Vous êtes sur la page 1sur 275

Instruções de Uso

Monitor de Sinais Vitais DASH

Modelos: DASH 3000


DASH 4000
DASH 5000

Fabricantes:
GE HEALTHCARE CRITIKON DE MEXICO S DE RL DE CV
Calle Valle del Cedro 1551 Juarez 32575 Chihuahua - México

GE MEDICAL SYSTEMS INFORMATION TECHNOLOGIES INC


8200 West Tower Avenue - Milwaukee - WI 53223 - EUA

Distribuidores Internacionais:
GE MEDICAL SYSTEMS INFORMATION TECHNOLOGIES, INC.
465 Pan American Drive, Suite 11 - EL PASO TX, 79907 Estados Unidos

GE MEDICAL SYSTEMS INFORMATION TECHNOLOGIES , INC.


8200 West Tower Avenue Milwaukee WI 53223 EUA

GE HEALTHCARE CRITIKON DE MEXICO S DE RL DE CV


Calle Valle del Cedro 1551 Juarez 32575 Chihuahua México

GE MEDICAL SYSTEMS, ULTRASOUND & PRIMARY CARE DIAGNOSTICS, LLC.


9900 Innovation Drive Wauwatosa, WI, EUA

Distribuidor no Brasil:
GE HEALTHCARE CLINICAL SYSTEMS EQUIPAMENTOS MÉDICOS LTDA
AV. DAS NAÇÕES UNIDAS, 8501 - 2º ANDAR (PARTE)
Cep: 05425-070 Pinheiros
São Paulo/SP
CNPJ 00.029.372/0001-40
Tel./Fax: (011) 3067-8027

Resp. Técnico: Reinaldo Pereira da Silva - CREA-SP: 5062510687

Reg. MS: 80035360037


GE Healthcare

Monitor do Paciente Dash 3000/4000/5000


Manual do Operador
Versão 6 do Software

Dash 3000/4000/5000
Portuguese (Brazil)
2023909-011 (cd)
2023896-090 (paper)
© 2008, 2010 General Electric
Company
Todos os direitos reservados.
OBSERVAÇÃO
Devido à contínua inovação do produto, as especificações neste manual estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
As informações deste manual se aplicam somente à versão 6.6 ou posterior do software.

OBSERVAÇÃO
A abreviatura GE, para efeitos de documentação técnica, representa o nome de uma entidade legal, a GE Medical Systems
Information Technologies.

Abaixo estão listadas as marcas registradas da GE Medical Systems Information Technologies usadas neste documento.
Todas as outras marcas comerciais mencionadas aqui pertencem aos seus respectivos proprietários.

DASH, DINAMAP. EAGLE, MARS, MUSE, RESPONDER. SOLAR, TRAMSCOPE, TRIMKNOB e UNITY NETWORK
são marcas comerciais da GE Medical Systems Information Technologies registradas na Agência de marcas Comerciais e
Patentes dos Estados Unidos.

12SL, CENTRALSCOPE, CIC PRO, DASH POR,T EK-PRO, INTELLIRATE, PRISM e SUPERSTAT são marcas
comerciais da GE Medical Systems Information Technologies.

T-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


9 de março de 2010
Informações sobre a Marca CE
Compatibilidade
O monitor do paciente possui a marca CE-0459, que indica a sua conformidade com
as normas da Diretiva 93/42/CEE do Conselho relacionadas com dispositivos
médicos e satisfaz os requisitos essenciais do Anexo I desta diretiva. O produto é
imune a interferências eletromagnéticas classe A de acordo com a norma EN 55011.
O país de fabricação pode ser encontrado no rótulo do equipamento.
O produto está de acordo com os requisitos da norma EN 60601-1-2
Compatibilidade Eletromagnética - Equipamento Médico Elétrico .
O sistema atende aos requisitos de Equipamentos Eletromédicos, Parte 1 da norma
EN 60601-1-2 (2001): Requisitos Gerais de Segurança, 2. Padrão Colateral:
Compatibilidade eletromagnética Requisitos e testes.

Exceções
Os usuários deveriam se cientificar de fontes de RF conhecidas, como estações de
rádio e TV e comunicações móveis ou portáteis por rádios bidirecionais e levá-las em
consideração ao instalar um aparelho ou sistema médico.
Esteja ciente de que acrescentar acessórios ou componentes, ou modificar o aparelho
médico ou sistema pode degradar o desempenho da imunidade eletromagnética (IEM/
EMI). Consulte o pessoal qualificado para obter informações sobre alterações de
configuração do sistema.

Diretiva para equipamento terminal de rádio e


telecomunicações
O monitor contém um transmissor. O transmissor possui uma marca CE que indica a
sua conformidade com os requisitos essenciais especificados no Artigo 3 da Diretiva
1999/5/CE de 9 de março de 1999 do Conselho relativa a Equipamento de Rádio e
Equipamento Terminal de Telecomunicações (R&TTE).
Os requisitos essenciais são os seguintes:
Artigo 3.1 (a) Segurança da Saúde; o produto está em conformidade com os padrões
de segurança do dispositivo médico particular especificado na Diretriz para
Dispositivo Médico 93/42/CEE: EN 60601-1/1990 + A1: 1993 + A2: 1995:
Equipamento eletromédico. Requisitos gerais para a segurança.
Artigo 3.1 (b) EMC; o produto está de acordo com:

 Equipamento Eletromédico, Parte 2001 da EN 60601-1-2: Parte 1: Requisitos


gerais para segurança - 2. Padrão colateral: Compatibilidade eletromagnética -
Requisitos e testes.
 ETS 300 826 (1997): Compatibilidade eletromagnética e Aspectos do Espectro
Rádio (ERM); Norma de Compatibilidade Eletromagnética (CEM)para sistemas
de transmissão em banda larga em 2.4 GHz e equipamentos de Rele Local de
Alto Desempenho .

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 CE-1


Informações sobre a Marca CE

Artigo 3.2 Proteção do Espectro do Rádio:o produto está de acordo com: ETSI EN
300 328 (2003): Sistemas e Equipamentos de Rádio; sistemas de transmissão em
banda larga;Características técnicas e condições de teste para operação de
equipamentos de transmissão de dados na banda de 2.4 GHz ISM e usando técnicas
de modulação de disseminação do espectro.

Informações Gerais
 Este manual é parte integrante do produto e descreve o seu uso previsto. Ele deve
estar sempre próximo do equipamento. A observância do manual é um pré-
requisito para um correto desempenho do produto e uma correta operação e
garante a segurança do paciente e do operador.

 O símbolo significa ATENÇÃO: consulte os documentos que


acompanham o produto.
 As informações que se referem somente a certas versões do produto são
acompanhadas do(s) número(s) do(s) modelo(s) do(s) produto(s) concernente(s).
O número do modelo é fornecido na placa do nome do produto.
 A garantia não cobre os danos resultantes do uso de acessórios e de materiais de
consumo de outros fabricantes.
 A GE é responsável pelos efeitos na segurança, confiabilidade e desempenho do
produto, somente se:
 as operações de montagem, extensões, reajuste, modificações ou reparos
forem feitos por pessoal autorizado pela GE;
 a instalação elétrica do espaço pertinente estiver de acordo com os requisitos
necessários das normas apropriadas: e
 o aparelho for usado de acordo com as instruções de uso.
 Todas as publicações estão de acordo com as especificações do produto e com as
publicações aplicáveis da EN sobre segurança e desempenho essencial de
equipamentos eletromédicos, bem como com os requisitos aplicáveis da UL e
CSA e as recomendações da AHA válidas na época da impressão.
 O sistema de gerenciamento de qualidade estiver de acordo com as normas
internacionais ISO 9001 e EN ISO 13485 e a Diretiva 93/42/EEC do Conselho
sobre Equipamentos Médicos.

CE-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Índice
1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-1
Informações sobre o equipamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-2
Uso previsto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-2
Instruções de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-2
Perigos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-2
Advertências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-3
Cuidados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-8
Notas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-12
Símbolos do Equipamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-13
Informações de conformidade do equipamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-16
Classificação de componentes EN 60601-1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-16
Classificação do Underwriters Laboratories, Inc. . . . . . . . . . . . . . . . 1-16
Declaração de informações de conformidade com a FCC . . . . . . . . 1-16

Informações sobre o Manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17


Objetivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17
Público-alvo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17
Convenções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17
Equipamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17
Interface do Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-17
Text (Texto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-18
Figuras e Nomes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-18
Pedido de Manuais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-18
Histórico das Revisões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-18

2 Visão Geral do Equipamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-1


Visão geral do equipamento. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-2
Frente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-2
Direita . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-2
Esquerda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-3
Costas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-4
Painel de Controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-5
Controle Trim Knob . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-6
Indicadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-7
Luz de alarme . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-7
Alimentação Elétrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-7
Status de carga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-7
Status da Bateria. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-7
Componentes opcionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Rack do módulo TRAM-RAC 2A . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Oxímetro de pulso Nellcor® 395 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Unity Network . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Estação Central da Centralscope . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Centro de Informações Clínicas do CIC Pro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8
Sistema de rede local sem fio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-9

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 i


Impressora Laser . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-10
Impressora gráfica digital PRN 50-M . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-10
Controle Remoto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-10
Dash Port 2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-11
Vídeo Remoto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-11
Carregador Cadex® SMart Two+ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-12
Modos de Operação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-12
Normal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-12
Desligado/carregando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-12
Desligado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-13

Visão geral da interface do usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-13


Tela Principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-13
Menus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-14
Janelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-14

3 Configuração do Monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1


Início . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-2

Identificação da configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-3


Pacotes de Software . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-3
Opções do Programa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-3
Modos de monitoração/admissão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-4
Tipo Monitor-Paciente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-4
Idioma . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-4
Localidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-5
França . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-5

Personalização da configuração do monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-6


Visão Geral dos Padrões do Monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-6
Padrões de Fábrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-6
Padrões do Usuário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-7
Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-7
Definição dos padrões do usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-7
Definição das configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-9
Restauração dos padrões de fábrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-11
Definição da prioridade da janela de parâmetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-12

4 Alarmes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-1
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-2
Alarmes Inteligentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-3
Tipos de alarme . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-3
Alarmes de Status do Paciente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-3
Alarmes de Status do Sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-4

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-5

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-6

ii Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Silenciar Alarmes. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-7
Temporariamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-7
Permanente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-8

5 Gerenciamento de pacientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-2

Admissão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-2
Admissão padrão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-3
Admissão Rápida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-4
Admissão automática . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-4
Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-5

Liberar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-6

Ver Outros Pacientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-7


Comparação das opções de software . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-7
Limitações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-8
Padrões do Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-9
Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-10
Visualização de outros monitores. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-11
Seleção de um monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-11
Compreensão da tela em visualização dividida . . . . . . . . . . . . . . . . 5-12
Cancelamento da exibição de um monitor visualizado . . . . . . . . . . . 5-13

6 Dados do Paciente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-2

Revisar dados do paciente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-2


Histórico dos Alarmes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-2
Sinais Vitais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-3
Tendências Gráficas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-4
Tendências de CRG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-6
Dados do Laboratório . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-7

Personalização da tecla Tendências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-8

Cálculos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-8
Cálculos Cardíacos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-8
Cálculo de dosagens . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-9
Cálculos pulmonares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-10

7 Impressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-1
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2
Opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 iii


Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2

Saída impressa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-3

Diretrizes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-4

8 Monitoração de ECG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-2
Opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-3
Detecção da arritmia FIB A . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-3
IntelliRate . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-4
Diretrizes para monitoração Combo e Rover Combo . . . . . . . . . . . . . . . . 8-5
Saída Analógica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-6
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-6

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-7
Marca-passo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-7
Arritmia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-8

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-9

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-9

Padrões do Usuário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-12


Desligamento do ECG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-12
Permanente. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-12
Restrições . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-12
Fonte de Configuração do ECG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-13
Seleção da fonte de ajuste de ECG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-13
Fonte de Configuração do ECG ao Entrar o Modo COMBO. . . . . . . 8-13
Fonte de Configuração do ECG ao Sair do Modo COMBO . . . . . . . 8-14
Tempo Resposta ECG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-14
IntelliRate . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-15
Nível de alarme FIB A . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-15

Realização da análise de ST . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-15


Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-15
Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-16

Realização da análise de 12 derivações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-18

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-19

9 Monitoração de pressões invasivas . . . . . . . . . . . . 9-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-2
Valores e nomes de locais de pressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-3
Rótulos dos locais padrão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-3
Saída Analógica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-3

iv Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-4

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-5

Realização de medições do capilar da AP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-7


Automático . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-7
Manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-8

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-8

10 Monitoração de PNI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-2
Opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-3
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-4

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-4

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-6

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-6

Padrões do Usuário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-9


Configurar medições automáticas personalizadas de PNI . . . . . . . . . . . 10-9
Notificação do Cancelamento do PNI Auto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-9
Silenciar Alarme PNI Estendido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-10

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-10

11 Monitoração da SpO2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-2
Considerações sobre a monitoração do parâmetro primário . . . . . . . . . 11-3
Opções de configuração. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-3
Masimo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-3
Nellcor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-4
Ohmeda. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-5
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-5

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-6
Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-6
Neonatos e Crianças . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-7

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-8

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-8

Oxímetro de pulso Nellcor 395 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-12

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 v


Conexão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-12
Diretrizes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-13

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-14

12 Medição de débito cardíaco . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-2
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-2

Medição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-3

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-3

Realização do procedimento de DC . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-4

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-6

13 Monitoração da respiração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-2
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-2

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-3

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-3

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-4

14 Monitoração da temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-1


Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-2

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-2

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-3

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-3

15 Monitoração de CO2 do ar residual . . . . . . . . . . . . 15-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-2
Sensores/dispositivos compatíveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-2
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-2

vi Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-4

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-4

Calibrando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-6
Sensores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-6
Adaptadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-6
Linhas de amostra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-7

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-7

16 Monitoração de gases anestésicos . . . . . . . . . . . . 16-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-2
Opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-3
Diretrizes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-3
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-3

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-5

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-5


CO2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-5
Gás . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-7
Habilitação de HAL e ENF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-8

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-8

17 Monitoração da cardiografia
de impedância (CGI) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-1
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-2
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-2
Parâmetros Monitorados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-2
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-2

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-4

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-5

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-6

18 Monitoração do índice biespectral (BIS) . . . . . . . . 18-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-2

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 vii


Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-2
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-2

Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-3
Considerações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-3
Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-3

Monitoração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-4

Configurações de controle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-5

Desabilitação da detecção contínua da derivação . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-6

Desabilitação do filtro da curva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-6

Teste do BIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-6

Compreensão dos valores exibidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-6


BIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-6
RS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-7
IQS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-7
FEE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-7
EMG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-7

Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-8

A Manutenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-1
Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-2
Biocompatibilidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-2
Inspeção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-2
Descarte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-2

Limpeza e Desinfecção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-3


Procedimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-3
Cuidados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-4
Impacto ou resultados de produtos e processos
de limpeza impróprios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-4
Produtos de limpeza a serem evitados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5
Peças aplicadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5
Cabos e Terminais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5
Limpeza do sensor e do adaptador Capnostat . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5
Manguito e mangueira de PNI. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-6
Outros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-6

Impressora/impressora(s) gráfica(s) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-6


Substituição do papel da impressora gráfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-6

Baterias. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-7
Visão Geral. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-7
Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-7
Tecnologia de íons de lítio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-7
Carregador de Bateria Cadex SMart Two+ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-8

viii Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-8
Identificação da capacidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-9
Diretrizes de instalação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-10
Cuidados com a bateria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-11
Carregamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-11
Condicionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-11
Armazenamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-12
Despertar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-13
Reciclagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-13
Solução de Problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-14

Manutenção Técnica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-14


Testes de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-15
Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-15
Teste da temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-15
Teste de PNI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-16
Verificação de alarme . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-18

B Pacotes de Software . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-1


Comparação de recursos por pacote de software . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-2

C Padrões de Fábrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-1


Níveis de Alarme de Arritmia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-2

Níveis de alarme de parâmetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-2

Limites do parâmetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-4

Padrões Vídeo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-6

Prioridade dos parâmetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-9

D Padrões do Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-1


Visão Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-2

E Interface com Equipamentos não-GE . . . . . . . . . . . E-1


Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-2
Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-2
Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-2

Dados sobre o Dispositivo não-GE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-4


Dados Exibidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-4
Dispositivos compatíveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-4
Equipamentos de anestesia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-5
Monitores de Débito Cardíaco Contínuo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-6
Analisadores de gás . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-6

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 ix


Bombas de Infusão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-7
Monitores Diversos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-7
Monitores do Paciente. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-7
Oxímetros de Pulso. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-8
Monitores Transcutâneos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-8
Urômetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-8
Ventiladores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-9
Limitações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-11
Dispositivos duplicados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-11
Parâmetros duplicados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-12

Setup (Configuração) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-13


Conexão do Monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-13
Conexão de dispositivos periféricos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-13
Estabelecimento da comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-14
Personalização da exibição dos dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-15
Níveis de alarme de parâmetro padrão. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-15
Limites do Alarme . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-15
Janelas de Parâmetros e Menus. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-15
Diretrizes para monitoração de dispositivos periféricos . . . . . . . . . . . . . E-15
Interface de anestesia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-15
Interface de gás. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Interface de oxímetro de pulso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Interface de pO2/pCO2 transcutâneo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Interface de ventilador. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Débito Cardíaco contínuo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Bomba IV . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-16
Urômetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-17
Informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-17

F Abreviaturas e Símbolos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-1


Abreviaturas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-2

Símbolos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-8

x Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


1 Introdução

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-1


Introdução

Informações sobre o equipamento


Uso previsto
O monitor do pacienteDash 3000/4000/5000 é para ser usado sob a supervisão
direta de um médico qualificado. O sistema serve para monitorar os dados de
parâmetros fisiológicos em pacientes neonatos, pediátricos e adultos.

O monitor do paciente Dash 3000/4000/5000 foi projetado como um monitor de


cabeceira, portátil pronto para transporte intra-hospitalar que pode operar em todas as
situações de atendimento médico profissional, como por exemplo:setor de
atendimento em emergência, sala de cirurgia, de recuperação pós-anestésica, unidade
de tratamento crítico, de tratamento intensivo cirúrgico, de tratamento intensivo
respiratório, de tratamento coronariano, de tratamento intensivo médico, de
tratamento intensivo pediátrico ou de tratamento intensivo neonatal localizadas em
hospitais e clínicas com pacientes externos, centros cirúrgicos autoportante e outras
instalações alternativas de tratamento intensivo.

Alguns exemplos de dados fisiológicos: eletrocardiograma, pressão sangüínea


invasiva, não-invasiva, freqüência cardíaca, temperatura, débito cardíaco, respiração,
oximetria de pulso, dióxido de carbono, índice bi-espectral, cardiograma de
impedância, oxigênio e agentes anestésicos são resumidos no manual do operador.

O monitor do paciente Dash 3000/4000/5000 também permite fornecer dados


fisiológicos indiretamente pela UNITY NETWORK a sistemas de informações
clínicas (via nosso Enterprise Gateway) e permite ao usuário acessar aos dados
hospitalares no local de atendimento. Os dados podem ser exibidos, ter suas
tendências previstas, armazenados e impressos.

O monitor do paciente Dash 3000/4000/5000 foi desenvolvido para se interfacear


com dispositivos periféricos de terceiros desde que possuam saídas de dados seriais.

Instruções de segurança
As observações de segurança apresentadas neste capítulo referem-se ao equipamento
em geral e, na maioria das vezes, aplicam-se a todos os aspectos do monitor. Existem
instruções de segurança adicionais nos capítulos dos parâmetros que são específicas
do parâmetro monitorado. A ordem em que essas instruções de segurança são
apresentadas não indica de forma alguma a ordem de importância.

Perigos
O aviso de Perigo identifica um risco iminente que, se não for evitado, resultará em
morte ou ferimentos graves. Nenhum aviso de perigo se aplica a este sistema de
monitoração.

1-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

Advertências
O aviso de Advertência identifica um risco potencial ou uma prática arriscada que, se
não for evitado, poderá resultar em morte ou ferimentos graves.

Os seguintes avisos de advertência se aplicam a este sistema de monitoração:

ADVERTÊNCIA
DERRAMAMENTOS ACIDENTAIS Para se evitar um choque
elétrico ou um mau funcionamento do aparelho, não se pode
permitir a entrada de líquidos no interior do aparelho. Se entrar
líquido no aparelho, retire-o de uso e peça para um técnico de
manutenção verificá-lo antes de usá-lo novamente.

ADVERTÊNCIA
PRECISÃO Se houver dúvidas em relação à exatidão de qualquer
valor visualizado no monitor, na estação central ou impresso em
uma tira do gráfico, determine os sinais vitais do paciente por meios
alternativos. Verifique se todo o equipamento está funcionando
corretamente.

ADVERTÊNCIA
ALARMES Não confie exclusivamente no sistema de alarme
audível para a monitoração do paciente. Um ajuste no volume do
alarme para um nível baixo ou desligado durante a monitoração do
paciente pode ser um risco para o paciente. Lembre-se de que o
método mais seguro de monitoração do paciente combina intensa
vigilância pessoal com uma correta operação do equipamento de
monitoração.

Após conectar o monitor à estação central e/ou ao sistema para


chamar a enfermagem, verifique o funcionamento do sistema de
alarme.

As funções do sistema de alarme para a monitoração do paciente têm


de ser verificadas a intervalos regulares.

ADVERTÊNCIA
ANTES DO USO Antes de colocar o sistema em operação,
inspecione visualmente todos os cabos de conexão em busca de
sinais de avaria. Cabos e conectores danificados devem ser trocados
imediatamente.

Antes de usar o sistema, o operador deve verificar se ele está em


condições corretas de funcionamento e de operação.

Periodicamente e sempre que a integridade do produto estiver em


dúvida, teste todas as funções.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-3


Introdução

ADVERTÊNCIA
CABOS Coloque todos os cabos elétricos longe da garganta do
paciente para evitar um possível estrangulamento.

ADVERTÊNCIA
CONEXÕES CONDUTIVAS Deve-se tomar o máximo de
cuidados ao se usar equipamentos médicos elétricos. Muitas partes
do circuito homem/máquina são condutivas, como o paciente, os
conectores, os eletrodos e os transdutores. É muito importante que
essas peças condutivas não entrem em contato com outras peças
condutivas aterradas, quando estiverem conectadas à entrada isolada
do paciente no dispositivo. Tal contato seria uma derivação no
isolamento do paciente e anularia a proteção provida pela entrada
isolada. Especificamente, não pode haver contato do eletrodo neutro
com o terra.

ADVERTÊNCIA
DESFIBRILAÇÃO Não entre em contato com os pacientes
durante a desfibrilação. Caso contrário, poderão ocorrer lesões sérias
ou morte.

ADVERTÊNCIA
LIBERAR PARA APAGAR OS DADOS DO PACIENTE
Quando for admitido um novo paciente, é preciso apagar do sistema
todos os dados do paciente anterior. Para fazer isto, desconecte os
cabos do paciente e então proceda à liberação.

ADVERTÊNCIA
DESCONEXÃO DA ALIMENTAÇÃO PRINCIPAL Quando
estiver desconectando o sistema da alimentação elétrica, retire
primeiramente a tomada da parede. Então pode-se desconectar o
cabo de alimentação elétrica do aparelho. Se esta seqüência não for
observada, existe um risco de se entrar em contato com a tensão de
linha com a inserção de objetos de metal, tais como os pinos dos
terminais, nos soquetes dos cabos de alimentação elétrica, feita por
engano.

ADVERTÊNCIA
DESCARTE Descarte o material da embalagem, observando os
regulamentos aplicáveis de controle de resíduos e mantendo-o fora
do alcance de crianças.

ADVERTÊNCIA
RISCO DE EXPLOSÃO Não use este equipamento na presença
de anestésicos, vapores ou líquidos inflamáveis.

1-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

ADVERTÊNCIA
INTERFERÊNCIA DA COMUNICAÇÃO SEM FIO Os
equipamentos da rede local sem fio emitem intencionalmente RF
que pode interferir com outros equipamentos médicos, inclusive
dispositivos implantados em pacientes.

Antes da instalação e sempre que um novo equipamento médico for


adicionado à área de cobertura da rede local sem fio, realize os
seguintes testes:

 Versão 5.3 ou anterior do software Execute o teste de


compatibilidade eletromagnética conforme descrito no Guia de
configuração da rede local sem fio.
 Versão 5.4 ou mais recente do software Realize os testes
específicos E o teste de compatibilidade eletromagnética
conforme descrito no Guia de configuração da rede local sem
fio.

ADVERTÊNCIA
INTERFACE COM OUTROS EQUIPAMENTOS O aparelho
somente deve ser interconectado com outros ou com partes do
sistema quando tiver sido determinado pela equipe qualificada de
engenharia biomédica que isto não resultará em risco para o
paciente, para o operador ou para o meio ambiente. Nas situações
em que houver qualquer dúvida no que diz respeito à segurança dos
aparelhos conectados, o usuário deve entrar em contato com os
respectivos fabricantes (ou outros especialistas) para obter
informações sobre o uso adequado. Em todos os casos, a operação
segura e adequada deverá ser confirmada com as instruções
aplicáveis de uso fornecidas pelo fabricante e deverá estar de acordo
com o padrão de sistema EN 60601-1-1.

ADVERTÊNCIA
Antes de usar o monitor pela primeira vez, leia os Avisos de
Segurança na página 1-2.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-5


Introdução

ADVERTÊNCIA
APLICAÇÃO INTRACARDÍACA Ao usar dispositivos
intracardíacos, deve-se evitar sempre o contato eletricamente
condutivo com as peças conectadas ao coração (transdutores de
pressão, conexões de tubo de metal e válvulas reguladoras, fios-guia
etc.).

Para evitar o contato elétrico, é recomendado o seguinte:

 Use sempre luvas de borracha isolantes.


 Mantenha as peças que são conectadas condutivamente ao
coração isoladas do terra.
 Não use válvulas ou conexões de tubos de metal.
Durante um uso intracardíaco de um dispositivo, devem estar
sempre à mão um desfibrilador e um marca-passo, cujo correto
funcionamento tenha sido verificado.

ADVERTÊNCIA
TESTE DE FUGA DE CORRENTE Quando houver uma
interface com outro equipamento, deve ser executado um teste de
fuga de corrente por uma equipe qualificada de engenharia
biomédica, antes do uso com os pacientes.

ADVERTÊNCIA
DEAMBULAÇÃO DO PACIENTE Um paciente deverá ser
auxiliado se estiver deambulando com um monitor montado em um
carrinho.

ADVERTÊNCIA
FONTE DE ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA O aparelho deve ser
conectado somente a uma tomada de alimentação elétrica
adequadamente instalada e com contatos terra de proteção. Se a
instalação não possuir um condutor terra de proteção, desconecte o
monitor da alimentação elétrica e opere-o por bateria.

Todos os aparelhos de um sistema devem ser conectados ao mesmo


circuito elétrico. Os aparelhos que não estiverem conectados ao
mesmo circuito, devem ser isolados eletricamente quando operados.

1-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

ADVERTÊNCIA
DERIVAÇÕES PROTEGIDAS Use com este monitor somente
derivações e fios do paciente protegidos.

O uso de derivações e cabos do paciente desprotegidos cria a


possibilidade de uma conexão elétrica com o terra ou com uma fonte
de alta tensão, o que pode ocasionar ferimentos graves ou mesmo a
morte do paciente.

ADVERTÊNCIA
FREQÜENCÍMETRO Mantenha os pacientes com marca-passo
sob rígida observação. Os freqüencímetros podem continuar a medir
a freqüência do marca-passo durante uma parada cardíaca e em
algumas arritmias. Portanto, não confie completamente nos alarmes
do freqüencímetro.

ADVERTÊNCIA
REQUISITOS DO LOCAL Por razões de segurança, todos os
conectores dos cabos do paciente e das derivações do sensor foram
projetados para evitar uma desconexão inadvertida, alguém poderia
puxá-los.

Não coloque os cabos de uma maneira que haja a possibilidade de


ocasionar tropeções.

Para aparelhos instalados acima do paciente, devem ser tomadas as


devidas precauções para evitar que ele caia sobre o paciente.

ADVERTÊNCIA
Se aparecer uma mensagem de erro DURANTE a operação, será
responsabilidade do médico decidir se a unidade ainda continua
adequada para a monitoração do paciente. Como regra geral, a
monitoração deve continuar somente em casos extremamente graves
e sob a supervisão direta de um médico. A unidade deve ser reparada
antes de ser utilizada novamente por um paciente

Se for exibida uma mensagem de erro DEPOIS de ligada, a unidade


deverá ser reparada antes de ser usada em um paciente.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-7


Introdução

ADVERTÊNCIA
Quando conectar um monitor a uma estação central, verifique se o
sistema de alarme está funcionando alterando temporariamente um
dos limites de alarme para iniciar um alarme.

Cuidados
As instruções de cuidado identificam um risco potencial ou uma prática perigosa que,
se não forem evitados, poderão resultar em lesão pessoal leve ou em danos a
produtos/propriedades.

Os seguintes avisos de cuidado se aplicam a este sistema de monitoração:

CUIDADO
ACESSÓRIOS (SUPRIMENTOS) Para garantir a segurança do
paciente use somente peças e acessórios fabricados ou
recomendados pela GE.

As peças e acessórios usados devem atender aos requisitos dos


padrões de segurança e dos padrões essenciais de desempenho da
série EN 60601 aplicável e/ou a configuração do sistema deve
atender aos requisitos do padrão para sistemas médicos elétricos EN
60601-1-1.

CUIDADO
ACESSÓRIOS (EQUIPAMENTOS) O uso de equipamento
ACESSÓRIO que não esteja de acordo com requisitos de segurança
equivalentes ao deste equipamento pode reduzir o nível de
segurança do sistema resultante. As considerações relacionadas com
a escolha devem incluir:

 o uso do acessório nas PROXIMIDADESDOPACIENTE; e


 a confirmação de que a certificação de segurança do
equipamento ACESSÓRIO foi efetuada de acordo com a norma
apropriada EN60601-1 e/ou EN60601-1-1 harmonizada com as
normas regulatórias nacionais.

CUIDADO
ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA POR BATERIA Se um aparelho
equipado com uma bateria opcional não for ser usado nem
conectado à alimentação elétrica por um período superior a seis
meses, retire a bateria.

CUIDADO
ANTES DA INSTALAÇÃO A compatibilidade é fundamental
para o uso seguro e eficiente deste aparelho. Entre em contato com o
seu representante de vendas ou com o seu serviço de Assistência
Técnica Autorizada, antes da instalação, para verificar a
compatibilidade do equipamento.

1-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

CUIDADO
INTERFERÊNCIA DO PARÂMETRO CO2 Os sensores de CO2
Capnostat com número de série 26104 ou superior exigem uma
distância de separação de 0,25 metro do dispositivo da rede local
sem fio para minimizar possíveis interferências.

Os sensores de CO2 com número de série inferior a 26104 exigem


uma distância de separação de 2,5 metros e não são recomendados
para uso em equipamentos de monitoração equipados com a opção
de rede local sem fio.

CUIDADO
PRECAUÇÕES COM O DESFIBRILADOR As entradas de sinal
do paciente identificadas com os símbolos CF e BF com pás são
protegidas contra danos resultantes das tensões da desfibrilação.
Para garantir a correta proteção ao desfibrilador, use somente os
cabos e condutores recomendados.

É necessária a colocação adequada das pás do desfibrilador em


relação aos eletrodos para garantir uma desfibrilação bem sucedida.

CUIDADO
DESCARTÁVEIS Os dispositivos descartáveis são previstos para
serem usados uma única vez. Eles não podem ser reutilizados
porque podem degradar o desempenho ou pode ocorrer
contaminação.

CUIDADO
DESCARTE Ao final de sua vida útil, o produto descrito neste
manual, bem como os seus acessórios, deve ser descartado de acordo
com as normas que regulam o descarte de tais produtos. Se houver
alguma dúvida relacionada com o descarte de produtos, entre em
contato com a GE ou com os seus representantes.

CUIDADO
PRECAUÇÕES COM ELETROCAUTÉRIO Para evitar
queimaduras indesejadas na pele, aplique os eletrodos do
eletrocautério o mais longe possível de todos os outros eletrodos;
recomenda-se pelo menos 15 cm (6 pol).

CUIDADO
ELETRODOS Sempre que a desfibrilação do paciente for uma
possibilidade, use eletrodos não polarizados (feitos de prata/cloreto
de prata) para a monitoração do ECG. Eletrodos polarizados (feitos
de aço inoxidável ou prata) podem fazer com que os eletrodos
retenham uma carga residual após a desfibrilação. A carga residual
bloqueará a aquisição do sinal do ECG.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-9


Introdução

CUIDADO
Alterações ou modificações a este sistema/dispositivo não aprovadas
expressamente pela GE podem causar problemas de compatibilidade
eletromagnética (CEM) com este ou outro equipamento. Este
dispositivo/sistema foi projetado e testado para estar de acordo com
normas e padrões aplicáveis sobre CEM e precisa ser instalado e
colocado em serviço de acordo com as informações sobre CEM
apresentadas a seguir:

A utilização das fontes RF conhecidas, tais como celulares/telefones


portáteis ou de outros equipamentos emissores de radiofreqüência
(RF) próximos ao sistema, pode ocasionar uma operação inesperada
ou adversa deste dispositivo/sistema. Consulte pessoal qualificado
na configuração do dispositivo/sistema.

O dispositivo/sistema não deverá ser usado ao lado ou em cima de


outro equipamento. Se for necessário usar o dispositivo/sistema ao
lado ou em cima de outro, deve-se testá-lo na configuração na qual
será usado para verificar a operação normal. Consulte pessoal
qualificado na configuração do dispositivo/sistema.

O uso de acessórios, transdutores e cabos diferentes daqueles


especificados podem ocasionar um aumento de emissões ou
descréscimo do desempenho da imunidade do dispositivo/sistema.

O dispositivo/sistema é apropriado para o uso em todos os


ambientes, exceto o doméstico e aqueles diretamente conectados à
rede elétrica pública de baixa tensão que alimenta os prédios usados
para fins domésticos. A alimentação elétrica deve ser a típica de um
ambiente comercial e/ou hospitalar. O dispositivo está de acordo
com a Classe A.

CUIDADO
CEM (EMC) Os campos magnéticos e elétricos são capazes de
interferir no correto desempenho do aparelho. Por esta razão,
certifique-se de que todos os aparelhos externos operados perto do
monitor, estejam de acordo com os requisitos pertinentes de CEM.
Equipamento de raios X ou aparelhos de RM são uma possível fonte
de interferências, já que podem emitir altos níveis de radiação
eletromagnética.

CUIDADO
INSTRUÇÕES PARA USO Para que haja um uso seguro e
contínuo deste equipamento, é necessário que sejam seguidas as
instruções listadas. Entretanto, as instruções listadas neste manual de
maneira alguma substituem as práticas médicas estabelecidas
relacionadas aos cuidados com o paciente.

1-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

CUIDADO
PERDA DE DADOS Se o monitor estiver perdendo
temporariamente, a qualquer momento, os dados do paciente, então
existe a grande probabilidade de que a monitoração ativa não esteja
sendo feita. Uma atenta observação do paciente ou equipamentos de
monitoração alternativos devem ser usados até que a função
monitoração volte a funcionar.

Se o monitor não retomar automaticamente à operação dentro de 60


segundos, desligue e ligue o monitor usando a chave de ligar/
desligar da alimentação elétrica. Uma vez que a monitoração tenha
sido restaurada, é preciso verificar o correto funcionamento do
alarme e do estado da monitoração.

CUIDADO
MANUTENÇÃO A manutenção preventiva deve ser executada
anualmente. Você é o responsável por quaisquer requisitos
específicos do seu país.

CUIDADO
SPSM O uso de uma tomada múltipla portátil em um sistema
resultará em uma corrente de fuga do gabinete igual à soma de todas
as correntes de fuga individuais para o terra do sistema se ocorrer
uma ruptura do condutor protetor aterrado dessa tomada. Não usar
um cabo de extensão adicional com o SPSM pois, ele terá uma
chance maior de uma ruptura de um condutor isolado de terra.

CUIDADO
NEGLIGÊNCIA A GE não assume responsabilidade por danos
causados ao equipamento por gabinetes incorretamente ventilados,
alimentação elétrica incorreta ou defeituosa, ou resistência
insuficiente da parede para sustentar o equipamento nela montado.

CUIDADO
OPERADOR Um equipamento técnico médico, tal como este
monitor/sistema de monitoração, tem de ser operado somente por
pessoas que tenham recebido o devido treinamento no uso de tal
equipamento e que sejam capazes de utilizá-lo corretamente.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-11


Introdução

CUIDADO
REQUISITOS DE ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA Antes de
conectar o cabo de alimentação elétrica no aparelho, verifique se a
tensão e a freqüência da alimentação elétrica são as mesmas
indicadas no rótulo da unidade. Se este não for o caso, não conecte o
sistema à alimentação elétrica até que se ajuste a unidade para ela.

Nos E.U.A., se a instalação deste equipamento for usar 240V em vez


de 120V, a fonte deve ser de um circuito monofásico de 240V, de
derivação central.

Este equipamento é adequado para ser conectado à rede elétrica


pública conforme definido na CISPR 11.

CUIDADO
VENDA RESTRITA Uma lei federal dos E.U.A. só permite a
venda deste aparelho a um médico ou por ordem médica.

CUIDADO
USO EM UM ÚNICO PACIENTE Este equipamento foi
projetado para ser usado em um paciente por vez. O uso deste
equipamento para monitorar diferentes parâmetros em diferentes
pacientes, ao mesmo tempo, compromete a precisão dos dados
obtidos.

CUIDADO
USO SUPERVISIONADO É previsto que este equipamento seja
usado sob a supervisão de um profissional de saúde qualificado.

CUIDADO
REQUISITOS DE VENTILAÇÃO Instale o aparelho em um
local que permita ventilação suficiente. As aberturas de ventilação
do aparelho não podem ser obstruídas. As condições ambientais
contidas nas especificações técnicas devem ser seguidas durante
todo tempo.

Notas
O aviso de Nota fornece dica(s) do aplicativo ou outra informação útil.

Os seguintes avisos de nota se aplicam a este sistema de monitoração:

 Coloque o monitor em um local onde você possa visualizar facilmente a tela e ter
acesso aos controles operacionais.
 Não é provável que este produto cause operação anormal de outros equipamentos
conectados ao paciente como marca-passo cardíaco ou outros estimuladores
elétricos. As exceções são apresentadas na seção de monitoração de marca-passo,
se aplicável.

1-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

 Este produto está protegido contra os efeitos das descargas do desfibrilador


cardíaco para garantir uma correta reanimação, conforme a exigência dos
padrões de teste. (A tela pode ficar em branco durante a descarga do
desfibrilador, mas se recupera dentro de segundos como exigido pelos padrões de
teste.)
 Este equipamento é adequado para uso na presença da eletrocirurgia.
 Os usuários devem estar cientes de uma possível discrepância de tempo entre as
ondas do dispositivo de telemetria e as curvas conectadas por fio ao monitor. Os
usuários não devem considerar estas curvas como sincronizadas. Se for desejado
sincronismo absoluto, o modo COMBO deverá ser descontinuado e as curvas de
ECG deverão ser obtidas pelo monitor de beira de leito conectado diretamente.
 É necessário garantir sempre as condições ambientais indicadas nas
especificações técnicas do manual de manutenção.
 Conecte o cabo de alimentação fornecido com o monitor. Use somente o cabo
original ou um equivalente.
 Para se efetuar medições no ou próximo ao coração, a GE recomenda conectar o
monitor ao borne eqüipotencial. Use o cabo verde e amarelo de equalização de
potencial e conecte-o ao borne equipotencial na parte traseira do monitor.
 Entre em contato com os engenheiros da assistência técnica para conectar os
monitores a uma estação central.
 Os monitores podem ser enviados com tampas protetoras para proteger as
entradas de conectores de parâmetros não usados contra poeira e líquidos. Não
remova as tampas protetoras; os conectores de parâmetros não funcionarão sem
elas.

Símbolos do Equipamento
OBSERVAÇÃO
Alguns símbolos podem não aparecer em todos os equipamentos.

ATENÇÃO: Consulte os documentos que acompanham o produto.

CUIDADO: para reduzir o risco de choque elétrico, NÃO retire a tampa. Deixe a manutenção
para a equipe de manutenção qualificada.

PEÇA APLICADA TIPO CF: a peça aplicada isolada (flutuante) é apropriada para a
aplicação intencional externa e interna, no paciente, incluindo aplicação cardíaca direta. As
"pás" fora da caixa, indicam que a peça aplicada é à prova de desfibrilador.

[Definição Médica Padrão:]A peça aplicada do tipo F (flutuante/isolada) está de acordo com
os requisitos especificados pelos Padrões Médicos da EN 60601-1/UL 60601-1/CSA 601.1
para prover um grau de proteção contra choque elétrico maior do que aquele fornecido pelas
peças aplicada do tipo BF.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-13


Introdução

PEÇA APLICADA DO TIPO BF : a peça aplicada isolada (flutuante) é apropriada para a


aplicação intencional interna e externa no paciente, exceto a aplicação cardíaca direta. As
"pás" fora da caixa, indicam que a peça aplicada é à prova de desfibrilador.

[Definição Médica Padrão:]A peça tipo F (flutuante/isolada) está de acordo com os requisitos
dos Padrões Médicos EN 60601-1/UL 60601-1/CSA 601.1 para proteger contra choque
elétrico mais do que as peças tipo BF.

OBSERVAÇÃO
A classificação da proteção contra o choque elétrico (indicado pelos símbolos CF ou
BF) é obtida somente se estiver usando as peças aplicadas no paciente recomendadas
pela GE Marquette.
PEÇA APLICADA DO TIPO B: a peça aplicada não isolada é apropriada para a aplicação
externa e interna intencional no paciente, exceto a aplicação cardíaca direta.

[Definição Médica Padrão:]A peça está de acordo com os requisitos dos Padrões Médicos
EN 60601-1/UL 60601-1/CSA 601.1 para proteger contra choques elétricos, particularmente
em relação à fuga de corrente permitida.

Fusível

Borne Eqüipotencial: Um fio terra de um outro dispositivo pode ser fixado aqui para garantir
que os dispositivos compartilhem uma referência comum.

Corrente alternada (CA)

Alimentação Elétrica

Indica onde pressionar para abrir a porta da impressora gráfica.

Este símbolo indica que os resíduos gerados pelo equipamento elétrico e eletrônico não
devem ser descartados no sistema normal de coleta urbano (não-seletiva), e sim recolhidos
separadamente. Entre em contacto com o representante autorizado do fabricante para obter
informações sobre como proceder para o descomissionamento do seu equipamento.

Este produto possui dispositivos que contêm mercúrio, os quais têm de ser reciclados ou
descartados de acordo com a pertinente legislação municipal, estadual ou federal. (Neste
sistema, as lâmpadas da iluminação de fundo do monitor contêm mercúrio.)

Radiação eletromagnética não-ionizada: Para indicar um nível de radiação não-ionizada,


elevado e potencialmente perigoso. Nota - No caso de uso em um sinal de advertência deve
estar de acordo com as normas ISO 3864-1.

Nota IEC 60878: Consulte o sinal de segurança ISO 7010 - W005 Advertência, radiação
não ionizante .

1-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

Este símbolo indica a data de fabricação deste dispositivo. Os quatro primeiros dígitos
identificam o ano e os dois últimos identificam o mês.

2006-08

Nome e endereço do fabricante.

Representante europeu autorizado.

OBSERVAÇÃO
Os símbolos a seguir (exigidos somente pelas leis da China) representam o que pode
ser visto em seu equipamento.
O número no símbolo é o período PUSPA em anos, como explicado abaixo. Verifique o
símbolo em seu equipamento para o seu período PUSPA.Este símbolo indica que o produto
contém materiais perigosos fora dos limites estabelecidos pelo padrão Chinês SJ/T11363-
2006 Requisitos para Limites de Concentração de Certas Substâncias Perigosas em
Produtos com Informações Eletrônicas. O número no símbolo é o Período de Uso sem
Prejuízo Ambiental (PUSPA / EFUP), que indica o período durante o qual as substâncias ou
elementos tóxicos ou perigosos contidos nos produtos eletrônicos não vazarão ou mudarão
sob condições normais de operação, de modo que o uso de tais produtos eletrônicos não
resulte em alguma grave poluição ambiental, qualquer dano ou ferimento corpóreo a
qualquer bem. A unidade do período é "Ano".Para poder manter a PUSPA (EFUP)
declarada, o produto deverá ser operado normalmente de acordo com as instruções e
condições ambientais, como definido no manual do produto, e deverão ser cumpridas
fielmente as programações de manutenção periódica especificada nos Procedimentos de
Manutenção do Produto.Algum item de consumo ou certas peças podem ter suas próprias
etiquetas com um valor PUSPA menor do que o do produto. A substituição periódica daquele
material de consumo ou peças para manter o PUSPA declarado deve ser feita de acordo
com os Procedimentos de Manutenção do Produto. Este produto não deve ser descartado
no sistema normal de coleta urbana e deve ser coletado separadamente e manuseado
corretamente após o descomissionamento.

Este símbolo indica que este produto eletrônico não contém qualquer substância ou
elementos tóxicos ou perigosos acima da máxima concentraçao estabelecida pelo padrão
Chinês SJ/T11363-2006 e podem ser reciclados após serem descartados e não devem ser
descartados casualmente.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-15


Introdução

Informações de conformidade do equipamento


Classificação de componentes EN 60601-1

Grau de Modo de
segurança na operação
Grau de aplicação em
Tipo de Método de
proteção presença de uma
proteção esterilização/
Grau de proteção contra contra o mistura de
contra desinfecção
choque elétrico2 ingresso anestésico
choque recomendado
prejudicial inflamável com
elétrico1 ar ou com pelo fabricante
de água3
oxigênio ou
óxido nitroso.4
Monitor BF (PNI, SpO2, CO2)
I
CF (ECG, Resp, IP, Temp/DC)
Módulo CGI BF
N/A
Módulo SAM B
Normal Não Apropriado N/A Contínua
Impressora gráfica
I
PRN-50
Controle Remoto N/A Não marcado
TRAM-RAC 2A I
(alimentado)

1A classe
do equipamento I ou N/A (não aplicável)
2
O tipo de peça aplicado B, BF, CF, Não Marcada ou nenhum (não há componentes aplicados).
3
Equipamento comum (equipamento incluído sem proteção contra o ingresso de água).
4Equipamento
não apropriado para uso na presença de uma mistura anestésica inflamável com ar, oxigênio ou óxido nitroso.

Classificação do Underwriters Laboratories, Inc.


Equipamento Médico
Com respeito a choque elétrico, incêndio e perigos mecânicos somente de
acordo com a UL 60601-1, CAN/CSA C22.2 NO. 601.1, IEC 60601-1, IEC
60601-2-27, IEC 60601-2-30, IEC 60601-2-34 e IEC 60601-2-49.

4P41

Declaração de informações de conformidade com a FCC


Este dispositivo encontra-se em conformidade com a Parte 15 das Regras FCC e com
o RSS-210 de Industry Canada.

A operação está sujeita às seguintes duas condições:


 Este dispositivo não pode gerar interferência prejudicial, e
 Este dispositivo tem de operar com qualquer interferência recebida, inclusive a
que ocasione uma operação indesejada.

ADVERTÊNCIA
As alterações ou modificações não aprovadas expressamente pelo
responsável pela conformidade podem anular a autoridade do
usuário de operar o equipamento.

1-16 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Introdução

Informações sobre o Manual


Objetivo
Este manual contém instruções necessárias para operar o monitor com segurança e de
acordo com suas funções e indicações.

Público-alvo
Este manual é voltado para profissionais clínicos. Espera-se que os profissionais clínicos
tenham experiência de trabalho em procedimentos médicos, práticas e terminologia
como as necessárias para a monitoração de pacientes gravemente enfermos.

Este manual deve ser usado em conjunto com a "Monitoração de Tratamento Crítico -
Guia de Referências Clínicas e de Solução de Problemas da GE. Este documento
fornece dados de referência clínica, tais como colocação do eletrodo do ECG, para
monitores do paciente da GE.

Convenções
Equipamentos
Este manual usa os seguintes termos para simplificar nomes comuns ao equipamento.

Termo Nome do equipamento


dispositivo de aquisição  Módulo SAM
 Módulo ICG
 Dispositivos não-GE
estação central  Centro de Informações Clínicas do CIC Pro
 Estação Central da Centralscope
estação de encaixe Estação de encaixe Dash Port 2
monitor Monitor de paciente Dash 3000/4000/5000
impressora  Impressora de Gráfico Digital (IGD/DDW)
 Impressora laser
impressora de gráficos Impressora de gráfico digital PRN 50-M

Interface do Usuário
Este manual usa os seguintes termos para identificar os controles comuns da interface
de usuário do monitor.

Termo Definição
tecla Uma tecla identificada, no teclado ou controle remoto.
teclado Um teclado que contém vários botões.
tela principal A tela principal de monitoração que inclui as janelas de
parâmetro, dados do paciente e acesso aos menus.
menu Um menu é composto por um conjunto de opções.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 1-17


Introdução

Termo Definição
opção de menu Uma opção encontrada em um menu que realiza uma ou
mais das seguintes funções:

 Exibe outra janela.


 Conclui uma ação.
 Exibe um relatório.
janela Uma janela contém um ou mais dos seguintes itens:

 Curva de paciente e dados de parâmetro.


 Controles específicos do parâmetro.
 Lista de opções de menu.
 Campos de entrada de dados.
texto de tela Qualquer texto que apareça na tela.

Text (Texto)
Este manual usa os seguintes estilos de texto para identificar termos de hardware, de
softwares e a forma correta de digitar dados.

Estilo Definição
negrito Indica itens de hardware, tais como teclas, rótulos ou
conectores.
itálico em negrito Indica itens de software, tais como menus, opções do menu
ou texto na tela.
> Indica opções de menu ou configurações do controle para
serem selecionadas seqüencialmente.

Figuras e Nomes
Todas as figuras neste manual são apresentadas somente como exemplos. Elas podem
não refletir necessariamente a sua configuração de monitoração ou os dados
visualizados no monitor.
Todos os nomes e figuras que aparecem nos exemplos são fictícios. Ouso de qualquer
nome real de pessoa é pura coincidência.

Pedido de Manuais
Uma cópia impressa deste manual será fornecida a pedido. Entre em contato com o
seu representante local da GE e solicite pelo número constante na primeira página
deste manual.

Histórico das Revisões


Cada página deste documento tem o número de peça/item do documento e a letra de
revisão na parte inferior (final) da página. A letra da revisão muda sempre que o
documento for atualizado.

Revisão Comentários

A Liberação do manual para a versão 6.6 do software.

B Informações atualizadas do painel de controle no capítulo 2.

C Informações atualizadas do indicador de intensidade do sinal de SpO2


no capítulo 11.

D Manual atualizado referente a uma revisão do adendo.


