Vous êtes sur la page 1sur 30

junho

14
sexta-feira

CLIPPING
14| Junho | 2019

Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças


13/06/2019 21h02
Apresentar propostas de alimentação saudável, tendo como base o levantamento do Índice de Massa Corpórea (IMC) dos funcionários do
Hospital Jean Bitar (HJB), em Belém, e oferecer orientações profissionais e distribuição de material informa vo sobre o tema, foram os
obje vos do Projeto de Alimentação Saudável, realizado pela ins tuição com a par cipação de nutricionistas do Serviço de Nutrição e
Dieté ca (SND) do Hospital.
Pioneirismo
Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
Conferência
Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública
Humanização
Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola
Oportunidade
Hospital em Tailândia oferece vaga de farmacêu co
A ação ocorreu na manhã de quarta-feira (12), próximo ao refeitório, onde profissionais do SND enfa zaram a importância da alimentação
apropriada para manutenção da saúde e prevenção de doenças. "O SND iniciou a campanha Alimentação Saudável com os profissionais
nutricionistas verificando, por meio do IMC, se o peso de cada um estava normal ou se exis a sobrepeso. Com a constatação de sobrepeso,
alteração que signifique risco à saúde, orientamos que a alimentação seja o mais saudável possível", disse uma das nutricionistas envolvidas
na ação, Camile Lorrane Oliveira Silva de Leão.
Segundo a responsável técnica do SND, Natália Faria, "a inicia va surgiu para despertar o interesse dos colaboradores por alimentação
saudável, e também para reforçar a proposta assistencial do perfil do HJB enquanto referência em cirurgia bariátrica, alertando o quanto é
essencial a alimentação saudável como forma, também, de evitar doenças como obesidade e tantas outras doenças associadas ao aumento
do IMC".
"Para minha surpresa, a maioria dos colaboradores recebeu bem a proposta de alimentação saudável oferecida no dia que denominamos de
Quarta Saudável, quando a alimentação será 100% saudável. Fomos até um pouco ousados oferecendo soja, uma sugestão muito bem aceita,
e até elogiada", acrescentou a nutricionista. Segundo ela, a intenção é manter o projeto com ação semanal, sendo o prato servido no dia
composto apenas por alimentos saudáveis, sem adição de produtos industrializados no preparo.
O Serviço de Nutrição e Dieté ca do Hospital Jean Bitar produz, mensalmente, cerca de 15 mil refeições, entre almoço e jantar, para
pacientes, acompanhantes e funcionários. A equipe do SND é composta por 24 profissionais, entre nutricionistas, cozinheiros, auxiliares de
cozinha e copeiros.
Padrão de qualidade - A cozinha do HJB já instalou um padrão de qualidade por boas prá cas, o que resultou na conquista do Selo Green
Kitchen, um reconhecimento ao constante aprimoramento do padrão de qualidade em bene cio dos usuários, acompanhantes e
funcionários. Concedida pelo programa da Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente, a cer ficação ra fica as boas prá cas na
gestão da cozinha do "Jean Bitar", que não usa temperos industrializados, apenas naturais.
Com assistência de média e alta complexidade, o HJB dispõe de 70 leitos e é referência estadual para endoscopia diges va, endocrinologia,
reumatologia, geriatria, pneumologia e clínica médica. Os usuários contam com equipes de especialistas, estrutura, equipamento e
tecnologias de ponta para realização de cirurgias na parede abdominal e gástrica, vias biliares e intes no.
Serviço: O Hospital Jean Bitar funciona na Rua Cônego Jerônimo Pimentel, bairro Umarizal, em Belém. Mais informações: (91) 3239-3800.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13293/

Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
13/06/2019 19h55
Hospital Metropolitano, referência em tratamento de pacientes com traumas e queimados
Foto: Cris no Mar ns/Ag. ParáO Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua, na Região
Metropolitana de Belém, inaugurou nesta quinta-feira (13) o primeiro Laboratório de Tecnologia Assis va (Labta) hospitalar do Brasil. O
espaço amplia o atendimento a ví mas de trauma smo e queimaduras que precisam de órteses para imobilização de partes do corpo e
recuperação de movimentos pós-alta.
Qualidade
Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças
Conferência
Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública
14| Junho | 2019

Humanização
Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola
Oportunidade
Hospital em Tailândia oferece vaga de farmacêu co
A tecnologia assis va já era pra cada no HMUE como serviço, mas a conquista de um espaço des nado especialmente à produção é
significa va. Com a finalidade de atender pacientes de média e alta complexidade, o laboratório foi estruturado para garan r eficiência,
principalmente pela subs tuição da matéria-prima: o termoplás co de baixa temperatura pelo PVC (policloreto de vinila).
Baixo custo - Cada placa do termoplás co ezeform é adquirida por R$ 300,00. A par r dela é possível produzir cinco órteses sob medida,
sendo quatro para membro superior e uma para inferior. Com o novo laboratório, podem ser confeccionadas até 30 órteses, um aumento de
500%. "É uma experiência de fazer mais com menos. A capacidade do laboratório aumenta para 360 unidades por ano", informou o
coordenador de Reabilitação, Rafael Araújo.
O inves mento para a adaptação do ambiente foi de R$ 3 mil. Desde janeiro, a produção já estava ocorrendo em caráter experimenta. Desde
então, foram confeccionadas 160 órteses. "Estou muito feliz por essa proposta economicamente viável, mas sobretudo por estar alinhada com
nossa missão de salvar vidas e possibilitar a reabilitação dos pacientes, para que voltem para casa de forma produ va e independente. Esse
trabalho reflete o comprome mento da nossa equipe com a recuperação deles", afirmou Itamar Monteiro, diretor hospitalar do
Metropolitano.
As órteses são importantes para auxiliar os pacientes a se ves r, tomar banho e comer
Foto:
As órteses são importantes para auxiliar a vidades do dia a dia, como se ves r, tomar banho e comer. Elchides Nunes é paciente do HMUE há
mais de um ano, desde que sofreu um acidente com bo jão de gás e teve 90% do corpo queimados. "A inauguração desse laboratório é um
passo gigante para a melhoria da nossa qualidade de vida. As órteses e todo instrumento que auxilie nos nossos movimentos, ações,
a vidades diárias, depois que acontece uma tragédia com a gente, vêm para mostrar que nós podemos voltar a viver bem", afirmou Elchides
Nunes, um dos beneficiados.
Legado - O Labta resulta de uma experiência já adotada pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). Referência na área, o professor Jorge
Lopes par cipou da inauguração. "A técnica de baixo custo foi desenvolvida há 20 anos para favorecer a acessibilidade. Será um grande
avanço para o Metropolitano, e me coloco à disposição para trabalhar em parceria para novas pesquisas. É uma sa sfação ver esse trabalho
con nuar", declarou o professor.
A inovação iniciada no ambiente acadêmico contribui com a dinâmica de assistência da unidade de saúde. O terapeuta ocupacional Lucas
Muniz foi aluno de Jorge Lopes e, ao atuar no Metropolitano, iden ficou a necessidade. "A ideia foi trazer a tecnologia assis va de baixo custo
para o nosso hospital, que tem uma demanda alta. Com o Labta desejamos ampliar o serviço de confecção de disposi vos, minimizar lesões
por pressão, reduzir deformidades, melhorando ainda mais o atendimento prestado ao usuário", informou.
O Labta resulta de uma experiência já adotada pela Universidade do Estado do Pará
Estrutura - Referência no tratamento de média e alta complexidade em traumas e queimados para a Região Norte pelo Sistema Único de
Saúde (SUS), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência dispõe de 198 leitos operacionais nas especialidades de traumatologia,
cirurgia geral, neurocirurgia, clínica médica, pediatria, cirurgia plás ca exclusiva para pacientes ví mas de queimaduras e leitos de UTI.
O HMUE recebe pacientes da Região Metropolitana de Belém, dos diferentes municípios do Pará e também de outros estados. Em 2018,
realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos
mul profissionais e consultas ambulatoriais.

Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública

13/06/2019 19h04
Com o tema central "Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS" começou nesta quinta-feira (13), no
Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, a 13ª Conferência Estadual de Saúde, reunindo mais de mil par cipantes. O
evento é uma realização do Conselho Estadual de Saúde, com apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública
(Sespa).
Qualidade
Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças
Pioneirismo
Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
Humanização
Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola
Oportunidade
14| Junho | 2019

Hospital em Tailândia oferece vaga de farmacêu co


O obje vo é elaborar as propostas a serem apresentadas na 16ª Conferência Nacional de Saúde, que será realizada de 4 a 7 de agosto
próximo, em Brasília (DF), com a par cipação de 112 delegados eleitos na Conferência Estadual. A solenidade de abertura teve como anfitrião
o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Pedro de Oliveira Neto, e contou com a presença do secretário de Estado de Saúde, Alberto
Beltrame; do presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde, Charles Tocan ns, e de outras autoridades.
Pedro de Oliveira Neto agradeceu o apoio da Sespa e a presença de todos os delegados, que representam os lugares mais distantes do Pará,
para debater os serviços do SUS (Sistema Único de Saúde). "Que possamos fazer uma conferência estadual proposi va, e que a gente possa
defender não só o nosso Estado, mas defender a nossa nação, e principalmente o nosso Sistema Único de Saúde que está sofrendo esses
ataques", destacou o presidente do Conselho, acrescentando que "nossa nação possa manter esse sistema de saúde público de qualidade,
universal, que atende a todos, ricos e pobres".
O secretário Alberto Beltrame disse que o Brasil vive, nos úl mos anos, um período de muitas dificuldades, perplexidades, dúvidas e
paradoxos, em que tudo parece ser rela vizado. Segundo ele, nesse cenário os rumos do SUS parecem incertos, porque tudo em relação ao
Sistema é ques onado. "Então, nós temos o dever de lutar até o fim pela preservação do que é nosso, que é o Sistema Único de Saúde,
universal, gratuito, com par cipação popular, com controle social, e que seja capaz de atender às expecta vas do povo brasileiro", reiterou
Alberto Beltrame.
Três décadas - O presidente do Cosems, Charles Tocan ns, homenageou pessoas que desempenharam um papel importante na criação e no
fortalecimento do SUS em 30 anos de existência do Sistema. "Muitos que estão aqui devem aos que se foram. Muitas caminhadas que já
fizemos e con nuamos a fazer nesta vida devemos aos que já não estão mais aqui", ressaltou, propondo uma moção de apoio a todos aos
movimentos em defesa do SUS. "Se nós fracassarmos, as polí cas públicas com par cipação popular fracassarão também", afirmou.
Jaques Neves, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legisla va, disse que a realização da Conferência de Saúde é a efe vação do
que preconiza o SUS, e espera que as necessidades de todos os municípios sejam levadas a quem executa as polí cas públicas de saúde, e
todas as demandas cheguem ao Conselho Nacional de Saúde e ao Ministério da Saúde. "A Alepa se sente honrada com o convite, e está aqui
para fiscalizar e supervisionar, mas também contribuir, sobretudo a Comissão de Saúde, que conta com quatro deputados médicos atuantes",
disse o parlamentar, que cri cou o critério polí co para a escolha da maioria dos gestores municipais, e pediu à Sespa que exija o
cumprimento das metas da Atenção Básica.
A 13ª Conferência Estadual de Saúde prossegue nesta sexta-feira (14), com grupos de trabalho, eleição dos delegados e plenária final.
Também par ciparam da solenidade a representante da Defensoria Pública, Luana Pereira; a representante da Procuradoria-Geral de Jus ça,
Adriana Colares, e o representante do secretário municipal de Saúde de Belém, Raimundo Sena.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13289/

Governo do Pará reforça ao presidente da República urgência de revisão da Lei Kandir

13/06/2019 18h33
O governador Helder Barbalho voltou a defender a revisão da Lei Kandir, desta vez diante do presidente Jair Bolsonaro
Foto: Marco Santos / Ag. ParáO governador Helder Barbalho cobrou pessoalmente do presidente da República, Jair Bolsonaro, uma revisão da
aplicação da Lei Kandir, a fim de minimizar os prejuízos acumulados pelo Estado causados pela desoneração das exportações, durante a
entrega do Residencial Quinta dos Paricás, empreendimento do programa federal Minha Casa, Minha Vida, na tarde desta quinta-feira (13),
em Icoaraci, distrito de Belém.
Administração
Sead inicia atualização cadastral de pensionistas especiais
Administração
Governo e população discutem melhorias para 18 municípios da Região Guamá
Administração
Depen constata boa execução de convênios em casas penais do Pará
Par cipação
Tucuruí receberá audiência pública do PPA e LOA
"Estamos discu ndo em Brasília (DF) a reestruturação do pacto federa vo, a nova Previdência e diversas agendas fundamentais para as
futuras gerações. Que possamos fazer com que a Lei Kandir, tão prejudicial ao nosso Estado, possa ser repensada, e o Pará beneficiado",
reiterou o governador. "Não é justo que o Estado que faz o balanço da economia do Brasil não receber nada. Queremos que o País possa
enfrentar os problemas e queremos ajudar. Então, ajude o Pará, presidente!", enfa zou Helder Barbalho.
O presidente da República, acompanhado por deputados federais; o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e o presidente
14| Junho | 2019

da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, destacou sua felicidade por estar "entre amigos", e felicitou as mais de 2,7 mil famílias
beneficiadas pela entrega das 1.296 unidades habitacionais.
Helder Barbalho destacou os prejuízos causados ao Pará pela Lei Kandir
"Todo esforço conjunto entres os governos é bem-vindo. Nós temos que trabalhar por vocês. Tenham a certeza de que este presidente está
fazendo tudo para cumprir o que prometeu", anunciou Jair Bolsonaro, que pediu aos parlamentares federais presentes que não votem contra
o decreto que flexibiliza o porte de armas no Brasil e citou a necessidade de regularização dos garimpos.
Helder Barbalho e Jair Bolsonaro entregaram em mãos as chaves de alguns apartamentos aos novos moradores. "Desejo sucesso e alegria, e
homenageio a cada um que contribuiu para a construção deste empreendimento. É uma felicidade presenciar a realização do sonho da
moradia, do direito de pessoas que viviam de favor, de aluguel. Que seja um momento de virada na vida dessas famílias, agora podendo
contar com a oferta de saúde, escola e saneamento", disse o governador.
Helder Barbalho e Jair Bolsonaro ao lado de beneficiados com as novas residências
Inves mento - Tanto Pedro Guimarães quanto Gustavo Canuto anteciparam os inves mentos do governo federal voltados ao "Minha Casa,
Minha Vida" que beneficiarão também o Pará. O residencial entregue hoje resultou de um inves mento de R$ 168 milhões.
"Só em 2019 já foram contratadas mais de 121 novas unidades em todo o Brasil, um inves mento em torno de R$ 16 bilhões. Queria reforçar
que esses residenciais são mais que a moradia; significam o acesso a uma série de serviços básicos", destacou o ministro, citando ainda a
aprovação do Congresso Nacional, nesta semana, para uso de R$ 1 bilhão na contratação de outras 26 mil unidades, gerando 50 mil empregos
diretos e indiretos.
Evento religioso - No início da noite, Helder Barbalho e Jair Bolsonaro par ciparam das comemorações pelos 108 anos de fundação da
Assembleia de Deus no Pará, marco inicial da Igreja no Brasil, no Centenário Centro de Convenções, em Belém. Recebidos pelo líder da Igreja-
mãe, pastor Samuel Câmara, ambos foram definidos como "homens que assumem o ônus de governar".
O pastor Samuel Câmara (c) saudou o presidente da República e o governador do Pará
"Vocês adicionam a própria fé em Deus ao trabalho e ao Brasil", disse Samuel Câmara. O governador saudou a Assembleia de Deus como
"maior igreja pentecostal do mundo". Ao presidente da República, Helder Barbalho pediu que cuide da sociedade, a fim de deixá-la mais forte.
"Que seu caminho seja iluminado e as vidas de 200 milhões de brasileiros possam ser melhores. Enfrentar os problemas de cabeça erguida é o
que o povo brasileiro espera de nós", reforçou.
Jair Bolsonaro recebeu os tulos honoríficos de Cidadão de Belém e Cidadão do Pará, concedidos, respec vamente, pela Câmara Municipal de
Belém (CMB) e pela Assembleia Legisla va do Estado do Pará (Alepa). O prefeito de Belém, Zenaldo Cou nho, e o presidente do Legisla vo,
Daniel Santos, entregaram as homenagens.
"Estar entre amigos é bom. Estar entre pessoas que têm Deus no coração é ainda melhor. Não tenho ambições, e sim responsabilidade",
afirmou o presidente ao público que lotou o templo. Ao mostrar escrito nas mãos as palavras "Deus", "Família" e "Brasil", Jair Bolsonaro
comentou sobre a pificação da homofobia "como crime igual ao racismo", confirmada horas antes pelo Supremo Tribunal Federal (STF),
ques onando se não era a hora de um ministro evangélico ocupar uma cadeira na Corte. "O Estado é laico, mas eu sou cristão. Respeito
maioria e minoria, mas o Brasil é cristão", ressaltou o presidente.
O presidente Jair Bolsonaro e o governador Helder Barbalho no evento pelos 108 anos da Assembleia de Deus
Jair Bolsonaro citou ainda sua programação no dia anterior com o ministro da Jus ça, Sérgio Moro, que o acompanhou na celebração alusiva à
Batalha de Riachuelo, no Distrito Naval, e ao jogo de futebol no Estádio Mané Garrincha, ambos em Brasília (DF). Segundo o presidente, o
ministro abriu mão de 22 anos de magistratura e hoje "sofre acusações, fruto de invasão criminosa". "Saber que você acredita na pessoa é
maior que qualquer gesto. Vida de polí co não é fácil, mas estou em paz", garan u o presidente ao reiterar seu apoio a Sérgio Moro.
Residencial Quinta dos Paricás, obra do ″Minha Casa, Minha Vida″
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13291/

