Vous êtes sur la page 1sur 32

Fonte: QUESTIONÁRIO. Psicologia do Desenvolvimento. Scribd.

Disponível em:
<http://pt.scribd.com/doc/220356451/Questionario-Psicologia-Do-Desenvolvimento-Ciclo-Vital-1-Bimestre#scribd>. Acesso em: 1

Leia atentamente o texto abaixo.

A gravidez de Sofia, 43 anos, foi péssima: “Sentia dor em tudo quanto era canto, desânimo, dep
ansiedade.” Quando soube que estava grávida primeiro chorou, depois pensou em fazer um abo
mas Leo, 40 anos e pai da criança, induziu-a a desistir por razões religiosas.
Sofia relata que enjoou durante os 9 meses e teve outros sintomas como palpitações, maior sen
a tudo e “fazia muito xixi”. Mas afirma que o pior foi a série de sustos que levou: o primeiro foi qu
soube que poderia ter “incompatibilidade de Rh”; o segundo, quando contraiu rubéola, no sexto
gestação. Afirma ainda que teve uma outra preocupação: “eu e o Leo fomos visitar os avós dele
me disseram que na família dele tinha alguns casos de anemia falciforme”. Diz também que dura
gravidez “[...] fumava e parei [...], ginástica não consegui continuar, sentia desânimo. Engordei 3
mas no começo, apesar do enjoo, não deixei de comer nada, comia mais doces e chocolates [...
a beber e fumar maconha, eventualmente nos finais de semana.” (Relato fictício, elaborado para
pedagógico)

Considere a asserção e sua possível razão abaixo:

O filho de Sofia manifestará a anemia falciforme

POIS

trata-se de uma doença sanguínea, às vezes fatal, gerada por fatores teratogênicos.

Assinale a alternativa correta:

A A asserção e a razão estão corretas e a razão justifica a asserção.

B A asserção e a razão estão corretas, mas a razão não justifica a asserção.

C A asserção está correta e a razão incorreta.

D A asserção está incorreta e a razão correta.

E A asserção e a razão estão incorretas.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: E.

Fonte: QUESTIONÁRIO. Psicologia do Desenvolvimento. SCRIBD. Disponível em:


<http://pt.scribd.com/doc/220356451/Questionario-Psicologia-Do-Desenvolvimento-Ciclo-Vital-1-Bimestre#scribd>. Acesso em: 1
A tragédia da talidomida entre os anos 1950 e 1960 provocou grande discussão internacional so
uso de medicamentos na gestação e seus efeitos sobre o desenvolvimento fetal. Acreditava-se q
o feto estaria protegido pela placenta que funcionaria como uma barreira impedindo que substân
nocivas atingissem sua corrente sanguínea.

A afirmativa apresentada acima é verdadeira porque (assinale a alternativa incorreta):

quando uma mulher grávida ingere ou recebe medicamentos, tanto seu organismo quanto
A afetados.

quando uma mulher grávida recebe ou ingere drogas, álcool ou nicotina, o feto não é afet
B ser capaz de metabolizar essas substâncias.

C o feto, na presença de fatores teratogênicos, fica sujeito a efeitos negativos inesperados.

D somente há riscos para o desenvolvimento fetal durante o primeiro trimestre da gestação.

E o feto fica sujeito a riscos durante todo o período gestacional.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

Fonte: QUESTIONÁRIO. Psicologia do Desenvolvimento. SCRIBD. Disponível em:


<http://pt.scribd.com/doc/220356451/Questionario-Psicologia-Do-Desenvolvimento-Ciclo-Vital-1-Bimestre#scribd>.
Acesso em: 16 de set. 2015.

Leia atentamente o texto abaixo.

A Folha de S. Paulo publicou, em outubro do ano passado, que imagens de advertência de maio
impacto seriam impressas nas embalagens de cigarro. Essas imagens seriam acompanhadas d
frases de alerta e do aviso: “Este produto contém mais de 4.700 substâncias tóxicas e nicotina q
causa dependência física ou psíquica. Não existem níveis seguros para consumo dessas substâ
Uma enquete realizada pela Folha Online sobre as novas imagens apontou a imagem do feto de
um vidro como a de maior impacto entre as novas imagens, segundo opinião de 33% dos votant
Fonte: RIPARDO, S. Folha Online. 22/10/2003. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u84388.shtml
Acesso em: 21 de set. 2015 (com adaptações).

Considerando esse texto, julgue as afirmativas abaixo, relativas às influências ambientais sobre
bebê que esteja sendo gestado.

Assinale a afirmativa incorreta:

Toda mulher grávida deve tomar suplementos alimentares para garantir que seus bebês n
A saudáveis, ativos e alertas.

A exposição a um teratógeno, sua intensidade e sua interação com outros fatores são rel
B conjunto de riscos para o embrião ou o feto, principalmente durante o primeiro trimestre d
Sabe-se que alguns distúrbios resultantes da exposição pré-natal a drogas podem ser tra
C a presença de determinada substância é detectada precocemente.

Sabe-se que alguns distúrbios resultantes da exposição pré-natal a drogas podem ser tra
D se a presença de determinada substância é detectada precocemente.

A prática regular de exercícios físicos contribui para uma gravidez confortável e um parto
E e seguro.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A

O relato científico abaixo versa sobre os efeitos toxicológicos e teratogênicos de benzodiazepíni


(“calmantes”) sobre o desenvolvimento pré-natal em ratos. Como se sabe, os resultados encontr
em estudos experimentais com animais podem ser transferidos, com ressalvas, ao estudo de
humanos.

Leia atentamente o texto abaixo.

Avaliação toxicológica dos benzodiazepínicos diazepam e maleato de midazolam sobre o


desenvolvimento pré-natal de ratos wistar.

Benzodiazepínicos são amplamente utilizados em animais e humanos, inclusive durante a gesta


como ansiolíticos, anticonvulsivantes, relaxantes muscular e sedativos. Este trabalho investiga o
teratogênico dos benzodiazepínicos diazepam e maleato de midazolam em ratos wistar. Os anim
divididos em três grupos experimentais: um grupo controle que recebeu água destilada, um grup
recebeu diazepam na dose de 10 mg/kg/dia, e um grupo que recebeu 5 mg/kg/dia de midazolam
animais receberam os tratamentos por administração via oral. As fêmeas gestantes foram tratad
durante o período de organogênese, que no rato é do 6° ao 15° dia da gestação. Durante a gest
as fêmeas foram monitoradas quanto a desenvolvimento corporal, ingestão de água e ração. No
dia de gestação as progenitoras foram sacrificadas e avaliadas quanto à toxicidade materna sist
Os fetos foram avaliados quanto a embriotoxicidade e alterações esqueléticas. Os resultados
demonstraram que as fêmeas dos três grupos tiveram ganho de peso, consumo de água e ração
semelhantes, assim como peso dos órgãos internos, sugerindo não haver toxicidade materna. N
grupos diazepam e maleto de midazolam houve uma diminuição do número de fetos por ninhada
comparado ao grupo controle [...], também houve diminuição no peso dos fetos nos grupos diaze
e midazolam [...] em comparação ao grupo controle [...]. Houve um aumento no número de abor
nos grupos diazepam e midazolam. As perdas pós-implantação foram de 1,47% no grupocontro
10,76% no grupo diazepam e 13,30% no grupo midazolam. A taxa de viabilidade fetal foi semelh
nos três grupos. As avaliações das anormalidades esqueléticas demonstraram um retardo de
desenvolvimento assim como houve evidências de malformações nos grupos diazepam e midaz
sendo que o grupo tratado com maleato de midazolam demonstrou um maior percentual de ano
esqueléticas que os fetos do grupo tratado com diazepam.
Fonte: GEHLEN, K. A. Universia, apud UFRGS, Repositório digital. Disponível em:
<http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/38064917.html> Acesso em: 22 de fev. 2011.

Assinale a única afirmativa falsa, isto é, que não apresenta uma ideia contida no texto ou deduzi
partir dele.

A Este estudo sugere efeitos teratogênicos dos medicamentos diazepam e midazolam.

Como consequência dos efeitos das drogas testadas sobre os fetos observou-se nos grup
B submetidos às drogas significativa diminuição do número de fetos, diminuição no peso de
e aumento no número de abortos precoces.

