Vous êtes sur la page 1sur 37

APOSTILA TREINAMENTO DE LIBERTACÃO

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 1


1 ) TREINAR A EQUIPE DE LIBERTAÇÃO
2) DIFERENÇA ENTRE OPRESSÃO, E POSSESSÃO
3) EXPULSAR DEMÔNIOS
4 ) A GRANDE BATALHA ACONTECE NA NOSSA MENTE
5) A GUERRA ENTRE A IGREJA E O INFERNO
6) GUERRA: A VERDADE DO NOVO TESTAMENTO
7) COMBATENDO O INIMIGO
8 ) PERIGO ESPIRITUAL
9 ) O LADRÃO SÓ VEM PARA ROUBAR
10 ) A PALAVRA É UM INSTRUMENTO DE DEFESA
11 ) VENCENDO O DIABO
12) AS PORTAS DO INFERNO TÊM QUE CAIR
13) O CARNAL, INIMIGO DO ESPIRITUAL

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA

CELULAR (11)94675-4007

PRIMEIRAMENTE AGRADEÇO A DEUS


QUE TODOS IRMÃOS POSSA SER ABENÇOADO EM NOME DE JESUS

DATA 10/07/2016

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 2


INTRODUÇÃO

Nosso objetivo e despertar o chamado dos nossos irmãos na área de libertação pois muitos
são chamados e poucos os escolhidos.

Nesta postila vai abrir a mente do obreiro para que ele possa identificar o seu chamado pois a
capacidade vem do Senhor.

o obreiro recebera o treinamento como se comportar diante de uma pessoa que esta
passando necessitando por libertação, como agir e ministrar na vida dessa pessoa.

Pois o mundo vem perecendo porque não conhece a verdade, mais se conheceres a verdade
ela vos libertara. João 8.32

Que este material seja mais um instrumento utilizado na obra de Deus, pois foi construído com
muita dedicação com o intuito de ajudar a obra crescer.

A Palavra de Deus nos mostra claramente que em momento algum nós devemos ignorar ou
subestimar o inimigo. Pois ele é muito astuto, e mais em uma guerra não se subestima o
inimigo seja ele quem for. 2 Corintios. 2: 10 e 11.

A Palavra de Deus nos ensina como vence-lo. Para vencer o inimigo não é com palavra de
sabedoria humana, mas fazendo a vontade de Deus.

O que devemos fazer para que o diabo venha a fugir de nós. Tiago 4.7 Marcos. 9: 28 e 29.

Porque muitos estão dentro das igrejas, ouvem a Palavra de Deus, mas não há nenhuma
Transformação em suas vidas. 2 Corintios. 4: 3 e 4. O que acontece com estas pessoas, como
satanás as impede de crer no Evangelho Lucas. 8: 5 e 12.

Hoje o que mais vemos é irmãos contra irmãos, uns fazendo contendas de outros, julgando,
perseguindo, e dizem estar lutando contra o diabo.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 3


Segundo o que nos mostra a Palavra de Deus o diabo age dentro da igreja com toda a
liberdade, por isso temos que tomar todo o cuidado. 1 Pedro. 5: 8.

A Palavra de Deus nos da um grande exemplo de como temos que vigiar. Pois um descuido
nosso e podemos nos tornar instrumento do diabo. Mateus. 16: 20 a 23.

Ultimamente o que mais temos visto é muitos movidos pela sua própria sabedoria tem se
tornado instrumento do Satanás. 2Pd. 2: 1 a3; 1 joão. 4: 1. Devemos tomar muito cuidado com
os falsos obreiros,

Atualmente notamos que há um certo liberalismo nas igrejas, não há combate contra o
pecado. E a igreja se torna presa fácil para o inimigo. 1 João. 3: 8.

Se olharmos a vida de Jó, e para a vida de Pedro, vamos ver que em todos os momentos
Satanás está pedindo permissão a Deus para atacar as nossas vidas. Por isto não podemos
ignora-lo. Jó 1: 6 a 11; Lucas. 22: 31 a 32.

A Palavra de Deus nos ensina que devemos viver uma vida imaculada, irrepreensível diante de
Deus. Por que o diabo é o nosso acusador. Ap. 12: 10. Mas Deus não chamou a igreja para ser
derrotada pelo diabo, mas Deus a chamou para ser vencedora. Mateus. 16: 18 a 19.

O Senhor Jesus capacitou a igreja e deu a ela poder. Lucas. 10: 19 a 20. Muitos querem vencer
o inimigo com palavras persuasivas, mas com este tipo de palavras não podemos vencer.

1Corintios 2: 4 e 5.. 4: 20;

Deus chamou a igreja à capacitou para poder tirar, resgatar as almas das mãos de Satanás. At.
26: 16 a 18. A igreja do Senhor possui armas para derrotar as forças do inimigo. Quem nos
afirma é a própria Palavra. 2 corintios10: 3, 4 e 5.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 4


1 ) TREINAR A EQUIPE DE LIBERTAÇÃO
Nossa igreja tem que prepara obreiros

Primeiro

Uma vez que o líder da equipe selecionou os candidatos para a equipe, eles precisam ser
treinados. Para isso temos alguns pontos práticos:

Selecione um líder de equipe.

O líder é um dos mais importantes aspectos para um bem-sucedido ministério de libertação


em uma comunidade local de cristãos.

É recomendável se crie duas equipes, no caso de mulheres, para problemas de manifestações


com mulheres, e outra, é claro, de homens, para ministrar com manifestações com homens,
ou então uma equipe,

haja vistas que, muitas vezes, as manifestações podem ocorrer tanto com homens quanto com
mulheres ao mesmo tempo.

As equipes de libertação poderão precisar, frequentemente, ministrar libertação em pessoas

Selecione os membros da equipe.

Uma das tarefas mais difíceis e de suma importância para o líder da equipe, é a escolha dos
membros da equipe, que com ele, possam trabalhar em conjunto,

seguindo as regras que Jesus já havia estipulado (Mt. 18:19 Também vos digo que, se dois de
vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu
Pai, que está nos céus.),

Os líderes e os membros de equipe precisam ser irrepreensíveis.

Não podem ser recém-convertidos, para que não caiam no convencimento e acabem caindo
no mesmo julgamento que o do demônio que ele talvez esteja tentando expulsar.

Portanto, o líder deve escolher com muito cuidado e oração, os membros que estarão prontos
para participar deste grupo de libertação.

Precisam ter muita fé.

Para se escolher um membro para a equipe,

observado se esta pessoa está constantemente e persistentemente buscando o Senhor em


oração. (Hb. 11:6 Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.).

Se houver falta de fé, quer seja da pessoa orando pela libertação, ou da pessoa que deseja a
libertação (ainda que sejam crentes), a pessoa não será liberta (Observe Mt. 17:19,20; Mc.
9:18b, 19, 23, 24).

Use a palavra de ordem:

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 5


(Lc. 4:32, 36; Mc. 9:25; “Cala-te e sai dele, deixa-o e nunca mais entres nele”; Mt. 8:16). Use a
palavra de ordem com fé, pois a fé é o escudo de proteção contra os ataques furiosos do
demônio.

Tenha a unção do Espírito Santo.

Esta unção poderosa no Espírito Santo opera intimamente conosco à medida que usamos a
nossa autoridade em Jesus Cristo. (Is 61:1-11).

Tome muito cuidado com o orgulho.

(Lc. 10:20 Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por
estarem os vossos nomes escritos nos céus.). Esta é uma admoestação muito conveniente e
que impedirá que as pessoas que estão sendo treinadas, tropecem no orgulho por causa do
êxito das libertações.

Saiba quando se deve usar a oração e o jejum.

(Mt. 17:21; Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.Mc.
9:29). Os que estão sendo treinados devem lembrar que há alguns casos em que os demônios
só podem ser expulsos através de oração e jejum.

Por este motivo, não devemos concluir que todos os casos de insensatez, mudez, surdez ou
epilepsia precisam ser ministrados através do jejum e da oração.

Deve-se buscar sempre a direção do Senhor.

(Jo. 8:47a; 1 Co 12:1-11). Toda a equipe precisa buscar a direção do Senhor antes de começar
a orar pela pessoa que está precisando de libertação, pois é o Espírito Santo quem dá as
revelações (discernimento de espíritos e uma palavra de conhecimento) necessárias para se
saber de que forma vamos agir adequadamente para a expulsão do(s) demôniado (s).

Se as pessoas desta equipe em treinamento compreender o que está exposto neste item, elas
já deveriam estar prontas para ajudarem os crentes mais experimentados a trazerem a
libertação aos que se encontram sob o jugo do demônio.

Posições éticas a serem tomadas.

Libertação não é provocar vômitos,

Libertação não é bater ou amarrar uma pessoa “fisicamente”, para expulsar demônios. Em
casos de violência, da parte do endemoninhado, peça ao Espírito Santo para lhe retirar a força.

Libertação não é tortura verbal; não é necessário gritar no ouvido da pessoa para que o
demônio saia, os espíritos não tem ouvidos físicos, não havendo necessidade que o demônio
saia pelo grito.

Não há necessidade de passar várias horas dizendo ao demônio que este saia, há que dar uma
ordem e esperar que este saia. (Alguns demônios gostam de gastar tempo, as vezes falam
para ganhar tempo e assim, lograr vantagens).

Existem pactos que se fazem por meio de bruxarias, feitiçarias e diversos tipos de magia sobre
objetos pessoais. Neste caso é importante pedir ao Senhor revelação para saber onde está
feito o dano e desatá-lo.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 6


APÓS A LIBERTAÇÃO.

Após a libertação, a pessoa deve ter um acompanhamento, para que aprenda alguns
ensinamentos básicos e permaneça na presença de Deus. Apresentamos, a seguir, algumas
sugestões para que o acompanhamento tenha bons frutos:

Começar a estudar a palavra de Deus.

(Mt. 12:43-45). Para que isto não ocorra é muito importante que a pessoa, após a libertação ,
a pessoa precisa esta na igreja

Aprenda a memorizar as Escrituras. (Gl. 5:1; Sl 119:27 Faze-me entender o caminho dos teus
preceitos; assim falarei das tuas maravilhas.).

Compreenda a autoridade do crente. (Ef. 6:10-18; 2 Co. 10:3-5).

Afirme a sua libertação. (Jo. 8:36; Rm. 10:9; 1 Co. 15:57; Cl. 2:15 E, despojando os principados e
potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.).

Viva uma vida santa. (Rm. 12:1, 2 ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que
apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto
racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação
do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade
de Deus.).

Perdoe os que lhe maltratam. (Mt. 5:21-26; 6:14, 15).

Peça perdão a Deus. (Tg. 5:16; Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos
outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Gl. 3:13, 14a).

Renuncie a tudo que for pecaminoso e de satanás. (2 Co 4:2 Mas, se ainda o nosso evangelho
está encoberto, para os que se perdem está encoberto.).

Receba a salvação e saiba que há poder no sangue de Cristo. (1 Jo 1:9; Cl. 1:14; At. 20:28; 1Co.
6:19,20; 1 Tm. 2:6; Ap. 12:11).

Pedir perdão dos pecados. 1 Jo 1:7, 9; Mt 26:28 (Mc 14:24; E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o
sangue do novo testamento, que por muitos é derramado. Lc 22:20).

Se possível ouvir como a pessoa chegou ao envolvimento com as trevas para quebrar os
vínculos. Mc 9:14-29.

Tenha a unção do Espírito Santo. Lc. 4:18,19; Mt. 12:28; At. 10:38 Como Deus ungiu a Jesus de
Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os
oprimidos do diabo, porque Deus era com ele..

