Vous êtes sur la page 1sur 9

Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral

Relatório n°:
Disciplina: Química Geral
1
Prática 01: Algarismos Significativos
Curso: Professor: Data:
Engenharia Elétrica Nilena B. M. Dias
Aluno: Matrícula: Nota:

PRÁTICA 1: ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS

1. OBJETIVO
● Verificar na prática o conceito de algarismos significativos;
● Expressar o resultado de um cálculo com um número correto de algarismos
significativos;
● Aplicar a regra do arredondamento;
2. MATERIAL
● Réguas;
● Anéis de PVC;
● Calculadora;
3. ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS
Durante toda a história, o homem sentiu a necessidade de medir tudo ao seu redor,
essas medições eram feitas através de comparações entre duas grandezas, nas quais uma já era
pré-definida. Cada povo possuía suas unidades de medida, porém, ao longo do tempo, devido
à interligação entre as pessoas sentiu-se a necessidade de definir padrões mundiais para essas
unidades. Hoje, existem sete grandezas fundamentais que derivam todas as outras.
O ato de medir exige certa precisão, a qual é dada pelos chamados algarismos
significativos e dependem do instrumento que está sendo utilizado. Esses algarismos tem a
função de determinar o valor do número e são formados por todos os números precisos mais 1
número duvidoso. Ou seja, quando se está utilizando uma régua graduada em centímetros,
tem-se a certeza de todos os centímetros, mas não dos milímetros, os quais na maioria das
vezes são estimados, portanto, esses números não são exatos. Os números duvidosos são
sempre os mais a direta do algarismo.
Um exemplo é o que tem-se na figura 1, sabe-se que a faixa mede mais de 7cm e
menos de 8cm, estima-se o valor dos milímetros, nesse caso pode dizer que a faixa mede
aproximadamente 7,4cm. O 7 é o algarismo preciso e o 4 é o duvidoso, obtendo assim 2
algarismos significativos.
Números inteiros que definem a quantidade de objetos e números medidos
experimentalmente possuem uma precisão infinita.
Para saber a quantidade de algarismos significativos, geralmente utiliza-se a notação
cientifica, já que todos os algarismos são levados em consideração exceto a potência de 10.
O zero é um algarismo que exige certas regras para ser levado em consideração:
● Zeros à esquerda da vírgula não são considerados, apenas servem para
posicionar a vírgula;
● Zeros à direita entre outros números são significativos;
● Zeros à direita e no final serão significativos apenas se houver
indicação da posição da vírgula;
3.1.OPERAÇÕES COM ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS
1) SOMA E SUBTRAÇÃO
Algarismo correto ± algarismo correto = algarismo correto
Algarismo correto ± algarismo duvidoso = algarismo duvidoso
Algarismo duvidoso ± algarismo duvidoso = algarismo duvidoso
Exemplo 1:
Os lados de um triângulo foram medidos por instrumentos diferentes. Obteve-se os
seguintes valores: 15,31cm; 8,752cm e 17,7cm. Calcule o perímetro.

Os algarismos sublinhados são os algarismos duvidosos.

O resultado deve conter apenas um algarismo duvidoso;


portanto 41,8cm. (Observe a regra do arredondamento:
Arredonda-se para baixo se o algarismo desprezado à
direita do menor algarismo ​significativo for menor ou igual a 4; arredonda-se para cima
se o algarismo desprezado for maior ou​ ​igual a 5​).
O menor algarismo significativo de um número é aquele mais à direita.
Exemplo 2:
Subtraia 46,7g de 96g.
Deixando o resultado com apenas um algarismo duvidoso,
temos: 49g.
REGRA PARA A SOMA E/OU SUBTRAÇÃO​: O resultado de uma soma ou
subtração terá o mesmo número de casas decimais da parcela com menor número de
casas decimais.
2) MULTIPLICAÇÃO E DIVISÃO
Aplicando o mesmo artifício à multiplicação de 1,467m por 0,748m temos:

Como o resultado deve conter um duvidoso, temos:


1,10m²(observe o arredondamento).

