dente. 4 IG, ponto Fonte do canal do • Se houver calor em palmas das mãos e solas dos pés,
Intestino Grosso, reduz Fogo e alivia dor. adicionar 10g de Hu Huang Lian (Rhizoma Picrorhizae)
130 Dor nos Órgãos dos Sentidos

e lüg de Qing Hao (HerbaA rtemis iae Chinghao) para vermelhidão e edema em gengivas, aversão ao frio, mãos
clarear Fogo por Deficiência. e pés frios, salivação excessiva, lombalgia, impotência,
• Se a boca estiver seca, adicionar 15g de Sheng Di Huang urina clara e profusa, língua pálida com marcas de dente
(Radix Rehmanniae Recens) e 12g de Xuan Shen (Radix e saburra fina e úmida, além de pulso profundo, em pena
Scrophulariae) para nutrir Yin do Rim e aliviar sede. de pássaro e lento, especialmente na posição Yang do Rim.
• Se houver lombalgia, adicionar 1Og de Sang li Sheng
(Ramulus Loranthi) e 1Og de Bai Shao (Radix Paeoniae PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Alba) para fortalecer Rim e aliviar dor. Tonificar Yang, eliminar Frio e sedar dor.
• Se houver constipação, adicionar 15g de Sheng Di
Huang (Radix Rehmanniae) e 12g de Xuan Shen (Radix TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Scrophulariae) para tonificar Yin e lubrificar Intestino PRESCRIÇÃO
Grosso, a fim de aliviar constipação.
MA HUANG Fu ZI XI XIN TANG - EPHEDRA, ASARUM E
Medicamento Patenteado DECOCÇÃO PREPARADA DE ACÔNITO
• Zhi Bai D i Huang Wan - Pílula de A nemarrhena, • Ma Huang (Herba Ephedrae): 6g.
Phellodendron e Rehmannia. • Fu Zi (Radix Aconiti Carmichaeli P raeparata) : 10g.
• Xi Xin (Herba A sari) : 3g.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Bu Gu Zhi (Fructus Psoraleae): lüg.
2 R (Rangu), 3 R (Taixi), 7 R (Fuliu), 10 R (Yingu), 6 BP • Qiang Huo (Rhizoma seu Radix Notopterygii): lüg.
(Sanyinjiao) , 6 E (Jiache) e 7 E (Xiaguan). Método de redução
é utilizado em 2 R. Método neutro é usado em 6 E e 7 E. Explicações
Método de reforço é empregado nos outros pontos. • Ma Huang um fitoterápico pungente e Morno, pro­
move circulação do Qi do Pulmão e dispersa Frio
EXPLICAÇÕES Externo. Fu Zi, um fitoterápico Quente e Morno, to­
• 2 R , ponto Primavera, clareia Calor por Deficiência e nifica Yang do Rim e alivia dor de dente.
reduz Fogo por Deficiência. • Xi Xin e Qiang Huo, dois fitoterápicos pungentes
• 7 R, ponto Metal, promove secreção de Fluidos Cor­ e Mornos, promovem circulação de Qi e aliviam
porais no canal do Rim e nutre Yin do Rim, de maneira dor de dente.
a controlar Fogo por Deficiência. • Bu Gu Zhi tonifica Yang do Rim e ajuda Fu Zi a
• 3 R , ponto Fonte, e 10 R , ponto Mar, são aplicados aliviar dor de dente.
para tonificar Rim e regular sua função fisiológica, de
maneira a tratar a deficiência do Rim. 1O R é também Modificações
o ponto Água do canal do Rim, sendo capaz de nutrir • Se houver aversão ao frio, adicionar 1Og de Wu Zhu Yu
Yin diretamente e promover secreção de Fluidos Cor­ (Fructus Evodiae) e 1Og de Rou Gui (Cortex Cinnamomi)
porais no canal do Rim. para aquecer Yang do Rim, de maneira a aliviar dor.
• 6 BP nutre Yin de forma geral e tonifica Rim. • Se houver salivação excessiva, adicionar lüg de Yi Zhi
• 6 BP e 7 E são pontos locais aplicados para circular Ren (Fructus A lpiniae Oxyphyllae) e 1Og de Sang Piao
Qi e Sangue na área e harmonizar colateral, de ma­ Xiao (Ootheca Mantidis) para tonificar Yang do Rim
neira a cessar a dor de dente. e reduzir salivação. �
• Se houver lombalgia, adicionar 1Og de Xu Duan (Radix :
MODIFICAÇÕES
Dipsaci) e l üg de Sang li Sheng (Ramulus Loranthi) �
• Se houver lombalgia e enfraquecimento dos joelhos para tonificar Yang do Rim, a fim de aliviar dor. �
devido à deficiência do Yin do Rim, adicionar 23 B, ponto • Se houver impotência, adicionar 1Og de Dang Gui (Radix �
de Transporte Posterior do Rim, e 58 B, ponto de Co­ A ngelicae Sinens is) e l üg de Yin Yang Huo (Herba �
nexão do canal da Bexiga, para tonificar Rim, harmo­ Epimedii) para aquecer Yang do Rim e promover cir­
nizar colateral e sedar lombalgia. culação de Sangue.
• Se houver noctúria em virtude do enfraquecimento do Qi
do Rim, adicionar 6 R para tonificar Rim e cessar noctúria. Medicamento Patenteado
• Se houver prostração generalizada decorrente da defi­ • Jin Gui Shen Qi Wan - Pílula do Qi do Rim.
ciência da Essência do Rim, adicionar 4 VC e 6 VC
para tonificar Rim e beneficiar Essência do Rim. TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
• Se houver insônia e acometimento do sono por sonhos 3 R (Taixi), 10 R (Yingu), 3 BP (Taibai), 6 E (Jiache),
em razão da desarmonia entre Rim e Coração, adicio­ 7 E (Xiaguan), 36 E (Zu sanli) e 4 V C (Guangyu an).
nar 3 C e 8 C para acalmar Coração, nutrir Yin do Cora­ Método neutro é utilizado em 6 E e 7 E. Método de
ção e reduzir Fogo por Deficiência. reforço é empregado em outros pontos; a moxibustão
também deve ser utilizada neles.
Deficiência do Yang do Rim
EXPLICAÇÕES
SINAIS E SINTOMAS • 3 R , ponto Fonte, e 10 R, ponto Mar, tonificam Rim
Dor de dente crônica com agravação intermitente, alívio e regulam sua função fisiológica, de maneira a tratar
da dor por aquecimento, dentes frouxos, ausência de deficiência do Yang do Rim.
Dor de Dente 131