Seplan debate planejamento na Região Rio Capim

13/06/2019 17h04
O público presente apresentou demandas na área de infraestrutura, educação e segurança.
Contemplando a população que vive nos 16 municípios que integram a Região de Integração Rio Capim, a Secretaria de Estado de
Planejamento (Seplan) realizou, na manhã desta quinta-feira (13), a audiência pública do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 e da Lei
Orçamentária Anual (LOA) 2020 no município de Paragominas. Na ocasião, o público presente apresentou demandas na área de
infraestrutura, educação e segurança.
Flagrante
Sefa apreende 6 toneladas de açúcar sem nota fiscal em Marabá
PPA
Saúde e saneamento são destaque em audiência pública em Tucuruí
14| Junho | 2019

Finanças e Fazenda
Seplan realiza audiência pública do PPA em Paragominas
Jus ça
TJPa suspende liminares que impediam recolhimento do ICMS em transporte de mercadorias
A audiência pública apresentou o cenário socioeconômico e ambiental da RI Rio Capim e, ainda, os compromissos regionais já previstos pelo
Governo para o PPA 2020-2023. O secretário adjunto de Planejamento e Orçamento da Seplan, Adler Silveira, explicou que, antes que se
chegue aos compromissos previstos, estudos são realizados para que se tenha a percepção do cenário atual das regiões. "O planejamento não
é feito de forma aleatória. Nós analisamos dados estratégicos que balizam o desenvolvimento de ações que entendemos necessárias para se
a ngir os obje vos e metas do Estado", apontou.
Nesse contexto, Adler anunciou que a Seplan está iniciando uma parceria com a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
(Fapespa) e com a Universidade Federal do Pará (UFPA) para a realização de um diagnós co vocacional de cada um dos 144 municípios. "A
ideia é que o Estado tenha esse raio-x dos municípios e consiga concentrar recursos - sejam eles financeiros, de equipamentos, ou de pessoas
- para aquilo que o município tem de melhor", explicou. "Se o município tem vocação para o agronegócio, por exemplo, focaremos nisso. O
obje vo é canalizar recursos para o que já existe, potencializando essa vocação".
Demandas – Considerando justamente o potencial da região, o empresário Gestão Carvalho falou sobre a necessidade de se fomentar a
economia da Região Rio Capim para além da prá ca da mineração. "A segunda a vidade da Região, depois da mineração, é a pecuária",
apontou. "São 102 mil propriedades que geram 145 mil empregos".
Da mesma forma, a servidora pública Darielma Almeida falou sobre o potencial do município de Mãe do Rio. "No nosso município, o serviço
público municipal ainda é o que agrega a maioria dos empregos", relatou. "Temos um terreno já doado pela Prefeitura e seria importante
contar com a parceria do Estado para que pudéssemos implantar um setor industrial em Mãe do Rio. Temos empresas nacionais que já
manifestaram interesse de colocar seus projetos no município".
Já a secretária de Saúde de Aurora do Pará, Maria Mota, apresentou demandas nas áreas de educação, saúde, infraestrutura e segurança.
"Com base nos dados, percebemos que algumas sinalizações de adolescentes que estão fora da escola têm um fator relacionado à gravidez na
adolescência. Então, percebe-se que é necessário adequar os espaços escolares para receber essas adolescentes porque hoje elas não se
sentem acolhidas", considerou.
"Levando em conta as nossas necessidades, pedimos que seja incluída no PPA a pavimentação da área urbana do município e, na segurança
pública, pedimos a reforma e ampliação da delegacia de Aurora do Pará", disse Maria.
Relatório – As conclusões ob das em todas as audiências são registradas em relatório e, posteriormente, poderão subsidiar as demais fases
da elaboração dos projetos de lei. Além da par cipação presencial, a população também pode contribuir com o planejamento estratégico do
Estado por meio do site da Seplan. As contribuições online podem ser encaminhadas até 28 de junho.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13284/

Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola


13/06/2019 16h10
Hospital ganhou um colorido especial com um momento lúdico e de integração entre servidores e usuários
Um arrastão junino rompeu o silêncio nas clínicas de internação do hospital Ophir Loyola, na manhã desta quinta-feira (13). Os corredores
ganharam um colorido especial para dar passagem ao cortejo do Boi Pavulagem, num momento de integração entre servidores e usuários ao
ritmo da música regional paraense. A inicia va da Divisão de Terapia Ocupacional buscou incluir os pacientes internados nas comemorações
juninas e reduzir os efeitos nega vos da hospitalização, como a ansiedade e o estresse.
Qualidade
Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças
Pioneirismo
Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
Conferência
Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública
Oportunidade
Hospital em Tailândia oferece vaga de farmacêu co
O evento lúdico é um instrumento de humanização usado para a valorização dos indivíduos. "Buscamos amenizar a ro na de tratamento com
temas que fazem parte da cultura dos nossos pacientes, como a festa junina. O intuito é tornar a permanência no hospital menos angus ante
ao aproximar a realidade do enfermo à realidade exterior, para que não se sintam tão à margem da sociedade", explicou a terapeuta
ocupacional, Marcia Nunes.
14| Junho | 2019

Além de comemorar o período junino, visita quis tornar a permanência no hospital menos angus ante
A brincadeira do boi é algo muito familiar para Gean Santos, 34, morador de São Caetano de Odivelas, no nordeste paraense. O município
conhecido como a terra do caranguejo também é a terra do boi de máscaras, caracterizado pela ludicidade e improvisação. "Ainda não
conhecia o Pavulagem, fiquei muito animado porque temos algo parecido lá. Só não foi melhor por conta da minha perna que ainda está em
fase de cicatrização, mas deu vontade de sair dançando", disse.
A programação iniciou na clínica de neurocirurgia, localizada no 6° andar. Em seguida, o cortejo percorreu os demais andares, além do
Hospital Dia, hemodiálise, quimioterapia e ambulatório. "Vimos os profissionais e, principalmente, os pacientes interagindo com o arraial de
uma forma muito diver da. A gente vem com uma energia e sai ainda mais renovado com a certeza de que fizemos um bem enorme a cada
um deles", afirmou a representante do Arraial do Pavulagem, Nelma Freire.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13282/

Hemopa comemora números de doações de sangue na campanha junina


13/06/2019 14h14
Em quatro dias de campanha "Junho Solidário - No arraiá do Hemopa tem festa e doação de sangue", a Fundação Centro de Hemoterapia e
Hematologia do Pará (Hemopa) superou a meta diária de comparecimentos e coletas de bolsas de sangue ao registrar 1.357 comparecimentos
e 1.052 coletas que vão salvar mais de 4,2 mil pacientes internados na rede hospitalar pública e privada do Estado.
Junho Vermelho
Hospital de Marabá realiza campanha para aumentar estoque de sangue
Junho Vermelho
Hemopa abre campanha e a nge a meta de 400 doações de sangue
Salvar vidas
Com baixo estoque de sangue, Hemopa convoca doadores
A ação que teve início dia 8, encerra nesta sexta-feira (14), Dia Mundial do Doador de Sangue, data em que são realizadas ações pelo mundo
todo com a intenção de ajudar a garan r que todas as pessoas, não importa quem sejam ou onde estejam, tenham acesso ao sangue de que
precisam.
O jovem casal Mateus Gomes, 21, e Alicia Rapouso, 20, fazem parte do voluntariado que atendeu o apelo da campanha do Hemopa.
Namorando há quatro meses, eles decidiram festejar o Dia dos Namorados, ontem (12), compar lhando esse amor com outras pessoas que
precisam de doação para sobreviver.
"Escolhemos comemorar a data visando o bem estar de alguém. E como cristão, como alguém que acredita em se doar pelo próximo, não
pode ser só de palavras, mas com ato. Então decidimos doar sangue", ressaltou Mateus, que com apenas 21 anos já fez sua terceira doação.
Já Alicia, realizou um an go desejo: sua primeira doação em uma data muito especial para os dois. "Sempre quis doar sangue, mas nunca ve
a oportunidade e convidei o Mateus que topou na hora. Ao doar sangue, estamos fazendo algo que não é pra gente. Dedicar um pouco do
nosso tempo para salvar a vida de outras pessoas é muito gra ficante", destacou a estudante de Odontologia.
A gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, comemora e agradece aos voluntários pelo saldo da campanha até o dia
12, ao superar as metas diárias previstas pela Gecad: 300 comparecimentos e 200 coletas. A campanha conta a parceria de ins tuições
parceiras pública e privada.
"Isso é fundamental para o sucesso de nossas ações em favor da doação voluntária de sangue e, nesse processo, a contribuição do corpo
funcional das unidades hospitalares também é muito importante para que nos ajude a garan r o atendimento pleno das solicitações
transfusionais. Nosso muito obrigada a todos os envolvidos na campanha", destacou.
O doador de sangue, Luiz Carlos Neves da Cunha,47, já fez a sua parte para ajudar a reforçar o banco de sangue do hemocentro paraense. Ele
doou e trouxe sua esposa junto. "Sempre doei sangue e incen vei ela a doar também, e sempre que venho ao Hemopa, ela me acompanha na
doação. É um momento de descontração e amor que temos e distribuímos com quem realmente precisa desse sangue para viver", disse o
agente de portaria, que doa sangue há mais de 10 anos.
Dia Mundial do Doador - A solenidade em homenagem ao doador de sangue será de 9h às 11h, na sede do Hemopa, na Ba sta Campos, e
contará com a presença dos representantes das 19 escolas que par ciparam da gincana pela doação de sangue. Haverá entrega de Placas
Bronze, Prata e Ouro para os três primeiros lugares e entrega de cer ficados Selo Solidário 2019 para os demais estabelecimentos.
Durante o evento haverá ainda programação cultural e lúdica ao receber a Turma da Mônica que vai distribuir a todos os presentes, gibi de
incen vo à doação de sangue voltado para o público infan l e juvenil com o intuito de mostrar que a doação de sangue não é um bicho de
sete cabeças. O gibi, que oferece um conteúdo educa vo e lúdico, é de autoria de Maurício de Souza, escritor e pai da mais animada e
conhecida dos quadrinhos no Brasil.
O projeto é resultado da parceria da Maurício de Sousa produções com a Coordenação Geral de Sangue e Hemocomponentes, do Ministério
da Saúde, e hemocentros de todo o país. Está programada ainda, uma homenagem ao servidor vencedor da gincana interna de doação de
sangue, para encaminhamento de candidatos à doação de sangue. O primeiro lugar vai receber cer ficado e homenagem com sua foto na
14| Junho | 2019