Orar usando a autoridade do nome de Jesus. Mc 16:17, 18 E estes sinais seguirão aos que
crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes;
e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os
enfermos, e os curarão..

Use a palavra de ordem. Lc. 4:32, 36; Mc. 9:25; Mt. 8:16 E, chegada a tarde, trouxeram-lhe
muitos endemoninhados, e ele com a sua palavra expulsou deles os espíritos, e curou todos os
que estavam enfermos;.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 7


Como dirigir uma sessão de libertação.

Longe de multidões. Nunca expulse demônios onde houver uma multidão (especialmente se
forem incrédulos). Não tente fazer de uma libertação no meio de multidões, pois você pode
acabar levando a pior.

(Mc 9:25 E Jesus, vendo que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizen do-lhe:
Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e não entres mais nele.).

Num local fisicamente seguro. Existem muitos casos que são conhecidos em que um espírito
imundo saiu de uma pessoa e entrou em um espectador incrédulo curioso. É aconselháv el que
permaneça no local somente as pessoas que vão fazer a libertação. No caso de mulheres, é
ainda aconselhável que tenha junto com os pastores e obreiros, uma ou mais irmãs
capacitadas espiritualmente para trabalhar em conjunto com os demais pastores, para que se
evite constrangimentos posteriores. Alguns líderes, além destas providências, sempre
procuram preparar uma sala, para impedir que a pessoa endemoninhada se machuque
fisicamente.

O líder deve sempre deixar homem ministrar sobre o homem é a mul her ministrar em mulher
para não escandalizar a igreja com comentário maliciosos.

Manter o local fechado evitando que a pessoa saia correndo para a rua, ter cuidado com
objetos pontiagudos.

Se você for orar na casa da pessoa procure orar no espaço livre, se acaso a pessoa manifestar
no decorrer da oração, para que ela não se machuque.

Lembre-se o mundo espiritual não é brincadeira, pois qualquer brecha ou descuido o demônio
pode matar a pessoa.

2 COMO DIRIGIR ESTE PERÍODO DE LIBERTAÇÃO?

Inicie com oração de revestimento e clamando ao poder de Deus e louvor que é a abertura
para o poder de Deus manifestar, pois o louvor trás a quebrantamento nos corações deixando
a pessoa mais sensível ao Espírito Santo.

Ao se iniciar um período de libertação, é importante começar com louvor e, em seguida,


adoração a Deus em Espírito (Jo. 4:23, 24 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros
adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o
adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.).
O louvor tem por objetivo edificar a fé

(1Sm. 16:23; E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi
tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o
espírito mau se retirava dele.

Rm. 4:20 E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé,
dando glória a Deus,), e, declarar a vitória que você tem sobre satanás traz garantias de que
você é mais que vencedor (Ap. 12:11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra
do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.).

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 8


Declaração de fé pelo endemoninhado. Peça ao endemoninhado que ele se ajoelhe e
reconheça com sua própria boca o seguinte: “A minha libertação vem somente através de
Jesus Cristo e da Sua vitória sobre o diabo e os seus anjos. Creio que Jesus é o Senhor! Dobro
os meus joelhos, confesso isto com a minha boca, e declaro: “Que ao nome de Jesus todo
joelho se dobrará no céu, na terra, e debaixo da terra” (Fp. 2:10; Para que ao nome de Jesus se
dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,

joão 8:32, 36 E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se, pois, o Filho vos libertar,
verdadeiramente sereis livres.)

Use o nome de Jesus Cristo sempre ! (Mc 16:17; E estes sinais seguirão aos que crerem: Em
meu nome expulsarão os demônios; falarão novas

Fale com muita autoridade

Procure falar somente o essencial Lembre-se que o diabo é sempre mentiroso (Jo. 8:44), e,
através de um desses diálogos, ele pode falar mentiras para ridicularizar ou descre denciar a
libertação.

O correto mesmo é não permitir que ele fale, mas, que saia em nome de Jesus.

Repreenda os espíritos e ordene que saiam. (Mc. 9:25; E Jesus, vendo que a multidão
concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai
dele, e não entres mais nele.At. 16:18E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e um grande
terremoto, como nunca tinha havido desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão
grande terremoto.).

Observação: Muitas vezes as pessoas que tem algum espírito de possessão, podem querer a
libertação.

Um caso assim ocorreu quando uma pessoa ao ser levada à igreja para ser liberta, o espírito de
possessão que estava naquela pessoa .

BRECHAS

São pecados que cometemos que, invariavelmente, dão toda a autoridade legal para o diabo
agir contra nós.

Um exemplo de brecha é quando Satanás esta dizendo a Deus que não poderia tocar a vida de
Jó, pois ele estava protegido por esta sebe... Sempre que uma pessoa peca inconscientemente
ou voluntariamente, ela abre uma brecha nesta cerca. Consequentemente, os espíritos maus
começam a Ter acesso à vida e ao coração dela. Os espíritos malignos entram aonde foi feita a
brecha. Somente o perdão de Deus poderá repará-la.”

Pois temos que confessar a Deus nossos pecados constantemente para fecharmos essas
brechas.
“Não deis lugar ao diabo”(Ef 4:27); “Para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois
não lhe ignoramos os desígnios.”(2 Co 2:11)

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 9


2) DIFERENÇA
ENTRE OPRESSÃO, E POSSESSÃO

Vejamos inicialmente os diferentes graus de opressão ou infestação demoníaca:

Para se vencer uma doença é necessário primeiro conhecê-la, saber suas origens, processo de
aquisição da mesma. Os laboratórios levam anos e gastam milhões de dólares somente na área
da pesquisa até que um medicamento, ou uma vacina possa chegar ao mercado; antes disso
muitos testes são feitos e ainda assim, problemas, dificuldades, rejeições, resistências naturais,
alergias, etc podem tornar aquele medicamento, tratamento ou método inviáveis porque cada
ser humano reage de forma diferente. No campo espiritual não é diferente. O objetivo de todo
o procedimento de libertação é o mesmo,

1- OPRESSÃO

Opressão é a presença de demônios em determinados ambientes e sua influência direta sobre


as pessoas. Há no Novo Testamento diversas referências à opressão demoníaca, Lc 4: 18; At
10: 38. As forças do mal invadem o local e o tornam pesado e carregado. Os demônios
assediam as pessoas que moram ou frequentam aquele lugar, exercendo pressão sobre elas
e, muitas vezes, as levam à exaustão e à depressão. Essa invasão maligna só ocorre quando se
dá lugar à ação do diabo.

a) Os demônios procuram nossos pontos mais vulneráveis. Com isso, enfraquecem nossa
resistência moral e espiritual. Eles trazem a preguiça, o desânimo, as incertezas, a indiferença,
a desobediência, etc. Para trazer males à igreja, o inimigo procura agir com frequência na
família. E muitas abrem as portas para o tentador. Quantas que, quando se reúnem, o que
mais gostam de fazer é falar mal dos outros. São lares onde as palavras são instrumentos de
destruição, ao invés de bênção e edificação.

b) Todos os seres humanos, inclusive o crente, estão sujeitos à opressão. A opressão pode
atingir qualquer área da vida. As mais afetadas são as seguintes:

moral, levando à mentira, prostituição, roubos, assassinatos, etc;

física, causando enfermidades e doenças.O diabo oprimiu Jó e, mediante permissão de Deus,


trouxe-lhe enfermidade. No entanto, nem todas as enfermidades e doenças são de origem
maligna;

material, levando o homem à obsessão por bens, dinheiro, cargos, etc;

espiritual, induzindo à idolatria, à prática de ocultismo.

c) Como obter vitória? O crente que luta contra essa ação do maligno é vencedor, porque seus
pés estão firmados na Rocha Eterna, Sl 40: 2. A maneira que Jesus ensinou para vencermos o
maligno é atacá-lo pela oração, jejuns e proclamação da Palavra, destruindo suas armas de
engano e tentação demoníacas, Mt 17: 21.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 10


2 - POSSESSÃO

Se a opressão é a presença de demônios em torno da pessoa, a possessão é a presença de um


ou mais demônios dentro dela, Mc 5: 9-13. A opressão opera de fora para dentro, já a
possessão, de dentro para fora. É sinal de que o diabo alcançou grande domínio sobre a vida
da pessoa.

a) Demônios controlam reações. Quando os demônios não apenas dominam o ambiente, mas
passam a controlar uma pessoa, existe um típico caso de possessão. Em Mc 5: 1-20 há um
exemplo disso. O homem andava sempre nu, Lc 8: 27, de noite e de dia clamando entre os
sepulcros e pelos montes, ferindo-se com pedras.

Quando uma pessoa está possessa, ela perde o controle de si mesma. O homem gadareno
(Marcos 5) tinha o corpo dominado e usado por demônios, vv. 1-4; perdera a sensibilidade
física (não sentia dor, frio, fome), v. 5, bem como o controle das faculdades: voz, ação,
locomoção, vv. 6-7.

No entanto, depois de libertado por Jesus, foi encontrado assentado, vestido e em perfeito
juízo. Outros casos de possessão demoníaca podem ser vistos em Mc 9: 17-27; Mt 9: 32, 33;
12: 22. Alguns deles estão ligados a enfermidades.

b) Opressão e possessão podem atingir o crente?

Quanto à opressão, o crente deve estar atento, pois o inimigo vai persegui-lo a cada dia, a cada
esquina, a cada passo, para tentar derrubá-lo ou desviar de seu propósito de busca de
santidade e da consequente comunhão com o Senhor. Ele anda ao derredor. Apenas ao
derredor.

Quanto à possessão, Ef. 1: 13 diz que o verdadeiro crente é selado com o Espírito Santo e a
Palavra também ensina que luz e trevas não têm como coexistir, Jo 8:12; 1:5; 12:46. O crente
tem um só Senhor vivendo em seu coração e dirigindo sua vida. Assim, onde a luz entrou, as
trevas desapareceram. Quando o Espírito Santo entra na vida do cristão, transforma seu
caráter e seu estado anterior de trevas, substituindo-os pela luz. Neste caso, a presença do
Espírito Santo no crente, afasta a possibilidade de que as trevas tornem a dominar sua vida
material e espiritual, At 26:18.

Na verdade, nossa batalha contra falhas pessoais e aberturas de brechas para que o inimigo
possa atirar uma seta deve ser constante. Que nossas atitudes e as palavras que proferimos
venham a se constituir em bênção a todos, Ef 4: 29; que confessemos a vitória, Fp 4: 3; que
vigiemos e oremos em todo tempo, Mc 14: 38; Lc 22: 40.

Maior é o que está em nós.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 11


3) EXPULSAR DEMÔNIOS
O propósito do assunto que apresentamos aqui, é sem dúvida alguma, oferecer-lhe melhores
esclarecimentos as seguintes perguntas:

O cristão pode imediatamente tornar-se um dominador de demônios, recebendo um


entendimento claro sobre a obra dos demônios e da sua derrota total no calvário. Uma vez
que o cristão compreenda que os demônios estão totalmente sem poder sobre os crentes,

ele nunca mais terá medo dos demônios nem do diabo.


Todos os cristãos podem ter autoridades sobre o diabo e seus demôni os. Portanto, reconheça
a autoridade que você como cristão tem, e exercite-a na fé da palavra de Deus.

Lucas 10.17-20

Lendo o versículo 20, entendemos claramente que o fato de estarmos salvos, é a causa maior
para alegrarmos do que os demônios serem expulsos.

Assim, o objetivo primordial do nosso ministério não é o de expulsar demônios e sim, o de


pregarmos o Evangelho aos perdidos e o nosso nome estar escrito no céu Lc 10.20.