• 3 BP, ponto Fonte, e 36 E, ponto Mar, tonificam B aço Explicações


e Estômago, de maneira a promover produção de Qi e • Ma Huang aquece canais e dispersa Frio Externo.
Yang no corpo. • Fu Zi aquece Yang do Rim e alivia dor de dente.
• 4 V C tonifica Qi original para tonificar Rim, aquecer • Xi Xin e Wu Zhu Yu promovem circulação de Qi nos
Interior e eliminar Frio. canais, de maneira a aliviar dor de dente.
• 6 E e 7 E são pontos locais aplicados para circular Qi • Bu Gu Zhi, Xu Duan e Yin Yang Huo tonificam Yan g
e Sangue na área e harmonizar o colateral, de maneira do Rim, fortalecem dentes e aliviam dor de dente.
a cessar dor de dente. • Rou Gui auxilia Fu Zi a aquecer Rim e aliviar dor de dente.
• Quando a moxibustão é utilizada em tais pontos, o efeito
em cessar a dor e eliminar o Frio Interior será maior. Após um mês de tratamento, sua dor de dente estava
aliviada completamente. Ele foi acompanhado por até
MODIFICAÇÕES um ano mais tarde e afirmou não ter apresentado nenhu­
• Se houver lombalgia, fraqueza nos joelhos e noctúria ma dor de dente após o tratamento.
decorrente da deficiência do Yan g do Rim, adicionar
23 B , ponto de Transporte Posterior do Rim, e 58 B , Infecção Bacteriana
pon to d e Conexão d o can al d a B exi ga, com
moxibustão, para tonificar Yan g do Rim, harmonizar SINAIS E SINTOMAS
colateral e sedar lombalgia. Dor de dente e cáries; dor de dente intermitente; agrava­
• Se houver cansaço generalizado, tontura e memória ção da dor de dente com toque, mastigação ou contato
débil devido à deficiência do Yang do Rim, adicionar com alimento ácido; língua vermelha com saburra fina e
6 VC com moxibustão para tonificar Yang do Rim e amarelada; pulso rápido.
aliviar cansaço.
• Se houver retenção de água com edema de membros PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
inferiores e de face em virtude da insuficiência do Yang Clarear Calor, eliminar bactérias e sedar dor.
do Rim para controlar o metabolismo da água, adicio­
nar 7 VC e 9 BP para eliminar excesso de água e ali­ TRATAMENTO FITOTERÁPICO
viar edema. Chuan Jiao em pó misturado com mel para formar algu­
mas pequenas pílulas. Inserir a pílula nos buracos dos
Caso Clínico dentes para matar bactérias e cessar dor.

