Vous êtes sur la page 1sur 2

Semana dos Seminários de 7 a 14 de Novembro

Informações / Avisos

EMAIL: paroquiadebelinho@gmail.com
O Santo Padre, na recente carta aos seminaristas, sublinhava que o sacerdote
As intenções de Missas é essencialmente o "homem de Deus". A sua missão "é ser mensageiro de
Perguntamo-nos pelo sentido que tem hoje esta memória dos defuntos na celebração Deus no meio dos homens; quer conduzir a Deus, e assim fazer crescer
da Eucaristia? também a verdadeira comunhão dos homens entre si". Os Seminários são a
Chegue até Vós, Senhor, a minha oração,
Algumas palavras poderiam resumir este sentido: solidariedade e comunhão dos comunidade dos discípulos de Jesus, alegres e confiantes, capazes de gerar
santos. Na verdade, a Igreja é a «assembleia», «comunhão» de todos os membros uma renovada comunhão presbiteral ao serviço de todo o Homem. inclinai o ouvido ao meu clamor.
do Corpo de Cristo. Este mistério da comunhão dos santos, tem a sua expressão Ancorados na fé em Cristo, os sacerdotes fazem falta à Igreja e ao mundo. A
máxima na Eucaristia, na qual a memória ou comemoração dos defuntos implica o Igreja é ainda o lugar onde se colocam as grandes questões da nossa
enxerto da morte cristã e da sua recordação, na memória viva da Páscoa do Senhor. existência. É certo que nos encontramos na encruzilhada da história, no meio
De facto, “é na Eucaristia que a Igreja manifesta a sua comunhão eficaz com o
de propostas de felicidade gratuita, de escolhas de sentido fáceis e de várias
defunto. Oferecendo ao Pai, no Espírito Santo, o sacrifício da morte e ressurreição de
Cristo, pede-lhe que o seu filho defunto seja purificado dos pecados e admitido à incertezas. Mas "nem só de pão vive o homem" (Mt 4,4) dizia Jesus aos seus 7 de Novembro de 2010
plenitude pascal da mesa do Reino. É pela Eucaristia assim celebrada que a discípulos. Hoje como nunca faz sentido agarrar a vida sacerdotal se nos
comunidade dos fiéis aprende a viver em comunhão com aquele que adormeceu no movermos pela Palavra, qual Sopro original, que sai da boca de Deus, e nos
Senhor, comungando o Corpo de Cristo, de que ele é membro vivo e depois rezando impele a receber o sacerdócio como dom e como missão. Alicerçados no amor
por ele e com ele” (Cat. Ig. Cat. 1689). “para que possa entrar na luz e na paz de a Cristo e ao Evangelho, os candidatos ao sacerdócio testemunharão com