Dois grandes poderes estão engajados numa luta de vida ou morte sobre os sere s humanos.
Pedro e João os descrevem assim: Pedro, "O vosso adversário, o diabo, como um leão que
ruge, anda em derredor, buscando a quem possa tragar 1 Pedro 5.8"

e João disse: "O Filho de Deus se manifestou para que pudesse destruir as obras do diabo

1 João 3.8".

1 Antes de descrevermos sobre os demônios,


será muito importante compreendermos um pouco sobre satanás .

QUEM É SATANÁS?
Satanás é o deus deste século (mundo) 2 Co 4.4. Ele era o príncipe das nações Mt 4.8,9. e
também o autor de todas as nossas aflições, angústias, enfermidades, dores e da própria
morte. Ele é o rei e governador de todos os espíritos demoníacos. Seu principal desejo, é de
destruir as vidas humanas, para aborrecer a Deus tentando frustrar seu plano para com a
humanidade. Veremos a seguir, os nomes que são conferidos à satanás pela própria Bíblia.

1- DIABO Em Mateus 13.19, ele é chamado "maligno".


No verso 39 ele é chamado "inimigo e diabo". A palavra diabo significa "acusador, difamador
ou caluniador".

2- ACUSADOR Em apocalipse 12.10, ele é chamado "acusador dos crentes".

3- ADVERSÁRIO Em I Pedro 5.8, ele é chamado de "adversário" e é comparado a um "leão que


ruge, buscando a quem possa tragar".

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 12


4- DRAGÃO Em apocalipse 20.2, ele é descrito por um grupo de nomes abomináveis, como: o
de "dragão" aquela antiga serpente que é o diabo e satanás.

5- PAI DA MENTIRA Em João 8.44, Jesus o chamou de "assassino, mentiroso e pai da mentira".

6- TENTADOR Em Mateus 4.3, ele é chamado de "tentador".

7- PRINCIPE DOS DEMÔNIOS Em Mateus 12.24, lá ele é chamado de "príncipe dos demônios".

8- PRINCÍPE DAS POTESTADES DO AR Em Efésios 2.2, seu nome é "príncipe das potestades do
ar".

9- PRÍNCIPE DESTE MUNDO Em João 14.30, é o "príncipe deste mundo".

10- CORRUPTOR DE MENTES Finalmente em II Co 11.3, conhecido como "corruptor de


mentes".

2- QUEM SÃO OS ESPÍRITOS DEMONÍACOS?

A Bíblia é tão clara em seus ensinamentos sobre os demônios, quanto o é em

relação os anjos.

Ambos são verdadeiros e reais compreendidos corretamente. Os demônios são malignos,


odiosos e destrutivos. Os espíritos demoníacos são personalidades,

Os demônios são espíritos que não possui corpos palpáveis.

Nós somos espíritos que possuímos corpos. O nosso espírito veio de Deus e vivemos para
servi-lo.

Os espíritos demoníacos servem à satanás e são enviados por ele.

1) A quem eles pertencem?


Os demônios pertencem ao diabo e satanás, o qual é o governador
dos mesmos. Jesus assim se pronunciou em Mt 25.41: "o diabo e seus anjos".
A palavra grega diábolos (diabo) significa: "acusador ou caluniador

2) Eles são anjos caídos


Os demônios são anjos que pecaram ( que caíram) veja em Juda 6.
Quando foram criados por Deus, eram perfeitos porém, tinham o poder de escolha (o livre
arbítrio). Portanto, são anjos que acharam melhor desobedecer à Deus e obedecer à satanás ?
que péssima escolha!

2.1) Alguns deles estão aprisionados


Existem alguns demônios que pecaram e que se encontram agora aprisionados em "cadeias de

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 13


escuridão", como se leia em 2 Pedro 2.4. Eles estão esperando pelo julgamento dos anjos feito
pela Igreja. Confira 1 Corintios 6.3.

2.2) Alguns deles estão livres


Existem os anjos que caíram (pecaram), os quais Deus
determinou que continuassem no domínio e governo de satanás. Estes estão por toda parte do
mundo a serviço de satanás. Satanás, por não ser Onipresente isto é: não pode estar presente
em toda parte ao mesmo tempo, então ele tem uma multidão de demônios ou espíritos
demoníacos desencarnados procurando corpos para se encarnarem.

COMO SÃO OS DEMÔNIOS?

1) Os demônios falam
Eles falam através das faculdades mentais e da fala de uma
Pessoa, da mesma maneira que o meu espírito (o verdadeiro eu), fala através da minha própria
língua e cordas vocais. Em Mc 3.11;1.22-25 e Lc 4.41, estes versículos mostram como os
demônios falavam com as pessoas ao expulsá-los.

2) Os demônios conhecem o futuro deles


Certa vez, Jesus deparou com dois homens endemoninhados que
saiam dos sepulcros. E, quando Jesus os expulsavam, os demônios clamaram:
"Que temos nós contigo, Jesus filho de Deus? Vieste atormentar-nos ante do tempo?"

Mt 8.29. O que os demônios quiseram dizer com a pergunta: "Vieste para nos atormentar
antes do tempo?" De qual tempo estavam falando? De certo, falavam do tempo de tormento
que virá sobre eles conforme Apoc. 20.10,15 e 21.8. Os demônios sabem muito bem, que o
inferno foi preparado para o diabo e para eles e que chegará o dia em que serão atormentados
dia e noite, e o será para todo o sempre. Eles sabem que não mais poderão atormentar a
ninguém, porque o tempo deles já terá chegado. Por isto, sabedores destas verdades, eles
tremeram diante de Jesus e clamaram como já vimos.

3) Os demônios resistem a rendição


No capítulo oito de Mateus, o quinto capítulo de Marcos e o
oitavo de capítulo de Lucas, descrevem o relato de Jesus expulsando uma legião de demônios
de um homem. Estes versículos revelam-nos o seguinte:
a) Os demônios na verdade professaram adorarem a Cristo, buscando impedir que o Senhor
fosse severo demais para com eles Mc 5.6
b) Jesus ordenou-lhes que saíssem do homem Lc 8.29 e Mc 5.8
c) Os demônios lhe imploraram para que Jesus não lhes atormentassem, más quando Jesus
falou-lhes ordenando que saíssem, os demônios ficam com medo e prontamente saíram

Lc 8.28

d) Jesus lhes perguntou: "Qual é o teu nome?" Lc 8.30


e) Os demônios responderam: "O meu nome é legião, pois somos muitos"

Mc 5.9

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 14


f) Jesus mandou embora, os demônios chocados com a expulsão do corpo daquele homem,
rogaram-lhe que não os enviassem para fora daquela província Mc 5.10.
Primeiro: Embora terem, sido expulsos daquele homem, queriam terem nova oportunidade de
se apossarem de outra pessoa por ser uma província onde as pessoas sem dúvida os
facilitavam;

Segundo: Em cada cidade ou província, possivelmente existe um demônio comandante, com


seus comandados a agir em cada cidade com o propósito de fazerem as desgraças e, penso eu
que por essa razão, eles não queriam sair daquela província. É importante analisarmos: Porque
pediram para não saírem daquela província?

O que haveria de importante para eles na naquela província, uma vez que estavam sendo
expulsos do corpo daquele homem? Já parou você para analisar isto?
g) Pediram ainda mais: caso fossem expulsos daquela habitação
humana, o segundo lugar que fossem permitidos, seria entrarem nos porcos que ali estavam
dizendo: "Envia ?nos para os porcos para que possamos entrar neles" Mc 5.12
h) Imediatamente Jesus lhes deu permissão para entrarem na manada de porcos Mc 5.13. É
maravilhoso saber que Jesus nos deu poder sobre os demônios conforme lemos em Mc 16.17;
Lc 9.1 e 10.19 ?

4) Os demônios podem pedir reforços


Jesus ensinou uma lição muito reveladora sobre os demônios pedirem reforços mais
precisamente encontramos isto em Mt 12.43-45 leia. Como vemos, é possível que os
demônios que foram expulsos, chamem outros demônios como um reforço para entrarem
novamente nas pessoas das quais foram expulsos. Isto acontece quando a pessoa que fora
libertada deixa de consagrar a vida ao Senhor. Diz a Bíblia que o último estado daquela pessoa,
será pior do que o primeiro Mt 12.45. Lendo também Lc 13.11,12,16 vemos Jesus tratando de
um caso de enfermidades demoníacas.

5) Os demônios reconhecem e obedecem aos que tem poder sobre eles


Quando Jesus se deparava com os que estavam endemoninhados,
os demônios geralmente clamavam: "Sabemos quem Tu és o Filho de Deus".
Os demônios nunca mudaram suas atitudes e ações. Sempre foram as mesmas. Incidentes ou
fatos como estes, aconteceram no ministério de Paulo como lemos em At 19.13-16
Os demônios sabem quem tem poder sobre eles. Eles conheciam a Jesus e a Paulo. Porém,
veja o que aconteceu com os sete filhos de Ceva que não tinham o poder para expulsá-los

At 19.13-16. É Jesus quem dá o poder e, eles não tinham este poder que Jesus dá em

Mc 16.17. Maria Madalena estava possuída por 7 demônios, contudo um homem ungido de
Deus, expulsou todos os 7 demônios. Por outro lado, havia 7 homens, como nenhum deles
eram ungidos de Deus, e todos estes 7 homens não conseguiram expulsarem nem ao menos
um só demônio porém aquele único demônio, saltando ou arremessando-se nos 7 homens, os
mesmos fugiram nus e feridos. Que contraste!

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DE UMA PESSOA ENDEMONINHADA?

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 15


1- No sentido físico
a) Olhar vago: A pessoa que está sob o poder de um espírito maligno, geralmente tem um
aspecto vitrificado e seu olhar vago.
b) Estado de transe: Quer dizer momento de aflição ou crise. As pessoas entram em crises.
Seus olhos se fecham e ao abrirmos as suas pálpebras seus globos oculares viram-se para trás,
mostrando a parte branca dos olhos.
c) Força extrema: Como aconteceu com o endemoninhado gadareno

Mc 5.3,4 até mesmo uma pessoa mais tímida e inofensiva, poderá tornar-se tão forte como um
boi e agir violentamente, se um poder demoníaco estiver em sua vida.

intensificada .
d) Sensação de sufocação: Quando um espírito imundo está em ação, muitas vezes a vítima
sente-se como sufocada, estrangulada, e até mesmo em enorme aperto ao redor do seu peito.
Lembro-me de uma certa vez, que ao expulsar um demônio de uma pessoa (homem),

o demônio fez com que ele, pegasse um cinto e colocasse no pescoço e com as próprias mãos
cruzando-as pegando as pontas do cinto, foi se enforcando e, quando vi aquilo,

repreendi aquele demônio no Nome de Jesus, e na mesma hora o Senhor o libertou ficando
liberto instantaneamente, passando a servir o Senhor Jesus, dando glória ao seu Santo Nome.

e) Sons vocais: Os espíritos malignos podem tossir, espirrar, falar, rir, ameaçar e lutar

(lembrar uma experiência), chorar, implorar, mentir etc. Leia Marcos 5.5,7,9 e 10
f) Resistência ativa ou passiva: O espírito maligno poderá fazer com que a pessoa caia ou se
jogue no chão e dar a impressão de ficar morta. O espírito maligno poderá também: xingar,
gritar, esturrar, correr e zombar do crente. Veja At 19.13-16. Notemos que, esta é uma
tentativa de satanás em desanimar o crente, fazendo com que ele duvide de sua autoridade
em Cristo sobre ele. Lc 4.35; 9.39 e Mc 9.18,20,26
g) Ações violentas: Eles podem também tentar morder, amarrar (lembrar uma experiência),
chutar ou ferir. Cuidados que se deve ter: Não expulsar nenhum demônio com os olhos
fechados como que estivesse orando e evitar o máximo de segurá-lo. Use a força e o poder do
Senhor Veja: Ef 6.10-12.
Certa pessoa ao expulsar um demônio de olhos fechados, sem perceber, levou um tremendo
soco no rosto.

