Vous êtes sur la page 1sur 5

Dica 32: Sistema Multec 700: Kadett EFI, Monza EFI e Ipanema EFI 03/2002

Lançado em 1991, o Multec 700 é velho conhecido dos reparadores mais experientes. Nessa edição
conheceremos suas principais características técnicas.

No início, o Multec 700 equipava somente os veículos Monza EFI com motores 2.0 a álcool e 2.0 a gasolina. A
partir de 1992, o sistema passou a equipar os veículos Kadett EFI, Monza EFI e Ipanema EFI, com motores 1.8
e 2.0, tanto a álcool como a gasolina.

Suas características mais relevantes são:


- É um sistema de injeção eletrônica monoponto, utiliza apenas uma válvula injetora que alimenta os 4 cilindros;
- Possui distribuidor de ignição (ignição dinâmica). Necessita de conferência periódica do ângulo de avanço de
ignição (ponto de ignição);
- Calcula a massa de ar admitida pelo motor pelo método da velocidade/densidade. Por isso, tem como
principais sensores o sensor de rotação (interno ao distribuidor), o sensor de temperatura da água - CTS e o
sensor de pressão - MAP;
- Trabalha em malha aberta, ou seja, não utiliza sensor de oxigênio (sonda lambda). Por isso, requer verificação
periódica do índice de emissões de poluentes.

Para tal ajuste, possui um potenciômetro (localizado no compartimento do motor, próximo à torre do
amortecedor direito);
- Seu ventilador de arrefecimento é controlado pela UCE. Foi o primeiro sistema de injeção eletrônica nacional a
possuir essa característica. Hoje, veículos como o Gol Power e o Pálio Fire utilizam soluções muito
semelhantes para o controle da "ventoinha";
- É um sistema de injeção eletrônica digital. É capaz de detectar inúmeras falhas e armazenálas em forma de
códigos numéricos. Os códigos de defeitos podem ser facilmente acessados sem a utilização de equipamento
do tipo scanner.

Embora o Multec 700 seja considerado um marco na evolução dos sistemas de alimentação dos motores
nacionais, em 1996 foi encerrada sua produção.

Dica 1 : Simulação do sinal do Sensor de Rotação (Kadett EFI, Monza EFI e Ipanema EFI)

Veja como simular o sinal do sensor de rotação e verificar rapidamente:

- O funcionamento do circuito elétrico da bomba de combustível;


- O funcionamento do circuito elétrico da válvula injetora;
- O funcionamento da UCE.

O funcionamento do circuito elétrico da Bomba de combustível:


- Desconectar o conector elétrico de 4 fios do distribuidor de ignição.
- Ligar a ignição sem dar partida.
- Com o conector desconectado instalar um fio condutor com uma de suas extremidades ligada ao terminal do
fio roxo do conector de 4 fios.
- Segurar a extremidade solta com uma das mãos.
- Com a outra mão (de preferência molhada - para aumentar a condução elétrica) dar rápidos toques polo
positivo da bateria do veículo (não deixar a mão encostada continuamente ao polo positivo nem dar muitos
toques - o motor pode "afogar". É imprescindível o uso do corpo humano como condutor).
- A cada toque deve ser escutado o acionamento (zunido) da bomba elétrica de combustível (localizada próxima
à roda traseira direita).
- Caso não seja verificado o acionamento da bomba de combustível, verifique a continuidade do fio roxo, entre o
conector de 4 fios e o terminal B5 da UCE (vide circuito elétrico geral). Se o fio estiver OK, execute o teste do
circuito elétrico da bomba.

Realizando o procedimento descrito anteriormente, também pode ser verificado:

O funcionamento do circuito elétrico da válvula injetora:


Prestar atenção no barulho "clique" de abre e fecha da válvula ao tocar a mão no polo positivo. Caso não seja
verificado o acionamento da válvula injetora, verifique a continuidade do fio roxo entre o conector de 4 terminais

421537454.doc 1
e o terminal B5 da UCE (vide circuito elétrico geral). Se o fio estiver OK, faça o teste do circuito da válvula
injetora.

O funcionamento da UCE:
Quando a UCE está totalmente "queimada" ou sem alimentação, durante os toques ao positivo não é acionada
nem a válvula injetora nem a bomba de combustível. Caso não seja verificado o acionamento da válvula injetora
nem da bomba de combustível, verifique a continuidade do fio roxo entre o conector de 4 terminais e o terminal
B5 da UCE (vide circuito elétrico geral). Se o fio estiver OK, faça o teste de alimentação da UCE. Se a
alimentação estiver OK e o defeito persistir, substitua a UCE.

421537454.doc 2
421537454.doc 3
Dica 2 - Diagrama elétrico - Multec 700

421537454.doc 4
421537454.doc 5