Vários exemplos trabalhados de modo semelhante nos


levariam a observar que o número de algarismos
significativos de um produto é igual ao número de algarismos significativos do fator que
apresenta menor quantidade de algarismos significativos ou igual a esse número mais um.
Na divisão observaríamos comportamento semelhante, pois a ÷ b = q significa que a =
b.q.
REGRA PARA A MULTIPLICAÇÃO E/OU DIVISÃO​: O resultado de uma
multiplicação e/ou divisão terá o mesmo número de ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS
da parcela com menor número de ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS usadas no
cálculo.
OBS: CONSTANTES DO TIPO π, √2 , sin θ , ETC, DEVERÃO SER UTILIZADAS NOS
CÁLCULOS COM PELO MENOS UM ALGARISMO SIGNIFICATIVO A MAIS QUE A
PARCELA MAIS POBRE.

3.2.ARREDONDAMENTOS
Para arredondar um algarismo vai depender se o digito a ser eliminado é maior ou
menor do que 5:
● Para dígitos menores que 5, o digito precedente é mantido (Exemplo:
24,82 ​→​ 24,8);
● Para dígitos maiores ou iguais a 5, é aumentado uma unidade no dígito
precedente (Exemplo: 44,78​→​ 44,8);

4. PROCEDIMENTO
4.1.1. PROCEDIMENTO 1: MEDIDAS COM A RÉGUA R1

1.1 Considere que os “anéis” são numerados do menor para o maior, sendo o menor o de
número 1 e o maior o de número 5.
1.2 Meça (com a régua R1) o diâmetro externo e o comprimento de circunferência
correspondente de cada “anel”. Anote três medidas independentes. Uma medida para cada
membro da equipe.

OBS.: A régua R1 fornecida se apresenta ligeiramente ampliada em relação a uma régua


normal. Como ela não tem as subdivisões correspondentes aos milímetro, todas as
medidas realizadas (e anotadas em cm) devem conter apenas uma casa decimal. Isso
também vale para a média.

Tabela 1.1: Medidas para o anel 1

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 1.2: Medidas para o anel 2

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 1.3: Medidas para o anel 3

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 1.4: Medidas para o anel 4

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 1.5: Medidas para o anel 5

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)


COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

1.3 Transcreva para a Tabela 1.6 os valores médios dos diâmetros externos (D) e dos
comprimentos da circunferência (C) de cada anel e calcule a razão:

Razão = C/D
Observação: Anote na Tabela 1.6 o valor da Razão C/D com duas casas decimais,
devidamente arredondada; isso não é o que a regra sobre algarismos significativos estabelece.
Segundo a regra, o número de algarismos significativos de um produtos (ou de uma divisão) é
igual ao numero de algarismos significativos do fator que apresenta menor quantidade de
algarismos significativos. Observe que ao calcular a razão C/D você obtém o valor de π
(segundo a regra) com dois algarismos significativos, sendo que na primeira casa decimal já
temos um algarismo duvidoso.

Tabela 1.6: Razão Comprimento da circunferência/diâmetro externo

RÉGUA R1 Comprimento da Diâmetro externo C/D


circunferência (valor (valor médio em
médio em cm) cm)

Anel 1

Anel 2

Anel 3

Anel 4

Anel 5

1.4 Faça o gráfico do Comprimento da circunferência (C) em função do diâmetro dos “anéis”
(D).
4.1.2. PROCEDIMENTO 2: MEDIDAS COM A RÉGUA R2
2.1 Meça (com a régua R2) o diâmetro externo e o comprimento de circunferência
correspondente de cada “anel”. Anote três medidas independentes. Uma medida para cada
membro da equipe.