Um homem de 69 anos de idade havia tido periodontite MEDICAMENTO PATENTEADO


há seis anos e, desde então, apresentava dor de dente, de • Niu Huang fie Du Wan - Pílula de Cálculo de Gado
tempos em tempos. Além disso, tinha dentes frouxos e para Resolver Toxina.
apresentava tontura e cansaço, especialmente após es­
forço físico; também apresentava aversão ao frio e membros TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
frios. Sua língua era alargada e pálida com saburra bran­ 4 IG (Hegu), 20 IG (Yingxiang), 18 ID (Quanliao), 6 E
ca e o pulso era profundo e em pena de pássaro. (Jiache) e 7 E (Xiaguan). Método de redução é utilizado
em tais pontos.
Diagnóstico
Deficiência do Yang do Rim. EXPLICAÇÕES
• 4 IG circula Qi e Sangue e cessa dor de dente.
Princípio de Tratamento • 20 IG, 18 ID, associados com 6 E e 7 E, são pontos
Tonificar Yang do Rim, aquecer canal e aliviar dor. locais, os quais regulam circulação de Qi na vizinhan­
ça e cessam dor.
Tratamento Fitoterápico
MODIFICAÇÕES
MA HUANG Fu Z1 X1 XIN TANG (MODIFICADO) -
EPHEDRA, ASARUM E DECOCÇÃO PREPARADA DE • Se houver agitação devido à dor, adicionar 3 C e 7 C
ACÔNITO (MODIFICADA)
para acalmar Coração e tranqüilizar Mente.
• Se houver desejo por alimento doce em virtude do
• Ma Huang (Herba Ephedrae): 6g. acúmulo de Calor em Baço e Estômago, adicionar 44 E
• Fu Zi (Radix Aconti Praeparata): 10g. e 2 BP, pontos Primavera, para clarear Calor e reduzir
• Xi Xin (Herba A sari): 3g. desejo por alimento doce.
• Bu Gu Zhi (Fructus P soraleae): lüg. • Se houver constipação decorrente do acúmulo de Calor
• Xu Duan (Radix D ipsaci): lüg no Intestino Grosso, adicionar 25 E, ponto de Coleta
• Rou Gui (Cortex Cinnamomi): lüg. Anterior do Intestino Grosso, e 37 E, ponto Mar Infe­
• Wu Zhu Yu (Fructus Evodiae): l üg. rior do Intestino Grosso, para promover evacuação e
• Yin Yang Huo (Herba Epimedii): lüg. aliviar constipação.
978-85-724 1 -765-5
17
978-85-724 1 -765-5

'Dor na língua

A dor na língua pode ser de vários tipos, incluindo dor em queimação, em pontada ou perfurante,
podendo ser localizada em diferentes regiões da língua - incluindo ponta, meio, bordas, área
posterior ou até mesmo em toda língua. Assim como a dor, outros sintomas como edema, erosão,
rigidez e ulceração podem ser observados em associação; eles podem causar dificuldade de deglutição,
ingestão líquida ou de fala. Em alguns casos, a dor na língua também pode ser induzida por
ulceração em razão do descuido de mordedura ou mastigação durante a alimentação.
De modo geral, de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a dor na língua pode
ser causada por invasão Externa ou distúrbio dos órgãos Zang-fu Internos, incluindo invasão de
Vento-Calor, hiperatividade do Calor por Excesso, hiperatividade do Fogo por Deficiência e
acúmulo de Umidade no Baço. Pode ser atribuído a qualquer uma das seguintes condições na
medicina ocidental: papilite de língua, úlcera de língua, hipoglossiadenite, hipoglossite, periglossite,
glossopirose, abscesso de língua e até mesmo carcinoma de língua.

Etiologia e Patologia

Invasão de Fatores Externos


A invasão de fatores Externos, especialmente Vento-Calor, Secura-Calor e Vento-Frio, pode causar
acúmulo de fatores patogênicos na língua, resultando em estagnação de Qi e Sangue e obstrução
do colateral, ocorrendo dor na língua.

Acúmulo de Calor por Excesso no Interior


A incompleta eliminação de fatores Externos no Pulmão pode causar distúrbio do Pulmão, de
maneira que ele não é capaz de dispersar o Qi apropriadamente, acarretando estagnação de Qi
no Pulmão, o que, por sua vez, resulta na geração de Fogo do Pulmão. A língua se encontra na
boca, e a boca é uma abertura para as passagens respiratórias, as quais são dominadas pelo Pulmão.
Se houver ascendência do Fogo do Pulmão, a língua será acometida e ocorrerá dor na língua.
A ingestão em excesso de alimento ácido, gorduroso e doce, além do excesso de ingestão de
bebida alcoólica, pode fazer com que o alimento estagne em Baço e Estômago, levando à for­
mação de Umidade-Calor no Baço ou de Fogo do Estômago. A boca consiste na abertura da
passagem do Baço, e Estômago e Baço formam um par de órgãos Zang-fu. Se houver acúmulo
de Umidade-Calor no Baço ou hiperatividade do Fogo do Estômago, a boca será acometida, o
que conduz a distúrbios da língua, ocorrendo dor na língua.

Acúmulo de Frio-Fleuma no Baço


Maus hábitos alimentares, por exemplo, ingestão de muito alimento frio ou cru, ingestão de
muitas bebidas frias ou de muitos fitoterápicos refrescantes, podem acometer Yan g do Baço,

