Vous êtes sur la page 1sur 4

"Porei sobre seus ombros a chave da casa de Davi; se ele abrir, ninguém fechará, se fechar,

ninguém abrirá;" (Isaías 22, 22)

"Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e
tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”." (São Mateus 16, 19)

Tertuliano, nasceu ano 160 e faleceu ano 220 d.C.: “Se, por o Senhor ter dito a Pedro, «Sobre
esta pedra eu edificarei a minha Igreja», «a ti eu te dei as chaves do reino celestial», ou
«qualquer coisa que ligares ou desligares na terra, será ligada ou desligada nos céus», tu
portanto supores que o poder de ligar e desligar derivou para ti, ou seja, para toda a Igreja
semelhante a Pedro, que tipo de homem és, subvertendo e mudando totalmente a intenção
manifesta do Senhor, conferindo (como foi a sua intenção) isto pessoalmente a Pedro? «Sobre
ti», diz, «eu edificarei a minha Igreja»; e «Eu te darei as chaves a ti», não à Igreja; e «o que
desligares ou ligares», não o que «eles desligarem ou ligarem». Pois assim adicionalmente
ensina o resultado. No próprio (Pedro) a Igreja foi criada; isto é, através do próprio (Pedro); ele
próprio testou a chave; tu vês qual: «Homens de Israel, deixai que o que digo penetre nos
vossos ouvidos: Jesus Nazareno, homem destinado por Deus para vós», e assim. O próprio
(Pedro), portanto, foi o primeiro a abrir, no batismo de Cristo, a entrada para o reino celestial,
no qual são desligados os pecados que estavam antes ligados; e aqueles que não foram
desligados são ligados, segundo a verdadeira salvação...” (On modesty, Capítulo 21– Fonte:
http://www.newadvent.org/fathers/0407.htm)

"Que homem, então, de mente sadia pode possivelmente supor que eles eram ignorantes de
qualquer coisa, a quem o Senhor ordenasse ser mestres (ou professores), mantê-los, como Ele fez,
inseparáveis (de Si mesmo) em sua presença, em seu discipulado, em sua sociedade, a quem,
"quando eles estavam sozinhos, Ele costumava expor" todas as coisas que eram obscuras, dizendo-
lhes que "a eles foi dado conhecer esses mistérios", que não era permitido ao povo para entender?
Nada foi retido do conhecimento de Pedro, que é chamadoa rocha sobre a qual a igreja deveria ser
construída, que também obteve as chaves do reino dos céus , com o poder de perder e amarrar no
céu e na terra?" (Tertuliano, nasceu ano 160 e faleceu ano 220 d.C. – Prescrição contra hereges,
Capítulo 22 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/0311.htm)

São Cipriano de Cartago, nascido ano 210 e martirizado ano 258 d.C: "A Pedro foi dada a primazia,
para manifestar que a Igreja é uma em Cristo" (De Unitate 4, 5 – Fonte:
http://www.documentacatholicaomnia.eu/02m/0200-
0258,_Cyprianus_Carthaginensis,_Liber_de_Unitate_Ecclesiae,_MLT.pdf)

"Há um só Deus, e um só Cristo, e uma Igreja, e uma cátedra fundada pela voz do Senhor sobre a
rocha. Outro altar não pode ser posto, nem um novo sacerdócio feito, além do altar único altar e do
único sacerdócio." (Epist. 39, 5 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/050639.htm)

"...à IGREJA PRINCIPAL na qual nasceu a UNIDADE do sacerdócio, se esquecem que estes são os
romanos cuja fé elogiada pelo apóstolo quando ele pregou, que não deveria ter acesso a perfídia."
(Epist. 54, 14 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/050654.htm)