2- No sentido emocional

a) Depressão: Uma pessoa que se encontra sob o domínio de um espírito maligno, geralmente
fica deprimida e é seduzida por pensamentos de suicídios I Sm 16.14 e 31.4 e Mt 27.3-5
b) Culpa: Normalmente também estas pessoas estão repletas de pensamentos de culpa, falta
de perdão e amargura. Mt 27.3,4.
c) Temperamento violento: Algumas pessoas possuem um temperamento violento e se
transtornam facilmente. Veja: I Sm 19.9,10

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 16


O QUE OS DEMÔNIOS FAZEM AS PESSOAS?

1 Eles atormentam e importunam

Estar endemoninhado significa estar perturbado ou atormentado emocionalmente,


mentalmente e moralmente.
a) Perturbação mental: "Senhor tem misericórdia do meu filho, pois ele é lunático e muitas
vezes cai no fogo e também na água..." E, Jesus repreendeu o demônio, que saiu dele

Mt 17.15-18

b) Perturbação moral: "E veio uma multidão das cidades...trazendo os que eram atormentados
por espíritos imundos e todos eram curados At 5.16

c) Tormento emocional: "E os que eram atormentado por espíritos imundos... eram curados

Lc 6.18. Ainda: "... a minha filha está horrivelmente endemoninhada Mt 15.2

QUAIS OS RESULTADOS, AO SEREM EXPULSOS OS DEMÔNIOS?

1. As pessoas são curadas

Mt 8.16 e observe que as enfermidades que Jesus curou, eram causadas por demônios. Ele
expulsava o demônio e curava o doente.
1.1) Uma mulher curvada Lc 13.11
A Bíblia diz que a mulher tinha um espírito de enfermidade. Jesus disse que foi satanás que a
aprisionou Lc 13.16.
Se alguém solicitasse que um médico diagnosticasse a doença daquela mulher, ele não iria
dizer: "que um espírito de satanás a havia aprisionada". Ele chamaria isto de: "artrite da
espinha, vértebras deslocadas ou um outro termo médico". Sem dúvida que quanto a ciência
médica, ele estaria correto. Porém, a causa verdadeira do problema era que: "um espírito de
enfermidade de satanás a havia aprisionada". Expulse o espírito, repreenda a opressão de
satanás em nome de Jesus, e a pessoa será curada. Ele disse: "...em meu nome expulsarão os
demônios...".
1.2) Um homem cego e mudo Lc 11.14 e Mt 12.22
Notemos que, após o demônio ser expulso por Jesus, ele pode ver e falar.
- 10 -
1.3) Um menino surdo e mudo Mc 9.25
Naquela época e, talvez também agora, os que são surdos e mudos as vezes são enfermidades
causadas por satanás.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 17


PREPARANDO-SE, PARA EXPULSAR OS DEMÔNIOS

É claro que quando se fala de preparo para expulsar demônios,

necessário de que a pessoa seja seguidora de Jesus conforme Mc 16.17

tendo uma vida de fé At 16.16-18; usar a palavra de Deus Ef 6.17; e ter uma vida de oração e
jejuns Mt 17.21.

1. Selecionando uma equipe de libertação


Vemos pela Bíblia, que os demônios eram expulsos por Jesus, por seus discípulos escolhidos e
capacitados por Ele para ajudarem no seu ministério.
No Antigo Testamento, vemos que Daví após ser ungido rei pelo profeta Samuel, a sua música
afugentava o espírito maligno que atormentava o rei . Veja: I Sm 16.14,23

No Novo Testamento, nos quatro evangelhos Jesus, os doze apóstolos, os setenta discípulos e
uma outra pessoa conforme Lc 9.1; 9.49; e 10.17,

Expulsaram muitos demônios.


No livro de Atos, vemos Pedro, Paulo e o evangelista Filipe envolvido em trabalhos de
libertações das pessoas, que resultou na saída dos demônios. At5.16; 8.7;16.18 e 19.12.
Pedro era um pescador, Paulo um teólogo e Filipe começaram servindo as mesas. Isto, nos faz
concluir que: - Já que a maioria dos líderes da Igreja primitiva eram leigos,

este ministério é para todos os que crêem Mc 16.17. Porém, é muito prudente seguirmos o
bom exemplo de Jesus em Mc 6.7. Há poder na concordância espiritual Mt 18.19. De acordo
com nossa orientação aqui, as equipes de libertações de 2 (duas) a 6 (seis) pessoas, podem
serem mais bem sucedidas do que uma pessoa somente. Quando o Senhor está conosco, "um
persegue mil, e dois rechaçam a dez mil" Dt 32.30. Isto quer dizer, que dois são dez vezes mais
poderosos do que um. Assim, recomendamos que preparem equipe de libertações.

? PREPARANDO AS PESSOAS A SEREM LIBERTAS


As pessoas que estarão precisando de libertação, deverão ser convidadas a participarem de
reuniões preparativas. Estas reuniões, farão com que as pessoas se preparem para suas
libertações obedecendo as seguintes orientações:

1. Frequentar uma igreja e ensinos bíblicos


Se a pessoa a ser liberta estiver disposta a frequentar as
Reuniões de ensinos bíblicos, isto ajudará e demonstrará no seu desejo de libertação. Expulsar
espíritos demoníacos de pessoas que não desejam libertação, as vezes re sultará em situações
piores.
Certifique-se primeiro de que a pessoa a ser liberta, deseja se libertar.
2. Renunciar tudo o que for pecaminoso
Peça para a pessoa a ser libertada, fazer uma oração de renuncio a tudo o que for pecaminoso
2 Co 4.2.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 18


4 ) A GRANDE BATALHA ACONTECE NA NOSSA MENTE

Para os sábios deste mundo, a força de um homem é medida pelo corpo, pelos músculos, pela
capacidade dele no levantamento de peso, ou pela potência de seu soco. Mas para nós cristão
que temos o Espírito Santo de Deus, a força do homem está na sua mente. 2 Co. 3: 5. Pois é na
mente que está a capacidade de raciocinar, a velocidade no pensar e poder decidir.

A nossa mente dirigida de forma humana, controlada pela sabedoria humana, nos torna fraco
nesta batalha. Mas quando nós substituímos o conhecimento humano, a sabedoria humana, a
forma humana de pensar, pela presença de Jesus, e pela fé em Jesus, a nossa mente é
substituída pela mente de Cristo. Ai sim nós nos tornamos fortes. 1 Co.2:12 _ 16.

A BATALHA COMEÇA NOS OLHOS: A porta desta batalha é os olhos, é pelos olhos que entra
tudo o que é necessário para está batalha. Pois os olhos são a Porta da nossa mente.

Mt. 6: 22 e 23; Mt. 18: 9.

Os olhos adquirem as informações e envia para a nossa mente. A mente recebe a informação
e tem inicio a batalha. 2 Sm. 11: 1_5; 2 Sm. 12: 1_11.

Os nossos olhos estão voltados para o mundo, nos fazendo cobiçar tudo que venha a mexer
com a nossa vaidade, com o nosso ego, riquezas, carros, dinheiros, beleza e aparência.

Tg. 4: 1 ao 4; Mt. 16: 24 e 26.

Os olhos trazem armas que abastecem a nossa carne na luta da carne com o Espírito.
Tornando a carne forte, e como consequência nos afasta de Deus. Gl. 5: 16 e 17; Mc. 14: 38;
Rm. 8: 1 _8.

Os olhos atraem o pecado para dentro de nós. O diabo atrai o homem e a mulher pelos olhos,
fazendo com que o desejo do pecado seja um laço na mente do homem e da mulher. O desejo
do pecado acaba sendo realizado e como consequência, morte na batalha da mente. Tg. 1: 13
_ 15; Gn. 3: 1_6; II Co. 11: 3. O diabo passou anos observando Eva, ele sabia que a fraqueza
dela era os olhos. Da mesma forma ele nos observa e conhece os nossos pontos fracos. 1 Pd. 5:
8.

Não é só o diabo que nos observa. Os nossos olhos são observados pelos homens, pelos anjos
e pelos demônios, ou seja, a uma multidão nos observando para ver onde estão os nossos
olhos. Ou para quem, ou para onde nós estamos olhando. Hb. 12: 1 e 2; Is. 45: 22. Os nossos
olhos têm que ser olhos de fé, olhar sempre com olhos espirituais. IICo.5: 7; II Co.4: 18.

A BATALHA NA NOSSA MENTE: É na nossa mente que surgem as duvidas, é na mente que
entra coisas que põem duvida a respeito de Deus e da Palavra. É na nossa mente que
decidimos se servimos a Deus, ou ao mundo, ou se servimos no Espírito ou na carne. É na
nossa mente que decidimos se somos santo ou profano, é na nossa mente que está o poder de
decisão. I Rs. 18: 21. É na nossa mente que o inimigo age. É na mente que ele põe medo, que
ele nos oprime, é onde ele nos acusa.

Sl. 116: 3; Ap. 12: 10.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 19


Vemos como exemplo o que aconteceu com Paulo antes de entrar na batalha. Ficou durante
três dias cego, com os olhos fechados para o mundo, para a carne e para o pecado. Passando
por um processo de purificação na sua mente. Ou seja, Paulo estava substituindo tudo o que
era de demônios, da carne, e do mundo na sua mente, pela mente de Cristo.

Atos 9: 1-9_17_22.

Vemos na Bíblia um exemplo interessante de um homem forte, cuja força era só física, mas
não na mente. No momento em que ele ia vencer a batalha na mente, ele foi derrotado. A
força física não o livrou da morte. Jz. 16: 1_20. O interessante é que Sansão caiu pelos olhos,
pois os olhos dele cobiçaram a Dalila. A causa da derrota dele foi os seus olhos, e como castigo
ele perdeu os olhos antes de morrer. Jz. 16: 21.

Sansão foi derrotado porque deixou que os seus olhos levassem para a sua mente aquilo que
desagradava ao Senhor. Quantos estão levando para a sua mente só coisa materiais, ídolos,
flor, rosas, mantos, sal grosso e outras tranqueiras.

Mt. 6: 25_33; Cl. 3: 1 e 2.

Somos tentados em todos os momentos, tudo o que agrada a carne entra pelos olhos para a
nossa mente, criando está batalha. Mas Cristo na nossa mente é o escape infalível. Sansão não
tinha Cristo na época, mas nós temos o escape. 1 Co. 10: 12 e 13.

No momento em que os demônios e o inferno acham que estão nos derrotando, Cristo fala a
nossa mente através do Espírito Santo: A minha graça te basta. É nessa hora que nós vemos
que a força não está no físico, mas na mente daqueles que confiam em Jesus Cristo.

1 Co. 12: 7_10.

Para que derrotemos o inferno e os demônios na nossa mente, é só substitu ir tudo que não
presta, por tudo o que é bom. Ódio por amor, soberba por humildade, inveja por simplicidade,
guerra por paz, e usando o perdão como arma, substituindo o mal pelo bem. Fp. 4: 8. Um
homem forte, mas de mente fraca vai sucumbir, mas um homem fraco fisicamente, mas forte
na mente, vai encontrar vitória em Jesus Cristo até o transbordar das muitas águas. Sl. 32: 6;

Is. 43: 2.

