Vous êtes sur la page 1sur 21

OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES

LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |1


L IÇÃO 8 - 20 DE AIO DE M 2018 -

TEXTO ÁUREO
“Jesus respondeu-lhes, e disse: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não
pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes”. João 6.26

VERDADE APLICADA
Precisamos perceber nos milagres, à luz da Palavra de Deus, além dos benefícios
imediatos e temporais, pois há sinal no milagre.

OBJETIVOS DA LIÇÃO
 Lembrar que Deus operou e ainda opera milagres;
 Mostrar a relação entre milagres e sinais;
 Enfatizar que os milagres não substituem a Palavra de Deus.

GLOSSÁRIO
Ascensão: Elevação de Jesus ao céu, quarenta dias depois de ressuscitado;
Concepção: Ato de conceber ou gerar um ser vivo; fecundação;
Vindouro: Que há de vir ou acontecer; que está por vir.

LEITURAS COMPLEMENTARES
Segunda Nm 14.22-23
Terça Dt 4.35-40
Quarta Dt 11.7-8
Quinta Dt 13.1-4
Sexta Mt 11.20-24
Sábado Hb 2.1-4

TEXTOS DE REFERÊNCIA.
Marcos 16.20 E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o
Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.
Atos 4.14 E, vendo estar com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em
contrário.
Atos 8.6 E as multidões unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque
ouviam e viam os sinais que ele fazia.
Atos 9.41 E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas,
apresentou-lha viva.
Atos 9.42 E foi isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor.

HINOS SUGERIDOS.
6, 7, 577

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |2

MOTIVO DE ORAÇÃO
Peça ao Senhor para cobrir os Seus Filhos com a Sua proteção divina.

ESBOÇO DA LIÇÃO
Introdução
1. Deus, o Operador de milagres.
2. A relação entre milagres e sinais
3. Os milagres e a Palavra de Deus.
Conclusão

INTRODUÇÃO
Reduzir o significado e o propósito dos muitos milagres operados por Deus no passado, e
também no presente, é não refletir sobre as consequências e a influência dos mesmos em
outras áreas da vida.

1. DEUS, O OPERADOR DE MILAGRES.


Lembrar que Deus operou e ainda opera milagres;

Iniciaremos o estudo deste tema lembrando que o Senhor Deus operou milagres e os
realiza ainda hoje, pois o Seu poder não diminuiu, Ele é o mesmo.

Tg 1.17 Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do
Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.

Hb 13.8 Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.


Para Deus nada é impossível.
Lc 1.37 Porque para Deus nada é impossível.

Uma prova disso é que encontramos na Bíblia o registro de centenas de milagres.

1.1. O QUE É UM MILAGRE?


Segundo o dicionário, “milagre” é definido como “feito ou ocorrência extraordinária,
que não se explica pelas leis da natureza”.
Biblicamente a ênfase recai sobre os atos maravilhosos de Deus, que retratam Sua
atividade na criação e na história.
Estamos usando a expressão “ênfase”, pois a Bíblia também registra sinais e prodígios
operados por espíritos enganadores.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |3

2Ts 2.1 – 10 (9-10):


1 Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela
nossa reunião com ele,

2 Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis,
quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se
o dia de Cristo estivesse já perto.

3 Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que
antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da
perdição

4 O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se


adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo
parecer Deus.

5 Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava
convosco?

6 E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja
manifestado.

7 Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste


até que do meio seja tirado;

8 E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da


sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;

9 A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e


sinais e prodígios de mentira,

10 E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não


receberam o amor da verdade para se salvarem.

Ap 13.3-4, 12-15.

1 E EU pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha
sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as
suas cabeças um nome de blasfêmia.

2 E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de


urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu
trono, e grande poderio.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |4

3 E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi
curada; e toda a terra se maravilhou após a besta.

4 E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta,


dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?

11 E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um


cordeiro; e falava como o dragão.

12 E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a


terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora
curada.

13 E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à
vista dos homens.

14 E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que
fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem
uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.

15 E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que


também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que
não adorassem a imagem da besta.