A análise dos benzodiazepínicos testados revela que os efeitos teratogênicos do midazola


C severos.

O estudo verificou que os efeitos teratogênicos encontrados nos fetos são semelhantes ao
D benzodiazepínicos sobre as mães (progenitoras).

Constatou-se, a partir das avaliações de anormalidades esqueléticas, um retardo de


E desenvolvimento, assim como evidências de malformações nos fetos de fêmeas submetid
benzodiazepínicos.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

Como os seres humanos são pessoas inteiras, todos os aspectos de seu desenvolvimento estã
útero. Fetos cujos ouvidos e cérebros desenvolveram-se fisicamente o suficiente para ou
conservar uma lembrança destes sons após o nascimento. O crescimento físico do cérebro
possível um grande surto de desenvolvimento cognitivo e emocional. Aprender não é só um pro
através de seus movimentos físicos onde seus corpos terminam e tudo o mais começa. Ao derr
arremessar areia eles aprendem como seus corpos podem alterar o mundo. Gestos físicos prec
primeiras tentativas de falar, as quais alteram os relacionamentos sociais. Evidentemente, se
sons, os bebês não seriam capazes de falar. (Papalia & Olds e Feldman)
É correto o que se afirma em:

Este texto traz informações corretas sobre o desenvolvimento humano.


A vários aspectos do desenvolvimento evoluem de forma paralela e linear.

Este texto traz informações corretas sobre o desenvolvimento humano


B aprendizagem determina o desenvolvimento.

Este texto traz informações incorretas sobre o desenvolvimento human


C aspectos do desenvolvimento evoluem de forma autônoma e independen

Este texto traz informações corretas sobre o desenvolvimento humano


D vários aspectos do desenvolvimento afetam uns aos outros de forma inte
Este texto traz informações incorretas sobre o desenvolvimento human
E vários aspectos do desenvolvimento desde o início da vida.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

John Locke (1632–1704), considerado o protagonista do Empirismo, detalhou a teoria da Tábula


Rasa em seu Ensaio acerca do entendimento humano (1690). Tal teoria foi importante não apen
ponto de vista puramente filosófico, como constituiu uma base para combater o status quo vigen
relação à aristocracia e à nobreza. Em conjunto com a teoria do Nobre Selvagem de Rousseau,
continua sendo a base das políticas governamentais de educação em grande parte dos países
ocidentais, incluindo o Brasil. É tida como os fundamentos daquilo que, em Psicologia, viria a se
Behaviorismo.

O Empirismo, no tocante à natureza humana e ao desenvolvimento dos recém-nascidos (RNs),


segundo Moura (2004) em Evidências sobre características de bebês recém-nascidos, traz com
premissa a ideia de que o RN

é um ser isolado e indiferenciado. Por ocasião do nascimento, sua visão e audição acham
A ainda inativas.

dispõe de ferramentas básicas para a construção do conhecimento, pois já é capaz de ad


B organização, dois invariantes funcionais.

serve-se da experiência de tentativa e erro em seu processo de construção do conhecime


C vez que não traz impressão alguma ao nascer.

dispõe de dois sistemas motivacionais básicos: motivação para detectar contingências e m


D para experimentar emoções.

mantém com sua mãe um vínculo simbiótico que o impossibilita de discriminar entre estim
E afeta o self e estimulação que afeta o não-self.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C.

O paradigma da habituação é um fenômeno de interesse de muitos dos estudos sobre as


características do recém-nascido e seu processo de desenvolvimento.

As afirmativas a seguir referem-se a esse fenômeno:


I - Habituação é o aumento da resposta específica a um estímulo em consequência da exposiçã
repetida ou constante a esse estímulo.
II - Quando um estímulo visual inteiramente novo é apresentado ao bebê, inicialmente ele o olha
prolongadamente. Mas, à medida que a estimulação vai sendo repetida, o bebê ativa cada vez m
sua atenção nessa direção. Temos aqui um exemplo de habituação.
III - Se após a instalação de uma completa habituação no bebê, introduzimos uma alteração sign
no estímulo visual, o bebê reativa sua atenção. Temos aqui um exemplo de desabituação.

Está correto o afirmado em

A I e II.

B I, II e III.

C III.

D II e III.

E I e III.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

É de conhecimento geral que fumo, álcool e drogas consumidos pela gestante podem ocasionar
problemas para o feto durante sua gestação, e que esses problemas perduram após o nascimen

Assinale a afirmativa incorreta:

Os efeitos do álcool no feto manifestam-se na síndrome alcoólica fetal, que inclui restrição
A crescimento, anormalidades faciais e disfunções no sistema nervoso central.

O consumo de cocaína por gestantes está associado a risco elevado de ruptura prematur
B membranas, parto prematuro, descolamento de placenta e síndrome de morte súbita nos

O parto prematuro ocorre com maior frequência em mulheres tabagistas e o peso dos rec
C nascidos dessas mulheres é, em média, menor do que os de mães não-fumantes.

Durante a gestação, fatores físicos, químicos ou biológicos externos ao embrião (chamad


D teratogênicos) podem interferir no desenvolvimento normal de seus órgãos. Para a espéc
vírus causador da rubéola é um exemplo de agente teratogênico.

Drogas como o ácido fólico podem causar defeitos no fechamento do tubo neural e aume
E incidência de abortos espontâneos.
Você já respondeu e acertou esse exercício.
A resposta correta é: E.

Atualmente sabemos que muitos fatores interferem no desenvolvimento pré-natal. Entre esses
fatores, podemos citar:

I - a exposição de gestantes à radiação, que pode causar mutações genéticas, devendo, pois, se
evitada.
II - o uso de cocaína por mulheres grávidas, que aumenta o risco de aborto, prematuridade, baix
natal e problemas neurológicos.
III - o trabalho da mulher excessivo durante a gravidez, que aumenta o risco de nascimento prem
IV - a transmissão – por parte do pai - de deficiências advindas de impactos ambientais, como
exposição ao chumbo e a pesticidas, uso de maconha e/ou de ingestão excessiva de bebida alc

Está correto o afirmado em

A I, II e III.

B III e IV.

C I e III.

D II e IV.

E I, II e IV.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.

ENADE 2006 – Psicologia. Questão 15)


São feitas duas afirmativas abaixo.

Resultados de pesquisas baseadas em procedimentos de observação e mensuração de maior p


mostram que a visão tradicionalmente mantida pelo senso comum subestima o bebê recém-nas

PORQUE

Este demonstra estar preparado para a vinculação afetiva e interação social, o que é evidenciad
imitação de expressões faciais.

Está correto dizer que

A as duas afirmativas são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.

B as duas afirmativas são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.

C a primeira afirmativa é verdadeira e a segunda é falsa.

D a primeira afirmativa é falsa e a segunda é verdadeira.

E as duas afirmativas são falsas.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.

Leituras Obrigatórias:
PAPALIA, E. D.; OLDS, S. W. & FELDMAN,R. D. Desenvolvimento Motor in
Desenvolvimento Humano. 8ª ed Porto Alegre: ArtMed, 2006. (cap. 4.5 e 6)

Leituras para aprofundamento:

GERRIG, R,J. & ZIMBARDO; P.G. O Desenvolvimento Humano ao Longo da VidaIn A


Psicologia e a Vida. 16 ed. Porto Alegre: Artmed, 2005, Cap 11.

1. DESENVOLVIMENTO PERCEPTUAL E MOTOR

Geralmente, mais do que os homens, as mulheres costumam mudar os cabelos, o modo de


se vestir, ganham ou perdem peso. No entanto, apesar de tais mudanças, é possível
reconhecê-las após um período sem vê-las. Por outro lado, se cuidássemos 24 horas por dia
de um bebê durante o primeiro mês e só voltássemos a reencontrá-lo um ano depois,
provavelmente não o reconheceríamos. Isto porque as mudanças que ocorrem nos primeiros
anos são drásticas, ou seja, as forças do crescimento e do desenvolvimento, neste período
são muito poderosas.