PÁGINA: http://sites.google.com/site/paroquiadebelinho2/home
Cristo” (Cat. Ig. Cat. 1371). alegria e jovialidade os frutos do encontro diário com Cristo. Aprendizes das
É significativa a utilização, em ambos os casos, da mesma expressão: «fazer ciências humanas e teológicas, movidos pela espiritualidade da encarnação de
memória». «A Igreja oferece pelos defuntos o sacrifício eucarístico da Páscoa de Cristo na vida dos homens, os seminaristas tornam-se discípulos e seguidores
Cristo, a fim de que, pela mútua comunhão entre todos os membros do Corpo de do Mestre, testemunhas dum tempo novo e inédito.
Cristo, se alcance para uns o auxílio espiritual e para outros consolação e Contudo, isso só será possível graças ao esforço e ajuda de toda a
esperança» (IGMR 379).
comunidade eclesial. A Semana dos Seminários é o tempo forte para contagiar
Todavia é preciso desfazer alguns equívocos a respeito da intenção quanto às
intenções de Missa pelos Defuntos. Em primeiro lugar, devemos “saber que o as comunidades paroquiais para que sejam promotoras de vocações. A
sacrifício da Missa tem em si mesmo um valor infinito. Mas o mesmo já não se pode Palavra de Deus comunicada e partilhada com alegria gera comunhão, suscita
afirmar da sua aplicação por uma intenção particular” (CEP, Instrução Pastoral sobre testemunhos, experiências de vida e de fé geradoras de vocações. O nosso
a Celebração e aplicação da Missa, 5.1). Na verdade, “Cristo comunica-Se também amor aos Seminários deverá reflectir-se na oração pessoal e comunitária; na
aos defuntos, segundo uma modalidade que só Ele conhece. E se estes se proposta vocacional das famílias, dos catequistas, dos animadores,
encontram no estado de purificação, recebem uma graça não inferior à dos vivos que movimentos e dos párocos; na generosidade fraterna e material aos jovens
lhes obtém a remissão dos pecados” (Lineamenta do Sínodo sobre a Eucaristia 39). que se formam nos Seminários.
Todavia, a eficácia concreta desta aplicação, não é automática. «Está dependente Se o Seminário é o local onde os discípulos de Jesus crescem em humanidade
não só da disposição dos oferentes e daqueles por quem a Eucaristia é oferecida, e espiritualidade, mediante o encontro íntimo com Cristo, isso contagiará
mas ainda dos desígnios de Deus que são insondáveis» (CEP, Instrução Pastoral outros jovens que queiram discernir a sua vida em comunidade de irmãos na
sobre a Celebração e aplicação da Missa, 5.1).
fé. Uma comunhão permanente com Deus que contagiará também a
E portanto é preciso que o pedido de uma intenção para a celebração de uma Missa
pelo defunto, seja sobretudo um sinal de fé, que afirma e aviva a comunhão de todos comunhão presbiteral. Se importa repensar a vida em função da comunhão,
os membros do único Corpo de Cristo. E que não seja pedida uma intenção, como também se impõe a responsabilidade e o compromisso de toda a pastoral de
uma espécie de moeda, a troco de uma salvação, que se paga. Como se caminhar em comunhão com o Seminário, com gestos de gratidão e sinais de
pudéssemos comprar o céu, à custa de missas! Ora a Eucaristia é, por sinal, uma amor. Somente numa simbiose de esforços, vontades e energias fará sentido
antecipação da glória do céu, um dom que não se compra nem se vende, e que nos é olharmos com esperança para as vocações sacerdotais e para a presença da
dado já e agora. «Quem come a minha carne e bebe o meu sangue Igreja no mundo contemporâneo.

BLOG: http://paroquiadebelinho.blogspot.com
tem a vida eterna e eu ressuscitá-lo-ei no último dia» (Jo.6,54). Mesmo sem a Seminário, comunidade dos discípulos de Cristo e irmãos no presbitério, é o
referência explícita do nome de um determinado defunto, não há Eucaristia em que desafio lançados para a Semana dos Seminários que vamos iniciar. Todos
não estejam envolvidos “todos os que partiram antes de nós”. Os nossos nomes estamos convocados! Que Maria, mãe e discípula de Jesus, nos ajude a abrir
estão inscritos no céu (cf. Lc.10,20; Heb.12,27; Ap.21.,27). Não há filhos excluídos ou os horizontes do nosso Sim de amor a Deus e aos irmãos.
esquecidos no coração de Deus. Se recordamos o seu nome é antes de mais para
manifestarmos o nosso amor, o nosso desejo por que se apresse a nossa plena
comunhão em Cristo. «É necessário, por isso, que se evite inteiramente qualquer
D. Jorge Ortiga, A.P.
aparência de negócio ou de comércio com os estipêndios da Missa» (cân.947). «O
estipêndio não é uma esmola nem uma paga, mas uma oferta sagrada, entregue em
razão da celebração eucarística, distinta do ofertório, que a Igreja põe à disposição
do sacerdote, tendo em vista a sua vida ao serviço do povo de Deus». «Os fiéis
evitarão ferir a sensibilidade do celebrante [e ofender a santidade da Eucaristia]
usando expressões como estas: «venho pagar a Missa», «quanto custa a Missa»
Ano - V Nº 212
(CEP, Instrução Pastoral sobre a Celebração e aplicação da Missa, 5.1).
És jovem?? Visita: www.cristojovem.com
Que a celebração deste dia e a celebração da Eucaristia, seja sinal de uma
solidariedade cheia de esperança com todos os mortos. Rezemos por eles e com
Atendimento do Pároco: Residência Paroquial - 4740-165 Belinho Ano Litúrgico C
eles, sentados à mesma mesa da Eucaristia, numa comunhão que instaure e restaure Ter.: 16:00 às 17:30 hs / Sáb:10:00 às 12:00 hs
o homem, na plenitude da vida, do amor e da Paz. Telefone: 253 871 128 - Telemóvel: 966 310 616
Intenções— Belinho 8 a 14 de Novembro
Palavra do Senhor Reflexão: Para Ele estão vivos Segunda-feira 19 horas (Jubileu das Almas)
XXXII Domingo do Tempo Comum Ressuscitaremos para a vida eterna: O episódio relatado ocorreu •Manuel Gonçalves Dias Moreira / Mª Olívia Miranda Sampaio / Manuel Matos
durante a feroz perseguição de Antíoco IV Epifanes (167-164 a.C.). O •Mª Amélia Laranjeira de Barros / Alma do Purgatório / José Martins Torres