No Antigo Testamento o termo em hebraico “´ôt” em várias passagens se refere a “sinais


miraculosos”, como as pragas que vieram sobre os egípcios.

Também há o termo “môpet”, no sentido de “maravilhas” ou “milagre”.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Os termos citados designam os muitos acontecimentos extraordinários produzidos
pelo poder de Deus ao longo da história.

Êx 7.3 Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó, e multiplicarei na terra


do Egito os meus sinais e as minhas maravilhas.

Dt 4.34 Ou se Deus intentou ir tomar para si um povo do meio de outro povo


com provas, com sinais, e com milagres, e com peleja, e com mão forte, e com
braço estendido, e com grandes espantos, conforme a tudo quanto o
SENHOR vosso Deus vos fez no Egito aos vossos olhos?
Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO
LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |5

Sl 135. 9 O que enviou sinais e prodígios no meio de ti, ó Egito, contra


Faraó e contra os seus servos;

Jr 33. 20 Assim diz o SENHOR: Se puderdes invalidar a minha aliança com


o dia, e a minha aliança com a noite, de tal modo que não haja dia e noite a
seu tempo,

entre outros textos.

C. S. Lewis assim definiu milagre: “Milagre é uma interferência na natureza por um


poder sobrenatural”.

Os milagres de Deus em favor do Seu povo demonstram, assim, atos salvíficos e


apontam para uma salvação ainda mais abrangente no futuro, como se expressou o
professor de Teologia Sistemática na Califórnia, C. Brown.

Os propósitos de Deus para o Seu povo alcançam a eternidade. Não se limitam à


existência debaixo do sol.

1.2. OS MILAGRES DE CRISTO.

No novo testamento a expressão grega “semeion” indica “sinal”, “maravilha”, “milagre”

Jo 2.11, 18, 23:


11 Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a
sua glória; e os seus discípulos creram nele.

18 Responderam, pois, os judeus, e disseram-lhe: Que sinal nos mostras


para fazeres isto?

23 E, estando ele em Jerusalém pela páscoa, durante a festa, muitos, vendo


os sinais que fazia, creram no seu nome.

Jo 4. 48 Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis.

Também é utilizado, dentre outros, o termo “dunamis”, ou seja, “poder”, para indicar
ações sobrenaturais (At 2.22; 8.13; entre outros).

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |6

A passagem de Jesus Cristo aqui na terra, desde a concepção até a Sua ascenção, foi
marcada por milagres e maravilhas.

Gerado no ventre de Maria pela ação do Espírito Santo, efetuou curas, ressurreições e
expulsão de demônios, ressuscitou ao terceiro dia e foi elevado aos céus à vista de Seus
discípulos.

Mt. 1. 20 E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do
Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher,
porque o que nela está gerado é do Espírito Santo;

Mt 4. 23, 24
23 E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e
pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias
entre o povo.

24 E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que


padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os
endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava.

Mt 28.1-6;
1 E, NO fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana,
Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.

2 E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor,


descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela.

3 E o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como


neve.

4 E os guardas, com medo dele, ficaram muito assombrados, e como mortos.

5 Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei
que buscais a Jesus, que foi crucificado.

6 Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o
lugar onde o Senhor jazia.

At 1.9-10.
9 E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o
recebeu, ocultando-o a seus olhos.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |7

10 E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto
deles se puseram dois homens vestidos de branco.

At 2. 22 Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno,


homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que
Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;

1. O que a expressão grega “semeion” indica?


R: “Sinal”, “maravilha”, “milagre” (Jo 2.11, 18, 23; 4.48).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Tais atos sobrenaturais socorreram necessitados, atraíram multidões, provocaram
invejas, atestaram a missão messiânica de Jesus e levaram pessoas a glorificar a
Deus.

E evidente que os evangelhos não registram todos os milagres operados por Jesus
(Jo 20.30), pois muitos livros precisariam ser escritos (Jo 21.25).
Jo 20. 30 Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos
outros sinais, que não estão escritos neste livro.

Jo 21. 25 Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada
uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia
conter os livros que se escrevessem. Amém.

