Vous êtes sur la page 1sur 8

1

"Observaste Tu a Meu Servo Jó?"


"O primeiro versículo do livro descreve-o como um
homem `sincero, reto e temente a Deus, e (que) desviava-se
mais dura que fosse, não era simplesmente ficar pobre,
sem descendência e acometido de sofrimento por um dia,
do mal'. (1:1.) Significativamente, o Senhor reconhece em para depois encontrar alívio. O passar do tempo deveria
termos idênticos a justiça desse homem (1:8). Esta franca aumentar-lhe a dor, aprofundar seu desapontamento e
(3-1) Introdução
aceitação da justiça de Jó pelo autor do livro e
Instruções aos Alunos
intensificar-lhe o desânimo, para ver se toda essa tensão
"A manchete do jornal gritava: `Desastre de Avião
principalmente por Deus, é essencial para qualquer não quebraria seu espírito e o afastaria do Senhor. Jó
Mata Quarentasatisfatório
entendimento e Três. Nenhum do seuSobrevivente
tema - por que na sofre
Tragédia
o 1. O estudo
suportou muitode Jó
bemapresenta
o choque uminicial;
desafio especial
mas, quando ondas
da Montanha', e milhares de vozes faziam-lhe
homem justo. Essa própria justiça, entretanto, tornou-se coro: `Por sucessivas engolfassem a realidade total decomentários
numa obra limitada como este manual. Os sua vida,
que
ponto o Senhor
controversopermite parauma coisa tão horrível?'
o Adversário (hebraico: satã; habituais sobre
continuaria o livro de Jó
ele resistindo? chegam
Está pergunta a centenas
nem eledenem o
adversário,
"Dois carrosaqui: hassatan quando
se chocaram, = o Adversário). Ele afirma
um deles ultrapassou demônio
páginas. É conseguiriam res onder
um livro extenso, e sua deforma
imediato.
poéticaAssim, foi
cinicamente que a boa conduta e reverência de Jó haviam deixado ao tempo corroer a orça interior e ó, até torná
um sinal vermelho, matando seis pessoas. Por que Deus muitas vezes dificulta o entendimento. Por isso,
sido grandemente favorecidas pelo Senhor, que o -lo miserável - miserável corporal e espiritualmente, tão
não impediu isso?" decidiu-se abordá-lo de maneira diferente neste estudo.
abençoara com uma vida próspera e gratificante -quem miserável, na verdade, que a morte lhe parecia um amigo
"Por que a jovem mãe morre de câncer, deixando oito A seção 3-2 é uma análise do livro que capta a essência
não serviria o Senhor nessas condições cobiçado, reconfortante e libertador. Quem consegue
filhos pequenos? Por que o Senhor não a salvou? da mensagem e o efeito de sua forma literária.
"Quem afirma ta coisa, aparentemente jamais aprende. imaginar sua condição mental nessas alturas? Talvez
"Uma
Em outra criança morreu
ocasião, ele afogada,
levaria o outra
mesmo foiSenhor,
atropelada.agora o Estudando-a
alguns de nós,atentamente,
ou quem sabe você verá que
nenhum. Umaficará muito
coisa,
Por quê? mais fácil entender o livro de Jó quando o ler.
Verbo feito carne, para o cume de um alto monte, contudo, está clara. Se quisermos ter em atia por tudo o
"Um homem morreu
oferecendo-se de repente
para comprar suade oclusão
adesão coronária,
de maneira 2. Foi
que incluída
sentia, uma breve
recisamos ver suaseção
vidadepela
Notas e
perspectiva de e.
ao subir uma escada. Seu corpo foi
semelhante à que, na sua opinião, o Verbo comprara encontrado estendido
a Comentários; entretanto, sua principal
nos permite isso, esven an o-nos seu intimo e designação de
no chão. Sua esposa clamou em agonia:
lealdade de Jó - mostrando todos os reinos do mundo `Por quê? Pore leitura é a seção
comparando 3-2. Leiasua
vividamente ambas
atualantes de ler
miséria com o livro de
sua vida
que
sua Senhor fez isto
glória, para depoiscomigo?
prometerNãoàquele
poderiaque ter-se
não possuía Jó.
anterior tão abençoada.
lembrado de meus três filhos pequenos
nem mesmo um lugar para descansar a cabeça: que ainda `Tudo isto 3. Leia
"O o livro
próprio autordefornece
Jó. a informação de que,
te darei se, de
necessitam prostrado,
um pai? me adorares.' (Mateus 4:8-9.) Quão anteriormente,
4. Neste capitulo, Jó fora
não um dos homens
foi incluída mais
a parte importantes
Pontos a
frustrado
"Um jovem Satanás
morreunão no deve
campo termissionário,
ficado, ao perceber
fazendoque as de todo o Oriente.
Ponderar, por causa Depois, mostradaJódesignação
da extensão lembrandode
nessas ocasiões nunca tinha a moeda
pessoas perguntarem criticamente: `Por que o Senhor não certa. Ironicamente, nostalgicamente
leitura. os dias em que Deus o preservara, quando
aquele que
protegeu essedisse:
rapaz,`Vai-te,
enquantoSatanás,
faziaporque
a obra está
dele?"'escrito: Ao sua candeia iluminava a cabeça de Jó e guiado por essa
(Spencer W. Kimball, Faith Precedes the Miracle, p.10),
Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás' (vers. 95.) luz, caminhava pelas trevas. Naquele tempo, todos,
colocou Jó nas màaos desse mesmo Adversário, dizendo: jovens, velhos, príncipes e nobres, igualmente, o
Por que sofrem os justos, aqueles que amam e servem a (3-2) O Livro de Jó
`Tudo quanto tem está na tua mão; somente contra ele honravam. Muito respeitado em todos os níveis da
Deus? Em Jó a1:8,
não estendas tuaomão.'
Senhor (Jóconsidera
1:12.) Jó um "homem É de Keith seu
sociedade, H. Meservy,
conselho era professor-assistente
muito solicitado edenunca escritura
sincero
"De um só golpe, Jó ficou pobreentão,
e reto". Por que motivo, permitiu
- perdendo todos queos antiga na Universidade Brigham Young,
ignorado. Amado por todos, era o benfeitor e todos os esta palestra
seus bois,
Satanás jumentos,
o afligisse servos, ovelhas e até mesmo sua
tanto? necessitados.
intitulada: "Job: Nessas
`Yetcondições,
Will I Trust erainum grande
Him"' ("Jó:conforto
`Ainda
Quem é o responsável
posteridade. A respostapelos problemas
submissa de Jó dos homens?
diante Foi
