Vous êtes sur la page 1sur 22

CHARADAS DA FÍSICA

Este é um jogo de tabuleiro com charadas que os jogadores precisam acertar para poderem avançar pelo tabuleiro e ganhar o jogo.

O jogo é composto de um tabuleiro de 41 casas, 1 dado de 6 faces, 7 pinos coloridos, 204 cartas com charadas e 24 cartas com surpresas (12 de sorte e 12 de azar).

REGRAS

Ÿ A primeira casa do tabuleiro é a casa de cor amarela.

Ÿ Todas as charadas começam com «Quem sou eu?» seguida de um pequeno texto e com a resposta em negrito na parte inferior da carta.

Ÿ Na vez de jogar, cada jogador precisa tentar acertar uma charada. Outro jogador deve ler a charada porque a resposta está na própria carta. Se errar a charada, nada acontece e o peão do jogador fica onde está. Se acertar a charada, o jogador ganha o direito de jogar o dado e andar pelo tabuleiro o número correspondente de casas.

Ÿ Depois de jogar o dado e se mover pelo tabuleiro, se cair em uma casa roxa, que é uma casa surpresa, pegue uma carta do monte de cartas surpresas e cumpra o que diz a carta (seja de sorte ou de azar) e passe a vez para o próximo jogador. Essas cartas afetam a movimentação dos jogadores pelo tabuleiro.

Ÿ Depois de jogar o dado e se mover pelo tabuleiro, se cair em uma casa vermelha, que é uma casa vazia, passe a vez para o próximo jogador.

Ÿ Ganha o jogo, o jogador que primeiro completar o circuito de 41 casas e voltar à casa amarela.

Casa Vazia

Casa Início/Fim

Casa surpresa

Charadas da Física

Surpresas

Charadas

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou a medida da quantidade de matéria.

Mesmo que a aceleração da gravidade se altere, eu permaneço igual.

Sou ligada intimamente à inércia.

Massa.

Massa.

Massa.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

No Sistema Internacional de Unidades, sou medida em quilogramas (Kg)

Praticamente tudo me possui, das partículas subatômicas às galáxias

Não dependo da gravidade, por isso não sou alterado como o peso.

Massa.

Massa.

Massa.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou uma força descendente que depende da gravidade.

Por depender da gravidade, sou fácil de ser medido.

Posso ser usado para medir a massa.

Peso.

Peso.

Peso.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Meu valor é diferente em cada planeta apesar da massa se manter igual.

No espaço, longe da gravidade, eu não existo.

Quanto maior eu sou, mais massa é comprimida no mesmo espaço.

Peso.

Peso.

Densidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou a medida de quão

Sou medida em quilogramas por metro cúbico (Kg/m ).

3

compactos os objetos são.

Afundar ou nadar, tudo cabe a mim.

Densidade.

Densidade.

Densidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Manchas de óleo ficam sobre a água e balões cheios de hélio sobem no ar por minha causa.

Ósmio e o Irídio são os metais que possuem o maior valor de mim.

Passeio por aí, cobrindo uma certa distância em um determinado tempo.

Densidade.

Densidade.

Velocidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

O atrito e a resistência do ar são as únicas coisas que me fazem perder a minha constância.

Sou medida em metros por segundo (m/s).

Eu posso lhe dizer o quão rápido você pode ir de um lugar para outro.

Velocidade.

Velocidade.

Velocidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Ao contrário da aceleração, não gosto de variar.

Sou o quão rápido as coisas ganham velocidade.

Não sou uma força, mas você a sente como se fosse.

Velocidade.

Aceleração.

Aceleração.

Quem sou eu?

Quem sou eu? Sou medida em metros por segundo ao quadrado (m/s ). 2 Aceleração. Quem

Sou medida em metros por segundo ao quadrado (m/s ).

2

Aceleração.

Quem sou eu?

O Guepardo é o animal que consegue gerar a maior intensidade de mim.

Aceleração.

Quem sou eu?

Sou a razão pela qual o seu pé não afunda no chão quando você caminha.

Força.

Quem sou eu?

Eu dificulto os objetos entrarem em movimento e depois os tornos difíceis de serem parados.

Inércia.

Quem sou eu?

Para que eu apareça, as forças precisam estar

desequilibradas e eu sigo sempre a direção da força resultante.

Aceleração.

Quem sou eu?

Sou medida em Newtons (N).

Força.

Quem sou eu?

