Vous êtes sur la page 1sur 34

Máquinas Híbridas

Manufatura aditiva e subtrativa na mesma máquina


Manufatura subtrativa
São os processos de usinagem, tradicionais ou não
tradicionais, como torneamento, fresamento,
eletroerosão, etc.
Manufatura aditiva
São processos de fabricação que utilizam diversas
formas de deposição localizada de material, como
por exemplo, impressoras 3D.
Existem vários tipos de processos aditivos.
Quantos e quais são os
processos de manufatura
aditiva?
De acordo com a norma ASTM
2792, eles podem ser
classificado em São eles:
VAT Photopolymerization
Powder Bed Fusion

7 categorias. Binder Jetting


Material Jetting
Sheet Lamination
Material Extrusion
Directed Energy Deposition
VAT Photopolymerization
Processo que utiliza uma câmara com
polímero líquido, uma plataforma e um
laser.
O laser, quando direcionado no
líquido, solidifica uma fina camada do
mesmo. À medida que o laser Dica
solidifica camada após camada da Não espere até o final da
peça, a plataforma imerge no líquido apresentação para passar
a mensagem mais
polimérico até que todas as camadas importante.
da peça tenham sido solidificadas Revele o produto ou a
ideia (neste caso, um
aplicativo de tradução)
logo no início.
Powder Bed Fusion
Processo que utiliza uma câmara com
pó polimérico ou metálico, uma
plataforma e um laser.
O laser, quando direcionado no pó,
funde uma fina camada do mesmo. À
medida que o laser funde camada
após camada da peça, uma “pá”
auxiliar recobre a superfície com uma
fina fina camada de pó e a plataforma
desce um passo.
Binder Jetting
Processo que utiliza uma câmara com
pó polimérico, uma plataforma e um
bocal aplicador de cola.
A cola aplicada na superfície do pó,
reage e fixa o mesmo, criando um
contorno de material rígido.
À medida que camadas vão sendo
coladas, uma “pá” auxiliar repõe a
camada de pó e a plataforma desce
um passo.
Material Jetting
Funciona como um impressora, que
ao invés de tinta, utiliza polímeros.
Após a deposição de cada camada de
material, os polímeros são curados
com uma luz ultravioleta. Parece não
haver muito espaço aqui para
hibridização, visto que o resultado
final do processo tem um acabamento
extremamente fino.
Sheet Lamination
Parece já ser um processo híbrido por
si só, visto que emprega um processo
de soldagem (adição) que é a
soldagem de chapas através de
ultra-som e um processo de
fresamento (subtração) camada a
camada de material adicionado,
podendo criar diversas geometrias.
Material Extrusion
Neste processo há um bico injetor que
deposita material líquido
constantemente, à pressão e fluxo
contínuo.
Logo após a deposição o material
resfria e é solidificado.
Também trabalha camada a camada.
Directed Energy Deposition
Processo à uma uma solda MIG/MAG.
Há um fluxo de material em cordão ou
pó que é aquecido por um laser e
depositado na peça. É o processo
mais utilizado para hibridização.
Hibridização
Apresentação de conceitos básicos,
desenvolvimento atual e desafios

➔ Inovação
Processos híbridos são capazes de
combinar o melhor dos dois mundos
da manufatura.

➔ Tendência
Resultados recentes indicam uma
guinada de grandes setores da
indústria nesta direção

➔ Possibilidades
A alta flexibilidade destas processos
torna possível uma infinidade de
alternativas de fabricação
A manufatura aditiva
não é o processo
definitivo
Apesar de ser um processo
extremamente versátil, a manufatura
aditiva não tem capacidade, na
maioria das aplicações, de entregar
qualidade superficial e dimensional
exigida pelos componentes, sendo
necessária uma pós usinagem.
Causas: limitação operacional e
variações térmicas
Podem representar altos
ganhos em diversas
áreas
Processos dessa natureza podem
representar enormes economias em
termos de materiais, tempo de
fabricação e consumo de ferramentas,
além de possibilitarem uma gama
muito mais ampla de geometrias
complexas e “orgânicas”
Peças ocas por exemplo, não
necessitam partir da usinagem de um
bloco maciço.
Máquinas
convencionais
altamente específicas
Algumas peças em produção
requerem máquinas feitas sob
demanda. Dessa forma, vários
produtos necessitam ser produzidos
utilizando um centro de usinagem ou
torno CNC específico.
Hibridização utiliza o
melhor dos dois
processos
Diante da necessidade do maquinário
tradicional e dos benefícios do
maquinário aditivo, além das
limitações de algumas máquinas
fabricadas sob medida serem
essenciais, a hibridização representa
economia de investimentos, espaço e
relativa facilidade de adaptação de
processo produtivo
Mercado e
desenvolvimento de
máquinas de manufatura
híbrida
3D-Hybrid
Start-up de Los Angeles que oferece
bocais aditivos para hibridização de
centros de usinagem.
Possuem 3 produtos: bocal para
deposição de metal à arco, spray e
laser.
Empresa diz serem compatíveis com
praticamente qualquer máquina CNC
do mercado.
Preço de entrada: $50.000,00
Hybrid Manufacturing
Technologies
Empresa pioneira no mercado.
Produtora do primeiro bocal para
hibridização e participante do
desenvolvimento da primeira máquina
híbrida comercial.
DMG MORI
Desenvolvedora de máquinas de
tecnologia de ponta na área,
possui centros de usinagem e
tornos CNC híbridos com adição
de material através da
tecnologia de deposição de
metal à laser
Hermle
Fabricante alemã que
desenvolveu uma das mais
poderosas máquinas híbridas do
mercado.
Utiliza um sistema de spray
super aquecido, que deposita
material com um jato cuja Diferencial
velocidade das partículas atinge As condições sob as quais
esta máquina trabalha
3x a velocidade do som e gera geram deformações
superficiais super-plásticas
pressões de até 10GPa no que criam micro-forjas nas
partículas de metal
impacto, chegando a depositado.

temperaturas de 1000 C
Matsuura
Fabricante japonesa que produz
máquinas híbridas de
fresamento de alta velocidade e
powder jet fusion.
Diferencial
As condições sob as quais
esta máquina trabalha
geram deformações
superficiais super-plásticas
que criam micro-forjas nas
partículas de metal
depositado.
Optomec
Fabricante produtora tanto de
máquinas híbridas quanto de
módulos de manufatura aditivas
integráveis à máquinas CNC
ROMI
Fabricante bastante tradicional
que apresentou a primeira
máquina híbrida disponível no
mercado: ROMI DCM 650-5X.
A máquina utiliza operações
convencionais de um centro de
usinagem e também a
tecnologia aditiva Directed
Energy Deposition.
OR Laser
Produtora de uma das primeiras
e únicas máquinas de
manufatura aditiva “office
friendly”, anunciou o lançamento
próximo de uma versão híbrida
de seu produto
Parâmetros de fabricação por manufatura
aditiva não são bem conhecidos e seus erros
podem gerar falhas catastróficas.

Desafios atuais da
hibridização Integração ainda está sendo viabilizada. Alguns
processos de fabricação deste tipo requerem
Por se tratar de uma tecnologia condições especiais, como refrigeração por
bastante recente e que envolve a exemplo, além de gerarem dissipações
integração de duas áreas distintas, há térmicas bem diferentes das máquinas
tradicionais.
alguns problemas recorrentes em sua
prática.
É necessária mão de obra qualificada para
operar máquinas CNC e ao mesmo tempo
trabalhar com a adição de material no processo.