Eusébio de Cesareia, nascido ano 263 e falecido ano 339 d.C: "Os bem-aventurados apóstolos,
depois de haverem fundado e edificado a Igreja, puseram o ministério do episcopado em mãos de
Lino. Este Lino é mencionado por Paulo em sua carta a Timóteo [2 Timóteo 4:21] Sucede-o
Anacleto, e depois deste, em terceiro lugar a partir dos apóstolos, obtém o episcopado Clemente,
que também havia visto os bem-aventurados apóstolos e tratado com eles, e tinha ainda ressoando-
lhe nos ouvidos a pregação dos apóstolos e diante dos olhos sua tradição. E não apenas ele, porque
então ainda sobreviviam muitos que haviam sido instruídos pelos apóstolos. Quando nos tempos
deste Clemente surgiu entre os irmãos de Corinto uma não pequena dissensão, a igreja de Roma
escreveu aos Coríntios uma carta importantíssima tentando reconciliá-los na paz e renovar sua fé e
a tradição que tinham recebido dos apóstolos." E depois de breve espaço diz: ‘A este Clemente
sucede Evaristo, e a Evaristo, Alexandre; depois é instituído Sixto, o sexto portanto a partir dos
apóstolos; e depois deste, Telésforo, que também sofreu gloriosamente o martírio; logo Higinio;
depois Pio, e depois deste, Aniceto; havendo Sotero sucedido a Aniceto, agora é Eleutério que ocupa
o cargo do episcopado, em décimo segundo lugar a partir dos apóstolos. Pela mesma ordem e com a
mesma sucessão chegaram até nós a tradição e a pregação da verdade que procederam dos
apóstolos na Igreja.” (História Eclesiástica, Livro V, capítulo 6 – Fonte:
http://www.newadvent.org/fathers/250105.htm)

Santo Optato de Milevi, nascido aprox. ano 325 e falecido ano 397 d.C: “Você não pode, então, negar
que você sabe que sobre Pedro pela primeira vez na cidade de Roma foi concedido a Cathedra
Episcopal, em que sentou Pedro, o chefe de todos os Apóstolos (razão pela qual ele foi chamado
Cefas), que, nesta Cathedra, a unidade deve ser preservada por todos, se os outros Apóstolos
pudessem alegar ---- cada um por si ---- separadas cátedras, de modo que aquele que colocasse uma
segunda Cathedra contra a única Cathedra já seria um cismático e um pecador. Bem, então, por uma
Cathedra, que é a primeira dos legados, Pedro foi o primeiro a sentar.

A Pedro sucedeu Lino, a Lino sucedeu Clemente, a Clemente Anacleto, a Anacleto Evaristo, a
Evaristo Sisto, a Sisto Telesforo, a Telesforo Higino, a Higino Anaceto, a Anaceto Pio, a Pio Sotero, a
Sotero Alexandre, a Alexandre Victor, a Victor Zeferino, a Zeferino Calisto, a Calisto Urbano, a
Urbano Ponciano, a Ponciano Antero, a Antero Fabiano, a Fabiano Cornélio, com Cornélio Lúcio, a
Lúcio Estevão, a Estevão Sisto, a Sisto Dionísio, a Dionísio Felix, a Felix Marcelino, a Marcelino
Eusébio, Eusébio Melquíades, a Melquíades Silvestre, a Silvestre Marcus, a Marcus Júlio, a Júlio
Libério, a Libério Dâmaso, a Dâmaso Sirício, que hoje é o nosso colega, com quem "o mundo
inteiro", através da relação sexual de cartas de paz, concorda com a gente em um vínculo de
comunhão.

Agora você mostre a origem da sua Cathedra, vocês que pretendem reclamar a Santa Igreja para si!”
Contra os Donatistas- Livro 2, Capítulo 2,3 – Fonte:
http://www.tertullian.org/fathers/optatus_02_book2.htm)

A autoridade foi dada por Cristo (Mt 16, 18-19). E através do Sagrado Magistério, Sagrada Tradição
e Sagradas Escrituras, da Igreja Católica, que Cristo garante a infalibilidade, "as portas do inferno
não prevalecerão contra ela", a Igreja é inequívoca em matéria de Fé e Moral, se proclamada em Ex
Cathedra.

