Vous êtes sur la page 1sur 50

Mecânica de Máquina

de Costura Industrial
Máquina de costura

Uma máquina de costura moderna (Singer Symphonie 300).

A máquina de costura é um aparelho utilizado para unir ou prender partes


de tecidos ou outros materiais flexíveis, por exemplo na fabricação de peças
de vestuário ou de calçado. Basicamente, a máquina consiste num mecanismo
que faz mover uma agulha na ponta da qual está enfiada em uma linha que é
em cada movimento de passagem pelo tecido enrolada noutra linha colocada
numa bobina separada. O movimento pode ser feito manualmente, por meio de
um pedal ou por um motor eléctrico.

Existem muitas variantes da versão básica, algumas especializadas para certas


funções, como por exemplo para cortar e chulear(chamadas também de
"máquinas de cortar"), para pregar botões, e para uso doméstico ou
em fábricas.

As máquinas de costura foram inventadas durante a primeira Revolução


industrial para diminuir a quantidade de trabalho manual costurarealizado em
empresas de roupas. Desde a invenção da primeira máquina de costura
trabalhando, geralmente considerada como sendo obra do inglês Thomas Saint
em 1790, a máquina de costura melhorou muito a eficiência e a produtividade
da indústria da roupa.

A máquina de manivela

Antiga máquina à manivela.

Durante boa parte da vida da máquina de costura houve fabricação de


máquinas de tamanho versátil montadas em uma base em madeira e que
tinham propulsão manual através de uma manivela. Antecessora da máquina
de pedal.
Embora o conceito da máquina de costura existisse desde 1755, eram
máquinas pesadas, caras e difíceis de operar. Apenas em 1830, quando o
alfaiate francês Barthélemy Thimmonier resolveu aperfeiçoar a tecnologia já
existente, é que as máquinas de costura se tornaram verdadeiramente práticas.
Thimmonier chegou mesmo a montar uma fábrica de uniformes para o exército,
que foi destruída em um incêndio.

Graças a Thimmonier foi possível pensar as primeiras linhas de produção de


roupas em escala industrial. A popularização da máquina de costura ajudou no
processo de passagem de uma produção artesanal e personalizada de roupas
para o modelo de produção industrial em série que temos hoje.

Máquina reta Industrial

A máquina reta é responsável por executar o ponto fixo ou ponto reto comum
formado por duas linhas, uma superior e outra inferior, na qual serão
entrelaçadas ao longo da costura. A superior é a linha que passa pela agulha
da máquina e a inferior é a que se encontra na bobina.

A máquina de costura é bastante utilizada por profissionais que trabalham na


confecção de roupas, bem como em reformas, tanto nas indústrias, quanto em
atelier ou mesmo em casa, para uso próprio ou para prestar serviços como
autônomo.

Para você que aprecia o mundo das costuras, vai saber agora os principais
tipos de máquinas de costura, e qual o modelo correspondente para o trabalho
que se pretende realizar:

Overloque: A overloque, além de costurar, ela também faz cortes e


acabamentos de roupas para que dê maior durabilidade à mesma. É utilizável
em lingeries, moda praia, camisetas, tecidos pesados como tapetes, toalhas,
moletons, calças jeans, etc.

Interloque: O interloque é uma máquina mais completa que a overloque, é


composta pela costura reta e overloque. É mais comum usá-la em tecidos que
não tem elasticidade, bem como em jeans.

Máquina para Costura reta: É uma das mais comuns. Há diversas máquinas
que possuem esse tipo de costura para pregas, fazer artesanato, personalizar
roupas, etc.
Galoneira: É utilizada em tecidos mais delicados, para confeccionar bainhas,
malhas, viés, costuras artesanais, entre outras.

Caseadeira: São específicas para confecção de casas no vestuário, para


aplicar botões, etc.

Botoneira: A botoneira é uma ferramenta que prega botões em peças de


roupas, após feito as casas, com a caseadeira. Basta você explorar a
imaginação, também dá para pregar lacinhos, enfeites, aviamentos, etc.

Fechadeira de braço: É utilizada para realizar costuras em braços de camisas.

Ziguezague: É específica para tecidos de malha, mais precisamente para


acabamentos, recolocar elásticos em lingeries e cuecas, etc.

Travete: Esse equipamento é direcionado aos reforços na costura, em calças,


jalecos e paletós.

Reta lançadeira livre: É a famosa máquina industrial, de porte grande, possui


costura reta e é utilizada na costura de couros, jeans, tapeçaria, entre outros
mais pesados.

A máquina de costura tem vários modelos, cada um se adequando a uma


função diferente. No artigo de hoje, vamos entender quais são tais modelos e
qual a função de cada um. Existem tipos simples, para quem quer aprender,
até modelos profissionais, para quem trabalha com encomendas de grande
demanda, que são as máquinas industriais.

Para quem está começando agora, é mais recomendada a compra da máquina


de costura reta e/ou zigue-zague. Para aprender aos poucos, é bom treinar os
pontos básicos em algum retalho que se tenha em casa mesmo.

Antes a máquina de costura tinha apenas aquele modelo com a pedaleira, em


que a pessoa tinha que proporcionar a força motriz para o dispositivo funcionar.
Hoje em dia, temos modelos automáticos, com especificações especiais para
cada tipo de costura, e também existem acessórios variados.

Os tipos de máquina de costura são: overloque, interloque, máquina reta,


galoneira, caseadeira, botoneira, ziquezague, travete e reta lançadeira livre.
Vejamos a seguir um pouco mais sobre cada.

Overloque: além de costurar, ela também auxilia no processo de acabamentos


e cortes, a fim de aumentar a durabilidade das peças. Pode ser usada tanto
para roupas delicadas como lingeries e tecidos pesados como os de tapetes.
Interloque: Mais completa que a anterior, têm a capacidade de costura reta e
overloque também. Na maior parte das vezes, essa máquina é usada para
mexer com peças jeans.

Costura reta: é a mais ordinária. Serve para pregar barras, personalizar as


roupas e fazer trabalhos manuais de artesanato.

Galoneira: essa máquina é a preferida de quem mexe com tecidos mais


delicados. São costuras bastante artesanais e que requerem maior habilidade
do profissional.

Caseadeira: aplicadora de botões, basicamente. Ela produz as casas em que


os botões ficam abotoados.

Botoneira: essa já prega os botões. Além de botões, prega lacinhos, enfeites e


outros detalhes. Ótima para alimentar a criatividade e inovar na costura.

Zigue-zague: usada mais para tecidos de malha, acabamentos, arrumar os


elásticos de roupas íntimas e outros trabalhos do tipo.

A máquina de costura é muito utilizada por profissionais na confecção de


roupas, ajustes, reformas, tanto nas confecções industriais quanto nas
caseiras, para uso próprio, sem fins lucrativos. Conheça agora os tipos de
máquinas e qual o modelo correspondente para o trabalho desejado:

Overloque: O overloque, além de costurar, ela também corta, trabalha com


acabamentos de roupas para maior durabilidade. É utilizável em lingeries,
moda praia, camisetas, tecidos pesados como tapetes, toalhas, moletons,
calças jeans, etc.

Interloque: O interloque é uma máquina mais completa, é composta pela


costura reta e overloque. Costumam-se usá-la em tecidos que não possuem
elasticidade e em jeans.

Costura reta: Há diversas máquinas que possuem esse tipo de costura dar
pregas, fazer artesanato, personalizar roupas, etc.
Galoneira: É utilizada em tecidos leves e delicados, na confecção de bainhas,
malharias, aplicação de galão, viés, costuras artesanais, entre outras.

Caseadeira: São específicas para confecção de casas no vestuário, para


encaixar botões, etc.

Botoneira: A botoneira é uma ferramenta que prega botões em peças de


roupas, após feito as casas, com a caseadeira. Basta você explorar a
imaginação, também dá para pregar lacinhos, enfeites, aviamentos, etc.

Fechadeira de braço: É utilizada para realizar costuras em braços de camisas.