desse golpe assim,
para Jó nele esperarei"').
sentir-se seguro como a raiz num solo fértil e bem
ofoi
Senhor quem fez
tão perfeita o avião
quanto a deespatifar-se
Jesus: `Nu saí contra a
do ventre de "O que falo
irrigado. Seus hoje
diaspoderá
futurossermultiplicar-se-iam
considerado mais como como areia e
minha mãe,Foi
montanha? e nu tornarei
Deus quempara lá; oaSENHOR
causou colisão dos o deu eo
carros? morreria
reflexões minhas sobre o livro de Jó do que umaglória,
seguro em seu refúgio, rodeado de sua análise
SENHOR o tomou; bendito seja o
Foi ele quem induziu a criança pequena a meter-se nonome do SENHOR.' vivendo
sistemáticacomo de chefe entre o seu
seu conteúdo. É umpovo.livro(Note as palavras
maravilhoso, e de
(1:21.)ou`Em
canal tudo isto',
provocou diz a cardíaco?
o ataque escritura, Respondendo
`Jó não pecou,a nem Jó em 29:2-11; 18-20.)
muitos comentários superlativos têm-se feito a respeito
atribuiu a Deus falta alguma'.
estas perguntas, diz o Presidente Kimball: (1:22.) "Então veio aHugo,
dele. Victor mudança. Já falamosobserva:
em particular, da perda`Odelivro
seusde Jó é
yl "Satanás se
"Responda, errou,
puder.pensando
Eu não que posso,propriedades,
pois, mesmo riqueza e bens e posteridade. Seu sofrimento, porém,
talvez a maior obra-prima do intelecto humano.' (Henry foi crescendo
g até mesmo
sabendo a posteridade
que Deus tem grande eram a essência
influência emda vidavida,
nossa de Jó; em ondas sucessivas,
H. Halley, Pocket Bible até Handbook,
que a morteChicago,
lhe parecia a p.
1946,
parasei
não ele,quanto
o sentido
ele fazda vida transcendia
acontecer e quanto a perda
apenas depermite
todas libertação
232,) Thomas almejada
Carlyle de diz:
uma`Independente
vida repleta dededor. Quais
todas as
essas
que coisas... Seja qual for a resposta, de uma coisa estou
aconteça. foram
teoriasessas
a seuondas dolorosas?
respeito, considero este livro uma das maiores
certo. fé impecável, manteve sua mão no arado e
"Com "Primeiro: Não sabemos
obras já escritas. É nossoexatamente
primeiro e qual mais era seu mal
antigo
conservou
"O sua integridade
Senhor poderia a tragédias? Sim.
(2:3).essas
ter impedido físico. Pelos sintomas, alguns acham
pronunciamento sobre o eterno problema - o destino que poderia ser do
"Satanás, procurando razões mais profundas para a elefantíase. Chagas malignas, um dos sintomas desse mal,
Ele e onipotente, tem pleno poder e controlar nossa homem e o relacionamento de Deus com ele na terra. Não
fidelidade de Jó, concluiu que ele acabaria voltando-se atacaram o corpo de Jó, formando grandes pústulas que
vida, poupar-nos sofrimento, prevenir qualquer acidente, existe, a meu ver, nenhum escrito de igual mérito literário.'
contra o Senhor, se conseguisse feri-lo o bastante. `Pele coçavam tanto, que ele usava pedaços de cerâmica para
dirigir todo avião e carro, alimentar-nos, proteger-nos, (Ibid.) Um estudioso do Velho Testamento, H. H.
por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. raspá-las. Seu rosto ficou tão desfigurado, que seus
livrar-nos de trabalho, esforço, doença e até mesmo da Rowley, reflete: `O livro de Jó é a maior obra de gênio no
i Estende, porém, a tua mão e toca-lhe nos ossos, e na amigos não o reconheceram. As feridas criaram bichos ou
morte,
carne, eseverás
quiser.se Mas ele não o de
não blasfema fará."
ti na(Faith Precedes
tua face!' Ao quetheo Velho Testamento,
vermes (7:5). Seu hálitoe umatornou-se
das obras-primas
tão fétidoartísticas
e seu corpo do
Miracle, p. 96.)
Senhor replicou simplesmente: `Ele está na tua mão; mundo.' (H. H. Rowley, The Growth
exalava um odor tão insuportável, que até mesmo seus of the Old
O livro porém,
poupa, de Jó é auma suamaravilhosa
vida.' (2:4-6.) obra-prima literária
Com seu poder Testament,
amigos 1966, p.horror
lhe tinham 143.)...
(10:17); então refugiou-se no
que trata justamente desta questão:
` demoníaco, Satanás então afligiu Jó com chagas Por que os justos sofrem?
malignas "Impressiona-me
monturo fora da cidade, que o livro
onde de Jó ilustre
viviam vividamente
os leprosos e
a tal ponto, que sua mulher o incentivou
Apesar de nos ensinar muitas lições uma delas se a amaldiçoar proscritos. Sofria dores constantes
um ensinamento de Lectures of Faith, de que, (30:17, 30) para
como
Deus e morrer.
sobressai Heroicamente,
sobre todas as demais:JóTerminado
simplesmente seu replicou: também
perseverar tinha
emterríveis
fidelidade pesadelos
nesta vida,(7:14.)
toda(The
pessoaWestminster
precisa
`Como fala qualquer doida, assim falas tu; receberemos o Study Edition of the Holy Bible, The Westminster Press,
sofrimento, Jó descobriu que o Senhor abençoara seu saber três coisas: que Deus existe, que é perfeito em seu
bem de Deus, e não receberíamos o mal?' E nosso autor Philadelphia, p. 641, nota)...
"último estado... mais do que o primeiro". (Jó 42:12.) caráter e atributos, e que o curso e vida que encetamos é
concluiu: `Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios.' "Segundo: Enquanto antes velhos, moços, príncipes e
Veja se, através de suas leituras, você consegue descobrir agradável a Deus. Faltando qualquer um desses elementos,
(2:10.) Assim, pois, o argumento de Satanás foi nobres honravam a Jó, agora este sentia-se maltratado por
que bênçãos Jó obteve em virtude de seus padecimentos. inexiste uma base completa para a fé. Jó é considerado um
derrubado: a fé que Jó possuía não falhou, e o Senhor aqueles que a própria sociedade rejeita e que vivem `ora da
Em que sentido seu "último estado" foi melhor que o homem de fé; procuremos esses elementos em sua vida.
tinha razão. Contudo a luta de Jó não terminará. Sua prova, por cidade abrigados em cavernas, ao longo dos fossos e entre
"primeiro"?