Sou a razão pela qual os foguetes espaciais conseguem decolar e porque é uma má ideia correr contra uma parede.

Força.

Quem sou eu?

Para fazer um objeto se movimentar, você primeiro me deve superar.

Inércia.

Quem sou eu?

Os dragsters e os foguetes são as máquinas produzidas pelo homem que conseguem gerar a maior intensidade de mim.

Os dragsters e os foguetes são as máquinas produzidas pelo homem que conseguem gerar a maior

Aceleração.

Quem sou eu?

Eu supero a inércia para empurrar, puxar e girar as coisas.

Força.

Quem sou eu?

Eu me junto à massa e a aceleração para mover as coisas.

Força.

Quem sou eu?

Eu sou a resistência de um objeto ao movimento.

Inércia.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quanto mais pesado for o objeto, menor é a minha intenção de sair do lugar.

Sou uma força aderente que odeia qualquer tipo de movimento.

Apareço quando duas superfícies estão em contato.

Inércia.

Atrito.

Atrito.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha força perturbadora faz a energia perder utilidade, desgasta peças mecânicas e gera calor ao movimentar coisas.

Ao gerar calor em excesso, transformo a energia útil, como a Energia Cinética em outros tipos de energia.

Sem mim, o mundo seria um lugar bem escorregadio.

Atrito.

Atrito.

Atrito.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sem mim os freios dos veículos seriam inúteis.

Sou a força de atração entre 2 objetos.

Sou uma das forças fundamentais da natureza e nunca desapareço por completo.

Atrito.

Gravidade.

Gravidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Buracos negros possuem tanto de mim que nem mesmo a luz consegue escapar dele.

Eu atuo principalmente na vastidão do espaço.

Eu interajo com objetos mesmo a distâncias imensas.

Gravidade.

Gravidade.

Gravidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Fui a primeira das 4 forças fundamentais da natureza a ser descoberta.

Sou a mais fraca das 4 forças fundamentais da natureza.

Eu impeço você de pular muito alto.

Gravidade.

Gravidade.

Gravidade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

O alcance de minha atuação é infinito.

Sou medida em Joules (J) ou calorias (cal).

Posso me transformar existindo em várias formas diferentes.

Gravidade.

Energia.

Energia.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha habilidade de me transformar sem esforço em diferentes formas é o que permite a existência de tantas máquinas diferentes.

No planeta Terra, a maior parte de mim vem do Sol.

O Sol libera mais quantidade de mim em um segundo, que todos os reatores nucleares do mundo produzem em 1 ano.

Energia.

Energia.

Energia.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Albert Einstein disse que a matéria é apenas uma forma supercondensada de mim.

Sou do tipo armazenada que pode ser convertida em outras formas.

Eu existo em 3 formas, a gravitacional, a elástica e a elétrica.

Energia.

Energia Potencial.

Energia Potencial.

Quem sou eu?

Na minha forma gravitacional, dependo da massa do objeto, da altura dele em relação ao solo e da aceleração da gravidade.

Energia Potencial.

Quem sou eu?

Quanto mais de mim nas moléculas de uma substância, maior é a sua temperatura.

Energia cinética.

Quem sou eu?

Sou muito usada para gerar eletricidade e dar força a qualquer tipo de máquina.

Energia cinética.

Quem sou eu?

Sou a medida da desordem no universo.

Entropia.

Quem sou eu?

Na minha forma elástica, dependo do quanto a mola é comprimida ou esticada e também da característica específica do material utilizado.

Energia Potencial.

Quem sou eu?

Dependo da massa e da velocidade.

Energia cinética.

Quem sou eu?

Se mova com o dobro da velocidade e você terá 4 vezes mais de mim.

Energia cinética.

Quem sou eu?

Sou a rainha do caos e sempre asseguro que a energia seja dissipada.

Entropia.

Quem sou eu?

Na minha forma elétrica, dependo dos valores das cargas elétricas envolvidas e da distância entre elas.

Energia Potencial.

Quem sou eu?

Sempre apareço quando algo se move.

Energia cinética.

Quem sou eu?

A Entropia diminui a minha utilidade.

Energia cinética.

Quem sou eu?

Sou a inimiga de todas as máquinas.

Entropia.

Quem sou eu?

Cresço sempre e trabalho em uma única direção.

Entropia.

Quem sou eu?

Os cientistas antigos achavam que era impossível eu existir.

Vácuo.

Quem sou eu?

A radiação que eu produzo depende apenas de meu calor.

Corpo Negro.