Nenhuma alteração foi feita no conteúdo do manual.

1-18 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


2 Visão Geral do
Equipamento

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-1


Visão Geral do Equipamento

Visão geral do equipamento


Frente

AC Battery

Power

Charging Status

A B

Graph

NBP Go/Stop

Zero All

Trim Knob

Silence Alarm/
Admit

Charging Status Power Graph Go/StopNBP Go/Stop Zero All Silence Alarm/
A B Admit

Dash 4000

3000 4000 5000


2

1 Indicador de luz do Fornece um alarme visual para os alarmes de status do


alarme paciente.
2 Painel de controle Fornece teclas rápidas de função e o controle do Trim Knob
para navegar nos menus e selecionar opções.

Direita

4000

2-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

1 Conectores do paciente Permite que os cabos do paciente sejam conectados ao


monitor.
2 Rótulos das opções Identifica as opções habilitadas no monitor.
habilitadas

OBSERVAÇÃO
Todos os conectores do paciente com o símbolo de peça aplicada ( ) são
portas de alta isolação e à prova de desfibrilador para garantir a segurança do
paciente e proteger o dispositivo durante a desfibrilação e a eletrocirurgia

Esquerda

4000

1 Impressora gráfica Imprime em papel com 5 cm de largura.


integrada
2 Portas das baterias Acomoda até duas baterias para fornecer energia durante o
transporte do paciente ou sempre que a alimentação CA for
interrompida. Para obter mais informações, consulte o(a)
Baterias na página A-7.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-3


Visão Geral do Equipamento

Costas

1
10

9
8
2

3000

3 4 5 6 7

1 Seletor de voltagem da É ajustado para a voltagem e a freqüência nominais da linha


linha do seu país.
2 Rótulo com o código do Identifica o código do produto deste monitor para fins de
produto identificação e reparo.
3 Borne eqüipotencial Fornece uma referência comum para um dispositivo auxiliar
por meio de um cabo terra ligado ao borne.
4 Conector de Fornece uma conexão para o cabo de alimentação CC. A
alimentação CC fonte de alimentação interna converte a corrente CA em
alimentação CC.

O monitor está ajustado de fábrica para uma tensão CA


predefinida. Consulte o rótulo na parte traseira da unidade
para obter os requisitos de voltagem e corrente. Antes de
ligar a alimentação, certifique-se de que os requisitos de
alimentação são compatíveis com a sua fonte de
alimentação.
5 Rótulo do transmissor Identifica os monitores que contêm um transmissor sem fio
sem fio interno para comunicação na rede.
6 Conector Ethernet Fornece conexões de rede com outros monitores e
dispositivos usados na rede de monitoração de pacientes.
7 Conector Aux Fornece conexão serial com dispositivos auxiliares
compatíveis, que incluem:

 Controle remoto
 Gabinete TRAM-RAC
 Vídeo remoto
 Oxímetro de pulso Nellcor® 395
 Módulo BISx Aspect®
8 Conector Defib Sync Fornece sinais analógicos de saída para outros
equipamentos. Para obter mais informações, consulte o(a)
Saída Analógica na página 8-6.
9 Requisitos de voltagem Identifica os requisitos de voltagem e corrente elétrica para a
e corrente operação segura e adequada deste monitor.
10 Alto-falante Fornece um aviso audível dos alarmes de status do sistema e
do paciente. Para obter mais informações, consulte o(a)
Capítulo 4.

2-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Painel de Controle
3000, 4000 e 5000
As seguintes teclas encontram-se no painel de controle do monitor.

OBSERVAÇÃO
No monitor de paciente Dash 3000 não existem icones nas teclas. Cada tecla é
identificada por uma etiqueta acima dela.

Ícone Etiqueta Descrição


4000/5000 3000/4000/5000
Pressione uma vez para ligar e desligar o monitor.
Para obter mais informações, consulte o(a) Modos de
Operação na página 2-12.
Alimentação
Elétrica

Pressione uma vez para imprimir os dados do


Imprimir Lig/Desl
paciente ou uma janela de informações. Pressione
(3000/4000) novamente para interromper o trabalho de impressão.
Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo
Imprimir (5000)
7.
Pressione uma vez para iniciar uma medição da
pressão sangüínea não-invasiva. Pressione
PNILig/Desl novamente para interromper a medição. Para obter
mais informações, consulte o(a) Monitoração de PNI
na página 10-1.
Pressione uma vez para zerar todas as linhas de
Zero All (Zerar pressões invasivas que estão abertas para a
Todas) atmosfera. Para obter mais informações, consulte o(a)
Monitoração de pressões invasivas na página 9-1.
Pressione para admitir rapidamente um paciente ao
Silencar Alarme/ monitor se o monitor estiver no estado de liberação.
Admitir (3000/ Para obter mais informações, consulte o(a) Admissão
4000/5000) Rápida na página 5-4.

Silenciar Alarme Pressione para controlar alarmes audíveis como


(5000) configurado em padrões do monitor. Para obter mais
informações, consulte o(a) Alarmes na página 4-1.

5000
Ícone Etiqueta Descrição
Pressione uma vez para entrar no modo de espera.
Pressione novamente para voltar ao modo normal.
Espera
Para obter mais informações, consulte o(a) Início na
página 3-2.
Pressione uma vez para fechar todos os menus e
janelas de informações abertos e voltar para a tela
Tela Principal principal. Para obter mais informações, consulte o(a)
Visão geral da interface do usuário na página 2-13.

Pressione uma vez para exibir as tendências do


paciente. O tipo de tendência exibido depende da
Tendência configuração padrão de fábrica ou do usuário. Para
obter mais informações, consulte o(a) Personalização
da tecla Tendências na página 6-8.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-5


Visão Geral do Equipamento

Pressione uma vez para visualizar o menu PNI AUTO.


Selecione um dos 13 intervalos de tempo predefinidos
ou selecione PERSONALIZ para criar um novo ciclo
Auto PNI
de intervalos de medição automático para o paciente
ou iniciar um ciclo de intervalos personalizado
predefinido.
Pressione uma vez para admitir o paciente. Pressione
novamente para acessar a opção LIBERAR
Admitir/Liberar PACIENTE e liberar um paciente admitido. Para obter
informações adicionais, consulte Admissão
automática na página 5-4 ou Liberar na página 5-6.

Controle Trim Knob


Use o controle do Trim Knob para selecionar menus e opções.

Seleção de menus ou rótulos de janelas de parâmetro


1. Gire o controle do Trim Knob em qualquer direção para destacar um menu ou
um rótulo de janela de parâmetro.

2. Pressione o controle do Trim Knob para fazer a seleção.

Seleção de opções nas listas


1. Gire o controle do Trim Knob para rolar o ponteiro (>) para cima e para baixo na
lista.

2. Quando o ponteiro estiver na frente da opção desejada, pressione o controle do


Trim Knob para selecionar a opção.

3. Se existirem várias opções, gire o controle do Trim Knob até que a opção
desejada fique destacada.

4. Pressione o controle do Trim Knob novamente para fazer a seleção.

5. Para sair do menu, posicione o ponteiro na frente de VOLTAR e pressione o


controle do Trim Knob.

Seleção de Valores Altos/Baixos


1. Gire o controle do Trim Knob para rolar o ponteiro para cima e para baixo na
lista.

2. Quando o ponteiro estiver na frente da opção desejada, pressione o controle do


Trim Knob para destacar o parâmetro.

3. Gire o controle do Trim Knob para destacar o limite superior ou o inferior.

4. Pressione o controle do Trim Knob e gire para alterar o valor.

5. Pressione o controle do Trim Knob para selecionar o valor.

2-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Indicadores
Luz de alarme
Indica uma condição de alarme. Um indicador de luz de alarme opcional fica
embutido na alça ou no painel da tela.

 Vermelho piscando alarmes de status do paciente de CRISE.


 Amarelo piscando alarmes de status do paciente e do sistema de
ADVERTÊNCIA.

Alimentação Elétrica
No painel frontal do monitor Dash 3000, há um LED com a etiqueta CA e e um LED
com a etiqueta Bateria. Quando o LED CA está aceso, o monitor está funcionando
com alimentação de CA. Quando o LED CA está aceso, o monitor está funcionando
com alimentação de CA.

Nos monitores Dash 4000 e Dash 5000, o seguinte indica a fonte alimentação do
monitor.

820A
Indicador de Alimentação Elétrica

 CA aceso O monitor está operando com alimentação CA.


 Bateria acesa O monitor está operando com energia da bateria.

Status de carga
Indica o status de carga das baterias internas. Um indicador para cada bateria (A e B).

821A
Indicador de status de carga

 Amarelo A bateria está sendo carregada.


 Verde A bateria está totalmente carregada.
 Apagado A bateria não está instalada, não está sendo carregada ou está
adormecida . Ou o monitor está usando a energia desta bateria.

Status da Bateria
Indica o status de energia das baterias internas. Um no interior de cada porta de
bateria.

 Verde O monitor está usando a energia desta bateria.


 Apagado O monitor não está usando a energia desta bateria.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-7


Visão Geral do Equipamento

Componentes opcionais
Rack do módulo TRAM-RAC 2A
O rack do módulo TRAM-RAC 2A suporta um módulo de parâmetro único. Ele
possui uma fonte de alimentação interna opcional que opera o rack do módulo e
suporta as voltagens necessárias.

Módulos Uniparamétricos
Use os seguintes módulos uniparamétricos no gabinete do TRAM-RAC 2A para obter
os dados fisiológicos do paciente e visualizá-los no monitor.

Módulo SAM
O módulo de Anestesia Inteligente Multigás (SAM) é um módulo analisador de
múltiplos gases, baseado em infravermelho, que mede valores inspirados e expirados
dos gases do paciente e calcula a freqüência respiratória. Para obter mais
informações, consulte o(a) Capítulo 16.

Módulo Solar CGI


O módulo Solar CGI (cardiografia de impedância) usa a tecnologia de bioimpedância
torácica (TEB) para fornecer dados hemodinâmicos não-invasivos contínuos. Para
obter mais informações, consulte o(a) Capítulo 17.

Oxímetro de pulso Nellcor® 395


O oxímetro de pulso Nellcor 395 é um oxímetro de pulso externo que envia dados do
parâmetro de SpO2, inclusive saturação e freqüência, para o monitor para análise e
impressão. É possível conectar este dispositivo ao monitor, à estação de encaixe ou a
ambos. Para obter mais informações, consulte o(a) Oxímetro de pulso Nellcor 395 na
página 11-12.

Unity Network
O Unity Network é uma opção de software adquirida que precisa estar habilitada para
ser usada em uma estação central, uma tela remota, um sistema de rede local sem fio
ou qualquer outro dispositivo conectado em rede.

Estação Central da Centralscope


A estação central Centralscope aceita dados do paciente de monitores e permite a
comunicação entre leitos por meio de uma conexão de rede. A estação central pode
ter uma impressora gráfica integrada de duas polegadas ou uma impressora a laser.
Para mais informações, consulte o manual do operador da estação central
Centralscope.

Centro de Informações Clínicas do CIC Pro


A estação central CIC Pro aceita dados do paciente de monitores e permite a
comunicação entre leitos por meio de uma conexão de rede. Para obter mais
informações, consulte o manual do operador do centro de informações clínicas CIC
Pro.

2-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Sistema de rede local sem fio

CUIDADO
PERDA DE DADOS A operação de um ponto de acesso ou de um
dispositivo de rede local sem fio muito perto de fornos de
microondas pode ocasionar intervalos indesejados entre ondas,
perdas de ondas ou aviso de SEM COM com a estação central
devido à interferência de radiofreqüência (RF). Isole o monitor do
dispositivo ou da fonte de interferência ou remova o dispositivo ou a
fonte de interferência.

OBSERVAÇÃO
Os monitores sem fio movidos de uma sala para outra devem ser configurados
como ROVER ou ROVER/COMBO.

O sistema da rede local sem fio permite que os monitores sejam movidos (dentro da
área de cobertura do ponto de acesso) e mantenham uma conexão forte e ininterrupta
com a rede. Os pontos de acesso conectam os monitores sem fio à infra-estrutura da
rede com fio dentro do prédio. As áreas de cobertura de cada ponto de acesso
sobrepõem-se de forma a garantir uma cobertura contínua. Os monitores sem fio se
comportam da mesma forma que os monitores conectados diretamente à rede.

A comunicação na rede com fio (conectada diretamente à rede por meio de um cabo)
ou sem fio é transparente para o usuário. Ela não é indicada na tela.

A comunicação sem fio ocorre automaticamente quando o cabo de rede é


desconectado de um monitor sem fio. A comunicação com fio ocorre
automaticamente quando o cabo de rede é conectado ao monitor sem fio e à rede.
Cada modo de comunicação na rede é estabelecido dentro de três segundos após a
conexão ou desconexão da rede com fio.

A conexão de rede com fio tem prioridade quando um monitor é configurado sem fio
mas é conectado com fio à rede.

Se for encontrado qualquer problema com a comunicação na rede, tente o seguinte:

 Verifique se o monitor se encontra dentro da área de cobertura da rede sem fio.


 Tente mover o monitor para um outro local de ponto de acesso na rede sem fio.
 Isole o monitor do dispositivo ou da fonte de interferência ou remova o
dispositivo ou a fonte de interferência.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-9


Visão Geral do Equipamento

Impressora Laser

ADVERTÊNCIA
RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO As impressoras laser são
equipamentos certificados pela UL 60950/IEC 60950, o que pode
não atender aos atuais requisitos de fuga de corrente de equipamento
de tratamento de paciente. Este equipamento não deve ficar
localizado próximo do paciente, a não ser que seja seguido o padrão
de sistemas médicos EN 60601-1-1.

Não conecte uma impressora laser a um equipamento de tratamento


de paciente com uma saída portátil de soquetes múltiplos (SPSM). O
uso de uma tomada múltipla portátil em um sistema resultará em
uma corrente de fuga do gabinete igual à soma de todas as correntes
de fuga individuais para o terra do sistema se ocorrer uma ruptura do
condutor protetor aterrado dessa tomada.

Uma impressora a laser pode ser acessada por meio de uma estação central. Para obter
mais informações, consulte o(a) Capítulo 7.

Impressora gráfica digital PRN 50-M


A impressora gráfica integrada de quatro canais imprime em papel com 5 cm de
largura.

Controle Remoto
O controle remoto portátil opera o monitor. Ele se conecta ao monitor por meio de um
cabo de comunicação com um conector DIDCA conectado à porta Aux do monitor ou
da estação de encaixe.

O controle remoto está disponível em três versões:

 Adulto
 Neonatal
 Sala de Cirurgia
Cada versão oferece um conjunto exclusivo de botões e um controle do Trim Knob.

Botão Versão Função

12 derivações Adulto Abre o menu ANÁLISE DE ECG EM 12 DERIVAÇÕES.

Admitir/Liberar Adulto e Neonatal Abre um menu para admitir ou liberar um paciente.

Gases de Via Aérea: Cirurgia Abre o menu CO2.


CO2

Gases de Via Aérea: Cirurgia Abre o menu GÁS.


Gás

Volume do Alarme Neonatal Abre o menu VOL ALARME.

Todos os limites Adulto e Neonatal Abre o menu TODOS OS LIMITES.

2-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Botão Versão Função

Cálculos cardíacos Adulto e Cirúrgia Abre o menu CÁLCULOS CARDÍACOS.

Débito Cardíaco Adulto e Cirúrgia Abre o menu DÉBITO CARDÍACO.

Eventos CRG Neonatal Abre a janela DOC EVENTOS CRG.

Imprimir CRG Neonatal Imprime as ondas CRG.

Rever CRG Neonatal Abre o menu TENDÊNCIAS CRG no evento CRG mais recente.

Padrões Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Abre o menu PADRÕES DO MONITOR.

Ligar/Desligar Vídeo Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Desliga a tela, os alarmes e a PNI, mas permanece com
alimentação CA ou energia da bateria e ativo na estação central.

Cálculos de dose Neonatal Abre o menu CÁLCULOS DOS.

Imprimir lig/desl/ Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Imprime os dados atuais do paciente. Pressione novamente para
Imprimir interromper.

Tendências Gráficas Adulto e Cirúrgia Abre o menu TEND GRÁFICAS.

Menu Principal Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Retorna ao vídeo principal.

Auto PNI Adulto e Cirúrgia Abre o menu PNI AUTO.

PNILig/Desl Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Inicia uma medição de PNI. Pressione novamente para interromper.

PNI contínuo Adulto e Cirúrgia Inicia cinco minutos de medidas contínuas e seqüenciais do PNI.

Novo Caso Cirurgia Libera e admite um paciente.

Capilar Pulmonar Adulto e Cirúrgia Abre o menu CAPILAR PULMONAR.

Volume QRS Neonatal Abre um menu para ajustar o tom do volume QRS.

Reaprender Resp Neonatal Reaprender respiração do paciente.

Silenciar alarme Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Silencia os alarmes sonoros.

SpO2 Cirurgia Abre o menu SpO2.

Ver Outro Adulto e Neonatal Abre o menu VER OUTRO PACIENTE.

Sinais Vitais Adulto e Neonatal Abre o menu SINAIS VITAIS.

Zero All (Zerar Adulto, Neonatal e Sala de cirurgia Zera todas as linhas de pressão invasiva abertas para a atmosfera.
Todas)

Dash Port 2
Dash Port é uma estação de encaixe para um monitor. Ela fornece ao monitor acesso
fácil para se conectar/desconectar à alimentação CA, à rede, à tela remota e aos
dispositivos auxiliares. Para obter informações adicionais, consulte as instruções de
operação da estação de encaixe.

Vídeo Remoto
A tela remota fornece uma tela maior ou uma tela em uma sala separada. A tela
remota deve estar localizada a menos de 45 metros do monitor do paciente. Ela
também necessita de uma estação de encaixe, um monitor executando a versão 5 ou
mais recente do software e uma conexão de rede.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-11


Visão Geral do Equipamento

Carregador Cadex® SMart Two+


A GErecomenda o uso do carregador Cadex SMart Two+ (versão do software 1.1 ou
mais recente) para todas as baterias usadas neste monitor. Para obter mais
informações, consulte o(a) Baterias na página A-7.

Modos de Operação
Normal
Pressione a tecla Alimentação para iniciar o modo de operação normal. O modo
normal fornece todas as capacidades funcionais do monitor, incluindo monitoração
dos sinais vitais, comunicação na rede e carga da bateria. Durante a seqüência de
inicialização, é exibida uma tela de abertura e o painel de controle e os indicadores de
luz de alarme ficam acesos. Depois de cerca de 20 segundos, é exibido o Menu
principal.

Antes de admitir um paciente no monitor, conclua cada uma das seguintes tarefas para
verificar se o monitor está pronto para uso.

1. Verifique se os cabos de alimentação, de rede e do paciente estão conectados ao


monitor.

2. Pressione a tecla Alimentação para ligar o monitor.

3. Verifique se a comunicação na rede sem fio está funcionando, se aplicável. Cerca


de um minuto depois da inicialização, execute uma das seguintes ações para
verificar a comunicação na rede:

 Na tela principal do monitor sem fio, selecione OUTROS MENUS > VER
OUTROS PACIENTES > LEITO A VISUALIZAR. Selecione um leito na
rede.
 Visualize o monitor sem fio a partir de uma estação central na rede.
 Execute um comando LISTAR REDE a partir de uma estação central na rede
e verifique se o monitor sem fio aparece na lista. Para mais informações,
consulte o manual do operador da estação central.
4. Verifique se o monitor está funcionando corretamente.

Depois de ligado e durante a operação, o monitor executa os autotestes


automaticamente. Quando uma irregularidade for detectada, o monitor exibe uma
mensagem e um prompt perguntando se o usuário deseja continuar a operação.

ADVERTÊNCIA
Antes de usar o monitor pela primeira vez, leia Instruções de
segurança na página 1-2.

Desligado/carregando
Quando o monitor estiver no modo de operação normal, pressione a tecla Espera para
alternar para o modo de operação desligado/carregando. Todos os alarmes são
desabilitados e a tela Espera é exibida até que se pressione o controle do Trim Knob
ou as teclas Espera ou Admitir/Liberar. A operação no modo desligado/carregando
só possui uma função: carregar as baterias.

2-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Desligado
Pressione a tecla Alimentação e desconecte o monitor da alimentação CA para
desligá-lo. Quando o monitor for desligado, ele não executará nenhuma operação.

OBSERVAÇÃO
Não é possível desligar o monitor quando ele estiver nos modos de monitoração
COMBO ou ROVER COMBO. Se ele for desconectado da alimentação CA e for
pressionada a tecla Alimentação, será solicitado a liberar o paciente. O monitor
recebe energia das baterias até o paciente ser liberado.

Visão geral da interface do usuário


Tela Principal
A tela principal é a tela básica. Ela inclui todas as curvas e janelas de parâmetros
monitorados. Também inclui informações do monitor e acesso a todos os outros
menus e funções dos parâmetros e do monitor. O monitor volta automaticamente para
a tela principal quando qualquer outro menu ficar ocioso durante mais de cinco
minutos.

1 2 3

6
7
8 ∗ 9
809B
Tela Principal

1 Horário, data e nome do padrão de fábrica ou do usuário


2 Unidade de tratamento e nome do leito
3 Nome do Paciente
4 Janelas de parâmetro

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-13


Visão Geral do Equipamento

5 Curvas do parâmetro
6 OUTROS MENUS
7 Relógio/Data em Tela Grande1
8 Linha da Mensagem
9 Medidor de bateria
1
A opção EXIBIRRELÓGIO em tela grande usa o espaço de uma janela de parâmetro e só
está disponível na versão 6 ou mais recente do software. Consulte Definição das
configurações de controle na página 3-9.

Menus
Existem três tipos de menu.

 Menus de opções Um menu pequeno que é exibido sobre o menu original.


Todos os menus de opções exigem uma ação do usuário. Existem três tipos de
ação:

 Paginação - Use o controle Trim Knob para controlar e seleciona uma


opção de uma lista.
 Ponteiro Use o controle do Trim Knob para mover um ponteiro (>) e
selecionar uma opção de uma lista.
 Numérica Use o controle do Trim Knob para rolar por uma faixa de
números e fazer uma seleção.
 Menus subordinados Um conjunto completo de opções de menus.
 Menus de ação direta Um menu que permite a seleção de um status (por
exemplo, LIG ou DESL) ou o início de um processo (por exemplo,
REAPRENDER).

Janelas
Existem dois tipos de janelas: de parâmetro e de informações.

Uma janela de parâmetro para cada parâmetro monitorado é exibida no lado direito
inferior da tela. O local e a forma de exibição de cada janela de parâmetro dependem
da prioridade definida em PADRÕES DO MONITOR. Para obter mais informações,
consulte o(a) Definição da prioridade da janela de parâmetro na página 3-12.

2
1
3
4
518A
Janela do Parâmetro

1 Valores digitais
2 Rótulo da janela de parâmetro
3 Limites de alarme
4 Unidades de medida

2-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Visão Geral do Equipamento

Uma janela de informações é uma janela de opções grande que é exibida sobre a
maior parte da tela. Ela contém ajuda e outras informações que não são em tempo
real. Até seis janelas de parâmetro e os últimos dois segundos de curvas em tempo
real permanecem visíveis.

522D
Janela de informações

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 2-15


Visão Geral do Equipamento

2-16 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


3 Configuração do
Monitor

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-1


Configuração do Monitor

Início
A tela principal possui uma opção de menu: OUTROS MENUS. As seguintes opções
do menu servem para acessar e ajustar as configurações do monitor.

Opção Função

CONTROLE DE ALARME Visualizar e modificar os limites dos alarmes, alterar os níveis


dos alarmes e ajustar o volume dos alarmes. Para obter mais
informações, consulte o(a) Configurações de controle na
página 4-6.
VER OUTRO PACIENTE Ver outros monitores da GE na rede. Para obter mais
informações, consulte o(a) Capítulo 5.
DADOS DO PACIENTE Visualizar os dados do paciente e acessar os programas de
cálculo. Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo
6.
CONFIGURAR MONITOR Acessar as opções do menu para personalizar o monitor de
modo a atender às suas necessidades. Para obter mais
informações, consulte o(a) Personalização da configuração
do monitor na página 3-6.
MENU DE OPÇÕES Acessar as opções do menu para admitir e liberar pacientes.
ADMITIR Para obter mais informações, consulte o(a) Admissão na
página 5-2.

OBSERVAÇÃO
O nome do menu muda no tipo do monitor-paciente de
SALADECIRURGIAS para ADMITIRNOVOCASO.
IR PARA ESPERA
CUIDADO
DESLIGAMENTOAUTOMÁTICODO MODOPNI Ao
selecionar a opção IRPARAESPERA ou pressionar a tecla
Espera, o modo PNI AUTO será desligado automaticamente.

OBSERVAÇÃO
Esta opção só está disponível na versão 6 ou mais
recente do software.

Selecionar para suspender temporariamente a monitoração.


Toda a monitoração do paciente, todos os alarmes e
tendências param, até que seja pressionado o controle do
Trim Knob, a tecla Espera ou a tecla Admitir/Liberar ou até
que o monitor seja reinicializado.
STATUS BATERIA Rever as informações da bateria. Para obter mais
informações, consulte o(a) Baterias na página A-7.

3-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Configuração do Monitor

Identificação da configuração
Pacotes de Software
Existem três pacotes de software.

 BÁSICO Inclui parâmetros padrão de tratamento, detecção de arritmia letal,


cálculos de dose e outros recursos necessários para os clínicos que tratam de
pacientes gravemente enfermos.
 CARDÍACO Concentra-se na condutividade cardíaca. Inclui análise completa
de arritmia e armazenamento, ponto de medição ajustável de ST, além de
tendência do segmento ST, armazenamento e modelos.
 CARDIOPULMONAR Concentra-se na hemodinâmica cardíaca e pulmonar.
Inclui cálculos cardíacos e pulmonares, algoritmos inserir e capilar da AP,
algoritmo da bomba de balão intra-aórtico e um algoritmo de termodiluição do
débito cardíaco que inclui constantes de cálculo predefinidas para os principais
fabricantes de cateter.
Para determinar o software em execução em um monitor, selecione OUTROS
MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA - CONFIGURAÇÃO. O
pacote de software está listado em OPÇÕES PGM HABILITADAS.

Para obter informações adicionais sobre os recursos e a funcionalidade de cada pacote


de software, consulte Apêndice B.

Opções do Programa
Existem três opções de software. Estas opções podem ser adquiridas separadamente e
usadas com qualquer pacote de software ou em combinação com outras opções de
software.

 Tendências de alta resolução Possibilita o armazenamento de até 100 eventos


CRG e até 24 horas de dados de tendências do CRG.
 ECG 12SL Fornece um programa de análise que inclui critérios específicos do
sexo e ACI-TIPI (Acute Cardiac Ischemia-Time Insensitive Predictive
Instrument, em português Instrumento de previsão de isquemia cardíaca aguda
insensível ao tempo). Usa os dados registrados do ECG para produzir uma
classificação numérica que é a probabilidade prevista de isquemia cardíaca
aguda. Além disso, os critérios específicos do sexo aumentam a detecção de
infartos agudos do miocárdio (IAM) em mulheres adultas com menos de 60 anos.
 Unity Network Possibilita visualizar outros pacientes na rede, fazer interface
com uma estação central e com outros dispositivos da rede e executar a
monitoração COMBO ou ROVER COMBO.
Para determinar as opções de software em execução em um monitor, selecione
OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA -
CONFIGURAÇÃO. As opções de software estão listadas em OPÇÕES PGM
HABILITADAS.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-3


Configuração do Monitor

Modos de monitoração/admissão
Existem quatro modos de monitoração ou admissão. O modo determina como os
pacientes são admitidos no monitor e como o monitor funciona em um ambiente de
rede. Ele é definido durante a instalação no menu MODO REPARO, que é protegido
por senha.

 PADRÃO Um monitor fica permanentemente montado em uma sala. Este


modo não aceita telemetria e não necessita de uma conexão de rede, a não ser que
haja necessidade de comunicação com a estação central.
 ROVER Mover ou levar o monitor até o paciente, em vez de mover o
paciente para uma sala monitorada. Este modo não aceita telemetria e não
necessita de uma conexão de rede, a não ser que haja necessidade de
comunicação com a estação central.
 COMBO Obter dados do ECG de um monitor ou de um gabinete receptor de
telemetria e acessar todos os parâmetros disponíveis a partir do monitor. É
preciso uma conexão de rede.
 ROVER COMBO Combina a mobilidade do modo ROVER com a
compatibilidade com telemetria do modo COMBO.
Para determinar o modo em execução em um monitor, selecione OUTROS MENUS
> CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA - CONFIGURAÇÃO. O modo de
monitoração é listado em TIPO MENU DE OPÇÕES ADMITIR.

Tipo Monitor-Paciente
Existem três tipos de monitor-paciente. O tipo de monitor-paciente controla os
padrões e as configurações do monitor. Ele é definido durante a instalação no menu
MODO REPARO, que é protegido por senha.

 UTI-ADULTO
 UTI-NEONATAL
 SALA DE CIRURGIA:
Para determinar o tipo de monitor-paciente em execução em um monitor, selecione
OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA -
CONFIGURAÇÃO. O tipo de monitor-paciente é listado em TIPO MONITOR
PACIENTE.

Para obter informações adicionais sobre as configurações padrão do monitor para


cada tipo de monitor-paciente, consulte Padrões de Fábrica na página C-1.

Idioma
O idioma do monitor é ajustado para uma das quatorze opções na instalação. Na
maioria dos casos, o idioma não afeta a funcionalidade ou o uso do monitor.
Entretanto, em alguns idiomas, podem ocorrer as seguintes condições:

OBSERVAÇÃO
Os caracteres especiais enviados pela rede em distribuições de alarmes,
mensagens de status do paciente ou do sistema, nomes de pacientes, de leitos ou
de unidades de tratamento não poderão ser exibidos nos equipamentos da rede
que não suportam a esses idiomas.

3-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Configuração do Monitor

 HÚNGARO, POLONÊS e RUSSO Caracteres especiais podem aparecer


como brancos, asteriscos ou quadrados devido à incapacidade de exibir
caracteres cirílicos (russos), além de determinados caracteres poloneses e
húngaros.
 CHINÊS e JAPONÊS Todos os textos de distribuição de alarmes enviados
pela rede estão em inglês. Todas as entradas de texto (por exemplo, nome da
unidade, nome do leito, informações do paciente, etc.) estão também em inglês.
 CHINÊS Os valores do parâmetro da pressão invasiva e não-invasiva
aparecem em mmHg. Um valor convertido em quilopascal (kPa) também aparece
nas janelas de pressão invasiva e não-invasiva quando o kPa for ligado. Para
definir a tela padrão dos valores de kPa para LIGADO ou DESL, selecione a
configuração PADRÕESDOMONITOR > PRÉ-CONFIGURARTELA >
UNIDADES KPA PNI/IBP. Para ligar ou desligar individualmente a tela de
unidades kPa, selecione a configuração do controle UNIDADESKPA do menu
do parâmtero da pressão. Ao escolher DESL aparece o valor do parâmetro em
mmHg.

Localidade
O monitor é ajustado para uma das duas opções locais se instaladas: PADRÃO ou
França. Se o monitor estiver ajustado para FRANÇA, a seguinte funcionalidade será
diferente das funções padrão do monitor.

França

Alarmes
 Pausa do alarme Não dura mais que três minutos quando nos tipos de monitor-
paciente ADULTO - UTI ou NEONATAL - UTI.
 Volume do alarme Os alarmes não podem ser desligados no tipo de monitor-
paciente NEONATAL - UTI. A menor configuração possível é 10%.
Quando desligado, o monitor emite um alarme a cada três minutos para lembrá-lo
de que os alarmes estão silenciados. O volume retorna para a configuração
padrão do monitor quando um paciente é admitido, quando ocorre violação da
pausa do alarme ou quando o monitor é ligado.
 Alarmes de liberação O monitor emite um alarme a cada três minutos quando
um paciente é liberado.
 Níveis de alarme Todos os alarmes no nível de mensagem de status do
paciente (exceto ECG) são aumentados automaticamente para um alarme no
nível de aviso de status do paciente.
Os seguintes limites de alarme padrão do monitor também são exclusivos:

 PNI-S, PNI-D, PNI-M (ADULTO - UTI e CIRÚRGIA) de 350 a -25.


 PNI-S, PNI-D, PNI-M (NEONATAL - UTI) de 150 a -25.
 ART de 300 a 30.
 FC de 300 a 30.
 SPO2 de 105 a 60.
 SPO2-F de 235 a 40.
 TEMP de 450 a 0.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-5


Configuração do Monitor

Parâmetros
Os seguintes valores de parâmetros são exclusivos:

 Ganho de ECG Obtido em mV (de 0,25 mV a 2 mV) e exibido na curva do


ECG primário.
 Unidades de medição somente métricas.
 Nível de arritmia O nível de alarme padrão de arritmia para ADULTO - UTI é
COMPLETA; para NEONATAL - UTI e CIRÚRGIA é DESL.
 Freqüência cardíaca Os valores inferiores a 30 bpm não são exibidos. Os
valores exibidos na janela do parâmetro são substituídos por X .
 Saturação de SpO2 Os valores inferiores a 60% não são exibidos. Os valores
exibidos na janela do parâmetro são substituídos por X .

Personalização da configuração do monitor


Visão Geral dos Padrões do Monitor
Existem três tipos de padrões do monitor:

 Padrões de Fábrica
 Padrões do Usuário
 Configurações de controle

Padrões de Fábrica
Os padrões de fábrica controlam os níveis de alarmes, os limites de alarmes, a
configuração da tela e as configurações de prioridade dos parâmetros. Cada monitor é
programado com três conjuntos de padrões de fábrica (um para cada tipo de monitor-
paciente).

Para analisar os padrões de fábrica em um monitor, selecione OUTROS MENUS >


CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO MONITOR.

Estas configurações são persistentes; isso significa que elas são recuperadas depois
que um paciente é liberado do monitor.

Não é possível alterar os padrões de fábrica. Se forem necessárias configurações


diferentes para a unidade de tratamento, é possível criar padrões do usuário.

OBSERVAÇÃO
Se o acesso aos padrões do monitor foi protegido por senha durante a instalação,
será solicitada uma senha após selecionar esta opção.

Para obter uma lista completa dos padrões de fábrica para cada tipo de monitor-
paciente, consulte Padrões de Fábrica na página C-1.

3-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Configuração do Monitor

Padrões do Usuário
Os padrões do usuário são um conjunto de padrões de fábrica modificados. É possível
criar até cinco perfis de padrões de usuário para cada tipo de monitor-paciente usado
na unidade de tratamento.

Os padrões de usuário serão mantidos quando qualquer um dos seguintes eventos


ocorrer:

 Um cabo de parâmetro for desconectado do paciente.


 Um cabo de parâmetro for desconectado do monitor.
 Um cabo de parâmetro for desconectado de um módulo de parâmetro único.
 Um parâmetro for desligado e ligado novamente em seguida.

CUIDADO
Se um cabo do paciente for desconectado do monitor e a janela do
parâmetro desaparecer da tela, os limites de alarme poderão retornar
aos padrões de fábrica quando o cabo for conectado novamente.

Estas configurações são persistentes; isso significa que elas são recuperadas quando
um paciente é liberado do monitor.

Não é possível criar ou ajustar padrões do usuário durante a admissão de um paciente


no monitor.

Se alterar o tipo de monitor-paciente, todos os padrões do usuário serão apagados e o


monitor retornará às configurações padrão de fábrica.

Se criar padrões do usuário, registre as alterações no Apêndice D.

Configurações de controle
As configurações de controle são ajustes temporários que podem ser feitos nas
configurações dos parâmetros ou nas funções básicas do monitor para o paciente
admitido no monitor. Essas configurações são apagadas quando o paciente é liberado
do monitor.

Para obter informações adicionais sobre alterações permanentes das configurações do


monitor, consulte Padrões do Usuário na página 3-7.

Definição dos padrões do usuário


Para definir um novo conjunto de padrões do usuário, siga este procedimento.

OBSERVAÇÃO
Todos os padrões do usuário entram em vigor imediatamente, mas é preciso
admitir o paciente no monitor para obter alarmes totalmente funcionais.

OBSERVAÇÃO
Se não for definido um nome para o padrão do usuário e forem efetuadas
alterações nas configurações padrão do monitor, o nome do padrão do usuário
será exibido com um asterisco. Por exemplo, ADULTO 0*.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-7


Configuração do Monitor

1. Liberar o paciente do monitor.

2. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR > PADRÕES USUÁRIO.

3. Para criar um nome para um conjunto de padrões do usuário, selecione NOME


PADRÕES.

4. Selecione o nome do padrão na janela PADRÕES USUÁRIO.

Existem cinco nomes de padrão para cada tipo de monitor-paciente:

 ADULTO - UTI de ADULTO 0 a ADULTO 4.


 NEONATAL - UTI de NEO 0 a NEO 4.
 CIRÚRGIA de SC 0 a SC 4.
5. Use o controle do Trim Knob para definir um nome exclusivo (até 12
caracteres).

6. Selecione NOME PADRÕES para salvar o novo nome.

7. Selecione RETORNAR.

8. Selecione MENU DE OPÇÕES ANTERIOR.

9. Selecione qualquer um dos seguintes menus e faça as alterações desejadas.

Opção Função

NÍVEL DO ALARME Selecionar o nível de alarme padrão para arritmias. As


ARRITMIA arritmias listadas são determinadas pelo pacote de software,
pelo tipo de monitor/paciente e pela definição da arritmia
como letal ou completa.

 Pacote de software BÁSICO Somente o nível de


alarme TAQ V pode ser alterado.
 Tipo de monitor-paciente UTI- ADULTO Os níveis de
alarme FIB V e TAQ V não podem ser alterados.
 Tipo de monitor-paciente UTI-NEONATAL Os níveis
de alarme FIB V e TAQ V não podem ser alterados.
NÍVEL DO ALARME Selecionar o nível de alarme padrão para todos os
PARÂMETRO parâmetros monitorados.
LIMITES DOS ALARMES Selecionar os limites padrão inferior e superior dos alarmes
para todos os parâmetros monitorados.
PRÉ-CONFIGURAR TELA Selecionar os padrões da tela para o tipo de monitor-paciente
e o pacote de software atuais.
PRIORIDADE DOS Selecionar o modo como as janelas de parâmetro são
PARÂMETROS priorizadas na tela. Para obter mais informações, consulte
o(a) Definição da prioridade da janela de parâmetro na página
3-12.
VOLTAR AO PADRÃO Selecionar um dos nomes de padrões do usuário ou de
fábrica. Depois de selecionado, qualquer alteração feita nas
configurações é automaticamente salva.

3-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Configuração do Monitor

Definição das configurações de controle


OBSERVAÇÃO
Todas as configurações de controle são temporárias e retornam aos padrões de
fábrica ou do usuário quando o paciente é liberado do monitor. Para alterar
permanentemente essas configurações, consulte Definição dos padrões do
usuário na página 3-7.

Para definir as configurações de controle para o paciente admitido no monitor,


selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR. Em seguida, selecione
qualquer uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

Opção Função

CURVAS LIG/DES Selecionar a opção de derivação desejada para cada curva


ou selecionar DESL para remover essa curva da tela.

OBSERVAÇÃO
Quando o parâmetro de ECG é desligado, a primeira
opção de curva exibe o parâmetro primário que está
monitorando o paciente. A opção não pode ser alterada
até que o parâmetro de ECG seja ligado.
MOSTRADOR Selecionar o número de curvas na tela.

 6 CURVAS IND Exibir até seis curvas com escalas


independentes. As curvas se alinham automaticamente
com sua janela de parâmetro associada.
 3 CURVAS IND Exibir até três curvas com escalas
independentes. As curvas se alinham automaticamente
com sua janela de parâmetro associada.
 COMPLETA Exibir até cinco curvas. As duas
primeiras curvas são escalas individuais, as próximas
duas são escalas completas (comum) e a final é uma
escala individual.
 COM GRADE Exibir as curvas no modo COMPLETA
com quadriculados adicionais. Os quadriculados não
são impressos.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-9


Configuração do Monitor

Opção Função

COR Selecionar uma das opções de cor da tela:

 CLÍNICO Agrupar as funções fisiológicas por cor.


 Âmbar ECG.
 Verde Hemodinâmica.
 Azul Cardiopulmonar, temperatura e todos os
outros parâmetros.
 Vermelho Alarmes.
 Branco Gás.
 TRANSDUTOR Estabelecer uma cor para cada
transdutor.
 Azul PVC, AD e CVU.
 Verde ECG, AUX e todos os outros parâmetros.
 Vermelho Linha arterial de prioridade mais alta
(ART, FEM ou CAU), POC e alarmes.
 Branco AE, PIC, linha arterial sem prioridade
mais alta (ART, FEM ou CAU), CO, CO2 e dados de
gás.
 Amarelo BIS e AP.
 CRG PLUS
 Azul SpO2.
 Verde ECG.
 Vermelho Alarmes, PAM e a linha arterial de
prioridade mais alta (ART, FEM ou CAU).
 Branco Todas as outras pressões.
 Amarelo BIS, CO2 e FR.
OBSERVAÇÃO
As cores das pressões do TRANSDUTOR e do CRG
PLUS baseiam-se nas prioridades definidas como
padrões do monitor. A linha arterial (ART, FEM e CAU)
definida como de mais alta prioridade é vermelha, todas
as outras são brancas.
PARÂMETROS LIG/DES Selecionar os parâmetros para exibição. Quando desligado,
não são exibidas a curva e a janela do parâmetro, os alarmes
não soam e os dados não são coletados nas tendências.
CONFIGURAR Selecionar os locais, conteúdos e horários de impressão.
IMPRESSORA Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo 7.
PADRÕES DO MONITOR Selecionar os padrões do usuário para qualquer tipo de
monitor-paciente.
EXIB RELÓGIO Selecionar o tipo de exibição do relógio.

 DESL Retirar a exibição do relógio do local da janela


de parâmetro reduzida e exibir o relógio menor na parte
superior esquerda da tela.
 LIG C/ SEG Exibe a hora em horas, minutos e
segundos no formato 24 horas.
 LIG S/SEG Exibe a hora em horas e minutos no
formato 24 horas.
OBSERVAÇÃO
Esta opção usa o espaço de uma janela de parâmetro.
Se for necessário o número máximo de janelas de
parâmetro para a monitoração do paciente, desligue esta
opção. Esta opção só está disponível na versão 6 ou
mais recente do software.
BRILHO Selecionar o brilho da tela.

3-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Configuração do Monitor

Opção Função

AJUDA BÁSICA Selecionar qualquer uma das opções do programa


educacional MENTOR para obter instruções básicas sobre as
funções do monitor.
PROGRAMA - Selecionar para visualizar a configuração do software do
CONFIGURAÇÃO monitor, o tipo do menu ADMITIR, TIPO MONITOR-
PACIENTE, as opções do software habilitadas e a
configuração de PNI.
REVISÃO E ID Selecionar para visualizar a versão do software do monitor e
a configuração do equipamento.
MODO REPARO Acessar as configurações do monitor protegidas por senha.
Estes recursos são usados pela equipe de manutenção
qualificada para configurar, solucionar problemas e reparar o
monitor. As seguintes configurações são controladas neste
menu:

 TIPO MONITOR PACIENTE


 Modo de monitoração
 Senha de proteção dos PADRÕESDOMONITOR
Para obter informações adicionais, consulte o manual de
manutenção.

OBSERVAÇÃO
É possível também alterar as configurações do parâmetro a partir da tela
principal, usando o controle Trim Knob para selecionar o rótulo da janela do
parâmetro. Para obter informações adicionais sobre configurações de controle de
um parâmetro específico, consulte o capítulo do parâmetro adequado neste
manual.

Restauração dos padrões de fábrica


Para restaurar as configurações padrão de fábrica para o tipo de monitor-paciente,
siga este procedimento.

OBSERVAÇÃO
Libere os pacientes do monitor antes de restaurar os padrões de fábrica.

1. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR.

2. Selecione PADRÕES USUÁRIO > RESTAURAR PADRÕES DE FÁBRICA.

3. Posicione o ponteiro na frente do nome de usuário desejado.

4. Pressione o controle do Trim Knob.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 3-11


Configuração do Monitor

Definição da prioridade da janela de parâmetro


O número de janelas de parâmetro exibidas na tela depende do modo de exibição.
Não podem ser exibidas mais de seis janelas de parâmetro de tamanho completo no
lado direito do monitor. Não podem ser exibidas mais de 10 janelas de parâmetro
automaticamente dimensionadas; seis do lado direito e quatro na parte inferior da tela.

OBSERVAÇÃO
A opção EXIB RELÓGIO usa o espaço de uma janela de parâmetro. Se for
necessário o número máximo de janelas de parâmetro para a monitoração do
paciente, desligue esta opção.

OBSERVAÇÃO
Disponível somente na versão 6 ou mais recente do software.

É possível definir os parâmetros que serão exibidos como janelas de parâmetro de


tamanho completo na janela PRIORIDADE DOS PARÂMETROS selecionando os
parâmetros em ordem de prioridade nos campos PARÂMETRO 2 a PARÂMETRO 6.

579C
OBSERVAÇÃO
PARÂMETRO 1 não pode ser alterado. É sempre ECG. Se o PARÂMETRO 2
for definido como ECG ou ST, a janela do parâmetro de ECG terá o tamanho de
duas janelas de parâmetro.

É possível também definir os parâmetros que serão exibidos na parte inferior da tela,
selecionando os parâmetros na ordem desejada de exibição a partir da lista de
parâmetros na metade inferior da janela PRIORIDADE DOS PARÂMETROS. Os
parâmetros com um asterisco podem ser exibidos em uma janela de parâmetro de
tamanho reduzido para que possa conter 10 parâmetros.

A prioridade dos parâmetros também determina quais parâmetros serão exibidos nos
menus TEND GRÁFICAS e TODOS OS LIMITES.

Não é possível selecionar mais de 10 parâmetros. Os parâmetros monitorados variam


de acordo com o tipo de monitor-paciente. Para obter uma lista completa de todas as
definições de prioridades de parâmetros por tipo de monitor-paciente, consulte
Padrões de Fábrica na página C-1.

OBSERVAÇÃO
Se um parâmetro não estiver sendo monitorando ativamente, a janela do
parâmetro não será exibida. Ao se iniciar o monitoramento do parâmetro, a tela
será reconfigurada automaticamente para exibir o parâmetro na prioridade e na
posição de tela definidas.

3-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


4 Alarmes

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 4-1


Alarmes

Introdução
Visão Geral
O monitor avisa sobre os alarmes de status do paciente ou do sistema por meio de
tom, luz ou mensagens na tela. As mensagens na tela são exibidas nos seguintes locais
na tela principal:

 Área da curva do parâmetro em alarme


 Janela do parâmetro em alarme
 Janela do parâmetro ALRM
 Linha de Mensagem
Para obter informações adicionais sobre como e onde é recebida a notificação de
alarme, consulte Tipos de alarme na página 4-3.

810A
Nos tipos de monitor-paciente ADULTO - UTI e NEONATAL - UTI, a janela de
parâmetro do alarme é exibida automaticamente quando um paciente é admitido no
monitor. Ela registra quaisquer alarmes de status do paciente ajustados para CRISE,
ADVERTÊNCIA e AVISO.

Os alarmes ativos são exibidos em vermelho. Os alarmes resolvidos recebem a cor


atribuída ao parâmetro.

Os quatro alarmes resolvidos mais recentemente são exibidos em ordem cronológica


com o valor extremo do parâmetro e data e hora. O valor numérico extremo de todos
os parâmetros ativos exibidos é continuamente atualizado.

Para retirar a janela de parâmetro do alarme da tela principal, selecione OUTROS


MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PARÂMETROS LIG/ DES > ALRM >
DESL.

4-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Alarmes

Alarmes Inteligentes
O processamento do alarme para cada parâmetro não é ativado até que o monitor
tenha detectado dados fisiológicos válidos do paciente. Isto permite admitir um
paciente e prosseguir com as conexões necessárias ao paciente sem os aborrecidos
tons dos alarmes. Quando um parâmetro novo for adicionado durante a monitoração,
o processamento do alarme para este parâmetro não será ativado até que dados
fisiológicos válidos tenham sido detectados.

OBSERVAÇÃO
Para usar corretamente o recurso Alarme Inteligente, retire todos os cabos do
paciente conectados ao dispositivo de aquisição e efetue uma liberação do
paciente antes da admissão de um paciente novo. Isto garante que nenhum dado
permaneça no monitor após a liberação. Consulte o(a) Liberar na página 5-6.

OBSERVAÇÃO
Se o recurso Admissão Auto estiver habilitado em PADRÕES DO MONITOR,o
monitor admitirá automaticamente o paciente depois de 30 segundos de detecção
de dados fisiológicos do ECG ou SpO2. Nenhum alarme do parâmetro será
ativado até que o monitor admita automaticamente o paciente. A capacidade para
admitir manualmente o paciente ainda continuará disponível a qualquer
momento. Consulte o(a) Admissão automática na página 5-4.

ADVERTÊNCIA
Após uma interrupção do fornecimento de alimentação elétrica (p.
ex. para um teste de alimentação elétrica de emergência), verifique
se o processamento do alarme foi ativado de novo e se ocorreu uma
arritmia enquanto o fornecimento de alimentação elétrica estava
interrompido.

Tipos de alarme
Alarmes de Status do Paciente
Os alarmes de status do paciente são os alarmes de mais alta prioridade. Eles são
disparados por uma condição do paciente de arritmia ou que exceda os limites de
alarme de um parâmetro.

Existem quatro níveis de alarmes de status do paciente.

 CRISE Eventos que representam risco de vida. Os alarmes de CRISE soam


até serem silenciados pelo usuário.
 ADVERTÊNCIA Eventos sérios, mas que não representam risco de vida. Os
alarmes de ADVERTÊNCIA soam até que a condição seja resolvida.
 AVISO Eventos que exigem monitoração, mas que não são sérios nem
representam risco de vida. Os alarmes de AVISO soam até que a condição seja
resolvida.
 MENSAGEM Apenas informações adicionais; nenhum alarme soa.
A resposta do monitor aos alarmes de status do paciente é a descrita abaixo.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 4-3


Alarmes

Indicador CRISE ADVERTÊNCIA AVISO MENSAGEM

Tom de alarme Três bips Dois bips Um bip Não

Luz de alarme Vermelho Amarelo Não Não

Mensagem na tela Sim Sim Sim Sim

Impressão automática1 Sim Sim Não Não

HISTÓRICO DOS Sim Sim Sim Não


ALARMES

Distribuição de alarmes Sim Sim Sim Não

Terminal de alarme Sim Sim Sim Não


remoto

1
O padrão de fábrica de UTI ADULTO é LIGADO; UTI NEONATAL e SALADECIRURGIAé
DESLIGADO.

É possível alterar os limites e os níveis de alarme de status do paciente. Para obter


mais informações, consulte o(a) Configurações de controle na página 4-6.