Contudo, o que chegou até nós testifica que o Deus que operava sinais e maravilhas
no período do Antigo Testamento continuou operando maravilhas por intermédio de
Jesus Cristo (At 2.22).
At 2. 22 Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno,
homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que
Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;

E Jesus Cristo, ressuscitado e à direita de Deus, é o mesmo para sempre (Hb 13.8).
Hb. 13. 8 Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |8

1.3. MILAGRES APÓS A ASCENÇÃO DE CRISTO.


A continuidade dos milagres tem sido uma realidade ao longo da história da Igreja.

O próprio Jesus, antes de retornar ao céu, disse aos Seus discípulos que sinais seguiriam
aos que cressem (Mc 16.17).
Mc 16. 17 E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão
os demônios; falarão novas línguas;
A Bíblia registra que, após a ascensão, o Senhor cooperava com os discípulos confirmando
a Palavra pregada com sinais (Mc 16.20).

Mc 16. 20 E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando


com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram.
Amém.

Alguns dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja são os dons de curar e
a operação de maravilhas (1Co 12.9-10).

1Co 12.9-10
9 E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os
dons de curar;

10 E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o


dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a
interpretação das línguas.

2. O que Jesus, antes de retornar ao céu, disse aos Seus discípulos?


R: Que sinais seguiriam aos que cressem (Mc 16.17).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


No livro de Atos encontramos diversos relatos acerca da operação de milagres por
intermédio dos discípulos, enquanto ocorria a proclamação do Evangelho.

Palavras e atos; pregação e sinais (At 3.9-12, 19; 8.5-6; 14.3; 15.12; 19.11).

Interessante refletir que a ausência de milagres não significa que findou a “era dos
sinais de maravilhas”, até porque não há base bíblica para afirmarmos que os
milagres se restringiram ao período apostólico.
Notemos dois motivos para a não operação de muitas maravilhas:

incredulidade (Mt 13.58; Mc 6.1-6)


Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO
LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES |9

Mc 6. 1 – 6 (Jesus retira-se para Nazaré)

1 E, PARTINDO dali, chegou à sua pátria, e os seus discípulos o seguiram.

2 E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-


o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é
esta que lhe foi dada? e como se fazem tais maravilhas por suas mãos?

3 Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de


Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-
se nele.

4 E Jesus lhes dizia: Não há profeta sem honra senão na sua pátria, entre os
seus parentes, e na sua casa.

5 E não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos
enfermos, impondo-lhes as mãos.

6 E estava admirado da incredulidade deles. E percorreu as aldeias vizinhas,


ensinando.

e curiosidade (Lc 23.8).

Lc 23. 8 E Herodes, quando viu a Jesus, alegrou-se muito; porque havia


muito que desejava vê-lo, por ter ouvido dele muitas coisas; e esperava que
lhe veria fazer algum sinal.

Até mesmo no tempo do Antigo Testamento houve períodos nos quais o povo não
estava testemunhando sinais e mensagens proféticas (Sl 74.9).

Sl 74. 9 Já não vemos os nossos sinais, já não há profeta, nem há entre nós
alguém que saiba até quando isto durará.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 10

2. A RELAÇÃO ENTRE MILAGRES E SINAIS.


Mostrar a relação entre milagres e sinais;

Neste tópico vamos considerar a palavra “sinal” de acordo com os significados que
encontramos no dicionário da língua portuguesa, entre outros:

“aquilo que serve de advertência; que possibilita conhecer; demonstração exterior


duma intenção; aceno”.

2.1. A IMPORTÂNCIA DE PERCEBER OS SINAIS.


Devemos refletir na importância de enxergarmos nos milagres, maravilhas e prodígios do
Senhor, sinais de Deus para nós.

Ou seja, olhar além do milagre em si.


O próprio Cristo lançou em rosto da multidão que o buscava o fato de que O procuravam
“não pelos sinais”, mas porque haviam desfrutado do milagre da multiplicação dos pães e
peixes (Jo 6.26).