A força de um homem está na sua mente, e não no seu físico. Porque um homem forte no
físico quando estiver em trevas vai sucumbir. Mas aquele cuja força estiver na sua mente
quando se encontrar em trevas ele verá a luz, ele vai clamar por Jesus, pois Jesus Cristo será a
sua luz. Sl. 139: 11 e 12, Dn. 2; 22; Sl. 18: 28; Sl. 112: 4.

A MENTE E A PALAVRA: Nesta batalha para vencer temos que ocupar as nossas mente com a
Palavra, e te-la conduzida pela própria Palavra de Deus. Sl. 119: 105; Hb. 4: 12.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 20


Ocupar os espaços vazios das nossas mentes meditando na Palavra de Deus. Pois muitos
ocupam os espaços vazios da suas mentes com: novelas, filmes e muitas outras coisas que não
edificam. Pois somente a Palavra de Deus concede vitória as nossas mente. Sl. 1: 1 a 3. A
Palavra de Deus é a arma mais importante nesta guerra. Ef.6: 17;
Lc.22: 36; Hb. 4: 12.

Exercitando, praticando, vivendo e obedecendo a Palavra de Deus, seremos: Tg. 1: 22-24.


Pregar a Palavra falando de Jesus o tempo todo, é para todos, pois a Palavra de Deus não é só
para os Pregadores e nem só para os Púlpitos. Todos temos o dever de pregar, pois fomos
comissionados por Jesus para faze-lo. II Tm. 4: 1 e 2; Mc. 16: 15; Atos 1: 8.

Cristo é a Palavra. Tendo a mente ocupada pela Palavra, pregando, vivendo, exercitando,
meditando na Palavra é ter a mente ocupada por Cristo. Gl. 2: 20.

A MENTE E A ORAÇÃO: Outra maneira de ter vitória na batalha da mente é ter uma vida de
continua oração. I Ts. 5: 17; Atos 10: 1-4; Atos 12: 1-11.

Outra forma de ganharmos a batalha na mente é ter uma vida de intercessor, orando pelos
outros.Pois não só nós ganhamos, mas outros ganham através das nossas orações. I Tm. 2: 1-3;
Ap. 5: 8.

A vida de oração nos dá vitória na mente. Ela ocupa os espaços vazios, mas são tão poucos os
que vivem uma vida de oração, que a espaços vazios nas Regiões Celestes. Espaços estes que
podem ser ocupados por nós. Ez. 22: 23-30; Gn. 18: 20-33.

Todo o homem de oração é um soldado de Deus. Todo o homem de oração é um guerreiro,


vivem as batalhas em suas mentes, e vivem as batalhas nas Regiões Celestes. Dn.10: 1-12; II
Tm. 2: 1-3. Temos que seguir os exemplos Bíblicos, um bom exemplo para nós é o Rei Davi,
cuja força não estava no físico, mas na sua mente, pois os olhos e os pensamentos de Davi
estavam no Senhor. Sl. 121: 1.

Qual a formula que Davi usava para vencer estas batalhas, as dos olhos e da mente? Ele olhava
firmemente para o Senhor, através de uma vida na Palavra e de oração. Sl.119: 11; Sl. 55: 17;
Sl. 5: 3.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 21


5) A GUERRA ENTRE A IGREJA E O INFERNO
(Mt. 16: 18)

Jesus disse que não veio trazer paz mas sim guerra.E esta guerra está declarada e é real. Ap. 12: 1 a 7.
A igreja e o inferno são inimigos declarados. Por mais que os homens queiram fazer paz entre a igreja
e o inferno, não tem jeito. Não existe paz entre um e outro e nunca haverá. Segundo o que Jesus
falou, cabe a igreja atacar o inferno, cabe a ela invadir o inferno e saqueá-lo. Mt. 12: 22a 30.
Se a igreja não atacar o inferno com certeza o inferno vai invadir a igreja e vai saqueá-la.

1º PARTE: A IGREJA SAQUEANDO O INFERNO

A palavra pregada na igreja é uma das formas que há para ela saquear o inferno. A palavra pregada
como ela é, ela traz espírito e vida para quem a ouve, fazendo com que todas as obras do inferno na
vida dos que ouve caiam por terra. Jo. 6: 63.

O poder de Deus na Sua Palavra, palavras com autoridade, palavra profética, palavra revelada é
fundamental para desvendar as obras do inferno oculta na vida de quem ouve, trazendo assim a
libertação. ICor. 2: 4, 5.

A palavra acompanhada dos sinais trazendo cura libertação, sinais e prodígios, são outra arma para
saquear o inferno. Sarando os enfermos, e libertando os possuídos por espíritos maliguinos. Vencendo
assim o inferno na vida daqueles que participam dos cultos. Lc. 10: 19 , 20; Mc. 16: 15 a 18.

A palavra de ensino, capacitada para destruir os raciocínios libertando assim quem ouve dos
entendimentos maliguinos. A palavra de Deus em seus pensamentos é outra forma de saquear o
inferno. IICor. 10: 3 a 5.

O ensino da palavra de Deus liberta quem ouve fazendo com que ele tenha mudança de vida.Ele deixa
de ser carnal e tornando-se Espiritual. Vindo assim a ter uma experiência pessoal e inesquecível co o
Senhor Deus. Rm. 8: 1; ICor. 2: 9 a 16.

Os ensinos das doutrinas bíblicas levam ao arrependimento, ao batismo nas águas; a libertação e a
cura pela imposição das mãos, são fundamentais na vitória da igreja contra o inferno. Hb. 6: 1,2.

O evangelismo é a maior forma da igreja mostrar ao inferno que ela não está para brincadeira, e que
as portas do inferno não vai prevalecer contra ela. Lc. 21 a 23; At. 8: 4 a 8.

Ensinos que levem o crente a levar uma vida de jejum, oração e a ler muito a palavra de Deus é
imprescindível;
para libertar o crente das obras do inferno. ITess. 5: 7; Sl 119:11; Sl. 35: 13.

Levar o crente de volta aos tempos apostólicos, tempo em que a igreja atropelava o inferno. Jr. 6: 16

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 22


2ª PARTE: O INFERNO INVADINDO A IGREJA

O inferno possui a suas armas e os seus meios para invadir a igreja._MUNDO_ Cada vez que a igreja
deixa o mundo e as suas obras entrar dentro dela o inferno entra junto. O mundo tem que ser
invadido pela igreja e não ao contrário. IJõ... 5: 19; IJõ.2: 15.

A igreja hoje em dia vai muito atrás do Marketing, atrás das estratégias do mundo, usa os meios do
mundo para encher. Quando ela deveria depender somente do Espírito Santo para fazer a obra.
Jô.14: 25, 26; Is. 30:1 a 3.

As pregações para agradar o crente, pregar o que o crente quer ouvir, isto é pregação humana, não
salva e não trás mudança na vida de ninguém. Isto é o inferno dentro da igreja. Mt. 15: 8,9; Mt. 16: 6,
11,12; IICor. 4: 1,2.

Doutrinas que não trás mudanças, que mais é um jugo pesado. Doutrinas que seve mais para a
satisfação da carne, isto também é o inferno dentro da igreja, pois o jugo do Senhor é suave, e a
doutrina do Senhor é para satisfazer o espírito. Mt. 11: 25 a 30; Cl. 2: 20 a 23.

Culto irracional, sem a direção do Espírito Santo, onde se tem tempo para tudo e para todos, menos
para a Palavra. A medida em que estamos tirando a Palavra do culto, estamos abrindo espaço para o
inferno entrar. Mat. 4:1 a10; Hb. 4:12,13.

Neófitos na direção, pessoas sem chamado ministeriais, Sem unção de Deus, pessoas que não foram
provadas e nem aprovadas por Deus. Hoje se compra até unção para pastor. È Deus quem ungi e
separa. À medida que pessoas ocupam estes lugares sem a unção de Deus, isto é o inferno dentro das
igrejas.ITm. 3: 1 a7; IITm.2: 15.

Hoje as igrejas têm muitos sinais, mas estes sinais não são os sinais que a Palavra fala. Os sinais que
acontece nas igrejas precisam testificar com a Palavra, se não testificar é o inferno dentro da igreja. Jô.
15: 26; ITm. 4: 1._ A igreja não faz trabalho de cura e libertação. O trabalho agora se limita só em
palavras persuasivas de sabedoria humana. A falta dos sinais já mostra o domínio do inferno dentro da
igreja. ICor. 2: 4,5; At. 16: 16 a 18; At 14:7 a 10; Is. 28: 15; Is. 3: 12.

As igrejas estão acomodadas, a falta de evangelismo, vigília, reunião de oração com autoridade
repreendendo as obras do diabo. Tudo isto mostra que a igreja está descansando , acomodada, não
quer saber de lutar com o inferno.
O descanso e a acomodação são o inferno dentro da igreja. Zc. 11: 7 a 15; Mq. 2: 6.

A falta de ensino sobre as atuações do maligno, já mostra o agir do inferno dentro da igreja. Pois a
igreja tem a obrigação de estudar o inimigo, porque estudar o inimigo é sabedoria. Pois se não
estudarmos podemos ser surpreendido Por ele. IPd.5: 8; Ef.6: 10 a 20;Ef. 4: 27; IICor.11: 12a 15.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 23


6 ) GUERRA: A VERDADE DO NOVO TESTAMENTO
(2 CO.4:1-4)

Há muitas doutrinas circulando no meio evangélico como: Doutrina da prosperidade das emoções;
do triunfalismo. A doutrina do Triunfalismo passa que se você está doente, desempregado, é pobre
porque você não tem fé.
É uma doutrina em que tudo é fácil, onde se você está passando por lutas, perseguições,
tribulações, e aflições, é porque você está em pecado, ou seja, eles pregam um evangelho de
engano, tem como objetivo desviar o crente do Verdadeiro Evangelho. Pois o verdadeiro
Evangelho, na verdade é um Evangelho de vitória, mas não de paz, e sim de guerra. Você já viu em
uma guerra tudo ser fácil, tudo ser paz? Mt.10: 34; Jr. 28: 1-9; Jr. 13: 14.

Acredito que este que pregam este evangelho de triunfalista, onde tudo é fácil, estão mais
preocupados em inchar as suas igrejas do que povoar o céu. Estão na verdade mais preocupados
com a quantidade co que com a qualidade. Jr. 23: 13; Ez. 34: 1-4; Jr. 7: 11.

Como podemos acreditar que uma pessoa que está doente, desempregada ou é pobre não tem fé.
Isto é um absurdo, enquanto vivemos neste mundo seremos sujeitos as doenças, desempregos e
seremos ou teremos pobres em nosso meio. Dt. 15: 7-11.

Como pode alguém imaginar viver um evangelho fácil, tranquilo, se nenhum daqueles que viveram
no Novo Testamento tiveram. Como podemos ter paz se estamos em guerra contra Satanás. Temos
um inimigo que o tempo todo está tentando tirar nossa paz. I Pd. 5: 8; Lc.22:31 e 32; Ap. 12: 10.

A medida em que nós procuramos fazer a vontade de Deus, vivendo o Verdadeiro Evangelho, nós
declaramos guerra contra o diabo podemos esperar os ataques dele, vamos sofrer ataques de
todos os lados. Ap. 12: 12.

REINO DE DEUS: A LUTA E A RECOMPENSA.No momento em que você decide buscar a Deus, ou
seja, entrar em dimensão Espiritual, alcançar o invisível, você vai encontrar muita luta. O Reino de
Deus é um reino de guerra, e com certeza para entrar e permanecer nele é luta o tempo todo. Mt.
11: 12; Mt. 13: 24 e 25; Ef. 6: 10-12.

O Reino de Deus é invisível Lc. 17: 20, e por ser invisível poucos o alcançam Mt. 22: 1-4. E estes
poucos que alcançam passam por muitas lutas, pois estes poucos conseguem ver as armadilhas de
Satanás que age no mundo invisível.