a capoeira.
2

"Afirma Jó a respeito deles: "Mas agora se riem de "...'Por que escondes o teu rosto, e me tens por teu
mim os de menos idade do que eu, e cujos pais eu teria inimigo?' (13:24; grifo nosso.) `Eis que clamo: Violência!
desdenhado de pôr com os cães do meu rebanho... Do mas não sou ouvido, grito: Socorro! mas não há justiça. O
meio dos homens eram expulsos; gritava-se contra eles meu caminho ele entrincheirou e não posso passar; e nas
como contra um ladrão... Eram filhos de doidos e filhos minhas veredas pôs trevas.' (19:6-8; grifo nosso.) `Ah! Se ! ~
de gente sem nome, e da terra eram expulsos. Mas agora alguém pudesse contender com Deus pelo homem, como o i
sou a sua canção, e lhes sirvo de provérbio. Abominam- filho do homem pelo seu amigo!' (16:21.) `Ah! Se eu ,,
-me, e fogem para longe de mim e no meu rosto não se soubesse que o poderia achar! Então me chegaria ao seu
privam de cuspir. Porque Deus desatou a sua corda e me tribunal. Com boa ordem exporia ante ele a minha causa,
oprimiu: pelo que sacudiram de si o freio perante o meu e a minha boca encheria de argumentos. Saberia as e•
rosto. À direita se levantam os moços; empurram os meus palavras com que ele me responderia e entenderia o que
pés, e preparam contra mim os seus caminhos de me dissesse. Porventura segundo a grandeza de seu poder
destruição. Desbaratam-me o meu caminho, promovem a contenderia comigo? Não; antes cuidaria de mim. Ali o
minha miséria...' (30:1, 5, 8-13.)... reto pleitearia com ele e eu me livraria para sempre do meu
"Perder sua prosperidade e propriedades era uma coisa, juiz. Eis que se me adianto, ali não está; se torno para
e outra bem diferente perder sua saúde e forças, sofrendo trás, não o percebo; Se opera à mão esquerda, não o vejo;
constantes dores e miséria; porém, por alguma razão encobre-se à mão direita, e não o diviso.' (23:3-13; grifo
inexplicada, nesse ponto critico da vida, Jó sofreu uma nosso.)
perda possivelmente tão significativa quanto as outras - "Assim Jó, inexplicavelmente privado de sua riqueza,
ele erdeu o apoio que seus amigos e familiares poderiam família, saúde, vivendo continuamente com grandes dores,
ter-lhe dado nesse momento tão doloroso e sua vida, o sem o apoio psicológico e espiritual de amigos e parentes
qual, estranhamente, foi-lhe recusado. Assim. Jó ficou que deveriam importar-se com ele, vê-se ainda, conforme
absolutamente só e isolado de qualquer pessoa capaz de pensa, abandonado pelo Senhor - o supremo
solidarizar-se com ele nessa ora e E mais uma confortador. Ninguém aparentemente perguntou a Jó qual
-vez,
provação.
ele responsalizou o Senhor pela ruptura entre ele e dessas perdas foi mais dura para ele; no princípio, pelo
seus amigos. menos, Jó dizia que Deus lhe dera, e Deus lhe tirara.
"`Pôs longe de mim a meus irmãos, e os que me Assim, pode-se presumir que sofreu a maior perda e pior
conhecem deveras me estranharam. Os meus parentes me carência, quando percebeu que Deus não atendia seus
deixaram, e os meus conhecidos se esqueceram de mim. Os rogos veementes e sentidos...
meus domésticos e as minhas servas me reputaram como "Os sentimentos pessoais de Jó expõem até certo ponto
um estranho; vim a ser um estrangeiro aos seus olhos. seu sofrimento físico, psicológico e espiritual, e nos
Chamei a meu criado, e ele me não respondeu; cheguei a preparam para compreender que, nessas condições, a
suplicar com a minha boca. O meu bafo se fez estranho a morte seria um grande alívio. Entretanto, queremos
minha mulher, e a minha súplica aos filhos do meu corpo. afirmar enfaticamente que Jó aparentemente jamais,
Até os rapazes me desprezam, e, levantando-me eu, falam pensou em suicídio. Apenas ansiava pela morte_. Nessas
contra mim. Todos os homens do meu secreto conselho coes, aparecem em cena três consoladores. Para
me abominam e até os que eu amava se tornaram contra crédito deles, permaneceram calados, por deferência a Jó,
mim. Os meus ossos se apegaram à minha pele e à minha até ele haver falado. As primeiras palavras dele mostram
carne, e escapei só com a pele dos meus dentes. quanto almejava sinceramente a morte que
Compadecei-vos de mim, amigos meus, compadecei-vos constantemente frustrava suas aspirações (ver Jó 6:8-11)...
de mim, porque a mão de Deus me tocou. Por que me "Depois de haver desabafado um pouco, Jó ouve o
perseguis assim como Deus?' (19:13-22.) primeiro consolador que o presenteia com sua suprema
"Até mesmo a esposa de Jó perdeu as esperanças e, aflição - a incompreensão dos amigos aos quais acaba
desamparada, não sabendo como confortá-lo, o desafiou: dizendo: `Todos vós sóis consoladores molestos'. Ele
amaldi çoa a Deus, e morre'. Nessas circunstâncias, tentara externar-lhes a profundidade de sua angústia, mas
quando tudo mais falha, muitos têm recorrido ao `divino eles, incompreensivos, rejeitaram o clamor de sua alma e
Rei Consolador', o `guia forte, amparo em tentação', para tiraram conclusões, inferindo que ele havia abandonado o
que esteja com eles; pois, quem mais conseguirá com sua Senhor e por isso estava sendo afligido divinamente.
graça minorar o poder tentador? Jó, também. Antes não Prescreveram-lhe o arrependimento se esperava
contara sempre com a luz do Senhor para alumiá-lo nas reconquistar as boas-graças divinas. Ser acusado de
trevas? Não tivera sempre parte nos segredos do Senhor? pecado quando sabia ser inocente, fê-lo sentir-se irado.
(21:3-5.) Jó, sem dúvida, podia recorrer novamente ao Como cegos, não cuidavam das necessidades do amigo,
Senhor nesta hora de aflição... mas das suas próprias. Quando afirmou ser íntegro,
"... Mas os céus continuavam calados. E por uma boa acusaram-no de hipócrita e se esforçavam cada vez mais
razão, conforme sabemos, o próprio silêncio tornara-se para arrancá-lo de sua pretensa auto-complacência,
parte da prova. Mas que grande problema isso nascida de seu insuperável farisaísmo. Esse mútuo mal- ,..'
representava para Jó!.A profunda, deprimente escuridão o -entendido acabou frustrando não só Jó como seus `~%
intimidava com sua terrível treva e o aterrorizava por tu 3õ consoladores.
impregnar. Ouçam este seu apelo desesperado para que o "O primeiro a imputar-lhe pecados foi Elifaz, que
Senhor alivie sua alma, alívio este que inclui a resposta para começa falando em termos gerais, mas acaba acusando-o
sua persistente mas irrespondível pergunta: Por que? Por de pecados específicos, pecados que qualquer pessoa que
que? Por que? conhecesse seu caráter não poderia nem haveria de
3