área de doação de sangue.


Parceria - A Polícia Civil, por meio da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS), par cipou, nesta quinta-feira (13), da campanha de doação
de sangue em alusão ao Dia Mundial do Doador de Sangue. Servidores da Delegacia-Geral, da Divisão de Homicídios, da Divisão de Repressão
ao Crime Organizado (DRCO) e da Seccional de São Brás se dispuseram a salvar vidas.
A tular da DAS, delegada Socorro Bezerra, disse que, antes da ação, os doadores passaram por uma triagem, realizada pelo Hemopa. "Até
quem já é doador, foi avaliado antes da doação. A campanha é aberta para todos, bastando que as pessoas se enquadrem no perfil e nas
normas estabelecidas pelo Hemopa".

Para a assistente social do Hemopa, Alessandra Leite, "a Polícia Civil é um órgão que cuida, também, da segurança da população. Esse olhar do
servidor público enquanto cidadão, visando a questão social, é muito importante".
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13277/

Hospital em Tailândia oferece vaga de farmacêu co


13/06/2019 14h04
Currículos serão recebidos até o dia 24 de junho.
Foto: DivulgaçãoO Hospital Geral de Tailândia (HGT), localizado na mesorregião do nordeste paraense, está realizando processo sele vo para
vaga de Farmacêu co, preferencialmente, para Pessoas com Deficiência (PcD). Os interessados podem deixar seu currículo no setor de
Departamento de Pessoal (DP) a par r desta sexta-feira (14), das 9h às 16h, ou enviar e-mail para o email dp.hgt@indsh.org.br.
Qualidade
Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças
Pioneirismo
Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
Conferência
Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública
Humanização
Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola
Os currículos passarão por triagem que seguem critérios do setor de Recursos Humanos (RH) para a vaga ofertada e podem entregues ou
enviados até o dia 24 deste mês. Com a seleção efe vada, os aprovados nessa fase serão contatados pelo DP do hospital, que informará local,
dia e hora da realização das provas e entrevistas.
Os candidatos à vaga devem possuir os seguintes conhecimentos e habilidades para par cipação no processo sele vo: graduação em
Farmácia, registro no CRF, curso de Informá ca Intermediária, experiência desejável acima de 6 (seis) meses.
Os conhecimentos técnicos específicos são: Indicadores de qualidade e estratégico, ro nas, ferramentas e processos de farmácia clínica/
hospitalar, Desenvoltura com a escrita e leitura, Técnicas de redação e gramá ca, NR-32, Norma vas, protocolos e RDC farmacêu cos e
sanitários, Lei do Sistema Único de Saúde-SUS e Gestão de Qualidade e Acreditação Hospitalar e Gestão de equipe e em Ro nas e processos
em farmácia clínica/hospitalar.
Estrutura HGT – Com 51 leitos, hospital dispõe de várias especialidades e apoio diagnós co com radiologia, ultrassonografia, endoscopia,
mamografia, eletrocardiografia, laboratório de análises clínicas e Agência Transfusional dentro do hospital para atendimento ágil da demanda,
além de Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que possui nove leitos, sendo seis adultos e três pediátricos.
O Hospital Geral de Tailândia fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13274/

Sespa abrirá seleção para bolsista em registro de câncer


13/06/2019 13h52
A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Coordenação Estadual de Atenção Oncológica (CEAO) e em parceria com o
Hospital Ophir Loyola (HOL), abrirá inscrições ao processo sele vo para bolsistas de nível médio (acadêmicos do Curso de Graduação em
Enfermagem), que atuarão nos Registros de Câncer de Belém e Ananindeua (RCBP e RHC).
Qualidade
Hospital Jean Bitar investe na reeducação alimentar para prevenção de doenças
Pioneirismo
Metropolitano inaugura primeiro laboratório do Brasil para confecção de órteses de baixo custo
Conferência
Mais de mil pessoas debatem em Belém propostas para melhoria da saúde pública
Humanização
14| Junho | 2019

Arraial do Pavulagem faz arrastão junino no Ophir Loyola


Os interessados em se inscrever deverão, inicialmente, ler todo o edital e verificar se estão enquadrados nos critérios para inves dura no
cargo. Posteriormente, deverão preencher ficha de inscrição, anexando o comprovante de matrícula atualizado e o curriculum vitae,
devidamente comprovado, e entregar na Coordenação Estadual de Atenção Oncológica (situada na Avenida João Paulo II, 602, 3º andar) no
período de 17 e 18 de Junho de 2019, no horário de 8h às 12h e de 14h às 17h.
As informações prestadas pelos candidatos serão de sua inteira responsabilidade, dispondo a CEAO o direito de excluir do processo sele vo
aquele que fornecer dados comprovadamente inverídicos e/ou documentação incompleta.
A relação dos candidatos que verem suas inscrições homologadas será publicada no site da Sespa ficando os candidatos cientes e
convocados para as próximas fases do processo sele vo.
A seleção consis rá em três fases de cunho eliminatório e classificatório. O candidato aprovado e classificado dentro do número de vagas
deverá comparecer à sala da Coordenação Estadual de Atenção Oncológica da Sespa, munidos dos documentos especificados no Anexo IV do
edital. A contratação, sem vínculo emprega cio, dar-se-á com a assinatura do Termo de Compromisso de Estágio, firmado entre o Hospital
Ophir Loyola e o bolsista.
O bolsista deverá dedicar à CEAO e/ou HOL um total de 04 (quatro) horas diárias, sendo 05 (cinco) vagas para o período matu no (08:00 as
12:00 horas) e 01 (uma) vaga para o período vesper no (14:00 as 18:00 horas), de segunda-feira a sexta-feira, totalizando 20 (vinte) horas
semanais, exclusos os feriados.
O processo sele vo terá validade de 01 (um) ano a contar de Agosto de 2019 até Julho de 2020. O aprovado no certame receberá,
mensalmente, a quan a de R$ 700,00 (setecentos reais), a tulo de bolsa, quando possuir frequência integra. A concessão de auxílio-
transporte já está inclusa na bolsa, cuja a vidade não vai gerar vínculo emprega cio com a Sespa.
Serviço: Mais informações e outras dúvidas podem ser esclarecidas junto aos técnicos da Coordenação Estadual de Atenção Oncológica
(CEAO), pelo telefone (91) 4006-4365 e e-mail oncologia_sespa@hotmail.com
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13273/