Jo 6. 26 Jesus respondeu-lhes, e disse: Na verdade, na verdade vos digo que


me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos
saciastes.
Não haviam enxergado no milagre o sinal de Deus: Jesus Cristo é o verdadeiro pão do céu.
Ele é o pão da vida (Jo 6.32, 35).

Jo 6. 32 Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés


não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu.

Jo 6. 35 E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não
terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Os milagres operados por Cristo não eram o objetivo final em si, mas, sim, fazer
com que os beneficiados passassem a crer em Cristo como o messias prometido e
que veio para “buscar e salvar o que se havia perdido” (Jo 4.48; Lc 19.10).

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 11

Jo 4. 48 Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis.

Lc 19. 10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia


perdido.
Há sinal em cada milagre!

Desse modo, podemos dizer que a realização de um milagre não é sinônimo de que
Deus está aprovando o modo de vida do beneficiado ou da pessoa por quem o
milagre e as maravilhas estão sendo realizadas (Mt 7.21-23).

Mt 7.21-23

21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas
aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em


teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não
fizemos muitas maravilhas?

23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim,


vós que praticais a iniqüidade.

2.2. MILAGRES E RELACIONAMENTO COM DEUS.


É muito comum a associação entre a operação de maravilhas e milagres com a aprovação
divina.

Contudo, Jesus operou muitos prodígios em Cafarnaum, mas disse que no juízo vindouro
aquela geração sofreria mais rigor do que os de Sodoma, pois, apesar de tantos milagres,
não se arrependeram (Mt 11.20-24).

Mt 11.20-24

20 Então começou ele a lançar em rosto às cidades onde se operou a maior


parte dos seus prodígios o não se haverem arrependido, dizendo:

21 Ai de ti, Corazim! ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidom


fossem feitos os prodígios que em vós se fizeram, há muito que se teriam
arrependido, com saco e com cinza.

22 Por isso eu vos digo que haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do
juízo, do que para vós.
Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO
LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 12

23 E tu, Cafarnaum, que te ergues até aos céus, serás abatida até aos
infernos; porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se
operaram, teria ela permanecido até hoje.

24 Eu vos digo, porém, que haverá menos rigor para os de Sodoma, no dia do
juízo, do que para ti.

O Senhor estava dizendo que os habitantes daquela cidade deveriam ter se voltado para
Deus, pois ele estava se manifestando de maneira tão poderosa.

Porém, eles demonstraram que estavam interessados tão somente em desfrutar dos
milagres produzidos pelo poder de Jesus.

Eles não queriam relacionamento ou compromisso.


Queriam continuar vivendo suas vidas do mesmo jeito.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Muitos hoje também só querem ser beneficiados pelos milagres, mas não querem
mudança de vida e passar a viver como discípulos de Jesus.
Querem receber e ouvir sobre milagres, contudo, não estão interessados em serem
confrontados pela Palavra de Deus.

No tempo de Jesus muitos creram nEle pelo que viam Ele fazer, mas não havia
mudança no coração.
O apóstolo João registrou acerca destes, dizendo que o próprio Jesus “não confiava
neles” (Jo 2.23-25).

Jo 2.23-25

23 E, estando ele em Jerusalém pela páscoa, durante a festa, muitos, vendo


os sinais que fazia, creram no seu nome.

24 Mas o mesmo Jesus não confiava neles, porque a todos conhecia;

25 E não necessitava de que alguém testificasse do homem, porque ele bem


sabia o que havia no homem.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 13

2.3. LIÇÕES A PARTIR DOS MILAGRES.


Considerando três expressões do significado da palavra “sinal”, conforme exposto no
início do tópico, podemos extrair preciosas lições sobre como lidar com os milagres e
maravilhas de Deus:

 advertência,
 conhecimento e
 aceno.

Deus tem utilizado meios para advertir, se revelar e acenar para o ser humano acerca da
Sua existência, do Seu interesse por nós, da Sua providência, do Seu plano de salvação e
de Seus propósitos.

Precisamos procurar conhecer os caminhos do Senhor (Sl 103.7) e não apenas desfrutar
dos Seus feitos.