133
134 Dor nos Órgãos dos Sentidos

levando à deficiência de transporte e transformação e, condições físicas, é geralmente causada por distúrbio
portanto, à formação de Frio-Fleuma. Uma vez que os de órgãos Zang-fu Internos.
colaterais relacionados à língua estejam bloqueados por
esse fator patogênico, ocorrerá dor na língua. Diferenciação Quanto ao Caráter da Dor
• Dor aguda na língua com rigidez da língua, associada
Estímulo Emocional Excessivo a sintomas Externos, tais como aversão ao frio, febre
leve, dor muscular ou ausência de sede, é geralmente
Distúrbio emocional prolongado pode causar disfunção causada por invasão de Vento-Frio.
dos órgãos Zang f - u, conduzindo à geração de Calor ou • Dor aguda na língua com sensação de queimação, saburra
Fogo no Interior. Por exemplo, mágoa excessiva pode fina e amarelada, associada com sintomas Externos, é
causar obstrução no canal do Pulmão, resultando em geralmente causada por invasão de Vento-Calor.
estagnação do Qi lá e geração gradual de Fogo do Pul­ • Dor aguda na língua com secura em língua, boca e
mão. Uma vez formado, ele pode ascender e causar dor garganta, além de sede, associada a sintomas Exter­
na língua. A meditação excessiva pode causar estagna­ nos, é geralmente causada por invasão de Vento-Secura.
ção do Qi no Coração, levando à formação de Fogo­ • Dor crônica penetrante na língua, a qual está relacio­
Coração. Se houver hiperatividade do Fogo-Coração, a nada ao estado emocional, é geralmente causada por
língua - orifício de abertura do Coração - será queima­ estagnação do Qi.
da e acometida, ocorrendo dor na língua. • Dor perfurante que agrava à noite e língua de colo­
A meditação excessiva pode causar estagnação do Qi ração violácea são geralmente causadas por estag­
no Baço, causando deficiência de transporte e transfor­ nação de Sangue.
mação, seguindo-se formação de Umidade-Calor. Quando • Dor crônica na língua com sensação de queimação,
isso acomete a língua, causa dor. agitação, nervosismo, sede, constipação, língua ver­
Raiva, estresse, frustração ou outros acometimentos melha com saburra amarelada e seca e pulso forte e
emocionais em excesso podem levar à estagnação do Qi rápido, é geralmente causada por acúmulo de Fogo
do Fígado, causando geração do Fogo do Fígado. Fogo por Excesso dos órgãos Zang-fFu.
é caracterizado por ascendência; quando a língua é quei­ • Dor crônica com leve sensação de queimação, sede,
mada pelo Fogo do Fígado, ocorre dor. sudorese noturna, boca e garganta secas, língua ver­
Medo e terror prolongados ou medo e terror súbitos melha com saburra fina e pulso profundo, rápido e em
podem fazer com que Qi afunde no Rim, levando à as­ pena de pássaro, é geralmente causada por hiperativi­
cendência do Fogo do Fígado. O canal do Rim tem como dade do Fogo por Deficiência dos órgãos Zang-fu.
origem a língua; então, tal condição causa dor na língua. • Dor na língua com edema e sensação de queimação,
sabor amargo na boca, constipação, língua com saburra
amarelada e gordurosa e pulso rápido e deslizante, é
Esforço Excessivo e Doença geralmente causada por hiperatividade do Fogo-Fleuma.
• Dor na língua com edema, dormência na língua, au­
Prolongada sência de paladar ou náusea, é geralmente causada por
acúmulo de Umidade no Baço.
Muito esforço físico ou trabalho mental, assim como
doença prolongada, pode consumir Yin corporal, levan­
do ao Fogo por Deficiência a ser controlado pela Água, Diferenciação Quanto à Coloração da
ocorrendo hiperatividade do Fogo por Deficiência, o qual Língua
ascende e queima a língua, causando dor.
• Se a dor na língua for causada por invasão de Vento- '°
Frio, a coloração da língua é, em geral, levemente cfl
Tratamento com Base na avermelhada, levemente vermelho- violácea ou não �
. �
existem alterações quanto à coloração. A saburra é �
Diferenciação geralmente fina e branca. �
• Se a dor na língua for causada por invasão de Vento- s;
Calor, a coloração da língua é geralmente averme- v.
Diferenciação lhada, em especial na ponta de língua, ou levemente
vermelho-violácea. Em geral, a saburra da língua é
Diferenciação entre Origens fina e amarelada.
Externa e Interna • Se a dor na língua for causada por invasão de Vento­
Secura, a coloração da língua é geralmente avermelhada
• Início agudo de dor na língua, de intensidade leve, ou não existem alterações em sua coloração. A saburra
acompanhado por sintomas Externos, tais como aver­ da língua é geralmente fina e seca.
são ao frio, febre, dor muscular, coriza nasal, tosse • Se a dor na língua for causada por acúmulo de Umi­
ou pulso superficial, é geralmente causado por inva­ dade no Baço, a coloração da língua é geralmente pálida,
são de fatores Externos. com marcas de dentes. Com freqüência, a língua é
• História crônica de dor na língua, de intensidade leve edemaciada e grande. A saburra é geralmente branca
ou forte, associada com dieta, estado emocional e outras e gordurosa.
Dor na Língua 135