N aquele tempo, aproximaram-se de


Jesus alguns saduceus – que
negam a ressurreição – e fizeram-
lhe a seguinte pergunta: «Mestre,
Moisés deixou-nos escrito: ‘Se morrer a
Autor recorda o martírio dos sete irmãos, exortados pela mão a dar
testemunho da sua fé. E os filhos sentem-se livres para perder a vida,
certos de que a receberão da mão de Deus: “vale a pena morrermos
às mãos dos homens, quando temos a esperança em Deus de que Ele
•António Alberto Gonçalves Marques (Aniv.) / Amélia Eiras (Aniv.)
•Manuel Gonçalves Marques (Aniv.) / Manuel Alípio Fernandes Gomes
Terça-feira 19 horas
•Mª Olívia Miranda Sampaio / Mª Ermelinda Machado P. de Barros
nos ressuscitará” (v. 14). Retenhamos esta certeza da ressurreição, •José da Silva e Sá / Mª da Conceição Martins Gomes / José Martins Enes
alguém um irmão, que deixe mulher,
amadurecida em tempos de martírio e perseguição.
mas sem filhos, esse homem deve casar •Manuel Matos / Benjamim Almeida dos Santos / Teodora Yanez Pereira
Um Deus dos vivos: Os judeus do tempo de Jesus pensavam a
com a viúva, para dar descendência a Lc 20 27-38 •José Gonçalves, Basília de Almeis e Bendita Gonçalves
ressurreição domo um prolongamento e aumento indefinido dos gozos Quarta-feira 19 horas
seu irmão’. Ora havia sete irmãos. O
da vida terrena. Para os gregos a própria ideia a ressurreição era •Mª Olívia Miranda Sampaio / Mª de Lurdes Cruzeiro / José Torres Viana
primeiro casou-se e morreu sem filhos. O segundo e
absurda, tendo em conta que, para eles, o corpo era uma prisão da
depois o terceiro desposaram a viúva; e o mesmo •Familiares de Manuel Moreira e Sameiro / Samuel Marques Martins
alma imortal. A ressurreição tornará os “filhos de Deus” participantes
sucedeu aos sete, que morreram e não deixaram filhos. •Mª Torre Vieira / António Pires Laranjeira / Pais e sogros de Paulina A. da Silva
da própria vida divina e, portanto, livres dos vínculos que caracterizam
Por fim, morreu também a mulher. De qual destes será
a vida material dos “filhos deste mundo”. Participando na ressurreição •Manuel Alípio Fernandes Gomes / Almas do Purgatório
ela esposa na ressurreição, uma vez que os sete a Quinta-feira 19 horas
de Jesus, os crentes participam no mistério da sua filiação.
tiveram por mulher?». Disse-lhes Jesus: Os filhos deste •Padre Torcato Moreira / Benjamim Almeida dos Santos / José Torres Viana
Firmes na prática das boas obras e palavras: Apesar de evangelizados
mundo casam-se e dão-se em casamento. Mas aqueles •Pais e sogros de Paulina A. da Silva / Mª Olívia Miranda Sampaio
em tempo “recorde”, os cristãos de Tessalónica formavam uma
que forem dignos de tomar parte na vida futura e na
comunidade fiel ao Senhor Jesus, não obstante o contraste com a •José Gonçalves, Basília de Almeis e Bendita Gonçalves / Teodora Yanez Pereira
ressurreição dos mortos, nem se casam nem se dão em
mentalidade grega e a oposição dos ambientes hebraicos. Nas suas •Torcato Rodrigues Coutinho
casamento. Na verdade, já não podem morrer, pois são Sexta-feira 19 horas
cartas, o Apóstolo completa a sua formação e rectifica alguns mal-
como os Anjos, e, porque nasceram da ressurreição, •Mª Cândida da Cruz Pereira (Aniv.) / Mª Ermelinda Machado P. de Barros
entendidos em relação à fé cristã, nomeadamente acerca da Parusia
são filhos de Deus. E que os mortos ressuscitam, até
(ou regresso do Senhor) que alguns consideravam iminente, •Mª de Lurdes do Cruzeiro / Mª Olívia Sampaio Miranda / Manuel Fernandes Gomes
