Vous êtes sur la page 1sur 2

IFRN – Campus João Câmara LISTA DE EXERCÍCIOS: DILATAÇÃO TÉRMICA E CALORIMETRIA PROF.

João Paulo, Heloyza Viana e Jardel Bonfim

ALUNO(A):

DILATAÇÃO TÉRMICA
6. Uma peça de zinco é construída a partir de uma chapa quadrada
1. Uma barra de ouro tem a 0 °C o comprimento de 100 cm. Determine o de lado 30 cm, da qual foi retirado um pedaço de área de 500 cm2.
comprimento da barra quando sua temperatura passa a ser 50 °C. O Elevando-se de 50 °C a temperatura da peça restante, sua área
coeficiente de dilatação linear médio do ouro para o intervalo de final, em centímetros quadrados, será mais próxima de: (Dado:
temperatura considerado vale 15x10-6 ºC-1. coeficiente de dilatação linear do zinco 2,5x10-5 °C-1)
A) 400 B) 401 C) 402 D) 416
2. Duas barras, uma de cobre e outra de latão, têm o mesmo comprimento
a 10 °C e, a 110 °C, os seus comprimentos diferem em 1 mm. Os 7. Um balão de vidro apresenta a 0 °C volume interno de 500 ml.
coeficientes de dilatação linear são: para o cobre = 16x10-6 °C-1; para o Determine a variação volume interno desse balão quando ele é
latão = 20x10-6 °C-1 . Determine o comprimento, a 10 °C, de cada barra. aquecido até 50 ºC. O vidro que constitui o balão tem coeficiente
de dilatação volumétrica médio igual a 3x10-6 °C-1 entre 0 ºC e 50
3. Duas barras metálicas são tais que a diferença entre seus ºC.
comprimentos, em qualquer temperatura, é igual a 3 cm. Sendo os
coeficientes de dilatação linear médios 15x10-6 °C-1 e 20x10-6 °C-1, 8. Um tanque cheio de gasolina de um automóvel, quando exposto
determine os comprimentos das barras a 0 °C. ao sol por algum tempo, derrama uma certa quantidade de
combustível. Desse fato, conclui-se que:
4. Se uma haste de prata varia seu comprimento de acordo com o gráfico A) só a gasolina se dilatou.
dado, o coeficiente de dilatação linear desse material vale: B) a quantidade de gasolina derramada representa sua dilatação
cm real.
C) a quantidade de gasolina derramada representa sua dilatação
aparente.
20,04 D) a tanque se dilatou mais que a gasolina.
E) a dilatação aparente da gasolina é igual a dilatação do tanque.

9. Pela manhã, com temperatura de 10 °C, João encheu


completamente o tanque do seu carro, cuja capacidade é de 50
20,00 litros, com gasolina e pagou R$ 33,00. Logo após o
estacionamento, deixou o carro no mesmo local, só voltando para
°C buscá-lo mais tarde, quando a temperatura atingiu a marca de 30
100 °C. Sabendo-se que o combustível extravasou, que o tanque
A) 4,0x10-5°C-1 praticamente não se dilatou e que a gasolina custava na época R$
B) 2,5x10-5°C-1 1,10 o litro, quanto João perdeu em dinheiro? É dado o coeficiente
C) 2,0x10-5°C-1 de dilatação volumétrica da gasolina, que é igual a 1,1x10-3 °C-1.
A) R$ 0,60 B) R$ 1,21 C) R$ 1,83
D) 3,0x10-5°C-1
D) R$ 2,42 E) R$ 3,66
5. Duas lâminas metálicas, a primeira de latão e a segunda de aço, de 10. Um frasco de vidro contém, quando cheio, 50 cm³ de mercúrio,
mesmo comprimento à temperatura ambiente, são soldadas rigidamente à temperatura de 50 °C. Considerando o coeficiente de dilatação
uma à outra, formando uma lâmina bimetálica, conforme a figura a seguir: linear do vidro igual 8x10-6 °C-1 e o de dilatação volumétrica do
mercúrio igual a 1,8x10-4 °C-1, determine, em 10-2 cm³, a
quantidade de mercúrio que transbordará do recipiente se a
temperatura for elevada a 100 °C.