Ziguezague: É específica para tecidos de malha, mais precisamente para


acabamentos, recolocar elásticos em lingeries e cuecas, etc.

Travete: Esse equipamento é direcionado aos reforços na costura, em calças,


jalecos e paletós.

Reta lançadeira livre: É a famosa máquina industrial, de porte grande, possui


costura reta e é utilizada na costura de couros, jeans, tapeçaria, entre outros
mais pesados.

A máquina de costura é muito utilizada por profissionais na confecção de


roupas, ajustes, reformas, tanto nas confecções industriais quanto nas
caseiras, para uso próprio, sem fins lucrativos. Conheça agora os tipos de
máquinas e qual o modelo correspondente para o trabalho desejado:

Overloque: O overloque, além de costurar, ela também corta, trabalha com


acabamentos de roupas para maior durabilidade. É utilizável em lingeries,
moda praia, camisetas, tecidos pesados como tapetes, toalhas, moletons,
calças jeans, etc.

Interloque: O interloque é uma máquina mais completa, é composta pela


costura reta e overloque. Costumam-se usá-la em tecidos que não possuem
elasticidade e em jeans.

Costura reta: Há diversas máquinas que possuem esse tipo de costura dar
pregas, fazer artesanato, personalizar roupas, etc.

Galoneira: É utilizada em tecidos leves e delicados, na confecção de bainhas,


malharias, aplicação de galão, viés, costuras artesanais, entre outras.
Caseadeira: São específicas para confecção de casas no vestuário, para
encaixar botões, etc.

Botoneira: A botoneira é uma ferramenta que prega botões em peças de


roupas, após feito as casas, com a caseadeira. Basta você explorar a
imaginação, também dá para pregar lacinhos, enfeites, aviamentos, etc.

Fechadeira de braço: É utilizada para realizar costuras em braços de camisas.

Ziguezague: É específica para tecidos de malha, mais precisamente para


acabamentos, recolocar elásticos em lingeries e cuecas, etc.

Travete: Esse equipamento é direcionado aos reforços na costura, em calças,


jalecos e paletós.

Reta lançadeira livre: É a famosa máquina industrial, de porte grande, possui


costura reta e é utilizada na costura de couros, jeans, tapeçaria, entre outros
mais pesados.

Segurança

Os invólucros plásticos e outros materiais da embalagem do produto deverão


ficar longe do alcance de crianças e animais para evitar risco de sufocamento
ao brincar ou manusear tais resíduos.

• Verifique se a tensão (voltagem) do produto é compatível com a tomada a ser


utilizada.

• Este produto não se destina à utilização por pessoas (inclusive crianças) com
capacidades físicas, sensoriais ou mentais reduzidas, ou por pessoas com falta
de experiência e conhecimento, a menos que tenham recebido instruções
referentes à utilização do produto ou estejam sob a supervisão de uma pessoa
responsável pela sua segurança.

• Recomenda-se que as crianças sejam vigiadas para assegurar que elas não
estejam brincando com o produto.

• Se o cordão elétrico está danificado, ele deve ser substituído pelo fabricante
ou agente autorizado, a fim de evitar riscos.
• Se o produto apresentar marcas de queda ou apresentar qualquer tipo de
dano no cordão elétrico, no plugue ou em outros componentes, o mesmo não
deverá ser utilizado. Se o produto apresentar qualquer defeito, a manutenção
deverá ser feita em uma assistência técnica autorizada Cadence.

• O cabo de alimentação deverá estar livre, sem nada o tencionando ou


esticando.

• Nunca deixe o cordão elétrico em um local onde uma pessoa possa nele
tropeçar.

• Não ligue o produto em tomadas ou extensões sobrecarregadas, a


sobrecarga pode danificar os componentes e provocar sérios acidentes.

• Mantenha o aparelho e o cordão elétrico longe de superfícies quentes, luz do


sol, de umidade e de superfícies cortantes ou similares.

• Não deixe o produto funcionando sem supervisão.

• Não utilize o aparelho sobre superfícies empoçadas de líquidos para evitar


acidentes.

• Mantenha seu aparelho distante de superfícies quentes, fornos,fogões, brasas


ou fogo.

• Sugerimos que você esteja calçado e sobre um piso seco quando utilizar
produtos elétricos. Não deixe o produto funcionando sem supervisão.

• Não utilize acessórios que não sejam originais do aparelho. O uso de


acessórios que não sejam originais pode prejudicar o funcionamento, causar
danos ao usuário e ao produto.

• Nunca transporte o produto pelo cordão elétrico.

• Sempre remover o cabo de alimentação da tomada, puxando pelo plugue,


durante a limpeza e manutenção do produto. Nunca toque no plugue com a
mão molhada.

• Para proteção contra choques elétricos e outros acidentes, não imerja a base,
o plugue ou o cabo de alimentação na água ou outro líquido. Não toque no
cabo de alimentação com as mãos molhadas

• Nunca descuide da máquina durante o tempo em que estiver conectada.

• Desconecte a máquina da rede elétrica imediatamente após o seu uso, antes


de limpá-la e quando precisar trocar a lâmpada. Verifique a voltagem correta da
máquina e da lâmpada.
• Não use a máquina com os orifícios de ventilação bloqueados. Mantenha os
orifícios de ventilação da máquina de costura e o pedal sem acumulação de pó,
sujeira e restos de tecido.

• Não puxe o tecido quando estiver costurando. A agulha poderá entortar e


quebrar.

• Mantenha os dedos longe de todas as partes móveis da máquina. Tome


cuidado especial com a agulha.

• Desconecte sempre a máquina da rede elétrica quando retirar as tampas,


para lubrificar, ou quando realizar algum outro tipo de ajuste mecânico,
mencionado no manual de instruções.

• A potencia máxima nominal da lâmpada LED não deve exceder os 3W

• Desligar o aparelho ou retirar o plugue da tomada quando deixar o aparelho


descuidado.

A máquina possui um braço livre. Parte que serve para fazer costuras
tubulares, como mangas e calças, permitindo o encaixe do tecido na máquina.
Levante o calcador.

Coloque a manga (ou o que se pretende costurar) em cima do “braço de


costura”, baixe o calcador.

Prossiga a costura de acordo com os procedimentos já citados.

Como Encher a Bobina

Material necessário:

Coloque a linha no porta carretel.

Passe a linha ao redor do disco de maior tensão da bobina.

Coloque a bobina vazia no pino enchedor de bobina, e passe a ponta da linha


na bobina como mostra na foto (o fio precisa ser de baixo para cima).
Com uma das mãos empurre o pino para a esquerda até ele “travar”. Com a
outra segure a linha pela ponta.

Acione o pedal e de algumas voltas. Depois corte a sobra da linha com a


tesoura.

Agora, continue enchendo a bobina ligando a maquina no botão on/off máximo.


Quando a bobina estiver cheia, desligue a máquina novamente. Empurre o pino
do Enchedor da Bobina para a direita, corte a linha e retire a bobina.

Agora, continue enchendo a bobina ligando a maquina no botão on/off máximo.


Quando a bobina estiver cheia, desligue a máquina novamente. Empurre o pino
do Enchedor da Bobina para a direita, corte a linha e retire a bobina.
Trocando a agulha Cuidado:

Remova as baterias e/ou desconecte a máquina da tomada antes de fazer a


troca da agulha.

Gire o volante no sentido anti-horário até que a agulha atinja a posição mais
alta;

Segure a agulha antiga e afrouxe o parafuso que fixa a agulha. Remova a


agulha antiga

Insira a nova agulha no encaixe com o lado plano virado para trás, certifique-se
de empurrar a agulha antes de apertar o parafuso de fixação da agulha.

Aperte o parafuso que fixa a agulha.

Tipos de agulha e linha De acordo com o tamanho da agulha a ser utilizada,


escolha a linha, conforme tabela, levando em consideração linha de algodão,
merceirizado, mista ou sintética.