O desenvolvimento é composto de uma série de fatores inter-relacionados com os demais


aspectos desenvolvimentais: físicos, cognitivos e psicossoais.
Considerando as habilidades de percepção, pode-se afirmar que desenvolvem-se
rapidamente nos primeiros dois anos de vida e permite à criança aprender e explorar o
ambiente.
Os bebês diferem na velocidade ou eficiência dos processos perceptuais, como por exemplo,
na habituação a estímulos repetidos. Essas variações estão correlacionadas a medidas
posteriores de inteligência e da linguagem.
Quanto às habilidades motoras, pode-se afirmar que são desenvolvidas em uma seqüência,
geralmente considerada como geneticamente programada, evoluindo das simples para as
complexas, de acordo com o princípio céfalo-caudal e próximo-distal. No entanto, pesquisas
recentes indicam que trata-se de um processo contínuo, dinâmico e multifatorial de interação
entre o bebê e o ambiente.
Resumidamente, o desenvolvimento motor ocorre da seguinte forma:

1. de reflexos (simples) para mais deliberados (complexos)


2. da cabeça para os artelhos e do interior para o exterior
3. contínua, dinâmica e multifatorial (interação bebê e o meio).

Os marcos iniciais do desenvolvimento motor são:


1.º erguer a cabeça (por volta do 4 meses)
2.º engatinhar pelo chão (9/10 meses)
3.º caminhar (12 meses)
Ainda no que diz respeito às novas habilidades motoras, percebe-se que elas interferem, ou
seja, acabam por determinar a forma da criança conhecer e se relacionar com o mundo. Uma
criança que engatinha ou anda, explora ativamente o seu ambiente, tentando conhecê-lo em
detalhes, tenta pegar tudo o que está em seu campo visual, as tomadas são um alvo, os
objetos sob uma mesa de centro de sala também, inclusive aqueles que são relíquias de
família. Tudo isto trará implicações, provocando alterações no relacionamento dos cuidadores
com as crianças, como por exemplo, as crianças passam a ouvir uma série de “nãos”. Esse
exemplo cotidiano nos ajuda a dimensionar como os diferentes aspectos desenvolvimentais
são inter-relacionados de forma imbricada.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura criteriosa dos textos indicados, observando os principais aspectos
discutidos, relacionados ao período de zero a dois anos.

2) Pesquise em livros de Psicologia do Desenvolvimento quais são as habilidade motoras


finas e grossas previstas para este período e se há variações e diferenças (por exemplo:
étnicas) nestes padrões.

3) Reflita no exemplo de exercício a seguir:


Com relação ao desenvolvimento motor na chamada primeira infância, Papalia (2006) nos
aponta alguns marcos como o controle da cabeça e das mãos e a capacidade de locomoção.

“Os bebês que engatinham não são mais ‘prisioneiros’ de um lugar” isto
porque
pode-se considerar que o engatinhar - de forma ampla (bio-psico-social) representa o
preparativo para o caminhar, evento considerado a maior realização da infância.

Tendo por referência o texto acima e o enunciado, considere as alternativas a seguir e


assinale a correta:
a) a primeira afirmação é falsa, e a segunda é verdadeira.
b) a primeira afirmação é verdadeira, e a segunda é falsa.
c) as duas afirmações são falsas.
d) as duas afirmações são verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
e) as duas afirmações são verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da
primeira.
A alternativa correta é a letra (B). Justificativa: o engatinhar também é o preparativo para o
caminhar; mas não apenas isto. Não se pode compreender este ato apenas pela ótica
biológica, portanto, muscular e óssea, mas é preciso a fazer sua articulação, isto é, o
engatinhar com as mudanças evidenciadas no bebê com relação ao seu ambiente, às
pessoas que o cercam e a ele mesmo, no que diz respeito ao seu desenvolvimento
perceptivo (consciência corporal e espacial), cognitivo, de personalidade (autoconfiança e
auto-estima) e social.

2. DESENVOLVIMENTO FÍSICO: fator determinante e determinado.

A subnutrição é causada por uma complexa interação de fatores, sendo os problemas


políticos e familiares de principal importância. Nos países subdesenvolvidos como o Brasil,
esta questão fica muito mais evidenciada. As políticas socioeconômicas em nosso
país, normalmente não refletem a importância da nutrição infantil e quando refletem, não
são cumpridas, porque faltam mecanismos para que sejam efetivadas.
Ao nascer, meninos e meninas são diferentes?
Na realidade, bebês masculinos são um pouco maiores e mais vulneráveis e parecem reagir
de modo distinto ao estresse (talvez diferenças genéticas, hormonais ou temperamentais),
no entanto, poucas diferenças físicas ou maturativas foram constatadas na infância.
Como o ambiente pode acelerar ou retardar o desenvolvimento?
Fatores ambientais, como por exemplo, nascer em clima mais ameno e com mais sol, bem
como padrões culturais: amarrar os bebês ou fazer um treinamento precoce para a criança
andar, podem afetar o ritmo de desenvolvimento do bebê.
Além destes, há outros fatores que determinam o desenvolvimento físico, entre eles, os
políticos e sócio-econômicos, conforme já anunciado acima.
Por volta dos 10 meses, a maioria dos bebês já andam bem com apoio, podendo dar passos
hesitantes. A habilidade de caminhar melhora à medida que eles têm apoio e incentivo do
meio e por volta dos 11 ou 12 meses, as eles já podem dar seus próprios passos.
No segundo ano de vida, as crianças vão se tornando mais ágeis. Por volta dos 15 meses,
muitas já sobem escadas, em cadeiras ou móveis; mas ainda não serão capazes de voltar
para baixo, sozinhas.
A transição de uma postura para outra, como de deitada para sentada ou de sentada para
em pé, vai sendo feita de forma mais suave. Até os 18 meses, se movem com maior
facilidade, andando para trás, em círculos e usando o corrimão para subir as escadas.
Em torno dos 2 anos, as crianças podem pular no lugar, caminhar rapidamente de um lugar
para o outro. No entanto, a supervisão dos cuidadores deve ser uma constante, no sentido
de monitoração, principalmente quanto à segurança.
O desenvolvimento físico é marcado por um processo maturacional que vai gradativamente
propiciando que a criança adquira novas possibilidades. Quando o sistema nervoso central,
os músculos e os ossos estão suficientemente maduros e o ambiente oferece oportunidades
adequadas, os bebês não param de surpreender os adultos com as novas habilidades.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura criteriosa dos textos indicados, observando os principais aspectos
discutidos, relacionados ao período de zero a dois anos.

2) Faça uma pesquisa sobre a política de prevenção a subnutrição no Brasil e verifique se ela
tem sido cumprida de acordo com a sua concepção.

3) Reflita no exemplo de exercício a seguir:


Para se compreender o processo de Desenvolvimento Humano, é preciso considerar uma
infinidade de elementos. E na medida em que se ampliam os estudos ampliam-se também
uma nova diversidade de aspectos que define a complexidade do assunto. Complexidade
dada desde os primórdios do nascimento. Em respeito aos neonatos, identifique a única
afirmativa incompatível com o período:

(A) O processo de aprendizagem de habilidades motoras precisa ser intensificado para o


bebê aprender a engatinhar.
(B) O movimento ulnar compreende o agarramento com a mão inteira.
(C) A esperança é a virtude que o neonato busca desenvolver.
(D) Para o bebê, o apego tem valor adaptativo.
(E) Os bebês possuem um papel ativo na sua relação com o mundo.

A resposta incompatível é a alternativa (A) porque as habilidades motoras se desenvolvem


numa seqüência, geralmente considerada como geneticamente programada, evoluindo das
simples para as complexas, de acordo com o princípio céfalo-caudal e próximo-distal.
Recentes pesquisas indicam que se trata de um processo contínuo, dinâmico e multifatorial
de interação entre o bebê e o ambiente. Cabe destacar que as novas habilidades motoras
interferem na forma da criança conhecer e se relacionar com o mundo.

3. DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

Laura tem 3 meses. Ao seu redor, imagens, sons, cheiros e sensações físicas novas e em
constante mudança como que rodopiam à sua volta. Ela precisa entender tudo isso,
interligando cheiros com imagens visuais, sabores com sensações, percepções de objetos,
pessoas e até mesmo das partes de seu próprio corpo, percebendo quais delas permanecem
as mesmas e quais de modificam, em qual sequência e muitas outras coisas mais.
Para discutir a questão do desenvolvimento cognitivo, parece interessante iniciar falando um
pouco sobre o que é cognição. A cognição é o pensamento em sentido mais amplo. Envolve
inteligência e aprendizagem, memória e linguagem, fatos e conceitos, percepção e
pressupostos. Bebês nascem com a capacidade de aprender a partir de suas experiências
sensoriais, ou seja, daquilo que eles podem ver, ouvir, cheirar, degustar ou tocar, além de
terem certa capacidade de lembrar o que aprenderam. Sendo assim, eles podem aprender
por condicionamento, habituação ou imitação, coordenando as informações sensoriais. O
bebê costuma ficar mais atento aos estímulos novos, do que aos familiares. Também
repetem comportamentos que lhes são agradáveis. Tendem a repetir uma ação aprendida
anteriormente, quando se lembram do seu conteúdo.
O bebê nasce com ferramentas básicas para a construção do conhecimento, sendo um ser
ativo no seu desenvolvimento, um “pequeno cientista”, naturalmente curioso, engajado na
exploração do meio, buscando o entendimento, o conhecimento do mundo e buscando
adaptar-se a ele.
Nesta fase, segundo Piaget, começa o estágio sensório motor. Segundo ele, o
desenvolvimento cognitivo é marcado por estágios, cada um desses é caracterizado por uma
forma distinta de pensar a respeito do mundo e de compreendê-lo. As idades indicadas são
sempre aproximadas, há variações individuais de acordo com habilidades e a experiência. A
criança de zero a dois anos, por se encontrar no estágio sensório-motor, representa o mundo
pelas ações, baseando seus julgamentos nas sensações e percepções.
Ainda segundo o referido autor, a partir dos 12 meses, a criança entende relações causais
(causa-efeito), se envolve em jogos construtivos e procura objetos onde os viu pela última
vez, o que representa para Piaget, a construção do objeto permanente.
Por volta dos 2 anos, a criança já lança mão de representações mentais e símbolos.
A aquisição da linguagem é um aspecto importante para o desenvolvimento cognitivo. Após a
fase pré-linguística (choro, arrulho, balbucio e imitação) e a aprendizagem dos sons básicos
da língua, pode-se afirmar que a palavra costuma surgir por volta dos dez aos quatorze
meses. Cabe destacar, que antes de pronunciar sua primeira palavra, o bebê utiliza os
gestos.
Entre os 16 e 24 meses ocorre uma explosão de nomes, e geralmente por volta dos 18 aos
24 meses, surgem as sentenças breves.
A fala inicial é caracterizada pela simplificação, restrição e supergeneralização dos
significados das palavras e universalização das regras.
A capacidade para aprender a linguagem, segundo os teóricos atuais, é inata, podendo ser
ativada ou não pelo meio.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura criteriosa dos textos indicados, observando os principais aspectos
discutidos.

2) Faça uma pesquisa em artigos científicos: A leitura em voz alta para a criança, desde os
primeiros meses, contribui para preparar o letramento?

3) Reflita no exemplo de exercício a seguir:

Próximo aos 8-12 meses, os bebês gostam de brincar de esconde-esconde, geralmente com
uma fralda que colocam sobre o próprio rosto ou no rosto do adulto com quem estão se
entretendo.
Esta situação nos remete ao conceito de:
a) Negativismo
b) Supergeneralização da Presença
c) Noção de Permanência do Objeto
d) Desenvolvimento do Apego Seguro.
e) Coordenação do Auto-Conceito.

A alternativa correta é a (C). Por volta dos 10 meses de vida, com variações de acordo com
a cultura e as possibilidades de interação dos bebês, a estrutura do objeto permanente está
próxima de ser construída, e os comportamentos começam a mudar. Por exemplo, a criança
sabe que quando a mãe sai do quarto, ela não deixa de existir ou que o brinquedo que
escorrega para trás de um sofá, continua ali.

4. DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL

Rafael (1 ano) não é propenso a sorrir e nem a vocalizar.


Selma (2 anos) parece estar sempre “na defensiva”, ora chora compulsivamente, ora se
fecha completamente.

O desenvolvimento psicossocial é constituído pelo desenvolvimento da personalidade, isto é,


o padrão singular e relativamente duradouro de uma pessoa sentir, reagir e se comportar e
pelo desenvolvimento social que se refere às mudanças nos relacionamentos com os outros.
Estudar o desenvolvimento psicossocial das crianças de 0 a 2 anos implica em descrever os
principais passos do desenvolvimento da noção do eu e em paralelo a formação de
relacionamentos significativos e efetivos com outras pessoas.
Observe a seqüência em que aparece o autoconceito ou a emergência do senso de
identidade na primeira infância (de bebê para criança):
a) O autoreconhecimento físico: começa por volta dos 18 meses, quando a criança olha no
espelho ou numa foto sua, podendo reconhecer-se.
b) autodescrição e autoavaliação: ocorre entre os 19-30 meses, a criança pode definir-se em
termos descritivos, como por exemplo: grande, pequeno, cabelo liso; ou em termos de
avaliação: bom, bonito.
c) resposta emocional a má ação: por volta dos 20 meses as crianças costumam ficar
aborrecidas pela desaprovação dos pais e por algo que foi desaprovado e visto como mau.
Além destes eventos, percebe-se o crescimento das interações sociais, tanto em número e
complexidade, como as próprias brincadeiras aumentam.
No que diz respeito ao contato com outras crianças, será que os irmãos influenciam uns aos
outros? A resposta é sim. Os irmãos influenciam uns aos outros de maneira positiva e
negativa. Por outro lado, é preciso destacar que as ações e atitudes dos pais afetam os
relacionamentos entre irmãos.
Nesta idade, a criança se interessa por bebês? É importante que a criança tenha contato com
outras crianças?
Podemos observar que o interesse dos bebês por crianças vai aumentando na 1.ª infância. O
contato com outras crianças, principalmente após o 1.º ano, afeta o desenvolvimento
cognitivo e psicossocial.
Outro aspecto a enfatizar diz respeito a assistência diurna e seu impacto sobre o
desenvolvimento da criança. Os novos estudos indicam a assistência diurna de boa qualidade
parece ter impacto positivo sobre o desenvolvimento emocional, social e cognitivo. Parecem
indicar também que a assistência diurna não é prejudicial, a menos que seja de má
qualidade, instável ou extensiva, e esteja combinando com uma educação insensível por
parte da mãe.
Outro aspecto a ser destacado é a Teoria Psicossocial do Desenvolvimento de Erik Erikson.
Ele discute que o desenvolvimento da personalidade é afetado por fatores biológicos e sociais
ou por variáveis pessoais e situacionais. Divide o desenvolvimento da personalidade em oito
estágios psicossociais durante todo o ciclo vital e, em cada um deles, identificou uma crise
determinada. Cada fase de desenvolvimento tem a sua crise ou momento decisivo particular
que exige alguma mudança no comportamento ou na personalidade. Embora cada conflito
nunca venha a desaparecer completamente, o indivíduo pode responder à crise de maneira
negativa ou positiva; neste último caso ele consegue enfrentar com sucesso os conflitos dos
próximos estágios.
O primeiro estágio desenvolvimental proposto por Erikson corresponde à criança de zero a
dezoito meses aproximadamente o qual denominou Confiança versus Desconfiança.
A confiança é um acompanhamento natural para um forte relacionamento de apego com um
pai ou uma mãe que proporciona comida, calor e o conforto da proximidade física. Caso a
confiança predomine, as crianças desenvolvem a “virtude da esperança”: a crença de que as
suas necessidades serão atendidas assim que forem manifestadas.
Mas se uma criança for negligenciada, ou seja, não tiver suas necessidades básicas
atendidas, poderá desenvolver uma sensação de desconfiança, insegurança e ansiedade. As
crianças verão o mundo como hostil e imprevisível e terão dificuldade para formar
relacionamentos íntimos.
Portanto, o desenvolvimento social tem início com o estabelecimento de um relacionamento
emocional íntimo entre o bebê e seu principal cuidador.
Esse relacionamento intenso e duradouro é chamado apego.
John Bowlby, um influente teórico do apego humano, partiu da teoria etológica e supôs que a
raiz da personalidade humana está nos primeiros relacionamentos na infância.
Os comportamentos de apego que incluem sorrir, fazer contato visual, chamar a outra
pessoa, tocar, agarrar-se, chorar, entre outros, são eliciados quando o indivíduo precisa de
cuidados, amparo ou conforto.
Os padrões de apego podem ter implicações de longo prazo sobre o desenvolvimento; por
exemplo, as crianças seguramente apegadas parecem ser socialmente mais hábeis, mais
curiosas e persistentes em novas tarefas.
A partir das experiências iniciais, o indivíduo vai desenvolvendo modelos funcionais internos,
ou seja, trata-se de um modelo mental que as crianças usam para guiar suas interações
sociais presentes e futuras.
Os modelos da infância não são imutáveis, embora tendam a ser levados adiante,
continuando a modelar e a definir as experiências como adulto. Tal conceito também ajuda
na compreensão dos motivos pelos quais a mesma experiência parece ter efeitos tão
variados sobre diferentes adultos.
No tocante ao relacionamento social das crianças dessa faixa etária com outras crianças
evidencia-se que o interesse por outra criança aumenta ao longo da primeira infância,
especialmente após os doze meses. Nesse período, há o brincar paralelo, quer dizer, as
crianças brincam sozinhas, mas mantêm um profundo interesse no que as outras crianças
estão fazendo. Na brincadeira social simples (15-18 meses), as crianças se envolvem em
atividades similares, falam, sorriem ou trocam brinquedos entre si.
Essas trocas interacionais horizontais favorecem o desenvolvimento cognitivo e psicossocial
das crianças.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura criteriosa dos textos indicados, observando os principais aspectos
discutidos.