Sl 103. 7 Fez conhecidos os seus caminhos a Moisés, e os seus feitos aos


filhos de Israe

Apesar de ter visto e desfrutado das obras de Deus, toda uma geração pereceu no deserto,
porque não conheceu os caminhos do Senhor (Hb 3.9-10).

Hb 3.9-10
9 Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram por quarenta anos
as minhas obras.

10 Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em
seu coração, E não conheceram os meus caminhos.

3. Por que toda uma geração pereceu no deserto?


R: Porque, apesar de ter visto e desfrutado das obras de Deus, não conheceu os
caminhos do Senhor (Hb 3.9-10).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Não conheceram por não terem atentado para a Palavra de Deus.
Não procuraram obedecer às orientações divinas.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 14

Ou seja, não perceberam que Deus estava operando tantas maravilhas não apenas
para suprir necessidades físicas (fome, sede, proteção, etc.), mas, também (e
principalmente), atraí-los a Si para ensinar-lhes verdades espirituais (Nm 14.11, 22).

Desfrutaram dos milagres e prodígios, “mas Deus não se agradou da maior parte
deles” (1Co 10.5).

É preciso perceber o sinal no milagre.

3. OS MILAGRES E A PALAVRA DE DEUS.

Enfatizar que os milagres não substituem a Palavra de Deus.

Antes de Deus falar com Moisés no monte Horebe, primeiro lhe mostrou uma sarça que
ardia e não se consumia.
Moisés ficou maravilhado com o que via e decidiu chegar mais perto para ver.
Então, quando o Senhor viu que ele estava chegando mais perto, o chamou e começou a
falar com ele sobre Seus planos e propósitos (Êx 3.1-4).

Êx 3.1-4

1 E APASCENTAVA Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em


Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto, e chegou ao monte de Deus, a
Horebe.

2 E apareceu-lhe o anjo do SENHOR em uma chama de fogo do meio duma


sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.

3 E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão,
porque a sarça não se queima.

4 E vendo o SENHOR que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da
sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui.

3.1. IMPACTADOS PELA AÇÃO DIVINA.


A sarça que ardia e não se consumia era tão somente um sinal para despertar a atenção de
Moisés sobre o que Deus queria falar com ele.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 15

Podemos observar, novamente, o impacto da ação divina nos dois relatos encontrados no
Evangelho de João sobre os samaritanos (Jo 4.39-42) e os galileus (Jo 4.43-45).

Jo 4.39-42
39 E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da
mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito.
40 Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles;
e ficou ali dois dias.
41 E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.
42 E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós
mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o
Salvador do mundo.

Jo 4.43-45
43 E dois dias depois partiu dali, e foi para a Galiléia.
44 Porque Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua
própria pátria.
45 Chegando, pois, à Galiléia, os galileus o receberam, vistas todas as
coisas que fizera em Jerusalém, no dia da festa; porque também eles tinham
ido à festa.

Ambos os povos receberam e tiveram um encontro com Jesus.

A diferença é a ênfase que o apóstolo João dá sobre os samaritanos.


Considerando os quatro versículos citados acima, as expressões que se destacam para
descrever este encontro são que eles creram pela palavra, primeiro do testemunho da
mulher e depois do próprio Cristo, a tal ponto que testemunharam que haviam crido em
Jesus porque ouviram e, assim, passaram a conhecer que Ele verdadeiramente era o
Salvador do mundo.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Não há no texto de João 4.39-42 menção da realização de milagres de curas e
libertação dos possuídos por demônios.

Podemos crer que o grande milagre foi produzido pela Palavra de Jesus no coração
dos samaritanos.

Enquanto que os galileus “o receberam, porque viram” (Jo 4.45).

Jo 4. 45 Chegando, pois, à Galiléia, os galileus o receberam, vistas todas as


coisas que fizera em Jerusalém, no dia da festa; porque também eles tinham
ido à festa.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 16

3.2. A RELEVÂNCIA DA PALAVRA.


Tendo em vista as palavras de Jesus para o oficial do rei que foi procurá-Lo (Jo 4.48),
podemos extrair uma importante lição: o milagre e os sinais podem despertar a atenção e o
interesse das pessoas, mas somente a Palavra de Deus produz a fé e o conhecimento
necessários para a salvação (Jo 17.3; 20.30-31).
Jo 4. 48 Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis

Jo 17. 3 E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus
verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

Jo 20.30-31

30 Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros


sinais, que não estão escritos neste livro.