Importante:

Verifique o peso de seu tecido para escolher a agulha e a linha mais adequada.
A tabela serve apenas de guia para a sua escolha. É necessário antes de
iniciar a costura, testar em um pedaço de tecido qual a melhor linha/agulha.

Para limpar o aparelho, siga as instruções:

Certifique-se de que a máquina de costura está com o “Botão Liga/ Desliga –


Seletor de velocidade” na posição desligado, sem as pilhas e com o plugue
desconectado da tomada;

Retire o excesso de pó com um pano seco. Limpe o corpo do produto com um


pano macio e umedecido em água.
Limpe o produto logo após sua utilização e antes de guardá-lo

Se o produto não estiver em uso mantenha-o dentro da embalagem original em


um lugar seco e longe do alcance de crianças. Lembre-se de manter o conjunto
lançadeira limpo periodicamente. Limpando a Caixa da Bobina Inferior.

Retire a chapa da agulha. Para isso retire os dois parafusos que ficam em cima
da chapa.

Puxe a chapa para trás cuidadosamente, lembre-se que o calcador deve estar
levantado.

Retire a caixa da bobina. Limpe-a com um pincel ou escovinha. Depois limpe a


lançadeira, os dentes, e demais sujeiras da linha que houver.

Depois da limpeza feita, coloque a caixa de bobina novamente na lançadeira.

Coloque a chapa da agulha no lugar novamente, e parafuse. Verifique se a


caixa da bobina esta no lugar correto.
Conheça sua Máquina de Costura Singer

1. Guia-fio do Enchedor de Bobina

2. Estica fio

3. Seletor de Ajuste da Tensão da Linha

4. Tampa lateral

5. Cortador de linha

6. Extensão da Base/Caixa de Acessórios

7. Pino do Enchedor da Bobina

8. Limitador do Enchedor da Bobina

9. Tabela de Pontos

10. Botão do Retrocesso

11. Alça de Transporte

12. Porta-retrós horizontal

13. Volante

14. Interruptor Liga-Desliga da Máquina e do LED

15. Conector do Cabo de Energia

16. Placa de Identificação do Produto

17. Guia-fio

18. Alavanca da Casa de Botão

19. Alavanca Levantadora da Sapatilha

20. Guia-fio
21. Passador de Linha na Agulha

22. Guia-fio do Passador de Linha na Agulha

23. Parafuso de Fixação da Sapatilha

24. Agulha

25. Chapa da Agulha

26. Barra da Agulha

27. Cortador de Linha

28. Alavanca do Suporte da Sapatilha

29. Parafuso da Agulha

30. Sapatilha

31. Dentes

32. Mesa extensora (exclusiva para os modelos 6680 e 6699)

33. Cabo de Energia

34. Controlador de Velocidade

35. Manual de Instruções


Selecione o Número do Ponto Quando a máquina é ligada, o ponto reto
aparece na tela de LCD, juntamente com seus ajustes pré-definidos. Para
selecionar pontos, use o botão esquerdo para selecionar o dígito esquerdo e o
botão direito para selecionar o dígito direito até que o número do ponto
escolhido apareça na tela. Tabelas de pontos

NOTA : Imagem meramente ilustrativa referente ao modelo 6680. Os pontos


aqui ilustrados não necessariamente estão disponíveis nos modelos 6660 e
6699. Pontos do modelo 6660 No modelo 6660 o botão da esquerda pode ir até
o número 5 e o da direita até 9. No modelo 6680 o botão da esquerda pode ir
até o número 7 e o da direita até 9. No modelo 6699 o botão da esquerda e da
direita podem ir até o número 9.
Troque a Sapatilha

1. Coloque a agulha em sua posição mais alta. Levante a sapatilha.

2. Aperte a alavanca do suporte da sapatilha (1) e retire-a.

3. Coloque a sapatilha desejada sobre a chapa da agulha, alinhando o pino da


sapatilha com o suporte da sapatilha (2).

4. Abaixe a alavanca levantadora da sapatilha (3), de forma que o suporte


engate na sapatilha.

Troque a Agulha

Desligue a máquina e retire o plugue da tomada da parede sempre que for


realizar essa operação.

1. Levante a barra da agulha até a sua posição mais alta, girando o volante na
sua direção.

2. Solte o parafuso de fixação da agulha, girando-o em sua direção.

3. Retire a agulha puxando-a para baixo.

4. Introduza uma agulha nova no orifício da barra da agulha com o lado chato
(plano) voltado para trás.
5. Empurre a agulha totalmente para cima, até encontrar resistência.

6. Aperte o parafuso de fixação da agulha com uma chave de fenda.

NOTA: Aperte o parafuso firmemente, mas não aperte em excesso.

DICA: Coloque um pedaço de tecido embaixo da sapatilha e abaixe a sapatilha


antes de trocar a agulha. Além de facilitar a troca da agulha, irá evitar que a
agulha caia dentro da máquina.

Use o Braço Livre Sua máquina pode ser utilizada tanto com base plana ou
como uma máquina de braço livre. Com a extensão da base encaixada,
consegue-se uma área de trabalho ampliada.

1. Para retirar a extensão da base, segure-a firmemente com as mãos e puxe-a


para a esquerda, como mostra a figura.

2. Para colocá-la novamente, deslize a extensão da base para o seu lugar


novamente até ouvir um clique. Sem a extensão da base montada, a máquina
se converterá em um modelo de braço livre, para facilitar costuras em roupas
infantis, punhos, pernas de calças e outras costuras tubulares de difícil acesso.

Encaixe a Mesa Extensora – Exclusiva para os modelos 6680 e 6699


Limpeza e Lubrificação

ATENÇÃO: Sempre desconecte a máquina, re rando o plugue da tomada da


parede. A. Levante a agulha até a sua posição mais alta. B.

1. Empurre as duas travas da lançadeira para baixo.

2. Remova a cobertura da pista da lançadeira e a lançadeira.

C. Limpe os dentes e a área da lançadeira com o pincel. Nota: Coloque uma


gota de óleo no pino do centro da lançadeira e na pista da lançadeira, como
indicam as setas.
Problemas gerais

∗ O interruptor de força da máquina está desligado

A máquina não costura o Ligue o interruptor.

∗ A alavanca do caseado não está levantada ao fazer os pontos o Levante a


alavanca.

∗ A alavanca do caseado não está abaixada ao fazer o caseado o Abaixe a


alavanca.

∗ O enchedor de bobina está engatado. o Desengate o enchedor de bobina.

∗ A linha está embaraçada na lançadeira. A máquina emperra e faz barulho o


Limpe a lançadeira.

∗ A agulha está danificada o Substitua a agulha

∗ A sapatilha não está abaixada. O tecido não é transportado o Abaixe a


sapatilha.

∗ O comprimento do ponto está pequeno. o Aumente o comprimento do ponto.

∗ O dente está abaixado. o Levante o dente

Problemas no ponto

∗ A agulha não está inserida corretamente no prendedor da agulha. A máquina


falha ponto

∗ A agulha está torta ou danificada. o Substitua a agulha.

∗ A linha não foi passada corretamente na máquina.

∗ A lançadeira não pega a linha. o Limpe a lançadeira

∗ O tamanho da agulha não está adequado com a linha e o tecido utilizados.


Os pontos estão irregulares

∗ A linha não foi passada corretamente na máquina.

∗ A tensão da linha da agulha está muito baixa.

∗ O tecido está sendo puxado ou empurrado irregularmente. o Guie o tecido


suavemente.
∗ O enchimento da bobina está irregular. o Encha novamente a bobina.

∗ O tecido está sendo puxado ou empurrado irregularmente. A agulha quebra o


Guie o tecido suavemente.

∗ O tamanho da agulha não está adequado com a linha e o tecido utilizados.

∗ A agulha não está inserida corretamente no prendedor da agulha.

∗ A agulha dupla está sendo usada com a largura do ponto selecionado.