2) Faça uma leitura cuidadosa do Quadro 6-1 (Papalia, 2009) e, em seguida, levante as
principais questões sobre como a depressão da mãe pode afetar na regulação mútua.

3) Reflita no exemplo de exercício a seguir:

Uma preocupação central hoje entre os pais é encontrar um meio de,


mesmo a distância, criar um vínculo afetivo com seus filhos. Júlia
esteve com seu filho no primeiro mês de vida, quando amamentou,
mas logo em seguida, precisou voltar ao trabalho, o que fez diminuir
muito o contato entre mãe e filho. Seu filho ficou então sob os
cuidados da avó paterna, com quem passava a maior parte do tempo.
Agora, o filho de Maria tem seis meses e ela quer saber com quem
seu filho está mais apegado e por quê.
Considerando a situação, qual das alternativas abaixo parece
responder melhor a dúvida de Júlia:
A) O apego, para se formar necessita mais do que as primeiras experiências do começo da
vida, e vai se firmando quando o bebê está próximo dos seis meses. Portanto, o bebê está
mais apegado à avó paterna.
B) Certamente o bebê está apegado à mãe, pois desde o útero, o vínculo se estabelece e se
mantém.
C) O primeiro mês cria experiências significativas capazes de estabelecer um vínculo
definitivo entre mãe e bebê.
D) O bebê não cultiva nenhum laço afetivo com a mãe, devido ao abandono que sofreu.
E) O bebê está mais apegado à avó paterna, pois é comum a formação de um laço afetivo
logo depois que a criança sofre uma separação.

A alternativa correta é a (A), porque apesar das ligações estabelecidas durante a gestação,
das experiências vividas no primeiro mês, o apego se consolida, ou seja, vai ser firmado
após inúmeras experiências mútuas. Cabe destacar que quando uma pessoa está apegada
ela tem um sentimento especial de segurança e conforto na presença do outro e pode usar o
outro como uma “base segura” a partir da qual explora o resto do mundo.
Bowlby enfatiza sete características, mas neste caso, as quatro primeiras já são suficientes
para justificação da resposta.
1.ª Especificidade – O comportamento de apego é dirigido para um ou alguns indivíduos
específicos, geralmente em ordem clara de preferência.
2.ª Duração – O apego persiste, geralmente, por grande parte do ciclo vital.
3.ª Envolvimento emocional – Muitas das emoções mais intensas surgem
durante a formação, manutenção, rompimento e renovação de relações de
apego.
4.ª Ontogenia – O comportamento de apego desenvolve-se durante os
primeiros nove meses de idade de vida dos bebês humanos. Quanto mais
experiências de interação social um bebê tiver com uma pessoa, maior são as probabilidades
de que ele se apegue a essa pessoa. Por essa razão, torna-se a principal figura de apego de
um bebê aquela pessoa que lhe dispensar a
maior parte dos cuidados maternos. O comportamento de apego mantém-se
ativado até o final do terceiro ano de vida; no desenvolvimento saudável, torna-se, daí por
diante, cada vez menos ativado.

Betina é um bebê de uma semana, que nasceu a termo, de parto normal. Seu apgar foi 9 de 10,
indica que se trata de um bebê saudável. Em casa a mãe conversa com Betina, brinca com ela,
a no colo quando chora. Pede para que o pai converse com o bebê. O pai faz o que a mãe pede
não se sente muito à vontade, pois acha que, como os bebês não entendem nada, Betina pouco
beneficiará dessa comunicação verbal.

Assinale a afirmativa referente ao desenvolvimento do recém-nascido:

Embora Betina seja um bebê de fato saudável, ela não compreende o que está sendo dito
A com o bebê faz sentido para os pais mas não para o bebê.

Embora Betina não compreenda o sentido das palavras, a voz humana é ouvida por ela e
B assim, um processo de desenvolvimento de discriminação dos sons.

C A audição e a visão são habilidades perceptuais ainda não desenvolvidas no recém-nasci

D O pai está equivocado: mesmo o bebê não escutando, o pai deve interagir com ele.

O bebê não ouve a altura da voz humana, só ouve sons mais altos e mais agudos. Portan
E com o recém-nascido não prejudica seu desenvolvimento, mas também não o incentiva. É
três meses que essa habilidade começa a desenvolver-se.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: B.
O desenvolvimento emocional da criança ocorre desde os promeiros contatos com as pessoas q
dela. Nos primeiros meses de vida do bebê é possível dizer que:

A o desenvolvimento emocional ocorre independentemente do ambiente: ele é inato.

o desenvolvimento emocional ocorre somente se o bebê não for frustrado e o ambiente re


B positivamente a todos os seus apelos.

C as frustrações fortalecem o bebê: quanto mais frustrado, mais estruturado psiquicamente

D o desenvolvimento emocional do bebê ocorre também a partir das frustrações.

E a frustração é prejudicial ao desenvolvimento emocional em qualquer etapa da vida da cr

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

Do nascimento aos dois anos de idade ocorrem mudanças significativas no desenvolvimento inf
Durante essa fase são feitas muitas aquisições. Considerando esse aspecto e aquilo que você já
tema, leia as afirmações abaixo que estão relacionadas a esta questão e depois assinale a alter

I - Durante essa fase o desenvolvimento ocorre por meio de todos os órgãos de sentido.
II - Os comportamentos reflexos com os quais a criança nasce vão desaparecendo e cedendo lu
aos comportamentos adquiridos.
III - Nos primeiros anos de vida, a principal tarefa da criança é conhecer o mundo e a si própria p
meio da percepção.
IV - O potencial de aprendizagem da criança é inato, portanto independe de um ambiente facilita
V - A área motora desenvolve-e primeiro; o desenvolvimento de outras áreas só pode ser observ

São falsas as proposições:

A II e III.

B I e IV.

C III e IV.

D III e V.

E IV e V.
Você já respondeu e acertou esse exercício.
A resposta correta é: E.

Bebês recém-nascidos, em sua grande maioria, já estão com seus sistemas nervosos centrais
bastante desenvolvidos, além de uma organização muscular e óssea capaz de responder a exig
básicas de movimento que preparam o organismo a uma ordem cada vez maior de complexidad

Analise as afirmativas abaixo e assinale a única incompatível com o enunciado.

A No desenvolvimento da ação de agarrar com precisão, o movimento ulnar antecede todos

O movimento de pinça, que caracteriza ações de precisão, é antecedido por movimentos


B mais amplos.

Ao aprender a caminhar, o bebê primeiro adquire controle dos movimentos separados de


C pernas e pés antes de juntar esses movimentos para o primeiro passo.

Para aquisição de habilidades motoras básicas os bebês precisam passar por um exausti
D de aprendizagem, aspecto fundamental para que novas aquisições ocorram.

O sistema de ação, no desenvolvimento motor, compreende combinações complexas de


E mais simples previamente adquiridas.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

Compreender o desenvolvimento de um apego seguro do bebê em relação ao seu cuidador é


fundamental. Este apego proporciona efeitos significativos e de longo prazo a respeito de uma p
ativa da pessoa em relação ao mundo – principalmente a respeito da aquisição de referenciais d
valores sociais e autoestima.

