Vous êtes sur la page 1sur 1

Sou indomável. .

não vais me enjaular

Sou contra a cobrança, mas se me pressionas vou cobrar

Minha liberdade, meu no mundo estar

Vou cobrar meu direito, vou cobrar meu lugar

Que tu se porte como alguém a respeitar

Que merece tanto respeito quanto tem que dar.

Te enxerga, vê que assim não dá

Luta comigo, luta contigo, a vitória alcançará

Mas não me cobra a pessoa que nunca terá

Se queres este ser que tu mesmo se pôs a idealizar

Busca a tua Amélia, cria tua própria ideia

E joga em cima de quem aceitar teu atuar.

Uma dessas, não queria aceitar, mas existe, por aí está

Mas não me prives de ser, essa mistura de voar, ficar, metamorfosear.

Pelo amor dos mundo

Somente um coisa peço

Esta noite

Faz-me pluma

Não chumbo.

Não tenho mais paciência

Pras coisas sérias

Nos meus olhos se apaga todos os dias

As alegrias levianas

É por isso que não dá pra mudar nada no mundo

Somos apegados a desejos e prazeres