Mas aqueles eu conseguem alcançar o Reino de Deus terão lutas, mas terão uma grande
recompensa: Terão experiência Pessoal com o Espírito Santo. Terão também revelações tremendas
de Deus. Jõ. 14: 15-17; I Co. 2: 9-12.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 24


VIDA EM EPIRITO: TRAZ TENTAÇÕES, MAS TRAZ TAMBÉM PODER DE DEUS: Se alguém resolve ter
uma vida de oração, jejum é colocar em prática a Palavra de Deus na sua vida, pois com certeza
viver uma vida em Espírito, vai ter como conseqüência, vai ser tentado. Pois a única forma que
Satanás têm para fazer o homem parar de orar, jejuar e colocar a Palavra de Deus em prática na
sua vida é lançando sobre este homem ou mulher a tentação. I Co. 10: 12e 13. A tentação
enfraquece o homem.

A tentação vem mexer com a nossa carne, ela vai agir na área dos desejos, por isso o melhor é fugir
da tentação. I Tm. 6: 11; I Tm. 2: 21 e 22; Tt. 2: 11 e 12; Gl. 5: 16 e 17.

A vitória sobre a carne, através da oração, jejum, e muita Palavra de Deus, com certeza a
experiência com o Poder de Deus será uma realidade. Lc. 10: 19-24; Lc. 9: 1 e 2.

MARCAS DE CRISTO: TRAZ PERSEGUIÇÕES, MAS TAMBÉM TRAZ A ALEGRIA: A medida em que
vamos entrando no Reino de Deus, e vivendo em Espírito, as marcas de Cristo começam a aparecer
em nossas vidas. At.11: 26; Gl. 2: 20; 15: 49; Gl. 6: 17.

As marcas de Cristo em nossas vidas, nos faz sermos reconhecidos no mundo Espiritual, e isto trás
perseguições. II Co. 4: 9 e 10; II Tm. 3: 12.

Mas as marcas de Cristo em nossas vidas nos trás alegria a medida em que somos perseguidos.
Porque Cristo está nas nossas vidas estamos alegres. At. 13: 50-52.
FÉ TRÁS PROVAS: MAS TABÉM TRÁS PACIÊNCIA E ESPERANÇA. Como podemos dizer que quem é
pobre, ou têm problemas com doenças, ou está desempregado não tem fé, se a fé trás provas.
Tg.1: 1-4; Is. 19: 10; Gn. 22: 1-12.

A fé tem que ser provada, se tudo o que nós quisermos e Deus der, vai trazer para as nossas vidas
comodismo. Destruindo assim a paciência, tirando da nossa vida a salvação das nossas almas. Lc.21:
19; I Pd. 3-9.

A prova desenvolve em nossas vidas a paciência a esperança, fazendo com que nós venhamos a ter
uma grande confiança em nosso Deus. Jr. 17: 5-8.

Como podemos tirar das nossas vidas as lutas, as tentações, as perseguições e as provas. Elas fazem
parte da vida cristã, se foi através delas que os Apóstolos obtiveram as maiores experiências
pessoal com o Poder de Deus, e com o Senhor Jesus Cristo. At.12: 1-17; At 16: 19-31; At.18: 1-11;
At.23: 1-11; At.27: 13-25.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 25


TESTEMUNHO: TRÁS ÓDIO, TRÁS GUERRA: Quando carregamos as marcas de Cristo em nossas
vidas, não conseguimos falar de outro assunto, só conseguimos falar de Jesus Cristo. Lc. 6: 45; I Co.
2: 2. Quando falamos de Jesus, começamos a divulgar o no me de Jesus, com certeza o inferno vai
partir com tudo para cima de nós. Falar de Jesus trás guerra para as nossas vi das, trás ódios,
divisões para as nossas vidas. Lc. 21: 17; Lc. 12: 49-53.

Mas aqueles que estão o tempo todo testemunhando de Jesus Cristo, Jesus está o tempo todo
intercedendo por ele diante do Pai. Mt. 10: 32; Lc. 24: 46 e 47; Ap. 3: 5.

SANTIDADE TRÁS: SEPARAÇÃO, PERDA E RENUNCIA. A Santidade faz com que deixemos de praticar
muitas coisas que nós gostamos. Faz com que nos separemos de coisas que nos agrada, mas é
necessário deixar. Pois sem Santidade ninguém verá o Senhor. Hb.12: 14; I Ts. 5: 23.

A Santificação trás luta pessoal, você passa a ter um combate na sua mente contra você mesmo e
contra o seu raciocínio. Rm.7: 15-24; II Co.10: 3-5. Mas a Santidade nos dá a garantia de que somos
povo de Deus, a certeza de que não somos daqui. I Pd. 2: 9 e 10; Fp. 3: 20. Hb. 11: 16.

FIDELIDADE TRÁS: TRIBULAÇÃO E AFLIÇÃO, MAS TRÁS VIDA ETERNA. A fidelidade é não negar seja
qual for a situação o nome de Jesus Cristo, muitas vezes vamos sofrer coisas estranhas, mas não
podemos negar. Ap.2: 8 a 9; I Pd. 4: 12-18; Jõ. 16: 33.

A fidelidade nos faz morrer por causa de Cristo, mas com certeza a fidelidade nos levara a viver com
Cristo para sempre. Sl. 101: 6; Ap. 2: 8-10, 25 e 26; Ap. 3: 21. A visão do Novo Testamento é uma
visão de guerra, por isso ele fala o tempo todo em quem quer vencer, não é um jogo, não é uma
brincadeira, e sim uma guerra declarada. Ap. 2: 7-17-26; Ap. 3: 5-12-21.

Quando nós desejamos verdadeiramente viver está guerra fazendo a vontade de Deus, vivendo as
verdades do Novo Testamento, com certeza esta guerra nós já vencemos. Não por nossa
capacidade, mas porque o Senhor estará ao nosso lado. II Rs.6: 8-17; II Cr. 20: 15-20; Jr. 20: 11;
Lc.10: 21.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 26


7) COMBATENDO O INIMIGO
Temos notado que os ensinamentos sobre a Palavra de Deus nas igrejas nos nossos dias ajudam
muito pouco os crentes na luta contra o nosso inimigo, o diabo. E como conseqüência a vida da
maioria dos nossos irmãos é de sofrimento , por isso neste estudo nós vamos ver na Palavra de
Deus como combater o inimigo.

Em primeiro lugar o crente tem que saber se ele tem uma vida no temor de Deus. E se ele esta
passando por muitos problemas na vida dele é obra do diabo. O que ele deve fazer? Tg. 4: 7.

Alguém pode dizer: Como você tem de que é o diabo que está causando os problemas? É só olhar a
Palavra de Deus, e ela vai confirmar. I Pd. 5: 8 e 9; Ef. 6: 10 a 12; Jó. 1: 6 a 12.

Uma das armas do diabo contra a nossa vida é colocar pessoas para nos fazer mal. E a nossa arma
contra é pagando mal com bem.Mt. 5; 38, 39 e 41. Na nossa caminhada o que mais o que nós mais
arranjamos é inimigos, é mais ma arma do diabo.Como nós podemos atingir o inimigo. Lc. 6: 27 28
e 32.

Muitos crentes encontram muita dificuldade em suportar os fracos. Isto é mais uma das armas do
diabo. Como devemos bombardear o inimigo? Rm. 15: 12; Jó 4: 3 e 4.

Uma das maiores armas do diabo é esfriar o amor no coração do crente.Mt. 25: 12. Mas como o
crente deve lutar para aniquilar esta arma? Mc. 12: 30 e 31. Satanás também tem usado como
arma o fazer com que os crentes venham a se ensoberbecer. Mas o crente pode combater esta
artimanha do inimigo. Mt.11: 28; Fp. 2: 5 a 11.

Ele também tem feito com que muitos crentes sejam humilhados, mas o crente de combate r e não
aceitar. I Pd. 5: 6. Há muitos crentes tem passado por provas difíceis, mas o crente pode ter certeza
é o inimigo que quer vê-lo cair. Is. 54: 15. Como o crente deve combater estas provas.II Co.6: 4; I
Pd. 2: 18 a 21; Rm. 12: 12.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 27


Além de sermos paciente nas provas e outro meio para combater o inimigo é nos alegrarmos. Tg. 1:
2 a 4.

Outra arma que o inimigo usa para enfraquecer o crente é nos afastando das orações colocando
desanimo. Como deve o crente combater. I Ts. 5: 17; Lc. 22: 39 e 40.

Outra arma do inimigo é colocar desanimo no crente para ele não ler a Palavra de Deus. Como o
crente pode e deve combater esta arma. Is.34: 16; Ap. 1: 3; At.17: 10 e 11; At.18: 24 a 28.

Satanás também tem usado de artimanha para impedir o crente de pregar a Palavra de Deus.Como
o crente deve combater? II Tm. 4: 2. Satanás tem introduzido na vida do crente muitas coisas do
mundo. Como o crente deve combater esta tentação. Lc. 4: 5 a 8; Tg. 4: 4 e 5; Tg. 1: 27.

Satanás tem levado os crentes que acredita ter um profundo conhecimento da Palavra de Deus a
discutir ou debater a Palavra. Como combater isso? II Tm. 2: 14 a 16.

Satanás tem usado como arma a língua, isto é o costume do crente de falar demais.Tg. 3: 2 a 8, o
que devemos fazer para combater esta arma do inimigo, a tagarelice infindável do crente. Ec. 5: 1 e
2; Pv. 13: 3; Pv. 21: 23. Tomar decisões sem esperar no Senhor é mais uma arma de Satanás. Como
devemos combater e evitar que se repita? Sl. 27: 14; Ec. 3:1

Hoje Satanás usa como arma afastar o crente da igreja. Como devemos e precisamos combater esta
arma. Sl. 122: 1; Sl. 84: 10.

Satanás tem falado para o crente que ele não precisa jejuar. É mais uma arma do diabo para
enfraquecer o crente. Como devemos lutar contra isso? Jõ. 2: 15; Lc. 5: 33 a 35. Porque Satanás não
quer o crente jejuando.Mt. 17: 14 a 26.

A vergonha é mais uma das armas de Satanás, o crente envergonhado não testemunha o Senhor
Jesus. Como o crente de agir contra esta arma. Rm. 1: 16.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 28


8 ) PERIGO ESPIRITUAL
. Devido a vários entendimentos, doutrinas e seitas que tem surgido, muitos crentes têm deixado
de confiar na Palavra de Deus e seguindo enganadores, tendo como consequência a morte
espiritual.

Hoje podemos ver que existem algumas seitas que pregam que podemos chegar a Deus sem
intermediário. Vejamos o que diz a Bíblia. João 10: 7 e 9; João. 14: 6; Fp. 2: 9 e 10; 1Tm. 2: 5.

Também podemos perceber que as igrejas não estão fazendo questão de ensinar sobre o Espírito
Santo. Vejamos o que dia a Bíblia. I Co. 3: 16; Rm. 8 14 ao 16; Rm. 25 a 27. Quando uma igreja não
se preocupa com o ensinamento sobre o Espírito Santo, o entendimento dela é carnal. E qual a
conseqüência de uma igreja carnal? Rm. 8: 6 e 7; Rm. 8: 12 e 13; Gl. 6: 8.

Também podemos ver que muitas igrejas não acreditam nos sinais. Dizem que os sinais
aconteceram somente no tempo da primeira igreja. Vejamos. Mt. 1o: 1; Mc. 16: 17 e18; Jõ.14: 12.

