Vous êtes sur la page 1sur 6

ANALISTA TÉCNICO

EM MATERIAIS
PLÁSTICOS

POLICARBONATO
PC

2019 Apostila 12
POLICARBONATO - PC
I- INTRODUÇÃO

O policarbonato foi desenvolvido em 1950, pela Bayer ( na Alemanha ) e pela General Eletric
(nos E. U. A.) simultaneamente e comercializado à partir de 1959, na Alemanha e 1960 nos EUA.

O policabonato é um polimero termoplástico obtido pela reação entre o Bisfenol A ( um pó branco


derivado da acetona) e do Fosgênio (gás tóxico e letal).

II- OBTENÇÃO

Este material é obtido pelo processo de solução e exitem sérias dificudades em se obter teores de
pureza e exatidão na estrutura deste polímero.
No processo de obtenção, são dois os fatores que representam o grau de dificudade:

 É difícil obter-se produtos de alto PM, uma vez que o polímero na sua estrutura já possui um
valor molecular alto.

 A transparência cristal pode ficar prejudicada em função da pureza dos produtos reagidos,
principalmente do Bisfenol A, que se não for puro, gera um polímero levemente amarelado,
ocasionando seu escurecimento no processamento e na aplicação do produto final.

III- CARACTERÍSTICAS

O Policarbonato é um polímero transparente, com grande dureza e rigidez, as quais são mantidas
a baixas e a altas temperaturas. A temperatura máxima de aplicação é de aprox. 135 C.

A cadeia do PC é muito rígida devido à presença dos anéis aromáticos. Esta rigidez conduz a alta
temperatura de transição vítrea (Tg) e também restringe a cristalização nos compostos normais.

O PC é resistente à água, álcoois (exceto metanol), graxas, óleos, leite, glicóis, sucos de frutas,
ácidos diluídos e soluções alcalinas. Não é resistente ao benzeno, tolueno, xileno,
hidrocarbonetos clorados, metanol, solventes ácidos e bases fortes, além da exposição constante
em água quente.

1
Rua: Santo Henrique, 839 Vila Ré - São Paulo - SP CEP: 03664-010
www.escolalf.com.br Fones: ( 11 ) 3277 - 0553 / ( 11 ) 3628 - 3905 / Whats: (11) 9 6260-2293
Esse polímero é estável ao ar sob aproximadamente 150C por longos períodos; sob
temperaturas mais elevadas, a oxidação pode ocorrer. A RUV é fortemente absorvida pelo PC e
causa fissuras e degradação com o tempo de utilização.

IV- PROPRIEDADES

 Transparência;

 Excelente resistência ao impacto;

 Alta resistência térmica;

 É higroscópico, necessita de estufagem antes do processamento;

 Limitada resistência química: é atacado pelo benzeno, metanol, gasolina, acetato de etila, M-
cresol, piridina, ciclo hexanona, clorofórmio e acetona;

 Não resiste ao risco;

 Temperatura de aplicação: aproximadamente 135º C;

 Densidade: 1,2 g/ cm³;

 Boa resistência às intempéries;

 Boa resistência a flexão que pode ir de –30º C até +140º C;

 Boa estabilidade dimensional e baixa contração: de 0,5 a 0,6 %;

 Dificuldade em propagar chamas, considerado como auto- extinguível.

V- APLICAÇÕES

 Mamadeiras;
 CDs;
 Garrafões de água;
 Escudo de proteção;
 Lentes de faróis e lanternas de automóveis;
 Capacetes;
 Cabines de proteções;
 Componentes elétricos e eletrônicos;
 Luminárias para uso externo;
 Visores para controle de nível de óleo;
2
Rua: Santo Henrique, 839 Vila Ré - São Paulo - SP CEP: 03664-010
www.escolalf.com.br Fones: ( 11 ) 3277 - 0553 / ( 11 ) 3628 - 3905 / Whats: (11) 9 6260-2293
 Luzes sinalizadoras para pistas de aeroportos;
 Rotores de bombas e ventiladores;
 Chassis para geradores;
 Vidros a prova de bala;
 Janelas de aviões;
 Lentes de semáforos;
 Painéis ondulados e telhados para coberturas.

O Policarbonato pode ser processado pelos principais processos de transformação: Injeção,


Injection- blow, Sopro, Termoformagem à vácuo e Extrusão de Chapas e Perfis. Consegue-se
obter blendas, pois é compatível com os seguintes materiais: ABS, PBT, PET, PS e PMMA,
porém, deve-se lembrar que para conseguir obter uma blenda, é necessário pesquisas,
engenheiros especializados em materiais, equipamentos e aditivos especiais para este fim.