Alarmes de Status do Sistema


Os alarmes de status do sistema são disparados por problemas mecânicos ou elétricos.
Eles têm menor prioridade do que os alarmes do estado do paciente.

Existem três níveis de alarmes de status do sistema:

 ADVERTÊNCIA Problemas mecânicos ou elétricos sérios.


 AVISO Problemas mecânicos ou elétricos.
 MENSAGEM Apenas informações adicionais.
A resposta do monitor aos alarmes de status do sistema é a descrita abaixo.

Indicador ADVERTÊNCIA AVISO MENSAGEM

Tom de alarme Buzina repetida Uma buzinada Não

Luz de alarme Amarelo Não Não

Mensagem na tela Sim Sim Sim

Distribuição de Sim Não Não


alarmes

Terminal de alarme Sim Não Não


remoto

OBSERVAÇÃO
Os alarmes de status do sistema não podem, na maioria dos casos, serem
movidos de um nível para outro. Entretanto, permite definir os níveis de alarme
padrão aos seguintes alarmes de status do sistema: FALHA DERIV
ECG,DESLIGAR SONDA SPO2 PROCURAR PULSO SPO2,SEM
DETERMINAÇÃO PNI.

Os níveis de alarme de status do Sistema são configurados em PADRÕES DO


MONITOR>PRÉ-CONFIGURAR TELA.

4-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Alarmes

OBSERVAÇÃO
Paciente com alarmes de CRISE, ADVERTÊNCIA e AVISO tem prioridade
mais alta do que os com alarmes de ADVERTÊNCIA e AVISO do Sistema. Por
exemplo, com FALHADERIV definido para ADVERTÊNCIA do Sistema, se
um alarme de nível FALHADERIV ocorrer enquanto um alarme do Paciente
nível AVISO estiver ativo, o alarme audível associado ao nível de alarme do
Paciente AVISO será ouvido no monitor de cabeceira. Além disso, o alarme
ADVERTÊNCIA do Sistema não ativará um terminal de alarme remoto ou a
função Ver em Alarme. Os alarmes visuais também estão presentes no monitor de
cabeceira e no dispositivo de monitoração da estação central.

Segurança

ADVERTÊNCIA
ATIVAÇÃO DO ALARME Nenhum alarme soará ou será exibido
no monitor até que um paciente seja admitido no monitor. O monitor
NÃO emitirá nenhum alarme se um paciente não admitido entrar em
condição de alarme. É preciso admitir o paciente para ativar os
alarmes, a impressão automática de alarmes e o HISTÓRICO DOS
ALARMES.

ADVERTÊNCIA
Após uma interrupção da fonte de alimentação elétrica, confirme
se o processamento do alarme está ativo e se não ocorreu arritmia.

CUIDADO
A GE recomenda que monitores sem detecção de arritmia que
estejam monitorando pacientes com risco de assistolia definam o
alarme de FC como CRISE. Se o alarme de FC for definido como
ADVERTÊNCIA, ele será apagado após três minutos de assistolia
continuada.

OBSERVAÇÃO
Sempre retire do monitor todos os cabos do paciente antes de liberar um paciente
para apagar todos os dados de alarme do monitor.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 4-5


Alarmes

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
OUTROS MENUS > CONTROLE DE ALARME. Em seguida, selecione qualquer
uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

TODOS OS LIMITES Selecionar os limites inferior e superior dos alarmes para


todos os parâmetros monitorados.

NÍVEIS ARRITMIA Selecionar o nível de alarme para arritmias.

NÍVEIS PARÂMETRO Selecionar o nível de alarme para todos os parâmetros


monitorados.

OBSERVAÇÃO
Em NEONATAL - UTI, o nível de alarme limite da
freqüência cardíaca não pode ser ajustado para
MENSAGEM.

VOL ALARME Selecionar o volume do tom do alarme.

OBSERVAÇÃO
No modo NEONATAL - UTI, o volume do alarme não
pode ser desligado. O volume mais baixo possível para
ajuste do alarme é 10%.

AJUDA ALARME Selecionar para obter informações sobre níveis de alarmes


e para ouvir os tons de alarme.

PAUSA ALARM Selecionar uma das seguintes opções para pausar


TELA:DESL temporariamente os alarmes de status do sistema e do
paciente.

 PAUSA MONITOR/EST. CENTRAL Preservar os


dados coletados do paciente, desligar a tela e a luz do
alarme e pausar alarmes na estação central.
 PAUSA MONITOR Desligar a tela e a luz do alarme,
imprimir os alarmes locais e enviar os dados do
paciente e os alarmes para a estação central.

APAGAR ALARMES Apagar todas as informações de alarme exibidas na


JANELA DE ALARMES.

HISTÓRICO DOS OBSERVAÇÃO


ALARMES Somente no pacote de software CARDÍACA.

Exibir referências de ST, curvas de arritmia armazenadas e


evento de alarme do ST dos alarmes CRISE,
ADVERTÊNCIA e AVISO. Para obter mais informações,
consulte o(a) Histórico dos Alarmes na página 6-2.

4-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Alarmes

Silenciar Alarmes
Temporariamente

ADVERTÊNCIA
Os alarmes não soam, os históricos de alarme não são
armazenados, não são feitas impressões de alarmes e os alarmes não
são enviados para a estação central durante uma pausa de alarme.

Para silenciar alarmes, pressione a tecla Silenciar alarme. Uma mensagem


SILENCIA é exibida e os alarmes não soam. O tempo durante o qual os alarmes
ficam silenciados depende dos seguintes fatores:

 O tipo de monitor-paciente.
 O número de vezes em que foi pressionada a tecla Silenciar alarme.
 Se algum alarme está ativo quando a tecla Silenciar alarme é pressionada.
Os alarmes permanecem pausados, a menos que ocorra um alarme de status do
paciente CRISE. Uma violação da pausa do alarme permitirá que qualquer alarme de
status do paciente CRISE interrompa uma pausa do alarme. Somente os alarmes
CRISE são violados; outros alarmes de status do paciente não irão soar.

Quando o monitor está em pausa de alarme:

 Temporizador de contagem regressiva Exibe o tempo restante na pausa do


alarme nos tipos de monitor-paciente ADULTO - UTI ou NEONATAL - UTI.
 Alarmes de PNI Silenciados até que seja realizada a próxima medição.
 Alarmes de arritmia ou ECG Se ocorrer uma condição do paciente com
prioridade igual ou maior, a pausa do alarme será cancelada e o alarme será
violado .
 Quando o ECG for desligado, a mensagem de status do sistema PAUSA
ALARME não será exibida na estação central.
 Local FRANÇA Os alarmes são pausados durante três minutos, no máximo,
nos tipos de monitor-paciente ADULTO - UTI e NEONATAL - UTI.

Alarme ativo

Tecla pressionada ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRURGIA

Um 60 segundos

Dois 5 minutos 3 minutos 5 minutos

Três Pausa cancelada 15 minutos

Quatro Pausa permanente

Cinco Pausa cancelada

OBSERVAÇÃO
Também é possível selecionar Só silenciar nos padrões do monitor. Isto
desabilitará a pausa e, se for pressionada novamente, reativará o alarme (em vez
de estender a pausa).

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 4-7


Alarmes

Sem alarmes ativos

Tecla pressionada ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRURGIA

Um 5 minutos 3 minutos 5 minutos

Dois Pausa cancelada 15 minutos

Três Pausa permanente

Quatro Pausa cancelada

Permanente
Para silenciar permanentemente todos os alarmes audíveis do paciente admitido no
monitor, selecione OUTROS MENUS > CONTROLE DE ALARME > VOL
ALARME > DESL.

OBSERVAÇÃO
No modo NEONATAL - UTI, o volume do alarme não pode ser desligado. O
volume mais baixo possível para ajuste do alarme é 10%.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

4-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


5 Gerenciamento de
pacientes

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-1


Gerenciamento de pacientes

Introdução
O gerenciamento de pacientes inclui as seguintes tarefas:

 Admissão dos pacientes no monitor.


 Liberação dos pacientes do monitor.
 Visualização de outros pacientes.

Admissão
Visão Geral
É possível admitir um paciente no monitor a partir da cabeceira ou de uma estação
central. Existem três maneiras de admitir um paciente no monitor de cabeceira:

 Admissão padrão
 Admissão Rápida
 Admissão automática

ADVERTÊNCIA
ATIVAÇÃO DO ALARME Nenhum alarme soará ou será exibido
no monitor até que um paciente seja admitido no monitor. O monitor
não disparará o alarme se um paciente não admitido entrar em
condição de alarme. É preciso admitir o paciente para ativar os
alarmes, a impressão automática de alarmes e o HISTÓRICO DOS
ALARMES.

É essencial admitir um paciente no monitor. Quando o monitor estiver liberado, a


seguinte mensagem será exibida próxima ao centro da tela para alertá-lo da
necessidade de admissão do seu paciente:

TODOS ALARMES DESLIGADOS

ADMITIR UMPACIENTE PARA ATIVAR OS ALARMES

Além da mensagem, pode ser definido um alerta de liberação (bip) nos padrões do
monitor. O alerta de liberação soa periodicamente quando o monitor estiver em estado
liberado e a tela estiver ligada.

5-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

Admissão padrão
As informações necessárias para admitir pacientes no monitor variam de acordo com
o modo de monitoração e o tipo de monitor-paciente.

Para admitir um paciente manualmente no monitor, siga este procedimento:

1. Selecione OUTROS MENUS > MENU DE OPÇÕES ADMITIR.

2. Use o controle Trim Knob para selecionar os seguintes dados do paciente:

SOBRENOME Selecione o sobrenome do paciente (até 16 caracteres).

NOME Selecione o nome do paciente (até 10 caracteres).

ID PACIENTE Selecione um número de identificação do paciente (até 13


caracteres) para um servidor de acesso ao laboratório ou
MUSE. O padrão é 9999999999999.

SEXO Selecione masculino ou feminino.

DATA NASC Selecione a data de nascimento do paciente para calcular


automaticamente a idade a partir do ano e data de hoje. Se
não for inserida uma data de nascimento, o padrão será
1948.

IDADE A idade é calculada em anos para adultos; em meses,


semanas e dias para neonatos.

ALTURA Selecione a altura do paciente.

PESO Selecione o peso do paciente.

ORIG ÉTNICA Selecione a origem étnica apropriada.

ID SECUND Selecione um número de identificação secundário (até 13


caracteres).

MÉD SOLICIT Selecione o número de telefone ou o nome do médico


responsável pelo paciente (até 16 caracteres).

3. Quando tiver concluído, selecione SALVAR.

4. Para admitir um paciente no monitor com um padrão do usuário, siga este


procedimento.

a. Selecione VOLTAR AO PADRÃO.

b. Selecione o nome do padrão do usuário desejado na janela VOLTAR AO


PADRÃO.

5. Selecione ADMITIR PACIENTE.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-3


Gerenciamento de pacientes

Admissão Rápida
É possível admitir um paciente em um monitor liberado sem primeiro ter digitado os
dados do paciente. Depois, qundo o tempo permitir, adcione os dados do paciente.

1. Execute uma das seguintes tarefas para iniciar rapidamente a monitoração do


paciente:

 Pressione a tecla Silenciar Alarme/Admitir ou Admitir/Liberar.


Este método de admissão rápida não está disponível no tipo do monitor do
paciente SALADECIRURGIA.
 Selecione OUTROS MENUS > MENU ADMITIR > ADMITIR
PACIENTE ou NOVO PACIENTE.
2. Selecione OUTROSMENUS > MENUADMITIR
>ALTERARINFOPACIENTE para adicionar os dados do paciente.

Admissão automática
O padrão do recurso ADMISSÃOAUTOMÁTICA é LIGADO, mas pode ser
desligado em PADRÕESDOMONITOR. Quando o recurso ADMISSÃO AUTO
estiver LIGADO em PADRÕES DOMONITOR, ele proverá admissão automática de
pacientes e ativação de alarmes. O monitor automaticamente admitirá o paciente após
30 segundos de detecção contínua de dados fisiológicos do ECG ou SpO2 . A
capacidade para admitir manualmente um paciente ainda continuará disponível a
qualquer momento.

ADVERTÊNCIA
O recurso ADMISSÃO AUTO só está disponível em monitores
Dash que usem a versão 6.6 e mais recente do software. Em
monitores com versão anterior a 6.0 ou se a mensagem ADMITIR
PACIENTE PARA ATIVAR ALARMES continuar a aparecer no
monitor 30 segundos após os dados fisiológicos do ECG ou SpO2
serem detectados, será necessário admitir manualmente o paciente
usando a tecla Admitir/Liberar no teclado ou no menu ADMITIR.

ADVERTÊNCIA
Em um típico local clínico pode ocorrer um ambiente misto de
monitores Dash com admissão auto LIGADO e outros
DESLIGADO, ou monitores Dash com versões anteriores a 6.6 que
não permitam o recurso ADMISSÃOAUTO. Se a mensagem
ADMITIR PACIENTE PARA ATIVAR ALARMES continuar a
aparecer no monitor 30 segundos após os dados fisiológicos do ECG
ou SpO2 serem detectados, será necessário admitir o paciente
usando a tecla Admitir/Liberar no teclado, ou no menu ADMITIR.

OBSERVAÇÃO
O dado fisiológico do ECG é qualquer condição que não resulte em FALHA
DERIV.

5-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

OBSERVAÇÃO
O dado fisiológico de SpO2 é qualquer condição que não resulte em SONDA
SPO2 DESL ou SONDA SPO2 DESCONECTADA.

OBSERVAÇÃO
O recurso ADMISSÃOAUTO está disponível no tipo monitor-paciente
SALADECIRURGIA somente quando estiver no modo de monitoração
COMBO.

Para o recurso Admissão Auto ser LIGADO ou DESLIGADO, siga este


procedimento:

1. Selecione OUTROSMENUS > CONFIGURARMONITOR >


PADRÕESDOMONITOR > PRÉ-CONFIGURARTELA >
ADMISSÃOAUTO.

2. Selecione LIGADO para habilitar o recurso Admissão Auto ou DESL para


desabilitar o recurso Admissão Auto.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle para o paciente admitido no monitor,
selecione OUTROS MENUS > MENU ADMITIR. Em seguida, selecione qualquer
uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Modo de Tipo Monitor-


Opção Função
monitoração Paciente

ALTERAR INFO ADM Todos1 Todos2 Selecionar os dados do paciente.

OBSERVAÇÃO
Na monitoração de ECG, a inserção do sexo e da idade do
paciente fornecem os dados necessários para os algoritmos
ACI-TIPI ou 12SL com análise específica por sexo.

OBSERVAÇÃO
Se alterar qualquer dado do paciente solicitado a um Servidor
de Acesso do Laboratório, notifique à equipe apropriada do
hospital.
SOLICITAR INFO ADM Todos Todos Solicitar dados do paciente a um servidor de acesso do laboratório
com uma interface com as informações do hospital.

OBSERVAÇÃO
Use a opção de menu VER INFO ADM MANUAL para analisar
as informações inseridas manualmente, separadas das
informações preenchidas automaticamente.
VOLTAR AO PADRÃO Todos Todos Rever padrões de fábrica.
AJUDA ADMISSÃO Todos ADULTO - UTI e Analisar as informações do paciente necessárias para admitir um
NEONATAL - UTI paciente no modo de monitoração atual.
ADMITIR PACIENTE Todos ADULTO - UTI e Admitir um paciente no monitor com as informações inseridas na
NEONATAL - UTI janela de informações INFO DE ADM MANUAL.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-5


Gerenciamento de pacientes

Modo de Tipo Monitor-


Opção Função
monitoração Paciente

NOVO PACIENTE Todos CIRURGIA Liberar os dados existentes do paciente e deixar o monitor pronto
para a admissão do próximo paciente.
UNIDS DE MEDIDA Todos Todos Selecionar as unidades de medida para idade, altura e peso do
paciente.
INF NOME UNIDADE ROVER e ROVER Todos Selecionar o nome da unidade para identificação de rede.
COMBO
INF NÚM LEITO ROVER e ROVER Todos Selecionar o número do leito para identificação de rede.
COMBO
SELEÇÃO DE ROVER e ROVER Todos Selecionar as impressoras gráficas na rede.
IMPRESSORA COMBO
CONFIGURAR ID DO ROVER e ROVER Todos Selecionar o sistema de informações cardiológicas MUSE para
LOCAL COMBO identificação de rede.
FONTEECG COMBO e Todos Selecionar o monitor ou o transmissor de telemetria para receber os
ROVER COMBO dados do ECG. Se a telemetria também for selecionada será
necessário selecionar o número do transmissor antes de admitir um
paciente no monitor.

1
Todos incluem todos os quatro modos de monitoração; PADRÃO, ROVER, COMBO e ROVER COMBO.

2Todos
incluem todos os três tipos de monitor-paciente; UTI-ADULTO, UTI-NEONATAL e SALADECIRURGIA.

Liberar
A liberação de um paciente de um monitor apaga todas as informações do paciente,
mas retém o nome da unidade, o número do leito e os padrões do usuário ou de
fábrica.

ADVERTÊNCIA
LIBERAR PARA APAGAR OS DADOS DO PACIENTE Na
admissão de um novo paciente no monitor é necessário apagar todos
os dados anteriores do paciente do monitor. Para realizar isso,
desconecte todos os cabos do paciente e libere o paciente do
monitor.

Para liberar um paciente manualmente do monitor, siga este procedimento:

1. Desconecte todos os fios do paciente.

2. Selecione OUTROS MENUS > MENU ADMITIR > LIBERAR PACIENTE ou


NOVO PACIENTE.

3. Se estiver nos modos de monitoração COMBO ou ROVER COMBO, selecione


um dos seguintes para concluir a monitoração de telemetria:

 MONITOR Liberar somente do monitor. Se o ECG foi obtido da


telemetria, a telemetria será monitorada pela estação central.
 TELEMETRIA Liberar somente a partir da telemetria. A monitoração de
ECG alterna automaticamente para o monitor.
 AMBOS Liberar a partir do monitor e da telemetria.

5-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

4. Se o monitor estiver configurado para visualizar outros monitores, os seguintes


eventos ocorrem quando o monitor principal for liberado:

 Quando a opção de software VOA ou AVOA estiver em execução, o leito


visualizado será retirado da tela e o monitor retornará aos padrões do usuário
ou de fábrica.
 Quando a opção de software AutoView XM estiver em execução, o leito
visualizado será retirado da tela e o monitor retornará aos padrões do usuário
ou de fábrica. Todos os monitores das outras unidades de tratamento serão
retirados da lista de monitores observados. Todos os monitores da mesma
unidade de tratamento serão mantidos e monitorados de acordo com as
configurações de controle VER ALARME.
OBSERVAÇÃO
Para liberar um paciente automaticamente do monitor em ADULTO - UTI ou em
NEONATAL - UTI, pressione a tecla Silenciar alarme/Admitir ou a tecla
Admitir/Liberar.

Ver Outros Pacientes


Existem três maneiras de visualizar os pacientes admitidos em outros monitores na
rede:

 Selecionar outro monitor na rede.


 Selecionar um monitor em alarme na rede.
 Visualizar automaticamente um monitor em alarme na rede.
Como e quando os monitores são exibidos em um monitor principal irá variar de
acordo com a opção de software. Existem três opções de software que controlam
como se seleciona e visualiza os outros monitores na rede.

 Ver em Alarme (VOA)


 Ver em Alarme Automático (AVOA)
 AutoView XM

Comparação das opções de software


OBSERVAÇÃO
A GE recomenda o uso de UMA única opção de software por unidade de
tratamento. Todos os monitores fora da unidade de tratamento têm toda a
funcionalidade de visualização automática em alarme desabilitada.

Ver em alarme (VOA, View On Ver em Alarme Automático


AutoView XM
Alarm) (AVOA, Auto View On Alarm)

Versão do software do monitor Monitor do Paciente Dash 3000/4000/5000 (V1 ou mais recente) Dash 3000/4000/5000 (V5 ou
principal mais recente)
Monitor do Paciente Solar 8000M (V4 ou mais recente)
Versão do software do monitor
(fonte de alarme) Monitor de Informações Solar 9500

Número de monitores 40 ou 10 100 40 ou 10


visualizados em um monitor
principal 1
Servidor de Unity Network V1 ou Não necessário Exigido Não necessário
mais recente

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-7


Gerenciamento de pacientes

Ver em alarme (VOA, View On Ver em Alarme Automático


AutoView XM
Alarm) (AVOA, Auto View On Alarm)

Conexão de rede Contínua


Tela dividida automática Não Sim Sim
Monitores que podem ser Todos os monitores na unidade Todos os monitores na unidade Todos os monitores na rede a
visualizados de tratamento. de tratamento com ENV partir do monitor principal e que
VISITADO AUTO ligado. estão com ENV VISITADO AUTO
ligado.
Funcionalidade de visualização Selecionar manualmente o Exibe automaticamente o monitor Exibe automaticamente o monitor
de alarme monitor em alarme. Até quatro em alarme mais recente, com em alarme mais antigo, com
monitores em alarme estão prioridade mais alta, na unidade prioridade mais alta.
disponíveis. de tratamento.

1Os monitores sem um cartão de rede sem fio instalado e versão 5 ou mais recente do software podem enviar dados para até 40 outros monitores
ou dispositivos de rede.

Limitações

CUIDADO
NOTIFICAÇÃO DE ALARME Quatro monitores no máximo
podem ser exibidos de cada vez na linha de mensagem, mesmo se
mais de quatro monitores estiverem em alarme. Por causa dessa
limitação, a visualização automática em alarme (AVOA) não deve
ser usada no lugar de uma estação central.

As condições a seguir evitam que um monitor em alarme seja exibido


automaticamente em outro monitor:

 Se qualquer um dos seguintes menus estiver ativo:


 INFO PACIENTE ou UNIDS DE MEDIDA.
 Qualquer configuração de visualização automática em alarme.
 Se qualquer uma das seguintes janelas de informações estiver aberta:
 Qualquer AJUDA BÁSICA.
 FONTE ECG (COMBO).
 NOME DA UNIDADE, NÚMERO DO LEITO e CONFIRMAR Nº247 DO
LEITO (ROVER).
 TODOS OS LIMITES, NÍVEIS ARRITMIA, NÍVEIS PARÂMETRO ou
qualquer limite de alarme de parâmetro.
 LEITO A VISUALISAR, SELECIONAR LEITO A VISUALIZAR AUTO,
SELECIONAR UMA UNIDADE DE TRATAMENTO.
 Se qualquer uma das seguintes funções forem executadas ou atualizadas:
 CAPILARPULMONAR, INSERIR PA/CAPILAR.
 DÉBITO CARDÍACO.
 CÁLCULOS CARDÍACOS.
 CÁLCULOS PULMONARES.
 CÁLCULO DOSE.
OBSERVAÇÃO
Se um monitor em alarme estiver bloqueado, as mensagens de texto de alarme
ainda estão disponíveis e será possível acessar manualmente o evento de alarme.

5-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

Padrões do Usuário
Todos os monitores em uma unidade de tratamento têm os mesmos padrões do
usuário ou de fábrica. Para alterar permanentemente essas configurações, consulte
Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

As opções a seguir controlam como e quando outros monitores são visualizados em


um monitor principal. Determinadas configurações estão disponíveis somente para
uma opção específica de software.

Opção Opção de software Função

VER ALARME TodosTodas as opções de Selecione uma das seguintes opções:


software incluem Ver em  DESL Não permitir que este monitor visualize outros
Alarme (VOA), Ver em monitores.
Alarme Automático (AVOA)
 LIG Exibir mensagens de alarme dos monitores em
e AutoView XM.1 alarme na unidade de tratamento.
Se AutoView XM estiver em execução, os níveis de
alarme que disparam uma exibição automática em um
monitor principal são definidos no ajuste de NÍVEL
ALARME AVOA.
 AUTO Quando o AutoView XM estiver em execução,
selecione esta opção para exibir mensagens de alarme e
permitir uma visualização automática em alarme em tela
dividida, em um monitor principal.
MSG GERAL VOA Todos Selecione uma das seguintes opções:
 DESL Não enviar alarmes deste monitor para outros
monitores na rede.
 LIG Enviar todos os alarmes de AVISO,
ADVERTÊNCIA e CRISE para outros monitores na
rede. Somente os monitores com este monitor
selecionado para visualização automática em alarme
recebem os alarmes.

ADVERTÊNCIA
LIMITAÇÃO DE NOTIFICAÇÃO DE ALARMESe um outro
leito visualizado estiver configurado para visualização
automática de um leito que esteja com ENV VISITADO AUTO
em DESL, o leito visualizado somente receberá a mensagem
da linha de alarme, NÃO a visualização em tela dividida ou o
alarme sonoro que a acompanha. Para evitar essa limitação,
verifique se todos os leitos visualizados na lista de
observação estão com ENV VISITADO AUTO LIG.

TOM ALERTA VOA Todos Selecione uma das seguintes opções:


 DESL Nenhum tom soa no monitor principal.
 LIG O tom soa uma vez no monitor principal.
 REPETIR O tom soa no monitor principal até que a
condição seja solucionada.
NÍVEL ALARME AVOA AutoView XM Selecionar o nível mais baixo de alarme para visualização
automática no monitor principal. Também serão exibidos
todos os níveis de alarme de prioridade mais alta.
OBSERVAÇÃO
Se o AutoView XM não estiver em execução no monitor,
todas as advertências de status do paciente,
advertências do sistema e alarmes de CRISE da
unidade de tratamento serão exibidos na janela de
mensagens de alarme.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-9


Gerenciamento de pacientes

Opção Opção de software Função

SILÊNCIO REMOTO Todos Selecionar o nível mais alto de alarme que pode ser
silenciado no monitor principal. Todos os níveis de alarme de
menor prioridade também podem ser silenciados. Os alarmes
não podem ser silenciados na CIRURGIA.
SILÊNCIO AVOA AutoView XM Selecionar quando a visualização dividida do monitor em
alarme for retirada depois de um alarme ser silenciado no
monitor principal.
 SILENCIADO A visualização dividida do monitor
silenciado é exibida até que VOTAR ou MENU
PRINCIPAL sejam selecionados, mesmo se outro
monitor estiver em alarme.
 NOVO ALARME A visualização dividida do monitor
silenciado é substituída quando outro monitor alarma.

1Os monitores sem um cartão de rede sem fio instalado e versão 5 ou mais recente do software podem enviar dados para até
40 outros monitores ou dispositivos de rede.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle para o paciente admitido no monitor,
selecione OUTROS MENUS > VER OUTRO PACIENTE. Em seguida, selecione
qualquer uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

VER ALARME Selecionar o monitor em alarme para ser exibido ou imprimir


dados do paciente ou silenciar alarmes.

VER LEITOSEM ALARME Selecionar como este monitor recebe exibições automáticas
- OPÇÕES de alarme.

 VER LEITOS EM ALARME Selecionar LIG, DESL


ou AUTO.
 ENV VISITADO AUTO Selecionar LIG ou DESL.
 TOM ALERTA Selecionar LIG, DESL ou REPETIR.
 CONFIG VEREMALARMEAUTOMÁTICO
(somente AutoView XM) Selecionar uma unidade de
tratamento para exibir automaticamente em alarme.
 CONFIGURAÇÃO ATUAL (somente AutoView XM)
Visualizar a configuração atual de alarme de uma
unidade de tratamento.

LEITO A VISUALIZAR Selecionar a visualização automática no nível de alarme


para qualquer monitor na rede. Selecionar TODOS LEITOS
para aplicar aos leitos selecionados.

UNIDADE A VISUALIZAR Selecionar qualquer unidade de tratamento na rede.

5-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

Opção Função

IMPR LEITO Imprimir 20 segundos dos dados do paciente visualizado.


VISUALIZADO

DADOS OUTRO Exibir o último evento do paciente,


PACIENTE TENDÊNCIASTABULARES ou TENDÊNCIAS GRÁFICAS.

Visualização de outros monitores


Seleção de um monitor
Se mais de um monitor estiver em alarme, o leito com o alarme mais recente e de
prioridade mais alta será exibido primeiro. Até três outros monitores em alarme serão
exibidos por ordem decrescente de prioridade.

ADVERTÊNCIA
Por causa de limitações de espaço na linha de mensagem de
alarme, é possível que a linha de alarme exiba somente os leitos em
alarme, não o motivo do alarme. Ou o motivo do alarme poderá ser
abreviado de tal forma que não ficará imediatamente claro para o
usuário. Para visualizar o motivo do alarme, selecione VER
ALARME para o leito que deseja visualizar.

Para selecionar um monitor em alarme, siga este procedimento.

1. Selecione OUTROS MENUS > VER OUTRO PACIENTE.

2. Selecione o monitor em alarme no menu VER ALARME associado.

3. Selecione uma ou mais das seguintes funções:

 IMPRIMIR
 SILENCIAR (60 segundos)
 ÚLTIMO EVENTO

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-11


Gerenciamento de pacientes

 SINAIS VITAIS
 TENDÊNCIAS GRÁFICAS
4. Selecione VOLTAR, MENU ANTERIOR ou MENU PRINCIPAL para sair.

Compreensão da tela em visualização dividida


Ao visualizar um outro monitor, a visualização dividida reparte a tela em duas
metades. Cada lado exibe as informações de um paciente de um monitor.

 Direito Informações do paciente do monitor principal.


 Esquerdo Informações do paciente do monitor visualizado, inclusive as seis
primeiras janelas de parâmetro e até quatro curvas. A mensagem PACIENTE
VISUALIZADO é exibida na parte inferior da visualização dividida.

592B
O monitor visualizado é exibido até que seja selecionado MENU PRINCIPAL ou
visualizar outro monitor.

O monitor principal está funcionando completamente e dois segundos de dados de


curvas continuam a ser exibidos. Os menus ainda controlam o monitor principal e
qualquer alteração que se faça não irá afetar o funcionamento do monitor visualizado.
As janelas de informações também são exibidas sobre o monitor visualizado.

Lembre-se do seguinte ao visualizar uma tela dividida:

 Admitir um paciente para visualização. Se o monitor estiver liberado, as janelas


de parâmetro serão exibidas (sem curvas) com uma mensagem LIBERADO .
 Para manter a monitoração de CO2 no monitor principal enquanto visualiza outro
monitor, passe o CO2 para a sexta posição. A velocidade de varredura mais lenta
do CO2 irá bloquear todas as outras curvas adjacentes ou abaixo da posição do
CO2.
 As janelas de parâmetro e as curvas de CO2 não serão enviadas para o monitor
principal.
 Os complexos e tendências de ST não serão enviados ao monitor principal.
 Atela CRG+ não será enviada para o monitor principal.

5-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Gerenciamento de pacientes

Cancelamento da exibição de um monitor visualizado


Para cancelar a exibição de um monitor em alarme do monitor principal:

 VOA Selecione MENU PRINCIPAL ou VOLTAR.


 AVOA Execute qualquer uma das seguintes ações:
 Selecionar MENU PRINCIPAL ou VOLTAR.
 Silenciar o monitor em alarme no monitor principal ou na estação central.
 Solucionar a condição de alarme no monitor em alarme (todos os níveis de
alarme exceto CRISE).
 Silenciar o alarme remoto. Isso evita também que novos alarmes soem,
mesmo se um novo alarme tiver prioridade mais alta.
 AutoView XM Execute qualquer uma das seguintes ações:
 Selecionar MENUPRINCIPAL ou VOLTAR.
 Silenciar o monitor em alarme no monitor principal ou na estação central.
 Solucionar a condição de alarme no monitor em alarme (todos os níveis de
alarme exceto CRISE).
 Silenciar o alarme remoto quando a configuração de SILÊNCIO AVOA do
monitor principal for SILENCIADO. Isso evita também que novos alarmes
soem, mesmo se um novo alarme tiver prioridade mais alta.
 Um alarme mais recente de mais alta prioridade é recebido no monitor
principal quando a configuração SILÊNCIO AVOA do monitor principal for
NOVO ALARME.
OBSERVAÇÃO
Para cancelar a exibição de um monitor que não esteja em alarme do monitor
principal, selecione OUTROS MENUS>VER OUTRO PACIENTE>LEITO A
VISUALIZAR. O leito visualizado é indicado pela palavra CONSULTAR . A
seleção desse leito novamente irá retirá-lo do monitor principal.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 5-13


Gerenciamento de pacientes

5-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


6 Dados do Paciente

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-1


Dados do Paciente

Introdução
Trabalhar com dados do paciente inclui as seguintes tarefas:

 Revisar HISTÓRICO DOS ALARMES.


 Revisar SINAIS VITAIS.
 Revisar TEND GRÁFICAS.
 Revisar TENDÊNCIAS CRG.
 Personalizar a tecla Tendência.
 Revisar dados laboratoriais.
 Gerenciar cálculos cardíacos.
 Gerenciar cálculos pulmonares.
 Gerenciar cálculos de dosagem.

Revisar dados do paciente


Histórico dos Alarmes
Quando o pacote de software CARDÍACA estiver sendo executado, a janela de
informações HISTÓRICO DOS ALARMES exibirá eventos ST e de arritmia com
níveis de alarme CRISE, ADVERTÊNCIA e AVISO em ordem cronológica,
começando com o evento mais recente. Nenhuma informação sobre parâmetros é
armazenada no HISTÓRICO DOS ALARMES.

OBSERVAÇÃO
Nos tipos de monitor-paciente ADULTO - UTI e NEONATAL - UTI, os eventos
não são armazenados durante uma pausa do alarme ou quando o paciente é
liberado.

Para revisar o HISTÓRICO DOS ALARMES, selecione OUTROS MENUS >


DADOS DO PACIENTE > HISTÓRICO DOS ALARMES.

↑ ↓
604A

6-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Dados do Paciente

São armazenados até 36 eventos de arritmia e 10 eventos ST (inclusive alarmes e


referências). São exibidos até 15 eventos de uma só vez na janela de informações
HISTÓRICO DOS ALARMES. Quando a monitoração é feita pela telemetria, o
evento é armazenado no computador e os últimos 36 eventos são visíveis no monitor.

O HISTÓRICO DOS ALARMES contém 10 segundos do evento de arritmia em


formato comprimido. Devido ao tamanho da tela, são mostrados apenas oito segundos
de dados das curvas. Para assistolia, são exibidos os primeiros oito segundos de um
evento. Para todos os outros eventos de arritmia, são exibidos os últimos oito
segundos do evento.

ADVERTÊNCIA
MEDIÇÃO DE DADOS ARMAZENADOS NO HISTÓRICO DO
ALARME Os dados das curvas são armazenados no HISTÓRICO
DOS ALARMES usando uma tecnologia de compressão que talvez
não permita uma reconstrução perfeita desses dados quando forem
visualizados posteriormente. Embora ocorram diferenças com
relativa freqüência, elas geralmente são muito pequenas. É
recomendável que os usuários confirmem as medições das curvas de
diagnóstico com os dados da curva das tiras do gráfico em tempo
real.

São exibidas três derivações de ECG para eventos de arritmia. Se uma linha ART foi
monitorada no momento do evento, são exibidas duas derivações de ECG e a curva
ART, com os numéricos associados.

Para selecionar um alarme ou um evento, posicione o ponteiro na frente da opção e


pressione o controle Trim Knob. A seleção de um evento de arritmia exibe a curva
aplicável e novas opções do menu.

Quando é visualizado um alarme ou referência de ST, é exibido um complexo QRS de


todas as derivações disponíveis (exceto AVR). Se for visualizado um alarme de ST,
será exibido um asterisco próximo a cada derivação que ultrapasse os limites do ST.

Use as seguintes opções para revisar o HISTÓRICO DOS ALARMES.

Opção Função

VER ALARMES ANTERIOR Visualizar o evento anterior.


VER ALARMES NOVOS Visualizar o próximo evento.
APAGAR ALARME Apagar o evento selecionado.

Sinais Vitais
SINAIS VITAIS exibe os valores do parâmetro monitorado do paciente durante as
últimas 24 horas, inclusive os vinte últimos cálculos cardíacos e os dez últimos
cálculos pulmonares.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-3


Dados do Paciente

OBSERVAÇÃO
Se os alarmes estiverem pausados ou o monitor estiver liberado, a palavra DESL
será exibida no campo ALARMES da janela de informações SINAIS VITAIS
durante o tempo em que um desses eventos ocorrer.

Para revisar os sinais vitais, selecione OUTROS MENUS > DADOS DO PACIENTE
> SINAIS VITAIS.

607C
Use as seguintes opções para revisar os SINAIS VITAIS.

Opção Função
<< Visualizar o evento anterior.
>> Visualizar o próximo evento.
INTERVALO Selecione o intervalo de tempo desejado para a exibição dos
dados do paciente.
TEMPO ESPECÍFICO Selecione um período de tempo específico para que os dados
coletados do paciente sejam exibidos na janela de
informações.
AGRUPAR Selecione um dos seguintes parâmetros episódicos para
agrupar os dados coletados do paciente. Os dados são
impressos na mesma ordem em que são exibidos.

 PNI
 Cálculos cardíacos
 Cálculos pulmonares
PÁGINA ANTERIOR Visualizar a próxima página.
PÁGINA POSTERIOR Visualizar a página anterior.

Tendências Gráficas
TEND GRÁFICAS permite criar uma representação gráfica de um parâmetro durante
um período de tempo especificado. Ela usa valores médios a partir de dados coletados
do paciente para criar tendências de resolução de um minuto.

6-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Dados do Paciente

Os parâmetros episódicos são armazenados toda vez que ocorre um evento. Os


parâmetros não-episódicos são amostrados 30 vezes por minuto.

Para exibir as TEND GRÁFICAS, selecione OUTROS MENUS > DADOS DO


PACIENTE > TEND GRÁFICAS.

611A
Use as seguintes opções para revisar as TEND GRÁFICAS.

Opção Função

PRÉ-SELEC TENDÊNCIAS Selecione um dos grupos de parâmetros pré-definidos para


tendência.
<< Visualizar a tendência anterior.
>> Visualizar a próxima tendência.
INTERVALO Selecione um dos seguintes períodos de tempo para as
tendências. As tendências exibidas são atualizadas
automaticamente enquanto são exibidas na janela de
informações TEND GRÁFICAS, de acordo com o seguinte
ciclo para cada período de tempo.

 24 horas Atualiza a cada seis minutos.


 12 horas Atualiza a cada quatro minutos.
 Oito horas Atualiza a cada dois minutos.
 Quatro horas Atualiza a cada minuto.
 Duas horas Atualiza a cada minuto.
 Uma hora Atualiza a cada minuto.
 30 minutos Atualiza a cada minuto.
 15 minutos Atualiza a cada minuto.
 Seis minutos Atualiza a cada 10 segundos.
SELECIONAR Selecione até três parâmetros para tendência. FC é o
PARÂMETROS parâmetro padrão.

OBSERVAÇÃO
PNI e pressão invasiva (com os valores sistólicos,
diastólicos e médios associados) são consideradas uma
seleção e irão gerar uma tendência. Se não desejar que
todos os três parâmetros de pressão sejam incluídos na
tendência, desmarque os parâmetros não desejados.
Isso também vale para o CO2 inspirado ou expirado.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-5


Dados do Paciente

OBSERVAÇÃO
Não é possível visualizar tendências mais antigas ou mais recentes quando
estiver visualizando um período de tempo de seis minutos.

Tendências de CRG
TENDÊNCIAS CRG permite criar tendências de alta resolução para até três
parâmetros CRG (inclusive FC, SpO2, PAM, RESP e CO2).

Para visualizar as TENDÊNCIAS CRG, selecione OUTROS MENUS > DADOS DO


PACIENTE > TENDÊNCIAS CRG.

OBSERVAÇÃO
A derivação primária de ECG e as janelas de parâmetros permanecem exibidas.

806C
A janela de informações TENDÊNCIAS CRG exibe um diretório de até seis eventos
CRG armazenados. Cada evento possui um número associado, um valor de alarme
mínimo e máximo e um horário de início do evento. Um asterisco indica que não é
possível acessar os dados do traçado de tendências para este evento, geralmente
porque o evento é recém-ocorrido e os dados não estão disponíveis ainda.

O diretório armazena até 100 dos eventos mais recentes. Apenas os alarmes
resolvidos com um nível de alarme acima de MENSAGEM são armazenados. O
diretório é automaticamente atualizado quando um alarme válido é resolvido.

Quando o diretório estiver cheio, o evento mais antigo do diretório será removido
para criar espaço para um novo evento. Os traçados de tendência são armazenados
por 24 horas. É possível que as tendências não estejam disponíveis para eventos que
ocorreram há mais de 24 horas.

Pode haver um retardo de dois minutos antes que os dados possam ser exibidos
quando o sistema for conectado pela primeira vez ou quando estiver admitindo um
paciente. São exibidos dados em segmentos de dois minutos ou de seis horas com um
limite em um minuto par. A tela é atualizada automaticamente a cada dois minutos
quando o segmento de dados mais recente é exibido.

6-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Dados do Paciente

OBSERVAÇÃO
Quando o monitor estiver configurado para o tipo de monitor-paciente
NEONATAL - UTI e ocorrer um alarme de apnéia, bradi ou dessaturação em até
30 segundos após o primeiro alarme, o monitor agrupará os alarmes em uma
linha de texto no diretório de eventos.

Quando for agrupado mais de um alarme em uma linha de texto, cada alarme
contará como um evento único. Cada evento pode ser visto separadamente e são
registrados três eventos separados no diretório de eventos.

Os dados de tendência de respiração para a exibição de dois minutos estão na curva de


respiração.

Os dados de tendência de respiração para o resumo de seis horas variam de acordo


com o tipo de monitor-paciente:

 NEONATAL - UTI Apnéia por cinco minutos; impressão como apnéia por
minuto.
 ADULTO - UTI e CIRÚRGIA Freqüência respiratória.
Use as seguintes opções para revisar as TENDÊNCIAS CRG.

Opção Função
LOCALIZAR CURSOR Selecione um horário específico na tela e exiba os valores de
parâmetros associados.
AUMENTAR ZOOM Selecione uma tendência específica de dois minutos de um
resumo de seis horas e exiba o traçado associado.
REDUZIR ZOOM Exiba o resumo de seis horas.
<< Visualizar o evento anterior.
>> Visualizar o próximo evento.
SELECIONAR Selecione os parâmetros que serão exibidos como
PARÂMETROS tendências.
SELECIONAR EVENTO Selecione e visualize um único evento de tendência de dois
minutos do resumo de seis horas.
APAGAR EVENTO Selecione e apague eventos individuais (e traçados
associados) com mais de 24 horas ou todos os eventos com
mais de 24 horas.
IMPRIMIR EVENTO Imprimir todos os eventos no diretório de eventos.
DOC EVENTOS CRG Quando o tipo de monitor-paciente for UTI-NEONATAL, será
possível revisar, editar e gravar eventos CRG associados ao
estado do paciente.

OBSERVAÇÃO
Não há limite para o tempo da tela e do menu. Para sair da tela, selecione MENU
PRINCIPAL.

Dados do Laboratório
Se o seu sistema de monitoração incluir um Servidor de Acesso ao Laboratório e uma
interface para um sistema de informações laboratoriais (SIL), será possível acessar os
dados laboratoriais do paciente em um monitor.

Durante a monitoração, também será possível receber um alerta quando novos dados
laboratoriais estiverem disponíveis para o paciente. O alerta é exibido na parte
superior da tela como o ícone de dados laboratoriais ( ).

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-7


Dados do Paciente

Para revisar as informações sobre dados laboratoriais, selecione OUTROS MENUS >
DADOS DO PACIENTE > DADOS LAB.

A janela de informações DADOS LAB exibe todos os dados laboratoriais disponíveis


para o paciente no banco de dados do SIL. O modo como as informações são exibidas
na janela varia de acordo com o tipo de relatório.

Use as seguintes opções para revisar os relatórios de DADOS LAB.

Opção Função

<< Visualizar o relatório anterior.


>> Visualizar o próximo relatório.
PÁGINA ANTERIOR Visualizar a página de relatórios anterior.
PÁGINA POSTERIOR Visualizar a próxima página de relatórios.
VISUALIZAR FAIXAS E Visualize as faixas alta e baixa e as unidades de medida
UNIDS DE MEDIDA usadas no relatório selecionado.

Personalização da tecla Tendências


OBSERVAÇÃO
Disponível somente na versão 6 ou mais recente do software.

Para selecionar o tipo de tendência padrão, selecione OUTROS MENUS >


CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO MONITOR > PRÉ-CONFIGURAR
TELA > TECLA TENDÊNCIAS e selecione uma das seguintes opções:

 TODAS TABUL Exibe a janela de informações SINAIS VITAIS agrupada


por prioridade de parâmetros. Esta é configuração padrão de fábrica.
 PNI TABULAR Exibe a janela SINAIS VITAIS agrupada por PNI.
 GRÁFICO Exibe a janela de informações TEND GRÁFICAS.
 CRG Exibe a janela de informações TENDÊNCIAS CRG.

Cálculos
Cálculos Cardíacos
OBSERVAÇÃO
Disponível somente no pacote de software CARDIO-PULMONAR.

O programa de cálculos cardíacos exibe valores de parâmetros hemodinâmicos


monitorados e calculados usados em medição de débito cardíaco.

Os valores do parâmetro calculado são computados com valores de entrada. Os


valores de entrada são obtidos dos dados disponíveis do paciente monitorado. A
altura e o peso do paciente são necessários para computar os cálculos cardíacos.

Para obter mais informações sobre parâmetros e fórmulas de cálculo, consulte


Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução de
Problemas da GE.

Para ajustar as configurações de controle para o paciente admitido no monitor,


selecione OUTROS MENUS > DADOS DO PACIENTE > CÁLCULOS

6-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Dados do Paciente

CARDÍACOS. Em seguida, selecione qualquer uma das seguintes opções e faça as


alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

ALTERAR VALOR Selecione um novo valor para qualquer valor monitorado.

OBSERVAÇÃO
Quando uma alteração é feita, a data na janela de
informações é alterada para a data atual e são exibidos
os valores calculados aplicáveis.
SALVAR CÁLC Selecione para gravar os dados exibidos.
REVER CÁLC Selecione para rever o cálculo gravado.
PESO Selecione as unidades de medida para o peso do paciente.
ALTURA Selecione as unidades de medida para a altura do paciente.

Cálculo de dosagens
O programa para cálculos de dosagens é usado para determinar as doses e fluxos
adequados de medicações intravenosas.

OBSERVAÇÃO
Se estiver usando um medicamento que não esteja na lista, selecione um dos
nomes genéricos (DROGA A, B, C ou D). Anote a droga atribuída a cada nome
genérico de droga.

Para obter mais informações sobre cálculos de dosagem, consulte Monitoração de


Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução de Problemas da
GE.

Para ajustar os cálculos de dosagem para o paciente admitido no monitor, selecione


OUTROS MENUS > DADOS DO PACIENTE > CÁLCULO DOSE. Em seguida,
selecione qualquer uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-9


Dados do Paciente

Opção Função

ALTERAR VALOR Selecione um nome de droga e os valores de situação de


monitoração do paciente e indicações de uso de drogas.

 PESO
 VOLUMESOL (volume da solução)
 QTDDROGA (quantidade de droga) Calculada a
dose com base na concentração do volume da solução,
dose e freqüência. Se digitado em miligramas, DOSE/
KG/MIN estará em microgramas.
 DOSE/MIN, DOSE/H OU DOSE/KG/MIN Calculada a
partir de volume, quantidade e freqüência.
 FREQ INF (Freqüência de infusão) Quanto tempo o
conteúdo da bolsa leva para ser infundido (ml/h).
 FREQ GOTA Quando o medicamento administrado
com uma bomba que conta as gotas e o tamanho da
gota NÃO for 60 gt/cc.
 VOLGOTA
 TEMPOINF (tempo de infusão) Calculado a partir do
volume, quantidade e freqüência.
SALVAR CÁLC Grave todos os cálculos completos exibidos na tela. É
possível gravar até quatro cálculos. Não é possível gravar
cálculos incompletos. Se um cálculo existente para um nome
de droga específico for modificado, o novo cálculo substituirá
o cálculo antigo.
REVER DOSAGENS Exiba todos os cálculos gravados por nome de droga.
APAGAR CALC Apague o cálculo selecionado.
TABELA DILUIÇÃO Exiba a tabela de diluição para o cálculo selecionado.
PESO Selecione o peso correto do paciente.
UNIDS DROGA Selecione a unidade correta de dosagem para cada uma das
drogas genéricas.
GAMA DE DOSAGEM Selecione a gama correta de dosagem para cada um dos
nomes genéricos de drogas que está usando.
MEDICAMENTOS Quando o tipo de monitor-paciente for NEONATAL - UTI,
RESSUSCITAÇÃO selecione a concentração e a dose de medicamentos de
ressuscitação.

Cálculos pulmonares
São necessários todos os aspectos de consumo, transporte e distribuição de oxigênio
na avaliação de pacientes gravemente enfermos. Estes parâmetros não podem ser
medidos diretamente, mas são obtidos de variáveis cardiopulmonares monitoradas.

Os valores de entrada são obtidos dos dados disponíveis do paciente monitorado. A


altura e o peso do paciente são necessários para estes cálculos. Os valores do
parâmetro são calculados usando os valores de entrada.

Para obter mais informações sobre parâmetros e fórmulas de cálculo pulmonar,


consulte Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE.

Para ajustar os cálculos pulmonares para o paciente admitido no monitor, selecione


OUTROS MENUS > DADOS DO PACIENTE > CÁLCULOS PULMONARES. Em
seguida, selecione qualquer uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

6-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Dados do Paciente

Opção Função

ALTERAR VALOR Selecione um novo valor para qualquer valor monitorado.

OBSERVAÇÃO
Quando uma alteração é feita, a data na janela de
informações é alterada para a data atual e são exibidos
os valores calculados aplicáveis.
SALVAR CÁLC Selecione para gravar os dados exibidos.
REVER CÁLC Selecione para rever o cálculo gravado.
PESO Selecione as unidades de medida para o peso do paciente.
ALTURA Selecione as unidades de medida para a altura do paciente.
CALCULADOS Selecione O2IC (requer o valor de O2IC) ou DC FICK (requer
o valor de DC).

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 6-11


Dados do Paciente

6-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


7 Impressão

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 7-1


Impressão

Introdução
Visão Geral
É possível imprimir curvas de pacientes e a maior parte das janelas de informações.
Existem três dispositivos de impressão possíveis:

 Impressora de gráfico embutida


 Impressora em rede (um outro monitor ou estação central)
 Impressora laser na rede

Opções
Existem duas opções de impressão:

 Sob demanda Pressione as teclas Imprimir lig/desl ou Imprimir no monitor


para imprimir os dados exibidos no monitor. As oportunidades de impressão em
tempo real dependem dos parâmetros monitorados e dos dados, tarefas ou janelas
exibidas.
 Programada, automática Imprime automaticamente os dados do paciente
quando soar o alarme de status do paciente CRISE ou ADVERTÊNCIA.
Quando um trabalho de impressão for iniciado, pressione a tecla Imprimir lig/desl
ou Imprimir na origem da impressão (monitor ou estação central) para cancelar o
trabalho de impressão.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > CONFIGURAR
IMPRESSORA. Em seguida, selecione qualquer uma das seguintes opções e faça as
alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

CURVA Selecione uma derivação e sua curva associada para serem


impressas em primeiro lugar.
ECG 1

CURVA 2 Selecione uma derivação e sua curva associada para serem


impressas em segundo lugar.