Problemas com a linha

∗ As linhas, superior e inferior, não foram puxadas para debaixo da sapatilha


antes de iniciar a costura. As linhas se entrelaçam o Puxe as linhas
aproximadamente 15 cm para debaixo da sapatilha e segure-a até que um
ponto seja formado.

∗ A linha não foi passada corretamente na máquina. A linha da agulha quebra

∗ A tensão da linha da agulha está muito alta.

∗ A agulha está torta. o Substitua a agulha.

∗ O tamanho da agulha não está adequado com a linha e o tecido utilizados.

∗ A linha da bobina não foi passada corretamente. A linha da bobina quebra

∗ A lançadeira e a caixa de bobina estão com acúmulos de fiapos de linha e pó.


o Remova os fiapos de linha e pó.

∗ A tensão da linha da agulha está muito alta. O tecido enruga o Ajuste a


tensão da linha.

∗ O comprimento do ponto está grande para o tecido fino e delicado. o Diminua


o comprimento do ponto.

Lubrificar a Máquina de Costura

Todas as máquinas precisam de um cuidado especial para evitar que


enferrujem e para conseguir mantê-la em boas condições, garantindo assim o
seu bom funcionamento. Quando se trata de uma máquina de costura, também
é necessário colocar óleo, e é recomendável fazê-lo a cada 20 horas de uso,
pelo menos. Desta maneira ajudará no seu bom funcionamento e com que ela
dure mais. Continue lendo este artigo de umComo.com.br em que lhe
explicamos como lubrificar uma máquina de costura.

Vai precisar de:

Um pano limpo.

Uma escova macia.

Uma pinça.

Óleo de máquina de costura.

Pano de algodão.

Jornal.

Passos a seguir:

Para lubrificar sua máquina de costura, você tem que comprar o óleo para a
máquina. Para saber qual é o óleo adequado, o melhor que pode fazer é
consultar o revendedor local de máquinas de costura da sua localidade. Senão,
você também pode ir a qualquer loja de costura para que ajudem você a
escolher o melhor óleo.

Antes de limpar e lubrificar as diferentes partes da máquina de costura, você


deve tirá-la da tomada para sua segurança.

Quando a máquina estiver desligada, limpe com um pano limpo as partes da


máquina onde vai colocar óleo.

Procure o manual da sua máquina de costura e procure as instruções sobre


como limpar a máquina. Se não achar, você pode procurar e baixar o manual
da internet ou entrar em contato com o revendedor para tentar saber como
pode encontrar um manual.

Quando tiver passado o pano na máquina, deve escovar as diferentes


partes com uma escovinha nova e macia. Assim conseguirá tirar as linhas e o
pó e evitar que eles obstruam a máquina. Se tiver alguma linha difícil de tirar,
pode usar uma pinça.

O seguinte passo é lubrificar a máquina de costura, para isso primeiro você tem
que colocar papéis de jornal no chão para evitar manchá-lo. Depois você pode
colocar óleo, mas tem que seguir as instruções do manual da máquina. Deve
seguir passo a passo porque cada máquina é diferente.

Quando tiver lubrificado a máquina, tem que limpar o óleo derramado sobre a
máquina com um pano de algodão.

Ligue a máquina e costure sobre uma tira de tecido. A costura ajudará o óleo a
lubrificar as partes do interior da máquina. Ao mesmo tempo evitará manchar
tecidos costurados posteriormente com a máquina, porque pode ser que tenha
ficado algum resto de óleo.

Depois de lubrificar a sua máquina de costura, irá precisar de voltar a colocar


linha para coser.

Como fazer uma boa manutenção?

– O aparelho nunca deve ser abandonado quando plugado na tomada.


Sempre desligue a máquina de costura da tomada elétrica imediatamente após
o uso e antes da limpeza.

– Desligue a máquina sempre que precisar fazer algum ajuste na área da


agulha, como por exemplo no caso de substituição da agulha ou sapata.

– Sempre desligue antes de substituir a lâmpada.


Substituir lâmpada com o mesmo tipo nominal de 15 Wats (se for esta a
indicação do fabricante).

– Não deixe a máquina exposta em uma área de alta umidade, perto de luz
solar direta ou chuva.

– Limpe o exterior da máquina com um pano macio e sabão neutro use ao ar


livre.
Limpeza da área da caixa da lançadeira:

1. Leve a agulha para a posição mais alta.

2. Retire a caixa da bobina.

3. Afaste as alavancas de trava (A) como mostra a figura.

4. Retire o arco da lançadeira (B).

5. Retire a lançadeira (C) segurando- a pelo pino central.

6. Limpe e lubrifique o arco e a lançadeira e volte a montá-los na ordem


inversa.

Abra a tampa e lubrifique os pontos indicados.

Limpando os dentes

Remova a agulha, o pé calcador

e a chapa da agulha.

Limpe com uma escova a poeira e fiapos dos dentes.

Recolocar a chapa da agulha.

Substituição da lâmpada da máquina. (Elgin)

1 – Desligue a máquina.

2 – Retire a tampa frontal.


3 – Vire a esquerda para remover a lâmpada.

4 – Substitua com uma nova lâmpada, empurre-a para cima e gire para a
direita

Como a lâmpada pode estar quente, proteger os dedos quando for substituí-la.
ou
desligar da energia e esperar esfriar.

Tempo da Máquina de Costura

O tempo da sua máquina de costura é essencial para fazer pontos iguais no


tecido e para garantir que todas as partes da máquina estão funcionando em
sincronia. Apesar do processo de ajuste do tempo ser o mesmo para a maioria
das máquinas de costura, o método de remover, modificar e instalar as partes é
diferente para cada uma delas, portanto consulte o manual da sua para
verificar e acertar o tempo dela.

Verifique outros problemas potenciais. Primeiro, verifique outros fatores que


podem mascarar o problema do tempo; não faz sentido desmontar sua
máquina se isso não for necessário!

Verifique as condições da agulha: ela deve estar encaixada corretamente..

Veja se a agulha, a espessura da linha e o tecido são compatíveis. Um tecido


mais pesado precisará de uma agulha maior e de uma linha mais espessa.

Para verificar se há algum problema com o tempo, faça um teste. Ao testar o


alinhamento da agulha e do gancho de transporte, é possível descobrir se será
preciso ajustar o tempo da máquina.

Deixe a agulha com linha, mas remova a placa, a tampa da base e a caixa do
carretel.

Gire a manivela devagar para que o gancho de transporte pegue a linha


suavemente. Se isso não acontecer, você pode ter que ajustar o tempo.

Use uma régua para medir a configuração do tempo. Use a manivela para
colocar a agulha numa posição mais baixa; depois, eleva-a em um pouco
menos de dois centímetros.
O gancho de transporte deve encontrar a agulha logo acima do buraco quando
estiver nessa posição. Se isso não acontecer, você pode ter que ajustar o
tempo.

Prepare a máquina para o trabalho. Se você definiu que vai mudar o tempo de
funcionamento da máquina, prepare-a para o processo.

Talvez você tenha que mudar a posição do ponto, deixando-a reta para que a
agulha desça pelo centro do buraco da placa, ou talvez você tenha que movê-
la para deixá-la numa posição que faça um zigue-zague amplo. Veja as
orientações do fabricante.

Remova a tampa da barra de agulha (se já não o fez), a placa, o carretel e a


tampa da base da máquina.

Pegue as ferramentas que talvez precise, como uma chave de fenda pequena,
óleo de máquina de costura e uma luz clara para trabalhar.

Ajuste a altura da barra de agulha. A maioria das máquinas tem marcas que
indicam a altura apropriada para a barra de agulha. Consulte seu manual para
instruções mais específicas sobre como mexer na barra de agulha e soltá-la.

Se houver marcas de tempo, afrouxe a barra de agulha e puxe-a para cima ou


para baixo para alinhar a marca de cima logo abaixo do fundo da barra de
casquilho do tempo.

Se não houver marcas de tempo, baixe completamente a agulha com a


manivela, depois suba-a cerca de 2,4 mm. Ajuste a altura da agulha para que o
buraco dela fique a cerca de 2,4 mm abaixo do ponto do gancho.