Moisés o deu a entender no episódio da sarça ardente,
descambado em atitudes de preguiça, desordem e algum fanatismo. •Irene Meira de Almeida (Aniv.) / Mª Augusta Meira Torres (Aniv.) / Manuel Matos
quando chama ao Senhor ‘o Deus de Abraão, o Deus
Paulo começa por pedir ao Senhor que confirme os coração de todos •Mª dos Anjos Gonçalves Martins / António Pires Laranjeira
de Isaac e o Deus de Jacob’. Não é um Deus de •José Gonçalves, Basília de Almeis e Bendita Gonçalves
“em toda a espécie de boas obras e palavras”. Paulo confia na ajuda
mortos, mas de vivos, porque para Ele todos estão Sábado 19 horas
divina e na solidariedade dos irmãos.
vivos». Ofertas para as obras da Igreja: •Mª Olívia Sampaio Miranda / Mª Ermelinda Machado P. de Barros
Reunião do Conselho Pastoral Paroquial (CPP) • 50€ Maria Augusta Correia •Mª Conceição Moreira do Vale / Carla Cristina Almeida Martins (Aniv.)
O Conselho Pastoral Paroquial vai reunir-se no dia 12 de
• 50€ Adelina Gonçalves de Oliveira •Armando Pires Bedulho (Aniv.) / José Pereira Fernandes Lima
Novembro/2010, às 20h30, no Salão Paroquial. Devem estar
• 50€ Maria de Lurdes Almeida
presentes todos os representantes Grupos, Movimentos e
• 20€ Anónima
•Manuel Matias Serra, esposa e filhos (Aniv.) / Manuel Fernandes Gomes
Associações da Comunidade Paroquial.
• 15€ Cândido da Cruz Sampaio •José Gonçalves da Costa / Irmã Cândida de Almeida
• 50€ David Cândido Almeida Torres Domingo 8 horas—Intenções dos Fiéis
Recuperação da Residência Paroquial: Total 45.040€.
• 100€ Pascoal Pires dos Santos e esposa, suf. dos seus Domingo 10 horas
100€ José Fernando Martins Coutinho e esposa
50€ Maria Gonçalves Costa Azevedo familiares •Mª Olívia Miranda Sampaio / António Pires Laranjeira / Samuel Marques Martins
Foram mandadas celebrar missas: 4 por Américo Gonçalves • 50€ Maria de Lurdes Bedulho de Abreu •Américo Gonçalves Bedulho / Manuel Martins da Cruz e Filipe de Lemos Teixeira
• 100 José Fernando Martins Coutinho e esposa
Salgueiro, esposa e filhos m.c irmão, Joaquim / 1 por Alcídio Dias
•Manuel Rites Eiras / Mª de Lurdes Martins Cepa (Aniv.)
Moreira m.c. nora, Olívia • 150€ José Sampaio Coutinho e esposa
• 100€ Maria Gonçalves Costa Azevedo
MISSAS PADRE COUTINHO
Reunião do Conselho Económico: Dia 9 de Novembro às 19:30hs • 50€ Anónima
Missa com a Catequese: A Eucaristia com a Catequese será no dia Segunda Almas do Purgatório
13 de Novembro, às 19:00hs, na presença da Comunidade e Ana Catarina, Ana Patrícia, Hugo, Daniel, Tomás, Raquel,
Acólitos Terça Edeltiva Barbosa Miranda
celebrando a Festa do Acolhimento do 1º Ano; os responsáveis pela Beatriz, Renato, Joel, Diogo, Cátia e Paulo
animação litúrgica são os 2º e 3º anos. Quarta Sebastião Meira de Almeida
Sáb. 13/11 Catequese Paroquial
Peditório para a Festa de Santo Amaro: Nas Missas dos dias, 13 e Quinta Manuel Meira de Almeida
14 de Novembro. Leitores Filipe Marques e Irene Pires
Dom. 14/11 Sexta João Sá
Jubileu das Almas: No dia 8 de Novembro, às 19:00hs celebraremos José Amorim e Olívia Sá
o Jubileu das Almas. Ao Deus da Vida, entregamos a vida dos nossos Sábado Maria Cândida da Cruz Pereira
Olívia Cristina M. Almeida, Joana Filipa G. Merrelho,
entes queridos que nos precederam no caminho da fé. Limpeza Carla Maria Lima G. Almeida e Mª Luísa Abreu Domingo Maria Faria Merrelho e Cândido Alves Sampaio