CURVA 3 Selecione uma derivação e sua curva associada para serem


impressas em terceiro lugar.

CURVA 4 Selecione uma derivação e sua curva associada para serem


impressas em quarto lugar.

7-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Impressão

Opção Função

SELEÇÃOIMPRESSORA Selecione a impressora gráfica ou impressora para:

LOCALIMPRESSÃO  Impressão manual.


 Impressão automática em alarme.
 Impressão de informações sobre cálculo, parâmetro
ou data de um paciente específico.

IMPRESSÃODEALARMES Selecione se os alarmes são impressos automaticamente.

ALARMEDEIMPRESSÃO

VELOCIDADE Selecione a velocidade da impressão. Quanto mais lenta for


a velocidade, mais condensados os dados serão.

OBSERVAÇÃO
Os alarmes imprimem em 25 mm/seg. As impressoras
laser não suportam a velocidade de impressão de 0,1
mm/seg.

DURAÇÃODOGRÁFICO Selecione a quantidade de tempo para impressão de cada


trabalho de impressão manual.
DURAÇÃODEIMPRESSÃO
OBSERVAÇÃO
Os alarmes de arritmia são executados até que seja
detectado um ritmo sinusal normal ou que o trabalho
de impressão seja interrompido manualmente. Todos
os outros alarmes são executados durante 20
segundos ou até que o trabalho de impressão seja
interrompido manualmente.

GRÁFICODAPSINVASIVA Selecione as curvas de pressão sangüínea. Quando


selecionada, as curvas de PS serão os únicos parâmetros
IMPRIMIR PS INVASIVA que poderão ser impressos. Elas serão impressas em uma
escala no espaço de tela cheia.

OBSERVAÇÃO
Não é possível alterar as seleções de PS enquanto um
trabalho de impressão estiver em andamento. Para
selecionar uma PS diferente, é precisa interromper o
trabalho atual. Se um parâmetro diferente estiver
sendo impresso, o trabalho de impressão de PS será
ignorado.

Saída impressa
Todas as curvas começam com 10 segundos de retardo nos dados. As informações do
cabeçalho impresso com as curvas são dados em tempo real. A saída impressa contém
as seguintes informações básicas no cabeçalho.

 Tipo (alarme, manual ou gravado)


 Violação de alarme (se houver)
 Nome da unidade, número do leito e nome do paciente
 Data e hora
 Tipo Monitor-Paciente
 Volume do alarme

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 7-3


Impressão

 Velocidade
 Falha na derivação (se houver)
 Freqüência Cardíaca
 Chamada de arritmia (se houver)
 Modo marca-passo (se estiver ligado)
 Modo arritmia (completo, letal, desligado)
 Contagem de CVP (se o modo arritmia estiver ligado)
 Valor de ST (se estiver ligado) para a derivação apresentada na parte superior
 Filtro de ECG (faixa em Hz)
 Valores de parâmetros monitorados

Diretrizes
Tenha em mente as seguintes orientações de impressão:

 Quando a impressão é feita em uma impressora a laser, pode haver um pequeno


(um minuto) retardo para a impressão da primeira página de dados quando é
selecionada uma velocidade abaixo de 25 mm/s. Cada página contém 20
segundos de curvas por página em formato de cascata.
 Se a impressora selecionada for retirada de uso, será preciso atualizar o local para
uma impressora disponível. Todos os trabalhos de impressão com falha serão
gravados até que uma impressora esteja disponível. Eles serão impressos assim
que for selecionada uma impressora que esteja funcionando.
 Um sinal de ECG de um milivolt em tamanho normal (1 X) equivale a 10
milímetros no papel do gráfico.
 Para converter um alarme de arritmia para uma impressão manual, interrompa o
trabalho de impressão pressionando a tecla Imprimir Lig/Desl ou Imprimir e
reinicie imediatamente pressionando a tecla Imprimir lig/desl ou Imprimir
novamente.
 As escalas de pressões invasivas são impressas em escalas individuais e
completas da seguinte maneira:

Escalas na Tela Escala impressa

30 0-30 (AP, PVC, BE, BD, PIC)

40 0-45

60 0-60

100 0-90

160 0-150

200, 300 0-300

Automático 0-150 (ART, FEM, CAU, ES)

0-45 (AP, PVC, CVU, BE, BD, PIC)

7-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


8 Monitoração de ECG

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-1


Monitoração de ECG

Introdução
Visão Geral
O ECG é o principal parâmetro de monitoração do paciente. Ele mede a freqüência
cardíaca, analisa arritmia, detecta o funcionamento do marca-passo e detecta a
isquemia miocárdica.

Uma curva e uma janela de parâmetro são exibidas quando um cabo do paciente é
conectado ao monitor. A tela é atualizada a cada dois segundos. A janela de parâmetro
varia de acordo com o pacote de software e as configurações de controle.

1 2

3
4
5

655A

1 Indicador de QRS

2 Freqüência cardíaca

3 Indicador de detecção de batimentos estimulados (detecção de marca-passo


habilitada)

4 Contagem de CVP (somente arritmia completa)

5 ponto de medição do ST

6 Dados da análise de ST (somente análise de ST)

Quando a qualidade de um sinal do eletrodo se degrada até um nível de monitoração


inadequado, é exibida uma mensagem de falha de derivação e a monitoração alterna
automaticamente para outra derivação, conforme descrito na tabela a seguir.

Mensagem Nova derivação monitorada

FALHA BD Derivação III

FALHA PE Derivação I

FALHA BE Derivação II

FALHA V Derivação II

FALHA NAS DERIVAÇÕES Nenhuma curva é exibida quando PD ou todas as


derivações falham.

8-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

Se mais de uma derivação falhar, um alarme do sistema irá soar. O alarme é um


sistema de AVISO no tipo de monitor-paciente SALADECIRURGIA e um sistema
de ADVERTÊNCIA nos tipos de monitor-paciente UTIADULTO e
UTINEONATAL. Os níveis de alarme de status do sistema são configurados em
PADRÕESDOMONITOR > PRÉ-CONFIGURARTELA.

Opções
Detecção da arritmia FIB A
OBSERVAÇÃO
Esta opção está disponível somente no pacote de software CARDÍACA nas
versões 3B ou mais recente do software e para os tipos de monitor-paciente
ADULTO - UTI e CIRÚRGIA.

A opção de identificação FIB A (fibrilação atrial) usa um algoritmo para identificar as


arritmias de fibrilação atrial. As arritmias FIB A se caracterizam pelas deflexões
caóticas aleatórias de baixa amplitude do componente supraventricular da curva de
ECG. Isto resulta em uma sincronização irregular dos complexos QRS e uma ausência
de curvas P uniformes precedendo o complexo QRS.

Um alarme de status do paciente é disparado quando uma arritmia FIB A é detectada.


Uma mensagem FIB AURICULAR é exibida na linha de mensagem do monitor e
da estação central. Os alarmes de arritmia FIB A podem levar até 90 segundos para
serem exibidos enquanto o algoritmo confirma o evento.

Quando ajustados para um nível de alarme de AVISO ou mais alto, todos os alarmes
FIB A são exibidos no monitor na janela de parâmetros de ALARME e registrados
nas janelas de informações HISTÓRICO DOS ALARMES, SINAIS VITAIS e
TEND GRÁFICAS.

Para determinar se FIB A está habilitada neste monitor, selecione OUTROS MENUS
> CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA - CONFIGURAÇÃO. Se estiver
habilitada, FIB AURICULAR aparecerá na lista OPÇÕES PGM HABILITADAS.

Se um dispositivo de rede não suportar a identificação de arritmia FIB A, serão


aplicáveis as seguintes condições.

 O dispositivo de rede exibe a mensagem FIB AURICULAR na linha de


mensagem.
 O dispositivo de rede não exibe a mensagem FIB AURICULAR nas janelas de
informações HISTÓRICO DOS ALARMES, TEND GRÁFICAS ou SINAIS
VITAIS.
Os níveis de alarme são exibidos nos dispositivos de rede que não suportam
identificação da arritmia FIB A conforme descrito abaixo.

Dispositivo de rede Texto real exibido

Estação central <14>

Dash 3000/4000 (versão 3B ou anterior) Nenhum texto é exibido.

Monitor do paciente Eagle 4000

Tela Dividida Nenhum texto é exibido.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-3


Monitoração de ECG

Dispositivo de rede Texto real exibido

Monitor do Paciente do Solar 7000/8000

Tela Cheia ?

Tela Dividida Nenhum texto é exibido.

Tela Solar ?

Tela Octa ?

Monitor do Paciente do Solar 8000M/i

Tela Cheia ?

Tela Dividida Nenhum texto é exibido.

Tela Unity ?

Monitor de Informações Solar 9500

Ver Outro Paciente Nenhum texto é exibido.

Monitor do paciente Tramscope

Tela Cheia ?

Tela Dividida Nenhum texto é exibido.

Unity Network IS Information Suite

AVOA ?

Unity Network IS Information Suite

Pager Impact ?

Estação de trabalho do computador MARS O texto do alarme de arritmia FIB A não


aparece na janela Evento MARS.

IntelliRate

ADVERTÊNCIA
RISCO PARA O PACIENTE A freqüência cardíaca relatada pelo
recurso IntelliRate pode refletir tanto a freqüência cardíaca elétrica
quanto a pulsátil. Uma freqüência cardíaca elétrica pode ser relatada
em alguns ritmos sem pulso. Uma freqüência cardíaca pulsátil
poderá ser relatada pelo recurso IntelliRate durante a ASSISTOLIA
se o paciente estiver em um dispositivo de assistência cardíaca.
Nessas situações, o monitor não irá detectar nem chamar um alarme
de paciente de ASSISTOLIA. O usuário pode optar por desligar o
recurso IntelliRate para os pacientes sob risco desses eventos. Caso
contrário, poderá haver um retardo no tratamento do paciente. Esses
pacientes devem ser sempre mantidos sob rigorosa observação.

8-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

O algoritmo IntelliRate usa as informações contidas em vários sinais fisiológicos


(p.ex. ECG, pressão sangüínea arterial e oximetria de pulso) para aumentar a exatidão
do cálculo da freqüência cardíaca.

Depois de avaliar as informações extraídas de cada um dos sinais fisiológicos, o


algoritmo IntelliRate aplica uma lógica baseada em regras para determinar a fonte de
freqüência cardíaca com maior probabilidade de ser exata. Com o relato da freqüência
mais exata possível, a tendência da freqüência cardíaca fica mais exata e as
ocorrências de alarmes falsos de violação dos limites da freqüência cardíaca são
muito reduzidas.

O valor do IntelliRate substitui o valor padrão de freqüência cardíaca na janela do


parâmetro de ECG. Ele também indica a fonte da freqüência cardíaca (SPO2 ou ART)
quando essa fonte não for ECG.

Para determinar se o IntelliRate está habilitado neste monitor, selecione OUTROS


MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PROGRAMA - CONFIGURAÇÃO. Se
estiver habilitado, ECG INTELLIRATE aparecerá na lista OPÇÕES PGM
HABILITADAS.

Diretrizes para monitoração Combo e Rover Combo


As diretrizes a seguir devem ser lembradas na monitoração nos modos COMBO ou
ROVER COMBO.

 Ao monitorar o ECG a partir da telemetria:


 os limites do ECG e Níveis de Alarme de Arritmia não serão os padrões do
seu monitor, mas padrões da telemetria da estação central. É possível ajustar
estas configurações no monitor.
 O recurso de pausa do alarme (se estiver disponível no seu transmissor) é
aceito no monitor.
 Não é possível desligar o monitor até que se tenha liberado o paciente do
monitor.
 Os dados da segunda derivação V não são enviados do transmissor de
telemetria para o monitor. Se desejar consultar os dados da segunda
derivação V, é necessário visualizar o paciente de telemetria.
 Ao alternar a monitoração do ECGdo monitor para telemetria:
 Os históricos de alarme de arritmia do monitor são incorporados ao sistema
de telemetria. É necessária a versão 5 ou mais recente do software do CD
Telemetria-Rede local.
 Se liberar o monitor, os Níveis de Alarme de Arritmia da telemetria serão os
mesmos que os Níveis de Alarme de Arritmia do monitor.
Portanto, quando o monitor usa o pacote de software BÁSICO, somente os
níveis de alarme de arritmia letal são detectados pela telemetria. Se o
monitor possui o pacote de software CARDÍACA, os níveis de alarme de
arritmia completa serão detectados pela telemetria.
 Ao alternar a monitoração do ECGda telemetria para o monitor:
 A telemetria é liberada automaticamente e os históricos dos 36 alarmes mais
recentes são transferidos para o monitor.
 Os limites de ECG, os níveis de alarme de arritmia e os padrões da tela
retornam aos padrões do monitor.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-5


Monitoração de ECG

OBSERVAÇÃO
Não é provável que sejam usados os modos de monitoração COMBO ou ROVER
COMBO quando o tipo de monitor-paciente for CIRÚRGIA.

OBSERVAÇÃO
Os usuários devem estar cientes de uma possível discrepância de tempo entre as
curvas do dispositivo de telemetria e as curvas do monitor. Os usuários não
devem considerar estas curvas como sincronizadas. Se for desejado obter um
sincronismo absoluto, o modo COMBO deverá ser descontinuado e as curvas de
ECG deverão ser obtidas por meio do monitor conectado diretamente.

Saída Analógica
A saída analógica do ECG inclui a derivação na parte superior da tela e as derivações
aumentadas. Ela fornece os seguintes sinais:

 Uma espícula artificial de marca-passo de 2 milissegundos e 5 volts para a saída


analógica quando a detecção do marca-passo estiver ligada e ocorrer uma
detecção.
 Um marcador da sincronização do desfibrilador para determinar o pico da curva
R.
No caso de uma falha de derivação, a seguinte saída ocorre:

Falha da Derivação Saída Analógica de ECG 1

Braço direito Derivação III

Braço esquerdo Derivação II

Tórax Derivação II

Perna direita campainha

Perna esquerda Derivação I

1
Todas as saídas analógicas de ECG são de um volt por milivolt de entrada.

OBSERVAÇÃO
No modo de derivação única, se a derivação não estiver disponível, ocorrerá um
sinal de campainha. O sinal de campainha pode ser uma linha plana de 0 volt ou
uma senóide de 60 Hz. A opção de sinal de campainha é ajustada em MODO
REPARO > CALIBRAR > CAL ECG ANALOG OUT. Para obter informações
adicionais, consulte o manual de manutenção.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Preparação da pele.
 Colocação do eletrodo.
 Detecção do marca-passo.
 Detecção e análise de arritmias.
 Solução de problemas no nível clínico.

8-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

Segurança
Marca-passo
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de pacientes com
marca-passo.

ADVERTÊNCIA
CHAMADAS FALSAS Chamadas de falsa assistolia ou de falso
indicador de baixa freqüência cardíaca podem acontecer com certos
marca-passos por causa de algum pulso elétrico excessivo.

ADVERTÊNCIA
MONITORAÇÃO DE PACIENTES COM MARCA-PASSO A
monitoração de pacientes com marca-passo pode ocorrer somente se
o programa de marca-passo estiver ativado.

ADVERTÊNCIA
PICO DO MARCA-PASSO Um pico de marca-passo artificial é
exibido no lugar do pico real do marca-passo. Todo os picos de
marcapasso aparecem uniformes. Não interprete a forma e o ganho
do pico do marca-passo para fechar um diagnóstico.

ADVERTÊNCIA
RISCO PARA O PACIENTE Um pulso do marca-passo pode ser
contado como um QRS durante a assistolia. Mantenha os pacientes
com marca-passo sob rígida observação.

ADVERTÊNCIA
FREQÜENCÍMETRO Mantenha os pacientes com marca-passo
sob rígida observação. Os freqüencímetros podem continuar a medir
a freqüência do marca-passo durante uma parada cardíaca e em
algumas arritmias. Portanto, não confie completamente nos alarmes
do freqüencímetro.

ADVERTÊNCIA
VIGILÂNCIA Mantenha os pacientes com marca-passo sob
rigorosa vigilância. Podem ocorrer erros na freqüência cardíaca.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-7


Monitoração de ECG

CUIDADO
ALERTA DE SEGURANÇA AO MERCADO DA FDA O Centro
para Dispositivos e Saúde Radiológica da FDA dos Estados Unidos
publicou um boletim de segurança em 14 de outubro de 1998. Este
boletim relata "que os marca-passos implantáveis com adaptação de
taxa de ventilação por minuto podem ocasionalmente interagir com
certas monitorações cardíacas e equipamentos de diagnóstico
fazendo com que os marca-passos funcionem no ritmo máximo
programado".

A FDA recomenda que se tenha um cuidado extra com os pacientes


com estes tipos de marca-passos. Estes cuidados incluem desabilitar
o modo de resposta da freqüência e habilitar um modo de marca-
passo alternativo. Para obter mais informações entre em contato
com:

Office of Surveillance and Biometrics, CDRH, FDA


1350 Piccard Drive, Mail Stop HFZ-510
Rockville, MD 20850
E.U.A.

OBSERVAÇÃO
A monitoração do ECG em pacientes com marca-passos transcutâneos não-
invasivos pode não ser possível devido à grande quantidade de energia produzida
por estes dispositivos. Talvez seja necessário realizar a monitoração de ECG por
meio de um dispositivo externo (por exemplo, um desfibrilador). Lembre-se de
que não existem alarmes do ECG para o monitor se estiver monitorando com um
dispositivo externo.

Arritmia
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de pacientes com
arritmia.

ADVERTÊNCIA
ARRITMIAS VENTRICULARES Ocasionalmente o programa
de análise da arritmia pode identificar incorretamente a presença ou
ausência de uma arritmia. Portanto, um médico deve analisar as
informações de arritmia em conjunto com outras observações
clínicas.

ADVERTÊNCIA
ANÁLISE SUSPENSA Certas condições suspendem a análise de
arritmia. Quando são suspensas, as condições não são detectadas e
não ocorrem os alarmes associados com as arritmias. As mensagens
que alertam para as condições que causam a suspensão da análise de
arritmia são: Arr Desl,Arrit Susp e Falha Deriv.

8-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

OBSERVAÇÃO
O processamento de arritmias é suspenso durante uma condição de Artefato .
Se a condição de artefato persistir durante 20 segundos em cada 30 segundos, irá
soar um alarme audível de ADVERTÊNCIA do sistema e a mensagem Arrit
Susp será exibida na parte superior da janela de curvas até que a condição seja
solucionada.

OBSERVAÇÃO
O algoritmo EK-Pro usa simultaneamente as derivações I, II, III e a derivação V/
VA para o ECG e a análise da arritmia.

Monitoração
Para confirmar se está pronto para monitorar o ECG, siga este procedimento.
1. Admita o paciente no monitor.
2. Coloque os eletrodos no paciente.
3. Conecte o cabo do paciente aos eletrodos.
OBSERVAÇÃO
Quando usar fios com presilhas , conecte primeiro os fios nos eletrodos e,
em seguida, coloque os eletrodos no paciente.
4. Se estiver usando um cabo de paciente com 5 ou 10 fios, confirme se os rótulos
da derivação V estão corretos.
5. Conecte o cabo do paciente ao conector do paciente de ECG no monitor.
6. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de ECG.
7. Confirme se a linha de base do ECG está estável e se as curvas estão livres de
ruído.
8. Imprima uma tira de teste do gráfico.
9. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de ECG. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-9


Monitoração de ECG

Opção Função

MOSTRADOR Selecionar a derivação primária (traçado superior). A opção


de derivação V é determinada pela derivação V identificada
no menu ST.
AMPLITUDEDOECG Selecionar a amplitude da curva.

 1X Recomendada para monitoração padrão.


 2X, 4X Recomendadas para curvas QRS de baixa
amplitude. Entretanto, isso diminui o limiar de detecção
de QRS e o artefato da linha de base pode ser detectado
como um QRS.
DETECTAR MARCA-PASSO Ligar ou desligar a detecção do marca-passo.
LIMITES DO ECG Selecionar os limites de alarme para freqüência cardíaca e
CVP.

OBSERVAÇÃO
O limite de CVP está disponível somente no pacote de
software CARDÍACA.
CHECAR TODO ECG Exibe todas as seis derivações de ECG.
REAPRENDER Reaprende o padrão de ECG do paciente para corrigir o valor
da freqüência cardíaca e das chamadas de arritmia, restaura
as medições de ST e permite uma monitoração mais exata.
ANÁLISE DE ST Desligar ou ligar o programa de análise de ST. Para obter
mais informações, consulte o(a) Realização da análise de ST
na página 8-15.
ANÁLISE DE ECG 12 DERIV Exibe 12 derivações de ECG. Para obter mais informações,
consulte o(a) Realização da análise de 12 derivações na
página 8-18.
FILTRO ECG Selecionar um filtro de sinal da curva de ECG para aprimorar
a exibição e a impressão de curvas. (Não afeta a análise de
arritmias e de ST.)

 DIAGNÓSTICO Fornece o máximo de informações


disponíveis sobre o sinal de ECG. Recomendado para
registros de alta fidelidade em ambientes com baixo
ruído.
 MONITORAÇÃO Fornece uma ligeira redução da
interferência da alta freqüência. Recomendado para
aplicações típicas de monitoração.
 MODERADO Fornece uma redução significativa da
interferência da alta freqüência. Recomendado para
ambientes com alto ruído (por exemplo, unidades de
eletrocirurgia).
 MÁXIMO Fornece uma redução significativa da
interferência da alta freqüência, além da estabilização
máxima da linha de base do ECG. Este modo altera a
morfologia QRS exibida, mas não afeta a análise
automatizada. Não confie na morfologia QRS exibida
para fins de diagnóstico quando este modo estiver
selecionado.

ADVERTÊNCIA
O filtro MÁXIMO altera a morfologia do ECG exibida. Não
confie na morfologia do ECG para fazer diagnósticos quando
estiver selecionado este filtro.

OBSERVAÇÃO
Os filtros MODERADO e MÁXIMO não são
recomendados para pacientes com marca-passo.

8-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

Opção Função

ANÁLISE Selecionar uma das seguintes opções para processamento


de arritmias e de ECG:

 SIMPLES Usa a derivação na parte superior da tela.


Recomendada para adultos que usam marca-passos
externos temporários com um cabo de interface Zoll ou
para solução de problemas de marca-passo ou detecção
de arritmias.
OBSERVAÇÃO
O ECG é reaprendido quando se altera a
derivação.

 MULTIDERIVAÇÕES Usa derivações I, II, III e V para


eliminar falsos alarmes e melhorar a capacidade para:
 Detectar batimentos com ocorrência isoelétrica
para uma derivação torácica única.
 Discriminar o artefato que aparece em uma
derivação comparado a outros vetores da
derivação.
 Permitir que as derivações em falha sejam
automaticamente alternadas para outra derivação.
 Continuar o processamento de arritmias após uma
alteração da derivação.
ARRITMIA Seleciona o nível de detecção de arritmias com o EK-Pro e
reaprende o padrão do ECG do paciente.

 COMPLETA Somente com o pacote de software


CARDÍACA; detecta e identifica todos os tipos de
arritmias.
 LETAL Detecta e identifica somente a arritmia letal.
 DESL Não detecta nem identifica arritmia.
OBSERVAÇÃO
Não é possível selecionar um nível de arritmia
inferior ao padrão do monitor NÍVEL MÍN
ARRITMIA.
APAGAR FALHA V2-V6 Apagar a mensagem Falha V2-V6 .
Outras ECG
OUTROS ECG > VOLUME Selecionar o tom do alarme para o aviso do complexo QRS.
QRS Se estiver ligado, o volume de Freq SpO2 será desligado.

Em NEONATAL - UTI, a opção ALARME BRADI inicia


automaticamente um tom de alarme do QRS quando o
monitor emite um alarme para bradicardia que é 20% mais
alto que o volume ajustado do alarme.

OBSERVAÇÃO
Não disponível a partir de um transmissor de telemetria
quando estiver sendo realizada uma monitoração
combinada.
OUTROS ECG > LARGURA Selecione uma das seguintes opções para usar em
QRS algoritmos de análise de ECG:

 ESTREITO Padrão para NEONATAL - UTI.


 NORMAL Padrão para ADULTO - UTI e CIRÚRGIA.
OUTROS ECG Ligar ou desligar o IntelliRate. Para obter mais informações,
>INTELLIRATE consulte o(a) IntelliRate na página 8-4.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-11


Monitoração de ECG

Opção Função

OUTROS ECG > Selecionar a pausa máxima entre batimentos cardíacos


INTERVALO DE PAUSA consecutivos antes de um alarme soar.
OUTROS ECG > Selecionar uma velocidade de varredura para a curva exibida.
VELOCIDADE

Padrões do Usuário
Desligamento do ECG
Permanente
Para desligar de forma permanente o parâmetro de ECG, siga este procedimento.

1. Selecione OUTROS MENUS> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >PRÉ-CONFIGURAR TELA.

2. Localize e selecione PARÂMETRO DE ECG.

3. Selecione DESL.

Restrições
Quando o parâmetro de ECG é desligado, as seguintes restrições se aplicam.

 O SpO2 se torna o parâmetro primário da monitoração do paciente.


 A freqüência cardíaca do paciente é determinada pelo oxímetro de pulso.
 Os níveis de alarme dos parâmetros de SpO2 e Freq SpO2 mudam para
ADVERTÊNCIA.
 Os níveis dos alarmes de status do sistema Proc. Pul de SpO2 e Sensor SpO2 Des
mudam para ADVERTÊNCIA.
 A conexão do cabo ECG ao monitor NÃO irá ligar automaticamente o parâmetro
de ECG.
 Quando o monitor for conectado a um desfibrilador Dash Responder, o
parâmetro de ECG será ligado automaticamente ou permanecerá ligado.
 Quando os alarmes do monitor são pausados E o parâmetro de ECG é desligado,
os seguintes dispositivos de rede NÃO exibem uma mensagem de texto PAUSA
ALARME para esse monitor.
 Centro de informações clínicas CIC usando a versão 3.0 ou mais recente do
software.
 Estação central Centralscope usando qualquer versão do software.

8-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

Fonte de Configuração do ECG


Seleção da fonte de ajuste de ECG
Quando o monitor estiver no modo COMBO, será possível selecionar se o monitor
usará seus próprios ajustes de ECG ou os ajustes de ECG da telemetria. As seguintes
configurações do ECGsão afetadas ao selecionar uma fonte de configuração do ECG:

 Níveis de alarme de arritmia


 Níveis de alarme dos parâmetros FC, CVP e ST
 AMPLITUDEECG
 DETECÇÃODEMARCA-PASSO
 ARRITMIA
 ANÁLISE ST
 ANÁLISEDERIV
 LIMITESUP FC e LIMITEINF FC
 LIMITECVP e status CVP
Para selecionar a fonte de ajustes de ECG, siga este procedimento.

1. Selecione OUTROS MENUS> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >PRÉ-CONFIGURAR TELA.

2. Localize e selecione FONTEPADRÃOCOMBO.

3. Selecione um dos seguintes:

 TELEM DEF Use os ajustes de ECG da telemetria. Este é o padrão de


fábrica.
 USUAR DEF Use os ajustes de ECG do monitor se a telemetria NÃO
for admitida. Use os ajustes de ECG da telemetria se a telemetria FOR
admitida.

Fonte de Configuração do ECG ao Entrar o Modo COMBO


As tabelas a seguir indicam a fonte (monitor ou telemetria) de ajustes de ECG ao
entrar no modo COMBO.

Telem def

Fonte de Configuração do
Monitor Telemetria Entrada no modo COMBO
ECG

Não admitido Não admitido >

Admitido Não admitido > Telemetria

Não admitido Admitido >

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-13


Monitoração de ECG

Usuár def

Fonte de Configuração do
Monitor Telemetria Entrada no modo COMBO
ECG

Não admitido Não admitido >


Monitor
Admitido Não admitido >

Não admitido Admitido > Telemetria

Observe que a seleção de Telem Def significa que a fonte de ajuste de ECG é sempre
telemetria ao entrar no modo COMBO, enquanto a fonte de ajuste de ECG para
Usuár def depende do paciente ser admitido no monitor ou na telemetria ao entrar no
modo COMBO.

OBSERVAÇÃO
É possível (mas não é uma operação normal) admitir um paciente em um leito de
telemetria e em um leito conectado diretamente antes da entrada no modo
COMBO. Por exemplo, leito101* (telemetria) E leito101 (monitor) são dois
leitos separados para o mesmo paciente. Ao entrar no modo COMBO nesta
situação, a fonte de configuração do ECG é sempre de telemetria.

Fonte de Configuração do ECG ao Sair do Modo COMBO


Quando é feita a liberação da telemetria, mas mantendo a admissão no monitor (saída
do modo COMBO), a fonte de ajuste de ECG (monitor ou telemetria) depende da
seleção FONTE-PADRÃO COMBO.

 TELEM DEF Ao sair do modo COMBO, as configurações do ECG retornam


aos padrões do usuário do ECGdo monitor.
 USUÁR DEF Ao sair do modo COMBO, permanecem as configurações do
ECG para o paciente atual até que seja liberado do monitor.
Para as opções TELEM DEF e USUÁR DEF, quando é feita a liberação do monitor
(saída do modo COMBO), mas mantendo a admissão na telemetria, os ajustes de
ECG para o paciente atual persistem até que o paciente seja liberado da telemetria.

Tempo Resposta ECG


Para selecionar o número de intervalos de batimentos cardíacos usados para gerar
uma freqüência cardíaca média, siga este procedimento. O padrão de fábrica é de oito
batimentos.

1. Selecione OUTROS MENUS> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >PRÉ-CONFIGURAR TELA.

2. Localize e selecione TEMPO DE RESPOSTA PARA CALCULAR ECG.

3. Selecione um dos seguintes:

 8 BATIMENTOS Calcula a média dos oitos intervalos mais recentes de


batimento cardíaco. Esta é a configuração padrão.

8-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

 4 BATIMENTOS Calcula a média dos quatro intervalos mais recentes de


batimento cardíaco para obter uma resposta mais rápida às alterações na
freqüência cardíaca do paciente.

IntelliRate
Para ligar o IntelliRate, siga este procedimento. Quando esta opção está habilitada, o
ajuste padrão de fábrica é ligado.

1. Selecione OUTROS MENUS> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >PRÉ-CONFIGURAR TELA.

2. Localize e selecione ECG INTELLIRATE.

3. Selecione LIG ou DESL.

Nível de alarme FIB A


Para ajustar o nível de alarme de status do paciente da arritmia FIB A, siga este
procedimento. Quando esta opção está habilitada, o ajuste padrão de fábrica do nível
de alarme é MENSAGEM.

1. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >NÍVEIS DOALARMEARRITMIA.

2. Localize e selecione FIB AURICULAR.

3. Selecione o nível de alarme de status do paciente.

Realização da análise de ST
Visão Geral
A análise de ST começa no final do complexo QRS e termina com o início da curva T.
O ponto no qual o complexo QRS encontra o segmento ST é chamado de ponto J.

Os valores numéricos de ST exibidos na janela do parâmetro de ECG indicam o


maior desvio positivo ou negativo em relação ao ponto de referência isoelétrica (I).
Os valores numéricos são atualizados a cada dois segundos.

Se ST for o parâmetro de segunda prioridade (ECG é o primeiro) os valores de ST


serão exibidos em três grupos:

 Anterior (ANT) V1 a V4.


 Inferior (INF) Derivação II, III e AVF.
 Lateral (LAT) Derivação I, AVL, V5 e V6.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-15


Monitoração de ECG

A tela ST padrão exibe três tendências de ST de 30 minutos e três complexos de ECG


para as derivações I, II e V. Para alterar as configurações padrão da tela, consulte
Configurações de controle na página 8-9.

 Tendências de ST Exibe as tendências de 30 minutos em tempo real para cada


derivação. Quando no tipo de monitor-paciente CIRÚRGIA, também é exibida
uma escala de soma.
 Complexo do ST Exibe o complexo atual para cada derivação sobreposto ao
complexo de referência para mostrar as alterações no segmento ST. É atualizado
a cada 16 batimentos.
OBSERVAÇÃO
Tendências e complexos não ficam disponíveis a partir de um transmissor de
telemetria quando está sendo realizada uma monitoração combinada.

OBSERVAÇÃO
O algoritmo ST foi testado com relação à precisão dos dados do segmento de ST.
É necessário que um médico determine o significado do segmento ST.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de ECG e, em seguida, ANÁLISE ST. Em seguida,
selecione qualquer uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

OBSERVAÇÃO
As configurações de controle da análise de ST estão disponíveis somente no
pacote de software CARDÍACA.

Opção Função

DESLIGAR ST Ligar ou desligar o programa de análise de ST.

IMPRIMIR ST Imprimir os complexos e as tendências de ST exibidos.

OBSERVAÇÃO
Tendências com escalas de 2 ou 4 mm são impressas
em uma escala de 3 mm; as com escalas de 6 ou 8
mm são impressas em uma escala de 6 mm.

ARMAZENAR Selecionar um novo conjunto de complexos de referência.


REFERÊNCIAS

8-16 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

Opção Função

LIMITES DE ST Selecionar os limites de desvio de ST.

 AJUSTAR LIMITES INDIVIDUAIS Selecionar os


limites superior e inferior para qualquer uma das
derivações disponíveis.
 TODOS OS LIMITES Selecionar a faixa para
disparar um alarme para todos os grupos.
 AJUSTE LIMITES INF Selecionar a faixa para
disparar um alarme somente para o grupo INF.
 AJUSTE LIMITES LAT Selecionar a faixa para
disparar um alarme somente para o grupo LAT.
 AJUSTE LIMITES ANT Selecionar a faixa para
disparar um alarme somente para o grupo ANT.
Quando qualquer derivação monitorada apresentar um
desvio maior ou menor que o limite definido, um alarme soa
e o evento ST é armazenado no HISTÓRICO DOS
ALARMES.

Somente a primeira derivação em cada grupo que exceder


o limite de alarme é armazenada no HISTÓRICO DOS
ALARMES. Os alarmes subseqüentes do mesmo grupo
não serão armazenados até que todas as derivações de um
grupo voltem à faixa normal.

IDENTIFICAR V DERIV Localizar a derivação V que está sendo usada para a


análise de ECG e de ST.

Para cabos com 5 fios Confirmar se a derivação V usada


na análise de arritmias e de ST está selecionada. Essa
derivação V também é usada para exibição de complexos e
tendências de ST.

Para cabos com 10 fios Como a medição do ST é


realizada com uma derivação V diferente da usada na
análise de arritmias, quaisquer alterações feitas nesta
seleção se aplicam somente à derivação V usada na análise
de arritmias. Esta derivação V não é usada para exibição de
complexos e tendências de ST.

OBSERVAÇÃO
A alteração da derivação V altera a curva exibida, a
saída analógica, os dados da rede, o modelo e a
tendência de ST, a impressão e os históricos.

ESCALA Selecionar uma escala para a tendência de ST.

EXIBIR ST Selecionar até três derivações para a exibição de complexo


ou tendência.

INICIAR 12 DERIV EM ST Habilitar o início automático da análise de 12 derivações


HIST quando um evento ST é armazenado no histórico.

AJUSTAR PONTO J Alterar medida do ponto de ST; J + 0 MS para J + 80 MS.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-17


Monitoração de ECG

OBSERVAÇÃO
Com a inicialização da análise de ST, independentemente da opção
IDENTIFICAR DERIV V selecionada, os limites de alarme de ST da derivação
V serão sempre os limites padrão definidos para V1.
Quando a posição ou identificação da derivação V for alterada, serão mantidos os
limites anteriores de alarme de ST identificados como da derivação V.
Por exemplo, ao se alterar os limites de alarme de ST da derivação V para +/- 3 e,
então, alterar a identificação ou a posição identificada da derivação V, os limites
de alarme de ST permanecerão em +/- 3 independentemente dos limites de
alarme de ST padrão da nova derivação identificada como V.
Esta funcionalidade ocorre tanto na ligação direta e na COMBO durante a
monitoração do ECGde 5 derivações.

Realização da análise de 12 derivações


Para analisar os dados do ECG em 12 derivações, siga este procedimento.

ADVERTÊNCIA
Este dispositivo usa um programa de análise computadorizada de
12 derivações de ECG que pode ser usado como uma ferramenta na
interpretação do ECG. Esta interpretação computadorizada somente
tem significado quando usada em conjunto com as observações
clínicas. Todos os traçados gerados pelo computador devem ser
interpretados por um médico qualificado.
Para garantir a precisão, use somente os traçados impressos gerados
pelo computador e não o vídeo para a interpretação médica.
O uso previsto deste dispositivo é para registrar eletrocardiogramas
e vetorcardiogramas dos eletrodos de ECG de superfície, não para
posicionamento (flutuação) temporário de derivações de marca-
passo, execução de pericardiocentese ou outras aplicações internas.

OBSERVAÇÃO
Na monitoração de ECG, a inserção do sexo e da idade do paciente fornecerá
informações necessárias para o uso do algoritmo 12SL com a análise específica
do sexo ou o algoritmo ACI-TIPI. O algoritmo 12SL com a análise específica do
sexo melhora a detecção de infartos agudos do miocárdio (IAM) em mulheres
adultas com menos de 60 anos.
Se a data de nascimento não for inserida, o sistema definirá a data de nascimento
com o mês e o dia atuais, porém o ano será definido como 1948.
A análise ACI-TIPI não pode ser realizada em pacientes com menos de 16 anos.
1. No menu ECG, selecione ANÁLISE DE ECG 12 DERIV. São exibidas todas as
12 derivações do ECG.

2. Defina as seguintes informações (se necessário). Se ACI-TIPI estiver habilitado,


talvez seja necessário definir informações adicionais.

 ID TÉCNICO Selecione até quatro caracteres.


 CAMPO OPÇÃO Selecione até dois dígitos.
 NR PEDIDO Selecione até nove dígitos.

8-18 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de ECG

3. Selecione ECG DE 12 DERIV AGORA.


A mensagem EFETUANDO ANÁLISE -- AGUARDE é exibida durante cerca
de 30 segundos até a exibição do relatório da análise.
4. Selecione uma das seguintes opções:
 TRANSMITIR - IMPRIMIR Enviar o relatório para o sistema MUSE
para armazenamento e impressão na impressora local.
 TRANSMITIR Enviar o relatório para o sistema MUSE para
armazenamento.
 IMPRIMIR Imprimir a análise e as curvas em uma impressora a laser ou
somente a análise em uma impressora gráfica.
 APAGAR Apagar o relatório.
 VOLTAR Fechar o relatório.
OBSERVAÇÃO
É possível programar uma análise automática em 12 derivações (se tiver um
sistema MUSE) selecionando 12 DERIV AUTO e uma opção de tempo.
OBSERVAÇÃO
É possível gerar a análise ACI-TIPI separadamente selecionando ANÁLISE
ACI-TIPI e inserindo as informações necessárias do paciente.

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Problema Causa Solução

Transmissão de um relatório de 12 Existem problemas de comunicação com a Entre em contato com a manutenção.
derivações para um MUSE quando o ID do rede, com o Aware Gateway ou com o
relatório é inválido. sistema MUSE.
Os valores numéricos de ST são exibidos Se SIMPLES estiver selecionada para Altere a seleção de ANÁLISE para MULTI
somente para a derivação primária ANÁLISE, somente a derivação primária será DERIV.
(superior). usada no processamento.
Há falha na impressão de um relatório de Existe um erro na impressora. Se não conseguir solucionar o erro da
análise de 12 derivações. impressora, entre em contato com a
assistência técnica.
Existem problemas de comunicação com a Entre em contato com a manutenção.
rede
PAUSA ALARME ou permanentemente O médico pausou os alarmes. Reative os alarmes.
pausado
TODOS ALARMES: O monitor está no estado de liberação. Admita um paciente no monitor.
EFETUANDO ANÁLISE -- AGUARDE O monitor está analisando os dados do ECG. Esta é uma mensagem de procedimento
normal.
FAL DERIV
FALHA BE
Reaplique o eletrodo de acordo com as
FALHA PE Má qualidade do sinal do eletrodo.
recomendações do aplicativo do fabricante.
FALHA BD
FALHA V
ARR DES A detecção de arritmias está desligada. Esta é uma mensagem de procedimento
normal.
FALHA V2-V6 Cinco dos 10 fios foram retirados. Apague a mensagem selecionando o rótulo
do parâmetro de ECG > APAGAR FALHA
V2-V6.
LIBERADO O monitor está no estado de liberação. Admita um paciente no monitor.
APRENDENDO O monitor está aprendendo um novo padrão Esta é uma mensagem de procedimento
de ECG. normal.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 8-19


Monitoração de ECG

8-20 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


9 Monitoração de
pressões invasivas

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 9-1


Monitoração de pressões invasivas

Introdução
São fornecidos procedimentos operacionais para o local de pressão PVC. Outros
locais de pressão funcionam essencialmente da mesma forma, exceto o local de
pressão AP que pode incluir o recurso opcional Capilar da AP.

Visão Geral
A monitoração da pressão sangüínea invasiva usa um transdutor para converter as
variações de pressão em sinais elétricos. Os sinais elétricos são amplificados e
exibidos como curvas e valores numéricos de pressão.

Uma janela do parâmetro de pressão e uma curva rotulada são exibidas quando um
cabo do paciente é conectado ao monitor. A tela é atualizada a cada dois segundos.

1 3

2 4
518A

1 Valor sistólico
2 Valor da freqüência de pulso (ART, FEM, CAU)
3 Valor diastólico
4 Valor médio

Existem dois conectores do paciente de Pl no monitor. Dependendo da capacidade do


seu monitor, é possível usar um cabo adaptador em Y para monitorar dois locais por
conector do paciente de PS.

OBSERVAÇÃO
Quando tanto o local de pressão ART quanto o de pressão PIC são monitorados,
um valor da PPC é calculado e exibido na janela do parâmetro de pressão PIC. A
fórmula para PCC é o valor médio da pressão ART menos o valor da pressão
PIC.

9-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de pressões invasivas

Valores e nomes de locais de pressão


Os seguintes nomes de locais de pressão invasiva são suportados. O monitor exibe os
seguintes rótulos e valores da pressão.

arterial ART sistólica, diastólica, média e freqüência


femural FEM sistólica, diastólica, média e freqüência
arterial umbilical CAU sistólica, diastólica, média e freqüência
artéria pulmonar AP sistólica, diastólica e média
intracraniana PIC PPC e média
venoso umbilical CVU média
pressão venosa central PVC média
atrial esquerda AE média
atrial direita AD média
especial ES média

Rótulos dos locais padrão


Os rótulos dos locais padrão do conector do paciente de Pl:

 PS1 ART
 PS2 AP
 PS3 PVC
 PS4 AE
OBSERVAÇÃO
Os rótulos dos locais padrão em CIRURGIA são persistentes, o que significa que
são mantidos após a liberação do paciente do monitor.

Saída Analógica
Todas as saídas de pressão são de 10 mV/mmHg quando zeradas.

OBSERVAÇÃO
Um sinal de campainha é enviado para a saída analógica se a pressão não for
zerada.

 A pressão rotulada ART é enviada para a saída analógica.


 Se os dois locais de pressão estiverem rotulados com ART, a Pl1 é enviada para a
saída analógica.
 Se nenhum local de pressão estiver rotulado com ART, a Pl1 é enviada para a
saída analógica.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Recurso BBIA.
 Recurso PS Inteligente.
 Solução de problemas no nível clínico.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 9-3


Monitoração de pressões invasivas

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar a pressão, siga este procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Conecte um cabo do paciente ao conector do paciente de Pl no monitor.

3. Nivele os transdutores de acordo com as normas da unidade de tratamento. A GE


recomenda o nível BE/BD.

4. Retire o ar retido no sistema hidráulico. Para obter mais informações, consulte as


instruções do fabricante.

5. Zere os transdutores.

a. Retire toda a tubulação em excesso entre o transdutor e o paciente.

OBSERVAÇÃO
A GE recomenda que as linhas invasivas sejam zeradas somente na
válvula do transdutor. Zerar as pressões invasivas com quantidades
excessivas de tubulação entre o transdutor e a válvula poderá causar
mensagens de erro. Isso fará com que ocorra um retardo na obtenção das
informações sobre o parâmetro invasivo. Para obter mais informações,
consulte o(a) Solução de Problemas na página 9-8.

b. Coloque o transdutor no nível AE (eixo flebostático).

c. Feche a(s) válvula(s) reguladora(s) do transdutor para o paciente.

d. Abra a(s) válvula(s) de ventilação para o ambiente (ar atmosférico).

e. Pressione a tecla Zerar pressões.

f. Confirme que a referência zero foi estabelecida.

g. Feche a(s) válvula(s) de ventilação para o ambiente (ar atmosférico).

h. Abra a(s) válvula(s) reguladora(s) para o paciente.

6. Posicione o cateter no paciente.

7. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de


pressão.

8. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.

9. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

9-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de pressões invasivas

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de pressão. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

ESCALAS Selecionar o tamanho das curvas exibidas. Quanto maior for


o valor da escala, menor será a escala da curva.

 AUTO Ajusta a escala para a pressão ART do


paciente, as curvas com escalas Automáticas são
impressas em uma escala ligeiramente diferente da
escala de exibição.
 COMPLETA Permite selecionar o tamanho da escala
e posicionar na tela; à direita (D) ou à esquerda (E).
CURSOR Exibir uma linha horizontal com um valor numérico sobre a
curva para indicar um valor de pressão em uma posição
específica da curva.
APAGAR CURSOR Remover o cursor da curva.
LIMITES Selecionar os limites superior e inferior de alarme para
freqüência cardíaca, para as pressões sistólica, diastólica e
média. Um alarme soa quando ocorre um valor fora desses
limites.

OBSERVAÇÃO
O ajuste dos limites de FC afeta o traçado da pressão,
não afeta o nível do alarme de FC do ECG.
MUDAR NOME Selecionar o nome do local para o local de pressão
monitorado para obter um processamento exato da curva (por
exemplo, se estiver monitorando o local de pressão femoral,
selecione FEM).
ZERAR Zerar um único transdutor. Para zerar todos os transdutores,
pressione a tecla Zerar pressões.
FILTRO PS Selecione uma das seguintes opções de filtro:

 12 HZ Recomendada para monitoração típica.


 40 HZ Recomendada para processamento de
componentes de curvas de freqüência mais alta. Pode
resultar em valores elevados de pressão.
CALIBRAR TRANSDUTOR Ajustar o monitor para compensar erros do transdutor. É
possível identificar erros de pressão quando se mede a
calibração da pressão com outros instrumentos (por exemplo,
um manômetro).

 CAL# 100 Selecionar a porcentagem de erro quando


o erro de calibração é conhecido; (por exemplo, 102 se o
transdutor mediu 2% a mais).
 AJUSTAR PARA MMHG Selecionar os milímetros de
mercúrio.
VELOCIDADE Selecionar uma velocidade de varredura para a curva exibida.
Quanto menor for o valor da velocidade, mais lenta será a
velocidade (maior número de complexos).

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 9-5


Monitoração de pressões invasivas

Opção Função

BBIA OBSERVAÇÃO
Disponível somente no pacote de software CARDÍACO
com os locais dos parâmetros ART e FEM.

OBSERVAÇÃO
Não disponível no tipo de monitor-paciente NEONATAL -
UTI.

OBSERVAÇÃO
A especificação máxima do retardo da saída analógica
do ECG com filtro diagnóstico de ECG é menor que 35
milissegundos.

Ligar ou desligar o recurso. Mede o local de pressão arterial


(ART) e exibe as curvas de pressão e os valores numéricos
da pressão. Ela compensa as irregularidades nas ondas da
pressão causadas pelo uso de uma bomba de balão intra-
aórtico.
PS INTELIGENTE OBSERVAÇÃO
Disponível somente para os locais dos parâmetros ART
e FEM.

OBSERVAÇÃO
Não disponível no tipo de monitor-paciente NEONATAL -
UTI.

Ligar ou desligar o recurso. Este é um programa de rejeição


do artefato arterial (ART) que reduz alarmes associados a
zeragem do transdutor, limpeza rápida da tubulação do
sistema e retirada de sangue.
FORA PTE ALARME OBSERVAÇÃO
Disponível somente para os locais dos parâmetros ART
e FEM.

Ligar ou desligar o recurso. Isso detecta possíveis


desconexões do cateter. Quando ligado, se a pressão média
cair abaixo de 25 mmHg, um alarme de status do paciente de
Advertência soará e a mensagem DESCONEXÃO será
exibida na janela de parâmetro.
FREQ PULSO OBSERVAÇÃO
Disponível somente com os locais dos parâmetros ART,
FEM e CAU.

Ligar ou desligar o recurso para exibir os valores da


freqüência de pulso na janela de parâmetro.
AP CAPILAR OBSERVAÇÃO
Disponível somente com o local do parâmetro AP e no
pacote de software CARDIO-PULMONAR.

Faça uma medição do capilar da AP para acentuar a curva da


AP. Para obter mais informações, consulte o(a) Realização de
medições do capilar da AP na página 9-7.

9-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de pressões invasivas

Realização de medições do capilar da AP


Automático
Para realizar uma medição automática do capilar da AP, siga este procedimento.

1. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de AP.

2. No menu AP, selecione CAPILAR PULMONAR. Um único bipe soa e é exibida


a mensagem INFLAR BALÃO na janela do parâmetro de AP.

3. Infle o balão de acordo com a política e o procedimento da sua unidade. A


mensagem PROCESSANDO CAPILAR é exibida.

4. Para adicionar um cursor à curva em tempo real do capilar, selecione CURSOR


AP.

5. Esvazie o balão depois de três ou quatro ciclos respiratórios (não mais que 20
segundos).

A janela de informações REVISÃO DE CAPILAR PULMONAR exibe 20


segundos de dados compactados da curva, com os cursores horizontal e vertical
identificando o ponto de exalação final, o valor de CP e a hora da medição.

705B
6. Para alterar o valor calculado do capilar da AP, selecione MOVER CURSOR.
Ajuste o valor e selecione a tela principal para salvar o novo valor do cursor.

7. Para salvar esse valor do capilar da AP nos cálculos cardíacos e em SINAIS


VITAIS, selecione DÉBITO CARDÍACO.

OBSERVAÇÃO
Para alterar a velocidade de varredura da curva exibida, selecione
VELOCIDADE e selecione uma opção.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 9-7


Monitoração de pressões invasivas

Manual
Para iniciar manualmente uma medição do capilar da AP quando o balão não se
insufla automaticamente, siga este procedimento.

O monitor não consegue detectar um capilar da AP em determinadas condições do


paciente (por exemplo, valvulopatia, variação respiratória durante uma medição
automática do capilar da AP).

1. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de AP.

2. No menu AP, selecione INS PA/CAPILAR. A mensagem CAPILAR


MANUAL é exibida na janela do parâmetro de AP.