Descubra o tempo do gancho. O ajuste do tempo do gancho varia de acordo


com os fabricantes e modelos, mas normalmente o que se faz é ajustar a
distância entre o gancho e a agulha.

Usando a manivela, baixe completamente a barra de agulha.

Afrouxe as peças na base da máquina.

Faça ajustes até que o gancho e a agulha estejam a uma distância apropriada
um do outro, algo entre 0,04 mm e 0,1 mm. or 0.01-0.16, depending upon the
machine.
Verifique novamente a precisão do tempo. Ao testar novamente o alinhamento
da agulha e do gancho de transporte, é possível descobrir se seus ajustes
melhoraram as configurações da máquina.

Se você removeu a linha da agulha, recoloque-a. Continue o trabalho com a


área do carretel exposta.

Gire a manivela lentamente para fazer com que o gancho encaixe gentilmente
na linha. Se for assim em todas as tentativas, você conseguiu ajustar o tempo.

Monte novamente sua máquina. Aperte todos os parafusos com cuidado e não
deixe nenhuma parte sobrando fora da máquina.

Limpe e passe óleo nas peças expostas antes de colocar as tampas.

Remova fiozinhos e outros restos das peças e do sistema de alimentação.

Consulte o manual para ver quais áreas específicas precisam de óleo.

Use apenas óleo para máquina de costura.

Teste seus ajustes. Recoloque linha na máquina e faça um teste costurando


um retalho.

Os pontos devem ser iguais, sem que a máquina pule algum e sem que a
agulha quebre.

Se o problema não foi resolvido, pode ser preciso fazer mais ajustes ou
consultar alguém que conserte máquinas de costura.

Instalações do Cabeçote da Máquina

Encaixe o cabeçote na base e instale oscabos corretamente na caixa de


controle

A Velocidade da Máquina e Sentido de Rotação

A máquina gira no sentido horário, quando visto a partir do lado da polia de


máquina
Lubrificação

Abasteça a máquina até que o nível do óleo esteja entre as linhas (H) e (G).
Complete o tanque quando o nível estiver em (L) Nota: Utilize óleo especial
para máquina de costura

Aplicar 2 ou 3 gotas de óleo quando a máquina for usada pela primeira vez ou
tenha sido deixada sem uso por algum tempo. Nota: Utilize óleo especial para a
máquina de costura.

Encher o reservatório de silicone com óleo quando nível estiver baixo, a fim de
impedir que a agulha quebre por aquecimento.
Nota: Utilize silicone apropriado para linha de costura.

Certifique-se que as linhas são adequadas Apare os nós ordenadamente antes


de passar pelo buraco da agulha de passe novamente.

Certifique-se de passar a linha na máquina corretamente, referindo-se o


diagrama de segmentação. Apare os nós fora ordenadamente, depois de
passar através do olho do lançador.

Ajustando a Pressão do Calçador

Gire o parafuso de ajuste para ajustar o calcador de pressão. Ele deve ser tão
leve quanto possível, ser ainda suficiente para obter a formação de costura
adequada.

Solte a porca e mova a alavanca para cima e para baixo para se obter o
quociente diferencial de alimentação correta. Aperte a porca após o
posicionamento da alavaca como desejado.

Enquanto pressionar o botão, gire o volante para buscar a posição no qual o


botão de pressão vai ainda mais em profundidade. Em seguida, mantendo o
botão pressionado, gire o volante e defina a escala desejada para o
alinhamento. Só deve ser feita de ajuste do comprimento do ponto.

Faça os ajustes de tensão com a linha da agulha (botão 1), a lançadeira


superior (botão 2) e a lançadeira inferior (botão 3).
Verificando a Circulação do Óleo

Quando a máquina estiver em funcionamento, veja se o óleo está esguichando,


isso quando a velocidade chegar 2000RPM

Substituir o óleo de um mês após a primeira utilização e a cada seis meses


seguintes.

Padões de Agulha

1. Direção: Pressione a tecla de direção por 5 segundos, o ponto vermelho


exibe na tela sentido horário e anti-horário.

2. Modelo: Pressione a tecla Modelo, P1 ou P2 será exibido, P1 signifca


interruptor lento ligado e P2 interruptor rápido ligado.

3. Velocidade: Acesse estado fixo (pressione as teclas de velocidade e modelo


por 8 segundos, a velocidade atual será exibida), solte as teclas de velocidade
e modelo e, depois, pressione a tecla de velocidade. Você pode escolher a
velocidade de 800RBM a 4200rpm, o visor digital exibe de 8 a 42.

4. Interruptor de localização de posição para cima e para baixo: pressione a


tecla de direção, será exibido F0 OU P1, a posição na orientação e a posição
podem abaixo da transformação entre posicionamentos. (Limitado a levar o
motor a localizar operação funcional)

1. Se a tela estiver exibindo

E1: Signifca proteção contra sobre carregamento, verifque se a máquina de


costura está bloqueada ou não.
2. Se a tela estiver exibindo

E2: Proteção anormal de sinal elétrico, verifque se o cabo de sinal do pedal foi
fxado corretamente. Se a linha de sinal foi fixada, entre em contato com o
vendedor.

3. Se a tela estiver exibindo

E3: Proteção anormal de sinal do controlador, verifque o fo de sinal do


controlador, se você o fixou corretamente, entre em contato com o vendedor.

4. Se a tela estiver exibindo

E4: Proteção de corrente instantânea, entre em contato com o vendedor.

Dicas de Manutenção

Como toda a máquina, sua máquina de costura precisa de cuidados para que
funcione adequadamente. Dessa forma, preparamos um vídeo para você com
algumas orientações pra mantê-la sempre em ordem:

Se a máquina não estiver sendo utilizada, mantenha-a desconectada da fonte


de alimentação retirando o plugue da tomada da parede. Esse procedimento
deve ser feito sempre que você for limpá-la também.

Não a exponha em locais com incidência direta e constante de raios solares,


pois eles podem alterar a cor do produto.

A utilização de um filtro de linha o estabilizador de tensão é recomendável,


principalmente para máquinas eletrônicas, assim como é feito para outros
produtos eletrônicos como TV ou computador. Isso ajudará a proteger seu
produto contra oscilações bruscas de energia e eventuais queimas de produto.

Mantenha a máquina sempre limpa e lubrificada – consulte o manual do


produto para informações mais detalhadas.

Faça regularmente a remoção do pó ou fiapos de linha.

Limpe a superfície da máquina com um pano macio e úmido apenas com água.
Não utilize nenhum produto abrasivo ou químico, pois isso pode estragar a
superfície da máquina.

Lubrifique a máquina conforme instrução do manual do produto.


Recomendamos a utilização do Óleo Lubrificante Singer. Outros óleos
“multiuso” podem não estar adequados para a lubrificação de sua máquina de
costura.

Troque a agulha da máquina sempre que a mesma aparentar estar cega ou


mesmo torta, para evitar danos ao produto e também ter melhor qualidade na
costura.

Não faça nenhuma adaptação ou modificação ao produto. Isso pode


comprometer seu correto funcionamento.

Se a máquina não for utilizada por um período extenso, limpe-a e a coloque


dentro de sua embalagem ou capa de proteção, guardando-a num local
protegido de luz solar e também sem acesso a crianças. Deixe seus acessórios
preferencialmente sempre juntos da máquina.

