Vous êtes sur la page 1sur 2

Ética- É uma ciência prática e normativa que estuda a moral, Há uma expectativa, portanto, da sociedade pelo cumprimento do

e determina o que é bom e, a partir deste ponto de vista, como se papel do profissional.
deve agir. Ou seja, é a teoria ou a ciência do comportamento moral.
Na prática, agir eticamente, é agir de acordo com os preceitos da
moral instituída. Código De Ética Profissional

A palavra ética, vem do grego: ethos que quer dizer: “reflexão a as atitudes permitidas e não permitidas. está no campo da moral
respeito das noções e princípios que fundamentam a vida moral”. porque seu teor é prático. é um estatuto do comportamento
campo teórico. ética é “uma reflexão teórica que analisa e critica ou profissional esperado. dos direitos, das proibições, dos honorários,
legitima os fundamentos e princípios que regem um determinado das sanções disciplinares, do processo ético e dos deveres
sistema moral (dimensão prática)”. profissionais. como deve agir o profissional para garantir a
integridade da profissão, trata do ato de fazer bem feito o que deve
Ética é definida como uma capacidade humana posta pela ser realizado profissionalmente. A construção é determinada por
actividade vital do ser social; a a pacidade de agir conscientemente teorias ou pela influência pessoal dos pares de profissão.
com base em escolhas de valor, projectar finalidades de valor e
objetivá-las concretamente na vida social, isto é, ser livre. Tratada Atitudes Éticas De Um Profissional
como mediação entre as esferas e dimensões na vida social, e o profissionalismo. Nesse sentido, a competência, a
actividade emancipadora, a ética é situada em suas várias formas e responsabilidade e o compromisso são atitudes necessárias que
expressão. (Netto, 1998). marcam de maneira muito forte o ser profissional.
Moral - A palavra moral, do latim: moris, quer dizer: “o conjunto de Responsabilidade Social – Trata-se do compromisso contínuo nos
normas e regras destinadas a regular as relações dos indivíduos negócios pelo comportamento ético que contribua para o
numa sociedade dada” . A moral define o que é permitido e desenvolvimento económico, social e ambiental, pressupondo a
proibido, justo e injusto, lícito e ilícito, certo e errado. realização de decisões empresariais que sejam resultado da reflexão
comportamento propriamente dito da pessoa em suas relações no sobre seus impactos sobre a qualidade de vida actual e futura de
cotidiano. todos que sejam afectados pela operação da empresa. (Ashley, s:d)
Relação entre a Ética e a Moral
Moral Originalmente, vem do latim “mos” e significa costumes; É
tudo aquilo que realiza o homem, que o enraiza em si mesmo, e que A Ética faz uma reflexão filosófica sobre a moral, procura justificar
para ele ganha sentido humano; A moral é resultante das relações a moral, o seu objecto de estudo é portanto, o que guia a acção, os
humanas. Ela é concreta e objetiva, compreensível a partir do leque motivos, as causas, os princípios, as máximas, as circunstâncias,
mas também analisa as consequências dessas acções. O objectivo é
de relações sociais que o ato humano abre; Costume x norma x lei
guiar e orientar racionalmente a vida humana.
Moral- Conjunto de costumes, crenças, valores e normas de A Moral tem um carácter prático imediato, visto que faz parte
uma pessoa ou grupo social, que funciona como um guia para integrante da vida quotidiana das sociedades e dos indivíduos, não
o trabalho, ou seja, que orienta sobre o bem ou mal - certo ou errado só por ser um conjunto de regras e normas que regem a nossa
- de uma ação. existência, dizendo-nos o que devemos ou não fazer mas também
Valores- Os valores são características morais que todas as pessoas porque está presente o nosso discurso e influencia os nossos juízos e
possuem. Servem ao indivíduo para orientar seus comportamentos opiniões.
e ações, na satisfação de determinadas necessidades. Além disso, ressaltemos que a ética, disciplina que tem a moral
“A Moral ordena; a Ética aconselha. A Moral responde à pergunta: como objeto de estudo, não cria a moral, mas volta-se para esse
“o que devo fazer?”; a Ética, à pergunta: “como devo viver?”.” fenômeno sócio histórico, refletindo sobre ele, investigando os seus
nexos determinantes e condicionantes em busca de conhecimento,
Diferença da Etica da Moral podendo formular conceitos, interferir, exercer influência nesse
campo, partindo dos seus questionamentos e das suas considerações
Enquanto a moral tem uma base histórica, o estatuto da ética é teórico-filosóficas. Destacamos, ainda, que nesse processo está
teórico, corresponde a uma generalidade abstrata e formal. presente a discussão acerca das diferentes formas e concepções de
A ética estuda a moral e as moralidades, analisa as escolhas que os mundo, sociedade, Homem e os respectivos valores, normas,
agentes fazem em situações concretas, verifica se as opções padrões de conduta na vida em sociedade.
conformam-se aos padrões sociais. Papel dos Gestores dos R. Hs para fazer valer a
Diferenças entre Ética e Moral Responsabilidade Social