Governador par cipa de agendas com o Presidente da República nesta quinta


13/06/2019 12h19
O Presidente da República, Jair Bolsonaro, tem compromissos durante toda esta quinta-feira (13) na capital paraense e contará com a
companhia do Governador do Estado, Helder Barbalho, durante todos eles.
Literatura
Livros da Imprensa Oficial serão comercializados pela Livraria Fox
Em Brasília
Estado par cipa da 5ª reunião do Fórum de Governadores
Infraestrutura
Governo entrega nova Companhia de Polícia Militar em Moju
A agenda começa às 16h com a inauguração do conjunto habitacional "Quinta dos Paricás", em Icoaraci, distrito de Belém. O
empreendimento teve um inves mento de R$168 milhões do governo federal.
O conjunto conta com 2.720 unidades habitacionais, distribuídas em 170 prédios, com quatro andares, totalizando 16 apartamentos por
bloco, cada um com dois quartos, sala, cozinha e banheiro.
A infraestrutura urbana do "Quinta dos Paricás" contará com duas creches, duas escolas de ensino fundamental, uma Unidade Básica de
Saúde, 11 centros sociais, estacionamento rota vo, quadra poliespor va, oito parques infan s, academia ao ar livre e um reservatório para o
abastecimento de água.
O espaço para construção do empreendimento foi cedido pelo Governo do Estado. O município, por meio do projeto Viver Belém, contribuiu
com a isenção de impostos como: IPTU, ISS, ITBI.
Pela parte da noite, às 20h, o Presidente e o chefe do execu vo estadual pres giam a abertura dos festejos da comemoração dos 108 anos da
Assembleia de Deus no Brasil, que inicia hoje e segue até o 15 de junho. A fes vidade será no Centenário Centro de Convenções da
Assembleia de Deus, na Avenida Augusto Montenegro, em Belém.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13271/

Delegado Geral inicia projeto Delegacia Geral I nerante em Belém


13/06/2019 12h04
A Delegacia Geral da Polícia Civil deu início, na quarta-feira (12), ao projeto Delegacia Geral I nerante que visa deslocar o chefe da Polícia Civil
e sua equipe para despachar nas sedes das Unidades Policiais de Belém e região metropolitana da capital. O projeto é uma inicia va inédita.
Eficiência
Tenta va de fuga é frustrada pela polícia e Centro de Recuperação volta à normalidade
14| Junho | 2019

Visita monitorada
Estudantes de escolas públicas conhecem funcionamento do Graesp
Oportunidade
Curso de Liderança Cristã ajuda a ressocializar custodiados da Susipe
Segurança
Susipe informa que mo m em Santa Izabel foi controlado
Foi a primeira vez que um delegado-geral despachou demandas em uma Delegacia. As primeiras Unidades Policiais a receberem o projeto
foram a Delegacia do bairro da Cabanagem, em Belém, e a Seccional da Cidade Nova em Ananindeua.
O projeto obje va descentralizar a administração da Polícia Civil levando o chefe da Ins tuição Policial para atender as demandas das
Delegacias na sede das Unidades Policiais ouvindo os servidores e buscando dar encaminhamentos às necessidades apresentadas.
Dessa forma, explica o delegado-geral Alberto Teixeira, a gestão fica mais próxima das Delegacias, passa a conhecer melhor a realidade de
cada Unidade Policial e mo va as equipes policiais a buscar resoluções para prestar, cada vez mais, um melhor serviço ao público.
Para a escrivã Eliana Cereja, cartorária da Seccional da Cidade Nova, a inicia va do delegado-geral Alberto Teixeira foi digna de elogios. "Na
história da Polícia Civil nunca vi um delegado-geral sair de seu gabinete para despachar nas Unidades. Foi muito bom para mim ter esse
contato direto com o DG, pois assim ele presenciou nossas dificuldades de trabalho e pôde conversar diretamente com os servidores. Com
certeza, nossas demandas serão atendidas. Estamos muito sa sfeitos", comemorou.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13269/

Hospital de Marabá realiza campanha para aumentar estoque de sangue


13/06/2019 10h36 - Atualizada em 13/06/2019 11h03
Na próxima sexta-feira (14) será comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue e, atualmente, 1,8% dos brasileiros doa sangue,
quan ta vo inferior ao que é preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda, pelo menos, 2% da população. Por
isso, para es mular a doação na região, ao longo deste mês, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), realizará uma
programação especial para aumentar o número de coletas no hemocentro regional.
Junho Vermelho
Hemopa comemora números de doações de sangue na campanha junina
Junho Vermelho
Hemopa abre campanha e a nge a meta de 400 doações de sangue
Salvar vidas
Com baixo estoque de sangue, Hemopa convoca doadores
A primeira mobilização ocorrerá nesta semana, quando o Comitê Transfusional percorrerá as Unidades de Internação e UTIs do Hospital para
desmis ficar a doação entre usuários, visitantes e acompanhantes. A ideia é esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto e mostrar os
bene cios da doação a par r de histórias de quem sobreviveu graças à solidariedade de voluntários.
Uma dessas histórias é de Iracema Silva, 52 anos, internada no Hospital Regional de Marabá há quase duas semanas. Foram várias as vezes
que ela precisou ser transfundida para tratar de complicações do diabetes. Como não pode retribuir o gesto diretamente, agora ela incen va a
filha a estender o braço. "Se ela puder doar, eu vou ficar feliz porque, de alguma forma, poderei ajudar outras que precisarem de sangue",
disse a paciente.
Adriele, 24 anos, diz que acompanhar o sofrimento da mãe na Unidade de Terapia Intensiva aumentou a vontade de se juntar à causa. "Antes
eu nha vontade. Depois da internação da mamãe, eu quero ainda mais doar. Vou essa semana ao posto de coleta e não quero parar na
primeira doação", prometeu a filha de Iracema.
A técnica de Enfermagem Eronilda Bezerra, 34 anos, também internada na Unidade, afirmou que incen vará familiares e amigos a se
tornarem doadores. "Desde os meus 15 anos tenho vontade de doar, mas não nha idade, nem peso. Casei, ve filho, mas con nuava sem o
peso mínimo necessário. Quando alcancei 50 quilos, fui me informar sobre a doação, mas descobri que não podia de novo, dessa vez por
causa do piercing e, depois, devido à tatuagem recente. Agora, por conta das cirurgias que fiz, precisarei esperar mais um tempo para ser
doadora. Enquanto isso, vou incen var meus irmãos a fazerem o que não posso ainda", contou.
Falta de informação é barreira para doação
Para o biomédico do Hospital Regional de Marabá, Gustavo Ramos, em parte, resistência à doação de sangue pode ser explicada pela falta de
informação. Mesmo com o esforço conjunto de diversas ins tuições para esclarecer o assunto, ainda há quem pense que a doação afina ou
engrossa o sangue, ou ainda, que vicia e deixa o voluntário susce vel a doenças transmissíveis pelo sangue.
"Quando fazemos as mobilizações, percebemos que é grande a desinformação da sociedade quanto aos bene cios da doação de sangue.
Infelizmente, há muita gente que deixa de ajudar outras pessoas porque acha que a doação traz riscos para a saúde do doador. Mas não é
verdade. O procedimento é seguro, obedece a uma série de rigorosos protocolos que garantem a segurança desde a coleta do sangue até a
14| Junho | 2019

transfusão no receptor. Além disso, o processo é acompanhado do início ao fim por profissionais capacitados e, em poucos dias, o próprio
organismo se encarrega de repor a quan dade de sangue doada", explicou o biomédico.
Meta é coletar 100 bolsas em um único dia
Além da mobilização de pacientes, acompanhantes e visitantes, neste mês, o Hospital Regional de Marabá promoverá a sua 36ª Campanha de
Doação de Sangue. A ação ocorrerá no período de 24 a 28 de junho, com coletas no Hemopa Marabá e no HRSP. A meta é coletar 100 bolsas
de sangue no posto volante que será montado no HRSP, no dia 25, e outras 100 no hemocentro regional ao longo da semana da campanha.
Referência em atendimento de média e alta complexidades, o Hospital é quem recebe a maioria das bolsas coletadas pelo Hemopa. Isso se
deve, principalmente, ao atendimento às ví mas de acidente de trânsito, ao volume de cirurgias realizadas e à constante necessidade de
transfusão em recém-nascidos internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.
Sobre a Unidade - O Hospital Regional de Marabá tem 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva.
Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de
Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plás ca Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica,
Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, O almologia,
Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13266/