1º MANTENHA A MÁQUINA LIMPA:

Se a máquina está toda suja por fora, imagina por dentro! Limpe a sua máquina
com um pano úmido e com o auxílio de uma pinça e um pincel (algumas
máquinas vêm com esses utilitários). Retire a caixa de bobina, limpe os dentes,
deixe tudo em dia. Se você usa muito a máquina essa limpeza precisa ser mais
frequente do que quem usa pouco;

2º LUBRIFICAÇÃO:

Toda máquina precisa ser lubrificada de tempos em tempos. Há máquinas


(principalmente industriais) que têm a lubrificação automática. Para as que não
tem, basta alguns pinguinhos para ela ficar boa. Não use óleo de cozinha. Os
óleos lubrificantes especiais para as máquina são baratos e duram bastante.
Quem tiver dúvida sobre como lubrificar a sua máquina, dá uma olhadinha no
manual que lá diz. Para quem tem industrial, é necessário trocar aquele óleo
que fica embaixo pelo menos 1 vez por ano (no caso da costura reta).
Após a lubrificação, costure com um tecido velho, pois o óleo pode escorrer e
manchar a peça;

3º LEVE-A NO MECÂNICO:

Essa dica vale para todas, mas principalmente para quem usa muito a
máquina: é importante levá-la no mecânico para fazer uma revisão e dar um
regulada. As vezes a gente nem nota que ela está com alguma falha aqui ou
ali, então é importante que as vezes um profissional veja se está tudo
ok, prevenindo estragos maiores;
4º NA DÚVIDA, NÃO MEXA:

Quem aí nunca quis abrir a máquina toda, principalmente na hora da limpeza


ou então quando enrolou mais linha do que devia por dentro? Mas na dúvida,
não desmonte o que você pode não saber montar. O risco de montar tudo
errado é grande, e o estrago que isso causa pode ser maior do que a gente
pensa.

5º CUIDADO COM AGULHAS TORTAS: .

Uma vez uma professora me disse que uma agulha torta pode estragar a caixa
de bobina (e trancar também, certamente muitas aqui já passaram por essa
experiência). Usar as agulhas corretas e sempre em bom estado fará com que
a máquina trabalhe eficientemente. É bom sempre se informar sobre qual
agulha é ideal para cada tipo de tecido.

6º PASSAGEM CORRETA DA LINHA:

Certamente todas nós já embolamos linha na bobina. Isso na maioria das


vezes acontece porque a linha está mal passada. E linha que embola na
bobina, aumenta o risco de estragar a máquina, principalmente aquelas em que
a dona é ansiosa e puxa tudo na pressa;

7º CONSULTE O MANUAL: O manual deve sempre ser consultado em caso de


qualquer dúvida. Ele foi escrito por quem realmente entende da sua máquina,
então é a melhor fonte de consulta.

Cuidado com passagem de linha errada

Aprenda a passar a linha na sua máquina. Apesar disso parecer um detalhe


bobo, quem não faz isso direito está atrapalhando diretamente a durabilidade
da máquina. A regra geral é: use todos os passantes. Afinal, se eles existem,
estao lá por algum motivo.

Os engenheiros que projetaram sua máquina usaram as leis da Fisica para


chegar no melhor jeito de tensionar a linha. Se você não tem certeza sobre
como passar a linha na sua máquina, consulte o manual.
O problema de passar a linha do jeito errado é que aumentam as chances da
linha embolar embaixo. E acontecendo isso, mais fiapos passam pelas
engrenagens, mais chances tem da linha ficar presa, mais podem estragar
peças delicadas, aumenta a necessidade de se fazer regulagem e por aí vai.

Nada de abrir a máquina ou forçá-la

Se você não entende muito de manutenção, é melhor passar a bola para um


profissional. Muitos dos grandes estragos acontecem pelas próprias mãos. Eu
mesma quebrei a casinha da bobina tentando encaixá-la de onde tirei – na hora
de colocar de volta fiz muita força e aí, já era. Ainda perdi um tempão tentando
encontrar uma de reposição, porque minha máquina é antiga. Além de
desastres como esse, existe também o perigo clássico de desmontar, tirar
várias pecinhas e depois não conseguir voltar do jeito que estava. Tipo, você
pensa que terminou e de repente acha um parafuso.

Antes sentar na cadeira e pisar no pedal, tenha certeza de que a voltagem da


máquina e da cidade são as mesmas. Se você ligar uma máquina 110 em uma
tomada de 220, vai queimar o motor. Já o contrário, de 220 pra 110, é menos
grave – a máquina só não vai funcionar por causa da fraca potência. Esta dica
parece óbvia, mas acontece muito.

Ilustração de segurança da proteção da agulha

O dispositivo de proteção do calçador é mostrado na figura 4. Para a


segurança de todos os operadores, este dispositivo não é autorizado
demonstra.
Movimentando a máquina de costura

(1) A máquina deve ser carregada por dias pessoas conforme mostrado na
figura abaixo.

(2) Segure o motor pela tampa, assim a correia não irá rotacionar.

(3) Por favor use os equipamentos de proteção individual (EPI) enquanto


movimenta a máquina.

Posição de instalação da máquina

Por favor não instale a máquina de costura perto de algum equipamento como
televisão, rádio ou telefone sem fio. Ou equipamentos que possuem
interferência eletrônica.

Especificações

Ilustração do tipo de máquina e especificação. 1.Tipo e classificação


1.Com mecatrônica, a máquina de ponto preso com alimentação e diretamente
a condução.

2. O sinal distintivo para apresentar a aparência melhorou ordem em alfabetos


de F para G, tais como ML8000F.

3.A: ele indica a rotação do cortador tipo A (DUKOPP).

4.Propósito

5.Código da lançadeira

1: alta velocidade da lançadeira

2. lançadeira dupla

6. Nenhum: indica que existem quatro filas de dentes na placa da agulha. A:


Indica que existem três filas de dentes na placa da agulha.

7. Código da Função do Painel de Operação: (O sistema de corte é rotativo.)

A espessura da mesa deve ser 40 milímetros e deve ser forte o suficiente para
suportar o peso da máquina e vibração Processo conforme indicado na "mesa
de corte”. Montagem da Base Instale cada peça em ordem, referindo-se o
diagrama. ①Suporte ②Caixa de armazenagem e placa de óleo ③Pedal
④Controlador de velocidade e suporte ⑤Suporte de linha ⑥Amortecedor
⑦Suporte

(1) Instalação do cabeçote da máquina

Coloque a dobradiça① na cabeça da máquina②Levante a cabeçote da


máquina e deixe a dobradiça para os amortecedores ③e, em seguida, colocar
na mesa.

a) Lubrificação

Virar o cabeçote da máquina de costura. Solte o parafuso ①. Encha de


óleo ② o retículo ③ que é o indicador de nível de óleo. Aperte o parafuso
①. Retire a tampa de borracha④Preencha #10 o óleo de alta velocidade
⑥ no reticulo max. ⑤ nível de óleo no tanque. Coloque novamente a
tampa de borracha no dispositivo ④. Direto no cabeçote da máquina.
b) Instale a máquina e do poder

Conecte o cabo de alimentação e da velocidade fio de sinal do controlador.


Ligue a alimentação. Pressione o pedal baixinho e confirmar a sentido de
rotação da roda. Pressione o pedal para trás e para garantir se o movimento é
relacionado terminado. Ele irá parar automaticamente quando a conclusão da
agulha, e assegurar a marca branca na roda alinhar à parte traseira cobrir
marca.

c) Instale o calcador

(1) Conjunto e consertar a fechadura com chave de joelho ① e joelheira ②


pelo vinculador ③. (2) A manga de joelho passa através do óleo placa e no
eixo do calcador. (3) Gire a manga do joelho para fazer o slot combinar o pino
do calcador. (4) Ajuste o parafuso e fazer a altura e o ângulo das joelheiras na
parte frontal direita 5 centímetros do operador
Operação Teste

a) A máquina de costura em baixa velocidade quando o pedal ③ é


pressionado para a posição B.

b) Depois a costura a alta velocidade quando o pedal ③é pressionado para a


posição C.

c) Quando o pedal ③ retorna para a posição neutra A, diminui a agulha sob a


placa da agulha. (A agulha foi definida no ponto morto inferior).

d) Se o pedal ③é pressionado para a posição D, a agulha se eleva acima da


chapa da agulha e para, então o aparamento dos fios é realizado.