acreditar que ele tivesse cometido.


"Após a insinuação de Bildade (8:2-6) e a extensa fala
"Observando que Jó fora sempre uma pessoa que de Jó (cap. 9-10), entra em cena Sofar, questionando se
procurava fortalecer 'as mãos fracas', levantar 'os que uma explicação tão longa é capaz de justificar alguém. Na
tropeçavam' e dar forças aos `joelhos desfalecentes', (4:3- verdade, suspeita de que Jó esteja racionalizando, além de
-4), sentiram-se induzidos a oferecer-lhe o mesmo tipo de acusá-lo de mentir e escarnecer. `Às tuas mentiras se hão
ajuda que, achavam, ele costumava dar aos outros. Na de calar os homens. E zombarás tu sem que ninguém te
opirìião de Elifaz, isto significava fazer Jó exergar sua envergonhe? Mits u disseste: A minha doutrina é pura,
verdadeira necessidade - uma avaliação honesta de sua limpo sou aos teus olhos (de Deus). Mas, na verdade,
situação. Diz Elifaz: `Lembra-te agora de qual é o inocente oxalá que Deus falasse e abrisse os seus lábios contra ti, e
que jamais perecesse? E onde foram os sinceros te fizesse saber os segredos da sabedoria, que é a multíplice
destruídos? Segundo eu tenho visto, os que lavram em eficácia; pelo que sabe que Deus exige de ti menos do
iniqüidade e semeiam o mal segam isso mesmo. Com o que merece a tua iniqüidade.' (11:3-6.) Parece que como
hálito de Deus perecem; e com o assopro da sua ira se amigo, Sofar torcia deliberadamente a faca tão habilmente
consomem.' (4-7-9.) Para ele não havia dúvida de que Jó cravada no coração sensível de Jó por Elifaz. 'Se tu
se afastara de Deus, sentindo-lhe o sopro a ira divina. A preparaste o teu coração,' diz ele, ora a Deus e 'se há
implicação era perfeitamente clara para Jó. iniqüidade na tua mão, lança-a para longe de ti'. (11:13
"Por mais válida que fosse a lei da causa e feito, do -20.)
`semear e colher', querer deduzir a causa pelos efeitos, “O tempo não permite uma abordagem mais demorada
como eles fizeram, concluindo que unicamente uma vida dessas acusações e defesas. Jó insistia em que, sendo
em desacordo com o Senhor poderia produzir os efeitos homem íntegro, estava seguindo um caminho correto.
que Jó sofria, é algo que nós, os leitores, o Senhor, Caso seguisse o que diziam, indo para a direita ou
Satanás e o próprio Jó, sabemos não ser certo. E esse esquerda de onde se encontrava, estaria desviando-se da
julgamento precipitado invalidava seu conselho. Mas este verdade. Depois de pedir ao Senhor e aos seus semelhantes
não era o único problema que o conselho deles uma melhor orientação, percebeu que o Senhor não lhe
representava para Jó. Além de ser obrigado a ouvir respondera coisa alguma, e os amigos, embora falando
insinuações críticas que deixavam ainda mais muito, haviam julgado mal sua situação e assim nada de
desmoralizado e arrasado um homem que já vivia sem valor disseram.
esperança-, ainda ficava privado do conforto do tão "Alguns inferem das declarações positivas de Jó ser ele
necessário apoio que lhe poderiam dar, se uma pessoa arrogante, justa aos próprios olhos;
compreendessem sua posição. O último conselho de Elifaz entretanto, o que sabemos sugere exatamente o contrário.
é que se humilhe, dedique sua vida a Deus, não despreze Jó era um homem cujo relacionamento íntimo com o
seu castigo; então o Senhor o curaria e ataria suas feridas. Senhor lhe permitia falar com grande confiança. Algumas
Que amargo bálsamo! passagens maravilhosas do livro ilustram vividamente seu
"Jó então tentou comunicar-se de outra forma, senso de integridade. Por exemplo: `Vive Deus, que
esperando merecer um pouco de empatia, falando da desviou a minha causa, e o Todo-poderoso, que
intensidade de seus sofrimentos: 'Oh! Se a minha mágoa amargurou a minha alma. Enquanto em mim houver
retamente se pesasse, e a minha miséria juntamente se alento, e o sopro de Deus no meu nariz, não falarão os
pusesse numa balança! Porque, na verdade, mais pesada meus lábios iniqüidade, nem a minha língua pronunciará
seria do que a areia dos mares' (6:2-3). Pediu-lhes uma h engano. Longe de mim que eu vos justifique; até que eu
coisa que vinha pedindo ao Senhor: se realmente expire, nunca apartarei de mim minha sinceridade. À
quisessem ajudá-lo, que o fizessem ver claramente o que minha justiça me apegarei e não a largarei; não me
fazer para reconquistar o favor divino. `Ensinai-me, e eu remorderá o meu coração em toda a minha vida.' (27:2-6;
me calarei; e dai-me a entender em que errei. Oh! quão ver também cap. 31.)
fortes são as palavras da boa razão! Mas que é o que
censura a vossa argüição?' (6:24-25.) Jó sabia que ainda
ri ão se haviam dado conta do seu problema, mas
honestamente solicitou uma percepção mais clara de sua
situação aflitiva.
4
"As declarações de Jó sobre si próprio mostram por que ilustradas na vida de Jó. Seu maravilhoso testemunho: `Eu
ele continuava a confiar no Senhor. Ele sabia que o curso sei que o meu Redentor vive' (19:25), mostra que sabia
de sua vida era agradável ao Senhor. Sabia também que perfeitamente que o Senhor existe. Declarações como esta
continuara seguindo esse caminho mesmo nas condições do capítulo treze: `Ainda que ele me mate, nele esperarei',
mais difíceis, condições essas que reconhecia como uma indicam até que ponto conhecia o Ser em quem confiava.
prova do Senhor. Assim, Jó, homem temente a Deus, E finalmente, a ciência de que o rumo que seguia na vida
mantinha-se íntegro não só para com Deus mas também era do agrado do Senhor, dava-lhe forças para permanecer