Algumas igrejas pregam que a cura e expulsar demônios não são de Deus. Vejamos o que diz a
Palavra de Deus. Lc. 11: 14 ao 20; Mc. 3: 28 e 29; Mt. 10: 25. Hoje também podemos ver que muitos
crentes deixaram de buscar a sabedoria de Deus e procurado em outros homens. Jõ.14: 26; Is. 48:
17; Jõ. 6: 45; I Tm. 6: 20.

Muitos crentes também têm deixado de ler a Bíblia para buscar em outros livros. Vejamos. Is. 34:
16; Ec. 12: 11 e 12; João. 5: 39. Vamos ver o que dizem os homens de Deus a respeito de nós
buscarmos a sabedoria. Tg. 1: 5; Pv. 2: 3 a 5; O que diz Deus. Jr. 33: 3;

Quando estamos buscando a sabedoria através de homens, faculdades e livros, estamos fazendo ao
contrário da Palavra de Deus. II Pd. 1: 20 e 21; I Co. 2: 6 e 7; I Co. 2: 12 e 13; Pv.14: 12.

Hoje em dia podemos notar que muitos crentes têm procurado pagar estudos caríssimos, alegando
que Paulo foi chamado por causa do seu estudo. Vejamos o que disse Paulo. Gl. 1: 11 e 12; Fp.3: 4
ao 8; I Co. 2: 1 ao 5.

Muitos pregadores para embelezar suas pregações e agradar os ouvintes, têm procurado
acrescentar algumas coisas que não estão na Bíblia. Vejamos o que diz a Bíblia. Gl.1: 8; Ec. 3: 14; Ap.
22: 18. Muitos pregadores e líderes têm subido no púlpito sem o menor preparo, firmado em sua
própria sabedoria. Vamos ver o que diz a Palavra de Deus. Ex. 3: 5; Jr. 48: 10; Lc. 6: 39.

Hoje podemos ver muitas doutrinas sobre dias. Mt. 12: 8; Sobre aparência exterior. Mc. 7: 3 ao 8;
Sobre comida Cl. 2: 16; I Tm. 4: 1 ao 5. Muitas igrejas não têm se preocupado com as influencias do
mundo, nas pregações nos louvores e na vida do crente. Vamos ver o que diz a Bíblia. Lc. 4: 5 e 6;
Tg. 4: 4; I Jõ. 5:19.

O que recomendamos para os cristãos se livrar destes perigos espirituais é a oração e humildade.
Mq. 6: 8; Sl. 55: 17 e 18; I Ts. 5: 17.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 29


9 ) O LADRÃO SÓ VEM PARA ROUBAR
Deus nos mostra através de sua Palavra que o diabo é o ladrão e ele veio para roubar matar e
destruir. Mas vamos ver na Palavra de Deus como ge este ladrão na vida do homem. Vamos ver
realmente o que ele quer roubar de nós.

A Palavra de Deus nos exorta a sermos cuidadosas, principalmente os que estão no caminho, pois
o ladrão está pronto pra roubar. Ap. 2: 25. Satanás sabe que se o crente permanecer fiel ao Senhor
até o fim, o Senhor tem para este crente um a coroa. Mas Satanás quer roubar está coroa.

Ap. 3: 11.

Hoje o que mais vemos é o povo perdendo a esperança. Satanás tem conseguido roubar a
esperança do povo.. Mas o povo de Deus não deve deixar isto acontecer. At. 26: 1 a 7; Fp.3: 20 a
21; Ef.2: 11 a 13.

O ele também tem conseguido roubar dos homens é a paz. Mas o crente tem de fazer de tudo
para que ele não consiga este intento, que é tirar a paz do crente. I Co. 7: 15.

Quantos hoje dizem: Eu queria voltar ao primeiro amor? Estas pessoas perderam o primeiro amor,
o diabo já roubou o amor do seu coração. Aquele que tem o amor seja cuidadoso, vigilante pois o
ladrão veio para roubar. Ap. 2: 4 e 5.

A Palavra de Deus nos mostra que no final dos tempos esta seria a obra predileta do diabo: roubar
o amor. Mt. 24: 12 a 13. Jesus nos mostra que no final dos tempos, Satan ás também estaria
preocupado em roubar a fé do povo. E de fato roubaria porque no final dos tempos poucos teriam
fé. Lc. 18: 7 e 8; I Tm. 4: 1.

O ladrão veio para roubar a paciência, mas o crente não deve deixar isto acontecer. Tg. 5: 11

Muitos acham que estão salvo, e não há mais perigo. Mas o ladrão veio para roubar a salvação,
quem está em pé que se cuide para não cair.I Co. 10: 12. Quantos já não perseveram, pois o ladrão
veio para roubar a perseverança de muitos crentes. Lc.21: 19; Tg.1: 2 a 4.

Quantos hoje têm ignorado o combate entre a Carne e o Espírito, e com iso passam a viverem
uma vida carnal. Esses que vivem este tipo de vida, Satanás já roubou a vida espiritual desses
crentes. G. 5: 16 e 17.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 30


Muitos crentes começaram fervorosamente no Espírito, mas com o passar dos tempos passaram a
viver na carne. Satanás já roubou fervor e a vida espiritual destes crentes. Gl. 3: 3; Rm. 8: 7 e 8; .
Gl. 3: 3; Rm. 8: 7 e 8; m. 8: 13.

Hoje o que mais Satanás tem roubado dos crentes é a comunhão com Deus e com os irmãos. At.2:
42 a 47; I Jõ. 1: 3 a 7. O que Satanás procura roubar do crente é a humildade, fazendo com que o
crente fique soberbo, que só ele é o dono da verdade. Não convém que o crente ande assim. Mt.
11: 29; Mq. 6: 8.

Satanás tem procurado roubar da igreja a união entre os irmãos, lançando dentro da igreja
contenda. Fp. 2: 1 a 3; A contenda divide os irmãos e a igreja. Gn. 13: 8 a 11; Pv. 6: 16 a 19.

Quando o crente vive em santidade, Satanás quer roubar a santidade fazendo com que o crente
venha a si contaminar com o mundo. O crente que vive em (comunhão), santidade precisa se
cuidar e muito.I Jõ. 2: 16 e 1

Muitos crentes não sabem se conter, não tem domínio próprio, como já foi citado muitas vezes
neste estudo: Satanás veio roubar, portanto vigie. Pv. 25: 28; Gl. 5: 23.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 31


10 ) A PALAVRA É UM INSTRUMENTO DE DEFESA
Por não ler as escrituras à maioria dos crentes tem ficado sem defesa alguma diante dos ataques
de Satanás. Mas neste estudo nós vamos ver como é importante ler a Palavra e guardar os
versículos.

Em primeiro lugar o crente precisa tomar um banho na Palavra, ou seja, deixar com que a Palavra
venha lavá-lo, tirar dele todas as imundices e sujeiras e fazer dele um novo homem. Limpo e
lavado pela Palavra. Ef. 5: 26 e 27; Hb. 10: 22;1 Pd. 1: 23.

Após sermos lavados pela Palavra de Deus, podemos passar a usar com confiança o Escudo da Fé
que é a própria Palavra de Deus. Ef. 6: 16.

A Palavra de Deus é um instrumento contra todas as armadilhas do diabo, contra todas as


contendas que se levantarem em contra nós. Is. 54: 17.

A Palavra de Deus também é um instrumento de defesa contra todos os tipos de enfermidades. Sl .


103: 3; Ex. 15: 26; Is. 57: 18 e 19; I Pd. 2: 24.

A Palavra de Deus também é um instrumento de defesa para os crentes no momento em que


estiver passando por dificuldades financeiras e necessidade materiais. Lc. 4: 1 a 4; Sl.37: 23 a 25.

A Palavra de Deus também é um instrumento para o crente se defender nos momentos em que
ele estiver passando por grandes perigos e precisando de um livramento. Sl. 91: 1 a 12; Sl. 23: 4.

Se o mundo oferece riquezas, bens materiais para o crente se desviar do caminho, em co ntra
partida a Palavra de Deus, é a arma para que o crente se defenda. Mt. 6: 19 a 20; Mt. 6: 33.

A Palavra de Deus é um instrumento maravilhoso de defesa nos momentos de grandes tristezas


para o crente. Sl. 30: 5; Is.35: 10. Ne.8: 10. Quando o crente está com medo, inseguro a Palavra de
Deus é um instrumento de defesa de grande precisão, pode usar que não falha nunca. Fp. 4: 13; Is.
41: 10; Is. 45: 2.

Nos momentos de grandes lutes e provas a Palavra de Deus é um instrumento poderosíssimo de


defesa para o crente vencer está situação.I Co. 15: 57; Rm. 8: 37.

Se em algum momento crente se considera fraco, ou seja, abatido, a Palavra de Deus é se duvida
nenhuma um instrumento de defesa. II Co. 12: 9. Quem tem Jesus não é fraco e muito menos
abatidos. Jl.3: 10; II Co.12: 10.

Se algum crente tem algum pecado que não consegue esquecer, é porque o acusador que não o
deixa esquecer acusando em todo o momento. Mas a Palavra de Deus também é um instrumento
de defesa contra o acusador. I Jõ. 1: 17; I Jõ. 2: 1; Mq. 7: 18 e 19; Is. 43: 25.

A Palavra de Deus é um instrumento de defesa quando o crente sente ou acha que Deus não ouve
mais as suas orações. Is. 59: 1. Quando o crente não sabe orar ou como pedir a Palavra de Deus é
um instrumento de defesa infalível. Rm. 8: 26.

A Palavra de Deus é um instrumento de defesa para o crente, quando o Satanás quer destruir a
sua família. Sl. 128: 1 a 6.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 32


11 ) VENCENDO O DIABO

Na verdade o diabo não é o nosso maior inimigo, e sim um dos maiores. O diabo é o mais astuto e
perigoso, ele usa a nossa derrota para entrar em nossas vidas. Se quisermos vencer o diabo temos
que levar uma vida de vitória sobra a carne, o mundo e o pecado, que são os inimigos diretos da
nossa vida. Inimigos que a todos os momentos em guerra contra eles. Melhor exemplo Bíblico de
como vencer o diabo é a tentação de Jesus. Lc. 4: 1 ao 3.

Jesus quando foi para a batalha com o diabo Ele se preparou, primeiro Ele se prep arou para vencer
os seus inimigos íntimos. Pois Jesus sabia que se não tivesse total domínio sobra à carne, o mundo
e o pecado Ele seria presa fácil para o diabo. CARNE: Rm. 8: 1; Gl. 5: 16 e 17. MUNDO: I Jõ. 2: 14 a
17. PECADO: I Jõ. 3: 1 e 9.

Alguém pode até dizer que é radicalismo, mas segundo o meu entendimento Jesus não lutou
somente com o diabo no deserto. Mas Ele lutou também contra a carne o mundo e o pecado. E
ninguém pode lutar e vencer esses inimigos se não estiver cheio do Espírito Santo. Lc. 4: 1; Ef. 5: 8.

Outra coisa, porquê Jesus ficou quarenta dias em jejum? O jejum é uma arma poderosa para
vencer a carne, o mundo e o pecado, e principalmente para vencer o diabo. Lc. 4: 2; Mt. 17: 14 ao
21; Mt. 2: 36 e 37. A CARNE: O diabo sabendo que a carne é um dos maiores inimigos do homem,
sabendo que o homem nos desejos da carne é um derrotado diante de Deus. Ele lança o seu
primeiro ataque a Jesus. Lc.4: 3; I Co. 2: 14.

O diabo sabendo que Jesus estava com fome, ele tenta Jesus a realizar o desejo da carne, no caso
aqui é o pão. Mas sexo, prostituição e outros desejos nos derrubam diante de Deus. Abrindo assim
brechas para o diabo entrar em nossas vidas. Gl. 5: 19 a 21; Rm. 8: 7 e 8; ICo.3:3.

