Vous êtes sur la page 1sur 2

Gabarito de Correções

Para Proposições
1 - Elenque uns 3 ou 4 temas na tua área;
2 - Pesquise no site da CLDF leis sobre esses temas;
3 - Analise o texto dessas leis cotejando-os com as regras de redação das leis da LC nº
13/1996 (Cap. 3) e também com as do art. 130 do RICL
4 - Faça o exercício de redação de uma minuta de proposição sobre um dos temas,
seguindo as regras ali estabelecidas.
Questões a verificar na Minuta de Proposição:
1) Aspectos pré-textuais:
a. A proposição atende aos pré-requisitos do art. 130 do RICL?
b. A proposição atende ao art. 6º da LC nº 13/1996?
2) Aspectos estruturais:
a. Preâmbulo está completo (Epígrafe, Ementa, fórmula de promulgação)?
b.
3) Aspectos textuais:
a. Redação está conforme Cap. 3 da LC nº 13/1996?
b. Justificação ataca admissibilidade e mérito (necessidade, conveniência,
oportunidade e relevância)?
Art. 6º A elaboração das leis obedecerá ao processo legislativo previsto na Lei Orgânica,
nesta Lei Complementar e no Regimento Interno da Câmara Legislativa, levando-se em
conta:
I – a necessidade social e o ideário de justiça;
II – os princípios jurídicos consagrados pelos diversos ramos do Direito;
III – a legislação existente, obedecendo-se, conforme a espécie de lei:
a) à Constituição Federal e à Lei Orgânica e suas emendas;
b) às leis complementares e ordinárias da União que disponham sobre normas gerais
para serem obedecidas pelos Estados, Distrito Federal e Municípios;
c) às leis complementares do Distrito Federal;
d) às leis ordinárias do Distrito Federal que contenham normas gerais;
IV – o histórico das leis ou de seus dispositivos que versem sobre o assunto abordado na
nova lei;
V – a transição do regime jurídico da lei velha para o da lei nova.
Questões a responder nos Pareceres de Admissibilidade
1. É matéria de lei? Se não for e a proposição for de autoria de parlamentar, pode-
se estar invadindo competência privativa do Executivo em matéria
administrativa (reserva de administração).
2. É competência do DF legislar sobre a matéria? Ou é invasão de competência
privativa da União? (arts. 22 e 24 da CF).
3. (Se for de iniciativa parlamentar) É matéria de iniciativa facultada aos
parlamentares, ou é de iniciativa privativa do Governador? (art. 71, § 1º da
LODF).
4. Afronta algum dispositivo constitucional, da LODF ou legal?
5. Afronta algum princípio constitucional, da LODF ou legal?
6. Harmoniza-se com o arcabouço jurídico do país?
7. Atende às exigências regimentais? (art. 130 do RICL).

Sequência lógica do voto no Parecer de Mérito:


1 - Parágrafo inicial que indica a competência da comissão para analisar a matéria, nos
termos do RICL;
2 - Contextualização do problema que a proposição pretende enfrentar: qual é a
situação? Qual a dimensão do problema? Que ações (políticas públicas, normas,
regulamentos) já existem na área?
3 - Análise da proposição sob os aspectos de Necessidade, Conveniência, Relevância e
Oportunidade.
1 - Necessidade: responde às perguntas: a) a proposição trata de assunto que é
matéria de Lei? Ou é matéria de gestão? (Neste caso, seria assunto para o
Executivo); b) Se for matéria de Lei, já há lei a respeito disciplinando
satisfatoriamente a questão? Existe alguma lacuna legal a ser preenchida?
(muitas vezes um proposição enorme pode ser reduzida, na forma de
substitutivo, a um pequena alteração - a verdadeira inovação que ela apresenta
- no ordenamento jurídico vigente).
2 - Conveniência: diz respeito à adequação entre meios e fins e responde a
perguntas como: a) a proposição representa a melhor alternativa disponível para
enfrentar o problema? b) representa a melhor relação custo/benefício?
3 - Relevância: diz respeito ao impacto social da medida proposta e tem a ver
com as consequências de sua aplicação; responde a perguntas como: a) a
quantidade de potenciais beneficiários da medida justifica sua adoção? b) os
efeitos colaterais de sua aplicação (impactos previsíveis sobre outros segmentos
sociais potencial e indiretamente afetados) comprometem sua eficácia?
4 - Oportunidade: tem a ver com o momento, as circunstâncias, em que se
pretende aprovar a nova lei; responde a perguntas como há algum óbice extra-
legal (técnico, político, financeiro) à aprovação da proposição (viabilidade)?