A ética é universal porque procura estabelecer códigos de condutas O desafio do Gestor de Recursos Humanos nas organizações é
morais válidas para todos os membros de uma determinada desenvolver políticas de gestão que tenham como foco o
sociedade e que se ajusta ao contexto socio-político, económico e desenvolvimento do ser humano como pessoa profissional e
cultural onde vivem os sujeitos éticos. cidadão. Desta forma, sua inserção tem caracter estratégico para
organização, na medida que deve ter uma visão sistémica da mesma
Moral é a regulação de valores e comportamentos considerados considerando, não somente o corpo funcional, mas todas as relações
legítimos por uma determinada sociedade, povo, religião ou tradição que a empresa estabelece com a sociedade, consumidores,
cultural. Há morais específicas para grupos diferentes. Mas a ética fornecedores e acionistas.
não somente se preocupa com pequenos grupos sociais, mais tornar
a sociedade mais humana. Bioética (“ética da vida”) é a ciência “que tem como objectivo
indicar os limites e as finalidades da intervenção do homem sobre a
ÉTICA PROFISSIONAL vida, identificar os valores de referência racionalmente proponíveis,
denunciar os riscos das possíveis aplicações” (Leone et al, 2001:8).
A ética, em especial, numa perspectiva profissional é o eixo central
das condições de sobrevivência do sistema atual. Ética Médica: é a disciplina que avalia os métodos, riscos e
profissão é uma atividade pessoal, desenvolvida de maneira estável preocupações sociais das actividades no campo da medicina,
e honrada, à serviço dos outros e à beneficio próprio, de levando em consideração a moral vigente em determinado tempo e
conformidade com a própria vocação e em atenção à dignidade da local (Hottois 1998)
pessoa humana.
ninguém é profissional para si mesmo. A finalidade do exercício Bioética: Segundo Hottois (1998) Bioética define se como um
profissional é estar a serviço do bem comum, ou seja, a serviço do empreendimento arriscado. O seu aparecimento recente a sua
outro e de sua auto-realização, objetivos de uma mesma ação que localização intersticial mais ou menos acentuada e os desafios
tem como grande beneficiada a sociedade. ideológicos que veicula conferem lhe uma identidade instável e
controversa. É o estudo sistemático das dimensões morais, incluindo
visão, decisão e normas morais, das ciências da vida e do cuidado
com a saúde, utilizando uma variedade de metodologias éticas num
contexto multidisciplinar.
Segundo Archer (1996), a confidencialidade se refere a um
princípio ético associado com várias profissões, por exemplo:
medicina, direito, religião, psicologia, profissionais e jornalismo.
Na ética, e em alguns lugares em Direito, em especial nos juízos e
outras formas de resolução de litígios, como a mediação, alguns
tipos de comunicação entre uma pessoa e um desses profissionais
são privilegiados e não podem ser discutidos ou divulgada a
terceiros. Nas jurisdições em que a lei prevê a confidencialidade,
geralmente há sanções em caso de sua violação.
Relação entre a legalidade administrativa do Estado e a
legalidade religiosa
O principio da legalidade assegura que distintamente da disciplina
dos actos de direito privado, onde prevalece o principio de que o
que não está proibido está prometido, os actos públicos dependem
da previa autorização legal. Além da previa autorização legal, o
principio da legalidade determina que qualquer discricionalidade do
administrador depende de uma autorização expressa.
http.pt.wikipedia.org.Bioetica