Quem sou eu?

Sou ondas de energia captadas pelos seus tímpanos.

Som.

Quem sou eu?

Quando eu existo, não há atrito ou resistência do ar para frear as coisas.

Vácuo.

Quem sou eu?

Limpo sua casa, sou usado em comidas congeladas e deixo suas bebidas quentes ou frias em garrafas térmicas.

Vácuo.

Quem sou eu?

Quando um objeto é como eu, ele absorve toda a luz que chega até ele e irradia na forma de calor.

Corpo Negro.

Quem sou eu?

Viajo por vibrações na matéria.

Som.

Quem sou eu?

Sou um espaço vazio sem matéria.

Vácuo.

Quem sou eu?

Os astronautas usam roupas espaciais pressurizadas no espaço por minha causa.

Vácuo.

Quem sou eu?

Sou a razão pela qual coisas escuras esquentam mais e os objetos claros permanecem mais frios.

Corpo Negro.

Quem sou eu?

Minhas ondas é do tipo Transversal.

Som.

Quem sou eu?

Sou o responsável por você falar com outras pessoas e ouça o mundo.

Som.

Quem sou eu?

Sou a quantidade de repetições de uma onda por unidade de tempo.

Frequência.

Quem sou eu?

De modo geral, quanto maior eu sou, mais energia as ondas carregam.

Frequência.

Quem sou eu?

Fui proposto teoricamente por Albert Einstein em 1917.

Laser.

Quem sou eu?

No ar, eu viajo a 340 m/s.

Som.

Quem sou eu?

Sou medida em Hertz (Hz)

Frequência.

Quem sou eu?

Sou energia concentrada em um feixe de luz em um único comprimento de onda.

Laser.

Quem sou eu?

Sou a onda eletromagnética com a frequência mais baixa.

Onda de Rádio.

Quem sou eu?

O ser humano só pode me ouvir dentro da faixa de frequência de 20 a 20.000 Hertz.

Som.

Quem sou eu?

Sou o mais importante parâmetro de uma onda.

Frequência.

Quem sou eu?

A tradução direta de meu nome é Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação.

Laser.

Quem sou eu?

Sou responsável pelas transmissões TV e telefonia celular.

Onda de Rádio.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Radiotelescópios conseguem me captar vinda do Universo afora.

Sou a energia eletromagnética captada pelos seus olhos.

Sou o que se vê quando se olha para alguma coisa.

Onda de Rádio.

Luz.

Luz.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Nossos olhos são sensíveis a mim.

As plantas usam a minha energia para crescer.

Sou o responsável pelo bronzeamento da pele das pessoas.

Luz.

Luz.

Ultravioleta.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

A parte mais perigosa de mim é bloqueada pela camada de ozônio.

Em excesso, posso alterar o DNA das células quebrando ligações químicas e liberando moléculas reativas que podem causar câncer de pele.

Sou usado em lâmpadas anti-insetos e também para esterilizar a água potável.

Ultravioleta.

Ultravioleta.

Ultravioleta.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem me descobriu foi

Johann Wilhelm Ritter em

A atmosfera terrestre bloqueia a maior parte de mim que vem do Sol.

1801.

Coisas quentes me liberam e não sou o calor.

Ultravioleta.

Infravermelho.

Infravermelho.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Controles remotos me usam para mandar comandos às televisões.

Quem me descobriu foi Willian Herschel em 1800.

Câmeras de visão térmica me captam.

Infravermelho.

Infravermelho.

Infravermelho.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou uma radiação de grande energia que pode causar e curar o câncer.

Os radiologistas utilizam aventais forrados com chumbo para se protegerem de mim.

Embora eu seja perigoso, minha capacidade de ver dentro das coisas me torna útil na medicina, principalmente em localizar ossos quebrados.

Raios-X.

Raios-X.

Raios-X.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Eu apareço quando correntes de elétrons de alta energia se chocam contra um alvo metálico.

Em 1999, o Observatório Espacial Chandra, captando a minha radiação, revelou um Universo onde buracos negros destroem estrelas e estrelas de nêutrons explodem em pedaços.

Wilhem Röntgen me descobriu em 1875.

Raios-X.

Raios-X.

Raios-X.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou uma forma letal de radiação e causo sérios danos ao ser humano.

Tenho o comprimento de onda mais curto e o fóton de maior energia.

Sou o maior causador de envenenamento por radiação.

Raios Gama.

Raios Gama.