3. Infle o balão de acordo com a política e o procedimento da sua unidade.

4. Para adicionar um cursor à curva em tempo real do capilar, selecione CURSOR


AP.

5. Esvazie o balão depois de três ou quatro ciclos respiratórios (não mais que 20
segundos).

6. Selecione REVER CAPILAR para analisar os últimos 20 segundos de dados.

7. Para alterar o valor calculado do capilar da AP, selecione MOVER CURSOR.


Ajuste o valor e selecione MENU PRINCIPAL para salvar o novo valor do
cursor.

8. Para iniciar uma nova medição do capilar da AP, selecione NOVA CAPILAR.

OBSERVAÇÃO
Para alterar a escala da curva de pressão exibida, selecione ESC COMPL e
selecione uma opção de escala.

Para alterar a velocidade de varredura da curva exibida, selecione


VELOCIDADE e selecione uma opção.

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

9-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


10 Monitoração de PNI

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 10-1


Monitoração de PNI

Introdução
Visão Geral
A monitoração automática da pressão sangüínea não-invasiva usa o método de
medição oscilométrica. O método oscilométrico usa um transdutor sensível que mede
a pressão do manguito e as oscilações mínimas de pressão dentro do manguito para
determinar a pressão média e calcular as pressões sistólica e diastólica.

Uma exibição da janela de parâmetro é atualizada a cada dois segundos. Não existem
curvas.

1 2

3
4

5 6 7
708B

1 Valor sistólico

2 Valor diastólico

3 Valor da freqüência de pulso

4 Hora da última medição (formato de 24 horas)

5 Tamanho do manguito

6 Mensagem da determinação automática

7 O valor médio ou a pressão de insuflação do manguito durante uma medição

A pressão sangüínea de referência é a pressão sangüínea intra-arterial para as


populações: neonatal, pediátrica e adulta.

Depois da insuflação do manguito, o monitor começa a esvaziar e as oscilações do


manguito são medidas. Por fim, são calculadas as pressões sistólica, média e
diastólica e a exibição é atualizada.

O monitor esvazia o manguito um passo, sempre que detecta duas pulsações de


amplitude relativamente igual. O tempo entre esses passos de desinsuflação depende
da freqüência desses pulsos coincidentes (freqüência de pulso do paciente).
Entretanto, se o monitor não conseguir encontrar um pulso durante vários segundos,
ele irá esvaziar até o próximo passo. O processo de encontrar dois pulsos coincidentes
em cada passo propicia a rejeição de artefato devido à movimentação do paciente e
melhora a exatidão. No modo contínuo, alguns passos precisam somente de um pulso.

OBSERVAÇÃO
Os valores mudam para X quando nenhuma monitoração ocorrer durante mais de
15 minutos (CIRÚRGIA), duas horas (ADULTO - UTI) ou 12 horas
(NEONATAL - UTI).

10-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de PNI

Opções
O monitor suporta duas tecnologias de pressão sangüínea. Para determinar a
tecnologia neste monitor, selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR
MONITOR > PROGRAMA - CONFIGURAÇÃO. A tecnologia está listada em PNI.

Clássica DINAMAP

CUIDADO
UMALEITURAPNIPODEEXTRAPOLAROTEMPOSEESTIVE
RUSANDOUMABBIA Uma bomba de balão BBIA gera ondas
da pressão arterial não fisiológicas Estas ondas geram um sinal
oscilométrico que pode não ser interpretado pela Clássica
DINAMAP, ocasionando m tempo esgotado para a PNI.

A pressão sangüínea do paciente pode ser monitorada no dispositivo


da bomba do balão.

A primeira determinação bombeia inicialmente até uma pressão-alvo do manguito de


cerca de 160 mmHg para pacientes adultos/pediátricos ou de 110 mmHg para
neonatos, dependendo da pressão-alvo inicial pré-selecionada.

DINAMAP SuperSTAT
A primeira determinação bombeia inicialmente até uma pressão-alvo do manguito de
cerca de 135 mmHg para pacientes adultos ou de 110 mmHg para neonatos,
dependendo da pressão-alvo inicial pré-selecionada. Para permitir uma rápida
obtenção da pressão no manguito, o monitor momentaneamente insuflará para uma
pressão maior e imediatamente esvaziará até a pressão alvo.

Com uma determinação feita, o monitor armazena o padrão da oscilação da pressão


do paciente como uma função da pressão. Em qualquer medida subseqüente, podem
ser necessários para concluir o processo poucas etapas, no máximo quatro, de
movimentos de pressão. Ao usar poucas etapas de pressão, o sistema usará a
informação armazenada da medição da pressão sangüínea anterior para decidir as
melhores etapas de pressão a serem levadas em consideração. O monitor mede a
consistência do ganho da pulsação para saber se as oscilações ocorridas em uma etapa
foram boas e se serão necessários mais etapas.

Se a atual leitura da pressão sangüínea for similar à anterior, o monitor poderá usar
algumas informações da pressão sangüínea anterior na determinação atual.
Constantemente o monitor avalia os dados durante uma medição e tenta fazer uma
determinação da pressão sangüínea no menor tempo possível propiciando um maior
conforto ao paciente.

Se já se passou 16 minutos ou menos desde a última determinação e a pressão


sanguínea atual for igual a anterior, o monitor tentará fazer uma determinação
acelerada da pressão sanguínea.

Durante os ritmos irregulares, somente os pulsos da determinação atual são usados no


cálculo de valores da pressão sanguínea. Nesta ordem, para assegurar a capacidade de
rejeição do artefato adequado e um ótimo desempenho de PNI SuperSTAT, vários
critérios usados para igualar e qualificar os pulsos oscilométricos de cada passo da
pressão são relaxados enquanto se suplementa o critério com informação adicional do
ECG.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 10-3


Monitoração de PNI

OBSERVAÇÃO
(Adulto/Pediátrico somente) Quando o ECG é monitorado, a PNI SuperSTAT
pode determinar a pressão sangüínea na presença de ritmos cardíacos irregulares.
No início da determinação do PNI SuperSTAT, o coeficiente de variação dos
intervalos anteriores de 120 ECG R-R é usado para determinar a presença de um
ritmo irregular.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Métodos de medição oscilométrica versus auscultatória.


 Preparação do paciente.
 Recursos da monitoração de PNI.
 Solução de problemas no nível clínico.

Segurança
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de PNI.

ADVERTÊNCIA
O parâmetro PNI não medirá efetivamente a pressão sangüínea
em pacientes que apresentem convulsões ou tremores.

ADVERTÊNCIA
Os dispositivos que exercem pressão sobre o tecido têm sido
associados com púrpura, avulsão de pele, síndrome compartimental,
isquemia e/ou neuropatia. Para reduzir esses problemas potenciais,
especialmente quando se monitora com intervalos freqüentes ou
durante períodos prolongados de tempo, certifique-se de que o
manguito seja aplicado adequadamente e examine regularmente o
local deste e o membro distal ao manguito quanto a sinais de fluxo
sangüíneo obstruído.

ADVERTÊNCIA
O sistema é projetado para a utilização com manguitos de
mangueira dupla e tubulação. A utilização de manguitos de
mangueira única com tubulação de mangueira dupla pode gerar
dados inexatos e não-confiáveis da PNI.

ADVERTÊNCIA
Não coloque o manguito em um membro com fístulas A-V,
infusão intra-venosa ou qualquer área onde a circulação esteja
comprometida ou com comprometimento em potencial.

10-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de PNI

ADVERTÊNCIA
Não aplique pressão externa contra o manguito enquanto estiver
monitorando. Isso pode causar valores imprecisos de pressão
sangüínea.

ADVERTÊNCIA
Tenha cuidado ao colocar o manguito em uma extremidade usada
para monitorar outros parâmetros do paciente.

ADVERTÊNCIA
As arritmias aumentarão o tempo necessário para que o parâmetro
PNI calcule uma pressão sangüínea e poderá ainda prolongar o
tempo além da capacidade do parâmetro.

ADVERTÊNCIA
Somente para PNI SuperSTAT (Adulto/Pediátrico). O parâmetro
da PNI leva de um a três minutos para estabelecer o ritmo irregular
depois que o ECG é conectado. (O parâmetro PNI reaprenderá o
ritmo no caso de um erro na derivação, desconexão ou alternação da
derivação.)Em pacientes com ritmo irregular, espere três minutos
após o ECG ter sido conectado e a freqüência cardíaca do ECG ser
apresentada na tela do monitor antes de executar uma determinação
de PNI.

CUIDADO
A precisão da medida PNI depende do uso de um manguito de
tamanho adequado. É essencial medir a circunferência do membro e
selecionar o tamanho adequado do manguito.

CUIDADO
A freqüência do pulso, proveniente de uma determinação PNI
(medida), pode ser diferente da freqüência cardíaca proveniente de
uma curva ECG porque o parâmetro PNI mede os pulsos periféricos
reais e não os sinais elétricos ou a contração do coração. As
diferenças podem ocorrer porque ocasionalmente os sinais elétricos
do coração falham na produção de um pulso periférico ou o paciente
poderá ter baixa perfusão periférica. Da mesma forma, se a
amplitude de pulso do paciente entre batimentos variar
significativamente (por exemplo, devido a pulso alternante,
fibrilação atrial ou pelo uso de um ventilador artificial de ciclagem
rápida), as leituras de pressão sangüínea e de freqüência do pulso
podem ser irregulares e deve ser usado um método alternativo de
medição para confirmação.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 10-5


Monitoração de PNI

CUIDADO
Somente para PNI SuperSTAT (Adulto/Pediátrico) A
monitoração simultânea do ECG irá melhorar o desempenho da PNI
SuperSTAT com ritmo irregular.

OBSERVAÇÃO
Os sinais vitais de um paciente podem variar enormemente durante o uso de
agentes cardiovasculares como aqueles que aumentam ou reduzam a pressão
sangüínea ou aqueles que aumentam ou reduzam a freqüência cardíaca.

Monitoração
Para verificar se você está pronto para monitorar a PNI, siga este procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Conecte o cabo do paciente ao conector do paciente de PNI no monitor.

3. Selecione um manguito adequado para o tamanho do membro.

4. Coloque o manguito no paciente.

5. Verifique se os tubos entre o manguito e o monitor não estão dobrados ou


bloqueados.

6. Verifique se o tamanho correto do manguito está selecionado no menu PNI.

7. Inicie uma leitura de PNI.

8. Verifique se os dados do paciente são exibidos na janela de parâmetro de PNI.

9. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela de parâmetro de PNI. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

10-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de PNI

Opção Função

PNI AUTO Desligar a determinação automática ou selecionar o


intervalo de tempo para fazer medições automáticas de PNI.
O ajuste padrão é cinco minutos.

Um cronômetro regressivo é exibido na janela de parâmetro


de PNI quando o intervalo de tempo for inferior a 60
minutos.

Para sincronizar as medições de PNI com os horários reais


do relógio, altere a opção PADRÕES DO MONITOR > PRÉ-
CONFIGURAR TELA > SINC REL PNI para LIG.

ADVERTÊNCIA
Verifique periodicamente a circulação do membro do
paciente distal do manguito. Verifique freqüentemente
quando usar PNI Auto em intervalos de um ou dois minutos.
Não são recomendados intervalos inferiores a 10 minutos
para períodos de tempo prolongados.

CUIDADO
DESLIGAR MODO PNI AUTO Ao selecionar a opção
IRPARAESPERA ou a tecla Espera, o modo PNI AUTO se
desliga automaticamente.

PNI CONT OBSERVAÇÃO


Não disponível no tipo de monitor-paciente
NEONATAL - UTI.

Iniciar cinco minutos de medições automáticas, contínuas e


seqüenciais de PNI.

Quando iniciadas, começa a insuflação do manguito, é feita


uma medição e os valores da pressão sistólica, diastólica e
média são exibidos. Daí em diante, o valor sistólico é
exibido após o início da medição, mas antes dos outros
valores de pressão estarem concluídos. O monitor emite um
bipe quando todos os valores estiverem concluídos.

Pressione a tecla PNI lig/desl para interromper as


medições.

REVER PNI Rever as 96 medições anteriores de PNI, com menos de 24


horas, na janela de informações SINAIS VITAIS.

LIMITES PNI Selecionar os limites de alarme inferior e superior para as


pressões média, diastólica e sistólica. Um alarme soa
quando ocorre um valor fora desses limites.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 10-7


Monitoração de PNI

Opção Função

MANGUITO Selecionar o tipo de manguito da PNI usado no paciente


(ADULTO, PEDIÁTRICO ou NEONATAL).

ADVERTÊNCIA
O tamanho correto do manguito deve ser selecionado
para se obter dados confiáveis de PNI e evitar sobrepressão
no uso neonatal ou pediátrico.

OBSERVAÇÃO
Você deve selecionar APAGAR MENSAGEM depois
de alterar esse ajuste para a pressão-alvo entrar em
efeito.

APAGAR MENSAGEM Remover todos os valores da janela de parâmetro de PNI,


remover as mensagens de PNI da tela e remover todas as
informações de PNI do histórico de SINAIS VITAIS.

CONFIG PERSON AUTO


CUIDADO
As alterações feitas nestas configurações de controle são
persistentes. Elas são recuperadas quando um paciente é
liberado do monitor.

OBSERVAÇÃO
Disponível somente na versão 6 ou mais recente do
software.

Criar uma série personalizada de medições automáticas de


PNI, incluindo o intervalo de tempo entre medições e o
número de medições a serem realizadas. Para obter mais
informações, consulte o(a) Configurar medições
automáticas personalizadas de PNI na página 10-9.

PRESSÃO DE Selecionar a pressão-alvo de insuflação para a primeira


INSUFLAÇÃO INICIAL medição de PNI. As opções variam de acordo com o
tamanho do manguito.

OBSERVAÇÃO
Você deve selecionar APAGAR MENSAGEM depois
de alterar esse ajuste para a pressão-alvo entrar em
efeito.

OBSERVAÇÃO
A PNI SuperSTAT irá superinsuflar brevemente até
ultrapassar a pressão de insuflação inicial e depois
baixar passo a passo até a pressão correta. Para o
benefício do conforto do paciente, reduza a pressão
inicial de insuflação padrão.

FREQ PULSO OBSERVAÇÃO


Disponível somente na versão 6 ou mais recente do
software.

Ligar ou desligar o recurso para exibir os valores da


freqüência de pulso na janela de parâmetro quando o ajuste
da tela for 3 CURVAS IND.

10-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de PNI

Padrões do Usuário
Configurar medições automáticas personalizadas de PNI
Para definir até quatro séries de medições automáticas individuais de PNI, siga este
procedimento.

CUIDADO
As alterações feitas nestas configurações de controle são
persistentes. Elas são recuperadas quando um paciente é liberado do
monitor.

OBSERVAÇÃO
Disponível somente na versão 6 ou mais recente do software.

1. Selecione o rótulo da janela de parâmetro de PNI.


2. Selecione Config person auto. A janela Config person auto é exibida. Existem
quatro seções de SÉRIE PS
3. Para definir a primeira série de medições, siga este procedimento.
a. Selecione 1A SÉRIE PS.
b. Selecione o intervalo de tempo entre medições nas opções disponíveis (de 1
minuto a 4 horas).
c. Selecione REPETIR.
d. Selecione o número de vezes em que a medição será repetida (de 1a 25 vezes
ou continuamente até ser interrompida manualmente).
4. Repita 3 para cada série (2A, 3A e 4A).
5. Para iniciar o ciclo de medição automática, selecione INICIAR PERSON AUTO.
O ciclo de medição se inicia pela primeira série, conclui o número definido de
vezes de cada medição e, em seguida, passa para a segunda, terceira e quarta
séries. Se uma série não estiver definida ou estiver desligada, ela é ignorada e a
próxima série do ciclo é iniciada.
6. Para alterar uma série enquanto estiver em andamento, selecione o rótulo da
janela de parâmetro de PNI e selecione CONFIGURAR SÉRIE.
 Para interromper uma das séries definidas, selecione SÉRIE > DESL.
 Para interromper as medições de uma das séries definidas, selecione
REPETIR > DESL.

Notificação do Cancelamento do PNI Auto


Se o monitor estiver configurado para obter medições automaticamente (PNI AUTO)
e ocorrer um tempo limite ou tempo máx. excedido, a medição automática será
cancelada, a mensagem DESLIGAR AUTO será exibida na janela de parâmetro de
PNI e um alarme de status do sistema irá soar.

Para ajustar os níveis dos alarmes de status do sistema, selecione OUTROS MENUS
> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO MONITOR > PNI
INDETERMINADA e selecione AVISO STM ou ADVERT. STM. Este padrão de
monitor controla ambos, nenhuma determinação e bomba fora do tempo.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 10-9


Monitoração de PNI

Silenciar Alarme PNI Estendido


Para estender silenciar alarme, siga este procedimento.

1. Liberação do paciente.

2. Selecione OUTROS MENUS> CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR >PRÉ-CONFIGURAR TELA.

3. Na janela de informações CONFIGURAÇÃO DO MONITOR, localize a opção


SILENCIAR ALARME PNI e SELECIONAR > 1 MINUTO.

4. Pressione a tecla Silenciar alarme/Admitir.

O alarme PNI fica silenciado até que você altere a configuraçãoSILENCIAR


ALARME PNI para NORMAL ou libere o paciente.

Todos os alarmes de status do paciente que ocorrerem enquanto os alarmes estiverem


silenciados são armazenados no HISTÓRICO DOS ALARMES (como uma
MENSAGEM de status do paciente).

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

OBSERVAÇÃO
As seguintes mensagens são exibidas até que a próxima medição seja iniciada ou
apagada manualmente.

Problema Resposta do Monitor Solução

INSUFLAÇÃO ACIM 5 MIN Certifique-se de que não existe ar no


manguito e tente uma medição manual.

FALHA DESINSUFLAÇÃO, RETIRE O Retire o manguito e entre em contato com a


MANGUITO Interrompe a medição automática de PNI manutenção.
depois de UMA mensagem.
MAU FUNCIONAMENTO MÓDULO PNI Entre em contato com a manutenção.

PRESSÃO EM EXCESSO Retire o manguito e entre em contato com a


manutenção.

TEMPO MÁXIMO EXCEDIDO Verifique a colocação do manguito e tente


uma medição manual.

BOMBAFORADETEMPO Verifique as conexões entre o manguito e o


monitor, verifique se os anéis de vedação
(Falha na insuflação ou vazamento de dos conectores estão gastos e tente uma
pressão.) Interrompe a medição automática de PNI medição manual.
após DUAS mensagens.
FORADOTEMPO Verifique se o paciente não está se
movendo em excesso ou apresentando
(Nenhuma medição por mais de três uma condição de arritmia e tente uma
minutos para pacientes adultos e medição manual.
pediátricos ou de 90 segundos para
pacientes neonatais.)

10-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


11 Monitoração da SpO2

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-1


Monitoração da SpO2

Introdução
Visão Geral
A monitoração não-invasiva da SpO2 mede a quantidade de hemoglobina oxigenada e
a freqüência do pulso por meio da medição da absorção das ondas de luz
selecionadas. A luz gerada no sensor passa pelo tecido e é convertida em um sinal
elétrico pelos fotodetectores no sensor.

O monitor processa o sinal elétrico e exibe os valores digitais para SpO2 e para
freqüência de pulso. Uma janela de parâmetro é exibida quando um cabo do paciente
é conectado ao monitor. A tela é atualizada a cada dois segundos.

719A

1 Indicador de intensidade do sinal

2 Valor da freqüência de pulso derivada

3 Valor de SPO2

Também é exibida uma curva de SpO2. Os exemplos a seguir mostram uma curva de
boa qualidade e outra de má qualidade. As curvas de má qualidade exibem um
artefato de movimento. A existência de movimento no local da sonda é indicado pelos
picos de ruído na curva normal.

687A
Curva de boa qualidade

031A
Curva de má qualidade

11-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

Considerações sobre a monitoração do parâmetro primário


Quando o ECG for desligado, o parâmetro de SPO2 torna-se o parâmetro primário de
monitoração do paciente. As seguintes condições se aplicam quando o ECG estiver
desligado.

 Os padrões dos níveis dos alarmes de status do paciente dos parâmetros de SPO2
e de freqüência de SPO2 são ADVERTÊNCIA.
 Os padrões dos níveis dos alarmes de status do sistema Proc. Pul de SpO2 e
Sensor SpO2 Des são ADVERTÊNCIA.
 SpO2 se torna a seleção CURVA 1 para impressão e exibição de curvas.

Opções de configuração
Para determinar a opção em execução no monitor, consulte o lado direito do monitor,
ao lado dos conectores do paciente. Haverá uma etiqueta com Masimo SET, Nellcor
OxiMAX ou Ohmeda. Essa etiqueta indica a opção de tecnologia instalada no
monitor.

OBSERVAÇÃO
O cabo do paciente deve se conectar facilmente ao conector do paciente. Não use
força em excesso para conectar o cabo. Se o cabo do paciente não se encaixar
facilmente no conector do paciente, é provável que o cabo apropriado não seja
apropriado para a opção de configuração habilitada.

Masimo
As seguintes diretrizes de medição se aplicam ao Masimo SET:

 O período de tempo para obtenção de uma média das medições é ajustável.


 O ajuste padrão para todos os tipos de monitor-paciente é de oito segundos.
 A oximetria de pulso é calibrada para exibir a saturação funcional.
 O indicador de intensidade do sinal denota a qualidade do sinal. Nenhum
asterisco indica baixa qualidade do sinal; três asteriscos indicam alta qualidade
do sinal.
 Só funciona com os sensores Masimo LNOP ou LNCS.
 Os sensores Masimo LNOP ou LNCS não medem invasivamente a freqüência de
pulso e a quantidade de hemoglobina oxigenada.
 A posse ou a compra deste dispositivo não implica em qualquer licença expressa
ou implícita para usar o dispositivo com a substituição não autorizada de peças
que, separadamente, ou em combinação com este dispositivo, recaiam no âmbito
de uma ou mais patentes relacionadas a este dispositivo.
OBSERVAÇÃO
Com o movimento, a curva pletismográfica é freqüentemente distorcida e pode
ser obscurecida pelo artefato. Com a tecnologia Masimo SET, a curva de SpO 2
não é uma indicação da validade ou da qualidade do sinal. Mesmo com uma
curva de SpO2 obscurecida por artefato, a tecnologia Masimo SET é capaz de ler
através do ruído e localizar a pulsação arterial.

Use as seguintes diretrizes quando utilizar sensores LNOP ou LNCS:

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-3


Monitoração da SpO2

ADVERTÊNCIA
CABOS E SENSORES MASIMO SET NÃO deixe os sensores
ou os cabos do paciente imersos em água, solventes ou soluções de
limpeza. NÃO reutilize sensores destinados ao uso em um único
paciente. NÃO esterilize os sensores ou os cabos do paciente por
irradiação, vapor ou óxido de etileno.

CUIDADO
CABOS E SENSORES MASIMO SET Pode ser causado dano
tecidual pela aplicação incorreta ou uso de um sensor LNOP ou
LNCS, por exemplo, ao apertar muito o sensor. Inspecione o local
do sensor, como especificado nas instruções de uso do sensor para
garantir a integridade da pele e o correto posicionamento e adesão
do sensor.

 Não use sensores LNOP ou LNCS avariados.


 Não use um sensor LNOP ou LNCS com componentes ópticos expostos.
 Não deixe o sensor imerso em água, solvente ou óxido de etileno. Consulte as
instruções de limpeza nas instruções de uso dos sensores reutilizáveis Masimo
LNOP ou LNCS.
 Desconecte sempre o sensor LNOP ou LNCS do cabo antes do reposicionamento
do sensor. Reconecte o cabo ao sensor LNOP ou LNCS após ter sido
reposicionado.

Nellcor
As seguintes diretrizes de medição se aplicam ao Nellcor:

 O período de tempo para obtenção de uma média das medições é ajustável.


 A oximetria de pulso é calibrada para exibir a saturação funcional.
 O indicador de intensidade do sinal denota a qualidade do sinal. Nenhum
asterisco indica baixa qualidade do sinal; três asteriscos indicam alta qualidade
do sinal. O indicador de intensidade do sinal não é proporcional à amplitude do
pulso.
 A curva de SPO2 corresponde à curva da pressão arterial (mas não é proporcional
a ela).
Siga as seguintes diretrizes quando utilizar acessórios e sensores OxiMAX para
SpO2:

ADVERTÊNCIA
Os corantes intravasculares (como verde de indocianina, azul de
metileno, etc.) e pele com pigmentos escuros podem afetar
negativamente as leituras de SpO2.

ADVERTÊNCIA
O desempenho da oximetria poderá ser prejudicado quando a
perfusão do paciente for baixa ou a atenuação do sinal for alta.

11-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

OBSERVAÇÃO
O recurso Segundos-Sat possui uma rede de segurança projetada para pacientes
cuja saturação fica freqüentemente fora dos limites, mas não permanece fora dos
limites durante um tempo suficiente para que o limite de Segundos-Sat seja
alcançado. Quando ocorrem três ou mais violações de limite dentro de 60
segundos, um alarme soa, mesmo que o limite de Segundos-Sat não tenha sido
alcançado.

OBSERVAÇÃO
Segundos-Sat só fica disponível quando o bloco de parâmetros de SpO2 estiver
no tamanho completo.

 Inspecione periodicamente os sensores e os cabos de extensão e interrompa o seu


uso se houver problemas com eles.
 Não deixe os sensores imersos.
 Não use instrumentos de PNI ou de constrição no mesmo segmento do sensor de
SpO2.

Ohmeda
As seguintes diretrizes de medição se aplicam à oximetria Ohmeda da GE:

 Será feita a média das medições realizadas em adultos durante um período de


nove segundos.
 Será feita a média das medições realizadas em neonatos durante um período de
doze segundos. Esse tempo mais longo para obter a média diminui os falsos
alarmes de artefato de movimento do paciente.
 A oximetria de pulso é calibrada para exibir a saturação funcional.
 O indicador de intensidade do sinal denota a qualidade do sinal. Nenhum
asterisco indica baixa qualidade do sinal; três asteriscos indicam alta qualidade
do sinal. O indicador de intensidade do sinal não é proporcional à amplitude do
pulso.
 É possível usar sensores compatíveis com a tecnologia Nellcor R-Cal.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Fatores que contribuem para medições inexatas.


 Preparação do paciente.
 Informações do Masimo SET.
 Informações de gerenciamento de alarmes do Segundos-Sat Nellcor.
 Solução de problemas no nível clínico.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-5


Monitoração da SpO2

Segurança
Geral
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de SpO2.

ADVERTÊNCIA
VALIDADE DE DADOS Não exponha o detector do sensor a um
ambiente fortemente iluminado durante a monitoração de um
paciente. Poderá resultar em um sinal fraco.

ADVERTÊNCIA
VALIDADE DE DADOS Não deixe a fita adesiva bloquear os
fotodetectores do sensor.

ADVERTÊNCIA
SEGURANÇA DO PACIENTE Uma mudança periódica do local
do sensor pode ser necessária em uma monitoração prolongada.
Mova o sensor se houver qualquer sinal de irritação na pele ou
circulação prejudicada. Mude o local do sensor no mínimo a cada
quatro horas para evitar necrose isquêmica da pele. Seja
particularmente cuidadoso ao monitorar neonatos. Se necessário,
reduza os períodos de aplicação pela metade do tempo recomendado
acima. Se um sensor estiver danificado, de qualquer forma,
interrompa imediatamente a sua utilização.

ADVERTÊNCIA
APNÉIA Um oxímetro de pulso NÃO deve ser usado como um
monitor de apnéia de pausa respiratória .

ADVERTÊNCIA
CABOS Direcione todos os cabos para longe da garganta do
paciente para evitar um possível estrangulamento.

ADVERTÊNCIA
ADVERTÊNCIA ANTECIPADA Um oxímetro de pulso deve ser
considerado como um dispositivo de advertência antecipada. Assim
que for indicada uma tendência para desoxigenação do paciente,
devem ser analisadas amostras sangüíneas por um oxímetro de CO
laboratorial para esclarecer completamente a condição do paciente.

11-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

ADVERTÊNCIA
RISCO DE EXPLOSÃO Não monitore a SpO2 na presença de
anestésicos inflamáveis ou de outras substâncias inflamáveis em
combinação com ar, em ambientes ricos em oxigênio ou na presença
de óxido nitroso.

ADVERTÊNCIA
MEDIÇÕES INEXATAS As medições inexatas podem ser
causadas por várias condições mecânicas ou do paciente. Estas
condições incluem por exemplo: pulsações venosas; hipotensão;
vasoconstrição grave; anemia grave; hipotermia; choque; parada
cardíaca; tensão do sensor; colocação do sensor na mesma
extremidade como um manguito de pressão sangüínea, cateter
arterial ou linha intravascular; ou oclusão arterial próxima ao sensor.

ADVERTÊNCIA
SUBSTÂNCIAS INTERFERENTES A carboxi-hemoglobina
pode elevar erradamente as leituras de SpO2. O nível de aumento é
aproximadamente igual à quantidade de carboxi-hemoglobina
presente. Corantes, ou qualquer substância que contenha corantes,
que alteram a pigmentação arterial podem causar leituras errôneas.

ADVERTÊNCIA
INTERFERÊNCIA EM IRM Não monitore a SpO2 ou use
sensores de SpO2 durante varreduras de imagem por ressonância
magnética (IRM). A corrente induzida poderia potencialmente
causar queimaduras. A monitoração de SpO2 pode afetar a IRM e a
unidade de IRM pode afetar a exatidão das medições da oximetria.

OBSERVAÇÃO
Leia toda a documentação que acompanha os sensores para obter informações
específicas de segurança.

Neonatos e Crianças
As seguintes precauções se aplicam à monitoração de pacientes neonatos e crianças.

ADVERTÊNCIA
A apresentação de valores inexatos da oximetria de pulso (SPO2)
tem sido relacionada à presença de sinal com baixa intensidade ou a
artefato devido a movimentos do paciente durante a análise do sinal.
Esta condição é a mais provável de ser encontrada quando o monitor
for utilizado com neonatos ou crianças. Essas mesmas condições nos
adultos não afetam os valores com a mesma intensidade.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-7


Monitoração da SpO2

Use os seguintes critérios na medição de SpO2 em neonatos e crianças.

 A freqüência do pulso periférico (FPP), conforme determinado pela função de


SpO2, deve estar dentro de 10% da freqüência cardíaca do ECG.
 O indicador de intensidade do sinal de SpO2 deve ter dois ou três asteriscos
exibidos.

Monitoração
Para verificar se está pronto para monitorar SpO2, siga este procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Conecte o cabo do paciente ao conector de SpO2 do paciente no monitor.

3. Posicione o sensor no paciente. Consulte as instruções do fabricante para obter


mais informações sobre a colocação.

4. Verifique se os dados do paciente são exibidos na janela de parâmetro de SpO2.

5. Verifique a validade e o sinal dos dados:

a. O indicador de intensidade do sinal exibe um sinal intenso.

b. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.

6. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

OBSERVAÇÃO
Se as medições não parecerem razoáveis, verifique os sinais vitais do paciente
por meios alternativos e, em seguida, verifique o correto funcionamento de SpO2
do monitor.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela de parâmetro de SpO2. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

11-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

Ohmeda, Nellcor e Masimo


As seguintes configurações controlam a monitoração da oximetria de pulso para todas
as opções de configuração.

Opção Função

AMPL Selecionar o tamanho da curva exibida.

OBSERVAÇÃO
Quando estiver usando o recurso Segundos-Sat
Nellcor, selecione 1X.

FREQ Ligar ou desligar o recurso para exibir os valores da


freqüência de pulso na janela de parâmetro.

VOL FREQ Selecionar o volume em que o tom da freqüência de pulso


irá soar quando um pulso de SpO2 for detectado. Esse tom
tem altura variável. A altura do tom diminui à medida que o
nível de saturação do paciente decresce. Quanto mais baixa
for a configuração, mais baixo será o tom.

OBSERVAÇÃO
Quando o volume do tom do pulso é desligado o
volume QRS do ECG também desliga
automaticamente.

LIMITES DE SPO2 Selecionar os limites superior e inferior dos alarmes para a


porcentagem e freqüência de pulso (batimentos por minuto)
de SpO2. Um alarme soa quando ocorre um valor fora
desses limites.

VELOCIDADE Selecionar uma velocidade de varredura para a curva


exibida.

Ohmeda e Masimo
As seguintes configurações controlam a monitoração da oximetria de pulso para as
opções de configuração Ohmeda e Masimo.

Opção Função

PERSISTENTE Ligar ou desligar o recurso. Quando ligado, uma


ADVERTÊNCIA de status do sistema O SENSOR ESTÁ
FORA DO PACIENTE é exibida na janela de parâmetro de
SpO2 quando o cabo do paciente é desconectado. A janela
de parâmetro e a curva ainda são exibidas.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-9


Monitoração da SpO2

Nellcor
As seguintes configurações controlam a monitoração da oximetria de pulso para a
opção de configuração Nellcor.

Opção Função

SEGUNDOS SAT Selecione o tempo em que a saturação de SpO2 pode ficar


fora dos limites definidos antes de soar um alarme.

 DESL Qualquer violação dos limites de alarme


causa instantaneamente um alarme.
 10 a 100 Segundos de saturação. Selecionável em
intervalos de 5 segundos de saturação. A definição
padrão é DESL.
O método de cálculo de saturação é o seguinte: O número
de pontos percentuais na saturação de SpO2 fora do limite
de alarme é mutiplicado pelo número de segundos que
permanece fora do limite. Isto pode ser estabelecido como a
equação pontos x segundos = segundos de saturação,
onde pontos é igual a pontos percentuais de SpO2 dentro ou
fora do limite, e segundos é igual ao número de segundos
em que SpO2 permanece naquele ponto fora do limite.

Os limites de alarme superior e inferior de SpO2 são


definidos do mesmo modo que os alarmes tradicionais.

OBSERVAÇÃO
Quando Segundos-Sat estiver ligado, o indicador de
intensidade do sinal não é exibido. Nesse evento,
verifique a amplitude da curva para determinar a
intensidade do sinal. Verifique se a configuração de
AMPL (escala da curva) é 1X.

RESPOSTA Selecionar o tempo médio (velocidade de resposta) para


alterações na medição de SpO2 de um paciente.

 Normal Relata as alterações dentro de quatro a seis


segundos em condições de movimentação zero.
 Rápida Relata as alterações em menos de quatro
segundos em condições de movimentação livre.

11-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

Masimo
As seguintes configurações controlam a monitoração da oximetria de pulso para a
opção de configuração Masimo.

Opção Função

SENSIBILIDADE Selecionar a sensibilidade do sensor.

 NORMAL Selecionar para a monitoração normal do


paciente.
 MÁXIMO Selecionar para obter um melhor
desempenho da perfusão baixa e um
acompanhamento mais rápido das alterações na
saturação de SpO2.

CUIDADO
A configuração MÁXIMO retarda os alarmes de detecção
de O SENSOR ESTÁ FORA DO PACIENTE .

MÉDIA
CUIDADO
Um tempo médio aumentado pode retardar a
inicialização, causar detecção errônea de valores mínimos
de parâmetros, perda de alarmes e retardos na detecção de
dessaturação e ressaturação.

Selecionar o tempo médio do sensor. Quanto mais alta for a


configuração, mais estável será a leitura. A configuração
padrão é oito segundos.

OBSERVAÇÃO
Nas configurações de dois e de quatro segundos, o
tempo médio real pode variar de dois a quatro e de
quatro a seis segundos.

RETARDO DE ALARME Selecione o tempo no qual os valores de SpO2 podem cair


fora dos limites de SpO2 antes que um alarme soe. As
opções são de 5 a 15 segundos. Oajuste padrão é cinco
segundos.

No caso do valor de saturação ficar mais do que 4% abaixo


do limite inferior de saturação, o retardo do alarme será
cinco segundos.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-11


Monitoração da SpO2

Oxímetro de pulso Nellcor 395


Conexão
Use o diagrama a seguir para conectar um oxímetro de pulso à porta AUX no monitor.

401A

Cabo de alimentação

Cabo padrão categoria 5

Kit de cabos Nellcor 395 DIDCA

Fonte de alimentação AC

Use o diagrama a seguir para conectar oxímetros de dois pulsos às portas AUX no
monitor e na estação de encaixe.

402A

11-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da SpO2

Diretrizes
Quando estiver obtendo dados do paciente deste oxímetro de pulso externo, lembre-se
das seguintes diretrizes.

 O monitor usa os níveis dos alarmes de saturação e freqüência de SpO2 conforme


definido na janela de informações NÍVEL DO ALARME PARÂMETRO (menu
NÍVEL DO ALARME PARÂMETRO).
 O monitor soa e exibe alarmes para violações de limites dos alarmes externos,
Sensor SpO2 Des e Proc. Pul de SpO2. Quaisquer configurações de alarmes para
o monitor não se aplicam ao dispositivo externo.
 A estação central exibe mensagens de alarme e destaca a janela em visualização
única ou múltipla que está exibindo a condição de alarme.
 Os dados de SpO2 do oxímetro de pulso podem ser visualizados em alarme por
meio do monitor.
 Pode-se usar sensores Nellcor Oxismart XL, compatíveis com Nellcor R-Cal ou
Nellcor R-Cal.
A tabela a seguir identifica quais condições se aplicam ao monitor e a outros
dispositivos de rede quando os dados da SpO2 são obtidos de um oxímetro externo.

Condições de parâmetros externos

Dados de tendência de O monitor exibe os dados de tendência da saturação e


SpO2 freqüência externos de SpO2 com os seguintes rótulos para
identificar se as informações são do primeiro ou do segundo
oxímetro externo.

 SPOX1-% ou SPOX2-% (saturação)


 SPOX1-R ou SPOX2-R (taxa)

Bloco de parâmetros de A estação central não exibe o bloco de parâmetros de SpO2. O


SpO2 monitor exibe o nível de saturação de oxigênio e da freqüência
de SpO2.

Menu de parâmetros de O monitor não exibe um menu de parâmetros de SpO2 ou as


SpO2 opções de menu selecionáveis.

Exibição da curva de O monitor não exibe uma curva de parâmetros externos de


SpO2 SpO2.

Parâmetro de O monitor não permite que o parâmetro externo de SpO2 seja o


monitoração secundário parâmetro de monitoração primário.

Prioridade de exibição O monitor não permite que o parâmetro externo de SpO2 tenha
do parâmetro uma prioridade de exibição mais alta do que o parâmetro
secundário interno de SpO2. Por esse motivo, o monitor exibe o parâmetro
interno (primário) de SpO2 antes de um parâmetro externo
(secundário) de SpO2.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 11-13


Monitoração da SpO2

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

PROC. PUL DE SPO2 Procurar um pulso válido para fins de


cálculo da saturação, quando um sensor
válido estiver conectado.

SENSOR ESTÁ FORA DO PACIENTE Nenhum dado é exibido porque o sensor


está desconectado, inválido ou não está
mais no paciente.
Verifique o paciente e o sensor.
SINAL BAIXA QUAL Os dados são exibidos, mas a qualidade do
sinal é duvidosa.

DETECT BAIXA QUAL DO SINAL Nenhum dado é exibido devido ao pulso


baixo do paciente, movimentos do paciente
ou outra interferência.

MAU FUNC. DO SENSOR OU MÓDULO Nenhum dado é exibido devido à falha do Substituir o cabo e o sensor.
(somente Masimo SET) equipamento ou sensor não reconhecido.

11-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


12 Medição de débito
cardíaco

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 12-1


Medição de débito cardíaco

Introdução
Visão Geral
OBSERVAÇÃO
Este parâmetro está disponível somente com o pacote de software
CARDIOPULMONAR.

O programa de débito cardíaco (DC) permite a medição do débito cardíaco usando


um cateter de termodiluição. Um valor numérico e uma curva de queda em tempo real
do débito cardíaco são exibidos.

Uma janela de parâmetro é exibida quando um cabo do paciente é conectado ao


monitor. A tela é atualizada a cada dois segundos. Não é exibida a curva, a não ser
que você esteja realizando um procedimento de injeção.

2
520A

1 Valor da temperatura do sangue

2 Indicação de data/hora do último cálculo salvo

3 Última média de cálculo salva

A realização de um teste cardíaco permite executar várias medições e apagar as não


desejadas. Até quatro medições são retidas e incluídas no valor médio. O programa
calcula automaticamente a média dessas medições e, quando salva, insere o valor
médio nos cálculos cardíacos e em TEND GRÁFICAS. O monitor pode salvar até 20
cálculos.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Informações da curva de queda do débito cardíaco.


 Técnicas clínicas que podem ajudar na obtenção de um débito cardíaco exato.
 Preparação do paciente (configuração do sensor de banho e em linha).
 Informações sobre o programa de débito cardíaco.
 Solução de problemas no nível clínico.

12-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Medição de débito cardíaco

Medição
Para confirmar se você está pronto para monitorar o DC, siga este procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Conecte o cabo do paciente ao conector do paciente de Temp/DC no monitor.

3. Posicione o paciente.

4. Verifique se o sensor em linha está conectado à tubulação ou se a sonda do banho


está detectando corretamente a temperatura do injetado.

5. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de DC.

6. Confirme se o monitor está pronto para os testes de débito cardíaco.

7. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.

8. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

9. Verifique se o fornecedor, tamanho e constante do cateter swan estão corretos.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro DC. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

OBSERVAÇÃO
Se você alterar as seleções de USAR, CATETER, TEMP INJET, TAMANHO
ou de VOL INJETADO durante ou depois de iniciar um teste cardíaco, os testes
salvos no histórico são apagados. Os cálculos salvos não são apagados ou
alterados. Todos os novos testes e cálculos usam os novos valores selecionados.

Opção Função

APAGAR MEDIDAS Selecionar e apagar testes não desejados. Até quatro testes
são salvos; quando um novo teste é feito, o teste mais
antigo é apagado.

CÁLCULOS CARDÍACOS Acessar o programa de cálculos cardíacos. Para obter mais


informações, consulte o(a) Cálculos Cardíacos na página 6-
8.

DC AGORA Realizar uma medição manual do débito cardíaco quando


for exibida a mensagem INJETAR AGORA! . As injeções
manuais podem ser as preferidas nos pacientes com
flutuações extremas na temperatura do sangue.

LIMITES DE TS Selecionar os limites de alarme e a unidade de medição da


temperatura do sangue. Um alarme soa quando ocorre um
valor fora desses limites.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 12-3


Medição de débito cardíaco

Opção Função

IMPRIMIR CURVA DC Imprimir a curva em tempo real exibida. É exibida uma


mensagem IMPR: MANUAL quando a curva está sendo
impressa.

MODO AUTO Ligar ou desligar as medições automáticas. O monitor


procura uma linha de base estável fazendo a média de
aproximadamente 8,5 segundos da temperatura do sangue
do paciente e exibe a mensagem INJETAR QUANDO
PRONTO quando uma linha de base estável for
estabelecida.

USAR Antes do procedimento de injeção ser iniciado, selecione


um dos valores de pressão sangüínea para ser fatorado no
cálculo cardíaco:

CATETER Antes do procedimento de injeção iniciar, selecione o tipo


correto de cateter. O monitor o orienta sobre as opções
TEMP INJET, TAMANHO e VOLUME INJETADO para
garantir uma configuração correta.

Se você selecionar OUTRO, deve selecionar um valor para


CONSTANTE DE COMPUT. Consulte a documentação
fornecida pelo fabricante do cateter para obter o valor
correto.

TEMP INJET Selecionar o tipo de sonda do injetado.

AMPL Selecionar o tamanho do cateter (Francês).

VOL INJETADO Selecionar o volume do injetado.

CONSTANTE DE Selecionar uma constante de cálculo para um fabricante de


CÁLCULO cateter.

Se você selecionou um fabricante específico de CATETER,


o valor correto para o fabricante é automaticamente
selecionado para você.

Se selecionou OUTRO para o CATETER, deve selecionar


um valor ou não conseguirá concluir um teste. Consulte a
documentação fornecida pelo fabricante do cateter para
obter o valor correto.

AJUDA DO DÉBITO Exibir informações de solução de problemas.


CARDÍACO

Realização do procedimento de DC
Para realizar um procedimento de DC, siga este procedimento. Antes de iniciar este
procedimento, verifique se está pronto analisando Medição na página 12-3.

1. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de DC.

2. Se o monitor estiver configurado para medições automáticas, a mensagem


INJETAR QUANDO PRONTO e a janela de informações DÉBITO
CARDÍACO serão exibidas.

3. Espere a mensagem Injetar agora e selecione DC AGORA para calcular o


débito cardíaco.

12-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Medição de débito cardíaco

A janela de informações exibe a atual informação sobre o teste cardíaco, uma


curva de DC revista, o valor de DC derivado, o valor médio de DC entre testes
armazenados, a freqüência cardíaca do paciente e outros sinais vitais no
momento do teste. Também inclui distúrbios cardíacos (RIT), a altura e o peso do
paciente e os parâmetros calculados.

730B
Se o monitor estiver configurado para medições manuais, será exibida a
mensagem ACIONE DC AGORA OU LIG AUTO . Se essa mensagem for
exibida, selecione DC AGORA e espere a mensagem INJETAR AGORA! .
Se for exibida a mensagem DETECÇÃO TS INSTÁVEL consulte Solução de
Problemas na página 12-6.
4. Confirme se os valores de constante de cálculo (CC), de temperatura do injetado
(TI) e de temperatura sangüínea (TS) na parte inferior esquerda da tela estão
corretos. Se não estiverem, ajuste as configurações de controle antes de realizar a
injeção.
5. Realize a injeção. A curva de queda é exibida alguns segundos após a injeção e a
mensagem COMPUTANDO DC .
6. Quando a mensagem DC COMPLETO for exibida, a janela de informações
DÉBITO CARDÍACO será preenchida com os valores relevantes para este teste
e os valores serão atualizados na janela do parâmetro DC.
7. Realize outra injeção quando solicitado (até quatro). O valor médio é exibido na
janela de informações e na janela de parâmetro.
8. Para imprimir a janela de informações e a curva exibida, selecione IMPRIMIR
CURVA DC.
OBSERVAÇÃO
A curva de queda não pode ser impressa durante o cálculo. Você pode
imprimir a curva de DC após a conclusão do cálculo.
9. Para salvar esta média do teste, selecione CÁLCULOS CARDÍACOS. É exibida
a janela de informações CÁLCULOS CARDÍACOS.
10. Para obter informações sobre ajuste do cálculo exibido, consulte Cálculos
Cardíacos na página 6-8.
11. Selecione SALVAR CÁLCULOS.

12. Para visualizar o cálculo salvo, selecione REVER CÁLCULOS para exibir o
cálculo na janela de informações SINAIS VITAIS.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 12-5


Medição de débito cardíaco

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

DC COMPLETO O valor numérico do débito cardíaco foi


calculado e exibido na tela.

CALCULANDO DC A curva do débito cardíaco foi exibida e o


monitor está preparando os resultados
numéricos.

INJETAR AGORA! Uma temperatura de linha de base estável


foi detectada e o monitor está pronto para o
Esta é uma mensagem de procedimento
injetado.
normal.
INJETAR QUANDO PRONTO Uma temperatura de linha de base estável
foi detectada automaticamente e o monitor
está pronto para o injetado.

AGUARDE O monitor está procurando por uma


temperatura de linha de base estável.

APRETE DC AGORA OU LIG AUTO Uma temperatura de linha de base estável


foi detectada automaticamente e o monitor
está pronto para o injetado.

DC MUITO BAIXO (ALTO) PARA O valor calculado do débito cardíaco


CALCULAR excedeu a faixa aceitável (de 0,2L a 20L).

PC NÃO EXIBIDO DEVIDO FALHA NO


SENSOR TS Um cabo pode estar solto ou existe falha do
equipamento.
DC NÃO EXIBIDO DEVIDO FALHA DO
SENSOR TI

DETECÇÃO TS INSTÁVEL O monitor não conseguiu detectar uma Verifique o paciente e o cateter. Se qualquer
um desses problemas persistir, entre em
temperatura de linha de base estável
contato com a assistência técnica.
depois de 12 segundos de tentativas.

TS MUITO BAIXA (ALTA) A temperatura do sangue é muito baixa ou


muito alta para ser detectada ou existe uma
falha de equipamento.

TI MUITO BAIXA (ALTA) A temperatura do injetado é muito baixa ou


muito alta para ser detectada ou existe uma
falha no equipamento.

12-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


13 Monitoração da
respiração

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 13-1


Monitoração da respiração

Introdução
Visão Geral
A freqüência respiratória é detectada pela medição das alterações da impedância
torácica através das derivações I ou II do ECG.

 A derivação I fornece boa detecção de respiração torácica (toráx superior).


Entretanto, a derivação I é mais suscetível ao artefato cardiogênico.
 A derivação II fornece boa detecção da respiração torácica e da respiração
abdominal (tórax inferior). Entretanto, a derivação II é mais suscetível ao artefato
cardiogênico e ao artefato de movimento (cabeça, pescoço ou braço).
Para habilitar a monitoração da respiração, selecione OUTROS MENUS >
CONFIGURAR MONITOR > PARÂMETROS LIG/DESL > FR.

Uma curva e uma janela de parâmetro são exibidas quando um cabo do paciente é
conectado ao monitor e a monitoração da respiração está habilitada. A tela é
atualizada a cada dois segundos.

2 1

752A

1 Freqüência respiratória

2 Indicador de respiração

3 Derivação monitorada

OBSERVAÇÃO
O uso de um filtro de ECG com UEC não afeta seriamente a monitoração da
respiração.

OBSERVAÇÃO
Ao realizar a monitoração de CO2, a freqüência respiratória é sempre medida e
exibida na janela do parâmetro de CO2. O uso da medição da freqüência
respiratória a partir do CO2 deve ser o método preferencial de medição, pois uma
freqüência respiratória por impedância pode ser perturbada por muitas condições.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Preparação da pele para o ECG.


 Colocação da derivação da respiração.
 Solução de problemas no nível clínico.

13-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da respiração

Segurança
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração da respiração.

ADVERTÊNCIA
CONFIGURAÇÃO DO ELETRODO A monitoração da
impedância da respiração não é confiável se os eletrodos do ECG
forem colocados nos membros.

ADVERTÊNCIA
APNÉIA O monitor pode não detectar todos os episódios
respiratórios inadequados, nem distinguir entre eventos de apnéia
mista e apnéia obstrutiva central.

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar a respiração, siga este
procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Confirme se a respiração está habilitada no monitor.

3. Coloque os eletrodos no paciente.

4. Conecte os fios nos eletrodos.

5. Conecte o cabo do paciente aos eletrodos.

6. Conecte o cabo do paciente ao conector do paciente de ECG no monitor.

7. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de FR.

8. Confirme se a curva da respiração é regular e uniforme.

9. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de FR. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 13-3


Monitoração da respiração

Opção Função

DERIVAÇÃO Selecionar a derivação usada para derivar a freqüência


respiratória.

