Vous êtes sur la page 1sur 4

Igreja Presbiteriana Maranata

Departamento Infantil
Palestrante: Mônica Escudeiro

CONHECENDO MELHOR NOSSAS CRIANÇAS


“Ensina a criança no caminho em que se deve andar, e,
ainda quando for velho, não se desviará dele .”
Provérbios 22.6

1) O QUE É DESENVOLVIMENTO?

É o processo global e dinâmico de mudança que acontece com uma pessoa desde sua

concepção e continua por toda a sua vida.

Nesse processo a pessoa constrói suas características e sua personalidade pela sua

própria ação e pela interação com outras pessoas e com as condições do lugar onde vive.

Na criança essas mudanças são bem evidentes, isto é, crescem ou se modificam em seu

corpo, sua inteligência e seus sentimentos de uma forma global pela integração e interação

de aspectos físicos e psíquicos.

Eis alguns aspectos importantes, a saber, sobre as crianças:

1. Cada criança tem seu tempo e seu modo de se desenvolver;

2. A aprendizagem é feita por meio de vivências e nas relações que estabelece

(adultos, outras crianças, objetos...);

3. Amar, conhecer e aprender como a criança se desenvolve é essencial;

4. Reconhecer a criança como participante ativa do seu processo e

5. Saber que educar uma criança requer paciência e responsabilidade (oração e

consagração).

2) DESENVOLVIMENTO DE UMA CRIANÇA POR FAIXA ETÁRIA

Cada criança se comporta de acordo com o seu processo de desenvolvimento, ou seja,

sua faixa etária.

Necessitamos conhecer as reações e atenções que uma criança precisa de acordo com

a sua idade e é isso que veremos logo abaixo:

1
2.1) 0 à 1 ano

 Ainda se considera unido à mamãe;

 Converse com a criança enquanto cuida dela, pois isso lhe trará tranqüilidade e

estimulará a audição;

 Comunica-se basicamente pelo choro;

 Cuidado com a alimentação e higiene da criança;

 Desenvolva sua inteligência lhe dando atenção e brincando com ele

 Necessita de carinho, pois se sentirá querido e importante;

 Faz alguns sons;

 Ajude-a sempre a mudar de posição;

 Deixe-a com roupas confortáveis;

 Tire objetos perigosos do seu alcance;

 Não gosta de ficar com estranhos

 Incentive a explorar as coisas

 Brinque com ela;

 Ensine poucas palavras de uma vez;

 Comece a colocar limites para a criança.

2.2) 1 ano

 Maior expressão é choro e já balbucia algumas palavras;

 Joga beijos e batem palmas;

 Tem dificuldade em dividir o espaço e tudo o que tem;

 Brincar: puxar barbante com caixas, puxar carinho, latas, mexer com água,

terra, areia, gosta de empilhar objetos.

2.3) 2 anos

 Começa a falar e repete palavras;

 Anda com facilidade;

 Gosta de construir coisas;

2
 Palavra preferida é “NÃO”

 Manifesta ciúmes e interesse por quem cuida;

 Gosta de mexer, manusear, apertar e agarrar;

 Ensinar livros pequenos, histórias, músicas...

2.4) 3 à 4 anos

 Fase intermediária - linguagem infantil e adulta;

 Imita os adultos;

 Estimular a independência e a ter limites;

 Quando tratadas com amor são acessíveis;

 Gosta de saber de tudo com detalhe;

 Há conflitos quando precisam compartilhar;

 Irrita-se facilmente;

 Mistura fantasia com realidade;

 Brinca de imitar, encenar;

 Gosta de tinta, lama, areia...

 Presta atenção nas coisas que lhe dizem;

 Ainda não tem noção de tempo (ontem, hoje e amanhã).

2.5) 5 à 6 anos

 Tagarela e mandona;

 Gosta de palavras novas e diferentes;

 Inteligente – tem tendência à não largar um tema até esgotá-lo;

 Exagera nas expressões;

 Gosta de estar com crianças e brinquedos;

 Respeita as relações interpessoais e comunicação social;

 Fase de início da alfabetização;

 Gosta de desafios;

 Decora coisas com facilidade;

 Manifesta suas emoções constantemente;

3
 Questiona e argumenta sempre;

 Pergunta sobre todos os assuntos.

3) PRINCÍPIOS PARA TRABALHAR COM CRIANÇAS

1. Associar o estudo com a faixa etária;

2. Comunicar - transmitir, compartilhar, participar, fazer, saber e tornar conhecido

o ensino;

3. Usar comunicação visual;

Olfato – 3%

Visão – 75% Paladar - 3%

Tato – 6%

Audição – 13%

4. Adequar o material;

5. Oração / Estudo Bíblico / Sabedoria de Deus

Temos alguns exemplos na Bíblia de como Deus também utilizava comunicação visual

para se dirigir às pessoas:

 Arco-Íris – Gn 9.17
 A porta – Jo 10.9
 A luz – Jo 8.12
 O pão – Jo 6.35
 A água – Jo 4.14
 A rede – Mt 13.47
 As aves – Lc 12.24

Abaixo segue alguns textos bíblicos que mencionam crianças, leia-os e medite sobre

eles: Pv 20.11; 22.6,15; Mt 18.2; 19.13,14; Mc 9.36; Lc 9.47; 18.15.

Ensinar as crianças é uma responsabilidade de pais e professores.