consigo mesmo, sabendo que os dois se encontravam em fiel, quando acossado pelo adversário. Sua vida, pois,
total harmonia. Ao mesmo tempo, sua contínua confiança ilustra vividamente que essa fé resulta do conhecimento de
no Senhor sob uma pressão tão grande, revela-nos seu que Deus existe, de que é perfeito em caráter e atributos, e
grande conhecimento a respeito da natureza e caráter do de que o rumo de vida que se segue é agradável ao
Senhor a quem servia. E este, obviamente, era o ponto Senhor...
central da prova: Por que continuaria a servir ao Senhor, "... Obviamente, esse encontro pessoal envolve muito
quando a vida e seu sentido pareciam tão adversos à sua mais do que pode parecer à primeira vista. Não era
própria natureza e caráter? O adversário concluía que unicamente para o Senhor mostrar ao Adversário por que
condições intoleráveis como essas arrancariam os últimos os homens o servem. Pode-se inferir que, essencialmente,
sentimentos de lealdade do coração do mais ardente essa experiência foi muito mais importante para Jó do que
discípulo do Senhor. Contudo, ele não sabia até que ponto para o Senhor ou Satanás...
Jó conhecia o Senhor e que, quanto melhor alguém o "Em todas as outras situações, percebemos que o
conhece, tanto mais merecedor de confiança lhe parece. Senhor estava ao lado de Jó, e este o sabia. Pode muito
Essa experiência com Jó deve tê-lo, pois, arrasado e bem ser que, como no caso do jovem que perguntou a
desanimado em seu papel de adversário. E Jó, quase como Jesus: `Que farei para herdar a vida eterna?' Jó, também,
se soubesse a intenção do Adversário, rebate seus tinha uma fraqueza, e o Senhor, `olhando para ele, o
consoladores com tamanhas palavras de integridade e fé, amou e lhe disse: Falta-te uma coisa...' (Marcos 10:17-21.)
que seria difícil, se não impossível, dar uma resposta E a única coisa que faltava a Jó era a perfeição da sua fé,
melhor ao Adversário, se fosse o caso. conforme sugere o trecho a seguir de `Lectures on Faith'.
-Calai-vos perante mim, e falarei eu, e venha sobre Pois ele só alcançaria perfeição na fé, quando houvesse
mim o que vier. Por que razão tomaria eu a minha carne sacrificado tudo de seu, sabendo que esse sacrifício fora
com os meus dentes, e poria a minha vida na minha mão? ordenado pelo Senhor - afinal, ele sabia que o Senhor era
Ainda que ele me mate, nele esperarei; contudo os meus o responsável por sua situação aflitiva. E um sacrifício é,
caminhos defenderei diante dele. Também isto será a por si só, uma prova de obediência, e a obediência, um
minha salvação, porque o ímpio não virá perante ele. Ouvi sinal de fé. Tenham Jó em mente enquanto lerem este
com atenção as minhas razões, e com os vossos ouvidos a trecho:
minha demonstração. Eis que já tenho ordenado a minha “O conhecimento concreto de que o curso de vida que
causa, e sei que serei achado justo.' (13:13-18; grifo se segue está de acordo com a vontade de Deus, é
nosso.) Esta não é uma voz arrogante, orgulhosa, mas a essencialmente necessário para que qualquer pessoa tenha
voz de um filho de Deus divinamente confiante, conhecedor aquela confiança em Deus, sem a qual ninguém pode
da fonte de sua força e integridade. conseguir a vida eterna. Foi isto que permitiu aos santos
"Na fornalha ardente, Jó provou não só ao Adversário antigos suportarem todas as agruras e perseguições,
como a si próprio, que o conhecimento seguro de Deus e aceitando de bom grado a espoliação de seus bens,
um bom relacionamento com ele valiam mais do que sabendo (não apenas crendo) que possuíam algo mais
qualquer outra coisa que conseguira na vida - incluindo duradouro' (Hebreus 10:34)...
duração desta, progênie, amigos e entes queridos, e até -Observemos aqui que a religião que não requer o
mesmo riqueza e saúde. A simples, porém profunda sacrifício de tudo, não tem poder suficiente para produzir
afirmação de Jó: `Ainda que ele me mate, nele esperarei a fé necessária para a vida e salvação; pois, desde os
(confiarei)', torna-se uma refutação absoluta de qualquer primórdios da existência do homem, a fé necessária para o
argumento do adversário a respeito dos motivos pelos gozo de vida e salvação jamais pôde ser obtida sem o
quais os homens servem ao Senhor; mostra ainda que o sacrifício de todas as coisas terrenas. Foi através desse
demônio mentiu ou estava enganado, quando afirmou o sacrifício, e só dele que Deus ordenou que os homens
contrário. Assim, é neste, no décimo terceiro capitulo. no gozassem de vida eterna; e é por meio do sacrifício de
qual Jó demonstra seu profundo conhecimento e fé em todas as coisas terrenas, que os homens realmente sabem
Deus, que vejo o ponto alto do livro, e não no capítulo que estão fazendo o que é agradável à vista de Deus.
dezenove ou quarenta e dois. Quando um homem sacrificou tudo que tinha por amor à
"Foi neste sentido que dizia o Presidente McKay que verdade, não conservando nem mesmo a própria vida, e
sempre `pensou que o propósito do livro de Jó era
ressaltar o fato de que o testemunho do espírito - o
testemunho do evangelho, está acima da tentação de
Satanás ou de qualquer influência física.' (Dedicação do
Anexo do Templo de Salt Lake , em 1963, Deseret News.)
O livro de Jó torna-se, pois, um grande testemunho dessa
grande verdade. Assim, as três coisas que toda pessoa
precisa saber, se quiser ter fé no Senhor, estão todas
5

