Vous êtes sur la page 1sur 6

Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017

Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017


Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

PROCEDIMENTO OPERACIONAL
Número: Data Elaboração: Data Validação: Data da Revisão:
PO – 0xxx 08/09/2015 12/09/2015 12/09/2015

UTILIZAÇÃO DE CABOS DE CONJUGAÇÃO (CABO JUMPER)


Processo: Controle de documentos em trem

Elaborador(es): Denis Falkembach, Gesner Bueno, Gestor: Denis Falkembach


Jose Alvaro Rocha, Jose Antonio Ravenna
Cargo do elaborador: Gerente/Especialista Cargo do gestor: Gerente de Pátios
Área: Operação de Pátio Área: Pátio

1. RESULTADOS ESPERADOS

Receber, Formar e expedir os trens com os cabos de conjugação instalados de forma correta e em
todas as locomotivas da composição.

2. CAMPO DE APLICAÇÃO

Pátios e Terminais – RumoALL

3. EXECUTANTE

Técnico de Operação, e Operadores de Produção

4. PERIODICIDADE

Diária

5. REFERÊNCIAS

Relatório de Comunicação de Falhas


Ficha de Controle de estoque de cabo jumper

6. ABREVIATURAS

JBU  Bauru
JCB  Corumbá
JCG  Campo Grande
JLG  Três Lagos
LAR  Araucária Carga
LAW  Araucária Terminal
LDP  Paranaguá
LDV  Desvio Ribas
LFC  São Francisco do Sul
LGP  Guarapuava

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012


Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017
Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017
Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

LHS  Corupá
LIC  Iguaçu
LLD  Londrina
LLS  Lages
LMG  Maringá
LMR  Morretes
LRO  Rio Negro
LUS  Uvaranas
NBG  Bagé
NCZ  Cruz Alta
NCY  Cacequi
NSM  Santa Maria
NPF  Passo Fundo
NPY  Pátio Industrial
NRG  Rio Grande
NRO  Roca Sales
NUG  Uruguaiana
PCZ  Conceiçãozinha
TAG  Alto Araguaia
TRO Rondonópolis
TIQ  Itiquira
TAP  Aparecida do Taboado
TCS  Chapadão do Sul
TIQ  Itiquira
TOM  Alto Taquari
ZAR  Araraquara
ZMK  Mairinque
ZNW  Nova Itapeva
ZOU  Ourinhos
ZPP  Presidente Prudente
ZPT  Paratinga
ZRJ  Rubião Junior
ZRU  Rio Preto Paulista
ZTP  Triagem Paulista
ZTY  Tatui
ZZZ  Replan

7. RECURSOS NECESSÁRIOS:

 Cabo Jumper

8. PRINCIPAL PASSOS

8.1. Para formação de trens com cabos de conjugação (Procedente):


8.1.1.Conferir a existência de cabo jumper fixo em todas as locomotivas do trem
8.1.2.Caso não possua instalação de cabo jumper fixo, o móvel deverá ser providenciado para a
conjugação de todas as locomotivas do trem.

Fotos: Exemplo de instalação incorreta

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012


Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017
Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017
Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012


Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017
Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017
Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

Foto: Exemplo de instalação correta

8.2. Para a instalação dos cabos jumper (Pátios assistidos e de passagem):

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012


Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017
Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017
Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

8.2.1.Cada ponta do cabo deve ser acoplada nas tomadas existentes da locomotiva (cabine curta e
cabine longa).
8.2.2.Conferir através do teste de tração, a conjugação das locomotivas, afim de se evitar a
instalação de cabos com defeitos, que podem vir a causar falhas de tração no trecho.
8.2.3.Garantir de forma correta a fixação do mesmo através das alças localizados na parte central
da varanda da locomotiva, em caso de ausência da alça, providencia junto a mecânica a
reparação/instalação da mesma.
8.2.4.Garantir o travamento dos cabos nas tomadas através das travas
8.2.5.A estação é responsável por garantir a partida dos trens com os cabos instalados de forma
correta.

8.3. Recebimento de trens (Estações Passagem/Destino):


8.3.1. Conferir todos os trens quanto a existência do cabo jumper
8.3.2. Em caso de ausência de cabo jumper, a estação fica responsável quanto a sua reposição e
envio da falha ao Grupo de Falhas.

9. CUIDADOS NA EXECUÇÃO

9.1. Trem não deve partir com os cabos pendurados e sem as hastes de fixação.
9.2. O operador / técnico de produção é responsável e deve garantir a instalação de forma
correta, seguindo este PO.
9.3. Em casos de recebimentos e ou passagens de trens, a estação deve realizar comunicado da
falha ao grupo de falhas
9.4. Para se manter o controle de cabos em pátios, a estação deve criar planilha contendo os
seguintes dados.

Imagem: Planilha de controle de cabos

10. LOCAIS PARA CABOS DE CONJUGAÇÃO

10.1 Cabos de Conjugação não devem ficar no chão ou exposto ao tempo. Deve haver um Suporte
para cada Cabo, protegido da chuva e sol, de modo que os mesmos fiquem organizados.

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012


Nome: Utilização de Cabos Jumper Válido de: 24/09/2017
Número: PO – 0xxxx Válido até: 24/10/2017
Versão: 1.0 Publicado: 12/09/2015

11. AÇÕES CORRETIVAS

11.1. Registrar via E-MAIL ao Grupo de Falhas, Superintendência de Produção, Especialistas de


Pátios, Estação de origem do Trem, Coordenador de Produção da Estação de origem do
Trem, Coordenador de produção da Estação comunicante, caso receba algum trem sem
cabos jumper.

Observação: Prazo para envio do e-mail e de 120 minutos, ultrapassando este horário a
estação comunicante assumirá a falha.

11.2. Caso o procedimento de instalação não tenha sido cumprido de forma correta, a estação
que expediu o trem será responsabilizada pelo custo decorrente da avaria do cabo, bem
como pelas falhas geradas, e esta falha deve obrigatoriamente ser pauta de missa matinal.

Cópia não controlada Impresso: 02/09/201502/11/2012