Vous êtes sur la page 1sur 12

MECÂNICA DOS SÓLIDOS

AULA 15

Conceitos Básicos da Resistência


dos Materiais

©2004 by Pearson Education 1-1


MECÂNICA DOS SÓLIDOS
1. INTRODUÇÃO
Resistência Mecânica: É a capacidade que os corpos apresentam de
suportar, com segurança, as solicitações que o meio externo faz incidir
sobre eles.

2. OBJETO DE ESTUDO
Interior dos corpos deformáveis, admitindo o equilibrio dos
mesmos.

©2004 by Pearson Education 1-2


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

2.1 ALGUMAS DEFINIÇÕES

- Corpo Rígido: Corpo que não se deforma;


- Corpo Deformável: Corpo que pode apresentar defomação;
- Solicitações Externas: Força concentrada, força distribuída,
momento concentrado, etc...
- Esforços Internos: Forças ou momentos que atuam no interior da
seção reta dos elementos estruturais.

©2004 by Pearson Education 1-3


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

3. OBJETIVO GERAL
Quantificar valores de tensões e deformações, as quais estarão
sujeitos os elementos estruturais.

Resistência dos Materiais x Teoria da Elasticidade

A Teoria da Elasticidade quantifica os efeitos determinando valores


exatos.
A Resistência dos Materiais faz uso de hipóteses simplificadoras,
de modo a facilitar a obtenção desses efeitos, oriundos das ações
das solicitações externas sobre os elementos estruturais.

©2004 by Pearson Education 1-4


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

4. HIPÓTESES SIMPLIFICADORAS
- Continuidade do material: Não se considera a ocorrência de
descontinuidade no material (grãos, vazios, etc...);
- Homogeneidade do Material: O material apresenta as mesmas
propriedades em qualquer ponto analisado;
- Isotropia do Material: O Material apresenta o mesmo
comportamento qualquer que seja a direção analisada;
- Principio da nulidade das forças intermoleculares: Desconsidera-
se os efeitos das forças intermoleculares.
- Cálculos consideram as posições indeformadas da estrutura.

©2004 by Pearson Education 1-5


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

4. HIPÓTESES SIMPLIFICADORAS

- Princípio da Superposição dos Efeitos: “Até um certo limite de


solicitação, os efeitos provocados pela ação de um conjunto de
cargas, podem ser adimitidos como a soma algébrica desses
efeitos, analisados cada um isoladamente.”
- Principio de Saint Venant: As perturbações “desordenadas” que
surgem no entorno dos pontos de aplicação das cargas
concentradas, atuando sobre elementos estruturais, tendem a
desaparecer uniformizando-se a medida em que se afasta do
referido ponto de aplicação.

©2004 by Pearson Education 1-6


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

5. TENSÕES

Ações
Externas Força Normal
Tensões normais
(σ)
Momento Fletor
Esforços
Internos Força Cortante
Tensões
Tangenciais ()
Momento Torçor

©2004 by Pearson Education 1-7


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

5. TENSÕES

- Tensão é um conceito físico que significa valor pontual de um


esforço, e se utiliza em resistência dos materiais para indicar a
influência que um esforço interno provoca em cada ponto da seção
a qual ele se manifesta.
- Independente da tensão ser provocada por esforço interno do tipo
força ou momento, a equação dimensional da tensão não muda,
correspondendo a dimensão de uma força sobre a dimensão de
uma área.
[ Força ] [ F ] 2
[Tensão]   2  F .L
[ Área ] [ L ]
N kgf tf
2 2 2
m cm mm
©2004 by Pearson Education 1-8
MECÂNICA DOS SÓLIDOS

- Algumas correlações entre sistema britânico e o Internacional:

1 in  1"  1 polegada  2,54 cm


1 ft  1'  1 pé  12"  30,48 cm
1 lb  1 libra força  453,59 gf

1 Kip  1000 lb  103 lb 1 lb 1 Kip


2  1 psi 2  1 Ksi
in in
1N
2  1 Pascal  1 Pa
m

103 N  1 KPa 106 N  1 MPa 109 N  1 GPa


2 2 2
m m
©2004 by Pearson Education
m 1-9
MECÂNICA DOS SÓLIDOS

5.1 CLASSIFICAÇÃO DAS TENSÕES

Independente do tipo de esforço interno que as provocam, as


tensões são classificadas em dois grandes grupos:

Tensão Normal: São representadas pelo símbolo s (sigma), e


atuam sobre os pontos segundo uma direção perpendicular ao
plano da seção onde ela se situa. São oriundas dos esforços
internos do tipo Força Normal e Momento Fletor.

Tensão Tangencial ou Tensão Cisalhante: São representadas pelo


símbolo  (Tal), e atuam sobre os pontos segundo uma direção
paralela ao plano da seção onde ela se situa. São oriundas dos
esforços internos do tipo Força Cortante e Momento Torsor.

©2004 by Pearson Education 1-10


MECÂNICA DOS SÓLIDOS

6. DEFORMAÇÃO
- Deformação significa mudança de forma ou de dimensões que as
solicitações externas provocam sobre as peças onde elas atuam.

Solicitações
Externas

Esforços
Internos

Tensões

Deformações
©2004 by Pearson Education 1-11
MECÂNICA DOS SÓLIDOS

6.1 CLASSIFICAÇÃO DAS DEFORMAÇÕES

Deformação Linear: Ocorrem sobre a forma de alongamento ou


encurtamento, e são causadas por esforços do tipo Força.

Deformação Angular: Ocorrem sobre a forma de Rotação ou


distorção, e são causadas por esforços do tipo Momento.

ATENÇÃO
Deformação ≠ Deslocamento

Deformação: Mudança de forma e dimensão.


Deslocamento: Mudança de posição

©2004 by Pearson Education 1-12