VI- IDENTIFICAÇÃO

Características: Transparente, afunda na água, difícil ignição e propagação da chama. Possui a


chama alaranjada, leve fumaça preta e fuligem (às vezes). Quando se apaga ou se extingue solta
fumaça branca, difícil gotejar (às vezes ocorre queda de pedaços carbonizados, dando impressão
de gotejamento).

Odor: Semelhante ao de remédio, odor bem adocicado e suave, em relação à alguns materiais
plásticos.
QUESTIONÁRIO

1-) Quais os dois produtos utilizados para a obtenção do Policarbonato ?

2-) O que pode causar no produto (material), se o Bisfenol A não for extremamente puro ?

3-) Cite 4 propriedades importantes do Policarbonato.

4-) Cite 4 aplicações importantes do Policarbonato.

5-) Comente sobre a diferença do PC utilizado na mamadeira e do PC utilizado em CDs.

6-) Comente sobre a identificação (odor, características de queima, etc.) do Policarbonato


3
Rua: Santo Henrique, 839 Vila Ré - São Paulo - SP CEP: 03664-010
www.escolalf.com.br Fones: ( 11 ) 3277 - 0553 / ( 11 ) 3628 - 3905 / Whats: (11) 9 6260-2293
ACRÍLICO
 PMMA – Polimetilmetacrilato – 190º C à 260º C

 CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO
 O PMMA será sempre transparente no estado sólido ou no estado fundido devido ser quase que 100%
AMORFO, porém, se temperaturas incorretas forem utilizadas no processamento ou ocorrer contaminações
no cilindro, manchas esbranquiçadas (aspecto enfumaçado) podem aparecer no produto final;
 As peças injetadas em PMMA serão sempre quebradiças, exceto se elastômeros forem incorporados
aumentando a resistência ao impacto do material, o que é bastante comum em fabricantes de lanternas de
automóveis aumentando a resistência ao impacto do material;
 A resistência ao impacto é baixa, porém, superior ao do PS Cristal e SAN;
 O cheiro do material no estado fundido é bastante característico e inconfundível, semelhante ao alho;
 Existe a obrigatoriedade da estufagem para este material, por ser higroscópico e dependendo da
temperatura ou do tempo utilizado, não consegue-se obter bons resultados;
 Normalmente utiliza-se aquecimento nos moldes, porém, água industrial também pode ser utilizada
dependendo do produto e, são raras as vezes que utiliza-se água gelada devido ao tensionamento excessivo
que pode ocorrer nas peças injetadas.

POLICARBONATO
 PC – Policarbonato – 230ºC à 290ºC

 CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO

 O PC será sempre transparente no estado sólido ou no estado fundido devido ser quase que 100%
AMORFO, porém, se temperaturas incorretas forem utilizadas no processamento ou ocorrer contaminações
no cilindro, manchas esbranquiçadas (aspecto enfumaçado) podem aparecer no produto final.

 As peças injetadas em PC sempre terão excelente resistência ao impacto e resistência térmica o que é
bastante comum em fabricantes de lanternas de automóveis, na fabricação de mamadeiras e garrafões de
água, com exceção dos CDs que devem possuir fluidez, fugindo um pouco as regras deste material.

 O cheiro do material no estado fundido é adocicado com semelhança a remédio

 Existe a obrigatoriedade da estufagem por ser higroscópico e dependendo da temperatura ou tempo


utilizado, se forem insuficientes, não consegue-se obter bons resultados;

 Normalmente utiliza-se aquecimento nos moldes, porém, água industrial também pode ser utilizada
dependendo do produto e, são raras as vezes que utiliza-se água gelada devido a dificuldade de se
preencher as cavidades do molde e por sua viscosidade.

4
Rua: Santo Henrique, 839 Vila Ré - São Paulo - SP CEP: 03664-010
www.escolalf.com.br Fones: ( 11 ) 3277 - 0553 / ( 11 ) 3628 - 3905 / Whats: (11) 9 6260-2293
CONTATOS, REDES SOCIAIS E ENDEREÇO

5
Rua: Santo Henrique, 839 Vila Ré - São Paulo - SP CEP: 03664-010
www.escolalf.com.br Fones: ( 11 ) 3277 - 0553 / ( 11 ) 3628 - 3905 / Whats: (11) 9 6260-2293