REAPRENDER Reaprender o padrão de respiração do paciente durante as


RESPIRAÇÃO próximas oito respirações. Enquanto estiver nesse
processo, a mensagem APREND. será exibida. Quando
tiver concluído, o valor da freqüência respiratória é exibido
com uma porcentagem de sensibilidade de 40% e a curva é
dimensionada automaticamente.

SENSIBILIDADE Selecionar a sensibilidade da detecção da amplitude média.


Quanto menor o valor, maior será a sensibilidade da
detecção.

LIMITES DE RESP Selecionar os níveis inferior e superior dos alarmes para


freqüência respiratória e apnéia. Um alarme soa quando
ocorre um valor fora desses limites.

AMPL AUTO Selecionar o tamanho da curva exibida para se ajustar na


tela, conforme previsto de fábrica. O tamanho da curva não
tem efeito na detecção.

AMPL MANUAL Selecionar o tamanho da curva exibida. O tamanho da


curva não tem efeito na detecção.

ARTEFATO CARDÍACO Ligar ou desligar esse alarme de status do paciente de


ALARME AVISO. Ele alerta você quando a freqüência respiratória
estiver dentro de 5% da freqüência cardíaca durante mais
de 30 respirações consecutivas, porque o monitor pode
estar contando artefato de batimento cardíaco como
respiração. Exibe a mensagem ARTEFATO na janela do
parâmetro de FR e emite um tom de bipe.

VELOCIDADE Selecionar uma velocidade de varredura para a curva


exibida.

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

APRENDENDO O monitor está reaprendendo o padrão de Esta é uma mensagem de procedimento


respiração do paciente. normal.

APNÉIA Pausa respiratória detectada. Verifique o paciente e o sensor.

ARTEFATO O monitor não consegue determinar a Verifique o paciente e o sensor.


respiração.

F-DERIV I (II) O monitor não consegue detectar os dados Verifique o paciente e substitua ou alterne o
do paciente a partir da derivação atual. sensor.

FAL DERIV O monitor não consegue detectar dados do Verifique o paciente e substitua ou alterne o
paciente de nenhuma derivação. sensor.

13-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


14 Monitoração da
temperatura

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 14-1


Monitoração da temperatura

Visão Geral
Como o conector de temperatura do paciente no monitor também é usado para débito
cardíaco, você não pode monitorar a temperatura e o débito cardíaco ao mesmo
tempo.

Uma janela de parâmetro exibe até dois locais de temperatura quando um cabo do
paciente é conectado ao monitor. A tela é atualizada a cada dois segundos. Não
existem curvas.

764A

1 Valor da temperatura

2 Local da temperatura e unidade de medida

Você pode monitorar a temperatura pelos sensores de temperatura interno e externo


da série YSI 400 e 700.

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar a temperatura, siga este
procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Posicione o sensor no paciente.

3. Se você estiver usando um cabo duplo de temperatura, selecione 400 ou 700 na


chave do cabo.

766A
4. Conecte o cabo do paciente ao conector do paciente de Temp/DC no monitor.

5. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de TP.

6. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

14-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da temperatura

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de TP. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

T1 Selecionar o local de temperatura T1 para obter os dados


do paciente. Quando estiver desligado, nenhum dado do
paciente será obtido ou exibido.

T2 Selecionar o local de temperatura T2 para obter os dados


do paciente. Quando estiver desligado, nenhum dado do
paciente será obtido ou exibido.

UNIDADES Selecionar a unidade de medida.

LIMITES DE TEMP Selecionar os limites superior e inferior dos alarmes para


cada local de temperatura. Um alarme soa quando ocorre
um valor fora desses limites.

Solução de Problemas

Mensagem Causa Solução

VERIFICAR CÁLCULOS O monitor detecta um desvio de 0,1ºC entre


o valor da temperatura e a calibração
ERRO CALIBRAGEM interna. Verifique o sensor.

SENSOR O monitor não detecta um sensor.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 14-3


Monitoração da temperatura

14-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


15 Monitoração de CO2
do ar residual

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 15-1


Monitoração de CO2 do ar residual

Introdução
Visão Geral
A monitoração de CO2 do ar residual é uma técnica contínua não-invasiva que
determina a concentração de dióxido de carbono no gás da respiração medindo a
absorção de ondas específicas da luz infravermelha.

A luz gerada na bancada do analisador é passada através do gás da respiração. A


quantidade de absorção de CO2 é medida e digitalizada pelo fotodetector. O monitor
processou o sinal elétrico e exibe uma janela de parâmetro e uma curva.

1 2 3

773A

1 Valor da freqüência respiratória

2 Valor do CO2 inspirado

3 Valor do CO2 expirado

Pode levar até dois minutos para que os dados do paciente e uma curva sejam
exibidos após a conexão do sensor ao monitor. A mensagem AQUECIMENTO é
exibida na janela do parâmetro de CO2 e é substituída pelos dados do paciente,
quando estiverem disponíveis. A tela é atualizada a cada dois segundos.

Sensores/dispositivos compatíveis
Os pacientes podem ser monitorados intubados ou não-intubados.

 Pacientes intubados Use o módulo SAM ou uma conexão direta com o


conector de CO2 do paciente no monitor.
 Pacientes não-intubados Use o módulo de CO2 CapnoFlex LF.

Informações adicionais
O Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de Solução
de Problemas da GE fornece as seguintes informações:

 Configuração do mainstream e do sidestream.


 Solução de problemas no nível clínico.

15-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de CO2 do ar residual

Segurança
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de CO2.

ADVERTÊNCIA
PROXIMIDADE DO DISPOSITIVO Os sensores de CO2
Capnostat não devem ser usados muito próximos de equipamentos
de rede sem fio ou de campos eletromagnéticos fortes (por exemplo,
transmissores de estação de rádio, rádios da faixa do cidadão,
celulares, etc.). O uso destes sensores sob estas condições pode
ocasionar um ou todos os seguintes fatos:

 Ruído pode ser induzido no capnograma.


 Os valores dos parâmetros de CO2 podem ser substituídos por
Xs.
 A mensagem VERIF. CAL ADAPTADOR pode ser exibida.
 A mensagem CALIBRAR AMOSTR pode ser exibida.
O funcionamento normal retomará quando a fonte da interferência
for retirada.

CUIDADO
FONTE DO CO2 Não tente usar uma combinação de módulos de
monitoração de gás (por exemplo, CO2 do ar residual e SAM) ao
mesmo tempo. Serão exibidos somente os dados de uma fonte de
aquisição.

CUIDADO
LINHA DE DESCARGA DE GÁS Não deixe a linha de descarga
de gás ficar dobrada ou bloqueada. A contrapressão pode ocasionar
medições de gás inexatas. Ela também pode causar danos graves aos
componentes internos do módulo ou do monitor.

CUIDADO
DOENÇAS INFECCIOSAS Para evitar a propagação de doenças
infecciosas, não deixe a descarga ser liberada na direção do paciente
ou do usuário.

CUIDADO
FONTE DO VÁCUO Não conecte a descarga a uma fonte de alto
vácuo desregulada. As pressões podem causar leituras de gás
inexatas. Ela também pode causar danos graves aos componentes
internos do módulo ou do monitor.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 15-3


Monitoração de CO2 do ar residual

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar o CO2, siga este procedimento.

1. Admita o paciente no monitor.

2. Conecte o sensor ao paciente.

3. Conecte o cabo do paciente ao conector de CO2 do paciente no monitor.

4. Configure o método de monitoração (sidestream ou mainstream). Para obter mais


informações, consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de
Referências Clínicas e de Solução de Problemas da GE.

OBSERVAÇÃO
Não é necessário com o módulo de CO2 CapnoFlex LF.

5. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PARÂMETROS


LIG/DESL > CO2.

6. Calibre o sensor quando usar módulos mainstream/sidestream ou SAM. Para


obter mais informações, consulte o(a) Sensores na página 15-6.

7. Quando usar uma configuração de sidestream, calibre a linha de amostra. Para


obter mais informações, consulte o(a) Linhas de amostra na página 15-7.

Quando usar uma configuração de mainstream, calibre o adaptador de via aérea.


Para obter mais informações, consulte o(a) Adaptadores na página 15-6.

8. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de CO2.

9. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.

10. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de CO2. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

15-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de CO2 do ar residual

Opção Função

UNIDADES Selecionar as unidades de medida para o CO2 inspirado e


expirado.

OBSERVAÇÃO
A respiração é medida em respirações por minuto e a
pausa respiratória é medida em segundos.

ESCALA CO2 Selecionar uma escala para o capnograma de CO2 exibido.


Quanto maior for a escala, menor será a curva exibida. Uma
escala de curva que exceda a área de exibição definida
ficará achatada na parte superior.

LIMITES DE CO2 Selecionar os limites de alarme superior e inferior para CO2


inspirado/expirado, freqüência respiratória e apnéia. Um
alarme soa quando ocorre um valor fora desses limites.

COMPENSAÇÃO N2O OBSERVAÇÃO


Disponível somente quando no tipo de monitor-
paciente CIRÚRGIA.

Selecionar a porcentagem da concentração de N2O para


compensar a elevação relacionada a N2O no valor de CO2.
Obter a concentração de um analisador ou de um
equipamento de anestesia.

COMPENSAÇÃO O2 Selecionar a porcentagem da concentração de O2 para


compensar a redução relacionada ao O2 no valor de CO2.
Obter a concentração de um analisador de oxigênio.

VALOR MÉDIO CO2 Selecionar um intervalo de tempo para calcular o valor


médio de CO2.

CAL SENSOR PARA CÉL OBSERVAÇÃO


ZERO
Disponível somente em uma configuração de
mainstream.

Zerar o sensor sempre que um sensor for conectado ao


monitor.

CALIBRAR AMOSTR OBSERVAÇÃO


Disponível somente em uma configuração de
sidestream.

Calibrar o módulo sempre que um módulo for conectado ao


monitor.

CALIBRARADAPTADOR OBSERVAÇÃO
Disponível somente em uma configuração de
mainstream.

Calibrar o adaptador de via aérea sempre que um


adaptador for conectado ao monitor.

VELOCIDADE Selecionar a velocidade de varredura para a curva exibida.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 15-5


Monitoração de CO2 do ar residual

Calibrando
Sensores
Para calibrar um sensor, siga este procedimento.
1. Remova o adaptador do sensor.
2. Verifique se o cabo do sensor está conectado ao conector de CO2 do paciente no
monitor.
3. Coloque o sensor na célula marcada com 0 .

780A

4. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de CO2.


5. No menu CO2, selecione SENSOR CAL P/ CÉL ZERO.
6. Selecione PRONTO. Será exibida a mensagem CALIBRANDO na janela do
parâmetro de CO2. Quando a calibração estiver concluída, o valor EXP é
alterado para 0.
7. Remova o sensor da célula marcada com 0 e conecte à célula marcada com
REF .
8. O valor EXP deve ser atualizado para 38mmHg (±2). Se o valor não estiver
dentro dessa faixa, o sensor estará fora da tolerância. Substituir o sensor.

Adaptadores
Para calibrar um adaptador de via aérea, siga este procedimento.
1. Verifique se o sensor está conectado ao adaptador.
2. Verifique se o cabo do sensor está conectado ao conector de CO2 do paciente no
monitor.
3. Verifique se o adaptador de via aérea está limpo e não contém substâncias
estranhas.
4. Coloque o sensor e o adaptador longe de todas as fontes de CO2, incluindo a
expiração do paciente, sua expiração e as válvulas de descarga do ventilador.
5. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de CO2.
6. No menu CO2, selecione ADAPTADOR CAL.
7. Selecione PRONTO. Será exibida a mensagem CALIBRANDO na janela do
parâmetro de CO2. Quando a calibração for concluída, a mensagem se apaga.

15-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de CO2 do ar residual

Linhas de amostra
Para calibrar linhas de amostra, siga este procedimento.

1. Conecte a linha de amostra ao módulo Capnoflex, mas não ao paciente.

OBSERVAÇÃO
Uma espícula pode ser exibida ao conectar a linha de amostra. Aguarde a
espícula concluir seu ciclo antes de continuar.

2. Selecione o rótulo da janela do parâmetro de CO2.

3. No menu CO2, selecione CALIBRAR AMOSTR.

4. Selecione PRONTO. Será exibida a mensagem CALIBRANDO na janela do


parâmetro de CO2. Quando a calibração for concluída, a mensagem se apaga.

5. Conecte a linha de amostra ao paciente

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

OBSERVAÇÃO
As mensagens da configuração do sidestream são exibidas somente no monitor,
não são exibidas na estação central.

Mensagem Causa Solução

VERIF LINHA A linha de amostra está bloqueada, solta ou Conecte ou substitua a linha de amostra.
não está conectada

CALIBRAR AMOSTR A linha de amostra não está calibrada. Calibre a linha de amostra.

CAL SENSOR PARA CÉL ZERO O sensor não está calibrado. Calibrar o sensor.

N/ PODE CALIBRAR O processo de calibração falhou. Calibre o sensor novamente.

VERIF. ADAPTADOR CAL ADAPTADOR O adaptador não está calibrado. Calibre o adaptador.

SENSOR INCOMPATÍVEL O sensor não é compatível com o monitor. Substituir o sensor.

S/ RESP DETEC O sensor não está conectado ao paciente. Verifique a colocação do sensor e do
paciente.

NÃO CALIBRADO O sinal do sensor está fora da tolerância. Calibre ou substitua o sensor.

REPARAR MÓDULO CO2 O módulo de CO2 falhou. Entre em contato com a manutenção.

REPARAR CO2 MÓDULO TMP O módulo de CO2 está superaquecido. Substitua o módulo ou entre em contato
com a assistência técnica.

REPARAR SENSOR CO2 O sensor do CO2 falhou. Substitua o sensor.

REPARAR SENSOR CO2 - SENSOR O sensor de CO2 está superaquecido. Substitua o sensor ou entre em contato com
TEMP a assistência técnica.

AQUECIMENTO O sensor está em aquecimento. Se a mensagem for exibida durante mais de


quatro minutos, substitua o sensor ou entre
em contato com a assistência técnica.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 15-7


Monitoração de CO2 do ar residual

15-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


16 Monitoração de gases
anestésicos

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 16-1


Monitoração de gases anestésicos

Introdução
Visão Geral
O monitor usa um módulo SAM para monitorar gases anestésicos. O módulo SAM é
um analisador multigás baseado em infravermelho. Ele mede os valores inspirados e
expirados de gases do paciente e calcula a freqüência respiratória.

Quando todas as conexões estiverem feitas e o módulo estiver aquecido, as janelas de


parâmetro do CO2 e do GÁS serão exibidas. A tela é atualizada a cada dois segundos.
Não existem curvas.

O2 CO2 FR CO2
I 45 0 8 mmHg
O2
E 41 39 %
002E

803B
O módulo detecta os seguintes gases:

 Oxigênio (O2)
 Dióxido de carbono (CO2)
 Óxido nitroso (N2O)
 Enflurano (ENF)
 Halotano (HAL)
 Isoflurano (ISO)
 Desflurano (DES)
 Sevoflurano (SEV)
O monitor é capaz de detectar uma mistura de agentes anestésicos. Uma mistura de
gases é constituída de dois ou mais agentes anestésicos, cada um deles com
concentração maior que 0,3%. Um terceiro agente gasoso é exibido se sua
concentração for maior que 0,6%.

Se forem detectados dois agentes, os agentes principal e secundários serão exibidos


com N2O. O agente principal será sempre exibido à esquerda. O agente primário é
definido como o agente com o maior valor inspirado. Se for detectado um terceiro
agente, com uma concentração maior que 0,6%, os valores de N2O serão removidos
para dar lugar ao terceiro agente. Você pode ajustar as configurações de controle para
exibir os valores de N2O com os agentes primário e secundário.

OBSERVAÇÃO
Halotano e enflurano são identificados e quantificados em uma mistura com
desflurano, se o desflurano for menos de 7%.

16-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de gases anestésicos

Opções
Existem dois modelos do módulo SAM, um com um sensor de O2 e outro sem. O
módulo sem o sensor de O2 é identificado por um rótulo SAM 80 na parte superior do
módulo e pelas palavras No O2 Sensor (Sem sensor de O2) no rótulo do painel
frontal. As instruções da operação são iguais para ambos os módulos.

Diretrizes
Use as seguintes diretrizes na monitoração de gases anestésicos com um analisador de
gás externo:

 Configure os limites de alarme no analisador de gás.


 Configure e ajuste os níveis de alarme no monitor.
 Revise ou ajuste as configurações de controle nos menus CO2 ou GÁS. As
configurações que você pode ajustar dependem do dispositivo conectado e
podem variar de um dispositivo para outro.

Informações adicionais
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para obter a seguinte informação:

 Conexões do tubo do paciente.


 Descarga de gás do paciente.

Segurança
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de gases anestésicos
com um módulo SAM.

ADVERTÊNCIA
ISOFLURANO E DESFLURANO O módulo SAM não consegue
distinguir isoflurano de desflurano. Você precisa informar ao
módulo a combinação de agentes que será usada. Se ambos
estiverem presentes (como, quando estiver introduzindo e
interrompendo o outro), serão exibidos valores inexatos para o
agente selecionado (isoflurano ou desflurano) até que somente o
agente selecionado esteja presente. Se isoflurano estiver selecionado
e a concentração for maior que 5,0%, um aviso Desflurano? será
exibido, sugerindo a verificação da seleção correta.

CUIDADO
EXPOSIÇÃO A AGENTES Conecte a descarga a um sistema de
lavagem de gases para evitar exposição a agentes exalados.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 16-3


Monitoração de gases anestésicos

CUIDADO
VERIFICAÇÃO DE AGENTE ANESTÉSICO Na administração
de agentes anestésicos, verifique sempre as configurações do seu
vaporizador anestésico.

CUIDADO
ETANOL E METANO A presença de etanol ou metano em
agentes halogenados causa inexatidões nos valores dos agentes. O
metano, mesmo na ausência de agente halogenado, gerará um valor
de halotano a ser exibido.

CUIDADO
VÁRIOS MÓDULOS DE CO2 Não tente usar uma combinação
de módulos de CO2 ou SAM ao mesmo tempo. Somente os dados da
primeira fonte de obtenção para detectar CO2 serão exibidos.

CUIDADO
FREQÜÊNCIA DA AMOSTRA O módulo SAM retira
continuamente cerca de 250 ml por minuto (nominal) das vias aéreas
do paciente. O módulo SAM 80 tem uma taxa de retirada de cerca de
150 ml por minuto. Não use o módulo em um paciente que possa ser
afetado negativamente por essa taxa de amostragem.

CUIDADO
USO DO RETENTOR DE ÁGUA AQUA-KNOT Deve ser
utilizado sempre que a unidade estiver funcionando um indicador da
direção do fluido Aqua Knot. A não utilização do indicador da
direção do fluido pode resultar em contaminação dos instrumentos
internos de medição de gás e conseqüentemente pode causar dados
imprecisos da análise do gás.

CUIDADO
SUBSTITUIÇÃO DO RETENTOR DE ÁGUA AQUA-KNOT
Substitua e descarte o retentor de água Aqua-Knot semanalmente ou
sempre que estiver obstruído, o que ocorrer primeiro. Não reutilize.
A reutilização do indicador da direção do fluido pode causar a
apresentação de leituras imprecisas e pode danificar o equipamento.

CUIDADO
PREVENÇÃO DE CONTAMINANTES Mantenha sempre um
filtro ou retentor de água Aqua-Knot na entrada de amostras de gás
quando não estiver em uso. Isso irá evitar que partículas de poeira
penetrem no sistema, o que pode danificar o equipamento.

16-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de gases anestésicos

OBSERVAÇÃO
Posicione sempre a conexão Luer-Lok e a linha de amostragem do paciente em
uma posição vertical para evitar a aspiração de fluidos na linha de amostragem do
paciente o que poderá causar um bloqueio prematuro do indicador da direção do
fluido Aqua Knot.

OBSERVAÇÃO
A liberação de broncodilatadores, mucolíticos via aerosol, e a medição dos
inaladores de doses causarão um bloqueio prematuro do indicador da direção do
fluido Aqua Knot. Interrompa a análise de gás antes do tratamento removendo o
adaptador das vias aéreas do circuito do ventilador ou desconectando a linha de
amostra do retentor de água Aqua-Knot.

Monitoração
Para verificar se você está pronto para monitorar gases anestésicos, siga este
procedimento.

1. Instale o módulo SAM no rack do módulo TRAM-RAC 2A. Você ouvirá um


clique quando o módulo estiver totalmente inserido.

2. Conecte uma extremidade do cabo de comunicação TRAM-NET à porta Auto ou


TRAM-NET na parte traseira do rack do módulo.

3. Conecte a outra extremidade do cabo de comunicação à porta Aux na parte


traseira do monitor.

4. Ligue a chave liga/desliga na parte traseira do rack do módulo.

5. Ligue o monitor.

6. Admita o paciente no monitor.

7. Posicione o sensor no paciente.

8. Confirme se os dados do paciente estão exibidos nas janelas dos parâmetros de


CO2 e de GÁS.

9. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

Configurações de controle
CO2
Para ajustar as configurações de controle para o paciente admitido no monitor,
selecione o rótulo da janela do parâmetro de CO2. Em seguida, selecione qualquer
uma das seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 16-5


Monitoração de gases anestésicos

OBSERVAÇÃO
As seguintes opções são configurações de controle adicionais de CO2. Elas estão
disponíveis somente quando é usado um módulo SAM. As outras configurações
de CO2 estão definidas no capítulo de CO2. Para obter mais informações,
consulte o(a) Configurações de controle na página 15-4.

Opção Função

LIMITES DE O2 OBSERVAÇÃO
Disponível somente com o sensor de O2.

Selecionar os limites inferior e superior de alarme para O2


inspirado/expirado, freqüência respiratória e apnéia. Um
alarme soa quando ocorre um valor fora desses limites.

COMPENSAÇÃO O2 OBSERVAÇÃO
Disponível somente com o sensor de O2.

Selecionar a porcentagem da concentração de O2 para


compensar a redução relacionada ao O2 no valor de CO2.
Obter a concentração de um analisador de oxigênio.

APAGAR MENSAGEM Apagar as mensagens de erro de equipamento depois da


correção da condição.

MODO Selecione um dos seguintes:

 ATIVO A bomba está ligada.


 ESPERA A bomba está em um estado de fluxo
baixo ou está desligada.

MODO EXIB CO2 OBSERVAÇÃO


Disponível somente com o sensor de O2.

Selecionar o tamanho de exibição do valor:

 INSP/EXP Exibe tanto o valor inspirado quanto o


expirado no tamanho normal.
 SÓ EXP Exibe o maior valor expirado; nenhum valor
inspirado é exibido. Se um limite de alarme para
inspirado for ultrapassado, a exibição retornará para
INSP/EXP.
 AUTO Exibe o maior valor expirado e o valor
inspirado quando for menor que cinco mmHg.

CALIBRAR MÓDULO OBSERVAÇÃO


Realizar somente quando o paciente estiver liberado.

Calibrar o módulo com um cilindro de gás para calibração


especial.

16-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração de gases anestésicos

Gás
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de GÁS. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

UNIDADES Selecionar as unidades de medida para os parâmetros de


gás.

VER OUTROS GASES Selecionar uma das seguintes para selecionar os gases
exibidos:

 N2O Exibir somente N2O.


 MIS Exibe os agentes primário e secundário se for
detectada uma mistura de três agentes

REVER DADOS DE GÁS Rever as informações de TEND GRÁFICAS.

MONITOR Selecionar um dos seguintes para selecionar a combinação


de agentes para análise.

 ISO Isoflurano, halotano, enflurano e sevoflurano.


 DES Desflurano, halotano, enflurano e sevoflurano.

LIMITES DE GÁS Selecionar os limites inferior e superior de alarme para os


parâmetros de gás. Um alarme soa quando ocorre um valor
fora desses limites.

DERIV CP Selecionar para desativar os alarmes quando o paciente


estiver em bypass. Os alarmes são reativados
automaticamente quando forem detectados três minutos de
ventilação não interrompida.

APAGAR MENSAGEM Apagar as mensagens de erro de equipamento depois da


correção da condição.

EXIBIR VALORES Exibir o valor CAM até o paciente ser liberado. O valor CAM
é a concentração alveolar mínima de um agente necessária
para produzir um efeito anestesiante em 50% da população.

ADVERTÊNCIA
Os valores CAM correspondem a adultos saudáveis.
Precisam ser considerados outros fatores, como idade e
condição física.

OBSERVAÇÃO
O valor exibido reflete o valor CAM expirado.

OBSERVAÇÃO
Se N2O e dois outros agentes são exibidos, o valor
CAM não será exibido na janela do parâmetro de GÁS.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 16-7


Monitoração de gases anestésicos

Habilitação de HAL e ENF


Quando estiver usando um módulo SAM, você poderá habilitar o monitor para
detectar e exibir valores baixos de halotano e enflurano (maiores que 1%), devido a
gases não analisados no circuito, na janela do parâmetro de GÁS.

Para habilitar a exibição de HAL e ENF, siga este procedimento.

1. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO


MONITOR > PRÉ-CONFIGURAR TELA.

2. Em CONFIGURAÇÃO DO MONITOR localize DES HAL SAM e DES ENF


SAM e selecione LIG.

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

LINHA BLOQUEADA Linha de amostra ou de descarga Limpe ou substitua a linha de amostra ou de


bloqueada. descarga.

CALIBRAR O módulo SAM não está calibrado. Calibre o módulo.

MÓDULO CÉL REPARAR CO2 O módulo SAM falhou. Entre em contato com a manutenção.

DERIV CP Os alarmes estão desativados para bypass. Esta é uma mensagem de procedimento
normal.

DESFLURANO? O desflurano está selecionado, mas é Altere a seleção do agente de gás.


detectado isoflurano.

ISOFLURANO? Isoflurano está selecionado, mas é


detectado desflurano.

verif. AQUA KNOT O retentor de água Aqua-Knot está Conecte ou substitua o retentor de água
desconectado. Aqua-Knot.

TEMP BX As células de gás estão liquefeitas. Aplique a alimentação e aguarde o


aquecimento do módulo (de 30 minutos a
GÁS LIQUEFEITO/AQUECIMENTO Devido a alterações muito grandes de uma hora).
temperatura, o gás está liquefeito em uma
ou mais células internas.

S/ RESP DETEC Nenhuma respiração detectada ou linha de Verifique o paciente e o sensor.


amostra desconectada.

CAL AR EM ANDAMENTO Efetuando calibração do ar ambiente. Esta é uma mensagem de procedimento


normal.

REPARO Falha de equipamento desconhecida. Entre em contato com a manutenção.

ERRO DESCONHECIDO

AQUECIMENTO O módulo SAM está aquecendo. Se a mensagem for exibida durante mais de
quatro minutos, substitua o módulo ou entre
em contato com a assistência técnica.

16-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


17 Monitoração da
cardiografia de
impedância (CGI)

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 17-1


Monitoração da cardiografia de impedância (CGI)

Introdução
Visão Geral
O monitor usa um módulo CGI para obter dados de cardiografia de impedância.
Quando o módulo CGI está instalado no rack do módulo TRAM-RAC 2A, a janela do
parâmetro de CGI exibe um parâmetro primário de CGI e até três parâmetros
secundários de CGI. A tela é atualizada a cada dois segundos.

O parâmetro de CGI também exibe uma curva. A curva de CGI não está sincronizada
com qualquer parâmetro. Uma mensagem de RETARDO é exibida junto com a
curva devido a um retardo nos dados do paciente de cerca de quatro segundos.

Parâmetros Monitorados
Os seguintes parâmetros medidos estão disponíveis para exibição.

 Conteúdo de Fluido Toráxico (CFT)


 Índice de Aceleração (IAC)
 Índice de Velocidades (IV)
 Freqüência Cardíaca (FC)
Os seguintes parâmetros calculados estão disponíveis para exibição.

 Débito Cardíaco (DC)


 Índice Cardíaco (IC)
 Volume Sistólico (VS)
 Índice Sistólico (IS)
 Resistência Vascular Sistêmica (RVS)
 Índice de Resistência Vascular Sistêmica (IRVS)
 Índice do Trabalho Sistólico Ventricular Esquerdo (ITSVE)
 Índice da Função Cardíaca Esquerda (IFCE)
 Índice de Tempo Sistólico (ITS)
 Índice Estimado de Oxigênio Livre (eDO2I)
 Período de Pré-ejeção (PPE)
 Tempo de Ejeção Ventricular Esquerda (TEVE)

Informações adicionais
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para obter a seguinte informação:

 Fórmulas para CGI.


 Preparação do paciente.
 Colocação do sensor e do cabo.
 Documentação de referência para CGI
 Solução de problemas no nível clínico.

17-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da cardiografia de impedância (CGI)

Segurança
Para obter informações importantes sobre a monitoração de pacientes com marca-
passo, consulte Marca-passo na página 8-7 e Monitoração de tratamento crítico -
Guia de Referências clínicas e de solução de problemas da GE.

ADVERTÊNCIA
O módulo CGI foi projetado para ser usado em pacientes adultos,
na posição de repouso, obedecendo aos critérios de altura e peso
especificados a seguir:

 Pacientes com altura entre 120 e 230 cm.


 Pacientes com peso entre 30 e 155 kg.

ADVERTÊNCIA
O módulo CGI e seus componentes não são projetados, vendidos
ou indicados para uso diferente do descrito neste documento.

ADVERTÊNCIA
Use somente acessórios do módulo CGI aprovados pela GE.

ADVERTÊNCIA
Os sensores do CGI são indicados somente para aplicação na pele
e não para aplicação cardíaca direta.

ADVERTÊNCIA
O gel condutor dos sensores do CGI não deve entrar em contato
com outros materiais condutores durante a monitoração do paciente.

ADVERTÊNCIA
Os sensores do CGI são específicos para uso em um único
paciente.

ADVERTÊNCIA
Os cabos do paciente, especificados e incluídos com o módulo
CGI, foram especificamente projetados para proteger contra os
efeitos dos desfibriladores cardíacos e equipamentos de
radiocirurgia.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 17-3


Monitoração da cardiografia de impedância (CGI)

CUIDADO
A cardiografia de impedância é um modelo teórico do fluxo
sangüíneo e está sujeita a inexatidões nos casos em que o modelo
não for adequado para o perfil clínico de um paciente. As condições
que podem impedir a exatidão dos dados do CGI são as seguintes:

 Choque séptico.
 Regurgitação da válvula aórtica.
 Hipertensão grave (PAM >130 mmHg).
 Alturas dos pacientes < 120 cm (48 pol) ou > 230 cm (90 pol).
 Pesos dos pacientes < 30 kg (67 lb) ou > 155 kg (341 lb).
 Inserção de bomba com balão aórtico.
 Movimentos do paciente, inclusive tremores.
 Interferência do sinal causada pelo cabo e/ou fio de
alimentação.
 Cirurgia com tórax aberto na qual os padrões normais de fluxo
sangüíneo ou do fluxo da corrente elétrica do tórax encontram-
se alterados.

CUIDADO
Os cálculos dos parâmetros hemodinâmicos dependem da
exatidão dos valores do peso, altura, sexo e idade do paciente.
Certifique-se de que esses valores foram adequadamente inseridos.

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar o CGI, siga este procedimento.
1. Instale o módulo CGI no rack do módulo TRAM-RAC 2A. Você ouvirá um
clique quando o módulo estiver totalmente inserido.
2. Conecte uma extremidade do cabo de comunicação TRAM-NET à porta Auto ou
TRAM-NET na parte traseira do rack do módulo.
3. Conecte a outra extremidade do cabo de comunicação à porta Aux na parte
traseira do monitor.
4. Ligue a chave liga/desliga na parte traseira do rack do módulo.
5. Ligue o monitor.
6. Verifique se a luz de status na parte frontal do módulo se ilumina em verde.
7. Coloque os sensores no paciente.
8. Conecte o cabo do CGI aos sensores.
9. Conecte o cabo do CGI ao módulo.
10. Admita o paciente no monitor.
11. Inserir as informações necessárias do paciente.
12. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de CGI.
13. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.
14. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

17-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração da cardiografia de impedância (CGI)

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de CGI. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

INFORMAÇÕES PACIENTE Selecionar as informações necessárias do paciente. Na


CGI monitoração as seguintes informações adicionais de
parâmetros são necessárias:

 PAM Selecionar PNI ou Arterial Line (Linha


arterial).
 PVC Selecionar PVC invasiva ou inserir um valor
específico para os cálculos de RVS e IRVS.
 CP Selecionar CP invasiva ou inserir um valor
específico para os cálculos de ITVE e ITCE.
 HB Inserir um valor específico para a monitoração de
eDO2I. Esse valor é retido durante 12 horas e pode ser
usado em outros cálculos (por exemplo, cálculos
pulmonares).
CONSULTA RÁPIDA Selecionar uma das seguintes opções para visualização e
impressão de dados de parâmetros:

 FAIXAS NORMAIS Exibir os dados com faixas


normais de parâmetros. Um sinal de mais (+) ou menos
(-) indica valores fora da faixa considerada normal.
 UNIDADES DE MEDIDA Exibe os dados com as
unidades de medição.
PARÂMETROS Selecionar três parâmetros entre os parâmetros disponíveis
SECUNDÁRIOS para serem exibidos na janela de parâmetro. As seleções
padrão são DC, RVS e CLT.
LIMITES Selecionar os limites inferior e superior dos alarmes de
parâmetros. Um alarme soa quando ocorre um valor fora
desses limites.
TENDÊNCIAS Exibir a janela de informações TEND GRÁFICAS. Todos os
parâmetros do CGI são exibidos com um i antes do rótulo do
parâmetro (por exemplo, iFC, iPAM, iCO2, etc.).
AJUDA Exibir a janela de informações AJUDA para obter ajuda sobre
a preparação do paciente, colocação adequada do sensor e
questões relativas à solução de problemas.
CURVAS Selecionar uma das seguintes opções para exibição de curva:

 CGI Reflete as alterações entre batimentos na


impedância consistente com os eventos do ciclo
cardíaco.
 DZ/DT Reflete a freqüência de mudanças no primeiro
derivativo da curva.
VELOCIDADE Selecionar uma velocidade de varredura para a curva exibida.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 17-5


Monitoração da cardiografia de impedância (CGI)

Opção Função

QUALIDADE DE SINAL Selecionar uma das seguintes opções para a qualidade do


sinal: Essa seleção substitui a seleção automática de sinal
feita pelo módulo para obtenção e processamento dos dados.

 AUTOBUSCA Procurar todas as derivações para


obter o melhor sinal. Exibe a mensagem Busca sinal na
janela de parâmetro.
 SINAL 1 a SINAL 4 Selecionar para alternar a
designação do vetor para uma derivação específica.
MÉD BAT Selecionar o número de batimentos cardíacos usados na
média. Quando monitoração inicia, a média de batimentos
começa com 10, 20, 30 e 60 batimentos. A média permanece
com 60 batimentos a não ser que um novo valor seja
selecionado. Quanto menor o número selecionado, maior a
probabilidade dos dados serem afetados por artefato. Quanto
maior for o número selecionado, mais consistente será a
média dos batimentos, apresentando uma flutuação mínima.
ALTERAR NORMAIS Selecionar a faixa normal para os parâmetros.
VERIF DERIV Verificar falhas de derivação.

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

INSERÇÃO OBRIG INF PACIENTE CGI

INSERIR PESO PACIENTE

INSERIR ALTURA PACIENTE

INSERIR IDADE PACIENTE As informações obrigatórias do paciente Inserir as informações necessárias do


estão faltando ou estão incorretas. paciente.
INSERIR SEXO PACIENTE

PESO PACIENTE FORA DA FAIXA

ALTURA PACIENTE FORA DA FAIXA

IDADE PACIENTE FORA DA FAIXA

REPARAR MÓDULO Falha do equipamento. Entre em contato com a manutenção.

FAL DERIV TORAC DIR

FAL DERIV TORAC ESQ


Falha derivação.
FAL DERIV PESC DIR
Verificar paciente e sensor.
FAL DERIV PESC ESQ

CABO DESCONECTADO
Falha da derivação ou do equipamento.
BUSCA SINAL

17-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


18 Monitoração do índice
biespectral (BIS)

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 18-1


Monitoração do índice biespectral (BIS)

Introdução
Visão Geral
OBSERVAÇÃO
Disponível somente na versão 6 ou mais recente do software.

OBSERVAÇÃO
Embora o Aspect® BISx externo possa monitorar o EEG, o monitor não suporta a
monitoração de EEG.

OBISx externo usa um conversor de sinal digital interno (CSD). O CSD usa os
amplificadores e filtros analógicos do EEG e digitaliza as curvas resultantes para
transmissão e processamento pelo monitor. Ele também amplifica e digitaliza o sinal
do EEG próximo ao paciente, para limitar o efeito das fontes de ruído do ambiente.

Quando conectado ao monitor, o BISx calcula o valor do BIS e de outros parâmetros


processados do EEG em tempo real, usando três passos:

 O sinal não-processado de EEG é decomposto segundo a segundo e os segmentos


que possuem artefatos são identificados e removidos.
 O BISx calcula o valor do BIS através da combinação dos recursos do EEG
associados com o efeito anestésico.
 O índice é modificado para refletir a quantidade do sinal de EEG suprimido na
curva não-processada.
O monitor exibe os valores digitais em uma janela de parâmetro. A tela é atualizada a
cada dois segundos.

1 4

2
3

900A

1 Valor da eletromiografia (EMG)


2 Valor da razão de supressão
3 Valor do índice de qualidade do sinal
4 Valor do índice biespectral

O monitor também exibe uma única curva não-processada de EEG.

Informações adicionais
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para obter a seguinte informação:

18-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração do índice biespectral (BIS)

 Colocação do sensor do BIS.


 Preparação do paciente.
 Documentação de referência do BIS.
 Solução de problemas no nível clínico.
OBSERVAÇÃO
Você também pode consultar a embalagem do sensor para obter instruções sobre
preparação do paciente e colocação do sensor.

Segurança
Considerações
 O critério clínico sempre deverá ser usado quando for feita a interpretação do BIS
em conjunto com outros sinais clínicos disponíveis. NÃO é recomendável que se
confie exclusivamente no BIS para o tratamento intra-operatório com
anestésicos.
 Assim como qualquer parâmetro monitorado, artefatos e baixa qualidade do sinal
podem gerar valores inadequados do BIS. Artefatos potenciais podem ser
causados por mau contato com a pele (alta impedância), atividade ou rigidez
muscular, movimento da cabeça e do corpo, movimentos persistentes dos olhos,
colocação incorreta do sensor e interferência elétrica incomum ou excessiva.
 Devido à experiência limitada com as aplicações a seguir, os valores do BIS
devem ser interpretados com cuidado em pacientes com distúrbios neurológicos
conhecidos, em pacientes que tomam medicamentos psicoativos e em crianças
com menos de um ano.

Geral
As seguintes instruções de segurança se aplicam à monitoração de BIS.

ADVERTÊNCIA
INDICAÇÕES O BISx é indicado para uso sob supervisão direta
de um profissional de saúde licenciado ou por pessoas treinadas na
sua utilização adequada. É indicado para uso em pacientes adultos e
pediátricos em um hospital ou instituição médica de tratamento de
pacientes para monitorar o estado do cérebro por meio da obtenção
de dados dos sinais do EEG.

O BISx pode ser usado como um apoio na monitoração de


determinados agentes anestésicos. O uso da monitoração do BIS
para auxiliar na orientação sobre administração de anestésicos pode
estar associado com a redução da incidência de vigília com retorno
em adultos durante a sedação e a anestesia geral.

ADVERTÊNCIA
CABOS Direcione todos os cabos para longe da garganta do
paciente para evitar um possível estrangulamento.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 18-3


Monitoração do índice biespectral (BIS)

ADVERTÊNCIA
O BISx pode continuar conectado a um paciente durante a
desfibrilação, desde que o sensor não esteja localizado entre as pás
do desfibrilador.

CUIDADO
Por causa da elevada temperatura da superfície, não coloque o
BISx em contato direto prolongado com o paciente.

CUIDADO
Pode ser necessário desabilitar a verificação contínua da
impedância se o sinal de verificação da impedância interferir em
outros equipamentos.

Monitoração
Para confirmar se você está pronto para monitorar o BIS, siga este procedimento.

1. Verifique se o BISx está firmemente montado em um suporte IV, na grade do


leito ou preso com clipe em um lençol do leito.

2. Conecte o cabo de comunicação do BISx ao conector AUX na parte traseira do


monitor.

3. Conecte o BISx a uma fonte de alimentação AC.

4. Posicione o sensor no paciente. Para obter mais informações, consulte a


embalagem do sensor ou o Guia de Solução de Problemas e de Referências
Clínicas de Monitoração da Unidade de Tratamento" da GE.

5. Insira a pá do sensor do BIS no cabo de interface do paciente.

6. Admita o paciente no monitor.

7. Confirme se os dados do paciente estão exibidos na janela do parâmetro de BIS.

8. Verifique se o valor do IQS indica um sinal forte.

9. Verifique se é exibida uma curva de boa qualidade.

10. Ajuste as configurações de controle conforme necessário.

18-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração do índice biespectral (BIS)

Configurações de controle
Para ajustar as configurações de controle do paciente admitido no monitor, selecione
o rótulo da janela do parâmetro de BIS. Em seguida, selecione qualquer uma das
seguintes opções e faça as alterações desejadas.

OBSERVAÇÃO
Todas as alterações são temporárias e retornam aos padrões de fábrica ou do
usuário quando o paciente é liberado. Para alterar permanentemente essas
configurações, consulte Definição dos padrões do usuário na página 3-7.

Opção Função

ALISAMENTO Selecione o tempo de cálculo da média usado para calcular


BIS: Oajuste padrão de fábrica é 15 segundos.

 15 SEG Selecione para monitoração na sala de


cirurgia ou em paciente sedado para aumentar a
sensibilidade nas alterações do estado do paciente.
 30 SEG Selecionar para monitoração de tratamento
intensivo de paciente para fornecer uma tendência mais
suave do BIS, com menos variabilidade e sensibilidade a
artefato.
LIMITES BIS Selecionar os limites superior e inferior de alarme para
parâmetro de BIS. Um alarme soa quando ocorre um valor
fora desses limites.
VERIFICAÇÃO DO SENSOR Selecionar para detectar sensores automaticamente e para
exibir o valor da impedância e o status de cada derivação.
Esses dados são atualizados a cada dois segundos.

 APROV Esta derivação foi aprovada na verificação do


sensor.
 LD OFF (DER DESC) Nenhum valor de impedância;
verificar a derivação.
 RUÍDO Nenhum valor de impedância; verificar a
derivação.
 ALTO Preparar novamente o sensor.
CONFIGURAR BIS Fornece acesso aos seguintes controles:

 DETEC DERIV Para obter informações adicionais,


consulte Desabilitação da detecção contínua da
derivação na página 18-6.
 FILTRO EEG Para obter informações adicionais,
consulte Desabilitação do filtro da curva na página 18-6.
 TESTE DE BIS Para obter informações adicionais,
consulte Teste do BIS na página 18-6.
CONTINUAR BIS Selecionar para iniciar uma verificação do sensor quando a
mensagem SENSOR VENCIDO for exibida.
CURVA DE EEG Selecionar LIGADO para exibir os dados da curva de EEG.
ESCALA EEG Selecionar a escala da curva exibida. Quanto maior for a
escala, menor será a curva. O ajuste padrão de fábrica é 25
µV/DIV.
FAIXAS BIS Exibe uma descrição do padrão de fábrica das faixas do BIS.
TENDÊNCIAS BIS Exibe a tendência dos valores de BIS na janela de
informações SINAIS VITAIS.
VELOCIDADE Selecionar uma velocidade de varredura para a curva exibida.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 18-5


Monitoração do índice biespectral (BIS)

Desabilitação da detecção contínua da derivação


Por padrão, o BISx verifica continuamente as impedâncias do eletrodo. Esse sinal de
verificação de impedância de 1 nA 128 Hz pode interferir em outros equipamentos,
como o potencial evocado. Para interromper temporariamente o sinal de detecção
contínua de derivação, selecione o rótulo da janela do parâmetro de BIS >
CONFIGURAR BIS > DETEC DERIV > DESL.

Desabilitação do filtro da curva


O monitor usa um filtro de EEG para modificar a curva de EEG não-processada
através de uma combinação de filtros baixos, altos e de ponto. Isso gera uma exibição
dos dados da curva entre 2 Hz e 70 Hz. Para remover temporariamente os filtros e
exibir somente a curva não-processada para fins de solução de problemas, selecione o
rótulo da janela do parâmetro de BIS > CONFIGURAR BIS > FILTRO EEG >
DESL. Quando o filtro é removido, são exibidos os dados da curva entre 0,25 Hz e
100 Hz.

Teste do BIS
O BISx usa um CSD interno para filtrar e transmitir dados para o monitor. Para testar
a função do CSD, selecione o rótulo da janela do parâmetro de BIS >
CONFIGURAR BIS > TESTE BIS > LIGADO. A mensagem TESTE BIS EM
ANDAMENTO é exibida até que a avaliação esteja concluída.

Uma mensagem APROVADO será exibida se o BISx estiver funcionando dentro


dos parâmetros normais de operação.

Uma mensagem FALHA será exibida se o BISx não atendeu aos valores normais de
ruído, ganho e filtros alto e baixo. Se o BISx falhar, entre em contato com a
assistência técnica.

Compreensão dos valores exibidos


BIS
O BIS é um parâmetro processado do EEG que corresponde ao nível de consciência
do paciente. O resultado é que a faixa de valores de BIS vai de 100 (paciente está bem
acordado) a 0. Como o BIS é um valor absoluto, os dados da linha de base do paciente
não são necessários para monitorar pacientes.

Valor do BIS Estado do paciente

100 O paciente está acordado; responde ao tom de voz normal.


80 O paciente está moderadamente sedado; responde a
comandos altos ou a um leve toque/sacudida.
60 O paciente está em profunda sedação; baixa probabilidade de
retorno explícito e não responde a estímulo verbal.
20 O paciente está em profunda sedação; supressão de surtos.
0 Nenhuma atividade cerebral detectada.

18-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Monitoração do índice biespectral (BIS)

RS
O valor da razão de supressão identifica a porcentagem de períodos nos últimos 63
segundos em que o sinal do EEG foi considerado suprimido ou a porcentagem de
tempo em que a curva do EEG se manteve como uma linha plana durante o minuto
anterior. A faixa fica entre 0% e 100%.

IQS
O valor do índice de qualidade do sinal identifica a porcentagem de períodos bons
(episódios) nos últimos 60 segundos que poderiam ser usados para calcular o índice
biespectral. O IQS ideal é 100.

FEE
A freqüência do extremo espectral é a freqüência entre zero e 30 Hz na qual 95% da
energia total está em uma freqüência mais baixa e 5% excede a freqüência do extremo
espectral.

EMG
O valor da eletromiografia mede a energia absoluta na faixa de 70 Hz a 110 Hz. O
valor da energia está em dB (decibéis). Essa é a medição da atividade do músculo
facial ou de outro artefato no sinal do EEG dentro dessa faixa de freqüência.

O indicador exibe até sete barras; quanto maior for o número de barras, maior a
atividade da EMG. Nenhuma barra é exibida quando os valores da EMG forem
inferiores a 30 dB. São exibidas sete barras quando os valores da EMG forem iguais a
55 dB.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 18-7


Monitoração do índice biespectral (BIS)

Solução de Problemas
Consulte o "Monitoração de Tratamento Crítico - Guia de Referências Clínicas e de
Solução de Problemas da GE para soluções de problemas no nível da clínica.

Mensagem Causa Solução

VERIFICAR SENSOR - RESET BIS Falha do sensor. Reposicione ou substitua o sensor, o cabo
(REINICIALIZAR BIS) plástico isolado ou o BISx.

VERIFICAR BIS - RESET BIS Falha do equipamento. Reconecte o BISx.


(REINICIALIZAR BIS)

ERRO COMUN Falha de comunicação. Reinstale o BISx.

CONECTAR SENSOR Falha de comunicação ou de conexão. Reposicione ou substitua o sensor, o cabo


plástico isolado ou o BISx.

FALHA DO BIS Condição de sobrecorrente elétrica. Entre em contato com a manutenção.

TESTE BIS EM ANDAMENTO Um autoteste está em andamento. Esta é uma mensagem de procedimento
normal.

SENSOR VENCIDO A data e hora atuais excedem a data de Selecione Resume BIS (Continuar BIS)
utilização recomendada do sensor. para iniciar uma verificação do sensor. Se a
verificação do sensor for aprovada, será
iniciada a monitoração do BIS. Então
prepare novamente ou substitua o sensor, o
cabo plástico isolado ou o BISx.

SENSOR INCOMPATÍVEL O sensor não é compatível. Reconecte ou substitua o sensor, o cabo


plástico isolado ou o BISx.

ERRO DE BIS Falha do equipamento. Entre em contato com a manutenção.

PACIENTE ISOELÉTRICO Nenhuma atividade foi detectada no EEG Verifique o paciente e o sensor
durante vários minutos.

REPREP SENSOR Falha de status/impedância do sensor. Pressione firmemente cada eletrodo do


sensor durante cinco segundos. Se a
verificação da impedância falhar,
reposicione ou substitua o sensor, o cabo
plástico isolado ou o BISx.

VERIFIC SENSOR EM ANDAMENTO Um autoteste está em andamento. Esta é uma mensagem de procedimento
normal.

ERRO SENSOR Falha do sensor. Substituir o sensor.

SERVICE BIS (REPARAR BIS) Falha do equipamento. Entre em contato com a manutenção.

SIM CONECTADO Um dispositivo de demonstração do BIS Esta é uma mensagem de procedimento


está conectado ao cabo de interface do normal.
paciente.

IQS ABAIXO 50% A qualidade do sinal está baixa. O sistema não consegue obter um sinal de
qualidade alta do EEG. Execute o autoteste
IQS MUITO BAIXO A qualidade do sinal está baixa. do sensor para confirmar se as impedâncias
do sensor estão dentro da faixa. Se não
estiverem, prepare novamente ou substitua
o sensor ou o cabo plástico isolado.

18-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


A Manutenção

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-1


Manutenção

Visão Geral
Biocompatibilidade
Quando usadas como previsto, as peças do produto descritas neste manual do
operador, incluindo os acessórios que entram em contato com o paciente durante o
uso previsto, atendem aos requisitos de biocompatibilidade dos padrões aplicáveis. Se
tiver alguma dúvida relacionada a esta matéria, entre em contato com a GE ou com os
seus representantes.

Inspeção
Um eficaz plano de manutenção deve ser estabelecido para o seu equipamento de
monitoração e para os acessórios reutilizáveis. Ele deve incluir inspeções assim como
uma limpeza geral de forma regular. O plano de manutenção deve obedecer às normas
da unidade de controle de infecção hospitalar da sua instituição e/ou departamento de
engenharia biomédica.