Indique quais das afirmativas abaixo têm sentido compatível com o enunciado.

I O apego seguro com o cuidador corresponde a mais interações positivas, independência e inic
II Afeto e cuidado por parte da mãe são elementos irrelevantes, visto que o bebê possui participa
ativa na relação – e nesse sentido poderá modificar qualquer condição desfavorável a si.
III A constituição afetiva da criança terá pouca ou nenhuma interferência em relação à forma de
dos pais.
IV Ao se considerar a substituição da pessoa com quem o bebê estabeleceu as primeiras alianç
afetivas, é imprescindível que a nova referência dê uma assistência de continuidade e consistên
para a relação.
V A mútua regulação de afeto entre bebê e cuidador compreende que o humor do cuidador afeta
humor da criança.

São compatíveis as afirmativas

A II, III e IV.

I, II, IV.
B

C I, III, e V.

D II, III e V.

E I, IV e V.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: E.

A literatura atual sobre habilidades dos bebês reúne grande número de evidências sobre suas
características, fortalecendo a hipótese de que estes são ligados ao ambiente desde o começo d
gestação e ganham consciência de seu corpo por percepções amodais e multimodais, como mo
Seidl de Moura e Ribas (2004). Quando um bebê é capaz de reconhecer pelo tato um brinquedo
anteriormente apenas enxergou, dizemos que possui uma habilidade perceptual complexa, conh
como transferência modal cruzada.

Uma criança que apresenta essa habilidade deve ser capaz de

A utilizar a informação sensorial vinda do lado contrário à fonte sonora.

B integrar informações visuais de várias fontes.

C integrar informações de vários sentidos.

D combinar informações de tato e cheiro.

E utilizar as informações que vêm de seu cuidador.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: B.
Para se compreender o processo de desenvolvimento humano, é preciso considerar uma infinid
de elementos. Na medida em que se ampliam os estudos, amplia-se também uma nova diversid
de aspectos que define, desde os primórdios do nascimento, a complexidade do assunto.

Sobre os neonatos, identifique a única afirmativa incompatível com o período acima.

O processo de aprendizagem de habilidades motoras precisa ser intensificado para o beb


A a engatinhar.

B O movimento ulnar compreende o agarramento com a mão inteira.

C A esperança é a virtude que o neonato busca desenvolver.

D Para o bebê, o apego tem valor adaptativo.

E Os bebês possuem um papel ativo na sua relação com o mundo.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.

O crescimento físico aumenta dos três aos seis anos, porém mais lentamente do que durante a primeira
infância. Os meninos são em média ligeiramente mais altos e pesados do que as meninas. O desenvolvimento
motor avança rapidamente; as crianças progridem em habilidades motoras gerais e refinadas e na coordenação
entre olhos e mãos.

Analise o texto e as afirmativas que seguem:

Aos três anos, Davi sabia caminhar em linha reta e saltar uma pequena distância. Aos quatro anos, ele podia
dar alguns pulos com apenas um dos pés. Aos seus cinco anos, ele já seria capaz de:

I dar um salto de quase 90 centímetros e andar cinco metros com apenas um dos pés. Isto
é possível pois na segunda infância há grandes progressos nas habilidades motoras gerais
II abotoar camisas e desenhar figuras em perspectiva, fruto do amadurecimento das habilidades
motoras finas.
III vestir-se sem muita ajuda, copiar um quadrado ou triângulo e desenhar uma pessoa com
um pouco mais de elaboração.
Assinale a alternativa que contempla afirmativas referentes aos fatos passíveis de observação em
crianças da idade mencionada.

A I e II.

B II e III.

C I e III.
D I.

E II.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C.

Mayra, de 4 anos, entrou na escola no início do ano pela primeira vez.


Foi observado que a menina não fala e não apresenta problemas auditivos, pois toda vez que se
com ela, atende, cumpre as orientações dadas e quando se fala seu nome, ela responde com a
cabeça.
Demonstra-se brincalhona e participativa, embora emita apenas alguns sons próprios, comuns a
crianças muito menores.
Durante os primeiros dias na escola, insistiu para que a mãe permanecesse na sala; aos poucos
adquiriu mais confiança, mas continua sem verbalizar. Pede o que precisa por meio de gestos e
prefere brincar sozinha, interagindo pouco com os colegas de sala.
Faz representação gráfica, desenha bastante, usa tinta, argila e massinha. No desenho da figura
humana representa a si mesma como muito pequena, entre os dois irmãos, representados com
quase o dobro de seu tamanho (o que não corresponde à realidade).
Os colegas de sala até tentam aproximar-se, mas ela evita-os, fazendo com que os mesmos
comecem a discriminá-la.
Mayra é a terceira filha de um casal jovem. A mãe relata que os irmãos fazem tudo para ela e de
que nasceu foi assim. Basta Mayra emitir um som que um dos dois irmãos já a atende.
Aos poucos vai ficando mais nítido que para Mayra a não verbalização é uma forma de permane
centro das atenções e conseguir a proteção dos irmãos maiores. Estes brincam e brigam entre s
mas protegem Mayra que acaba não participando das atividades como poderia.

De acordo com a teoria estudada podemos levantar algumas hipóteses:

I A criança apresenta dificuldades relacionadas ao desenvolvimento da autonomia e da indepen


que poderão vir a ser superadas.
II A criança deve ser encaminhada para um profissional especializado, que realizará o diagnóstic
o desenvolvimento de Mayra e determinará o que a escola deverá fazer, sem dar chance aos pr
que trabalham com a menina de fazerem suas próprias observações.
III Um dado a ser observado em relação a esta criança é o lugar que ela vem ocupando na famí
bebê que não pode crescer.
IV Os pais deverão ser orientados quanto aos acontecimentos familiares, às mudanças necessá
para um melhor desenvolvimento de Mayra e à possível busca de um especialista do comportam
humano – até mesmo para que a menina e a família aprendam a lidar com as mudanças.

Estão correto o afirmado em

A I e II.
B I e III.

C I e IV.

D II e III.

E I, III e IV.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: E.

Segundo Erickson, dos três aos seis anos a criança enfrenta o desafio de atuar socialmente na
família e assim desenvolve sua identidade, lida com o desejo de fazer e encontrar aprovação so
Aparecem as diferenças de gênero, além de importantes questões ligadas a autoestima, nas qu
criança vai basear o juízo feito de si a partir da avaliação do adulto.

Considere as seguintes afirmativas:

I esse período faz parte da etapa denominada por Erickson de autonomia versus culpa, na qual
criança culpabiliza-se por não fazer tudo que o adulto lhe pede.
II o autoconceito desenvolve-se neste período, onde a criança identifica-se com padrões de gên
e comportamento social.
III o trecho corresponde ao período de conflito denominado por Erickson de iniciativa versus culp
IV o comportamento favorável dos pais (com elogios e críticas adequadas) contribuem para forta
a autoestima da criança.
V quando a atitude dos pais não é favorável à autoestima esta não se fortalece; assim a criança
se sente competente para novos desafios.

Assinale abaixo a alternativa que reúne as afirmativas corretas

A I, II e V.

B I, IV e V.

C II e V.

D I, e IV.

E II, III, IV e V.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: E
O desenvolvimento físico-motor do período pré-escolar ocorre em crianças de idade entre 2 a
6 anos. Ao final desse período, a criança atinge as seguintes características:

A começa a caminhar sem auxílio ou apoio.

corre com facilidade; sobe escadas; anda de triciclo; usa tesoura; desenha; chuta e arrem
B grandes.

pula corda; anda bem de bicicleta de duas rodas; usa tesoura; desenha; chuta, arremessa
C bolas.

apresenta todas as habilidades motoras bem desenvolvidas e é o momento no qual há o


D crescimento.

desenvolve a capacidade de comparar-se fisicamente aos outros, o que afeta a formação


E autoestima.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: B.

Os anos pré-escolares podem ser descritos como aqueles em que as habilidades sociais e de
personalidade da criança organizam-se, sendo muito significativos para as próximas fases da vid

Considere as seguintes afirmativas:

I O primeiro modelo de apego é revisado, consolidado e estabelecido de maneira firme.


