Vous êtes sur la page 1sur 16
Origem MAMA AFRICA Como as religibes surgiram a partir do trafico dos escravos, P. 8 BERGO BAIANO ‘As controvérsias que levaram ‘a0 nascimente do candomblé, fem Salvador. P.12 ACAGULA DA FAMILIA A noite em que a umbanda despontou em um centro kardecista e 0 que aconteceu a partir dai. P16 Fotos Dail Ozara tastragboLambuine Cans Divindades AGRANDE FAMILIA ‘A mitologia que os escravos trouxeram da Africa e que compée a cultura das religiées afro-brasileiras. P. 22 FORGAS DA NATUREZA Ahistéria por tris de cada orixd, suas caracteristicas 0 quesimboliza. P.24 curs Quem sao os espiritos que tra- balham em troca de luz. P.30 Rituais Ainiciagho Como sao identificados os orixas de cada fel. P.43 AS OBRIGAGOES P. 44 AGIRA DO CANDOMBLE P.46 AGIRA DA UMBANDA P. 48 SACRIFICIOS ANIMAIS P. 50 (05 DESPACHOs P. 52 VOCABULARIO DE TERREIRO P.54 Atualidade ‘ONDA POP: Os credo de origem africana ver conquistando um novo pilblico jovern. Até Beyoncé demonstra sua fé. P54 LOUVOR AINTOLERANCIA ‘A cada 15 horas um caso de agressio por preconceito religioso ¢ registrado no Brasil 0 Pais vem enfrentando uma escalada na violéncia contra 08 discipulos de credos de matriz africana. P. 60 Ebo em Nova York PARTICIPEI DE UM CRIME. Entre 1998 e 1999 morei em Nova York, trabalhando co- mo correspondente de uma revista, Ndo me lembro exa- tamente em que periodo acon- teceu um congresso mundial de mies de santo na cidade. Uma conhecida baiana esteve presente para representar seu. terreiro de candomblé de Sal- vador. Ao saber da presenca da fiel, uma amiga, angustiada com o arrastado fim de seu casamento, pediu para ser atendida pela religiosa. Re- cebeu a orientagao de arriar um eb6 (fazer um despacho) em uma rea verde, para que a relagdo tomasse seu melhor caminho. A oferenda incluia comida, charutos e... um casal de pombos vivos. Depois de uma saga pelas lojas de santeria do Bronx, a fiel reuniu o material ne- cessario e me pediu ajuda no transporte. La fomos ns, carregando 0s apetrechos, em busca de natureza. O destino: © Central Park, a maior area arborizada de Manhattan. Bra muito cedo, dia comegava a raiar. Minha amiga se botou a fazer o que Ihe tinha sido dito eu aguardava. Até que sur- ‘giu uma dupla de policiais. O ‘guarda ruim queria levar todo mundo para a delegacia por sujar o patriménio.O guarda bom, em siléncio, observava odespacho. Pediu ao colega para ir até a viatura buscar qualquer coisa e se dirigiu a nés: “Pelo que estou vendo, vocé (disse para minha amiga) é filha do mesmo santo que eu, Sou adepto da santeria e entendo 0 que esté aconte- cendo aqui. Vao embora, an- tes que ele volte. Eu resolvo’. Assim foi feito. Final feliz Essa historinha reflete um pouco de tudo que vocé vai ler nas paginas que se seguem: ‘como surgiram as crengas de matriz africana que se espa- Tharam pelo mundo, suas ver- tentes,rituais, entidades, hie- rarquias, vocabulrio. Crengas que nasceram do trafico de esctavos. E que agora, mui tos séculos depois, enfrentam ‘uma dura realidade: a intole- rincia, que vem destruindo (literalmente) terreiros e agre- dindo religiosos. Os relatos e miimeros que envolvem essa espécie de volta a Idade Média sio chocantes. Boa leitura PS: casamento da minha amiga terminou mesmo. Mas foi de forma tranquila Patricia Hargreaves adenine