ADVERTÊNCIA
O descumprimento por parte do hospital ou da instituição
responsável em implementar um plano de manutenção satisfatório
ao usar este equipamento de monitoração pode causar uma avaria
indevida no equipamento e possíveis danos à saúde.

Consulte o departamento biomédico para certificar-se de que foram efetuadas a


manutenção preventiva e a calibração. Consulte o manual de manutenção para obter
informações detalhadas sobre manutenção e reparo.

Siga estas normas ao inspecionar o equipamento:

 Localize os danos físicos mais visíveis; substitua todos os itens danificados.


 Inspecione os cabos e plugues para verificar danos; programe o reparo ou a
substituição junto à equipe de manutenção qualificada.

Descarte

ADVERTÊNCIA
DESCARTE DA EMBALAGEM Descarte todo o material de
embalagem, observando todos os regulamentos de controle de
resíduos hospitalares e mantendo-os fora do alcance das crianças.

ADVERTÊNCIA
DESCARTE No fim da sua vida útil, o produto descrito neste
manual, bem como os seus acessórios, têm de ser descartados de
acordo com as normas que regulam o descarte de cada produto. Se
tiver alguma dúvida relacionada com o descarte de produtos, entre
em contato com a GE ou com os seus representantes.

A-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Limpeza e Desinfecção
Procedimento

ADVERTÊNCIA
Desconecte o monitor da alimentação elétrica de CA antes de
limpar ou desinfetar sua superfície.

CUIDADO
A inobservância no cumprimento destas regras pode derreter,
distorcer ou obscurecer o acabamento da superfície exterior, borrar
as letras nos rótulos ou causar falha no equipamento.

OBSERVAÇÃO
Para obter mais informações, consulte a página "Como Nos Encontrar" do
manual para informações sobre contato. Consulte também o manual do operador
fornecido com cada equipamento de monitoração portátil e do paciente para
limpar com segurança ou desinfetar transmissores de telemetria, módulos de
aquisição, monitores do paciente, cabos de ECG e terminais.

OBSERVAÇÃO
Limpe a superfície externa regularmente de acordo com o departamento de
engenharia biomédica e de controle de infecção da sua instituição.

Execute o seguinte procedimento para limpar as superfícies externas deste


equipamento:

1. Para limpar todas as telas, inclusive as sensíveis ao toque e as padrões, faça o


seguinte:

a. Desligue a alimentação elétrica da tela padrão e da sensível ao toque antes de


iniciar a limpeza das telas.

b. Limpe a parte externa com um pano macio sem fiapos, ligeiramente


umedecido com limpa-vidros residencial.

2. Para a limpeza do equipamento, limpe a parte externa do equipamento com um


pano macio sem fiapos, usando a seguinte solução como recomendado nas
Orientações da APCIE/APIC (Associação de Profissionais dos EUA do Controle
de Infecção e Epidemiologia) para Seleção e Uso de Desinfetantes (1996):

 Hipoclorito de sódio (água sanitária doméstica a 5,2%) diluição mínima de


1:500 (no mínimo 100 ppm de cloro livre) e um máximo de 1:10.
 Pode ser usado qualquer produto de limpeza baseado em hipoclorito de
sódio que atenda às especificações acima.
OBSERVAÇÃO
Retire o excesso de desinfetante de limpeza antes do uso.

OBSERVAÇÃO
Qualquer contato de soluções desinfetantes com as peças de metal pode
causar corrosão.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-3


Manutenção

3. Retire as soluções de limpeza com um pano limpo e ligeiramente úmido.

4. Seque totalmente com um pano umedecido sem fiapos e deixe que o ar seque por
no mínino 30 minutos.

OBSERVAÇÃO
O tempo de secagem pode variar de acordo com as condições ambientais.

5. Tome cuidado para não deixar uma "poça" de fluido em torno dos pinos de
conexão. Se isto tiver acontecido, seque com um pano macio sem fiapos.

6. Não use procedimentos excessivos de secagem, tais como forno, calor forçado ou
secagem ao sol.

Cuidados
Tome as seguintes precauções para evitar danos ao equipamento:

 Não mergulhe o equipamento em qualquer líquido.


 Não derrame ou pulverize qualquer líquido diretamente no equipamento ou
permita que fluidos penetrem nas conexões ou aberturas.
 Não use soluções condutivas, soluções que contenham cloretos, cera ou
compostos de cera para limpar o equipamento.
 Não use soluções ou produtos que contenham o seguinte:
 Qualquer tipo de cloreto de amônia, tais como, entre outros, soluções de
Cloreto Dimetil Benzil Amônio e Quaternária de Cloreto de Amônia.
 Agentes de limpeza abrasivos ou solventes de qualquer espécie.
 Acetona
 Cetona
 Betadine
 Agentes de limpeza baseado em álcool
 Sais de sódio
 Não limpe o equipamento com vapor ou autoclave.
 Use sempre limpa-vidros residencial para limpar as telas sensível ao toque ou
padrão.

Impacto ou resultados de produtos e processos de limpeza


impróprios
As seguintes conseqüências podem ocorrer se as seguintes normas de cuidados ao
limpar o equipamento não forem seguidas:

 Descoloração do produto.
 Gabinete do equipamento distorcido, embaçado ou derretido.
 Gabinete do equipamento danificado e quebradiço.
 Texto dos rótulos manchados.
 Mau funcionamento e erro no equipamento.
 Perda da garantia.

A-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Produtos de limpeza a serem evitados


Produtos de limpeza que causam os tipos de problemas listados anteriormente são os,
entre outros:

 Limpadores Sani-Cloth®
 Limpadores Ascepti®
 HB Quat®
 Limpadores Clorox® (eles não contêm água sanitária)
 Detergentes de prateleira (por exemplo. Fantastic®, Tilex®, etc.)
Produtos que contêm ingredientes ativos e soluções similares a estes produtos devem
ser evitados.

Peças aplicadas
Cabos e Terminais

CUIDADO
Não use acetona ou cetona, uma autoclave ou limpador com vapor
para limpar os cabos e terminais.

CUIDADO
A decisão de esterilizar deve ser tomada de acordo com os
requisitos da sua instituição com um conhecimento do efeito sobre a
integridade dos cabos ou terminais.

Use um pano aquecido, úmido e com sabão neutro para limpar cabos e terminais. Para
uma desinfecção mais intensiva (próxima à esterilização) você pode usar Óxido de
Etileno (ETO); contudo, este método reduzirá a vida útil do cabo ou do terminal.

Limpeza do sensor e do adaptador Capnostat


Para limpar o sensor, use um pano úmido para limpar e secar (incluindo as janelas do
sensor). Não mergulhe ou esterilize o sensor.

Para limpar os adaptadores reutilizáveis, enxágüe em água quente, solução de sabão e


em seguida coloque de molho em um líquido desinfetante (pasteurizado ou
esterilizado a frio) tal como glutaldeído. Enxágüe e seque bem com água esterilizada.

Para limpar os adaptadores de adulto e de pouco volume no espaço morto, esterilize


com o método a gás ETO ou autoclave a vapor. O uso da autoclave a vapor pode
reduzir a vida útil do adaptador.

Antes da reutilização de qualquer adaptador, assegure-se de que as janelas do sensor


estejam secas e sem resíduos. Assegure-se também que o adaptador não foi
danificado durante o manuseio, limpeza ou esterilização.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-5


Manutenção

Manguito e mangueira de PNI


Para limpar um manguito PNI, consulte o fabricante para obter informações sobre
limpeza correta. Assegure-se de que o fluido de limpeza não penetre nas válvulas. O
fluido represado nas válvulas pode entrar no monitor e pode causar dano ao mesmo.

Outros
Para outras peças aplicadas, tais como sensores de temperatura, cateters, sondas de
oximetria de pulso e manguitos PNI, consulte o fabricante para obter os métodos de
limpeza, esterilização e desinfecção.

Impressora/impressora(s) gráfica(s)
Substituição do papel da impressora gráfica
1. Pressione o botão na parte superior da impressora gráfica para abrir a porta da
impressora.

638A
2. Remova a bobina usada e instale um novo rolo de papel. Instale o papel de
maneira que ele não se desenrole da extremidade interior.

639A
3. Feche a porta. Certifique-se de que o papel se estenda desde a abertura.

A-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

640A
4. Teste a impressora de gráfico iniciando a impressão de uma tira de gráfico.

5. Retire o teste do gráfico rasgando para baixo.

Baterias
Visão Geral
Geral
Um sistema completo de gerenciamento de baterias otimiza o desempenho das
baterias.
Dependendo do uso, a autonomia de baterias novas totalmente carregadas é de até 3,5
horas. A monitoração de PNI, CO2 e SpO2 consome energia da bateria mais
rapidamente do que a dos outros parâmetros. O brilho da tela, a impressão e a
conexão a uma rede sem fio também podem alterar os tempos de operação da bateria.
Alarmes sonoros e visuais alertam quando for iminente uma perda de alimentação e
os indicadores de capacidade na tela mostram a condição e a capacidade da carga da
bateria. Uma mensagem de BAT FRACA na parte superior da tela avisa antes que
ocorra uma perda completa de energia da bateria. A bateria deve ser substituída ou o
monitor conectado a uma fonte de alimentação AC quando a mensagem for exibida.

Tecnologia de íons de lítio


As baterias usadas neste monitor são baterias recarregáveis que contêm células de
íons de lítio. Cada bateria contém um medidor eletrônico integrado de fluido e um
circuito de proteção de segurança. A seguir encontram-se os principais pontos sobre a
tecnologia da bateria de íons de lítio que se deve conhecer:

 A bateria se descarrega sozinha, mesmo quando não está instalada em um


monitor. Este descarregamento é resultante das células de íons de lítio e da
corrente de polarização necessária para os componentes eletrônicos integrados.
 Devido à natureza das células de íons de lítio, a bateria se descarrega
automaticamente A velocidade do descarregamento automático dobra a cada
10°C de elevação da temperatura.
 A perda da capacidade da bateria se degrada significativamente a temperaturas
mais altas.
 À medida que a bateria se desgasta, a capacidade de carga total da bateria se
degrada até ser definitivamente perdida. Como resultado, diminui a quantidade
de carga que pode ser armazenada e está disponível para uso.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-7


Manutenção

Carregador de Bateria Cadex SMart Two+


OBSERVAÇÃO
Para aumentar a vida das baterias, a GE recomenda o uso do carregador de
bateria externo Cadex SMart Two+ para realizar todas as funções de manutenção
das baterias.
Para usar o carregador de bateria externo, deve estar em execução no monitor a
versão de software 2A ou mais recente e no carregador a versão de software 1.1 ou
mais recente.
Os LEDs a seguir são exibidos no carregador de bateria. A combinação de LEDs e
seus significados mudam de acordo com o tipo de iluminação (sólida ou piscando).

LED Aceso Piscando

EXECUÇÃO Carregando...... Inicialização da bateria.


EXECUÇÃO e CONDIÇÃO Condicionamento......
PRONTO Carga concluída.
PRONTO e CONDIÇÃO O condicionamento está Condicionamento é
completo (alvo atingido). necessário.
FALHA Falha na bateria. Falha no carregador.
FALHA e CONDIÇÃO O condicionamento está
completo (alvo falhou).

Segurança

ADVERTÊNCIA
LESÃO FÍSICA NÃO instale o monitor acima de um paciente.
Verifique se as baterias estão totalmente inseridas e se as portas das
baterias estão bem fechadas. A queda de baterias pode lesar
gravemente ou fatalmente um paciente neonatal.

ADVERTÊNCIA
EXPLOSÃO OU FOGO O uso de baterias não recomendadas
pode causar ferimentos/queimaduras nos pacientes ou usuários. Use
somente as baterias recomendadas ou fabricadas pela GE. A garantia
pode ser invalidada se forem usadas baterias não recomendadas.

ADVERTÊNCIA
LESÃO FÍSICA NÃO instale o monitor acima de um paciente.
Podem ocorrer vazamentos de produtos químicos da bateria no
paciente, se o monitor estiver instalado acima do paciente.

Podem ocorrer vazamentos das células da bateria sob condições


extremas. O líquido é cáustico para os olhos e pele. Se o líquido
entrar em contato com os olhos ou pele, lave-os com água limpa e
busque atendimento médico.

OBSERVAÇÃO
Para obter o melhor desempenho e segurança, use somente baterias fornecidas
pela GE.

A-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Identificação da capacidade
A duração de uma bateria nova, com carga total disponível, é de cerca de 3,5 horas.
Duas baterias novas, com carga total disponível, duram aproximadamente 5 horas.

Os seguintes termos são usados para definir a capacidade da bateria:

 Capacidade designada A capacidade teórica das células da bateria quando ela


é nova.
 Capacidade de carga total A quantidade real de carga que a bateria pode
armazenar e fornecer ao monitor.
 Capacidade de carga remanescente A quantidade da capacidade de carga total
atualmente remanescente na bateria. Ela é uma porcentagem da capacidade de
carga total.

Medidores de bateria
É exibido um medidor de bateria na tela para cada bateria instalada no monitor. O
exemplo mostra uma bateria que perdeu cerca de 20% de sua capacidade designada e
possui cerca de 50% de capacidade de carga remanescente (aproximadamente 1,4
hora).

1 2 3

859B

1 Área preenchida (branca) Capacidade de carga remanescente.

2 Área vazia (preta) Capacidade de carga total.

3 Área com linha tracejada Capacidade designada.

Se for exibida a mensagem ERRO no medidor da bateria, consulte Menu Status da


bateria na página A-10.

Carregador de bateria
Ao selecionar a chave Capacidade Alvo no carregador, ele compara o desempenho
da bateria a 60, 70 ou 80% da capacidade-alvo configurada no carregador de bateria.
Se a bateria não alcançar o desempenho-alvo, o carregador de bateria fornece um
aviso para que a bateria seja condicionada. Se, depois que o ciclo de condicionamento
for completado, a bateria NÃO atingir o desempenho alvo, então o carregador da
bateria irá acender uma luz de falha .

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-9


Manutenção

Menu Status da bateria


Para exibir o menu STATUS DA BATERIA, selecione OUTROS MENUS >
STATUS DA BATERIA.

637B
Selecione AJUDA BATERIA para obter informações adicionais sobre baterias.

 STATUS DE SLOT Definições das informações apresentadas na janela de


informações STATUS DA BATERIA.
 TEMPOS Definições das informações apresentadas na janela de informações
STATUS DA BATERIA.
 MEDIDORES DE FLUIDOS Explica os medidores de capacidade da
bateria.
 ALARMES Lista as mensagens e as soluções para a bateria.

Diretrizes de instalação
Posicione o monitor em um local que não aumente artificialmente a temperatura de
operação da bateria.

 Para otimizar a vida útil e o desempenho da bateria, escolha um local que NÃO
aumente artificialmente a temperatura ambiente em torno do monitor.
 Não coloque o monitor próximo de uma saída de ar quente ou de equipamentos
geradores de calor, como monitores de computador.
 Evite colocar o monitor em cantos onde o fluxo de ar pode ser insuficiente.

A-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Cuidados com a bateria


Carregamento
O carregamento de uma bateria leva aproximadamente 9 horas tanto pelo método de
carregamento interno como pelo externo.

Método do carregador externo (preferencial)


O carregador Cadex SMart Two+ mantém as células da bateria em uma temperatura
mais baixa que a do monitor durante o ciclo de carga. Essa redução de temperatura
estenderá a vida útil da bateria.

Para carregar uma bateria, use o seguinte procedimento.

1. Insira a bateria no carregador de bateria. O LED EXECUÇÃO se acende.

2. Deixe a bateria no carregador até que o LED PRONTO se acenda.

3. Se o LED FALHA se acender, remova e coloque novamente a bateria. Isso


corrigirá quaisquer erros de tempo de espera do carregador da bateria.

Método interno
Para carregar uma bateria, use o seguinte procedimento.

1. Coloque a bateria no monitor. O indicador amarelo de STATUS DE CARGA se


acende.

2. Quando o indicador de bateria verde de STATUS DE CARGA se acende, a


bateria está com carga total disponível.

Condicionamento
Condicione a bateria a cada seis meses ou sempre que a janela de informações
STATUS DA BATERIA exibir CONDIÇÃO no campo QUALIDADE DA
BATERIA.

Método do carregador externo (preferencial)


Retire a bateria do monitor a cada seis meses e a condicione usando o carregador
Cadex SMart Two+. Esse ciclo de condicionamento calibra novamente o medidor
eletrônico de fluido.

Para condicionar uma bateria, use o seguinte procedimento.

1. Insira a bateria no carregador de bateria.

2. Pressione o botão CONDICIONAR quando uma das seguintes condições


ocorrer:

 A luz de LED ATIVO está piscando.


 Quando a luz do LED CONDIÇÃO estiver piscando.
3. Remova a bateria quando o LED PRONTO se acender.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-11


Manutenção

Método interno

ADVERTÊNCIA
RISCO PARA O PACIENTE Nunca condicione uma bateria
enquanto o monitor estiver conectado a um paciente. Poderá resultar
em morte ou ferimentos graves.

Para condicionar uma bateria, use o seguinte procedimento.

1. Remova todas as baterias do monitor.

2. Insira uma bateria no slot A.

3. Desconecte o monitor da alimentação AC.

4. Selecione OUTROS MENUS > STATUS DA BATERIA.

5. Deixe a bateria descarregar até menos de 90% (NÍVEL DE CARGA).

6. Conecte o monitor à alimentação AC e carregue totalmente a bateria.

7. Desconecte novamente o monitor da alimentação AC.

8. Deixe o monitor operar com energia da bateria até ser exibida a mensagem
BATERIA FRACA ou até o monitor desligar.

9. Conecte novamente o monitor à alimentação AC e deixe a bateria carregar


totalmente.

Armazenamento
Armazene a bateria fora do monitor a uma temperatura entre 20ºC e 25ºC (68ºF a
77ºF).

 Quando a bateria estiver armazenada em um monitor ligado a uma fonte de


alimentação CA, a temperatura da célula da bateria aumenta de 15ºC para 20ºC
(27ºF para 36ºF) acima da temperatura ambiente do quarto. Isso reduz a vida útil
da bateria.
 Quando a bateria for armazenada dentro de um monitor que é alimentado
continuamente por uma fonte de alimentação AC e não regularmente por bateria,
a vida útil da bateria pode ser inferior a 12 meses. A GE recomenda que a bateria
seja removida e armazenada próxima ao monitor até que seja necessária para o
transporte.
Quando a bateria for armazenada por um longo período de tempo sem ser carregada,
eventualmente ela perde toda a sua carga e fica "desativada". Quando a bateria estiver
"desativada" nenhum dos LED da bateria se acenderá quando o botão Teste for
pressionado. Você deve despertar a bateria antes de poder usá-la novamente.

A-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Despertar
O procedimento para despertar uma bateria no interior de um monitor deve ser
realizado somente por uma equipe de manutenção qualificada. Para obter informações
adicionais, consulte o manual de manutenção.

Para despertar uma bateria com o carregador externo (método preferencial), use o
seguinte procedimento.

OBSERVAÇÃO
Uma bateria bastante descarregada exigirá que os passos a seguir sejam repetidos
mais de uma vez até a bateria despertar .

1. Insira a bateria no carregador e espere que o LED EXECUÇÂO se acenda


(aproximadamente três minutos).

2. Se a luz do LED ATIVO NÃO se acender, execute os seguintes passos:

a. Retire a bateria do carregador de bateria.

b. Coloque a bateria no carregador e deixe a bateria compensar a carga durante


dois ou três minutos enquanto o LED FALHA pisca. Se a luz do LED
ATIVO se acender, ignore-a.

c. Observe os LEDs do carregador e remova a bateria imediatamente do


carregador quando o LED FALHA parar de piscar E permanecer iluminado,
OU quando os dois LEDs de ATIVO e de CONDIÇÃO piscarem.

d. Aguarde um ou dois segundos, depois reinsira a bateria no carregador. Os


LED EXECUÇÂO e CONDIÇÃO piscarão por cinco a dez segundos
enquanto o carregador inicializa a bateria. Se o LED FALHA acender, retire
a bateria e a reinsira no carregador de baterias.

e. Observe os LED do carregador de baterias. O LED ATIVO deve parar de


piscar e permanecer aceso por aproximadamente um minuto e depois o LED
CONDIÇÃO deve parar de piscar. Neste momento, a bateria está ativada e
sendo carregada.

Reciclagem

ADVERTÊNCIA
RISCO DE EXPLOSÃO NÃO incinere a bateria ou a armazene
em temperaturas altas. Poderá resultar em morte ou ferimentos
graves.

Quando a bateria não puder mais ser carregada, ela deve ser substituída. A bateria é
reciclável. Remova a bateria antiga do monitor e siga as diretrizes de reciclagem
locais.

Nos Estados Unidos e Canadá a Rechargeable Battery Recycling Corporation


(RBRC) (Corporação de Reciclagem de Bateria Recarregável) pode ajudar a localizar
seu local mais próximo de coleta de bateria recarregável. É possível entrar em contato
com a RBRC pelo telefone (1-800-8-BATTERY) ou acessando o website
(www.rbrc.org).

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-13


Manutenção

Solução de Problemas
Há três condições que ativam os alarmes da bateria:

 Bateria fraca
 Falha na bateria
 Falha no carregador
Consulte a tabela a seguir para obter soluções para as mensagens de alarme exibidas
na área de curvas do ECG.

Mensagem Solução

BATERIA FRACA Quando esta ADVERTÊNCIA do sistema


soar e for exibida, restam somente 10
minutos de tempo de operação da bateria.
Substitua a bateria ou conecte o monitor à
alimentação AC.

DESLIGANDO! Quando esta ADVERTÊNCIA do sistema


soar e for exibida, o tempo de operação da
bateria acabou. O monitor se desliga se não
estiver conectado à alimentação AC.

VRF STATUS BAT Quando for exibida esta mensagem do


sistema, a bateria não está funcionando.
Remova e coloque ou substitua a bateria.

ERRO BATERIA Quando esta ADVERTÊNCIA do sistema


soar e for exibida, a bateria não pode ser
carregada no monitor. Tente carregar no
carregador de bateria externo ou substitua a
bateria.

VRF STATUS BAT Quando for exibida esta mensagem do


sistema, o carregador externo não
conseguiu carregar a bateria. Tente
carregar a bateria novamente ou substitua-
a.

Manutenção Técnica
Os diagramas, especificações técnicas e outras informações técnicas relevantes
podem ser encontrados no manual de manutenção fornecido com este equipamento.
Cumpra as recomendações do departamento de engenharia biomédica da sua
instituição e da manutenção preventiva contidas no manual de manutenção.

A-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

Testes de segurança
Geral

ADVERTÊNCIA
O descumprimento por parte de funcionários dos hospitais ou de
instituições e de todas as pessoas responsáveis pela implementação
de um plano de manutenção satisfatório no uso deste equipamento,
pode causar avaria ao equipamento e possíveis danos à saúde. O
fabricante não assume de forma alguma a responsabilidade pelo
desempenho do programa de manutenção satisfatório, sem que
exista um Contrato de Manutenção do Equipamento. A única
responsabilidade fica com os indivíduos, hospitais ou instituições
que utilizam este equipamento.

 Os testes gerais de segurança devem ser feitos a cada 12 meses. Os equipamentos


de medição da PNI e da temperatura devem ser testados a cada dois anos.
 Os testes de segurança só devem ser executados pelo pessoal qualificado não
sujeitos às normas no que diz respeito a estes testes.
 Se houver um contrato de manutenção, os testes de segurança serão executados
pelo pessoal de manutenção da GE.
 As informações detalhadas sobre os testes de segurança podem ser encontradas
no manual da manutenção.
 Não há necessidade de manutenção regular adicional, se os teste de segurança
forem executados.
 Só use padrões que garantam suficiente precisão. Todos estes padrões devem
estar baseados em padrões nacional ou Europeu.

Teste da temperatura
Para testar a temperatura use o seguinte procedimento e um simulador de paciente
MARQIII.

1. Conecte o simulador ao conector de paciente de Temp/DC.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-15


Manutenção

017C
2. Ligue o simulador, ajuste o adaptador para 400 e ajuste a saída da temperatura
para 37°ºC.

3. Verifique os valores da temperatura na janela de parâmetro TEMP. O valor


exibido deve estar dentro de uma variação de ± 0,4°ºC em relação ao ajuste do
simulador.

Se as leituras falharem, calibre novamente o circuito de Temp/DC. Para obter


informações adicionais, consulte o manual de manutenção

4. Repita o procedimento para o adaptador do simulador ajustado para 700.

Teste de PNI
Para testar a PNI, use o seguinte procedimento e um manômetro digital de pressão ou
de mercúrio calibrado (por exemplo, o Sensym PDM200M ou o Diptron Plus 3).

ADVERTÊNCIA
Quando se usa o manguito de PNI neste procedimento, ele deve
ficar firmemente apertado em torno de um cilindro ou tubo rígido.
Não coloque o manguito de PNI em torno da perna de uma pessoa
durante este procedimento, por ser uma fonte potencial de danos.

1. Conecte o manômetro ao manguito de PNI.

2. Conecte o manômetro ao conector de paciente PI 1/3.

3. Pressione a tecla Alimentação para ligar o monitor.

4. Verifique a janela de parâmetro, o rótulo da curva e outras informações de


parâmetro exibidas.

A-16 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Manutenção

5. Ligue o manômetro e ajuste a chave da escala para 1000 mmHg.

6. Coloque o manguito de PNI em torno do cilindro ou tubo rígido (no mínimo 12,7
cm de diâmetro).

021B
7. Verifique a calibração:

a. Selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAÇÃO DO MONITOR >


MODO REPARO.

b. Selecione CALIBRAR > CALIBRAR PNI > CHECAR CAL DESL >
INICIAR.

c. Verifique se a diferença entre as leituras na janela de parâmetro de PNI e as


leituras no manômetro fica dentro da faixa de ±1 mmHg durante pelo menos
um minuto.

Se houver falha nas leituras, calibre novamente o circuito de PNI. Para obter
informações adicionais, consulte o manual de manutenção.

d. Selecione CHECAR CÁLC EM ANDAMENTO > PARAR para esvaziar o


manguito da PNI.

8. Repita o procedimento para o conector de paciente PI 2/4.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 A-17


Manutenção

Verificação de alarme
Para verificar as funções de alarme do sistema, use o seguinte procedimento.

1. Eleve o limite da freqüência cardíaca até ficar mais alto do que a freqüência
cardíaca atual do paciente.

2. Verifique o seguinte:

 O alarme audível soa no tom certo.


 A freqüência cardíaca na janela do parâmetro ECG pisca na cor certa.
 A luz do alarme pisca na cor correta.
 Um gráfico de alarme é impresso.
3. Silencie os alarmes e verifique se eles reagem corretamente.

4. Retorne às configurações do alarme de freqüência cardíaca aos níveis de


monitoração originais.

OBSERVAÇÃO
Para obter informações adicionais sobre alarmes, consulte Capítulo 4.

A-18 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


B Pacotes de Software

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 B-1


Pacotes de Software

Comparação de recursos por pacote de software

ACI-TIPI &
Tendências
12 SL
Cardiopulm do CRG de
Capacidade ou Recurso Básico Cardíaca Específica
onar alta
para cada
resolução
Sexo

Tela colorida com 6 traçados X


Rótulos de locais de PS invasiva na tela X
Vídeos de PS em escala natural e escala individual X
Exibição de janela de parâmetro de SPO2 persistente X
Vídeo com escala de PS à esquerda e à direita X
Alinhamento de onda e de números X
Apoio operacional na tela MENTOR X
Personalização para adulto, neonato e sala de cirurgia X
Programável pelo usuário, padrão do monitor/configuração do X
monitor
Armazenamento de até 100 eventos CRG X
Armazenamento de até 24 horas de dados de tendência de CRG X
Aquisição de ECG com multiderivações, simultâneo X
Compatibilidade com fio de ECG de 3 derivações ou de 5 derivações X
Intervalo de pausa de batimento selecionável X
Média de freqüência cardíaca selecionável X
Detecção/rejeição do marca-passo X
Falha na derivação inteligente X
Formato de vídeo de todos os ECG X
Pacote de detecção de arritmia letal (alarmes de Assistolia, TaqV e X
FibV)
Pacote de arritmia completa com ajuste do nível de alarme X
Armazenamento e restauração da arritmia com multiderivações X
Medição multiderivações do segmento ST 7 derivações X
Monitoração com 12 derivações do segmento ST 12 derivações X X
Modelo e tendência do segmento ST com multiderivações X
Armazenamento do histórico do segmento de ST com X
multiderivações
Pontos de ST selecionáveis X
Análise de ECG 12SL X
Alarme automático de 12 derivações em ST X X
Monitoração da respiração e detecção da apnéia X
Cursor de medição de PS invasiva X
Alarme de desconexão arterial X
Função de PS Inteligente Arterial X
Algoritmo de PS da bomba do balão intra-aórtico X
Programa de medição do capilar pulmonar X
Programa de medição Inserir Capilar PA X
Medição de PS não-invasiva (PNI) X

B-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Pacotes de Software

ACI-TIPI &
Tendências
12 SL
Cardiopulm do CRG de
Capacidade ou Recurso Básico Cardíaca Específica
onar alta
para cada
resolução
Sexo

Sinc rel PNI X


PNI manguitos/medição para adulto, criança, neonato X
Modos de medições de PNI manual, automático e contínuo X
Monitoração da oximetria de pulso X
Tons de dessaturação da oximetria de pulso X
Oximetria de pulso compatibilidade com a sonda Masimo X
Oximetria de pulso compatibilidade da sonda Nellcor X
Oximetria de pulso compatibilidade da sonda de fábrica X
Suporte de monitoração da temperatura X
Suporte de débito cardíaco de termodiluição X
Constantes do cálculo cardíaco já armazenadas para os principais X
fabricantes
Cálculos cardíacos X
CapnoFlex LF Sidestream CO2 X
Interface SAM (Smart Anesthesia Multi-gas module, em português X
módulo multigás de anestesia inteligente)
Sinais vitais 24 horas X
Gráfico de tendências de 24 h X
Cálculos pulmonares c/ cálculos de DC fick X
Cálculos de dose adulto/neonato X
Alarmes de valores superior/inferior, todos os parâmetros X
Janela de alarme X
Pacote de alarmes "graduados", multinível, programável pelo usuário X
Suporte à impressora laser X
Suporte para impressora gráfica digital direta (IGDD) de duas ou X
quatro polegadas
Ver outro paciente (flutuação) X
Visualizar quando houver alarme X
Visualização automática em alarme (requer servidor de informações X
Prism)
Monitoração de rede local COMBO (telemetria/com fio) X

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 B-3


Pacotes de Software

B-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


C Padrões de Fábrica

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 C-1


Padrões de Fábrica

Níveis de Alarme de Arritmia


Os padrões de fábrica dos níveis de alarme de arritmia estão descritos a seguir. Para
acessar essas opções, selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR >
PADRÕES DO MONITOR > NÍVEL DO ALARME ARRITMIA.

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

ASSISTOLIA
CRISE
FIBV/TAQV AVISO
TAQUI V CRISE
TV > 2
BRADI V
ACOPLAMENTO
BIGEMINISMO
VENT AC
PAUSA
TRIGEMINISMO
R EM T MENSAGEM

CVP
TAQUI
BRADI CRISE
IRREGULAR/FIB
AURICULAR

Níveis de alarme de parâmetros


Os padrões de fábrica dos níveis de alarme dos parâmetros estão descritos a seguir.
Para acessar essas opções, selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR
MONITOR > PADRÕES DO MONITOR > NÍVEL DO ALARME PARÂMETRO.

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA


FC
ADVERTÊNCIA AVISO
CO2 SEM RESP ADVERTÊNCIA
VENT

C-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões de Fábrica

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

CVP/MIN
ST
ART
AP
CO2
PNI
FEM
CAU
GAS
AVISO AVISO AVISO
PVC
AD
CVU
AE
PIC
ES
SVO2
TC

SpO2 1
FREQ ART
TS
MENSAGEM
CGI
FR
RESP APNÉIA CRISE
FREQ FEM MENSAGEM MENSAGEM
FREQ CAU
DCC
MENSAGEM
FREQ SPO2
TMP
CGI
1
O ECG ao ser desligado eleva os níveis de alarme de SpO2 de aviso para advertência.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 C-3


Padrões de Fábrica

Limites do parâmetro
Os padrões de fábrica dos limites de alarme dos parâmetros estão descritos a seguir.
Para acessar essas opções, selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR
MONITOR > PADRÕES DO MONITOR > NÍVEL DOS ALARMES.

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRURGIA

BAIXO ALTO BAIXO ALTO BAIXO ALTO

FC 50 150 90 200 1 150


CVP/MIN 6 6 6
ST-I
ST-II
ST-III
ST-V1
ST-AVL
ST-AVF
2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0
ST-AVR
ST-V2
ST-V3
ST-V4
ST-V5
ST-V6
PNI-S 80 200 40 100 40 200
PNI-D 20 120 20 60 20 120
PNI-M 40 140 30 70 40 140
ART-S 80 200 40 100 40 200
ART-D 20 120 20 60 20 120
ART-M 40 140 30 70 40 140
ART-F 50 150 90 200 1 150
FEM-S 80 200 40 100 40 200
FEM-D 20 120 20 60 20 120
FEM-M 40 140 30 70 40 140
FEM-F 50 150 90 200 1 150
CAU-S 80 200 40 100 40 200
CAU-D 20 120 20 60 20 120
CAU-M 40 140 30 70 40 140
CAU-F 50 150 90 200 1 150
AP-S
AP-D
AP-M
PVC
AD 99 350 99 350 99 350
CVU
AE
PIC
ES

C-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões de Fábrica

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRURGIA

BAIXO ALTO BAIXO ALTO BAIXO ALTO

CO2-EXP 1 50 1 50 1 50
CO2-INSP 5 5 5
CO2-RESP 5 30 15 100 1 200
SEM RESPIRAÇÃO 20 15 30
SPO2 90 105 88 100 90 105
SPO2-F 50 150 90 200 1 150
TS 30,0°C/ 42,0°C/ 30,0°C/ 42,0°C/ 0,0°C 42,0°C/
86,0°F 107,6°F 86,0°F 107,6°F 107,6°F
SVO2 60 80 60 80 60 80
FR 5 30 15 100 1 200
FR-Apnéia 20 15 20
TEMP 1 30,0°C/ 42,0°C/ 30,0°C/ 42,0°C/ 0,0°C 42,0°C/
86,0°F 107,6°F 86,0°F 107,6°F 107,6°F
TEMP 2 30,0°C/ 42,0°C/ 30,0°C/ 42,0°C/ 0,0°C 42,0°C/
86,0°F 107,6°F 86,0°F 107,6°F 107,6°F
O2-INSP 18 102 18 102 18 102
O2-EXP 1 102 1 102 1 102
N2O-INSP 80,0 80,0 80,0
N2O-EXP 80,0 80,0 80,0
N2-INSP 85,0 85,0 85,0
N2-EXP 85,0 85,0 85,0
SEV-INSP 7,0 7,0 7,0
SEV-EXP 7,0 7,0 7,0
DES-INSP 12,0 12,0 12,0
DES-EXP 12,0 12,0 12,0
ENF-INSP
1,0 1,0 1,0
ENF-EXP
HAL-INSP
HAL-EXP
HE-INSP
7,0 7,0 7,0
HE-EXP
ISO-INSP
ISO-EXP
AR-INSP
ARG-EXP
IC 1,5 5,0 1,5 5,0 1,5 5,0
CLT 10 60 10 60 10 60
BIS -1 100 -1 100

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 C-5


Padrões de Fábrica

Padrões Vídeo
Os padrões de fábrica da tela estão descritos a seguir. Para acessar essas opções,
selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR > PADRÕES DO
MONITOR > PRÉ-CONFIGURAR TELA.

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

IDADE DO
ADULTO 0-2 ADULTO
PACIENTE
APRESENTAÇÂO CRV 6 INDV
SELECIONAR COR TRANSDUTOR
ECG PRIMÁRIO II
CURVA 2 DE ECG V1 DESL ST
NÍVEL MÍN DESL
ARRITMIA
ARRITMIA CHEIO LETAL DESL
DETECTAR MARCA-
DESL
PASSO
FREQ ARTERIAL LIG
ANÁLISE DA
MULTIDERIVAÇÕES
DERIVAÇÃO
ANÁLISE DE ST DESL DESL LIG
MODELOS ST DESL DESL TENDÊNCIAS
DERIV V DE ST V5
MODELO ST 1 II
MODELO ST 2 V5
MODELO ST 3 I
AJUSTAR PONTO J J +60 MS J + 30 MS J +60 MS
HISTÓRICO ST 12SL DESL
VEL CURVA ECG 25
IMPRIMIR CURVA 2 ART
IMPRIMIR CURVA 3 DESL FR DESL
IMPRIMIR CURVA 4 DESL
IMPRIME ALARME LIG DESL DESL
TEMPO DE IMPRES CONTÍNUO CONTÍNUO 20 SEG
DESCONEXÃO ART LIG DESL
PS INTELIGENTE LIG LIG
ESCALA ARTERIAL 160 100 160
ESCALA AP 60
ESCALA PVC-AD-
CVU
30
ESCALA AE
ESCALA PIC
ESCALA AUX. 160
VEL CURVA
25
PRESSÃO
ESCALA CO2 50

C-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões de Fábrica

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

VEL CURVA CO2 6,25


PNI AUTO DESL
PRESSÃO MAGTO
160 MMHG
AD
PRESSÃO MANG
140 MMHG
PED
PRESSÃO MANG
110 MMHG
NEO
CATÉTER DC BAXTER/EDWARDS
TEMP INJ DC EM LINHA
TAMANHO
7,5
CATÉTER
VOLUME INJ DC 10 ml
MODO AUTO DC LIG LIG DESL
COMPENSAÇÃO
0-40% N2O
N2O
COMPENSAÇÃO O2 0-60% O2
PARÂMETRO FR DESL LIG DESL
DERIVAÇÃO FR II
VEL CURVA FR
25
VEL CURVA SPO2
VER ALARME
MSG GERAL VOA DESL
TOM ALERTA VOA
ALARME REMOTO CRISE
VOLUME DO
HABILITA DESABILITA HABILITA
ALARMS
ALRME VOL
10%
MINUTO
VOL ALARME 70% 70% 40%
SILENCIA ALARME NORMAL
VOLUME QRS DESL
VOLUME FREQ DESL DESL 40%
FALHA DERIV ECG ADVERTÊNCIA DO ADVERTÊNCIA DO
AVISO DO SISTEMA
SISTEMA SISTEMA
SONDA SPO2 DES ADVERTÊNCIA DO SISTEMA
PROC. PUL DE
AVISO DO SISTEMA
SPO2
MONITOR ISO/DES ISOFLURANO
EXIBIR LIMITES LIG LIG DESL
EXIBIR UNIDADES DESL
UNIDS: ALTURA CM
UNIDS: PESO KG
UNIDS: TEMP °C
UNIDS: CO2 MMHG

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 C-7


Padrões de Fábrica

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

UNIDS: O2
UNIDS: ESPEC %
MASS
TIPO LIMITES PNI
SISTÓLICA
TIPO LIMITES ART
TIPO LIMITES AP DIASTÓLICO
UNIDADESKPAPNI/ DESL
IBP
TEMPO RET MENU 5 MINUTOS
FILTRO ECG MONITORAÇÃO MONITORAÇÃO MODERADO
FILTRO PS 12 HZ
LARGURA QRS NORMAL ESTREITO NORMAL
MODO EXIB CO2 AUTO
ALERTA
DESL
LIBERAÇÃO
VEL CURVA VENT 6,25
EXIBE VALORES
CAM
DES HAL SAM DESL
DES ENF SAM
CAMPO ID TÉCNICO
PAR PRIMÁRIO CGI IC
PAR1 SECUNDÁRIO
DC
CGI
PAR2 SECUNDÁRIO
RVS
CGI
PAR3 SECUNDÁRIO
CLT
CGI
SILENCIAR
NORMAL
ALARME PNI
VIOLAR PAUSA CRISE
MÉDIA MASIMO 8 SEG
RETARDODEALAR
5 SEG
ME MASIMO
SEGUNDOS-SAT DESL
MODO RESPOSTA NORMAL
SpO2
ECG INTELLIRATE
PARÂMETRO DE LIG
ECG
OPÇÃO
PARAPADRÃO
DESCONECTAR
SINC REL PNI DESL
NÍVEL ALARME
ADVERTÊNCIA
AVOA
SILÊNCIO REMOTO CRISE
SILÊNCIO AVOA SILENCIADO
SPO2
DESL
PERSISTENTE

C-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões de Fábrica

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

FREQÜÊNCIA
8 BAT
MÉDIA ECG
INTERVALO DE
3 SEG
PAUSA
UNID EM ROVER LIG
PESO P/ CÁLC.
DESL LIG LIG
DOSE
FREQ PULSO PNI DESL
PNI
AVISO SIS
INDETERMINADA
TECLA
TODAS TABUL
TENDÊNCIAS
FONTE-PADRÃO
TELEM DEFINIDA
COMBO
EXIB RELÓGIO LIG C/ SEG
FREQ ALISAMENTO 15 SEG
BIS
ESCALA ONDA EEG 25
VELOC ONDA EEG 25
ADMISSÃO AUTO LIG

Prioridade dos parâmetros


Os padrões de fábrica de prioridade dos parâmetros estão descritos a seguir. Para
acessar essas opções, selecione OUTROS MENUS > CONFIGURAR MONITOR >
PADRÕES DO MONITOR > PRIORIDADE DOS PARÂMETROS.

Os parâmetros a seguir sempre aparecem na janela de parâmetro quando monitorados.

ADULTO - UTI NEONATAL - UTI CIRÚRGIA

PARÂMETRO 1 1 ECG ECG ECG

PARÂMETRO 2 ECG CAU PNI


PARÂMETRO 3 ART CVU ART
PARÂMETRO 4 AP FR AP
PARÂMETRO 5 SPO2 SPO2 SPO2
PARÂMETRO 6 CO2 PNI CO2
1
Quando o ECG for ligado, ele será o primeiro não poderá ser alterado. Quando desligado, o
SPO2 é o primeiro e não pode ser alterado.

As janelas de parâmetro dos parâmetros destacados abaixo poderão aparecer na parte


inferior da tela quando não houver espaço do lado direito da tela. Os parâmetros
precedidos de um asterisco (*) poderão ser exibidos em tamanho reduzido.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 C-9


Padrões de Fábrica

UTI Adulto
GAS PVC* DC* BIS
PNI AD* DCC
ART CVU* RESP
FEM AE* TEMP*
CAU PIC* TC
AP ES* DU*
CO2 SVO2 CGI
VENT* SPO2 ALARMES

UTI Adulto
VENT* PNI SVO2* BIS
ART PVC* TC
FEM AD* TEMP*
CAU CVU* DC*
AP AE* DCC
CO2 PIC* DU*
GAS ES* CGI
RESP* SPO2 * ALARMES

Cirurgia
CO2 FEM PIC* BIS
GAS CAU ES*
SPO2 * AP SVO2*
DC* VENT* RESP*
DCC PVC* TC
TEMP* AD* DU*
PNI CVU* CGI
ART AE* ALARMES

C-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


D Padrões do Usuário

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 D-1


Padrões do Usuário

Visão Geral
Use esta planilha para registrar os padrões do usuário usados na unidade de
tratamento. Mantenha-a em local de destaque. Você pode querer fazer cópias
adicionais da folha de registro para um uso futuro antes de preenchê-la.

Informações Gerais
Nome Padrão de Fábrica: _____________________________________________

Nome da Unidade:
________________________________________________________

Tipo do monitor do paciente:


_______________________________________________

Níveis de Alarme de Arritmia


Crise Advertência Aviso Mensagem
ASSISTOLIA
FIBV/TAQV
TAQUI V
TV > 2
BRADI V
ACOPLAMENTO
BIGEMINISMO
VENT AC
PAUSA
TRIGEMINISMO
R EM T
ESV
TAQUI
BRADI
IRREGULAR/FIB AURICULAR

Níveis de alarme de parâmetros


Crise Advertência Aviso Mensagem
FC
CO2 SEM RESP
ESV/MIN
ST
ART
AP
CO2
PNI

D-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões do Usuário

FEM
CAU
GAS
PVC
AD
CVU
AE
PIC
ES
SVO2
TC
SPO2
FREQ ART
TS
CGI
FR
RESP APNÉIA
FREQ FEM
FREQ CAU
FREQ SPO2
TMP

Limites do parâmetro

BAIXO ALTO

FC
ESV/MIN
ST-I
ST-II
ST-III
ST-V1
ST-AVL
ST-AVF
ST-AVR
ST-V2
ST-V3
ST-V4
ST-V5
ST-V6
PNI-S
PNI-D
PNI-M
ART-S
ART-D
ART-M

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 D-3


Padrões do Usuário

BAIXO ALTO

ART-F
FEM-S
FEM-D
FEM-M
FEM-F
CAU-S
CAU-D
CAU-M
CAU-F
AP-S
AP-D
AP-M
PVC
AD
CVU
AE
PIC
ES
CO2-EXP
CO2-INSP
CO2-RESP
SEM RESPIRAÇÃO
SPO2
SPO2-F
TS
FR
SVO2
FR-Apnéia
TEMP 1
TEMP 2
O2-INSP
O2-EXP
N2O-INSP
N2O-EXP
N2-INSP
N2-EXP
SEV-INSP
SEV-EXP
DES-INSP
DES-EXP
ENF-INSP
ENF-EXP
HAL-INSP
HAL-EXP
ISO-INSP

D-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões do Usuário

BAIXO ALTO

ISO-EXP
HE-INSP
HE-EXP
AR-INSP
ARG-EXP
IC
CLT
BIS

Padrões Vídeo
IDADE DO PACIENTE
APRESENTAÇÂO
SELECIONAR COR
ECG PRIMÁRIO
CURVA 2 DE ECG
ARRITMIA
DETECTAR MARCA-PASSO
FREQ ARTERIAL
ANÁLISE DA DERIVAÇÃO
ANÁLISE DE ST
MODELOS ST
DERIV V DE ST
MODELO ST 1
MODELO ST 2
MODELO ST 3
AJUSTAR PONTO J
HISTÓRICO ST 12SL
VEL CURVA ECG
IMPRIMIR CURVA 2
IMPRIMIR CURVA 3
IMPRIMIR CURVA 4
IMPRIME ALARME
TEMPO DE IMPRES
DESCONEXÃO ART
PS INTELIGENTE
ESCALA ARTERIAL
ESCALA AP
ESCALA PVC-AD-CVU
ESCALA AE
ESCALA PIC
ESCALA AUX.
VEL CURVA PRESSÃO
UNIDADESKPAPNI/IBP

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 D-5


Padrões do Usuário

ESCALA CO2
VEL CURVA CO2
PNI AUTO
PRESSÃO MAGTO AD
PRESSÃO MANG PED
PRESSÃO MANG NEO
CATÉTER DC
TEMP INJ DC
TAMANHO CATÉTER
VOLUME INJ DC
MODO AUTO DC
COMPENSAÇÃO N2O (SOMENTE SC)
COMPENSAÇÃO O2
PARÂMETRO FR
DERIVAÇÃO FR
VEL CURVA FR
VEL CURVA SPO2
VER ALARME
MSG GERAL VOA
TOM ALERTA VOA
ALARME REMOTO
VOL ALARME
VOLUME DO ALARMS
ALRME VOL MINUTO
SILENCIA ALARME
VOLUME QRS
VOLUME FREQ
FALHA DERIV ECG
SONDA SPO2 DES
PROC. PUL DE SPO2
MONITOR ISO/DES
EXIBIR LIMITES
EXIBIR UNIDADES
UNIDS: ALTURA
UNIDS: PESO
UNIDS: TEMP
UNIDS: CO2
UNIDS: O2
UNIDS: ESPEC MASS
TIPO LIMITES PNI
TIPO LIMITES ART
TIPO LIMITES AP
TEMPO RET MENU
FILTRO ECG
FILTRO PS
LARGURA QRS

D-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Padrões do Usuário

MODO EXIB CO2


ALERTA LIBERAÇÃO
VEL CURVA VENT
EXIBE VALORES CAM
DES HAL SAM
DES ENF SAM
CAMPO ID TÉCNICO
PAR PRIMÁRIO CGI
PAR1 SECUNDÁRIO CGI
PAR2 SECUNDÁRIO CGI
PAR3 SECUNDÁRIO CGI
SILENCIAR ALARME PNI
VIOLAR PAUSA
MÉDIA MASIMO
RETARDO DO ALARME MASIMO
ECG INTELLIRATE
PARÂMETRO DE ECG
OPÇÃO DESCONECTAR
SINC REL PNI
NÍVEL ALARME AVOA
SILÊNCIO REMOTO
SILÊNCIO AVOA
PERSISTENT CO2 (CO2 PERSISTENTE)
FREQÜÊNCIA MÉDIA ECG
INTERVALO DE PAUSA
UNID EM ROVER
PESO P/ CÁLC. DOSE
FREQ PULSO PNI
PNI INDETERMINADA
TECLA TENDÊNCIAS
FONTE-PADRÃO COMBO
EXIB RELÓGIO
FREQ ALISAMENTO BIS
ESCALA ONDA EEG
VELOC ONDA EEG
ADMISSÃO AUTO

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 D-7


Padrões do Usuário

Padrões de Prioridade do Parâmetro


Indique quais parâmetros você deseja que tenham prioridade nas seis primeiras
posições da tela.

PARÂMETRO 1 ECG
PARÂMETRO 2
PARÂMETRO 3
PARÂMETRO 4
PARÂMETRO 5
PARÂMETRO 6

Fazer um círculo nos outros parâmetros que você deseja que tenham prioridade
depois da posição 6. O tamanho da janela do parâmetro determina quantas seleções
são possíveis (3 tamanhos completos, 5 tamanhos reduzidos ou uma combinação
disto) O programa impede você de selecionar mais parâmetros que os permitidos.

GAS AD* TEMP*


PNI CVU* ALARMES
ART AE*
FEM PIC*
CAU ES*
AP SPO2 *
CO2 DC*
PVC* RESP*
* Pode ser exibido como tamanho reduzido (determinado pelo
software).

D-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


E Interface com
Equipamentos não-
GE

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-1


Interface com Equipamentos não-GE

Introdução
Geral
Quando conectado a um dispositivo de conectividade Unity Network Interface
Device (ID), o monitor pode fazer interface com até sete dispositivos periféricos de
beira de leito não-GE ao mesmo tempo. O dispositivo de conectividade deve ser
usado em um paciente de cada vez.

Para obter informações adicionais sobre o dispositivo de conectividade Unity


Network ID, consulte os manuais do operador e de manutenção.

Segurança
As seguintes declarações de segurança se aplicam quando é feita a interface com
dispositivos que não sejam da GE.

ADVERTÊNCIA
PRECISÃO As informações do paciente transferidas pelo
dispositivo de conectividade devem ser qualificadas pela equipe
médica antes de serem armazenadas permanentemente em um banco
de dados.