Tratamento C. PRESCRIÇÃO PARA INVASÃO DE VENTO-FRIO


fING FANG BAI Du SAN - Pó DE SCHIZONEPETA E
Invasão de Fatores Externos LEDEBOURIELLA PARA ELIMINAR TOXINA PATOGÊNICA
SINAIS E SINTOMAS • fing fie (Herba Schizonepetae): 6g.
Dor na língua, febre, aversão ao frio e cefaléia consti­ • Fang Peng (Radix Ledebouriellae): 6g.
tuem os sintomas mais comuns em que a dor na língua • Ren Shen (Radix Ginseng): 6g.
é causada por invasão de fatores Externos. • Qiang Huo (Rhizama seu (Radix Notopterygii): 6g.
Se for invasão de Vento-Calor, existe língua avermelhada • Du Huo (Radix A ngelicae P ubescentis): 6g.
e edemaciada, erosões na língua, sede, língua vermelha • Qian Hu (Radix Peucedani): 6g.
v;, com saburra fina e amarelada e pulso superficial e rápido. • Chai Hu (Radix Bupleuri): 6g.
� S e for invasão de Calor-Secura, a garganta está seca, • fie Geng (Radix Platycodi): 5 g.
e-;- há sede e a língua possui saburra amarelada e seca. • Zhi Qiao (Fructus A urantii): 6g.
� Se for invasão de Vento-Frio, a língua é rígida e existe • Fu Ling (Poria): 6g.
i; ausência de sede, espasmo dos músculos faciais, língua • Chuan Xiong (Rhizama Ligustici Chuanxiong): 5 g.
� com saburra fina e branca e pulso superficial e apertado. • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5 g.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO Explicações
Dispersar Vento, dispersar fatores Externos e aliviar • fiang fie, Qiang Huo e Du Huo são fitoterápicos ácridos
dor na língua. e Mornos utilizados para promover a sudorese e dis­
TRATAMENTO FITOTERÁPICO persar o Vento-Frio patogênico.
• Chai Hu e Bo He são fitoterápicos ácridos e Frios,
A. PRESCRIÇÃO PARA INVASÃO DE VENTO-CALOR
utilizados para dispersar Calor.
YIN QIAO SAN - Pó DE HONEYSUCKLE E FORSYTHIA • Chuan Xiong tonifica a circulação de S angue e pro­
• fin Yin Hua (Flos Lonicerae): I Og. move a circulação de Qi de maneira a cessara dor.
• Lian Qiao (Fructus Fors ythiae): I Og. • fie Geng e Qian Hu promovem a circulação do Qi do
• fie Geng (Radix Platycodi): 6g. Pulmão e cessam a tosse.
• Bo He (Herba Menthae): 6g. • Fu Ling e S heng Jiang resolvem a Fleuma e elimi­
• Dan Dou Chi (Semen Sojae P raeparatum): 10g. nam Umidade.
• Zhu Ye (Herba Lophatheri): I Og. • Zhi Qiao promove o Qi para relaxar o tórax.
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g. • Gan Cao harmoniza as ações dos outros fitoterápicos
• fing fie Shui (Spica Schizonepetae): 6g. na formulação.
• Niu Bang Zi (Fructus A rctii): I Og.
• Lu Gen (Rhizoma P hragmitis ): I Og. Modificações
• Se a língua for vermelha e edemaciada em virtude da
Explicações invasão do Vento-Calor, adicionar 1Og de Pu Gong Ying
• finYin Hua eLian Qiao clareiam Calor e eliminam Toxina. (Herba Taraxaci) e 1 0g de Zhu Ye (Herba Lophatheri)
• Bo He, fing fie Shui e Dan Dou Chi promovem sudorese, para clarear Calor e reduzir edema.
liberam Exterior e dispersam Calor. • S e houver sede decorrente da invasão de S ecura-Ca­
• Niu Bang Zi, fie Geng e Gan Cao eliminam Toxina, lor, adicionar lüg de Mai Dong (Radix Ophiopogonis)
beneficiam garganta e cessam dor. e lüg de Xuan Shen (Radix Scrophulariae) para nutrir
• Zhu Ye e Lu Gen clareiam Calor e aumentam produ- Yin de Pulmão e Estômago e aliviar sede.
ção de Fluidos Corporais, de maneira a aliviar sede. • Se houver febre em razão da predominância da inva­
são por Calor, adicionar 10g de Huang Qin (Radix
B. PRESCRIÇÃO PARA INVASÃO DE CALOR-SECURA
Scutellariae) para clarear Calor e reduzir febre.
SANG XING TANG - DECOCÇÃO DE FOLHA DE AMORA • Se houver cefaléia, adicionar 1Og de Man fing Zi (Fructus
E APRICOT KERNAL Viticis) para dispersar Vento-Calor e sedar cefaléia.
• Sang Ye (Folium Mori): 6g. • S e houver tosse e expectoração de fleuma amarelada
• Xing Ren (Semen A rmeniacae Amarum): I Og. devido à invasão do Pulmão por Vento-Calor, adicio­
• Sha Shen (Radix Adenophorae): I Og. nar 10g de Qian Hu (Radix Peucedani) e l üg de Zhe
• Zhe Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii): I Og. Bei Mu (Bulbus Fritillariae Thunbergii) para disper­
• Dan Dou Chi (Semen Sojae P raeparatum): I Og. sar Qi do Pulmão e dispersar Vento-Calor.
• Zhi Zi Pi (Pericarpium Gardeniae): I Og.
• Li Pi (Exocarpium Pyrus): I Og.
Medicamento Patenteado
• fiang Fang Bai Du Pian - Tablete de Schizanepeta e
Explicações Ledebouriella para Resolver Toxina Patogênica.
• Sang Ye e Zhi Zi Pi clareiam Calor-Seco.
• Dan Dou Chi dispersa Vento e alivia síndrome Externa. TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
• Sha Shen e Li Pi nutrem Yin do P ul mão. 7 P (Lieque), 4 IG (Hegu) , 2 0 V B (Fengchi), 5 TA
• Xing Ren e Zhe Bei Mu dispersam Qi do Pulmão e (Waigu an), 15 VG (Yamen) e 23 VC (Lianquan). Método
cessam tosse. de redução é utilizado em todos esses pontos.
136 Dor nos Órgãos dos Sentidos

EXPLICAÇÕES • Zhu Ye (Herba Lophatheri): IOg.