crendo, perante Deus, que foi chamado a esse sacrifício - na qual vemos através de um vidro escuro - está
por procurar fazer a vontade dele, ele sabe, com toda repleta dela. Sempre existem respostas finais para o que
certeza, que Deus aceitará seu sacrifício e oferta, e que não possa parecer sem sentido ou inexplicável em nossa vida,
o buscou nem buscará em vão. Nessas condições, então, embora não se tornem aparentes para nós imediatamente;
poderá obter a fé necessária para fazer jus à vida eterna. o Senhor, entretanto, prometeu dá-Ias - algum dia (D&C
"Aqueles, pois, que fazem o sacrifício, terão o 121:28-32; 101:27-35). Todo indivíduo que insiste em que
testemunho de que seu rumo de vida é agradável à vista de uma boa crença religiosa precisa explicar todas as
Deus; e aqueles que têm este testemunho, terão fé para contingências da vida para ser aceitável, deveria reler Jó
fazer jus à vida eterna, e capacidade, através da fé, de ou aceitar este conselho do Élder Harold B. Lee:
perseverar até o fim e receber a coroa reservada aos que `Não é função da religião responder a todas as
amam a aparição aparição d de nosso Senhor Jesus Cristo..." perguntas sobre o governo moral de Deus no universo,
( Lectures on N.B. pp. 57-59.) mas, sim, dar coragem ao homem (através da fé) para ir
"A história de Jó demonstra a validade desse conceito. avante, a despeito das questões para as quais nunca
Chegamos, então, ao fim do livro onde encontramos o encontra respostas em seu estado atual. Por isso, cuidai-
Senhor tentando p perturbar Jó , por ousar questionar as -vos, e como disse certa vez um sábio pensador: "Se chegar
ações do Senhor (cap. 38-39). Jó é desafiado a explicar por uma hora em que sentis que não sois mais capazes de vos
que fez isso. `Porventura o contender contra o Todo- apegar à vossa fé, apegai-vos nela de qualquer forma. Não
-Poderoso é ensinar? Quem assim argúi a Deus, responda a podeis enfrentar as incertezas e perigos do amanhã sem
estas cousas.' (40:2) Jó reconhece que falou uma vez, mas, fé."' (Church News, autor não citado.)" (Keith H.
por razões mencionadas mais adiante (veja a seguir), Meservy: "Job: `Yet Will I Trust in Thee"', pp. 139-53.)
promete não fazê-lo mais (40:3-5). Então o Senhor te imputam transgressões, como fizeram a Jó.' (D&C
pergunta: `Porventura também... me condenarás para te 121:1, 7-10; grifo nosso.) Ora, se Jó e seu sofrimento não
justificares?' (40:8.) Que perguntas inquisitivas! Outras foram reais, apenas produto da imaginação de algum
extraordinárias figuras de linguagem sobre o poder e autor, e por outro lado, Joseph Smith foi real, e o
sabedoria do Senhor seguem-se nos capítulos 40-41, sofrimento dele e do seu povo nada tinham de imaginário,
levando Jó a confessar que disse coisas que não entendia então o fato de o Senhor repreendê-lo, dizendo que sua
(42.3). Jó aprendia mais uma vez a não querer aconselhar o situação ainda não era tão ruim como a de Jó, esta seria
Senhor e, sim, receber `conselhos de sua mão'. (Jacó uma comparação intolerável, pois não se podem comparar
4:10.) coisas reais com irreais. Por outro lado, já que o próprio
"Isto é uma coisa que Jó já sabia (cap. 9), mas agora, Senhor fez a comparação, ela deve ser real. Portanto,
de uma forma inexplicável para nós, passara a entender concluo baseado só neste fato, que Jó foi uma pessoa real
algo mais sobre o Senhor, por meio de uma experiência mesmo. As autoridades gerais, sempre que se referem a
`visual', do que antes, quando só o `ouvira'. Diz ele: Jó, têm-no considerado uma pessoa real: como por
`Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem exemplo, John Taylor, Journal of Discourses, 7:197-198;
os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no 18:309-310; 20:305-306; 22:319-320; Wilford Woodruff,
pó e na cinza.' (42:5-6.) Journal of Discourses 18:30; Orson Pratt, Journal of
"Terminada a provação, Jó obtivera esta bênção: agora Discourses 19:315." ("Job: `Yet Will I Trust Thee"',
percebia o imperceptível. A implicação é que agora Jó pp. 154-55.)
aceitava tudo o que lhe acontecera, sem questionar mais a
divina providência. É quase como se Jó acabasse dizendo:
`Tudo bem! Tudo bem!' Seu mais recente encontro com o
Senhor, tenha sido qual for, ensinara-lhe isto.
"É difícil viver-se em meio à tensão, mas a mortalidade
6

NOTAS E COMENTÁRIOS -se a Jó como uma das grandes figuras conhecidas por sua
SOBRE JÓ fé e poder de oração (Ezequiel 14:14, 20; Tiago 5:11). Isto
(3-3) Jó. Como Está Organizado o Livro de Jó? é significativo. Existem outras razões para considerarmos
Muitos estudiosos da Bíblia dividem o livro de Jó em Jó um personagem histórico, mas um dos critérios mais
três partes: prólogo, poema, e epílogo. Os capitulos 1 e 2 decisivos nesse assunto é o fato de que, quando Joseph
compõem o prólogo, que introduz o tema e apresenta os Smith se dirigiu ao Senhor, quando ele e seu povo se
personagens. Os capítulos de 3 a 42:6 constituem o poema, encontravam profundamente aflitos, dizendo: `Ó Deus,
escrito em pura linguagem poética hebraica (embora na onde estás? E onde está o pavilhão que cobre o teu
versão portuguesa estes capítulos sejam também bastante esconderijo?', o Senhor respondeu-lhe, dizendo: `Meu
poéticos, sua linguagem não consegue captar a qualidade e filho, paz seja com a tua alma; e a tua adversidade e as
forma poética do original). O poema inclui a fala dos três tuas aflições serão por um momento; e então, se as
amigos de Jó, as respostas deste, e o discurso do jovem suportares bem, no alto Deus te exaltará... Ainda não estas como Jó; teus
Eliú que pensa ter uma resposta melhor para os Amigos não contendem contra ti, nem te imputam transgressões, como
sofrimentos de Jó do que Elifaz, Bildade e Sofar. Os Fizeram a Jó (D& C 121, 7-10; grifo nosso) Ora, se Jô e seu sofri-
últimos onze versículos formam o epílogo, que mento não foram reais, então a comparação feita pelo Senhor seria
simplesmente relata as bênçãos e graças finais do Senhor. intolerável. As autoridades gerais sempre tem se referido a Jô como
À semelhança do prólogo, é escrito em prosa. uma pessoa real. ( Journal of Discourses, 7,197:198 e 18,309:310 )

(3-4) Jó 1•1. Jó Existiu Realmente?