Raios Gama.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Atravesso qualquer material como se ele não existisse.

Na década de 1960, colocaram sensores no espaço para detectar testes nucleares ilegais e em vez disso descobriram as mais violentas explosões no Universo.

Esterilizo comida e destruo células cancerígenas.

Raios Gama.

Raios Gama.

Raios Gama.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Paul Villard me descobriu em

Eu componho toda a matéria

Estou por toda a parte à sua volta, tudo o que você pega ou senta em cima é feito de mim.

1900.

do Universo.

Raios Gama.

Átomo.

Átomo.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou tão pequeno que um fio de cabelo é cerca de meio milhão maior do que eu.

Na maior parte, sou espaço vazio.

Posso ceder ou compartilhar meus elétrons em reações químicas com outros de mim

Átomo.

Átomo.

Átomo.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Dividir o meu núcleo é incrivelmente difícil e requer altíssimas energias.

Sou uma partícula fundamental encontrada orbitando o núcleo do átomo.

Em um átomo, sempre existe o mesmo número meu e de prótons.

Átomo.

Elétron.

Elétron.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha carga elétrica é negativa.

Minha carga elétrica tem a mesma intensidade que a do próton.

Em reações químicas, posso me liberar do átomo.

Elétron.

Elétron.

Elétron.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou o responsável pelo funcionamento de todos os equipamentos elétricos.

Joseph J. Thomson me descobriu em 1897.

Sou uma partícula encontrada no núcleo de um átomo.

Elétron.

Elétron.

Próton.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Não sou uma partícula fundamental. Sou composto de 2 quarks up e 1 quark down.

Minha carga elétrica é positiva.

Apesar da repulsão elétrica que existe entre mim e outros iguais a mim, permanecemos pertinhos no núcleo por causa da Força Nuclear Forte.

Próton.

Próton.

Próton.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha carga elétrica tem a mesma intensidade que a do elétron.

Ernest Rutherford me descobriu em 1918.

Não sou uma partícula fundamental. Sou composto de 2 quarks down e 1 quark up.

Próton.

Próton.

Nêutron.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Não possuo carga elétrica.

Sou afetado somente pela Força Nuclear Forte e pela Força da Gravidade.

Sou a chave para as reações nucleares em cadeia.

Nêutron.

Nêutron.

Nêutron.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Não sou afetado pelo eletromagnetismo.

James Chadwick me descobriu em 1932.

Sou o responsável por manter unido o núcleo atômico.

Nêutron.

Nêutron.

Força Nuclear Forte.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou a mais forte de todas as forças fundamentais da natureza.

Se eu não existisse, não haveria átomos além do Hidrogênio.

Meu campo de ação é extremamente curto.

Força Nuclear Forte.

Força Nuclear Forte.

Força Nuclear Forte.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quando sou vencido, o núcleo se parte liberando partículas alfa.

Hideki Yukawa me descobriu em 1934.

Sou detectada por um aparelho chamado Contador Geiger e medido em becquerels.

Força Nuclear Forte.

Força Nuclear Forte.

Radioatividade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou o fruto de uma batalha entre o eletromagnetismo e a força nuclear forte.

Quando um átomo se parte, sou a responsável pelas partículas alfa, partículas beta e explosões de raios gama.

Antes de ser bem compreendida, muitos cientistas morreram por minha causa.

Radioatividade.

Radioatividade.

Radioatividade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Estou presente nas usinas de energia nuclear, esterilizo alimentos, dato a idade de artefatos antigos e mato células cancerosas.

Meu nível de atividade é medido pelo tamanho da minha “meia vida”, que é o tempo para que eu divida metade dos meus átomos.

Henri Becquerel me descobriu em 1896.

Radioatividade.

Radioatividade.

Radioatividade.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou a coisa mais rápida do Universo.

Não possuo massa.

Desapareço ao interagir com qualquer coisa.

Fóton.

Fóton.

Fóton.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Trago luz ao mundo, mas seus olhos precisam captar muitos de mim para detectá- la.

Revelo filmes fotográficos, desboto suas roupas e também faço funcionar placas de energia solar.

Albert Einstein me propôs em 1905.

Fóton.

Fóton.

Fóton.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Posso transformar nêutrons em próton liberando radiação.

Sheldon Glashow, Abdus Salam e Steven Weinberg me descobriram em 1957.

Eu afeto quarks e leptons.

Força Nuclear Fraca.

Força Nuclear Fraca.

