Vous êtes sur la page 1sur 1

Versão para impressão http://www.libertas.com.br/site/imprimir.php?

id=412

www.libertas.com.br
O Ser Humano Como Unidade Bio-psico-sócio-espiritual
O ser humano é uma unidade, uma inteireza, com características próprias que
o identificam como tal. Essa noção de ser um todo não exclui a verdade de ter
partes componentes. O ser humano está situado dentro de um contexto que o
abriga, o envolve que o influencia e é por ele influenciado. Faz parte de uma
rede de relações com o universo. Portanto, o homem pode ser visto como um
todo, uno e, ao mesmo tempo, como parte de um todo maior que o reveste.
Quando se estuda o homem é preciso não desvinculá-lo de seu habitat, de seu
contexto, de sua malha de relações. Por outro lado, enfocado como uma
unidade, queremos propor ver o homem em algumas dimensões que o tornam
único e diferente dos outros seres. Enfocaremos o homem nas usas
dimensões biológica, psicológica, social e espiritual..
A dimensão biológica refere-se aos aspectos físicos do corpo: anatomia, a fisiologia, os
sistemas muscular, digestivo, ósseo, hormonal, respiratório, as funções e disfunções dos Gilson
diversos órgãos, a inter-relação desses sistemas. As necessidades fisiológicas estão aqui
incluídas.

A dimensão psicológica refere-se aos aspectos ligados à personalidade do ser humano, manifestada no comportamento
motivado por instâncias conscientes, pré-conscientes e inconscientes. Incluem-se nesta dimensão o pensamento, a
memória, os raciocínios o contato e a expressão de sentimentos, emoções, desejos, vontades, necessidades de
segurança, de auto-estima, de realização.

A dimensão social diz respeito aos aspectos ligados à vida em grupo, enfocando os fatores econômicos, políticos,
ideológicos e culturais. Esta dimensão inclui, necessariamente, a interação e, consequentemente, todos os fenômenos que
acontecem na interação entre pessoas e grupos. As necessidades de associação, de uma vida social estão aqui
incluídas.

A dimensão espiritual relaciona-se ao sentimento de pertencer ao mundo, de ser uma parte do Universo, à noção da
existência de forças maiores que o entendimento não pode ou tem dificuldade de apreender; é uma dimensão que
ultrapassa a matéria tal como a conhecemos. É uma noção interna de transformação da forma de vida conhecida para
outro plano que é intuído, mas nem sempre claro para as pessoas. A espiritualidade pode ser desenvolvida através de
alguns caminhos entre os quais a religião, a meditação, a reflexão, o esoterismo, a ação.

Uma vez entendido que o homem existe nessas dimensões, isso quer dizer que suas necessidades, sua satisfação e seu
funcionamento estão dentro dessas dimensões. O tempo inteiro o homem está se comportando segundo a junção dessas
dimensões. Elas não existem isoladas. Você não pode isolar o aspecto biológico do psicológico, por exemplo. Essas
dimensões estão interligadas e funcionam como vasos comunicantes. As emoções têm uma ligação direta com o aspecto
físico. As descargas de adrenalina na corrente sangüínea são uma mostra de que o psicológico tem repercussão no
biológico. As tensões causadas pelo social, pelo econômico também têm influência noas aspectos biológicos e
psicológicos. O contato com a espiritualidade pode, igualmente, ter conseqüências nas demais dimensões.

A saúde vai, então, permear todas esses dimensões. É o equilíbrio dinâmico entre esses aspectos, difícil no mundo de
hoje de ser obtido, que guiará a saúde do ser humano. A harmonização dos nós (pontos de intersecção) dessa rede em
que se situa o homem será sempre o indicador de saúde: sentir-se bem por estar vivo, sentir-se útil e produtivo, com a
consciência em paz, sentir fazer parte de um todo e capaz de se entregar à fluidez da vida.

José Gilson Cavalcanti

1 de 1 26/4/2011 10:55