Vous êtes sur la page 1sur 2

Curso de Ciências Biológicas - Disciplina Citogenética

Profa Ana M. Benko Iseppon - Questões para Fixação


Capítulo 10: Evolução Cariotípica

1) Faça um esquema do surgimento gradual de uma nova espécie e explique em linhas gerais como ocorre.
2) Explique os termos: (a) Vicariância; (b) Deriva Genética.
3) Caracterize e explique os principais modos de evolução.
4) No caso de cervos do gênero Muntjac, explique qual o principal mecanismo evolutivo reconhecido através
da análise cariotípica.
5) Quais as principais tendências evolutivas identificáveis através do cariótipo?
6) Discorra sobre as principais tendências evolutivas com relação a:
a. Quantidade de DNA (tamanho do genoma)
b. Quantidade de heterocromatina
c. Simetria cromossômica (localização do centrômero)
7) Qual a relação entre a variabilidade cromossômica e a variabilidade morfológica?
8) Como se explica a existência de variabilidade morfológica entre espécies com cariótipos semelhantes?
9) Descreva dois exemplos de variação cromossômica relacionada à adaptação do organismo ao ambiente.
10) Quais os possíveis efeitos do polimorfismo cromossômico para o indivíduo e para a população? Explique
cada caso.
11) De que maneira a quantidade de DNA nuclear varia em relação à evolução cariotípica? Exemplifique.
12) Defina “Paradoxo do Valor C”.
13) O que é DNA lixo (junk DNA) e porque esse termo não é mais aceito? Quais as principais categorias de
sequências que se aplicam a essa categoria de DNA não codificante?
14) Considerando o explicado na aula de evolução cariotípica, qual a tendência evolutiva que se pode
observar quando se compara o tamanho do genoma de procariotas, eucariotas superiores e eucariotas?
Esta mesma tendência é observada em todos os grupos de organismos?
15) O que é epigenética e como o DNA não codificante pode interferir nos seus processos?
16) Qual a importância da poliploidia na evolução dos grandes grupos de organismos e na existência de
redundâncias nos genomas de espécies sequenciadas?
17) Como se explica a existência de poliplóides mais evoluídos que seus parentes diplóides e de poliplóides
extremamente arcaicos?
18) Explique o significado e descreva um exemplo relativo a: (a) Paleopoliploide; (b) Neopoliploide.
19) Qual a tendência cariotípica identificada a exemplo do observado no grupo do peixe Latimeria (Ordem
Crossopterigii), considerado um ‘fóssil vivo’?
20) Porque a Duplicação do Genoma Inteiro (Whole Genome Duplication) colabora para a neofuncionalização
e geração de novos genes?
21) A distribuição de genes ao longo dos cromossomos é regular ou não? Aparentemente a ordem dos genes
é casual ou conservada?
22) O que são desertos gênicos e qual a explicação para sua conservação?
23) O que é sintenia e como pode ser avaliada em termos cromossômicos?
24) Porque na análise das rotas da evolução humana foram usadas sequências de DNA mitocondrial (extra-
nuclear) e do cromossomo Y (herança holândrica)?
24) Considerando a figura ao lado e a explicação dada em aula,
explique:
(a) Qual a tendência prevalente de evolução do tamanho do genoma?
(b) O que é “Paradoxo do Valor C”?
(c) Qual a Influência do chamado DNA-Lixo (junk DNA) e porque o
termo não é mais usado?
Associe a coluna “organismos” ao “mecanismo de avolução” com base na aula “Evolução Cariotípica”.
Organismo(s) Opção Mecanismo de Evolução
(A) Muntjacus spp. Paleopoliploidia
(B) Trigo Diploidização
(C) Latimeria sp. Neopoliploidia
(C) Arabidopsis thaliana Fusões e fissões em tandem
(D) Cetaceae (baleias) Exemplo de diversidade morfológica com conservação cariotípica
(D) Cana-de-açúcar Genoma ancestral maior que os genomas contemporâneos derivados