Jesus venceu a carne e o diabo, nesta primeira batalha no deserto. S e nós quisermos vencer o
diabo na batalha da carne, temos que fazer como Jesus, cheio do Espírito Santo com muito jejum,
e muita Palavra de Deus.Lc. 4: 4; Ef. 6: 17; HB. 4: 1.

O MUNDO: Como o diabo não conseguiu derrubar Jesus através de seu inimigo mais intimo, a
carne, ele tentou outro inimigo: O MUNDO. Lc. 4: 5, 6 e 7. O diabo sabe que os olhos são a nossa
porta para o mundo entrar em nossas vidas. Com a entrada do mundo, já caímos diante de Deus e
trazemos o diabo para a nossa vida. I João. 5: 19; I João. 2: 16 e 17; Tg. 1: 14 e 15.

O mundo nos afasta de Deus, o mundo mexe com a nossa vaidade humana, o mundo nos leva a
buscar coisas que agrada o nosso ego. O mundo nos tira da presença de Deus. Mt. 13: 22; Mt. 6:
25- 33.

A nossa vida como crente em Jesus tem que ser guiado pela Palavra de Deus. E na batalha contra o
mundo e o diabo temos que seguir o exemplo de Jesus, cheio do Espírito Santo com muito jejum e
Palavra de Deus. Lc. 4: 8; Sl. 119: 105- 11; Sl. 1: 1 e 2.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 33


O PECADO: O diabo já tinha sofrido duas derrotas para Jesus, pois Jesus era um vencedor contra a
carne e o mundo. Como o diabo não conseguiu derrotar a Jesus através da carne o mundo, agora
ele tenta vencer a Jesus através do pecado.. Ele tente levar Jesus pelo caminho da soberba. Lc. 4: 9
a 11; Mt. 11: 29.

O fato de sermos crentes e até ser muito usados por Deus, não nos dá o direito de entrar em
campo que Deus não nos permite entrar. Usar o nome de Deus para falarmos coisas que Deus não
mandou, fazer coisas que está contra a Palavra de Deus é pecado, e nos derruba diante de Deus,
trazendo para as nossas vidas o diabo. Dt.29: 29; Is. 59: 1 e 2.

As coisas que parecem tão simples, pecadinhos, e muitas vezes estes pecadinhos s ão brechas para
o inimigo agir em nossas vidas. Não devemos varrer para baixo do tapete o pó do pecado, e sim
colocar no lixo e lançar fora das nossas vidas. Js. 7: 1 – 26; Is. 28: 15; Lc. 12: 2.

Não podemos deixar o pecado reinar em nossas vidas. Se vence rmos o pecado em nossas vidas ,
venceremos o diabo também. Rm. 6: 12 – 14; Sl. 19: 13.Temos que seguir o exemplo de Jesus, ser
cheio do Espírito Santo, muito jejum e muita Palavra, para vencer o pecado.Lc. 4: 12.

No livro de Lucas sobre a tentação não fala de oração, mas com certeza nos quarenta dias Jesus
ficou em oração. Oração, jejum e Palavras nos deixam cheio do Espírito Santo. Sl. 55: 17; Sl.35: 13;
Sl.119: 105.

A batalha contra o diabo é todos os dias. Por isto todos os dias têm que vencer a carne, o mundo
e o pecado, fazendo isso venceremos o diabo todos os dias. Lc. 4: 13; I Pd. 5: 8.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 34


12) AS PORTAS DO INFERNO TÊM QUE CAIR
(Mt. 16:18)
A Palavra de Deus nos mostra claramente que as portas do inferno não prevalecem contra Sua
Igreja. E nós temos a certeza disto, mas parece que as maiorias Evangélicas ainda não tomaram
posse desta Palavra. Por isto é que temos visto tantos problemas no mundo, mas se tomarmos
posse desta Palavra, nós vamos ver as portas do inferno caírem por terra.

Hoje o que podemos ver nas igrejas, é que a grande maioria dos crentes quer ser pregadores e
pastores, esquecendo de fazer a vontade de Deus. E qual é à vontade de Deus? Mc. 16: 15;

Is. 6: 8 e 9; Mt. 28: 19.

Também vemos que há muitas igrejas e denominações, mas vemos que poucos estão fazendo
evangelismo de rua. O que diz a Palavra de Deus? II Tm. 4: 1 e 2; Rm. 10: 15; Is. 52: 7.
Podemos ver muitas pessoas nas ruas, na miséria, sem ter onde morar, ou o que comer. O que a
Palavra manda fazer? Mt. 22: 9 e 10; Mt. 25: 34 ao 40. O Senhor Jesus nos deixou um grande
exemplo. Lc. 16: 19 ao 25.

Hoje o que mais temos visto é órfãos oprimidos e viúvas. Vemos as igrejas faze ndo muito pouco ou
quase nada por estas vidas. Is. 1: 17; Sl. 68: 5; Sl. 10: 17 e 18.Se muitas igrejas ou denominações,
não estão nem um pouco preocupadas com a causa deles, o que está acontecendo com eles? Jr. 5:
27 e 28; Rm. 1: 22; Ap. 3: 17.

A Igreja tem por obrigação ou mandamento, incentivar o crente a ler a Bíblia, mas não fazem isto.

II Tm. 3: 16 e 17; II Pd. 1: 19 -10 e 21; Sl. 1: 1, 2 e 3.

O que vemos hoje é uma invasão de melodias mundana no meio dos louvores dentro das igrejas e
não é só nos louvores. Mas em todos os costumes da igreja. O mundo está dentro das igrejas.
Vamos ver o que diz a Bíblia. Tg. 4: 4 e 5; I João. 2: 15 e 16; I Jõ. 5: 19; Gn. 1: 4.

Há muitas igrejas preocupadas em preparar doutrinas de homens, ao invés de seguir as doutrinas


do Senhor Jesus. Mt. 15: 9; Cl. 2: 22 e 23; II João. 9 ao 11.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 35


No nosso país aumentou grandemente o numero de seitas heréticas. O espi ritismo está crescendo,
a idolatria está aumentando e as igrejas evangélicas se dividindo, enquanto a Bíblia manda se unir.
Mt.12: 25; Mc. 10: 9; Ef. 2: 14.

Se as igrejas ao invés de se dividirem fossem unidas em oração, as forças malignas cairiam por terra.
Sabem por quê? Mt. 16: 19; Mt. 18: 19 e 20; II Cr. 7: 14; Sl. 8: 2.

As igrejas deveriam incentivar os crentes a colocarem faixas em frente as suas casas para exaltar o
nome do Senhor Jesus. Porquê? Sl. 99: 5; Sl. 34: 3; Sl. 57: 5.

Hoje podemos ver que poucos crentes contam o que Jesus tem feito na vida deles. Mas o Senhor
não nos chamou para ficar calado. IS.44: 8; At.26: 22; Lc.8: 38 e 39; Jõ.15: 17; Sl.66: 16.

Diante da grandeza de nosso Seus e das suas maravilhas, o que temos que fazer? At. 18: 9; Sl. 106:
2; Sl. 118: 17.

A Palavra de Deus nos diz que as portas do inferno não prevaleceriam contra a Igreja do Senhor. O
que a igreja tem que fazer para isto acontecer? Mt. 6: 33; Lc. 11: 9; I s. 55: 6.

Se as portas do inferno estão prevalecendo contra as igrejas, é porque elas não estão buscando ao
Senhor Jesus, e sem Ele nada podemos fazer. Jõ. 15: 5; Cl. 1: 18; Hb. 13: 8; Ap. 1: 8.

Quando o homem sair da frente da igreja, e permitir que o Senhor pele je as portas do inferno
cairão, a Terra vai ficar cheia da Glória do Senhor. Is. 6: 3; Nm.14: 21; Sl. 72: 19;

Hc. 2: 14.

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 36


13) O CARNAL, INIMIGO DO ESPIRITUAL
(JOAO. 3:6)
Fizemos este estudo para servir de alerta para os crentes, que procuram viver uma vida carnal. Para
mostrar a eles o perigo que é ser carnal. O crente carnal serve de instrumento de Satanás na luta
contra a obra do Espírito Santo.

Vamos ver o primeiro combate entre o carnal e o espiritual. Aconteceu por que Abel oferecia o
melhor para Deus do que Caim. Gn. 4: 3 e 4; Hb. 11: 4.

Deus se agrada do homem espiritual, pois ele sempre oferece o melhor para Deus. Assim como
Deus se agradou da oferta de Abel. Caim homem carnal deixou entrar a inveja em seu coração.
Conseqüência da inveja. Gn. 4: 8; I Jõ. 3: 9 e 12; Pv. 27: 4.

Podemos ver que a inveja é um fruto da carne. Gl. 5: 21. Podemos ver que Jesus Cristo, homem
nascido do Espírito foi vitima da inveja. Mc. 15: 9 e 10; Mt. 27: 17 e 18. Vemos também como
Ismael filho da carne perseguiu a Isaque filho da promessa, nascido do Espírito. Assim é agora Gl. 4:
28 e 29. Porquê existe esta perseguição. Gl. 5: 17.

A Palavra de Deus nos mostra que todos os que são nascido do Espírito Rm. 8: 1. Padecerão
perseguições. II Tm. 3: 12; I Pd.4: 14.

Podemos ver que como Jacó e Esaú brigavam no ventre de sua mãe. Gn. 25: 21 e 22. Assim existe
esta briga entre o carnal e o Espiritual. Gl. 5: 17; I Pd. 2: 11 e 12. Muitos crentes que nasceram no
Evangelho, e que são carnais tem que ver o exemplo do que aconteceu a Esaú e Jacó. Gn. 25: 27 ao
34; Hb. 12: 16 e 17; Mt. 19: 30; Mt. 20: 16.

Uma das coisas que mais acontece na igreja, é que o crente espiritual se torna importuno. Por isto
ele passa a ser rejeitado pelos seus irmãos. Veja o exemplo de José e seus irmãos. Gn. 37: 19 ao 28;
At. 7: 9. A exemplo do próprio Jesus. Mt. 21: 42; Is. 53: 3.

Quando os crentes carnais começam a rejeitar os crentes espirituais, na verdade quem eles estão
rejeitando? I Sm. 8: 7; I Sm.10: 19; At. 4: 11; Lc.10: 16. A rejeição ou acepção de pessoas é armas
carnais para combater a espiritualidade. Tg. 2: 9; Pv. 14: 21; Cl. 3: 11; Gl. 3: 27 e 28.

O crente carnal anda segundo as aparências. O que disse Paulo? II Co. 4: 18; I Co2: 9; I Co. 1: 27 e
28. Vamos ver como Deus escolheu a Davi. I Sm. 16: 5, 6 e 7. Por que o crente carnal e o crente
espiritual são tão diferentes? Rm. 8: 5. Qual o significado da inclinação do Espírito? Cl. 3: 1 e2;

Mt. 6: 33.

O que acontecerá com o crente carnal que persegue o Espiritual? I Co. 3: 16 e 17; Mt. 12: 31; Mt.
24: 50 e 51. Esta luta entre o carnal e o Espiritual durará para sempre? Gn.6: 3; II Ts. 2: 7; I Ts. 4: 16
e 17.

O que diria o Senhor para o crente que vive segundo a carne, quando Ele vier na Sua Glória?

Dn. 5: 27; Ap. 3: 15, 16 e 17.

ASSEMBLÉIA DE DEUS MINISTERIO DO BELEM

PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA (11)94657-4007 37

Centres d'intérêt liés