• Dentre os fatores Externos causadores de dor na língua, • Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 5g.
invasão de Vento-Calor e invasão de Vento-Secura cons­ • Zhi Zi (Fructus Gardeniae): I Og.
tituem as causas mais comuns. Todos os pontos anterior­ • Huang Lian (Rhizoma Coptidis): I Og.
mente mencionados apresentam a função de dispersar a
EXPLICAÇÕES
invasão Externa; entretanto, 7 P é utilizado especialmen­
te quando existem sintomas do Pulmão, incluindo tosse, • Sheng Di Huang clareia Calor, resfria Sangue e nutre Yin.
expectoração de fleuma, dor torácica e dor de garganta. • Mu Tong e Zhu Ye promovem micção e descendem Fogo
• 4 IG é utilizado especialmente para dispersar invasão do Coração para Intestino Delgado.
de Vento, incluindo Vento-Calor, Vento-Secura e Ven­ • Gan Cao reduz Fogo e cessa dor na língua.
to-Frio, uma vez que esse ponto possui a função de • Hu ang Lian e Zhi Zi clareiam Fogo do Coração e
abertura dos poros cutâneos, de maneira a induzir aliviam dor.
sudorese. Uma vez que também é ponto do canal do
MODIFICAÇÕES
Intestino Grosso, é capaz de clarear Calor e reduzir febre.
• 20 VB é utilizado para dispersarVento e aliviar cefaléia. • S e houver ulceração grave em boca e língua, adicio­
Quando esse ponto é punturado em direção à ponta do nar 5g de Qing Dai (lndigo Naturalis) e 5 g de Dan
nariz, também apresenta função de tratar problemas Shen (Radix Salviae Miltiorrhizae) para clarear Fogo
na boca, incluindo dor na língua. do Coração, eliminar Toxina e aliviar ulceração.
• 5 TA é aplicado para aliviar sintomas Externos. Esse • S e a micção for dolorosa, adicionar lüg de Xiao li
ponto também é conectado com Vaso de Ligação Yang, (Herba Cephalanoploris) e 1 0g de Zhi Zi (Fructus
o qual termina em 15 VG. 15 VG é um bom ponto para Gardeniae) para clarear Fogo do Coração e aliviar dor.
aliviar rigidez de língua e pescoço. 23 VC é um bom • Se houver insônia, adicionar 1 Og de Suan z.ao Ren (Semen
ponto para tratar problemas na língua, incluindo dor. Ziziphi Spinosae) e lüg de Deng Xin Cao (Medulla Junci)
Quando esse ponto é punturado, a agulha deve ser para clarear Fogo do Coração e acalmar Mente.
direcionada para a base da língua, a fim de se obter melhor • S e houver agitação, adicionar 20g de Long Gu ( Os
resultado terapêutico. Draconis) e 15g de Ci Shi (Magnetitum) para clarear
Calor e acalmar Mente.
MODIFICAÇÕES
• Se garganta e língua estiverem vermelhas com sensa­ MEDICAMENTO PATENTEADO
ção de queimação na língua em virtude da invasão de • Dao ChiPian-Tablete Vermelho que Guia para o Exterior.
Vento-Calor, adicionar 2 IG, ponto Primavera, e 11 IG,
ponto Mar, para clarear bastante Calor e cessar dor. TRATAMENTO POR ACUPUNTURA
• S e houver febre elevada decorrente da predominân­ 3 C (Shaohai), 6 C (Yinxi), 7 C (Shenmen), 8 C (Shaofu) ,
cia de Calor, adicionar 14 VG para clarear Calor e 8 CS (Laogong) , 2 1D (Qiangu) e 4 1D (Wangu). Método
reduzir febre. de redução é utilizado em tais pontos, exceto em 3 C e
• Se garganta e língua estiverem secas com sede devido à 7 C, nos quais é empregado método neutro.
invasão de Vento-Secura, adicionar 8 P e 6BP para promo­
ver secreção de Fluidos Corporais e umedecer Secura. EXPLICAÇÕES
• Se houver dor na língua e espasmo de face em razão • A língua constitui o orifício de abertura do canal do
da invasão de Vento-Frio, adicionar 6 E e 40 E para Coração. Quando há Calor por Excesso no Coração, ele
aliviar dor na língua e espasmo muscular na face. pode ascender através do canal da língua e causar dor.
• 8 C e 8 CS, pontos Primavera, são capazes de clarear
Acúmulo de Calor por Excesso Calor e aliviar dor. Eles são especialmente indicados
no tratamento da dor na língua resultante do Calor do
CALOR POR EXCESSO NO CORAÇÃO Coração ou Fogo do Coração.
SINAIS E SINTOMAS • 3 C, ponto Mar, e 7 C, ponto Fonte, são capazes de re­
Dor na língua (especialmente ponta com sensação de gular a função do Coração e tratar as causas básicas do
queimação, tamponamento e pontos vermelhos), agitação, Calor do Coração. Isso também acalma Mente, o que
insônia, urina de coloração amarelo-escura e micção até aliviará insônia e agitação devido ao Calor no Coração.
mesmo dolorosa, língua vermelha com saburra amarelada • 6 C, ponto de Acúmulo, alivia dor na língua.
e pulso rápido e em corda, especialmente na área do Coração. • 2 ID, ponto Primavera, e 4 ID, ponto Fonte, são em­
pregados para promover micção, de maneira a clarear �
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO Calor no Coração. Esse método é denominado "sedação ri �
do filho, de maneira a tratar E xcesso da mãe".
Clarear Calor e acalmar Coração. J -
TRATAMENTO FITOTERÁPICO MODIFICAÇÕES
°'
lJl