Governo convoca população para par cipar de audiência pública em Itaituba


13/06/2019 09h43 - Atualizada em 13/06/2019 11h04
Detentora da terceira maior área territorial do Pará, a Região de Integração Tapajós será a próxima a apresentar, no dia 18 de junho, suas
demandas ao Governo do Estado. O município de Itaituba será o responsável por sediar a audiência pública do Plano Plurianual (PPA) 2020-
2023 e da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, realizada pela Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), no auditório da Faculdade de
Itaituba, na bairro Jardim das Araras.
Administração
Pensionistas já podem agendar atualização cadastral
Planejamento
Audiência do PPA e LOA chegam a Castanhal
PPA
Saúde, educação, segurança, obras e cultura marcam audiência pública em Belém
Audiência pública
População da Região Tocan ns contribui para a elaboração do PPA
As audiências do PPA e da LOA têm como obje vo proporcionar um espaço de diálogo aberto para a elaboração de soluções para as
demandas do Pará. Dessa forma, o público presente pode contribuir com a construção cole va desses dois instrumentos de planejamento,
apresentando sugestões de melhorias para o Estado e falando sobre suas necessidades.
Durante a oi va também serão apresentados os compromissos previstos pelo Governo para a região, considerando as mais diversas áreas,
como saneamento, saúde, segurança, educação, assistência social, cultura, esporte e lazer. Além disso, a Fundação Amazônia de Amparo a
Estudos e Pesquisas (Fapespa) apresentará ao público o cenário socioeconômico e ambiental da região.
Tapajós – As principais a vidades desenvolvidas na RI Tapajós estão ligadas às áreas de agricultura, comércio, a vidades imobiliárias, pecuária,
indústria de transformação, construção civil, indústria extra va e transporte. A região destaca-se pela extração de minério de cobre e metais
preciosos no município de Itaituba e é a maior em produção de caprinos no Estado.
Com relação aos desafios, a saúde materno-infan l também é destaque, visto que a região tem a maior taxa de mortalidade infan l do Pará,
com 22,05 mortos por mil nascidos vivos. A região também é a 7ª com maior incide de analfabe smo entre os jovens de 15 anos ou mais no
Pará.
Todo o Pará - Até o momento, as audiências já abrangeram 99 municípios, ouvindo mais de 1,5 mil par cipantes. Até o final do primeiro
semestre deste ano, oi vas serão realizadas nas demais Regiões de Integração do Estado, contemplando todo o Pará com a par cipação social
na construção dos instrumentos de planejamento.
As conclusões ob das em todas as audiências são registradas em relatório e, posteriormente, poderão vir a subsidiar as demais fases da
elaboração dos projetos de lei. Além da par cipação presencial, a população também pode contribuir com o planejamento estratégico do
Estado por meio do site. As contribuições online podem ser encaminhadas até 28 de junho.
Cumpridas todas as etapas, o projeto de lei do PPA 2020-2023 deverá ser enviado para a apreciação da Assembleia Legisla va do Estado
(Alepa) até o dia 31 de agosto. Já o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020 deve ser encaminhado até 30 de setembro.
h ps://agenciapara.com.br/no cia/13265/
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019

O LIBERAL
PARÁ
Conferência debate saúde e financiamento público no Pará
Conferência Estadual de Saúde avalia alterna vas para o mizar inves mentos no Estado
13.06.19 15h37
O inves mento atual na saúde do paraense é de R$ 261 reais per capta ao ano.
As dificuldades rela vas aos recursos para o Sistema Único de Saúde (SUS) no Pará levantam a discussão sobre o
financiamento da saúde pública no Pará. O tema foi deba do no primeiro dia da 13ª Conferência Estadual de Saúde do
Pará, que começou nesta quinta-feira (13) tendo como tema central "Democracia e Saúde: Saúde como Direito e
Consolidação e Financiamento do SUS". O assunto foi o foco da palestra magna proferida pelo secretário de Estado de
Saúde, Alberto Beltrame. Ao final do encontro, serão elaboradas propostas que a delegação paraense levará à 16ª
Conferência Nacional de Saúde, programada para o mês de agosto, em Brasília (DF)."Além do melhor financiamento, a
gratuidade, a universalidade, a equidade são todos temas essenciais que devem ser discu dos e levados pelos paraenses
à Conferência Nacional em defesa incondicional do SUS, que é um processo em construção desde 1980. Já vemos
avanços, mas ainda há muito por fazer. O subfinanciamento do SUS é uma das nossas principais dificuldades no Estado e
de outros estados. Com poucos recursos é di cil cumprir o ideário cons tucional na sua plenitude à população, pois os
recursos que o Sistema dispõe ainda são escassos. Outro tema muito importante é a melhoria da gestão do sistema, que
deverá ser deba do e levado para a nacional", destacou o secretário. O inves mento atual na saúde - juntando o
Município, o Estado e a União - com o paraense é de R$ 261 reais per capta ao ano: R$ 22 reais ao mês e R$ 0,73
centavos por dia. Para inves r na saúde pública no Pará, em 2017, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) contou com
um orçamento de R$ 2,4 bilhões, dos quais R$ 2,1 bilhões (81%) vieram do Tesouro Estadual e R$ 300 milhões (19%) do
governo federal. No mesmo ano, a Secretaria de Saúde de Belém (Sesma) aplicou o total de R$ 796 milhões na área.
Deste valor R$ 383,1 milhões foram recursos do Tesouro Municipal e R$ 2,4 milhões de rendimentos de aplicação
financeira, além de R$ 373 milhões do governo federal e R$ 37,4 milhões do governo estadual. Os dados são das
Secretarias, em meados de 2018.
Roselene Santos é usuária do SUS e representante da Central Única dos Trabalhadores no evento. Na visão dela, a
melhoria nos inves mentos na Atenção Básica de Saúde é necessária para ajudar com que os princípios do SUS sejam
efetuados. "Por conta das dificuldades no atendimento na Atenção Básica e pela demora do diagnós co, muitas pessoas
vão parar na Alta e Média Complexidade, onde não se consegue consulta, leito, diagnós co. Quando consegue é tardio e
perdemos pessoas que poderiam ser tratadas desde o início dos sintomas. Por isso, viemos aqui na conferência discu r e
dizer que queremos que a verba do SUS seja afe vamente implementada na Atenção Básica para resolver os problemas
da Alta Complexidade", afirma. Segundo o presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Pedro Gonçalves de Oliveira
Neto, o obje vo do evento é avaliar as propostas radas na conferência anterior. "Avaliamos o que foi implementado e
melhorado, e ramos novas propostas para o SUS como um todo. O Sistema tem problemas e acertos. Hoje sofre
ataques nos grandes conglomerados que querem abocanhar a verba do SUS. Há inclusive proposta de priva zá-lo - o que
deixaria de ser universal e pleno. Então, nossa luta é garan r o SUS público e de qualidade, e o financiamento, pois existe
a PEC 95 que queremos derribar, uma vez que congela por 20 anos todos inves mentos no Brasil inclusive de saúde",
frisa Oliveira. Na 13ª Conferência Estadual serão eleitos os 112 delegados para representar o Pará na 16ª Conferência
Nacional de Saúde, de 4 a 7 de agosto, em Brasília. A 13ª Conferência acontece até esta sexta-feira (14), no Hangar
Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, no Marco, em Belém.
h ps://www.oliberal.com/para/confer%C3%AAncia-debate-sa%C3%BAde-e-financiamento-p%C3%BAblico-no-
par%C3%A1-1.161010

Em Belém, presidente Bolsonaro par cipa das comemorações pelos 108 anos da Assembleia de Deus
Na ocasião, também foi entregue ao presidente o tulo honorífico de Cidadão do Pará

14.06.19 7h20
O evento foi realizado no Centenário Centro de Convenções, na avenida Augusto Montenegro, e mobilizou cerca de
12.500 fiéis .
O presidente Jair Bolsonaro manifestou apoio ao ministro da Jus ça, Sérgio Moro, em pronunciamento feito nesta
quinta-feira, 13, na solenidade de comemoração dos 108 anos da Assembleia de Deus. O evento foi realizado no
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019
14| Junho | 2019

DIÁRIO ON LINE

Bolsonaro ganha rede e arrasta mul dão a culto em Belém


Quinta-Feira, 13/06/2019, 23:31:01
Bolsonaro ganha rede e arrasta mul dão a culto em Belém
Na primeira visita como presidente ao Pará, Jair Bolsonaro par cipou do evento comemora vo ao aniversário de 108
Anos da Assembleia de Deus no Brasil. A solenidade cívico religiosa foi realizada na noite desta quinta-feira (13) e contou
com uma mul dão.
VEJA MAIS DA NOITE NA GALERIA
Bolsonaro discursou durante 12 minutos no evento. Foi tempo suficiente para que reiterasse apoio a Sergio Moro,
defendesse novamente a presença de um ministro evangélico no STF (Supremo Tribunal Federal) e reproduzisse um
episódio de sua campanha, quando foi flagrado, durante debate, com as palavras Deus, Família e Brasil escritas em uma
mão.
Entre os presentes estavam o governador Helder Barbalho, o prefeito Zenaldo Cou nho e o deputado Marco Feliciano.
Em um dos momentos da noite, Bolsonaro ganhou uma rede com o nome dele bordado.
No templo lotado de fiéis -a capacidade é de cerca de 20 mil pessoas-, Bolsonaro afirmou que escolheu o melhor me de
ministros possível, "elogiado até pela oposição." Neste momento, o público puxou o coro "Moro, Moro".
O presidente lembrou que Moro abriu mão de 22 anos de magistratura para poder assumir o cargo no Ministério da
Jus ça e mencionou a troca de mensagens entre Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol, reveladas pelo site
The Intercept Brasil.
O capitão reformado reconheceu que acusações pairaram sobre o ministro, mas enfa zou que elas eram fruto de uma
ação criminosa de hackers.
Diálogos exibidos pelo site mostram que ambos discu am processos em andamento e comentavam pedidos feitos à
Jus ça pelo Ministério Público Federal enquanto integravam a força-tarefa da Lava Jato.
Muito aplaudido, Bolsonaro lembrou ainda a controvérsia gerada quando falou que estava na hora de o STF ter um
ministro evangélico. "A reação foi a mesma", disse. "O estado é laico, mas eu, nós todos, somos cristãos", afirmou.
"Respeitamos a maioria. Respeitamos a minoria. Mas o Brasil é um país cristão."
h ps://www.diarioonline.com.br/no cias/para/no cia-602098-bolsonaro-ganha-rede-e-arrasta-mul dao-a-culto-em-
belem.html
14| Junho | 2019