31 Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o
Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.

Por isso, Jesus não atendeu o pedido do homem para acompanhá-lo, mas o estimulou e
desafiou a crer em Sua Palavra: “Vai, o teu filho vive” (Jo 4.50).

Jo 4. 50 Disse-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra


que Jesus lhe disse, e partiu.

E aquele servo do rei creu na Palavra de Jesus e testemunhou o milagre.


Ou seja, o milagre, os prodígios e as maravilhas não substituem a Palavra de Deus.
A Bíblia diz que a fé é pelo ouvir (Rm 10.17).

Rm 10. 17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

4. O que o milagre, os prodígios e as maravilhas não substituem?


R: A Palavra de Deus (Rm 10.17).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


A fé firme e consistente, que está centrada em Cristo e conduz o discípulo de Jesus a
uma vida perseverante, é produzida pela Palavra de Deus.

Acima do milagre está a Palavra de Deus (Dt 13.1-4).


Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO
LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 17

Dt 13.1-4

1 QUANDO profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te


der um sinal ou prodígio,

2 E suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos


após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los;

3 Não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos;


porquanto o SENHOR vosso Deus vos prova, para saber se amais o SENHOR
vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma.

4 Após o SENHOR vosso Deus andareis, e a ele temereis, e os seus


mandamentos guardareis, e a sua voz ouvireis, e a ele servireis, e a ele vos
achegareis.

Deus alertou o povo de Israel quanto a possibilidade de surgir um profeta no meio


da congregação e operar um sinal ou prodígio, buscando, assim, desviar o povo da
palavra revelada por Deus.
Lembremo-nos de que os magos do Egito também fizeram sinais diante de Faraó
(Êx 7.11, 22; 8.7).

Êx 7. 11, 22

11 E Faraó também chamou os sábios e encantadores; e os magos do Egito


fizeram também o mesmo com os seus encantamentos.

22 Porém os magos do Egito também fizeram o mesmo com os seus


encantamentos; de modo que o coração de Faraó se endureceu, e não os
ouviu, como o SENHOR tinha dito.

Êx 8. 7 Então os magos fizeram o mesmo com os seus encantamentos, e


fizeram subir rãs sobre a terra do Egito.

3.3. ANALISAR O MILAGRE A LUZ DA PALAVRA.


Deuteronômio 4.34-40 é outro texto que demonstra a relação entre sinais e Palavra de
Deus.

Deuteronômio 4.34-40

34 Ou se Deus intentou ir tomar para si um povo do meio de outro povo com


provas, com sinais, e com milagres, e com peleja, e com mão forte, e com

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 18

braço estendido, e com grandes espantos, conforme a tudo quanto o


SENHOR vosso Deus vos fez no Egito aos vossos olhos?

35 A ti te foi mostrado para que soubesses que o SENHOR é Deus; nenhum


outro há senão ele.

36 Desde os céus te fez ouvir a sua voz, para te ensinar, e sobre a terra te
mostrou o seu grande fogo, e ouviste as suas palavras do meio do fogo.

37 E, porquanto amou teus pais, e escolheu a sua descendência depois deles,


te tirou do Egito diante de si, com a sua grande força,

38 Para lançar fora de diante de ti nações maiores e mais poderosas do que


tu, para te introduzir e te dar a sua terra por herança, como neste dia se vê.

39 Por isso hoje saberás, e refletirás no teu coração, que só o SENHOR é


Deus, em cima no céu e em baixo na terra; nenhum outro há.

40 E guardarás os seus estatutos e os seus mandamentos, que te ordeno hoje


para que te vá bem a ti, e a teus filhos depois de ti, e para que prolongues os
dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá para todo o sempre.

O Senhor Deus revela que mostrou ao povo sinais e milagres para que soubesse que não há
outro Deus, para ensinar e para que guardasse os estatutos e mandamentos.