A infalibilidade papal é exercida quando:

1 -- Papa é infalível quando se pronuncia Ex Cathedra, --em seu Magistério Extraordinário. Isso
ocorre quando ele se pronuncia nas seguintes quatro condições.

1- Quando ele afirma que se pronuncia como Vigário de Cristo, usando o poder das chaves que
Cristo concedeu a Pedro;
2- Tratando de Fé e Moral;
3- Ensinando a toda a Igreja;
4- Com vontade clara de definir um problema, isto é, afirmando algo, e condenando explicitamente
a tese oposta.

Faltando uma dessas quatro condições, o ensinamento, merece grande acatamento, claro, mas não é
infalível.

2 -- O Papa é também infalível, se pronuncia de modo ex cathedra quando aprova decisões


dogmáticas de um Concílio ecumênico, e confirma com anátema - condenando a tese oposta à que
ele aprovou.
3 -- O Papa é infalível também em seu Magistério Ordinário quando repete o que sempre foi
ensinado pelos Papas anteriores, em um problema de Fé ou moral, em caráter universal.

4 - Os Bispos de todo o Mundo são infalíveis quando unanimemente ensinam algo.

Os Apóstolos não usavam o Canon Judaico da TANAKH, pois esse foi formado na ERA CRISTÃ, entre
o século I e II d.C, é um Canon predominantemente farisaico, que os protestantes optaram por usar
depois de muitas controvérsias, adulterando a Bíblia Cristã. Os Apóstolos usavam o Canon da
SEPTUAGINTA!

“De acordo com as tradições preservadas na Mishná, dois conselhos de rabinos judeus foram
realizados (90 e 118 a.D, respectivamente) com Jabne ou Jâmnia, não muito longe do Sul de Jope, na
costa do Mediterrâneo, em que os livros do Antigo Testamento, principalmente Eclesiastes e
Cânticos, foram discutidos e ratificados em sua canonicidade. O Rabino Gamaliel II provavelmente
presidiu esse Concílio. Rabbi Akiba foi o chefe do conselho. O que realmente foi determinado por
estes sínodos não foi preservado para nós com precisão, mas por muitas autoridades pensa-se que
a grande polêmica que vinha acontecendo há mais de um século entre as escolas rivais judaica Hillel
e Shammai tinha sido agora trazida a um fim, e que o cânon foi formalmente restrito aos nossos 39
livros. Talvez haja razão em dizer que em Jâmnia os limites do cânon hebraico foram oficialmente e,
finalmente, determinados por autoridades judaicas. Não que a sanção oficial criou a opinião pública,
mas, no entanto, a confirmou.” ( Fonte: International Standard Bible Encyclopedia de James Orr,
M.A., D.D., Editor General
– https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c7/The_International_Standard_Bible_Enc
yclopedia_Volume_1.pdf?fbclid=IwAR31OabPVarBPQbN9xepN8dHvWYku2uuW4kPWwN_xqDvxPz
Y-jCvYxTToa0)

“Nós lemos as vidas dos Césares: Em Roma, Nero foi o primeiro a ver com sangue a ascensão
da fé. Então é Pedro cingido por outro (Jo 21, 18), quando ele é feito rápido na cruz. Então
Paulo obtém um nascimento adequado à cidadania romana, quando em Roma ele volta à vida
novamente enobrecido pelo martírio.” (Scorpiace – Capítulo XV - Fonte:
http://tertullian.org/anf/anf03/anf03-45.htm#P10956_3079211)
Santo Inácio de Antioquia, nascido ano 35 e martirizado ano 108, Bispo de Esmirna: "Inácio... à
Igreja que recebeu misericórdia pela grandeza do Pai altíssimo e de Jesus Cristo Seu Filho
único, Igreja amada e iluminada pela vontade d'Aquele que escolheu todos os seres, isto é,
segundo a fé e a caridade de Jesus Cristo nosso Deus, ela que PRESIDE na região dos romanos,
digna de Deus, digna de honra, digna de ser chamada 'feliz', digna de louvor, digna de sucesso,
digna de pureza, que preside ao amor, que porta a lei de Cristo, que porta o nome do Pai, eu a
saúdo em nome de Jesus Cristo, o Filho do Pai... Nunca tiveste inveja de ninguém; ensinastes a
outros. QUANTO A MIM, DESEJO GUARDAR AQUILO QUE ENSINAIS E PRECEITUAIS." (Epistle to
the Romans – Greetings and Chapter 3 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/0107.htm
)