ADVERTÊNCIA
ALARMES Os alarmes do dispositivo periférico não podem ser
desligados ou ter o seu volume reduzido, de qualquer modo, para
diminuir a importância do dispositivo periférico como a principal
fonte do alarme para parâmetros monitorados pelo dispositivo
periférico.

ADVERTÊNCIA
ADAPTADOR DE INTERFACE CORRETO O uso de um
adaptador de interface errado pode originar uma operação incorreta
do dispositivo periférico. Verifique se adaptador da interface do
dispositivo periférico é o correto e está operacional antes que o
dispositivo seja usado em um paciente.

E-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

ADVERTÊNCIA
INSTALAÇÃO O pessoal técnico qualificado tem de conectar o
adaptador de interface ao dispositivo periférico e fazer os ajustes
necessários ao adaptador de interface (taxa de baud, paridade, etc.)
como descritos nas instruções específicas de instalação do adaptador
de interface.

Insira os cabos do dispositivo de conectividade Unity Network ID


somente em adaptadores de interface e dispositivos periféricos
especificados.

Para evitar a desconexão inadvertida, direcione todos os fios no


mesmo sentido para evitar risco de tropeços. Enrole e prenda os fios
em excesso para reduzir a possibilidade de criar obstáculos para os
pacientes e pessoal da equipe. Não instale em um local onde o
dispositivo possa cair em cima de uma pessoa.

ADVERTÊNCIA
USO EM UM ÚNICO PACIENTE Todas as oito portas seriais do
dispositivo de conectividade devem ser utilizadas somente por um
ÚNICO paciente.

CUIDADO
INSTALAÇÃO Para evitar o ingresso acidental de líquidos, monte
sempre o dispositivo de conectividade em uma posição vertical com
os conectores na parte inferior.

CUIDADO
TRATAMENTO Não trate um paciente baseado somente em
mensagens e/ou valores numéricos de alarme apresentados via
equipamento de conectividade com o monitor. É preciso verificar a
precisão da mensagem e/ou dos valores numéricos do alarme no
próprio dispositivo periférico antes de iniciar o tratamento. O
tratamento pode ser baseado nas informações apresentadas no
dispositivo periférico.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-3


Interface com Equipamentos não-GE

Dados sobre o Dispositivo não-GE


Dados Exibidos
Os dados do dispositivo periférico exibidos no monitor variam de acordo com o
dispositivo, conforme mostrado na tabela a seguir.

Janela do Distribuição de
Dispositivo Curva Tendência Impressão
Parâmetro alarmes

Aparelhos de anestesia Sim Sim Sim Sim Sim


Débito cardíaco contínuo Não Sim Sim Sim Sim
Analisadores de gás Sim Sim Sim Sim Sim
Bombas IV Não Não Não Sim Não
Oxímetros de pulso Não Sim Sim Sim Sim
Monitores transcutâneos Não Sim Sim Sim Sim
Urômetros Não Sim Sim Não Sim
Ventiladores Sim Sim Sim Sim Sim
BIS Não Sim Sim Não Sim

O monitor exibe somente as informações que o dispositivo periférico envia para o


dispositivo de conectividade. Os parâmetros enviados variam de acordo com cada
dispositivo externo e estão sujeitos a alteração sem aviso prévio pelo fabricante.

Se o fabricante do dispositivo periférico alterar quaisquer parâmetros ou informações


enviadas, o dispositivo de conectividade não enviará quaisquer informações sobre o
novo parâmetro pela rede.

Dispositivos compatíveis
Aseguir encontra-se uma lista de dispositivos compatíveis com o dispositivo de
conectividade com ID da Unity Network. Verifique junto ao fabricante do
equipamento original a disponibilidade e status regulatório destes dispositivos na sua
área.

OBSERVAÇÃO
Os dispositivos periféricos a seguir são compatíveis com a versão 3 ou mais
recente do sotware da Dash 3000/4000, versão 6.4 ou mais recente do software
da Dash 5000, e a versão 5 ou mais recente do software da ID da Unity Network.

Quando o dispositivo de conectividade estiver usando uma versão de software


diferente de v5, consulte os manuais do produto fornecidos com seu dispositivo
de conectividade ID da Unity Network sobre uma lista de dispositivos com
suporte.

E-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Equipamentos de anestesia

Equipamentos de Anestesia Autorizados

Número da Peça
Versão(ões) do Número da Peça
Dispositivos para Instruções
Software para Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador
Autorizados sobre Instalação
Dispositivo Autorizado de Interface
da Interface

Equipamento de Anestesia Narkomed 2B: 2,06 Fluxo VNT, Todas as Sim 420915-016 418265-016
Norte Americana Dräger Pres VNT, versões:
Narkomed Narkomed 2C: 1,11 E CO2 Exp VNT

Narkomed 3: CO2/Agt 3, 4: VNT,


1,02, O2 Med, 1,04, CO2, GÁS
Oximeter 1,07, Spiromed
1,04, Sphymomed 2,05,
Baromed 1,06, CCC
1,01, ECC 1,04

Alarms CRT 2,02


Narkomed 4: 1,25,
Comm hub 2,01,
Narkomed GS: 1,10 Fluxo VNT Sim 420915-016 418265-016
VNT,Pres
VNT
Narkomed 6000: WPU -- VNT, GÁS, Sim 420915-016 418265-016
1.01 CO2
Equpamento de Anestesia Dispositivo Versão 2.02 Pres VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-021 418265-021
Dräger Cato Equipamento & Versão 3.0 Dräger CO2Exp CO2
de Anestesia Dräger Medibus
PM8050
Equipamento de Anestesia Dispositivo Versão 2.00 Pres VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-036 (25 418265-036 (25
Dräger PM8060 (9 e 25 & Versão 3.0 Dräger CO2 Exp CO2 pinos) pinos)
pinos) Medibus
420915-051(9 418265-051 (9
pinos) pinos)
Equipamento de Anestesia Dispositivo Versão 1.0 & Pres VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-038 418265-038
Dräger Julian Versão 3.0 Dräger CO2 Exp CO2
Medibus
Equipamento de Anestesia Dispositivo Versão 2.0 & Pres VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-039 (25 418265-039 (25
Dräger Cicero EM (9 e 25 Versão 3.0 Dräger CO2 Exp CO2 pinos) pinos)
pinos) Medibus
420915-044 (9 418265-044 (9
pinos) pinos)
Equipamento de Anestesia Versão 1.06 do Software Pres2 VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-074 418265-074
Dräger Primus (Não (Dispositivo 1.0 & 4.0 CO2 Exp2 CO2
disponível para venda nos Dräger Medibus)
Estados Unidos.)
Equipamento de Anestesia Versão 3.0 do software Fluxo VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-083 418625-083
Datex-Ohmeda da GE Aisys, versão 4.01 do Pres VNT, CO2
software Avance CO2 Exp
Equipamento de Anestesia Versão 3.20.05 e 4.03 do Pres VNT, VNT, GÁS, Sim 420915-092 418265-092
Dräger Apollo Software Dräger CO2 Exp CO2
Medibus

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-5


Interface com Equipamentos não-GE

Monitores de Débito Cardíaco Contínuo

Monitores com Suporte de Débito Cardíaco Contínuo

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Monitores de Vigilância 4.42, 5.02, 5.3, 6.3 DCC, SVO2 Sim 420915-024 (EUA) 418265-024
na Unidade de (EUA)418265-052
Tratamento Crítico Baxter 420915-052 (Europa)
Edwards (Europa)
Monitores Abbott Q-Vue e Computador DCCQ- DCC Só 420915-025 418265-025
Q2 Vue:versão 1.08, mensagens
versão 1.08 do de status
aplicativo e versão
1.03 da BIOS

Computador Q2: DCC, SVO2 Só


versão 3.00, versão mensagens
3.0 do aplicativo e de status
versão 1.07 da BIOS
Monitores Sistema PiCCO: 4.1.2, 4.2, DCC Mensagem 420915-080 418625-080
Médico Pulsion PiCCO plus: 5.1,5.2, de status
5.2.2, 6.0, 6.1
Monitor de Vigilância II na 00.67 DCC, SVO2 Sim 420915-052 418265-052
Unidade de Tratamento
Crítico Baxter Edwards
Monitor Vigileo da 1.07 DCC, SVO2 Sim 420915-052 418265-052
Unidade de Tratamento
Crítico Baxter Edwards

Analisadores de gás

Analizadores de Gás com Suporte

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Analisador de Gás Datex 882916-2.0, 882916- GÁS, CO2 Sim 420915-004 418265-004
Capnomac Ultima 3.1
Monitor de Gás 1.11 & 1.23 GÁS, CO2 Não 420915-014 418265-014
Anestésico Ohmeda
Rascal II
MGS (Monitor de Gás da Tela: 5.1 & 6.0 Sinal: GÁS, CO2 Sim 420915-015 418265-015
Respiração) Ohmeda 5.007 & 6.007 ACX:
5250 1.2
Monitor de Multifunções Tela N-1000: 2.03.03 GÁS, CO2, Sim 420915-034 418265-034
Nellcor Puritan Bennett N- (ou 2.3) SPO2
1000 e Monitores de
Segurança da Anestesia N-2500: 01.02.03 (ou
N-2500 1,2)

E-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Bombas de Infusão

Bombas de Infusão com Suporte

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Bomba de Infusão Abbott 1.6 N/A Mensagem 420915-026 418265-026


LifeCare 5000 de status
Bombas de Infusão 6201: 1.04 1.13, 6301: N/A Mensagem 420915-027 418265-027
Baxter Flo-Gard 6201 e 1.08 1.11 de status
6301
Bombas de Infusão Alaris 560M: 0.21, 570: 0.09 N/A Mensagem 420915-028 418265-028
Medical Systems 560M e de status
570
Bombas de Infusão Alaris 4.08 IV Mensagem 420915-079 418265-079
Medical IVAC Signature de status
7130 e 7230
Bombas de Infusão Alaris PC-1: 7.11, PC-2: N/A Mensagem 420915-029 418265-029
Medical Systems Gemini 2,49a, PC-2 TX: 2,31, de status
PC-4: 1,31

Monitores Diversos

Monitores Diversos Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface
Aspecto do Modelo A- Sistema Aspect BIS A- BIS Não 420915-056 418265-056
2000 do Monitor BIS 2000: 3.31
Monitor de Débito DCNI libera 21 CO2 CO2, SPO2, Sim 420915-058 418265-058
Cardíaco Novametrix RM, NICO
NICO 7300
Sistema Analisador de Analisador i-STAT 1: PDA Sim 420915-081 418265-081
Sangue i-STAT JAMS121B

Monitores do Paciente

Equipamentos de Anestesia Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface
Monitor Hellige SMU EVO LIBVersão 8.0 E GÁS, CO2, Não 420915-032 418265-032
Hellige SMU-EVO SpO2, TCO2
Monitor Siemens SC9000 N/A CO2, SpO2 Não 420915-035 418265-035

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-7


Interface com Equipamentos não-GE

Oxímetros de Pulso

Oxímetros de Pulso Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Oxímetro de Pulso Nellcor Versão 2.9 do Monitor; SPO2 Sim 420915-033 418265-033
Puritan Bennett N-200 Versão 2.73
Powerbase
Oxímetro de Pulso Nellcor 1.7.0.0, 1.8.0.0, SPO2 Sim 420915-069 418265-069
Puritan Bennett N-395 1.9.0.2, 1.9.3.0
Monitor de Múltiplas Tela N-1000: 2.03.03 GÁS, CO2, Sim 420915-034 418265-034
Funções Nellcor Puritan (ou 2.3) N-2500: SPO2
Bennett N-1000 e 01.02.03 (ou 1.2)
Monitores de Segurança
de Anestesia N-2500
Respironics Modelo 2001 ENG-2001-31 SPO2 Só 420915-088 418265-088
mensagens
de status

Monitores Transcutâneos

Monitores Transcutâneos Autorizado

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Monitor Novametrix 840 840: 3.3 TCO2M: eng- TCO2 Mensagem 420915-022 418265-022
PtcO2 PtcCO2 e 860-14 de status
Monitores 860 TCO2M
Monitor Radiômetro 22 TCO2 Sim 420915-023 418265-023
TCM3 TpCO2/TpO2
(TINA)
Monitor Transcutâneos 3.02 TCO2 Sim 420915- 418265-072
Linde MicroGas 7650 072420915-072

Urômetros

Urômetros Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador de
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
Interface
Autorizado da Interface

Monitor de Saída de Qualquer DU Mensagem 420915-030 418265-030


Fluido Bard CritiCore e de de status
Temperatura

E-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Ventiladores

Ventiladores Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
de Interface
Autorizado da Interface

Nellcor Puritan Bennett 24300-85-A até F VNT Sim 420915-001 418265-001


7200 SPE, AE, E, A (Inglês)

26300-85-J até V
(Inglês)

26321-85-E até N
(Espanhol)

24321-85-A até F
(Espanhol)

26322-85-E até G
(Francês)

24322-85-A até H
(Francês)

26323-85-F e G
(Alemão)

26324-85-F até P
(Italiano)
Ventilador Siemens SV 1 & 2 do Servo VNT Sim 420915-002 418265-002
900C/D/E Computer Module 990
Ventilador Allied 9.7 e A 3.3 Fluxo VNT Sim 420915-005 418265-005
Healthcare Bear 1000 VNT,Pres
VNT
Ventilador Hamilton Veolar: E V31E.4 Fluxo VNT Sim 420915-007 418265-007
Veolar ou Amadeus N31D.2 R030.0 VNT,Pres
VNT
Amadeus: A33X.0
N33A.6 N01S.1/
A33X.0 N33A.6 R33A.0
Ventiladores Nellcor Infant Star: 46 ISV500: VNT Sim 420915-008 418265-008
Puritan Bennett Infant 49 e 107 ISV950: 107
Star, Infant Star 500 e
Infant Star 950
Ventiladores Nellcor 216, 218, 219 VNT Sim 420915-009 418265-009
Puritan Bennett Adult
Star, Adult Star 1500 e
Adult Star 2000
Ventilador Siemens SV COM-PROM V2.0 Fluxo VNT Sim 420915-011 418265-011
300 (Básico) VNT,Pres
VNT
COM-PROM V2.01
(Ampliado)
Ventilador Dräger Dispositivo v3.02,v4.02, Fluxo VNT Não 420915-017 418265-017
Babylog 8000/8000SC v4.03, v4.04, e v 5.00 VNT,Pres
VNT
Ventiladores Ohmeda Ohmeda versão 7800: VNT Sim 420915-019 418265-019
7800/7810 1500-9001-000
CATV00557

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-9


Interface com Equipamentos não-GE

Ventiladores Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
de Interface
Autorizado da Interface

Ventiladores Bird VIP, Qualquer VNT Sim 420915-020 418265-020


6400ST, e 8400ST
Ventilador Dräger Evita Versão 3.0 e 1.0 do Pres VNT VNT Sim 420915-040 418265-040
Dispositivo Dräger
Medibus
Ventilador Dräger Evita 2 Versão 3.0 e 1.0 do Pres VNT VNT Sim 420915-040 418265-040
Dispositivo Dräger
Medibus
Ventilador Dräger Evita 2 Versão 3.0 e 1.0 do Pres VNT, VNT, CO2 Sim 420915-041 418265-041
Dura Dispositivo Dräger CO2 Exp
Medibus
Ventilador Dräger Evita 4 Versão 4.0 e 1.0 do Pres VNT, VNT, CO2 Sim 420915-043 418265-043
Dispositivo Dräger CO2 Exp
Medibus
Ventilador Dräger Evita Versão 4.0 e 5.0 do Pres VNT, VNT, CO2 Sim 420915-070 418265-070
XL Software Dräger CO2 Exp
Medibus
Ventilador Dräger Fabius Versão 3.0 e 1.0 do VNT Sim 420915-075 418265-075
GS Dispositivo Dräger
Medibus
Ventilador Dräger Savina Versão 4.0 e 2.10 do Pres VENT VNT Sim 420915-073 418265-073
Programa Dräger
Medibus
Ventilador Ohmeda 7900 Versão 2.8 VNT Sim 420915-049 418265-049
Ventilador Ohmeda Versão 1.0 VNT Sim 420915-050 418265-050
Aestiva 3000
Ventilador Hamilton GMP01.21b Fluxo VNT Sim 420915-060 418265-060
Galileo VNT,Pres
GCP01.202 VNT

GPT01.00

GMP02.11a

GCP02.10a

GPT01.00

E-10 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Ventiladores Autorizados

Versão(ões) do Número da Peça


Número da Peça
Dispositivos Software para para Instruções
Curva Parâmetro Alarmes para Adaptador
Autorizados Dispositivo sobre Instalação
de Interface
Autorizado da Interface

Ventilador Puritan- LINHADEBASE-000- VNT Sim, com as 420915-063 418265-063


Bennett 840 R4-1 seguintes
exceções:
4-070212-85-F, -G, -H, -
K (Inglês) VE TOT

4-070000-85-L, -M, -P VTE MAND


(Inglês)
VTE SPONT
4-070201-85-K, -L, -M
(Espanhol) VTI SPONT
4-070202-85-M, -N, -P
(Françês)

4-070203-85-L, -M, -N
(Alemão)

4-070204-85-L, -M, -N
(Italiano)
Ventilador Siemens Servo Versão V3.01.02 do Pres VNT, VNT Sim 420915-077 418265-077
i software do sistema CO2 Exp
Ventilador Datex-Ohmeda Versão 4.15 do Pres VNT, VNT, CO2 Sim 420915-083 418265-083
da GE software Engstrom Fluxo VNT,
CO2 Exp
Ventilador Respironics Esprit: 6.10, 7.10, 8.10 VNT Sim 420915-082 418265-082
Esprit
Ventilador Stephan V1.9.4 VNT Sim 420915-078 418265-078
Christina
LTV 950/1000 5.01 Pres VNT, VNT Sim 420915-086 418265-086
Fluxo VNT
SLE 5000 3.0 VNT Sim 420915-084 418265-084
GE Datex-Ohmeda 4.8 Pres VNT VNT Sim 420915-091 418265-091
Aestiva/5, Aespire 7900
GE Datex-Ohmeda V2.24.0, V3.00.0, Com VNT Pres2 VNT Sim 420915-089 418265-089
Centiva 5 1.0 VNT Flow

Limitações
Dispositivos duplicados
O dispositivo de conectividade pode suportar um número predefinido de cada tipo de
dispositivo e até oito dispositivos no total, incluindo o monitor. Quando o número
máximo é ultrapassado em qualquer tipo de dispositivo, o dispositivo de
conectividade ignora todos os dados do dispositivo duplicado.

 Um ventilador, aparelho de anestesia ou analisador de gás.


 Sete bombas IV.
 Um monitor transcutâneo.
 Um urômetro.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-11


Interface com Equipamentos não-GE

 Um monitor de débito cardíaco contínuo.


 Um monitor multiparamétrico.
 Dois oxímetros de pulso.
 Um dispositivo de associação automática (monitor GE).

Parâmetros duplicados
O dispositivo de conectividade pode suportar um número predefinido de parâmetros.
Quando o número máximo é ultrapassado, o dispositivo de conectividade ignora
todos os dados do parâmetro duplicado.

 Dois parâmetros SpO2.


 Quatro parâmetros de temperatura.
 Oito parâmetros de PS.
 Oito parâmetros de IV.
 Um parâmetro de CO2 ou de Gás.
 Um de cada um dos outros parâmetros

Tratamento dos parâmetros de CO2 e de Gás


O dispositivo de conectividade requer que os parâmetros de CO2 e de Gás sejam
originados do mesmo dispositivo periférico. Se um dispositivo fornecer apenas um
dos parâmetros, o dispositivo de conectividade não reconhecerá o outro parâmetro de
qualquer outro dispositivo periférico.

Entretanto, quando o dispositivo de conectividade estiver conectado a um monitor


Dash 3000/4000/5000, o monitor controlará a fonte de dados dos parâmetros de CO2
e de Gás que será usada. O monitor NÃO requer que os parâmetros de CO2 e de Gás
sejam originados do mesmo dispositivo periférico.

Consulte a tabela a seguir para obter informações adicionais sobre dados dos
parâmetros de CO2 e de Gás.

Opção de CO2 do
Módulo SAM Unity Network ID Fonte de dados de CO2 Fonte de dados de Gás
monitor

Sim Não Não Módulo SAM Módulo SAM

Sim Sim Não Módulo SAM Módulo SAM

Sim Não Sim Módulo SAM Módulo SAM

Sim Sim Sim Módulo SAM Módulo SAM

Não Sim Não Monitor Nenhum

Não Sim Sim Monitor Unity Network ID

Não Não Sim Unity Network ID Unity Network ID

E-12 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Setup (Configuração)
Conexão do Monitor
O monitor e o dispositivo de conectividade devem estar conectados à mesma rede.
Para conectar um monitor a um dispositivo de conectividade, siga o procedimento
abaixo.

1. Desligue o monitor e o dispositivo de conectividade.

2. Ligue uma extremidade do cabo de interconexão púrpura ao conector AUX no


monitor ou na estação de encaixe.

3. Ligue a outra extremidade do cabo de interconexão púrpura à porta serial


marcada com 1 no dispositivo de conectividade.

I
0

4. Ligue uma extremidade do cabo de rede ao conector Ethernet no dispositivo de


conectividade.

5. Ligue a outra extremidade do cabo de rede ao conector Ethernet no monitor ou


na estação de encaixe.

6. Ligue o monitor e o dispositivo de conectividade.

Conexão de dispositivos periféricos


É necessário um adaptador de interface exclusivo programado de fábrica para cada
dispositivo periférico. Consulte as instruções fornecidas com o adaptador de interface
para obter instruções de configuração e instalação.

Para garantir uma operação adequada, a GE recomenda que os adaptadores de


interface estejam permanentemente conectados aos cabos do dispositivo periférico.

Para conectar dispositivos periféricos ao dispositivo de conectividade, siga o


procedimento abaixo.

1. Ligue o adaptador de interface ao cabo do dispositivo periférico.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-13


Interface com Equipamentos não-GE

2. Ligue o adaptador de interface em qualquer uma das portas seriais restantes


marcadas com 2 a 8. A porta serial 1 é reservada para o monitor.

3. Ligue o dispositivo de conectividade e os dispositivos periféricos.

Estabelecimento da comunicação
Quando conectados adequadamente, o monitor e o dispositivo de conectividade
reconhecem automaticamente um ao outro e os dispositivos periféricos conectados.
Você pode determinar o status da conexão de cada porta serial com os seguintes
indicadores de status do dispositivo de conectividade:

Indicador
Indicador verde Status da porta serial Descrição
amarelo

desligado desligado Sem conexão Nada está conectado a esta porta serial ou o
conector da interface não está funcionando.

ligado Comunicação pendente O cabo e o adaptador de interface estão


conectados, mas ainda não foi estabelecida a
comunicação com o dispositivo periférico.

piscando Erro de comunicação O dispositivo periférico está conectado, mas há


devagar um erro de comunicação.

piscando rápido Outros erros Use as seguintes diretrizes para identificar o


erro:

 Estão conectados dispositivos demais de


um mesmo tipo.
 O programa do dispositivo não é
compatível com o programa do monitor.
 O adaptador de interface não é suportado
pelo software do monitor.

ligado Comunicando A comunicação com o dispositivo está


funcionando.

E-14 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Personalização da exibição dos dados


Níveis de alarme de parâmetro padrão
Configure todos os níveis de alarme no monitor. Quando conectado a um monitor, o
dispositivo de conectividade segue os níveis de alarme definidos no menu PADRÕES
DO MONITOR. O dispositivo periférico não determina o nível de alarme exibido ou
distribuído pelo monitor.

Consulte a tabela a seguir para obter os níveis de alarme do parâmetro com padrão de
fábrica do monitor.

CRISE ADVERTÊNCIA AVISO MENSAGEM

VENT X
SVO2 X
TC X
DCC X
CGI X

Limites do Alarme
Você deve configurar todos os limites do alarme no monitor. O monitor apenas exibe
e informa as violações de limites do alarme definidas no dispositivo periférico.

Janelas de Parâmetros e Menus


Os parâmetros exibidos pelo monitor a partir de um dispositivo periférico variam de
dispositivo para dispositivo. Aparelhos de anestesia, módulos de parâmetros,
analisadores de gás e ventiladores podem enviar parâmetros para o monitor. Em
alguns casos, nem todos os parâmetros podem ser exibidos ao mesmo tempo.

Para adicionar parâmetros à tela, use o procedimento abaixo.

1. Selecione CONFIGURAR MONITOR.

2. Selecione PARÂMETROS LIG/DES. Todos os parâmetros enviados para o


monitor são exibidos na janela de informações PARÂMETROS DISPONÍVEIS.

3. Selecione os parâmetros que deseja exibir.

4. Selecione VOLTAR para fechar a janela.

Diretrizes para monitoração de dispositivos periféricos


Interface de anestesia
Quando uma interface de anestesia é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor pode exibir até três parâmetros: CO2, GÁS e Vent.


 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 Para obter informações adicionais, consulte Capítulo 15 e Capítulo 16.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-15


Interface com Equipamentos não-GE

Interface de gás
Quando uma interface de gás é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe as janelas dos parâmetros CO2 e GÁS.


 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo 15.

Interface de oxímetro de pulso


Quando uma interface de oxímetro de pulso é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe uma janela do parâmetro SpO2.


 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo 11.

Interface de pO2/pCO2 transcutâneo

Quando uma interface de pO2/pCO2 transcutâneo é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe uma janela do parâmetro TC.


 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.

Interface de ventilador
Quando uma interface de ventilador é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe uma janela do parâmetro VENT.


 O monitor exibe até quatro parâmetros de ventilador.
 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 As configurações de controle variam de acordo com o dispositivo.

Débito Cardíaco contínuo


Quando uma interface de débito cardíaco é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe uma janela do parâmetro DCC.


 O monitor pode exibir uma janela do parâmetro SvO2 adicional.
 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 Para obter mais informações, consulte o(a) Capítulo 12.

Bomba IV
Quando uma interface de bomba IV é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor não exibe uma janela de parâmetro para bombas IV.


 O monitor não distribui alarmes.
 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.

E-16 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Interface com Equipamentos não-GE

Urômetros
Quando uma interface de urômetro é conectada, o seguinte se aplica:

 O monitor exibe uma janela do parâmetro UR.


 As informações exibidas variam de acordo com o dispositivo.
 A temperatura é exibida e usada como tendência para indicação da temperatura
central.

Informações adicionais
Para obter mais informações sobre indicações de uso, informações sobre segurança e
configuração de qualquer interface com o dispositivo de conectividade IDda Unity
Network, consulte o manual do operador do dispositivo de conectividade ID da Unity
Network.

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 E-17


Interface com Equipamentos não-GE

E-18 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


F Abreviaturas e
Símbolos

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 F-1


Abreviaturas e Símbolos

Abreviaturas
As seguintes abreviaturas e símbolos que podem ser encontrados durante a leitura
deste manual são listados abaixo com seus significados.

12SL análise de ECG com 12 derivações

CA corrente alternada

Acl acelerado

IAC índice de aceleração

DA (AD) adulto

FIBA fibrilação atrial

ALRM alarme

AMI infarto agudo do miocárdio

ANT anterior

Arr, Arrit arritmia

ART arterial

Automático automático

Aux Auxiliar

A-V venoso arterial

GVA média

VEAA visualização automática em alarme

BIS índice bi-espectral

PS pressão sangüínea

Bradi bradicardia

TS temperatura sangüínea

C celsius

Cal calibrar

Cálc, cálcs cálculo(s)

cc centímetro cúbico

CC constante de cálculo

DCC débito cardíaco contínuo

CD disco CD

IC índice cardíaco

F-2 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Abreviaturas e Símbolos

CIC Centro de informações clínicas

cm centímetro

DC débito cardíaco

DC monóxido de carbono

CO2 dióxido de carbono

com comunicação

CP cardiopulmonar

PPC pressão da perfusão cerebral

CRG cardiorespirograma

MEC Associação Canadense de Padrões/Canadian Standards


Association

PVC pressão venosa central

D diastólico

IGDD impressora gráfica digital direta

DES desflurano

DIDCA adaptador de conexão direta do dispositivo de interface

CSD conversor de sinal digital

E expirado

e.g. por exemplo

ECG eletrocardiograma

eDO2I índice estimado de oxigênio liberado

EEG eletroencefalograma

CEM Compatibilidade eletromagnética

IEM interferência eletromagnética

ENF enflurano

UES unidade de cauterização eletrocirúrgica

et al e outros

ET CO2 dióxido de carbono do ar residual

etc. etcetera

ETO óxido de etileno

EXP expirado

F Fahrenheit

FEM femural

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 F-3


Abreviaturas e Símbolos

G grama

gHz gigahertz

gt gotas

HAL halotano

Hb hemoglobina

FC freqüência cardíaca

Hz hertz

I inspirado

BBIA bomba de balão intra-aórtico

CGI cardiograma por impedância

PIC pressão intra-craniana

UTI unidade de tratamento intensivo

ID identificação

pol pol

INDV indivíduo

INF infusão, inferior

Injetar solução injetada

INSP inspirado

INT interior

INF inferior

ISO isoflurano

TI temperatura da solução injetada

IV intravenoso

J ponto de medição do ST

kg quilograma

kPa quilopascal

L derivação

L esquerda

L litro

AE braço esquerdo

F-4 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Abreviaturas e Símbolos

AE atrial esquerda

LAN rede de área local

LAT lateral

LBS libras

ITCE índice do trabalho cardíaco esquerdo

DERIV derivação

LED diodo emissor de luz

SIL sistema de informação laboratorial

PE perna esquerda

TEjVE tempo de ejeção ventricular esquerda

ITVE índice do trabalho da pulsação ventricular esquerda

M média

MAC/CAM concentração alveolar mínima

PAM pressão arterial média

Min mínimo

mm milímetros

mmHg milímetros de mercúrio

SPSM saída portátil de soquetes múltiplos

MRI imagem por ressonância magnética

ms milisegundos

mV milivolt

N/A não aplicável

N2O óxido nitroso

PNI, PSNI pressão sangüínea não invasiva

Neo neonatal

O2 oxigênio

O2CI índice de consumo de oxigênio

OU sala de cirurgia

P marca-passo

AP artéria pulmonar

PAD diastólica arterial pulmonar

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 F-5


Abreviaturas e Símbolos

Par parâmetro

CAP capilar da artéria pulmonar

PC computador pessoal

pCO2, pO2 pressão parcial do dióxido de carbono arterial

PED pediátrico

PPE período de pré-ejeção

CVP contrações ventriculares prematuras

QRS intervalo de despolarização ventricular

Qtd quantidade

F direita

F taxa

AD braço direito

AD atrial direita

REF referência

Nova prep nova preparação

RES resistência

Resp respiração

RF radiofreqüência

RIT ritmo

PD perna direita

FR freqüência respiratória

S sistólica

seg segundo

SEV sevoflurano

SIM simulador

Sol solução

ES especial

SpO2 saturação do oxigênio arterial (oximetria de pulso)

IQS índice de qualidade do sinal

ST intervalo de repolarização ventricular

Cont imediatamente

RTS razão do tempo sistólico

F-6 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


Abreviaturas e Símbolos

VS volume da pulsação

SvO2 saturação do oxigênio venoso misturado

RVS resistência vascular sistêmica

IRVS índice de resistência vascular sistêmica

Sinc sincronizada

T1, T2 local de temperatura

Taqui taquicardia

TC transcutâneo

Tec. técnico

Temp, TMP, TP temperatura

CLT conteúdo de líquido torácico

RIT relatório de informações técnicas

CAU cateter arterial umbilical

DU urômetro

CVU cateter venoso umbilical

V volt

V versão

V derivação ventricular

Vent ventilador

FIBV fibrilação ventricular

VI índice de velocidade

VEA visualizar quando houver alarme

Vol volume

TAQV taquicardia ventricular

OD/WF, ODS/WFS curva(s)

X multiplicador (2X)

X dado inválido

2000966-407D Dash 3000/4000/5000 F-7


Abreviaturas e Símbolos

Símbolos

& e

° grau(s)

> maior que

< menor que

-&#x2028; menos

# número

% porcento

± mais ou menos

" pol

µ micro

F-8 Dash 3000/4000/5000 2000966-407D


ACESSÓRIOS

Eletrodos de Monitoramento
30/bolsa,
9431-004 Eletrodos ECG SilverTRACE descartáveis, espuma, redondos, gel úmido, encaixe por pressão
300/estojo
30/bolsa,
900690-030 Eletrodos SilverTRACE descartáveis, espuma, redondos, encaixe por pressão
300/estojo
3/pacote,
900690-403 Eletrodos SilverTRACE descartáveis, pediátricos, de pano, quadrados, gel sólido, encaixe por pressão 45/bolsa,
450/estojo
3/pacote,
900690-404 Eletrodos SilverTRACE descartáveis, de pano, com cabos de derivação pré-fixados, gel sólido 45/bolsa,
450/estojo
30/bolsa,
2014768-001 Eletrodos SilverTRACE, MULTI P21MO, espuma, oval c/ abas, gel sólido, encaixe por pressão
300/estojo
30/bolsa,
2014777-001 Eletrodos SilverTRACE, SOFT P55MO, espuma, redondos, gel úmido, encaixe por pressão
300/estojo
30/bolsa,
2014779-001 Eletrodos SilverTRACE, MICRA, P55MI, papel, redondos, gel úmido, encaixe por pressão
300/estojo
Papel Térmico

9402-042 Papel térmico archivist, sem linhas de grade, 50mm x 30m (2in x 100ft), rolo de papel 48 rolos/estojo

Papel Z-Dobre, 8.5"x11", 300 folhas 8 rolos/estojo


2009828-020
Papel Z-Fold, escala 30-240 BPM, 160 folhas 40 rolos/estojo
2009828-CAO
9402-046 Papel térmico premium, 50mm x 30m (2in x 100ft), rolo de papel 48 rolos/estojo

Cabos de ECG de ligação múltipla

2017006-001 Cabo padrão de ECG com 12 vias para ligação múltipla, AHA 3,6m Pacote

2017006-003 Cabo padrão de ECG com 12 vias para ligação múltipla, IEC 3,6m Cada

2017005-003 Cabo auxiliar de ECG com 6 vias para ligação múltipla, IEC 3,6m

2017005-004 Cabo auxiliar de ECG com 6 vias para ligação múltipla, IEC 1,2m

416035-100 Tampa de proteção para ligação múltipla para cabo de ECG com 12 vias Cada

2022948-001 Cabo de ECG ESU com 5 vias para ligação múltipla, AHA, 3,6m Cada

2022948-002 Cabo de ECG ESU com 5 vias, IEC, 3,6m Cada

2017003-001 Cabo padrão de ECG com 5 vias para ligação múltipla, AHA, 3,6m Cada

2017003-003 Cabo padrão de ECG com 5 vias para ligação múltipla, IEC, 3.6m Cada

412931-021 Cabo padrão de ECG com 5 vias para ligação múltipla, AHA 20 pés Cada

412931-022 Cabo padrão de ECG com 5 vias para ligação múltipla, IEC 20 pés Cada

2017004-001 Cabo neonatal de ECG com 3 vias para ligação múltipla, DIN, AHA, 3,6m Cada

2017004-003 Cabo neonatal de ECG com 3 vias para ligação múltipla, DIN, IEC, 3,6m Cada

Cabo neonatal de ECG com 3 vias para ligação múltipla com cabo de derivação com
2021141-001 Cada
garra integrada, AHA, seleção para ligação múltipla, 3,6m
Cabo neonatal de ECG com 3 vias para ligação múltipla com cabo de derivação
2021141-002 Cada
com garra integrada, IEC, seleção para ligação múltipla, 3,6m

Adaptadores de cabos de ECG com ligações múltiplas

414370-001 Conversor DIN com 5 vias para ligação múltipla Cada

414371-001 Conversor DIN com 3 vias para ligação múltipla Cada

Cabos de derivação com ligações múltiplas

Cabos de derivação agrupados com garra


412681-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, 29pol./74cm Cada

412681-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, 51pol./130cm Cada

412681-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, 29pol./74cm Cada

412681-005 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, misto Cada

412682-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, com garra, AHA, 29pol./74cm Cada

412682-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, com garra, AHA, 51pol./130cm Cada

412682-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, com garra, IEC, 29pol./74cm Cada

412682-004 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, com garra, IEC, 51pol./130cm Cada

421933-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, com garra, IEC, 6/conjunto 74cm Cada
Conjunto de 6 cabos de derivação para ligação múltipla, substituição individual,
421933-002 Cada
com garra, IEC, 6/conjunto 130 cm
Conjunto de 6 cabos de derivação para ligação múltipla, substituição individual,
421933-003 Cada
com garra, IEC, 6/conjunto 130/74 cm
Conjuntos de cabos de derivação, substituição individual, com garra

414556-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, 29pol./74cm Cada

414556-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, 51pol./130cm Cada

414556-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, 29pol./74cm Cada

414556-004 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, 51pol./130cm Cada

414556-005 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, misto Cada

414556-006 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, misto Cada

416467-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, V2-V6, 51pol./130cm Cada

416467-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, AHA, V2-V6, 29pol./74cm Cada

416467-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, C2-C6, 51pol./130cm Cada

416467-004 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, com garra, IEC, C2-C6, 29pol./74cm Cada

2014811-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, Cabo 1, minigarra, AHA, 29 pol. Cada

2014813-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, Cabo 1, minigarra, IEC 29pol./74cm Cada

2014816-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, Cabo II, garra adulta, AHA, 29pol./74cm Cada

2014817-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, Cabo II, garra adulta, IEC, 29pol./74cm Cada

Conjuntos de cabos de derivação, encaixe por pressão

Conjunto de 6 cabos de derivação para ligação múltipla, encaixe por pressão com
421931-001 Cada
substituição individual, IEC, 6/conjunto 74cm

Conjunto de 6 cabos de derivação para ligação múltipla, encaixe por pressão com
421931-002 Cada
substituição individual, IEC, 6/conjunto 130cm

Conjunto de 6 cabos de derivação para ligação múltipla, encaixe por pressão com
421931-003 Cada
substituição individual, IEC, 6/conjunto 130/74 cm

411202-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, AHA, 29pol./74cm Cada

411202-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, AHA, 51pol./130cm Cada

411202-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão, IEC, 29pol./74cm Cada

411202-004 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão, IEC, 51pol./130cm Cada

411202-005 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão, AHA, misto Cada
411202-006 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão, IEC, misto Cada

411203-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, encaixe por pressão, AHA, 29pol./74cm Cada

411203-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, encaixe por pressão, AHA, 51pol./130cm Cada

411203-003 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, encaixe por pressão, IEC, 29pol./74cm Cada

411203-004 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 3 vias, encaixe por pressão, IEC, 51pol./130cm Cada

Conjuntos de cabos de derivação, mini-clip

900716-001 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, Mini-Clip/DIN, AHA, Neonatal, 24 pol. Cada

900716-002 Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, Mini-Clip/DIN, IEC, Neonatal, 24pol./61cm Cada

Conjuntos de cabos de derivação, substituição individual, encaixe por pressão


Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
411200-001 Cada
AHA, 29pol./74cm.
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
411200-002 Cada
AHA, 51pol./130cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
411200-003 Cada
IEC, 29pol./74cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
411200-004 Cada
IEC, 51pol./130cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
411200-005 Cada
AHA, misto
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
416468-001 Cada
V2-V6, AHA, 51pol./130cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
416468-002 Cada
C2-C6, IEC, 51pol./130cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
416468-003 Cada
V2-V6, AHA, 29pol./74cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, 5 vias, encaixe por pressão,
416468-004 Cada
C2-C6, IEC, 29pol./74cm
Cabos de derivação radiotransparentes
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-019 Cada
com garra, AHA, 48pol./122cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-020 Cada
com garra, AHA, 48pol./122cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-023 Cada
com garra, AHA, 60pol./152cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-024 Cada
com garra, AHA, 60pol./152cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-025 Cada
com garra, IEC, 60pol./152cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-033 Cada
com garra, IEC, C2-C6, 60pol./152cm
Conjunto de cabos de derivação para ligação múltipla, radiotransparente,
403751-101 Cada
com garra, cinza/genérico, membro, 48pol./122cm
Cabos de derivação radiotransparentes, conectores DIN

403751-007 Conjunto de cabos de derivação, radiotransparente com garra/DIN, AHA, 48pol./122cm Cada

403751-009 Conjunto de cabos de derivação, radiotransparente com garra/DIN, AHA, 60pol./152cm Cada

403751-014 Conjunto de cabos de derivação, radiotransparente com garra/DIN, IEC, 48pol./122cm Cada

Capnografia (CO2)

412340-002 Sensor Capnostat MS Mainstream com 2 adaptadores reutilizáveis (adulto e Ped/Neo) Cada

412341-001 Adaptador Mainstream adulto Reutilizável Cada

412342-001 Adaptador Mainstream Neonatal Reutilizável Cada


415036-001 Adaptador de vias aéreas adulto, descartáveis (20/caixa) - adulto 20/estojo
415036-002 Adaptador de vias aéreas baixo volume de espaço morto, descartável (10/caixa) - Ped/infantil 10/estojo

412736-001 Clipes para cabo de sensor (5/caixa) 5/estojo


2009907-001 Máscara CAPNO2, grande, adulto (10/caixa) 10/estojo

2009907-002 Máscara CAPNO2, padrão, adulto (10/caixa) 10/estojo

2009907-003 Máscara CAPNO2, pediátrica (10/caixa) 10/estojo

2015023-001 Módulo CapnoFlex LF Sidestream Cada

2013676-001 Suporte adaptador de montagem Dash CapnoFlex Loflo, caixa com 5 05/estojo

2013066-001 CAPNOFlex LF Cânula nasal de amostragem de CO2, adulto 10/estojo

2013066-002 CAPNOFlex LF Cânula nasal de amostragem de CO2, pediátrico 10/estojo

2013066-003 CAPNOFlex LF Cânula nasal de amostragem de CO2, infantil 10/estojo

2013066-004 CAPNOFlex LF Cânula nasal de amostragem de CO2 e administração de O2, adulto 10/estojo

2013066-005 CAPNOFlex LF Cânula nasal de amostragem de CO2 e administração de O2, pediátrico 10/estojo

2013067-001 CAPNOFlex LF Cânula nasal oral/nasal de amostragem de CO2, adulto 10/estojo

2013067-002 CAPNOFlex LF Cânula nasal oral/nasal de amostragem de CO2, pediátrico 10/estojo

2013067-003 CAPNOFlex LF Cânula nasal oral/nasal de amostragem de CO2 e administração de O2, adulto 10/estojo

2013067-004 CAPNOFlex LF Cânula nasal oral/nasal de amostragem de CO2 e administração de O2, pediátrico 10/estojo

2013068-001 CAPNOFlex LF Adaptador de vias aéreas e linha de amostragem para pacientes intubados, adulto/pediátrico 10/estojo

2013068-002 CAPNOFlex LF Adaptador de vias aéreas para pacientes intubados, pediátrico/infantil 10/estojo
CAPNOFlex LF Adaptador de vias aéreas com tubos de desumidificação e linha de amostragem para
2013068-003 10/estojo
pacientes intubados, adulto/pediátrico
2013068-004 CAPNOFlex LF Adaptador de vias aéreas com tubos de desumidificação para pacientes intubados, pediátrico/infantil 10/estojo

2013069-001 CAPNOFlex LF Linha de amostragem com encaixe luer macho 10/estojo

2103069-002 CAPNOFlex LF Linha de amostragem com tubos de desumidificação e encaixe luer macho 10/estojo

Cabos Invasivos

2005772-001 Cabo dupla PI Cada

2016997-001 Cabo simples de pressão invasiva Utah, 3,6m Cada

2021196-001 Cabo simples de pressão invasiva Abbott Transpac-IV, 3,6m Cada

2021197-001 Cabo simples de pressão invasiva Edward Life Sciences TruWave, 3,6m Cada

2016995-001 Cabo simples de pressão invasiva Spectramed, 3,6m Cada

2016995-002 Cabo de interface IBP para transdutor BD Spectramed, 1,2 m Cada

2021197-002 Cabo de interface IBP para transdutor Edwards LS Truwave, 1,2 m Cada

91920389 Transdutor BP, reutilizável, SP844 Cada

Cabos de Débito Cardíaco

2025248-001 Cabo de débito cardíaco, 3,6m Cada

2025248-002 Cabo de débito cardíaco, 2,7m Cada

Sondas de Débito Cardíaco

9446-909 Sonda de banho injetável, 1,8m Cada

9446-910 Sonda injetável em linha O-Set, 1m Cada

9446-911 Sonda injetável em linha CritiKit, 1m Cada

9446-913 Sonda injetável em linha Abbott Thermoset, 2,4m Cada


2020814-002 Catéter de Termodiluição BD, com gabinete para sensor injetável, heparinizado, 7F, 110cm (caixa com 5) 05/estojo

2020814-001 Catéter de Termodiluição BD, heparinizado, 7F, 110cm (caixa com 5) 05/estojo

SAM

SAM=A Módulo SAM Cada

TR2P=A Módulo Tram-Rac 2A, usado com DASH Cada

418335-002 Cabo RJ-45, 10' Cada

Tecnologia BIS

2007374-002 BIS Sensor Plus pediátrico Cada

2026860-002 Kit de monitoramento de sedação BISx com cabo de alimentação US Cada

2007374-004 Kit de ignição BIS Sensor Plus pediátrico Cada

2007945-001 BIS Sensor Quatro Cada

2007945-002 Kit de ignição BIS Sensor Quatro Cada

2011640-001 BIS Sensor XP Quatro adulto 50/Caixa

2011641-001 BIS Sensor XP pediátrico 50/Caixa

2011643-001 BIS Sensor Padrão A-2000 25/Caixa

2007694-001 Cabo de interface BIS Cada

Cabos e Sensores ICG


ICGMOD=POR
Módulo BioZ Impedância Cardiográfica (ICG), com cabo interface BioZ e sensor amostra, Português Cada
T
TR2P=A Módulo Tram-Rac 2A, usado com DASH Cada

418335-002 Cabo RJ-45, 10' Cada

2006412-002 Sensor, ICG, BioZtect 0.125, encaixe de pressão 50/estojo

2003977-001 Cabo, ICG, BioZtect Patient, 0.125 encaixe de pressão, 3,6m, cabos de derivação integrados Cada

Manguitos e Acessórios Pressão Sanguínea

Manguitos Adulto e Infantil

2032308-003 Kit PNI - adulto 3,6M (inclui 1unidade 2017008-001e Manguito 002201, 002203 e 002204)

2032308-002 Kit PNI - Pediátrico 3,6M (inclui 1 unidade 2017008-001e Manguito 002200 e 002201)
Kit PNI - Neonatal 2,4M (inclui 1 unidade 2017009-001e Soft-MANGUITO 2521, 2524 e
2032308-001
2 unidades cada de 2422 e 2523)
Kit PNI - Neonatal 2,4M (inclui 1 unidade 2017009-001e Classic-MANGUITO 2638, 2623 e
2032308-004
2 unidades cada de 2633 e 2628)
414873-001 Tubo Dual de PNI, Adulto, Connector Retangular, 12’

414874-001 Tubo Dual de PNI, Neonatal

002200E Manguito Ped., reutilizável, 8-13cm (Cx/50) 50/Caixa

002201E Manguito Ped., reutilizável, 12-19cm (Cx/50) 50/Caixa

002202E Manguito peq. adulto, reutilizável, 17-25cm (Cx/50) 50/Caixa

002203E Manguito adulto, reutilizável, 23-33cm (Cx/50) 50/Caixa

002204E Manguito gde adulto, reutilizável, 31-40cm (Cx/50) 50/Caixa

002205E Manguito coxa, reutilizável, 38-50cm (Cx/50) 50/Caixa

002206E Manguito adulto, longo, reutilizável, 23-33cm (Cx/50) 50/Caixa


002207E Manguito grande, adulto, longo, reutilizável, 31-40cm (Cx/50) 50/Caixa

002200 Manguito Ped., reutilizável, 8-13cm (Cx/5) 5/Caixa

002201 Manguito Ped., reutilizável, 12-19cm (Cx/5) 5/Caixa

002202 Manguito peq. adulto, reutilizável, 17-25cm (Cx/5) 5/Caixa

002203 Manguito adulto, reutilizável, 23-33cm (Cx/5) 5/Caixa

002204 Manguito gde adulto, reutilizável, 31-40cm (Cx/5) 5/Caixa

002205 Manguito coxa, reutilizável, 38-50cm (Cx/5) 5/Caixa

002206 Manguito adulto, longo, reutilizável, 23-33cm (Cx/5) 5/Caixa

002207 Manguito grande, adulto, longo, reutilizável, 31-40cm (Cx/5) 5/Caixa

2638 Classic-MANGUITO Neonatal #1, 2TB, laranja/branco (Cx/20) 20/Caixa

2633 Classic-MANGUITO Neonatal #2, 2TB, azul-claro/branco (Cx/20) 20/Caixa

2628 Classic-MANGUITO Neonatal #3, 2TB, verde/branco (Cx/20) 20/Caixa

2623 Classic-MANGUITO Neonatal #4, 2TB, azul-marinho/branco (Cx/20) 20/Caixa

2619 Classic-MANGUITO Neonatal #5, 2TB, rosa/branco (Cx/20) 20/Caixa


MANGUITO, adulto, sortido, 1 peq. adulto, 2 adulto, 1 adulto longo, 1 adulto grande e 1 adulto
2297 5/Caixa
longo grande, 2TB, Sub-min
2299 MANGUITO, sortido, 1 de cada: infantil, peq. adulto, adulto, grande adulto e coxa, 2TB, Submin 5/Caixa

2205 MANGUITO, coxa, 2TB, marrom, Submin 5/Caixa

2207 MANGUITO, grande, adulto, longo, 2TB, Submin 5/Caixa

2204 MANGUITO, grande, adulto, 2TB, vinho, Submin 5/Caixa

2206 MANGUITO, adulto, longo, 2TB, Submin 5/Caixa

2203 MANGUITO, adulto, 2TB, azul-marinho, Submin 5/Caixa

2202 MANGUITO, pequeno adulto, 2TB, azul-real, Submin 5/Caixa

2201 MANGUITO, infantil, 2TB, verde, Submin, 12-19 cm 5/Caixa

2200 MANGUITO, infantil, 2TB, laranja, Submin, 8-13 cm 5/Caixa

2296 Pacote MANGUITO* Pediátrico: 2 infantil; 3 pediátrico e 1 adulto pequeno

2406 SOFT-MANGUITO, coxa, 2TB, marrom/branco, Submin, 38-50 cm 20/Caixa

2117 SOFT-MANGUITO, grande, adulto, longo, 2TB, rosa/branco, Submin, 31-40 cm 20/Caixa

2405 SOFT-MANGUITO, grande, adulto, 2TB, rosa/branco, Submin, 31-40 cm 20/Caixa

2116 SOFT-MANGUITO, adulto, longo, 2TB, azul-marinho/branco Submin, 23-33 cm 20/Caixa

24