O inimigo sabe da tendência do ser humano de supervalorizar um milagre e interpretá-lo


somente à luz dos acontecimentos imediatos e dos benefícios recebidos.
Mas Deus deixou revelado em Sua Palavra, a Bíblia, sobre o perigo de se desprezar a
Palavra.

A Bíblia diz que, aos que não receberam a Palavra, será enviada a operação do erro, com
poder, sinais e prodígios de mentira (2Ts 2.9-12).

2Ts 2.9-12

9 A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e


sinais e prodígios de mentira,

10 E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não


receberam o amor da verdade para se salvarem.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 19

11 E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a
mentira;

12 Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes
tiveram prazer na iniquidade.

5. O que o texto de Deuteronômio 4.34-40 demonstra?


R: A relação entre sinais e palavra de Deus.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO DO PROFESSOR


Jesus, em Seu sermão profético, disse que se levantarão falsos profetas operando
sinais e prodígios (Mc 13.22).

Mc 13.22

22 Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e


prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.

23 Mas vós vede; eis que de antemão vos tenho dito tudo.

O inimigo fará até mesmo descer fogo do céu à terra (Ap 13.13) e enganará com
sinais.

Ap 13. 1 – 10 (A besta que subiu do mar)

1 E EU pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha
sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as
suas cabeças um nome de blasfêmia.

2 E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de


urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu
trono, e grande poderio.

3 E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi
curada; e toda a terra se maravilhou após a besta.

4 E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta,


dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?

5 E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-
se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO


LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 20

6 E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu


nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.

7 E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder


sobre toda a tribo, e língua, e nação.

8 E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não
estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação
do mundo.

9 Se alguém tem ouvidos, ouça.


10 Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada,
necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.

Ap 13. 11 – 18 A besta que subiu da terra

11 E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um


cordeiro; e falava como o dragão.

12 E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a


terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora
curada.

13 E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à
terra, à vista dos homens.

14 E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que
fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem
uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.

15 E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que


também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que
não adorassem a imagem da besta.

16 E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes
seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,

17 Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o
sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

18 Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da


besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e
sessenta e seis

Precisamos atentar para os milagres e refletir junto com a Palavra de Deus.


Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO
LIÇÃO 8 - 20 DE MAIO DE 2018 - OS PROPÓSITOS DE DEUS NOS MILAGRES | 21

Não podemos analisar o milagre isoladamente.

Devemos procurar perceber qual é a fonte, o propósito visado e o resultado


produzido.

O Doutor em Teologia e professor Otfried Hofius assim comentou acerca dos


numerosos milagres registrados nos evangelhos:

“De modo geral, as narrativas prestam pouca atenção ao processo milagroso


propriamente dito; concentram sua atenção no encontro entre Jesus e o
homem inteiro, com suas necessidades físicas e espirituais”.

CONCLUSÃO.
Os milagres, prodígios e as maravilhas de Deus são ações de socorro e providência, bem
como sinais de advertência e acenos do Senhor para nós.
Ainda não terminou o período da Igreja na terra, portanto precisamos permanecer crendo,
proclamando e esperando o agir sobrenatural de Deus.

QUESTIONÁRIO.

1. O que a expressão grega “semeion” indica?


R: “Sinal”, “maravilha”, “milagre” (Jo 2.11, 18, 23; 4.48).

2. O que Jesus, antes de retornar ao céu, disse aos Seus discípulos?


R: Que sinais seguiriam aos que cressem (Mc 16.17).

3. Por que toda uma geração pereceu no deserto?


R: Porque, apesar de ter visto e desfrutado das obras de Deus, não conheceu os
caminhos do Senhor (Hb 3.9-10).

4. O que o milagre, os prodígios e as maravilhas não substituem?


R: A Palavra de Deus (Rm 10.17).

5. O que o texto de Deuteronômio 4.34-40 demonstra?


R: A relação entre sinais e palavra de Deus.

Pastor José Maria Soares de Carvalho - Lição ministrada na IAD-PEDROSO