Santo Irineu, nascido ano 130 e martirizado ano 202, Bispo de Lyon: “Mas visto que seria coisa
bastante longa elencar, numa obra como esta, as sucessões de todas as igrejas, limitar-nos-
emos à maior e mais antiga e conhecida por todos, à igreja fundada e constituída em Roma,
pelos dois gloriosíssimos apóstolos, Pedro e Paulo, e, indicando a sua tradição recebida dos
apóstolos e a fé anunciada aos homens, que chegou até nós pelas sucessões dos bispos,
refutaremos todos os que de alguma forma, quer por enfatuação ou vanglória, quer por
cegueira ou por doutrina errada, se reúnem prescindindo de qualquer legitimidade. Pois é uma
questão de necessidade que toda Igreja deve concordar com esta Igreja, por causa de sua
autoridade proeminente” (Adversus Hæreses – Book III Chapter 3, n. 2 – Fonte:
http://www.newadvent.org/fathers/0103303.htm )

Tertuliano, nasceu ano 160 e faleceu ano 220 d.C.: “Se, por o Senhor ter dito a Pedro, «Sobre
esta pedra eu edificarei a minha Igreja», «a ti eu te dei as chaves do reino celestial», ou
«qualquer coisa que ligares ou desligares na terra, será ligada ou desligada nos céus», tu
portanto supores que o poder de ligar e desligar derivou para ti, ou seja, para toda a Igreja
semelhante a Pedro, que tipo de homem és, subvertendo e mudando totalmente a intenção
manifesta do Senhor, conferindo (como foi a sua intenção) isto pessoalmente a Pedro? «Sobre
ti», diz, «eu edificarei a minha Igreja»; e «Eu te darei as chaves a ti», não à Igreja; e «o que
desligares ou ligares», não o que «eles desligarem ou ligarem». Pois assim adicionalmente
ensina o resultado. No próprio (Pedro) a Igreja foi criada; isto é, através do próprio (Pedro); ele
próprio testou a chave; tu vês qual: «Homens de Israel, deixai que o que digo penetre nos
vossos ouvidos: Jesus Nazareno, homem destinado por Deus para vós», e assim. O próprio
(Pedro), portanto, foi o primeiro a abrir, no batismo de Cristo, a entrada para o reino celestial,
no qual são desligados os pecados que estavam antes ligados; e aqueles que não foram
desligados são ligados, segundo a verdadeira salvação...” (On modesty, Chapter 21– Fonte:
http://www.newadvent.org/fathers/0407.htm )

São Cipriano de Cartago, nascido ano 210 e martirizado ano 258 d.C: "A Pedro foi dada a
primazia, para manifestar que a Igreja é uma em Cristo" (De Unitate 4, 5 – Fonte:
http://www.documentacatholicaomnia.eu/02m/0200-
0258,_Cyprianus_Carthaginensis,_Liber_de_Unitate_Ecclesiae,_MLT.pdf ) "Há um só Deus, e
um só Cristo, e uma Igreja, e uma cátedra fundada pela voz do Senhor sobre a rocha. Outro
altar não pode ser posto, nem um novo sacerdócio feito, além do altar único altar e do único
sacerdócio." (Epistle 39, 5 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/050639.htm ) "...à
IGREJA PRINCIPAL na qual nasceu a UNIDADE do sacerdócio, se esquecem que estes são os
romanos cuja fé elogiada pelo apóstolo quando ele pregou, que não deveria ter acesso a
perfídia." (Epistle 54, 14 – Fonte: http://www.newadvent.org/fathers/050654.htm )