Vous êtes sur la page 1sur 18

Carregamento da cana

 Deve-se evitar o transporte de matéria estranha =>


desgaste de equipamentos e contaminação da cana;

◦ Ocorre principalmente no processo de colheita semi-


mecanizada e mecanizada;

 Em regiões mais atrasadas o transporte da cana é feito no


lombo de animais;

 Já em regiões mais desenvolvidas, o transporte é feito por


caminhões.
Critérios da avaliação da Maturação

PARÂMETRO MAIS IMPORTANTE: BRIX


“É O TEOR DE SÓLIDOS DISSOLVIDOS NO CALDO DE
CANA”
Como o sólido em maior concentração no caldo é a sacarose,
diz-se que o BRIX é o teor de açúcar da cana.
Armazenamento da cana
 Pode ser armazenada em pátios, barracões ou em
containers

 Sendo a cana um produto perecível:

◦ Deve ser transportada e moída dentro do menor prazo possível;

◦ Se for cana crua (sem queima) => moída em até 36 horas;

◦ Se for cana queimada => moída em até 24 horas;

◦ A distribuição da cana no armazém deve permitir a moagem das


canas que chegam primeiro;
Recepção da cana
 A cana recebida é pesada no caminhão e retirada uma amostra
para verificar a quantidade de açúcar e impurezas;

 A cana é descarregada sobre a mesa alimentadora, que possui


fundo perfurado;

 Nesta mesa é realizada a etapa de lavagem da cana:

◦ Etapa realizada apenas na cana inteira;


Recepção da cana
Preparo da cana
 Para que a extração do caldo de cana seja realizada com
bons índices de rendimento, é necessário que os colmos
sejam preparados => DESFIBRADOS E PICADOS;

◦ Facilitar o trabalho da moeda, reduzindo perdas de sacarose


no bagaço;
Preparo da cana

O preparo da cana para moagem consiste em um processo


de desintegração, visando destruir a resistência da parede
dura da cana (casca e nós) e romper o maior número de
células parenquimatosas que armazenam o caldo:

 Os equipamentos nesta etapa trabalham com o intuito de


retalhar, cortar e picar a cana, sem extrair o caldo;
Preparo da cana
 São constituídos por um jogo de facas rotativas (picadoras)
e desfibradores (martelos).
Picadores – aumentar a densidade da cana, cortando-a em pedaços menores,
preparando-a para o trabalho do desfibrador.

Desfibrador (martelos)– abrir a célula da cana para aumentar a eficiência da


extração do caldo.
Moagem da cana

A MOAGEM É O PROCESSO QUE VISA EXTRAIR O CALDO


CONTIDO NA CANA JÁ DESFIBRADA, AO FAZÊ-LA PASSAR
ENTRE DOIS ROLOS SUBMETIDOS À DETERMIDA PRESSÃO
E ROTAÇÃO.
ALÉM DISSO, OBJETIVA PRODUZIR UM BAGAÇO FINAL EM
CONDIÇÕES ADEQUADAS PARA QUEIMA RÁPIDA NA
CALDEIRA.
Moagem da cana
 O processo de extração do caldo é um dos fatores mais
importantes para um alto rendimento do processo
produtivo;

 O equipamento utilizado para moagem é a moenda;

◦ A moenda é composta por cilindros ou rolos, responsáveis pela


extração do caldo dos colmos de cana, pela bagaceira que é utilizada
para conduzir o bagaço entre o primeiro e o segundo esmagamento
e pelo raspador, que mantém as ranhuras dos cilindros sempre
limpas.
Moagem da cana
 São três os cilindros da moenda, sendo que o superior
pode subir ou abaixar;

TERNO
Moagem da cana
 Utiliza-se de 1 a 5 ternos => dessa forma aumenta-se o
rendimento de extração de caldo de cana;

 A cana passa pela primeira unidade e é encaminhada por meio


de esteiras intermediárias para as outras unidades, sendo
submetida à novas compressões;
Embebição da cana
 Durante a passagem de uma unidade para a outra, o bagaço
pode sofrer o processo de embebição:

◦ A embebição é utilizada como o processo de extração do


caldo residual, quando se atinge o limite de extração à seco;

◦ Pode ser constituído por água ou por uma mistura de caldo


de cana diluído em água;

◦ Também é uma etapa utilizada pela usina para aumentar o


rendimento de extração de caldo;
Coamento e decantação do caldo
 O caldo extraído pelas moendas arrasta várias impurezas
grosseiras:

◦ Impurezas ou bagacilho;

◦ Agem como foco de contaminação, promovem o entupimento


de bicos e canalizações, além de formar produtos indesejáveis,
como o furfural;

 A separação é realizada por meio de peneiras fixas, rotativas ou


vibratórias;
Coamento e decantação do caldo
 A decantação do caldo é realizada por meio de decantadores:

◦ Recipientes por onde o caldo passa lentamente, enquanto se separa


as impurezas menores, que não foram removidas no coamento;

◦ O decantador deve ser de fundo drenado para facilitar sua limpeza


e retirada das impurezas decantadas;

Centres d'intérêt liés