Inclinar para baixo e retornar o cabeçote da máquina


1. Inclinar para trás a etapa cabeça da máquina na seção B e segurá-la para
que a tabela não se move, e, em seguida, empurre-o com as duas mãos para
inclinar a cabeça da máquina.

2. Retornando o cabeçote da máquina na posição vertical

1) Limpe todas as ferramentas, etc. Que podem estar perto dos furos mesas

2) Enquanto segura a chapa frontal com a mão esquerda, gentilmente retorne


cabeçote da máquina para a posição vertical com a mão direita

3. Ilustração da instalação do trabalho da agulha

1) De acordo com o diagrama de instalação da agulha. O início a linha ③,


primeiro anule 50 mm para evitar ser pressionado pelo calcador ④.

4. Ajuste da tensão

1) O botão inicial①: Ajusta a costura de base e controla o comprimento do fio.


É preferível ter entre 15 mm ~ 25 mm.

2) O botão da linha: Ajuste a tensão para otimizar o ponto.

3) Quando vai cortando, o botão da linha② liberaria automaticamente.


5. Enchendo a bobina

1) Colocar o caminho para carretel① ao carretel ②

2) Deixar a linha ao redor do carretel① poucas vezes de acordo com a direção


da seta.

3) Empurre a alça de carga ③ para o carretel ①.

4) O pedal começa a bobina

5) Depois de terminado de encher a bobina a alça da carga saltaria


automaticamente.

6) Levar para baixo o caminho ① e cortar o fio com o aparador ④

5.ajuste da bobina

1) Levar para baixo e cortar o fio ⑤ Solte o parafuso para mudar o ângulo de
⑥ pode ajustar a quantidade de linha que aumenta ou diminuição da bobina +
-.

2) Um bom volume de enrolamento é de 80% a capacidade de carretel①.

6. Instale a bobina

1) Gire o volante e deixar a agulha estar na placa da agulha.

2) Puxe a porta ④ do suporte da bobina e retire o suporte da caixa da bobina


⑤.

3) Retire a bobina vazia e coloque na bobina com linha completa

4) Puxe a linha de movimento 5 cm, e o transporte de movimento deve girar


como a direção da seta no diagrama.
5) A ranhura desvia① a linha transportada para frente sob a película de
transporte e para fora do buraco ⑤.

7. Ajuste da tensão do transporte de linha.

6) A tensão ideal é de 25g, que oferece 12,5g da mola ②do estica fio e
fornecimento 12,5g da bobina ③.

7) Ajuste o parafuso de pele de bilro, alterando a elasticidade e deixe a caixa


de bobina lentamente pelo seu peso.

8) A mola é para parar a bobina girando após o cortador automático.

8. Alterações de agulha

1) A Gire o volante, tem a barra da agulha para o ponto morto superior.

2) Solte o parafuso; tirar a agulha. Já a nova inserção da agulha no buraco final


da barra de agulha.

3) Certifique-se de que a agulha esteja à direita da posição ③. Em seguida,


aperte o parafuso ①.

4) Quando se substitui uma outra agulha nova, a distância entre a lançadeira e


a agulha deve ser ajustado.

1. Verificar a quantidade de lubrificação

1) Remova a linha do estica fio até a agulha


2) Levante o calcador

3) Se o processo estiver inativo a execução levará cerca de 1 minuto na


velocidade para costurar regular

4) Coloque a folha de cheque quantidade de lubrificação sob o gancho giratório


então operar a máquina de costura na velocidade de costura normal para cerca
de 8 segundos

5) Verificar a quantidade de óleo que espirra na folha

NOTA: Se os resultados de verificação não coincidem com o valor correto


mostrado na ilustração à esquerda (o óleo aparece cinto forma ou nenhum),
gire o parafuso de ajuste para apertá-lo totalmente, e ligá-lo novamente o
sentido anti-horário 2 1/2 voltas. Depois disso, processar os seguintes ajustes
neste estado.

2. Ajuste da lubrificação

1) Incline ao cabeçote da máquina para trás

a) Gire o parafuso de ajuste ③ para o ajuste da lubrificação

b) Gire o parafuso de ajuste ③ no sentido horário para aumentar a


lubrificação.

1) Verificar a quantidade de lubrificação novamente de acordo com o


procedimento descrito em "verificar a quantidade de lubrificação"
anteriormente.

2) Verificar a quantidade de lubrificação novamente depois da máquina de


costura ter sido utilizada durante aproximadamente duas horas. NOTA: Girar o
parafuso de ajuste e verifique a quantidade de lubrificação repetidamente até
que a quantidade de lubrificação esteja correta.

Para manter a qualidade da máquina e alongamento do prazo de uso desta


máquina de costura, por favor mantê-lo todos os dias. Além disso, antes da
primeira utilização depois de um longo tempo em marcha lenta, siga ele
seguindo os passos para manter.

1. Elevar o calçador

2. Remova os dois parafusos ①, e então remova o a chapa de agulha②.

3. Use uma escova macia para retirar a poeira e os fiapos dos impelentes.
4. Instale a chapa da agulha ②depois de fazer a limpeza acima.

5. Inclinar para trás a cabeça da máquina

6. Remover a caixa de bobina④

7. Limpe qualquer poeira na lançadeira ⑤ com um pano macio, e verifique se


não há nenhum dano a lançadeira giratória ⑤.

8. Remova a bobina da caixa da bobina ④ e limpe a caixa da bobina ④ com


um pano.

9. Insira a bobina dentro da caixa de bobina ④ e então coloque a bobina no


lugar da caixa de bobina ④ e colocar de volta a máquina. <> Quantidade de
óleo na caixa de engrenagem.

1. Assegure-se o óleo estiver abaixo do limite inferior③ na caixa de


engrenagem mensalmente.

2. Desaperte o parafuso ①.

3. Despeje o óleo para o limite superior ② na máquina.

4. Aperte o parafuso ①.

5. Renove a cada 3 meses.

6. Tire o parafuso ②.

7. Coloque uma caixa vazia debaixo da máquina. Coloque a reta máquina para
5 minutos para vazando óleo.

8. Verter o óleo para o limite superior ② na máquina.

9. Aperte o parafuso ①.
Adicionar a lubrificação sólida - Trimestral.

As seguintes são onde precisa adicionar a lubrificação sólida.

1. Bucha da barra da agulha ①,②.

2. Impelentes com eixo excêntrico ③.

3. Descrição do ingrediente da lubrificação sólida. Nota: Por razões de


segurança, por favor, desligue a energia antes de ajustar.

Antes de fazer sua própria manutenção na


sua máquina de costura procure entender o funcionamento do comprimento do
ponto, largura do ponto, retrocesso e tensão da linha.
Ao longo do tempo, o ser humano foi aperfeiçoando as técnicas de costura, e
acredita-se que há mais de 5 mil anos tenha surgido o entrelaçamento de fios
no sentido horizontal (fio de trama) e vertical (fio de urdume), resultando em
uma operação de tecimento. Com essa descoberta, começaram a se
desenvolver os teares manuais.

O trabalho nas corporações de ofício era marcado por uma rígida hierarquia,
fazendo com que cada trabalhador permanecesse vários anos em cada função.
Os mestres tinham pleno domínio do processo de trabalho e a obrigação de
repassar aos oficiais e aos aprendizes todo o conhecimento e as técnicas de
confecção das roupas, além de lhes fornecer alimento e moradia. Esse
conhecimento era aprendido por meio da observação e o processo de
aprendizagem durava anos. Os oficiais ajudavam os mestres, e os aprendizes
ajudavam os oficiais. Durante muito tempo, roupas, calçados e acessórios
foram costurados à mão, com os costureiros usando apenas agulhas, linhas e
instrumentos que permitiam o corte de tecidos. Quanto mais elaborada era a
roupa, mais tempo demorava para que ela ficasse pronta.