G1.PARÁ

Referência no norte do Brasil, Hospital Barros Barreto enfrenta precariedade na estrutura e falta de medicamento
Funcionários denunciam a falta de produtos básicos e de remédios como an bió cos.
13/06/2019 20h36
Pacientes e funcionários denunciam falta de estrutura do Hospital Barros Barreto
As imagens dos corredores do Hospital Barros Barreto, em Belém, revelam a situação de abandono. Pisos destruídos,
móveis amontoados por todo canto. Esse é o cenário do setor de pediatria da ins tuição, ligada à Universidade Federal
do Pará.
Segundo os funcionários, a enfermaria e a Unidade de Terapia Intensiva foram desa vadas há três anos para que fosse
realizada uma reforma. Mas a obra está parada e o lugar virou um depósito de camas hospitalares novas, mas sem uso.
Enquanto isso, crianças com meningite, pneumonia e outras doenças ficam em uma ala improvisada, com pouco espaço.
Sem a UTI Pediátrica, crianças ficam internadas na UTI adulta, que já está sobrecarregada. Pacientes que aguardam por
uma vaga são atendidos na enfermaria sem o tratamento adequado.
Os funcionários do hospital também denunciaram a falta de medicamentos. Eles disseram que até a semana passada,
mais de 20 remédios estavam com estoque zerado, principalmente an bió cos e an virais. Diante do problema, muitas
vezes os médicos veram que mudar o tratamento dos pacientes para evitar que eles fiquem sem medicação.
Foi o caso do filho de Edilson. A criança, de apenas três anos, está internada com problemas no pulmão e febre
constante. “Meu filho parou de tomar o an bió co Emipenem, que faz parte do tratamento, porque o remédio está em
falta”, conta.
Há duas semanas, um grupo de 15 pediatras mandou um documento para o Ministério Público Federal (MPF) relatando
os problemas no Hospital Barros Barreto, que é referência em infectologia na região Norte.
Além da falta de remédios, os médicos afirmam que sete leitos estão interditados por falta de estrutura. Também não há
salas para atendimento de intercorrências, a rede de gases apresenta mau funcionamento e existe apenas um banheiro
para uso dos pacientes e acompanhantes. Os pediatras também relataram a falta de equipamentos e materiais básicos,
como aparelhos para medir a pressão arterial, máscaras de oxigênio e até álcool em gel e sabão.
Em nota, o hospital informou que obras da UTI pediátrica devem ser retomadas ainda este ano e que os medicamentos
citados estão sendo fornecidos normalmente, exceto o estoque de meropenem. Sobre o paciente, a nota explica que ele
foi transferido para um leito de isolamento protetor, com assistência necessária. O hospital disse ainda que tem
trabalhado para melhorar as condições assistenciais e de ensino no hospital.
h ps://g1.globo.com/pa/para/no cia/2019/06/13/referencia-no-norte-do-brasil-hospital-barros-barreto-enfrenta-
precariedade-na-estrutura-e-falta-de-medicamento.ghtml
14| Junho | 2019

PORTAL ROMA NEWS

Hapvida realiza programação para celebrar o dia do doador mundial de sangue


13 JUN 2019 - 18H12
Hapvida realiza programação para celebrar o dia do doador mundial de sangue
O sangue é imprescindível para a vitalidade das pessoas. Doar sangue é um ato que vai muito além de salvar vidas, é
uma prá ca de solidariedade que faz bem para quem doa e recebe.
Em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Sangue, lembrado dia 14 de junho, o Hapvida +1k realiza, dia 15 de
junho, a par r das 15h, uma tarde de muitas a vidades sicas em Belém.
O evento, que será realizado no Portal da Amazônia, tem uma programação com a vidades sicas ao ar livre como aulas
de funcional, ritmos e zumba, corrida de revezamento, a vidades para crianças, entrega de camisas e lanche.
Ao longo do ano, hemocentros de todo o país precisam enfrentar o baixo estoque, principalmente em períodos como
férias escolares e feriados prolongados.
De acordo com o Ministério da Saúde, 1,6% da população brasileira, doa sangue, ou seja, 16 a cada mil habitantes.
Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da
população – o Ministério da Saúde e hemocentros se esforçam para aumentar a taxa.
h ps://www.romanews.com.br/cidade/hapvida-realiza-programacao-para-celebrar-o-dia-do-doador-mundial-de/43756/

Veja como foi a visita de Bolsonaro em Belém


14 JUN 2019 - 04H59
O presidente Jair Messias Bolsonaro chegou em Belém por volta das 15h40 desta quinta-feira, 13, sob um forte esquema
de segurança. O presidente chegou na Base Aérea de Belém e foi recebido por apoiadores que aguardavam sua chegada
com cartazes mostrando apoio. O Portal Roma News acompanhou os passos do presidente em Belém.
Após sua chegada, Bolsonaro foi diretamente para a cerimônia de entrega do Residencial Quinta dos Paricás, localizado
no bairro de Maracacuera, em Outeiro. Um grande esquema de segurança foi montado para receber o presidente. O
governador de Belém Helder Barbalho e o Prefeito, Zenaldo Cou nho, também estavam presentes na cerimônia.
Bolsonaro entregou, ao lado do governador Helder Barbalho e do prefeito Zenaldo Cou nho, chaves dos apartamentos a
um grupo de moradores do residencial Quinta dos Paricás, na estrada do Maracacuera, em Outeiro.
Após o lançamento do condomínio, o presidente seguiu para o aniversário de 108 anos da igreja Assembleia de Deus, no
Centro de Convenções Centenário. Bolsonaro começou a discursar por volta das 20h40. Após a saudação aos
par cipantes, declarou: "O Estado é Laico, mas eu e nós todos somos cristãos".
Bolsonaro discursou sobre o seu trabalho como presidente da República e gra dão pelas orações das pessoas que
acreditaram e ainda acreditam nele:
“Respeitamos a maioria e a minoria, mas o Brasil é um país cristão. Sou casado com uma evangélica, tenho uma filha de
8 anos de idade. O meu grande sonho é deixar um Brasil melhor para ela. O meu sonho é fazer com que nossos filhos e
filhas sejam melhores do que nós, pais e mães. Há pouco, nós vimos o que estava acontecendo no Brasil. Em 2014,
sozinho e com Deus acima de tudo, eu perguntei a mim mesmo 'o que eu posso fazer para melhorar o Brasil?'.
Primeiramente, resolvi andar sozinho pelo país e percebi qual era a sede do povo. Em João 8:32, diz: conhecereis a
verdade e a verdade vos libertará. O Brasil tem sede de verdade. Em Brasília, eu procuro fazer o melhor para todos. Não
tenho ambições, tenho responsabilidade. Reconheço as minhas deficiências, mas Deus capacita os escolhidos. Obrigado
pelas orações. Primeiro Deus e depois elas me salvaram. Hoje, pela primeira vez na história do Brasil, nós temos um
presidente da República que procura cumprir o que prometeu nas eleições”, disse.
Sobre o ministro da Jus ça Sergio Moro, envolvido em uma polêmica decorrente de divulgação de conversas privadas
com o promotor Deltan Dallagnol.
“O juiz Sergio Moro abriu mão de 22 anos de magistratura para assumir o Ministério da Jus ça. Acusações pairam sobre
ele por invasões criminosas de hackers em celulares de autoridades. A mídia queria que eu falasse sobre isso, mas eu
falei com a tudes. Ontem [quarta-feira, 12], por exemplo, fui ao jogo do Flamengo com ele. Sim, no dia dos namorados.
Eu também o acompanhei na cerimônia da Batalha do Riachuelo. Enfim, eu estou em paz, porque pessoas maravilhosas
estão ao meu lado e me apoiam 24h por dia com orações e palavras”, declarou o presidente.
h ps://www.romanews.com.br/cidade/veja-como-foi-a-visita-de-bolsonaro-em-belem/43761/
14| Junho | 2019