PRESCRIÇÃO • S e houver insônia e agitação devido à deficiência do t'.n


Coração em albergar a Mente, adicionar 20 VG e ponto
Dao Chi San - Pó Vermelho que Guia para Exterior extra Sishencong para acalmar M ente e melhorar sono.
• Mu Tong (Caulis A kebiae) : 6g. • S e a micção estiver dolorosa em virtude da ascendên­
• Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae): 1 2g. cia do Calor do Coração para o Intestino Delgado,
Dor na Língua 137

adicionar 39 E, ponto Mar Inferior do Intestino Del­ em tais pontos, exceto em 23 VC, no qual é empregado
gado, e 8 ID, ponto Mar, para clarear Calor no Intes­ método neutro.
tino Delgado e promover micção.
• Se houver constipação decorrente do acúmulo de Calor EXPLICAÇÕES
no Intestino Grosso, adicionar 25 E, ponto de Coleta • A boca constitui uma abertura do Pulmão. Portanto, quando
Anterior do Intestino Grosso, e 4 IG, ponto Fonte, para há acúmulo de Calor por Excesso no Pulmão, ele pode
clarear Calor no Intestino Grosso e promover evacuação. ascender e acometer a boca, causando dor na língua.
• 5 P, ponto Mar, clareia Calor no Pulmão e faz com que
Calor por Excesso no Pulmão Qi do Pulmão descenda, de maneira a restabelecer a
função fisiológica do Pulmão. Esse ponto é também o
SINAIS E SINTOMAS ponto Filho do canal do Pulmão, sendo indicado para
Dor na língua (especialmente na ponta) com sensação eliminação de fatores patogênicos Excessivos do Pulmão.
de queimação, picada e pontos vermelhos; tosse seca ou • 10 P, ponto Primavera, é aplicado para clarear Calor no
fleuma amarelada; dor torácica; nariz seco; epistaxe; sede; Pulmão e aliviar a dor devido ao Calor. Além disso, esse
fezes secas; dor na garganta; língua vermelha com saburra ponto é capaz de aliviar vermelhidão e dor na garganta.
amarelada; pulso rápido e superficial. • 6 P, ponto de Acumulo, é indicado no tratamento de dor
aguda na língua decorrente do acúmulo de Calor no Pulmão.
PRINCÍPIO DE TRATAMENTO • 4 IG, ponto Fonte, e 11 IG, ponto Mar, clareia Calor
Clarear Calor e dispersar Qi do Pulmão. e promove evacuação (isso significa clarear Calor do
Pulmão por meios de drenagem do Intestino Grosso).
TRATAMENTO FITOTERÁPICO • 23VC, ponto local, clareia Calor na língua diretamen­
PRESCRIÇÃO te e também induz efeitos para língua.
Xie Bai San - Drenar Pó Branco MODIFICAÇÕES
• Di Gu Pi (Cortex Lycii Radieis): 10g. • Se houver sangramento nasal em razão da ascendên­
• Sang Bai Pi (Cortex Mori Radieis): lOg. cia do Calor do Pulmão, adicionar 20 IG e 11 P para
• Gan Cao (Radix Glycyrrhizae): 6g. clarear Calor e cessar sangramento.
• Jing Mi (Semen Oryzae): lOg. • Se houver tosse decorrente da disfunção do Pulmão em
• Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 20g dispersar Qi e fazer com que Qi do Pulmão descenda,
• Huang Qin (Radix Seutellariae): lOg. adicionar 1 P, ponto de Coleta Anterior do Pulmão, e
EXPLICAÇÕES 13 B, ponto de Transporte Posterior do Pulmão, para
dispersar Qi do Pulmão e fazê-lo descender.
• Sang Bai Pi reduz Calor nos Pulmões para aliviar dor. • Se houver expectoração de fleuma amarelada devido
• Di Gu Pi clareia Calor no Pulmão
à concentração de Fluidos Corporais por Calor no Pul­
� • Jing Mi e Gan Cao harmonizam Qi do Estômago e
";'
mão, adicionar 40 E para clarear Calor e resolver Fleuma.
'.:: tonificam Estômago.
;:1; • Shi Gao e Huang Qin clareiam Calor e aliviam dor. CALOR POR EXCESSO NO ESTÔMAGO
°?
00
MODIFICAÇÕES SINAIS E SINTOMAS
� • Se houver tosse seca, adicionar I Og de Chuan Bei Mu
Dor na língua (especialmente em todo corpo da língua
(Bulbus Fritillariae Cirrhosae) e 1Og de Xuan Shen (Radix ou no meio dela) , sede, boca seca, preferência por bebi­
Serophulariae) para nutrir lín do Pulmão e cessar tosse. das frias, odor fétido na boca, constipação, edema e
• Se houver tosse com fleuma amarelada, adicionar lüg vermelhidão das gengivas, tendência a estar freqüente­
de Zhu Ru (Caulis Bambusae in Taeniam) e lüg de mente com fome, dor abdominal, agitação, língua ver­
Gua Lou (Fruetus Trichosanthis) para clarear Calor e melha com saburra amarela e seca e pulso rápido e forte.
eliminar Fleuma-Calor.
• Se houver dor torácica, adiciona-se Bai Shao (Radix PRINCÍPIO DE TRATAMENTO
Paeoniae Alba) lOg e Zhi Qiao (Fructus Aurantii) lOg
Clarear Calor e promover evacuação.
para regular a circulação de Qi e aliviar a dor.
• Se houver sangramento nasal, adicionar 15g de Bai TRATAMENTO FITOTERÁPICO
Mao Gen (Rhizoma Imperatae) e lüg de Chi Shao
(Radix Paeoniae Rubra) para resfriar Sangue e ces­ PRESCRIÇÃO
sar sangramento.
Qing Wei San - Pópara Clarear Calor no Estômago
MEDICAMENTO PATENTEADO • Huang Lian (Rhizoma Coptidis): 10g.
• Qing Fei Yi Huo Pian -Tablete de Desobstrução dos • Dang Gui (Radix A ngelicae Sinensis): 6g.
Pulmões e Controle do Fogo. • Sheng Di Huang (Radix Rehmanniae): 15g.
• Sheng Ma (Rhizoma Cimieifugae): lOg.
TRATAMENTO POR ACUPUNTURA • Mu Dan Pi (Cortex Moutan Radieis) : lOg.
5 P (Chize), 6 P (Kongzui), 10 P (Yuji), 4 IG (Hegu), 11 IG • Shi Gao (Gypsum Fibrosum): 20g.
(Quehi) e 23 VC (Lianquan). Método de redução é utilizado • Zhi Zi (Fructus Gardeniae): 10g.
138 Dor nos Órgãos dos Sentidos