Força Nuclear Fraca.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou conhecida como a força que quebra partículas.

Sou o acúmulo de cargas elétricas em um lugar.

Gosto de acumular nas superfície das coisas.

Força Nuclear Fraca.

Eletricidade Estática.

Eletricidade Estática.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou a responsável por aqueles estalinhos quando você tira uma blusa.

Não me movimento igual a corrente elétrica.

Sou gerada quando 2 isolantes elétricos se atritam.

Eletricidade Estática.

Eletricidade Estática.

Eletricidade Estática.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha atração a cargas opostas é usada em impressoras de jato de tinta e fotocopiadoras para puxar a tinta eletricamente carregada para o papel.

Sou uma forma de energia transportada por cargas elétricas.

Sou medida em Ampères (A).

Eletricidade Estática.

Corrente Elétrica.

Corrente Elétrica.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Minha primeira “aparição” científica foi em um famoso experimento envolvendo pernas de rã.

Sem mim, não haveria televisões, telefones, computadores ou lâmpadas elétricas.

Posso ser transformada em luz, som e movimento.

Corrente Elétrica.

Corrente Elétrica.

Corrente Elétrica.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Dependendo das condições, em um choque eu posso matar uma pessoa.

Alessandro Volta me descobriu em 1799.

Use-me para se orientar com uma bússola.

Corrente Elétrica.

Corrente Elétrica.

Magnetismo.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou uma força invisível causada apenas por alguns sólidos e fluidos.

Sou o responsável pelos ímãs possuírem polos norte e sul que se atraem.

Meu uso mais antigo que é conhecido, é datado de 2 a.C.

Magnetismo.

Magnetismo.

Magnetismo.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Sou responsável pela atração e repulsão entre objetos carregados eletricamente.

Eu mantenho os elétrons em volta dos átomos.

Eu permito à matéria que ela mantenha a sua forma.

Eletromagnetismo.

Eletromagnetismo.

Eletromagnetismo.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Eu gero eletricidade a partir das propriedades do eletromagnetismo.

Todas as suas necessidades de energia são supridas por mim.

O segredo do meu sucesso é que o eletromagnetismo é composto de campo magnético e campo elétrico.

Gerador.

Gerador.

Gerador.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Em 1832, Hippolyte Pixii foi o primeiro a construir uma versão minha.

Em 1831, Michael Faraday foi o primeiro a propor uma versão minha.

Sou um tipo de metal estranho que não conduz bem a eletricidade.

Gerador.

Gerador.

Semicondutor.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Estou presente em todo dispositivo digital moderno.

Sou constituído com elementos químicos conhecidos como semimetais.

Não funciono sem que sejam adicionadas algumas impurezas.

Semicondutor.

Semicondutor.

Semicondutor.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Quem sou eu?

Eu funciono deixando a corrente elétrica fluir apenas em direções específicas, o que é a chave para a minha excepcional funcionalidade.

Em 1947, fui descoberto nos Laboratórios Bell.

Silício e Germânio são os elementos mais comuns que me compõem.

Semicondutor.

Semicondutor.

Semicondutor.

Sorte

Sorte

Sorte

Avance 1 casa.

Avance 1 casa.

Avance 2 casas.

Sorte

Sorte

Sorte

Avance 2 casas.

Avance 3 casas.

Avance 3 casas.

Sorte

Sorte

Sorte

Ande o dobro de casas na próxima vez que jogar o dado.

Ande o dobro de casas na próxima vez que jogar o dado.

Pegue uma charada, se você acertar, avance 2 casas. Se errar, nada acontece.

Sorte

Sorte

Sorte

Pegue uma charada, se você acertar, avance 2 casas. Se errar, nada acontece.

Todos os adversários voltam uma casa.

Escolha 1 adversário e faça- o voltar 2 casas.

Azar

Azar

Azar

Volte 1 casa.

Volte 1 casa.

Volte 2 casas.

Azar

Azar

Azar

Volte 2 casas.

Volte 3 casas.

Volte 3 casas.

Azar

Azar

Azar

Na sua próxima vez de jogar você passa a vez.

Na sua próxima vez de jogar você passa a vez.

Pegue uma charada, se você errar, volte 2 casas. Se acertar, nada acontece.

Azar

Azar

Azar

Pegue uma charada, se você errar, volte 2 casas. Se acertar, nada acontece.

Todos os adversários avançam uma casa.

Na sua próxima vez de jogar o dado, se obter um número maior do que 2, você não avança e passa a vez.