CALORIMETRIA
O coeficiente de dilatação térmica linear do latão é maior que o do aço. A
lâmina bimetálica é aquecida a uma temperatura acima da ambiente e
depois resfriada até uma temperatura abaixo da ambiente. A figura que 11. Um cubro de feito de alumínio possui aresta de 1 cm. Sabendo
melhor representa as formas assumidas pela lâmina bimetálica, quando que a densidade do alumínio é de 2,7 g/cm³ e que o calor
aquecida (forma à esquerda) e quando resfriada (forma à direita), é: específico do alumínio é 0,22 cal/g°C, determine a capacidade
térmica aproximada desse cubo.
A) B) 12. Considere dois corpos A e B de mesma massa de substâncias
diferentes. Cedendo a mesma quantidade de calor para os dois
corpos, a variação de temperatura será maior no corpo:
C) D)

INFORMÁTICA – 2º ANO
IFRN – Campus João Câmara LISTA DE EXERCÍCIOS: DILATAÇÃO TÉRMICA E CALORIMETRIA PROF. João Paulo, Heloyza Viana e Jardel Bonfim

A) de menor densidade. Observe o gráfico e assinale (V) para verdadeiro e (F) para falso.
B) cuja temperatura inicial é maior.
C) de menor temperatura inicial. ( ) A capacidade térmica do objeto A é maior que a do objeto B.
D) de maior capacidade térmica. ( ) A partir do gráfico é possível determinar as capacidades térmicas
E) de menor calor específico. dos objetos A e B.
( ) Pode-se afirmar que o calor específico do objeto A é maior que o
13. Um corpo de massa 50 g recebe 300 cal e sua temperatura sobe de - do objeto B.
10°C até 20°C. Determine a capacidade térmica do corpo e o calor ( ) A variação de temperatura do objeto B, por caloria absorvida, é
específico da substância que o constitui. maior que a variação de temperatura do objeto A, por caloria absorvida.
( ) Se a massa do objeto A for de 200 g, seu calor específico será 0,2
14. Uma fonte térmica fornece, em cada minuto, 20 cal. Para produzir um
aquecimento de 30ºC em 50 g de um líquido, são necessários, 15 min. cal/g°C.
Determine o calor específico do líquido e a capacidade térmica dessa
quantidade de líquido. 18. Um corpo de massa 100 g ao receber 2400 cal varia sua
temperatura de 20°C para 60°C, sem variar seu estado de agregação.
15. Analise o gráfico a seguir, que indica a variação da capacidade térmica Determine o calor específico da substância que constitui esse corpo,
de um material (C) em função da temperatura. nesse intervalo de temperatura.
C (cal/°C)
19. Dois corpos X e Y recebem a mesma quantidade de calor por
minuto. Em 5 minutos a temperatura do corpo X aumenta 30°C e a
temperatura do corpo Y aumenta 60°C. Não havendo mudança de
40
estado sólido, pode-se afirmar corretamente que:

A) a massa de Y é o dobro da massa de X.


20 B) o calor específico de X é o dobro do calor específico de Y.
C) a capacidade térmica de X é o dobro da capacidade térmica de Y.
D) a capacidade térmica de Y é o dobro da capacidade térmica de X.
T (°C)
50
20. Um cubo de gelo de 20 g, que estava incialmente a -10°C, é
A quantidade de calor absorvida pelo material até a temperatura de 50 °C, retirado do congelador e colocado em um copo. Após estar em
em calorias, é igual a: equilíbrio térmico com o ambiente, que está a 25°C, que quantidade
de calor o gelo terá absorvido?
A) 500 B) 1500 C) 2000 D) 2200 Dados: Calor específica da água = 1 cal/g°C
Calor específico do gelo = 0,5 cal/g°C
16. Uma pessoa que transite em uma região litorânea pela manhã em um Calor latente de fusão da água = 80 cal/g
dia de sol irá perceber que a areia está mais quente que água, embora
recebam a mesma fonte de energia. Assinale a alternativa abaixo que GABARITO
explica o que acontece no fato acima.
1. L = 100,075 cm.
A) a densidade da areia é maior que a densidades da água 2. L0 = 2500 mm ou 2,5 m.
B) o calor específico da água é maior que o da areia. 3. L = 12 cm; L = 9 cm.
C) o coeficiente de dilatação da areia é maior que o da água. 4. C
D) a capacidade térmica da areia é maior que o da água. 6. B
7. 0,075 ml
9. B
17. O gráfico a seguir representa quantidade de calor absorvidas por dois
10. ΔVap = 39x10-2 cm³
objetos A e B ao serem aquecidos, em função de suas temperaturas. 13. 10 cal/°C; 0,2 cal/g°C
Q (cal) 14. 0,2 cal/g°C; 10 cal/°C
15. B
B 18. 0,6 cal/g°C
A

400

T (°C)
0 10 20

INFORMÁTICA – 2º ANO