PORTAL PARÁ NEWS


BELÉM, 13/06/2019 ÀS 09:20
Bolsonaro chega nesta tarde; Confira agenda do presidente na capital
O presidente da República, Jair Bolsonaro, cumpre agenda oficial nesta quinta-feira, 13, em Belém. Com chegada
marcada para as 15h, o chefe do Poder Execu vo par cipa, às 16h, de cerimônia de entrega de unidades habitacionais
do residencial Quinta dos Paricás, na estrada do Maracacuera, em Icoaraci.
A par r das 20h, no Centenário Centro de Convenções, na avenida Augusto Montenegro, Bolsonaro estará também na
celebração do aniversário de 108 anos da Assembleia de Deus, cujo tema é “Um exército de irmãos abençoando a
nação”. A expecta va da organização do evento é de que mil pessoas par cipem da programação, com a presença de
membros da Igreja de todos os estados do país. A entrada é gratuita.
Em Icoaraci, o presidente estará com o governador do Pará, Helder Barbalho; o prefeito de Belém, Zenaldo Cou nho; o
presidente da Assembleia Legisla va do Estado do Pará (Alepa), deputado estadual Daniel Santos; e o presidente da
Câmara Municipal de Belém (CMB), Mauro Freitas.
De acordo com a Prefeitura Municipal de Belém (PMB), o conjunto Quinta dos Paricás, que conta com 2.720 unidades, é
"o maior empreendimento do po já construído em Belém". O complexo residencial dispõe ainda de duas escolas, duas
creches, uma unidade de saúde, estacionamento rota vo, 11 centros comunitários, quadra poliespor va, oito parques
infan s, academia de ginás ca ao ar Livre e um sistema de abastecimento de água autônomo.
Ainda segundo a prefeitura, 320 pessoas já estão morando nas unidades habitacionais do Quinta dos Paricás. "Ainda
faltam mais de 1.000 unidades a ser entregues. Os contratos estão sendo analisados pela Caixa e em breve as famílias
selecionadas serão chamadas", completa, em nota a O LIBERAL, a coordenação de comunicação ins tucional da PMB.
O pastor Honório Pinto, assessor de comunicação da Assembleia de Deus, afirma que Bolsonaro deverá fazer, direto do
Centenário Centro de Convenções, a "live" (vídeo ao vivo) que é transmi da pela assessoria da presidência pelo
Facebook todas as quintas-feiras.
Após a cerimônia oficial, quando fará um pronunciamento referente ao aniversário da Igreja, o presidente falará com a
imprensa em entrevista cole va. Também par cipa da cerimônia o pastor Samuel Câmara, líder da Assembleia de Deus
em Belém.
"Para nós, da Assembleia de Deus, a presença do presidente Bolsonaro em nossa solenidade de comemoração é um
sinal de que estamos no caminho certo. Uma prova disso é que, em 108 anos de atuação, contamos hoje com mais de
700 mil membros, e, em Belém, possuímos 550 templos e cerca de 150 mil membros, correspondendo a 12% da
população da capital paraense", comemora o pastor Honório Pinto.
h p://www.portalparanews.com.br/no cia/pa/belem/governo/bolsonaro-chega-nesta-tarde--confira-agenda-do-
presidente-na-capital
14| Junho | 2019

Caros (as) secretários (as), assessores (as) de imprensa e colaboradores do Conass,

Destacamos as seguintes matérias publicadas hoje na mídia nacional:

AGÊNCIA BRASIL

Saúde

Anvisa suspende venda de 51 planos de saúde de 11 operadoras

Decisão entra em vigor nesta sexta-feira

SUS disponibilizará medicamento contra atrofia muscular espinhal

Doença é degenera va e não tem cura

ESTADÃO

Saúde

Duas horas por semana ao ar livre garantem boa saúde, diz estudo

Estudo da Universidade de Exeter mede pela 1ª vez quanto ficar ao ar livre para ter bem-estar

Qualquer pessoa vai poder plantar maconha? Entenda a proposta que a Anvisa coloca para consulta

O órgão levará para consulta pública proposta para liberação do cul vo e da produção da maconha para fins medicinais e cien ficos. O 'Estado' reuniu 12 perguntas e respostas sobre
tema

FOLHA DE S. PAULO

Saúde

Exercício controla dor crônica

Mesmo uma pequena ação, como andar, pode prevenir incapacidades e limitações e melhorar a saúde mental

As funções do sono e uma de suas disfunções

Qual teria sido o marco evolu vo que deu vantagem aos animais que dormem?

Nova York proíbe alegação religiosa para não vacinar crianças

EUA enfrentam surtos de sarampo; escolas exigem imunização de alunos

PORTAL TERRA

BBC News Brasil

O que é a 'síndrome do jaleco branco' e como ela atrapalha os diagnós cos médicos

O principal sintoma da síndrome, iden ficada pela primeira vez em 1980, é a hipertensão pontual, ou seja, os pacientes têm leituras de pressão alta em um ambiente médico, mas
condições normais fora do consultório.

REVISTA VEJA

“Internação involuntária é para pacientes em risco”, diz psiquiatra

Segundo psiquiatra, esse po de intervenção é aplicada por médicos, des nada a pacientes, cuja vida está em risco

JORNAIS – POLÍTICA, BRASIL E MUNDO


14| Junho | 2019
14| Junho | 2019

Ar go – Joseph E. S glitz

Depois do neoliberalismo

Os governos têm o dever de limitar e moldar os mercados

Colunas

Ancelmo Gois – A demissão de Santos Cruz: menos um na nau de sensatos

Rogério Furquim Wenerck – Estados fora da reforma? Como assim?

Bela Megale – Réu no STJ, conselheiro de TCE do Rio tentou doar mais de R$ 3 mi a Va cano

Míriam Leitão – Influência dos filhos incomoda os militares

Merval Pereira – Diálogos não visavam a prejudicar Lula

Flávia Oliveira – Ajustes bem-vindos na reforma da Previdência

Nelson Mo a – No país de Murphy, quase tudo dá errado

ESTADÃO

Entrevista

Moro desafia: ‘Se quiserem publicar tudo, publiquem. Não tem problema’

Ministro da Jus ça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirma ao 'Estado' que não vai se afastar do cargo

'Se ver que ir para a guerra, levo Moro e Dallagnol comigo', afirma Mourão

Vice-presidente reforçou confiança no ministro e no coordenador da força-tarefa da Lava Jato

Recesso parlamentar: o que é e quais as consequências para os projetos em tramitação

Entenda como funciona o período de recesso do Congresso Nacional e os possíveis impactos em resoluções importantes para o País

Colunas

José Nêumanne

Ufa, a reforma avança

Relatório da reforma da Previdência ficou mais perto da economia prevista pelo governo do que da desidratação com que Centrão esperava desinflar candidatura de Bolsonaro em
2022, e resta saber se negociação a aprovará em plenário

Pedro Doria

Em busca do hacker

O Estado brasileiro é de uma caipirice sem fim quando o tema é digital

Pedro Fernando Nery


14| Junho | 2019
14| Junho | 2019

Jair Bolsonaro sofre derrotas ao tentar impor normas sem aval do Congresso

Mais Fundeb

Governo emite por fim um sinal auspicioso no campo decisivo do ensino básico

Colunas

Hélio Schwartsman – O tamanho da encrenca

Bruno Boghossian – Supremo age contra covardia polí ca ao criminalizar homofobia

Claudia Cos n – Dinheiro para a educação, melhorando o Fundeb

Reinaldo Azevedo – Contra os missionários da destruição

tendências/debates

Emprego não cai do céu

Saída é capital externo e inves mento em infraestrutura

Quanto vale uma delação?

Modelo polêmico propõe remunerar ex-funcionários

EL PAÍS

Moro perde apoio após The Intercept, mas ainda é o polí co mais popular do Brasil

Governo Bolsonaro mantém avaliação nega va, enquanto apoio à prisão de Lula tem queda, mostra pesquisa inédita do Atlas Polí co. Mais de 70% dos entrevistados veram
conhecimento das reportagens com os diálogos do ex-juiz e Dallagnol

Câmara prevê contribuição menor para aposentadoria das mulheres

Nova versão da reforma, apresentada pelo relator à comissão da Câmara, muda proposta do Governo que previa mesmo tempo de contribuição para os dois sexos

VALOR ECONÔMICO

Brasil

Um ro de morte na proposta de Guedes

Moreira propõe aumento de imposto e fim de repasse a BNDES

Lula: Falso moralismo de Moro e Dallagnol levou o país à bancarrota

Opinião

Enquanto a Previdência não vem


GUIA DE PESQUISA

http://www.agenciapara.com.br/
http://www.diarioonline.com.br/
https://www.oliberal.com/
https://www.oliberal.com/amazonia
https://www.romanews.com.br/noticias/
https://g1.globo.com/pa/para/
http://www.portalparanews.com.br/
http://uruatapera.blogspot.com/
http://www.jesocarneiro.com.br/
http://pererecadavizinha.blogspot.com/
http://www.ver-o-fato.com.br/

Clipping CONASS