Os estudiosos não se preocuparam tanto com a (3-5) Jó 1:7-12; 2:1-6. Deus Realmente Conversou com
identidade de Jó como com o fato de se realmente existiu Satanás?
ou não. Diz Adam Clarke a respeito da identidade e Algumas pessoas se perguntam se Deus de fato conversa
existência de Jó: "Não quero aborrecer meus leitores com com o demônio e os espíritos que o seguem, conforme diz
os argumentos prós e contras usados por homens nestas passagens. Estes versículos podem representar antes
entendidos, relativos aos pontos já mencionados; se o uma forma poética de criar o clima para o que segue na
fizesse, seria obrigado a transcrever enorme massa de vida de Jó - suas amarguras, tentações, perdas dos bens
informações que, embora pudessem demonstrar o grande terrenos - do que um diálogo de fato. O Senhor não
conhecimento dos autores, certamente seriam pouco barganha com Satanás, nem concorda com seus desígnios
edificantes para a grande maioria de meus leitores, a qual maléficos; entretanto, o Senhor permite que Satanás aflija
pode, naturalmente, desejar conhecer minha opinião a e atormente o homem, até que se escoe seu tempo
respeito desses pontos; e, de fato, têm direito a essa determinado na terra. Assim, a provação de Jó é
opinião: e ouso sustentá-la e não tenho nenhuma consistente com o conceito de que Deus permitira que
imposição de ocultá-la. Acredito que Jó foi uma pessoa Satanás afligisse Jó, não devido a uma barganha entre os
real, e sua história, um relato de fatos." (The Holy dois, mas porque convinha aos propósitos de Deus para
Bible... With a Commentary and Critical Notes, 3:5.) Jó.”Meservy” sugere que a aparição de Satanás aos "filhos de
Meservy comenta: "Embora alguns estudiosos achem Deus" pode ser explicada literalmente: "A descrição do

que o livro não é a história verdadeira de um homem real, demônio nos capítulos um e dois será verdadeira? Creio
penso que a maioria dos entendidos acha que sim. É que sim. Ali diz também que Satanás veio entre os filhos
preciso admitir que se trata de uma obra literária com um de Deus. Quem são esses filhos? Esta designação nas
prólogo (cap. 1 e 2) e um epílogo (cap. 42) escritos em escrituras, geralmente se refere àqueles que se
prosa, com o corpo (cap. 3-41) composto em forma de comprometeram a servir o Senhor e estão dispostos a
poema hebraico; mas dizer que se trata de uma obra assumir o seu nome pelo batismo, nascendo de novo e
literária, não é negar que se baseia em fatos, assim como deixando-se, daí em diante, guiar pelo Espírito de Deus.
afirmar que um livro, peça teatral ou mesmo musical, Estes são os filhos de Deus, que clamam: `Aba Pai'.
baseado na vida de Joseph Smith não é verossímel por se (Moisés 6:65-68; 7:1; Mosias 5:7-10; 15:10-12; D&C 11:30;
tratar de obra literária ou artística. Ezequiel e Tiago, por 39:4-6; 76:23-24, 51-60; Rom: 8, particularmente os
exemplo, consideram-no personagem histórico e referem vers. de 14-17.) Diz o nosso autor que no dia `em que os
7

filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor veio "Se alegria, paz e recompensas fossem dadas
também Satanás entre eles' (JÓ 1:6). Isto dá a entender que instantaneamente àquele que pratica o bem, não haveria o
Satanás se meteu entre os fiéis, quando se reuniram para mal - todos fariam somente o bem, mas não por causa da
suas devoções, religiosas. Na ocasião, o Senhor decidiu retidão de fazê-lo. Não haveria nenhuma prova de força,
destacar um deles numa observação a Satanás." ("Job: nenhum desenvolvimento de caráter, nenhum aumento de
`Yet Will I Trust in Thee."', p. 115.) poder, nenhum livre arbítrio, apenas controle satânico.
(3-6) Jó 13:7-28. Confiar em Deus "Fossem todas as orações atendidas imediatamente, de
Embora não entendendo por que Deus permitia que acordo com nossos desejos egoístas e compreensão
fosse tão afligido, Jó não julgou o Senhor nem perdeu a fé limitada, haveria pouquíssimo ou nenhum sofrimento,
nele. "Calai-vos perante mim," diz ele aos amigos, "e tristeza, desapontamentos ou mesmo ; e s
venha sobre mim o que vier." (Vers. 13.) Deus era a sua coisas não existissem, também não haveria nenhuma
salvação, e Jó confiava unicamente nele; encarava suas alegria, sucesso, ressurreição, nem vida eterna e
aflições com a devida visão. Conforme diz o Presidente divindade." (Guia de Estudo Individual para os Quoruns
Spencer W. Kimball: "Se encararmos a mortalidade como do Sacerdócio de Melquisedeque, "Um Sacerdócio Real",
estás como Jó, teus amigos não contendem contra ti, nem 1976-77, pp. 45-46.)
vida curta seriam uma calamidade. Mas, vendo a vida
como algo eterno que vem de um remoto passado pré (3-7) Jó 19:26. "Ainda em Minha Carne Verei a Deus"
-mortal e se estende num eterno futuro pós-mortal, então Na Versão do Rei Tiago (e também na de João Ferreira
todos os acontecimentos podem ser colocados em sua de Almeida, em português), este versículo confirma a fé
devida perspectiva." (Faith Precedes the Miracle, p. 97.) que possuía Jó na ressurreição física. Em muitas outras
Os amigos de Jó questionaram a sabedoria de Deus e versões da Bíblia, todavia, este versículo afirma
consideravam o sofrimento de Jó uma punição por Ele exatamente o contrário, isto é, Jó diz nessas versões que
enviada. Mas Jó tinha um entendimento mais amplo. verá a Deus, mas não na carne. Como é possível duas
Sabia que Deus não o abandonara, apesar de suas preces traduções tão diametralmente opostas de um mesmo
por alívio não estarem sendo atendidas como desejava. texto? Meservy explica:
Fosse seu sofrimento realmente causado por pecado "Poderíamos notar, entre parêntesis, que o grande
pessoal, rogava que o Senhor o fizesse sabê-lo, para que testemunho de Jó em 19:26 tem sido interpretado de duas
pudesse arrepender-se (vers. 23). formas: `Ainda em minha carne verei a Deus' (Versão do
Mas o sofrimento nem sempre é conseqüência de Rei Tiago e de João Ferreira de Almeida); e `Sem a minha