II Os padrões de relacionamento que se estabelecem nesta faixa etária influenciam nos próximo
anos.
III A capacidade de partilhar, de suportar frustrações, do controle da agressividade e dos
impulsos interfere nas relações, facilitando-as ou dificultando-as.
IV Não há possibilidade de previsão quanto ao futuro, visto que cada etapa é vivida de uma form
de acordo com o oferecido pelo meio.
V O ser humano não pode ser compreendido como tendo um desenvolvimento estabelecido a p
o adolescente e o adulto independem das experiências infantis.

Está correto o afirmado em

A I e II.

B II e III.

C I, II e III.
D IV e V.

E III, IV, V.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C

(Provão 2000) Há décadas atrás, atividades infantis, tais como as brincadeiras de rua com os pa
tiveram um papel importante na formação da subjetividade das crianças. Hoje em dia, a televisã
também pode ser considerada como um elemento importante de formação dessa subjetividade.

A partir da afirmação acima, pode-se afirmar que as crianças de hoje

A só podem ser compreendidas a partir da especificidade histórico-cultural da época conte

B são incapazes de contrapor-se à influência da televisão.

C são mais agressivas que as crianças de antigamente por conta da influência da televisão

D são tão independentes e inteligentes quanto as crianças de 40 anos atrás.

E desenvolvem-se sob influências mais negativas que as crianças de antigamente.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A

Vários aspectos do desenvolvimento são possíveis de notar nas crianças de 2 a 6 anos. Nesse
momento, elas estão explorando intensamente o mundo, pois já andam e reconhecem-se como
diferentes de outros, relacionando-se com outras crianças e com a presença de outros adultos
que não os próprios pais.

Identifique abaixo o único aspecto que não é compatível com esse período:

A Esse é o período em que a criança autodescreve-se, na busca de si mesma.


O desenvolvimento cognitivo, em conjunto com o desenvolvimento motor, já contribui par
B desenvolvimento amplo da fala e ampliação da sua capacidade de representação e simb

C Começa nesse momento da vida a aquisição de uma identidade de gênero.

D Esse é o momento em que ocorre alta capacidade de abstração.

E As crianças começam a reconhecer os sentimentos, apesar de conflituosos e sem contro

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.

Entre os 3 e 6 anos, as crianças fazem grandes avanços quanto às suas habilidades motoras, a
quais envolvem desenvolvimento tanto da musculatura quanto neurológico.

Podemos afirmar que

I as crianças de 3 anos são capazes de subir escadas sem se apoiar, alternando os pés.
II as habilidades motoras gerais, como correr e pular, envolvem músculos e maturação neurológ
III as habilidades motoras refinadas, como abotoar camisas e desenhar figuras, envolvem coord
entre mãos, olhos e músculos.
IV as combinações de habilidades realizadas pelas crianças na segunda infância são conhecida
sistemas de ação.

Está correto o afirmado em

A I, II e IV.

B II.

C I, II, III, IV.

D IV.

E I.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C.
A criança nesse período tem algumas características de pensamento como o egocentrismo, ou
acredita que seus sentimentos, motivos ou explicações são também os de outras pessoas. Além
possui ideias “ilógicas” sobre o mundo, como animismo, artificialismo etc.

De acordo com a teoria piagetiana, a criança encontra-se no estágio

A pré-operacional.

B sensório-motor.

C operacional-concreto.

D operacional formal.

E epistemológico.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.

Leia o texto a seguir:

Brincadeiras auxiliam desenvolvimento físico e motor

Esconde-esconde, pega-pega e amarelinha envolvem o equilíbrio para se manter em um pé só,


nas pernas para correr e imaginação para encontrar os esconderijos. Os jogos em geral, sejam
ou tabuleiros, estabelecem regras de divisão de times e percepção de tempo de espera para jog
de cada um. E até as brincadeiras simbólicas de casinha, comidinha, boneca e as fantasias de s
desenvolvem a imaginação. “As brincadeiras servem como instrumento para o crescimento das
A percepção e orientação de espaço e tempo são essenciais para a coordenação motora, memó
conclui.
EDUCAÇÃO FÍSICA. Escolas. 22/10/2012. Disponível em:
<http://www.educacaofisica.com.br/escolas/lazer-recreacao/brincadeiras-de-crianca-auxiliam-no-desenvolvimento
-fisico-e-motor/>.

O texto ressalta a importância das brincadeiras em diversos aspectos do desenvolvimento da cr


com destaque para os aspectos físicos e motores, em especial na idade pré-escolar ou segunda
infância.

Com relação ao desenvolvimento motor nesta etapa (em crianças entre aproximadamente 3 a 6
considere as afirmativas a seguir:

I É esperado que a criança pule corda; ande bem de bicicleta de duas rodas; use tesoura; desen
chute, arremesse e drible bolas pequenas.
II A criança deve subir escadas; correr com facilidade; andar de triciclo; usar tesoura; desenhar;
e arremessar bolas grandes.
III Nesta etapa, a criança tem todas as habilidades motoras bem desenvolvidas e é o momento n
qual há o estirão do crescimento.

Está correto o que se afirma em

A I.

B II.

C III.

D I e II.

E I e III.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: B.

Uma das características da amizade na terceira infância são os relacionamentos constantes, sis
e comprometidos.

Compreender esta descrição exige a avaliação de, pelo menos, dois pontos, relacionados aos d
textos abaixo:

“Um amigo é alguém por quem a criança sente afeto e com o qual se sente bem, gosta de fazer
e pode partilhar sentimentos e segredos. As crianças buscam amigos que sejam como ela: da m
idade, do mesmo sexo e grupo étnico, com interesses comuns.”
(HARTUP, 1992 in PAPALIA, OLDS e FELDMAN, 2006).

Trecho de uma reportagem da Revista Veja sobre o grande acesso de crianças à internet,
principalmente aos sites de relacionamento, é a atuação de criminosos sexuais: “O
terreno é fértil: em maio, pesquisa do Ibope/NetRatings constatou que, de 23 milhões de pessoa
que acessaram 43 bilhões de páginas na internet, 2 milhões tinham entre 6 e 11 anos.”

Considerando os pontos evidenciados acima e relacionando-os às amizades no desenvolviment


terceira infância (ou meninice), é correto afirmar que

o desenvolvimento cognitivo e emocional não interfere no conceito que a criança tem de a


A assim fica mais difícil reconhecer quem não é amigo.

jovens adultos que tiveram amigos na infância tendem a apresentar melhor autoestima e
B independentes.
desde a primeira infância a criança já apresenta condições de ter e ser amigo verdadeiro
C criança. Essas devem ter acesso à internet, controlado pelos pais ou educadores.

não existem diferenças significativas entre meninos e meninas no desenvolvimento da am


D o fato que meninos tendem a ter mais amigos, e meninas têm amizades mais íntimas –, p
dois correm riscos no uso da internet.

as crianças consideradas impopulares não fazem amigos na vida real; essa característica
E adaptação ao meio em que vivem e, portanto, tendem a ficar mais tempo na internet, já qu
atividade não exige muitas habilidades sociais.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: B.

Abaixo está uma descrição que Tiago, menino de 11 anos, fez de si mesmo:

“Adoro futebol e jogo sempre no clube. Gosto de ser exclusivo, quando vou jogar bola tenho que
uniforme completo. Preciso ter a imagem de um campeão, isso ajuda a ganhar. Acho que sou be
insistente. Quando miro uma coisa vou até pegar. Na escola, não sou muito bom em matemática
vezes pego exame. Queria ter a facilidade que meu pai tem com os números! Mas adoro história
biologia. Português também. Mas o que eu gosto mesmo é de ler, leio tudo, livro, revistas, tudo q
encontro. Também adoro jogar videogame mas minha mãe sempre implica com isso."

Assinale abaixo a afirmativa que indica corretamente as características do autoconceito apresen


por Tiago.

Nesta idade, as crianças têm capacidade cognitiva de formar sistemas representacionais,


A refletem em autoconceitos amplos e abrangentes que incorporam diferentes aspectos de
personalidade.

A criança é capaz de comparar seu “eu” real com seu “eu” ideal, e sabe julgar o quanto sa
B padrões sociais em comparação aos outros.

Esta criança apresenta autoestima elevada e habilidades produtivas valorizadas pela cult
C sugere que teve êxito na resolução da 4ª crise de desenvolvimento psicossocial proposta
(produtividade versus inferioridade).