Ao mesmo tempo que Thimonnier desenvolvia máquinas de costura na França,


outros inventores faziam criações semelhantes nos países vizinhos e nos
Estados Unidos da América. Em 1834, o estadunidense Walter Hunt (1796-
1859) inovou a forma de costurar com a criação de uma máquina que lançava
a agulha sobre o tecido, característica que persiste até hoje. Outra novidade foi
introduzida também por um estadunidense, 20 anos mais tarde. James Edward
Allen Gibbs (1829-1902) desenvolveu, em 1854, uma máquina que permitia
fazer pontos em cadeia, um após o outro. Esse modelo foi patenteado por
Gibbs e seu sócio Charles Willcox, uma parceria que levou à criação de outros
modelos nos anos que se seguiram.
Na segunda metade do século XIX (19), com a consolidação do capitalismo, o
desenvolvimento de novos modelos e máquinas foi crescente. Na Alemanha, a
companhia Adam-Opel, por exemplo, desenhou um modelo de grande
sucesso, chegando a comercializar mais de 15 mil máquinas apenas em 1884.
Anos mais tarde, a Opel se tornaria uma importante fabricante de bicicletas e
de automóveis.

Máquinas de costura semi-industriais – Possuem dupla função: servem para


costurar e também para bordar. Em relação às máquinas domésticas, elas
trabalham com uma variedade um pouco maior de tecidos e materiais, dos
mais leves aos mais pesados. São ideais para uso em pequenas indústrias ou
oficinas de costura.
Máquinas de costura industriais – São usadas para costurar com precisão
diferentes tipos de material. Em geral, são encontradas nas indústrias de
confecção de médio e grande portes, que empregam vários trabalhadores e
fazem trabalhos diversificados.

Máquina de costura reta – É uma das mais utilizadas para a costura de roupas.
Existem as caseiras – as máquinas domésticas de que falamos anteriormente –
e as industriais. Qualquer que seja o modelo – doméstica ou industrial; manual,
eletrônica ou computadorizada –, ela serve para costurar peças de diferentes
materiais, fazer artesanato e personalizar roupas. Saber operá-la é
fundamental para quem quer trabalhar em uma indústria de confecção.

Máquina de costura overloque – Tem dupla função. Ao mesmo tempo que


efetua a costura, ela corta as sobras de tecido de forma rente à costura. É
utilizada, geralmente, em tecidos de malha ou com elasticidade e, também, em
partes de roupas com áreas de desgaste e atrito muito grandes. Esse tipo de
máquina é muito usado nas indústrias e confecções de lingerie, moda praia,
camisetas, moletons, camisas, saias etc.

Máquina de costura interloque – Faz, ao mesmo tempo, pontos da máquina


overloque e da máquina de costura reta. É bastante empregada nas indústrias
e confecções de jeans e na costura de tecidos sem elasticidade.

Máquina de costura galoneira – É ideal para a costura de tecidos leves a


médios. Possui trançador superior e inferior. É indicada para uso no segmento
de malharia, para fazer bainhas, aplicar viés, fazer costuras decorativas etc.

Máquina de costura caseadeira – É usada para fazer casas nas peças de


vestuário, em tecidos planos e malhas.

Máquina de costura botoneira – É utilizada para pregar botões de dois e quatro


furos e, portanto, bastante utilizada na fabricação, em grande quantidade, de
peças que levam botões, como camisas, blusas, calças, saias etc. Também
pode ser usada para outros tipos de aplicação em roupas, como lacinhos,
enfeites, colocação de etiquetas, entre outros.

Máquina de costura fechadeira – É uma máquina de costura bastante


específica, utilizada, sobretudo, na confecção de camisas, para costurar os
braços das peças, em escala industrial.

Máquina de costura zigue-zague – É bastante usada para rebater elásticos em


lingeries ou cuecas, na etapa de acabamento desses tipos de peça. Seu uso é
mais adequado para a costura de malhas e tecidos leves e médios.

Máquina de costura pespontadeira – É empregada para fazer costuras do tipo


pesponto, pregar fitas e elásticos. Seu uso é mais frequente na confecção de
calças, bonés e jaquetas.
Máquina de costura travete – É utilizada para fazer reforços de costura de
paletós, calças, jalecos, lingeries e outros.

Partes da agulha Além da espessura, as agulhas se diferenciam pelos tipos e


formas da ponta. Mas, antes de detalhar essas características, vamos
conhecer cada uma das partes da agulha. Observe atentamente o desenho a
seguir.

As agulhas fabricadas e comercializadas no Brasil seguem um padrão


internacional de especificações no que se refere às medidas, ou seja, o
diâmetro do cabo, o comprimento do cabo até o início do olho e o diâmetro da
lâmina. Os formatos da ponta também seguem o padrão internacional.

Para operar máquinas de costura, os operários precisam permanecer sentados


por muito tempo, promovendo o uso repetitivo e constante de tronco, braços e
pernas, o que torna imprescindíveis algumas medidas preventivas, como:

• pausas regulares na jornada de trabalho;

• cadeiras com assento regulável e apoio para as costas;

• apoio para os antebraços, fixado na borda da mesa, quando for muito estreita
e a máquina precisar ficar em sua beirada;

• apoio para os pés com balanço e regulagem de altura;

• uso de luvas protetoras metálicas, se as máquinas forem de corte


automatizado (porém, nas indústrias, quem opera essas máquinas são os
cortadores);

• mesas de material que não produzam reflexos.


A unidade-padrão para medir o ser humano é o metro, mas são necessárias
unidades menores do que ele. Para facilitar e padronizar as medições, foi
criado o sistema métrico decimal – métrico porque utiliza o metro como
unidade-padrão e decimal porque as unidades derivadas do metro são obtidas
por meio de divisões de dez.

• Metro – Unidade de comprimento fundamental do sistema de medidas


(símbolo: m).

• Centímetro – Unidade de comprimento que equivale à centésima parte do


metro (símbolo: cm).

• Milímetro – Unidade de comprimento igual à milésima parte do metro


(símbolo: mm)

Quando, por exemplo, falamos em medir a altura de uma pessoa: • A grandeza


é o comprimento.

• A unidade de medida ou unidade-padrão é o metro.

• A medida é o número expresso nessa unidade. Medir é, portanto, comparar


grandezas de mesma espécie, determinar ou verificar, tendo por base uma
escala fixa, a extensão, medida ou grandeza. Mesmo com todos os avanços
tecnológicos, a fita métrica continua sendo a ferramenta fundamental na
tomada de medidas do corpo humano. Saber tomar medidas é muito
importante para a qualidade da modelagem e, portanto, para a costura. As
medidas utilizadas para confecção de roupas são de dois tipos: fundamentais e
complementares.

A bernette 35 é uma máquina de costura mecânica sem comandos


computadorizados. A largura, comprimento e padrão do ponto podem ser
facilmente configurados rodando os três botões. A tensão pode ser ajustada ao
costurar, utilizando a roda extremamente acessível. A bernette 35 também
dispõe de uma função de caseamento automático, de 1 passo, que é rápida e
fácil de utilizar. Com um total de 23 pontos, incluindo pontos utilitários e
decorativos, poderá tirar partido das suas ideias criativas, de forma rápida e
fácil e com uma excelente qualidade do ponto.

Caseamentos automáticos

Elevador do calcador de 2-passos

Inclui 7 calcadores (solas)

Largura e comprimento do ponto ajustáveis

Total de 23 pontos utilitários e decorativos


A bernette 35 é uma máquina de costura mecânica sem comandos
computadorizados. A largura, comprimento e padrão do ponto podem ser
facilmente configurados rodando os três botões. A tensão pode ser ajustada ao
costurar, utilizando a roda extremamente acessível. A bernette 35 também
dispõe de uma função de caseamento automático, de 1 passo, que é rápida e
fácil de utilizar. Com um total de 23 pontos, incluindo pontos utilitários e
decorativos, poderá tirar partido das suas ideias criativas, de forma rápida e
fácil e com uma excelente qualidade do ponto.

Caseamentos automáticos

Elevador do calcador de 2-passos

Inclui 7 calcadores (solas)

Largura e comprimento do ponto ajustáveis

Total de 23 pontos utilitários e decorativos