pecado; ele tem um objetivo maior, parte do qual é carne verei a Deus' , (Versão da Sociedade de Publicação

educativo. Diz o Presidente Kimball: Judaica, 1917). A primeira indica a ressurreição literal, a
"Não lhe parece haver sabedoria no fato de o Senhor outra não. O texto hebraico diz `da minha carne e isto
nos dar obstáculos para que possamos sobrepujá-los, pode ser interpretado das duas formas. A mesma
responsabilidade para que possamos progredir, trabalho ambigüidade acontece em nossa língua, quando, por
para fortalecer nossos músculos, tristezas para pôr à prova exemplo, eu digo: `Da casa eu o vi chegando.' Tanto
nossa alma? Não somos expostos às tentações, a fim de poderia eu estar dentro da casa como fora dela, quando o

provarmos nossa força vi chegando. Assim, a teologia daquele que traduziu a

às doenças para aprendermos a cultivar a paciência passagem determinou a sua forma.

e à morte p podermos ser imortalizados e glorificados. "Os santos dos últimos dias não dependem dessa

"Se fossem curados todos os doentes por quem oramos, passagem para fundamentar sua crença na ressurreição

se fossem protegidos todos os justos e destruidos os literal, mas apontam-na como mais uma gloriosa

iníquos, todo o programa do Pai ficaria anulado e afirmação do fato." ("Job:`Yet Will 1 Trust in Thee"',

terminaria o livre-arbítrio, princípio fundamental do p. 158.)

evangelho. Nenhum homem teria de viver pela fé.


8

(3-8) Jó 29:16-17. Um Homem Verdadeiramente Justo (3-9) Jó 42:10, 13. Por Que o Senhor Não Dobrou
Talvez nisto resida o segredo da perfeição de Jó: Ele não Também o Número de Filhos de Jó?
ajudava apenas àqueles que lho pediam; ele buscava Jó 42:10 diz que "o Senhor acrescentou a Jó outro
pessoas para ajudar. tanto em dobro a tudo quando dantes possuía". Mais
Como rei, Jó tinha a obrigação de defender seus adiante, depois de enumerar seu gado, o autor acrescenta:
súditos. Quando, por exemplo, tinha notícias de que "Também teve sete filhos e três filhas." (Vers. 13; grifo
alguém havia sido saqueado por ladrões, ele os perseguia e nosso.) Jó tivera originalmente sete filhos e três filhas. A
empregava a força, se necessário, para recuperar os bens duplicação de suas antigas bênçãos poderia sugerir que
roubados e poder devolvê-los ao legítimo proprietário. receberia mais quatorze filhos e seis filhas, mas ele recebeu
Jó não era um Robin Hood que roubava de um grupo o número exato que tivera antes. Como isso pode ser
para dar a outro. O único rico que ele roubava era a si encarado como o dobro? C. F. Keil e F. Delitzsch dão
próprio, e fazia-o liberalmente. Diz Clarke, comentando a uma resposta que deve ter muito mais sentido para os
retidão de Jó: santos dos últimos dias do que para qualquer gentio:
"Como magistrado supremo, ele escolhia seus "A quantidade de gado (ver Jó 1:3) aparece agora em
caminhos, resolvia suas divergências, assentava-se como dobro, mas com os filhos é diferente.
chefe, presidindo todas as suas assembléias civis. "Portanto, em lugar de (dobrar) os sete filhos e três
"Como comandante em chefe, habitava como rei entre filhas que tivera, recebeu exatamente o mesmo número, o
as suas tropas, mantendo a ordem e disciplina, e que é o mesmo que duplicá-los, pois, segundo o Velho
providenciando que seus soldados dispusessem do Testamento, os filhos falecidos não são absolutamente
necessário para os combates e sustento da vida. perdidos (ver 11 Samuel 12:23). O autor deste livro, em
"Como homem, não se julgava bom demais para os todo o resto consistente até aos mínimos detalhes, aqui nos
trabalhos mais ordinários da vida doméstica, a fim de dá a entender que nossa relação com os homens que
aliviar ou apoiar seus semelhantes; saía a consolar os que morrem e partem é diferente daquela que temos com as
pranteiam - visitando os doentes e aflitos, cuidando de coisas que perdemos." (Commentary on the Old
suas necessidades e providenciando que os feridos fossem Testament, 4:2:390.)
devidamente tratados. Nobre Jó! Olhai para ele, vós,
nobres da terra; vós, representantes de países, vós,
generais de exércitos; e vós, senhores de províncias. Olhai
para Jó! Imitai sua ativa benevolência, e sede saudáveis e
felizes. Sede como anjos guardiães em vossos distritos,
abençoando todos com vosso exemplo e vossa
generosidade. Mandai vossos cavalos de caça para o
arado, vossos galos-de-briga para o monturo; e, enfim,
vivei como homens e cristãos." (Commentary, 3:132.)
Este não era o Jó do monte de cinzas, cheio de chagas;
era o grande homem do Oriente a quem Deus considerava
sincero e reto. (Ver Jó 1:8.)

MARCOS , MEU IRMÃO PRESBITERIANO, É UMA ENORME


SATISFAÇÃO PASSAR-LHE ESTA BROCHURA.
ELA FAZ PARTE DE NOSSO LIVRO DO INSTITUTO, ESCANEEI
USANDO O OMNIPAGE O QUE DEU UM POUCO DE TRABALHO
POIS ELE JOGA TUDO NO WORD COM MUITOS ERROS
DESCULPE A DEMORA. ATÉ MAIS...
SILVIO

Centres d'intérêt liés