Ao se descrever, esta criança foi capaz de focalizar diferentes dimensões de si mesma, n


D mantendo na auto definição de tudo ou nada.

É típico desta fase valorizar a aparência física e a popularidade, bem como se preocupar
E questões de caráter filosófico-existenciais.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.
Para analisar o processo de desenvolvimento de uma criança é fundamental considerar as influ
sociais e as ambientais. Nesse sentido, o papel da família assume grande relevância, já que os
familiares são referência para a criança em relação a uma infinidade de aspectos.

Diante disso, reflita sobre o afirmado a seguir:

I - Nos primeiros anos de vida o controle emocional era estabelecido pelos pais ou cuidador. A p
terceira infância (ou meninice) a criança passa a ter condições cognitivas e emocionais para com
a controlar, parcialmente, a si mesma.
II - Aos 10 anos de idade a criança já tem total controle de suas emoções; não precisará mais da
supervisão dos pais.
III - A análise do desenvolvimento de uma criança em idade escolar deve focar primeiramente su
relações com o ambiente escolar. A atmosfera familiar torna-se secundária e até mesmo
desnecessária.
IV - Desemprego, divórcio e morte dos pais podem afetar o desenvolvimento saudável da crianç
V - Atividades conjuntas entre pais e criança só são determinantes para o processo de desenvo
até os 2 anos de idade.

Está correto o afirmado em

A II, IV e V.

B I, III e IV.

C IV e V.

D II, III e V.

E I e IV.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: E.

Sobre a capacidade de categorização das crianças, Piaget afirma que durante o estágio de oper
concretas a criança utiliza o raciocínio

A dedutivo.

B abstrato.

C indutivo.
D espacial.

E lógico.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C.

Ana tem 8 anos e adora brincar. Sua brincadeira preferida é “brincar de casinha” com uma ou du
amigas, em que cada uma desempenha um papel: ora ela é a mãe, que faz comidinha para todo
ora é a filha que gosta de ser paparicada ou às vezes faz birra e vai para o castigo. Ela e suas a
não gostam quando seu irmão mais velho (de 9 anos) quer participar, ou apenas atrapalhar a br
Sempre falam: “homem com homem, mulher com mulher”. Às vezes surge uma discussão entre
amigas, e sempre uma sai magoada e fica de lado. Mas no dia seguinte, já estão conversando n
e programando novas brincadeiras.

No caso de Ana, através de brincadeiras de regras, ela e suas amigas experimentam situações
aprendizagem, desenvolvendo a cognição e afetos, podendo fugir um pouco da imagem do mun
social.

PORQUE

Pode-se afirmar que o brincar é o trabalho das crianças, contribuindo para todos os domínios do
desenvolvimento. Brincando, as crianças estimulam os sentidos, aprendem a usar os músculos,
coordenam a visão com o movimento, adquirem domínio sobre seus corpos e novas habilidades

É correto o afirmado em

A as duas asserções são verdadeiras, e a segunda justifica a primeira.

B as duas asserções são verdadeiras, e a segunda não justifica a primeira.

C a primeira asserção é verdadeira, e a segunda é falsa.

D a primeira asserção é falsa, e a segunda é verdadeira.

E as duas asserções são falsas.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: D.
O ingresso na chamada terceira infância (6 aos 12 anos) carrega consigo, em meio à possibilida
à necessidade, o desenvolvimento do controle emocional, o aumento da compreensão e da con
que a criança faz de si e do outro.
As situações abaixo descritas evidenciam três conceitos teóricos. Avalie cada relato e depois as
a alternativa que melhor correlaciona conceitos a cada um desses relatos.

1) “Adoro História, vou muito bem nesta disciplina, mas odeio Matemática. Fico chateada de ver
notas das minhas amigas, mas sei que não tenho que ser boa em tudo. Danço bem e me destac
balé, mas isso não impede que eu seja conhecida como alguém que tem dificuldades em Matem
e Física”.

2) “Meus pais são do sítio, da roça mesmo, e lá todo mundo da casa tem que saber plantar, sem
colher. Saber quando é hora de regar e adubar as plantas. Eu não sabia de nada disso até pouc
mas agora eu ajudo minha família no trabalho. Não foi fácil aprender, mas sou curioso, fico lá xe
atrás do meu pai pra ver como ele faz. Já fiz besteiras lá, mas fui e tentei até acertar. Acho que
amigo deles agora e me sinto bem assim”.

3) “Minha irmã mexe em tudo o que é meu, entra no meu quarto quando não estou lá e rabisca m
gibis e revistas de futebol. Fico muito bravo com ela, mas sei que ela ainda é pequena e não ent
essas coisas. Antes eu xingava ela, dava até vontade de bater, eu me sentia mal por pensar nis
mas hoje entendo que sou eu quem tem que dar um jeito. Agora quando não estou em casa me
quarto fica fechado, ela não alcança a fechadura e assim não sinto raiva dela. Eu chego e dou p
as revistas que não quero mais e acabamos até desenhando juntos. Meu pai disse que antes er
que rabiscava as coisas dele. Não tem como ficar bravo com ela”.

(1) Sistemas representacionais, (2) produtividade versus inferioridade, e (3) desenvolvime


A emocional (empatia).

B (1) Autoconhecimento, (2) sistemas representacionais e (3) autocontrole.

C 1) Autocontrole, (2) produtividade versus inferioridade e (3) desenvolvimento emocional (e

D (1) Desenvolvimento emocional (empatia), (2) produtividade versus inferioridade e (3) auto

E (1) Sistemas representacionais, (2) produtividade versus inferioridade e (3) autocontrole.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.
“A amizade parece ajudar as crianças a sentirem-se bem consigo mesmas, embora também sej
provável que as crianças que se sentem bem a seu próprio respeito tenham mais facilidade para
fazer amigos” (PAPALIA, 2006).

Isso pode ser interpretado da seguinte maneira:

Os conceitos que as crianças têm de amizade e sua forma de agir com os amigos mudam
A idade, refletindo os desenvolvimentos cognitivo e emocional.

B Amigos pré-escolares brincam separados.

Crianças podem ter verdadeiros amigos mesmo antes de adquirirem maturidade cognitiva
C considerar as opiniões e necessidades do outro.

D Crianças de 9 anos relacionam-se por meio de parcerias momentâneas.

E A amizade pode ter benefícios motores.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.

Para Papalia (2006), “o crescimento cognitivo que ocorre durante a terceira infância permite que
crianças desenvolvam conceitos mais complexos de si mesmas, sua compreensão e seu contro
emocional.”

Partindo desses princípio, considere as afirmativas abaixo e avalia aquela(s) que não é compatí

I - As influências mais importantes do ambiente familiar sobre o desenvolvimento das crianças s


provenientes do clima no ambiente doméstico.
II - As crianças precisam adquirir somente as habilidades valorizadas em sua sociedade.
III - Aos 7 ou 8 anos, as crianças costumam ter internalizados a vergonha e o orgulho.
IV - Quanto ao aspecto emocional, há um crescimento em relação ao controle de emoções nega

É incorreto o que se afirma em

A I.

B III.

C II.
D I e IV.

E I e III.

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: C.

A mãe de Joana, uma criança de 8 anos, foi informada que sua filha apresenta problemas de ga
ao ler textos na sala de aula, o que não se repete em outros afazeres.

Se associarmos a questão da linguagem com o desenvolvimento social, podemos dizer que

a linguagem é um fator básico de ajustamento social. No caso, a criança pode estar desen
A gagueira por sentir certa ansiedade ao expor-se aos colegas.

Joana apresenta dificuldade na identificação de sinais e significados, o que atrapalha a su


B e percepção integral das palavras, uma vez que a linguagem é fruto de símbolos.

o grupo social é bastante significativo, mas provavelmente ela apresenta um distúrbio na f


C desenvolvida e necessita de um atendimento fonoaudiológico, uma vez que nessa idade o
da linguagem já está completo.

D deve ter havido algum problema no desenvolvimento da fase pré-linguística, pois o gorjeio
são fundamentais para toda a formação fonética da criança na medida em que desenvolve
fonador.

uma possível questão de saúde pode estar interferindo na linguagem e isto interfere na su
E devendo ser encaminhada a um médico especialista para verificar a origem física da gagu

Você já respondeu e acertou esse exercício.


A resposta correta é: A.