EXPLICAÇÕES Se houver náusea e vômito devido à ascendência do


• Huang Lian e ShengMa clareiam Calor e eliminam Toxina. Qi do Estômago, adicionar 6 CS, ponto de conexão
• Sheng Di Huang e M u Dan Pi clareiam Calor e res­ com Vaso de Ligação Yin, e 4 BP, ponto de conexão com
friam Sangue. canal do Vaso de Penetração , para descender Qi do
• Dang Gui nutre Sangue, tonifica sua circulação e Estômago e aliviar vômito.
alivia edema. • Se houver constipação em razão de Calor no Intes­
• Shi Gao e Zhi Zi clareiam Calor e aliviam dor. tino Grosso , adicionar 25 E, ponto de Coleta Ante­
rior do Intestino Grosso , para promover evacuação
MODIFICAÇÕES e aliviar constipação.
• se·a língua estiver ulcerada e edemaciada, adicionar lüg
de Chi Shao (Radix Paeoniae Rubra) e l üg de Zhi Zi Caso Clínico
(Fructus Gardeniae) para clarear Fogo e resfriar Sangue.
Uma menina de nove anos de idade sofria de dor na lín­
• Se houver sede, adicionar 15g de Xuan Shen (Radix
gua há nove dias. Apresentava periglossite aguda e tinha
Scrophulariae) e l üg de Zhu Ye (Herba Lophatheri)
recebido tratamento médico ocidental com analgésicos.
para clarear Fogo e nutrir Fluidos Corporais.
Quando chegou à clínica, apresentava língua levemente
• Se gengivas estiverem edemaciadas , adicionar 20g
edemaciada com úlceras nas bordas, sede, tonsilite ,
de Shi Gao (Gypsum Fibrosum) e lüg de Zhi M u
irritabilidade e constipação. Sua língua era vermelha com
(Rhizoma A nemarrhenae) para clarear Fogo do Es­
saburra seca e amarelada e seu pulso era rápido.
tômago e reduzir edema.
• Se houver dor abdominal, acrescentar lüg de Yan Hu Suo Diagnóstico
(Rhizoma Corydalis) e lüg de Bai Shao (Radix Paeoniae Hiperatividade do Fogo do Estômago.
Alba) para regular Qi do Estômago e aliviar dor.
• Se houver constipação, adicionar 1 0g de Da Huang Princípio de Tratamento
(Radix et Rhizama R hei) e l üg de Mang Xiao (Natrii Clarear Fogo do Estômago e aliviar dor.
Sulfas) para eliminar Calor, promover evacuação e
aliviar constipação.