Observação 1: A régua R2 fornecida não está graduada corretamente. Ela se apresenta


bastante ampliada em relação a uma régua normal. Utilize a Régua R2 fornecida como se
fosse uma régua normal.
Observação 2: Como a Régua R2 fornecida tem as subdivisões correspondentes aos
“milímetros” e metade de “milímetro”, todas as medidas realizadas (e anotadas em cm)
devem conter duas casas decimais. Isso também vale para a média.
Tabela 2.1: Medidas para o anel 1

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 2.2: Medidas para o anel 2

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)


COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 2.3: Medidas para o anel 3

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 2.4: Medidas para o anel 4

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

Tabela 2.5: Medidas para o anel 5

MEDIDAS MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA

DIÂMETRO EXTERNO (cm)

COMP. DA CIRCUNFERENCIA (cm)

2.2 Transcreva para a Tabela 2.6 os valores médios dos diâmetros externos (D) e dos
comprimentos da circunferência (C) de cada anel e calcule a razão:
Razão = C/D
OBS.: Anote na Tabela 2.6 o valor da Razão C/D com duas casas decimais, devidamente
arredondadas.

Tabela 2.6: Razão Comprimento da circunferência/diâmetro externo


RÉGUA R2 Comprimento da Diâmetro externo C/D
circunferência (valor (valor médio em
médio em cm) cm)

Anel 1

Anel 2

Anel 3

Anel 4

Anel 5
Observação: Os resultados da Tabela 2.6 devem fornecer o valor de π com três algarismos
significativos, sendo dois corretos e um duvidoso, enquanto que na Tabela 1.6 o valor de π
tem apenas 2 algarismos significativos, um correto e um duvidoso. Isso se deve ao fato de que
no primeiro caso as medidas tem dois algarismos significativos (no mínimo) e que no segundo
caso as medidas tem três algarismos significativos (no mínimo). Se no segundo caso a Razão
C/D não tiver dois algarismos corretos, você deve repetir as medidas com mais cuidado.

2.3 Faça o gráfico do Comprimento da circunferência (C) em função do diâmetro dos “anéis”
(D).

5. QUESTIONÁRIO

1) No quadro abaixo, fizemos as contas com uma calculadora e deixamos para você
escolher a resposta com um número correto de algarismos significativos.
OPERAÇÕES RESULTADO DA RESULTADO COM UM
CALCULADORA NÚMERO CORRETO DE
ALG. SIGNIFICATIVOS
12,53 m + 35,4 m = 47,93 m
47,09 cm – 12,1cm = 34,99 cm
1,53 m x 9,8 m x 4,321m = 64,789074 m
(14,53 m : 3,98 s) x 4,5 s = 16, 428391 m

2) Um paralelepípedo tem lados: 30,17mm, 12,53mm e 2,03mm.Use uma calculadora


para determinar o volume. Anote o valor fornecido pela calculadora e depois a
resposta com um número correto de algarismos significativos.
3) O diâmetro de uma peça cilíndrica é D = 52,44mm. Sabendo que a área da seção
​ πR² , calcule a área da seção transversal usando o π com 3,
transversal é dada por ​A =
4, 5, 6 e 7 algarismos significativos e observe quando deixa de haver diferença no
quarto algarismo significativo da resposta. Use uma calculadora e anote todos
algarismos fornecidos pela calculadora, finalmente dê sua resposta com um número
correto de algarismos significativo.
π R² (mm²) A (mm²)
3,14
3,142
3,1416
3,14159
3,141593

4) Com relação a questão anterior com quantos algarismos significativos devemos usar o
número p para obtermos uma resposta com quatro algarismos significativos?

5) Faça o arredondamento dos seguintes números para que contenham três algarismos
significativos:
a) 81,9394
b) 0,000467
c) 486538
d) 4702491
e) 0,0009854
6) Retire a média dos valores da razão C/D, ou seja o π, encontrados na tabela 1.6 e 2.6,
com eles calcule o perímetro e a área da figura abaixo e compare os resultados
utilizando o valor de π da calculadora. Usando o número de algarismos significativos
corretos.
a) Para o π da régua 1
b) Para o π da régua 2