Vous êtes sur la page 1sur 2

VERSÃO 28-01-2019 - PÁG.

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº , DE 2019

Modifica o sistema de previdência social, estabelece


regras de transição e disposições transitórias, e dá
outras providências.

As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO FEDERAL, nos termos do § 3º do art. 60 da


Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:

CAPÍTULO I
ALTERAÇÕES NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações:


........................................................................................................................................................................
“Art. 37 ..........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................................
§ 10. É vedada a percepção simultânea de proventos de aposentadoria, reforma ou reserva remunerada
dos regimes de que tratam os arts. 40, 42 e 142, e de proventos de aposentadoria do regime de que
trata o art. 201 decorrentes do exercício de cargo, emprego ou função pública, com a remuneração de
cargo, emprego ou função pública, ressalvados os cargos acumuláveis na forma desta Constituição, os
cargos eletivos, os cargos em comissão declarados em lei de livre nomeação e exoneração e o disposto
no inciso I do § 3º do art. 42 e no inciso I do § 4º do art. 142.
§ 13. O servidor titular de cargo efetivo poderá ser readaptado para exercício de cargo cujas atribuições
e responsabilidades sejam compatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou
mental, mediante perícia em saúde, enquanto permanecer nesta condição, desde que a habilitação e o
nível de escolaridade exigidos para o cargo de destino sejam iguais ou inferiores aos de origem, mantida
a remuneração do cargo de origem.”
..............................................................................................................................................................” (NR)
“Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios, incluídas suas autarquias e fundações, é assegurado regime próprio de previdência social de
caráter contributivo e solidário, mediante contribuição do respectivo ente federativo, dos servidores
ativos, aposentados e pensionistas, observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial
e o disposto neste artigo e nos arts. 149, § 1º e 249.
§ 1º Lei complementar disporá sobre as normas gerais de organização e funcionamento e de
responsabilidade previdenciária na gestão dos regimes próprios de previdência social de que trata este
artigo, contemplando modelo de financiamento, arrecadação, aplicação e utilização dos recursos,
benefícios, fiscalização pela União e controle externo e social, e estabelecerá, dentre outros critérios e
parâmetros:
I - quanto aos benefícios previdenciários:
a) rol de benefícios;
VERSÃO 28-01-2019 - PÁG. 7

negativa das contribuições sociais de que tratam os incisos I, a, e II do caput, bem como a compensação
das referidas contribuições com tributos de natureza diversa.
§ 11-A. É vedado o tratamento diferenciado e favorecido para contribuintes, mediante a concessão de
isenção, redução de alíquota ou diferenciação de base de cálculo das contribuições sociais de que
tratam os incisos I, a, e II do caput ou das contribuições que as substituam, salvo o previsto na alínea d
do inciso III do art. 146 e no inciso VI do § 1º do art. 201.
§ 11-B. Os acionistas controladores, os administradores, os gerentes, os diretores e os gestores públicos
respondem solidariamente, com seu patrimônio pessoal, pelo inadimplemento das contribuições sociais
de que trata o inciso I do caput, desde que comprovados dolo ou culpa.” (NR)
“Art. 201. O Regime Geral de Previdência Social, de caráter contributivo e de filiação obrigatória,
observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial, será organizado nos termos de lei
complementar, e atenderá a:
I - cobertura dos eventos de incapacidade temporária ou permanente para o trabalho e idade avançada;
II - salário-maternidade;
........................................................................................................................................................................
IV - salário-família e auxilio-reclusão para os dependentes do segurado com rendimento mensal de até
um salário mínimo; e
V - pensão por morte do segurado, homem ou mulher, ao cônjuge ou companheiro e dependentes.
§ 1º A lei complementar de que trata o caput disporá sobre a organização e o funcionamento do regime
de previdência de que trata este artigo, estabelecendo, entre outros, os seguintes critérios e
parâmetros:
I - rol dos benefícios, serviços e beneficiários;
II - requisitos de elegibilidade para os benefícios, contemplando idade mínima, tempo de contribuição,
carência e limites mínimo e máximo do valor dos benefícios;
III - regras de cálculo e de reajustamento dos benefícios;
IV - atualização dos salários de contribuição e remunerações utilizados para obtenção do valor dos
benefícios;
V - cobertura do risco de acidente do trabalho, que poderá ser atendida concorrentemente pelo setor
privado; e
VI - sistema especial de inclusão previdenciária, com alíquotas diferenciadas, para atender aos
trabalhadores de baixa renda e àqueles sem renda própria que se dediquem exclusivamente ao trabalho
doméstico no âmbito de sua residência, desde que pertencentes a famílias de baixa renda.
........................................................................................................................................................................
§ 3º É vedada a contagem de tempo de contribuição fictício para efeito de concessão dos benefícios
previdenciários e de contagem recíproca.
§ 4º A idade mínima de que trata o inciso II do § 1º será majorada quando houver aumento na
expectativa de sobrevida da população brasileira, nos termos da lei complementar a que refere o caput,
podendo esta ser diferenciada por gênero e por atividade urbana e rural.
§ 7º A lei complementar poderá estabelecer idade mínima e tempo de contribuição distintos da regra
geral para concessão de aposentadoria estritamente em favor dos segurados: